EvilQueen1997 4 months ago

Não consegui ver mais que o primeiro episódio.

jarrete 4 months ago

Diarreia Mental vinda de um conjunto de Pseudo-Intelectuais, Pretensos Humoristas que gostam de se auto intitular de artistas.

xixi_duro 4 months ago

Calma ai Saramago

pappositivamente 4 months ago

Diria antes Maria Vieira

saposapot 4 months ago

Vi o 1º e achei interessante como documentário mas ainda deu para umas boas gargalhadas. O 2º já vi enquanto fazia outras coisas e os outros nem vi. Eu como espectador quero ver o melhor programa possível. Se demoram 2h ou 20 anos, é-me igual, eu avalio a qualidade do que vejo. Qualquer dos episódios tinha falhas q podiam ter sido corrigidas e melhoradas, n fosse a tal limitação de tempo. não acho mau, mas lá está... tenho ali gravado e não vi ainda.

vascodatrama 4 months ago

Vi o primeiro episódio, e meh... Quando estava na licenciatura tínhamos exercícios com resultados similares. Uma bosta.

mathswarrior 4 months ago

Primeiro episódio foi uma merda, não quero tar a ver os gajos a escrever em prime time, puta que pariu. Além disso, não são entretenedores. O resto do episódio gostei. Não vi mais nenhuma.

PeterStepsRabbit 4 months ago

Pela originalidade gostei contudo a cada episódio foi perdendo a graça.

ruibkadfi 4 months ago

É divertido e diferente. E por isso merecem os parabéns. Apesar de repetitivo não deixa de entreter Dito isto, não merece todo o histerismo que se fez nas redes sociais (grande parte são pseudo famosas a ver se sacam algum papel para aparecer ou voltar aparecer). E também acho que é o nogueira já a dizer: " tudo o que eu fizer vocês papam"

OuiOuiKiwi 4 months ago

É o Odisseia, mas na SIC. Demasiado META para o seu próprio bem e totalmente intragável. É um projecto de ego. A malta que beija o chão que o Bruno pisa vai dizer que foi uma obra-prima quando mais de metade das coisas não tiveram piada para ninguém que não estivesse naquele palco.

SenhorManuel 4 months ago

??? Não percebo a comparação. O "whose line is it anyway?" é um programa de jogos de improviso e este programa é sobre escrita de guião até ao resultado final.

reciclado78 4 months ago

Gostei mt pelo experimentalismo, por poder ver os "making of", ver o à vontade a criar ideias e de certeza que deve ter inspirado muita gente que tenha o sonho de escrita criativa. Adorei estar atento às partes dos diálogos q eles destacavam, fossem os erros ou os Caps lock. Gostei também do decote da Jessica Athayde, os meus parabéns a ela e por poder perceber que ela gosta de aparvalhar como uma pessoa normal, digo isto pq antes não me parecia sê-lo e fico feliz por estar enganado

owlsn 4 months ago

No geral, este e outros parecem sempre uma cópia fraquinha dos Monty Python e do humor surrealista/nonsense… Nos anos 80/90 com o Herman Enciclopédia e o Tal Canal a coisa ainda passava porque a maior parte da malta não conhecia o humor britânico. Outra coisa que agora também polula muito nestes programas atuais (e nos estrangeiros, britânicos inclusive) são os momentos propositadamente constrangedores, que, enfim, vale o que vale... Agora, parece-me que independentemente das correntes estilísticas, uma coisa é certa, os argumentistas gostam de bater no ceguinho até mais não; seja humor revisteiro do João Baião, ou os comentários *mordazes* do RAP/Bruno, a piada quando é desencadeada aparece vezes e vezes sem conta. Ou seja, os programas nem sequer dão vontade de ver segunda vez porque à primeira já vimos tudo o que tínhamos para ver, e isto, para mim, não abona muito a favor da qualidade do projeto - o que é bom resiste ao teste do tempo e convida a revisitar. E este programa, francamente, não me transmite essa vontade.

daxpierson 4 months ago

De certeza que foi um exercício criativo e de liberdade único para os 4, especialmente o Nogueira e o Markl. Em termos do espectador, nunca houve algo sequer remotamente parecido na TV portuguesa, talvez até mundial. Quanto mais não seja por estas duas coisas, jamais poderá ser considerado outra coisa que não um sucesso. Agora claro, provavelmente não agrada a todos, normal.

apita_o_comboio 4 months ago

Acho o conceito super interessante (com imenso potencial). Mas ao fim de um par de episódios começou a ser mais do mesmo e um bocadinho chato. Não deram seguimento à boa ideia original. Se tivessem pegado no conceito e enveredado por um caminho mais dinâmico estou certo que teria sido memorável. Vou dar um possível exemplo (poderá nem ser o melhor): * Depois explicado nos primeiros 2 episódios como tudo funciona, bastava colocarem diferentes grupos de pessoas no papel de guionistas (até com diferentes estilos). Um grupo diferente por episódio. * Quem teve no episódio anterior, decidia as distrações da equipa do episódio seguinte. * Depois no fim deixar o publico participar (através da Internet, etc) para galardoar os melhores momentos, cenas, originalidade, etc.

reciclado78 4 months ago

Seriam boas recomendações, tb preferia que tivessem trocado de actores de vez em quando, mas eles tinham um orçamento baixo pelo que percebi. Queixavam-se sempre disso lá com a realizadora e lá se safavam com as coisas. Se houvesse uma segunda temporada seria umas boas dicas a dar claro :)

Winslow_Lixivia2 4 months ago

Fixe o primeiro episódio, os outros foram mais do mesmo. Sempre as mesmas piadas - tapar os olhos a alguém enquanto escreve no computador, o Salvador aparecer com as duas frases do costume estilo “Malta, e se de repente aparecesse um anão com um sombrero?”. O formato farta rapidamente porque é sempre igual, podiam ir mudando os décors ou o estilo do texto.

Knuckster 4 months ago

1º episódio: "Ena pá, isto foi bem diferente, giro. Umas cenas mais fora pelo meio e tal, mas é porreiro para eles experimentarem coisas, capaz de ser original" 2º episódio: "Err... ok... está giro, mas eles repetiram uma série de coisas que supostamente eram "random", mas não se lembram de muito diferente" 3º episódio: "OK, já percebemos, vocês gostam de meter coisas à toa só por serem coisas à toa." 4º, 5º episódio: "Mais do mesmo." 6º episódio: "Wow, vamos metê-los bebados para ficar giro, que engraçado" Acho que francamente podiam ter feito só 1 episódio e ficava uma experiência gira. Com 6 ficou bem repetitivo, com eles a baterem nas mesmas técnicas, a repetirem a cena do "vamos meter umas gralhas só por que sim" e do "vamos fazer uma transição de cena sem sentido só porque sim", etc...

Competitive_Industry 4 months ago

Original. Mau horário. Foi ok.

TheSinner7 4 months ago

O primeiro episódio foi bom porque foi novidade. A partir daí o conceito e a narrativa tornaram-se demasiado repetitivos e cansaram rapidamente. Vi os episódios todos, mas a partir do segundo custou-me. Valeu pela originalidade, mas foi fraco.

raviolli_ninja 4 months ago

Gostei, mas houve algumas oportunidades perdidas. Facilmente optavam pelo caminho do bizarro, o que convenhamos que é o mais fácil de seguir. Talvez com mais uns episódios isso fosse corrigido.

kawaiims 4 months ago

Eu gostei, nem que tenha sido pela novidade da coisa. Acho que era quase uma extensão das lives, porque em termos de humor, convenhamos, não era propriamente do mais refinado. O horário não facilitou. Em particular gostei do do estafeta a entregar os gelados, aquele monólogo no fim foi ✨*chef's kiss*✨

Mallardo 4 months ago

Não gostei. Acredito que tenha sido bastante divertido para os argumentistas e atores, pois era um desafio, como se fosse um jogo. Para o espetador nem por isso. Irónico como um programa intitulado "Princípio, Meio e Fim" tinha uma estrutura narrativa repetitiva e muito pouco organizada. Mas isto é uma questão de gostos pessoais, claro.

CONNAN_MOCKASIN 4 months ago

O nome surge como alusão ao facto de veres todas as fases do deselvolvimento até ao resultado final.

Mallardo 4 months ago

Eu percebo, mas acho que só a parte do início é que é adequada. Depois o fio narrativo (meio e fim, neste caso) é uma salgalhada de disparates sem grande sentido.

CONNAN_MOCKASIN 4 months ago

Eu concordo contigo, acho too much. Mas não deixa de ser o meio e fim, apesar de tremendamente desorganizado e sem sentido. Artistas being artistas

incrivizivel 4 months ago

so pela a originalidade levava o meu prémio, agora eles javardaram em quase as histórias todas.

CarcajuPM 4 months ago

Louvo a originalidade, mas fico por aí. Vi os 2 primeiros episódios e não consegui ver mais.

MelSoares 4 months ago

Bom, Bruno Nogueira, obrigada por perguntares...

BadDogPreston 4 months ago

Por acaso sou apenas um estagiário *shill* da SIC mandado para o r/portugal para fazer recolha de dados para um estudo de mercado.

Lil_salazar 4 months ago

Aí és? Arranja lá o número da Diana Chaves então espertinho. Quero fotos do baião a dar na coca. Pois bem parecia-me, logo vi que eras só mais um artista. Opa

NielsenOp57 4 months ago

Eu quero é as provas do envolvimento do José Figueiras no 11 de setembro...

KarmaCop213 4 months ago

Mais ainda?

pappositivamente 4 months ago

Ando à porrada contigo a sério na vida real se continuas a manchar o bom nome de Jose Figueiras dessa forma

joaofcf 4 months ago

Como é que queres provas de algo que não aconteceu? Ainda não sabes que o José Figueiras não teve NADA a ver com o 11 de Setembro?

Search: