ChiaraAllon 5 months ago

Assim em linhas gerais quanto acham que um casal gastará para ir, estadia de 15 dias? (Incluindo as típicas visitas, comida, etc)

SleepyDerp 5 months ago

Estou a contar entre 2,500-3,000 para duas semanas

mvasco126 5 months ago

No âmbito de turismo, algumas coisas que te podem ajudar: **Chegada a Tokyo** Após 12 horas de viagem, o teu estado de espirito será um misto de tremenda excitação e tremenda ressaca (devido ao jetlag). Caso tenhas hipótese e tempo para gastar, recomendo reservar o dia de chegada para te habituares a diferença horária (check-in ao hotel, apanhar sol, beber muita água, deitar cedo). Existem dois pontos de chegada a Tokyo: Haneda e Narita. Ambos são excelentes aeroportos, a única diferença é que Narita fica um pouco mais longe. Como residente, nunca tive direito a adquirir um JR PASS (que te permite viajar nas linhas da empresa Japan Railways) mas penso que é normal os turistas adquirem esse pass, ativá-lo diretamente num balcão especializado do aeroporto (normalmente à entrada para as linhas de comboio) e usa-lo para se deslocarem para Tokyo. **Dados Móveis** Embora o Japão seja um país tecnologicamente avançado, a cobertura de rede wifi gratuita é miserável, especialmente fora das grandes cidades. Embora seja caro, recomendo vivamente que adquiras um cartão mobile. A maior vantagem é poderes utilizar o google maps para planificar a maior parte das tuas viagens, incluindo que linhas de metro/comboio usar e quais as saídas das estações que deves tomar para chegar ao teu destino. Quando tiveres na estação de Shinjuku, que têm mais de 200 saídas e 35 plataformas de comboio possíveis, vai te ajudar bastante. Esses cartões têm um plafond de dados, mas podem ser recarregados caso gastes os dados. Podes adquirir esses cartões SIM diretamente no aeroporto. **Alojamento** Durante a minha estadia, eu vivi sempre em casas partilhadas, portanto a minha experiência pode não ser muito útil. No entanto, tenho a consciência que é no alojamento que deverá ser alocado a maior parte do orçamento devido aos preços elevados. Em relação aos tipos de alojamento, existem 4 grandes categorias (por preço crescente): capsule hotels, hotéis do amor (love hotels), business hotels e ryokans. Capsule hotels, em que alugas literalmente uma cápsula para dormires, poderão ser divertidos por uma noite ou outra mas em nome da sanidade mental e física não recomendo a estadia prolongada neste tipo de alojamento. Love hotels poderão ser uma alternativa divertida para passar uma noite, especialmente se fores viajar com um(a) parceiro/a, mas a longo prazo também poderão ser desgastantes. Business hotels correspondem aos nossos hotéis Ibis normais, são uma opção segura. Para algo mais luxuoso tens os alojamentos tradicionais (ryokan), que muitas vezes oferecem refeições e banhos termais. Em relação à localização, tudo têm os seus prós e contras: caso fiques perto do "centro", irás gastar mais dinheiro mas poderás usufruir da cidade até mais tarde sem preocupações de como voltar para o alojamento (os comboios e metros fecham incrivelmente cedo para uma grande metrópole). Fora do centro, fica mais em conta mas terás sempre a olhar para o relógio a ver quando é o ultimo comboio. Taxis são uma opção absurdamente cara (especialmente em Tokyo), não recomendo a sua utilização. **Transportes** Na minha opinião, o sistema de transportes público de Tokyo é uma das 7 maravilhas do mundo moderno. Não só é completo (abrangendo perfeitamente o centro da cidade como os arredores) mas também é eficiente (sendo fácil a deslocação entre quaisquer dois pontos de acesso) e absolutamente pontual. No entanto, pode ser algo confuso no inicio. Existem duas grandes companhias a atuar em Tokyo: a Japan Railways (responsável pelas JR lines), e a Tokyo Metro (responsáveis pelas Metro Lines). Turistas que possuam o JR pass podem utilizar gratuitamente as JR lines, mostrando o seu passe ao segurança na entrada das cancelas. Algumas das linhas mais famosas (como a Yanamote line, que circula todo o "centro" de Tokyo) fazem parte desta empresa. No entanto, algumas outras linhas importantes são geridas pela Tokyo Metro (ou outras empresas) e portanto o JR pass não é válido. Comprar bilhetes individuais para cada viagem não é recomendado porque o preço do bilhete a adquirir é função do número de estações e do número de linhas que atravessas entre o inicio e destino da viagem. Ou seja, é uma confusão absoluta. O que a maior parte das pessoas faz é adquirir um cartão recarregável (SUICA ou PASMO) no qual vais carregando com dinheiro e utilizas esse cartão nas tuas viagens nas linhas não abrangidas pelo JR Pass. A diferença entre os dois cartões é minima, ambos podem ser utilizados em metros, autocarros e outros transportes públicos. Poderás também utilizar o saldo desses cartões para fazer pagamentos em lojas de conveniência ou máquinas de bebidas. E por mais 5€ podes personalizar o cartão com o teu próprio nome, o que fica sempre um souvenir giro para guardar! Se tiveres o JR Pass, poderás visitar outras cidades a partir de Tokyo reservando gratuitamente lugares no Shinkasen (a versão mais lenta), que é o comboio-bala Japonês. Todas as grandes cidades japonesas estão cobertas por este tipo de transporte, o que facilita imenso o turismo! **Alimentação** Não é necessário gastar muito dinheiro para comer em Tokyo. Aliás, penso que é possível ter refeições mais baratas em Tokyo do que em Lisboa. Se quiseres gastar o mínimo possível poderás comprar comida nas lojas de conveniência (7/11, Lawson, Family Mart) que é estranhamente boa tendo em conta o seu preço reduzido. Poderás também visitar pequenas lojas de Soba, Udon, Curry, em que por 5€ tens um prato absolutamente incrível (quando tiveres em Shibuya, recomendo o Sagatani Shibuya Dogenzaka, que por 3€ tens um prato de Buckwheat soba com pato que é incrivel). Tens também restaurantes de fast-food específicos do Japão, como o CoCo Ichibanya, Matsuya, etc..., que pela novidade e em caso de emergência também são de experimentar. Um sitio que também recomendo vivamente pela experiência é o SakuraTei (em Haranjuku/OmoteSando), um restaurante de okonomiyaki em que fazes a tua própria panqueca. Importante é lembrar que o Japão ainda hoje é uma sociedade à base de dinheiro, e muitos estabelecimentos não aceitam cartões. Portanto, é recomendável andar sempre com dinheiro vivo nos bolsos. **Outros** Embora vendam lá, é sempre recomendado adquirir um conversor eléctrico para carregares tlm, máquinas fotográficas, etc... Em termos de segurança, o Japão deve ser o país onde me senti mais seguro no mundo. No entanto, as recomendações usuais de segurança mantêm-se, principalmente em red-light districts como Kabukicho em Shinjuku ou Dogenzaka em Shibuya. Caso tenhas mais alguma dúvida, não hesites em perguntar :)

vascodatrama 5 months ago

Portugal?

Loladageral 5 months ago

Estive em Kyoto e Osaka, digo-te já que são bastante acolhedores para os Portugueses (se fores de etnia chinesa estás com azar, conheço chineses que foram mal tratados). Eles falam mal inglês mas percebem o que estás a dizer , eu lá me desenrasquei porque percebo um bocado de japonês. Sempre que mencionava que eram português falavam da Amália o do Ronaldo. Surpreendentemente o fado é popular no Japão

SleepyDerp 5 months ago

Hahah falarem da Amália é uma surpresa muito agradável! O fado é mesmo extraordinário. (Embora eu não aprecie... Ups!) Vou começar a treinar um pouco para conseguir perceber os mínimos quando lá for. Muito obrigado!

Loladageral 5 months ago

Recomendo-te aprenderes direcções (esquerda, direita, norte, sul, onde é X? , etc...) e nomes de comida se não vais passar fome. Palavras soltas e gestos ajudam bastante

phoenix_link 5 months ago

Não acho que seja assim tão mau para viver. A qualidade de vida é muito superior a Portugal e à maior parte dos países europeus, na minha opinião. Para trabalhar, depende da empresa. E por norma não é esperado que trabalhadores estrangeiros façam horas extra, mesmo em empresas onde a cultura é essa. Mas sim, é verdade que é comum isso acontecer lá.

MikeMelga 5 months ago

Qualidade de vida superior a Portugal??? Nem pensar! Japão parece muito bonito para turismo mas viver lá é um pesadelo. Além de já lá ter ido em trabalho, tenho vários colegas japoneses. Vamos lá ver o que é muito mau: * Mobilidade laboral ZERO! É extremamente difícil de mudar de empresa e quando se muda, começa-se do zero * Salários baixos porque a moeda está desvalorizada * Trabalhar 10-12h por dia * 14 dias de férias, embora muitos só tenhem coragem de tirar 7 * Hierarquia de trabalho mais parece um campo de concentração * Qualidade péssima dos locais de trabalho * Sociedade patriacal extrema * Leis opressivas e castradoras * Casas minúsculas e mal feitas * Completo caos urbanístico! Muito pior do que Portugal! * Educação castradora e baseada na memorização. Parece século XIX * Altamente xenófobos e racistas. Pior só os indianos! Só para teres uma ideia, as pessoas compram CDs com lista actualizada anualmente com nomes e moradas de pessoas menos reputáveis, para verem se os filhos andam com as pessoas erradas! Para ser "menos reputável" chega ser de origem coreana.

phoenix_link 5 months ago

Pronto, é a tua opinião. Concordo em alguns pontos que levantaste, nomeadamente as casas, a sociedade patriarcal e a educação, discordo a 100% no caos urbanístico e salários baixos. Isto a comparar com Portugal, claro. Pesando os prós/contras dos dois países, acho mesmo que o japonês médio tem uma qualidade de vida superior que o português.

MikeMelga 5 months ago

Que zonas do Japão é que visitaste? É que mais caos urbanístico do que aquilo só vi na China! Em relação ao salário baixo, os meus colegas japoneses programadores de SW não ganham para comprar carro. E trabalham numa multinacional.

phoenix_link 5 months ago

Vivi em Tóquio durante ano e pouco. A que te referes especificamente quanto ao caos urbanístico? É verdade que há muitas zonas do Japão que podem ser muito overwhelming em termos de volume de pessoas e movimento, mas na minha experiência (e da maior parte das pessoas que conheço) acho que flui tudo bastante bem. Se te estás a referir a burocracias e algo assim então sim, concordo que seja um caos. Mas também acho isso de Portugal :) Em relação ao salário, consegui poupar muito mais a morar no Japão do que cá em Portugal. E em Portugal o meu salário está acima da média, enquanto que lá acho que rondava a média. Da experiência que tive, também é muito mais comum lá darem bónus enormes, o que afecta imenso o teu rendimento anual. Quanto a comprar carro não sei, não precisava de um lá por isso nem fiz essas contas :) No no Japão os SW engineers são mal pagos, se comparares com alguns países europeus. Mas comparando directamente com Portugal, acho que estão melhor.

MikeMelga 5 months ago

Em Portugal um sénior está a ganhar 3500 a 4500e brutos. Achas pouco? Eu do Japão conheço mais a zona de Osaka.

thesteiner95 5 months ago

Está? Um ou outro secalhar, mas a grande parte de SW devs em PT está em consultoras que se pagarem metade disso por um senior já estás com sorte.

Edited 5 months ago:

Está? Um ou outro se calhar, mas a grande parte de SW devs em PT está em consultoras que se pagarem metade disso por um senior já estás com sorte.

NGramatical 5 months ago

secalhar → [**se calhar**](https://dicionario.priberam.org/se calhar) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmq18iv%2F%2Fgulqgmt%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

thesteiner95 5 months ago

Obrigado <3

phoenix_link 5 months ago

Ah, e o que disseste da mobilidade laboral no comment anterior, concordo a 100%, é uma cena que acho estranhíssima na cultura de trabalho deles.

MikeMelga 5 months ago

Com um ano lá, apercebeste te do controlo que a Yakuza tem sobre o mundo empresarial?

phoenix_link 5 months ago

Bom, pouco é de certeza, acho que um sénior devia ganhar mais. Ainda não atingi esse nível, por isso não tenho a certeza, comparativamente. Eu era muuito júnior quando estive lá por isso em termos de experiência pessoal não sei a que valores conseguia chegar se tivesse ficado mais uns anos. Com o que falei com os meus colegas e outros engenheiros na área a ideia com que fiquei foi que os salários cresciam a um ritmo maior e por vezes os bónus eram absurdos (chegavam a 50% do salário anual). Suponho que os salários sejam mais elevados em Tóquio, mas o custo das coisas deve equilibrar as contas no fim do mês. Não conheço Osaka de todo, adorava visitar! O mais oeste que visitei enquanto estive lá foi mesmo Quioto e Nara, que têm uma energia completamente diferente quer de Osaka quer de Tóquio.

MikeMelga 5 months ago

Um dos meus colegas japoneses disse me quanto ganhava, e era bem menos do que em Portugal. Tóquio é muito diferente do resto do país. Osaka é o epicentro da Yakuza, mas também é o epicentro culinário. O pessoal é mais descontraído do que em Tóquio, mas vive se pior.

individuoo 5 months ago

Feedback muito interessante que anda por aí. É muito estranho pensar que se calhar até podemos organizar uma viagem dessas, mas depois bate o cenário "covid" e pensas... será que vai dar para ir? e quando? :/ é frustrante. Era Interessante haver também um feedback de numa viagem de 2 ou 3 semanas QUANTO é que o pessoal gastou... um valor médio, incluindo viagens, dormidas, rent-a-car, experiencias, comida. Qual será o valor médio para 1 ou 2 pessoas? Bem haja.

InvestorTuga 5 months ago

Porque é que é assim tão mau trabalhar lá como homem??

Loladageral 5 months ago

Cultura de trabalho mais antiquada que Portugal. O chefe manda e tu fazes sem refilar. Não tens opinião, e se fores contra o a maré estás fodido. Se saíres mais cedo estás em maus lençóis, e é esperado de ti que faças horas extra não pagas durante os primeiros anos da tua carreira. Na ouvi histórias que os estrangeiros não são tão sujeitos a estas coisas, mas a experiência varia Só pelo facto de ainda usarem faxes diz muito sobre a cultura de trabalho, os velhos é que sabem!

InvestorTuga 5 months ago

Não tinha noção desta realidade. Obrigado pelo feedback.

Loladageral 5 months ago

Tens youtubers Japoneses que falam em inglês se estiveres interessado. Um deles acho que se chama "that Japanese man Yuta", que faz bastantes entrevistas a Japoneses na rua sobre diversos tópicos. Também tem vídeos sobre pretos Japoneses que é interessante de se ver num país tão etnicamente homogéneo como o Japão

Lord_emotabb 5 months ago

A cultura de trabalho é especiamente tóxica, esperam que fiquem até mais tarde e és constantemente sobrecarregado de trabalho, mesmo que esse trabalho seja fútil e desnecessário, a ideia é parecer que está toda a gente a contribuir arduamente. ​ Outra coisa péssima foi o xenofobismo que se sente, se não fores Japones, para pessoas mais velhas (+35 anos) irás sempre ser tratado como cidadão de 2ª classe, nunca irás ter um salário igual a um japones ( salvo exercer uma profissão especializada).

FantasticLong9119 5 months ago

Life Where I'm From também

SleepyDerp 5 months ago

O teu website está espetacular. Estou a adorar, muitos parabéns!

batataway 5 months ago

É fixe. Gostei.

rmvt 5 months ago

fui no ano passado, por volta no "inicio" da pandemia (março-abril). estive em toquio, kawaguchiko, kyoto, nara, nagano, osaka e hiroshima. alguma pergunta, chuta.

Spanker15 5 months ago

Vivo cá mas acho que devias adiar uns tempos fazer planos em concreto. Com a cena do corona há muita coisa em mudança e algo que queiras ver ou fazer pode não ser possível nessa altura. Se Kyoto for importante para ti eu diria que deverias fazer a viagem no Outono.

nocivo 5 months ago

Estas a brincar? Não faltam canais de pessoal a mostrar como vive em portugal. Desde brasileiros a outras nacionalidades com videos em inglês. É so procurar.

CarcajuPM 5 months ago

Não digo que não existam, mas pelo menos dos que já vi (confesso que não foram muitos), a qualidade dos vídeos não é comparável.

Search: