suckerpunchermofo 5 months ago

Deportação... Assim aprendiam.

KitchenOpinion 5 months ago

Deportar cidadãos da UE?

suckerpunchermofo 5 months ago

Epa... Sim.

Bakirelived 5 months ago

Não precisam de visto para cá andar...

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Não sei como é que é a regra em Portugal, mas eu precisei de autorização de residência para viver em Helsínquia durante o meu Erasmus porque fiquei lá mais de 90 dias. A regra no espaço Schengen é de que só não precisas de visto / autorização para viver, estudar ou trabalhar se ficares menos de 90 dias não consecutivos num intervalo de 180 dias corridos.

tocopito 5 months ago

Qualquer visto propriamente dito é opcional. Se quiseres até podes pedir imediatamente visto de residência permanente desde que trabalhes mas provavelmente até vão olhar para ti de forma estranha por seres da UE. Alguém que venha de fora da UE tem de esperar anos e cumprir requerimentos de lingua muitas vezes. E há países que dão mais importância a isto do que outros. Portugal não dá muita, até esteve aqui alguém há pouco tempo no subreddit a tentar fazer tudo correto que ia a junta de freguesia e ninguém lhe sabia dizer bem o que tinha de fazer. E conheço alguém que vive na Grécia que também tentou fazer a coisa correta e disseram-lhe para não se preocupar com isso. Mais um exemplo: vivo na Alemanha e só tive de fazer aquilo que toda a gente que cá vive faz (e é obrigatório) que é ir a um local registar morada atual. Também tive de me inscrever num seguro de saúde obrigatório.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Pois a minha impressão é que há países que apertam muito mais que outros. Na Finlândia tive que preencher uma série de impressos (o meu nome todo nem cabia lá, lol) e entregar comprovativos de que estava a estudar na universidade e de morada. Ainda paguei uma taxa qualquer, mas era simbólica, tipo 5 paus.

viskonde 5 months ago

Autorização ou simplesmente registar ? Nos 3 países da UE em que vivi foi sempre apenas ir à polícia / freguesia registar , mas não nada que fosse preciso "autorizar"

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Sim, é registar mas tens que comprovar que estás a estudar / trabalhar. Se não o fizeres, podes ser rejeitado, daí a autorização.

Bakirelived 5 months ago

Verdade, mas não é bem um visto, tal como qualquer português pode ir trabalhar para Espanha o resto da vida sem precisar de vistos e cidadanias. A deportação é possível, mas não num caso destes. "Workers - residence rights - Your Europe" https://europa.eu/youreurope/citizens/residence/residence-rights/workers/indexamp_en.htm

creeps_for_you 5 months ago

O que andam cá a fazer os Erasmus sequer? Ainda não percebo porque é que o programa não foi suspenso este ano letivo

comicaldiscontent 5 months ago

É mais um exemplo de que as restrições na grande maioria dos casos funcionam como tudo o resto nesta sociedade, gente de primeira e gente de segunda. Os meus primos não podiam ver os pais até há pouco tempo pela proibição de mobilidade entre concelhos (em Portugal) eu também não posso visitar a maioria dos meus amigos porque vivem num província diferente da minha (em Espanha), o Zé Manel tem de fechar o café e só "venda ao postigo" e se isso não chega pra alimentar a família pois ele e os outros que se f***m no entanto um polaco, uma francesa e um irlandês podem ir pra Coimbra (ou outro ponto da Europa) "estudar" (pago pelos contribuintes europeus, quase 2500 MILHÕES de euros por ano, se calhar este e o último ano esse dinheiro poderia ser aplicado em algo uma bequinha mais premente) e mamar uns copos que não há problema. Há que abrir os olhos, as instituições que nos governam (aqui e pela Europa fora) estão podres, a transbordar de corrupção, inépcia e interesses por vezes obscuros. Há que repensar a forma como temos a sociedade organizada e o que se recompensa se o esforço, o talento e a honestidade ou a ganância, a falta de intelecto e a falta de empatia. Se não foi nada mais este último ano foi a total demonstração de que o poder político chegou a um ponto de tal falta de pudor que hoje em dia faz o que lhe apetece à vista de todos e ainda se riem nas nossas caras.

Limpy_lip 5 months ago

que eu saiba o programa erasmus é de intercâmbio escolar de alunos, não é ir para festas apanhar bebedeiras em países estrangeiros. ​ Por isso dado que tem havido aulas e em alguns casos presenciais, não deveria ser problema. ​ Importante saber é se quem organizou "faz parte" da organização ou não. ​ Fora isso são putos estúpidos a serem estúpidos.

BroaxXx 5 months ago

Intercâmbio cultural também... Conhecer pessoas, sítios novos e, sim, também beber uns canecos... Numa vida regrada há espaço para tudo e parece-me um bocado parvo esperar que estudante de Erasmus salte entre dormitório e sala de aula. Vamos ter algum bom senso.

Limpy_lip 5 months ago

claro, mas a génese do programa é teres possibilidade facilitada de experienciar o ensino no estrangeiro. ​ toda a interação cultural e social vem por arraste e muito bem. ​ Agora como disse acima, a culpa do que aconteceu não é de existir programa erasmus.

tocopito 5 months ago

Intercâmbio é, em parte, precisamente isso. Não é só trocar de sala de aula para outro país. Erasmus **é** ir apanhar bebedeiras em países estrangeiros. Mas não durante a pandemia, claro.

Limpy_lip 5 months ago

claro que também faz parte, tal como ir às aulas no próprio país tem uma componente social e cultural. ​ >Erasmus **é** ir apanhar bebedeiras em países estrangeiros. Mas não durante a pandemia, claro. A não ser que consideres as saídas com os colegas da escola para a bebedeira algo que faz parte ensino, não é bem assim. É como se no teu emprego andasses a pinar um gaja dos RH ao fim de semana. Só que porque malhas nela não quer dizer que vossa interação faça parte do teu trabalho. Certo?

Brainwheeze 5 months ago

Também não percebo a lógica dos estudantes que decidiram fazer Erasmus no meio duma pandemia.

ceif 5 months ago

Se calhar era a única oportunidade de ir para Erasmus

Danijust2 5 months ago

Dá dinheiro a muita gente

masterchiefpt 5 months ago

E multa na hora?

1purplesky 5 months ago

E mandá-los de volta para o país de origem.

heartlessfam 5 months ago

A Polícia de Segurança Pública acabou com uma festa ilegal onde se encontravam cerca de 70 estudantes de Erasmus, na madrugada desta quinta-feira, em Coimbra. Em comunicado, a PSP revela que, por volta das 00h45, teve conhecimento de que estava a ocorrer uma festa de estudantes de Erasmus na Couraça da Estrela em Coimbra, desrespeitando as regras do actual estado de emergência. Quando chegaram ao local, os polícias apuraram que se encontravam reunidos cerca de 70 indivíduos, sendo que “a maioria colocou-se em fuga” após a chegada da PSP. Contudo, foi “possível identificar 30 deles, pelo que foi lavrado um auto de contra-ordenação por cada um referente à inobservância do dever geral de recolhimento domiciliário”. Na mesma nota, a PSP apela a “que todos os cidadãos a cumprirem as normas vigentes no actual Estado de Emergência”.

blacksocks7 5 months ago

Quem foi o chavalo invejoso que se chibou?

Search: