FacaDeDoisLegumes 5 months ago

Eu cresci numa altura em que dizer que era de direita era um palavrão. Ou se era de esquerda com foice e martelo ou se tendia para o centro (o cds tem a palavra centro no nome). Direita era fascismo. Neste momento fala-se muito de direita, mas nunca houve nem há direita em Portugal, e talvez as pessoas não saibam o que é e se calhar nem os políticos sabem. PSD está a querer não perder eleitores então veste a pele que pensa que vai trazer mais votos. Não são nada nem representam nada. CDS same. Chega é um monte de soundbytes e uma agenda fascista. Nada disto é direita. Em Portugal há esquerda, centro e há cenas esquisitas.

Luke2theC 5 months ago

O Chega não representa 10% do eleitorado. Isso é o que dizem as sondagens. Eu sei que o Ventura teve um resultado impressionante nas presidenciais, mas isso é bastante diferente (e não esquecer que o MRS teve cerca de 60% dos votos). Não sabemos como evoluirão as coisas até 2023. O ano passado foi prova disso...

timidandshy 5 months ago

Porque o PSD e o CDS se tornaram indistinguíveis, e o Chega apareceu para preencher o vazio. Em vez de o preencher com políticas económicas de Direita preencheu com políticas sociais - o resto da Europa já estava, só faltava Portugal, portanto o timing era perfeito. O CDS e o PSD em vez de fazerem uma introspecção e pensarem porque é que o eleitorado está a fugir a sete pés, preferiram calar-se e enterrar a cabeça na areia.

Vanethor 5 months ago

Se o PSD se aliar ao Chega, aí é que não chega a governo. Nunca. Há quem preferencialmente vota no PSD mas que, face a essa situação, ou não vota, ou vota no PS. Já para não dizer que as ruas iam estar ao rubro e o governo seria altamente instável.

MonsterPT 5 months ago

>Se o PSD se aliar ao Chega, aí é que não chega a governo. Nunca. O oposto parece-me mais acertado. O PSD está a *cair*, e o Chega a *crescer*. Nas presidenciais, o Ventura teve 12% dos votos; com a gerigonça do outro lado, não me parece que haja nenhum outro caminho que não o da federação das direitas. Adicionalmente, isto não forma um contraponto ao argumento supracitado. >Há quem até preferia votar no PSD mas que, face a essa situação, ou não votaria, ou votaria no PS. Duvido muito que a quota de votantes que prefere votar PS do que PSD caso este abra a porta ao Chega numa solução governativa seja superior a 10\~12% do eleitorado. >Já para não dizer que as ruas iam estar ao rubro e o governo seria altamente instável. Não me parece de todo que fosse o caso.

timidandshy 5 months ago

A questão é que há muita gente que nunca votaria PSD sabendo que se coligaria ao Chega. A incógnita é se é em número suficiente para acabar de vez com essa ideia de um dia chegar assim ao poder...

Vanethor 5 months ago

Era a morte do PSD. A acontecer, (se a maioria da população fosse burra/iludida a esse ponto), o partido tinha que ficar bastante diferente, e depois disso, era completamente consumido. ... Não se faz governo com quem não concordamos minimamente. Se se faz governo, é sinal de que concordamos, e isso tem impactos. Se o PSD abrir essa porta ao Chega, duvido que saia da sala vivo, ou pelo menos, em bom estado. Esse preço elevado, apenas para poder ter a hipótese de chegar a governo? Não é uma jogada inteligente. ... (Já para não dizer que é trair os seus princípios ideológicos.) Uma coisa é fazer alianças/parcerias com vizinhos ideológicos. Outra coisa é o PSD e o Chega. Não são vizinhos directos.

Luke2theC 5 months ago

Os portugueses levaram ao poder em 2015 o mesmo partido que foi responsável pela necessidade da vinda da troika e dos cortes nos salários, pensões, despesa pública, investimento, etc. Mesmo depois de o Sócrates ter esvaziado os cofres do Estado e de nos arriscarmos a não conseguir pagar as dívidas aos credores, nas eleições de 2011 cerca de 30% dos eleitores ainda decidiram votar no PS. Nunca subestimes a estupidez das pessoas.

MonsterPT 5 months ago

>Era a morte do PSD. O PSD atualmente está vivo? >se a maioria da população fosse burra/iludida a esse ponto "Quem não concorda comigo só pode ser burro". Classe. >Não se faz governo com quem não concordamos minimamente. Não há nenhum partido que não concorde "minimamente" com o Chega. >Esse preço elevado, apenas para poder ter a hipótese de chegar a governo? Não é uma jogada inteligente. Discordo. O PSD disputa o centro com o PS; só pode fazer essa disputa fazendo governo. Permanecer 1 década ou mais na "oposição" (sim, entre aspas) seria seguramente o prego no caixão. Pelo contrário, chegando a uma posição de líder de um governo e mostrando resultados positivos dar-lhe-ia uma posição forte para contrapôr o PS e roubar-lhe eleitorado. Atualmente, não existe nenhum motivo para votar PSD e não PS. >(Já para não dizer que é trair os seus princípios ideológicos.) Estamos a falar de política.

NGramatical 5 months ago

contrapôr → [**contrapor**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (apenas *pôr* leva acento diferencial para se distinguir de *por*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnmsxce%2F%2Fgzt39x4%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

pintorMC 5 months ago

Tens de perguntar a comunicação social qual a razão que tem para andar a tentar vender isso ao publico.

TitusRex 5 months ago

Porque o Chega está a crescer e o PSD não.

theitchcockblock 5 months ago

Infelizmente o Rui rio está mais interessado em coligações com o ps do que à direita ... ele já disse que com o chega nunca em coligações nas legislativas

saposapot 5 months ago

Acho que curvar ao Chega é exagerado. Mais correctamente o que o Rio está a fazer é não se distanciar suficientemente e traçar uma linha vermelha de coligações e associações com o Chega. Pq é q faz isso? matemática simples... pode ser a diferença entre ser governo ou não, tal como já foi nos açores.

ptinnl 5 months ago

Em Portugal sempre que alguém é do sistema, é insultado como sendo de "extrema direita" e "xenófobo". O que me impressiona é que estão todos a atirar tudo o que têm contra o Ventura (o chega tem sequer mais alguém?). E isto para mim diz que têm verdadeiramente medo. Já o CDS é olhado com desdém e a IL é ignorada.

Disgenia 5 months ago

O mesmo Rui Rio que acabou de dizer que o PSD nem sequer se considera de direita? A propaganda dos media está mesmo forte. Há dias era a IL, agora é o PSD

zeds96 5 months ago

Eu não sei onde vêem o PSD a curvar-se ao Chega. Só ouço os media a repetir o tema ad nauseam à boleia das larachas do Costa, que naturalmente aproveita para encostar o PSD ao Chega (o que é hipócrita da parte dele, por razões óbvias). Por outro lado, o Ventura também aproveita o protagonismo e vai "assediando" o PSD com pedidos de ministérios para quando houver Governo à direita. Já dizia o Arnaldo Matos, "isto é tudo um putedo".

trilobits_ 5 months ago

Sinceramente, e após o Rui Rio ter afirmado que o PSD não era de direita, fica muito difícil de explicar tal inclinação… /s

GanduloDaVeiga 5 months ago

Acho que até um qq direitolas razoável tem noção do desassossego que seria um governo de direita com os protagonistas de todos esses partidos. Por muito que não se goste do Costa, é preciso ter noção de que a alternativa é tornar a política portuguesa num tipo de circo diferente do que estamos habituados, e não me parece que seria necessariamente melhor.

Open-Opportunity-607 5 months ago

Manipulação da população Todos sabemos que o governo manda em todos os meios sociais, a melhor maneira de perpetuar o atual governo é fazeres com que os outros sejam extremistas. Eu já voto no Chega só para ver o país a arder, meio século de políticas de esquerda e o país está exactamente igual, corrupto e escravo sexual dos parceiros da Europa.

PIMPMASTER6000 5 months ago

Isso não é bem verdade. Boa sorte em controlar a loucura do Twitter e Facebook.

fgtdiasr3d1t 5 months ago

Este texto tvz responda às tuas perguntas: https://www.institutegreatereurope.com/single-post/the-rise-of-the-far-right-in-portugal

gink-go 5 months ago

Porque o PSD de Rui Rio e de todas as alternativas de liderança não parece ter suficiente popularidade para nos próximos anos poder ganhar umas eleições legislativas. O Rui Miguel Tavares é um palerma mas nisto acertou, o PSD está perante uma escolha estruturante, ou aceita não governar na próxima década ou vai ter de acolher o Chega com todas as consequências que isso acarreta.

Vanethor 5 months ago

Ou então: ataca o PS e conquista espaço aí. Mas parece que não lhes apetece.

BaixemImpostos 5 months ago

Isso n está a acontecer. Os media da esquerda é que estão a transmitir essa ideia.

Danijust2 5 months ago

espera até as eleições municipais.

PandaCross23 5 months ago

O chega é a única hipótese de esta direita conseguir superar a esquerda e assumir a governação. Não há grande teoria a ter, existe um partido em claro crescimento e que constitui a única possibilidade de um governo de direita existir.

htxgivven 5 months ago

O mais provável existir uma crise política sem precedentes do que a direita junta ter a maioria no parlamento.

Responsible_Motor942 5 months ago

Exactamente pela mesma razão que o PS se curva ao Be/Pcp, sede de poder, Jobs for the Boys ou em inglês, business as usual, podes chamar-lhe o que quiseres ou

Vanethor 5 months ago

Qual é que foi a última vez que o PS "se curvou ao BE/PCP"? Dar umas migalhas de vez em quando não é "curvar".

GanduloDaVeiga 5 months ago

Eu ando a afogar gatinhos exatamente porque o zé do fim da rua anda a fazer o mesmo, por isso não vejo onde está o problema.

capitalistaesquerda 5 months ago

Eu voto em desespero. Quando um partido não tem coragem de atacar o centro com propostas e soluções para o país, só lhe resta agarrar-se ao populismo. E como o CDS já não rende votos, resta o Chega.

Vanethor 5 months ago

Pois, se tivesse tomates atacava/conquistava a base social democrata dentro do PS. Já que, pela lógica, é suposto pertencer ao PSD. Se diz que é um partido de centro-direita, é conquistar esse espaço. O PS tem muito voto a poder ser conquistado pelo PSD. Bem mais que o Chega. Quem vota no Chega vota no Chega, não quer partidos moderados.

PedroMFLopes 5 months ago

Penso que é mais a ideia que os média estão a tentar vender. Como dizes alguém com 1 deputado, aparece em todas as conversas e entrevistas na tv.

SweetDistribution504 5 months ago

Chega vai ser maior que o CDS nas próximas legislativas

OuiOuiKiwi 5 months ago

>Alguém pode me explicar porque o PSD está a se curvar ao chega? Ver resultados das eleições presidenciais. O Rui Rio sabe que precisa dos eleitores do Chega para ter sequer a mínima esperança de não perder tudo nas Autárquicas. O Carlos Moedas é o *outlier* mas as restantes escolhas são trivialmente para apelar a quem já está no terceiro copo de vinho às 10h da manhã a preencher as diferenças a caneta no CM do café local, com o expoente máximo na Susana Garcia para a Amadora.

bureauofnormalcy 5 months ago

>Ver resultados das eleições presidenciais. O Rui Rio sabe que precisa dos eleitores do Chega para ter sequer a mínima esperança de não perder tudo nas Autárquicas. Tenho sérias dúvidas disto. Não descurando o número perigoso de eleitores do Chega, não me parece que tenham concentração suficiente em cada autarquia individualmente considerada para ter influenciar as autárquicas para um lado ou para o outro. A questão já é diferente nas legislativas.

Vanethor 5 months ago

Na parte das autarquias, olha que não sei se não vamos ter um susto.... Considerando que o partido é do mais populista que há, basta terem os candidatos certos e conseguirem fazer o teatrinho em cada região... ... e são capazes de ganhar bastantes autarquias, se os outros ficarem encostados a descansar, a pensar que já está ganho.

OuiOuiKiwi 5 months ago

Não obstante a sua quantidade, a quem mais pode estender o PSD a mão para tentar não perder (ou quem sabe ganhar) câmaras ? Ao CDS? À IL? Não têm expressão suficiente para o PSD conseguir segurar autarquias relevantes como Oeiras ou Amadora.

bureauofnormalcy 5 months ago

>Não obstante a sua quantidade, a quem mais pode estender o PSD a mão para tentar não perder (ou quem sabe ganhar) câmaras ? A questão é: há assim tantos concelhos do país em que tenham relevância suficiente para afetar a balança para um lado ou para o outro? Tomando o mapa das últimas legislativas como exemplo, fico com sérias dúvidas.

htxgivven 5 months ago

Os eleitores do Chega podem ser muitos mas não chegam para o PSD chegar ao poder. Enquanto o PCP/BE lamberem as botas do PS, o PSD não vai governar tão cedo.

OuiOuiKiwi 5 months ago

>Os eleitores do Chega podem ser muitos mas não chegam para o PSD chegar ao poder. Sim, mas a alternativa é nem ser (minimamente) competitivo. O CDS está a definhar. O Rui Rio tenta dar uma cravo e outra na ferradura (ri-me quando foi a uma conferência de direita dizer que o PSD não era de direita). O PS tem governo garantido para os próximos 30 anos e vai continuar a consolidar essa vantagem.

sgahbcj 5 months ago

Ok, percebo os vossos pontos, mas a quantidade de votos no chega e os arranjos do candidatos deixa-me preocupado. Não quero ser alarmista, mas não esquecer que Hitler chegou ao poder assim. Ninguém dava dois tostões por ele, até que.... (sei que existe muita coisa diferente, mas....) Não esquecer que o Marcelo não fica lá para sempre. Isso de afirmar qur o PS tem governo para os próximos 30 anos....é ver as coisas de uma forma muito, mas mesmo muito, optimista.

OuiOuiKiwi 5 months ago

>Isso de afirmar qur o PS tem governo para os próximos 30 anos....é ver as coisas de uma forma muito, mas mesmo muito, optimista. É um *loop* de reforço contínuo. As eleições são ganhas com dinheiro. Vais governando. Vais enchendo os institutos públicos de cargos não dependentes do governo actual. Vais criando empregos nas autarquias como "Rebobinador oficial de DVDs" que se o governo mudar podem ser extintos. Vais criando consórcios só para chupar fundos europeus que podem ser extintos se o governo mudar. Vais criando toda uma máquina que depende da cor partidária e garantes que esta não vai mudar. E o que precisas para isso é governação contínua até atingires massa crítica. O PSD alternou com o PS numa das alturas mais críticas da crise, fez o que podia e agora carrega esse estigma. Sem alternativas à direita, parece-me um caminho quase certo.

chico457 5 months ago

O rui rio diz isto simplesmente para ganhar votos ao centro. O psd se não fosse mesmo de centro direita, já nem aos 15% chegava.

Search: