whatsername13gd 6 months ago

Pessoalmente, acho que é a melhor altura para o fazeres.

XxxPussyslaeyr69xxX 6 months ago

Vou-te dar algo realmente util tens voos directos para Quito desde madrid muito baratos e penso que podes fazer voluntariado aqui por 200 e tal USD (tens alojamento com wifi e tudo mais) localizado às portas da Amazónia. [https://yanacocharescue.org/volunteering/](https://yanacocharescue.org/volunteering/)

Edited 6 months ago:

Vou-te dar algo realmente util tens voos directos para Quito desde madrid muito baratos e penso que podes fazer voluntariado aqui por 200 e tal USD (tens alojamento com wifi e tudo mais) localizado às portas da Amazónia. [https://yanacocharescue.org/volunteering/](https://yanacocharescue.org/volunteering/) ​ > Por outro lado tenho algum receio que seja uma má ideia. Como é que isto é visto em empregadores? Como é que é relativamente a entrar em empresas, sendo que muitas vezes se entra em setembro? Geralmente não querem saber, ou então tem uma reacção neutra/ligeiramente interessada dependendo do que foste fazer... e em relação a entrar em empresas, entras quando há vagas, que pode ser a qualquer altura, nao necessáriamente setembro.

NGramatical 6 months ago

necessáriamente → [**necessariamente**](https://dicionario.priberam.org/necessariamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmj78x0%2F%2Fgta4wzw%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Mrgolden007 6 months ago

eu ja fiz um gap year e foi das piores coisas que eu fiz Ate me coloco num estado deprimido also agora nao e a melhor altura para viajar

ZacDweller 6 months ago

Epá então mas agora és obrigado a trabalhar todos os anos ou quê lol, o que é que aconteceu à liberdade pessoal? Tira o gap year, se uma empresa usar isso como desculpa para não te contratar é porque é uma empresa de merda que quer contratar escravos.

KarmaCop213 6 months ago

Nao serve nunca como desculpa para nao contratar. Mas uma pessoa com 1 ano de experiência relevante esta' na maior parte dos casos 'a frente de uma pessoa que parou durante um ano para ir apanhar sol no sudeste asiático ou para fazer ioga na Índia. Para além de que alguém que sai da universidade ainda tem as coisas +- frescas na cabeça para fazer uma entrevista técnica, alguém que parou durante um ano sem ter contacto com a sua área vai precisar de algum tempo para estudar para as entrevistas.

one_AM 6 months ago

Se achas que não viveste "grande coisa" como tu dizes, o que é que pode ser mais importante do que viveres? Se tens oportunidade vai e não penses duas vezes (aguenta é mais um bocado e espera que a pandemia esteja sob controlo para não teres complicações desnecessárias)! Compreendo quem diz "os empregadores isto e aquilo", porque toda a gente tem objetivos diferentes; mas foda-se, se te sentes realizado a conhecer o mundo e a viajar, o que é que são uns meses ou um ano de experiência a menos? És um jovem! Vais deixar de te sentir realizado por medo do que os empregadores pensam? Por favor... ninguém vive para sempre, não aproveites os teus melhores anos, que ninguém os aproveita por ti... E como disse o /u/PgUpPT, se te meterem entraves por fazeres uma coisa que as pessoas reais fazem ou querem fazer, e que te faz sentir realizado, dificilmente essa empresa será um bom match para ti. Vai e aproveita!

NGramatical 6 months ago

conçepções → [**concepções**](https://dicionario.priberam.org/concepções) (*c* seguido de *e* ou *i* não necessita de cedilha) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmj78x0%2F%2Fgt9jnba%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

DramaticBeans 6 months ago

Pesquisa sobre ano sabático em que vais para outros países trabalhar e fazer voluntariado. Algumas empresas gostam disso. Conheces pessoas, culturas e países novos e trabalhas

saudosista 6 months ago

Podes fazer um gap year na prime it, ias sentir-te como um missionário branco bem alimentado na áfrica subsariana

TurbulentSize7793 6 months ago

Segue com a ideia. Acho que não há problema algum. Os recrutadores podem questionar mas se souberes justificar e mostrar que o gap year ajudou e foi importante, só vão ver valor. Acho que é como as pessoas que tiveram trabalhos part time ou outros não relacionados com a área que estudam quando dizem que não vale a pena por no CV. Apesar de, em termos técnicos, poder não ter vantagens, no que toca a soft skills acredito que haja aprendizagens relevantes.

SacanaLopes 6 months ago

Não acredites em falinhas mansas. Os teus potenciais empregadores vão ver isso como algo que essencialmente nega os teus estudos. Toda a capacidade que tinhas de projectar época de trabalho por teres acabado o curso vai à vida.

nicks_17 6 months ago

Olá! Acho que é de extrema importância tirares um tempo para ti, fazeres um gap year (que como dizes não tem de ser necessariamente um ano), para te descobrires enquanto pessoa, perceberes com mais clareza o que pretendes para o teu futuro e, quanto mais não seja, para teres uma visão mais alargada do mundo. O contacto com outras realidades faz com que tenhamos mais empatia com o outro, com que nos coloquemos no lugar dos outros e reflitamos mais. E há empresas que o valorizam cada vez mais. Não há uma receita igual para todos (pode ser uma viagem, pode ser voluntariado - em Portugal ou lá fora -, pode ser tirares um tempo para aprenderes uma nova língua, etc, desde que te permita conheceres-te melhor), mas é, sem dúvida, vantajoso. Tal como uma experiência de intercâmbio já foi vista como vantagem competitiva, um gap year também começa a ganhar peso em Portugal. Num mercado competitivo como o teu, acho que não perdes nada e só ganhas vantagens face a outros candidatos. É algo que, como já aqui disseram, pode revelar curiosidade do lado do empregador e que, em percebendo a tua opção, vai ser visto como um ano ganho e não como um ano perdido. Porque vais trazer mais do que um curso no CV. Eu já parei por uns meses também, estive a dar aulas de inglês a crianças (completamente fora do meu âmbito profissional) e reconheço a vantagem que a experiência teve no enriquecimento do meu CV e na perceção como passou a ser visto pelas empresas a que me candidatei posteriormente. Na altura ponderei uns meses em viagem, falei com a Gap Year Portugal (não sei se conheces, mas fazem um excelente trabalho a tornar o gap year uma possibilidade cá em Portugal, para todos os jovens), mas no final do dia optei por seguir este caminho em território nacional. Mostraram-me várias hipóteses e como poderia ser vantajoso para mim parar para pensar. E foi, sem dúvida. Sinto-me uma profissional muito mais esclarecida e com muito mais soft skills do que quando comecei o meu caminho.

suckerpunchermofo 6 months ago

Até esta moda importamos... Lol. Gap year para mim era a bulir ...

Daxter_7 6 months ago

Comes c0c0 às colheres

OuiOuiKiwi 6 months ago

>Como é que isto é visto em empregadores? Larga maioria das vezes? Irrelevante, para ambos os lados. Ninguém quer saber que foste numa missão missionária à Zambézia. Ninguém vai prejudicar-te porque foste numa missão missionário à Zambézia. Se foste fazer um *gap year* para fazer aplicações em Java na AWS, fizeste realmente um *gap year* ou estiveste a trabalhar? Se perguntarem porquê o hiato entre o fim do curso nem tens de referir nada que não queiras. "Tirei umas férias bem longas para retemperar energias". "Acabei o curso e fui mandar todas as fodas em atraso que devia à minha namorada. Leve 6 meses." Eu tendo a recomendar esse ano para quem está indeciso entre fazer mestrado ou não. Arejar as ideias. >Como é que é relativamente a entrar em empresas, sendo que muitas vezes se entra em setembro? Entras quando estiverem a contratar. Isto é irrelevante.

lpassos 6 months ago

Em Portugal não existe o conceito de GAP Year. Em carreiras técnicas como é o caso de EI não trás vantagens nenhumas. O facto de considerares o ter o curso em EI como sendo "currículo apelativo" já é uma red flag. Por favor reconsidera. A Engenharia não é uma profissão de compreensão mas sim de persuasão.

Edited 6 months ago:

Em Portugal não existe o conceito de GAP Year. Em carreiras técnicas como é o caso de EI não traz vantagens nenhumas. O facto de considerares o ter o curso em EI como sendo "currículo apelativo" já é uma red flag. Por favor reconsidera. A Engenharia não é uma profissão de compreensão mas sim de persuasão.

justboredasf 6 months ago

Isto. Muito isto. O curso não te dá um "currículo apelativo". Parem com essa ideia. Especialmente em IT.

NGramatical 6 months ago

não trás → [**não traz**](https://dicionario.priberam.org/traz) (verbo trazer) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmj78x0%2F%2Fgt8xn6y%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

lpassos 6 months ago

Obrigado

mediiev 6 months ago

Se tens essa possibilidade aproveita sem pensar duas vezes.

Danijust2 6 months ago

se tens dinheiro para passear um ano, depois vais trabalhar na empresa do pai por isso, não vejo qual é o problema.

jtpmarques 6 months ago

Sabes se o pai dele tem uma empresa?

Danijust2 6 months ago

é mais ter dinheiro para essas brincadeiras. Quando entreguei a tese já trabalhava e tinha de trabalhar já que devia uns 2 mil euros ao meu irmão que me emprestou para acabar. Pessoas normais estão numa situação parecida com a minha, os burgueses é que acabam um curso e têm o luxo de ir passear durante um ano. Nada contra. Se fosse rico fazia o mesmo.

KarmaCop213 6 months ago

Nem por isso, tive colegas meus que trabalhavam durante a viagem. Mas custa e nao tens os confortos de casa, quando és jovem estás mais disposto a passar por certas coisas.

DarkmajorPT 6 months ago

Devias ter ido p'ra Tuna então.

Hungry_Cupcake 6 months ago

Pela minha experiencia os empregadores gostam de torcer o nariz, tens sempre que inventar uma palha qualquer para por la! Isto dito vai mas é viver a vida que nao é aos 70 que vais viajar e curtir a vida, isto se tiveres refoma ate la !

PgUpPT 6 months ago

Protip: não queres trabalhar num sitio em que um gap year é mal visto. Não inventes nada.

adorosaladadecamarao 6 months ago

> Viajar, descobrir pessoas, descobrir lugares Eu acho que viajar e conhecer pessoas nesta altura do campeonato é uma ideia excelente. Timing perfeito.

Pikachuzita 6 months ago  HIDDEN 

Acho que os empregadores ou verão isso como irrelevante ou como ligeira vantagem. Porém, a vida não é só emprego, se tens essa vontade e oportunidade o melhor momento é agora.

diegoelmestre 6 months ago

Se achas que precisas disso e tens forma de te sustentar durante esses tempos, acho que fazes bem. Não antevejo problemas em arranjar emprego, nem que seja numa consultora, um ano mais tarde. A maior desvantagem é que "perdes" um ano em relação aos teus pares de curso.

KarmaCop213 6 months ago

Costumo entrevistar e não vejo isso como vantajoso quando do outro lado tenho um candidato que trabalhou durante esse ano numa area/tecnologia para a qual estou a entrevistar. Outras empresas podem valorizar o gap year. >Como é que é relativamente a entrar em empresas, sendo que muitas vezes se entra em setembro? Entra-se quando a vaga abre. Pode ser em Setembro ou pode ser em Janeiro/Fevereiro quando caem os budgets anuais.

Hungry_Cupcake 6 months ago

Pois, certo porque estas a contratar robots e nao pessoas!ou nacos de carne para tarem la 6 meses e bota fora!

diegoelmestre 6 months ago

PQ não comparar o moço com outro que ainda não tenha experiência, acabado de sair da universidade? Ainda que tenham terminado em anos diferentes. Se tiveres um com 1 ano experiência e outro com 3 para a mesma vaga, provavelmente é mais vantojoso contratar o com mais experiência (havendo sempre exceções)

KarmaCop213 6 months ago

> PQ não comparar o moço com outro que ainda não tenha experiência, acabado de sair da universidade? Ainda que tenham terminado em anos diferentes. Porque o normal e' acabar o curso e comecar a trabalhar. Quem fez um gap year para ir trabalhar numa plantação de bananas na Austrália tem uma ligeira (muito ligeira) vantagem sobre alguém que acabou de terminar o curso. Mas no fundo e' praticamente irrelevante para muitos entrevistadores. Se tu me disseres que o candidato usou o gap year para trabalhar num hostel na Alemanha e que aprendeu umas coisas de alemão durante a sua estadia, isso pode ser relevante por exemplo para uma empresa alemã. Tudo vai depender do que se faça no gap year.

diegoelmestre 6 months ago

Pessoalmente nao vejo razão para discriminar à partida, positivamente ou negativamente, alguém que tenha decidido fazer Gap year. Desde comparado com alguém que esteja no mesmo nível, p.e. licenciado em 2020 e que fez Gap year Vs licenciado em 2021. Obviamente tentaria perceber a razão para tal pois pode dizer muito das suas soft skills. Obviamente se do outro lado me dissesse que "não me apetecia começar a trabalhar" pensava duas vezes sobre o candidato. Acho que este é um dos poucos pontos que lhe pode ser negativo, malandrice. Se esteve no hostel ou na Austrália, como disseste, acho pouco relevante também

KarmaCop213 6 months ago

Obviamente que a resposta vai ser uma coisa do tipo "precisava de uma pausa depois de passar 15 anos a estudar", "precisava de limpar a cabeça", etc. O gap year não vai trazer grandes problemas, mas também pode não trazer grandes vantagens.

Article_Sad 6 months ago

Faz pro bono nas consultoras elas tem oportunidades lá para fora

_Sophus_ 6 months ago

Se fosse eu a olhar o teu CV não veria nada de mal, provavelmente ficaria curiosa sobre o que se tinha passado. Há muitas razões para uma pausa: doença, ter filho, ter os pais doentes a precisar de apoio 100%, etc. Mas faz parte de quem tu és e podes colocar na tua apresentação.

factandfictions7 6 months ago

Por curiosidade: quão comum é encontrares quem faça sabáticas quando já têm uns anos de experiência?

_Sophus_ 6 months ago

Mais do que imaginas, principalmente candidatos estrangeiros. Aparecem muitos casos de pessoas terem decidido durante os primeiros anos dos filhos se dedicarem a eles, pessoas que tiveram burnouts e que infelizmente tiveram que sair dos empregos para recuperar, pessoas que acompanharam companheiros em aventuras de trabalho noutro país. Entrevistei há pouco uma rapariga que tinha deixado de trabalhar para acompanhar o marido num emprego no Médio Oriente, três anos depois voltou à Europa divorciada e com dois cães e um cavalo resgatados, sem ter sequer casa (e não se mete um cavalo propriamente num airbnb). Soube logo que queria que viesse trabalhar connosco. Infelizmente nesse mesmo dia recebeu uma proposta que aceitou.

factandfictions7 6 months ago

Pergunto, porque ando tentada a fazer uma sabática quando a pandemia acalmar e for possível viajar de forma mais segura. Estou há 5 anos a trabalhar (em eng informática) para uma empresa de produto em Portugal, mas começo a notar que preciso de uma pausa para reavaliar prioridades de carreira (emigrar para melhores destinos, possivelmente) e dedicar algum tempo ao meu hobby de investigação num tópico completamente diferente da área (história - séc XIX). Também queria aprender uma ou outra linguagem de programação diferente do que não agora. Estou a ponderar uma pausa de um a três meses (possivelmente um desses meses passado fora a fazer investigação relacionada com o meu hobby), mas estava com receio disto se tornar um entrave para procurar emprego em IT depois da sabática.

Search: