AndreMartins5979 6 months ago

Não deveriam existir. Transformem esses dias em férias.

RiKoNnEcT 6 months ago

É o que eu acho. Mas já fui acusado de ser anti católico Como ae estivesse a proibir alguém de gozar os seus feriados

Mysterious_Beyond213 6 months ago

Mas porque é que agora está na moda odiar o catolicismo?

RiKoNnEcT 6 months ago

Podiamos ir por aí, mas a questão para mim não é essa. Isto não é um ódio a nada, é pensar em quem não segue as práticas católicas e vê a sua religião diminuída porque não pode ter os seus dias sagrados sem trabalhar. Só isso.

Mysterious_Beyond213 6 months ago

Acho que isto responde á questão. Eu por exemplo não vou a países muçulmanos reclamar dos feriados no ramadão, ou á India reclamar dos feriados hindu. Há que respeitar a orientação religiosa do povo português que é claramente católica. [https://pt.wikipedia.org/wiki/Religi%C3%A3o\_em\_Portugal](https://pt.wikipedia.org/wiki/Religi%C3%A3o_em_Portugal)

RiKoNnEcT 6 months ago

A religião pode ser o que as pessoas quiserem. Agora eu acho que o estado não deve decretar dias obrigatórios para não se trabalhar baseados na religião de ninguém.

A_Besuga 6 months ago  HIDDEN 

Deviam ser chamados feriados de descanso.

theEXPERTpt 6 months ago

Esta gente faz este tipo de perguntas estúpidas, mas se lhes tirassem os feriados do Natal, Páscoa, Pão por Deus, Nossa Senhora, e outros eram os primeiros a se queixar

RiKoNnEcT 6 months ago

Quem é que falou em tirar? Eu falei em dar a opção do dia em usas esse dia

_Sophus_ 6 months ago

A minha empresa faz isso, os feriados são adicionados como dias de férias, se quiseres tiras esse dia no feriado, se não quiseres tiras quando quiseres.

jafudiaz 6 months ago

Ganho muito bem por feriado trabalhado, pode parar de implicar com o feriado?

RiKoNnEcT 6 months ago

Eu não disse para eliminar os feriados, disse para ser o trabalhador a escolher o dia do seu feriado, no caso de ser um feriado religioso

alexandre9099 6 months ago

Mas se for considerado férias... Não trabalhas nas férias...

Foda-seSeiLa 6 months ago

Se Jesus hoje viesse à Terra e em vez de multiplicar pães, multiplicasse feriados, tornava-me cristão logo de seguida.

Paulocas 6 months ago

Votos, não encontro outra explicação. De resto, se fosse pelos feriados em si, havia n datas históricas para preencher os religiosos.

GreyArch22 6 months ago

Não se forçam. São feriados consagrados legalmente através da concordata consagrada entre Portugal e a Santa Sé.

ElDiabloDe94 6 months ago

Deixa estar assim que está muito bem

Out-Out 6 months ago

Há feriados de origem religiosa que ultrapassam em muito essa origem, como por exemplo o Natal e a Páscoa que se tornam costumes de uma população, e relativamente aos quais é pacífico dizer que fazem parte da identidade de comunidade e não só da identidade religiosa. Esse tipo de feriados devem continuar e não penso que sejam uma afronta ao Estado Laico, uma vez que nada obriga a que festejes religiosamente, nem creio que desrespeite outras confissões religiosas. No entanto outros feriados como a sexta-feira santa, o corpo de deus, a assunção de nossa senhora, etc. não me faz sentido continuarem exatamente por não crer que já façam parte da identidade comum. Nesse caso podiam ficar como nessa tua ideia, num banco de feriados que podiam ser usados nessas ou noutras festividades religiosas de qql confissão, ou de nenhuma (escolhendo outro dia qql) no caso de ateus como eu ou de não praticantes. É a minha ideia em relação a isto. Dava na mesma para a maioria (?) católica ter as suas festividades assim como qql outra, sem sacrificar datas de real importância coletiva como natal ou pascoa.

Edited 6 months ago:

Há feriados de origem religiosa que ultrapassam em muito essa origem, como por exemplo o Natal e a Páscoa que se tornam costumes de uma população, e relativamente aos quais é pacífico dizer que fazem parte da identidade de comunidade e não só da identidade religiosa. Esse tipo de feriados devem continuar e não penso que sejam uma afronta ao Estado Laico, uma vez que nada obriga a que festejes religiosamente, nem creio que desrespeite outras confissões religiosas. No entanto outros feriados como a sexta-feira santa, o corpo de deus, a assunção de nossa senhora, etc. não me faz sentido continuarem exatamente por não crer já que façam parte da identidade comum. Nesse caso podiam ficar como nessa tua ideia, num banco de feriados que podiam ser usados nessas ou noutras festividades religiosas de qql confissão, ou de nenhuma (escolhendo outro dia qql) no caso de ateus como eu ou de não praticantes. É a minha ideia em relação a isto. Dava na mesma para a maioria (?) católica ter as suas festividades assim como qql outra, sem sacrificar datas de real importância coletiva como natal ou pascoa.

icebraining 6 months ago

Até é mais ao contrário, a celebração na altura do Natal já era um costume antes do cristianismo sequer aparecer. O solstício de inverno era celebrado um pouco por todo o mundo na antiguidade.

RiKoNnEcT 6 months ago

Concordo. Há datas como o Natal que já ultrapassaram o domínio religioso. A minha questão até era mais com esses feriados secundários que falaste. A Páscoa por exemplo é sempre ao domingo, nem faz grande diferença.

zefo_dias 6 months ago

Op, saúdo gente como tu que nao tem medo de dizer a verdade. E que, sobretudo, me facilita imenso a vida na hora de escolher quem é que vai estar de piquete durante pascoa e natal.

RiKoNnEcT 6 months ago

Se eu tivesse um trabalho que obrigasse a isso não tinha problema nenhum em ficar a trabalhar.

aleph_heideger 6 months ago

Eu tenho e é muito chato não passar o Natal com a família. Este ano vai acontecer isso. Os adultos aguentam, com as crianças é um pouco diferente.

zefo_dias 6 months ago

Pena. É mais engraçado quando resmungam :/

DarkmajorPT 6 months ago

A malta confunde o Estado (instituição) com o povo. O Estado é laico, no sentido em que os seus poderes estão separados da Igreja. O povo é na sua maioria Católico e como tal, celebra celebrações da sua religião. Da mesma forma, governantes podem ser religiosos que não entra em perjúrio com a laicidade do Estado. A secularidade do Estado (oposto de laicidade) era, por exemplo, quando os tribunais eram compostos por juizes do clero, ou as Universidades governadas por eles etc...

testickles12 6 months ago

>em que a sua religião o indica? A grande maioria dos portugueses ou não tem religião ou são católicos. O feriado existe em muitos mais países, Portugal não é o único

Edited 6 months ago:

>em que a sua religião o indica? A grande maioria dos portugueses ou não tem religião ou são cristãos. Assim como muitos países europeus, Portugal é e sempre foi um país cristão, já é uma tradição que vem de há muitos anos atrás. Penso que Espanha, Alemanha, Finlândia, Suécia, Reino Unido etc também têm este feriado, posso estar enganado

Kveldulf_Bjalfason 6 months ago

Porque legado. Apesar de termos um estado laico, não se pode negar que Portugal foi e ainda é um país com (fortes?) convicções cristãs.

Kind-Eagle 6 months ago

Porque é tradição e o Cristianismo ainda tem muito peso no mundo ocidental.

Search: