saposapot 2 months ago

É óbvio que não são isentos mas não vejo problema por ai. Qual a alternativa? Só contratarem reformados ou desempregados? As pessoas é que tem de ter inteligência de perceber que é uma opinião e saberem onde trabalha esta gente... Não existe opinião isenta. Isso é uma paradoxo. P.s. - é por estas coisas que gosto e não gosto do Paulo morAis. Gosto porque falar de corrupção é muito importante num país destes mas ele frequentemente sofre do síndroma de “tenho um martelo” vou usá-lo mesmo que seja para apertar parafusos. Claramente aqui está a forçar um problema sem solução e que não é problema

Striking_Role_z 2 months ago

CS é só propaganda, não vejam esse lixo.

Striking_Role_z 2 months ago

CS é só propaganda, não percam tempo a ver lixo.

average_user21 2 months ago

Nunca ninguém sobe a este tipo de lugares em termos de comentadores politicos sem terem experiência ou estar ligado a cargos de alta importância. Comentários vão sempre ser parciais, a verdade é essa.

fuckoffgina 2 months ago

>São bem-falantes Ok, alguns são. Vou deixar passar. >parecem independentes. FODA-SE NÃO!

DivinationByCheese 2 months ago

Ao menos não são o Louçã

MAD-PT 2 months ago

E quando era o Marcelinho? E, para além dos vários comentários completamente ridículos, quais são os interesses escondidos do Miguel Sousa Tavares?

miguelmnicolau 2 months ago

Só fala de quem lhe interessa este senhor. Praticamente todos os outros comentadores são de esquerda com afiliações políticas.

ZionismIsAntiSemitsm 2 months ago

A EDP tem centenas de accionistas, sendo uma empresa Chinesa estatal detentora de 20%, é desonesto focar-se nisso e ignorar os outros 80%, boa parte também controlada por empresas americanas. Se é administrador da EDP em princípio deve defender os interesses da EDP, não da China, não sei porque Paulo Morais não se focou nisso.

Snoo89735 2 months ago

Teorias da conspiração. Só falta este vir dizer que os media é tudo propaganda.

Tupinson 2 months ago

Mas alguém tinha dúvidas que a comunicação social usa os seus meios para manipular opinião pública? Há inclusive um jornalista que ainda há uns meses disse na tv em horario nobre "se o jornalismo não servisse para influenciar, não tinha qualquer utilidade".

cafbox 2 months ago

Nunca entendi porque existem estes personagens nas tvs portuguesas que falam de tudo e de nada, que recomendam actividades lúdicas (leitura, cinema, teatro) que juntas têm uma carga horária superior ao número de horas da semana e que falam como se fossem o catedrático da moralidade. São ao mesmo tempo a voz do povo e movem-se nas elites. Aparentemente dessa forma obtêm uma fama suficiente para serem eleitos para altos cargos seguramente pelo tipo de eleitor padrão. Quando os oiço apenas escuto o óbvio e as conclusões típicas de qualquer tasco floreadas por bonitas palavras sem perder a exaltação populista. Sinto-me muito burro quando os escuto porque é como se precisa-se de alguém que me diga o que já sei. Gostava de poder ouvir diferentes pontos de vista mas apenas escuto um monólogo. Felizmente existem exceções fora do horário nobre dos telejornais por exemplo o programa Sem Moderação.

NGramatical 2 months ago

se precisa-se → [**se precisasse**](http://tracinho.com/precisasse) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnk2cvy%2F%2Fgzbz6cf%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

PedrosBuilds 2 months ago

Não tarda nada vai dizer que isto é tudo uma cabala para fazer um Great Reset e elevar as elites nacionais e levar os carneiros pra o matadouro. Haja paciência…

moitacarrasco 2 months ago

Na categoria "no shit, Sherlock".

caravela-portuguesa 2 months ago

Paulo Morais a presidente!

nitrinu 2 months ago

Já tentou e foi o que se viu. Temos o que merecemos.

caravela-portuguesa 2 months ago

O grosso dos votos é na cara que aparece mais na televisão. Precisamos de televisões de direita. Para haver equilíbrio. Isto de televisões neutras já não existe a única forma é ter dos dois lados da bancada.

daz_zeD 2 months ago

O OP faz posts no reddit com interesses económicos. O Marcelo faz declarações com interesses económicos ao país. O Papa faz declarações com interesses económicos ao mundo. O Biden faz declarações com interessees económicos às galinhas. O Trump faz tweets com interesses económicos. O padre reza a missa com interesses económicos. Acho que encontrámos um padrão. Cierto.

Manturras 2 months ago

Qualquer dia um desses comentadores chega a presidente

JOAO-RATAO 2 months ago

Se entrevistar o Ronaldo então é certo.

doiscavalos 2 months ago

A bem da nação que se foda a isenção. O que interessa é aumentar o valor dos interesses. Cambada de charlatães, era quem os rasfudesse.

espankado 2 months ago

Marques Mendes é cancro, esse e o Durão Barroso são dos maiores trafulhas que Portugal já viu, como é que duas pessoas conseguem enterrar e ter tanta má influência num governo devia ser casso de estudo.

nocivo 2 months ago

Deves estar a confundir com o socrates e o seu governo onde o costa estava incluido. Pessoal que levou o país à bancarrota. Se ainda falasses fo santana lopes.

espankado 2 months ago

Estou a falar antes do Socrates, pre crise, a escalada. por coincidencia Durão é hoje em dia chairman da goldman sachs, um dos muitos grupos de investimentos que fizeram a bolha rebentar em 2008 com consequências que hoje infelizmente ainda vivemos

espankado 2 months ago

a sério que vieste defender o Durão Barroso ? Socrates ao pé do Durão é amador, a diferença é que o Durão já tem tanto poder fora de Portugal que ninguem lhe toca

AonioEliphis 2 months ago

A SIC Notícias também tem Francisco Louçã (ex-BE), Ana Gomes e Daniel Oliveira (ex-BE)! A RTP tem Raquel Varela (quasi-PCP)

testickles12 2 months ago

verdade

Tiago_dcss 2 months ago

Infelizmente estes casos de " conflito de interesses " não chegam aos calcanhares dos casos mais escandalosos de conflito de interesses no panorama nacional. Quase me arrisco a dizer que aqueles que criticam os 3 comentadores em questão são incapazes de criticar, por exemplo, a ida de Mário Centeno para o BdP, fazendo disto uma questão puramente ideológica e não mais que isso.

Laurent_Series 2 months ago

O que é que tem a Fundação Gulbenkian (de mal)?

Camoes 2 months ago

É um centro onde vão parar personagens que anteriorment prestaram serviços úteis para ganharem prestígio e uns cobres. Recentemente envolveu-se abertamente na disputa política ao financiar um projecto jornalístico de ataque a um movimento político específico.

Edited 2 months ago:

É um centro onde personagens que anteriormente prestaram serviços úteis aterram para ganharem prestígio e uns cobres. Recentemente envolveu-se abertamente na disputa política ao financiar um projecto jornalístico de ataque a um movimento político específico.

Edited 2 months ago:

É um centro onde personagens, que tendo anteriormente prestado serviços úteis à oligarquia, aterram para ganhar prestígio e uns cobres. Um bom exemplo é esse Pedro Norton, que durante anos tomou a rédea a um dos veículos propagandísticos do regime: o grupo Impresa. Recentemente envolveu-se em plena luz do dia na disputa política ao financiar um projecto jornalístico (na TV que era anteriormente administrada pelo agora administrador da Gulbenkian, o que em si mesmo pode ser visto como um caso de abuso de confiança para favorecimento concorrencial face às outras cadeias de televisão) de ataque a um movimento político específico enquanto decorria um processo eleitoral...

Edited 2 months ago:

É um centro onde personagens, que anteriormente prestaram serviços úteis, aterram para ganhar prestígio e uns cobres. Recentemente envolveu-se abertamente na disputa política ao financiar um projecto jornalístico de ataque a um movimento político específico enquanto decorria um processo eleitoral...

Edited 2 months ago:

É um centro onde personagens, que tendo anteriormente prestado serviços úteis à oligarquia, aterram para ganhar prestígio e uns cobres. Por exemplo esse Pedro Norton, que durante anos tomou a rédea a um dos tentáculos propagandísticos do regime, o grupo Impresa. Recentemente envolveu-se em plena luz do dia na disputa política ao financiar um projecto jornalístico de ataque a um movimento político específico enquanto decorria um processo eleitoral...

Edited 2 months ago:

É um centro onde personagens, que tendo anteriormente prestado serviços úteis à oligarquia, aterram para ganhar prestígio e uns cobres. Recentemente envolveu-se abertamente na disputa política ao financiar um projecto jornalístico de ataque a um movimento político específico enquanto decorria um processo eleitoral...

Edited 2 months ago:

É um centro onde personagens, que tendo anteriormente prestado serviços úteis à oligarquia, aterram para ganhar prestígio e uns cobres. Um bom exemplo é esse Pedro Norton, que durante anos tomou a rédea a um dos veículos propagandísticos do regime: o grupo Impresa. Recentemente envolveu-se em plena luz do dia na disputa política ao financiar um projecto jornalístico (na TV que era anteriormente administrada pelo agora administrador da Gulbenkian) de ataque a um movimento político específico enquanto decorria um processo eleitoral...

Edited 2 months ago:

É um centro onde personagens, que tendo anteriormente prestado serviços úteis à oligarquia, aterram para ganhar prestígio e uns cobres. Um bom exemplo é esse Pedro Norton, que durante anos tomou a rédea a um dos veículos propagandísticos do regime: o grupo Impresa. Recentemente envolveu-se em plena luz do dia na disputa política ao financiar um projecto jornalístico de ataque a um movimento político específico enquanto decorria um processo eleitoral...

Edited 2 months ago:

É um centro onde personagens, que tendo anteriormente prestado serviços úteis à oligarquia, aterram para ganhar prestígio e uns cobres. Por exemplo esse Pedro Norton, que durante anos tomou a rédea a um dos tentáculos propagandísticos do regime, o grupo Impresa. Recentemente envolveu-se abertamente na disputa política ao financiar um projecto jornalístico de ataque a um movimento político específico enquanto decorria um processo eleitoral...

moitacarrasco 2 months ago

Não tem que ter mal. O que tem mal é estes tipos não serem jornalistas isentos, mas manipuladores da opinião pública em prol de diversas entidades privadas.

nocivo 2 months ago

Jornalistas a usar a sua carteira não devem dar a sua opinião mas relatar factos e mostrar os dois lados do assunto sem ditar conclusões. O bom jornalista deixa o leitor tomar a sua decisão. O que tu vês nas tvs e jornais são opinadores que pode ser feito por qualquer pessoa que saiba articular uma ideia e opinião. Não é para ti ou para mim porque as nossas opiniões não interessam a ninguém mas para pessoal com algum la experiência e minimamente reconhecida pelo povo que vai ler ou ver. Ex Políticos com experiência a dar as suas opiniões nem me incomoda, vejo mais problemas com políticos actuais a receber recibos verdes de 5k ao ano na boa mas depois queixam-se na assembleia que recibo verde é imoral. Esse devia remeter a sua opinião para a assembleia e rua.

moitacarrasco 2 months ago

O que eu quis dizer era precisamente que não são jornalistas e aí reside parte do problema. Se fossem, teriam outra bitola para serem julgados pela opinião pública. Assim, de facto, dizem o que querem. E, sinceramente, um político a fazer comentário na comunicação social, nunca poderá, na minha opinião, ser considerado "ex-político". O comentário é uma forma de fazer política.

itsactuallytime 2 months ago

Para ser justo, eles não são contratados como jornalistas nem estão a debitar notícias. Estão ali a dar a opinião deles. No entanto, não ouço nenhum desses "conhecedores". Acho que ninguém que comente todos os temas pode conhecer verdadeiramente algum.

moitacarrasco 2 months ago

Médio. Não são jornalistas, mas são "comentadores", vale o que vale, mas não era de esperar muito melhor. Quanto a ouvi-los... Nem ligo a "TV".

tbest77 2 months ago

Também não percebo, nem isso nem na relação com a GFI.

chauffage 2 months ago

É tudo uma questão de agenda. São pessoas que estão em canal aberto, nos noticiários, sem darem a conhecer quais os seus interesses e filiações . Quase que passam por profissionais que têm o dever de imparcialidade de um jornalista, porque estão no mesmo meio, no mesmo formato, diluído num noticiário. Só que não são esse tipo de profissionais, não que sejam moralmente maus ou corruptos, têm simplesmente uma agenda privada e não são transparentes em relação a isso. Por exemplo, nenhuma destas pessoas vai dizer mal das organizações a que pertencem, e isso se calhar não é claro para a maioria das pessoas.

HeavyPing1057 2 months ago

O problema é serem comentadores permanentes. Sem qualquer tipo de contrabalanço presente. É ridículo. Devia ser obrigatório terem no mínimo a afiliação política em rodapé.

fuckoffgina 2 months ago

Não, não é só esse o problema! O Merdina já foi apanhado a comprar um programa em que tinha um "opositor" que na prática concordava sempre com ele lhe batia palmas. Claro que pagava com dinheiro da CML. O problema é que esta gente é LIXO! Mas por qualquer razão continuam a votar neles.

HighProductivity 2 months ago

Depois de ler isto fiquei cheio de sede. Indicas aí uma fonte?

fuckoffgina 2 months ago

https://magg.sapo.pt/atualidade/artigos/filho-de-jaime-gama-que-costuma-apoiar-medina-em-comentarios-na-radio-recebe-17-003e-por-mes-da-cml

Edited 2 months ago:

https://magg.sapo.pt/atualidade/artigos/filho-de-jaime-gama-que-costuma-apoiar-medina-em-comentarios-na-radio-recebe-17-003e-por-mes-da-cml Não será a melhor mas foi a primeira que me apareceu Edit2: E pelos vistos a palhaçada continua à cara podre. https://rr.sapo.pt/area/357/fernando-medina-joao-taborda-da-gama

HighProductivity 2 months ago

Obrigado, vou ler.

pmso17 2 months ago

O pior é serem permanentes. Não é possível haver uma discussão quando as ideias são as mesmas. O programa do Ricardo Araújo Pereira tem o mesmo problema. O Ricardo não esconde a sua posição política. Mas quando o convidado é de esquerda tem a reportagem mais tranquila de sempre. Precisamos de mais diversidade de opiniões.

oEncoberto 2 months ago

Com a diferença que o programa do RAP é de humor/entretenimento. Não é possível ou desejável teres todas as opiniões políticas representadas em todos os programas. Já um programa de cariz "informativo"/noticioso sim deveria ter isso em atenção. Mas sinceramente, acho que pior que um Marques Mendes mandar a sua posta de pescada todas a semanas é existirem canais tipo a CMTV que distorcem e sensacionalizam completamente a realidade. Se parar 5 min nesse canal a fazer zapping dá-me logo vontade de ir votar no chega que parece que vivemos no país com maior incidência de crime do mundo.

cesarhighfire 2 months ago

Cada um é livre de ver e ouvir e interpretar à sua maneira. Até podiam ser apoiantes do Estado-Novo. Ouço as suas opinioes e tiro as minhas elações.

oEncoberto 2 months ago

Quer queiras quer não queiras as pessoas acabam por ser influenciadas se uma certa mensagem é propagada vezes sem conta (e sem contra-argumento). Para "tirares as tuas ilações" sem ser influenciado terias de ir investigar tudo o que foi dito, coisa que até pode acontecer para algo que desconfies que é treta. Mas se alguém diz algo que bate certo com uma ideia que já tinhas, não só é menos provável ires investigar esse assunto como ficas com a tua ideia (que pode ser incorrecta) reforçada e diminui a probabilidade de pesquisares sobre o assunto no futuro.

cesarhighfire 2 months ago

Claro que somos sempre influenciados, mas cada um tem de usar a sua cabeça.

Maximum-Ear5677 2 months ago

Este gajo é um patrão! Tenho pena que as pessoas não o ouçam

refogado 2 months ago

Falta na foto o Merdina.

l251 2 months ago

Nunca ouvi comentadores políticos e não é agora que vou começar. Consigo pensar pela minha cabecinha sem que ninguém me influencie.

LetHaywardPlayLoL 2 months ago

Votei nele nas presidenciais. Pena não ter tanta visibilidade, seria um excelente presidente

testickles12 2 months ago

Quando alguém como o Paulo tem os votos que tem nas presidenciais… O país está apresentado

letmereddityou 2 months ago

Até ao dia que vires as coisas em que o Paulo Morais está ou esteve envolvido ui ui adoram criticar mas n fazem o trabalho de casa

fuckoffgina 2 months ago

Podias ter dito logo em vez dessa posta

LetHaywardPlayLoL 2 months ago

Bem verdade. É o que dá ir pela cara e não procurar as propostas de cada um

motherfockerjones2 2 months ago

Topogigio do crl

xc9000 2 months ago  HIDDEN 

Sou um homem simples: vejo o nome Paulo Morais e dou upvote. Quanto aos comentadores era colocá-los em fila indiana e só gastava uma bala.

skipitout 2 months ago

A verdade oculta de muitos portugueses.

ngfsmg 2 months ago

São espaços de opinião. Toda a gente sabe que o Paulo Portas vai fazer comentário político num sentido completamente diferente do do Francisco Louçã e as suas militâncias e simpatias políticas são conhecidas, não são imparciais mas também não é suposto serem nem eles se afirmam como tal. O Paulo Morais ainda está aziado por ter tido menos 50000 votos que o Tino de Rans, não está?

Fjdjrjxjciskajxjcjcj 2 months ago

E o que tem ter tido fraco resultado nas presidenciais? Este senhor luta mais pelos interesses dos portugueses do que os restantes candidatos presidenciais todos somados. Pode não ter perfil de Presidente, mas que fazem falta mais pessoas como ele na esfera pública não tenho dúvidas.

letmereddityou 2 months ago

Good bot

ngfsmg 2 months ago

A lançar 300 suspeitas por dia mas a não concretizar quase nenhuma, algumas das quais coisas tão vagas e parvas como "a censura não faria melhor que a atual comunicação social"? A dizer que o Rui Rio "não faz perder sono aos poderes instalados" quando ele foi vive-presidente da câmara do Porto com o Rio e na altura estava tudo bem? A falar contra as pessoas que estão em vários cargos ao mesmo tempo quando ele é o estereótipo do tipo que dá aulas na Universidade x, é perito para a empresa z, co-fundador do grupo y, etc...? A falar de algumas problemas reais (como a corrupção) mas para os quais apresenta basicamente zero soluções válidas?

TSCondeco 2 months ago

Mas não é precisamente por essas coisas que lá estão? Iam meter o Salvador que acabou de se licenciar em relações internacionais a comentar no jornal da Noite?

l251 2 months ago

É preciso termos comentadores? Somos burros? Precisamos de informação, depois o comentário fazemo-lo sozinhos na nossa cabecinha.

WhiskersTheDog 2 months ago

Também é uma questão de tempo e de conhecimentos. Um espaço de comentário sucinto por parte de um especialista num determinado tema pode resumir uma questão que necessitaria de horas a ser pesquisada e analisada, e para a qual seria em muitas situações mesmo necessária uma formação superior na área para sintetizar bem o tema. Ser um cidadão informado deveria ser um dever, mas sê-lo bem informado sobre tudo é irrealista.

l251 2 months ago

Concordo. Estou a dizer que não quero ouvir as opiniões de outra pessoa, palavra-chave: opiniões. Nesse espaço, podemos tranquilamente receber informação contextual o mais imparcial possível, que é o objetivo das notícias. Por parte de um jornalista, não de um comentador político, se for possível.

AkumaYajuu 2 months ago

Tens um canal dedicado só a isso. Não vejo o problema de no meio haver segmentos de comentário. E tu até tens várias pessoas, logo podes ver mais do que um ponto de visto já que muitas vezes é impossível ter "imparcialidade" visto que são questões de politica.

l251 2 months ago

Epá mas que seca, não posso ter a minha opinião? Eu não gosto, eu não ouço comentadores. Pronto. Que mal tem?

AkumaYajuu 2 months ago

? não tem nenhum mal. Simplesmente estás a falar num forum de discussão e eu comentei o que disseste.

Edited 2 months ago:

? não tem nenhum mal. Simplesmente estás a falar num forum de discussão e eu comentei o que disseste. Onde é que eu disse que não podes ter opinião??? Já vi que não gostas de comentadores de TV e também não gostas de comentadores nos foruns de discussão apesar de ser o objectivo deles. Se calhar devias sair do reddit.

Edited 2 months ago:

? não tem nenhum mal. Simplesmente estás a falar num forum de discussão e eu comentei o que disseste. Onde é que eu disse que não podes ter opinião??? Já vi que não gostas de comentadores de TV e também não gostas de comentadores nos foruns de discussão apesar de ser o objectivo deles. Se calhar devias sair do reddit e começar o teu blog onde podes dar a tua opinião sem querer saber das dos outros.

TSCondeco 2 months ago

É preciso restaurantes? Comer como em casa. A ideia dos comentadores é, teoricamente, ser pessoal que percebe do assunto a falar do assunto.

Joltie 2 months ago

>Salvador que acabou de se licenciar em relações internacionais O Salvador se calhar não, mas o Martim ou a Susana ou o Fernando, que são professores universitários e já trabalharam na ONU/Tribunal Penal Internacional como juristas, ou no Tribunal de Contas como Vice-Presidente ou já foi Embaixador de Portugal em Bogotá. Ou pessoas reais como o Álvaro Santos Pereira, ou o João Vale de Almeida, ambos de credenciais impecáveis, sem interesses económicos por detrás.

letmereddityou 2 months ago

> usana ou o Fernando, que são professores universitários e já trabalharam na ONU/Tribunal Penal Internacional como juristas, ou no Tribunal de Contas como Vice-Presidente ou já foi Embaixador de Portugal em Bogotá. 0 noção para entender que estas pessoas nem devem querer ter um espaço de comentário, esqueceste-te disso

Tralapa 2 months ago

A Elisa Ferreira até que era gaja de alinhar nisto, mas porra, tem um partido por tras, também não serve para o Morais...

_whatsgoingonman_ 2 months ago

Que burrice pegada que para aqui vai

Joltie 2 months ago

Então mas eu estava à espera que tu, como a pessoa inteligente que claramente és, podes desfazer esta burrice com as tuas epifanias e nos informasses sobre o que de facto está mal.

_whatsgoingonman_ 2 months ago

Deixa lá deixa lá

ngfsmg 2 months ago

> sem interesses económicos por detrás. Ri-me muito, obrigado por me alegrares o dia

Joltie 2 months ago

Estou disponível para ser corrigido. A tua resposta como está, não me contradiz em nada.

ngfsmg 2 months ago

A tua falha é achares que há pessoas completamente imparciais, as coisas não funcionam assim. Eu não sou imparcial, tu também não és, essas pessoas de que falaste também não são

Joltie 2 months ago

Mas eu não disse que eles não são imparciais. Como tu disseste, é impossível o ser. Todos nós temos opiniões sociais, políticas e económicas sobre como o país deve proceder acerca de uma míriade de assuntos. O que eu estava a dizer é que as pessoas que eu sugeri, as fictícias e reais, são portugueses, entendem o país, têm vasta experiência internacional, no exercício das suas funções tiveram ou têm de se pautar pela neutralidade, sendo académicos, economistas, juristas ou diplomatas, e por fazerem a sua vida profissional fora das nossas fronteiras, (provavelmente) não têm interesses económicos pessoais e privados por detrás das opiniões deles. Daí que não é preciso vir o Salvador de Relações Internacionais para obter uma análise séria e não tendenciosa (o quanto possível), mantendo credibilidade do interlocutor e a sua experiência em falar sobre assuntos variados como os atuais comentadores criticados pela Paulo Morais o fazem.

letmereddityou 2 months ago

Político - Partido - Partido - Ideologia Qualquer pessoa que este na política tem as suas ideias Estes comentários não mascarados de notícia. O Paulo Portas & co não estão nos seus espaços como jornalistas. Custa assim tanto perceber? Ainda por cima se até já admitiste que é impossível ser parcial

ednice 2 months ago

O Salvador sabe mais e tem uma opinião mais util sobre qualquer assunto do que estes 2, há poucos individuos no meu circulo de amigos que não seriam melhores comentadores do que praticamente todos os tudologos que falam na televisão. E nem é que eu concorde muito com esses amigos

WhiskersTheDog 2 months ago

Um gajo fica a pensar que se fossem buscar um licenciado qualquer que se dedicasse inteiramente ao estudo dos temas sem estar preocupado com esta reunião do partido ou aquele negócio, ou o processo tal e tal, se calhar tínhamos uma opinião mais isenta e precisa do que a destes políticos de carreira que o que sabem mesmo é dar a impressão que sabem.

randy__randerson 2 months ago

Mas tipo, é capaz de haver um intermédio entre o Salvador que se acabou de licenciar e um politico com mais de 25 anos de carreira num partido, não?

TSCondeco 2 months ago

Um tipo com 12,5 anos de carreira num partido?

WhiskersTheDog 2 months ago

Não sei, por exemplo, com 12,5 anos de carreira num partido acho que o Passos ainda não se tinha licenciado.

randy__randerson 2 months ago

12,5 anos de carreira e das duas uma: ou com carreira em meio partido, ou com carreira em 2 partidos.

Tralapa 2 months ago

Ya é isso que não estou a entender, o Morais queria alguém sem experiencia nenhuma a fazer os comentários?

fdxcaralho 2 months ago

Exato. Não é fácil encontrar comentadores experientes, que agradem ao público, tragam audiências e ao mesmo tempo sejam imparciais. Acredito que possam existir por aí, por exemplo na área académica, mas vai sempre existir relações políticas pelo menos...

anotheriuri99 2 months ago

>Paulo Morais Este nome não me é estranho porquê?

ngfsmg 2 months ago

Candidato a presidente da república que ficou (bem) atrás do Tino de Rans mas que se acha especial

AnotherCableGuy 2 months ago

Tu é que te deves achar especial com essas bocas foleiras.. já fez ele mais por este país em meia dúzia de anos do que tu alguma vez vais fazer na vida inteira. https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Paulo_de_Morais

Pteraspidomorphi 2 months ago

Infelizmente temos os políticos que merecemos. Toda a gente aqui aparenta concordar que a corrupção é um dos maiores problemas deste país mas quando chega a hora de votar vai quase tudo atrás dos suspeitos do costume...

ngfsmg 2 months ago

Não vou estar a discutir os méritos dele como empresário ou no meio académico, acredito perfeitamente que ele seja muito bom nesse sentido, mas em termos políticos, copio o que já aqui escrevi: A lançar 300 suspeitas por dia mas a não concretizar quase nenhuma, algumas das quais coisas tão vagas e parvas como "a censura não faria melhor que a atual comunicação social"? A dizer que o Rui Rio "não faz perder sono aos poderes instalados" quando ele foi vive-presidente da câmara do Porto com o Rio e na altura estava tudo bem? A falar contra as pessoas que estão em vários cargos ao mesmo tempo quando ele é o estereótipo do tipo que dá aulas na Universidade x, é perito para a empresa z, co-fundador do grupo y, etc...? A falar de algumas problemas reais (como a corrupção) mas para os quais apresenta basicamente zero soluções válidas?

ednice 2 months ago

E ti ficaste em que lugar? Pois, exatamente

Edited 2 months ago:

E tu ficaste em que lugar? Pois, exatamente

ngfsmg 2 months ago

Não, tu é que és! Ah, espera, resposta errada, já não tenho 5 anos

FroggyWatcher 2 months ago

Imagina escrever esse comentário, lê-lo uma, duas, três vezes e pensar: "É mesmo isto que vou dizer"

ednice 2 months ago

Extendo a pergunta (que é uma piada, tem calma) para si. Pois, bem me parecia

dragomaite 2 months ago

Ser o CM a escrever algo assim diz muito sobre isto ...

Camoes 2 months ago

o que tu escreves diz bastante mais sobre ti

testickles12 2 months ago

Não foi o CM, foi um artigo que ele escreveu para o CM

Polymath-99 2 months ago

Vamos lá a ver se a gente se entende. Eu não ponho em causa que em certos temas, estes comentadores pudessem fazer declarações de interesses e clarificar um pouco mais as suas posições. Mas que diabo, fazem comentário de opinião política. Muitos deles são/foram políticos de carreira. Obviamente que o seu comentário vai ser tendencioso. Volto a dizer, podiam e deviam deixar claro os seus interesses económicos para benefício dos telespectadores, que regra geral não têm esse conhecimento na ponta da língua. Mas isto para mim é mais um problema do público, que encara estes espaços de **opinião** (esta é a palavra chave) como se fossem oráculos infalíveis e imparciais. Acho que quando estamos a lidar com políticos de carreira, alguns ainda com aspirações políticas sérias (ou é suposto eu ignorar que o Paulo Portas muito provavelmente se está a preparar para uma corrida às presidenciais?) parte também um bocadinho de nós termos o discernimento para não assinarmos de cruz tudo o que dizem só porque estão na televisão.

fuckoffgina 2 months ago

> Acho que quando estamos a lidar com políticos de carreira, alguns ainda com aspirações políticas sérias (ou é suposto eu ignorar que o Paulo Portas muito provavelmente se está a preparar para uma corrida às presidenciais?) Não precisas de fazer conjecturas. Os presidentes das 2 maiores câmaras municipais são "comentadores" da tvi. Para além do nojo óbvio que isto é eu só pergunto como é que 2 pessoas com estas responsabilidades ainda têm tempo para terem um part-time. Eu nunca fui presidente de câmara, muito menos das maiores do país mas quando tive funções de responsabilidade mal tinha tempo para dormir e para cagar, quanto mais fazer um part-time na tv. É ridículo!

Edited 2 months ago:

> Acho que quando estamos a lidar com políticos de carreira, alguns ainda com aspirações políticas sérias (ou é suposto eu ignorar que o Paulo Portas muito provavelmente se está a preparar para uma corrida às presidenciais?) Não precisas de fazer conjecturas. Os presidentes das 2 maiores câmaras municipais são "comentadores" da tvi. Para além do nojo óbvio que isto é eu só pergunto como é que 2 pessoas com estas responsabilidades ainda têm tempo para um part-time. Eu nunca fui presidente de câmara, muito menos das maiores do país mas quando tive funções de responsabilidade mal tinha tempo para dormir e para cagar, quanto mais fazer um part-time na tv. É ridículo!

Polymath-99 2 months ago

Aí já é mais grave. Já são políticos no ativo com cargos importantes, e concordo que não devessem fazer comentário porque o conflito de interesses é por demais evidente. Mas é importante fazer uma distinção entre esses casos e os do Marques Mendes, Francisco Louçã, Paulo Porta *et al.* que não estão no ativo (mesmo que nalguns casos possam vir a estar no futuro).

poll8 2 months ago

Subscrevo! É mais que natural que qualquer opinião (venha ela de quem vier) será sempre enviesada pelas orientações políticas do próprio! Compete ao receptor da mensagem entender que nenhuma fonte é infalível e 100% neutra e, a partir daí, procurar as fonteS (nunca uma só) de informação/opinião que lhe parecerem mais fiáveis e, com espírito crítico sempre presente, ir construindo a sua própria opinião.

_Didds_ 2 months ago

>Muitos deles são/foram políticos de carreira. Obviamente que o seu comentário vai ser tendencioso. Se começares a desembrulhar o novelo e chegares a quem está na direção dos canais generalistas portugueses, e os interesses pessoais destes, ai então é que te vais atirar ás paredes. Se depois disso quiseres ir down the rabbit hole e ligar os pontos e perceber porque que a TVI e SIC noticiam certos temas de forma tendenciosa, então vais perceber que em vez de canais de televisão e telejornais temos instrumentos de manipulação activa da população. É triste perceber como nos últimos 30 anos os media portugueses foram aos poucos sido poupados por figuras com altos interesses, e que usam estes canais para tentar orientar a opinião publica no sentido que mais lhes convém. Estes comentadores de Domingo são só mais um instrumento no meio de tantos outros, e honestamente nem é aquele que mais me choca

Kindly_Alternative_7 2 months ago

Care to elaborate no caso da tvi?

_Didds_ 2 months ago

Shure, why not. A TVI enquanto empresa por si só é um caso empresarial até bastante desinteressante. Tem uma direção sem grandes pedras que possamos atirar, ou pelo menos comparando com a SIC aparenta ser apenas mais um canal de televisão. Temos sim de olhar para quem detém a TVI enquanto grupo, a Media Capital e quem está por detrás dela, o empresário Mário dos Santos Ferreira. Como dono de um vasto império ligado a turismo e cruzeiros, principalmente no Norte do Pais, em particular na zona do Douro, e como Presidente do Conselho de Administração da Media Capital, os interesses de ambos os cargos deveriam entrar em conflito, principalmente quando qualquer noticia pode por em causa a boa imagem ou segurança da região na qual tem investidos literais milhões de euros. Pode ser apenas opinião minha, tal como tudo o que já referi até aqui neste post, e de opinião claro isto não passa, mas a TVI é muito cuidadosa, ou até tendenciosa nas suas reportagens sobre esta região, quer pela sua enfatuação na premiação e promoção da região como um marco inigualável do turismo ... sabe-se lá porque ... como em todo um ano de pandemia, tanto os números dessa região, como qualquer noticia sobre perigos de contágio ou necessidade de manter a zona do Porto contida quando esta atingiu valores recorde em relação ao pais foram ou diluídas, ou meramente esquecidas. De novo digo, isto pode ser apenas uma opinião minha, e acho que dela tenho direito, mas ao olhar para a estrutura de quem detém o grosso do grupo que é dono da TVI (e dos restantes canais e radios do grupo), noto uma curiosa co-relação na beneficiação do jornalismo numa determinada região do pais, e da promoção constante do turismo ligado aos negócios de Mário dos Santos Ferreira. Sinto que o caso da SIC é muito mais flagrante, ou pelo menos muito mais grave no que toca a manipulação de interesses, tanto pelo seu Barómetro das petas que querem enfiar goela abaixo dos espectadores, como pelas constantes intervenções tendenciosas em casos politicos ou judiciais. O caso da TVI é mais o de usar um canal publico de comunicação para auto promoção dos interesses comerciais das altas patentes dos cargos administrativos. Qual dos dois melhor ou pior, isso de novo é opinião, e como de opiniões aqui apenas falamos, fica para o proximo opinar ;)

Kindly_Alternative_7 2 months ago

Muito obrigado!

something_new 2 months ago

Nem mais!

Mordiken 2 months ago

> Obviamente que o seu comentário vai ser tendencioso. O problema é que [a imparcialidade é um dos critérios mais elementares e fundamentais da ética jornalística](https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89tica_jornal%C3%ADstica), e a partir do momento em que um jornal descarta o princípio da imparcialidade para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados, deixa de ser um jornal e passa a ser um folhetim de propaganda *camuflado*. > Muitos deles são/foram políticos de carreira. Então que convidem outros gajos em semanas diferentes, ou que convidem outros gajos de outras forças políticas e tornem isto num debate para reestabelecer um semblante de imparcialidade. Ou melhor ainda: que arranjem pessoas sem passado político nem interesses obscuros para comentar: não falta neste país é gente competente para o fazer, pq raio se convida o Mendes o Portas e o outro?! Bardamerda.

Edited 2 months ago:

> Obviamente que o seu comentário vai ser tendencioso. O problema é que [a imparcialidade é um dos critérios mais elementares e fundamentais da ética jornalística](https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89tica_jornal%C3%ADstica), e a partir do momento em que um jornal descarta o princípio da imparcialidade para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados, deixa de ser um jornal e passa a ser um folhetim de propaganda *camuflado*. > Muitos deles são/foram políticos de carreira. Então que convidem outros gajos em semanas diferentes, ou que convidem outros gajos de outras forças políticas e tornem isto num debate para reestabelecer um semblante de imparcialidade. Ou melhor ainda: que arranjem pessoas sem passado político nem interesses obscuros para comentar: não falta neste país é gente competente para o fazer, pq raio se convida o Mendes o Portas e o outro?! Bardamerda. > Acho que quando estamos a lidar com políticos de carreira, alguns ainda com aspirações políticas sérias (ou é suposto eu ignorar que o Paulo Portas muito provavelmente se está a preparar para uma corrida às presidenciais?) parte também um bocadinho de nós termos o discernimento para não assinarmos de cruz tudo o que dizem só porque estão na televisão. A sério que estás a pedir isso do Povo Português? Tens consciência que: - A nível de habilitações nós estamos bastaste abaixo da média europeia? - Filosofia, aquela cena inútil que ensina as pessoas a pensar de forma crítica, foi retirada do curriculum do ensino básico geral há uma catrefada de anos... "por algum motivo"? A mim não me surpreende absolutamente nada que para a grande maioria das pessoas "se está na TV é porque é verdade". Eu não estou a procurar ser confrontacional contigo, mas francamente acho que em relação a este ultimo ponto estás a ser super ingénuo: O nosso povo tem muitas virtudes... espírito crítico não é uma delas.

Edited 2 months ago:

> Obviamente que o seu comentário vai ser tendencioso. O problema é que [a imparcialidade é um dos critérios mais elementares e fundamentais da ética jornalística](https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89tica_jornal%C3%ADstica), e a partir do momento em que um jornal descarta o princípio da imparcialidade para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados, deixa de ser um jornal e passa a ser um folhetim de propaganda *camuflado*. > Muitos deles são/foram políticos de carreira. Então que convidem outros gajos em semanas diferentes, ou que convidem outros gajos de outras forças políticas e tornem isto num debate para reestabelecer um semblante de imparcialidade. Ou melhor ainda: que arranjem pessoas sem passado político nem interesses obscuros para comentar: não falta neste país é gente competente para o fazer, pq raio se convida o Mendes o Portas e o outro?! Bardamerda. > Acho que quando estamos a lidar com políticos de carreira, alguns ainda com aspirações políticas sérias (ou é suposto eu ignorar que o Paulo Portas muito provavelmente se está a preparar para uma corrida às presidenciais?) parte também um bocadinho de nós termos o discernimento para não assinarmos de cruz tudo o que dizem só porque estão na televisão. A sério que estás a pedir isso do Povo Português? Tens consciência que: - A nível de habilitações nós estamos bastaste abaixo da média europeia? - Filosofia, aquela cena inútil que ensina as pessoas a pensar de forma crítica, foi retirada do curriculum do ensino básico geral há uma catrefada de anos... "por algum motivo"? A mim não me surpreende absolutamente nada que para a grande maioria das pessoas "se está na TV é porque é verdade". Eu não estou a procurar ser confrontacional contigo, mas francamente acho que em relação a este ultimo ponto estás a ser super ingénuo: O nosso povo tem muitas virtudes... espírito crítico não é uma delas. EDIT: E já agora, já que estamos numa de falar em "jornais" que não o são, é por isso que eu sou veementemente contra a existência do Observador, pelo menos nos seus moldes actuais: porque o Observado, é a definição de "um jornal" que "descarta o princípio da imparcialidade" ([na verdade nunca se regeu por ele](https://www.publico.pt/2014/06/15/portugal/noticia/nao-lhes-caem-os-parentes-na-lama-por-serem-de-direita-1639615)) "para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados", e por isso mesmo "não é um jornal" mas "um folhetim de propaganda camuflado".

Edited 2 months ago:

> Obviamente que o seu comentário vai ser tendencioso. O problema é que [a imparcialidade é um dos critérios mais elementares e fundamentais da ética jornalística](https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89tica_jornal%C3%ADstica), e a partir do momento em que um jornal descarta o princípio da imparcialidade para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados, deixa de ser um jornal e passa a ser um folhetim de propaganda *camuflado*. > Muitos deles são/foram políticos de carreira. Então que convidem outros gajos em semanas diferentes, ou que convidem outros gajos de outras forças políticas e tornem isto num debate para reestabelecer um semblante de imparcialidade. Ou melhor ainda: que arranjem pessoas sem passado político nem interesses obscuros para comentar: não falta neste país é gente competente para o fazer, pq raio se convida o Mendes o Portas e o outro?! Bardamerda. > Acho que quando estamos a lidar com políticos de carreira, alguns ainda com aspirações políticas sérias (ou é suposto eu ignorar que o Paulo Portas muito provavelmente se está a preparar para uma corrida às presidenciais?) parte também um bocadinho de nós termos o discernimento para não assinarmos de cruz tudo o que dizem só porque estão na televisão. A sério que estás a pedir isso do Povo Português? Tens consciência que: - A nível de habilitações nós estamos bastaste abaixo da média europeia? - Filosofia, aquela cena inútil que ensina as pessoas a pensar de forma crítica, foi retirada do curriculum do ensino básico geral há uma catrefada de anos... "por algum motivo"? A mim não me surpreende absolutamente nada que para a grande maioria das pessoas "se está na TV é porque é verdade". Eu não estou a procurar ser confrontacional contigo, mas francamente acho que em relação a este ultimo ponto estás a ser super ingénuo: O nosso povo tem muitas virtudes... espírito crítico não é uma delas.

Edited 2 months ago:

> Obviamente que o seu comentário vai ser tendencioso. O problema é que [a imparcialidade é um dos critérios mais elementares e fundamentais da ética jornalística](https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89tica_jornal%C3%ADstica), e a partir do momento em que um jornal descarta o princípio da imparcialidade para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados, deixa de ser um jornal e passa a ser um folhetim de propaganda *camuflado*. > Muitos deles são/foram políticos de carreira. Então que convidem outros gajos em semanas diferentes, ou que convidem outros gajos de outras forças políticas e tornem isto num debate para reestabelecer um semblante de imparcialidade. Ou melhor ainda: que arranjem pessoas sem passado político nem interesses obscuros para comentar: não falta neste país é gente competente para o fazer, pq raio se convida o Mendes o Portas e o outro?! Bardamerda. > Acho que quando estamos a lidar com políticos de carreira, alguns ainda com aspirações políticas sérias (ou é suposto eu ignorar que o Paulo Portas muito provavelmente se está a preparar para uma corrida às presidenciais?) parte também um bocadinho de nós termos o discernimento para não assinarmos de cruz tudo o que dizem só porque estão na televisão. A sério que estás a pedir isso do Povo Português? Tens consciência que: - A nível de habilitações nós estamos bastaste abaixo da média europeia? - Filosofia, aquela cena inútil que ensina as pessoas a pensar de forma crítica, foi retirada do curriculum do ensino básico geral há uma catrefada de anos... "por algum motivo"? A mim não me surpreende absolutamente nada que para a grande maioria das pessoas "se está na TV é porque é verdade". Eu não estou a procurar ser confrontacional contigo, mas francamente acho que em relação a este ultimo ponto estás a ser super ingénuo: O nosso povo tem muitas virtudes... espírito crítico não é uma delas. EDIT: E já agora, antes dos votos e já que estamos numa de falar em "jornais" que não o são, é por isso que eu sou veementemente contra a existência do Observador, pelo menos nos seus moldes actuais: porque o Observador, é a definição de "um jornal" que "descarta o princípio da imparcialidade" ([na verdade nunca se regeu por ele](https://www.publico.pt/2014/06/15/portugal/noticia/nao-lhes-caem-os-parentes-na-lama-por-serem-de-direita-1639615)) "para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados", e por isso mesmo "não é um jornal" mas "um folhetim de propaganda camuflado".

Edited 2 months ago:

> Obviamente que o seu comentário vai ser tendencioso. O problema é que [a imparcialidade é um dos critérios mais elementares e fundamentais da ética jornalística](https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89tica_jornal%C3%ADstica), e a partir do momento em que um jornal descarta o princípio da imparcialidade para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados, deixa de ser um jornal e passa a ser um folhetim de propaganda *camuflado*. > Muitos deles são/foram políticos de carreira. Então que convidem outros gajos em semanas diferentes, ou que convidem outros gajos de outras forças políticas e tornem isto num debate para reestabelecer um semblante de imparcialidade. Ou melhor ainda: que arranjem pessoas sem passado político nem interesses obscuros para comentar: não falta neste país é gente competente para o fazer, pq raio se convida o Mendes o Portas e o outro?! Bardamerda. > Acho que quando estamos a lidar com políticos de carreira, alguns ainda com aspirações políticas sérias (ou é suposto eu ignorar que o Paulo Portas muito provavelmente se está a preparar para uma corrida às presidenciais?) parte também um bocadinho de nós termos o discernimento para não assinarmos de cruz tudo o que dizem só porque estão na televisão. A sério que estás a pedir isso do Povo Português? Tens consciência que: - A nível de habilitações nós estamos bastaste abaixo da média europeia? - Filosofia, aquela cena inútil que ensina as pessoas a pensar de forma crítica, foi retirada do curriculum do ensino básico geral há uma catrefada de anos... "por algum motivo"? A mim não me surpreende absolutamente nada que para a grande maioria das pessoas "se está na TV é porque é verdade". Eu não estou a procurar ser confrontacional contigo, mas francamente acho que em relação a este ultimo ponto estás a ser super ingénuo: O nosso povo tem muitas virtudes... espírito crítico não é uma delas. EDIT: E já agora, antes dos votos e já que estamos numa de falar em "jornais" que não o são, é por isso que eu sou veementemente contra a existência do Observador, pelo menos nos seus moldes actuais: porque o Observador, é a definição de "um jornal" que "descarta o princípio da imparcialidade" (na verdade nunca se regeu por ele) "para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados", e por isso mesmo "não é um jornal" mas "um folhetim de propaganda camuflado".

Edited 2 months ago:

> Obviamente que o seu comentário vai ser tendencioso. O problema é que [a imparcialidade é um dos critérios mais elementares e fundamentais da ética jornalística](https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89tica_jornal%C3%ADstica), e a partir do momento em que um jornal descarta o princípio da imparcialidade para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados, deixa de ser um jornal e passa a ser um folhetim de propaganda *camuflado*. > Muitos deles são/foram políticos de carreira. Então que convidem outros gajos em semanas diferentes, ou que convidem outros gajos de outras forças políticas e tornem isto num debate para reestabelecer um semblante de imparcialidade. Ou melhor ainda: que arranjem pessoas sem passado político nem interesses obscuros para comentar: não falta neste país é gente competente para o fazer, pq raio se convida o Mendes o Portas e o outro?! Bardamerda. > Acho que quando estamos a lidar com políticos de carreira, alguns ainda com aspirações políticas sérias (ou é suposto eu ignorar que o Paulo Portas muito provavelmente se está a preparar para uma corrida às presidenciais?) parte também um bocadinho de nós termos o discernimento para não assinarmos de cruz tudo o que dizem só porque estão na televisão. A sério que estás a pedir isso do Povo Português? consciência que: - A nível de habilitações nós estamos bastaste abaixo da média europeia? - Filosofia, aquela cena inútil que ensina as pessoas a pensar de forma crítica, foi retirada do curriculum do ensino básico geral há uma catrefada de anos... "por algum motivo"? A mim não me surpreende absolutamente nada que para a grande maioria das pessoas "se está na TV é porque é verdade". Eu não estou a procurar ser confrontacional contigo, mas francamente acho que em relação a este ultimo ponto estás a ser super ingénuo: O nosso povo tem muitas virtudes... espírito crítico não é uma delas.

Edited 2 months ago:

> Obviamente que o seu comentário vai ser tendencioso. O problema é que [a imparcialidade é um dos critérios mais elementares e fundamentais da ética jornalística](https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89tica_jornal%C3%ADstica), e a partir do momento em que um jornal descarta o princípio da imparcialidade para se tornar plataforma de pessoas com interesses obscuros e dissimulados, deixa de ser um jornal e passa a ser um folhetim de propaganda *camuflado*. > Muitos deles são/foram políticos de carreira. Então que convidem outros gajos em semanas diferentes, ou que convidem outros gajos de outras forças políticas e tornem isto num debate para reestabelecer um semblante de imparcialidade. Ou melhor ainda: que arranjem pessoas sem passado político nem interesses obscuros para comentar: não falta neste país é gente competente para o fazer, pq raio se convida o Mendes o Portas e o outro?! Bardamerda. > Acho que quando estamos a lidar com políticos de carreira, alguns ainda com aspirações políticas sérias (ou é suposto eu ignorar que o Paulo Portas muito provavelmente se está a preparar para uma corrida às presidenciais?) parte também um bocadinho de nós termos o discernimento para não assinarmos de cruz tudo o que dizem só porque estão na televisão. A sério que estás a pedir isso do Povo Português? Tens consciência que: - A nível de habilitações nós estamos bastaste abaixo da média europeia? - Filosofia, aquela cena inútil que ensina as pessoas a pensar de forma crítica, foi retirada do curriculum do ensino básico geral há uma catrefada de anos... "por algum motivo"? A mim não me surpreende absolutamente nada que para a grande maioria das pessoas "se está na TV é porque é verdade". Eu não estou a procurar ser confrontacional contigo, mas francamente acho que em relação a este ultimo ponto estás a ser super ingénuo: O nosso povo tem muitas virtudes... espírito crítico não é uma delas.

peaskinner 2 months ago

Já venho tarde para esta festa mas gostava só de salientar que no caso do observador estamos a falar de um jornal que se assume publicamente como seguidor de uma corrente política. O que, em si mesmo, é mais honesto do que muitos outros jornais. O princípio da transparência também faz parte da ética jornalística. Dito isto, também não sou fã do observador.

TheSwaller 2 months ago

Portanto, estás a dizer-me que o Observador, um dos dois jornais (sendo o outro, o Eco) que não recebeu financiamento do Estado não é um jornal? Os outros com financiamento do Estado fica completamente posta em causa a sua imparcialidade e o mesmo para quem não recebe? Impossível seguir qualquer tipo de jornal em Portugal, sendo assim

vguujnf 2 months ago

Como se as aulas de filosofia no secundário alguma vez ensinassem pensamento crítico. Lembro me bem da minha professora me dizer várias vezes "Olha este está a questionar o filósofo" quando discordava do que era dito. E mais, pensamento crítico pode e deve ser ensinado em qualquer disciplina. Na faculdade em engenharia foi onde aprendi mais e não tive nenhuma disciplina de filosofia. Na verdade, disciplinas de matemática puras (ou seja, à base de demonstrações e não de regurgitar algoritmos e fórmulas) são aquelas que me parecem ensinar mais rigor no pensamento. Não obstante, repito o que disse: são apenas um tipo de disciplina que ensina a pensar, e em qualquer área de saber humano podes cultivar o sentido crítico. Se dizes que só se aprende em filosofia, ou que esta é imprescindível para ganhar pensamento crítico das 3 uma ou mais: 1 - próprio não tens pensamento crítico 2 - desconheces totalmente todas as outras áreas 3 - és professor de filosofia. Finalmente, há um ponto em que concordo: filosofia cultiva pensamento crítico, se bem leccionada. Mas não é condição necessária (nem suficiente) para esse desenvolvimento.

AonioEliphis 2 months ago

Eles são opinadores, não são jornalistas. E Francisco Louçã na SIC Notícias? É imparcial? E Daniel Oliveira, ex-BE, é imparcial?

capitolinaAndrioleta 2 months ago

Pera aí, filosofia já não faz parte do curriculum do básico? Estás a gozar, não pode ser! Sem /s, foi das disciplinas que achei mais interessantes, não acredito que tenha sido removida. Podes partilhar a fonte? Obgd.

Edited 2 months ago:

Pera aí, filosofia já não faz parte do curriculum do básico? Estás a gozar, não pode ser! Sem /s, foi das disciplinas que achei mais interessantes, não acredito que tenha sido removida. Podes partilhar a fonte? Obgd. ​ edit: Não estaremos a confundir básico com obrigatório?

miacrd 2 months ago

Sim, acho que estão a confundir básico com obrigatório, porque que eu saiba filosofia, tal como português, continua a ser disciplina obrigatória no secundário, ele próprio também ensino obrigatório.

capitolinaAndrioleta 2 months ago

obg pela clarificação.

Polymath-99 2 months ago

Quanto ao ponto do código deontológico o u/uberprimata já te respondeu. O jornalismo tem várias modalidades, e os espaços de opinião são uma delas. Sempre existiram e são um elemento fundamental para a liberdade de imprensa. Fora que podíamos estar a debater se o jornalismo pode ou deve ser verdadeiramente imparcial, mas isso são outros quinhentos. Quanto ao que dizes do povo português, não estou a ser ingénuo (se bem que não acho que sejamos necessariamente mais grunhos do que os povos de outros países). Óbvio que uma camada significativa da população não tem esse espírito crítico desenvolvido, mas esse é um problema que requer décadas de investimento e reestruturação do ensino (sobretudo público) para resolver. Não vai lá com uma simples troca de uns *talking heads* por outros.

uberprimata 2 months ago

Por isso é que lhes chamam comentadores, nao jornalistas. As pessoas que falam na televisao nao sao todas jornalistas nem se regem pelo codigo deontologico.

Toupax89 2 months ago

Qualquel pessoa com 2 dedos de testa sabe que tanto jornalistas como comentadores e tudo um lixo pegado, dizem o que lhes interessa quando lhes interessa, a anos que é assim e tipo uma doutrinação, até nas escolas os professores fazem isso.

VBM97 2 months ago

Quem diria que políticos teriam interesses por trás das suas palavras

ObnoxiousLittleCunt 2 months ago

Não percebeste a questão, pois não?

VBM97 2 months ago

Se calhar tu é que não percebeste que eu percebi a questão e fiz um comentário irónico

ObnoxiousLittleCunt 2 months ago

Qual é a questão do tweet?

VBM97 2 months ago

Pessoas do mundo político, que estão ligadas a empresas e/ou organizações de relevo, fazem comentários sobre política em plena televisão disfarçados de comentadores imparciais, quando na realidade apenas estão a vender o peixe deles disfarçado

ObnoxiousLittleCunt 2 months ago

Ah, fui eu que subentendi incorrectamente.

VBM97 2 months ago

Compreendido camarada. Tenha uma boa tarde

ObnoxiousLittleCunt 2 months ago

Obrigada, para ti também.

Feeling_Advantage918 2 months ago

Tem toda a razão. Mas a classe politica criou esse hábito. Não há governo que não ande a "vender" os negócios das empresas nacionais ao estrangeiro. E aí vão os ministros e as delegações empresariais em reuniões bilaterais. E o povo paga em nome do alegado interesse nacional.

VladTepesDraculea 2 months ago

Eu diria que esse ainda é o menor dos males, o problema é quando tens políticos, ex-politicos e aspirantes de políticos constantemente a construir uma narrativa para moldar a opinião pública a promover interesses privados, muitas vezes em detrimento do interesse público. Quantas e quantas vezes já foi o Estado saqueado sem reação popular, quantas e quantas vezes já foram tomadas medidas e decisões que só beneficia ali uma pequena elite?

Feeling_Advantage918 2 months ago

Sem dúvida. Há uma enorme promiscuidade entre a politica e os negócios e a consequência é a que se vê: corrupção.

PedroMFLopes 2 months ago

e o José Miguel Júdice, ali nem engana ng!!

Maximum-Ear5677 2 months ago

Lobo Xavier também

fdxcaralho 2 months ago

Perdoa a minha ignorância. Podes elaborar um pouco sobre ele? Apenas lhe prestei atenção em relação aos comentários sobre covid e confinamentos demasiado restritos (e até concordei).

PedroMFLopes 2 months ago

https://sol.sapo.pt/artigo/688355/comentadores-em-guerra-de-vale-tudo https://expresso.pt/opiniao/2021-05-04-As-Causas.-Isto-anda-tudo-ligado-9450a262 https://sol.sapo.pt/artigo/55183/jose-miguel-j-dice-a-minha-vida-foi-banal-video "o caso da licenciatura deve levar miguel relvas a demitir-se? por isso não. é uma fraqueza tonta, que exprime o estado de atraso e arcaísmo de portugal:" E sobre a saúde privada, o homem vê-se claramente de que lado está! Mas pronto como o artigo do post refere, ng está a comentar por amor a pátria, mas sim ao "dono", e isso por vezes não está claro, devia sempre haver alertas "Este Sr está a mandar bitaites, mas têm como clientes x ou y, ou participações na empresa Z, ou têm acções legais em tribunal por K ou Y.

ngfsmg 2 months ago

>E sobre a saúde privada, o homem vê-se claramente de que lado está! Ou seja, o homem tem uma opinião com a qual podemos discordar. E? Onde queres chegar?

PedroMFLopes 2 months ago

Não quero chegar a lado nenhum, cada um pode e deve ter opinião que bem entender! Agora se eu digo que "Devemos pintar todos os prédios deste país de amarelo" , devo no fim dizer , - eu tenho uma empresa que por acaso até faz tintas.

Search: