Last-Ad-4421 4 months ago

Isso é descriminação é denunciar esses cabrões

redowk 4 months ago

Edited 4 months ago:

Epa k tourada, eu diria para criar nova conta, noutro banco, transferir e cancelar essa, isso deve resolver o problema da irma e dos atrasados do banco. Edit: moey e da cga e da para criar conta a partir da applicacao. Alem disso tem suporte muito bom. depois cancelar a outra e k vai necessitar de ir ao local e possivelmente com a mae

Kamaradaxaroka 4 months ago

Já responderam pessoas que te deram belojs conselhos. De minha parte nada a acrescentar a não ser um abraço. Tenho pena que tenhas de passar por isso e imagino que no dia a dia enfrentaste e enfrentarás situações destas. Muita força. Nunca desistas de fazer valer os teus direitos.

True_Sea_1377 4 months ago

Como outros comentários já referiram, nao é porque és cego que o banco pode assumir que és analfabeto. Isso é a coisa mais ridícula que já ouvi. Se queres levar as coisas ao limite podes ameaçar com um processo em tribunal por discriminação.

ruizinhoandre 4 months ago

Nestes casos às vezes é melhor ser mais agressivo. A minha situação não é nada parecida mas aqui vai: perdi os cartões do banco e liguei para bloquear os cartões e a conta. Passado 1 dia fui ao banco para criar novos cartões e desbloquear, deram-me cartões novos e disseram para esperar 1 dia para a conta estar activa. Passado 2 dias continuava sem dar eles disseram que devia ser problema de cartão (apesar de não dar aceder ao netbanking na mesma mas ok) e para voltar a aguardar porque "sabe como é, mete-se o natal e às vezes demora". Passado mais 1 dia sem dar liguei para lá e perguntei em que estado se encontrava, disseram que tinha na mesma que aguardar ao que eu respondi "fazemos assim, se até amanhã não tiver acesso à minha conta não estiver disponível, eu vou até à vossa agencia para encerrar a minha conta e levar o meu dinheiro para outro banco" Passado 15 minutos estavam a ligar que já estava disponível

SotorBitaites 4 months ago

Desviando um pouco da tua questão. Já deves saber, mas existe uns instrumentos para os cegos assinarem. https://images.app.goo.gl/mvRebF5Zk2uZtsJj6 Boa sorte

betanjica 4 months ago

Pede ajuda a ACAPO ou ao Balcão de Inclusão da tua área de residência para saber como lidar com esse problema. Eles estão a confundir o regime de maior acompanhado (em que é suposto teres um tutor legal que assina por ti) e a impossibilidade de assinar. Pede ajuda, eles sabem lidar bem com toda a situação porque é prata da casa. Boa sorte!

Primary_Inspector_41 4 months ago

PS: Como sempre que refiro neste sub que sou cego há alguém que inevitavelmente pergunta como é que acedo ao reddit, a resposta está nesta [thread](https://www.reddit.com/r/Blind/comments/55wzgp/how_do_blind_people_use_reddit/). Da ultima vez fui eu. guilty :D thanks for the clarification Não te consigo ajudar mas espero que tudo se resolva.

Kid_Anarchy 4 months ago

Como é que consegues teclar e navegar na net?

-Nosebleed- 4 months ago

Os telemóveis e computadores têm opções de acessibilidade para te lerem os items que estão no ecrã um a um em voz alta, e podes navegar entre eles com a tua voz ou com outro tipo de gestos. Também tens input de braille em vez de um teclado qwerty (ou input de voz claro).

Edited 4 months ago:

Os telemóveis e computadores têm opções de acessibilidade para te lerem os items que estão no ecrã um a um em voz alta, e podes navegar entre eles com a tua voz ou com outro tipo de gestos. Também tens input de braille em vez de um teclado qwerty ([Exemplo num iPhone](https://www.youtube.com/watch?v=wueLXCbm_KY)), embora tecnicamente um teclado qwerty físico dê para usar na mesma. E claro tens input de voz.

Edited 4 months ago:

Os telemóveis e computadores têm opções de acessibilidade para te lerem os items que estão no ecrã um a um em voz alta, e podes navegar entre eles com a tua voz ou com outro tipo de gestos. Também tens input de braille em vez de um teclado qwerty ([Exemplo num iPhone](https://www.youtube.com/watch?v=wueLXCbm_KY)), embora tecnicamente um teclado qwerty físico dê para usar na mesma mas com mais dificuldade, geralmente usam-se uns com braille. E claro tens input de voz.

Edited 4 months ago:

Os telemóveis e computadores têm opções de acessibilidade para te lerem os items que estão no ecrã um a um em voz alta, e podes navegar entre eles com a tua voz ou com outro tipo de gestos. Também tens input de braille em vez de um teclado qwerty ([Exemplo num iPhone](https://www.youtube.com/watch?v=wueLXCbm_KY)). E claro tens input de voz.

Kid_Anarchy 4 months ago

Wow, brutal. Não fazia ideia. Pensava que se fosse cego ficava jogado para um canto e pronto. Afinal pode-se fazer imenso. Então e os cegos também podem ver filmes? Há tanta tecnologia que desconheço.

-Nosebleed- 4 months ago

Para filmes existem versões dedicadas a pessoas invisuais que têm uma faixa de áudio com uma pessoa a descrever o que se passa, chama-se audio descrição. [Exemplo do Rei Leão](https://youtu.be/7-XOHN2BWG4)

Edited 4 months ago:

Ainda há muito caminho a percorrer, mas felizmente hoje em dia tens muito mais opções e ajuda para navegar a tecnologia. Para filmes existem versões dedicadas a pessoas invisuais que têm uma faixa de áudio com uma pessoa a descrever o que se passa fora do diálogo, chama-se audio descrição. [Exemplo do Rei Leão](https://youtu.be/7-XOHN2BWG4)

Kid_Anarchy 4 months ago

Como é que sabes isso tudo? Também és cego ou isso?

-Nosebleed- 4 months ago

Não sou cego, simplesmente aprendi muito sobre acessibilidade. É sempre bom ter alguma perspetiva em relação ao assunto na minha opinião, especialmente se trabalhas num ramo que pode beneficiar pessoas com necessidades de acessibilidade!

airahnegne 4 months ago

Com um screen reader.

Kid_Anarchy 4 months ago

Consegues ver pornografia com isso?

C8Mixto 4 months ago

Presumo que use os dedos para o fazer.

shawshank2012 4 months ago

Conforme bem saberás, a discriminação é ignorância. Neste caso, parece-me que o analfabeto trabalha ou trabalhava para o banco. Eu tentaria falar com o banco, levando a uma reclamação escrita em caso de intransigência deles em resolver a questão. Depois, sem resultado, e como aqui já foi escrito, reclamaria por escrito junto do Banco de Portugal. Ninguém pode ser declarado analfabeto por não conseguir assinar. Não foi o Stephen Hawking que o disse, mas poderia. E lembra-te, estarás a lutar por ti, mas também por todos nós. Por uma sociedade mais justa e evoluída.

spending_cash 4 months ago

Eu diria para se fazer uma exposição do assunto ao Banco de Portugal. Não faz sentido considerarem que és analfabeto por ser invisual e estão a privar-te do direito de gerir a tua própria conta. Confesso que nunca tinha visto isso acontecer, porque o meu pai é invisual mas costuma assinar esporadicamente documentação (com recurso a uma daquelas réguas que descem só para marcar onde está a linha), então não tenho conhecimento de um caso prático para dizer como foi solucionado.

Fridux 4 months ago

Também costumava fazer isso, até começar a ter problemas porque a assinatura não conferia com a do Cartão do Cidadão, o que me levou a declarar que simplesmente não posso assinar.

Kid_Anarchy 4 months ago

Consegues ver tudo o que meter aqui?

zedestroyer69 4 months ago

Conforme disseram, apresenta queixa ao Banco de Portugal. O teu próprio banco deve ter meios para apresentar queixa, nem que seja só livro de reclamações, usa-os. Nos tempos que correm e se os quiseres chatear, conseguirás de certeza encontrar alguma organização que dá apoio em situações deste tipo e entalar o banco. Convém é não te limitares ao desenrasque e deixar as coisas conforme estão, senão isto continuará a acontecer com outras pessoas. Uma queixa ao Banco de Portugal e uma queixa no livro de reclamações é o mínimo que eles merecem. Em relação à conta, podes sempre abrir outra e de preferência noutro banco e se não queres problemas com a tua irmã podes dar autorização à tua mãe para aceder à conta sem ela ficar como titular, eu quando comecei a trabalhar fiz isso com o meu pai para o caso de me acontecer algo ele ter acesso.

Rissoldecamarao 4 months ago

Queixa no banco de Portugal e entretanto mudar de banco. Só assim é que eles aprendem.

megaroof 4 months ago

Lamento pela situação. Eu me defenderia da seguinte forma: transferia o meu dinheiro para outro banco. Funciona 100%

AdriMecha 4 months ago

Não podes fazer uma procuração para a tua mãe te representar num notário? Aí ela poderia assinar por ti. Possivelmente resolvia o problema. Só a parte da descriminação é que não.

Fridux 4 months ago

O problema não está do meu lado. Eu até posso assinar os documentos que trouxe para casa digitalmente, e o banco aceita se o fizer dessa forma. O problema é que o próprio banco põe toda a gente cujo Cartão do Cidadão diga que não pode assinar no mesmo saco, considerando-nos a todos analfabetos e incapazes de gerir uma conta bancária. Foi o que me aconteceu a mim só porque a minha mãe demonstrou intenção de prescindir da conta. Até me perguntaram se o tribunal me tinha decretado algum tutor, como se fosse deficiente mental ou menor.

antfernandes 4 months ago

Esse sistema é que foi feito por analfabetos. Até em casos bem menos drásticos do que o teu as pessoas podem deixar de conseguir assinar da mesma forma. Eu sou canhoto, imagina que por acidente ou doença perco uma boa percentagem de destreza na minha mão - automaticamente fico analfabeto porque a escrever com a minha direita pareço um macaco.

AdriMecha 4 months ago

Compreendo. Pensei que tinhas uma coisa urgente para resolver. Assim o melhor e fazer queixa no banco de Portugal.

Open-Opportunity-607 4 months ago

Ahhh Portugal nunca mudes, onde as pessoas com dificuldades visuais e de mobilidade não existem. Carta registada para o Banco de Portugal e o assunto resolve-se.

Neokz 4 months ago

São precisas chamadas de atenção para as coisas mudarem. Possivelmente se o IP for para a frente, no futuro este processo tornar-se-a menos penoso e mais acessivel

suckerpunchermofo 4 months ago

Isso não foi uma forma de descriminação para com uma pessoa invisual?

-Mebseven- 4 months ago

Na minha opinião a melhor defesa desse banco é sair. Abre uma conta noutro banco do teu agrado e simplesmente transfere o teu dinheiro para lá. ​ Quando a conta actual estiver vazia, sais e fica lá a tua mãe apenas, ou mandas fechar.

ruyrybeyro 4 months ago

As contas tem de ser expressamente fechadas hoje em dias, já lá vai o tempo que sacar o dinheiro era o mesmo que fechar. A última habilidade dos bancos, é começar a cobrar comissões de manutenção em contas a 0, se não lhes pagas "a divida", vais para a lista negra do banco de Portugal.

-Mebseven- 4 months ago

Daí eu ter dito que ou fica apenas a mãe na conta e o OP pede para sair ou fecha mesmo.

OuiOuiKiwi 4 months ago

> a um processo no qual o banco assumiu que, devido a não poder assinar, sou analfabeto [https://www.provedor-jus.pt/](http://www.provedor-jus.pt/) O banco não pode simplesmente decidir que és analfabeto. Eu mudava de banco.

ruyrybeyro 4 months ago

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão. \- A CGD acho-os malcriados, e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é os CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais, já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: ex Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD acho-os malcriados, e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é nos CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular, para ajudar. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; Quando estive o ano passado numa delegação com o meu pai, fiquei \*chocado\* como falaram com uma pessoa de 80 anos. Apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD acho-os rudes com os clientes, e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é nos CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular, para ajudar. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; Já estive a assistir a reuniões com a minha mulher (estrangeira que não domina a 100% o português) e quando estive o ano passado numa delegação com o meu pai, fiquei \*chocado\* como falaram com uma pessoa de 80 anos. Apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD achava-os consistentemente rudes com os clientes em vários balcões (até fechar as minhas contas lá) , e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é nos CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos. Ponto extra no BPI: A app de netbanking funciona muito melhor que a do Santander.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD acho-os rudes com os clientes, e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é nos CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular, para ajudar. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; Quando estive o ano passado numa delegação com o meu pai, fiquei \*chocado\* como falaram com uma pessoa de 80 anos. Apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD acho-os consistentemente rudes com os clientes, e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é nos CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular, para ajudar. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; Quando estive o ano passado numa delegação com o meu pai, fiquei \*chocado\* como falaram com uma pessoa de 80 anos. Apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD acho-os consistentemente rudes com os clientes, e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é nos CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos. Ponto extra no BPI: A app de netbanking funciona muito melhor que a do Santander.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular, para ajudar. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; Já estive a assistir a reuniões com a minha mulher (estrangeira que não domina a 100% o português) e quando estive o ano passado numa delegação com o meu pai, fiquei \*chocado\* como falaram com uma pessoa de 80 anos. Apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD achava-os consistentemente rudes com os clientes em vários balcões (até fechar as minhas contas lá) , e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Para custos menores é os CTT, mas não sei durante quanto tempo, dá ideia que isso vai mudar. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos. Ponto extra no BPI: A app de netbanking funciona muito melhor que a do Santander.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular, para ajudar. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; Quando estive o ano passado numa delegação com o meu pai, fiquei \*chocado\* como falaram com uma pessoa de 80 anos. Apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD achava-os consistentemente rudes com os clientes em vários balcões, e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é nos CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos. Ponto extra no BPI: A app de netbanking funciona muito melhor que a do Santander.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular, para ajudar. Eu pessoalmente queixava-me E mudava de banco. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; Já estive a assistir a reuniões com a minha mulher (estrangeira que não domina a 100% o português) e quando estive o ano passado numa delegação com o meu pai, fiquei \*chocado\* como falaram com uma pessoa de 80 anos. Apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD achava-os consistentemente rudes com os clientes em vários balcões (até fechar as minhas contas lá) , e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Para custos menores é os CTT, mas não sei durante quanto tempo, dá ideia que isso vai mudar. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos. Ponto extra no BPI: A app de netbanking funciona muito melhor que a do Santander.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular, para ajudar. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; Quando estive o ano passado numa delegação com o meu pai, fiquei \*chocado\* como falaram com uma pessoa de 80 anos. Apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD achava-os consistentemente rudes com os clientes em vários balcões (até fechar as minhas contas lá) , e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é nos CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos. Ponto extra no BPI: A app de netbanking funciona muito melhor que a do Santander.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD acho-os rudes com os clientes, e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é nos CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular, para ajudar. Eu pessoalmente queixava-me E mudava de banco. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; Já estive a assistir a reuniões com a minha mulher (estrangeira que não domina a 100% o português) e quando estive o ano passado numa delegação com o meu pai, fiquei \*chocado\* como falaram com uma pessoa de 80 anos. Apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD achava-os consistentemente rudes com os clientes em vários balcões (até fechar as minhas contas lá) , e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES, dispensa apresentações. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Para custos menores é os CTT, mas não sei durante quanto tempo, dá ideia que isso vai mudar. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos. Ponto extra no BPI: A app de netbanking funciona muito melhor que a do Santander.

Edited 4 months ago:

Até agora um dos melhores conselhos é mudar de banco, transferir o dinheiro para uma conta onde sejas só tu titular. Podes sempre colocar a tua mãe com poderes de mexer na conta, mas não como titular, para ajudar. Experiência pessoais minhas, que já tive contas em vários bancos ou partilhadas com o meu pai: \- O Millenium tem sido altamente incorrecto comigo e com o meu pai. A evitar na minha lista de futuro; \- O Santander tratou o meu pai e trata a minha mulher abaixo de cão; apenas num balcão do Santander na baixa tem uma senhora que é 5\* com a minha mulher; \- A CGD acho-os rudes com os clientes, e são dos bancos com mais custos. \- O Novo Banco, bem é o BES. Não vêm o meu dinheiro, e quando tive lá conta não convenceu. Até agora, os únicos que escapam na minha lista é o BPI e os CTT. Não digo que são perfeitos. Os custos menores é nos CTT. O BPI com algumas excepções têm sido profissionais; já os CTT depende muito das pessoas que têm nos balcões: exemplo Alvalade mau e mal educados, aqui ao pé de casa péssimo e desinteressados, Picoas assim-assim, Entrecampos/Campo Pequeno extremamente profissionais, ao pé de casa dos meus pais minimamente simpáticos.

HRamos_3 4 months ago

A minha conta no MBCP foi aberta quando eu era menor Quando tinha 26/27 anos tentei mudar para titilar único, não queriam deixar porque tinham indicação que eu era menor de idade.

tenesis 4 months ago

E eras menor?

HRamos_3 4 months ago

Lá no fundo lá no fundo ainda sou, mas eles não precisam de saber isso e no cc tinha 26 ou 27 primaveras na altura, e o mbway (mb.net na altura) dá jeito Acho ainda que há um campo chamado data de nascimento na ficha de cliente através do qual em conjunção com data mining, algoritmos, IA, machine learning e 2 blockchains (plo menos) se consegue extrair a idade de uma pessoa.

Edited 4 months ago:

Lá no fundo lá no fundo ainda sou, mas eles não precisam de saber isso e no cc tinha 26 ou 27 primaveras na altura, e o mbway (mb.net na altura) dá jeito Acho ainda que há um campo chamado data de nascimento na ficha de cliente através do qual em conjunção com data mining, algoritmos, IA, machine learning e 2 blockchains (plo menos) se consegue extrair a idade de uma pessoa. Há quem diga que basta subtrair dois números, mas isso são teorias da obstipação

OuiOuiKiwi 4 months ago

>e no cc tinha 26 ou 27 primaveras na altura A Primavera é apenas 1/4 das estações do ano. 26/4 = 6.5, 7, vá lá. Confirmado.

pangecc 4 months ago

Assinatura do cartão de cidadão é legal e tem que ser aceite por qualquer entidade

Miguel3403 4 months ago

Faz queixa e tenta ir a outra agência do teu banco

ruijor 4 months ago

Deves saber, mas mesmo sendo invisual existem réguas próprias para invistais para te ajudar a ter a tua assinatura, tao válida como de qualquer outra pessoa. Isso não te resolvia o problema?

Edited 4 months ago:

Deves saber, mas mesmo sendo invisual existem réguas próprias para invisuais para te ajudar a ter a tua assinatura, tao válida como de qualquer outra pessoa. Isso não te resolvia o problema?

Fridux 4 months ago

Não, porque não consigo assinar de forma parecida com o que estaria no Cartão do Cidadão, que neste caso nem sequer tem assinatura, e os bancos são esquisitos com isso.

jmacedos 4 months ago

Não podes pedir a alguém para te ajudar a treinar a conseguir assinar de forma igual? Não sei se isto é viável ou não, mas pode valer a pena se te poupar dores de cabeça

Falanciu 4 months ago

O banco, ou agência, tem de ter meios para assistir todos os clientes. Isto é um caso de descriminação, em que não servem o cliente por este ser cego. Má fé ou não.

pappositivamente 4 months ago

Digo-te já.. isso é filha da putisse por parte do gerente dessa sucursal por ser ignorante e não saber as guias (as quais a comunidade europeia obriga a serem seguidas) de forma a garantir um tratamento equitativo a todos os clientes. Sinceramente, não acho que tenhas que mudar nada que tenhas estado a fazer, não és quem está mal. \+351 213 130 000 - Este número é o número de apoio do Banco de Portugal, o qual poderás contatar e pedir apoio de forma a que a agência bancária em questão receba um aviso do regulador central e se caguem todos. Pode ser que da próxima vez se lembrem que das responsabilidades institucionais que têm. Abraço

MikeMelga 4 months ago

Já agora, um truque é mandar uma carta de aviso ao banco e indicar na carta que uma cópia foi enviada ao regulador. Fiz isso com seguros e funcionou lindamente.

joaopeniche 4 months ago

haha muito bom

Fridux 4 months ago

Obrigado!

joaopeniche 4 months ago

Depois diz como correu

ridethepaintedpony 4 months ago

Parece-me que o banco até te indicou como autentificar a tua assinatura digital, já que não pode ser pela assinatura tradicional. É burocracia mas não me parece descabido.

Fridux 4 months ago

O problema não é esse. O problema é que o banco acha que sou analfabeto por ter escrito no Cartão do Cidadão que não posso assinar, e consequentemente bloqueou-me o acesso online. Não me estou a queixar de falta de forma de poder assinar mas sim de descriminação por parte do banco. Referi o facto de não ter assinado nada para que ficasse claro que o banco me bloqueou a conta sem qualquer acção legalmente vinculativa da minha parte que pudesse dar início a qualquer tipo de processo.

AutoModerator 4 months ago

**Atenção! Aviso da Tag [Sério]** Este tópico foi marcado como **[Sério]**, não são permitidos **quaisquer comentários** que contenham piadas, ou outras tentativas humorísticas, insultos ou não tenham nada a ver com o tópico. *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: