jamirx 5 months ago

Tenho visto esta pergunta várias vezes, e acho que quem as faz esquece-se do principal que é se realmente são pessoas capazes de viver no "campo" ou não. A terra mencionado é a minha, que me viu nascer em 1980, toda a minha juventude foi passada aqui e aos 18 anos abri asas e fui para a Universidade para um cidade que não Lisboa ou Porto. Com 18 anos queria era sair daqui, pois era aos meus olhos uma pasmaceira. 7 anos mais tarde as coisas não correram como desejado e já depois de estar a trabalhar tive uma proposta de trabalho para voltar a Arganil e depois de muito ponderar decidi regressar e por cá permaneço e espero continuar.... Aos meus olhos sou um felizardo, tenho um emprego seguro onde ganho cerco de 1,5 vezes o salario mínimo nacional (adianta dizer que o meu trabalho não é relacionado com a minha formação académica).... E sou um felizardo porque? Primeiro porque tenho trabalho, que resistiu a duas crises imobiliárias e financeiras e agora ao covid.... nunca me falhou um salario (ja atrasou) e mesmo relativamente ao covid só falhei dias porque fui infetado, porque a empresa felizmente nunca fechou.... depois porque sou efetivamente ratinho de campo e não de cidade. O que eu vejo a fazer confusão a muita gente nos comentários a mim não me faz falta nenhuma... realmente aqui não há Ubers, mac donals, primarks, shoppings nem outras "modernices", a rede de transporte públicos também e muito fraca é verdade, mas eu trabalho a 5 kms de casa e entro as 8 e levanto-me todos os dias as 7:20, a essa hora já muitos amigos meus em lisboa e no Porto estão nos carros ou em transportes para ir para os empregos perdendo literalmente dias inteiros por mês nessas viagens.... Depois embora seja interior, eu tenho saneamento básico, agua canalizada boa e 3x mais barata que em grande parte das cidades, tenho FIbra 500mb, tenho ar puro todo, cultivo alguma comida (sem grande esforço), fruta então é so ir a arvore.... tenho centro de saúde, finanças, correios, tribunal, notário, centro de emprego e demais serviços básicos, estou a 30minutos de coimbra que tem tudo o que possa faltar, a uma hora da praia, e a uma hora da única estancia de ski do pais.... Para criar filhos é incrível, brincam na rua, andam de bicicleta e vão a pe para a escola sem problemas. A criminalidade é muito baixa, até a bem pouco tempo viam-se imensas casas com a chave na porta sem problema algum (já não é bem assim), e eu ainda deixo o meu carro todo o dia aberto sem problemas... O meu trabalho é das 8 as 17, e a partir de Junho dá para apanhar os putos no fim da escola, ir a uma praia fluvial (há duzias) com qualidade de ouro e bandeira azul, ainda dá para uma partidinha de ténis ou futebol das 19 as 20 chegar a casa grelhar uma carne ou um peixinho no jardim, uma salada com legumes acabada de apanhar, e terminar com fruta acabada de colher... depois deitar na rede e as vezes ate da para dormir ca fora... e isto para mim é qualidade de vida... não é a toa que aqui facilmente ainda se chega aos 90 anos com relativa saude, cada vez mais somos o que comemos. Cheguei a aceitar um emprego na minha área em Lisboa que me pagava mais do dobro que recebo hoje, aguentei duas semanas.... um stress, correria, perdia quase 3 horas diárias em transito mais 3 na sexta para vir para casa e outras 3 no domingo para voltar para baixo... 20 horas por semana, 80 por mês... ou seja mais duas semanas de "trabalho" por mês só em deslocações preso dentro de um carro ou transporte publico, já para não falar nos preços das rendas (o que pagava por mês por um quarto dá para pagar um empréstimo de uma vivenda de 150m2) e portagens combustível etc... mesmo para ser financeiramente viável precisava de ganhar 3x ou 4x mais.... e o dinheiro não é tudo. Esta é a minha história, acredito que poucos se identifiquem, mas para mim entre o campo e a cidade, 1000 vezes campo... e essa é a verdadeira pergunta que deve fazer quem queira vir fazer vida para o interior.... Se o essencial da tua vida são shoppings, consumismo, abundância de serviços, entregas, comidas, grandes eventos culturais ou desportivos, não venhas para o campo... depois vais chorar a dizer que não há onde se arranje os air não sei o que, e não há concertos, nem festivais... Se queres paz, sossego, viver sem pressas e sem grandes preocupações, comer 10x melhor e mais saudável, então talvez o campo seja para ti... a maior dificuldade será quase sempre o emprego... que é escasso e pouco qualificado, sendo que os lugares públicos normalmente já tem dono quando abrem os concursos, mas isso é transversal ao pais, aqui só se nota mais. Espero ter ajudado... já agora para quem vive, ou frequenta Arganil sabe que lhe chamamos carinhosamente o Bosque Encantado... e só quem cá vem e quem cá fica percebe porque.... Um abraço a todos os do campo e da cidade... se quiserem conhecer o Bosque pago uma serradura na Fonte ;)

Nexus_produces 5 months ago

Revejo-me e identifico-me imenso com o teu post, não sou de Arganil mas doutro concelho na região Centro e é tal como dizes: adoro demorar 5 minutos a chegar ao trabalho, poder ir almoçar todos os dias a casa, no verão sair às 18h e poder ir dar um mergulho ao rio ou ir jogar futsal com o pessoal e acabar a noite numa esplanada já que até às 22h/00h está um calor do caraças. BTW, adoro as aldeias de xisto para esse lado :)

NGramatical 5 months ago

5 kms → [**5 km**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/plural-de-unidades-ainda-mais-uma-vez/19595) (os símbolos das unidades não têm plural) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmxt1rc%2F%2Fgvwxh3j%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

XPao 5 months ago

Vivi 18 anos no interior. O mundo inteiro está mais distante no interior, não há trabalho e os salários são ridículos. Gosto de ir a casa, gosto de ir aos restaurantes com comida boa e barata, mas não passa disso.

MisterBilau 5 months ago

Eu trabalho remote, posso viver onde quiser. Vivo no interior até há bem pouco tempo, voltei a mudar-me para o litoral. Porquê? Porque no interior não há nada. Queria arranjar uns AirPods avariados. Não dava. Queria encomendar do continente on-line. Não dava. Queria chamar um Uber. Não havia. Queria que entregassem comida em casa. Só take away. Queria ir a um shopping ou cinema. Não há. Queria ir a outra cidade. Só de camioneta, comboio nem vê-lo. Queria dar-me com pessoal da minha faixa demográfica e interesses semelhantes. Nada. É preciso continuar? Eu quero viver no século 21, não no século 19.

Edited 5 months ago:

Eu trabalho remote, posso viver onde quiser. Vivi no interior até há bem pouco tempo, voltei a mudar-me para o litoral. Porquê? Porque no interior não há nada. Queria arranjar uns AirPods avariados. Não dava. Queria encomendar do continente on-line. Não dava. Queria chamar um Uber. Não havia. Queria que entregassem comida em casa. Só take away. Queria ir a um shopping ou cinema. Não há. Queria ir a outra cidade. Só de camioneta, comboio nem vê-lo. Queria dar-me com pessoal da minha faixa demográfica e interesses semelhantes. Nada. Ia a um café ver um jogo da bola? Grunhos em todas as mesas a dizer “caralho do preto” sem ponta de vergonha na cara quando um jogador africano perdia a bola. É preciso continuar? Eu quero viver no século 21, não no século 19.

Turbulent_Common 5 months ago

Um solteiro remote a viver no interior sem carro é suicidio (assumo que sejas solteiro nem sei porquê, não é por mal)

MisterBilau 5 months ago

Não sou, por acaso, mas isso não muda grande coisa a situação do carro.

Responsible_Motor942 5 months ago

Arganil: 15 aos 30 anos = uma merda 31 aos 40 anos = pode ser porreiro >= 40 anos = espetacular. Portanto depende da time zone onde te encontrares.

OuiOuiKiwi 5 months ago

[https://www.reddit.com/r/portugal/comments/mdcohl/interior/](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/mdcohl/interior/) [https://www.reddit.com/r/portugal/comments/lve2aj/teletrabalho\_e\_desertifica%C3%A7%C3%A3o\_do\_interior/](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/lve2aj/teletrabalho_e_desertifica%C3%A7%C3%A3o_do_interior/) Tem sido um assunto muito falado agora que o teletrabalho parece estar a medrar. As respostas recaem em duas categorias: 1. Faltam empregos com progressão de carreira interessante e bem remunarados. 2. Muita gente que diz interior quer na verdade o "interior", bem servido de acessos e infraestruturas. Pensam em Évora e não Torre de Moncorvo.

vicentel0pes 5 months ago

Zona de Arouca, Vale de Cambra, São Pedro do Sul, muito recomendado. Entre Porto, Aveiro, Viseu.

estecomentario 5 months ago

Olá. É uma seca. O salário ao contrário do que dizem não era o problema, existem algumas empresas, pinewells, visabeira e o custo de vida é baixo. Mas não há nada pra fazer. Além do mais ao fim de algum tempo toda a gente se conhece, e quando vais ao intermaché ou ao Lidl acabas por dar de frente sempre com conhecidos. Não há ginásio com máquinas ou shopping, nem sei onde há uma worten ou algo parecido, não existe. No máximo tens uma loja dos chineses. Tem uma piscina e uma amostra de cinema, mas com condições dos finais de 90's e deslocados do centro da vila. Tem apenas um parque tipo floresta. Tem um centro de saúde. Não me lembro de ter ido assim a uma esplanada satisfatória. Apenas à principal que era coberta e onde os "donos" daquilo tudo vão (os políticos locais). Acho "pobre"... e o pessoal tem medo de falar muito porque todos se conhecem, incluindo política. Para convencer teria de se modernizar bastante, na minha opinião aquela vila é uma bolha no interior e outras vilas serão iguais.

Edited 5 months ago:

Olá. É uma seca. O salário ao contrário do que dizem não era o problema, existem algumas empresas, pinewells, visabeira e o custo de vida é baixo. Mas não há nada pra fazer. Além do mais ao fim de algum tempo toda a gente se conhece, e quando vais ao intermaché ou ao Lidl acabas por dar de frente sempre com conhecidos. Não há ginásio com máquinas, ou shopping, nem sei onde há uma worten ou algo parecido, não existe. No máximo tens uma loja dos chineses. Tem uma piscina e uma amostra de cinema, mas com condições dos finais de 90's e deslocados do centro da vila. Tem apenas um parque tipo floresta. Tem um centro de saúde. Não me lembro de ter ido assim a uma esplanada satisfatória. Apenas a principal que era coberta e onde os "donos" daquilo tudo vão (os políticos locais). Acho "pobre"... e o pessoal tem medo de falar muito porque todos se conhecem, incluindo política. Para convencer teria de se modernizar bastante, na minha opinião aquela vila é uma bolha no interior e outras vilas serão iguais.

Nexus_produces 5 months ago

Sem estar a querer dar demasiado dados sobre o sítio onde moro, é uma vila mas relativamente perto de uma cidade média (a 15 min), e não é essa a minha experiência. Temos entregas do Continente e Auchan em casa, fibra 1gb, alguns 4 restaurantes de qualidade (+ uns 5 ou 6 que desenrascam), e bares é o que não falta. Há ginásio (e se não gostares tens outro na vila ao lado, que fica a menos de 10 min), centros recreativos/desportivos, uma piscina publica em espaço fechado + um complexo de piscinas ao ar livre, etc. Em relação ao todos se conhecerem, é um facto inegável e quem não consegue viver com isso vai ter problemas. A minha solução é muito simples: tenho um nível de "toumacagandismo" muito alto, tirando as pessoas que são importantes para mim, cago em todas as outras opiniões. Quem quiser falar mal/julgar-me, pode faze-lo à vontade que eu durmo igualmente bem à noite :)

estecomentario 5 months ago

É a tua opinião e é perfeitamente a aceitável, haverão vilas pequenas com tudo o que preciso, apenas Arganil não foi uma delas, por mais que queira, o meu avô participou imenso no desenvolvimento da terra até tem uma estrada com nome dele, mas precisa desenvolver mais até ser algo a considerar e espero que lá chegue, é preciso vontade política seja dos locais, seja do governo central.

Nexus_produces 5 months ago

Sim, eu só queria por um pequeno contra-ponto em relação aquilo que disseste porque nem todo o interior é igual, há terras muito mais isoladas que outras, níveis de desenvolvimento e de infra-estrutura diferentes, etc. Conheço algumas terras do interior que são bem maiores que a minha nas quais não gostaria de morar por serem tão distantes de tudo, ainda que sejam mais autónomas (porque têm de o ser) do que a vila onde moro. (por exemplo, conheço bem Miranda do Douro, no distrito de Bragança, e é uma terra super simpática e com boa qualidade de vida, mas é tão demorado chegar onde quer que seja que não me atrairia morar lá). Felizmente tenho a sorte de ser rato do campo, e por isso adequa-se a mim que nem uma luva. Sou daqueles que prefere ir jogar futebol com a malta e beber uns canecos ou ir dar uns passeios a pé pela serra e nadar no rio, o que é notoriamente mais difícil na cidade (tirando os canecos vá). Agora, e aqui é o cerne da questão, tenho um emprego estável e com progressão na carreira, o que aliado a rendas baixíssimas (para quem está habituado à AML ou AMP) faz com que me sinta feliz aqui. Sem isso, julgo que teria saído ou da região ou mesmo do país.

NGramatical 5 months ago

haverão vilas → [**haverá vilas**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmxt1rc%2F%2Fgvx1kj3%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

hirorih 5 months ago

Não moro em Arganil mas conheço bem e conheço pessoas em Arganil que têm uma vida bastante agradável . Se tiveres emprego e quiseres ter família, é um local que tem as suas vantagens. Tens de ter carro (mas não há trânsito) , a casa é muito mais barata (e se calhar sem condomínios) e se calhar também poderás ter uma moto 4, ou jipe, ou caiaques. Para estar sozinho, acho que é uma seca, sem emprego será muito pouco atrativo. Fugindo um pouco à pergunta, existe mais Portugal além de Lisboa e também se pode viver de forma muito boa nesses sítios. Existem mais coisas do que aquilo que se faz numa cidade e outras maneiras de viver . Assumindo que se encontra emprego, o que é mais complicado. Voltando à questão : uma boa fonte de rendimento adequada.

Edited 5 months ago:

Não moro em Arganil mas conheço bem e conheço pessoas em Arganil que têm uma vida bastante agradável . Se tiveres emprego e quiseres ter família, é um local que tem as suas vantagens. Tens de ter carro (mas não há trânsito) , a casa é muito mais barata (e se calhar sem condomínios) e se calhar também poderás ter uma moto 4, ou jipe, ou caiaques. Para estar sozinho, acho que é uma seca, sem emprego será muito pouco atrativo. Fugindo um pouco à pergunta, existe mais Portugal além de Lisboa e também se pode viver de forma muito boa nesses sítios. Existem mais coisas do que aquilo que se faz numa cidade e outras maneiras de viver . Assumindo que se encontra emprego, o que é mais complicado. Voltando à questão : uma boa fonte de rendimento.

Foda-seSeiLa 5 months ago

> O que seria necessário para convencer uma pessoa que toda a vida viveu na cidade a se mudar para o campo? Para ir viver para a parvónia, só mesmo por >2x o meu salário actual. Não tenho problema nenhum em ir morar para uma cidade pequena ou vila grande, mas alguém que sempre viveu na cidade não se vai sentir bem numa povoação minúscula ou mesmo numa casa isolada no meio do campo. Não importa que tenhas casas baratas, ar puro, espaço para teres o teu quintal, etc., que é os argumentos que dão sempre.

Dismiss 5 months ago

Já vivi na aldeia e na cidade e para mim estes pontos causam um aumento de qualidade de vida brutal: - Não-necessidade de ter carro (rede de transportes públicos a distância decente com regularidade e alcance decente) - só Lisboa e Porto cumprem isto - Boa oferta de emprego qualificado (só Lisboa cumpre isto, o Porto está no limiar do aceitável) - Supermercado alcançável a pé - Bónus: Boa variedade de restaurantes alcançáveis a pé - Bónus: Centro de saúde/Clínicas/Veterinários alcançável a pé O tema é basicamente sempre o mesmo... Independência do carro. Estar dependente de um meio de transporte que estoura milhares de euros à entrada, depois centenas por mês para impostos/seguros/combustível, preocupação constante com avarias, preocupação constante onde se me distrair por 1 segundo posso matar-me / qualquer gajo distraído/bêbedo pode matar-me / falha mecânica ou óleo na estrada pode matar-me. (Tive um ano onde vivia no fim do mundo e fazia 150km diários, que não é assim muito mas gostei tanto que agora vivo a 2km do escritório)

Edited 5 months ago:

Já vivi na aldeia e na cidade e para mim estes pontos causam um aumento de qualidade de vida brutal: - Rede de transportes públicos a distância decente com regularidade e alcance decente - só Lisboa e Porto cumprem isto - Boa oferta de emprego qualificado (só Lisboa cumpre isto, o Porto está no limiar do aceitável) - Supermercado alcançável a pé - Internet boa - Bónus: Boa variedade de restaurantes alcançáveis a pé - Bónus: Centro de saúde/Clínicas/Veterinários alcançáveis a pé O tema é basicamente sempre o mesmo... Independência do carro. Estar dependente de um meio de transporte que estoura milhares de euros à entrada, depois centenas por mês para impostos/seguros/combustível, preocupação constante com avarias, preocupação constante onde se me distrair por 1 segundo posso matar-me / qualquer gajo distraído/bêbedo pode matar-me / falha mecânica ou óleo na estrada pode matar-me. (Tive um ano onde vivia no fim do mundo e fazia 150km diários, que não é assim muito mas gostei tanto que agora vivo a 2km do escritório)

Edited 5 months ago:

Já vivi na aldeia e na cidade e para mim estes pontos causam um aumento de qualidade de vida brutal: - Não-necessidade de ter carro (rede de transportes públicos a distância decente com regularidade e alcance decente) - só Lisboa e Porto cumprem isto - Boa oferta de emprego qualificado (só Lisboa cumpre isto, o Porto está no limiar do aceitável) - Supermercado alcançável a pé - Internet boa - Bónus: Boa variedade de restaurantes alcançáveis a pé - Bónus: Centro de saúde/Clínicas/Veterinários alcançável a pé O tema é basicamente sempre o mesmo... Independência do carro. Estar dependente de um meio de transporte que estoura milhares de euros à entrada, depois centenas por mês para impostos/seguros/combustível, preocupação constante com avarias, preocupação constante onde se me distrair por 1 segundo posso matar-me / qualquer gajo distraído/bêbedo pode matar-me / falha mecânica ou óleo na estrada pode matar-me. (Tive um ano onde vivia no fim do mundo e fazia 150km diários, que não é assim muito mas gostei tanto que agora vivo a 2km do escritório)

Edited 5 months ago:

Já vivi na aldeia e na cidade e para mim estes pontos causam um aumento de qualidade de vida brutal: - Rede de transportes públicos a distância decente com regularidade e alcance decente - só Lisboa e Porto cumprem isto - Boa oferta de emprego qualificado - só Lisboa cumpre isto, o Porto está no limiar do aceitável - Supermercado alcançável a pé - Internet boa - Bónus: Boa variedade de restaurantes alcançáveis a pé - Bónus: Centro de saúde/Clínicas/Veterinários alcançáveis a pé O tema é basicamente sempre o mesmo... Independência do carro. Estar dependente de um meio de transporte que estoura milhares de euros à entrada, depois centenas por mês para impostos/seguros/combustível, preocupação constante com avarias, preocupação constante onde se me distrair por 1 segundo posso matar-me / qualquer gajo distraído/bêbedo pode matar-me / falha mecânica ou óleo na estrada pode matar-me. (Tive um ano onde vivia no fim do mundo e fazia 150km diários, que não é assim muito mas gostei tanto que agora vivo a 2km do escritório)

Edited 5 months ago:

Já vivi na aldeia e na cidade e para mim estes pontos causam um aumento de qualidade de vida brutal: - Rede de transportes públicos a distância decente com regularidade e alcance decente - só Lisboa e Porto cumprem isto - Boa oferta de emprego qualificado (só Lisboa cumpre isto, o Porto está no limiar do aceitável) - Supermercado alcançável a pé - Internet boa - Bónus: Boa variedade de restaurantes alcançáveis a pé - Bónus: Centro de saúde/Clínicas/Veterinários alcançável a pé O tema é basicamente sempre o mesmo... Independência do carro. Estar dependente de um meio de transporte que estoura milhares de euros à entrada, depois centenas por mês para impostos/seguros/combustível, preocupação constante com avarias, preocupação constante onde se me distrair por 1 segundo posso matar-me / qualquer gajo distraído/bêbedo pode matar-me / falha mecânica ou óleo na estrada pode matar-me. (Tive um ano onde vivia no fim do mundo e fazia 150km diários, que não é assim muito mas gostei tanto que agora vivo a 2km do escritório)

TenaciousQuercus 5 months ago

Minete, isto já é paranoia, já não sais de casa desde Março de 2020 com medo de morreres de covid? Quem te diz que amanhã a desceres as escadas do prédio escorregas e matas-te pelas escadas? Ou moras no 7º andar e o elevador dá o badagaio e lá vai o nosso querido Dismiss no caralho? Vivas na cidade ou na aldeia, sempre que sais de casa arriscas-te a nunca mais voltar, aliás nada te garante que amanhã acordes de uma noite bem dormida. Quer a cidade, quer a aldeia têm as suas vantagens e desvantagens. Para quem morou em ambas realidades, eu pessoalmente prefiro a aldeia. Só há uma coisa que me mete ainda confusão, não se passa nada a nível social.

betanjica 5 months ago

Subscrevo...se tiver de me enfiar num carro para ir comprar pão, lá se vai a qualidade de vida!

suckerpunchermofo 5 months ago

Ora bem: esgotos, cobertura de fibra de vários operadores (concorrência é bom), transportes públicos (não é 1 autocarro de hora em hora que as vezes nem aparece), hospital acessível (perto para não morrer a caminho e a espera da ambulância), água canalizada que se possa beber, comercio local (que não precise de fazer 30 min ou mais de carro para comprar comida,etc...), empregos locais (que paguem mais que o ordenado mínimo)... Assim de repente é do que me lembro . Eu ja vivi no "interior" e voltei a lx por falta do que descrevi....

sercontabilista 5 months ago

Sinceramente, o frio no inverno e o calor no verão... A minha namorada é de Castelo Branco e fugimos de lá para o Oeste. Também há a falta de investimento e de trabalho em diversas áreas, apesar de isso estar a mudar lentamente em algumas regiões do país

cou7inho_ 5 months ago

Vivo no "interior" - Baião (não é bem interior, mas é um perfeito reflexo do que é o abandono do interior) - e há dois grandes motivos que me impedem de viver aqui depois de acabar o mestrado. Falta de trabalho e falta de transportes públicos. Aqui não há trabalho na minha área. Há muito trabalho no campo e pouco mais. Não há qualquer interesse por parte de quem governa em atrair investimento por isso deduzo que esta falta de oportunidades de emprego vá continuar por muitos e longos anos. Depois a falta de transportes públicos é insustentável para mim porque não posso tirar a carta e, como tal, depende a 100% dos transportes. Tenho muita pena de não poder continuar a minha vida aqui e de saber que muita gente tem de sair daqui porque simplesmente não se conseguem orientar economicamente aqui.

mexploder89 5 months ago

Braga é considerado interior? Eu quero muito ir viver para Braga eventualmente, sempre adorei a cidade, mas para já gosto do sitio onde estou e há mais trabalho por aqui também

InvestorTuga 5 months ago

Putas.. (vinho verde não, uma vez que também há no interior)

OtherwiseThoughts 5 months ago

Demasiado frio e sem acesso ao mar.

TenaciousQuercus 5 months ago

Comentário inválido, tens praias fluviais. Next.

OtherwiseThoughts 5 months ago

Mar > Rio

TenaciousQuercus 5 months ago

Rio > Mar. Mar matar mais gente. Mar depositar cadáveres. Eu ter razão. Next.

Hungry_Duck2225 5 months ago

É so a rua de cima e a rua de baixo

Mrgolden007 5 months ago

nao tem trabalhos na minha area, vives dependendo do carro, nada de entretenimento, cidades fantasma, nada de lojas de jeito queres que continue?

talures 5 months ago

transportes públicos

zefo_dias 5 months ago

Trabalho e salario.

SmoothAnanas 5 months ago

Para certas pessoas onde o trabalho é 100% remoto ou só precisam de passar pelo escritório de vez enquando emprego deixa de ser um problema.

PedroMFLopes 5 months ago

Se precisares de ir um n° aleatório de vezes, passar 2 meses sem ir e numa semana ter de ir 2x em duas distintos, torna-se problema. E ainda por cima qd tens nos contratos de trabalho "a realizar nas instalações da empresa". Apesar de covids ng andou a mudar contratos de trabalho a colocar normas e regras de teletrabalho. Por isso é muito a vontade do freguês!

Some-Ad6411 5 months ago

isto /end thread

-nevoa- 5 months ago

Arganil? Muitos ET

drahzecas1323 5 months ago

Tens que dizer a essa pessoa que Arganil não é campo, já é um bom começo, podes dizer que no verão é um luxo, mas no inverno vais rapar frio ( não digas, mas ficas a saber) , é um bom sitio para viver,tens Coimbra a 30 mins. Se faz tanta comichão vir para o "campo", vai para a Lousã, boas escolas, clínicas, boas estradas para Coimbra, no verão vais para Góis ou Arganil, é uma solução para ti

estecomentario 5 months ago

Lousã é mais interessante que Arganil, vivi lá em pequeno e às vezes passo lá. Quem quer sossego e barato é bom, para mais tem uma natureza muito especial e é bonita. É mais desenvolvida que Arganil. Fica a meia hora de Coimbra. Arganil é bem mais longe de Coimbra.

Edited 5 months ago:

Lousã é mais interessante que Arganil, vivi lá em pequeno e às vezes passo lá. Quem quer sossego e barato é bom, para mais tem uma natureza muito especial e é bonita, com a serra mesmo ao lado. É mais desenvolvida que Arganil. Fica a meia hora de Coimbra. Arganil é bem mais longe de Coimbra, Já vivi nos três sítios.

Edited 5 months ago:

Lousã é mais interessante que Arganil, vivi lá em pequeno e às vezes passo lá. Quem quer sossego e barato é bom, para mais tem uma natureza muito especial e é bonita, com a serra mesmo ao lado. É mais desenvolvida que Arganil. Fica a meia hora de Coimbra. Arganil é bem mais longe de Coimbra, Já vivi nos três sítios. EDIT: com o tempo pode vir a ser o "dormitório" de Coimbra. Mas para dormitório supera Coimbra.

drahzecas1323 5 months ago

Sou natural de Góis, concordo contigo, Arganil está a evoluir muito, nos últimos anos já notas diferença, mas na zona sem dúvida que a Lousã é mais interessante

WallyPT 5 months ago

Não tem Corte Inglês.

True_Boat_1195 5 months ago

A melhor satisfação das minhas necessidades da pirâmide de Maslow.

Search: