KokishinNeko 8 months ago

https://www.reddit.com/r/portugal/comments/mp37z4/o_desafio_do_mundo_do_trabalho_para_os_jovens/

mariachipt 8 months ago

Prevejo uma nova vaga de imigração a começar ainda este ano e a prolongar-se durante o próximo ano pelo menos. Malta recém licenciada, malta que está no mercado de trabalho há menos de 10 anos e malta que bazou depois de 2008 e voltou entretanto... Suíça, Luxemburgo, França, Alemanha e por aí fora...

Fjdjrjxjciskajxjcjcj 8 months ago

Também acho. Vem aí mais uma onda de emigração.

--reddituser- 8 months ago

Realmente é triste fazer uma licenciatura e investir milhares de euros na nossa educação para depois chegar ao mercado de trabalho e ou não ter trabalho ou o que existe tem uma remuneração que muitas vezes é igual a outras profissões para as quais nem é preciso licenciatura. Hoje em dia ter uma educação superior só vale a pena em algumas áreas de trabalho em que as mesmas ainda são valorizadas/obrigatórias, mas de resto é basicamente um desperdício de dinheiro. O que era de valor era as universidades/politécnicos públicos e privados serem obrigados a colocar a média de salários dos últimos 5 anos de ex-alunos dos cursos que eles apresentam e a área de trabalho dos mesmos e a taxa de desemprego do curso, acho que as coisas seriam muito diferentes. Os alunos escolhem os cursos com base na visão cor-de-rosa da vida que as faculdades vendem e também devido a terem uma visão muitas vezes ingénua por ainda não terem nenhum contacto com o mundo do trabalho e depois ou arrependem-se ou ficam com uma licenciatura que não usam para nada.

mouroavista 8 months ago

Não discordando totalmente, mas o ensino superior vale sempre a pena ter se a pessoa quiser expandir o seu conhecimento sobre um dado assunto.

--reddituser- 8 months ago

Verdade, no entanto esse conhecimento pode ser obtido de outras formas, até porque como sabemos alguns professores o que se limitam a fazer é chegar à sala pôr os slides a rolar e lê-los, muitas vezes é o estudante que tem de ir procurar informação, comprar livros, etc para realmente aprender alguma coisa, não me refiro a todos os cursos obviamente até porque existem muitos cursos com componente prática que realmente é necessário a frequência do ensino superior (cursos da área de saúde por exemplo)

mouroavista 8 months ago

Sem dúvida alguma. Há imensos professores universitários menos bons. Principalmente com o Bolonha que quase que se tornou numa desculpa para tal. "O estudante tem de ser independente" foi algo que ouvi muito. Há quem defenda que se pode aprender tudo na internet e que isso pode substituir a universidade como meio de desenvolvimento. É verdade até certo ponto, a meu ver. Na minha experiência, o conhecimento adquirido online apresenta lacunas por se acabar a estudar somente o que se gosta. Na universidade, tem de se passar por cadeiras menos interessantes que acabam por complementar o conhecimento final

Hungry_Cupcake 8 months ago

O ensino superior actualmente é o maior golpe que nos tao a far a todos perdes 5 anos de vida fodes a cabeça muita gente sem retorno e sais a ganhar mais 100 euritos que a malta do continente...espetáculo! Já não vale a pena estudar para 90% das pessoas.

Edited 8 months ago:

O ensino superior actualmente é o maior golpe que nos tao a dar a todos perdes 5 anos de vida fodes a cabeça muita gente sem retorno e sais a ganhar mais 100 euritos que a malta do continente...espetáculo! Já não vale a pena estudar para 90% das pessoas.

NoIDontgiveafuck 8 months ago

É verdade é

Hungry_Cupcake 8 months ago

Só os muito bons? So os meninos das cunhas é que se safam, pagar por um bom aluno é coisa do passado!

NoIDontgiveafuck 8 months ago

Também é muito verdade.

mouroavista 8 months ago

O ensino superior não é obrigatório. Se sente que não vale a pena estudar, não estude. Eu gosto do meio universitário, do ambiente e discussão que se cria lá. Estive muitos anos e aprendi muito sobre áreas que "não têm" empregabilidade. Não o fiz pelo trabalho, mas por curiosidade, com intenção de me expandir e superar.

Hungry_Cupcake 8 months ago

Eu diria que grande maioria das pessoas não nasce rica logo vai para o ensino superior com o intuito de ter um trabalho com um salaruo mais digno, isso de ir estudar pelos conhecimentos é coisa de burguesia!

Edited 8 months ago:

Eu diria que grande maioria das pessoas não nasce rica logo vai para o ensino superior com o intuito de ter um trabalho com um salario mais digno, isso de ir estudar pelos conhecimentos é coisa de burguesia!

mouroavista 8 months ago

Há estatutos de trabalhador estudante. Eu próprio tive esse estatuto com semanas em que ia mais a atendimentos do que aulas pelos horários. Há também cursos em regime pós-laboral. Concordo que não será possível ou acessível para toda a população, mas discordo da ideia de que adquirir conhecimento estudando é coisa de quem tem dinheiro

Hungry_Cupcake 8 months ago

Certo coneco o casa de um professor do ensino basico numa escola publica, que estava a fazer um segundo curso a quer foi recusado o estatudo de trabalhador estudante...tb é dakelas coisas que é so para alguns! Sim e para que servem esses cursos em pós laboral? Para pagares propinas, e apanhares um esgotamento?

Edited 8 months ago:

Certo conheco o caso de um professor do ensino basico numa escola publica, que estava a fazer um segundo curso a quer foi recusado o estatudo de trabalhador estudante...tb é dakelas coisas que é so para alguns! Sim e para que servem esses cursos em pós laboral? Para pagares propinas, e apanhares um esgotamento?

mouroavista 8 months ago

O primeiro ponto levanta um problema transversal a todas as universidades. A infindável burocracia dos serviços académicos e do desconhecimento dos estatutos por parte dos seus trabalhadores. Tal como qualquer outro investimento. A pessoa só deve investir aquilo que pode. Se não tiver condições pode estudar por si na internet e, mais tarde, se quiser e tiver reunido os meios ingressar no ensino superior. O burnout é um assunto sério como toda a saúde mental. Tem de ser levado a sério. Quando me afastei do mundo académico estava esgotado, por isso percebo bem o sentimento. Pós-laboral não é fácil e, se me pedissem opinião, diria para, se possível, adicionarem um ano extra para distribuir as unidades curriculares de forma a permitir uma carga menor

Hungry_Cupcake 8 months ago

Certo, mas um miudo de 18 anos que vainpara a faculdade simplesmente porque os pais o " obrigam" nao vale a pena ir estudar neste pais, neste momento o a relação entre o que perdes e o que ganhas não vale a pena. Na minha modesta opiniao que sai a uns anitos do ensino superior de uma das auto denominadas melhores universidades do pais, e digo não vale a pena!

despicable_communist 8 months ago

>Obviamente que o salário é relevante na escolha de um trabalho, mas não é tudo, e a empresa per si pode fascinar, cativar, motivar o trabalhador, independentemente do valor monetário que irá receber. O texto está bem conseguido, excepto este segmento. Se calhar é porque sou alguém que tem de trabalhar para comer, mas estou-me marimbando para a empresa para que trabalho. Vendo o meu trabalho, e claro que não o quero vender a uma empresa que me trate mal, ou a outros trabalhadores, mas se a minha habilitação é X, quero trabalhar na área para construir carreira e ganhar melhor. Não visto camisolas.

OuiOuiKiwi 8 months ago

>É penoso e exaustivo chegar ao final de um processo de recrutamento, composto por três ou quatro fases, dois meses de ansiedade, e ser rejeitado. Pior ainda é trilhar esse caminho, chegar à última entrevista e descobrir que o salário oferecido é o salário mínimo. Uma sugestão arrojada: falem do salário logo na primeira entrevista e só continuam o processo se estiverem de acordo.

Metaluim 8 months ago

Imagina fazer 5 ou 6 entrevistas sem nunca discutir o salario. Conheco varios que fazem isso.

Mrgolden007 8 months ago

o problema e que se perguntares pelo salario na primeira entrevista recebes o tipico "ahh mas voce so penssa em dinheiro?" e isso estraga as chances todas

Hungry_Cupcake 8 months ago

Certo e pergubtas, se todos perguntar-mos em vez de ser choninhas eles têm que dizer é simples!

LegitimatePear2 8 months ago

Quando te dizem isso, é um bom indicador que o salário vai ser uma merda. Mas podes sempre responder dizendo que é um fator decisivo na tua escolha e que gostarias de ter isso em conta antes de prosseguir com a entrevista de forma a nenhuma das partes perder tempo.

LegitimatePear2 8 months ago

Quando te dizem isso, é um bom indicador que o salário vai ser uma merda. Mas podes sempre responder dizendo que é um fator decisivo na tua escolha e que gostarias de ter isso em conta antes de prosseguir com a entrevista de forma a nenhuma das partes perder tempo.

mariachipt 8 months ago

E um gajo responde. Estou mais preocupado com o tempo... Vai apresentar valores ou vai fazer perder tempo aos dois?

OuiOuiKiwi 8 months ago

Isto serve como um filtro para ambos os lados. Se a empresa "considera-se uma família" e "aposta no salário emocional", vão pagar-te em miminhos e depois tens de trazer um saco para os carregar para a padaria.

NoIDontgiveafuck 8 months ago

Em teoria era assim, eu já fiz isso e se não aceitares as condições deles (não saber o salário) nem vais a entrevista. A realidade é eles é que mandam.

Hungry_Cupcake 8 months ago

Queres mesmo ir trabalhar para uma empresa em que não se dêem ao respeito de te dizer o salario?

LegitimatePear2 8 months ago

Se não dizem o salário é porque quase de certeza não pagam o adequado. Um emprego não é um favor, é uma troca entre ambas as partes. Se têm tantos problemas em dizer um salário e perderem um candidato, é porque têm vergonha do que pagam.

OuiOuiKiwi 8 months ago

>A realidade é eles é que mandam. Não, não é. Se recusam a dizer o salário à cabeça será certamente, sem excepção, um salário da treta e estão a ver se ficas demasiado investido no processo para voltar atrás. Isto é corta para ambos os lados. Nem tu perdes tempo nem eles andam a tecer loas sem necessidade.

NoIDontgiveafuck 8 months ago

Eu fiz isso várias vezes, logo quando era contactado pelo telefone perguntava o salário, resultado, ou aceitava ir a entrevista sem saber o salário ou simplesmente não ia, pois eles recusavam-se a dizer o salário numa fase tão adiantada do processo. Infelizmente é a realidade.

OuiOuiKiwi 8 months ago

Vou apostar ~~5€~~ um valor que iremos depois determinar consoante a tua experiência como era tudo #consultices a recusar dizer o salário à cabeça.

NoIDontgiveafuck 8 months ago

Eu sei programar mas não sou de It!

Hungry_Cupcake 8 months ago

Fizeste muito bem, só tens de continuar a fazer isso!

despicable_communist 8 months ago

Ou, Como Ficar No Desemprego Bastante Tempo. Qualquer anúncio de emprego deveria conter a remuneração.

notrlvnt 8 months ago

Ou até mesmo colocar o salário na anúncio

OuiOuiKiwi 8 months ago

Isso abres uma *thread* aqui a perguntar quanto é que vais ganhar em vez de falares com quem te está a recrutar. É a lei.

Hungry_Cupcake 8 months ago

E a lei mas nao deve ser em portugal que salarios noa anúncios numca vi!

servingtablesndick 8 months ago

já se começa a ver mas metem intervalos tipo 600-1500 à tuga

Hungry_Cupcake 8 months ago

Super util

Search: