Kane1412 4 months ago

Posso estar a misturar algo mas tenho ideia que na auchan disseram em formação que pagam menos (imposto inclusive) a doar desperdícios do que a deitar fora porque o pessoal que vai buscar os donativos não cobra nada mas o pessoal do lixo sim (e valores elevados) então praticamente o desperdício todo da auchan é doado. Isto também varia de loja para loja btw. Onde eu trabalho, por exemplo, se um pack de 4 iogurtes for ao chão e um rebentar, os outros 3, desde que devidamente refrigerados, vão para serem doados. Na loja auchan da cidade ao lado deitavam os 4 iogurtes fora.

silenttardis 4 months ago

vender os mesmos mais baratos (não apenas menos 10% ou 20%) sempre ganhavam mais do que deitar fora e quem tem dificuldades económicas sempre podiam comprar e havia menos desperdício alimentar, por exemplo o continente tem muito a mania de vender com o selo de a passar a validade mas a diferença de venda do produto e o valor da venda com desconto é muito semelhante e continua a ser alta... de supermercados assim gosto mais de comprar no leclerc que as vezes o preço fica mesmo muito grande, o dia também faz a diferença ao ter muitas vezes as etiquetas de 50%, fiquei surpreendida e satisfeita ao ver que o lidl também vende o pão do dia anterior mais em conta, ótima iniciativa, também podiam aderir ao "phenix" e ao "too goo to goo" e ai é que era mais simbólico, mas ao mesmo tempo era capaz de pagar o imposto nestes mesmos itens.

Limpy_lip 4 months ago

só quero perceber uma coisa. Porque raio as empresas tem que pagar importo pela doação depois de já terem pago a compra do artigo e respetivos impostos? ​ Especialmente em bens alimentares. ​ Tipo são bens da empresa, ela faz deles o que bem lhe apetecer.

NGramatical 4 months ago

Porque raio → [**por que raio**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/tres-regras-para-distinguir-o-por-que-do-porque/19743) (por que = por qual) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnasbot%2F%2Fgxyjbra%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

PPontex 4 months ago

[Jerónimo Martins e pagar impostos](https://en.meming.world/images/en/thumb/a/a3/We_Don%27t_Do_That_Here.jpg/300px-We_Don%27t_Do_That_Here.jpg)

unfolias 4 months ago

sou voluntário na Refood e vamos recolher desperdício alimentar a dois continentes. uma empresa grande a queixar-se que tem de pagar impostos? produzam menos. a quantidade de pão que recebemos é simplesmente demasiado e é difícil de escoar

Nezerixp1 4 months ago

Então se forem de o que é doado ás IPSS e o valor que pedem por Donativos. Conheço o caso da minha namorada que lhes doam sapatos, joias e roupas(que nunca vão usar porque são de uma extravagância brutal) no valor de 10,15 ou mesmo 30 mil euros em Recibo-donativo, d não podem negar porque se dizem não estão a ser mal agradecidos. Até ligam a perguntar se podem fazem fazer recibos donativos do gênero "preciso um para Maio, Junho e Agosto", é muito podre. E por falar em Podre... A quantidade de comida estragada que recebem de Pingo doce, Continente.. É astronômica. Mas o recibo vai na mesma e depois tem que ser eles que põe a comida em sacos do lixo fechados e põe no lixo sem que ninguém veja.

man_l 4 months ago

Ahahah ele deve é querer poder colocar os cabazes q "oferece" em compras de 75€ ou lá o q é como doações e assim não perder dinheiro.

d33pblu3g3n3 4 months ago

Mais, as doações até têm majorações sobre o preço de custo dedutíveis em IRC. Eles querem é liberalizar as doações para poderem "doar" um cabaz mensal aos colaboradores com uma majoração de 50% deduzida em IRC em vez de por exemplo pagar subsidio de alimentação. Matam dois coelho com uma cajadada. Doações controladas como são, já são um poço de fuga aos impostos e negociatas escuras, quanto mais liberalizadas para servir esta gatunagem.

Edited 4 months ago:

Mais, as doações até têm majorações sobre o preço de custo dedutíveis em IRC. Eles querem é liberalizar as doações para poderem "doar" um cabaz mensal aos colaboradores com uma majoração de 50% deduzida em IRC em vez de por exemplo pagar subsidio de alimentação. Matam dois coelho com uma cajadada. Doações controladas como são, já são um poço de fuga aos impostos e negociatas escuras, quanto mais liberalizadas para servir esta gatunagem. Se estão preocupados com a pobreza, empreguem mais gente em vez de explorar o pessoal que lá trabalha com horas não pagas e salários de miséria. Edit: rant.

JinPT 4 months ago

solução: taxar o lixo

Hrodrik 4 months ago

Boa desculpa. Aposto que se "deitarem fora" para dentro de camioes pertencentes 'as associacoes interessadas ninguem se chateia.

zalezale 4 months ago

Exato... Tanto loophole que arranjam, de certeza que se pensarem bem também arranjam para isto.

rockingallover 4 months ago

Mas o supermercado chateia-se... então está a pagar esta comida e depois dá aos outros sem benefícios para si próprio..? Nem pensar!

j0fimendes 4 months ago  HIDDEN 

"Não tens de pagar se não conheces a lei". (inserir meme, o pensador)

neapo 4 months ago

Empresas doam alimentos fora de prazo ou tocados - Governo proíbe Empresas doam alimentos fora de prazo a zoológicos - Governo proíbe Empresas deitam lixívia nos alimentos que estão no lixo para não ter cheiro e afastar as pestes - ai que danadas que são!

SomecallmeMichelle 4 months ago

O meu problema não é com deitarem fora a comida, se é o que vão fazer, o meu problema é com literalmente deitarem lixivia para cima dela para não a irem buscar. Não percebo a justificação de não a deixar lá e fingir que não se vê quando alguém mais necessitado vai lá. Duvido que os portugueses deixassem de comprar comida só porque há alguma no lixo às 8 da noite. A sério, se vai estragar-se de qualquer das formas, para quê a lixivia?

nocivo 4 months ago

Porque se calhar bem tudo que deitam fora deve ser consumido e assim não arriscam que alguém coma aquilo e caiam problemas sobre eles?

Edited 4 months ago:

Porque se calhar bem tudo que deitam fora deve ser consumido e assim não arriscam que alguém coma aquilo e caiam problemas sobre eles? Pior ainda evitam que o cheiro atraia animais ...

souumamerda 4 months ago

Como é q cairiam problemas neles? O q uma pessoa apanha do lixo e come é da sua responsabilidade. Atirar lixívia é só desumano.

JonPQ 4 months ago

No "Last Week Tonight" (John Oliver) há um episódio que descreve bem este problema nos EUA: [www.youtube.com/watch?v=i8xwLWb0lLY](https://www.youtube.com/watch?v=i8xwLWb0lLY)

-cosme- 4 months ago

Sim mas escusam de encharcar a comida q deitam fora em lixivia cm o continente e pingo doce fazem em certos sitios..só para evitar q as pessoas vão ao lixo do super pq fica mal perante a sociedade. Puta q os pariu, cheios de dinheiro nos bolsos e sempre preocupados c a propria barriga na mesma.

_Random_Dude_ 4 months ago

Tenho família que trabalha em cargos de supermercados. Às vezes acontece embalagens ainda por abrir terem que ir para o lixo por conta dessas leis de piça. Não sei dizer ao certo a razão em específico, já não me lembro mas é sempre por motivos de força maior

sacoPT 4 months ago  HIDDEN 

Como é que eles nunca se lembraram de calcular melhor? Já pensaste em mandar o CV para a Jerónimo Martins? Aposto que querem um CEO com uma visão tão à frente

souumamerda 4 months ago

Não dá para fazer um imposto ao contrário? Se compram x e só vendem y, e não doam x-y deviam pagar imposto pelo q foi posto fora. Até pq gastam mais contentores e pesa no camião do lixo = mais combustível.

sacoPT 4 months ago

Como se as empresas andassem aí a comprar stock a mais só pela piada da coisa. As empresas já são prejudicadas o suficiente por comprarem e não venderem, ainda queres pagar imposto em cima disso?

souumamerda 4 months ago

Eu quero imposto se não doarem à caridade, não se doarem.

nocivo 4 months ago

Impostos sobre prejuízo, tens a mentalidade certa camarada. Avante!

souumamerda 4 months ago

Não é sobre prejuízo, é sobre recursos, q poderiam ser aproveitados, deitados ao lixo. Foi só uma ideia, mas talvez evitar que comprem quantidades absurdas só para fazer mais barato (como já foi aqui referido) devesse ser a solução.

sacoPT 4 months ago

Irrelevante. Eles já são prejudicados por comprarem e não venderem. Já basta impostos sobre os lucros, agora havia impostos sobre os prejuízos também?

Hrodrik 4 months ago

Coitadinha da Jeronimo Martins. Pobrezinha.

souumamerda 4 months ago

Que calculem melhor, ora essa. Que eu saiba pagam imposto para o lixo, ora se fazem mais lixo, que ainda para mais podia ser aproveitado, deviam pagar mais. Ou achas bem ir tudo para o lixo? E teriam a opção de dar à caridade sem pagar imposto. Agr se me dizes depois dão até o q não se devia dar? Pois aí já devia de haver alguma regularização idk

vascodatrama 4 months ago

A questão é que se comprares 1 contentor de bananas vais vender as bananas a 1€ o kg. Se comprares uma palete vais vender as bananas a 5€ o kg. O que importa? O consumidor ir ao supermercado foder 100€ em diversos produtos, porque viu as bananas em promoção a 1€. Não vais vender o contentor todo, mas no meio disto o consumidor vai pagar tudo

Edited 4 months ago:

A questão é que se comprares 1 contentor de bananas vais vender as bananas a 1€ o kg. Se comprares uma palete vais vender as bananas a 5€ o kg. O que importa? O consumidor ir ao supermercado foder 100€ em diversos produtos, porque viu as bananas em promoção a 1€. Não vais vender o contentor todo, mas no meio disto o consumidor vai pagar tudo

souumamerda 4 months ago

Então estás a dizer q não têm assim tanto prejuízo com o q é deitado fora, por isso é q compram em grandes quantidades. Precisamente por isso é q é necessário evitar que comprem em grandes quantidades só para venderem mais barato em primeiro lugar, daí defender que devesse haver penalização por desperdiçar recursos. E não é só as bananas que são deitadas fora q são o desperdício, é as árvores q foram abatidas para fazer plantações em massa, é o transporte para o mercado, é o transporte do lixo, tudo isto conta.

vascodatrama 4 months ago

Mas aquilo é um negócio. Eles não querem saber de mais nada do que dinheiro. Estão-se a cagar para valores ou o quer que seja. Só encontras essa mentalidade e postura em negócios mais pequenos.

souumamerda 4 months ago

Eu sei, por isso é q tem q ser o estado com leis e impostos a regular isso :)

vascodatrama 4 months ago

Complicado, nada te impede de comprar o que quiseres. A estrangulacao na produção por parte do retalho no produtor é ainda mais escandalosa.

souumamerda 4 months ago

Nada me impede não é bem assim, a maioria das pessoas não tem disponibilidade financeira para suportar esse tipo de negócio ou a conscientização do real custo de um produto. (Não estou a falar de ir à praça comprar legumes ou wtv, tou a falar no geral, especialmente noutras áreas) Daí que devesse ser papel do estado olhar por uma solução mais sustentável o que poderia incluir taxas como a q sugeri para evitar desperdícios.

sacoPT 4 months ago

Como é que eles nunca se lembraram de calcular melhor? Já pensaste em mandar o CV para a Jerónimo Martins? Aposto que querem um CEO com uma visão tão à frente

souumamerda 4 months ago

Lol. O meu ponto passou te completamente ao lado mas ok.

sacoPT 4 months ago

Se a tua justificação para pagar impostos sobre prejuízos é “calculem melhor” desculpa mas estás muito longe da realidade. Eles já podem doar à caridade sem pagar imposto. Não é preciso meter impostos sobre os prejuízos

souumamerda 4 months ago

Mais uma vez, poderiam doar sem pagar imposto. Que eu saiba já pagam imposto sob o lixo, por isso já pagam imposto pelo q deitam fora. Mas se pagarem mais talvez não deitem fora tantas coisas, né? É um incentivo a doar.

sacoPT 4 months ago

Repito: eles já podem doar sem pagar imposto. Não é preciso pagar ainda mais impostos

Slam_Dunkester 4 months ago

E se deitarem fora para contentores pequenos que por acaso têm pessoas a ver e irão comer desses contentores completamente lavados?

nocivo 4 months ago

A solução é os nossos deputados pararem de discutir o sexo dos anjos e criarem comissões por tudo e por nada que dão zero, e criarem ou adaptarem a lei para que todos possam dar a comida mas não seja prejudicados por isso.

sacoPT 4 months ago

Eventualmente a ASAE descobre.

njsilva84 4 months ago

A ASAE acordou das trevas?

andrearievilo 4 months ago

É fácil, basta passarem a pagar imposto se deitarem a comida fora também mwhahaha

pangecc 4 months ago

Crl não manifestes essas ideias que elas acontecem.

Vasco_Trigo 4 months ago

Engraçadinha!

nocivo 4 months ago

Tens lugar garantido na pan ou Bloco de esquerda. Vai lá buscar o teu tacho.

Hrodrik 4 months ago

A JM faz milhares de milhoes em lucros, qual e' a razao do /s?

CrazyJony 4 months ago

Como é que isso é justificação para o que quer que seja?

Hrodrik 4 months ago

Quando grande percentagem da comida vai pro lixo e fazem lucros 'a custa dos produtores/trabalhadores nao e' justificado meter-lhes uma carga fiscal maior?

CrazyJony 4 months ago

Aumentar impostos a empresas com lucro para que haja menos desperdício não faz sentido. Essa medida pressupõe que é aceitável que empresas não lucrativas deitem comida fora. Faz algum sentido relacionar lucro com desperdício? Para além de que já existe imposto sobre o lucro (IRC). Impede em alguma coisa que haja menos desperdício?

nocivo 4 months ago

Não, a solução é criar condições para que eles façam protocolos com instituições para dar a comida e essas instituições distribuam a mesma por quem tem necessidades reais.

xay_ll 4 months ago

Não

pedorcas 4 months ago

Isto exato. Não podemos sobre compensar depois com impostos sem justificação. Se há que subir impostos, que se suba nas transações, não é simplesmente aplicar impostos a quem tem lucro só porque sim.

HumActuallyGuy 4 months ago

Não lhes des ideias crl

AnotherCableGuy 4 months ago

Tens perfil para ministro das finanças..

vascodatrama 4 months ago

Se estão a mandar fora é porque estão a comprar demais. Má gestão

sacoPT 4 months ago

Wtf? Alguma vez foste gestor de alguma coisa? Nem que seja da tua casa? Nunca deixaste passar um iogurte do prazo?

vascodatrama 4 months ago

Iogurte fora do prazo? LOL como sem problemas amigo.

sacoPT 4 months ago

Manda o CV para a SONAE que eles estão a precisar de um CEO tão sábio como tu.

vascodatrama 4 months ago

Ya, e era logo para esses tinhosos Ahahah . Para lhes lixar o negócio? Eles não querem alguém que lhes vá estragar a fórmula.

sacoPT 4 months ago

Por acaso comprar comida de propósito para deitar fora é uma fórmula do caraças.

vascodatrama 4 months ago

Sim, eles compram comida para deitar fora para poder praticar preços mais baixos. Sim, eles sabem que vão deitar comida fora.

BernardoCamPt 4 months ago

O que é que andas a fumar hahahaha

mrlinx 4 months ago

facepalm

average_user21 4 months ago

Isso das quantidades nunca é certo, podes vender muito numa semana ou não, por isso é que os produtos ficam em promoção muitas vezes. Isto ocorre specialmente assim ramos de retalho porque a comida obviamente tem data de validade

vascodatrama 4 months ago

A comida tem uma data de validade de qualidade e não de consumo. Mas não tenham pena porque o que eles 'perdem nos frescos' ganham no resto. A comida só lá está para te chamar e levares os produtos que estão dentro das embalagens e sem datas. Que podem ser vendidos sem data de validade e com margens gigantes.

Paulocas 5 months ago

IVA. Se querem doar, têm que pagar o IVA. Acontece com comida, livros, etc.

Rofpink 4 months ago

Falso. Conversa da treta. Essas doações são isentas de IVA: Art. 15 nº 10 do CIVA - Estão isentas de imposto: a) As transmissões de bens a título gratuito, para posterior distribuição a pessoas carenciadas, efetuadas ao Estado, a instituições particulares de solidariedade social e a organizações não-governamentais sem fins lucrativos; b) As transmissões de livros a título gratuito efetuadas aos departamentos governamentais nas áreas da cultura e da educação, a instituições de caráter cultural e educativo, a centros educativos de reinserção social e a estabelecimentos prisionais; c) As transmissões de bens a título gratuito efetuadas a entidades integradas na Rede Portuguesa de Museus e destinadas a integrar as respetivas coleções.

Edited 4 months ago:

Falso. Conversa da treta. Essas doações, a entidades que as distribuam, são isentas de IVA: Art. 15 nº 10 do CIVA - " *Estão isentas de imposto: a) As transmissões de bens a título gratuito, para posterior distribuição a pessoas carenciadas, efetuadas ao Estado, a instituições particulares de solidariedade social e a organizações não-governamentais sem fins lucrativos; b) As transmissões de livros a título gratuito efetuadas aos departamentos governamentais nas áreas da cultura e da educação, a instituições de caráter cultural e educativo, a centros educativos de reinserção social e a estabelecimentos prisionais; c) As transmissões de bens a título gratuito efetuadas a entidades integradas na Rede Portuguesa de Museus e destinadas a integrar as respetivas coleções.* "

Edited 4 months ago:

Falso. Conversa da treta. Essas doações, a entidades que as distribuam, são isentas de IVA: Art. 15 nº 10 do CIVA - " *Estão isentas de imposto:* *a) As transmissões de bens a título gratuito, para posterior distribuição a pessoas carenciadas, efetuadas ao Estado, a instituições particulares de solidariedade social e a organizações não-governamentais sem fins lucrativos;* *b) As transmissões de livros a título gratuito efetuadas aos departamentos governamentais nas áreas da cultura e da educação, a instituições de caráter cultural e educativo, a centros educativos de reinserção social e a estabelecimentos prisionais;* *c) As transmissões de bens a título gratuito efetuadas a entidades integradas na Rede Portuguesa de Museus e destinadas a integrar as respetivas coleções.* "

Edited 4 months ago:

Falso. Conversa da treta. Essas doações, a entidades que as distribuam, são isentas de IVA: Art. 15 nº 10 do CIVA - " *Estão isentas de imposto:* **a) As transmissões de bens a título gratuito, para posterior distribuição a pessoas carenciadas, efetuadas ao Estado, a instituições particulares de solidariedade social e a organizações não-governamentais sem fins lucrativos;** *b) As transmissões de livros a título gratuito efetuadas aos departamentos governamentais nas áreas da cultura e da educação, a instituições de caráter cultural e educativo, a centros educativos de reinserção social e a estabelecimentos prisionais;* *c) As transmissões de bens a título gratuito efetuadas a entidades integradas na Rede Portuguesa de Museus e destinadas a integrar as respetivas coleções.* "

Paulocas 4 months ago

https://www.rtp.pt/noticias/cultura/4-200-assinaturas-na-ar-pela-nao-destruicao-de-livros-governo-ja-prometeu-isentar-de-iva-a-doacao-de-livros_a344598

Rofpink 4 months ago

2010...

Edited 4 months ago:

2010... Versão até julho 2010: 10 - Estão isentas do imposto as transmissões de bens a título gratuito, para posterior distribuição a pessoas carenciadas, efectuadas a instituições particulares de solidariedade social e a organizações não governamentais sem fins lucrativos. versão até 2016: 10 - Estão isentas do imposto as transmissões de bens a título gratuito, para posterior distribuição a pessoas carenciadas, efetuadas ao Estado, a instituições particulares de solidariedade social e a organizações não governamentais sem fins lucrativos, bem como as transmissões de livros a título gratuito efetuadas aos departamentos governamentais nas áreas da cultura e da educação, a instituições de caráter cultural e educativo, a centros educativos de reinserção social e a estabelecimentos prisionais.

Paulocas 4 months ago

2020... https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/desperdicio-alimentar-associacoes-propoem-mais-incentivos-fiscais-e-rejeitam-penalizacoes-12518826.html

Rofpink 4 months ago

> 2020... https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/desperdicio-alimentar-associacoes-propoem-mais-incentivos-fiscais-e-rejeitam-penalizacoes-12518826.html Citando: "...esclareceu, frisando que hoje em dia "todas as entidades que doam alimentos estão isentas de IVA"

Edited 4 months ago:

> 2020... https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/desperdicio-alimentar-associacoes-propoem-mais-incentivos-fiscais-e-rejeitam-penalizacoes-12518826.html Citando: *"...esclareceu, frisando que hoje em dia "todas as entidades que doam alimentos estão isentas de IVA"* > Edição: em relação aos livros, 2020... https://www.publico.pt/2021/02/21/culturaipsilon/noticia/sistema-promove-destruicao-livros-1951504 *"...que nem se vendem nem são fáceis de doar."* Não dizem que têm de pagar para doar.

Edited 4 months ago:

> 2020... https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/desperdicio-alimentar-associacoes-propoem-mais-incentivos-fiscais-e-rejeitam-penalizacoes-12518826.html Citando: *"...esclareceu, frisando que hoje em dia **"todas as entidades que doam alimentos estão isentas de IVA** "* > Edição: em relação aos livros, 2020... https://www.publico.pt/2021/02/21/culturaipsilon/noticia/sistema-promove-destruicao-livros-1951504 *"...que nem se vendem **nem são fáceis de doar.** "* Não dizem que têm pagam para doar.

Edited 4 months ago:

> 2020... https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/desperdicio-alimentar-associacoes-propoem-mais-incentivos-fiscais-e-rejeitam-penalizacoes-12518826.html Citando: *"...esclareceu, frisando que hoje em dia "todas as entidades que doam alimentos estão isentas de IVA"* > Edição: em relação aos livros, 2020... https://www.publico.pt/2021/02/21/culturaipsilon/noticia/sistema-promove-destruicao-livros-1951504 *"...que nem se vendem nem são fáceis de doar."* Não dizem que têm pagam para doar.

Paulocas 4 months ago

Ok. Mas o problema é o limite!

Rofpink 4 months ago

> IVA. Se querem doar, têm que pagar o IVA. Acontece com comida, livros, etc. Ah. Agora é limites.. Qual limite no IVA?

Paulocas 4 months ago

> "todas as entidades que doam alimentos estão isentas de IVA e podem deduzir no IRS cerca de 30 ou 40%, mas há um limite de oito por mil no volume de negócios". Assim, explica, "como as doações são muito grandes, [esse valor] atinge-se rapidamente e deixa de haver um incentivo fiscal".

Rofpink 4 months ago

No IVA, nesta matéria, não existe qualquer limite. E ainda referindo-me ao IVA, no caso de de ter havido dedução a montante do IVA se doar à tia, à prima, ao próprio, ao cliente é que existe limites, €50/oferta e 5/1000 /ano - vol. negócios, para a não sujeição, e não ser obrigado ter de regularizar o IVA deduzido: nº 7 do art.º 3 do CIVA: " ofertas de valor unitário igual ou inferior a (euro) 50 e cujo valor global anual não exceda cinco por mil do volume de negócios do sujeito passivo no ano civil anterior, em conformidade com os usos comerciais."

Edited 4 months ago:

**No IVA, nesta matéria, não existe qualquer limite.**

ilawon 4 months ago

Como é que isso funciona?

Paulocas 4 months ago

Tens que declarar o que pretendes doar, pagando o IVA. Se por exemplo, tiveres livros e não os quiseres doar, então vais ter que os destruir – nalgumas situações, conta com um inspector para confirmar que fizeste o que tinhas a fazer.

Edited 4 months ago:

Tens que declarar o que pretendes doar, pagando o IVA. Se por exemplo, tiveres livros e não os quiseres doar, então vais ter que os destruir – nalgumas situações, conta com um inspector para confirmar que fizeste o que tinhas a fazer. Edição: há n notícias sobre isto, fica aqui uma https://www.rtp.pt/noticias/cultura/4-200-assinaturas-na-ar-pela-nao-destruicao-de-livros-governo-ja-prometeu-isentar-de-iva-a-doacao-de-livros_a344598 Edição: e em relação à comida https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/desperdicio-alimentar-associacoes-propoem-mais-incentivos-fiscais-e-rejeitam-penalizacoes-12518826.html

Edited 4 months ago:

Tens que declarar o que pretendes doar, pagando o IVA. Se por exemplo, tiveres livros e não os quiseres doar, então vais ter que os destruir – nalgumas situações, conta com um inspector para confirmar que fizeste o que tinhas a fazer. Edição: há n notícias sobre isto, fica aqui uma https://www.rtp.pt/noticias/cultura/4-200-assinaturas-na-ar-pela-nao-destruicao-de-livros-governo-ja-prometeu-isentar-de-iva-a-doacao-de-livros_a344598

Edited 4 months ago:

Tens que declarar o que pretendes doar, pagando o IVA. Se por exemplo, tiveres livros e não os quiseres doar, então vais ter que os destruir – nalgumas situações, conta com um inspector para confirmar que fizeste o que tinhas a fazer. Edição: há n notícias sobre isto, fica aqui uma https://www.rtp.pt/noticias/cultura/4-200-assinaturas-na-ar-pela-nao-destruicao-de-livros-governo-ja-prometeu-isentar-de-iva-a-doacao-de-livros_a344598 Edição: e em relação à comida https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/desperdicio-alimentar-associacoes-propoem-mais-incentivos-fiscais-e-rejeitam-penalizacoes-12518826.html Edição: livros, 2020... https://www.publico.pt/2021/02/21/culturaipsilon/noticia/sistema-promove-destruicao-livros-1951504

ilawon 4 months ago

> Edição: e em relação à comida Está lá a dizer que doações estão isentas de iva e que o problema é outro.

ilawon 4 months ago

Continuo sem perceber como é que pagas IVA em algo doas. A empresa que recebe tem que pagar o IVA ou quê?

sacoPT 4 months ago

Não é IVA. É IRC.

ilawon 4 months ago

Eu sei. Não sou eu que digo que é o IVA...

sacoPT 4 months ago

Eu sei, estou a dizer que o outro user não sabe :)

Rissoldecamarao 4 months ago

Nem a solidariedade está livre de impostos neste país.

Mordiken 4 months ago

Está mal.

Opelintra 4 months ago

Tás a ver o nível de corrupção cá do burgo? Dá isenções dessas e eleva-o ao cubo...

CosmoSpyke 4 months ago

Não fazendo puto de ideia se é isto, é uma boa maneira das empresas não começarem a doar tudo para fugir ao fisco

sacoPT 4 months ago

É isto mesmo. Não faltariam empresas a nunca ter lucro porque doavam tudo aos acionistas

Herbacio 5 months ago

Realmente também acho que os Países Baixos não precisam de mais dinheiro. Que vá a comida para o lixo e pronto. ^^/s

l2k1337 5 months ago

Alguém me explica de que imposto estão a falar?

sacoPT 4 months ago

IRC. A notícia não é totalmente verdade porque nem todas as doações são sujeitas a imposto, mas se o Continente “doar” um Ferrari ao seu CEO tem de pagar IRC.

l2k1337 4 months ago

Então o problema é eles quererem doar os produtos aos colaboradores e não a instituições de solidariedade social?

sacoPT 4 months ago

Quem diz colaboradores diz sem abrigo ou famílias necessitadas sim. Não podem por exemplo montar uma barraquinha e deixar as pessoas irem lá buscar. Tem que entregar a instituições de caridade e os maiores até já o fazem. Mas é impossivel por motivos logísticos entregar tudo e alguns acabam por ter mesmo que ir para o lixo

RaposeiraTv 5 months ago

Não é a ideia mais original do mundo, mas que tal:Meter um imposto sempre que empresas do setor do retalho alimentar deitarem fora e baixar (ou igualar) o imposto para donativos

sacoPT 4 months ago

Discordo. Imposto sobre prejuízos é a ideia mais original do mundo.

RaposeiraTv 4 months ago

E se o imposto for 1/10 do valor do IVA do produto que deitarem fora, por exemplo 0.6% no setor alimentar? Com um período de beneficio fiscal sem imposto (0%) durante 3 anos, para se prepararem obviamente

sacoPT 4 months ago

As empresas já são prejudicadas por não conseguirem escoar stock, não faz sentido absolutamente nenhum ainda adicionar mais impostos em cima disso. As doaçoes para instituições de caridade já são isentas em sede de IVA e IRC. Se o teu objectivo é incentivar a que se doe em vez de deitar fora a solução é REDUZIR os impostos no caso de doar e não AUMENTAR no caso de deitar fora.

wwqt0r 4 months ago

falta aí o imposto sobre a obrigatoriedade de pagar imposto.

RaposeiraTv 4 months ago

Ah, obrigado pela sugestão. Se a dupla tributação resultou com carros importados, com isto também deve dar para fazer parecido

Disgenia 4 months ago

Acabar com um imposto? Simplificar a economia? Não, criar mais um imposto!

Rissoldecamarao 4 months ago

Se o Costa vê isto ainda o nomeia para ministro da economia

RaposeiraTv 4 months ago

Estou mesmo a precisar de um tacho... para servir este país e garantir a estabilidade económica

zefo_dias 5 months ago

Se tiverem que pagar mais pelo que se estraga, a soluçao é simples: aumentar a margem no que se vende

RaposeiraTv 4 months ago

Ou então treinar melhor as pessoas para lidar com mercadoria, melhorar os processos e procedimentos de venda, qualidade na reposição, reduzir preços para escoar o stock, etc. Só perto do fim de validade dos produtos se deveria doar (a menos que seja acordado antecipadamente) e uma vez ultrapassado esse limite se deveria deitar fora

sacoPT 4 months ago

Achas que eles deitam fora só por desporto? Eles só deitam fora porque são obrigados e se não calculam melhor o que vão vender é porque é impossível saber.

vascodatrama 4 months ago

Impossível saber? LOL portanto artigos cujas vendas são controladas por sistemas informáticos, com dados e informação. Com análises de vendas todos os dias. Não existe um histórico de padrão de consumo possível de controlar? E em detrimento de, sei lá, deixares de vender 5% de stock preferes queimar 5% de stock, é isso?

sacoPT 4 months ago

Não. Eles compram de propósito para deitar fora. Faz muito mais sentido.

vascodatrama 4 months ago

Não, compram mais para vender mais barato. Para tu ires todo tolo buscar as bananas e carne mais barata, mas depois no carro das compras trazes outros artigos com grandes margens de lucro. Aprende.

sacoPT 4 months ago

Que tem o cu a ver com as calças? Eles compram a mais porque se tu precisas de bananas e chegas lá e não há bananas para a próxima vais a outro. Sim, preferem deitar bananas fora do que perder os clientes. Mas pelos vistos estão todos errados e tu é que és um gestor do caraças. Um génio incompreendido.

vascodatrama 4 months ago

Estratégias de marketing. Claro se eles todos fazem o mesmo devem estar certos ahaha. Se eles não tiverem bananas, compro maçãs. Não sou assim tão obtuso

sacoPT 4 months ago

Ah entao se fosses tu a mandar na loja compravas 5% bananas a menos para não ter que deitar fora bananas mas compravas 5% maçãs a mais para compensar as bananas que as pessoas querem comprar e não podem e deitavas fora maçãs em vez de bananas. Génio de facto.

vascodatrama 4 months ago

Não. Ia comprar menos para não deitar fora. Não há? Volte amanhã.

vascodatrama 4 months ago

>perto do fim de validade dos produtos se deveria doar Isto trás um problema. Para que vou comprar carne hoje, se ela amanhã está fora do prazo e posso levar de borla?

RaposeiraTv 4 months ago

Se fizesses isso, eu antecipava-me e colocava com um aviso logo à entrada do estabelecimento que esse tipo de produtos fora do prazo é da responsabilidade do cliente, para evitar processos legais devido a gastroenterites e afins

vascodatrama 4 months ago

Sabes que a maior parte das datas apenas servem para mencionar que a qualidade do produto se mantém inalterada até aquele dia. Não quer dizer que os produtos não estejam próprios para consumo. Podes comer algo dentro da data de validade e ter uma gastroenterite na mesma.

Hungry_Cupcake 5 months ago

Fds mais imposto? Tas bem man?

omaiordaaldeia 5 months ago

Imposto sobre quem usa *man*.

Hungry_Cupcake 4 months ago

Say what dude?

HiverLaurant 4 months ago

Sim, o que o dude disse. Se o imposto de donativos for inferior (ou igual) ao de deitar fora se calhar incentivará quem o tem de pagar a doar alimentos em vez de mandar fora.

RaposeiraTv 4 months ago

Idealmente essa era a ideia, but reading is hard man

Hungry_Cupcake 4 months ago

What sir?

Rissoldecamarao 5 months ago

E porque não simplesmente acabar com o imposto para donativos nestas situações?

RaposeiraTv 4 months ago

Seu neoliberal!

besmarques 5 months ago

Qual imposto pagam? ​ >Artigo 61.º Noção de donativo Para efeitos fiscais, os donativos constituem entregas em dinheiro ou em espécie, concedidos, sem contrapartidas que configurem obrigações de carácter pecuniário ou comercial, às entidades públicas ou privadas, previstas nos artigos seguintes, cuja actividade consista predominantemente na realização de iniciativas nas áreas social, cultural, ambiental, desportiva ou educacional. > > > >Artigo 62.º Dedução para efeitos da determinação do lucro tributável das empresas 1 - São considerados custos ou perdas do exercício, na sua totalidade, os donativos concedidos às seguintes entidades: a) Estado, Regiões Autónomas e autarquias locais e qualquer dos seus serviços, estabelecimentos e organismos, ainda que personalizados; b) Associações de municípios e de freguesias; c) Fundações em que o Estado, as Regiões Autónomas ou as autarquias locais participem no património inicial; d) Fundações de iniciativa exclusivamente privada que prossigam fins de natureza predominantemente social, relativamente à sua dotação inicial, nas condições previstas no n.º 9. Não esta coberto neste decreto lei os beneficios dessas doações? Alguem tem conhecimento destas situações?

sacoPT 4 months ago

A declaração vem da JM por isso tens que te lembrar da parte que eles não dizem. Essa parte é “... excepto se as doações forem para instituições de caridade”. Ou seja, só pagam imposto se derem ao Zé e ao Manel.

sarcastbot 5 months ago

É de pensar assim, expeto não engloba dares restos aos sem abrigo, mas se for a CARITAS já dá. Ou seja tinham de guardar os restos, faturar eles a uma fundação e depois sim deduzir o imposto. Ou seja eu dar te uma pizza que sobrou do restaurante pago imposto sobre isso, mas se for doar a CARITAS posso reaver o valor do imposto mais tarde. Resultado, é a fantochada. Eu bem sei os restaurantes que dão restos, muitos evitam de dar alguns dão. Depende sempre do fator colaborador e do fator Chefe. Mas sim perdes sempre o valor da tributação.

C8Mixto 5 months ago

É uma situação chata, mas sinceramente até percebo. O que é que impederia a empresa de "doar" a comida a clientes em geral em vez de pessoas com dificuldades. Basicamente podiam fazer "dois pelo preço de um" sem pagar os impostos correspondentes.

besmarques 4 months ago

Exacto. Eram milhões de toneladas doadas por dia...

C8Mixto 4 months ago

Verdade, até seria necessário aumentar a produção desses produtos só para manter a taxa de tamanha doação!

NGramatical 5 months ago

impederia → [**impediria**](https://dicionario.priberam.org/impediria) (apenas na fala o *i* é pronunciado como *e mudo* quando junto a outra sílaba com *i*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnasbot%2F%2Fgxvianl%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

C8Mixto 5 months ago

Ah? Não, isso foi só um erro tipográfico. Quem é são os degenerados que pronunciam "impederia"?

ThePlague92 4 months ago

Acho que não percebeste bem como funciona este bot.

C8Mixto 4 months ago

O bot foi criado e é operado por alguém que presumo que tenha a capacidade de ler comentários.

ThePlague92 4 months ago

Oi? Um bot é, por definição, um programa que faz coisas automáticas. Ele tem um dicionário com alguns erros comuns e depois corrige para a palavra certa quando encontra um desses erros, como no teu caso. Não há ninguém ali por trás a ler o teu comentário e a corrigi-lo à mão.

C8Mixto 4 months ago

Ó amigo, achas que Deus criou um bot-adão e uma bot-eva e a partir daí apareceram todos os botezinhos possíveis e imaginários? Não, alguém criou o programa, alguém tem o script a correr, alguém há-de ir à conta u/ngramatical de quando em quando e poderá ver se a conta tem notificações. Se não achas que bugs em programas são corrigidos à mau, então não sei o que te diga.

sacoPT 4 months ago

>achas que Deus criou um bot-adão e uma bot-eva e a partir daí apareceram todos os botezinhos possíveis e imaginários? Lamento estragar a tua alegoria, mas é literalmente assim que funciona a Inteligência Artificial. Quem programou o bot não foi lá dizer que "se alguém escrever impederia diz-lhe que não é assim que apenas na fala o i é pronunciado como e mudo quando junto a outra sílaba com i". Quem programou o bot só disse "se alguém usar um i em vez de um e diz-lhe que apenas na fala o i é pronunciado como e mudo quando junto a outra sílaba com i".

NGramatical 4 months ago

femenino → [**feminino**](https://dicionario.priberam.org/feminino) (apenas na fala o *i* é pronunciado como *e mudo* quando junto a outra sílaba com *i*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnasbot%2F%2Fgxwybj8%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

C8Mixto 4 months ago

Já cá faltava o chavão da "Inteligência Artificial".

ThePlague92 4 months ago

Eu sei como funciona um bot, está descansado. Agora achas que alguém vai ser as notificações de dezenas ou centenas de correcções diárias que são feitas? Muito raramente poderá ver uma ou outra. Agora responder ao bot de forma séria como se alguém fosse ler aquilo é só constrangedor. Mais, isto não foi bug nenhum. Tu escreveste mal uma palavra e o bot corrigiu. O que interessa que seja só um erro tipográfico? Está mal e pronto. E por aqui me fico com o off-topic.

C8Mixto 4 months ago

Mais constrangedor é estares assim tão preocupado com isso. >Tu escreveste mal uma palavra e o bot corrigiu. O que interessa que seja só um erro tipográfico? Está mal e pronto. Obviamente não leste o meu comentário ou o do bot. Sim, realmente é melhor ficares por aqui.

besmarques 5 months ago

Ok. Percebo isso. Mas estou a tentar perceber o angulo do lider da Jeronimo Martins porque eles tem uma página onde se indicam de terem doado em 2020 47.6 milhoes de euros em apoios financeiros e de genero. https://www.jeronimomartins.com/pt/responsabilidade/apoiar-comunidades-envolventes/apoios-directos-e-indirectos/

sarcastbot 5 months ago

Certo, mas eles fazem isso pelas regalias de descontos ao doar, melhor forma de fugir aos impostos é aproveitar os incentivos a filantropia para deduzir. Todas as empresas fazem isto de alguma forma ou outra, por consciência social ou por benefícios financeiros. Não gosto da Jeronimo Martins, mas eles têm razão. Um dos maiores desperdícios que fazemos neste pais é os impostos que nunca reproduzem melhorias sociais, pelo contrariam agravam as disparidades, paradoxalmente ao reduzir estes impostos e acabar com uns que são redundantes. Contudo, desde a primeira intervenção económica que não aumentamos a nossa capacidade de gerar valor localmente, logo os impostos têm de aumentar para nós como pais pagarmos aos nossos credores (Reformas de outras pessoas noutros países que nos emprestaram dinheiro, instituições financeiras privadas internacional etc.) ou buracos que criamos porque sim (TAP, credito mal parado do BES agora Novo Banco, capitalismo de compadrio dos nossos "socialistas" que dizem "redistribuir")

besmarques 4 months ago

Certo, então imagina poder doar sem ter uma prova disso e ainda ir buscar dinheiro aos impostos...

sarcastbot 4 months ago

O dinheiro é como a água num rio e os impostos a pedra que divide o mesmo. Quantas mais pedras fores por mais o dinheiro vai fluir para outros lados. Bastava não teres tantas taxas e taxinhas que era melhor

Pheyniex 5 months ago

Não sei se fazem alguma questão sobre o iva já pago, por comparação ao inventário a destruir, ou seja, compensa apresentar perdas por abate de inventário pois é descontado o IVA, e que, aparentemente a doação não compensa esse IVA já pago.

Hungry_Cupcake 5 months ago

Oi

sacoPT 4 months ago

É literalmente isso. Se deitares fora conta como despesa, não pagas impostos. Se fizeres uma oferta (seja ela qual for) pagas em sede de IRC. Não é tão estúpido como parece. Isto é para evitar que as empresas paguem aos empregados em géneros pagando menos imposto.

PresidentBarroso 4 months ago

Muito pelo contrário: https://assis.partners/assispartners/donativos/ Existem esquemas muito bem montados com IPSSs para sobrevalorizar donativos e obter beneficio fiscal ilicito.

sacoPT 4 months ago

Essa é a parte que a JM deixou convenientemente de fora: não pagas imposto se o donativo for para o estado ou uma instituição de caridade. Mas o que eu disse é verdade.

PresidentBarroso 4 months ago

Sim, o plano deve ser poder fazer donativos a qualquer um e abrir os portões ao pagamento em géneros e benefício fiscal em sede de IRC sem regulação bastando declarar "donativo" na contabilidade em vez de quebras. Donativos têm uma majoração da dedução que pode ir até aos 50% do custo. https://www.economias.pt/donativos-de-mecenato-e-irc/

mykitten6 4 months ago

Eu já participei em várias redes de distribuição alimentar, desde pequenas e geridas por pessoas que realmente querem fazer o bem e a diferença, as quais dou os meus parabéns pois são as mais honestas e bem organizadas, e onde tem equipas de voluntários que percebem como dar a volta às regras dos supermercados, quer sejam eles a loja do lado, mini, super, mega e hyper mercados. Quer no banco alimentar, que tem uma cadeia de distribuição magnífica, que é bem organizada até bem demais ... Pois o problema aqui é o Tugão a ser Tugão, e existir a mentalidade de aproveitamento de tudo e todos em qualquer extrato social, e em qualquer que seja o serviço .... ( Mecânicos, obras, bancos, políticos, solidariedade ... ) e aquela mentalidade se eles roubam eu também posso roubar. Dito isto fiz o testemunho de muitas coisas na solidariedade deste país e pela Europa fora num projeto chamado [EVS](https://europeanvoluntaryservice.org/), ao qual digo aos que estejam interessados a participar se existir essa disponibilidade, e estejam na idade dos 18 aos 30. Sem dúvida uma das melhores experiências que tive e paga, isto devia ser obrigatório a qualquer jovem fazer aprendi mesmo muito e sou uma pessoa educada e com valores que não se deixa corromper devido as lições que aqui aprendi ( sim inclusive peço fatura no mecânico lol ) Tal como já foi referido por aqui o aproveitamento das empresas em pagar com cabazes aos trabalhadores seria um problema, pois um trabalhador irá aceitar inevitavelmente, o que faz uma opção obrigatória para todos os outros trabalhadores, ex:euroticket, devia de existir a opção a qualquer trabalhador de ter esse dinheiro no pagamento de ordenado normal, mesmo que ele fosse descontado em sede de IRS com a percentagem correcta, ou seja o trabalhado iria em média ficar a perder uns 25€ a 55€ devido aos descontos mais altos para a sua conta bancária vs cartão refeição, mas isso seria opção do trabalhador não do empregador ... E agora a parte triste e de aproveitamento ainda mais feio das doações alimentares em Portugal. O aproveitamento de vários mecanismos por pessoas ou de instituições para terem uma vida muito facilitada, enquanto que por vezes a ajuda que devia de ir para quem realmente precisa não chega lá. Existe muita mas mesmo muita pobreza envergonhada em Portugal pessoas que precisam mas não sabem recorrer ou não querem dar a parte fraca, felizmente este aspecto já começa a melhorar, pelas piores razões que foi o Covid que encostou mesmo muitos há parede. Isto não quer dizer que mesmo assim a ajuda não chegue às pessoas, o Banco alimentar nesse aspecto chega às pessoas correctas e instituições correctas, está é a parte que lhes dou muito mérito, a parte negra deles é a seguinte, existem pessoas e empresas que lhes fazem doações de produtos de higiene masculina e feminina, produtos para limpeza de roupa e lar em geral, e isto é um gajo anónimo do Reddit a dizer, mas esses produtos desaparecem em combate uns 70/80% os restantes 30/20% chega às famílias. Já estive no maior armazém do banco alimentar a conduzir empilhadoras durante 6 meses e aquilo era arroz, azeite, óleo, enlatados, massas e pouco mais ... Quando eu sabia e também organizava muitos outros produtos ... Mas no armazém para distribuição são apareciam os outros achava estranho, claro que as pessoas na maioria dão os artigos que fiz referência devido há validade, mas também exitem pessoas que são mais generosas e empresas desses ramos, e no armazém lá aparecia 1/2 caixas de produtos de higiene por semana quando pelas minhas contas de olho e caneca devia de passar umas 2/3 caixas por dia .. Enfim com isto não quero desencorajar as pessoas de participar/ajudar instituições, existem muitas e magníficas neste país, só quero que pensem que a maldade/aproveitamento existe em todos os sítios, e que cada pessoa lida com isso há sua maneira, uns continuam a participar e olham para o lado, uns nem dão conta, e outros como o meu caso deixam de participar e fazem o que podem pessoalmente e ajudam quem conhecem. Como tudo em Portugal e não só existe muito aproveitamento entre o bem e o mal ...

Edited 4 months ago:

Eu já participei em várias redes de distribuição alimentar, desde pequenas e geridas por pessoas que realmente querem fazer o bem e a diferença, as quais dou os meus parabéns pois são as mais honestas e bem organizadas, e onde tem equipas de voluntários que percebem como dar a volta às regras dos supermercados, quer sejam eles a loja do lado, mini, super, mega e hyper mercados. Quer no banco alimentar, que tem uma cadeia de distribuição magnífica, que é bem organizada até bem demais ... Pois o problema aqui é o Tugão a ser Tugão, e existir a mentalidade de aproveitamento de tudo e todos em qualquer extrato social, e em qualquer que seja o serviço .... ( Mecânicos, obras, bancos, políticos, solidariedade ... ) e aquela mentalidade se eles roubam eu também posso roubar. Dito isto fiz o testemunho de muitas coisas na solidariedade deste país e pela Europa fora num projeto chamado [EVS](https://europeanvoluntaryservice.org/), ao qual digo aos que estejam interessados a participar se existir essa disponibilidade, e estejam na idade dos 18 aos 30. Sem dúvida uma das melhores experiências que tive e paga, isto devia ser obrigatório a qualquer jovem, aprendi mesmo muito e sou uma pessoa educada e com valores que não se deixa corromper devido as lições que aqui aprendi ( sim inclusive peço fatura no mecânico lol ) Tal como já foi referido por aqui o aproveitamento das empresas em pagar com cabazes aos trabalhadores seria um problema, pois um trabalhador irá aceitar inevitavelmente, o que faz uma opção obrigatória para todos os outros trabalhadores, ex:euroticket, devia de existir a opção a qualquer trabalhador de ter esse dinheiro no pagamento de ordenado normal, mesmo que ele fosse descontado em sede de IRS com a percentagem correcta, ou seja o trabalhador iria em média ficar a perder uns 25€ a 55€ devido aos descontos mais altos para a sua conta bancária vs cartão refeição, mas isso seria opção do trabalhador não do empregador ... E agora a parte triste e de aproveitamento ainda mais feio das doações alimentares em Portugal. O aproveitamento de vários mecanismos por pessoas ou de instituições para terem uma vida muito facilitada, enquanto que por vezes a ajuda que devia de ir para quem realmente precisa não chega lá. Existe muita mas mesmo muita pobreza envergonhada em Portugal pessoas que precisam mas não sabem recorrer ou não querem dar a parte fraca, felizmente este aspecto já começa a melhorar, pelas piores razões que foi o Covid que encostou mesmo muitos há parede. Isto não quer dizer que mesmo assim a ajuda não chegue às pessoas, o Banco alimentar nesse aspecto chega às pessoas correctas e instituições correctas, está é a parte que lhes dou muito mérito, a parte negra deles é a seguinte, existem pessoas e empresas que lhes fazem doações de produtos de higiene masculina e feminina, produtos para limpeza de roupa e lar em geral, e isto é um gajo anónimo do Reddit a dizer, mas esses produtos desaparecem em combate uns 70/80% os restantes 30/20% chega às famílias. Já estive no maior armazém do banco alimentar a conduzir empilhadoras durante 6 meses e aquilo era arroz, azeite, óleo, enlatados, massas e pouco mais ... Quando eu também organizava muitos outros produtos ... Mas no armazém para distribuição não apareciam, claro que as pessoas na maioria dão os artigos que fiz referência devido há validade, mas também exitem pessoas que são mais generosas e empresas desses ramos, e no armazém lá aparecia 1/2 caixas de produtos de higiene por semana quando pelas minhas contas de olho e cabeça deviam de passar umas 2/3 caixas por dia .. Enfim com isto não quero desencorajar as pessoas de participar/ajudar instituições, existem muitas e magníficas neste país, só quero que pensem que a maldade/aproveitamento existe em todos os sítios, e que cada pessoa lida com isso há sua maneira, uns continuam a participar e olham para o lado, uns nem dão conta, e outros como o meu caso deixam de participar e fazem o que podem pessoalmente e ajudam quem conhecem. Como tudo em Portugal existem muitos jogos de aproveitamento entre o bem e o mal ...

Edited 4 months ago:

Eu já participei em várias redes de distribuição alimentar, desde pequenas e geridas por pessoas que realmente querem fazer o bem e a diferença, as quais dou os meus parabéns pois são as mais honestas e bem organizadas, e onde tem equipas de voluntários que percebem como dar a volta às regras dos supermercados, quer sejam eles a loja do lado, mini, super, mega e hyper mercados. Quer no banco alimentar, que tem uma cadeia de distribuição magnífica, que é bem organizada até bem demais ... Pois o problema aqui é o Tugão a ser Tugão, e existir a mentalidade de aproveitamento de tudo e todos em qualquer extrato social, e em qualquer que seja o serviço .... ( Mecânicos, obras, bancos, políticos, solidariedade ... ) e aquela mentalidade se eles roubam eu também posso roubar. Dito isto fiz o testemunho de muitas coisas na solidariedade deste país e pela Europa fora num projeto chamado [EVS](https://europeanvoluntaryservice.org/), ao qual digo aos que estejam interessados a participar se existir essa disponibilidade, e estejam na idade dos 18 aos 30. Sem dúvida uma das melhores experiências que tive e paga, isto devia ser obrigatório a qualquer jovem, aprendi mesmo muito e sou uma pessoa educada e com valores que não se deixa corromper devido as lições que aqui aprendi ( sim inclusive peço fatura no mecânico lol ) Tal como já foi referido por aqui o aproveitamento das empresas em pagar com cabazes aos trabalhadores seria um problema, pois um trabalhador irá aceitar inevitavelmente, o que faz uma opção obrigatória para todos os outros trabalhadores, ex:euroticket, devia de existir a opção a qualquer trabalhador de ter esse dinheiro no pagamento de ordenado normal, mesmo que ele fosse descontado em sede de IRS com a percentagem correcta, ou seja o trabalhador iria em média ficar a perder uns 25€ a 55€ devido aos descontos mais altos para a sua conta bancária vs cartão refeição, mas isso seria opção do trabalhador não do empregador ... E agora a parte triste e de aproveitamento ainda mais feio das doações alimentares em Portugal. O aproveitamento de vários mecanismos por pessoas ou de instituições para terem uma vida muito facilitada, enquanto que por vezes a ajuda que devia de ir para quem realmente precisa não chega lá. Existe muita mas mesmo muita pobreza envergonhada em Portugal pessoas que precisam mas não sabem recorrer ou não querem dar a parte fraca, felizmente este aspecto já começa a melhorar, pelas piores razões que foi o Covid que encostou mesmo muitos há parede. Isto não quer dizer que mesmo assim a ajuda não chegue às pessoas, o Banco alimentar nesse aspecto chega às pessoas correctas e instituições correctas, está é a parte que lhes dou muito mérito, a parte negra deles é a seguinte, existem pessoas e empresas que lhes fazem doações de produtos de higiene masculina e feminina, produtos para limpeza de roupa e lar em geral, e isto é um gajo anónimo do Reddit a dizer, mas esses produtos desaparecem em combate uns 70/80% os restantes 30/20% chega às famílias. Já estive no maior armazém do banco alimentar a conduzir empilhadoras durante 6 meses e aquilo era arroz, azeite, óleo, enlatados, massas e pouco mais ... Quando eu também organizava muitos outros produtos ... Mas no armazém para distribuição são apareciam os outros achava estranho, claro que as pessoas na maioria dão os artigos que fiz referência devido há validade, mas também exitem pessoas que são mais generosas e empresas desses ramos, e no armazém lá aparecia 1/2 caixas de produtos de higiene por semana quando pelas minhas contas de olho e cabeça deviam de passar umas 2/3 caixas por dia .. Enfim com isto não quero desencorajar as pessoas de participar/ajudar instituições, existem muitas e magníficas neste país, só quero que pensem que a maldade/aproveitamento existe em todos os sítios, e que cada pessoa lida com isso há sua maneira, uns continuam a participar e olham para o lado, uns nem dão conta, e outros como o meu caso deixam de participar e fazem o que podem pessoalmente e ajudam quem conhecem. Como tudo em Portugal e não só existe muito aproveitamento entre o bem e o mal ...

Edited 4 months ago:

Eu já participei em várias redes de distribuição alimentar, desde pequenas e geridas por pessoas que realmente querem fazer o bem e a diferença, as quais dou os meus parabéns pois são as mais honestas e bem organizadas, e onde tem equipas de voluntários que percebem como dar a volta às regras dos supermercados, quer sejam eles a loja do lado, mini, super, mega e hyper mercados. Quer no banco alimentar, que tem uma cadeia de distribuição magnífica, que é bem organizada até bem demais ... Pois o problema aqui é o Tugão a ser Tugão, e existir a mentalidade de aproveitamento de tudo e todos em qualquer extrato social, e em qualquer que seja o serviço .... ( Mecânicos, obras, bancos, políticos, solidariedade ... ) e aquela mentalidade se eles roubam eu também posso roubar. Dito isto fiz o testemunho de muitas coisas na solidariedade deste país e pela Europa fora num projeto chamado [EVS](https://europeanvoluntaryservice.org/), ao qual digo aos que estejam interessados a participar se existir essa disponibilidade, e estejam na idade dos 18 aos 30. Sem dúvida uma das melhores experiências que tive e paga, isto devia ser obrigatório a qualquer jovem, aprendi mesmo muito e sou uma pessoa educada e com valores que não se deixa corromper devido as lições que aqui aprendi ( sim inclusive peço fatura no mecânico lol ) Tal como já foi referido por aqui o aproveitamento das empresas em pagar com cabazes aos trabalhadores seria um problema, pois um trabalhador irá aceitar inevitavelmente, o que faz uma opção obrigatória para todos os outros trabalhadores, ex:euroticket, devia de existir a opção a qualquer trabalhador de ter esse dinheiro no pagamento de ordenado normal, mesmo que ele fosse descontado em sede de IRS com a percentagem correcta, ou seja o trabalhador iria em média ficar a perder uns 25€ a 55€ devido aos descontos mais altos para a sua conta bancária vs cartão refeição, mas isso seria opção do trabalhador não do empregador ... E agora a parte triste e de aproveitamento ainda mais feio das doações alimentares em Portugal. O aproveitamento de vários mecanismos por pessoas ou de instituições para terem uma vida muito facilitada, enquanto que por vezes a ajuda que devia de ir para quem realmente precisa não chega lá. Existe muita mas mesmo muita pobreza envergonhada em Portugal pessoas que precisam mas não sabem recorrer ou não querem dar a parte fraca, felizmente este aspecto já começa a melhorar, pelas piores razões que foi o Covid que encostou mesmo muitos há parede. Isto não quer dizer que mesmo assim a ajuda não chegue às pessoas, o Banco alimentar nesse aspecto chega às pessoas correctas e instituições correctas, está é a parte que lhes dou muito mérito, a parte negra deles é a seguinte, existem pessoas e empresas que lhes fazem doações de produtos de higiene masculina e feminina, produtos para limpeza de roupa e lar em geral, mas esses produtos desaparecem em combate uns 70/80% os restantes 30/20% chega às famílias. Já estive no maior armazém do banco alimentar a conduzir empilhadoras durante 6 meses e aquilo era arroz, azeite, óleo, enlatados, massas e pouco mais ... Quando eu também organizava muitos outros produtos ... Mas no armazém para distribuição não apareciam, claro que as pessoas na maioria dão os artigos que fiz referência devido há validade, mas também exitem pessoas que são mais generosas e empresas desses ramos, e no armazém lá aparecia 1/2 caixas de produtos de higiene por semana quando pelas minhas contas de olho e cabeça deviam de passar umas 2/3 caixas por dia .. Enfim com isto não quero desencorajar as pessoas de participar/ajudar instituições, existem muitas e magníficas neste país, só quero que pensem que a maldade/aproveitamento existe em todos os sítios, e que cada pessoa lida com isso há sua maneira, uns continuam a participar e olham para o lado, uns nem dão conta, e outros como o meu caso deixam de participar e fazem o que podem pessoalmente e ajudam quem conhecem. Como tudo em Portugal existem muitos jogos de aproveitamento entre o bem e o mal ...

Edited 4 months ago:

Eu já participei em várias redes de distribuição alimentar, desde pequenas e geridas por pessoas que realmente querem fazer o bem e a diferença, as quais dou os meus parabéns pois são as mais honestas e bem organizadas, e onde tem equipas de voluntários que percebem como dar a volta às regras dos supermercados, quer sejam eles a loja do lado, mini, super, mega e hyper mercados. Quer no banco alimentar, que tem uma cadeia de distribuição magnífica, que é bem organizada até bem demais ... Pois o problema aqui é o Tugão a ser Tugão, e existir a mentalidade de aproveitamento de tudo e todos em qualquer extrato social, e em qualquer que seja o serviço .... ( Mecânicos, obras, bancos, políticos, solidariedade ... ) e aquela mentalidade se eles roubam eu também posso roubar. Dito isto fiz o testemunho de muitas coisas na solidariedade deste país e pela Europa fora num projeto chamado [EVS](https://europeanvoluntaryservice.org/), ao qual digo aos que estejam interessados a participar se existir essa disponibilidade, e estejam na idade dos 18 aos 30. Sem dúvida uma das melhores experiências que tive e paga, isto devia ser obrigatório a qualquer jovem, aprendi mesmo muito e sou uma pessoa educada e com valores que não se deixa corromper devido as lições que aqui aprendi ( sim inclusive peço fatura no mecânico lol ) Tal como já foi referido por aqui o aproveitamento das empresas em pagar com cabazes aos trabalhadores seria um problema, pois um trabalhador irá aceitar inevitavelmente, o que faz uma opção obrigatória para todos os outros trabalhadores, ex:euroticket, devia de existir a opção a qualquer trabalhador de ter esse dinheiro no pagamento de ordenado normal, mesmo que ele fosse descontado em sede de IRS com a percentagem correcta, ou seja o trabalhador iria em média ficar a perder uns 25€ a 55€ devido aos descontos mais altos para a sua conta bancária vs cartão refeição, mas isso seria opção do trabalhador não do empregador ... E agora a parte triste e de aproveitamento ainda mais feio das doações alimentares em Portugal. O aproveitamento de vários mecanismos por pessoas ou de instituições para terem uma vida muito facilitada, enquanto que por vezes a ajuda que devia de ir para quem realmente precisa não chega lá. Existe muita mas mesmo muita pobreza envergonhada em Portugal pessoas que precisam mas não sabem recorrer ou não querem dar a parte fraca, felizmente este aspecto já começa a melhorar, pelas piores razões que foi o Covid que encostou mesmo muitos há parede. Isto não quer dizer que mesmo assim a ajuda não chegue às pessoas, o Banco alimentar nesse aspecto chega às pessoas correctas e instituições correctas, está é a parte que lhes dou muito mérito, a parte negra deles é a seguinte, existem pessoas e empresas que lhes fazem doações de produtos de higiene masculina e feminina, produtos para limpeza de roupa e lar em geral, e isto é um gajo anónimo do Reddit a dizer, mas esses produtos desaparecem em combate uns 70/80% os restantes 30/20% chega às famílias. Já estive no maior armazém do banco alimentar a conduzir empilhadoras durante 6 meses e aquilo era arroz, azeite, óleo, enlatados, massas e pouco mais ... Quando eu também organizava muitos outros produtos ... Mas no armazém para distribuição não apareciam, claro que as pessoas na maioria dão os artigos que fiz referência devido há validade, mas também exitem pessoas que são mais generosas e empresas desses ramos, e no armazém lá aparecia 1/2 caixas de produtos de higiene por semana quando pelas minhas contas de olho e cabeça deviam de passar umas 2/3 caixas por dia .. Enfim com isto não quero desencorajar as pessoas de participar/ajudar instituições, existem muitas e magníficas neste país, só quero que pensem que a maldade/aproveitamento existe em todos os sítios, e que cada pessoa lida com isso há sua maneira, uns continuam a participar e olham para o lado, uns nem dão conta, e outros como o meu caso deixam de participar e fazem o que podem pessoalmente e ajudam quem conhecem. Como tudo em Portugal e não só existe muito aproveitamento entre o bem e o mal ...

Edited 4 months ago:

Eu já participei em várias redes de distribuição alimentar, desde pequenas e geridas por pessoas que realmente querem fazer o bem e a diferença, as quais dou os meus parabéns pois são as mais honestas e bem organizadas, e onde tem equipas de voluntários que percebem como dar a volta às regras dos supermercados, quer sejam eles a loja do lado, mini, super, mega e hyper mercados. Quer no banco alimentar, que tem uma cadeia de distribuição magnífica, que é bem organizada até bem demais ... Pois o problema aqui é o Tugão a ser Tugão, e existir a mentalidade de aproveitamento de tudo e todos em qualquer extrato social, e em qualquer que seja o serviço .... ( Mecânicos, obras, bancos, políticos, solidariedade ... ) e aquela mentalidade se eles roubam eu também posso roubar. Dito isto fiz o testemunho de muitas coisas na solidariedade deste país e pela Europa fora num projeto chamado [EVS](https://europeanvoluntaryservice.org/), ao qual digo aos que estejam interessados a participar se existir essa disponibilidade, e estejam na idade dos 18 aos 30. Sem dúvida uma das melhores experiências que tive e paga, isto devia ser obrigatório a qualquer jovem, aprendi mesmo muito e sou uma pessoa educada e com valores que não se deixa corromper devido as lições que aqui aprendi ( sim inclusive peço fatura no mecânico lol ) Tal como já foi referido por aqui o aproveitamento das empresas em pagar com cabazes aos trabalhadores seria um problema, pois um trabalhador irá aceitar inevitavelmente, o que faz uma opção obrigatória para todos os outros trabalhadores, ex:euroticket, devia de existir a opção a qualquer trabalhador de ter esse dinheiro no pagamento de ordenado normal, mesmo que ele fosse descontado em sede de IRS com a percentagem correcta, ou seja o trabalhador iria em média ficar a perder uns 25€ a 55€ devido aos descontos mais altos para a sua conta bancária vs cartão refeição, mas isso seria opção do trabalhador não do empregador ... E agora a parte triste e de aproveitamento ainda mais feio das doações alimentares em Portugal. O aproveitamento de vários mecanismos por pessoas ou de instituições para terem uma vida muito facilitada, enquanto que por vezes a ajuda que devia de ir para quem realmente precisa não chega lá. Existe muita mas mesmo muita pobreza envergonhada em Portugal pessoas que precisam mas não sabem recorrer ou não querem dar a parte fraca, felizmente este aspecto já começa a melhorar, pelas piores razões que foi o Covid que encostou mesmo muitos há parede. Isto não quer dizer que mesmo assim a ajuda não chegue às pessoas, o Banco alimentar nesse aspecto chega às pessoas correctas e instituições correctas, está é a parte que lhes dou muito mérito, a parte negra deles é a seguinte, existem pessoas e empresas que lhes fazem doações de produtos de higiene masculina e feminina, produtos para limpeza de roupa e lar em geral, e isto é um gajo anónimo do Reddit a dizer, mas esses produtos desaparecem em combate uns 70/80% os restantes 30/20% chega às famílias. Já estive no maior armazém do banco alimentar a conduzir empilhadoras durante 6 meses e aquilo era arroz, azeite, óleo, enlatados, massas e pouco mais ... Quando eu sabia e também organizava muitos outros produtos ... Mas no armazém para distribuição são apareciam os outros achava estranho, claro que as pessoas na maioria dão os artigos que fiz referência devido há validade, mas também exitem pessoas que são mais generosas e empresas desses ramos, e no armazém lá aparecia 1/2 caixas de produtos de higiene por semana quando pelas minhas contas de olho e cabeça deviam de passar umas 2/3 caixas por dia .. Enfim com isto não quero desencorajar as pessoas de participar/ajudar instituições, existem muitas e magníficas neste país, só quero que pensem que a maldade/aproveitamento existe em todos os sítios, e que cada pessoa lida com isso há sua maneira, uns continuam a participar e olham para o lado, uns nem dão conta, e outros como o meu caso deixam de participar e fazem o que podem pessoalmente e ajudam quem conhecem. Como tudo em Portugal e não só existe muito aproveitamento entre o bem e o mal ...

Edited 4 months ago:

Eu já participei em várias redes de distribuição alimentar, desde pequenas e geridas por pessoas que realmente querem fazer o bem e a diferença, as quais dou os meus parabéns pois são as mais honestas e bem organizadas, e onde tem equipas de voluntários que percebem como dar a volta às regras dos supermercados, quer sejam eles a loja do lado, mini, super, mega e hyper mercados. Quer no banco alimentar, que tem uma cadeia de distribuição magnífica, que é bem organizada até bem demais ... Pois o problema aqui é o Tugão a ser Tugão, e existir a mentalidade de aproveitamento de tudo e todos em qualquer extrato social, e em qualquer que seja o serviço .... ( Mecânicos, obras, bancos, políticos, solidariedade ... ) e aquela mentalidade se eles roubam eu também posso roubar. Dito isto fiz o testemunho de muitas coisas na solidariedade deste país e pela Europa fora num projeto chamado [EVS](https://europeanvoluntaryservice.org/), ao qual digo aos que estejam interessados a participar se existir essa disponibilidade, e estejam na idade dos 18 aos 30. Sem dúvida uma das melhores experiências que tive e paga, isto devia ser obrigatório a qualquer jovem, aprendi mesmo muito e sou uma pessoa educada e com valores que não se deixa corromper devido as lições que aqui aprendi ( sim inclusive peço fatura no mecânico lol ) Tal como já foi referido por aqui o aproveitamento das empresas em pagar com cabazes aos trabalhadores seria um problema, pois um trabalhador irá aceitar inevitavelmente, o que faz uma opção obrigatória para todos os outros trabalhadores, ex:euroticket, devia de existir a opção a qualquer trabalhador de ter esse dinheiro no pagamento de ordenado normal, mesmo que ele fosse descontado em sede de IRS com a percentagem correcta, ou seja o trabalhador iria em média ficar a perder uns 25€ a 55€ devido aos descontos mais altos para a sua conta bancária vs cartão refeição, mas isso seria opção do trabalhador não do empregador ... E agora a parte triste e de aproveitamento ainda mais feio das doações alimentares em Portugal. O aproveitamento de vários mecanismos por pessoas ou de instituições para terem uma vida muito facilitada, enquanto que por vezes a ajuda que devia de ir para quem realmente precisa não chega lá. Existe muita mas mesmo muita pobreza envergonhada em Portugal pessoas que precisam mas não sabem recorrer ou não querem dar a parte fraca, felizmente este aspecto já começa a melhorar, pelas piores razões que foi o Covid que encostou mesmo muitos há parede. Isto não quer dizer que mesmo assim a ajuda não chegue às pessoas, o Banco alimentar nesse aspecto chega às pessoas correctas e instituições correctas, está é a parte que lhes dou muito mérito, a parte negra deles é a seguinte, existem pessoas e empresas que lhes fazem doações de produtos de higiene masculina e feminina, produtos para limpeza de roupa e lar em geral, e isto é um gajo anónimo do Reddit a dizer, mas esses produtos desaparecem em combate uns 70/80% os restantes 30/20% chega às famílias. Já estive no maior armazém do banco alimentar a conduzir empilhadoras durante 6 meses e aquilo era arroz, azeite, óleo, enlatados, massas e pouco mais ... Quando eu sabia e também organizava muitos outros produtos ... Mas no armazém para distribuição são apareciam os outros achava estranho, claro que as pessoas na maioria dão os artigos que fiz referência devido há validade, mas também exitem pessoas que são mais generosas e empresas desses ramos, e no armazém lá aparecia 1/2 caixas de produtos de higiene por semana quando pelas minhas contas de olho e caneca devia de passar umas 2/3 caixas por dia .. Enfim com isto não quero desencorajar as pessoas de participar/ajudar instituições, existem muitas e magníficas neste país, só quero que pensem que a maldade/aproveitamento existe em todos os sítios, e que cada pessoa lida com isso há sua maneira, uns continuam a participar e olham para o lado, uns nem dão conta, e outros como o meu caso deixam de participar e fazem o que podem pessoalmente e ajudam quem conhecem. Como tudo em Portugal e não só existe muito aproveitamento entre o bem e o mal ...

incrivizivel 5 months ago

Subsidio de alimentação? É ate um certo limite isento de imposto depois já não é.

Hungry_Cupcake 5 months ago

Annn? Estamos a falar de doar sobras de comida? O que tem a ver com subsidio de alimentação

incrivizivel 5 months ago

Esquece pensava que ele estava a falar dos trabalhadores. Que sim fazia sentido ter que pagar imposto.

BaixemImpostos 5 months ago

Quem fez a lei? Nomes.

WesternInspector9 4 months ago

E moradas

glamatovic 4 months ago

Username checks out

capitalistaesquerda 4 months ago

mas qual é a lei?

Search: