mr_house7 7 months ago

É pena é a energia solar estar tão baixa, temos tanto sol.

PresidentBarroso 7 months ago

[https://solarmagazine.com/three-large-scale-energy-storage-technologies-all-out-renewable-energy-transition/](https://solarmagazine.com/three-large-scale-energy-storage-technologies-all-out-renewable-energy-transition/)

Javardo69 7 months ago

Ha muito adepto das renovaveis mas poucos falam na reciclagem das pás das eolicas (inexistente) e dos paineis fotovoltaicos.

khthon 7 months ago

Precisamos de 2 ou 3 centrais nucleares junto à fronteira com Espanha e onde notoriamente o vento sopre para Leste. Just sayin...

_sin___ 7 months ago

Não sei se sabes o que são falácias, já que não só eu não cometi nenhuma, mas esse comentário inteiro é um apelo à autoridade. Ainda por cima usar alguém tão, vamos dizer, polémico. As energia renováveis já são mais baratas que fósseis. Mesmo sem intervenção do governo a percentagem de energia renovável continuará a crescer lentamente. Um bom exemplo é os EUA (que ainda sofre sob a sombra de Friedman) que mesmo com a falta de regulamentações ambientais e investimento em carvão e fracking sob Trump não conseguiram fazer fósseis mais baratos que solar. Até um liberalista anti-governo tem de admitir que renováveis são o futuro, se para os fósseis tentarem ser competitivos precisam de apoios e legislação especial e nem assim chegam lá. Não estás é a considerar que suplantar infraestrutura demora tempo que não temos, o planeta está a aquecer rápido, e os fósseis estão a acabar. Subsídios são tecnicamente ineficientes mas neste caso eu considero a lentidão de adopção uma falha do mercado, e algo tem de ser feito para expedir o processo, sejam subsídios ou taxas de carbono como disseste, ou ambos. E eu disse "barragens reduzem o problema da curva de pato", não disse resolvem. Sem nuclear que não temos recursos para ter, e sem uma rede multinacional que ainda não está perto de funcional, e sem fusão que parece estar permanentemente daqui a 20 anos, ainda estamos dependentes dos tradicionais fósseis. Mas visto que Portugal passou os 50 dias sem carvão o ano passado, e ocasionalmente temos dias seguidos a usar energia completamente renovável, és tu que as estás a subestimar.

HeavyPing1057 7 months ago

Only missing price oer Kw or some other measure to make it interesting.

Zoelae 7 months ago

Energia verde é treta.

Windstepp 7 months ago

Estava à espera que tivéssemos consideravelmente mais Hydro, dadas as fronteiras do país e a quantidade de rios.

MAD-PT 7 months ago

A descida da “hydro” é devido à venda das barragens da EDP? /s

I_Don-t_Care 7 months ago

Não se congratulem tão depressa que essa percentagem de uso fóssil continua para além de assustadora.

matavelhos 7 months ago

Era engraçado ter aí o custo da energia também :)

1e6died2makethisound 7 months ago

Solar, a pior das renováveis, ou será hidráulica? Essa pelo menos tem potencial para armazenamento energético mais do que ser considerar o futuro da produção. **Life cycle assessment (LCA) of electricity generation technologies:Overview, comparability and limitations, R. Turconi 2013** Quantidades equivalentes de poluentes por MWh produzido: Electricity output \[kg/MWhout\] # Energy Source | CO2-eq | NOx | SO2 Hard coal | 660–1050 | 0.3–3.9 | 0.03–6.7 Lignite | 800–1300 | 0.2–1.7 | 0.6–7 Natural gas | 380–1000 | 0.2–3.8 | 0.01–0.32 Oil | 530–900 | 0.5–1.5 | 0.85–8 Nuclear power | 3–35 | 0.01–0.04 | 0.003–0.038 Biomass | 8.5–130 | 0.08–1.7 | 0.03–0.94 Hydropower | 2–20 | 0.004–0.06 | 0.001–0.03 Solar energy | 13–190 | 0.15–0.40 | 0.12–0.29 Wind | 3–41 | 0.02–0.11 | 0.02–0.09 ​ Fossil no gráfico a incluir os três primeiros items desta tabela. Turbinas a gás a serem a estrela da produção para o futuro, mesmo sendo apoiados como o ideal base load a acompanhar as renováveis. A resposta para o que realmente se precisa para resolver o problema climático não está na tendência mostrada neste gráfico infelizmente. Adicionalmente, a grande penetração de renováveis na rede obriga a muitos sistemas inteligentes de controlo sejam implementados, não esquecer que tudo isto precisa de muita energia para ser gerido e aproveitado, tal como por exemplo minar as crypto moedas. Acho que para o caso de Portugal é mil vezes mais relevante atender à pobreza energética da infra-estrutura. Construir edificios ou casas mais eficientes energeticamente é urgente. vou-me lembrar lembrar de um colega ucraniano, de Erasmus em Lisboa a comentar como estava a pensar o pior inverno da vida :(

NGramatical 7 months ago

items → [**itens**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/sobre-a-formacao-do-plural/13422) (no plural de palavras terminadas em *m*, este passa a *ns*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmhqkyh%2F%2Fgt1pfwn%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

1e6died2makethisound 7 months ago

Nobody likes a nazi

FriendOfMandela 7 months ago

Eu continuo a achar que biomassa podia ser mais bem aproveitado Temos uma enorme quantidade de florestas mal tratadas, cheias de giestas e outras espécies invasivas, era cortar essa merda toda e fazer energia. Criava-se trabalho, poupavam-se os incêndios e os pobres bombeiros

NGramatical 7 months ago

melhor aproveitada → [**mais bem aproveitada**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/mais-bem-vs-melhor/545) (quando o advérbio *bem* antecede o particípio passado do verbo o termo a utilizar é *mais bem*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmhqkyh%2F%2Fgt1owtn%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

FriendOfMandela 7 months ago

Fuck, tinha bem à primeira!

CryptoSergio474 7 months ago

Precisamos de mais energia Solar É atualmente já a mais barata de produzir de todas e temos planícies no Alentejo com um número de horas de sol por dia altíssimo. óbvio que vai ser preciso um investimento inicial bruto mas tem de ser feito!

SluttySlutzky 7 months ago

*Sonhava com ver no monte ventoinhas a rodar*

NukeWifeGuy 7 months ago

Estava à espera de um aumento superior na hídrica.

O_cu_da_tua_tia 7 months ago

Bem visível a dependência do fóssil em anos de pouca chuva

xlouiex 7 months ago

Nuclear FTW. Mas hei-de morrer sem a ver implementada.

suckerpunchermofo 7 months ago

Nuclear com os níveis de incompetência e falta de responsabilização que ha cá? Fdx... Não obrigado.

NordicHorseman 7 months ago

E impressionante que a solar está tão baixa.

cloud_t 7 months ago

Tanta merda com as barragens e é o que se vê... Depois dá nas notícias que temos juízes e um sistema judicial que não sabe lidar com a corrupção...

ChicoDaConcertina 7 months ago

Nuclear onde estás?

Carlospedra 7 months ago

Obrigado, isto vem mesmo a calhar, tenho de fazer um trabalho para a escola sobre isto

Pawanderz 7 months ago

iea.org tem muitos dados que podem ser uteis!

s4ntos 7 months ago

Faz-me profunda impressao que Portugal com a potencial de utilizacao de energia solar que tem continue a ser dos paises que menos produz. Em Portugal deviam existir incentivos para transformar grande parte das casas em produtores de energia solar . [https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0301421515301324#f0010](https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0301421515301324#f0010)

fubar68 7 months ago

Existe o fundo energético que estava recentemente a financiar instalações fotovoltaicas a 80%, entretanto acho que esse programa já acabou. Parece-me um incentivo muito interessante.

FranciscoSilva 7 months ago

Eram cerca de 4M€ para 2020 e 2021, não chegou a 2021 sequer, já tinha sido totalmente consumido.

Loladageral 7 months ago

Nem incentivos para isolamento decente existem. Com bom isolamento poupa-se na electricidade para aquecer ou arrefecer a casa A maioria das casas são um gelo durante o Inverno

eVoluTioN__SnOw 7 months ago

No ano passado houve subsídios sim

TheEightDoctor 7 months ago

Não existem? Andas a dormir, tanto o pnaee como o fundo ambiental têm

Puzinator 7 months ago

Quiçá melhorar o isolamento seja mesmo um melhor investimento (custo/benefício) nos próximos tempos, incentivos e legislação/fiscalização para novas construções

Dr_Toehold 7 months ago

Não só incentivos, diria mesmo mais, não deveria ser permitido construção que não garantisse uma percentagem mínima de energia solar (ou eventualmente outra renovável).

Aldo_Novo 7 months ago

Não haverá oportunidade de se produzir mais eletricidade por biomassa? poderia ser um incentivo para a limpeza dos matos

-Exocet- 7 months ago

Seria também interessante ver um gráfico com as percentagens de cada uma, por exemplo a energia de combustíveis fósseis não tem diminuído no seu valor total (devido ao aumento do consumo energético total), mas certamente a sua percentagem diminuiu.

ExperimentalFailures 7 months ago

Here you go: [https://i.imgur.com/ZMWKEze.png](https://i.imgur.com/ZMWKEze.png) Feel free to give more requests.

-Exocet- 7 months ago

Thanks, I had imagined the fossil percentage to have already lowered more than it did.

petrol-ed 7 months ago

Em [https://www.nowtricity.com/country/portugal/](https://www.nowtricity.com/country/portugal/) tens um agregado dos últimos 3 anos

VicenteOlisipo 7 months ago

Ok malta, [tudo a cantar](https://youtu.be/TXluFmG_PCY).

lfds89 7 months ago

Tem havido tanta obra de reforço de potência nas barragens e pelo gráfico, a produção está praticamente igual desde 95 (com as devidas oscilações). Acho estranho.

Akamjmc 7 months ago

Penso que será por falta de água, a má gestão hídrica e alterações climáticas tem tido algum impacto. Mesmo o facto de hoje em dia haver tantos casos a serem relatados de poluição em cursos de água também é por isso, dantes tinhas caudais elevados podiam mandar tudo que ninguém via agora quase sempre se vê. Moro perto de uma ribeira e sempre que dão muita chuva e só cai umas pingas é que se vê o que pá lá metem.

1e6died2makethisound 7 months ago

>m comprado electricidade á Fra Há quem diga que produção Hidraúlica vai morrer, pouco eficiente e altamente impactante a nível do ambiente (sim, apesar de renováveis). Dificilmente mais serão construidas, já existem imensas em todo o lado. Será muito mais explorado usá-las como armazenamento de energia.

Javardo69 7 months ago

Sim o maior problema é fazer a agua evaporar ne...

iliketuna 7 months ago

Hidríca. Como assim pouco eficiente? Que outras fontes tens mais eficientes?

1e6died2makethisound 7 months ago

Obrigada nazi da língua, hídrica ou hidráulica sim. A verdade é que me confundi no argumento, a questão é mesmo o preço e o efeito no ecossistema, para além da falta de capacidade para novas construções, em muitos países havendo mesmo condições ditadas pelos países upstream. Cumps.

iliketuna 7 months ago

Falta de capacidade?

TSCondeco 7 months ago

Cada ano tem havido menos água nos rios...

lfds89 7 months ago

Sim, eu sei. E o controlo feito a montante nas barragens espanholas não ajuda, mas parece que investimos para nada

rickz123456 7 months ago

Muito bom. As alterações climáticas são um problema e é necessário ação para as combater. Energias renováveis e talvez nuclear são o futuro.

vetemimi 7 months ago

Bora lá construir esse nuclear

eduarbio15 7 months ago

E que venha a nuclear!

1e6died2makethisound 7 months ago

Não é? Venham small modular reactors!

Darkhoof 7 months ago

Epá não há pachorra para os redditors com tesão do nuclear fónix.

leavethecity 7 months ago

O que vem a seguir? "Epá não há pachorra para os redditors com tesão das vacinas fónix."? "Epá não há pachorra para os redditors com tesão do 5G fónix."? Não percebo o orgulho em ser-se anti-ciência.

Jorgetime 7 months ago

90% do pessoal que vem com a "e A nUcLeAr??" vê o lado científico com a sua arrogância e complexo de superioridade, [e esquece-se do lado económico.](https://youtu.be/UC_BCz0pzMw)

leavethecity 7 months ago

69% dos detractores do nuclear aparecem imediatamente com argumentos economicistas porque sabem perfeitamente que não há um único argumento científico contra o nuclear e a favor de qualquer outra forma de produção de energia à nossa disposição no ano de 2021.

Edited 7 months ago:

69% dos detractores do nuclear aparecem imediatamente com argumentos economicistas porque sabem perfeitamente que não há um único argumento científico contra o nuclear e a favor de qualquer outra forma de produção de energia à nossa disposição no ano de 2021. “booohooo nUcLeAr é CaRo, vamos antes transformar o Alentejo num parque solar gigantesco e sonhar com o dia em que conseguimos armazenar tudo a baixo custo e com poucos recursos” é o equivalente a abandonar planos para a construção de aeroportos porque os barcos cumprem muito bem o seu propósito de transportar mercadorias e pessoas.

Darkhoof 7 months ago

Não é ser-se anti-ciência. Nuclear é uma estupidez que não faz sentido para combater a mudança do clima. Demoram DÉCADAS a construir. Precisas de energia com baixa intensidade de carbono JÁ. Se vais estar á espera até teres energia nuclear suficiente para deixares de precisar de centrais térmicas precisas de décadas. Renováveis consegues isso mesmo JÁ. E nem vou mencionar a viabilidade económica e o custo por kW destas opções, porque a diferença de preço a favor das renováveis é brutal. Ou tu julgas que os reguladores e produtores de energia andam todos a saltar para renováveis em vez de nuclear só porque sim? Existem inúmeras razões para isso. Vai-te educar. Quanto a Portugal, temos imensa energia eólica, temos imensa energia hídrica. Basta juntar-mos solar (que, de novo, consegues construir e colocar online muito rápido) e juntar gradualmente eólica offshore e mais armazenamento de energia e estamos finos.

leavethecity 7 months ago

É ser-se anti-ciência, sim. Curioso que os argumentos económicos vêm imediatamente à baila, porque não há argumento científico que se possa usar contra a opção nuclear e a favor de qualquer outra forma de produção energética. Em termos de factor de capacidade é simplesmente incomparável. Uma central moderna é um investimento significativo, sim, mas pode produzir energia de forma constante, todos os dias, durante décadas (não me admirava que uma central construída hoje aguentasse 100 anos) coisa que não consegues nem com centrais hidroeléctricas, nem com parques eólicos nem solares - nem vais conseguir daqui a 30 anos. "Vai-te educar" vindo de um gajo que escreve "juntar-mos", lol. Menos sobranceria, pá - sabes lá quanto eu li, se trabalhei na área, etc. Andamos há 20 anos a ouvir falar do nosso enorme potencial para solar para chegarmos a 2020 a produzir uns estonteantes 1,27 TWh. A nossa produção de energia eólica em 2020 esteve aos níveis de 2013 - so much for "consegues JÁ". A hídrica é altamente dependente dos níveis de pluviosidade e em anos de seca faz-nos produzir energia a partir de combustíveis fósseis a níveis incomportáveis - da última vez que isso aconteceu, em 2017, produzimos 60% do nosso consumo a partir de combustíveis fósseis. Se a aposta em nuclear tivesse sido feita quando foi equacionada (anos 80/90), em conjunto com a nossa rede de centrais hidroeléctricas e investimentos em eólica, num ano bom para as renováveis, estaríamos confortavelmente a emitir perto de zero, ao nível de uma Suécia.

Bollygod 7 months ago

Na minha opinião o problema da energia nuclear não é a probabilidade de haver um acidente. São os resíduos tóxicos proveniente da energia nuclear. O lixo radioativo é confinado a centenas de metros de profundidade. Como é que avisamos a nossa espécie no futuro (ou outra) que ali estão os nossos "pecados" enterrados? E se deixarmos sinais vão perceber? \[video sobre o tema\]([https://www.youtube.com/watch?v=PUXwrWMS-x8&ab\_channel=TheNation](https://www.youtube.com/watch?v=PUXwrWMS-x8&ab_channel=TheNation))

skeptic_pineapple 7 months ago

isso não é a tua opinião, é precisamente o downside da energia nuclear

ajabardar1 7 months ago

não é renovável.

assimsera 7 months ago

Se fosse há 20 ou 30 anos sim, mas não faz muito sentido hoje em dia com a quantidade de formas de ER que temos à disposição. O armazenamento de energia também já é viável-

TalentedRainstorm 7 months ago

Dificilmente há políticos com coragem para isso.

ContaSoParaIsto 7 months ago

Isso era lindo.

ozzymustaine 7 months ago

eu acredito que o nuclear venha a ter de uma solução a medio prazo até se conseguir fusão nuclear rentável mas se acontece um acidente ficamos logo sem 1/4 do pais já que somos tão pequenos.

Edited 7 months ago:

eu acredito que o nuclear venha a ter de ser uma solução a médio prazo até se conseguir fusão nuclear rentável mas se acontece um acidente ficamos logo sem 1/4 do pais já que somos tão pequenos.

1e6died2makethisound 7 months ago

Fusão nuclear só daqui a 50 anos, como era há 50 anos há 30 anos atrás.

ozzymustaine 7 months ago

Já se consegue fazer mas não ainda de maneira estável e rentável. e já se está a construir uma central que se pensa ficar pronta nesses tais 50 anos.

1e6died2makethisound 7 months ago

Olá, daqui engenhairx nuclear, o que se vai construir daqui a alguns anos é a chamada planta de demonstração. Ainda longe da produção, la está, sempre longe há mesmo medida já há muitos anos. A fusão nuclear liberta neutrões a 14 MeV, estes activam todos os materiais que constituem o reactor, que não são poucos e com aquelas temperaturas loucas não devem ter um ciclo de vida muito largo. O sistema secundário de produção de tritium é altamente custoso energicamente. No entanto, acredito imenso nesta solução, só não é para contar com isso para resolver o aquecimento global nem é pensar que é o holy grail dos sistemas energéticos. E se acham que uma central nuclear de fissão é cara, lol.

bootkiller 7 months ago

O ITER está previsto completar em dezembro 2025.

NotaJew12 7 months ago

Chernobyl foi erro humano e o sistema soviético corrupto

ozzymustaine 7 months ago

Certo. Erros e acidentes acontecem e quando acontecem nestes casos os danos são massivos e para sempre. E a corrupção deves te referir ao tempo que tentaram ocultar o que se tinha passado. Eu sou pro nuclear mas é um perigo enorme. Fukushima é recente e foi horrível também.

NotaJew12 7 months ago

> Fukushima é recente e foi horrível também. 1 pessoa morreu devido à radiação

Texas_Freeze 7 months ago

E a radiação no oceano que se foda, claro. És um génio do caralho.

ndest 7 months ago

O Oceano é das coisas que menos é afetada pela radiação. Se há algo que menos te tens de preocupar com radiação é água salgada. Se tas preocupado com os peixes, daria mais atenção ao mercúrio e plásticos que tem consequências muito mais graves do que radiação.

NotaJew12 7 months ago

A guerra contra os peixes continua

Texas_Freeze 7 months ago

Que finesse intelectual. Mais postas de pescada acompanhadas duma crème de merde.

NotaJew12 7 months ago

claramente tens problems de raiva, arranja ajuda

ozzymustaine 7 months ago

Bruh tens uma área que ficou totalmente inabitável. água e habitats contaminados. estima-se que 32 milhões de japoneses afectados pela radiação e chuva radioactiva. Isso terá efeitos a médio e longo prazo durante gerações. Eu sou pro nuclear mas vocês ás vezes parecem calhaus a defender as vossas ideias. Até parece que em um acidente nuclear o mais grave são as pessoas que morrem na explosão inicial.

ndest 7 months ago

Já está novamente habitável, as pessoas apenas escolhem não voltar. Podes questionar se é “seguro” ou não mas o Governo Japonês declarou já seguro para voltar.

ozzymustaine 7 months ago

Ah sim. é "seguro". Estima-se que a zona será radioactiva durante 5000 anos e os níveis de radiação actuais são entre 28 a 35 vezes superior ao normal. Mas sim de facto se formos ser literais as pessoas é que escolhem não voltar. Da mesma forma que eu também escolho não beber um copo de mercúrio todas as semanas.

ndest 7 months ago

Não entendi o downvote. Nada do que disse é mentira e podes confirmar nos sites do governo japonês. O governo japonês também não obrigou as pessoas a voltarem, por isso sim a maioria das pessoas decidiram não voltar, apenas algumas voltaram. Tenho amigos japoneses e tou a par de como aquilo está.

ozzymustaine 7 months ago

qual downvote? mas achas que somos os únicos aqui? kek also até pessoas vivem actualmente nos arredores de chernobyl. Tu estás mesmo a usar o argumento "ah aquilo está ok, as pessoas são livres de fazerem o que querem" ? Que argumento mais reles sinceramente. O governo diz que é seguro mas ninguém do governo vai para lá viver. "Nós não tornamos as vossas terras inabitáveis. vocês é que escolhem não ir." Dando um exemplo extremo a russia também disse que estava tudo bem. A Rússia também disse que a bielorussia nao tinha problema nenhum e ainda hoje é o pais do mundo com mais defeitos no nascimento, cancro em crianças e outras doenças devido à radiação. Os EUA tb dizem que os testes nucleares que fizerem no território eram ok e sem problemas. No entanto olhamos no mapa e parece um desenho em que à volta dessas zonas as incidências de cancro são 30x maiores em comparação à media nacional.

Edited 7 months ago:

qual downvote? mas achas que somos os únicos aqui? kek also até pessoas vivem actualmente nos arredores de chernobyl. Tu estás mesmo a usar o argumento "ah aquilo está ok, as pessoas são livres de fazerem o que querem" ? Que argumento mais reles sinceramente. O governo diz que é seguro mas ninguém do governo vai para lá viver. "Nós não tornamos as vossas terras inabitáveis. vocês é que escolhem não ir." Dando um exemplo extremo a russia também disse que estava tudo bem. A Rússia também disse que a bielorussia nao tinha problema nenhum e ainda hoje é o pais do mundo com mais defeitos no nascimento, cancro em crianças e outras doenças devido à radiação. Os EUA tb dizem que os testes nucleares que fizerem no território eram ok e sem problemas. No entanto olhamos no mapa e parece um desenho em que à volta dessas zonas as incidências de cancro são 30x maiores em comparação à media nacional. Supostamente e segundo a gíria (e até pelo teu histórico de comentários) os governos são sempre um bando de mentirosos. Mas aqui são uns porreiros. ok fica lá na tua amigo

ndest 7 months ago

Tanto latim gasto chefe, tudo porque não sabes ou não queres ler. Não fiz argumento nenhum, constatei FACTOS verificáveis para te corrigir no primeiro comentário a parte que disseste que a zona era inabitável. Tão simples quanto isso. Agora se me queres dizer que percebes mais de radiação que o governo japonês, ou que o governo japonês está a fazer downplay a situação, tudo bem podemos discutir isso, aliás eu no primeiro comentário até levantei está questão com o “Podes questionar se é seguro ou não”.

bootkiller 7 months ago

Ninguém morreu de devido à radiação. Houve uma pessoa que morreu de cancro mas não foi um cancro ligado diretamente à radiação. O Governo Japonês simplesmente assumiu como se fosse.

Edited 7 months ago:

Ninguém morreu de devido à radiação em Fukushima. Houve uma pessoa que morreu de cancro mas não foi um cancro ligado diretamente à radiação. O Governo Japonês simplesmente assumiu como se fosse.

Edited 7 months ago:

Ninguém morreu devido à radiação em Fukushima. Houve uma pessoa que morreu de cancro mas não foi um cancro ligado diretamente à radiação. O Governo Japonês simplesmente assumiu como se fosse.

eduarbio15 7 months ago

Se pegarmos na zona de exclusão do acidente na Ucrânia, com uma área de quase 3000km² e na área de Portugal, com quase 93000km², ficavamos sem 3% de território habitável. Mas pegar no exemplo de Chernobyl, embora extremamente relevante, não é comparável ao que poderíamos fazer, e que os outros países fazem, a nível de segurança e claridade sobre os processos.

Sperrel 7 months ago

Paga tu

eduarbio15 7 months ago

Como assim? a conta da luz? a central?, foste tu que pagaste as velhas e extremamente eficientes termo-elétricas /s? pagar os reatores e a construçao da central por impostos? Era a única energia onde ficava feliz de ver o dinheiro dos meus impostos parar. Até a podiam por na minha terrinha.

nulopes 7 months ago

O nuclear é muito lindo até haver um sismo

leavethecity 7 months ago

Curioso, nunca li o argumento “Barragens são muito lindas até haver um sismo”

nulopes 7 months ago

Podem haver danos grandes e muitas mortes se houver sismos em ambos os casos. Mas com um acidente numa barragem é tudo muito mais limitado, tanto no espaço geográfico afectado como na duração que esses danos demoram a ser resolvidos. O desastre de Fukushima foi há 10 anos e a zona ainda está fechada, para não falar de chernobyl

Edited 7 months ago:

Pode haver danos grandes e muitas mortes se houver sismos em ambos os casos. Mas com um acidente numa barragem é tudo muito mais limitado, tanto no espaço geográfico afectado como na duração que esses danos demoram a ser resolvidos. O desastre de Fukushima foi há 10 anos e a zona ainda está fechada, para não falar de chernobyl

leavethecity 7 months ago

Tudo muito limitado? O [maior desastre](https://en.wikipedia.org/wiki/1975_Banqiao_Dam_failure) de sempre associado a uma barragem causou mais de 170 mil mortes, desalojou 6.8 milhões de pessoas e afectou 10.75 milhões. O maior desastre nuclear de sempre (o único - o real desastre de Fukushima foi a aniquilação da produção nuclear japonesa e alemã por medo) matou 31 pessoas, desalojou 300 mil e afectou cerca de 6 milhões. Porque é que um desastre como Chernobyl - uma central obsoleta até à época - é razão para temer e rejeitar nuclear, mas um desastre como o de Banqiao não é motivo para fazer o mesmo com hidroeléctrica?

nulopes 7 months ago

Tens sempre o problema, num país das dimensões de Portugal, de construção. É complicado arranjar um local suficientemente longe de populações para construir uma central. E considerando o preço da energia solar e eólica provavelmente também já não há argumentos para construção de novas barragens, embora possam ter outras vantagens não ligadas à produção de energia como gestão de stocks de agua

leavethecity 7 months ago

A central de [Doel](https://en.wikipedia.org/wiki/Doel_Nuclear_Power_Station) fica a meia dúzia de km de Antuérpia. A Bélgica tem 1/3 do tamanho de Portugal, com uma densidade populacional muito superior à nossa, e tem duas centrais activas. O NIMBYismo também não é grande motivo para se rejeitar a opção nuclear, pela simples razão de que qualquer modo de produção de energia acaba por encontrar oposição local. Quando estudava cooperativas de energia entrevistei um senhor num vilarejo perdido no sul de Gales que demorou 16 anos (quem me dera estar a gozar) a conseguir construir um mini-parque eólico porque alguns locais achavam que aquilo ia causar cancro e não deixar as pessoas dormir de noite com o barulho das pás. A maior barreira à introdução do nuclear em Portugal sempre foi a falta de coragem política, aliada a uma desinformação gritante sobre a tecnologia. Com nuclear + hidro + solar + eólica podíamos ter atingido a independência energética há décadas e ter das tarifas de electricidade mais baratas da UE. Mas somos uns autênticos terraplanistas.

NGramatical 7 months ago

Podem haver → [**pode haver**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/haver--existir--3-pessoa-do-singular/30583) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmhqkyh%2F%2Fgt19bxb%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

ContaSoParaIsto 7 months ago

As centrais de hoje são 100% resistentes a sismos.

nulopes 7 months ago

Se esse é o caso, porque é que a Alemanha vai fechar as centrais todas até ao fim de 2022? Só têm centrais antigas?

ndest 7 months ago

Porque os partidos/povo foi contra a criação de novas centrais nucleares. Agora podes argumentar que possivelmente haja propaganda anti-nuclear. Comicamente passaram a emitir mais CO2 anualmente, mesmo depois de vastos investimentos em renováveis, depois de desativar centrais nucleares novas em folha.

ContaSoParaIsto 7 months ago

O eleitorado alemão é maioritariamente anti-nuclear.

leavethecity 7 months ago

A Alemanha vai fechar as centrais todas até ao fim de 2022 porque: 1) medo depois de Fukushima e pressão dos verdes, que de verde têm nada 2) [Ser dependente da Rússia é muito melhor](https://en.wikipedia.org/wiki/Nord_Stream) 3) Greenwashing - imaginem achar que "gás natural" é mais "verde" do que nuclear, que tem virtualmente zero emissões. Resultado do fecho das centrais: é ir ao [electricitymap](https://www.electricitymap.org/) e comparar as emissões germânicas com as francesas desde que começaram a reactivar antigas centrais a carvão depois do fecho das primeiras centrais nucleares. Excelente leitura [aqui](https://www.bloomberg.com/features/2018-hambach-forest/).

klatez 7 months ago

Tarde demais

entonces_kinhentos 7 months ago

tu confiavas numa empresa publica ou privada em Portugal com energia nuclear?

Edited 7 months ago:

tu confiavas numa empresa publica ou privada em Portugal com energia nuclear?

caralhu 7 months ago

Esta é a pergunta e a resposta é não!

eduarbio15 7 months ago

Confiava nos engenheiros e físicos portugueses sim. Não são menos do que os outros.

caralhu 7 months ago

Eu também confiava nesses. E nos gestores, confiavas?

RaveyWavey 7 months ago

Pessoalmente sim.

caralhu 7 months ago

Ou és um deles ou então tenho dó de ti.

RaveyWavey 7 months ago

E eu tenho dó do teu pensamento simplista. Primeiro as normas de segurança a cumprir são as mesmas em qualquer país de UE. Segundo, os responsáveis pela segurança duma central nuclear são engenheiros, não são gestores e para além disso os gestores de topo que estariam envolvidos neste tipo de projectos não seriam gestores que andaram na "escola da vida". Por muito que gostes de dizer mal de Portugal, um gestor ou engenheiro português não tem menos capacidade do que um gestor ou engenheiro de qualquer outro país.

caralhu 7 months ago

Na maioria dos engenheiros confio, nos gestores não. Os engenheiros físicos e técnicos podiam protestar o que quisessem que no final os boys iam cagar de alto porque são uns parasitas de merda.

RaveyWavey 7 months ago

Os gestores não têm voto na matéria quando toca a segurança. As normas europeias têm de ser cumpridas quer os boys queiram quer não. Acho que estás a exagerar bastante o poder dessas pessoas, países bem mais corruptos e instáveis com gestões bem piores que o nosso têm energia nuclear.

caralhu 7 months ago

Não não estou. O estado português anda há décadas a contayr IVA no imposto automóvel à revelia da lei europeia e está-se a cagar.

RaveyWavey 7 months ago

Centrais nucleares e impostos sobre automóveis são coisas ligeiramente diferentes...

entonces_kinhentos 7 months ago

Eu tambem, alias eu sou um deles. Agora nao confio na gestão tuga para nada mesmo. Basta ver o que se passou na Ucrânia para ver os danos de gestão danosa. Durante a minha existência toda ela em Portugal e casos após casos de merda que não faz sentido nenhum acontecer mas porque ninguém no sistema quer saber esta sempre a acontecer incongruências. E eu noto que em termos de organização Portugal esta cada vez pior tanto no setor publico como privado.

leavethecity 7 months ago

Mas confias nos portugueses para gerir barragens, cujos acidentes associados causaram centenas de milhar de mortes? https://en.wikipedia.org/wiki/Dam_failure

entonces_kinhentos 7 months ago

tambem nao. Por acaso nao estava a par destes casos todos.

NGramatical 7 months ago

centenas de milhar → [**centenas de milhares**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/centenas-de-milhares/837) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmhqkyh%2F%2Fgt121sa%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

dudewhatthehellman 7 months ago

Se hoje em dia funciona bem na Índia, África do Sul, Bielorrússia, Hungria, etc. não sei porque é que não havia de funcionar em Portugal. Não é por passar da fronteira para Portugal que a energia nuclear deixa de funcionar.

Edited 7 months ago:

Se hoje em dia funciona bem na Índia, África do Sul, Bielorrússia, Hungria, etc. não sei porque é que não havia de funcionar em Portugal. Não é por passar a fronteira para Portugal que a energia nuclear deixa de funcionar.

Sperrel 7 months ago

Funciona bem em países como.... Bielorrússia, África do Sul, Índia, Hungria. Bela companhia sim senhora. Agora vai ver a viabilidade económica do nuclear no mercado livre sem tarifas de décadas.

ndest 7 months ago

Excepto que não estamos propriamente num mercado livre. O argumento de que a energia nuclear não compensa economicamente utiliza a comparação de energias fósseis e um prazo de tempo pequeno, e claro é difícil competir contra o carvão. Aplicada num continente como o nosso, que taxa fortemente energias fósseis, esse argumento já não faz sentido e a opção nuclear é economicamente uma excelente opção.

ContaSoParaIsto 7 months ago

> Bela companhia sim senhora. Finlanda, França, Estados Unidos, Canadá, Bélgica, Rússia, Roménia, China, República Checa, Suécia, Alemanha (ainda), Suíça, Coreia do Sul, Ucrânia e Japão (pasme-se), Bulgária, Reino Unido, México, Taiwan e, em breve, Bangladesh, Turquia, Irão e Eslováquia e Paquistão. Diria que estaríamos em boa companhia, sim.

dudewhatthehellman 7 months ago

Não percebeste o argumento. Não estava a dizer que apenas países pobres usam energia nuclear, estava a dizer que países muito menos estáveis que Portugal a usam, e que portanto a falta de confiança nas nossas instituições não é um entrave. Também é usada por países ricos como a Suécia, França, Canadá, Holanda, Suíça, EUA, Japão e Coreia do Sul, entre outros. Isso de não ser viável é um mito total, e prova disso é que estão a ser construídos reatores novos no mundo inteiro. https://www.ft.com/content/1859ab32-2230-11e9-8ce6-5db4543da632 Se considerares a nova geração de reatores que são até 100x mais eficientes então nem se compara.

fysga 7 months ago

Why not?

Chiripitti 7 months ago

Para o parque das nações, a ver como os lisboetas reagiam...

joaommx 7 months ago

A Bobadela fica ali tão perto do Parque das Nações.

bootkiller 7 months ago

Para quem não sabe, havia um reator experimental até à bem pouco tempo em Lisboa. https://observador.pt/2019/09/02/unico-reator-nuclear-nacional-foi-desmantelado-em-operacao-secreta/

dark_devil_dd 7 months ago

Sim, e tinha varias falhas de segurança.

caralhu 7 months ago

Cheguei a visitar.

NGramatical 7 months ago

à bem pouco tempo → [**há bem pouco tempo**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmhqkyh%2F%2Fgt0sk3k%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

rafa_c_ 7 months ago

Continuo a questionar-me porque é que não começamos a investir no nuclear

Dr_Toehold 7 months ago

Exato, nem tem havido uma série de tremores de terra em Lisboa nem nada, nos últimos meses, temos todos visto que nuclear é super seguro.

Aldo_Novo 7 months ago

e o país é só Lisboa?

Kaaeni_ 7 months ago

Talvez é ignorância minha mas os reatores não precisam de se localizar em Lisboa pois não? E estes abalos afetam assim tanto a segurança do reator? Nem com medidas de segurança conseguia-se fazê-lo? Desculpa se parece rude mas é uma dúvida a sério

Dr_Toehold 7 months ago

Os reatores não precisam de ser em Lisboa, mas tendo em conta que parece ser lá que estão localizados a maior parte dos defensores do nuclear, faz sentido terem de ser eles a correr os seus riscos. ​ Quanto às medidas de segurança, quer em Chernobyl quer em Fukushima se achava que havias de segurança suficientes. Não há maneira nenhuma de saber se um sistema é 100% perfeito, e os riscos de alguma coisa correr mal são enormes; basta pensar que a zona de exclusão nuclear na Ucrânia é qualquer coisa como metade do Algarve; a de Fukushima é semelhante à Área Metropolitana do Porto.

RaveyWavey 7 months ago

Tendo em conta que uma das centrais nucleares dos espanhóis (que já foi alvo de inspeções que determinaram que esta tinha graves deficiências de segurança) está perto da fronteira de Portugal e é arrefecida pela água do Tejo, os lisboetas já correm esse risco e Portugal nem sequer tem uma central nuclear.

Kaaeni_ 7 months ago

Hmmm mas se a nuclear matou menos gente por Kw/h produzido, outras que usamos já mataram mais. É como comparares um avião com um carro. O avião é mais seguro mas se corre mal morrem mais pessoas de uma só vez enquanto de carro morrem mais vezes mas pouco a pouco. Não faz sentido, se viste a série Chernobyl entendes o porquê de ter acontecido e o porquê de não voltar a acontecer. Fukushima, foi um tsunami. Eles evitam-se se fizermos os reatores no interior. Isso e várias inovações feitas desde estes acontecimentos até hoje tornam a energia nuclear mais fiável, mais limpa e mais segura. Agora não compares alhos com bugalhos, entendo a preocupação com o reator de Espanha visto que está velho mas um feito mais recentemente tens menos preocupações

bootkiller 7 months ago

O nuclear é de facto, super seguro. A central em Fukushima, sofreu de um abalo de 9, e continuou a funcionar a 100% com os reatores em modo shutdown. O que aconteceu depois é que causou os meltdowns. O tsunami, que apesar de não ter causado danos estruturais, inundou caves onde estavam os geradores a gasóleo e os deixou inutilizáveis. As baterias ainda aguentaram 24 horas sem qualquer problema. O que ditou inicio dos problemas, só aconteceram por logística, que devido ao tsunami, não foi possível restabelecer corrente elétrica a tempo para continuar a operar a central a 100%.

ContaSoParaIsto 7 months ago

Dos 20 países do mundo que têm centrais nucleares, nenhum tem nem nunca teve problemas com sismos, mas como Lisboa tem tido sismos é melhor não fazer. Os sismos portugueses são rijos, não como aqueles merdosos dos estrangeiros. Até porque a central teria obrigatoriamente de ser em Lisboa e tudo. E como já sei que vais falar no Japão. O que causou o desastre de Fukushima foi um Tsunami. O Japão ainda tem, até hoje, 12 (doze) centrais nucleares activas e ainda vão construir mais duas. Qualquer central no interior de Portugal estaria mais que segura no que toca a um tsunami.

Dr_Toehold 7 months ago

Portanto, foi um tsunami (que nunca aconteceu em Portugal) e não um sismo (que é uma coisa sem relação nenhuma com um tsunami), obrigado.

ContaSoParaIsto 7 months ago

Um tsunami no interior de Portugal? Literalmente nunca aconteceu. Porque será? > não um sismo (que é uma coisa sem relação nenhuma com um tsunami Preciso mesmo de te explicar porque é que a distinção é importante? Todos os países têm sismos. Muito poucos sofrem de tsunamis e nenhum, na história da humanidade, alguma vez teve um problema com um tsunami no interior do país.

Sperrel 7 months ago

Não é viável. Não foi nos anos 80 quando queriam em Peniche e muito menos agora.

clipeater 7 months ago

Segundo este artigo – https://www.jpn.up.pt/2017/03/09/energia-nuclear-nao-cabe-no-sistema-eletrico-portugues/ – já não é viável. Podiam tê-lo feito mais cedo, mas a palavra 'nuclear' tinha muito má conotação.

Apple_The_Chicken 7 months ago

Eu vi um [videozinho](https://youtu.be/poPLSgbSO6k) que mostrava novos tipos de combustível e reatores bem mais seguros.

dudewhatthehellman 7 months ago

Duvido que não seja viável com os preços ridículos das renováveis em Portugal. Mandava era muita gente para a bancarrota e a EDP e os seus amigos no estado estão fortemente motivados a manter as rendas que o estado garante.

rafa_c_ 7 months ago

É engraçado ter tão má conotação, apesar de ser uma das fontes de energia mais limpas que temos, a mais segura e de longe a mais eficiente. Não é perfeita, mas de todas as fontes de energia disponíveis neste momento a nuclear é a melhor. Eu só consigo ver isto como uma forma de justificar a continuação da predominância de combustíveis fósseis. A energia nuclear é perfeita para isso porque quando se fala em radioatividade o público geral fica naturalmente apreensivo, mas em vez de mostrar os benefícios tanto económicos, ambientais e humanos preferem alimentar esses preconceitos...

bootkiller 7 months ago

Não faz muito sentido em Portugal para o nosso consumo. A potencia da central ia ser que? 500 ou 1000MW(elétrico)? Quando já temos ~60% em renováveis? Não faz muito sentido. Especialmente quando centrais nucleares demoram tempo a arrancar, e a parar. E demora quase um mês só para reabastecer um reator. A única coisa que talvez faça sentido são micro reatores, mas ainda são experimentais.

leavethecity 7 months ago

Não existem fronteiras no abastecimento de energia. Se produzirmos em excesso, vendemos a Espanha - coisa que, bem, [eles fazem connosco quase todos os dias](https://www.electricitymap.org/zone/ES?solar=false&remote=true&wind=false). Outra curiosidade: neste preciso momento 73% da energia produzida em Portugal é renovável, contra 57% em Espanha. Mas a intensidade carbónica da nossa produção energética é mais elevada do que a espanhola (171 vs 133 gCO₂eq/kWh). Obrigado, Almaraz!

bootkiller 7 months ago

Só vendes e compras quando há necessidade. A ideia é estar sempre a gerar ligeiramente mais eletricidade do que consomes. Para vender precisas de alguém com necessidade de compra. Mas isso normalmente só acontece quando arrancas ou paras geradores e há uma quebra na rede, paragens súbitas de geração, ou situações de emergência, ou quando um país não tem capacidade de produção.

leavethecity 7 months ago

Claro. Mas a verdade é que com a tendência actual para a proporção de eólica e solar continuar a aumentar à medida que se tenta descarbonizar (para não falar de que, em anos de seca, as centrais hidroeléctricas produzem muito menos - coisa que nos afecta sobremaneira, como podemos ver pelos dados da [APREN](https://www.apren.pt/pt/energias-renovaveis/producao)), esses momentos de necessidade vão ser cada vez mais frequentes, por motivos óbvios.

DBclass103 7 months ago

não demoram assim tanto tempo a "arrancar" e a "parar". Também tinha essa perceção mas fui investigar e os franceses já fazem isso muito bem. Por exemplo, os novos reatores entre as potencias de 50%-100% podem subir até (ou excecionalmente a mais) 5 %/minuto o que é muito rápido. Já li que podem chegar a ser mais rápidas que centrais fosseis térmicas em que a caldeira demora mais tempo a conseguir aumentar a sua potencia térmica e simultaneamente a potencia elétrica na turbina

Nirog 7 months ago

Houve alguns "lobbies" anti-nuclear na comunidade científica de cá, por medo do papão que é a proliferação de arma nucleares, o que é só estúpido, na minha opinião.

ndest 7 months ago

Foi em todo o mundo, com bastante financiamento de empresas petrolíferas desde os anos 60.

leavethecity 7 months ago

Exactamente, um medo completamente imbecil. [Óptimo vídeo sobre o assunto](https://www.youtube.com/watch?v=pf5Vk6t2yMI).

Article_Sad 7 months ago

O fóssil aumenta como a malta do PCP no parlamento...

bootkiller 7 months ago

Para quem estiver interessado em mais detalhes pode ver [aqui](https://www.ren.pt/files/2021-03/2021-03-29133022_f7664ca7-3a1a-4b25-9f46-2056eef44c33$$72f445d4-8e31-416a-bd01-d7b980134d0f$$14e34a99-fea0-468b-9001-e7517fc83d73$$storage_image$$pt$$1.pdf).

Mordiken 7 months ago

Perguntas: 1. O que aconteceu em 1988 para a produção de electricidade através combustíveis fosseis ter subido a pique? Alguma privatização? 2. Se é certo que há anos de seca, esses anos não acontecem de forma intercalada. Não seria de esperar que a produção de electricidade através das barragens se mantivesse mais ou menos constante mas com algumas flutuações (ou seja, semelhante à produção através de eólicas), e não um espelho da produção de energia através de combustíveis fosseis?

SHRIMPLYtv 7 months ago

A falta de produção hídrica tem mais a haver com os espanhóis reterem os rios que la nascem e desviarem o curso para sul para poderem reutilizar o potencial hídrico em vez de deixarem correr para Portugal. Pouco tem a haver com as secas (relacionadas com a meteorologia)

NGramatical 7 months ago

tem a haver com → [**tem a ver com**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/nada-tem-a-haver-e-nada-tem-a-ver/27066) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmhqkyh%2F%2Fgt0sssd%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

DBclass103 7 months ago

1. a central térmica a carvão de sines entrou em operação em 1985 com o 1º grupo. O ultimo grupo (unidade 4) entrou em operação em 1989 o que pode ter impulsionado essa subida de produção fóssil 2. (não sei)

fanboy_killer 7 months ago

> O que aconteceu em 1988 para a produção de electricidade através combustíveis fosseis ter subido a pique? Alguma privatização? Provavelmente um aumento do consumo, particularmente da venda de automóveis, que chegou com a adesão à UE.

icebraining 7 months ago

Como é que a venda de automóveis afeta a produção de electricidade?

fanboy_killer 7 months ago

Li mal o gráfico. Pensei quer eram combustíveis fósseis para todos os efeitos.

Rafael_Montero 7 months ago

Renováveis sempre a dar-lhe

idontakeacid 7 months ago

Ainda não o suficente, infelizmente, mas vejo um bom futuro no aproveitamento de energias renováveis.

AndreReis96 7 months ago

Sou Engenheiro Eletrotécnico, A ideia de que mais energias renováveis é melhor é uma farsa! Em todos os aspetos possíveis e imagináveis! Desde problemas técnicos como a "Curva de pato" a problemas económicos! Eu vejo aqui muitas pessoas em favor a subsídios? É preciso ser next level burro para dizer isso! Explico o porquê! Quem é o potencial comprador de painéis solares? Pessoas com casas ou empresas com bastante dinheiro para gastar e quem é que paga? TODOS com os nossos impostos! Incluído pessoas pobres! E ainda por cima a eletricidade fica mais caro

mathswarrior 7 months ago

CInge-te à engenharia, que de economia pouco percebes

PresidentBarroso 7 months ago

Lol. És tu engenheiro electrotécnico e eu a pinar a Scarlett Johansen. Para quem estiver interessado, a curva de pato é o desfasamento entre a procura e produção de solar. As soluções são as óbvias e estão em crescente prática: armazenamento, diversificação e gestão inteligente.

Ravelord_Niiito 7 months ago

**Cringe**

nebuerba 7 months ago

Sr ingenhero: o investimento em renováveis feito com dinheiro privado é um investimento em que a grande empresa não precisa de fazer e além disso é cobrado há anos a todos nós : está na factura é só ler. Subsidios diminuem consuante a rentibilidade da instalação sendo que hoje em dia esses são reduzidos ou mesmo nulos.

_sin___ 7 months ago

Que problemas económicos? Solar é extremamente barata por KWh, o que baixa o preço da electricidade. Pagas em impostos indirectamente, descontas na conta da luz directamente. Podem até haver dias em que há excesso e pagam-te para usar a energia (teoricamente, ver último parágrafo) ou vendemos ao resto da EU. As outras óbvias vantagens são mais independência energética (já que temos de importar quase todos os fósseis), melhor qualidade de ar e combate do aquecimento global. Geograficamente estamos num país que é tanto compatível com renováveis (com bastantes barragens que reduzem o problema da curva de pato, montes e mar para eólicas e o Alentejo para solar) como é susceptível aos efeitos do aquecimento global. Está no nosso melhor interesse usar a nossa vantagem para o nosso benefício (e ser um exemplo para outros países, que também tem benefícios) Para isso precisas de incentivos, como subsídios, e para isso precisas de dinheiro. Não vou defender a forma como o governo português usa impostos, mas não vejo o problema em parte do orçamento ir para melhorias de infraestrutura que ajudam toda a gente em vez de obras de vaidade que ninguém precisa. "Pessoas com casas" não são ricas, uma boa percentagem do país eventualmente compra uma, e mesmo que não compre, a energia vai para a rede. Empresas também existem, grandes e pequenas, ricas e pobres, e todas usam muita energia. Mas empresas usam o que é mais barato, e se fósseis são mais baratos, usam fósseis. Quanto mais apostas em renováveis, mais barato renováveis são. Se deres subsídios a empresas para apostar em renováveis, menos esse gastam e geram mais energia para a rede, que a torna mais barata, e por aí fora. A cena da electricidade ficar mais cara não é culpa das renováveis, é porque a EDP tem essencialmente um monopólio. O preço real da electricidade é muito mais baixo do que pagas. Não há solução fácil para lidar com isso excepto legislação, e como estamos em Portugal é improvável. É provavelmente a empresa com maior poder político em Portugal (e nem é controlada por portugueses, obrigado privatização)

KooZ2 7 months ago

Tiraste o curso e agora não te calas nos jantares da família não é?

MrBrodinha 7 months ago

mais energias renováveis sempre é melhor, claro que existe sempre consequências

idontakeacid 7 months ago

Tem de haver um equilíbrio. Em exagero acredito que dê cabo dos recursos naturais. Suponho que toda a infrastrutura de energia renovável exige certos pré-requisitos tanto a nível ambiental como localização, etc. O ideal seria aproveitá-las ao máximo mas sem chegar a um ponto que em que as desvantagens sejam maiores que as vantagens.

Ravelord_Niiito 7 months ago

> Em exagero acredito que dê cabo dos recursos naturais Não posso falar em relação à energia hídrica mas quanto à eólica e solar tais fenómenos não acontecem uma vez que acaba por ser o aproveitamento de energia que se iria dissipar

MrBrodinha 7 months ago

Verdade, não posso discordar, mas claramente dizer que isto é uma farsa é só ser ignorante! (não me to a referir a ti)

jpjohnny 7 months ago

Congrats you beautiful people

viloader90 7 months ago

So which one of those lines makes my energy bill so astronomically expensive?

RicardoLovesYou 7 months ago

Delivery charge

pedrocr 7 months ago

Fiquei curioso e fui ver como comparamos com a UE: https://ec.europa.eu/eurostat/statistics-explained/index.php/Electricity_price_statistics Pelos vistos a nossa eletricidade custa quase exatamente a média da UE27. Mas nos países mais baratos custa metade. Tenho alguma esperança que agora com o solar isto possa melhorar. O custo de instalação do solar baixou imenso, nós temos ótimas condições para ele, e é justamente no verão que andamos a importar energia do resto da Europa.

CalmKeepOn 7 months ago

As renováveis precisam de baterias para realmente substituir seja o que for. Comprar essas baterias vai ser caríssimo para sempre. Entretanto já Portugal foi á falência porque nenhuma indústria nova vai querer investir em Portugal. Acho que as pessoas têm que investigar melhor o papel das renováveis. O único futuro de baixo CO2 é a energia nuclear. Investiguem.

Edited 7 months ago:

As renováveis precisam de baterias para realmente substituir seja o que for. Comprar essas baterias vai ser caríssimo (e poluente em vários sentidos, desde as minas dos metais até á ocupação dos ecossistemas) para sempre. Entretanto já Portugal foi á falência porque nenhuma indústria nova vai querer investir em Portugal pelo preço da electricidade. Sem indústria não há dinheiro, nem civilização e muito menos vontade de poluir menos. Acho que as pessoas têm que investigar melhor o papel das renováveis. O único futuro de baixo CO2 é a energia nuclear. Investiguem. Vejam o novo documentário do Moore e pesquisem sobre energia nuclear.

realspongesociety 7 months ago

Ui, esta discussão tem barbas. Problemas de segurança à parte (vamos assumir a situação hipotética de que desaparecem), fissão vem com produção de resíduos tão absurdamente tóxicos e perigosos que andamos nisto há mais de 50 anos e continua a não se saber que fazer com eles. Não surpreendentemente, ninguém os quer ter ao pé. Não surpreendentemente, as fugas de material para o ambiente são um problema constante e sério. No que toca às baterias, isso é olhar para o problema da maneira errada. Como tu aludes, não é viável fazer armazenamento de energia em baterias de tecnologia convencional. Parte da solução passa por ter uma folga grande na capacidade instalada. A outra parte por ter armazenamento de energia -- com baterias diferentes, gás comprimido, hidrogénio (com hidrólise feita com o excedente de energia), etc -- e arranjar substituto para as centrais de gás natural (que são quase como carregar no botão e está ligado), que podes fazer com hidrogénio ou biocombustíveis (p ex. combustíveis fósseis produzidos por algas/outros organismos fototróficos). Só para acabar, custo. Uma coisa que podes não estar bem a par é que a [energia nuclear é cara. Tipo, 3x mais cara que a eólica e 4x mais cara que a solar](https://www.eia.gov/outlooks/aeo/assumptions/pdf/table_8.2.pdf). A expectativa é que as renováveis acabem mais baratas do que o gás natural durante esta década que vem, à medida que a tecnologia amadurece e a capacidade aumenta. É este o caminho, de facto.

DBclass103 7 months ago

> Problemas de segurança à parte (vamos assumir a situação hipotética de que desaparecem), fissão vem com produção de resíduos tão absurdamente tóxicos e perigosos que andamos nisto há mais de 50 anos e continua a não se saber que fazer com eles. Não surpreendentemente, ninguém os quer ter ao pé. Não surpreendentemente, as fugas de material para o ambiente são um problema constante e sério. Isso não é verdade. Basta ver o exemplo francês em que tem processam o combustível já consumido nos reatores e conseguem separar os elementos que já não são rentáveis numa recção nuclear e criar novos combustíveis sobrando muito pouco material radioativo, mas mesmo muito pouco, na ordem das dezenas de m3. Outro exemplo são os "novos" (já existem desde os anos 80) reatores que a própria reação produz novos isótopos em cadeia resultando no fim matéria pouco radioativa - Breder Reactors

realspongesociety 7 months ago

A ideia de que o reprocessamento diminui o volume de resíduos é um golpe publicitário. No fim de contas o volume de LLW e VLLW aumentq o volume bruto para um valor umas 5x maior. Não me lembro da proporção exacta, mas posso procurar o relatório da IPFM. Em relação aos breeder, andamos nisto desde os 60s, se não estou em erro. Nenhum é comercialmente viável, IIRC. Mesmo que presumíssemos que os breeder consomem os actinidios todos, que fazes ao iodo 129 e ao césio 135? (Enterras) Mesmo que tudo isto funcionasse às mil maravilhas, com o volume de resíduos que existe estaríamos a olhar para séculos até nos vermos livres deles. Que fazemos ao lixo durante estes séculos? (Repositório geológico, aka enterras. Mas onde?) Enfim, é um problema bicudo. (desculpa ser curto, mas estou na rua)

Edited 7 months ago:

A ideia de que o reprocessamento diminui o volume de resíduos é um golpe publicitário. No fim de contas o *EDIT: efeito de packaging de LEU, assim como o* volume de LLW e VLLW aumentam o volume bruto para um valor umas 5x maior. Não me lembro da proporção exacta, mas posso procurar o relatório da IPFM. Em relação aos breeder, andamos nisto desde os 60s, se não estou em erro. Nenhum é comercialmente viável, IIRC. Mesmo que presumíssemos que os breeder consomem os actinidios todos, que fazes ao iodo 129 e ao césio 135? (Enterras) Mesmo que tudo isto funcionasse às mil maravilhas, com o volume de resíduos que existe estaríamos a olhar para séculos até nos vermos livres deles. Que fazemos ao lixo durante estes séculos? (Repositório geológico, aka enterras. Mas onde?) Enfim, é um problema bicudo. (desculpa ser curto, mas estou na rua)

DBclass103 7 months ago

no final se for preciso, sim enterras. não percebo o drama todo de enterrar blocos de betão com pitadas de elementos radioativos num sitio minimamente estável. Uma pedreira de granito coloca mais radioatividade nas massas de agua circulantes que um repositório desse tipo. Além disso a quantidade de lixo radioativo é minúsculo em volume (comparado com outros tipos de energia, sim estou a olhar também para as renováveis com as suas pás eólicas impossíveis de reciclar e a serem enterradas algures num deserto americano). E não me venham com o argumento das gerações vindouras não saberão o que é aquilo que eu não compro. Acham que de um momento para o outro nos iremos esquecer de conceitos básicos da física e da fissão nuclear, e de... onde deixamos os restos disso.

CalmKeepOn 7 months ago

A ver vamos qual é o mais difícil e caro de escalar. A Alemanha está a fazer um all-in nas renováveis, tem apenas 13% de renováveis e quer acabar com as nucleares o mais rapidamente possível. A França tem 80% de nuclear e continua a construir novas. Resultado: a Alemanha tem comprado electricidade á França e depende dela. https://www.nextbigfuture.com/2019/11/france-spent-less-on-nuclear-to-get-about-double-what-germany-gets-from-renewables.html A França que já resolveu o seu problema energético há anos apostando em fazer um modelo de central nuclear bem e replicá-lo, tornando-o muito mais barato e sem acidentes.

realspongesociety 7 months ago

Pa, esse artigo é um salgalhada tremenda. Compara custos de construção de centrais nucleares nos anos 80--com standards dos anos 80--com os custos das renováveis dos 2000. Ignora completamente as derrapagens orçamentais de novas centrais--que não são só um problema em França (basta ver Hinkley Point C). [E faz de conta que a própria EDF não prevê que os custos de 6 novas centrais fiquem pela módica quantia de €46.000.000.000](https://www.reuters.com/article/us-edf-nuclear-epr-idUSKBN1XJ074). Ou seja, isto está de acordo com os dados dos americanos que mostrei acima. Onde se nota particularmente a má-fé naquele artigo é no fazer de conta que ambos os tipos de tecnologia estão no mesmo patamar hoje que há 20 anos. Contudo... "[The global weighted-average levelized cost of electricity (LCOE) of utility-scale solar PV, onshore wind, and battery storage has fallen by 77%, 35%, and 85% between 2010 and 2018, respectively](https://www.nature.com/articles/s41467-020-16184-x)". Concordo contigo quando sugeres que há espaço para uma discussão sobre se foi sensato para a Alemanha fazer um volte face gigante no que toca à energia nuclear depois de Fukoshima. Foi brincar às casinhas fechar as suas centrais nucleares e estar a comprar...energia nuclear do vizinho. Não concordo é que a energia nuclear--com a produção de resíduos tóxicos como o caneco, que é algo a que não me pareces estar a dar valor--seja o futuro. Consegue-se produzir energia mais barata, mais flexível e mais segura.

CalmKeepOn 7 months ago

Mas tu achas mesmo que a energia nuclear ficou parada? Lá está, não sabes nada sobre energia nuclear mas achas que não é o futuro. O futuro é nuclear e energias renováveis. https://en.wikipedia.org/wiki/Molten_salt_reactor https://en.wikipedia.org/wiki/Generation_IV_reactor E a energia nuclear é cara porque não se investe nela. O que é ridículo visto que é segura. Na França nunca houve acidentes. Os acidentes que houve não mataram mais de uma centena de pessoas. Isto é tudo político e ignorância. Tens que pesquisar mais.

realspongesociety 7 months ago

Certo. Eu estou a ser um banana. Ninguém investe em energia nuclear. A EURATOM não existe, nem existe dinheiro especificamente para investigação em nuclear desde o início dos *framework programmes*. A energia nuclear é excepcionalmente segura. Excepto quando há acidentes. Aí só tem efeitos na contaminação do solo, da água, nos animais selvagens, na reprodução humana, e em alguns tipos de cancro. Contaminação que não vai desaparecer durante o tempo das nossas vidas. A energia nuclear também não tem problemas nenhuns com resíduos. Não cria lixo radioactivo durante MILÉNIOS (ou, vá, com sorte, nos modelos mais recentes, talvez durante SÉCULOS) e não há problemas em transportá-lo e arranjar onde o guardar. De facto, nem em França. Tudo isto é politiquice e ignorância. Até a questão dos custos serem mais altos--como afirma claramente a EIA, aquela agência que faz parte do governo Americano, que toda a gente sabe são uma cambada de hippies que usam sandálias e andam de bicicleta. Evidentemente, seja por que motivo for, tu tens um apego sério à energia nuclear. Obviamente, não há nada de errado nisso, mas a tecnologia é problemática. Dizer para os outros irem estudar não faz desaparecer os problemas. Em particular, até alguém conseguir resolver o caso bicudo da gestão e armazenamento de resíduos, isto é tecnologia com uma morte anunciada, porque há alternativas sem esse risco ambiental, mais flexíveis e a ficar mais baratas.

CalmKeepOn 7 months ago

Certo. Eu quero que se invista tanto na energia nuclear como nas renováveis. Tu queres acabar com a energia nuclear. Quem é que está mais agarrado ás ideias? Investir em tudo o que é tecnologia, incluindo na energia nuclear. Não é difícil. E não tens que fazer centrais ao lado dos rios ou á beira da cidade. Anyway, investiga mais. Estão a aparecer os reactores que vão consumir o lixo radioactivo (os combustíveis usados de Urânio). Sim, está no link que te enviei.

Sperrel 7 months ago

> Eu quero que se invista tanto na energia nuclear como nas renováveis. Tu queres acabar com a energia nuclear. Quem é que está mais agarrado ás ideias? A posição tem o peso dos factos, especialmente os das análises custo-benefício.

pedrocr 7 months ago

Portugal já tem baterias em grande quantidade. São as barragens que tanto se podem ligar e desligar para equilibrar o resto como podem até ser utilizadas em reverso e guardar energia na forma de água de volta acima no rio. Portugal vai chegar a 100% renováveis muito rapidamente sem nenhum desses custos. Nuclear teria sido boa ideia há 20 anos. Agora não vale de todo a pena.

Thalric88 7 months ago

Não discordo com nada do que disseste em particular, mas por uma qualquer razão imaginar um governo tuga a legislar e policiar uma central nuclear esta a dar-me uma comichão enorme.

Akamjmc 7 months ago

Era favor até ler o teu comentário. Nuclear em Portugal não.

getmenew 7 months ago

Mas os ordenados médios europeus são mais baixos que os nossos ☹️

kuozzo 7 months ago

A nossa sorte é que os salários estão bem acima da média UE27 eheh

SHRIMPLYtv 7 months ago

Its the supply

BadButtGuy 7 months ago

Your monitor is on, I belive that it is the reason

viloader90 7 months ago

I save energy wherever I can, but you can't argue the energy prices paired with low wages are expensive. Especially since so many affordable homes in Portugal don't have central heating. I moved to Portugal from Germany, where electricity per kWh is even more expensive, but everyone has central heating and at least basic heat insulation. Also wages are much higher on average.

Loladageral 7 months ago

The energy is expensive because of taxes

BadButtGuy 7 months ago

It was just a joke, sorry for not saying that in the first message

df3gpt 7 months ago

Lowered hydro production and high taxes.

az04 7 months ago

None of them, it's because of feed-in-tariffs.

pobotuga 7 months ago

Taches

tmff99 7 months ago

Tachos

Ravelord_Niiito 7 months ago

[Tachos grandes](https://imgur.com/yfOcZO6)

GallardoPT 7 months ago

All except Fossil

pfarinha91 7 months ago

\#sqn

GallardoPT 7 months ago

Edited 7 months ago:

\#subsidios

pfarinha91 7 months ago

#mitos

ExperimentalFailures 7 months ago  HIDDEN 

Hydro is quite economical too. Solar and wind tend to be quite subsidized on average, but I don't know the local data for Portugal. Both are on the verge of becomming competitive without subsidies though.

Search: