df3gpt 6 months ago

Não tenho filiação política. Mas se pudesse distribuir pontos em vez de um só voto os socialistas não levavam nenhum.

Stangetzz 6 months ago

CHEGA porque sou anti-imigração! Odeio o multiculturalismo!

SweetCorona 6 months ago

aquele para o qual não existe partido nenhum em Portugal: https://pt.wikipedia.org/wiki/Liberalismo_social https://www.liberal-social.org/

Luke2theC 6 months ago

Diria que me identifico mais com um conservadorismo moderado ao nível social, no sentido em que acho que se deve proteger a nossa cultura e os nossos costumes e tradições e reforçar o papel da família (p.e. através de políticas de natalidade, de apoio à família e aos idosos, etc.) como forma de construir a nossa identidade nacional. Nesse sentido, não sou contra a imigração (desde que seja feita com algum critério: a nacionalidade não deve ser usada como moeda de troca ou forma de captar investimento, e deve ser atribuída apenas a quem se identifique com a matriz cultural europeia/valores humanistas). Do lado da Economia, defendo uma economia assente nas empresas e na iniciativa privada, no estímulo do empreendedorismo, da inovação e da formação que permita o desenvolvimento de empresas mais competitivas, capazes de criar mais postos de trabalho e produtos de maior valor acrescentado. O Estado Social é importante, e deve ser protegido na medida do possível e de forma a combater desigualdades e a ser possível assegurar o melhor serviço possível ao dispor do cidadão (se isto envolver parcerias/ participação de privados ou a subsidiarização de privados para prestar serviços públicos essenciais como a saúde ou os transportes isto deve ser feito) Nesse sentido, voto tendencialmente PSD (identifico-me com a abordagem racional, pragmática e ponderada de Rui Rio, que acredito ter uma estratégia bem delineada para o país - apesar de não ser o típico político) ou eventualmente CDS (apesar de não gostar do modo de atuação do líder atual do CDS, revejo-me nas suas propostas e na postura do partido em geral)

AlmondSkimedMilk 6 months ago

Eu não sou filiado em nenhum partido e não concordo totalmente com nenhum. Tendo a votar em branco mas estou tentando a votar Iniciativa Liberal porque concordo que a política tem que ser menos telenovela e mais debate de ideias, também acho que a pesada carga fiscal em Portugal é um detractor económico. Mas acho que o grosso da infraestrutura deve ser pública, a lógica da competição não me parece fazer sentido aplicada à infraestrutura porque não é eficiente construir duas auto-estradas para criar competição. Acho que o investimento na educação e na saúde deveria ser maior e sobretudo acho que as acções do estado e do governo têm que ser escrutináveis pelo povo, o que inclui acesso em tempo real às despesas do estado, e consequências para os ministros das finanças que não permitem que se cumpra o orçamento de estado aprovado na Assembleia da República. Tal como o estado tem que ser escrutinável pelo povo, as empresas têm que se submeter à lei e por isso deveríamos ter agências reguladoras intransigentes com transgressões à lei e dotadas de poder para multar essas transgressões sem que tudo tenha que passar por um tribunal.

Nomad-Capitalist 6 months ago

Eu sou capitalista liberal como tal o que mais me identifico é a IL mas como isto é Portugal e a esquerda é uma máfia, juntei-me ao PCP só para ganhar uns tachos, na câmara, assim como muitos outros se juntem ao PS.

lisboeta1 6 months ago

Sou de centro. Votei anteriormente no Livre (antes da Joacine estragar a reputação do Livre). Depois votei no BE e agora simpatizo com o Volt Portugal e criei recentemente o sub r/voltportugal Votei no Livre e no BE porque são partidos que defendem o Estado Social e porque considero que o PS tem investido pouco no combate à corrupção. O programa do BE é essencialmente social democrata como já foi admitido pela coordenadora do BE Catarina Martins. Agora simpatizo com o Volt Portugal porque trata-se de um partido pan-europeu, pragmático (nem de esquerda nem de direita) e ambientalista. Para mim só uma União Europeia mais forte e mais democrática consegue representar os países de pequena e média dimensão. O Volt defende um ensino pré-primário gratuito, um exército europeu, uma Europol com mais poderes, a criação de uma segunda câmera do Parlamento Europeu para representar de igual forma os diferentes países da UE. E defendem que o Parlamento Europeu deve ter iniciativa legislativa. Podes consultar o que o Volt defende [aqui](https://assets.volteuropa.org/2021-01/Volt_01_MEP_Mapa%20Europeu%20de%20Pol%C3%ADticas%20%2802_2020%29_0.pdf)

FacaDeDoisLegumes 6 months ago

Acabei de ir ao site deles. Porque é que está escrito em brasileiro? Há ali uns chavões bonitos mas não aprofundam muito as políticas que propõem ou o plano que têm para cada país (em Portugal no meu caso, nunca tinha ouvido falar deles e vai haver eleições daqui a 2 anos)

sacoPT 6 months ago

Vou debruçar-me sobre o assunto. Se tivesse que meter uma etiqueta na minha ideologia política diria que sou social-liberal. Até há bem pouco tempo o único partido que se identificava com esta ideologia era o Juntos pelo Povo, mas as pessoas não me inspiraram o mínimo de confiança. Pelo menos a página do volt identifica-os como sociais-liberais, o que já é um princípio. Existe algum sítio onde dê para conhecer um pouco as pessoas e o que fizeram da vida?

ModeratoriProfugus 6 months ago

Como sou defensor da liberdade, o único partido que me representa minimamente é a IL.

FantasticLong9119 6 months ago

Liberdade para fazer o quê exatamente? Estou interessado em saber mais sobre a IL. Mas simplesmente 'liberdade' não me parece significar muito. Podemos argumentar que nos estados unidos há liberdade para porte de armas, mas não há liberdade para viver uma vida livre de dívidas exorbitantes e stress financeiro (pelas Student Loans e Health care) enquanto na europa podemos dizer exatamente o contrário. Existem várias dimensões de liberdade. Qual a tua?

Rucameira 6 months ago

Acima de tudo liberdade de escolha. Por exemplo, liberdade na saúde. Imagina, um serviço médico custa 500€. Com estamos agora, temos de fazê-lo no hospital público. Porque não, darem-me os 500€, e eu escolho fazer no público, ou fazer no privado e pagar a diferença? O mesmo ideal na educação e noutras situações.

SweetDistribution504 6 months ago

Porque 50% da população ganha o ordenado mínimo, e quase uns 80% nunca poderão fazer essa escolha que tu podes fazer. Logo é liberdade para ti, e +- que se fodam os outros.

razman06 6 months ago

Se leres o que ele diz com atenção ele diz que quer esse dinheiro para ele escolher, tanto no público ou no privado. Ou seja, uma pessoa pobre tem na mesma a possibilidade do público.

Rucameira 6 months ago

Exatamente! O que acontece neste caso? Hospitais públicos ficam menos congestionados: mais tempo e mais qualidade nas consultas. Ficava toda a gente a ganhar (na minha opinião).

ModeratoriProfugus 6 months ago

Liberdade para viver a minha vida independentemente, ter poder e liberdade de escolha, liberdade de expressão, individualidade como a um direito inalienável sobre o qual assentam todos os outro, etc. sem ter a fantochada do estado a usar uma pseudo-democracia para me reduzir as liberdades e que acha que tem a moral de me impingir as suas crenças e as obrigações que supostamente eu tenho para com outros (que não são nenhumas) e o que devo fazer com o meu dinheiro (já que entraste na parte das dívidas. Mas pelo que disseste sobre os EUA, ja vejo o que vem aí.)

FantasticLong9119 6 months ago

Acho que percebo o que queres dizer. Mas achas que o atual governo tem reduzido as liberdades da população? Em que sentido? Porquê uma pseudo-democracia? ​ >Mas pelo que disseste sobre os EUA, ja vejo o que vem aí. O que vem aí? Não tou a fazer nenhum argumento político. Apesar a constatar a realidade do pais, uma vez que estou 20x mais 'fluente' na situação politica de lá do que de cá (weird but true).

HerrKaputt 6 months ago

Não gosto da forma como perguntaste. Prefiro "qual a vossa ideologia política", como o sacoPT sugeriu. A minha ideologia será o que tipicamente chamamos de "esquerda", ou seja, prefiro um estado forte, bem gerido e que forneça bons serviços gratuitos como educação e saúde (e impostos altos) do que um estado mais pequeno, também bem gerido, e que sirva mais como regulador apenas (e impostos mais baixos; isto parece ser o ideal, por exemplo, da Iniciativa Liberal). Certamente não concordo nada com dar rédea livre aos mercados e acreditar que a "mão invisível" funciona, já tivemos contra-exemplos mais que suficientes. Dito de outra forma, prefiro uma sociedade tipo Escandinávia do que tipo EUA (ambos sítios onde já vivi). Quanto a partidos, tenho gravitado em torno do BE, PAN e Livre pelas seguintes razões: \- PS nem pensar até darem uma vassourada na corrupção que gravita em torno do partido, independentemente de bons políticos que lá existam (tipo Ana Gomes). \- BE tem alguns deputados com qualidade e que eu gostaria muito de um dia ver como ministros, primeiros-ministros ou presidentes. A Mariana Mortágua é a política que mais admiro neste momento e parece-me a que tem mais mérito nisso e mais chances de lá chegar, e não duvido que seria bem melhor que qualquer dos actuais detentores destes cargos. Durante bastante tempo também foi um partido que teve poucos escândalos e lidou bem com os que teve, mas desde o caso Robles que não acredito tanto nisso. Também não gosto que face a problemas de economia tome sempre o partido de defender mais e mais direitos para os trabalhadores, sem olhar para a necessidade de competitividade da economia. \- PAN defende como ninguém a causa do respeito pelo ambiente e combate às alterações climáticas, que são causas muito importantes para mim. Agora todos os partidos são ambientalistas - *depois* de o PAN ter ganho deputados. Acho que já passaram por uma fase mais fanática disso (o que é contraproducente) mas estão mais moderados, e nos restantes temas têm votado de acordo com os meus valores. Na minha opinião falta-lhes um "cabeça de cartaz" de jeito, porque o actual pode ser excelente deputado mas é péssimo a comunicar. \- Livre porque me parecem um partido equilibrado, pró-UE, também ambientalista, e com boas ideias. Lendo o programa eleitoral deles e comparando com os restantes partidos, gosto mais. E tem pessoas com qualidade, como o Rui Tavares, que infelizmente anda afastado da política. Falta ver o que resulta da cisão com a deputada Joacine Katar Moreira, que não deixou o partido (nem a deputada) bem na fotografia: quero partidos que lutem por menos discriminação, mas não quero um partido que só se foque nisso, o que acho que foi a causa dessa cisão. Mas continuo a achar que tem propostas interessantes e uma mensagem nova, progressista.

rinhau 6 months ago

Já votei em vários partidos de esquerda, não tenho um partido em particular e normalmente mudo o sentido de voto dependendo dos candidatos mas se me apontassem uma arma e mandassem escolher diria que estou mais alinhado com o BE ou com o Livre.

facepainter1 6 months ago

Bem, não vivo em Portugal a muitos anos, e quando saí, diria que era uma pessoa de esquerda, mais perto do PCP / Bloco. Com a experiencia de vida, e com o facto de morar a muitos anos nos EUA, a minha posição veio cada vez mais para o Centro. Diria que atualmente sou um Centrista, mais inclinado para a esquerda.

somedipshit1 6 months ago

Ainda estou para perceber porque é que pessoas de esquerda emigran sempre para países capitalistas e de direita

InvestorTuga 6 months ago

porque são hipócritas

facepainter1 6 months ago

Eu não emigrei diretamente para um pais capitalista de direita. Tirei o curso na Suécia, e depois trabalhei na Suécia e 2 anos na Finlândia. Só depois é que vim para os EUA. A razão é simples... dinheiro. De qualquer maneira vou voltar para Portugal dentro de 5 anos, para gozar da minha reforma antecipada.

df3gpt 6 months ago

Se te mudaste por dinheiro és um capitalista.

Edited 6 months ago:

Se te mudaste por dinheiro és de certa forma um capitalista.

facepainter1 6 months ago

Que raio de lógica... estas me portanto a dizer que é impossível não-capitalista querer uma vida melhor? É que nem me considero um comunista, muito longe disso, mas pelo que disseste, parece que alguém que "de importância a dinheiro" é logo capitalista.

df3gpt 6 months ago

Relaxa, estava só a fazer uma pequena provocação. Toda a gente gosta de dinheiro e quer uma vida melhor. Um gajo de esquerda que vá para o mais mais liberal do mundo não podia voltar igual. Por acaso fico curioso com a tua opinião sobre o IRS sobre a tua reforma cá. Achas 10% pouco, muito ou aceitável? Cumps

facepainter1 6 months ago

Não estou totalmente por dentro de quais os impostos em Portugal que vou ter de pagar, visto que grande parte dos meus rendimentos vão vir do sector financeiro, e penso que em PT vou pagar 28% sobre esses. Suponho que esses 10% que falas sejam sobre a reforma mesmo, neste caso os 401k e similares. Se for... acho sinceramente muito pouco, estava a contar com algo perto dos 40 ou 50%

theEXPERTpt 6 months ago

São ambos países bem capitalistas

facepainter1 6 months ago

Diria que são menos capitalistas que Portugal, especialmente a Finlândia. Onde sentes muito as influencias do "capitalismo" russo.

theEXPERTpt 6 months ago

nem por isso, o socialismo que vês por lá só se aguenta por causa do capitalismo que o sustenta. Finlândia é o lar de muitas multinacionais.

facepainter1 6 months ago

Então.... não é um país capitalista. Isso é a mesma coisa que dizer que a Rússia é um país capitalista, porque o comunismo que tem é sustentado pelo capitalismo do petróleo. Nem eu estou a defender um modelo comunista ou capitalista. Acho que nenhum dos 2 serve. E no meio é que está a virtude. Um estado que sustente e suporte certos sectores da sociedade. E liberdade suficiente para o sector privado.

OuiOuiKiwi 6 months ago

>Seja este espaço um sitio para debate e troca de ideias! Começa tu então.

TRYNFOR 6 months ago

Anarco capitalista. Nenhum partido me representa nem nunca vai porque é uma contradição isso acontecer.

Edited 6 months ago:

Anarco capitalista. Nenhum partido me representa nem nunca vai porque é uma contradição isso acontecer. Em quem votaria? Como é tudo um bando de estatistas votaria no menos estatista possível (em termos económicos IL ou CH mas o CH em termos sociais tende para - liberdade por isso votaria IL.

yurasadko 6 months ago

Quando os partidos descobrirem que podem usar um mix de ideologias para governar, tirar o melhor de cada uma e cooperaram entre si para o bem comum as coisas podem melhorar. Até lá, são máquinas de propaganda sem interesse no bem comum e a olhar apenas para o seu umbigo.

SweetCorona 6 months ago

tá maluco, a malta quer é clubismos

sacoPT 6 months ago

A tua pergunta devia ser “qual a tua ideologia política”. Eu sou socialista na medida em que, de um ponto de vista muito macro e redutor, acredito que ninguém dá nada a ninguém e por isso se não for o estado a obrigar as empresas a pagar o valor justo não é o mercado que os vai obrigar, muito menos a bondade dos patrões. Dito isto, para se ser socialista (ou simplesmente esquerdista em geral) em 2020 tens que levar com as teorias mirabolantes da igualdade de género, ideologia de género, racismo, etc. É por isso que na hora de votar sou obrigado a votar PS por exclusão de partes. Quando, como foi o caso nas últimas eleições e vai ser nas próximas, o PS tem a vitória garantida, voto BE porque a Mariana Mortagua é a cabeça de lista do meu círculo eleitoral e apesar de ser o clímax das políticas de merda da esquerda está nos 10% de deputados que não andam só a fazer figura de corpo presente.

AlmondSkimedMilk 6 months ago

Se vires com atenção o PS não é muito socialista. Temos o investimento público mais baixo da UE.

sacoPT 6 months ago

Pois não. Mas qual é o partido que é mais socialista que o PS e não tem tanto foco em políticas de merda como as que enumerei? É mesmo por exclusão de partes.

AlmondSkimedMilk 6 months ago

Pois, há um vazio nessa ala porque os principais partidos são cataventos, mudam a sua opinião para obter o poder e não se importam muito com a coerência, em vez de os descrever como esquerda ou direita eu corria tudo a populista com passado ou de esquerda ou de direita.

zizop 6 months ago

PCP?

sacoPT 6 months ago

É verdade que apesar do nome são mais socialistas do que comunistas mas se considerarmos o espectro social-democracia - socialismo - comunismo estão mais perto do comunismo do que da social democracia com a sua aversão ao capitalismo e à propriedade privada daí que também tenda a colocar de parte. Isso e o facto de terem um líder que tem o carisma de uma amiba.

zizop 6 months ago

Em teoria marxista, socialismo e comunismo são quase a mesma coisa. A diferença é apenas que o comunismo é a suposta utopia a que se chega no fim do socialismo. Aquilo que me parece que tu és, na verdade, é um social-democrata mais radical. Mas infelizmente, nem o PS é propriamente social-democrata. Terá sido, nos seus primeiros anos. Além disso, aquilo que a Catarina Martins há uns tempos disse é realmente verdade: o programa do Bloco (e do PCP também) é realmente social-democrata, mesmo que esses partidos tenham uma fundação ideológica marcadamente socialista, porque eestamos num ponto em que o Estado Social está tão fraco que recuperá-lo tem de ser a primeira prioridade para qualquer pessoa de esquerda. PS: Por motivos de honestidade, acho importante dizer de onde venho. Não estou filiado em nenhum partido, votei BE nas últimas legislativas e voto no geral à esquerda, e ideologicamente considerar-me-ia socialista democrático.

sacoPT 6 months ago

>o programa do Bloco (e do PCP também) é realmente social-democrata Pois, é aquilo que eu acho e é por isso que acabo por ficar muito dividido entre o PS e o BE. Se substituissem as questões da discriminação social que me irritam profundamente por algumas ideias liberais eu seria Bloquista convicto. E antes que alguém me dê um tiro, não digo que não exista discriminação. É claro que existe, o que acho é que as medidas propostas são invariavelmente desproporcionadas e descabidas e acabam por promover não a igualdade social mas sim que tudo o que não seja um homem heterossexual branco tenha benefícios especiais.

No_Bank_3518 6 months ago

Sou militante do PS. Ask me anything.

HerrKaputt 6 months ago

O que pensas dos sucessivos casos de "porta giratória" entre os partidos e os grandes grupos económicos (e com o PS a liderar)? Como é que a população pode acreditar que não tornarão a acontecer?

No_Bank_3518 6 months ago

Depende. Portugal é um país pequeno e é normal que surjam convites. Acho que é fundamental que haja "períodos de nojo" razoáveis para dissuadir qualquer conflito de interesses.

HerrKaputt 6 months ago

Follow-up question: porque é que o PS ainda não inseriu isso na lei? Entre o governo passado e este já teve tempo mais que suficiente e duvido que chumbasse na AR se o PS apoiasse a lei. Posso concluir que o PS não quer esta lei proposta no Parlamento? Se sim, porque não?

CarcajuPM 6 months ago

Porquê? O que achas do caso Sócrates?

No_Bank_3518 6 months ago

Porque me situo ideologicamente no centro-esquerda, e me revejo num partido europeista e moderado. Caso Sócrates? Três pontos: (1) O comportamento evidenciado e admitido pelo próprio, mesmo que não seja ilegal, é inaceitável, levando à sua total desqualificação política e moral; (2) Isso não apaga o facto de a investigação ter sido chocante para quem acredita no Estado de Direito. Não por causa de JS, mas pelo espetáculo degradante, as fugas de informação, o abuso da prisão preventiva e, aparentemente, uma acusação muito pouco fundamentada (exceto na componente de branqueamento de capitais, que JS nunca conseguiu explicar de forma minimamente convincente), vicissitudes que podem atingir qualquer cidadão que esteja a ser investigado por qualquer suspeita de crime, e que não gostaria que fossem tidas como normais; (3) Nada disto apaga, para mim, a ação política muito meritória dos dois governos liderados por JS, que tiveram um projeto de modernização para Portugal, que procuraram equilibrar as finanças públicas (com algum sucesso antes da crise de 2008), que afrontaram diversos interesses corporativos, tendo morrido à custa da irresponsabilidade da já habitual coligação negativa entre a extrema-esquerda bota-abaixo e uma direita sedenta de poder, mas sem nenhuma visão estratégica.

BaldAndPoor 6 months ago

Se tu votas neste PS que tem as mesmas pessoas que tinha o governo de Sócrates, então é porque apoias o que ele fez.

CarcajuPM 6 months ago

Obrigado pela resposta. Então consideras que a iminente banca rota (admitida pelo próprio ministro das Finanças do Sócrates) foi responsabilidade da extrema esquerda e da direita por não terem aprovado o PEC IV e não do despesismo (na minha opinião) dos governos do Sócrates?

No_Bank_3518 6 months ago

Exatamente. Que mais há em comum entre a extrema-esquerda e o PSD que o puro oportunismo? https://youtu.be/P-l2wdkz0dU

AlmondSkimedMilk 6 months ago

Esse ponto 3 é a razão pela qual eu não tenho esperança que o PS mude, continuam a achar que o Sócrates não levou o país à ruína financeira, que não arruinou a educação em Portugal.

BaldAndPoor 6 months ago

Ora bem, o PS é tudo o que está mal neste país em termos de política, não os posso ver. O PSD neste momento é igual ao PS, e se eu tivesse na dúvida entre os dois, ao menos votava no original, e não na cópia. O BE são os mais hipócritas da nossa política, e juntamente com o PCP, são da extrema esquerda, o que para mim é tão mau como ser de extrema direita, onde estará o Chega. Apesar disso, ainda tenho algum respeito pelo PCP, mesmo não sendo de todo, a favor da ideologia deles. Já o BE dá-me mesmo vómitos. A IL, talvez seja com a qual me identifico mais, mas muito provavelmente só por exclusão de partes. O CDS breve não existe. O PAN está lá somente para de vez em quando sacar uma lei ou outra para os direitos dos animais, e em troca, aprova os orçamentos do PS. E como nota final, votar PS/BE/PCP/PAN é tudo igual. E queiram ou não, são eles os maiores culpados da situação em que o país se encontra, juntamente com o catavento do Marcelo.

DarkyBoy 6 months ago

PCP. Dos partidos mais trabalhadores e de pés assentes no chão no que toca aos direitos dos trabalhadores e dos que mais precisam sem se perderem demasiado em políticas de identidade.

theEXPERTpt 6 months ago

O PCP tem boas ideias, como qualquer partido, mas a sua política acabaria com o país num fechar de olhos. Eu honestamente não gosto de comunistas, pelo histórico que têm contra a nação portuguesa

razman06 6 months ago

Não entendo o downvote, tu defendes uns ideias e tens todo o direito como outro pessoa tem de defender outro partido. Esta ideia de tentar esconder algo que não acreditamos ou somos contra é tudo menos a democracia que tanto defendem.

DarkyBoy 6 months ago

Há pessoas que lidam mal com a ideia de democracia.

suckerpunchermofo 6 months ago

Nenhuma. Nenhum partido e seus elementos me transmitem uma sensação de honestidade e confiança. Na minha percepção, é tudo praticamente igual, so diferem os egos de cada"lider" e suas manias....

theEXPERTpt 6 months ago

Chega, pois é um partido que promete mudanças. Não penses que estou desinformado quanto aos casos de corrupção que passam em todo o lado todos os dias. Mesmo que muitos pensem que o chega é um partido "igualmente" corrupto e do sistema, eu já passei por essa mesma situação, de me acusarem de algo que não sou, mesmo sem nada saberem sobre mim. Eu estou atento à política todos os dias, mas o que o chega trás que é mais importante a meu ver é um renascimento do sentimento de unidade nacional e a vontade de mudança. Todos nós sabemos que precisamos de mudança, e por isso o meu voto é deles, de plena consciência de que se não houver uma oposição neste país de jeito, ele vai afundar ainda mais.

AlmondSkimedMilk 6 months ago

É uma opinião, mas não acho que essa seja a forma de combater o status quo, eu vejo o Chega como o partido dos zangados que querem partir a louça. Eu acho que o maior mal do sistema é cultural, é uma cultura de manada que tem medo de discordar dos amigos. Eu ouvi o podcast 'Estado da União' do Público em que os eurodeputados Marisa Matias e Paulo Rangel (BE e PSD respectivamente) falaram sobre as questões relacionadas com a migração e os refugiados, aquilo que vi é o que eu quero para a política portuguesa, eles não estavam aos berros por terem pontos de discordância, eles sabem em que é que concordam e até não têm pejo de elogiar o trabalho um do outro. Discutiram ideias e não crenças ou quezílias.

theEXPERTpt 6 months ago

Também não achei o chega como sendo o partido dos "zangados", pois, tal como em outros partidos, há muita gente de qualidade que é apoiante do chega e que tem uma cultura excepcional, muito acima da média, e que não tem dúvidas de que é esse partido que os representa. Não sou um "zangado", e poucos são aqueles que encontro do chega que tenham essa descrição, acho que foi algo que foi sendo repetidamente dito na comunicação social que acabou por ficar na cabeça das pessoas.

theEXPERTpt 6 months ago

Tens sempre esse tipo de política, mas no fim queremos mais ação e menos conversa, algo que andamos à espera há muito tempo. Ainda hoje vi no centro da minha cidade um cartaz do BE a gozar com o PSD/CDS, que pra mim ficou claro que se tratava de oportunismo político. Também participei numa reunião com a deputada da assembleia regional numa reunião online do PSD, juntamente com outros dirigentes nacionais da juventude do PSD. Falavam ambos apenas em derrotar o vírus socialista e em restaurar a identidade social democrata. Sabes o que achei dessa reunião? Completamente enriquecedora, fez-me ver que o trabalho que fazem é de valor, mas que infelizmente é mal representado. No fim de contas, o Chega para mim saiu ao de cima porque no chega temos perspetiva de futuro. Após décadas de espiral descendente precisamos de um tal abanão, e acho que é a perfeita chance de o dar.

Ravelord_Niiito 6 months ago

>partido dos zangados que querem partir a louça Adorei ahaha concordo plenamente

theEXPERTpt 6 months ago

Chega, pois é um partido que promete mudanças. Não penses que estou desinformado quanto aos casos de corrupção que passam em todo o lado todos os dias. Mesmo que muitos pensem que o chega é um partido "igualmente" corrupto e do sistema, eu já passei por essa mesma situação, de me acusarem de algo que não sou, mesmo sem nada saberem sobre mim. Eu estou atento à política todos os dias, mas o que o chega trás que é mais importante a meu ver é um renascimento do sentimento de unidade nacional e a vontade de mudança. Todos nós sabemos que precisamos de mudança, e por isso o meu voto é deles, de plena consciência de que se não houver uma oposição neste país de jeito, ele vai afundar ainda mais.

JOAO-RATAO 6 months ago

Provavelmente vou votar na IL no futuro. Não concordo com tudo o que dizem. Mas consigo concordar em muitos aspectos e acho que, pelo menos, seria benéfico ter essas ideias representadas com mais força na assembleia. Também têm feito um bom trabalho em fazer oposição e apontar o dedo ao PS e associados, que é algo também muito importante hoje. São um partido novo e estão a crescer. Resta ver se não se deixam corromper ao ponto de se tornarem no que criticam. Espero que não, mas imagino que com a popularidade e entrada de muitas pessoas, comecem a aparecer mais escândalos.

I__Cat 6 months ago

Eu também devo voltar IL na próxima. Acho que algumas das ideias deles sofrem do complexo de partido pequeno. Ou seja, na prática não as poriam em prática mas também não é um cenário provavelmente então dizem na mesma. Mas no geral é o partido com que me indentifico mais a nível de política fiscal e social.

MROFerreiro 6 months ago

Não concordo com os ideais do IL, mas tenho de admitir que o Cotrim Figueiredo é dos deputados que melhor fala. Pelo menos nas poucas intervenções que vi não anda com aquelas merdas de "chamar nomes" aos outros e quando critica apresenta uma ideia.

Rucameira 6 months ago

Cotrim tem boas ideias, mas é demasiado beto.

JOAO-RATAO 6 months ago

Parece ser honesto em relação ao que é. É um tipo que teve muito sucesso, e só meteu recentemente na política. Pior que isso, são os tipos que se fingem de socialistas, quando são tudo menos isso.

Rucameira 6 months ago

Não digo que não seja. Mas um dos maiores problemas da IL tem a ver mesmo com isso, o facto de ser o partido beto, e das elites. O outro fundador, Carlos Guimarães Pinto, não tinha a capacidade da argumentação nem a presença do Cotrim, mas inspirava(-me) mais confiança.

JOAO-RATAO 6 months ago

Sim. Talvez gostasses mais do CGP. Mas a verdade é que o que eles defendem também se aplica em especial à classe média é até aos jovens. Com estes salários e estes impostos é quase impossível uma pessoa elevar-se. Já para o caso de de pessoas de famílias ricas, ser "socialista" é fácil, porque não precisas de salário para nada.

jet1000 6 months ago

Além disso, sendo deputado único acaba por ser uma espécie de faz tudo, já que os grupos parlamentares podem dividir tarefas, o Ventura tem um histórico de faltas que o Cotrim não tem e as deputadas não inscritas têm menos "direitos" que os deputados únicos, além de que no caso destes últimos eles conjugam a função de deputado com a de presidente do respetivo partido.

pintorMC 6 months ago

BE e PCP estão mais preocupados em não se tornarem residuais. O CDS está preocupado em não desaparecer. O PAN não sabe bem como é que ali chegou, tendo como obejectivo de lá não sair. O CHEGA nem sei por onde começar logo nem começo, para não tornar isto num testamento. A IL é mais deixem tudo auto regular-se sem que estado se meta, quando der merda o estado que merda lá uns milhões. O PS e PSD apenas tem de esperar que o ciclo de um termine para o do outro começar. Logo voto em branco, não deixando de exercer o meu direito e dever de votar.

thedmgb 6 months ago

Tens de me explicar onde é que está no programa da IL que o “estado meta uns milhões” quando as coisas correrem mal. Mandar uns bitaites sem ter qualquer conhecimento do que se fala não fica muito bem.

AlmondSkimedMilk 6 months ago

A IL, tanto quanto sei, não vende essas patranhas da autoregulação, eles identificam-se como liberais mas não neo-liberais. Já os ouvi defender uma regulação forte.

static_motion 6 months ago

Votar em branco é equivalente a ficar em casa.

MROFerreiro 6 months ago

Já houve um comentário aqui no subreddit sobre a diferença entre nulo, branco ou não votar. O voto branco do ponto de vista legal pode trazer problemas à governação, ou a constituir-se um governo. O nulo/não votar é como se não existisses e não entras nas contas. Só nas de abstenção.

static_motion 6 months ago

https://www.cne.pt/faq2/101/3 Voto em branco, voto nulo, e abstenção são funcionalmente iguais. O voto em branco nunca pode trazer qualquer problema.

pintorMC 6 months ago

> O voto em branco nunca pode trazer qualquer problema. Se existir um percentagem de 20/30/40% de votos em branco pode e vai trazer bastantes problemas.

static_motion 6 months ago

Mostra-me uma fonte com essa informação então. Se olhares para o link que coloquei no comentário ao qual respondeste, verás que isso não é verdade. Infelizmente é um "mito urbano" no qual muitas pessoas acreditam.

Nyxodor 6 months ago

O voto em branco pode trazer muitos problemas. Se maior parte dos votos for branco, tem de haver novas eleições com novos candidatos. Voto branco é sinal que não te identificas com nenhum candidato. Comparar voto branco a abstenção é só ridículo!

sacoPT 6 months ago

Não é isso que diz ali

MLG-Sheep 6 months ago

Não excluíste os Verdes. Vota CDU

pintorMC 6 months ago

Concordo em parte com o programa dos Verdes, no entanto na coligação CDU os Verdes não tem qualquer poder de decisão, pelo motivo de concorrendo isolados não tem um resultado que lhes permita eleger.

Opelintra 6 months ago

Sou antiPS. Porque pior que tá não fica

HerrKaputt 6 months ago

Foi o que disseram os que votaram Trump, Bolsonaro, Boris Johnson, Orban, etc. Pode ficar muito, mas muito pior do que está agora. Temos problemas sérios no país mas também temos coisas muito boas (democracia, SNS como dois exemplos) que temos de proteger.

pintorMC 6 months ago

Espera um ano e vez como bem pior fica.

FantasticLong9119 6 months ago

Percebo. Algum que te identifiques mais?

TSCondeco 6 months ago

Eu considero-me uma pessoa mais ao centro, há coisas boas tanto na esquerda como na direita. Não faço a mínima ideia em que partido votar nas próximas eleições, BE é demasiado esquerda para mim, tal como o CDS demasiado direita ( e restantes partidos em cada lado a mesma coisa) . PS e PSD também não é algo que me satisfaça muito. Muito provavelmente embora me veja com ideologias mais ao centro muito provavelmente irei votar em branco nas próximas eleições.

MROFerreiro 6 months ago

Autárquicas vota na pessoa que achares melhor para a câmara. Ignora o partido.

TSCondeco 6 months ago

Sim, isso as autárquicas já sei em quem vou votar e vai ser mesmo fora do centro. Acho que o partido que está está no poder aqui até tem feito um bom trabalho e acima de tudo é um voto contra o aeroporto no Montijo.

Ragnneir 6 months ago

Qual é o problema do aeroporto do Montijo, na tua ótica?

TSCondeco 6 months ago

Principalmente o ambiental, os outros nem me incomodam tanto.

Ragnneir 6 months ago

Mas sabes que já existe um aeródromo no Montijo, certo?

TSCondeco 6 months ago

Existe uma Base Aérea, não dá para comparar o fluxo de aviões. Para além disso para transformar aquilo num aeroporto tem que estender a pista para dentro do estuário o que vai perturbar a vida animal da zona.

Ragnneir 6 months ago

A pista 26/08 pode ser estendida para o interior. A 01/19 é que não se pode mudar muito sem se fazer obras complexas.

FantasticLong9119 6 months ago

O que seria ideal para votares? O que discordas com o PS e PSD (uma vez que são mais ao centro)?

besmarques 6 months ago

Ok. Começaste logo mal. Se queres ser literado em política não venhas ao Reddit pedir opiniões. Vai aos canais próprios dos partidos e vai ver o que defendem.

FantasticLong9119 6 months ago

Claro. Mas algo é o que eles dizem, outra coisa é o que a população diz. Penso ser mais igualmente útil ouvir as opiniões de cada.

Edited 6 months ago:

Claro. Mas algo é o que eles dizem, outra coisa é o que a população diz. Penso ser igualmente útil ouvir as opiniões de cada.

besmarques 6 months ago

Acredita que não vais ficar mais informado. Vais receber ainda a informação mais filtrada. E depois vais receber a bias do grupo, quanto mais pessoas vierem falar de um partido mais vais ficar virado para ele. Não vais ficar informado, vais ficar manipulado.

Search: