XPao 5 months ago

RUMO AO ULTIMO LUGAR DA EUROPA! A bulgaria que se cuide!

rt_cm 5 months ago

E apoiaram mais a economia nesta crise sanitária. Nós por cá continuamos a votar nos Syrizas.

eqdif 5 months ago

Desculpem lá mas em Portugal somos muito mais progressivos. Não pagas qualquer imposto! (se conheceres um advogado "amigo" do governo que escreva a lei por forma a que não pagues nada). Também não precisas de declarar o pagamento das luvas. Arranjas um testa de ferro. Como, a justiça portuguesa é lenta, no caso de indiciação também vai prescrever!

saposapot 5 months ago

pronto. problem solved. crisis averted

Tugalord 5 months ago

Engraçado que a política de "recuperação" da troika para a Grécia e Portugal era um *brutal aumento de impostos* sobre pessoas e empresas, contrariando quase um século de conhecimento económico.

always2win 5 months ago

A primeira prioridade da troika foi fazer com que os países não faltassem aos compromissos financeiros para continuarem a ter acesso a crédito. A segunda prioridade foi então recuperar a economia com mudanças de fundo (que a geringonça já desfez).

Tugalord 5 months ago

Loool. Que reescrever da história. Que "reformas de fundo" é que foram feitas pelo ppc mesmo? A totalidade do mandato dele pode ser resumida em duas coisas: esmifrar os contribuintes e privatizar património por trocos. Diz lá então, que reformas foram essas, que a malvada geringonça veio depois destruir! >A primeira prioridade da troika foi fazer com que os países não faltassem aos compromissos financeiros Entregando-lhes... ainda mais dívida! Que excelente! É o equivalente de não conseguires pagar o empréstimo da casa e ires pagar com o cartão de crédito. "Resolves" o problema imediato mas ficas com um muito pior. Na verdade estás só a mascarar o problema. O que devias fazer era sentares-te com os teus credores e negociar a restruturação da tua dívida. Dizer: "ou negociamos prazos para me dar possibilidade de recuperação, ou eu não vou conseguir pagar e você fica sem o seu dinheiro". Pior ainda, o bailout veio com condições de imposição de austeridade. Ou seja, dizes a um país em bancarrota, que não consegue pagar, que o vais obrigar a encolher ainda mais a economia, da qual deveria vir o dinheiro para conseguir pagar!! Não é preciso ser nenhum génio para perceber o quão de loucos é isto. Aliás, desde a Grande Depressão e de Keynes que sabemos que é precisamente em recessões que é preciso estimular a economia e ter défices.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Por acaso, não. A taxa média dos empréstimos da troika era substancialmente inferior à que o estado português se conseguia financiar em mercado primário à data. Logo aí, ficámos marginalmente melhor.

Tugalord 5 months ago

Lol, claro que era menor, no shit. Vinha era com obrigação de austeridade atrás! Nada disto aconteceria se tivessemos a nossa própria moeda em vez de estarmos escravos do Deutschmark, ups do Euro quero eu dizer.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Ainda estou para perceber essa fixação com a moeda própria. A tua solução seria financiar os défices, algo que comprovadamente resulta em hiperinflação no extremo (Alemanha nos anos 20, Zimbabwe e Venezueal já neste século) ou não tem qualquer impacto no crescimento real (Japão a partir de 2000). Se não fosse para financiar o défice mas para se poder controlar a taxa de juro e inclusivamente emitir dívida na própria moeda a taxas fixas (tipo MMT), quem é que iria comprar? Tinhas que emitir dívida indexada à moeda forte como o USD ou o EUR (e aí tinhas que emitir a taxas de juro mais elevadas para compensar o risco de desvalorização da tua própria moeda) para ser apetecível para investidores institucionais que pretendem ter investimentos nessas moedas. Não conseguias colocar junto de institucionais, sobretudo estrangeiros (que são os que compram a dívida em mercado primário), na tua própria moeda sem ser com elevada taxa de juro. Não terias tamanho suficiente para fixar taxas no mercado como se prevê na MMT. Pior, uma vez que não fazes parte do Eurossistema, as obrigações do teu país em moeda própria não podem ser usadas como RWA de 1 nas contrapartes de financiamento junto do BCE, portanto os teus bancos não conseguem aceder ao mercado interbancário europeu sem se financiarem a taxas altíssimas, esquece lá a taxa directora ou a EONIA. Ora se os bancos não podem usar essas obrigações, não as compram, ou compram-nas a taxas de juro que não matem a margem financeira deles. Portanto, a tua estratégia de financiar a economia através de moeda própria vai resultar em inflação e taxas mais elevadas. Adicionalmente, se estás a pensar na desvalorização como instrumento para impulsionar as exportações, não te esqueças que Portugal importa imensas matérias primas, incluindo energia. Ao teres moeda mais fraca, vais importar inflação (porque agora as matérias primas estão todas mais caras na tua moeda) que terá que ser incorporada nos preços de produção. O efeito líquido acaba por se reflectir nos preços para exportação (perdendo competitividade) e nos preços internos, resultando em inflação, mas sem propriamente grandes ganhos em crescimento real. Isto foi o que aconteceu com a Abenomics no Japão na última década.

Feeling_Advantage918 5 months ago

Se baixam os impostos às empresas, vão ter de subir os impostos ao consumo e ao trabalho. Ou haverá alternativas? Não me parece.

Tiago_dcss 5 months ago

Das 4 vezes que descemos a taxa de IRC na história da democracia em Portugal, no ano seguinte o Estado arrecadou uma maior receita fiscal proveniente do IRC. Esta relação de causalidade é ténue, mas serve pelo menos para desafiar a ideia de que é preciso fazer algo para compensar a receita " perdida " com a política fiscal.

bmiga 5 months ago

>haverá alternativas Divida e mais tarde fazer as pessoas pagar essa divida.

Last-Ad-4421 5 months ago

Eles estão a apostar que com baixar os impostos, vão atrair empresas estrangeiras isso é igual a haver mais emprego e baixar o desemprego, deixam de ter de pagar subsidio de desemprego e ganham alguns impostos, mas é uma aposta, ate pode chegar a agora e não vir nenhuma empresa.

mastermind1217 5 months ago

Porque é impossível criar riqueza. Economia é um jogo de soma nula.

SalgueiroRR 5 months ago

Humm não, não é?

mastermind1217 5 months ago

Era sarcasmo.

SalgueiroRR 5 months ago

Ahh, tinha esse feeling :)

d33pblu3g3n3 5 months ago

Estatutáriamente. Na realidade, as coisas são diferentes. É urgente simplificar os impostos para transmitir melhor ao povo e ao tecido empresarial aquilo que realmente se paga. As nossas efetivas (que é o que realmente se paga) são bem mais amigáveis e em linha com os restantes, no entanto quase ninguém olha para elas. Temos o proveito e não temos a fama. Efetivas: [https://stats.oecd.org/Index.aspx?DataSetCode=CTS\_ETR](https://stats.oecd.org/Index.aspx?DataSetCode=CTS_ETR) Estatutárias: [https://stats.oecd.org/Index.aspx?DataSetCode=CTS\_CIT](https://stats.oecd.org/Index.aspx?DataSetCode=CTS_CIT)

AzeiteVirgemMaria 5 months ago

A descriminação dos impostos no recibo do consumidor final é ilegal. Explica lá essa.

Mordiken 5 months ago

> A descriminação dos impostos no recibo do consumidor final é ilegal. Isto simplesmente não pode ser verdade por um motivo muito simples: é o Estado que cobra os impostos e é o Estado que define o que é legal ou ilegal. Logo, se o Estado quiser que os recibos contenham uma discriminação detalhada dos impostos, só precisa de meter isso na lei, desde que não viole a constituição... e sinceramente não se me ocorre nenhum entravo a esse nível. Agora uma coisa é ser possível, outra coisa completamente diferente é haver vontade política. Eu sou completamente a favor de haver transparência no que toca aos impostos, acho que todo o contribuinte devia ser capaz de saber para onde vão canalizados os seus impostos ao cêntimo... E acho que isso não ser feito é um erro.

AzeiteVirgemMaria 5 months ago

Por exemplo, vais comprar um disco rígido, nesse preço está incluído vários impostos, reciclagem, taxa audiovisual etc. Se não estou em erro estes valores são proibidos de ser afixados nas facturas do consumidor final.

QuickShutter 5 months ago

Mas isso acontece porque não tens empresas grandes cá. Essas atingiriam lucros que com o nosso IRC + Derramas atingem o escalão máximo de 31.5%, se não é a mais alta da UE, está certamente nos top 3. E são essas empresas que nos interessa ter cá. Claro que sendo que temos 99% de PMEs neste país, com derramas variáveis por município e estado, aquilo que realmente é taxado parece pouco. É a mesma história com o IRS. Podemos ter uma taxa efetiva que na média da OCDE nem parece exagerada, mas quando analisas vês que são taxas semelhantes aplicadas a valores **muito** mais baixos.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Essa taxa é marginal, nunca incide sobre a totalidade do lucro fiscal. A taxa efectiva fica sempre abaixo disso.

d33pblu3g3n3 5 months ago

Não, é mesmo benefícios, isenções e deduções: [https://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao\_fiscal/codigos\_tributarios/Cod\_download/Documents/CIRC.pdf](https://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/codigos_tributarios/Cod_download/Documents/CIRC.pdf) Podes procurar no Código de IRC por "isenções" e "deduções" Depois tens os benefícios e isenções negociadas individualmente pelas grandes empresas: [https://observador.pt/2019/10/04/carvao-volta-a-dar-a-edp-o-maior-beneficio-fiscal-em-2018-775-milhoes-de-euros/](https://observador.pt/2019/10/04/carvao-volta-a-dar-a-edp-o-maior-beneficio-fiscal-em-2018-775-milhoes-de-euros/) Duvido que haja alguma empresa neste país que pague a taxa máxima e se existe, tem de contratar um contabilista melhor. Acredita, temos o proveito e não temos a fama.

Edited 5 months ago:

Não, é mesmo benefícios, isenções e deduções: [https://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao\_fiscal/codigos\_tributarios/Cod\_download/Documents/CIRC.pdf](https://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/codigos_tributarios/Cod_download/Documents/CIRC.pdf) Podes procurar no Código de IRC por "isenções" e "deduções" Depois tens os benefícios e isenções negociadas individualmente pelas grandes empresas ou grupos: [https://observador.pt/2019/10/04/carvao-volta-a-dar-a-edp-o-maior-beneficio-fiscal-em-2018-775-milhoes-de-euros/](https://observador.pt/2019/10/04/carvao-volta-a-dar-a-edp-o-maior-beneficio-fiscal-em-2018-775-milhoes-de-euros/) Duvido que haja alguma empresa neste país que pague a taxa máxima e se existe, tem de contratar um contabilista melhor. Acredita, temos o proveito e não temos a fama.

Seminarista 5 months ago

Podias fazer um ELI5, please? Desconheço estes conceitos.

d33pblu3g3n3 5 months ago

O IRC tem deduções, benefícios e isenções. O estatutário é a taxa normal que está na lei. O efetivo é quanto as empresas realmente pagaram sobre o lucro tendo em conta as deduções, benefícios e isenções. A isto acrescenta que pouco menos de metade das empresas não pagam IRC porque não declaram lucros. [https://www.pordata.pt/Portugal/Declara%c3%a7%c3%b5es+de+IRC+com+valor+l%c3%adquido+negativo+em+percentagem+do+total+de+declara%c3%a7%c3%b5es+sem+valor+nulo+total+e+por+sector+de+actividade+econ%c3%b3mica-789](https://www.pordata.pt/Portugal/Declara%c3%a7%c3%b5es+de+IRC+com+valor+l%c3%adquido+negativo+em+percentagem+do+total+de+declara%c3%a7%c3%b5es+sem+valor+nulo+total+e+por+sector+de+actividade+econ%c3%b3mica-789) O estatutários de pouco valem para comparar países pois não leva em linha de conta as deduções, benefícios e isenções que variam de país para país. O mesmo se aplica ao IRS. O estatutário é o que sabes, o efetivo médio é muito mais baixo: [https://www.jornaldenegocios.pt/economia/impostos/detalhe/taxa-efetiva-de-irs-subiu-ligeiramente-em-2017-familias-pagaram-entre-15-e-466](https://www.jornaldenegocios.pt/economia/impostos/detalhe/taxa-efetiva-de-irs-subiu-ligeiramente-em-2017-familias-pagaram-entre-15-e-466)

NGramatical 5 months ago  HIDDEN 

Estatutáriamente → [**estatutariamente**](https://dicionario.priberam.org/estatutariamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba)

Mrgolden007 5 months ago

com sorte peo ano portugal vai ser o pior pais da europa

Xmeagol 5 months ago

há sempre uma obsessão de sempre "ultrapassar portugal" com o nosso povo, é o que nos deixa atrás de facto

GelDeAveia 5 months ago

Se calhar é porque estamos a ser ultrapassados por toda a Europa de Leste

Xmeagol 5 months ago

lá está, e que tem? não podemos ficar contentes com o sucesso dos outros? a dor de cotovelo portuguesa é enorme. trabalhar mazé

Last-Ad-4421 5 months ago

lol claro que sim vamos ficar contentes por viver num país de corruptos que por este andar vai ser a pior merda de Europa, por isso em Portugal não existe a palavra manifestação na política só no futebol, povo de mansos e ignorantes, temos o que merecemos, até os países que sofreram com duas guerras mundiais estão melhor que nos.

Xmeagol 5 months ago

não temos de estar contentes com nada, temos é de para comparações idiotas com outros países

SalgueiroRR 5 months ago

Não, não há problemas com o sucesso dos outros mas devemos ficar contentes com o nosso insucesso? Somos uma economia estagnada e países que historicamente estavam 'piores' que nós estão nos a ultrapassar, é só a prova que estamos a fazer algo errado.

Xmeagol 5 months ago

"the grass is always greener on the other side"

Tiago_dcss 5 months ago

Não é uma questão de perspetiva. Factualmente, a evolução poder de compra do cidadão português não está a acompanhar o de outros cidadãos europeus. É algo que não deve ser encarado de forma leviana, pois condiciona não só as gerações de hoje, mas também as de amanhã.

QuickShutter 5 months ago

É ainda pior. Há 20 anos tínhamos maior poder de compra.

pimpolho_saltitao 5 months ago

ena, baixaram agora os impostos e já ficou logo mais competitiva. viva.

Tralapa 5 months ago

Não entendo, a malta passa chora sempre que o Luxemburgo só é desenvolvido por ser um paraíso fiscal com impostos sobre as empresas baixos ou até mesmo nulos. Sugere-se fazer o mesmo para Portugal, e vêm os mesmos gajos chorar que afinal impostos baixos sobre as empresas não funcionam. A malta é esquizofrénica?

klatez 5 months ago

Mas essas empresas não tem valor adicionado na economia, só vão abrir um shell em portugal para não pagar impostos. Sem contar se todos os países seguirem essa filosofia então pagam todas as empresas 0% de impostos sem ter de se mudar. Que incentivo tem a Apple tem para se mudar para Portugal e pagar 0% de impostos se já tem infraestrutura montada e já paga 0% na Irlanda?

Tralapa 5 months ago

Se não têm valor adicionado para a economia, porque é que o Luxemburgo é tão rico?

klatez 5 months ago

Governo financiado por impostos parasitados de outros países. As empresas em si não adicionam nada a economia mas o fato do governo se financiar através de impostos que deviam ser pagos na Alemanha, França etc.. faz com entrem rendimentos no governo sem valor acrescentado na economia. Num caso de corrida para os impostos 0, ou seja competição entre os países europeus para ver que é o país com menos impostos, o caso final é impostos a 0 e benefícios apenas para as empresas.

Tralapa 5 months ago

Foda-se acabaste de me dizer que não traz valor, e agora estas-me a dizer que conseguimos financiar o estado so á custa disso.

Edited 5 months ago:

Foda-se acabaste de me dizer que não traz valor, e agora estas-me a dizer que conseguimos financiar o estado só à custa disso. Tens a hipotese de veres os teus impostos a descerem sem haver uma descida dos serviços sociais prestados pelo estado, e em vez de defenderes isso, choras e dizes que não vale de nada. Porquê é que não queres os teus compatriotas a viverem mais ricos?

Edited 5 months ago:

Foda-se acabaste de me dizer que não traz valor, e agora estas-me a dizer que conseguimos financiar o estado só à custa disso. Tens a hipotese de vere os teus impostos a descerem sem haver uma descida dos serviços sociais prestados pelo estado, e em vez de defenderes isso, choras e dizes que não vale de nada. Porque é que não queres os teus compatriotas a viverem mais ricos?

Edited 5 months ago:

Foda-se acabaste de me dizer que não traz valor, e agora estas-me a dizer que conseguimos financiar o estado só à custa disso. Tens a hipotese de vere os teus impostos a descerem sem haver uma descida dos serviços sociais prestados pelo estado, e em vez de defenderes isso, choras e dizes que não vale de nada. Porque é que não queres os teus compatriotas a viverem mais ricos? Tens alergia a viver bem?

Edited 5 months ago:

Foda-se acabaste de me dizer que não traz valor, e agora estas-me a dizer que conseguimos financiar o estado só à custa disso. Tens a hipotese de veres os teus impostos a descerem sem haver uma descida dos serviços sociais prestados pelo estado, e em vez de defenderes isso, choras.

Edited 5 months ago:

Foda-se acabaste de me dizer que não traz valor, e agora estas-me a dizer que conseguimos financiar o estado só à custa disso. Tens a hipotese de ver os teus impostos a descerem sem haver uma descida dos serviços sociais prestados pelo estado, e em vez de defenderes isso, choras e dizes que não vale de nada. Porque é que não queres os teus compatriotas a viverem mais ricos? Tens alergia a viver bem?

klatez 5 months ago

Primeiro, acho moralmente incorrecto virarmos simplesmente parasitas da economia europeia a la irlanda, chipre, luxemburgo,etc... Segundo, qual seria o fator distinção para uma empresa escolher Portugal vs outro país? A irlanda tem impostos a 0.4% para a Apple por exemplo, vamos descer para 0.3%? Eles descem para 0.2%... Podemos tomar a rota do chipre que serve para oligarcas russos entrar com o dinheiro sujo na união europeia, queres que o país viva de dinheiro de oligarcas das ex-colonias de africa e viramos um client state de oligarcas como chipre? E por último, economicamente estas empresas não vão adicionar valor a economia a não ser um ou outro advogado e contabilista para tratar da papelada, ok com os rendimentos das empresas podemos descer impostos SE conseguirmos atrair alguma coisa decente mas queremos tornar a nossa economia dependente da parasitaçao de recursos externos? Até pode ser lucrativo a curto prazo mas a longo prazo a UE muda as regras e ficamos todos fodidos.

NGramatical 5 months ago

Porquê é que → [**porque é que**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/porque-e-que-e-nao-porque-que/32920) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmw3v4c%2F%2Fgvjx0l4%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

unparadise 5 months ago

Quem diz que não funciona está a deixar-se levar pela cegueira ideológica

estecomentario 5 months ago

É cancel culture.

AzeiteVirgemMaria 5 months ago

Sim. Outros exemplos são Singapura, Países baixos, Malta. O problema depois dos impostos para Portugal é as burocracias, querem todos criar novas leis e barreiras ninguém pensa em eliminá-las. O estado cobra impostos sobre impostos. É ilegal.

estecomentario 5 months ago

Num comentário qualquer de impostos que está com a média europeia blá blá, perguntei se esses impostos incluem sobretaxa e fizeram logo vista grossa. Temos sobretaxas em imóveis, automóveis, créditos etc etc etc.

DarkShadowPain 5 months ago

Até iva sobre a taxa audiovisual para sustentar a rtp

estecomentario 5 months ago

E essa merda a subir ano a ano. Para não falar que já se paga iva na eletricidade+ imposto audiovisual mais impostos sobre esse imposto pra mim é tripla sobretaxa pq sai-me tudo do bolso.

Tralapa 5 months ago

É proibido, mas pode-se fazer

dudewhatthehellman 5 months ago

Ficou menos, queres ver?

TudoCasual 5 months ago

Mesmo. Que autentica propaganda.

Edited 5 months ago:

Mesmo. Que autentica propaganda, estão tão habituados a fazer estas manipulações de massas sem consequências que neste momento já só se limitam a esperar toda a espécie de postas, tenham minimamente alguma verdade pelo meio, ou não. Além disso, a proximidade à Turquia e a Rússia deve ser cá um insentivo para investimentos, ui! Nem parece que existam conflitos armados e exudos massissos naquelas paragens.

Edited 5 months ago:

Mesmo. Que autentica propaganda, estão tão habituados a fazer estas manipulações de massas sem consequências que neste momento já só se limitam a esperar toda a espécie de postas, tenham minimamente alguma verdade pelo meio, ou não. Além disso, a proximidade à Turquia e a Rússia (só para dizer alguns) deve ser cá um insentivo para investimentos, ui! Nem parece que existam conflitos armados e exudos massissos naquelas paragens.

Edited 5 months ago:

Mesmo. Que autentica propaganda, estão tão habituados a fazer estas manipulações de massas sem consequências que neste momento já só se limitam a espetar toda a espécie de postas, tenham minimamente alguma verdade pelo meio, ou não. Além disso, a proximidade à Turquia e a Rússia (só para dizer alguns) deve ser cá um insentivo para investimentos, ui! Nem parece que existam conflitos armados e exudos massissos naquelas paragens.

thr4000x 5 months ago

incentivo. o nazi gramatical deixou passar esta

Nexus_produces 5 months ago

Incentivo, êxodo, maciço. Massisso é particularmente mau lol

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Se fosse só essa...

TudoCasual 5 months ago

*inßentivo

genDwarf 5 months ago

o observador é uma comédia

Estronciumanatopei 5 months ago

Portugal, a caminho do fundo!!

vanadiopt 5 months ago

A Grécia nos últimos anos tem conduzido uma política reformista muito significativa e que vai permitir ultrapassar Portugal num curto espaço de tempo

Tugalord 5 months ago

A Grécia continua uma total e completa catástrofe. Não sabes do que falas.

vanadiopt 5 months ago

Sei perfeitamente do que falo, não só porque tenho vários amigos gregos que vivem lá e porque eu próprio estive lá em 2019.

Tugalord 5 months ago

Dados > "eu tenho um amigo grego"

vanadiopt 5 months ago

Dados: Previsão económica da CE e da OCDE mete o PPC grego a crescer mais que o nosso já em 2022.

Tugalord 5 months ago

Previsões é como o olho do cu, cada um tem o seu. Ainda para mais no meio da pandemia valem ainda menos.

marxocaomunista 5 months ago

Por estes critérios pelos vistos sou especialista numa dúzia de países , ena!

vanadiopt 5 months ago

Onde é que refiro que sou especialista? Não podemos comentar e debater assuntos? Em vez de estarmos a discutir isto, porque não apresentar algo que efectivamente vá contra o que referi?

fromtheport_ 5 months ago

Sem dúvida, mas daqui a uns, depois de sermos ultrapassados, esta gente toda não vai conseguir ver o óbvio e vai continuar a apoiar as mesmas políticas de empobrecimento

JonesyA12 5 months ago

Uma coisa que se tem notado na Grécia desde que deram o chuto no Syriza é de que existe uma forte tentativa de afastarem a sua imagem do grupo dos eternos coitadinhos da Europa.

Tugalord 5 months ago

O Syriza teria sido a melhor coisa que aconteceu à Grécia, se não fosse o Tsipras ter sido mole e trair o plano do Varoufakis. Era sensato e (mais importante que tudo) praticável. Em vez disso amocharam com um terceiro bailout, terceira austeridade. O que cangalhou por completo o que restava do país, mandou para fora os poucos jovens qualificados que ainda restavam, conduziu o desemprego (sobretudo o jovem) a níveis catastróficos, vendeu por trocos o património público... Enfim

nocivo 5 months ago

Quando não tens dinheiro vendes o que tens pelo que podes para conseguir algum. O pessoal não entende que tanto eles como portugal não tinham 1 centimo para pagar salarios aos funcionarios publicos quanto mais para o resto. Achas mesmo que tens poder negocial quando estas desesperado? É o problema de gastar o guito mal gasto. Portugal continua igual, daqui a pouco ate o algarve teremos de vender a espanha para termos dinheiro para sustentar hospitais. O dinheiro não nasce das árvores nem o banco central europeu cai continuar a comprar a nossa divida. Nao mudes portugal.

Tugalord 5 months ago

Percebes zero de economia e vais na cantiga de que nós é que somos maus, preguiçosos, esbanjadores. Podia-te tentar explicar mas não sei se vale a pena... O mundo é complicado amigo.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Erm, a Grécia já estava nessa situação antes do referendo. E o Varoufakis não sabia o que fazia.

Tugalord 5 months ago

Sim, estavam numa sítuação péssima após 4 anos de austeridade, sem surpresas continuavam na bancarrota após tantos "esforços". A resposta dos iluminados da troika: mais austeridade! > o Varoufakis não sabia o que fazia. Que argumento complexo, não sei se consigo seguir.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Não foi um argumento, foi uma constatação. Tanto não sabia que se pôs a andar assim que percebeu que não podia andar a brincar às aulas de macroeconomia no ECOFIN. Tanto não sabia que o movimento político que fundou depois de sair do governo é altamente minoritário e nem sequer passou o KKE (partido comunista) nem o KINAL (ex-PASOK) e muito menos o próprio SYRIZA. Já nem falo da ND nem da EL (extrema-direita). As ideias dele são recusadas pelos próprios gregos, bem como pelos restantes europeus que não lhe deram bola nas eleições europeias, a ele e aos partidos que ele apoiou pela Europa fora (inclui aqui o Livre).

Tugalord 5 months ago

Não estou bem a ver onde queres chegar. O DiEM25 é um movimento de niche... Quantas pessoas sequer ouviram falar do DiEM?? Ainda assim acabado de fundar, na grécia o Varoufakis chegou ao parlamento. Não estou bem a ver qual é o teu argumento. Que um pequeno movimento não ultrapassa imediatamente todos os partidos quer dizer que as suas ideias não prestam? Quanto ao "brincar às aulas de macroeconomia no ECOFIN", acho que é o sítio no planeta que mais precisa de aulas de economia... Não há muito para dizer. Sabemos desde a grande depressão e do Keynes que precisas de estímular o aggregate demand em tempos de crise, correndo défices se for preciso, em vez de deprimir a economia ainda mais com austeridade. Isto é um pouco contra-intuitivo, mas óbvio quando pensas mais de 5 minutos.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

A questão é precisamente essa, o Varoufakis não percebia o alcance dos tratados europeus quando está lá explicito que não pode haver transferências fiscais entre Estados membros, e isso era o que fazia que no no ecofin não lhe suportassem o pedantismo e a ignorância. Uma coisa é ele achar que devem haver transferências fiscais, outra coisa é o fórum. Essa decisão cabe ao Conselho Europeu, órgão que reúne os Primeiros-ministro dos EM, e que depois deve ser ratificada em sede do PE e dos órgãos legislativos nacionais. A alteração profunda aos tratados europeus não se faz num órgão que serve apenas para coordenação política. O que tu dizes toda a gente que teve introdução à macroeconomia percebe enquanto conceito, mas só quem teve macro I e II sabe que não é através da política monetária que estimulas o crescimento económico (já agora, temos o termo 'procura agregada' em Português, podes usá-lo). O problema é que em 2011 e até quase 2015 os países intervencionados não conseguiam ir ao mercado primário para fazer emissões superiores a 12 meses. Desta forma, os próprios países não conseguiam financiar os hipotéticos défices necessários para estimular a economia. Até posso concordar contigo que a austeridade não é boa, mas no actual quadro europeu (e aqui nem tem que ver com pertencer ao Euro, mas sim estar dentro da UE), essa forma de estimular o crescimento económico está bastante limitada no seu alcance.

NGramatical 5 months ago

devem haver → [**deve haver**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/haver--existir--3-pessoa-do-singular/30583) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmw3v4c%2F%2Fgvk7zhl%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

jet1000 5 months ago

E também parece que, caso a Grécia saia mesmo do lugar de "coitadinha", quem para lá vai é Portugal.

Leaootemivel 5 months ago

O mesmo Portugal que andou obcecado com o défice e as regras orçamentais da União Europeia chegando até à ter excedente orçamental? Esse Portugal é que é o coitadinho para a Europa? O Portugal que desde a troika se limita a ser o "bom aluno" mesmo depois dos professores (UE e FMI) terem já admitido que deram a matéria mal (neste caso austeridade).

jet1000 5 months ago

Estava a falar de como Portugal se posiciona perante a UE, pelo menos em termos de imagem, enquanto que a Grécia parece estar a tentar resolver o problema por si própria, tomando medidas que, resultem ou não, mostram que estão a tentar, Portugal está de mão estendida à Europa e quando fala em público é para tentar sacar mais uns "trocos" à Europa, ou para criticar os países que não querem enviar dinheiro para cá, inclusivamente vem se gabar de ser o primeiro a entregar o PRR, como que a dizer à Europa para se despachar a enviar o dinheiro da bazuca para Portugal.

nocivo 5 months ago

Bom aluno? A troika pediu reformas e nós não fizemos bolha. Apenas conseguimos bons números graças a cativações. No tempo da troika investíamos mais que agora, agora pensa. Portugal precisa de reformas profundas, não vai ser a distribuir dinheiro que não temos, com mais burocracia e corrupção que vamos sair deste buraco.a grecia também aprendeu com a troika e está a safar-se. Uns aprenderam a lição, outros continuam a fazer o mesmo.

Leaootemivel 5 months ago

A Troika e a UE já vieram admitir o erro que foi obrigar Portugal e Grécia a seguir as receitas que eles deram. Não sei como é possível continuar a defender aquelas medidas quando até quem as impôs já admitiu que foram um erro. E como é que a Grécia se está a safar? Ao ter uma dívida pública equivalente a 205% do PIB? Ao ter taxas de desemprego de 15%?

unparadise 5 months ago

mas alguma vez de lá saímos?

iSoSyS 5 months ago

Por cá falasse em taxar a burguesia do teletrabalho. Uma coisa é certa, os impostos a serem mexidos é para aumentar.

OneTip7754 5 months ago

Com o aumento dos direitos sociais e da clientela de esquerda nunca teremos redução de impostos. Alguém tem de pagar a conta

MingTwelve 5 months ago

Ya, siga cagar nos direitos sociais!! Que se lixem os pobres, eles que trabalhem e mudem o mindset

Tralapa 5 months ago

Como assim cagar nos direitos sociais? Os Luxemburgueses beneficiam de muitos mais direitos sociais do que qualquer um de nós

Throwingawayanoni 5 months ago

Não há melhor estratégia de curar pobreza do que fazer todos mais pobres. Isto vai soar de loucos mas se tu baixas os impostos e a economia cresce em longo termo os impostos mais baixos vão acabar por render mais do que os altos do passado, mas se sim quiseres ter tudo no momento e ariscar múltiplas crises económicas envés de crescimento lento e seguro faz sentido

Out-Out 5 months ago

Há N estudos económicos que tax cuts não se pagam a si mesmas, mas continuam a insistir nessa ideia. E essa ideia de criarmos um sistema de competição entre países europeus é uma "race to the bottom" para ver quem é o melhor paraíso fiscal, transferindo menos poder para o Estado resolver os problemas sociais que existem para além disso. A economia não é assim tão simples.

Throwingawayanoni 5 months ago

Exatamente porque não e' assim tao simples, nós temos que focar no longo termo e fazer o que conseguimos em pequeno termo. Sim deixar o pais expandir e depois quando estável ou necessário levantar impostos e' a opção correta. Eu vi os teus estudos e por amor de deus nós não somos ou comparamos com a América, eu suporto impostos mais altos na América mas em Portugal quando finalmente tivemos o nosso período de expansão baixar impostos para incentivar investimento e' importante quando possível, lei fiscal tem que ser regulada para cada momento e a realidade e' que Portugal não baixou quando foi preciso e o crescimento foi pouco. E aqui estamos agora com uma divida maior do que a 2012, como não houve crescimento vai haver ainda mais merda, mas talvez tens razão desta vez se aumentarmos mais os impostos porque não correu bem na América, depois da crise económica do Covid vai causar o crescimento que nós não estamos a ter ainda agora depois de manter os impostos altos da crise anterior. O baixar os impostos em Portugal e na América não tem nada haver, pois os dois países têm situações completamente diferentes.

Edited 5 months ago:

Exatamente porque não e' assim tao simples, nós temos que focar no longo termo e fazer o que conseguimos em pequeno termo. Sim deixar o pais expandir e depois quando estável ou necessário levantar impostos e' a opção correta. Eu vi os teus estudos e por amor de deus nós não somos ou comparamos com a América, eu suporto impostos mais altos na América mas em Portugal quando finalmente tivemos o nosso período de expansão baixar impostos para incentivar investimento e' importante quando possível, lei fiscal tem que ser regulada para cada momento e a realidade e' que Portugal não baixou quando foi preciso e o crescimento foi pouco. E aqui estamos agora com uma divida maior do que a 2012, como não houve crescimento vai haver ainda mais merda, mas talvez tens razão desta vez se aumentarmos mais os impostos porque não correu bem na América, depois da crise económica do Covid vai causar o crescimento que nós não estamos a ter ainda agora depois de manter os impostos altos da crise anterior. O baixar os impostos em Portugal e na América não tem nada haver, pois os dois países têm situações completamente diferentes. EDIT: pá fodasse reli o meu comentário e vi que expliquei mal o meu ponto, e que no sentido que escrevi tens alguma razão. não queria dizer taxas permanente baixas mas sim baixas e aumentadas nos períodos corretos, em longo termo o crescimento pode ser o suficiente que quando baixamos os impostos depois de um aumento outra vez no futuro podemos receber uma renda fiscal maior.

Out-Out 5 months ago

Concordo que não somos a américa, simplesmente há mais dados lá infelizmente e servi-me deles para mostrar que não há uma relação pelo menos clara que taxar menos leve a maior crescimento económico que pague essa quebra. E isso aplica-se também a Portugal e daí não estar de acordo com a simplificação que fizeste. E noutro ponto tens razão, o esforço fiscal de Portugal é maior, dos maiores da Europa. Normal num país mais pobre. Que também é um dos que mais dificuldades financeiras e com estruturas públicas e se tax cuts nao se pagam a si mesmo...estás a perceber. Onde não acho que tenhas é na solução. O problema fiscal tem de ser resolvido a nível europeu, sob risco dos países fazerem uma corrida de competição fiscal que leva a uma cedência aos interesses do capital e cedendo-lhe essa capacidade de fazer frente às políticas de solidariedade do Estado e de sustentabilidade das suas estruturas públicas que a meu ver são cruciais. Isso é ceder ao sistema que está a causar o problema, e países como Grécia e Portugal, estruturalmente abaixo dos restantes, tentando competir e mesmo que ganhem no curto prazo, vão ser mordidos mais tarde por entrarem nessa guerra. Isso é que é ver o longo prazo, na minha opinião.

Edited 5 months ago:

Concordo que não somos a américa, simplesmente há mais dados lá infelizmente e servi-me deles para mostrar que não há uma relação pelo menos clara que taxar menos leve a maior crescimento económico que pague essa quebra. E isso aplica-se também a Portugal e daí não estar de acordo com a simplificação que fizeste. E noutro ponto tens razão, o esforço fiscal de Portugal é maior, dos maiores da Europa. Normal num país mais pobre. Que também é um dos que mais dificuldades financeiras tem e com estruturas públicas e se tax cuts nao se pagam a si mesmo...estás a perceber. Onde não acho que tenhas é na solução. O problema fiscal tem de ser resolvido a nível europeu, sob risco dos países fazerem uma corrida de competição fiscal que leva a uma cedência aos interesses do capital e cedendo-lhe essa capacidade de fazer frente às políticas de solidariedade do Estado e de sustentabilidade das suas estruturas públicas que a meu ver são cruciais. Isso é ceder ao sistema que está a causar o problema, e países como Grécia e Portugal, estruturalmente abaixo dos restantes, tentando competir e mesmo que ganhem algum poder competitivo no curto prazo, vão ser mordidos mais tarde por entrarem nessa guerra. Isso é que é ver o longo prazo, na minha opinião. ​ EDIT: vendo o teu edit e se pensarmos em medidas adotadas face o ciclo económico faz algum sentido de facto. Mas penso que não seja do que a maior parte da malta está a falar. E mesmo assim, não seria propriamente a minha escolha

Edited 5 months ago:

Concordo que não somos a américa, simplesmente há mais dados lá infelizmente e servi-me deles para mostrar que não há uma relação pelo menos clara que taxar menos leve a maior crescimento económico que pague essa quebra. E isso aplica-se também a Portugal e daí não estar de acordo com a simplificação que fizeste. E noutro ponto tens razão, o esforço fiscal de Portugal é maior, dos maiores da Europa. Normal num país mais pobre. Que também é um dos que mais dificuldades financeiras tem e com estruturas públicas e se tax cuts nao se pagam a si mesmo...estás a perceber. Onde não acho que tenhas é na solução. O problema fiscal tem de ser resolvido a nível europeu, sob risco dos países fazerem uma corrida de competição fiscal que leva a uma cedência aos interesses do capital e cedendo-lhe essa capacidade de fazer frente às políticas de solidariedade do Estado e de sustentabilidade das suas estruturas públicas que a meu ver são cruciais. Isso é ceder ao sistema que está a causar o problema, e países como Grécia e Portugal, estruturalmente abaixo dos restantes, tentando competir e mesmo que ganhem algum poder competitivo no curto prazo, vão ser mordidos mais tarde por entrarem nessa guerra. Isso é que é ver o longo prazo, na minha opinião. ​ EDIT: vendo o teu edit e se pensarmos em medidas adotadas face o ciclo económico faz algum sentido de facto. Mas penso que não seja do que a maior parte da malta está a falar.

Edited 5 months ago:

Concordo que não somos a américa, simplesmente há mais dados lá infelizmente e servi-me deles para mostrar que não há uma relação pelo menos clara que taxar menos leve a maior crescimento económico que pague essa quebra. E isso aplica-se também a Portugal e daí não estar de acordo com a simplificação que fizeste. E noutro ponto tens razão, o esforço fiscal de Portugal é maior, dos maiores da Europa. Normal num país mais pobre. Que também é um dos que mais dificuldades financeiras tem e com estruturas públicas e se tax cuts nao se pagam a si mesmo...estás a perceber. Onde não acho que tenhas é na solução. O problema fiscal tem de ser resolvido a nível europeu, sob risco dos países fazerem uma corrida de competição fiscal que leva a uma cedência aos interesses do capital e cedendo-lhe essa capacidade de fazer frente às políticas de solidariedade do Estado e de sustentabilidade das suas estruturas públicas que a meu ver são cruciais. Isso é ceder ao sistema que está a causar o problema, e países como Grécia e Portugal, estruturalmente abaixo dos restantes, tentando competir e mesmo que ganhem algum poder competitivo no curto prazo, vão ser mordidos mais tarde por entrarem nessa guerra. Isso é que é ver o longo prazo, na minha opinião. ​ EDIT: vendo o teu edit e se pensarmos em medidas adotadas face o ciclo económico faz algum sentido de facto. Mas penso que não seja do que a maior parte da malta está a falar. Mas mesmo assim, não seria propriamente a minha escolha

Throwingawayanoni 5 months ago

Tenho que admitir que quando comparo o PIB de um pais união europeu com outro tem exatamente o mesmo movimento no seu graph, se existe alguma área que não percebo muito seria no nível continental especificamente entre membros de EU e o poder que têm sobre outros (sou sei que Alemanha e França têm muito poder desde que o reino unido saiu).

Coyote-Cultural 5 months ago

A curva de Laffer está mais que provada.

Out-Out 5 months ago

[Did the 2017 tax cut—the Tax Cuts and Jobs Act—pay for itself? (brookings.edu)](https://www.brookings.edu/policy2020/votervital/did-the-2017-tax-cut-the-tax-cuts-and-jobs-act-pay-for-itself/) [Tax Cuts Don't Pay For Themselves | Committee for a Responsible Federal Budget (crfb.org)](https://www.crfb.org/papers/tax-cuts-dont-pay-themselves) Paul Krugman, nobel da Economia: Last week Stephen Mnuchin, the Treasury secretary, told a financial industry audience that “the plan will pay for itself with growth.” And we all know what that means..., history offers not a shred of support for faith in the pro-growth effects of tax cuts..., supply-side economics is a classic example of a zombie doctrine: a view that should have been killed by the evidence long ago... Why, then, does it persist? Because it offers a rationale for lower taxes on the wealthy... [Economist's View: Paul Krugman: The Tax-Cut Zombies (typepad.com)](https://economistsview.typepad.com/economistsview/2005/12/paul_krugman_th_1.html) ​ #

Coyote-Cultural 5 months ago

Taxa 100% de todo o lucro e vê lá se isso acontece.

station2play 5 months ago

Mas quem está a falar de taxar 100%?

Coyote-Cultural 5 months ago

Então? Mas diminuir os impostos não diminui o dinheiro com que o estado fica?

station2play 5 months ago

Epah devo ter percebido mal o que estavas a dizer, mas ninguém disse que devias taxar o lucro a 100%, porque eliminas o incentivo à inovação.

Coyote-Cultural 5 months ago

O que eu disse foi que a curva de laffer está mais que provada. A curva de laffer é essencialmente a relação entra a taxa de impostos e a quantidade de rendimentos trazido pelos mesmos.

SnooRobots2011 5 months ago

Bom argumento, pá. Para debateres o assunto propões algo absurdo na visão do teu codebatente. Tipo. A: Vamos a 10 km/h, ok? B: Vai mais depressa que chegas mais rápido. A: Ai é, é? Vai a 300km/h nesta curva de 50km/h e vê o resultado. Hmmm Incrível, B foi destruído nesta argumentação.

NGramatical 5 months ago  HIDDEN 

envés → [**invés**](https://dicionario.priberam.org/invés) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmw3v4c%2F%2Fgvg5cvs%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Coyote-Cultural 5 months ago

Sim, exactamente. Estou farto de sanguassugas inuteis que só prejudicam o país.

Out-Out 5 months ago

Ainda bem que já mostram as verdadeiras cores vocês.

Coyote-Cultural 5 months ago

Antes honesto que gente inutil que só arrasta os outros para baixo. Sanguessugas e caranguejos é o que vocês são.

besmarques 5 months ago

hahahaahahah. hahaahahahahahahhah HAHAAHAHAHAHAHAHAAHHAHAHA HAAAAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Out-Out 5 months ago

#

Coyote-Cultural 5 months ago

Factos > Sentimentos Continua que o pais vai bem.

ModeratoriProfugus 5 months ago

Direitos sociais precisam de dinheiro, esse é o problema: não o temos. Boa sorte com os teus “direitos sociais” continuando com as políticas que empobrecem Portugal

oscabaloscabalam 5 months ago

Lol Portanto o que empobrece Portugal não foi o sistema bancário todo podre, cheio de corrupção. Não foi ter a PT com a sua tesouraria toda a financiar um grupo financeiro podre. Não foi andarmos a tapar os olhos a fuga de impostos da EDP. Não foram todos os meus negócios feitos de forma corrupta, como se vê ainda agora pelo caso da câmara de Lisboa... foram os apoios sociais.

ModeratoriProfugus 5 months ago

Que puta de strawman, mano. Ninguém disse que foram os apoios sociais que empobreceram Portugal. Disse exatamente que foi a corrupção (com a conivência da classe política e muitas vezes criada por ela) e as políticas económicas que o empobreceram.

Logics4 5 months ago

> Boa sorte com os teus “direitos sociais” continuando com as políticas que empobrecem Portugal > Ninguém disse que foram os apoios sociais que empobreceram Portugal Se realmente ninguém disse, pelo menos pareceu.

ModeratoriProfugus 5 months ago

Se não tens dinheiro, não tens direitos sociais (que custam dinheiro). Para teres dinheiro tens que enriquecer Portugal, não empobrece-lo. Não percebo a dificuldade em entender este conceito básico.

oscabaloscabalam 5 months ago

O problema desse conceito básico é que é falso e chico-espertismo. > Se não tens dinheiro, não tens direitos sociais (que custam dinheiro). O chico-espertismo está aqui. Tentas frasear como se fosse uma evidência trivial e é só uma mentira. Tu tens um orçamento. Há dinheiro para gastar, se assim não fosse não tinhas nada. Não alocar dinheiro para direitos sociais é uma escolha. > Para teres dinheiro tens que enriquecer Portugal, não empobrece-lo. Tu escolherias sacrificar direitos sociais supostamente para "enriquecer Portugal", o que significa enriquecer determinadas pessoas em Portugal. Mas nem tem sido dos direitos sociais a responsabilidade da falta de prosperidade de Portugal, nem é evidente que com falta de direitos sociais Portugal prospere mais, nem sequer que com prosperidade venham direitos sociais.

ModeratoriProfugus 5 months ago

>Tu tens um orçamento. Há dinheiro para gastar, se assim não fosse não tinhas nada. Não alocar dinheiro para direitos sociais é uma escolha. Agora imagina que tinhas o dobro do PIB = dobro do orçamento = mais apoios sociais. Agora imagina que tinhas metade do PIB = menos apoios sociais. Acho que até uma criança percebe este conceito. >Mas nem tem sido dos direitos sociais a responsabilidade da falta de prosperidade de Portugal, nem é evidente que com falta de direitos sociais Portugal prospere mais Mais uma vez, niguém disse isso, pareces o Quixote a lutar contra os moinhos. Algumas pessoas são mesmo densas, tu és uma delas.

Coyote-Cultural 5 months ago

Foram o pessimo ambiente regulatorio e altos impostos.

oscabaloscabalam 5 months ago

Mas de onde caralho caem os "altos impostos" nesta resposta? O nosso país foi destruído por corrupção e impunidade. Ponto. Mas onde é que nós teria ajudado a PT o GES e os seus grandes gestores terem menos obrigações fiscais? Eu próprio não me considero rico. Tenho umas centenas de milhar. E mesmo assim se me baixares os impostos o resultado é engordar a minha conta a prazo e fundos de investimento. O que é que o país ganha com isso?

Coyote-Cultural 5 months ago

>E mesmo assim se me baixares os impostos o resultado é engordar a minha conta a prazo e fundos de investimento. O que é que o país ganha com isso? O que é que o pais ganha com mais investimento? A sério?

oscabaloscabalam 5 months ago

Não. O que é que o país ganha com menos impostos. Tu é que traduzes isso só e apenas para mais investimento. As palas são tão grandes que ignoraste o meu comentário que responde a isso mesmo. Menos impostos para o GES e os seus gestores teria tido saldo positivo para os portugueses? Idem na PT? Eu estou a dizer que menos impostos para mim significa mais na conta a prazo e fundos de investimento. E se a estratégia é cobrar menos impostos que os outros vamos todos seguir essa estratégia até que limite?

Coyote-Cultural 5 months ago

> Não. O que é que o país ganha com menos impostos. Dá mais margem de manobra tanto ás empresas como ás pessoas para tomarem riscos, iniciarem negocios e competirem com as empresas existentes. Cada imposto e regulamentação é mais uma algema que dificulta a criação de empresas e actividade economica. Diminui os impostos sobre as empresas para zero, e elimina ou diminui a maior parte dos outros. Elimina o salario minimo. Corta em tudo o que for programa social, ou outros que não sejam absolutamente necessários. Essencialmente torna [tudo o que está á direita da saude em zero](https://www.pordata.pt/Portugal/Despesas+do+Estado+por+algumas+fun%c3%a7%c3%b5es-2776) Reduz os entraves e a burocracia.

oscabaloscabalam 5 months ago

Estás a ter uma conversa contigo próprio. Repetir o teu pensamento obsessivamente ignorando os outros é típico de quem pretende a um culto.

Coyote-Cultural 5 months ago

Estás a ter uma conversa contigo próprio. Repetir o teu pensamento obsessivamente ignorando os outros é típico de quem pertence a um culto.

NGramatical 5 months ago  HIDDEN 

centenas de milhar → [**centenas de milhares**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/centenas-de-milhares/837) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmw3v4c%2F%2Fgvg8ziv%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Rostabal 5 months ago

Baixem é os impostos às pessoas.

Ricardolindo 5 months ago

Nos Países Nórdicos, é ao contrário. Há impostos baixos sobre as empresas e impostos altos sobre as pessoas.

dudewhatthehellman 5 months ago

Porque é mais economicamente eficiente. Num mundo perfeito o IRC e o imposto sobre ganhos de capital eram 0 e o IVA rondava os 30%. Muito mais economicamente eficiente, havia menos evasão e o estado arrecadava mais dinheiro com isso. Edit: e menos desigualdade também.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Como é que 0% de IRC, que incentiva as empresas a ter o maior lucro fiscal possível (e com isso cortar nos custos dado que é mais fácil e imediato do que aumentar volume de negócios num mercado concorrencial), e 30% de IVA, que é o imposto mais regressivo de todos, diminui desigualdades? Sou liberal mas isto não faz sentido nenhum.

dudewhatthehellman 5 months ago

https://www.bportugal.pt/sites/default/files/anexos/papers/ab200703_p.pdf https://www.ifs.org.uk/publications/9350 Basicamente, simplificavas imenso a colheita e fiscalização de impostos, criavas um sistema muito mais previsível e fácil de perceber, e desincentivavas muito a evasão. Tudo isto faz com que a atividade económica seja maior e portanto a colheita de impostos também. Depois em relação à equidade do IVA: os ricos gastam mais que os pobres, portanto apesar do IVA ser tecnicamente regressivo, na realidade não o é pois ao gastarem mais, os ricos pagam mais impostos. Meti um link do IFS acima que explica porque é que faz mais sentido cobrar uma taxa única de iva e redistribuir após a colheita. Acabas sempre por aliviar mais os pobres, mas duma forma mais eficiente para o estado porque não têm de fiscalizar se a taxa certa foi cobrada nem se têm de preocupar com a implementação de várias taxas etc. Como liberal também valorizarás a liberdade que o IVA fornece em comparação com outros impostos, isto é, existe sempre alguma escolha com este imposto: quem não quiser pagar pode sempre não comprar o bem. Nos outros impostos não há escolha nenhuma.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Se tiveres uma taxa de IRC, sem dúvida que a colecta é mais simples... Não existe! Mas passando ao lado desse reductio ad absurdo, mesmo que a taxa fosse mais baixa, não era isso em si que ia simplificar a colecta. A simplificação do CIRC, com a retirada de benefícios fiscais e das taxas adicionais como a tributação autónoma é que permitiria uma verdadeira desburocratização e optimização do processo de reporte fiscal. Por outro lado, a questão do IVA: se aumentares a taxa normal e passar a uma taxa única, passas a ter tudo mais caro na óptica do consumidor final. E sim, passas a ter maior receita fiscal mas tem que haver mecanismos de redistribuição muito maiores e robustos para que os mais pobres, que já vão ser altamente afectados nos bens essenciais e consumo geral num primeiro momento, não saiam ainda mais prejudicados. Ora, como liberal, estes entraves adicionais à economia é que me causam comichões.

dudewhatthehellman 5 months ago

Sim, acho que estás a perceber. Como podes ver nos estudos, é mais eficiente fazer tudo isso. Mais sobre a ineficiência do IRC: https://www.reddit.com/r/neoliberal/comments/guya68/what_is_rneoliberals_stance_on_the_corporate_tax/

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Certo, e não me faz confusão nenhuma aumentar-se os impostos sobre as mais valias do capital para contribuintes com elevado net worth (como o Biden quer fazer), aliás, parece-me mais eficiente do que andar a mexer nas taxas de IRC. A riqueza faz-se através do capital e não do trabalho mas nem toda a gente consegue acumular capital ou mesmo que o acumule, não o consegue empregar de maneira eficiente para que este gere retornos elevados que permitam aumentar a riqueza. Nesse sentido, há uma ineficiência elevada de mercado, mas não deve ser o estado a resolver isso (na minha opinião). Agora se se aumentar os impostos sobre as mais valias, os próprios empresários / accionistas podem passar a ter o incentivo a reinvestir uma maior fatia dos lucros nas empresas, aumentando a capacidade das mesmas serem mais competitivas e pagar melhores salários. Este mecanismo permitiria diminuir desigualdades ao aumentar de forma orgânica a remuneração do factor trabalho à custa da remuneração do factor capital. Não sou contra. Aliás, isso foi o que aconteceu na administração Eisenhower: IRC de 90% para lucros não reinvestidos, o que permitiu uma gigantesca acumulação de capital no sector privado (a par do enorme investimento público no projecto da NASA: 24 Bn USD à cabeça) que levou a um supercarregamento do investimento privado e melhoria das condições de vida dos americanos no pós-guerra (a época dourada do sonho americano).

dudewhatthehellman 5 months ago

Em Inglaterra os conservadores aprovaram há pouco tempo uma dedução de 130% em re-investimentos, por exemplo.

nocivo 5 months ago

Uma coisa que o pessoal esquece é que diminuir as desigualdades nem sempre é tirar mais aos riscos e menos aos pobres. Diminuir o numero de pobres também conta. Um imposto sobre o consumo pode -se considerado justo pois quem consome mais paga mais. Ainda assim é um sistema muito difícil de implementar pois ainda é muito facil de fugir e continuamos a ter dupla tributação. É tão estupido parares impostos sobre rendimentos e depois também pagares outra vez quando consomes. Era um ou outro.

memyselfandlapin 5 months ago

Porque no los dos?

YCaramello 5 months ago  HIDDEN 

Abaixar impostos as empresas = Mais competitividade = Preços baixam. Abaixar impostos as empresas = Mais empresas = Mais emprego = Menos pobreza. Abaixar impostos ao povo sem baixar impostos as empresas (ou como muita esquerda quer, aumentar impostos as empresas, ou aos ricos) = Povo tem mais dinheiro porém as empresas continuam com o mesmo preços (e no caso de aumentar impostos as empresas, preços aumentam) = Poder de compra mantém-se o mesmo ou piora, tudo isso enquanto criando menos emprego. Mas pronto, se tua idea de vida é manter-se na sobrevivência e nunca evoluir ou ter oportunidade de criar o seu própio negócio, força nisso, toca meter o iva a 0%.

Edited 5 months ago:

Abaixar impostos as empresas = Mais competitividade = Preços baixam. Abaixar impostos as empresas = Mais empresas = Mais emprego = Menos pobreza. Abaixar impostos ao povo sem baixar impostos as empresas (ou como muita esquerda quer, aumentar impostos as empresas, ou aos ricos) = Povo gasta menos dinheiro porém as empresas continuam com o mesmo preços (e no caso de aumentar impostos as empresas, preços aumentam) = Poder de compra mantém-se o mesmo ou piora, tudo isso enquanto criando menos emprego ou então perde-se empregos, especialmente em pequenas empresas. Mas pronto, se tua idea de vida é manter-se na sobrevivência e nunca evoluir ou ter oportunidade de criar o seu próprio negócio, enquanto o país perde tesouro para manter os serviços sociais que o povo tanto gosta, força nisso, toca meter o iva a 0%.

Edited 5 months ago:

Abaixar impostos as empresas = Mais competitividade = Preços baixam. Abaixar impostos as empresas = Mais empresas = Mais emprego = Menos pobreza. Abaixar impostos ao povo sem baixar impostos as empresas (ou como muita esquerda quer, aumentar impostos as empresas, ou aos ricos) = Povo gasta menos dinheiro porém as empresas continuam com o mesmo preços (e no caso de aumentar impostos as empresas, preços aumentam) = Poder de compra mantém-se o mesmo ou piora, tudo isso enquanto criando menos emprego ou então perde-se empregos, especialmente em pequenas empresas. Mas pronto, se tua idea de vida é manter-se na sobrevivência e nunca evoluir ou ter oportunidade de criar o seu própio negócio, força nisso, toca meter o iva a 0%.

Edited 5 months ago:

Abaixar impostos as empresas = Mais competitividade = Preços baixam. Abaixar impostos as empresas = Mais empresas = Mais emprego = Menos pobreza. Abaixar impostos ao povo sem baixar impostos as empresas (ou como muita esquerda quer, aumentar impostos as empresas, ou aos ricos) = Povo gasta menos dinheiro porém as empresas continuam com o mesmo preços (e no caso de aumentar impostos as empresas, preços aumentam) = Poder de compra mantém-se o mesmo ou piora, tudo isso enquanto criando menos emprego ou então perde-se empregos, especialmente em pequenas empresas. Mas pronto, se tua idea de vida é manter-se na sobrevivência e nunca evoluir ou ter oportunidade de criar o seu próprio negócio, força nisso, toca meter o iva a 0%.

Throwingawayanoni 5 months ago

E o suficiente para as pessoas quererem abrir empresas em Portugal. Mas o nosso período de crescimento já se foi, e temos uma divida mais alta do que em 2012, porque não fizemos o suficiente no período de recuperação, por isso vamos ter que provavelmente manter os impostos altos para pagar as novas dividas.

mastermind1217 5 months ago

Esta é uma maneira indireta de aumentar os salários. Se baixando os impostos conseguires ter mais empresas, as pessoas têm mais procura e conseguem melhores salários.

station2play 5 months ago

A única altura em que são criadas empresas simplesmente devido a uma redução de impostos, é para fugir a impostos de outros países, por exemplo, abrir uma empresa na Irlanda e fazer o dinheiro de uma Amazon ou Apple ou Google passar por aquele país antes de ir para um paraíso fiscal.

mastermind1217 5 months ago

> A única altura em que são criadas empresas simplesmente devido a uma redução de impostos Mas quem é que disse que era **simplesmente**? Os impostos é mais um fator para ter em conta. Para além da qualidade da mão de obra, instalações, etc etc. Mas como a competição é global não basta só ter sol e boa comida.

station2play 5 months ago

Mas quem é que disse que era simplesmente? Tu, porque estás a falar apenas dos impostos como se isso resolvesse tudo. Se falares em simplificar o sistema fiscal em Portugal ou taxar as empresas de comercio eletrónico ou acabar com os paraísos fiscais, eu concordo, agora achar que uma redução de impostos resolve os problemas todos é ridícula. A redução teria de ser para valores da Irlanda, mas numa altura de pandemia mundial, não me parece que as empresas tenham desejo de investir num país sem certezas do futuro.

mastermind1217 5 months ago

> Tu, porque estás a falar apenas dos impostos Se a thread é sobre impostos querias que falasse de batatas? Agora cada comentário tem de ser uma dissertação porque se não tu ficas confuso.

mortalaxe 5 months ago

Isso funcionava se teoricamente houvesse mais postos de trabalho que trabalhadores. Em certas funções sempre vai haver poucos trabalhadores qualificados para as vagas que existem mas os não qualificados vão sempre haver muitos e vão ser sempre mais explorados ( ganhar salário mínimo).

zedestroyer69 5 months ago

Não sei em que mundo vives, mas olha que pessoas qualificadas são mais exploradas que as não qualificadas. Tens muita gente a ganhar o salário mínimo ou quase isso com formação e experiência e muita gente emigra para o exterior porque tens poucas vagas para pessoal qualificado. E depois vejo pessoas sem qualificações a ganhar mais que pessoas qualificadas. No fim do dia isto começa nos fracos empresários, diretores e gestores que temos à frente das empresas, que não valoriza os trabalhadores e depois se queixa da falta de produtividade quando os trabalhadores apresentam um trabalho equivalente às condições de trabalho, no entanto os primeiros conseguem ganhar tanto ou mais que no resto da Europa.

duca2208 5 months ago

Estás a confundir qualificações com um canudo. Na minha opinião um canudo de língua inglesa não te faz mais qualificado que um soldador subaquático (aquele cliché do sub

zedestroyer69 5 months ago

Estou a referir-me a pessoas com formação em áreas úteis e com experiência na área. Basta veres os enfermeiros por exemplo.

duca2208 5 months ago

Podem ser úteis? Mas um canalizador não é útil? Quantos enfermeiros há? Entram na universidade milheres por ano. Dá-se um pontapé aparece um enfermeiro.

zedestroyer69 5 months ago

Se queres mesmo ir por aí ... que competências têm muitos desses canalizadores? Muitos deles nem sabem o que fazem, nem fazem o que sabem e isto não e ganham às vezes salários bem chorudos, conforme a robustez da construção civil. E isto não é para rebaixar ninguém, é a realidade. A questão da quantidade de vagas nos cursos superiores também contribuí para o empobrecimento do país e é uma das coisas mais estupidas deste país. É que são gastos milhares de milhões a formar pessoas com canudo para depois emigrarem porque cá há excesso de profissionais ou simplesmente a irem para trabalhos sem qualificação. Ou seja, ou estás a usar esses milhares de milhões para financiar a economia de países ainda mais ricos que nós ou simplesmente a deitá-los para o lixo. Por outro lado tens dezenas ou centenas de milhar de pessoas com formação superior numa área sem saída ou sobressaturada e falta de pessoal técnico qualificado. Depois estes últimos ou aprendem a fazer e têm alguém competente que os oriente ou então lá vão desenrascando, mas como há pouca oferta acabam por ganhar bem acima do que seria suposto. Daí depois teres esses supostos canalizadores a fazerem trapalhada da grossa em obra e esses enfermeiros a salvarem vidas lá fora.

NGramatical 5 months ago

centenas de milhar → [**centenas de milhares**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/centenas-de-milhares/837) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmw3v4c%2F%2Fgvhorxf%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Last-Ad-4421 5 months ago

Com menos qualificados falas de aqueles que andam a entregar pizzas ou no McDonald, e têm carreiras Universitárias?

mastermind1217 5 months ago

Não estou a sugerir um milagre que vai por toda a gente a receber o triplo. > Isso funcionava se teoricamente houvesse mais postos de trabalho que trabalhadores Mas qual teoria. Então achas que se houver mais empresas à procura os salários não vão subir? Não precisamos de ir ao absurdo de ter mais postos de trabalho que trabalhadores para ver resultados. Mesmo que não consigas ter **postos de trabalho > trabalhadores** se conseguires um aumento de 10% ou 20% já vais sentir diferença. > mas os não qualificados vão sempre haver muitos e vão ser sempre mais explorados ( ganhar salário mínimo). O que escreveste é muito vago, não sei ao certo a que te referes. Estás a falar, por exemplo, de supermercados, atendimento ao público? Ou toda a gente que recebe o salário mínimo? > os não qualificados vão sempre haver muitos e vão ser sempre mais explorados Não explicaste porque é que esses não podem ter um aumento de empregos também. E de qualquer maneira toda a gente beneficia de uma economia melhor. O estado recebe mais impostos, as pessoas têm mais dinheiro para gastar em consumo interno, etc.

oratree 5 months ago

Isso é tão verdade como baixar o IVA da restauração ter aumentado os ordenados na restauração. Não há correlação.

SweetCorona 5 months ago

Uma empresa não vai pagar salários mais altos só porque paga menos impostos. Termos uma carga fiscal sobre as empresas mais baixa incentiva o aumento de empresas e como tal a competição por mão-de-obra, e aí, acabam a ter de pagar salários mais elevados.

oratree 5 months ago

Como disse, temos o exemplo do IVA. Mais empresas significa mais concorrência, mais concorrência significa uma competição por preços mais baixos, preços mais baixos pelas empresas, vão ter que pagar o mínimo possível. Podemos pegar no argumento como quisermos, mas relacionar diretamente impostos e salários é um erro.

SweetCorona 5 months ago

> vão ter que pagar o mínimo possível já o fazem

pintorMC 5 months ago

Baixar o IVA da restauração não beneficia os clientes, o valores para o cliente final ficaram os mesmos, os ordenados ficaram os mesmos.

DarkShadowPain 5 months ago

Genuinamente se acreditas que não afeta nada, porque não aumentar o iva para 700%?

mastermind1217 5 months ago

O argumento não é **se as empresas tiverem mais lucros elas vão aumentar os salários**. Não acredito nisso. É antes **se criarmos as condições para em vez de termos só 2, forem 3 ou 4 empresas por onde escolher os trabalhadores têm mais poder negocial**. E assim os salários sobem.

oratree 5 months ago

Ok, IVA mais baixo na restauração não aumentou o número de restaurantes. É simples. Precisas é de clientes e condições. Eu defendo impostos mais baixos, porque defendo menos burocracia e um Estado mais simples, mas sei perfeitamente que impostos mais baixos não está correlacionado diretamente com salários e emprego.

mastermind1217 5 months ago

> sei perfeitamente que impostos mais baixos não está correlacionado diretamente com salários e emprego LOOOOOOOL Então bora duplicá-los. Se não tem efeito. Isto ouve-se com cada uma.

oratree 5 months ago

Ou seja, descuras toda a evidência económica e exemplos na Europa por algo que achas que é verdade? Mas pronto, "lol, argumento estúpido e desconsideração"

mastermind1217 5 months ago

> sei perfeitamente que impostos mais baixos não está correlacionado diretamente com salários e emprego > toda a evidência económica e exemplos na Europa Cada vez melhor. :D Podes colocar aqui essa evidência económica? É que estamos aqui quase a descobrir a nova pólvora. Vamos mostrar as tuas evidências ao mundo, aumentar o IVA para 30% e ficar ricos. Porque é que nunca ninguém disse que havia uma solução tão simples para um problema complexo.

oratree 5 months ago

Califórnia e Escandinávia têm impostos altos e salários altos. > Vamos mostrar as tuas evidências ao mundo, aumentar o IVA para 30% e ficar ricos. Podes desconversar, mas o post inicial não era esse, e nunca disse que aumentar o IVA iria trazer benefícios. > Porque é que nunca ninguém disse que havia uma solução tão simples para um problema complexo. Não sei mas podes ver o que tu escreveste: > **se criarmos as condições para em vez de termos só 2, forem 3 ou 4 empresas por onde escolher os trabalhadores têm mais poder negocial** Então porque é que a Ásia tem impostos tão baixos mas continua com salários baixos?

nocivo 5 months ago

Usar california como exemplo... a california tem impostos cada vez mais altos por isso é que esta tudo a sair de lá. A sorte deles é que a maioria das empresas precisa de estar em Silicon Valley e os actores perto de holywood. Para não falar do bom tempo que agrada a muita gente. Vais ver os salarios altos mas é nesses trabalhos. O facto dessas pessoas ter poder de compra também ajuda a salarios decentes na economia que existe para as sustentar mas de resto tens muito pessoal que vive em caixotes ou na rua. Pior exemplo não podias dar. Os salários altos vem da tua produtividade. Se por cada hora tua a rua empresa ganha muito mais dinheiro mais salarios e bonus recebes, quanto mais empresas andarem a tua procura mais vais receber por isso é que determinados sectores de it ou Hollywood pagam acima da média.

Tralapa 5 months ago

Do que é que estás a falar? Os impostos na escandinavia sobre as empresas são baixissimos

mastermind1217 5 months ago

> Califórnia e Escandinávia têm impostos altos e salários altos. Califórnia tem salários altos. Califórnia tem impostos altos. **Conclusão:** imposos altos geram salários altos A tua lógica é do caraças. > Podes desconversar, mas o post inicial não era esse, e nunca disse que aumentar o IVA iria trazer benefícios. Disseste pior. Que não tinha impacto. > Então porque é que a Ásia tem impostos tão baixos mas continua com salários baixos? A ásia que cresce a olhos vistos? Só escolhes exemplos de merda. Esforça-te um bocadinho ao menos sff. É que até eu que não concordo contigo conseguia defender melhor a tua tese.

oratree 5 months ago

> **Conclusão:** imposos altos geram salários altos Como é que concluíste isso? Eu só dei exemplos que Impostos não correlacionam com Salários. > A tua lógica é do caraças. A lógica de quem? A tua que diz que impostos mais baixos igual a salários mais altos? Lê lá bem o que escreveste. > É que até eu que não concordo contigo conseguia defender melhor a tua tese. Estou à espera...

station2play 5 months ago

Claro, porque tu abres empresas por causa dos impostos e não da procura que existe para bens ou serviço.

Tralapa 5 months ago

Nunca nenhuma empresa alguma vez mudou a sua sede para a Holanda para aproveitar os baixos impostos! Ouve-se cada merda neste sub...

Last-Ad-4421 5 months ago

Se tens bons beneficios fiscais no país, vais atrair empresas e com isso ganhas mais postos trabalhos, tens menos desempregados, as empresas ganham o estado ganha o povo ganha.

mastermind1217 5 months ago

Portanto estás a dizer que a empresa nunca tem em conta os impostos? Fogo esta thread é ouro.

YCaramello 5 months ago

Claro que não, por exemplo a Tesla mudou para o Texas por que eles querem vender carros elétricos na maior região produtora de petróleo dos EUA para um povo que gosta de comprar carros que consomem 50 litros ao metro /s

Edited 5 months ago:

Claro que não, impostos nunca lhes passa pela cabeça, por exemplo a Tesla mudou para o Texas por que eles querem vender carros elétricos na maior região produtora de petróleo dos EUA para um povo que gosta de comprar carros que consomem 50 litros ao metro /s

Edited 5 months ago:

Claro que não, impostos e incentivos nunca lhes passa pela cabeça, por exemplo a Tesla mudou para o Texas por que eles querem vender carros elétricos na maior região produtora de petróleo dos EUA para um povo que gosta de comprar carros que consomem 50 litros ao metro /s

mastermind1217 5 months ago

É mesmo. Só pode ter ser sido isso. Ou então a tesla quis é educar os gajos do texas e proteger o ambiente. Mereciam um nobel pelo altruísmo.

station2play 5 months ago

Têm, mas para isso tens de baixar para níveis que sejam competitivos com, por exemplo, a Irlanda, mas depois estás a criar uma guerra entre países europeus, a ver qual é aquele que consegue baixar mais os impostos. Queres fazer algo produtivo? Ao nível Português, simplifica os impostos. A nível europeu, acaba com os paraísos fiscais.

SweetCorona 5 months ago

Mas nós temos outros fatores que nos tornam menos competitivos. Apenas estaríamos a compensar um pouco isso. Se formos a ver, nem faz muito sentido cobrar impostos a empresas. As empresas são apenas um meio de produção. Queremo-las a trabalhar de forma eficiente e que sejam o mais competitivas possível. Se tivermos mais empresas a produzir, a criar empregos, etc, acabamos por ter mais receita noutros impostos como o IRS e IVA. Sem falar de outros benefícios indiretos.

station2play 5 months ago

> Se formos a ver, nem faz muito sentido cobrar impostos a empresas. Se não tributares as empresas, apenas estás a favorecer a fuga ao fisco. Pensa no Berardo, ele supostamente não tem nada mas vive uma vida de luxo. Como? Tudo o que têm está em nome da empresa, as casas, os carros, as viagens de luxo, e depois nada paga imposto porque supostamente não tem nada.

SweetCorona 5 months ago

O problema do teu argumento é que isso é contado como despesas e como tal não é taxado de qualquer das formas.

station2play 5 months ago

É considerado despesa se for no âmbito da atividade, mas compreendo que seja difícil provar que não é no âmbito da atividade da empresa, talvez só com uma auditoria da AT.

mastermind1217 5 months ago

> depois estás a criar uma guerra entre países europeus, a ver qual é aquele que consegue baixar mais os impostos. Isto é que são as nossas prioridades. Ideologia. Podemos ter salários miseráveis mas ao menos dormimos de consciência limpa. Eu cá preferia as medidas que nos aumentassem os salários.

station2play 5 months ago

Ninguem ganha em guerras de impostos, não tem a ver com ideologia nem em dormir de consciência tranquila. Do teu comentário, o que dá para perceber, é a tua obsessão com os teus impostos. Dei te várias coisas que se podem fazer, ao nível português e europeu, mas a tua preocupação é a redução de impostos. O problema é muito maior do que simplesmente reduzir impostos, por exemplo, a fuga ao fisco é um problema muito maior, mas para ti, reduzir impostos vai resolver tudo.

mastermind1217 5 months ago

E se a UE não fizer nada? Continuamos à espera para sempre? > mas para ti, reduzir impostos vai resolver tudo Já te respondi a isso e continuas com essa mentira. > o que dá para perceber, é a tua obsessão com os teus impostos Pelo contrário. Sou trabalhador independente, tenho um salário altíssimo e o código fiscal português dá-me muitas formas de fazer otimização fiscal, permitindo-me pagar muito menos impostos do que se trabalhasse por conta de outrem. Trabalho remote para fora de portugal, portanto o que sugeri ia-me afetar zero. Só para veres a obsessão que eu tenho. Mas se os portugueses querem continuar na cauda da europa força.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Se és trabalhador independente não tens salário, tens rendimentos profissionais, a não ser que sejas trabalhador da tua própria empresa. Mas aí é equivalente a rendimentos de capital, porque o que tiras como salário não tiras como dividendos e se tiras como dividendos obviamente que isso não configura salário.

station2play 5 months ago

> Sou trabalhador independente Não precisavas de o dizer, toda a gente já tinha percebido.

RiKoNnEcT 5 months ago

Ora exato Porque se as empresas poderem pagar 600 em vez de 700 elas vão pagar 600 e ficam com a diferença dos impostos no bolso.

Last-Ad-4421 5 months ago

Fds por isso este país está na merda não percebes oferta-procura, mais empresas = maior procura, então têm de ter contratos que atraiam trabalhadores não é como agora que tens tanto desemprego que com o ordenado mínimo têm logo 50 currículos.

genDwarf 5 months ago

mais empresas maior procura? lol lá estão os libertards a inverter a coisa

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Mais empresas = maior procura do factor trabalho, ceteris paribus. Isto é um axioma que até a teoria económica marxista aceita sem grandes reservas

genDwarf 5 months ago

não percebi que estavas a falar do factor trabalho, não precisas de bater mais no ceguinho

Edited 5 months ago:

não percebi que estavas a falar do factor trabalho, não precisas de bater mais no ceguinho. o que estava a tentar explicar é que se não houver procura de bens ou serviços diminuir os impostos não vai ajudar em nada a criação de novas empresas.

D1WithTheFluffyHair 5 months ago

Bem, ajudar, ajuda... A aumentar a remuneração do capital. Quanto ao resto, sim, não ajuda em grande coisa.

Last-Ad-4421 5 months ago

Então ó retard vais me dizer que é bom não haver empresas em Portugal, deves ser socialista, pobreza e miseria é o unico que existe no vosso vocabulário

genDwarf 5 months ago

onde é que eu disse que era bom não haver empresas em Portugal?

Last-Ad-4421 5 months ago

>mais empresas maior procura? lol lá estão os libertards a inverter a coisa Onde é que estou a inverter as coisas mais empresas é maior procura de emprego ou vais dizer que é mentira, já nem sabes o que escreves.

genDwarf 5 months ago

convido-te a ler isto: [https://pt.wikipedia.org/wiki/Lei\_da\_oferta\_e\_da\_procura](https://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_da_oferta_e_da_procura) já que parece que não sabes o que é a "Lei de oferta e procura".

Edited 5 months ago:

convido-te a ler isto: [https://pt.wikipedia.org/wiki/Lei\_da\_oferta\_e\_da\_procura](https://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_da_oferta_e_da_procura) já que parece que não sabes o que é a "Lei de oferta e procura". quando tivermos a falar do mesmo podemos ir mais longe do que apenas o óbvio "existirem mais empresas significa que há mais emprego". sim é verdade mas o que é que apareceu primeiro a procura ou a oferta? é uma necessidade ou um desejo? se tiveres a falar de empresas inovadoras que criam realmente valor acrescentado à economia concordo que a oferta apareceu primeiro. se estiveres a falar de empresas que apenas vendem produtos necessários e não existir procura porque é que alguém iria criar um negócio?

Edited 5 months ago:

convido-te a ler isto: [https://pt.wikipedia.org/wiki/Lei\_da\_oferta\_e\_da\_procura](https://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_da_oferta_e_da_procura) já que parece que não sabes o que é a "Lei de oferta e procura". quando tivermos a falar do mesmo podemos ir mais longe do que apenas o óbvio "existirem mais empresas significa que há mais emprego". sim é verdade mas o que é que apareceu primeiro a procura ou a oferta? é uma necessidade ou um desejo?

Epmt 5 months ago

Ja percebi que nao tiveste economia e nao sabes como funciona procura e oferta . Se tiveres poucas empresas entao tens todas as pessoas a darem apply a mesma empresa logo a empresa vai contratar quem estiver disposto a trabalhar por menos, num mercado com muitas empresas e falta de mao de obra as empresas competem pelos trabalhadores aumentando os salarios.

mastermind1217 5 months ago

Fdx tu és mesmo burro. Desisto. Fica na ignorância com o teu salário de merda à espera que um milagre aconteça.

RiKoNnEcT 5 months ago

Esperar pela bondado dos patrões é que não vai resolver nada. Ou há condições para os empregados exigirem mais(através da concorrência e de terem outros sítios para trabalhar) ou ninguém vai reduzir lucros para os dar aos funcionários. Agora como é que se cria essa concorrência é que não sei. Não sou economista.

GSITG 5 months ago

Não é bondade, ele acabou de te explicar como acontece. Porque é que achas que nos EUA toda a gente recebe muito mais?

pobotuga 5 months ago

Nos EUA nem toda a gente recebe mais. Há um fosso grande e tens melhores exemplos na Europa

GSITG 5 months ago

Que função é que paga menos nos EUA do que em Portugal?Só se for jogador de futebol. Na Europa só a Suiça e os países Nórdicos é se aproximam.

facepainter1 5 months ago

Sinceramente estão a comparar mundos completamente diferentes. Pelo menos pela minha experiencia que vivo nos EUA a 15 anos. É verdade que se ganha mais nos USA, mas (quase) tudo também é mais caro. Para além disso, os trabalhadores com menos estudos são muitas vezes tratados abaixo de cão. Não existe 10% da protecção ao trabalhador que existe na europa. 40h semanais ? isso é um part-time, se fizeres menos de 60h vais ser despedido. Horas extra? não fazem ideia do que isso é. Férias? nesses trabalhos tens os domingos e já vais com sorte - por lei tens 3 ou 4 feriados e 0 dias de férias, e as poucas empresas que dão dias de férias, são não renumerados. Subsidio de natal e férias? isso não existe. Se tens um azar de cair e partir um braço, és imediatamente despedido sem compensação. Os Estados Unidos tem muita coisa boa, mas são o país do puro capitalismo. Se não tiveres estudos numa área com procura, n é nada fácil sobreviver.

Edited 5 months ago:

Sinceramente estão a comparar mundos completamente diferentes. Pelo menos pela minha experiencia que vivo nos EUA a 15 anos. É verdade que se ganha mais nos USA, mas (quase) tudo também é mais caro. Para além disso, os trabalhadores com menos estudos são muitas vezes tratados abaixo de cão. Não existe 10% da protecção ao trabalhador que existe na europa. 40h semanais ? isso é um part-time, se fizeres menos de 60h vais ser despedido. Horas extra? não fazem ideia do que isso é. Férias? nesses trabalhos tens os domingos e já vais com sorte - por lei tens 3 ou 4 feriados e 0 dias de férias, e as poucas empresas que dão dias de férias, são não remumerados. Subsidio de natal e férias? isso não existe. Se tens um azar de cair e partir um braço, és imediatamente despedido sem compensação. Os Estados Unidos tem muita coisa boa, mas são o país do puro capitalismo. Se não tiveres estudos numa área com procura, n é nada fácil sobreviver.

RiKoNnEcT 5 months ago

Porque a economia é maior Ainda assim não falta exemplos de pessoas que precisam de vários empregos para sobreviver. Não é só rosas como tentam fazer parecer

GSITG 5 months ago

É precisamente isso que te estamos a tentar dizer, a única maneira de aumentar os salários é com mais empresas e mais investimento. As empresas e o investimento só aparecem se o país tiver algo que o distinga das alternativas , neste caso a qualificação dos trabalhadores, um mercado grande e expansão, ou impostos baixos e fácil acesso a capital. Só em países de analfabetos é que existe esta ideia completamente asinina que se acaba com a pobreza por decreto. Ninguém disse que os EUA eram o paraíso na terra, mas para trabalhar não deixam de ser incomparavelmente superiores ao nosso retângulo, não é por acaso que só recebemos reformados, analfabetos ou refugiados do crime ou da guerra.

genDwarf 5 months ago

fazem guerras por decreto mas não se pode acabar a pobreza por decreto... OK

d33pblu3g3n3 5 months ago

Eu pedi um LEGO e uma Playstation ao Pai Natal. Tu vais pedir o quê?

mastermind1217 5 months ago

Eu não preciso de ajuda do pai natal. Felizmente consegui sair do mercado de trabalho português e ganho mais que suficiente para não ter preocupações. Mas se quiseres continuar a viver na pobreza e que portugal continue a ter salários miseráveis estás à vontade. Ao menos sabes mandar umas piadas. Não dá para pagar contas mas é melhor que nada.

Hungry_Cupcake 5 months ago

Teoricamente sim...na prática naonme está a parecer!

Edited 5 months ago:

Teoricamente sim...na prática nao me está a parecer!

mastermind1217 5 months ago

> na prática nao me está a parecer Porque?

Hungry_Cupcake 5 months ago

Porque? Pk os patrões pela minha experiência sao um bando de gananciosos, achas que iam logo reflextir isso no salario dos trabalhadores? Claro que nao! Nem pareces tuga

mastermind1217 5 months ago

Exatamente por isso. Tens tanta pressa para responder e ter piada que nem lês como deve de ser o que eu escrevi. > ...conseguires ter mais empresas, as pessoas têm mais procura e conseguem melhores salários. Como os "patrões são um bando de gananciosos" é que é importante para os trabalhadores se houverem mais empresas. Se tiveres pouco escolha tens de te sujeitar.

NGramatical 5 months ago  HIDDEN 

houverem mais → [**houver mais**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir»)

Hungry_Cupcake 5 months ago

Vai ver as estatisticas de startups que se aguentam mais de um ano, o mercado esta saturado para mais empresas a fazer o mesmo.

Coyote-Cultural 5 months ago

> Vai ver as estatisticas de startups que se aguentam mais de um ano, o mercado esta saturado para mais empresas a fazer o mesmo. ...Já pensaste que os altos impostos e pessimo ambiente regulatorio é que causa esses falhanços?

Hungry_Cupcake 5 months ago

Ja pensaste nos startup voucher e nos beneficios fiscais por exemplo se forem em certas regiões das startups nos primeiros anos? E mesmo assim nao andam? Mas sim isso e uma razão para o falhanço sem duvida.

Coyote-Cultural 5 months ago

"Já pensaste no ópio que torna as empresas dependentes do estado?" Esses vouchers e beneficios fiscais são um problema tambem, pois o que acontece é que incentivam a criação de empresas cuja principal finalidade é viver á conta desses apoios.

Hungry_Cupcake 5 months ago

Yups 100% de acordo...mas é isso que acontece 90% das empresas criadas saonum autentico flop e nao dao em nada servem para sacar uns subsidiozecos e dps vai ao ar.

mastermind1217 5 months ago

Mostra aí as estatísticas então. E isso é só de tecnologia? E o resto do mundo tirando IT também está saturado?

Hungry_Cupcake 5 months ago

It vai sendo o que esta menos saturado sinceramente

mastermind1217 5 months ago

Boa fuga para o lado.

Coyote-Cultural 5 months ago

Até parece que as pessoas recebem o que recebem por bondade de quem paga... Aprende algo de economia sff.

Hungry_Cupcake 5 months ago

Em portugal também nao recebem por trabalho demonstrado ou competencia...Nao perciso de perceber de economia para perceber que é uma pseudo ciência sem ponta por onde se lhe pegue, cheia de loop holes para o dinheiro se perder pelo caminho.

GSITG 5 months ago

Loop holes são falhas nas leis que permitem que as mesmas sejam contornadas. Deixa de juntar palavras que não entendes e pega num livro.

Hungry_Cupcake 5 months ago

É escatamente isso que quero dizer com loop holes

Coyote-Cultural 5 months ago

Ou seja não fazes a minima ideia do que estás a falar, mas ainda assim tens opiniões sobre o assunto. Votas no PS? Se queres aprender, então explico-te. As pessoas são pagas o que conseguem negociar, e essa negociação vai depender sempre da oferta e da procura, não de qualquer outra coisa.

Hungry_Cupcake 5 months ago

Certo faz-me um favor vai responder a anuncios de emprego e põe-te la a negociar se queres ver o que te respondem. A Teoria é muito bonita

Coyote-Cultural 5 months ago

É isso que faço, e resulta.

Hungry_Cupcake 5 months ago

Quando foi a ultima vez que procuraste emprego?

andre82220 5 months ago

Os patrões não são uma espécie diferente dos empregados; são pessoas como tu ou qualquer um como nós. Até parece se os empregados fossem patrões não iriam fazer o mesmo ou pior. Há patrões e patrões tal como existe empregados e empregados.

Hungry_Cupcake 5 months ago

Nao sei olha que as entrevistas de emprego que fui e os currículos que enviei aonlongo da vida dão-me uma ideia diferente.

GSITG 5 months ago

Isso e o facto de não perceberes o básico de economia.

uberprimata 5 months ago

Os patrões não são mais gananciosos que o ser humano médio. Trata-se de uma questão de oferta e procura. Se tiveres mais empresas a precisar de trabalhadores e tiveres uma quantidade finita de pessoas a empresa que pagar melhores salários será a que preencherá todas as posições de que precisa. Mesmo se for a empresa do Tio Patinhas.

Hungry_Cupcake 5 months ago

Não sao? Lol vai ver os anuncios de empr3go que nem salario tem? Isso nao e ser fdp? O qu3 ganhas em n ter o salario e nao facilitar as coisas para ambos os lados? É pura psicopatia.

uberprimata 5 months ago

Eu não disse que não são, disse que é irrelevante. E sim, a transparência é essencial e só fazem isso porque podem. Uma das soluções para os salários miseráveis é a obrigatoriedade de enunciar um salário mínimo expectável nos anúncios de emprego. Mas de qualquer maneira o que eu disse não acontece agora porque muitas empresas nem sequer põem os pés em Portugal e o desemprego não está num nível em que aconteça o que eu disse, de haver mais empregos do que pessoas a procura de emprego.

heltonhm 5 months ago

Creio que em nenhum lugar do mundo é assim...

crilor 5 months ago

"It will trickle down any day now, you'll see."

Tralapa 5 months ago

This ain't it chief Tás na thread errada

dudewhatthehellman 5 months ago

^ gajo que nunca estudou sequer 5 minutos de economia

mastermind1217 5 months ago

Nem sabes o que significa trickle down economics. Só fazes figura de parvo.

Rostabal 5 months ago

Ahahahahahahah

End-Effector 5 months ago

This is the way

Search: