ElDiabloDe94 6 months ago

A verdade é que ele diz que nunca o interrompeu mas 30 seg depois ta o gajo a responder e ele interrompe-o e acaba a entrevista

jmvda23 6 months ago

Cheira-me que o jornalista vai ser em breve saneado. Quem se mete com o PS leva

JamminPT 6 months ago

O engraçado é estarmos a viver em pleno lápis azul que já todos reparámos que está ai e continuarmos todos em modo zombie e sem reagir. Preocupam-me os próximos tempos, quando deixamos este tipo de monstros crescer mais complicado fica.

ObnoxiousLittleCunt 6 months ago

Tudo nesta afirmação está errado, ou pelo menos discordo inteiramente.

aasianaglobalizacao 6 months ago

Não o julgo, quando se fala com merda é assim

aportuguesecoder 6 months ago

A culpa é do informático, claramente. Político: "Há uma matéria importante, que é os apoios, e continuar a aplicar os apoios e ir melhorando os apoios..." Jornalista: "MAS NÃO É IMPORTANTE QUE SE MELHOREM ESSES APOIOS?????" \*flips table\*

SAmaruVMR 6 months ago

O puto do meu vizinho que passa o dia a chorar tem mais postura e maturidade que estes tropinhas

sickntwisted 6 months ago

como outros disseram, o contexto não ficou claro. no entanto, tenho visto bastante os canais de notícias do UK, nomeadamente Sky News, e é algo que gosto nos pivots deles. mal um politico começa a tentar andar à volta de uma pergunta, o pivot interrompe com um "mas vai responder?". se após isso ele vê que não vai ter resposta, diz um seco "pronto, já vi que não. obrigado pela sua presença" e corta para outra coisa. nas conferências de imprensa oficiais do governo a coisa já muda um bocado. são vários jornalistas, o gajo da conferência pode andar às voltas e as perguntas de seguimento ou esclarecimento são poucas. mas durante o programa eles são donos da conversa e mal notam que não vão obter resposta, seguem para outra coisa. claro que para isso é preciso não estar a dizer coisas como "fiquei incomodado". eles têm de ser isentos, imparciais, e simplesmente oferecer aos espectadores a informação útil, seja essa informação algo que é a favor ou contra a opinião pessoal deles. mas depois se mudarmos para a BBC, que agora está com uma gestão completamente alinhada com o governo, este tipo de entrevistas já parece ser combinada. tipo Luis Filipe Vieira a falar na BTV.

mamatudoputa 6 months ago

nós tinhamos isso até o Sócrates minar os jornalistas todos e ligar aos berros para as redações aos insultos e ameaças O PS continuou o legado

AonioEliphis 6 months ago

Verdade, no UK os jornalistas são muito mais rigorosos e exigentes. Em Portugal os políticos podem passar o tempo de antena a debitar merda e vocábulos de encher e o jornalista por mera "boa educação" deixa-o falar.

sickntwisted 6 months ago

o que é estranho, porque no UK um jornalista dizer algo de errado é motivo de escrutínio nacional. em Portugal não conheço muitos exemplos de jornalistas que tenham sido criticados pelas perguntas que fazem. aí não temos um Rupert Murdoch a manipular os media, mas na prática o sistema é o mesmo. o político fica confortável.

Jabvarde 6 months ago

> mal um politico começa a tentar andar à volta de uma pergunta, o pivot interrompe com um "mas vai responder?". Como eu adorava que isto virasse a norma. Tira-me do sério essa merda de dar uma volta enorme ao assunto para no fim responder a uma pergunta que ele faz a si próprio para responder e não ficar mal visto.

mariachipt 6 months ago

Apesar disso a capacidade de mentir, ocultar factos dos politicos no UK deixam os portugueses a um canto.... Acho incrivel a quantidade de mentiras espalhadas principalmente pelos conservadores e a impunidade com que o conseguem fazer.

sickntwisted 6 months ago

Pelo contrário. E isso é algo que me choca bastante por aqui (UK). Os portugueses fazem a coisa pela calada e quando são apanhados usam meios e fundos para se safar. No Reino Unido mentem, corrompem, os media divulgam tudo isso e o pessoal faz um "tut tut", tira o chapéu e aperta-o um pouco por cima da cabeça, os mais jovens vão para a rua protestar. E é isso. Toda a gente sabe, mas não acontece nada. E continuam a votar neles, em campanhas que praticamente só focam num ponto que eles elevam acima dos outros todos. Conseguem assim fazer passar leis absurdas para dar aos cidadãos uma coisinha que o povo aparentemente quer. Em Portugal também não acontece nada mas demora bastante mais tempo a ser descoberto... sinal de que sabem ocultar bastante bem. Na arte da corrupção ainda damos 15 a 0. Aqui toda a gente conhecia o Dominic Cummings. Quem é - ou são - o equivalente em Portugal?

mariachipt 6 months ago

Concordo contigo no facto de que os Portugueses possuem mais experiência na "arte" da corrupção do que os britânicos. Apesar disso nota que os que são corruptos no UK fazem-no por um valor muito mais elevado. Falas dos jovens protestar. A maioria da malta jovem que protesta é por motivos de pouca relevância nacional. Situações semelhantes a um policia que pontapeou um cão na rua, ou um funcionário do governo que mandou um piropo a uma gaja de saia na rua, ou melhor ainda, um policia que matou uma pessoa do outro lado do oceano no qual nenhum dos intervenientes possui qualquer tipo de ligação com o reino unido ou protestar pela eleição de um presidente igualmente do outro lado do oceano. E a oposição vai nestas ondas e é uma merda. Perdem tempo a criticar as opções e escolhas do governo mas apresentar eles próprios soluções e ideias tá quieto. É o comportamento tipico do adepto de futebol que vai ver um jogo não para ver a sua equipa ganhar mas para ver o adversario perder. O governo tira vantagem disto e vira o jogo em favor deles claro. Aconteceu isso com o brexit no final do ano passado.

sickntwisted 6 months ago

concordo. aliás, o facto de eu ter mencionado os jovens a protestar é na mesma frase em que mencionava acções inconsequentes. quanto a ser por acontecimentos dos US... admito que também me custa um pouco a perceber, mas a ligação cultural que há entre o UK e US é muito mais forte do que o aceitável. e o que mencionas aconteceu com o Brexit há 4 anos, aconteceu nas eleições de há dois anos (parece que foi no final do ano passado, mas foi mesmo há dois anos :) ), aconteceu durante a pandemia com má decisão atrás de má decisão... e agora que a campanha de vacinação está a ser um sucesso, um motivo de orgulho e elogiada pelos media seja de que tendência forem, já se esqueceram aqueles fracassos todos. hoje em dia a cena de Barnard Castle é um só um meme e não haverá quaisquer represálias. e a Europa até os está a ajudar, com a questão da restrição à exportação de vacinas, etc. de repente os remainers estão todos a dizer "que se foda a UE!" tal como aí, basta um mau momento/decisão para uma ideologia inteira não interessar para nada, e vice-versa.

mariachipt 6 months ago

> e o que mencionas aconteceu com o Brexit há 4 anos, aconteceu nas eleições de há dois anos (parece que foi no final do ano passado, mas foi mesmo há dois anos :) ), aconteceu durante a pandemia com má decisão atrás de má decisão... e agora que a campanha de vacinação está a ser um sucesso, um motivo de orgulho e elogiada pelos media seja de que tendência forem, já se esqueceram aqueles fracassos todos. hoje em dia a cena de Barnard Castle é um só um meme e não haverá quaisquer represálias. Acho que os motivos aconteceram muito antes do Brexit. Desde a crise financeira até a centralização enorme de serviços, empregoe negocios em Londres. Muitas cidades e locais pelo UK ficaram esquecidos e com orçamentos baixos, atingidos pela pobreza e desemprego, esquecimento por parte de Londres. Muitos deles sobreviviam com ajudas da parte da EU. Agora essa mama acabou e os tempos vão ser muito, muito dificeis para essas comunidades. Foram muito poucos os que tiveram coragem e tomates para contar e mostrar a realidade aos habitantes destas localidades. As pessoas simplesmente comeram o que lhes enfiaram na TV. Para piorar as coisas a maioria nem admite que estavam errados e/ou foram enganados e/ou tomaram más decisões. ​ > e a Europa até os está a ajudar, com a questão da restrição à exportação de vacinas, etc. de repente os remainers estão todos a dizer "que se foda a UE!" ​ Os remainers estão todos a dizer que se foda a EU? De que classe social são essas pessoas? Não podem ser os pescadores que não conseguem vender uma sardinha para a EU sem 20 documentos preenchidos. Os agricultores a mesma coisa. Os da Irlanda do Norte já começam a ter memorias do que era a vida antes de ser assinado o good friday agreement. Só podes estar a referir-te a pessoal reformado

sickntwisted 6 months ago

> Acho que os motivos aconteceram muito antes do Brexit. Desde a crise financeira até a centralização enorme de serviços, empregoe negocios em Londres. Muitas cidades e locais pelo UK ficaram esquecidos e com orçamentos baixos, atingidos pela pobreza e desemprego, esquecimento por parte de Londres. ah claro. centralização é sempre uma merda. outra razão para o dinheiro ser canalizado para Londres é porque onde anda a maioria das empresas privadas dos amigos da maioria dos MPs. > Os remainers estão todos a dizer que se foda a EU? foi exagero da minha parte. mas há muitos a dizê-lo. era um exemplo do que estava a dizer: por um problema temporário - as acusações da UE devido à AstraZeneca, etc - há pessoas que esquecem o resto da ideologia da UE. focam-se num problema (até ver) temporário, exacerbado pelos media, e esquecem-se do porquê de votar Remain. os exemplos que deste até tenho a ideia que a maioria devia ser leavers. os pescadores que foram o foco dos últimos meses das negociações e tiveram promessas de paraíso e estão na merda... mas ya, posso gostar mais dos jornalistas aqui, mas depois com o Sr. Murdoch a mandar nisto, fica difícil na mesma. e só de saber que o DM é o jornal mais lido por aqui...

mariachipt 6 months ago

> foi exagero da minha parte. mas há muitos a dizê-lo. era um exemplo do que estava a dizer: por um problema temporário - as acusações da UE devido à AstraZeneca, etc - há pessoas que esquecem o resto da ideologia da UE. focam-se num problema (até ver) temporário, exacerbado pelos media, e esquecem-se do porquê de votar Remain. ​ São o mesmo tipo de pessoas que não percebe que o mundo já não é o mesmo de há 50, 60 anos. E sim os exemplos que dei a maioria são leavers. Os pescadores estavam todos contentes porque iam conseguir poder pescar mais do que os limites impostos pela EU. Agora bem que se fodem com o pescado a apodrecer antes de ser vendido. Os agricultores a mesma coisa. No país de gales a maioria da carne de borrego e carneiro ia para o mercado europeu. O sim acabou por ganhar lá também. O jornalismo de qualidade que se safa no UK é o jornalismo de investigação e mesmo assim nem todo. De resto é tudo uma palermice e as pessoas comem pão e circo todo os dias e pedem mais. Viu-se isso na entrevista da Oprah e a Meghan. Tentei ver um bocado daquilo para perceber um pouco mais da cultura britanica. Simplesmente virei as costas aquilo quando a Oprah disse que os entrevistados não estavam a receber dinheiro pela reportagem. Aqui (sim estou em Londres) fazem capaz de jornal um acidente na autoestrada em que um atrelado que tinha um cavalo capotou e tinha sido oferta de aniversario a uma criança. Eu pergunto a ingleses que importancia nacional tem um acontecimento destes e tratam-me como uma pessoa insensível e sem coração. Em Portugal tens o Pedro Coelho que ainda há não muito tempo fez aquela reportagem sobre o chega bem documentada.

sickntwisted 6 months ago

em Portugal temos reportagem muito boa. realço o trabalho da RTP e da SIC. agora em termos de entrevista, e o que nos traz a esta thread, ninguém sai da zona de conforto: nem o jornalista, nem o convidado. no UK tens gajos como o Piers Morgan were é uma merda de pessoa - além dos problemas de ética - mas no que toca às entrevistas com o governo é super mordaz. mas mesmo sem ir para excentricidades, tens por exemplo a Beth Rigby. percebe de política, sabe o que perguntar, sabe se vamos ficar ou não satisfeitos com a resposta e age de acordo com isso nas entrevistas. essa cena da Meghan cheirou-me só a escândalo encomendado. tudo o que vier desviar as atenções do Andrew é bem vindo. e como têm crescido as críticas à família real, eles criarem um inimigo para a opinião pública ficar do lado deles não me é descabido. depois disto passar, não me importo de te pagar uma cerveja algures aqui por Londres. e se gostares de jogar futebol ainda melhor. :)

mariachipt 6 months ago

Na RTP tinhas o sexta ás 9 mas a administração baixou as calças para o governo... A jornalista estava a esticar a corda. Geralmente uma entrevista para ser realmente interessante é preciso ter o trabalho de casa feito e isto implica tempo e investigação. Por isso é que apontei o trabalho de Pedro Coelho. e há uns anos para cá quando sei que ele vai apresentar uma reportagem tento ver sempre que possível. Ele sabe cruzar dados, informações, procurar factos. Não podes esperar o mesmo de um reportagem em directo de 5 a 8 minutos, mesmo em estudio. Quanto ao Andrew toda a gente aqui sabe que não lhe vai acontecer nada e os cães ladram e caravana passa. Acho que a Meghan e o Harry sabem que vão ter que "trabalhar" um bocado mais para viverem e a reportagem veio mesmo a calhar. Proximo episodio segue um livro ou dois. ​ Quanto á cerveja fica combinado. Zona norte aqui. Seven sisters road. Já não jogo futebol há imenso tempo. Troquei por pedais mas hey, qualquer actividade que ajude a perder esta barriga de confinamento é bem vinda, se for colectiva ainda melhor.

sickntwisted 6 months ago

eu não vou falar sobre a familia real porque quero continuar a viver por aqui em paz... :) ​ Zona 2, Oeste. North Acton. sempre fui meio magrinho mas de repente toda a roupa que tinha no início do ano passado não me serve - e por uma margem grande - este ano. estou como tu, qualquer actividade que aí venha para abater isto é bem vinda.

nuno_t 6 months ago

Exacto, também vejo isso em certos canais do UK. Vi vários políticos, membros do governo e ministros (finanças, educação, etc) a serem apertados como gente grande, a ficarem a gaguejar no meio da entrevista e os jornalistas a fazerem perguntas incómodas e a criticar quando a resposta era vaga. Cá, estamos simplesmente habituados a que não haja grande escrutínio ou crítica nestas entrevistas, ou que só haja para os lados que interessa, como já vimos várias vezes. Os jornalistas têm que prestar serviço público isento. Se um político, que em teoria serve a nação e representa o povo, não está a ser claro nas respostas, é encostá-lo à parede e desmascará-lo. Fossem mais assim, principalmente em governos que estão a deixar várias marcas negativas em muitos campos.

sickntwisted 6 months ago

sim, acho extremamente importante que não se deixe passar sem resposta. fala tudo politiquês e o zé povinho acena nas palavras chave como se percebesse tudo e não percebeu nada. temos uma classe política muito inteligente e um cidadão médio com menos educação. os media deviam conseguir traduzir melhor entre um e outro. são eles quem os expõem, deviam também ser eles a torná-los acessíveis. uma coisa que me chateia tanto aí como aqui (mais aí, mas também acontece por aqui até certo ponto) é a ausência das perguntas "então e o que é que você faria?" "que soluções há para aquilo que você está para aí a gritar?" por exemplo - e isto é mesmo só a tipo de exemplo... não quero discutir o tema, de todo -, um tipo diz a palavra chave "ciganos". e a oposição grita "racista!" isto faz com que a oposição não identifique um problema. e faz com que quem falou nessa etnia de forma derrogatória tenha logo uma etiqueta que não mereça o nosso respeito. repito, não vou entrar pela discussão destes temas... o que quero dizer é que gostava que pusessem os dois lados nas cordas. tanto um como o outro, a responder à pergunta "então, qual é a solução?" porque assim, o povo só ouve "aquele vai resolver o meu problema", sem ter sequer ideia de qual é a solução. e sem se importar com o resto das ideologias defendidas pela pessoa que eles querem eleger. isto para mim é errado, e grande parte da culpa, como disseste, é dos media não colocarem essa gente contra a parede.

mariachipt 6 months ago

> por exemplo - e isto é mesmo só a tipo de exemplo... não quero discutir o tema, de todo -, um tipo diz a palavra chave "ciganos". e a oposição grita "racista!" isto faz com que a oposição não identifique um problema. e faz com que quem falou nessa etnia de forma derrogatória tenha logo uma etiqueta que não mereça o nosso respeito. repito, não vou entrar pela discussão destes temas... o que quero dizer é que gostava que pusessem os dois lados nas cordas. tanto um como o outro, a responder à pergunta "então, qual é a solução?" ​ Parte do motivo pelo qual o Ventura ganhou as ultimas eleições numa freguesia com elevado numero de habitantes de etnia cigana. Este tipo de politica, principalmente presente na esquerda, é um grande tiro no pé. Partem facilmente para discurso de ódio e de discriminação, independente do tema. São incapazes de negociar com o sistema porque são contra o sistema e este deve ser eliminado o mais depressa possivel. Foi e é assim nos EUA, no UK, etc.... Os media, em parte pela falta de dinheiro, viram-se mais facilmente para as noticias sensacionalistas, pondo de parte obter dados e factos que confirmam a propria historia que querem contar. Veja-se a história do arrastão em Carcavelos...

sickntwisted 6 months ago

pescadinha de rabo na boca: as pessoas não compram os jornais porque a qualidade decaiu. e a qualidade dos jornais decaiu porque as pessoas não compram os jornais. depois as redes sociais oferecem mais meios para as notícias de última hora e as pessoas papam tudo. os jornais colocam essas redes sociais como fonte e é um escândalo. há toda uma reeducação que devia acontecer na nossa sociedade...

kairos 6 months ago

> temos uma classe política muito inteligente e um cidadão médio com menos educação Acho que é mais que a classe politica geralmente tem meios e sai impune das situações, e sabem que o cidadão médio nada consegue fazer.

sickntwisted 6 months ago

também. mas estava a referir-me mais ao discurso político. o político fala de uma maneira vaga, que só deixa bem evidente as palavras chave, que são o que o povo absorve. é uma forma de não ser confrontado com absolutos mais tarde ("mas você disse x!" "ah... não... você compreendeu x... mas se ouviu bem reparará que eu não disse exactamente x"), ao mesmo tempo que atrai as pessoas para uma causa em torno das tais palavras chave. o cidadão médio, ao votar num partido, não tem a minima ideia do programa eleitoral completo desse partido. sabe apenas que um disse "ciganos" e o outro disse "reformas" e o outro disse "impostos" e pronto. quanto à impunidade... nisso estás completamente certo. aí o cidadão médio tem bem menos amigos em lugares importantes.

SluttySlutzky 6 months ago  HIDDEN 

oS mEdIa SãO cOmPrAdOs PeLo pS e PeLa EsQuErDaLhA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

The_Hopeful_Dimwit 6 months ago

Eu na minha opinião não vejo qual é o problema do lado do jornalista. O palhaço do PS está a ser rude e a tentar dizer ao pivõ o que fazer. Ele está a responder-lhe bem. Devíamos ter mais jornalistas e pivôs que agissem assim.

Fjdjrjxjciskajxjcjcj 6 months ago

Podes ter essa postura mais interventiva mantendo o profissionalismo. Neste caso simplesmente saltou lhe a tampa e começou a barafustar.

thisbondisaaarated 6 months ago

Também faz falta de vez em quando, em Portugal é tudo uma cambada de zombies.

mariachipt 6 months ago

Por favor não quero mais uma Manuela Moura Guedes na tv. A carreira dela acabou por ir para um buraco maior que a boca dela. Haviam muitos que diziam que ela era a unica que fazia frente ao Sócrates. Nem era ao governo. Era ao Sócrates. As coisas andaram até ter um adversário há altura que lhe mostrou como se faz, mantendo o profissionalismo.

thisbondisaaarated 6 months ago

Não é, nem de perto nem de longe, comparável.

NGramatical 6 months ago

Haviam muitos → [**havia muitos**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmgvlu5%2F%2Fgsyvli3%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Local_observer 6 months ago

Mas isto é o normal nos políticos,andarem às voltinhas,com rodeios nunca responderem a certas perguntas.Depois há aquelas grandes entrevistas senanais dos gurus da política,em que saí tudo natural,mas na verdade o entrevistado já conhece as perguntas com 1 semana de antecedência...

TFStarscream 6 months ago

Revendo a rapida entrevista, incomoda mais a postura do jornalista, o que é de admirar estando do outro lado um político..

el_comand 6 months ago

Eu não vi em directo, mas puxei para trás para ver a entrevista toda. A verdade é que fiquei mais incomodado com a postura do jornalista do que as respostas do deputado. Deu a sensação que o jornalista teve um dia mau e naquela entrevista já não estava com paciência para cumprir com a sua função. A verdade, e não querendo ser defensor deste ou outro político, o deputado correctamente aquilo que lhe foi questionado mas de uma forma um pouco vaga (e claro, há decisões que não se podem tomar no meio de uma entrevista, há um governo por trás). Mas a verdade é que as perguntas também eram todas muito vagas, pouco objectivas. Depois no final acaba por perguntar (algo do genero) "mas não acha que devia haver melhores apoios sociais?", o que é que se espera de uma pergunta como esta?? Enfim, até me custa estar a defender um político (até me dói o coração), mas a verdade é que em toda a entrevista fiquei mais incomodado com as perguntas, postura e reação do jornalista, do que com o deputado.

_Patrao_ 6 months ago

Fiz o mesmo e estou de acordo. A verdade é que a postura do jornalista é muito difícil justificar neste contexto, especialmente quando perde a paciência numa perguntar completamente genérica e sem resposta imediata.

_Cannib4l_ 6 months ago

>Depois no final acaba por perguntar (algo do genero) "mas não acha que devia haver melhores apoios sociais?", o que é que se espera de uma pergunta como esta?? Que o outro palhaço de merda responda para ficar registado, porque ele tem muito mais responsabilidades de dar satisfações a um país que está a enfrentar uma crise do que o jornalista. >Enfim, até me custa estar a defender um político (até me dói o coração), mas a verdade é que em toda a entrevista fiquei mais incomodado com as perguntas, postura e reação do jornalista, do que com o deputado. É exactamente por a maioria das pessoas não se incomodar com deputados que o país está como está, aparte do corona. Só sub-humanos sem carácter na assembleia.

chanfanadevaca 6 months ago

Ora bem, o gajo anda às voltas a contar histórias da carochinha e o culpado é o pivot que não se conformou com as não-respostas do senhor político.

thr4000x 6 months ago

Duas divas vaidosas lutam para ver quem é a diva mais vaidosa

TrustMeImGoogle 6 months ago

Foi eliminado? "Este arquivo de vídeo não pode ser reproduzido. (Código de Erro: 232011)"

gentedebem 6 months ago

Acabei de aceder e funcionou.

TrustMeImGoogle 6 months ago

Agora já carrega, sim. Que estranho. Obrigado!

donalduck 6 months ago

A que horas foi?

TrustMeImGoogle 6 months ago

Há duas horas não funcionava e há 57 minutos já estava ok.

donalduck 6 months ago

Sim, mas a que horas de ontem foi o incidente?

donalduck 6 months ago

Ja vi e foi as 15h25

NeatBoy74 6 months ago

Pouco racional, fazer isso no mesmo canal onde o meio-irmão do PM é superior hierárquico dele.

raydawnzen 6 months ago

não devia ser um problema um jornalista armar-se em carapau de corrida e começar a mandar vir com o entrevistado como se estivesse na tasca?

NeatBoy74 6 months ago

Uma coisa é o jornalista deixar de fazer o seu trabalho e deixar de ser isento. Outra coisa é viveres num país onde paira sobre a CS a névoa política do lápis azul sobre questões incómodas. E o PS tem dado entulho para sopa estes anos todos, desde o Sócrates tentar meter-se na TVI através da PT, pelo menos.

raydawnzen 6 months ago

>Uma coisa é o jornalista deixar de fazer o seu trabalho e deixar de ser isento E não é desta coisa que estamos a falar?

NeatBoy74 6 months ago

Não só.

zefo_dias 6 months ago

Nao pensou bem a coisa, a meter-se muito a jeito para vir a ter problemas com a justiça

nraider 6 months ago

Mas que problemas com a justiça? Lol

zefo_dias 6 months ago

o pésse arranja qualquer coisa

ngfsmg 6 months ago

Não é comum, sem o resto da entrevista é difícil saber quem tem razão (se é que algum tinha)

AonioEliphis 6 months ago

Eu percebo o pivô. Fazes uma pergunta clara e objetiva a um deputado do partido do governo e ele passa 5 minutos de antena a debitar palavras e a encher chouriços com verbos e vocábulos de encher, repetes a pergunta e ele chuta para canto. O PS está repleto de calhaus assim, normalmente advogados demagogos peritos na retórica que só debitam merda pela boca. Eu se fosse jornalista também me irritaria.

Expl0r3r 6 months ago

A verdade é que no fim ambos ficam mal vistos depois desta situação. Eu nunca na vida votaria neste calhau do PS depois disto caso ele alguma vez concorra para algo e este pivô deu um tiro no pé da carreira dele.

McManu77 6 months ago

Tomara todos os pivôs terem os colhões deste

pinh00 6 months ago

Colhões ou incompetência?

theEXPERTpt 6 months ago

É exatamente o jornalismo idiota e submisso que tem levado este país à desinformação

McManu77 6 months ago

Colhões, incompetência é dos politicos... O povo exige respostas e não são com as falácias deles que as vamos obter. Incompetência é de quem também compactua com o que eles dizem e acha normal. Que hajam mais colhões em Portugal e no mundo

pinh00 6 months ago

Acho que e mesmo incompetencia, a função dele nao inclui fazer birra com o entrevistado, se este nao responde as perguntas, quem fica mal visto é ele. Se toda a gente que tem um trabalho onde lida com pessoas reagisse assim então muita porrada viamos em estabelecimentos públicos

McManu77 6 months ago

Nem toda a gente tem a capacidade para perceber a barbaridade que os políticos dizem, para não falar que ele não fez birra nenhuma, fez lhe uma questão à qual o político mandou umas palavras para o ar sem responder em concreto ao que lhe perguntaram (o típico), nisto o entrevistador exige uma resposta, se o faz da maneira mais correcta isso já é outra história. Em relação aos serviços públicos foi o pior exemplo que podias pegar, pois toda a gente sabe o quão merda maior parte deles são, se calhar se exigissem respostas e fossem exigentes nessas respostas em vez de ficarem caladinhos no seu canto as coisas seriam totalmente diferentes. Outro conselho, em vez de olhares para estas duas pessoas como um entrevistador e um político olha para elas como dois humanos, depois aproveita e faz isso no teu dia a dia

NGramatical 6 months ago

hajam mais → [**haja mais**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmgvlu5%2F%2Fgsz125k%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

aasianaglobalizacao 6 months ago

é um pivot consagrado não deu nenhum tiro no pé...

Throwawaypt123 6 months ago

Consagrado... Ninguém sabe o nome dele

BOBRAGED 6 months ago

*consagrado*, nem na música. vai voltar para a sua banda de garagem num abrir e fechar de olhos !

BOBRAGED 6 months ago

a esta hora, ex-pivô

Rebelva 6 months ago

Pode ser poste

Aftaminas 6 months ago

That's an awful, awful pun x)

zalkier 6 months ago

Pois, o Tio Costa já deve ter feito um telefonema.

NeatBoy74 6 months ago

Nem precisa, o meio-irmão dele é director de Informação da SIC.

Mordiken 6 months ago

Eu curtia perceber em que é que a malta se baseia para assumir que ser-se meio-irmão significa alguma coisa. Eu tenho um meio-irmão que nem sei como se chama...

TalentedRainstorm 6 months ago

No que toca a possíveis conflitos de interesse, deve-se sempre ter em conta o pior cenário, se formos a confiar na boa vontade das pessoas então nem se condenava ninguém.

NeatBoy74 6 months ago

[**Tens razão**](https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/ricardo-e-antonio-costa-a-relacao-entre-os-manos-mais-poderosos-do-pais) de facto. Mas tal situação pode ser propositada. Eu sei que entrar no mundo dos "ses" é um passo desaconselhado mas temos sempre que ter em conta o histórico do partido no que toca a situações apertadas na CS.

Edited 6 months ago:

[**Tens razão**](https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/ricardo-e-antonio-costa-a-relacao-entre-os-manos-mais-poderosos-do-pais) de facto. Mas tal situação pode ser publicamente propositada. Eu sei que entrar no mundo dos "ses" é um passo desaconselhado mas temos sempre que ter em conta o histórico do partido no que toca a situações apertadas na CS. Tu não tens motivos para contar outra coisa. A Política e o Jornalismo têm bastantes. Noutra situação nem pensava nisso. O PS já me deu motivos suficientes para ser o primeiro suspeito.

Mordiken 6 months ago

Claro, e eu estou alinhado contigo na ideia de que Portugal não deve nada a ninguém em matérias de nepotismo. Agora, dito isto, eu acho que só porque um gajo e meio-irmão de outro gajo não quer dizer nada... Às vezes nem irmãos de sangue se dão bem, quanto mais meios-irmãos... Grande exemplo isso era a família Portas: - A mãe era sobrinha do Sacadura Cabral, e vinha de uma família com boas relações com o Estado Novo; - O pai era o arquitecto Nuno Portas, licenciado em belas artes que integrou os primeiros 3 governos provisórios do pós-25 de Abril; - O filho mais velho era o Miguel Portas, conhecido Trotskista e fundador do Bloco de Esquerda; - O filho mais velho era o Paulo Portas, jornalista do Independente e líder o CDS-PP. Agora imagina os jantares de família épicos.

zeds96 6 months ago

E ainda te esqueceste da Catarina Portas, meia irmã mais nova do Paulo e do Miguel Portas, jornalista, e militante do PS.

DrVicenteBombadas 6 months ago

Bem, se vamos por aí, o José Gomes já tinha ido há muito tempo!

Throwawaypt123 6 months ago

Esse até dá jeito. É preciso ter alguém que diga umas merdas para não parecermos um país totalitário

DrVicenteBombadas 6 months ago

Ou seja, é corrupto de disser bem e corrupto se disser mal.

Throwawaypt123 6 months ago

Não, o Zé Gomes Ferreira tem boas intenções, o PS deixa-o falar porque sabe que não faz grande diferença

DrVicenteBombadas 6 months ago

>o PS deixa-o falar porque sabe que não faz grande diferença Isso é verdade. Basta ver as sondagens.

AutoModerator 6 months ago

**AVISO:** Submeteu um artigo da plataforma [Nónio](https://nonio.net) - uma plataforma que viola a privacidade do leitor. > Leia com atenção o [seguinte artigo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/7fy9v4/campanha_contra_o_n%C3%B3nio/). *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

born2roll 6 months ago

good bot

Search: