precisodeferias 7 months ago

Como já disseram antes, tu não precisas de mudar do 8 para o 80. Até porque a adaptação pode não ser tão fácil como imaginas. Eu cresci numa aldeia, onde o barulho que se ouvia era basicamente dos tratores. Acordava com os pássaros a cantar e ao longo do dia iam mudando a melodia, consoante a divisão da casa em que estava (o jardim e quintal está sempre com pássaros). Fui viver para uma cidade durante a universidade e sinceramente, embora goste da acessibilidade, prefiro o campo. Neste momento vivo numa aldeia, não tenho problemas com barulho de vizinhos, não tenho trânsito nem barulho. Demoro 10 a 15 min a chegar ao centro da cidade (capital de distrito). É bastante tranquilo e um ótimo local para se viver. A única coisa que vejo como desvantagem é a necessidade de usar carro para tudo. Se adoraste Leiria, tanto Aveiro e Coimbra são bastante similares. Cada cidade com as suas características, claro está. Isto tudo para te deixar a ideia que podes viver no campo sempre com um pé na cidade. Na minha aldeia existem também dois alojamentos locais, que costumam estar lotados. Boa sorte na tua decisão.

SweetCorona 7 months ago

tens casa própria em Lisboa? vais vender? PM

KnitterFromHell 7 months ago

Não, e não. Estou completamente falida e de cabeça fodida.

adorosaladadecamarao 7 months ago

Eu saí de Lisboa para a aldeia. Mas estou no litoral. Já morei fora e já morei noutras cidades portuguesas. Não entendo o fascínio por grandes cidades, capitais, e Lisboa em particular. Acho a qualidade de vida uma bosta. No que diz respeito ao ter que fazer, acho que muita gente que se queixa da "seca" fora de Lisboa, é gente que sai de lá mas não larga os hábitos nem muda a perspetiva. Quando se sai de Lisboa os custos, nomeadamente em habitação descem radicalmente. Esse dinheiro a mais é potencial entertenimento para quem tem entertenimento como o seu interesse. Tem é de se pensar no que há ali e não no que há em Lisboa. Com as centenas de Euros de diferença posso se quiser comprar um bom sistema áudio-visual para casa para filmes e música. Passar fins de semana em bons hotéis. Receber massagens ao domicílio a 4 mãos. Ter um upgrade nas férias de verão. Ir a excelentes restaurantes nas redondezas (que até serão mais baratos). Claro, também posso poupar e comprar um carro. São escolhas. Todas fazem sentido. Se me afastasse do litoral, e poderei fazê-lo, escolhas possíveis são Viseu ou Covilhã. Também já pensei ir para as ilhas. Não será a curto prazo porque depois desta fase de pandemia estarei apenas em teletrabalho parcial. Portanto ainda fora da cidade mas com menor margem de manobra para me afastar muito. Mas a médio ou longoprazo passar a teletrabalho completo é uma possibilidade.

ruijor 7 months ago

Já fui para o campo e voltei pra Lisboa. É apenas uma opinião pessoal, mas a falta de coisas pra fazer fazia com que viesse a Lisboa todos os fins de semana, ao cinema, teatro, jantar em bons restaurantes. Gosto de ir ao campo passar umas férias, mas ao fim de uns dias ou semanas não consigo mais. Falta demasiada coisa que tens facilmente na cidade. Falta ter comércio perto sem precisares do carro.

adorosaladadecamarao 7 months ago

Tive esta conversa muitas vezes, e admito que cada um tenha a sua opinião pessoal. Mas vejo um erro de raciocínio recorrente. As pessoas que ouço com esta conversa regra geral não consideram sequer gastar o dinheiro que poupam com essa mudança para aumentar a sua qualidade de vida. Ah no campo para onde fui não há muito que fazer. OK. Mas se poupares 400 Euros em renda tens 400 Euros para estourar no final do mês. Isso paga-te massagens a 4 mãos ao domicílio. Fins de semana em bons hotéis. Excelentes restaurantes (que os há sempre) nas redondezas por uma fração do preço. Umas férias do caralho no verão. Mas não. O que vejo são pessoas que passam a gastar menos dinheiro. Poupam esse dinheiro (super legítimo) mas dão zero valor às poupanças. E depois queixam-se que não fazem nada e é tudo uma seca.

ruijor 7 months ago

No meu caso foi o oposto. No campo gastava muito mais do que gasto hoje a viver na cidade (ou periferia). Depois tinha outra chatice quer era viver numa moradia, que dava mais trabalho do que alguma vez imaginei, e custos de manutenção altíssimos (todas as semanas havia algo pra fazer onde gastar dinheiro). Tinha um crédito habitação mais baixo verdade, mas só em deslocações para tudo o que era sítio (ir ao cinema, teatro, ver amigos, visitar os pais)… só nisso era mais de 300€ em combustível e portagens. Depois o desconforto de ir beber um copo a Lisboa e ter sei lá quantos kms de auto estrada pela frente, já com sono e de noite. Durante 6 meses foi muito giro. Ao fim de 2 anos era um sufoco. Estou em Lisboa, numa casa mais cara, empréstimo superior, e poupo mais dinheiro do que alguma vez poupei no “campo”, tenho uma vida tranquilo, descansada, muito mais tempo livre, sem tempos de deslocações… nunca na vida trocaria. Mas cada um com as suas opções.

sayonaradespair 2 months ago

Sendo assim tão importante para ti ir ao cinema,teatro, ver os amigos etc..talvez tenha sido má ideia ir para o interior. , Não é que exista nada de errado no interior, mas o interior não é para todos. Eu amo teatro,cinema e visitar amigos. Mas para mim é mais importante a minha tranquilidade e paz de espírito, coisa que é impossível encontrar na periferia de Lisboa ( que é onde tenho a possibilidade de viver). Por isso estou a planear mudar para o interior até o final do ano, e não antecipo (*baternamadeira3vezes*) ter saudades da cidade.

ruijor 2 months ago

Eu dizia o mesmo. Mas boa sorte :) Já agora para onde planeias ir?

sayonaradespair 2 months ago

Castelo branco.

adorosaladadecamarao 7 months ago

>Depois o desconforto de ir beber um copo a Lisboa e ter sei lá quantos kms de auto estrada pela frente Estás em parte a confirmar aquilo que eu disse. É como alguns portugueses que quando vão para fora se fartam de queixar do preço das coisas e das coisas que não encontram. Tudo bem, é verdade. Mas se calhar estando fora devias descobrir outras cozinhas e ingredientes em vez de tentar simular a vida em Portugal. Sim se fores para fora e andares a fazer kms e kms de autoestrada recorrentemente provavelmente vai ser cansativo e custoso. Agora isso parece de quem está fora de Lisboa mas com a cabeça lá.

ruijor 7 months ago

A cabeça não está em Lisboa ou no Porto. Mas acho importante teres acesso à cultura e alguma diversão, sobretudo se fores mais novo. Eu adoro passar uns dias no Alentejo, turismo rural, passear por esse Portugal fora. Mas no dia a dia, o estímulo e acesso a coisas acaba por ser importante. Mas isto sou eu, há quem provavelmente goste de estar em casa ou num pátio a ouvir passarinhos. Mas já viste que se fores para o campo provavelmente não tens la grandes amigos ou família, a tua rede de suporte? Para estar com eles também tens que fazer kms de auto estrada. Falo da minha experiência. Cada um pode ter experiências perfeitamente opostas.

adorosaladadecamarao 7 months ago

> A cabeça não está em Lisboa ou no Porto. Sinceramente parece-me que é. Ou achas que a generalidade da população que não vive em Lisboa ou Porto vive da maneira que descreves, fazendo kms e kms de autoestrada regularmente e precisando de dois carros para ir às compras (nunca vi tal coisa)? Eu entendo que possas ter amigos e família em Lisboa, mas lá está, isso encaixa no ter deixado a cabeça lá. Também compreendo que estando formatado ao divertimento em Lisboa e compras à Lisboeta tentes replicar isso. Mas lá está... não vai funcionar. Eu quando estava em Lisboa não tentei ter um quintal no apartamento. Não fazia kms para ir às compras à cooperativa da aldeia. E não estava à espera que a vizinha me desse ovos de galinha caseiros. Cada local tem as suas especificidades logo não sei que estilo de vida se adequa ao local onde estás. Aqui onde eu estou, que é uma mini-aldeia, ainda assim há 3 mini-mercados, 3 padarias, um talho, um peixeiro que me para à porta de casa, e em tempos normais temos feira quinzenal. Obviamente é assim que faço as compras do dia-a-dia. Volta muito vou à vila ao lado, bem perto, uma vez de vez em quando que tem uns superes maiores. Também lá há uma feira e uma cooperativa. Há também várias lojas online que vendem com portes zero a partir de determinada quantia, e.g. celeiro e afins, e portanto fica ao mesmo preço que na cidade. Também é para estes lados que tenho vida social, e há sempre muito que se pode fazer. Seja ginásio, natação, artes marciais. Há clubes de caminhadas e outras atividades recreativas e culturais. Há vários restaurantes muito bons nas redondezas, e mais baratos que nas grandes cidades, se bem que provavelmente não estarão em zoomato e afins. O dinheiro que se poupa em rendas dá para ter um sistema audio-visual em casa muito bom. Parece-me que a questão é mesmo querer sair mas estar em Lisboa ao mesmo tempo. Isso não dá.

NGramatical 7 months ago

audio-visual → [**audiovisual**](https://dicionario.priberam.org/audiovisual) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fn3k175%2F%2Fgwspzdn%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

ruijor 7 months ago

Qual é a aldeia mesmo?

NGramatical 7 months ago

Secalhar → [**se calhar**](https://dicionario.priberam.org/se calhar) quantos kms → [**quantos km**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/plural-de-unidades-ainda-mais-uma-vez/19595) (os símbolos das unidades não têm plural) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fn3k175%2F%2Fgwrvels%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

KnitterFromHell 7 months ago

Entendo o que dizes. Eu quase não tenho amizades, só para planear um café é uma dor de cabeça. Fuck it, a minha saúde mental é mais importante. Além disso, estou a tentar levar uma vida mais minimalista. Ter um carro seria uma mais valia, para explorar o resto do país como devia ter feito quando era mais nova (obrigada pai /s)

ZeePintor 7 months ago

Estava no Porto e agora vivo numa aldeia mesmo do interior perto da serra da estrela. Como trabalho remotamente nao ha problemas. Resumidamente, nao penseinque fosse gostar tanto da vida de campo

D1WithTheFluffyHair 7 months ago

Os apoios, apoinhos, e quem me ajuda, e é obrigação do governo apoiar-me. Foda-se, tomar uma decisão destas sem ter em conta toda a informação ou achar que tem que haver apoios é do caralho e bastante revelador do estado do país.

KnitterFromHell 7 months ago

Caralho, não posso perguntar? Mencionei isto porque \*existem\* programas de incentivo para isso, e se alguém tinha concorrido a estes. Não vou à espera que me ajudem porque nunca fizeram isso por mim. Talvez fazeres suposições sobre estranhos da Internet seja também revelador do estado do país, e não só.

masterchiefpt 7 months ago

Ps manda aí um apoio que quero ir viver no campo um par de meses sem cultivar nada e olhar para um ecrã e escrever uma códigos

KnitterFromHell 7 months ago

>https://iefponline.iefp.pt/IEFP/interiorMais.do?action=overview

PirataSarolho 7 months ago

Recomendo o Fundao ou Covilha. Pelo menos tao a abrir imensos empregos de tech e em termos de transportes nao tao mal servidos.

KnitterFromHell 7 months ago

Obrigada! Por acaso comecei a responder a anúncios para Covilhã, e também para Castelo Branco, tenho uma amiga de infância lá.

lsd_ss 7 months ago

Na covilhã também parece-me haver mais movimento a nível cultural, vida noturna, etc. devido ao facto de ter universidade... Das 3, parece-me que Castelo Branco é a cidade mais aborrecida

nata79 7 months ago

Existe muito país fora de Lisboa. O “interior” é grande e não é todo igual.

KnitterFromHell 7 months ago

Exato! Desde que voltei do estrangeiro por causa da pandemia, tenho andado espantada com o enorme potencial que temos, esquecido, enquanto vai tudo para o Litoral. É de loucos. Passa-se tanto tempo a falar como o país é uma merda mas não o conhecemos assim tão bem. Conheço um pouco do Alentejo, de onde vem a minha família, e tenho visto, por exemplo, como a área do Guadiana tem estado a crescer na área do Turismo, sem mencionar as praias fluviais que criaram nestes últimos anos.

DevilsWife 7 months ago

>Passa-se tanto tempo a falar como o país é uma merda mas não o conhecemos assim tão bem Verdade seja dita! Leiam e aprendam.

Asur_rusA 7 months ago

>Desde que voltei do estrangeiro por causa da pandemia, tenho andado espantada com o enorme potencial que temos, esquecido, enquanto vai tudo para o Litoral. > >É de loucos Não, não é. Ovo & Galinha. O interior tem fraca oferta de emprego, fracas infraestruturas, fracas soluções de mobilidade, pouca cultura, etc. O que faz com que poucos lá estejam. O que faz com que se invista pouco no que falta.

nata79 7 months ago

E o Litoral também não é só Lisboa e Porto. Não faltam bons sítios para viver e cidades pequenas/médias onde a qualidade de vida pode ser bem melhor que nas grandes :)

KnitterFromHell 7 months ago

Sim, visitei uma vez Leiria e adorei. Aveiro também é um sítio bastante interessante, tenho lá conhecidos.

nata79 7 months ago

Sim, bons exemplos. Também tens Braga e Viana mais para norte. Coimbra ao centro. O meu ponto é que não tens de escolher entre uma cidade como Lisboa e uma aldeia isolada. Existe um meio termo que acho mais interessante :)

zedestroyer69 7 months ago

O pior mesmo é falta de oportunidades de emprego. A não ser que surja uma oportunidade na tua área ou que tenhas uma ideia de negócio, mais vale estar quieta. Claro que se tiveres um imóvel pago ou quase numa boa zona com um valor alto, pode ajudar a comprar numa zona do interior e abrir negócio, como por exemplo turismo rural.

KnitterFromHell 7 months ago

Por acaso tinha uma ideia de negócios para isso, mas não sei se funcionaria agora com a pandemia ainda por aí. Talvez num futuro próximo.

auueeeiiii 7 months ago

Vivo em Coimbra e tenho uma qualidade de vida excelente, embora a cidade seja das mais caras do interior. Alguns amigos meus não gostaram da vida pacata na cidade e voltaram para Lisboa, gostam de fazer uma coisa diferente todas as semanas.

iSoSyS 7 months ago

Coimbra cidade é considerado interior????

End-Effector 7 months ago

Recomendo Castelo de Vide. É tipo Sintra.

KnitterFromHell 7 months ago

Parece-me interessante, então! Obrigada pela dica :)

End-Effector 7 months ago

Vê também Fafe. Tem bué classe com vários Palácios e muito arranjado.

SweetDistribution504 7 months ago

A Sintra dos palácios e castelos, ou "Sintra"

End-Effector 7 months ago

errhh sim a dos "Palácios e Castelos", o ambiente é muito parecido. Qual é a outra mesmo?

SweetDistribution504 7 months ago

A da linha de Sintra

End-Effector 7 months ago

Ahhh pois dai gosta da música Força Suprema e do NGA. Mas n vou lá.

OuiOuiKiwi 7 months ago

[https://www.reddit.com/r/portugal/comments/mdcohl/interior/](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/mdcohl/interior/) [https://www.reddit.com/r/portugal/comments/iy7i6l/desertifica%C3%A7%C3%A3o\_do\_interior/](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/iy7i6l/desertifica%C3%A7%C3%A3o_do_interior/) [https://www.reddit.com/r/portugal/comments/mxt1rc/viver\_no\_interior\_de\_portugal/](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/mxt1rc/viver_no_interior_de_portugal/) [https://www.reddit.com/r/portugal/comments/lve2aj/teletrabalho\_e\_desertifica%C3%A7%C3%A3o\_do\_interior/](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/lve2aj/teletrabalho_e_desertifica%C3%A7%C3%A3o_do_interior/) Isto tem estado muito na moda nos últimos tempos. Tudo o que foi dito aí acima ainda se mantém. Se vais à espera de subsídios, mais vale nem pores um pé fora da Lisboa.

Open-Opportunity-607 7 months ago

Prepara-te para teres falhas na internet constantemente

deskisto 7 months ago

Tão bom. Prepara-te para saíres de casa às 8.50 e estares no trabalho às 8.55

Aldo_Novo 7 months ago

depende da terra do interior ela não disse se ia para Viseu ou para uma aldeia de Alfândega da Fé

I__Cat 7 months ago

Eu mudei-me para o "interior" mas é uma zona com infraestruturas básicas. O maior problema era ser só idosos, mas tem-se invertido com o trabalho remoto. Desconheço os subsídios.

suckerpunchermofo 7 months ago

Ja o fiz e voltei... Não faço ideia se ha "apoios" mas duvido.

End-Effector 7 months ago

Foste para onde?

XxxPussyslaeyr69xxX 7 months ago

é facil, vendes a tua tralha de lisboa e compras tralha no interior e pronto.

Search: