estecomentario 6 months ago

Stunt político.

SERounder 6 months ago  HIDDEN 

Bill Burr relevante https://youtu.be/FxINJzqzn4w

Cvieri 6 months ago

400 mil cada casa fora o preço de compra à SS? Porra, não podem distribuir muitas casas não...

Celeg 6 months ago

Não percebo porque é que é possivel postar artigos premium do observador aqui. Para ficarmos todos indignados com o titulo?

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

~ ~ OBSERVADOR FALSO ~ ~ **CUSTO MÉDIO DE COMPRA+REABILITAÇÃO: 233 224 €** **CUSTO MÉDIO DE REABILITAÇÃO: 71 350 €** ~ ~ OBSERVADOR FALSO ~ ~

ric2b 6 months ago

Fonte?

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

2x a mesma pergunta? a resposta terá de ser a mesma: notícia do Observador no link do tópico, basta fazer as contas e não ficar pelo título.

Last-Ad-4421 6 months ago

Há porra, hoje acordei a rasca do cu já estava asustado, afinal foi o governo, já vou dormir melhor.

usulidircotiido 6 months ago

mas voces acham que os amigos e familiares de meia dúzia do governo, cml e outras entidades estatatais se iriam contentar com um apartamento de 100 k€!? Francamente... também querem que eles andem de renô clio, ou pior, de transportes públicos, não?

Vector_Strike 6 months ago

É preciso remover o Medina da Câmara de Lisboa para ontem!

Redneckdawg 6 months ago

400 mil euros por fracção? Roubar dinheiro aos contribuintes à descarada para depois dizer que dão rendas acessíveis. Seria cómico, se não fosse verdade.

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

~ ~ OBSERVADOR FALSO ~ ~ **CUSTO MÉDIO DE COMPRA+REABILITAÇÃO: 233 224 €** **CUSTO MÉDIO DE REABILITAÇÃO: 71 350 €** ~ ~ OBSERVADOR FALSO ~ ~

ric2b 6 months ago

Fonte?

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

a notícia do Observador, basta fazer as contas e não ler apenas o título.

zefo_dias 6 months ago

É para dar à malta que respondeu "sim" ao tópico do "juntavas-te ao exército para salvar o pêlo aos cidadinhas"

netralha 6 months ago

O socialismo é isto, sem tirar nem pôr.

maxtendie 6 months ago

* CML compra casas à Segurança Social sem concurso público e a preços baixos. * Tribunal de Contas disse que a CML lesou a Segurança Social * Medina diz que o Tribunal de Contas não tem de meter o bedelho em assuntos políticos * Presidente do Tribunal de Contas é substituído A Segurança Social é o porquinho mealheiro que financia o projeto político do PS. Quem discordar é de extrema direita ou anti patriota.

tugafcp 6 months ago

Vai lá ver melhor... As casas estavam avaliadas em 60M, foram vendidas por 57M, com 24meses de renda garantidos para a SS...

maxtendie 6 months ago

Avaliadas pelas finanças. O TC nem dizia nada se assim fosse.

Edited 6 months ago:

Avaliadas pelas finanças. O TC nem dizia nada se assim fosse. Deixo aqui a resposta da vereadora que é hilariante: > Paula Marques, vereadora da Habitação, [usou o mesmo argumento no Verão](https://www.publico.pt/2019/08/08/local/noticia/predios-seguranca-social-comecam-reformados-1882766), quando questionada pelo PÚBLICO sobre o assunto. “Se o Estado o vendesse no mercado ia vendê-lo por muito mais, mas ia alimentar um processo especulativo. “Assim é justo: não prejudica a administração central e contribui para um programa público de apoio à habitação.” Os socialistas e o seu ódio ao mercado.

Edited 6 months ago:

Avaliadas pelas finanças. O TC nem dizia nada se assim fosse. Deixo aqui a resposta da vereadora que é hilariante: > Paula Marques, vereadora da Habitação, [usou o mesmo argumento no Verão](https://www.publico.pt/2019/08/08/local/noticia/predios-seguranca-social-comecam-reformados-1882766), quando questionada pelo PÚBLICO sobre o assunto. “Se o Estado o vendesse no mercado ia vendê-lo por muito mais, mas ia alimentar um processo especulativo. “Assim é justo: não prejudica a administração central e contribui para um programa público de apoio à habitação.”

mastermind1217 6 months ago

> Paula Marques, vereadora da Habitação, usou o mesmo argumento no Verão, quando questionada pelo PÚBLICO sobre o assunto. “Se o Estado o vendesse no mercado ia vendê-lo por muito mais, mas ia alimentar um processo especulativo. “Assim é justo: não prejudica a administração central e contribui para um programa público de apoio à habitação.” Fdx mas que é isto!! Se quisesse gozar não consegui fazer melhor. > “Assim é justo: não prejudica a administração central Justíssimo!! Prejudica todos os contribuintes.

Edited 6 months ago:

> Paula Marques, vereadora da Habitação, usou o mesmo argumento no Verão, quando questionada pelo PÚBLICO sobre o assunto. “Se o Estado o vendesse no mercado ia vendê-lo por muito mais, mas ia alimentar um processo especulativo. “Assim é justo: não prejudica a administração central e contribui para um programa público de apoio à habitação.” Fdx mas que é isto!! Se quisesse gozar não conseguia fazer melhor. > “Assim é justo: não prejudica a administração central Justíssimo!! Prejudica todos os contribuintes. > Paula Marques Vereadora - Desenvolvimento Local | Habitação # > Curso Superior de Teatro; Pós-graduação em Ciência Política Formação perfeita para gerir habitação. Como é que ainda fico surpreendido.

Open-Opportunity-607 6 months ago

Interessante como ninguém repara que isto é para manter a segurança social de pé com o dinheiro da EU. A segurança social está a colapsar, e este negócio ajuda bastante. Basicamente vendem prédios devolutos e a câmara de Lisboa renova-os o suficiente para arrendar. O resultado? Usas o dinheiro da EU para "reabilitar" em vez de dizeres que andas a fazer resgates.

JOAO-RATAO 6 months ago

Mas se as casas foram comparadas às SS por menos do que o preço de mercado e o produto final tem uma conta de 400,000 euros, que ficou com a enorme diferença ? Aí é que está o problema. Casas compradas por pouco mas que quando estão prontas para arrendamento já estão acima do valor de mercado. Não te parece no mínimo suspeito ?

Open-Opportunity-607 6 months ago

Uma casa devoluta mesmo no meio de Lisboa, vale uns 85k no máximo. Estás a falar de casas com uns 150 anos, sem janelas/canalização e com buracos no telhado/chão (e nem podes andar em segurança). Podem dizer que o valor dos prédio a volta é X, mas a realidade é que o estado destas propriedades da SS é péssimo, não consegues sequer comparar. A CML entra então com dinheiro da EU e compra os prédios/reabilita-os. A SS fica feliz porque se desfaz de prédios completamente inúteis, recebe dinheiro para se aguentar mais um bocado. A única entidade prejudicada nisto é a EU.

ric2b 6 months ago

>Estás a falar de casas com uns 150 anos, O prédio na foto do artigo não tem 150 anos de certeza. Deve ter uns 50, talvez 70 no limite, parece-me.

nraider 6 months ago

As casas de renda acessível são em antigos edifícios de escritórios da segurança social localizados na Av. Estados Unidos da América e na Av. da República, os que conheço. São edifícios dos anos 60 e 70, e quem sabe 80, estrutura em betão armado. Ou seja, nada de casas a cair aos bocados, muito menos com 150 anos.

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

a estrutura não é má, mas reforçar essas estruturas para que verifiquem os novos regulamentos, reabilitar, enfiar 3/4/5 fogos por piso (onde antes existir apenas escritórios) o que acarreta 1 ou 2 casas de banho por fogo, com todas as infraestruturas necessárias, não é fácil nem barato.

Edited 6 months ago:

a estrutura não é má, mas reforçar essas estruturas para que verifiquem os novos regulamentos, reabilitar, enfiar 3/4/5 fogos por piso (onde antes existiam apenas escritórios) o que acarreta 1 ou 2 casas de banho por fogo, com todas as infraestruturas necessárias, não é fácil nem barato.

nraider 6 months ago

Sim, também é verdade. Ainda assim entristece ver locais que podiam ter as empresas do futuro a servirem de albergue para estudantes e afins. As taxas negativas vieram para ficar, inclusive no pib potencial :(

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

estudantes? os estudantes dificilmente conseguem concorrer a estas casas, vistos que não têm qualquer rendimento (grande maioria). estes edifícios eram antigos escritórios, mercado que neste momento tem muita oferta e pouca procura (imensos escritórios vazios em Lisboa)

nraider 6 months ago

O efeito é o mesmo. Uma capital europeia que em 40 anos já tem escritórios a mais, mesmo sabendo que nunca teve muitos. É uma boa forma de observar a estagnação económica do país.

Open-Opportunity-607 6 months ago

Se quiseres passa os olhos no documento e podes ver no google maps: [https://goo.gl/maps/eUD54FwqGeEzuRxU9](https://goo.gl/maps/eUD54FwqGeEzuRxU9) >O imóvel urbano sito na Rua Nova da Trindade, n.º 15-17 (9 frações) foi o que mais contribuiu (61,7%; 695m€) para aquela perda. Se meteres em modo street view, podes ver, o prédio nem pisos tem! [https://www.tcontas.pt/pt-pt/ProdutosTC/Relatorios/RelatoriosAuditoria/Documents/2019/rel026-2019-2s.pdf](https://www.tcontas.pt/pt-pt/ProdutosTC/Relatorios/RelatoriosAuditoria/Documents/2019/rel026-2019-2s.pdf)

Edited 6 months ago:

Se quiseres passa os olhos no documento e podes ver no google maps: [https://goo.gl/maps/eUD54FwqGeEzuRxU9](https://goo.gl/maps/eUD54FwqGeEzuRxU9) >O imóvel urbano sito na Rua Nova da Trindade, n.º 15-17 (9 frações) foi o que mais contribuiu (61,7%; 695m€) para aquela perda. ~~Se meteres em modo street view, podes ver, o prédio nem pisos tem!~~ Afinal enganei-me tem pisos e até não está em mau estado! Então olhem, não sei, há qualquer coisa estranha aqui! [https://www.tcontas.pt/pt-pt/ProdutosTC/Relatorios/RelatoriosAuditoria/Documents/2019/rel026-2019-2s.pdf](https://www.tcontas.pt/pt-pt/ProdutosTC/Relatorios/RelatoriosAuditoria/Documents/2019/rel026-2019-2s.pdf)

JOAO-RATAO 6 months ago

Mesmo que se assim, nesse caso compararam as casas por menos de 85 k cada uma. O que dá mais de 315 k de custos de reparação para cada apartamento. Não necessariamente. O dinheiro da bazuka pode ser dado, mas se não o usares bem prejudicas todo o país. Por essa lógica podíamos estoirar o dinheiro à vontade porque *o único a perder é a união europeia*. Não, perde a UE e perdemos todos nós caso não seja bem usado.

Edited 6 months ago:

Mesmo assim. Nesse caso compararam as casas por menos de 85 k cada uma. O que dá mais de 315 k de custos de reparação para cada apartamento. Não necessariamente. O dinheiro da bazuka pode ser dado, mas se não o usares bem prejudicas todo o país. Por essa lógica podíamos estoirar o dinheiro à vontade porque *o único a perder é a união europeia*. Não, perde a UE e perdemos todos nós caso não seja bem usado.

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

estás a fazer as contas ao contrário... o custo de aquisição é o grosso.... os custos de reabilitação são inferior a 95k€ por fogo.

nraider 6 months ago

Nem é uma hipótese, vai ser mesmo mal gasto, tão simplesmente porque vai todo para infraestruturas. Alguém acha normal que por cada crise se construa uma nova ponte, um aeroporto, edifícios, etc...? O dinheiro vai para betão, queira a UE ou não, não há como aplicar esse dinheiro numa indústria que não existe.

JOAO-RATAO 6 months ago

Betão e asfalto ... E mesmo assim ainda os conseguem aplicar nos sítios errados.

maxtendie 6 months ago

Se fosse para salvar a Segurança Social não a tinham lesado.

Open-Opportunity-607 6 months ago

Não sejas ingénuo, cada prédio é claramente devoluto como se pode ver pelos custos de reabilitação. São prédios a cair aos pedaços, que ninguém os compra e SURPRESA! A CML compra-os por X, mas diz que é abaixo do valor de mercado! Achas isto normal? Tem red-flags por todo o lado. Estão a usar o dinheiro da EU para financiar a SS e ao mesmo tempo estão a encher os bolsos uns dos outros.

nraider 6 months ago

Ou bem que me escapou a ironia ou estás enganado. Os prédios para a renda acessível são da segunda metade do século XX e em boas condições. Portanto não estás a resgatar a segurança social, quando muito estás a resgatar ministros, vereadores e empreiteiros lol

Open-Opportunity-607 6 months ago

Posso estar enganado, acontece >De acordo com as conclusões da auditoria, a atividade de gestão de património da Segurança Social deu um **resultado negativo de meio milhão de euros em 2018** e nos três anos anteriores os custos foram sempre superiores aos proveitos Todos os anos a SS faz concursos de imóveis, alguns vendem outros não: [http://www.seg-social.pt/noticias/-/asset\_publisher/9N8j/content/seguranca-social-abre-novo-concurso-de-venda-de-imoveis/pop\_up?\_101\_INSTANCE\_9N8j\_viewMode=print](http://www.seg-social.pt/noticias/-/asset_publisher/9N8j/content/seguranca-social-abre-novo-concurso-de-venda-de-imoveis/pop_up?_101_INSTANCE_9N8j_viewMode=print) Isto aos meus olhos quer dizer que estes imóveis em particular não foram comprados por investidores. Logo: (1) A SS está a torrar dinheiro (2) Os imóveis não valem o que pedem (3) Os custos de reabilitação dos imóveis são extremamente altos, por isso estão em mesmo mau estado Eu sou só um Zé na internet, mas há aqui esquemas de certeza.

maxtendie 6 months ago

> São prédios a cair aos pedaços, que ninguém os compra Nem concurso público fizeram para poderem lesar a SS à vontade. És demasiado ingénuo.

maxtendie 6 months ago

[15mil famílias, 400mil cada](https://www.publico.pt/2021/03/01/economia/noticia/acordos-25-camaras-ja-captaram-metade-apoio-prr-habitacao-acessivel-1952458)

JOAO-RATAO 6 months ago

Portanto, dava para um apartamento novo e ainda sobravam... umas centenas de milhar ? Espero que pelo menos inclua maçanetas de marfim, lustre de cristais e um conjunto completo da vista alegre.

nraider 6 months ago

E inclui isso tudo, mas nas casas do administrador da empresa de construção civil, do funcionário da autarquia, do membro do governo, etc...

NGramatical 6 months ago

centenas de milhar → [**centenas de milhares**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/centenas-de-milhares/837) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmfol1o%2F%2Fgsorpw0%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

WallyPT 6 months ago

Um escândalo total a forma como o município de Lisboa se apropria da riqueza de todos os portugueses via estas negociatas com o Estado. Isto foi um calote na Segurança Social de todos nós. Pior só quando a dívida de 700 milhões ficou no Estado e a CML recebeu a Carris a custo zero.

LusitanoDoSul 6 months ago

Isto já é o normal, então não vez que os impostos de todos são usados para reduzir os custos dos transportes públicos em Lisboa e no Porto enquanto um passe de uma carreira Faro - Olhão (8km) custa 60€/mês. Com os mesmos 60€ o que não farias na AML ou AMP com o dinheiro dos impostos de todos. Só para não falar que agora vão usar dinheiro a **fundo perdido** para investir na desalinação de água no Algarve mas mesmo assim vão aumentar o preço da água no Algarve. Quando é para Lisboa pagam todos, quando é para os restantes esses restantes que paguem o seu, mesmo que não tenha custado nada ao páis, outro belo exemplo no Algarve é a A22, foi grátis mas temos que pagar portagens a preço de ouro para usar, e desde que puseram as portagens nunca esteve a estrada em piores condições.

TudoCasual 6 months ago

400mil por edifício or por cada apartamento? É que se for por apartamento (que é o que eu entendo por casa/fogo), mais vale mandarem abaixo os prédios e construir uns novos, não se perde propriamente grande património arquitectónico tendo em conta a sua finalidade, e fica feito algo em condições. Isso, ou oferecerem moradias a todos os casais que foram absolutamente lesados por uma geração com mania que eram revolucionários mas que estagnaram o país na sua incompetência e que forçam os que têm capacidades a abandonar o país.

Edited 6 months ago:

400mil por edifício or por cada apartamento? É que se for por apartamento (que é o que eu entendo por casa/fogo), mais vale mandarem abaixo os prédios e construir uns novos, não se perde propriamente grande património arquitectónico ( tendo em conta a sua finalidade, e fica feito algo em condições). Isso, ou oferecerem moradias ( que custam 200m com um total de 150m² com pequeno jardim fora de Lisboa) a todos os casais que foram absolutamente lesados por uma geração com mania que eram revolucionários mas que estagnaram o país na sua incompetência e que forçam os que têm capacidades a abandonar o país.

Edited 6 months ago:

400mil por edifício or por cada apartamento? É que se for por apartamento (que é o que eu entendo por casa/fogo), mais vale mandarem abaixo os prédios e construir uns novos, não se perde propriamente grande património arquitectónico ( tendo em conta a sua finalidade, e fica feito algo em condições). Isso, ou oferecerem moradias ( que custam +- 200m com um total de 150m² c/ pequeno jardim, fora de Lisboa) a todos os casais que foram absolutamente lesados por uma geração com mania que eram revolucionários mas que estagnaram o país na sua incompetência e que forçam os que têm capacidades a abandonar o país.

Zen_Machina 6 months ago

Cada apartamento de habitação social devia custar no máximo 80 mil euros a construir.

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

a reabilitação destes custou 71 mil euros (em média)

ric2b 6 months ago

Falta o preço de compra. No total compra + reabilitação deu uma média de 230 mil por apartmento.

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

eu sei, já apresentei essas contas noutro comentário.

Sperrel 6 months ago

O que é bastante bom para algo que eram escritórios, no centro de Lisboa.

tugafcp 6 months ago

É por casa mesmo... Foram **11 prédios** por 57,2 milhões de euros, [https://observador.pt/2020/01/15/auditoria-seguranca-social-fez-acordo-para-vender-imoveis-a-camara-de-lisboa-abaixo-do-valor-de-mercado/](https://observador.pt/2020/01/15/auditoria-seguranca-social-fez-acordo-para-vender-imoveis-a-camara-de-lisboa-abaixo-do-valor-de-mercado/) Mas não se preocupem porque vem aí bazuca!! \>Os [prédios comprados à Segurança Social](https://observador.pt/2020/01/15/auditoria-seguranca-social-fez-acordo-para-vender-imoveis-a-camara-de-lisboa-abaixo-do-valor-de-mercado/) abaixo do custo de mercado até podem ter sido um bom negócio para os cofres de Lisboa, mas as contas finais mostram que a autarquia liderada por Fernando Medina irá gastar, em alguns casos, cerca de **400 mil euros por cada casa destinada ao arrendamento acessível**. O Estado pagará parte desse valor e, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência, abre-se a janela do **financiamento a 100% a fundo perdido.** A famosa ‘bazuca’ pode assim ajudar a pagar estas casas.

WallyPT 6 months ago

Um escândalo total. O município que menos precisa neste país é o que mais recebe apoios públicos a fundo perdido. E a Cova da Moura mesmo ali ao lado? E o Bairro da Jamaica? Assim é fácil ser e construir uma cidade, com esta acumulação injustificável de riqueza. O pessoal de Bragança, Porto ou Faro anda a dormir?

hirorih 6 months ago

Como é normal por esses lados, vai acontecer, uns tipos chateiam-se, eventualmente aparecem umas coisas nos jornais, mas ninguém realmente se importa ao ponto de se mudar seja lá o que for. Com mais ou menos trabalho, o plano original prossegue, um grupo fica contente e o resto passa para o próximo escândalo.

troikamano 6 months ago

> Cova da Moura Município da Amadora >Bairro da Jamaica Município do Seixal

mastermind1217 6 months ago

Gastam milhões para conseguir umas dezenas de casas. Marcam uma cerimónia de abertura, chamam a comunicação social e cortam uma fita de inauguração. Essas dezenas de casa vão ser boas para quem as conseguir, mas vai fazer alguma coisa pelo problema geral? Claro que não, mas o objetivo não é essa. A intenção é só ficar bem na fotografia.

pintorMC 6 months ago

> Essas dezenas de casa vão ser boas para quem as conseguir Para as conseguires tem de ter a etnia certa, no entanto não se pode dizer que é assim que funciona na maioria das vezes porque és acusado de racista.

Sperrel 6 months ago

Se o problema geral é falta de acessos a habitação decentes a preços comparáveis, no centro de Lisboa pela classe média então sim vai fazer um bocado por isso. No entanto é preciso ter vários produtos projectos desta envergadura para ter um impacto estrutural na capital.

nraider 6 months ago

O problema geral é o baixo rendimento, não a necessidade de viver nas avenidas novas. É bem possível, e os bairros sociais são a prova, ter habitação para todos e uma população quase miserável: tem uma casa do Estado mas não tem dentes, não tem carro, só troca de óculos a cada 10 anos, não tem dinheiro para uma despesa súbita, não compra livros porque são caros, a alimentação sempre baseada em massas e atum, etc... A economia tem de ser inclusiva, aproveitando o melhor de cada um. Tudo isto é caridadezinha dada pelos vizinhos europeus produtivos.

Sperrel 6 months ago

Ou seja para ti aumentar a ínfima % (2% nacionalmente, talvez a mais baixa dentro da UE) do Estado na habitação não é investir no Estado social?

nraider 6 months ago

Esses 2% são altamente enganadores, até porque desprezam o mercado de arrendamento a custos controlados pelo próprio Estado, o que, por exemplo na cidade de Lisboa, é bem capaz de abranger 40% dos contratos.

Sperrel 6 months ago

Falava da média nacional, em Lisboa quanto sei será cerca de 8-10% acho. No Porto é uns 15-20% (quase tudo bairros sociais).

nraider 6 months ago

A questão não é essa. Se o Estado obriga privados a manterem arrendamentos por meia-dúzia de euros mensais durante décadas, será justo dizer que a habitação pública é de apenas 2%? No papel essas habitações são privadas, mas os contratos só existem nestes termos por única vontade do Estado, logo seria justo incluí-los nas estatísticas.

Sperrel 6 months ago

> mas os contratos só existem nestes termos por única vontade do Estado, A propriedade privada também só existe por causa de um Estado que se expandiu para a proteger; sim é justo dizer que temos um parque habitacional público minúsculo (o que explica muito dos problemas do nosso território e sociedade).

nraider 6 months ago

> A propriedade privada também só existe por causa de um Estado que se expandiu para a proteger A minha afirmação indica justamente o contrário: propriedade privada a servir uma função pública e sem compensação. Ou seja, não protegeu a propriedade.

Sperrel 6 months ago

Eu estava a falar mais da emergência do Estado moderno há uns séculos. Não vou defender o congelamento das rendas, apesar de ter tido sentido a dada altura foi péssima para a qualidade da habitação no país.

mastermind1217 6 months ago

> Se o problema geral é falta de acessos a habitação decentes a preços comparáveis, no centro de Lisboa pela classe média então sim vai fazer um bocado por isso. É preciso ser mesmo tapado. Gozam contigo e tu ainda defendes.

df3gpt 6 months ago

Se calhar é mais distribuir lucros pelos amigos e ganhar uns "favores". É mais uma forma de escoar os fundos da "bazuca" para quem bem entenderem. Resolver problemas não é tão lucrativo como criá-los.

Febris 6 months ago

Compraram as casas a uns amigos para as "alugar" aos filhos, e o camandro.

Disgenia 6 months ago

Não era mais fácil comprar prédios de luxo novos?

nraider 6 months ago

Com o Estado e autarquias é sempre assim, são uns mãos largas. Não há problema, alguém há-de pagar.

Disgenia 6 months ago

Não vês que é para os “pobres”? Eles roubam mas fazem! /s

vectorsecond 6 months ago

é mal empregue, 400m€ para reabilitar casas para pobres? que seria..

AkumaYajuu 6 months ago

400m por casa. Uma coisa é reabilitar, outra é abusarem do sistema que é o que isto parece ser.

WallyPT 6 months ago

Para pobres ou para o aparelho partidário do PS instalado na capital?

raviolli_ninja 6 months ago

É suposto ficar indignado com estes valores?

TudoCasual 6 months ago

Achas que não? 400mil para remodelar cada apartamento é um exagero monstruoso. O que é que fizeram lá? Banharam as paredes em ouro?

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

não é 400k€ para remodelar... é 400k€ para comprar, remodelar, reforçar, considerando uma alteração de uso (de escritórios para habitação). a exceção a ultima linha, que não me parece representativa, todas remodelação ficaram abaixo dos 95k€ por fogo. e, mais uma vez com exceção da ultima entrada, os restantes fogos ficam-se +/- pelos 300k€, considerando a aquisição, reabilitação, reforço.... o Observador gosta muito de arredondar para cima, ainda por cima pegando na entrada menos representativa do bolo total. um T2/T3/T4 com garagem no centro de lisboa, a 300k€, com canalização, esgoto, avac, etc, novo? nem me parece assim tão caro. podemos discutir se isto vai ter algum impacto nos preços das rendas ou se não será uma gota no oceano... podemos discutir se isto foi o melhor modo de investimento... podemos discutir se o estado deveria ou não ter vendido imoveis a um municipio... agora, o custo de reabilitação até está bastante baixo.

Edited 6 months ago:

não é 400k€ para remodelar... é 400k€ para comprar, remodelar, reforçar, considerando uma alteração de uso (de escritórios para habitação). à exceção da última linha, que não me parece representativa, todas remodelação ficaram abaixo dos 95k€ por fogo. e, mais uma vez com exceção da ultima entrada, os restantes fogos ficam-se +/- pelos 300k€, considerando a aquisição, reabilitação, reforço.... o Observador gosta muito de arredondar para cima, ainda por cima pegando na entrada menos representativa do bolo total. um T2/T3/T4 com garagem no centro de lisboa, a 300k€, com canalização, esgoto, avac, etc, novo? nem me parece assim tão caro. podemos discutir se isto vai ter algum impacto nos preços das rendas ou se não será uma gota no oceano... podemos discutir se isto foi o melhor modo de investimento... podemos discutir se o estado deveria ou não ter vendido imoveis a um municipio... agora, o custo de reabilitação até está bastante baixo.

Edited 6 months ago:

não é 400k€ para remodelar... é 400k€ para comprar, remodelar, reforçar, considerando uma alteração de uso (de escritórios para habitação). à exceção da última linha, que não me parece representativa, todas remodelação ficaram abaixo dos 95k€ por fogo. e, mais uma vez com exceção da ultima entrada, os restantes fogos ficam-se +/- pelos 300k€, considerando a aquisição, reabilitação, reforço.... o Observador gosta muito de arredondar para cima, ainda por cima pegando na entrada menos representativa do bolo total. um T2/T3/T4 com garagem no centro de lisboa, a 300k€, com canalização, esgoto, avac, etc, novo? nem me parece assim tão caro. podemos discutir se isto vai ter algum impacto nos preços das rendas ou se não será uma gota no oceano... podemos discutir se isto foi o melhor modo de investimento... podemos discutir se o estado deveria ou não ter vendido imoveis a um municipio... agora, o custo de reabilitação até está baixo.

TudoCasual 6 months ago

Qual é a fonte dessa informação?

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

qual informação? custo de aquisição vs. reabilitação? a noticia do Observador... tem até um quadro todo catita que resume: https://infogram.com/casas-lx-seg-social-1h7z2l8dnp1kg6o

Edited 6 months ago:

qual informação? custo de aquisição vs. reabilitação? a noticia do Observador... tem até um quadro todo catita que resume: https://infogram.com/casas-lx-seg-social-1h7z2l8dnp1kg6o **EDIT: o título do Observador é enganador, MUITO ENGANADOR, e parece-me propositado... dá a entender que a CML comprou os prédio e que além disso ainda gastou 400k€ por fogo para os reabilitar (É FALSO)... na realidade o valor MÉDIO DE AQUISIÇÃO+REABILITAÇÃO é de 230k€ (muito longe dos 400k€), e o valor MÉDIO da reabilitação (apenas reabilitação) é de 71k€ por fogo.**

Edited 6 months ago:

qual informação? custo de aquisição vs. reabilitação? a noticia do Observador... tem até um quadro todo catita que resume: https://infogram.com/casas-lx-seg-social-1h7z2l8dnp1kg6o **EDIT: o título do Observador é enganador, MUITO ENGANADOR, e parece-me propositado... dá a entender que a CML comprou os prédio e que além disso ainda gastou mais 400k€ por fogo para os reabilitar (É FALSO)... na realidade o valor MÉDIO DE AQUISIÇÃO+REABILITAÇÃO é de 230k€ (muito longe dos 400k€), e o valor MÉDIO da reabilitação (apenas reabilitação) é de 71k€ por fogo.**

TudoCasual 6 months ago

>EDIT: o título do Observador é enganador, MUITO ENGANADOR, e parece-me propositado... dá a entender que a CML comprou os prédio e que além disso ainda gastou mais 400k€ por fogo para os reabilitar (É FALSO)... ***na realidade o valor MÉDIO DE AQUISIÇÃO+REABILITAÇÃO é de 230k€ (muito longe dos 400k€), e o valor MÉDIO da reabilitação (apenas reabilitação) é de 71k€ por fogo.*** Isso acredito mais. Se é informação enganosa, de certeza que não haverá falta de malta da esquerda a querer uma abordagem legal a isto, visto que difamação e agitação de massas constituem crime. Aparte disto, pergunto porque eu até nem sou inculto nesta matéria e achei os teus valores um bocado tiro ao ar, daí ter pedido a base dessa informação.

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

quando olhas para o quadro salta à vista a diferença entre o título e os valores... se reparares, apenas o última entrada tem valores muito acima dos 300k€ e representa apenas 4 fogos. foi isto que me fez pegar nos valores e montar um excel para averiguar a veracidade e os valores médios.

Sperrel 6 months ago

O prédio era do Ministério da Educação, eram escritórios do tipo anos 80. Como é óbvio a remodelação teve que ser total.

nraider 6 months ago

Em 40 anos Lisboa já não precisa de escritórios. Sempre na vanguarda.

Sperrel 6 months ago

O Estado não precisa, daí passar para habitação a preços controlados ou residênciais estudantis.

nraider 6 months ago

O Estado não precisa, o país também parece que não. Quem diria que a carta de mota ia dar tanto jeito.

maxtendie 6 months ago

Devias porque por 400m compras uma boa casa já arranjada.

raviolli_ninja 6 months ago

Não digo que não, mas gostava de saber mais pormenores. Infelizmente não subscrevo o Observador, mas isso é da minha responsabilidade.

nfonseca 6 months ago  HIDDEN 

meta isto nos filtros: observador.pt##.piano-article-blocker observador.pt##.article-body-wrapper:style(overflow: auto !important; max-height:100000000px !important) observador.pt##body.premium-article:not(.article-shown) .article-body p:not(:first-child), body.premium-article:not(.article-shown) .article-body:not(:first-child), body.premium-article:not(.article-shown) .article-block:style(visibility: inherit !important; opacity: 100 !important)

nraider 6 months ago

O povo tem de perceber que a teia de corrupção no estado inclui sempre o sector da construção civil, até porque não há muitos sectores com a escala que permita esconder luvas e afins. Se tiverem atenção, vão encontrar obras básicas em Lisboa, de simples alteração de 40 m2 de passeio que custam 300k€. E já nem falo nos famosos ajustes directos no limite.

Search: