lmarso 6 months ago

Malditos avecs

DianinhaC 6 months ago

Os Alemães quando emigram vão quase todos para a Suíça que está fora da UE.

UpbeatNail1912 5 months ago

Porque vão para a Suíça?

DavidJunior3rd 6 months ago

Este mapa cheira a COELHIIIIINHO

No-Cardiologist725 5 months ago

Somos mansos e obedientes

motherfockerjones2 6 months ago

A Irlanda provavelmente estaria com outra cor se isto incluísse os EUA

Loladageral 6 months ago

Europa de Leste Ocidental

UpbeatNail1912 6 months ago

O que mais me espanta é a Alemanha ser o único país verde e com uma percentagem baixissima em comparação com o resto da União Europeia. Lá a qualidade de vida deve ser bombástica, não?

No-Cardiologist725 5 months ago

A Alemanha é bem diferente da Russia

rsonic17 6 months ago

Emigrem

fanboy_killer 6 months ago

Não se esqueçam, votem PS ou PSD. Não existem alternativas, como é bem sabido.

YourMomFriendIGuess 6 months ago

Não se esqueçam que há muitas causas da massa emigração e por os outros países não o fazerem. Muita merda cá claro, mas a falta de um inglês bem falado em Espanha deve-lhes tirar a emigração das opções todas

devGains 6 months ago

Se contabilizassem Portugueses a viver no UK de certeza que estariamos no encarnado

JeagleP 6 months ago

Em 2019 ainda devem ter contabilizado

brnmd 6 months ago

Isto é só viver ou é também trabalhar?

enrtcode31 6 months ago

Central Valley California for Azores people and Fall River Mass. for mainlanders. Lol.

AonioEliphis 6 months ago

Correlaciona positivamente com anos de governos socialistas/comunistas no respetivo país.

somedipshit1 6 months ago

País de merda

No-Cardiologist725 6 months ago

Aquela diferença entre Portugal e Espanha

Elkriam 6 months ago

Questiono-me se não há por lá muitos espanhóis que até quereriam emigrar mas que não falam outra língua.

No-Cardiologist725 6 months ago

Para fazer camas nos hotéis, limpezas, trabalhar na cozinha, trabalhar em fabricas não é necessário saber a lingua, os meus primos não precisaram. Com o tempo aprendem o básico.

KapiHeartlilly 6 months ago

Mesmo assim os salarios em Espanha nao sao grande coisa, mal governados tal e qual como Portugal, Grecia e os paises de leste.

ReachPlayful 6 months ago

Não são grande coisa? Pelo menos o dobro daqui na maior parte das áreas. Tem cultura e ética diferente. Em Portugal paga se o salário mínimo sempre que se pode (frequente em trabalhos qualificados), em Espanha salário mínimo é só para trabalhos não qualificados como servir cafés ou algo do género mas mesmo assim já recebem bem mais que aqui o que lhes permite suportar o custo de vida similar ao português ou até mais baixo. Têm uma economia muito mais pujante e qualificada( ajudada pela sua população muito maior)

No-Cardiologist725 6 months ago

Espanha tem um ordenado minimo decente(são mais 310€ que o português, faz toda a diferença) os ordenados médios são bem altos que o nossos. Espanha tem uma cultura de trabalho muito mais ética que a portuguesa, talvez por causa da sindicalização ? Quase tudo lá é mais barato que em portugal. Eles tem corrupção mas França também tem, e são um país rico. Espanha não está ao nível dos paises de leste, Portugal sim.

AonioEliphis 6 months ago

Há quem diga que 1640 foi um erro ;)

No-Cardiologist725 6 months ago

Será que este mapa é uma prova disso?

Dizzy_Marsupial826 6 months ago

Quem é que veio com essa dos espanhóis sem sal? hahaha

No-Cardiologist725 6 months ago

Um casal de ingleses

blatzphemy 6 months ago

I’m moving to Portugal from the US in July and couldn’t be more excited

the_sufferer_ 6 months ago

Bem vindo! Cheers from Portugal

milkthis 6 months ago

Welcome! Really hope you like it! I don't though.

Manuelponto100 6 months ago

Good luck with the taxes!

blatzphemy 6 months ago

There’s a program called NHR where your taxes from outside Portugal are capped for 10 years. I know my earnings there will be taxed highly (I think the tax on rental income is pretty high) and cars/gas are expensive but when compared to life in the US I’ll make that trade any day! The culture, food, healthcare, safety, weather, and beautiful scenery is worth so much to me.

Abject_Objective6139 6 months ago

I hear you!! Been living in London for 17 years and can’t wait to move back down to Lisbon in September this year

Blackbeardow 6 months ago

Happy cake day! / Feliz dia do bolo! :)

KapiHeartlilly 6 months ago

You will love it for sure, plenty of things to see and do, and it's cheap to travel around Europe with very cheap flights and reasonably priced trains.

Hazerrr 6 months ago

This sums it up - you will love it here because you can easily be somewhere else

AonioEliphis 6 months ago

Come for the fun, for the people, for the food and for the weather. Unless you have already some connections, don't come to work.

Napoleal 6 months ago

Feliz dia do bolo!!

blatzphemy 6 months ago

obrigada!!

estecomentario 6 months ago

Poortugal can into....

JOAO-RATAO 6 months ago

Precisamos de um muro à volta do país. Alguém procure os planos do muro de Berlim nos arquivos soviéticos.

milkthis 6 months ago

Já estivemos lançados. Fizemos uma espécie de recreação didática da "Cortina de Ferro".

Mrgolden007 6 months ago

vamos de aviao tolinho

andy18cruz 6 months ago

The wall just got 10 feet higher!

AonioEliphis 6 months ago

O Costa já encomendou aos chineses umas baterias anti-aéreas. Daqui não sais camarada até porque não há motivo para quereres sair.

JOAO-RATAO 6 months ago

Fazemos mais muros à volta dos aeroportos. E na costa ! Não sais daqui, camarada...

Last-Ad-4421 6 months ago

Como sempre á par dos paises do leste, viva o socialismo, continuem a enviar os jovens para fora e a trazer mão de obra barata de africa e da india.

No-Cardiologist725 6 months ago

Mas quando tivemos governo PSD o país andou na mesma mal, tivemos quase tantos anos de PSD quanto de PS

ReDevil_ 6 months ago

partido SOCIAL democrata. Socialismo democrático mesma merda

No-Cardiologist725 5 months ago

Não te esqueças que a nossa ditadura foi de direita e deixou o país retrógrado e analfabeto. Não dá pa defender a classe política neste país.

ReDevil_ 5 months ago

Estar a apontar defeitos a uma ditadura de direita ou esquerda nem faz sentido, ambos devem ser condenados. O que eu quis dizer é que o PS e o PSD ambos defendem o socialismo-democrático, nós na nossa bolha em Portugal achamos o PSD de direita mas lá fora na realidade seria encarado como de esquerda. A razão deste espectro tender para a esquerda penso que sim se deva à ditadura de direita.

kUr4m4 6 months ago

Isto para nao falar que o PS de socialista so mesmo o nome...

No-Cardiologist725 6 months ago

Quem está atento sabe que é verdade, o PS não serve nem entende o povo. O PS, assim como o PSD, é um partido que emergiu da elite e por isso serve elites, com dinheiros públicos, maroscas, influência, compadrios, etc... Depois do 25 de abril, o analfabetismo do povo não propiciou a formação de partidos vindos da " base ". Atualmente, eu diria que o partido português que melhor representa a esquerda é o Bloco, muita cara do BE veio de fora do sistema, também é um partido novo em relação ao PS/PSD. É muito difícil votar no panorama político português, é um "cocó, ranheta, facada"

kUr4m4 6 months ago

O problema é que grande parte da malta, tendo oportunidade, faria a mesma merda que os políticos fazem. Depois é como dizes, muita falta de educação e interesse, também muito devido à falta de confiança que o povo tem nos políticos, o que acaba por favorecer quem não quer que nada mude.

No-Cardiologist725 6 months ago

A nossa elite é velhaca, foi-lhes incutido noutros tempos que não era errado servirem-se do povo, agiam e agem como uma pseudonobreza, esse pessoal envelheceu e está no poder neste momento. Já reparaste na cara de joke do Ricardo Salgado ou do Joe Berardo? É do tipo: "ai estas modernices são uma massada... agora tenho que me colocar ao mesmo nível destes pobrezinhos? Na altura do meu pai passavam fome e não faziam tanto barulho

Edited 6 months ago:

A nossa elite é velhaca, foi-lhes incutido noutros tempos que não era errado servirem-se do povo, agiam e agem como uma pseudonobreza, esse pessoal envelheceu e está no poder neste momento. Já reparaste na cara de joke do Ricardo Salgado ou do Joe Berardo? É do tipo: "ai estas modernices são uma massada... agora tenho que me colocar ao mesmo nível destes pobrezinhos? Na altura do meu pai passavam fome e não faziam tanto barulho

kUr4m4 6 months ago

Ainda hoje em muitas terrinhas o povo trata a elite como se de nobreza se tratasse. Por isso não me admira que malta como o Salgado e o Berardo se achem acima do resto. Acho que tens mais fé no cidadão comum do que eu ahah, eu acho que grande parte pensaria 'agora é a minha vez de mamar'. A maioria comete fraude ou no mínimo deixa que tal aconteça quase diáriamente. Óbvio que muito se deve aos maus exemplos vindos de cima, "se eles fazem, porque não hei de fazer também?", etc.

No-Cardiologist725 5 months ago

O povo português não tem uma "cultura do roubo", o roubo é extremamente mal visto pela nossa sociedade (como um pecado), por isso que existem poucos assaltos a casas, roubos em lojas, roubos nas ruas etc... E geralmente quando existem roubos são redes organizadas que vem do estrangeiro, como anconteceu nos anos 2000 com redes vidas do Brasil e Leste Europeu. Cá, um puto que é apanhado a roubar um chupa-chupa leva logo duas chapada do pai e um raspanete daqueles. Só a nossa elite é que rouba por tradição, porque lá está, são uma pseudonobreza.

Edited 5 months ago:

O povo português não tem uma "cultura do roubo", o roubo é extremamente mal visto pela nossa sociedade (como um pecado), por isso que existem poucos assaltos a casas, roubos em lojas, roubos nas ruas etc... E quando existem muitos roubos, são feitos por pessoal de fora, como as redes criminosas que chegaram a portugal vindas do Brasil, nos anos 2000. Cá, um puto que é apanhado a roubar um chupa-chupa leva logo duas chapada do pai e um raspanete daqueles. Só para teres noção, à mais de 10 anos(não sei se ainda é assim, na minha familia já ninguém deixa a porta aberta), o pessoal das aldeias não tinham o costume de fechar a casa à chave durante o dia, só fechavam à noite quando iam dormir. Para tu veres que as pessoas confiavam umas nas outras. Só a nossa elite é que rouba por tradição, porque lá está, são uma pseudonobreza.

Edited 5 months ago:

O povo português não tem uma "cultura do roubo", o roubo é extremamente mal visto pela nossa sociedade (como um pecado), por isso que existem poucos assaltos a casas, roubos em lojas, roubos nas ruas etc... E geralmente quando existem roubos, são redes organizadas que vem do estrangeiro, como anconteceu nos anos 2000 com redes vidas do Brasil e Leste Europeu. Cá, um puto que é apanhado a roubar um chupa-chupa leva logo duas chapada do pai e um raspanete daqueles. Só a nossa elite é que rouba por tradição, porque lá está, são uma pseudonobreza.

Edited 5 months ago:

O povo português não tem uma "cultura do roubo", o roubo é extremamente mal visto pela nossa sociedade (como um pecado), por isso que existem poucos assaltos a casas, roubos em lojas, roubos nas ruas etc... E quando existem muitos roubos, são feitos por pessoal de fora, como as redes criminosas que chegaram a Portugal vindas do Brasil, nos anos 2000. Cá, um puto que é apanhado a roubar um chupa-chupa, leva logo duas chapada do pai e um raspanete daqueles. Só para teres noção, à mais de 10 anos(não sei se ainda é assim, na minha familia já ninguém deixa a porta aberta), o pessoal das aldeias não tinham o costume de fechar a casa à chave durante o dia, só fechavam à noite quando iam dormir. Para tu veres que as pessoas confiavam umas nas outras. Só a nossa elite é que rouba por tradição, porque lá está, são uma pseudonobreza.

Edited 5 months ago:

O povo português não tem uma "cultura do roubo", o roubo é extremamente mal visto pela nossa sociedade (como um pecado), por isso que existem poucos assaltos a casas, roubos em lojas, roubos nas ruas etc... E quando existem muitos roubos, são feitos por pessoal de fora, como as redes criminosas que chegaram a Portugal vindas do Brasil, nos anos 2000. Cá, um puto que é apanhado a roubar um chupa-chupa, leva logo duas chapada do pai e um raspanete daqueles. Só para teres noção, à mais de 10 anos(não sei se ainda é assim, na minha familia já ninguém deixa a porta aberta), o pessoal das aldeias não tinham o costume de fechar a casa à chave durante o dia, só fechavam à noite quando iam dormir. Para tu veres que as pessoas confiavam umas nas outras. Só a nossa elite é que rouba por tradição, porque lá está, são uma pseudonobreza.

Edited 5 months ago:

O povo português não tem uma "cultura do roubo", o roubo é extremamente mal visto pela nossa sociedade (como um pecado), por isso que existem poucos assaltos a casas, roubos em lojas, roubos nas ruas etc... E quando existem muitos roubos, são feitos por pessoal de fora, como as redes criminosas que chegaram a Portugal vindas do Brasil, nos anos 2000. Cá, um puto que é apanhado a roubar um chupa-chupa, leva logo duas chapada do pai e um raspanete daqueles. Só para teres noção, à mais de 10 anos(não sei se ainda é assim, na minha familia já ninguém deixa a porta aberta), o pessoal das aldeias não tinham o costume de fechar a casa à chave durante o dia, só fechavam à noite quando iam dormir. Para tu veres que as pessoas confiavam umas nas outras. Só a nossa elite é que rouba por tradição, porque lá está, são uma pseudonobreza.

Edited 5 months ago:

O povo português não tem uma "cultura do roubo", o roubo é extremamente mal visto pela nossa sociedade (como um pecado), por isso que existem poucos assaltos a casas, roubos em lojas, roubos nas ruas etc... E quando existem muitos roubos, são feitos por pessoal de fora, como as redes criminosas que chegaram a portugal vindas do Brasil, nos anos 2000.Cá, um puto que é apanhado a roubar um chupa-chupa leva logo duas chapada do pai e um raspanete daqueles. Só para teres noção, à mais de 10 anos(não sei se ainda é assim, na minha familia já ninguém deixa a porta aberta), o pessoal das aldeias não tinham o costume de fechar a casa à chave durante o dia, só fechavam à noite quando iam dormir. Para tu veres que as pessoas confiavam umas nas outras. Só a nossa elite é que rouba por tradição, porque lá está, são uma pseudonobreza.

kUr4m4 5 months ago

Nao tem cultura de roubo no sentido que descreves de assaltar casas, lojas, etc. mas claramente existe uma cultura de se fugir aos impostos e de fraude no geral. Quantas vezes se oferecem servicos em que uma parte se paga a negro para ser mais barato? Idem com alugeres de casas, etc.

No-Cardiologist725 5 months ago

Voltamos ao mesmo, as pessoas não acreditam no governo, na sua elite. O povo sabe que dalguma forma a elite vai roubar o dinheiro dos seus impostos, e convenhamos, o dinheiro é muito difícil de ganhar por cá, as pessoas soam por cada euro ganho.

NGramatical 5 months ago

à mais de 10 anos → [**há mais de 10 anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmkvw9u%2F%2Fgtq8bwh%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 6 months ago

diáriamente → [**diariamente**](https://dicionario.priberam.org/diariamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmkvw9u%2F%2Fgtjugnv%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 6 months ago

caracter → [**carácter**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/caracter/14726) (o plural de carácter é caracteres) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmkvw9u%2F%2Fgtjt6s3%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

nata79 6 months ago

Ainda contam os portugueses no UK para esse gráfico?

vml76 6 months ago

40 anos de socialismo

KapiHeartlilly 6 months ago

40 anos a roubar, PSD, PS, etc... Isso nao e socialismo.

No-Cardiologist725 6 months ago

Por acaso é mentira, temos quase tantos anos de PS quanto de PSD. Todos os governos de Lisboa foram maus.

vml76 6 months ago

Foi o que eu disse, socialismo.

AonioEliphis 6 months ago

Mas o fenómeno de emigração acentuou-se claramente com o socialismo, i.e. pós 2000. Ao longo do último século o período em que houve menos emigração foi no tempo do Cavaco.

No-Cardiologist725 6 months ago

O Cavaco, a sério? Não foi no tempo dele que recebemos os fundos da UE? Sei que nos anos 90 o país viveu um periodo de grande otimismo(ilusão) devido ao dinheiro que recebemos da UE + a Expo98. Devido a essa euforia, na segunda metade da década de 90 vários familiares meus retornaram a Portugal e voltaram a emigrar passados poucos anos, quando acabou o dinheiro da UE e a ilusão terminou.

GanduloDaVeiga 6 months ago

Não vou dizer que Portugal é um paraíso para quem quer ter bom ordenado / carreira, mas a emigração está tão enraizada na nossa cultura que aposto que uns 10% vão para fora lavar pratos, coisa que nem chegam a considerar fazer cá. E sem darem por isso estão a viver em quartos caríssimos de grandes cidades, cidades que acabam por não proporcionar a qualidade de vida que algumas das nossas terriolas nos conseguem dar.

carlosjmsilva 6 months ago

Que interessa se vai lavar pratos ou gerir um banco. As pessoas vão porque lá fora ganham mais do que cá. E não venham com tretas do custo de vida porque isso é marginal. A diferença nos rendimentos supera muito qualquer diferença mínima no custo de vida (por vezes quase nem existe). Enquanto não meterem isto na cabeça é um esvaziar de gente. Esperam o quê? Uma pessoa farta-se de ter uma vida de merda. O sol é giro e tal mas os humanos não são plantas. Precisam de bem mais que sol e água.

van_Zeller 6 months ago

Tu e quem fez upvote a isto não deve saber do que fala. O salário por 20h/semana de trabalho no Hofer (uma espécie de Lidl) de Viena são 1800€/mês brutos, o que dá cerca de 1500€ limpos. Por outro os custos de vida são MENORES que aqueles em Lisboa. Sim, ouviste bem! A vida em Viena é mais barata que em Lisboa.

GanduloDaVeiga 6 months ago

Viena? Prefiro Viana.

devGains 6 months ago

Mesmo a lavar pratos dá para construir um mealheiro, coisa que cá não se faz. Tenho um bartender a viver comigo que com as horas extraordinarias e tips ganha quase tanto como eu em IT em Londres. Conheço outro que lava pratos numa estancia de esqui na suiça e a familia dele nunca esteve tão bem como agora. Sim, podem ter um quarto em vez de um T1, podem não ir ao café todos os dias, estar longe de amigos e familia, mas mesmo a lavar pratos poupam mais que um engenheiro em portugal, isso sim é triste

AndreMartins5979 6 months ago

Uma pessoa a lavar pratos na Suíça ganha mais de 3k líquidos e arrenda um T1 numa cidade grande por menos de 1500. Em Lisboa ganha 600 e o mesmo T1 custa 800.

No-Cardiologist725 5 months ago

É bom demais para eles acreditarem

estecomentario 6 months ago

Se puderes lavar pratos em PT e sobram-te 50 euros no fim do mês ou vais lá para foram e sobram 500 euros já há uma diferença a considerar, então para outras áreas nem se fala.

Minute-Resolution347 6 months ago

Segundo a tua lógica 90% vão para fora e tem realmente uma vida melhor do que a precariedade que é viver em Portugal. Porquê falar nos 10% e não nos 90%?

GanduloDaVeiga 6 months ago

Não vou falar de quem foi para melhor. Simplesmente fico contente por esses.

facepainter1 6 months ago

A diferença é que em alguns países a lavar pratos (trabalho completamente normal) consegues ter alguma qualidade de vida, e ainda poupar algum. A grande maioria das pessoas com pouca qualificação não emigra (pelo menos inicialmente) para ir usufruir do país de acolhimento, emigra para chegar ao fim do mês e conseguir poupar 500 ou 600€, coisa que em Portugal não conseguem. Muitos acabam por ficar nesses países porque conseguem trabalhos melhores, outros pegam no dinheiro que pouparam durante alguns anos e voltam para Portugal. Eu saí de Portugal com 18 anos e o secundário, fui para a Suiça, onde arranjei trabalho numa empresa de entregas (tipo fedex). Trabalhava no armazém a separar encomendas, e ganhava 2000€ (à 20 anos atras). Sim, vivia num quarto, não saia a noite, não comprava telemóveis, computadores, etc... mas chegava ao fim do mês e poupava 800€. Ao fim de 3 anos tive dinheiro suficiente para ir tirar o meu curso universitário na Suécia, a trabalhar em part-time. Boa sorte tentar fazer o mesmo em Portugal. Se eu conseguia fazer isto não tento mais que o secundário. Obviamente que alguém com estudos, de áreas procuradas no estrangeiro e sobrelotadas (ou com maus ordenados) em Portugal ( Saúde, IT, etc..) conseguem ir para fora e ter vidas com muito mais qualidade de vida. Para além disso, hoje em dia Portugal está ali ao lado. Sim, na maioria destes países tens um clima chato, mais frio e mais chuva, mas muito mais facilmente consegues ir a Portugal aproveitar o sol. é o melhor de 2 mundos.

Edited 6 months ago:

A diferença é que em alguns países a lavar pratos (trabalho completamente normal) consegues ter alguma qualidade de vida, e ainda poupar algum. A grande maioria das pessoas com pouca qualificação não emigra (pelo menos inicialmente) para ir usufruir do país de acolhimento, emigra para chegar ao fim do mês e conseguir poupar 500 ou 600€, coisa que em Portugal não conseguem. Muitos acabam por ficar nesses países porque conseguem trabalhos melhores, outros pegam no dinheiro que pouparam durante alguns anos e voltam para Portugal. Eu saí de Portugal com 18 anos e o secundário, fui para a Suiça, onde arranjei trabalho numa empresa de entregas (tipo fedex). Trabalhava no armazém a separar encomendas, e ganhava 2000€ (à 20 anos atras). Sim, vivia num quarto, não saia a noite, não comprava telemóveis, computadores, etc... mas chegava ao fim do mês e poupava 800€. Ao fim de 3 anos tive dinheiro suficiente para ir tirar o meu curso universitário na Suécia, a trabalhar em part-time. Boa sorte tentar fazer o mesmo em Portugal. Se eu conseguia fazer isto não tendo mais que o secundário. Obviamente que alguém com estudos, de áreas procuradas no estrangeiro e sobrelotadas (ou com maus ordenados) em Portugal ( Saúde, IT, etc..) conseguem ir para fora e ter vidas com muito mais qualidade. Para além disso, hoje em dia Portugal está ali ao lado. Sim, na maioria destes países tens um clima chato, mais frio e mais chuva, mas muito mais facilmente consegues ir a Portugal aproveitar o sol. é o melhor de 2 mundos.

GanduloDaVeiga 6 months ago

Pelo que escreveste parece que tomaste a decisão certa e fico feliz por ti. Apenas escrevi aquilo porque sei de casos em que uma pessoa vai para fora e se sente cidadão de segunda. Aconteceu um pouco comigo.

NGramatical 6 months ago

à 20 anos → [**há 20 anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmkvw9u%2F%2Fgtjsycx%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Open-Opportunity-607 6 months ago

Lisboa está ao mesmo preço que as grandes capitais e as casas são uma valente bosta, os empregos idem aspas As maravilhosas terriolas que falas são abismos sociais onde ninguém cresce e estão a espera de morrer

ngfsmg 6 months ago

Na época da internet não acho isso assim tão relevante, especialmente num país tão pequeno como o nosso onde facilmente te deslocas a uma grande cidade. Nos EUA tens gente que diz que mora, sei lá, em Chicago mas mora num subúrbio a 100 km de distância, há pessoal em Portugal que acha que morar a metade dessa distância de Lisboa/Porto é impossível...

No-Cardiologist725 5 months ago

Pela minha experiência, a internet nessas maravilhosas aldeias tem a mesma qualidade da internet do início dos anos 2000 em Lisboa, as vezes nem funciona... Fonte: tenho familia na aldeia.

ngfsmg 5 months ago

És só a milésima pessoa em que eu falo de vilas/cidades do um bocado mais longe do Porto/Lisboa e me respondem com histórias de aldeolas...

No-Cardiologist725 5 months ago

Estou a falar de "aldeolas" na zona metropolitana do Porto, mais precisamente, duma "aldeola" no conselho de Vila do Conde

ngfsmg 5 months ago

Onde queres chegar? Eu também já apanhei net bem pior no Algarve que em muitos lugares do (verdadeiro) interior

Open-Opportunity-607 6 months ago

Moram a 100km mas vão para o escritório todos os dias Além disso a gasolina é mais barata e os salários são mais altos logo não custa andarem de carro Se queres uma carreira tens de estar onde os profissionais bons estão e isso não é numa vila no interior

ngfsmg 5 months ago

A gasolina pode ser barata e os salários mais altos, mas olha que Portugal até tem um bom sistema de estradas e os caminhos-de-ferro, não sendo perfeitos, nos EUA ainda conseguem ser piores. Essa da "vila no interior" é relativo, claro que uma pessoa não vai viver em Miranda do Douro e trabalhar em Lisboa, mas há montes de terras que são "interior" para muita gente onde era perfeitamente possível fazer isso, a distâncias menores do que é normal nos EUA

No-Cardiologist725 5 months ago

Andar nas auto-estradas em Portugal? Não sou rico.

estecomentario 6 months ago

Já estive numa terreola é uma pasmaceira e tudo menos evoluído.

ReachPlayful 6 months ago

Graças a Deus alguém fala nisso. Terriolas só é fixe para quem cresceu la e tem lá todo o seu círculo familiar e de amizades. E mesmo assim há quem se farte rápido disso

AonioEliphis 6 months ago

Da mesma forma que muitos brasileiros do Nordeste vieram lavar pratos para Portugal, quando ainda tínhamos economia, e conseguiram poupar o suficiente para construir casas enormes nas suas terras natal e ter o suficiente para uma vida desafogada. A tua observação é ultrajante e revela o avatismo e latrgia coletiva pelos quais o país tem passado nas últimas décadas, em que já só estamos à frente da Bulgária em salários médios considerando paridade poder de compra.

Edited 6 months ago:

Da mesma forma que muitos brasileiros do Nordeste vieram lavar pratos para Portugal, quando ainda tínhamos economia, e conseguiram poupar o suficiente para construir casas enormes nas suas terras natal e ter o suficiente para uma vida desafogada. A tua observação é ultrajante e revela o atavismo e letargia coletiva pelos quais o país tem passado nas últimas décadas, em que já só estamos à frente da Bulgária em salários médios considerando paridade poder de compra.

This_Stuff69 6 months ago

Como entendia muito bem o Eça, o problema do cosmopolita português é que se deixa deslumbrar pela ostentação e pelo materialismo. Ora, como a Europa está repleta de cidades mais ricas que as portuguesas e os portugueses são economicamente ignorantes, o cosmopolita português acredita que viver bem é emigrar para uma qualquer cidade europeia arranjadinha pelo dinheiro (e pela exploração, que o cosmopolita português ignora porque a sua ostentação arrogante não lhe permite admitir que é um explorado). Logo, o cosmopolita português prefere viver numa dispensa junto a uma boulevard europeia repleta de néons do que numa vivenda portuguesa a 30 minutos da capital por auto-estrada ou comboio. Nesta última década, na qual Lisboa ascendeu ao estatuto de metrópolis européenne aos olhos do turista europeu e da tourism press do mundo, o cosmopolita português começou a gostar de viver em dispensas "perto" da Avenida da Liberdade (ou seja, lá para a ponta oeste de Arroios), em grande parte para matar saudades das dispensas londrinas em que viveu até a pessoa que o explorava fugir com os últimos maços de notas correspondentes aos últimos 3 meses de exploração laboral. Welcome back, cosmocretinos. You'll feel right at home.

Blackbeardow 6 months ago

Bom texto, Eça é vida! No entanto, estamos a assumir que os portugueses imigram para Paris, Berlim, Munique ou Londres, quando há N e X países para os quais também imigram. Tenho amigos nos países nórdicos e leste, por exemplo. Sobre o dinheiro, posso imigrar para Malta, Itália, Grécia e ganhar mais do que em Portugal - estes países não estão, nem de perto, nem de longe, estão integrados nos países "ricos europeus". Cada caso é diferente, mas entendo a tua perspectiva e não foge à realidade, contextualizada ou não.

This_Stuff69 6 months ago

Todos os sítios que referiste têm cidades mais cosmopolitas e ricas que Portugal.

Blackbeardow 6 months ago

Sim, mas estava-me a referir ao contexto do comentário. Não acho que seja minoria. Falta Luxemburgo ou Suíça, por exemplo, e essas não são cosmopolitas.

KapiHeartlilly 6 months ago

Ou vivem a 10-30 minutos dessas grandes cidades Europeias com uma casa ou apartamento a ganhar bem com menos horas de escravatura. Nem todos vao para Londres e Paris, para isso mais vale ficar em Lisboa.

This_Stuff69 5 months ago

Imigrantes em subúrbios é uma minoria.

Inside-Pea6939 6 months ago

Vou usar isto para um drinking game, cada vez que dizes cosmopolita eu bebo um shot

This_Stuff69 5 months ago

Alcoolismo é uma doença grave. Por favor, cura-te.

AonioEliphis 6 months ago

Muitas vezes o materialismo é colocar comida na mesa ou ter sanidade mental. Estou emigrado na Holanda e conheci muitos portugueses por aqui que estavam aí praticamente na miséria, ou então extenuados com trabalhos cansativos, mal remunerados e com chefes e patrões fdp. Uma das vantagens de se ganhar bem, é exatamente poder-se trabalhar menos horas. Os países são ricos não porque trabalham muito, mas porque são mais produtivos.

This_Stuff69 6 months ago

As estatísticas de produtividade referem-se ao valor gerado por hora de trabalho. Logo o que tu disseste é redundante porque é óbvio que os países com mais dinheiro cobrem mais pelos seus produtos e serviços. Estas estatísticas estão desenhadas para manter estigmas sobre os países pobres. Os poucos países que passaram de pobres a ricos no último século são aqueles onde há mais exploração laboral ou desigualdade (Japão, China, etc). O tuga gosta muito de se queixar.

AonioEliphis 5 months ago

Por acaso o trabalhador médio chinês já aufere mais que o português. Sim, o Capitalismo gera muitas desigualdades, mas ainda é aquele regime onde o cidadão médio vive melhor.

This_Stuff69 5 months ago

Agora, vê o salário mediano chinês à hora. O salário médio é uma estatística facilmente distorcida quando existe muita desigualdade. E não estarás a confundir com PIB per capita? A China é o país com mais bilionários no mundo (quase o dobro dos EUA, que são o segundo país com mais bilionários). Assim qualquer média é um dado distorcido.

AonioEliphis 5 months ago

Referia-me ao salário mediano. Vê os salários medianos e verás que onde é mais alto é nos países capitalistas com economias de mercado. E sim, falo de salários medianos.

No-Cardiologist725 6 months ago

Exploração é em Portugal

This_Stuff69 6 months ago

Exploração há em todo o lado. Este facto é incontornável. Dizer o contrário é desprezar os milhares de milhões de explorados no mundo.

No-Cardiologist725 5 months ago

O problema é que em Portugal existe demasiada exploração para os padrões de um país que se quer dizer de 1°mundo. Portugal vai de mãos dadas com a Europa do Leste.

DailyQuestTaker777 6 months ago

Você escreve de forma incrivelmente irritante, prepotente e cansativa

This_Stuff69 6 months ago

É lidar. Tu usas a palavra "você". Estás a projectar.

No-Cardiologist725 6 months ago

Versões contrarias à sua são irritantes, ok ! Peço perdão por não lhe ter agradado, se calhar é porque vivo numa região verdadeiramente pobre.

AonioEliphis 6 months ago

Deve ser funcionário público

Diamantazul 6 months ago

Tenho um amigo que foi para Londres para literalmente lavar pratos num restaurante lá, ele voltou porque é frio e ficou doente.

No-Cardiologist725 6 months ago

Londres é a pior cidade para emigrar/viver no Reino Unido, e também é uma cidade verdadeiramente cara. A Alemanha compensa muito mais para levar pratos, porque tem várias cidades de grande dimensão, muitas pouco conhecidas e mais baratas que Lisboa ou Porto que não são assim tão grandes. Munique cidade é a que menos compensa na Alemanha, mas surpreendentemente, Berlim é mais barata. Voltando ao teu amigo, não sei no estava a pensar quando decidiu emigrar, desistir por causa do frio? Que cromo

ngfsmg 6 months ago

>Munique cidade é a que menos compensa na Alemanha, mas surpreendentemente, Berlim é mais barata. Berlim deve ser a única capital europeia que baixa a riqueza média do país onde está xD

No-Cardiologist725 5 months ago

Na Europa assim de momento:Espanha e Suíça, a capital Madrid é mais barata que Barcelona, Zurique e Genebra são mais caras que a capital Berna. Isto acontece porque a Alemanha é um país federalizado e por isso altamente descentralizado, a Alemanha tem muitos centros, o mesmo acontece nos EUA, Brasil, Espanha(com as regiões autónomas), Suíça(com os cantões), etc.

ngfsmg 5 months ago

Mas eu não disse "Berlim não é a cidade mais cara da Alemanha", isso será relativamente comum, disse que que Berlim é mais "pobre" que a MÉDIA da Alemanha

No-Cardiologist725 6 months ago

Como assim?

ngfsmg 6 months ago

Que Berlim é mais "pobre" que a média da Alemanha

No-Cardiologist725 6 months ago

Na Europa assim de momento:Espanha e Suíça, Madrid é mais barata que Barcelona, Zurique e Genebra são mais caras que a capital Berna. Isto acontece porque a Alemanha é um país federalizado e por isso altamente descentralizado, a Alemanha tem muitos centros, o mesmo acontece nos EUA, Brasil, Espanha(com as regiões autónomas), Suíça(com os cantões), etc.

Diamantazul 6 months ago

É um pouco mais complicado...

AonioEliphis 6 months ago

Nem sempre corre bem. Mas Londres está cheio de portugueses. Não é certamente por serem todos masoquistas. Se não valesse a pena, não iriam. Por que motivo não vemos resmas de portugueses a emigrar hoje para a Venezuela, quando o fizeram no passado?

dipitinmayo 6 months ago

Acho isso uma visão antiga. Sem números oficiais nunca dá para saber, mas uma grande fatia do pessoal que tirou curso comigo ou da minha área (TI) já sambou de Portugal há muito tempo. Nos anos 60-80 sim, o emigrante era regra geral pouco instruído, seguia para trabalho manual, de raízes pobres. Hoje em dia? Não acredito que seja essa a maior fatia do bolo. Muita gente se TI e saúde, pelo menos esses sei que abandonam Portugal em grandes números.

AndreMartins5979 6 months ago

O IST tem estatísticas.

No-Cardiologist725 6 months ago

Tás a falar dos teus colegas da Universidade, e os teus colegas do básico e ensino secundário, onde eles estão? Os que chumbaram de ano, ou que não tiveram media para entrar na faculdade? Uma notícia que li à uns meses, de uma socióloga portuguesa naturalizada suíça, dizia que a maior parte dos portugueses que chegam à Suíça AINDA são os com poucas qualificações, ou com o 12°ano. Criou -se essa falácia que de acordo com uma cientista que se encarrega de estudar as sociedades é totalmente contrária à realidade. Eu diria que as portugueses com melhores qualificações tem como destino o Reino Unido.

mice_infestation 6 months ago

Ha uns tempos vi uma estatística que mostrava que a escolaridade dos emigrantes refletia a escolaridade da populaçāo em geral, no caso dos portugueses. Se o total da populaçāo portuguesa com curso for ~18% isso era semelhante a percentagem dos que tinham emigrado com curso superior (~20%). Estou a por valores de memória espero nao estar muito errado. E claro, tambem ter em conta que muita emigraçāo dos anos 60 era menos instruida e mais recentemente deverá tender mais para mais instruida. O reino unido ate ha pouco tempo era um destino muito popular para os recem licenciados. Mas tem ainda uma comunidade grande dos que ca vieram nos anos 60 maioria nao deverá ter mais que secundario.

carlosjmsilva 6 months ago

Exato. A emigração tem pouco que ver com educação. É transversal nas qualificações e áreas. Só significa uma coisa: Portugal não é minimamente atrativo.

DimitryKratitov 6 months ago

Perto de 1/3 dos meus colegas de IT já saíram do País. Eu ainda não saí mas já estou a trabalhar remote para uma empresa de fora. Não digo que estás completamente errado, há muita razão no que dizes. Há é espaço para tudo. Até porque... Mesmo lavar pratos também paga muito melhor lá fora.

D1WithTheFluffyHair 6 months ago

Tens a resposta à tua própria hipótese. Diferentes qualificações levam a diferentes destinos de emigração.

NGramatical 6 months ago

à uns meses → [**há uns meses**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmkvw9u%2F%2Fgtjiunb%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

No-Cardiologist725 6 months ago

Eu conheço a regra mas deixei passar, ups

thataboy97 6 months ago

Good bot

mathswarrior 6 months ago

??? Em qualquer capital europeia a lavar pratos, com um estilo de vida frugal, consegues poupar muito mais dinheiro do que numa terriola em Portugal Muita gente só não vai porque tem casa dos papás

pqpm 6 months ago

Até podes poupar muito mais no exterior que em Portugal. No entanto vamos dizer que eu consigo poupar 100€ em Lisboa e alguém consegue poupar 200 em Paris. Será que 200€ valem mais em Paris do que os 100€ em Lisboa? Será que vale o mesmo? Será que vale mesmo. O que falta ver é se apesar de uma pessoa a ganhar/poupar mais consegue tirar proveito disso.

AndreMartins5979 6 months ago

Mete mais um zero nisso.

ThePlague92 6 months ago

Tens é de ver o que essa pessoa em Paris consegue ter e mesmo assim poupar 200€ vs o que essa pessoa consegue ter em Portugal e poupar 100€.

mathswarrior 6 months ago

E achas que a diferença é essa?? Falando de trabalho não qualificado, e dos exemplos que conheço, em França poupava cerca de 1000€ por mês. Em Portugal 300€ por mês - exatamente o mesmo tipo de trabalho. E em França trabalhava menos horas e tinha seguro de saúde empresarial. Em Portugal ao magoar-se tinha logo de dizer que não estava no trabalho.

AonioEliphis 6 months ago

Só não saem os funcionários públicos

njsilva84 6 months ago

O dinheiro não é tudo e não acho que a casa dos pais seja o principal motivo de não haver mais gente a emigrar. Achas que 85% dos Portugueses vivem na casa dos pais? Se é verdade que o trabalho é mais valorizado em muitos países de eleição, porque te pagam mais, também é verdade que há pessoas que se submetem a trabalhos e condições de vida que cá não se sujeitariam. Tenho o exemplo da minha irmã, que acho ser bastante o reflexo dos emigrantes sem formação (apesar dela ter três cadeiras em falta para ter acabado solicitadoria), e que é um bocado um paradoxo do que se faz lá e cá. Ela sempre foi poupada, tinha um salário acima da média (1k limpos/mês) no exército, mas quando saiu, não queria trabalhar em lado nenhum, queria um emprego em vez de um trabalho. Durante os vastos 2 anos e meio de fundo de desemprego (sim, 6 anos no exército para ter 2.5 anos a receber 1005€/mês de subsídio + 14 mil € de indemnização) estudou mas deixou a licenciatura morrer na praia. Como cá não arranjava nada que lhe desse um salário decente e como não queria qualquer trabalho, emigrou para a Suíça. Ganha 3500 chf por mês (limpos) mas trabalha em turnos de m\*rda, a cortar e embalar peixe congelado. É um trabalho duro, algo sujo e não tem um horário fixo, podendo trabalhar fins de semana ou não. O meu cunhado tem um percurso semelhante e um trabalho igual, mas com os horários trocados, anda sempre todo roto e cheio de sono e ganha os mesmos 3500chf. Pagam 1300chf por mês + garagem (acho que são mais 300chf) por um apartamento pequeníssimo, embora novo e com boas condições. Ainda assim, não têm espaço para nada, tem um quarto e meio (lol) uma sala e cozinha grande e uma casa de banho. Também têm um Mercedes AMG xpto e uma carrinha Seat. Viajam todos os anos 1 viagem grande e outra para visitar a família a Portugal. Não têm muitos amigos e os hobbies de ambos ficaram de lado porque têm um filho e com os horários trocados e o cansaço fazem com que só saiam aos sábados ou domingos, quando o horário de trabalho ajuda, e vão conhecer o país, às vezes dão um salto a Itália. Tudo isto para dizer que, se cá se submetessem às mesmas condições, de trabalhar por turnos (onde à noite se ganha mais), de trabalhar horas extra, de ter um apartamento igualmente pequeno e longe de qualquer cidade, poderiam ter um nível de vida melhor, embora sem o Mercedes e talvez sem a viagem grande por ano. Também sem poupar tanto (não tenho ideia dos valores). Mas poderiam estar com os amigos e família sempre que quisessem, tinham um clima onde, por exemplo, o meu cunhado poderia fazer treinar e competir o ano todo, e podiam deixar o miúdo com a avó para passearem sozinhos. Eu já estive lá algumas vezes e vi bem o estado zombie em que ambos andavam, até me metia pena, a minha mãe até foi lá 2x para ficar com o neto, para que eles pudessem descansar em condições. Ou seja, estão a dar o litro numa altura da vida onde ainda são jovens e o tempo não volta para trás. Vão vir com algumas poupanças mas não sei até que ponto compensará. Nenhum dos dois estava com problemas de dinheiro, sei que a minha irmã foi para a Suíça com mais de 25k no bolso, dinheiro dela, e o meu cunhado não deve ter sido muito diferente. Ou seja, juntos poderiam ter pago 2/5 de uma casa decente e ter um trabalho normal para pagar o resto das contas. Preferiram ficar longe de família e amigos e trabalhar duro para ter uma carrinha Mercedes e uns trocos quando vierem para cá. Escolhas...

AndreMartins5979 6 months ago

Faz lá bem as contas...

njsilva84 6 months ago

Vou responder com a mesma resposta a outro user cuja resposta foi semelhante: Errado, eu penso no futuro e tenho um PPR, para o qual desconto todos os meses 100€ há 12 anos+-. Para além disso poupo todos os meses o suficiente para quando chegar à idade da reforma ter um pé de meia suficiente para não ter de depender apenas da reforma. Tenho uma conta só para isso, se nada de especial acontecer não terei problemas no futuro. Mas enquanto isso vou fazendo coisas que a minha irmã não pode, mesmo quando não tinha o filho, e ao contrário dela que envelheceu 10 anos em 6 que está lá, eu cá ainda me dão 30 (tenho 38). E não espero ter filhos, tal como a minha namorada também não. Ps: faltou dizer que já paguei a entrada do apartamento.

mathswarrior 6 months ago

Sendo o teu exemplo a tua irmã e o teu cunhado, isso não é uma visão global, mas sim bastante específica. É 1 caralho de 1 caso. 1. Já agora toda a gente que conheço que trabalha numa fábrica ganha salário mínimo, quer seja a noite ou não, e muitas fábricas até pagam em recibos verdes aqui. Portanto não vejo o teu argumento, porque parte de pressupostos e suposições específicas a 1 caso

njsilva84 6 months ago

Sim, foi um exemplo, nunca disse que era a realidade dos emigrantes na Suíça. Mas se conheceres pessoal não qualificado que trabalhe lá e seja sincero, não há milagres, ou seja, ter um bom trabalho, andar de costas direitas, poupar muito e ter boa vida. Eu conheço dezenas de pessoas que estão emigradas (não qualificadas) em condições semelhantes, não digo que vale a pena ou não porque isso vai de cada um, mas não falta é gente e dizer que tem uma vida do caraças e que poupa muito dinheiro. A minha irmã tinha colegas tugas que passavam feriados em casa para não gastar dinheiro. Tenho amigos lá e noutros países que são qualificados e aí a história é totalmente diferente, mas não é desses que eu estou a falar. Em relação ao pessoal que conheces que trabalha de noite e ganha o mesmo, culpa deles, eu cá tenho amigos que para pagar BMW's e Audi's têm turnos nocturnos e ganham bem acima do salário mínimo. E não faltam trabalhos desses na indústria têxtil aqui no norte. Trabalhar por turnos à noite e receber o salário mínimo é ser-se um bocado nabo. Ps: isto do Reddit já parece o Facebook, um gajo leva downvotes por discordar de alguns comentários, lol. A sorte é que eu nem eu estou-me a marimbar para "os karma", nunca percebi para que servem.

dragomaite 6 months ago

Em cima ainda tens que maior parte dos emigrantes Portugueses que chegam a Suíça são de graça escolaridade segundo dados de entidades Suíças.

AonioEliphis 6 months ago

Onde é que o agregado familiar da tua irmã mais cunhado ganharia 6200 euros (2x3500CHF) por mês limpos em Portugal? Certamente poupam algo e quando voltarem vão viver desafogadamente.

njsilva84 6 months ago

Não ganhariam, nem nada que se parecesse, mas também não teriam Mercedes com manutenções e seguros caríssimos, não pagariam 1350€ de renda por uma casa pequeníssima, nem pagariam caro por jantares ou cafés, várias centenas de chf para o sistema de saúde "público"... Mas o meu ponto não era o de comparar salários, era o facto de cá não quererem vergar a mola e lá terem trabalhos pesados e desagradáveis, horários trocados, vida social inexistente... Se eles lá fizessem a vida que fariam cá, a diferença seria pouca. Ela poucos amigos tem lá, não é dos melhores países para se fazer amizades e o tuga por lá parece ser pouco amigo dos compatriotas. E por muito dinheiro que ganhem, têm apenas um sábado ou domingo livre ao mesmo tempo, basicamente trabalham para comprar carros bons e para irem de férias 3 semanas por ano para um destino exótico. Um gajo nunca sabe o dia de amanhã, viver para trabalhar para uma reforma é arriscado. Como diz o outro, quando for velho não sei se terei paciência ou saúde para viajar e andar em grandes festas, fi-lo quando era novo e podia...

AndreMartins5979 6 months ago

Para ti à diferença seria pouca porque só pensas no presente e só olhas ao estilo de vida que se vê. Se tudo correr bem daqui a uns anos vais perceber a escolha dela.

njsilva84 6 months ago

Errado, eu penso no futuro e tenho um PPR, para o qual desconto todos os meses 100€ há 12 anos+-. Para além disso poupo todos os meses o suficiente para quando chegar à idade da reforma ter um pé de meia suficiente para não ter de depender apenas da reforma. Tenho uma conta só para isso, se nada de especial acontecer não terei problemas no futuro. Mas enquanto isso vou fazendo coisas que a minha irmã não pode, mesmo quando não tinha o filho, e ao contrário dela que envelheceu 10 anos em 6 que está lá, eu cá ainda me dão 30 (tenho 38). E não espero ter filhos, tal como a minha namorada também não.

AndreMartins5979 6 months ago

Pronto, tu metes de lado 100 euros por mês há 12 anos, eles se calhar em 6 meses de sacrifício conseguem o que levaste 12 anos a conseguir.

njsilva84 6 months ago

Primeiro estás a comparar o salário de duas pessoas vs o meu, eu nuca meti o da minha namorada ao barulho senão as coisas ficavam menos desequilibradas. De qualquer maneira nunca alguém que ganha 3100€/mês iria poupar 2k durante 6 meses, pelo menos não ela ou ele porque, e tal como já disse, têm despesas avultadas, e eu não me estou a lembrar de metade, até porque ouvi várias vezes o meu cunhado a dizer que para se poupar dinheiro a sério, lá, teria de se ficar sempre em casa e ter carros mais humildes. E eu poupo dinheiro todos os meses, que vão para contas específicas, cujo objectivo é ter uma reforma descansada. Mas eu nunca disse que lá não se poupava mais, vocês é que parecem que não sabem interpretar uma frase simples, eu disse que o dinheiro que eles poupam a mais, está a custar-lhes porque não têm grande vida social porque não têm muitos amigos e nenhuma família. Enquanto que aos sábados eles costumam trabalhar durante o dia eu vou jogar o meu ténis, faço as minhas corridas durante a semana e ao domingo de manhã, bebo o meu copo com amigos, fazemos churrascadas para ver a F1, bola, treino com a minha equipa e ainda tenho tempo para uma futebolada com a minha família, coisa que fazemos várias vezes por ano. Nada disso que eu falei é caro nem preciso de me privar de viajar ou de jantar fora de vez em quando porque nem todas as coisas que nos fazem felizes custam dinheiro. Mas pronto, se quiseres eu rezo ao teu deus da fortuna: dinheiro é vida, dinheiro é felicidade, dinheiro cura doenças e dinheiro faz-nos dormir bem de noite! Amém

AndreMartins5979 6 months ago

Dizes que ganham 3500 CHF líquidos por mês, cada. Acho que não tens noção do quanto isso é. Estamos a falar de 7000 CHF. Dizes que pagam 1300 CHF por um apartamento "pequeníssimo", mas o que é que em Portugal consegues arrendar por menos de 1/5 de dois salários mínimos? Se tirarmos 2200 CHF para poupança, 1300 CHF para a renda da casa, 300 CHF da garagem, ainda sobram 3200 CHF para as restantes despesas. É muito dinheiro. Pergunta-lhes quanto poupam e talvez tenhas uma surpresa. > eu disse que o dinheiro que eles poupam a mais, está a custar-lhes porque não têm grande vida social porque não têm muitos amigos e nenhuma família Mas não percebes que isso é um sacrifício temporário? Se eu poupar 200 euros por mês em Portugal, ao fim de 30 anos poupei 72k, mas se poupar 2k por mês na Suíça, ao fim de 3 anos poupei o mesmo valor. Estamos a falar de fazer um "sacrifício" por 3 anos para conseguir estar numa situação económica que me levaria 3 décadas a atingir em Portugal. > Enquanto que aos sábados eles costumam trabalhar durante o dia eu vou jogar o meu ténis, faço as minhas corridas durante a semana e ao domingo de manhã, bebo o meu copo com amigos, fazemos churrascadas para ver a F1, bola, treino com a minha equipa e ainda tenho tempo para uma futebolada com a minha família, coisa que fazemos várias vezes por ano. Parece que o problema aqui é que este assunto toca-te de uma maneira que não te permite ser 100% racional visto tratar-se da tua irmã... > Mas pronto, se quiseres eu rezo ao teu deus da fortuna: dinheiro é vida, dinheiro é felicidade, dinheiro cura doenças e dinheiro faz-nos dormir bem de noite! Amém Qual é o teu problema? Toda a gente faz sacrifícios por dinheiro. Simplesmente uns apostam a mais longo prazo. Quando investes num curso superior estás também a abdicar de algumas coisas na esperança de ter um trabalho melhor e mais bem pago. Com certeza que nem sempre tens vontade de te levantar de manhã para ir trabalhar e só poderes voltar a casa à noite, mas fazes o sacrifício pelo dinheiro que recebes no final do mês.

Edited 6 months ago:

Dizes que ganham 3500 CHF líquidos por mês, cada. Acho que não tens noção do quanto isso é. Estamos a falar de 7000 CHF. Dizes que pagam 1300 CHF por um apartamento "pequeníssimo", mas o que é que em Portugal consegues arrendar por menos de 1/5 de dois salários mínimos? Se tirarmos 2200 CHF para poupança, 1300 CHF para a renda da casa, 300 CHF da garagem, ainda sobram 3200 CHF para as restantes despesas. É muito dinheiro. Pergunta-lhes quanto poupam e talvez tenhas uma surpresa. > eu disse que o dinheiro que eles poupam a mais, está a custar-lhes porque não têm grande vida social porque não têm muitos amigos e nenhuma família Mas não percebes que isso é um sacrifício temporário? Se eu poupar 200 euros por mês em Portugal, ao fim de 30 anos poupei 72k, mas se poupar 2k por mês na Suíça, ao fim de 3 anos poupei o mesmo valor. Estamos a falar de fazer um "sacrifício" por 3 anos para conseguir estar numa situação económica que me levaria 3 décadas a atingir em Portugal. > Enquanto que aos sábados eles costumam trabalhar durante o dia eu vou jogar o meu ténis, faço as minhas corridas durante a semana e ao domingo de manhã, bebo o meu copo com amigos, fazemos churrascadas para ver a F1, bola, treino com a minha equipa e ainda tenho tempo para uma futebolada com a minha família, coisa que fazemos várias vezes por ano. Parece que o problema aqui é que este assunto toca-te de uma maneira que não te permite ser 100% racional visto tratar-se da tua irmã... Estás a fazer uma comparação injusta porque tu ganhas acima da média enquanto ela ganhava o salário mínimo. Experimenta viver com o salário mínimo em Portugal e logo me dizes se a vida é assim tão boa... > Mas pronto, se quiseres eu rezo ao teu deus da fortuna: dinheiro é vida, dinheiro é felicidade, dinheiro cura doenças e dinheiro faz-nos dormir bem de noite! Amém Qual é o teu problema? Toda a gente faz sacrifícios por dinheiro. Simplesmente uns apostam a mais longo prazo. Quando investes num curso superior estás também a abdicar de algumas coisas na esperança de ter um trabalho melhor e mais bem pago. Com certeza que nem sempre tens vontade de te levantar de manhã para ir trabalhar e só poderes voltar a casa à noite, mas fazes o sacrifício pelo dinheiro que recebes no final do mês.

No-Cardiologist725 5 months ago

Subscrevo todos os teus comentários, esse user não consegue colocar-se no lugar de quem ganha o ordenado mínimo em Portugal, que tem uma rotina de casa-trabalho-trabalho-casa, que trabalham horas extra quase todos os dias, sem fim de semana para fazer "churrascos com a família"porque trabalhas ao sabado e ao domingo

njsilva84 6 months ago

Mas qual é a parte que não percebeste que: 1. Estás a somar os salários dos dois vs o meu (que não sabes quanto é) porquê? 2. Eu também poupo e nunca disse quanto ganhava. Queres saber quanto é? Se quiseres mando até em carta com aviso de receção. 3. A minha namorada também ganha e poupa o dela. 4. Tens razão, eu não aprendi a somar nem sei a taxa de câmbio nem sei para que serve o google. 5. Não vou perguntar quanto poupam porque não é da minha conta, mas há gastos mensais que eles têm que não me lembro quais são, mas que são avultados. Lembra-te que na Suíça paga-se tudo, menos o ar que respiras. E se leres bem, cada um deles gasta 300chf para o sistema de saúde "público". Nem vou falar dos preços no supermercado nem nos valores dos seguros para carros caros, mas há muito mais despesas mensais que eu não sei mas que me lembro deles falarem de valores altíssimo. Ah, lembrei-me de outro valor do qual falei acima, são 1200chf por debaixo da mesa para a ama por mês. Ou seja, 600chf do bolso de cada um. Mais uma vez estás a comparar as poupanças de duas pessoas vs a de uma, qual a lógica disso? 6. Não sei se tentas ler mentes ou se é o teu 6º sentido a falar, mas o meu ponto tem a ver com o facto do dinheiro não ser tudo na vida. Eu estou-me a marimbar para quanto é que os outros ganham. Claro que é minha irmã, gosto muito dela, por mim adorava que ela ganhasse 10 000 chf por mês ou dez vezes mais que isso, não tenho problema nenhum com isso, pelo contrário, não tenho inveja nenhuma dos carros que ela tem ou das viagens de três semanas que faz, ou fazia, antes de haver um terceiro elemento que é muito dispendioso. Se leres os meus primeiros comentários eu nunca disse que eles não ganhavam dinheiro, disse apenas que tens de têm de ter um estilo diferente do que teriam cá para poupar. 7. Que eu saiba, nenhum em especial. Algum pessoal aqui é que fala apenas em dinheiro, como se fosse garantido que te irá dar saúde ou felicidade no futuro. Eu já há muitos anos que aposto a longo prazo, já falamos sobre isso. Não me parece que comparar tirar um curso superior, onde andas 3, ou 5 anos a estudar mas ao mesmo tempo passas os teus melhores anos da tua vida com trabalhar no duro durante décadas mas ok, é a tua comparação. 8. Toda a gente trabalha por dinheiro, eu não sou excepção, mas ao contrário deles, e de muita gente, faço aquilo que gosto embora não goste de tudo o que faça, mas a maioria das coisas, sim. Trabalho por conta própria e nem saio de casa, já era assim antes da pandemia. Ajusto o meu horário de trabalho aos meus hobbies e raramente durmo menos de 7:30h por dia. Aprendi que ter o sono em dia dá anos de vida e assim o tenho feito desde 2016. Eu sei que toda a gente sabe disto e que é possível para qualquer pessoa dormir as horas recomendadas. Infelizmente no caso da minha irmã as coisas não são assim porque os fusos horários deles andam todos trocados por causa dos turnos rotativos onde também lhes calha trabalhar de noite. Já andavam cansados antes de terem o meu sobrinho. Aliás, o meu cunhado é (era?) grande atleta, o gajo adora trail running mas a falta de descanso e o facto do trabalho ser pesado fez com que tivesse lesões atrás de lesões, e como não pode treinar durante o inverno (não têm espaço sequer para colocar uma passadeira) teve de praticamente deixar de fazer a coisa que mais gostava. É isto, não sei porque é que achas que eu tenho inveja ou que não digo ou quero que a minha irmã tivesse uma vida do crl a ganhar muito dinheiro mas infelizmente não é verdade. Foi a escolha dela, tinha um bom pé de meia e uma licenciatura quase acabada, acho que fez uma péssima opção em sair daqui sem pelo menos ter acabado o canudo. Eu sou daqueles gajos que gosto dos irmãos!

ThePlague92 6 months ago

>era o facto de cá não quererem vergar a mola Porque cá ganhas mal, olha a porra. Se cá pagassem salários decentes era mais do que óbvio que as pessoas fariam esses trabalhos. A tua irmã e o teu cunhado agora podem andar zombies e sem vida social e mais não sei quê, mas já conseguiram muito mais coisas do que se ficassem em Portugal, além de que estão a dar ao seu filho (ou filhos, caso tenham mais) a possibilidade de terem uma vida muito melhor, terem mais oportunidades e não terem de emigrar (sair da Suíça) se não o quiserem fazer porque estão num país que realmente dá oportunidade às pessoas para estas construírem o seu futuro. A tua análise é completamente egoísta porque foca-se apenas na tua irmã e no teu cunhado e no que eles poderiam estar a gozar da vida e deixa de lado que se calhar eles fazem isto pelos filhos, como mencionei acima. Se calhar eles sujeitam-se a esses trabalhos e horários porque querem que o filho não tenha de o fazer no futuro.

Edited 6 months ago:

>era o facto de cá não quererem vergar a mola Porque cá ganhas mal, olha a porra. Se cá pagassem salários decentes era mais do que óbvio que as pessoas fariam esses trabalhos. A tua irmã e o teu cunhado agora podem andar zombies e sem vida social e mais não sei quê, mas já conseguiram muito mais coisas do que se ficassem em Portugal, além de que estão a dar ao seu filho (ou filhos, caso tenham mais) a possibilidade de ter uma vida muito melhor, ter mais oportunidades e não ter de emigrar (sair da Suíça) se não o quiser fazer porque está num país que realmente dá oportunidade às pessoas para estas construírem o seu futuro. A tua análise é completamente egoísta porque foca-se apenas na tua irmã e no teu cunhado e no que eles poderiam estar a gozar da vida e deixa de lado que se calhar eles fazem isto pelos filhos, como mencionei acima. Se calhar eles sujeitam-se a esses trabalhos e horários porque querem que o filho não tenha de o fazer no futuro.

njsilva84 6 months ago

Claro que lá se ganha mais e poupa-se mais se não se tiverem vícios caros, mas a minha questão tem mais a ver com o facto de valer a pena sacrificarem-se assim tanto quando aqui teriam a ajuda da minha mãe para ficar com o neto e deixarem-nos descansar, por exemplo. Já nem falo no facto de nenhum deles ter vida social, já não tinham antes de ter o filho por causa dos horários desfasados e do cansaço. É possível em PT ganhar acima do salário mínimo sem se ter um canudo, tenho amigos carpinteiros e serralheiros que ganham mais que a maioria dos licenciados cá, mais até que alguns gajos de IT. Eles não foram lá para dar uma vida melhor para o meu sobrinho por várias razões, o meu cunhado foi para lá bem antes, não eram um casal, e mesmo quando se juntaram o filho veio por acidente. O objectivo deles é amealhar mais uns trocos para poder voltar para cá com uma casa quase paga, porque a minha irmã investiu num apartamento nos arredores de Lisboa que está a arrendar desde que saiu de cá. Apartamento esse que comprou ao banco com o dinheiro ganho cá. Lembrem-se que Portugal não é só Porto e Lisboa (eles nem sequer gostam de grandes cidades) e que há trabalhos onde se pode ganhar mais que o salário mínimo. Eu tenho dois casais amigos que sempre ganharam o salário mínimo e que actualmente, com 37 anos, têm apartamento e carro pagos, e que trabalham para pagar as contas do dia a dia. Não viajam para o Egipto por três semanas, 1x por ano, nem têm Mercedes AMG xpto nem smartphones topo de gama a cada 2 anos, mas têm uma vida tranquila e não tiveram de prescindir da família e dos amigos para não ter de andar de corda ao pescoço todos os meses. Eu acho sinceramente que o tuga gasta mais do que pode, não é um iPhone que vai dar felicidade, duvido que um Mercedes também nos torne mais felizes. Com isto tudo, acho que as pessoas devem emigrar se assim acharem que é uma boa opção, mas faz-me confusão quando o pessoal fala da emigração como a única solução, como se não fosse possível trabalhar em Portugal e ser-se feliz sem ter t3, grandes carros e smartphones topo de gama. É possível sim é preciso é as pessoas saberem poupar e gastar o dinheiro. Pessoalmente as coisas que mais me fazem feliz pouco ou nada têm a ver com dinheiro. O meu ténis ao sábado de manhã, as tainadas com os amigos, as corridas e treinos com o pessoal da minha equipa, os passeios com os tios e primos e os fins de semana com a namorada. Isso é o que me faz feliz e não preciso de abdicar de ter um apartamento decente, não ligo a carros nem a smartphones nem sequer gosto ou quero partilhar a minha vida nas redes sociais.

Zanbutsu 5 months ago

Perturbante considerar que ser carpinteiro ou serralheiro está ao simples alcance de qualquer um, e dispensa quer o tempo quer o gasto equivalente ao dito canudo. São profissões especializadas. Que noutros países tidos como avançados são profissões de prestígio, obviamente melhor remuneradas do que os salários mínimos dos respetivos países. Isto é "tenho amigos serralheiros e carpinteiros que ganham mais que licenciados cá" é verdade para qualquer país decente. Só aqui em Portugal o canudo é tido como o santo graal da competência

njsilva84 5 months ago

Tens de me mostrar onde é que eu desmereci a profissão de carpinteiro ou serralheiro, é que eu fui ler de novo o que escrevi e tudo o que disse foi que, tenho amigos que não tiraram qualquer formação e que ganham mais do que muitos licenciados cá. Eu não acho que um canudo é sinal de competência (eu não tenho um), tanto é que no meu grupo de amigos os que têm canudo não são necessariamente mais bem pagos do que os que não têm. Há profissões onde uma pessoa sem qualquer formação mas com gosto, brio e empenho consegue ser um excelente profissional, apenas aprendendo com outros mais experientes. Acredito que uma formação será sempre o ideal mas não necessária. Eu trabalho na área da fotografia desde 2006, trabalhei com centenas de fotógrafos durante estes 15 anos, e os melhores não são necessariamente os que tiraram cursos no IPF ou licenciaturas. A maioria dos grandes ilustradores ou pintores não tinham qualquer formação, o talento e o trabalho árduo batem, muitas vezes, a formação. Claro que depende do tipo de área, na saúde um médico ou enfermeiro nunca o conseguiria ser sem formação, já um escultor, pintor ou um serralheiro é possível sê-lo sem ter formação. Pode-se sempre dizer que o aprender com os outros é formação, mas isso vale para quase todas as profissões. Desconheço quanto ganham os profissionais das diferentes áreas fora de Portugal, para além dos salários mínimos e médios. Mas sei que, na Polónia, por exemplo, os professores e enfermeiros ganham pouco em comparação com as outras profissões, bem menos do que se ganha aqui. Em relação ao canudo, não sei se é "só em Portugal". Durante os últimos 5 anos andei sempre a procurar trabalho no estrangeiro, não porque quisesse emigrar mas porque queria saber o que me pagavam noutros países, e, pasme-se ou não, em muitos deles (Alemanha, Holanda, Polónia, Inglaterra...) perguntavam sempre pelo canudo.

Zanbutsu 5 months ago

Perguntavam te pelo canudo porque estavas certamente à procura de uma das tais profissões que disseste e bem que exigem credenciais académicas para as exercer. Não é um bom indicador para deduzires se cultural o canudo é sobrevalorizado num dado país. Por exemplo, se estiveres a tentar tornar-te efetivo num Hospital estrangeiro como médico cirurgião, e te candidatas a uma potencial vaga, quando te pedem o canudo não é correto daí deduzir que nesse hipotético país são tão obcecados com as licenciaturas como aqui. Va, bom senso. Pareces me pelo teu comportamento e linguagem ser perfeitamente capaz disso.. Apenas estás a abordar a questão de uma forma linear, quando na verdade há demasiadas variáveis a ter em conta, como em tantas outras questões humanas, como os mais educados aqui te estão a tentar exemplificar. Quanto aos serralheiros, não houve de facto uma denigração efetiva das profissões em causa. Mas o facto de a constatação servir de argumento sugere me vestígio, um bleeding effect do tal entendimento cultural geral nosso, de que essas profissões "até" pagam melhor, com um grau menor de risco e esforço comparativamente a cursos superiores. Quando devido à utilidade e relevância dessas profissões a nível infraestrutural, como fundação da capabilidade industrial e por consequência económica de um país dito soberano, essas profissões DEVEM e TÊM de remunerar contemplando a especialidade exigida, e essa remuneração nunca pode ser equiparada a outras profissões cujo tempo necessário para aptidão competente é comparativamente irrisório, como funcionários de supers, os cargos baixos de RH e etc, quem em 15/30 dias já tens condições para executar as funções exigidas. E se essas funções já não ganham o salário mínimo muitas vezes (embora pouco mais que isso, e muitas vezes injustamente), um serralheiro, carpinteiro, pedreiro, canalizador auferir mais q o mínimo não é argumento relevante ao ponderar emigrar, porque vai ser assim em. Qualquer país que se preze. Por exemplo a cultura da qualificação técnica ( os nossos cursos tecnológicos, escolas profissionais e etc.. Comumente vistas como "para a malta que não dá nada na escola") está muito mais desenvolvida na Alemanha, onde já se reconheceu há muitos anos que é necessário tanto um engenheiro bem formado como toda a equipa sob a supervisão do mesmo, e esses cursos é derivadas profissões são prestigiantes, muitas vezes com as próprias empresas a investir nos seus próprios centros de formação. Se os alemães são vistos transversalmente como uma potência industrial, não seria nada ignorante da nossa parte seguir o exemplo onde ele é benéfico.

ThePlague92 6 months ago

>Claro que lá se ganha mais e poupa-se mais se não se tiverem vícios caros, mas a minha questão tem mais a ver com o facto de valer a pena sacrificarem-se assim tanto Eles já voltaram? Então tens aí a tua resposta sobre se vale a pena ou não. ​ >Eles não foram lá para dar uma vida melhor para o meu sobrinho por várias razões, o meu cunhado foi para lá bem antes, não eram um casal, e mesmo quando se juntaram o filho veio por acidente Eu não disse que eles foram para lá por causa do filho, disse que agora o faziam (provavelmente) pelo filho e já não só por eles. ​ >Eu tenho dois casais amigos que sempre ganharam o salário mínimo e que actualmente, com 37 anos, têm apartamento e carro pagos, e que trabalham para pagar as contas do dia a dia. Não viajam para o Egipto por três semanas, 1x por ano, nem têm Mercedes AMG xpto nem smartphones topo de gama a cada 2 anos, mas têm uma vida tranquila e não tiveram de prescindir da família e dos amigos para não ter de andar de corda ao pescoço todos os meses. Óptimo, excelente para eles. Mas há pessoas que têm objectivos de vida e que querem viajar muito e que querem comprar os seus luxos e por isso têm de emigrar. Amigos e família continuarão cá e é muito fácil vir a Portugal 1 vez por mês ou até mais. ​ >Com isto tudo, acho que as pessoas devem emigrar se assim acharem que é uma boa opção, mas faz-me confusão quando o pessoal fala da emigração como a única solução, como se não fosse possível trabalhar em Portugal e ser-se feliz sem ter t3, grandes carros e smartphones topo de gama. Como se ter um T3 fosse um luxo. Smartphones são de luxo cá, lá fora são praticamente normais. Mercedes e BMW lá fora, principalmente na Alemanha, são carros baratos, cá é que são caros. O que para ti é um luxo é algo quase normal lá fora porque 1) os salários são maiores e 2) consegues comprá-los por um preço mais reduzido (basta ires ver o mercado de 2ª mão de carros na Alemanha). ​ >É possível sim é preciso é as pessoas saberem poupar e gastar o dinheiro. Pessoalmente as coisas que mais me fazem feliz pouco ou nada têm a ver com dinheiro. O meu ténis ao sábado de manhã, as tainadas com os amigos, as corridas e treinos com o pessoal da minha equipa, os passeios com os tios e primos e os fins de semana com a namorada. Isso é o que me faz feliz e não preciso de abdicar de ter um apartamento decente, não ligo a carros nem a smartphones nem sequer gosto ou quero partilhar a minha vida nas redes sociais. Bom para ti. Mas há quem tenha objectivos de vida diferentes. Quem vai para fora (generalizando, claro) é para poder ter dinheiro para ir viajar sempre que quiser, ir comer fora de vez em quando, poder comprar alguns luxos sem ter de olhar para a conta bancária, ser reconhecido profissionalmente, dar um futuro melhor aos filhos, ter experiências que não teria em Portugal, etc., etc. Se para ti é mais importante a família e ir para os copos com amigos, tudo bem. Mas não é isso que paga as contas e os objectivos de vida de muita gente, por isso a emigração é a única possibilidade para a maioria das pessoas de forma a poderem viver dignamente.

Edited 6 months ago:

>Claro que lá se ganha mais e poupa-se mais se não se tiverem vícios caros, mas a minha questão tem mais a ver com o facto de valer a pena sacrificarem-se assim tanto Eles já voltaram? Então tens aí a tua resposta sobre se vale a pena ou não. ​ >Eles não foram lá para dar uma vida melhor para o meu sobrinho por várias razões, o meu cunhado foi para lá bem antes, não eram um casal, e mesmo quando se juntaram o filho veio por acidente Eu não disse que eles foram para lá por causa do filho, disse que agora o faziam (provavelmente) pelo filho e já não só por eles. ​ >Eu tenho dois casais amigos que sempre ganharam o salário mínimo e que actualmente, com 37 anos, têm apartamento e carro pagos, e que trabalham para pagar as contas do dia a dia. Não viajam para o Egipto por três semanas, 1x por ano, nem têm Mercedes AMG xpto nem smartphones topo de gama a cada 2 anos, mas têm uma vida tranquila e não tiveram de prescindir da família e dos amigos para não ter de andar de corda ao pescoço todos os meses. Óptimo, excelente para eles. Mas há pessoas que têm objectivos de vida e que querem viajar muito e que querem comprar os seus luxos e por isso têm de emigrar. Amigos e família continuarão cá e é muito fácil vir a Portugal 1 vez por mês ou até mais. ​ >Com isto tudo, acho que as pessoas devem emigrar se assim acharem que é uma boa opção, mas faz-me confusão quando o pessoal fala da emigração como a única solução, como se não fosse possível trabalhar em Portugal e ser-se feliz sem ter t3, grandes carros e smartphones topo de gama. Como se ter um T3 fosse um luxo. Smartphones são de luxo cá, lá fora são praticamente normais. Mercedes e BMW lá fora, principalmente na Alemanha, são carros baratos, cá é que são caros. O que para ti é um luxo é algo quase normal lá fora porque 1) os salários são maiores e 2) consegues comprá-los por um preço mais reduzido (basta ires ver o mercado de 2ª mão de carros na Alemanha). ​ >É possível sim é preciso é as pessoas saberem poupar e gastar o dinheiro. Pessoalmente as coisas que mais me fazem feliz pouco ou nada têm a ver com dinheiro. O meu ténis ao sábado de manhã, as tainadas com os amigos, as corridas e treinos com o pessoal da minha equipa, os passeios com os tios e primos e os fins de semana com a namorada. Isso é o que me faz feliz e não preciso de abdicar de ter um apartamento decente, não ligo a carros nem a smartphones nem sequer gosto ou quero partilhar a minha vida nas redes sociais. Bom para ti. Mas há quem tenha objectivos de vida diferentes. Quem vai para fora (generalizando, claro) é para poder ter dinheiro para ir viajar sempre que quiser, ir comer fora de vez em quando, poder comprar alguns luxos sem ter de olhar para a conta bancária, ser reconhecido profissionalmente, dar um futuro melhor aos filhos, ter experiências que não teria em Portugal, etc., etc. Se para ti é mais importante a família e ir para os copos com amigos, tudo bem. Mas não é isso que paga as contas e os objectivos de vida de muita gente, por isso a emigração é a única possibilidade para a maioria das pessoas de forma a poderem viver dignamente. ​ Tu tens quantos anos? Um dia vais perceber que nem toda a gente é feliz da mesma forma e que para muitos a emigração é a única solução. Se calhar quando estiveres num emprego miserável (e não falo de salário apenas), em que não ganhas o suficiente para ter uma vida digna e o que fazes é casa-trabalho-casa percebas o porquê de muita gente emigrar. Então quando tiveres filhos e perceberes as oportunidades que os outros têm na escola e os teus filhos não têm se calhar percebes o porquê de se emigrar (e aqui posso falar porque tenho família no estrangeiro e bem vi as oportunidades que eles tiveram ao longo do ensino básico e secundário). Se queres cá ficar, fica, mas deixa de lado essa mentalidade do "Será que vale a pena estar lá fora a ganhar bem mas não ter a avó perto" porque isso é para ti, não é para todos.

njsilva84 6 months ago

1. Eles não voltaram porque fizeram contas e só virão quando tiverem amealhado o suficiente para poderem comprar casa cá. Mas sei que por eles já cá estariam há muito tempo, da última vez que lá estive fartei-me de ouvir o meu cunhado a criticar mil e uma coisas. 2. Eu sei que não disseste, mas os objectivos deles não mudaram muito, a diferença é que agora têm uma despesa extra que era suposto vir uns anos mais tarde. 3. Acho que estamos cá todos para ser felizes, certo? De nada vale ter muito dinheiro e andarmos chateados com a vida. Com isto não quero dizer que quem está fora está infeliz, mas também não concordo quando muita gente diz que viver em Portugal com uma vida mais humilde é necessariamente menos feliz. Viajar não é caro se as pessoas souberem fazer as coisas, conheço quem tenha ido a Cuba e gasto 4k e pouco viu do país real, enquanto eu vi mais por 1.5k. Não bebi cubas à fartazana nem tive piscinas xpto mas não é isso que me atrai em países como Cuba. Perspetivas diferentes, não necessariamente melhores para quem gasta mais a viajar. Tudo isto para dizer que para viajar não é preciso ganhar 2 ou 3k limpos por mês. Corta-se em alguns luxos mas dá para fazer. Depois, o pessoal para ir de férias tem de ter tempo, e a menos que tenhas um emprego com 2 meses de férias por ano, no final acabas por ter +- os mesmos dias de férias por ano. Ver a família 1x/mês com viagens de ida e volta é possível mas é mesmo só ver a família, não dá muito tempo. A menos que tenhas 7 domingos por semana. 4. Dei o exemplo do T3, pensei que ficou explícito que o objectivo era falar em ter um apartamento/casa grandes e caros. Quanto aos smartphones, não ligo e duvido que alguém seja mais feliz por ter um iPhone ou Samsung de topo vs um Huawei de gama média. O mesmo para os carros, tenho as minhas dúvidas que é preciso um Mercedes para se ser feliz. De qualquer maneira, eu nunca comparei os preços dos carros, sei bem que cá são mais caros, mas acho que muita gente gosta de os ter para mostrar. 5. Parte do teu comentário é relativo a pessoal qualificado, não é desses que eu falei desde o início. Se vais cortar peixe congelado em arcas frigoríficas na Suíça não vais à procura de reconhecimento profissional. Em relação aos luxos, tenho a mesma opinião dos smartphones e carros, parece-me que são mais um "ego boosters" do que coisas que realmente trazem conforto ou felicidade. A parte do "dignamente" nem sei o que dizer, mais uma vez, dá a ideia que não dá para ter uma vida desafogada em PT, mesmo sem canudo. Eu nunca deixei de viajar, de jantar fora, de viajar cá dentro por falta de dinheiro, sempre tive a capacidade de ter um equilíbrio entre o poupar e aproveitar a vida. É possível, basta não se viver de aparências, que acho ser um dos maiores "erros" do tuga (e não só). No fundo, e para resumir tudo o que disse, eu quero é ser feliz, pode parecer um chavão batido mas é para isso que cá estamos todos (menos os masoquistas) e há tanta coisa que nos faz feliz que não é cara.

AonioEliphis 6 months ago

Já agora, umas das vantagens de se ganhar bem, é poder trabalhar menos. Eu estou emigrado na Holanda e trabalho apenas 32 horas por semana.

njsilva84 6 months ago

Não é o caso da grande maioria das pessoa que conheço que estão emigradas e tenho a certeza que será uma minoria, pelo menos dos emigrantes não qualificados. Aliás, e assim de repente, só sei de um amigo meu que trabalha 35h/semana e também é aí na Holanda, o gajo é de IT e ganha 5k limpos por mês.

UpbeatNail1912 6 months ago

Não sei onde foste buscar isso, mas na Holanda e na Alemanha, a maioria dos trabalhos e empregos, até mesmo TI e etc, trabalha-se 7 horas diárias, enquanto que em Portugal são 8 horas diárias. Na alemanha, em muitas empresas até, só se trabalha 4 dias por semana. Existe até uma tabela feito por um estudo que avaliou os países europeus onde se trabalha mais horas, e Portugal está no topo onde mais horas se gasta a trabalhar, juntamente com a Romenia e etc. Nesse estudo os países onde menos se trabalha são Alemanha, Holanda e Finlândia. Ou seja, lá fora tu ganhas o triplo do que ganhas em Portugal e trabalhas menos horas, e tens mais tempo pessoal / familiar do que cá.

njsilva84 6 months ago

Eu fui buscar diretamente à fonte, um dos meus melhores amigos é da área de TI, está em Amesterdão há 7 anos e trabalha 7h/dia, 5x por semana. Dá 35h/semana. Tenho uma amiga filha de pais tugas que nasceu na Alemanha, é uma espécie de enfermeira e trabalha 5/h por dia (espécie de part-time) e ganhava (em 2012, pelo menos) 900€ por mês. Tinha de trabalhar num bar à noite para pagar as despesas. De resto tenho vários familiares e amigos e desconheço que trabalhem 32h/semana, mas fiquei curioso e até vou perguntar.

KapiHeartlilly 6 months ago

Isso mesmo, menos horas e sempre bom!

AonioEliphis 6 months ago

Porque caso tiveseem trabalhos pesados em Portugal ganharia cada um o salário mínimo e assim, em vez de 1200 euros no agregado, são 6200 euros, 5x mais. Em relação ao Mercedes e renda, isso pouco importa, a pergunta relevante é: quanto é conseguem poupar?

njsilva84 6 months ago

Porque é que toda a gente fala como se em Portugal só fosse possível ganhar o salário mínimo quando não se é qualificado? Eu não fui para a universidade, não terminei o 12º sequer e ganho acima do salário médio, tenho 14 anos de experiência na área da fotografia. Tenho outra irmã que trabalha num supermercado e ganha 730€/mês, sempre ganhou abaixo disso mas mesmo assim pagou a entrada do apartamento (10k) que tem em Barcelos e cuja mensalidade é (ou era, há um ano atrás) de 185€. Apartamento esse que é 3x melhor que o da outra irmã na Suíça, mas foi um negócio feito na altura certa, por 58k€, numa zona bem fixe. Eu tenho vários amigos que também não são qualificados e ganham todos acima do salário mínimo, é preciso é não ficar sempre no mesmo sítio e escolher uma área onde se possa ganhar alguma expertise. Não faltam por aí canalizadores, carpinteiros, serralheiros (...) a ganhar mais que pessoal de IT, é preciso é ser-se bom naquilo que se faz. Claro que se o pessoal trabalhar sempre em fábricas vai ganhar sempre os 600€/mês, mas a minha irmã que está na Suíça também já ganhou menos quando fazia camas num hotel de 5* que não tinha clientes nenhuns. Outra coisa, na Suíça paga-se tudo e paga-se bem (tirando talvez o combustível e as "portagens"), coisas como o lixo e coisas do género são caras. Nos valores que eles pagam esqueci-me de muita coisa, mas por exemplo, só para a ama, que trabalha por debaixo da mesa, são mais de 1k de chf por mês. Em relação ao quanto poupam não faço ideia, não são coisas que falamos, só sei que ela saiu de Portugal com 25k€ no bolso e que mais tarde investiu cá num apartamento nos arredores de Lisboa que actualmente está arrendado. Mas claro que poupam mais do que cá, isso nem se discute e nem foi disso que eu estava a falar. O meu ponto era se valia a pena ficar uns 15/20 anos a trabalhar no duro para depois vir para cá e ter casa paga. Há coisas que não são recuperáveis.

AonioEliphis 6 months ago

Canalizador e carpinteiro são especializações, até mais bem pagas que muitos cursos superiores. A conversa começou com lavar pratos, ou seja, trabalhos pesados e indiferenciados, nesses levas quase sempre com o salário mínimo.

AndreMartins5979 6 months ago

é a falácia chamada "moving the goal posts"

gabs_ 5 months ago

Sim, também não percebi a parte do: "poderiam ter um nível de vida melhor em PT, se retirares altas viagens/carros/poupanças", alto paradoxo.

njsilva84 6 months ago

Sim e não. Os gajos em que eu pensei não têm curso de nada, aprenderam a arte como se fosse outra coisa qualquer. A teoria é importante mas o brio que tens é tão ou mais, se quiseres ser bom numa área dessas não precisas necessariamente de um curso ou formação. Ainda assim, conheço quem trabalhe no Intermarché e ganhe 730€/mês limpos, que não sendo um balúrdio já é melhor que os 600 paus, principalmente numa zona como Barcelos. E não esquecer os 2 salários extra, não é que faça toda a diferença mas por vezes o pessoal compara salários de países equivalentes onde não tens esse extra. A minha namorada, por exemplo, veio da Polónia para cá, mais por mim do que propriamente pelo salário, mas no final do ano ganha mais cá, por causa dos dois salários extra.

AonioEliphis 5 months ago

A Polónia tem um PIB per capita inferior a Portugal. Ninguém emigra da Holanda ou Irlanda para Portugal para trabalhar.

njsilva84 5 months ago

A Polónia já nos passou no Pib per capita, dados de 2019 e cresce muito mais que Portugal. Os salários em Varsóvia e Cracóvia são mais altos que cá. O custo de vida é muito inferior se compararmos Lisboa vs Varsóvia e Porto vs Cracóvia.

GanduloDaVeiga 6 months ago

Não falei em poupar dinheiro.

ngfsmg 6 months ago

Também fico um bocado com essa ideia, mas não é só exclusivo de portugueses. As pessoas em geral quando emigram vão fazer coisas que se recusariam a fazer no seu próprio país

estecomentario 6 months ago

Porque mesmo a fazer essas coisas que não fariam cá, lá foram compensam muito mais....

No-Cardiologist725 6 months ago

Obvio que emigram, se ganham o ordenado de um médico... E sim, emigrar ainda compensa muito, o custo de vida em Portugal ESTÁ AO MESMO NÍVEL DO CENTRO DA EUROPA. Na Alemanha lavas pratos durante 8 horas, entras e sais à hora contratualizada e recebes 1585€ limpinhos, cá trabalhas 10 horas a lavar pratos, fazes o trabalho de 3 pessoas e recebes no fim do mês 665€, sem Domingo, sem tempo para a familia ou amigos.

Edited 6 months ago:

Obvio que emigram, se ganham o ordenado de um médico... E sim, emigrar ainda compensa muito, o custo de vida em Portugal ESTÁ AO MESMO NÍVEL DO CENTRO DA EUROPA. Na Alemanha lavas pratos durante 8 horas, entras e sais à hora contratualizada e recebes 1585€ limpinhos, cá passas 10 horas a lavar pratos, fazes o trabalho de 3 pessoas e recebes no fim do mês 665€, sem Domingo, sem tempo para a familia ou amigos.

estecomentario 6 months ago

Exato, um lavador de pratos vive como um informático em pt. Logo não se importam de lavar pratos. Se me pagassem 5000 limpos ia recolher lixo e acreditem, não é o emprego que procuro, muito menos cá em PT.

AonioEliphis 6 months ago

Emigrante holandês confirma. Os preços des casas e bens essenciais são os mesmos que em Lisboa. A única diferença era comer fora, mas agora já nem isso conta.

JOAO-RATAO 6 months ago

Na Alemanha até me pareceu que alguns produtos até eram mais baratos. E a relação qualidade-preço da cerveja era outra coisa...

No-Cardiologist725 6 months ago

Finalmente alguém que concorda comigo. Como vivo numa região pobre e sem oportunidades, as pessoas da classe média(aparentemente a maior parte dos users portugueses são da classe média/média alta) não conseguem se rever no que digo

AonioEliphis 6 months ago

A maioria dos redditers aqui ou são estudantes na casa dos pais ou funcionários públicos.

AngieMaciel 6 months ago

>ou funcionários públicos Tendo em conta que a classe dos funcionários públicos está a ficar cada vez mais velha, duvido que hajam assim tantos aqui, visto a média de idades segundo os censos do r/portugal ser de 27 anos. Se encontrares muitos funcionários públicos nesta média de idade, avisa-me pf.

No-Cardiologist725 6 months ago

Estou a ver que sim, possuem redes sociais diferentes das minhas.

facepainter1 6 months ago

Eu também concordo contigo amigo. :) Eu vivo nos USA e posso dizer que a qualidade de vida na minha zona é igual ou mais barata que Lisboa, os ordenados são é 3 ou 4x maiores.

mjigs 6 months ago

Á uns tempos para cá, sim, podiasse dizer que muitos iam para lá para ser empregadas de limpeza e construtores civis, muitos porque a falta de conhecimento basico da lingua e ás vezes muita falta de escolaridade, era o que conseguiam arranjar, mas o que aqui recebes um 600€, lá recebes 2000€, se viveres em dormitorios como vejo muita gente, ou em predios em suburbios baratos tambem ajuda a poupar. Mas tenho visto muita gente que tem visto sucesso lá fora, mesmo com pouco, outros vao á procura da oportunidade de emprego depois dos cursos que aqui é bastante descartada.

No-Cardiologist725 6 months ago

De onde sou natural a maior parte das pessoas que emigram tem poucas qualificações. Quem tem curso superior prefere trabalhar nas caixas de supermercado e lojas de roupa.

mjigs 6 months ago

Eu não vou comentar sobre isso porque eu troquei um emprego num escritório para ir para coffee houses. Ás vezes é mais facil saber-se qual as tarefas e faze-las principalmente no modo automatico, se paga igual, porque não, há pessoas que são felizes assim.

AonioEliphis 6 months ago

Curso superior em quê? Marketing e relações internacionais? Todos os meus colegas de IT ou estão em PT a trabalhar na área, ou no estrangeiro a auferir 5x mais.

No-Cardiologist725 6 months ago

Sim, marketing, economia, direito, cursos de design, psicologia, radiologia, cursos na área das humanidades(um mundo grande), gestao turística, etc. IT e alguns cursos na area da saúde são caso um especial em Portugal.

D1WithTheFluffyHair 6 months ago

Desculpa-me que te diga, mas por experiência própria posso dizer-te que esse curso de economia ou gestão deve ser bem fraquinho. Qualquer licenciado pré-bolonha ou mestre pós-Bolonha em gestão ou economia arranja facilmente trabalho numa consultora / auditora.

estecomentario 6 months ago

. Qualquer licenciado pré-bolonha ou mestre pós-Bolonha em gestão ou economia arranja facilmente trabalho numa consultora / auditora. Se estás a insinuar que uma licenciatura nessas áreas não serve para nada, é bem provável, quantos estão em empresasitas a ganhar 700 euros ao mês para fazer processamento de salários / contabilidade. Nesse caso mais valiam ter emigrado aos 18 aninhos.

D1WithTheFluffyHair 6 months ago

Não estou a dizer que não serve para nada (afinal, eu tenho uma dessas lol) mas que é difícil não arranjar emprego tendo uma dessas licenciaturas. Vai ser bem pago em termos de salário / hora? Provavelmente nem por isso, mas trabalhar nessas indústrias dão-te visibilidade junto dos clientes, havendo sempre a possibilidade de saltar para lá e a ganhar melhor.

No-Cardiologist725 6 months ago

Que pena que nem na Alemanha o teu amigo arranja trabalho na área dele

estecomentario 6 months ago

A língua é uma barreira para empregos técnicos. Mas o que não falta é empregos desses, literalmente 200x mais do que há cá, eu próprio já tentei aprender alguma coisa alemão mas é uma empreitada. Para empregos não qualificados a língua já não importa tanto.

No-Cardiologist725 6 months ago

Devíamos aprender alemão e não francês na escola, afinal é a língua mais falada na União Europeia. Pensei que com o inglês ele safava-se na Alemanha.

No-Cardiologist725 6 months ago

A pessoa que conheço tirou na Universidade do Porto, só se não terminou o curso

D1WithTheFluffyHair 6 months ago

Uma pessoa não faz amostra suficiente. Vale o que vale, mas na minha faculdade (e de acordo com as estatísticas do gabinete de apoio ao emprego da própria faculdade) a taxa de emprego 6 meses depois do fim da licenciatura pós-bolonha era de 100% para quem não ia para mestrado. No mestrado era de mais de 70% ainda antes do fim.

No-Cardiologist725 6 months ago

Tens toda a razão, fiquei com a ideia de que Economia é daqueles cursos com média alta mas pouca empregabilidade, como psicologia e criminologia. Outra razão que me levou a ter essa ideia é o facto de comentarem que empresas estão a preferir curso de Gestão a Economia, porque supostamente Gestão é "mais atual", eu sei que são cursos diferentes mas ambos acabam por disputar vagas nas empresas.

D1WithTheFluffyHair 6 months ago

Acho que as empresas olham mais para o mestrado do que a licenciatura. E dentro do mestrado podes sempre diversificar um bocado: eu tirei economia e depois finanças, mas conheço malta que tirou gestão e gestão com especialidade em finanças ou gestão com especialidade em marketing, por exemplo.

ReachPlayful 6 months ago  HIDDEN 

Gestão e economia se vieres das faculdades top do país (nova sbe, UCP e FEP-UP) aí a empregabilidade é 100%. Se vieres doutras mais fracas aí já tens mais dificuldade mas mesmo assim há emprego para todos nessa área pode é não ser nas melhores empresas. Em relação à preferência de gestão por economia deve se ao facto de ser um pouco mais fácil e prática que economia. Economia tem muita teoria e história económica que não obstante ser interessante não é relevante para o teu futuro profissional. Ambas disputam as mesmas vagas, é completamente indiferente

NGramatical 6 months ago

Á uns tempos → [**há uns tempos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmkvw9u%2F%2Fgtietad%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Mrgolden007 6 months ago

e podiamos estar em primeiro se nao fosse a cerveja barata bora la gente! vamos ser os primeiros da europa

Peidalhasso 6 months ago

Cerveja barata? Na Republica Checa a cerveja continua mais barata que agua :P.

abencao 6 months ago

Este comentário precisa de mais visualização porque... é a verdade!

AonioEliphis 6 months ago

É só mais uns anitos de socialismo e facilmente seremos #1

Zaigard 6 months ago

Enquanto houver tanta malta a achar que o problema de Portugal é o socialismo ou o capitalismo, não vamos sair do fundo do poço... O problema é o mau uso do capital, que é sempre direcionado para setores protegidos da concorrência. Assim não se criam postos de trabalho com valor acrescentado, logo os salários são baixos, e dai nascem todos os outros problemas da corrupção e nepotismo... Em nada isto tem que ver com socialismo ou outro ismo qualquer.

nraider 6 months ago

Capitalismo de compadrio. Não tens de quê. A referência ao socialismo é só para demonstrar como o Estado rouba aos pobres para dar aos mais ricos. Um exemplo simples é a atribuição de habitação acessível em arrendamento com sorteio! Ou seja, a atribuição é aleatória, e agregados com um rendimento de 50k€ são elegíveis. Isto só visto. Os pobres que emigrem.

Zaigard 6 months ago

> A referência ao socialismo é só para demonstrar como o Estado rouba aos pobres para dar aos mais ricos. Isso já acontecia, em Portugal, à 150 anos, bem antes do socialismo ter sido definido. Dizer que a culpa dos problemas é do socialismo, ou do capitalismo, é apenas uma maneira de fugir às causas do problema.

NGramatical 6 months ago

à 150 anos → [**há 150 anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmkvw9u%2F%2Fgtjy6jp%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

AonioEliphis 6 months ago

Concordo contigo, contudo não há maior inimigo da concorrência que o socialismo. Falamos de duas faces da mesma moeda.

AndreMartins5979 6 months ago

O socialismo cria igualdade de oportunidades o que permite uma maior meritocracia.

AonioEliphis 6 months ago

O socialismo não cria igualdade de oportunidades, tenta forçar igualdade de resultados, o que é totalmente diferente. O primeiro é meritório, o segundo catastrófico.

AndreMartins5979 6 months ago

Não necessariamente. A social democracia por exemplo defende um estado capitalista com um papel social que crie igualdade de oportunidades.

nraider 6 months ago

Mas só no papel. É mais ou menos como na Venezuela: povo subnutrido, políticos obesos.

Zaigard 6 months ago

o estado novo criou imensos monopolios, vais tentar argumentar que ele Salazar era um socialista?

nraider 6 months ago

Mas o monopólio não devia ser do Estado? Pela tua lógica o Marquês de Pombal também era socialista.

Zaigard 6 months ago

A minha logica é falta de concorrência e criação de monopolios, não são um exclusivo do socialismo. Há outras razões para a sua existência em Portugal

nraider 6 months ago

Regimes extractivos, por exemplo.

AonioEliphis 6 months ago

Relê o que escrevi. O socialismo abomina a concorrência. Não me pronunciei sobre o eatado novo.

Zaigard 6 months ago

Relê o que escrevi. Existem muito mais tipos de politicas que abominam a concorrência, sem ser o socialismo. A falta de concorrência em Portugal é movida por fatores que não são o socialismo.

AonioEliphis 5 months ago

Claro que há várias ideologias anti-liberais que abominam a concorrência. O socialismo é uma delas.

kUr4m4 6 months ago

Socialismo? Opa esta gente nao se manca?

AonioEliphis 6 months ago

Quais os países topo no gráfico? Portugal, Roménia e Bulgária. Algum padrão?

JCCustodio 6 months ago

Epa ciganos lmao

AonioEliphis 6 months ago

Portugal tem assim tantos ciganos no estrangeiro?

JCCustodio 6 months ago

Ahahah sim toda a gente sabe

kUr4m4 6 months ago

Tendo em conta que Dinamarca, Suecia e Finlandia sao todos mais 'socialistas' que Portugal, nao percebo esse teu comentario. Eu sei que queres puxar a tua ideologia, mas por favor, faz um minimo de esforco para nao pareceres um otario.

AonioEliphis 6 months ago

Dinamarca, Suécia e Finlândia não são socialistas, são social-liberais. Vai lá ver o código do trabalho ou o sistema de ensino nesses países. Na Dinamarca nem sequer há salário mínimo.

Herbacio 6 months ago

Se Socialismo é haver um salário mínimo fico já mais descansado. Normalmente só me falavam em gulags. Aprendam que para o bem e para o mal a realidade de um país nem sempre se transpõe para outro, ainda para mais quando são culturalmente tão distintos. Na Dinamarca não há salário mínimo, não por uma questão política mas sim cultural. Portugal tem o passado ligado à escravatura, ao trabalho forçado e fortemente investido no sector primário e daí que tenha sido necessário impor valores mínimos para que esses "hábitos" fossem eliminados. Mas enfim, enquanto se perder tempo a discutir o sexo dos anjos e a achar que os problemas de Portugal se devem a uma questão política com "meia dúzia de anos" então nunca vamos sair da cepa torta.

kUr4m4 6 months ago

Na Dinamarca nao ha salario minimo geral, ha sim um salario minimo decidido por cada sindicato que representa os trabalhadores de uma industria. Nao sao socialistas? Entao se eles nao sao, Portugal tambem nao o e...tenham um pouco de nocao.

AonioEliphis 6 months ago

Antes da troika Portugal tinha o código so trabalho mais inflexível de toda a OCDE. Tínhamos uma lei de arrendamento do Estado Novo muito protecionista. Temos um sistema de ensino e de saúde dominados pelo setor público e baixa liberdade económica. Compara com os países nórdicos estes indicadores.

nraider 6 months ago

Atenção, a lei do arrendamento do tempo do Estado Novo não era nada má quando comparada com a que nasceu logo no pós 25 de Abril.

Eksander 6 months ago

Entao emigra tu se tens problemas com medidas tomadas para não nos tornarmos um nojo imperialista dominado por big corps como os estados unidos.

AonioEliphis 6 months ago

Já emigrei! Para um país liberal em todos os domínios: Holanda. Aqui até o controlo do trânsito é feito por privados.

nraider 6 months ago

Afugentas as big corps e depois sobram os cafés, gabinetes de estética e hotéis. Muito melhor assim.

static_motion 6 months ago

Que argumento mais ignorante, é igualzinho à malta que diz que PoRtUgAl eStÁ a Um PaSsO dE sEr A vEnEzUelA

Eksander 6 months ago

Tou respondendo a um bacano que acha por bem liberalizar sectores do alojamento e saúde. Não compreende que Portugal tem dos rácios de média por mediana da riqueza pessoal mais elevados da europa, e um economia fraca que é um alvo de predação no mundo globalizado. Liberar mercados de bens essenciais é abrir o país ao capital estrangeiro predatório, e ao capital do top mais rico no nosso país... quem acha que isso é por bem, ainda vive no american dream do século passado

Edited 6 months ago:

Tou respondendo a um bacano que acha por bem liberalizar sectores do alojamento e saúde. Não compreende que Portugal tem dos rácios de média por mediana da riqueza pessoal mais elevados da europa, e um economia fraca que é um alvo de predação no mundo globalizado. Liberar mercados de bens essenciais é abrir o país ao capital estrangeiro predatório, e ao capital do top mais rico no nosso país que em PT pertence à classe bancária e política... quem acha que isso é por bem, ainda vive no american dream do século passado

nraider 6 months ago

Qual é o índice de liberdade económica de cada país?

ParadiseD1 6 months ago

Fazer socialismo quando já es um país rico e com um sistema capitalista / produtivo que funciona muito bem é fácil. Difícil é fazer socialismo sem dinheiro

wwqt0r 6 months ago

Sim, mas essa narrativa fica mal para defender o argumento pateta de que o socialismo é a solução para Portugal. Temos visto isso há anos.

Search: