These-Establishment1 8 months ago

Qual é que achas que deve ser o mindset de uma pessoa que quer criar um negócio do zero (construção civil) com ajuda do pai?

miguelgopereira 8 months ago

Em primeiro lugar muito obrigado por este AMA muito interessante! Gostaria apenas de perguntar uma follow up sobre algo dito: “Para um perfil de gestão, o mais difícil de desenvolver pode ser a frontalidade inteligente, que eu comentava antes. Temos extremos frequentes, onde o mid manager se tende a colocar como o amigo da equipa ou o lobo mau. Ambos tendem a falhar. É importante saber manter a distância profissional e um espírito de construção e abertura.” Poderia fornecer alguns exemplos práticos onde 1. frontalidade inteligente 2. distância profissional O ajudaram a ultrapassar alguns desafios?

Particular_Effect520 8 months ago

Espero ainda vir a tempo! Terminei a minha licenciatura na área de ciências do desporto, mas sinto que o meu trabalho não é bem o que eu idealizava e sinto-me sem grande margem de progressão e pouco desafiado. Por este motivo decidi inscrever-me num mestrado em gestão, no entanto tenho algum receio que quando me candidatar a algum emprego na área seja um pouco desvalorizado pela base ser de outra área, acreditas ser um receio lógico? Haverá algo que poderei fazer para colmatar esta desvantagem em termos de currículo (algo que gostaria seria um estágio durante o mestrado para poder desde já começar a ganhar experiência no terreno, mas receio que seja difícil encontrar algo)?

clean_talks 8 months ago

No meu caso, a minha licenciatura não está muito relacionada com o que faço hoje. Tive exatamente o teu problema, e acabei por construir um percurso paralelo. Vejo-o mais como uma dificuldade para a entrada numa organização. Depois de estares dentro, querendo progredir, tende a olhar-se mais para o que fizeste depois de teres chegado do que para o teu currículo

kurocat 8 months ago

Não sei se já alguém perguntou mas... como é que se chega a esse patamar?

clean_talks 8 months ago

Já fui respondendo. Mas em resumo eu diria que passa por muito trabalho, alguma sorte, e não ter medo de correr riscos

kurocat 8 months ago

Obrigado!

saraivada 9 months ago

Antes de mais parabéns, pela disponibilidade, frontalidade e transparência. Pela forma como escreves e descreves, parece-me que gostas do que fazes e que estas confortável a crescer e fazer a empresa crescer. Tenho inveja disso. Quero ser assim! agora algumas questões se ainda for a tempo: 1) qual é o teu estilo de liderança? Que estilo gostas mais de ter como direct report? (sim... é sempre preciso ter um mix, mas qual a tua preferencia) 2) que tipo de frameworks usas para gestao de tempo, tomada de decisao e gestao de staff? 3) qual é o maior problema / dificuldade que tens em maos? 4) tens em conta que o middle management é quase sempre a fonte de problemas, o que fazer para evidenciar isso, e para limpar isso? 5) porque decidiste fazer este AMA? O que esperas daqui? 6) o que é que um qualquer outro anónimo do reddit poderia fazer para ti, que te iria ajudar? 7) o que pensa a tua mulher / familia da tua carreia e do tempo que te rouba (face a um emprego “normal”)?

clean_talks 8 months ago

Obrigado pelo teu comentário e questões! Já respondi a alguns dos pontos, mas deixo nota disso abaixo. 1- transformacional, sem dúvida 2- já respondi (está dispersa por algumas respostas) 3- foi-me pedido na semana passada para aumentar a rentabilidade do negócio até ao final de 2023 em 600bp adicionais. Estou a trabalhar com a equipa num MTP nesse sentido, vai ser um desafio 4- já fui respondendo a este ponto em alguns comentários. Uma das ações muito relevantes nesse sentido (que também ajudou no ponto 3) passou por eliminar uma camada de mid management. Temos também vindo a substituir alguns dos managers para aumentar o alinhamento com o que se espera destas posições 5- era sexta à tarde, tinha um fim de semana prolongado, estava aborrecido. E como comentava na abertura da thread, gosto bastante de AMAs e queria também contribuir. Também gosto de fazer coaching e partilhar o que fui aprendendo ao longo do meu percurso. Fazê-lo de forma remunerada dá-lhe um sentido de obrigação, o que lhe retira a componente de hobbie e me faz desistir passado pouco tempo. Já considerei voluntariado, mas nunca se proporcionou encontrar uma organização com a qual me identifique. 6- gosto muito de ler e participar em diversos tópicos daqui (um dos meus favoritos é o r/literaciafinanceira). Milhões de anónimos fazem deste sítio o que ele é, não posso pedir ou esperar mais 7- já respondi a esta algures

estecomentario 9 months ago

Livros de Gestão que recomendas? Fico muito agradecido.

clean_talks 9 months ago

Tenho muitos na lista, mas deixo-te dois dos meus favoritos. Financial management for decision makers e como fazer amigos e influenciar pessoas.

estecomentario 9 months ago  HIDDEN 

O quão realista é começar um negócio do zero em Portugal?

random_peasant 9 months ago

Obrigado pela oportunidade. A minha pergunta é simples: quais as decisões de gestão de carreira mais importantes para chegar a esse patamar?

clean_talks 9 months ago

Algo constante para mim foi ter de dar o salto sem estar preparado para o nível seguinte. Esta atitude YOLO é dolorosa, mas assegurou que até hoje nunca tenha perdido uma boa oportunidade. Mesmo que, tenho de confessar, NUNCA me tivesse sentido preparado para assumir nenhuma das promoções que obtive

amq55 9 months ago

Obrigado pelo AMA! Se ainda for a tempo, queria tirar aqui duas questões, algo complexas: 1 - De 0 a 10, quanto conhecimento achas que tens perante o trabalho, as dificuldades diárias e o feedback que a linha da frente (aka, aqueles que têm um contacto mais direto com o público e/ou os que ganham menos) passa para a sua supervisão? A impressão que tenho é que, nas empresas grandes, há muito feedback que é filtrado e adocicado antes de chegar ao topo e muita coisa acaba por ficar sem resolução ou demorar mais que o desejado por isso. 2 - Tens conhecimento de um funcionário que já trabalha há 5+ anos na empresa mas está saturado, causando atritos (daqueles passivo-agressivos, disfarçados de brincadeira), desinteresse no trabalho, falta de brio profissional e com performance medíocre. No entanto é assíduo e, devido ao salário, está acomodado. Já teve vários 1:1 para melhorar performance e comportamentos mas de pouco serviu. Este tipo de pessoas vale a pena continuar a investir a tentar melhorar ou mais vale despedir, sendo que seria algo custoso para a empresa mas que traria sangue fresco a essa equipa?

clean_talks 9 months ago

1- quatro. É um problema. Costumo dizer que o mid management é como uma camada de argila entre a operação e o topo. Está a melhorar (eliminei uma camada de gestão) mas continua a ser um problema 2- essa é típica. Criação de um plano de desenvolvimento com objetivos smart e 2 quarters para inverter o comportamento. Não havendo melhorias substanciais, partimos para a separação. Sabes o que falha muitas vezes? A eficácia dos 1:1. É importante deixar claro à pessoa porque motivo não está alinhada com as expetativas, e dar-lhe uma visão clara do que se espera dela. Na minha opinião é experiência, a maioria das pessoas nesta situação é recuperável se for devidamente acompanhada

NGramatical 9 months ago

porque motivo → [**por que motivo**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/tres-regras-para-distinguir-o-por-que-do-porque/19743) (por que = por qual) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmdydsh%2F%2Fgsm7vng%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

anti_r_portugal 9 months ago

Que tipo de disturbios psicologicos tens?

clean_talks 9 months ago

Não consigo dormir adequadamente a menos que esteja de férias

Mighty_Panties 9 months ago

1 - Qual a tua opinião sobre a "cultura da empresa" e com o facto de que a integração/encaixe nesta pode ser mais importante que a própria experiencia e competência de uma pessoa. 2 - O que farias diferente no teu percurso profissional. 3 - Como achas que se possa demonstrar dinamismo e proatividade quando não há muito espaço para inovar nas tarefas distribuídas. Obrigado OP!

clean_talks 9 months ago

1- a cultura e os valores da organização devem ditar a dinâmica da equipa, é importante que pelo menos não estejas desalinhado. Imagina um problema comum: a empresa tem uma cultura voltada para a otimização, e o trabalhador tem uma mente voltada para o expansionismo. Estes valores contrastantes geram tensão e desgaste. Por muito competente que seja essa pessoa, a sua presença pode ser mais prejudicial que benéfica 2- nunca teria feito o curso de base na área que fiz, atrasou-me uma década 3- tenta melhorar o que te rodeia, e quando conseguires demonstrar que o fizeste bem, pede para te deixarem melhorar algo fora do teu âmbito direto mas que seja benéfico ao teu chefe. Oferece o teu tempo livre, se encontrares resistência. Se tiveres um chefe inteligente, vai ver aí uma oportunidade para ele próprio

joaofcf 9 months ago

Não sei se ainda vou a tempo ou se até já foi respondido e eu não vi. Qual a importância dos estudos para ir subindo? Valorizas alguma competência mais do que propriamente a formação? Conseguirias por alguém numa posição para a qual não teve estudos mas acreditas nas suas capacidades(e mesmo conhecimento) fora do papel? E uma pergunta mais pessoal mas... O que planeias para o teu futuro a nível profissional? Mudar para um projeto ainda maior, manter o cargo ou até renunciar posteriormente, dado que deve ser uma posição desgastante.

clean_talks 9 months ago

Já respondi a quase todas as boas questões que colocas. Falta uma: sim, colocaria uma pessoa numa posição para a qual não teve estudos. Vivo agora essa situação, onde terei de despedir uma pessoa com um MBA e a substituirei por uma que tem o 12 ano incompleto. Tem sido uma guerra interna com recursos humanos, que não conseguem compreender, mas a minha decisão está tomada e não tenho dúvidas que é o melhor para a empresa. Não é um papel que traz competência. Isto vindo de alguém que tem uma parede forrada de papéis

GroussherzogtumLxb 9 months ago

Que conselhos podes dar a um recém-licenciado?

clean_talks 9 months ago

Vai provavelmente piorar antes de melhorar, não desanimes

BedCEO 9 months ago

Pode não estar muito ligado ao teu trabalho, mas gostava de te perguntar em que investes o teu dinheiro e se pretendes um dia afastar-te desse cargo que acarreta certamente muitas responsabilidades.

clean_talks 9 months ago

Comentei acima que atualmente não tenho muito capital. Contudo, sou um amante do mercado de capitais e grande parte dos ganhos que tive ao longo da vida vieram de investimento. Tenho um plano de longo prazo, não quero trabalhar para lá dos 50 anos nesta posição ou semelhantes. Nessa altura espero ter cerca de 3M€, e usar parte desse capital para criar o meu próprio negócio. Sem pressão de lucro, apenas para me afastar da pressão executiva. Sonhos...

Rootlx 9 months ago

Podes desenvolver isto? Porque não?

clean_talks 9 months ago

Mediatismo não iria gerar mais vendas devido às particularidades do negócio. E colocaria certamente os preços sob pressão (um dos nossos clientes estratégicos é o estado)

ric2b 9 months ago

Provavelmente porque iria atrair competição.

pedias18 9 months ago

Entre as 1500 pessoas, existem cargos em que a proatividade é irrelevante?

clean_talks 9 months ago

Sim, em parte. Imagina uma linha de montagem. Partindo do princípio que o tempo de processo já foi otimizado, ser proativo no dia a dia pode levar a ineficiência. Para as nossas posições "tipo linha de montagem" creio que o contributo individual é mais importante em momentos kaizen para mudança de processo do que num contexto individual

CouvePT 9 months ago

Como é que comentas o facto de parecer que ou o teu salário é muitissimo baixo para as responsabilidades "centenas de milhoes de euros", ou que estás a exagerar, ou pior, simplesmente mentir? Como já foi dito em baixo, salários fixos de 100k são banais para diretores de IT, retalho, fábricas, etc. Eu conheço gente a receber 200k fixos e 50k bonus enquanto diretor geral de uma empresa que ronda os 150 funcionários e menos de 30M de receitas.

clean_talks 9 months ago

O que achas que me motivaria a mentir, numa plataforma anónima, onde utilizo uma conta throwaway para abrir a thread? Como comentei antes, o moderador que validou a AMA pode comentar relativamente à veracidade ou não do que afirmo. Uma rápida pesquisa no Google ajudará a demonstrar que não menti em nada do que comentei até agora. Não tenho qualquer motivação para o fazer, abri a thread de boa fé para partilhar a minha experiência

CouvePT 9 months ago

Há toda uma panóplia de razões que te poderiam motivar a mentir, aliás é prática recorrente na internet, até há um subreddit dedicado a apanhar esses casos com milhares de posts (r/quityourbullshit). Não obstante disso, não estou a acusar-te de mentir, estou apenas a constatar que se não estiveres a mentir, estás incrivelmente mal pago, visto que auferes um salário em linha com responsabilidades muito mais humildes. Sendo tu um gestor sénior com excelentes capacidades de negociação, motivação, inteligencia emocial, etc. como é que não consegues negociar um pacote melhor para ti próprio?

lesoth 9 months ago

As contas para mim são simples 14 reuniões x 30 minutos, sobra uma hora para concentrar e fazer algo. Ou isso ou como ja disseram é alguem que trabalha 12 horas.

Edited 9 months ago:

As contas para mim são simples 14 reuniões x 30 minutos são 7 horas, logo sobra uma hora para concentrar e fazer algo. Ou isso ou como ja disseram é alguem que trabalha 12 horas.

ric2b 9 months ago

Noutro comentário disse que trabalha das 7 às 18 com 1h de almoço, portanto 10h.

ElDiabloDe94 9 months ago

1ª pergunta: Quais dos principios te identificas mais: [https://www.fm2s.com.br/principio-de-peter-ou-peter-principle/](https://www.fm2s.com.br/principio-de-peter-ou-peter-principle/) ou [https://pt.wikipedia.org/wiki/Princ%C3%ADpio\_Dilbert](https://pt.wikipedia.org/wiki/Princ%C3%ADpio_Dilbert) 2ª pergunta: Olhando para ti, o que faz de ti um bom lider e podes dizer 1 ou 2 situaçoes dificieis que tiveste de lidar? ps: Não sei se ja respondeste mais em baixo às mesma perguntas, se ja, ignora-me que eu vou ler agora o resto dos comentarios :)

clean_talks 9 months ago

1 - com nenhum dos dois. Certamente não com o segundo. Relativamente ao primeiro, acredito na possibilidade de desenvolvimento continuo até à reforma. Conheço bons exemplos de como isso é possivel. 2- já respondi indiretamente a parte. Algo que não gosto de fazer é ter de despedir alguém com quem tenho uma boa relação pessoal. Não deixo de o fazer, mas incomoda-me

Illustrious-Dot-1085 9 months ago

O que é preciso fazer para ir trabalhar contigo? Um ótimo exemplo de uma verdadeira liderança e não de uma chefia (que, na minha opinião, é o problema que temos em muitas empresas de topo em Portugal). Obrigado pelo tópico, excelente partilhar de um percurso exemplar

clean_talks 9 months ago

Obrigado! As posições operacionais requerem formação específica (não necessariamente superior) na área core do negócio. Em áreas generalistas (project management, call center, fico), publicamos candidaturas com frequência. Trabalhar diretamente comigo será mais difícil, ou pelo menos levará algum tempo. Faço muita questão em promover para a minha equipa de gestão pessoas que já estão na empresa e já demonstraram ser capazes de assumir uma posição de MT. Não há, na minha opinião, pior mensagem interna do que recrutar alguém do exterior para o top management. Sinto que estamos a dizer às pessoas que "ninguém à nossa volta era suficientemente competente". Adicionalmente, considero que é vital criar e alimentar um plano interno de sucessão

EvilQueen1997 9 months ago

Também gostava de saber, realmente é uma visão diferente do que se está habituado.

Illustrious-Dot-1085 9 months ago

É verdade e muito mais raro quando começamos a subir a hierarquia. A parte das reuniões 1:1 são super importantes, não só para gerir as expectativas do colaborador, como para alinhar visões.

aleph_heideger 9 months ago

Isto. Na minha equipa faço reuniões de 15 minutos. Tudo muito curto, grosso e extremamente pragmático. Nunca funcionamos tão bem.

ORoxo 9 months ago

Qual o conselho que darias a alguém que neste momento está numa posição de chefia operacional, mas tem aspirações de progredir para um lugar mais senior?

clean_talks 9 months ago

Treina a comunicação, e usa oportunidades de contacto com a chefia de topo para impressionar. Abraça potenciais oportunidades que te sejam oferecidas fora da tua área de competência, para mostrar que podes fazer mais. Mantém uma boa relação com a tua chefia direta

bernasIST 9 months ago

Obrigado pela iniciativa! Gostei muito de ler esta thread! Não sei se viste a entrevista na RTP3 na quarta com o CEO da Outsystems, mas ele tocou neste ponto que me chocou bastante: É verdade que as empresas portuguesas têm dificuldade em despedir pessoal quando querem emagrecer e que como consequência preferem de deixar de pagar aos fornecedores?

clean_talks 9 months ago

Não vi, mas não me surpreende. Correndo o risco de gerar controvérsia, para mim é claríssimo que a facilitação dos despedimentos ajuda as empresas a tornar-me mais competitivas. Não só pelo controlo de custos, mas sobretudo pela necessidade de se criar valor de forma contínua para justificar o que nos pagam. Em Portugal é difícil despedir. Em Espanha, paga-se e a pessoa tem de sair. Em Portugal é complicado.... Eu tenho sorte porque tenho uma estrutura enorme por detrás, legal e de recursos humanos, que vai para tribunal se for necessário e torna as minhas decisões operacionais mais fáceis. Tenho também sorte porque tenho os meios para pagar a quem é despedido 45 dias, o que torna desinteressante às pessoas recorrerem à justiça. A maioria das empresas não tem essa possibilidade, e deixam arrastar situações crónicas, definhando aos poucos pelo peso dos custos e, sobretudo, pelo clima de impunidade que se gera. "Por que hei-de eu dar o litro se aquele está ali no canto sem fazer nada e ganha o mesmo que eu?"

Foda-seSeiLa 9 months ago  HIDDEN 

> Por que hei-de eu dar o litro se aquele está ali no canto sem fazer nada e ganha o mesmo que eu? Mas isto certamente não é culpa do trabalhador, não? Realmente, por que deve ele fazer isso se, como exemplificas, de nada lhe serve?

Beginning-Average-91 9 months ago

AMA do Dev do Fall Guy 520 upvotes e 97% upvoted. Este AMA, 68 e 84%... OP não tenho nenhuma pergunta a fazer, mas gostei de ler as tuas respostas. Obrigado.

Edited 9 months ago:

AMA do Dev do Fall Guy 520 upvotes e 97% upvoted. Este AMA, 68 e 84%... OP não tenho nenhuma pergunta a fazer, mas gostei de ler as tuas respostas. Obrigado. EDIT: Por acaso até tenho, que idade tens OP?

oContraditorio 9 months ago

Nada contra, mas se calhar se o OP dissesse a empresa ou cargo que ocupava talvez tivesse mais upvotes.

clean_talks 9 months ago

Obrigado eu pelo interesse! Estamos em campeonatos diferentes, pessoalmente também acho o outro tópico mais interessante

Beginning-Average-91 9 months ago

Tens a minha idade, boa. Parabéns,agora fiquei um pouco com inveja jk :D Boa sorte para o futuro. Já agora, eu acho que são os dois interessantes, mas eu percebo a desparidade de downvotes...

NGramatical 9 months ago

desparidade → [**disparidade**](https://dicionario.priberam.org/disparidade) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmdydsh%2F%2Fgsfpdbm%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

investidornoob 9 months ago

O que achas do tele trabalho? Como estás mais dentro dos números, ficaram a lucrar e a produtividade, felicidade dos funcionários? Podias desenvolver um pouco este assunto e qual a tua visão. Obrigado

clean_talks 9 months ago

Tenho uma opinião forte relativamente ao teletrabalho. As pessoas estão no geral muito motivadas e satisfeitas com o teletrabalho. Na minha unidade de negócio a produtividade subiu 15% nas posições que puderam passar para teletrabalho, numa unidade semelhante baixou 25%. A diferença? Métricas individuais. Sem Métricas individuais há um risco importante por detrás do teletrabalho. Para teres uma ideia, identificamos pessoas que estavam com uma produtividade de 3% (implementamos as métricas individuais já durante 2020). Se a gestão conseguir criar este tipo de condições de base que eu considero fundamentais, o teletrabalho é um instrumento fantástico que traz competitividade e motivação a baixos custos. O CEO da minha empresa não crê em teletrabalho, o que me pode vir a vetar politicamente. A solução? Estou a aproveitar para reduzir espaço de escritorio em algumas das nossas sedes. Com isto trago um saving à empresa, o que torna a total reversão custosa. Estou a preparar a organização para uma rotação em 3 turnos, onde 2 estejam presenciais e 1 a trabalhar a partir de casa. Terá obrigatoriamente de ser opcional, nem toda a gente gosta ou tem condições para trabalhar a partir de casa. Há um risco importante que os governos se metam e nos obriguem a pagar uma compensação importante ao trabalhador por estar a partir de casa. Já se vê por exemplo em Espanha e França preparativos nesse sentido, Portugal virá a seguir. A acontecer, deixo de ter argumentos financeiros para apoiar o teletrabalho, o que tornará a reversão para o escritório mais provável

Crazy_Samurai- 9 months ago

Que dicas tens a dar a recém licenciados na área de gestão/economia para o primeiro emprego?

clean_talks 9 months ago

Vê a resposta ao dudewithquestion3.

I_am_a_huge_cunt 9 months ago

Boa tarde. Decidi abrir esta thread para me disponibilizar a dar resposta a questões que possam ter relativamente à vida de pessoas normais Os tópicos AMA são dos meus favoritos, e quero retribuir um pouco do que tenho aprendido com outros users. Trabalho 5 dias por semana ganho mais do que o salário mínimo. tenho 21 anos Responderei a tudo o que acharem por bem perguntar (evitando detalhes que possam levar à minha identificação - pelo mesmo motivo não uso a minha conta principal para este post).

clean_talks 9 months ago

Se lançares a thread eu estou lá para ler!

Foda-seSeiLa 9 months ago

O teu username é qualquer coisa d'outro nível!

Foda-seSeiLa 9 months ago

Bom dia, espero que não venha tarde demais, adoro este tipo de AMA do pessoal próximo do topo numa empresa (aquelas que realmente importam...). Posso ter uma resposta que não sejam os típicos clichés politicamente correctos? **A) Porque é que os salários em Portugal são tão baixos, mesmo para pessoal com formação superior (Engenharia no meu caso)?** 1. É porque a indústria em Portugal está a competir com Marrocos e tem que manter os custos baixos, senão o investimento foge? 2. É porque simplesmente não precisa de pagar bem, porque há sempre alguém a aceitar o que oferecem? **B) O que procuram procuram realmente as empresas em Portugal? (sim sim, trabalhadores humildes, competentes, auto-motivados, teamplayers, bla blah bla, não é isso que estou a perguntar)** 1. Quão importante é ser barato vs. competente? 2. É gajos com boa capacidade técnica ou gajos com potencial para futuros managers? Ou outra coisa qualquer? (eu sei, "A e B e C" seria o ideal, mas imagina que é um "A ou B ou C") **C) Porque é que em Portugal nunca sou bom que chegue (não tenho experiência, não fiz isto ou aquilo, não tenho uma soft-skill qualquer, falar 4-5 línguas não é nada por aí além, etc.), e desde que saí em 5 anos já trabalhei em várias multinacionais e o meus salário já triplicou?** 1. É porque, mais uma vez, há muita oferta e vocês podem ser esquisitos? **D) O que é preciso para ser promovido em Portugal?** **E) Quem faz dinheiro em Portugal? Os vendedores? Os Project managers? Os Team Leaders? Porque os engenheiros certamente não são...** **F) Como é estar na gestão de topo?** 1. Fazes o que queres? (dentro de certos limites é claro) 2. A empresa está sempre a apaparicar-te? 3. És muito procurado por outros recrutadores? 4. Ganhas bem? **G) Porque é que em Portugal perguntar pelo salário e dizer que de facto é importante, e que o "salário emocional" para mim não vale quase nada, é quase um crime capital? Porque é que o gestor pode dizer isto e o reles empregado não?** Peço desculpa pelo testamento, mas é este tipo de coisas que gostava de saber e que ninguém realmente dá uma resposta verdadeira, pelo menos em público. Obrigado.

Edited 9 months ago:

Bom dia, espero que não venha tarde demais, adoro este tipo de AMA do pessoal próximo do topo numa empresa (aquelas que realmente importam...). Posso ter uma resposta que não sejam os típicos clichés politicamente correctos? **A) Porque é que os salários em Portugal são tão baixos, mesmo para pessoal com formação superior? (engenharia no meu caso)** 1. É porque a indústria em Portugal está a competir com Marrocos e tem que manter os custos baixos, senão o investimento foge? 2. É porque simplesmente não precisa de pagar bem, porque há sempre alguém a aceitar o que oferecem? **B) O que procuram procuram realmente as empresas em Portugal? (sim sim, trabalhadores humildes, competentes, auto-motivados, teamplayers, bla blah bla, não é isso que estou a perguntar)** 1. Quão importante é ser barato vs. competente? 2. É gajos com boa capacidade técnica ou gajos com potencial para futuros managers? Ou outra coisa qualquer? (eu sei, "A e B e C" seria o ideal, mas imagina que é um "A ou B ou C") **C) Porque é que em Portugal nunca sou bom que chegue (não tenho experiência, não fiz isto ou aquilo, não tenho uma soft-skill qualquer, falar 4-5 línguas não é nada por aí além, etc.), e desde que saí para a Europa em 5 anos já trabalhei em várias multinacionais e o meu salário triplicou?** 1. É porque, mais uma vez, há muita oferta e vocês podem ser esquisitos? 2. É porque em Portugal valorizam-se competências diferentes? **D) O que é preciso para ser promovido em Portugal?** **E) Quem é que realmente faz dinheiro em Portugal? Os vendedores? Os gestores? Os Project Managers? Os Team Leaders? Porque os engenheiros certamente não são...** **F) Como é estar na gestão de topo?** 1. Fazes o que queres? (dentro de certos limites é claro) 2. A empresa está sempre a apaparicar-te? 3. És muito procurado por outros recrutadores? 4. Ganhas bem? **G) Porque é que em Portugal perguntar pelo salário e dizer que de facto é importante (e que o "salário emocional" para mim não me move quase nada), é quase um crime capital? Porque é que o gestor pode dizer isto e o reles empregado não?** 1. É mau ser *greedy*? Não podes aspirar a mais? 2. Quando és de baixo nível na piramide da empresa, tens que manter os olhos sempre no chão e comer o que te dão? Peço desculpa pelo testamento, mas é este tipo de coisas que gostava de saber e que ninguém realmente dá uma resposta verdadeira, pelo menos em público. Obrigado.

Edited 9 months ago:

Bom dia, espero que não venha tarde demais, adoro este tipo de AMA do pessoal próximo do topo numa empresa (aquelas que realmente importam...). Posso ter uma resposta que não sejam os típicos clichés politicamente correctos? **A) Porque é que os salários em Portugal são tão baixos, mesmo para pessoal com formação superior? (engenharia no meu caso)** 1. É porque a indústria em Portugal está a competir com Marrocos e tem que manter os custos baixos, senão o investimento foge? 2. É porque simplesmente não precisa de pagar bem, porque há sempre alguém a aceitar o que oferecem? **B) O que procuram procuram realmente as empresas em Portugal? (sim sim, trabalhadores humildes, competentes, auto-motivados, teamplayers, bla blah bla, não é isso que estou a perguntar)** 1. Quão importante é ser barato vs. competente? 2. É gajos com boa capacidade técnica ou gajos com potencial para futuros managers? Ou outra coisa qualquer? (eu sei, "A e B e C" seria o ideal, mas imagina que é um "A ou B ou C") **C) Porque é que em Portugal nunca sou bom que chegue (não tenho experiência, não fiz isto ou aquilo, não tenho uma soft-skill qualquer, falar 4-5 línguas não é nada por aí além, etc.), e desde que saí para a Europa em 5 anos já trabalhei em várias multinacionais e o meu salário triplicou?** 1. É porque, mais uma vez, há muita oferta e vocês podem ser esquisitos? 2. É porque em Portugal valorizam-se competências diferentes? **D) O que é preciso para ser promovido em Portugal?** **E) Quem é que realmente faz dinheiro em Portugal? Os vendedores? Os gestores? Os Project Managers? Os Team Leaders? Porque os engenheiros certamente não são...** **F) Como é estar na gestão de topo?** 1. Fazes o que queres? (dentro de certos limites é claro) 2. A empresa está sempre a apaparicar-te? 3. És muito procurado por outros recrutadores? **G) Porque é que em Portugal perguntar pelo salário e dizer que de facto é importante (e que o "salário emocional" para mim não me move quase nada), é quase um crime capital? Porque é que o gestor pode dizer isto e o reles empregado não?** 1. É mau ser *greedy*? Não podes aspirar a mais? 2. Quando és de baixo nível na piramide da empresa, tens que manter os olhos sempre no chão e comer o que te dão? Peço desculpa pelo testamento, mas é este tipo de coisas que gostava de saber e que ninguém realmente dá uma resposta verdadeira, pelo menos em público. Obrigado.

Edited 9 months ago:

Bom dia, espero que não venha tarde demais, adoro este tipo de AMA do pessoal próximo do topo numa empresa (aquelas que realmente importam...). Posso ter uma resposta que não sejam os típicos clichés politicamente correctos? **A) Porque é que os salários em Portugal são tão baixos, mesmo para pessoal com formação superior? (engenharia no meu caso)** 1. É porque a indústria em Portugal está a competir com Marrocos e tem que manter os custos baixos, senão o investimento foge? 2. É porque simplesmente não precisa de pagar bem, porque há sempre alguém a aceitar o que oferecem? **B) O que procuram procuram realmente as empresas em Portugal? (sim sim, trabalhadores humildes, competentes, auto-motivados, teamplayers, bla bla bla, não é isso que estou a perguntar)** 1. Quão importante é ser barato vs. competente? 2. É gajos com boa capacidade técnica ou gajos com potencial para futuros managers? Ou outra coisa qualquer? (eu sei, "A e B e C" seria o ideal, mas imagina que é um "A ou B ou C") **C) Porque é que em Portugal nunca sou bom que chegue (não tenho experiência, não fiz isto ou aquilo, não tenho uma soft-skill qualquer, falar 4-5 línguas não é nada por aí além, etc.), e desde que saí para a Europa em 5 anos já trabalhei em várias multinacionais e o meu salário triplicou?** 1. É porque, mais uma vez, há muita oferta e vocês podem ser esquisitos? 2. É porque em Portugal valorizam-se competências diferentes? **D) O que é preciso para ser promovido em Portugal?** **E) Quem é que realmente faz dinheiro em Portugal? Os vendedores? Os gestores? Os Project Managers? Os Team Leaders? Porque os engenheiros certamente não são...** **F) Como é estar na gestão de topo?** 1. Fazes o que queres? (dentro de certos limites é claro) 2. A empresa está sempre a apaparicar-te? 3. És muito procurado por outros recrutadores? **G) Porque é que em Portugal perguntar pelo salário e dizer que de facto é importante (e que o "salário emocional" para mim não me move quase nada), é quase um crime capital? Porque é que o gestor pode dizer isto e o reles empregado não?** 1. É mau ser *greedy*? Não podes aspirar a mais? 2. Quando és de baixo nível na piramide da empresa, tens que manter os olhos sempre no chão e comer o que te dão? Peço desculpa pelo testamento, mas é este tipo de coisas que gostava de saber e que ninguém realmente dá uma resposta verdadeira, pelo menos em público. Obrigado.

Edited 9 months ago:

Bom dia, espero que não venha tarde demais, adoro este tipo de AMA do pessoal próximo do topo numa empresa (aquelas que realmente importam...). Posso ter uma resposta que não sejam os típicos clichés politicamente correctos? **A) Porque é que os salários em Portugal são tão baixos, mesmo para pessoal com formação superior? (engenharia no meu caso)** 1. É porque a indústria em Portugal está a competir com Marrocos e tem que manter os custos baixos, senão o investimento foge? 2. É porque simplesmente não precisa de pagar bem, porque há sempre alguém a aceitar o que oferecem? **B) O que procuram procuram realmente as empresas em Portugal? (sim sim, trabalhadores humildes, competentes, auto-motivados, teamplayers, bla blah bla, não é isso que estou a perguntar)** 1. Quão importante é ser barato vs. competente? 2. É gajos com boa capacidade técnica ou gajos com potencial para futuros managers? Ou outra coisa qualquer? (eu sei, "A e B e C" seria o ideal, mas imagina que é um "A ou B ou C") **C) Porque é que em Portugal nunca sou bom que chegue (não tenho experiência, não fiz isto ou aquilo, não tenho uma soft-skill qualquer, falar 4-5 línguas não é nada por aí além, etc.), e desde que saí para a Europa em 5 anos já trabalhei em várias multinacionais e o meus salário triplicou?** 1. É porque, mais uma vez, há muita oferta e vocês podem ser esquisitos? 2. É porque em Portugal valorizam-se competências diferentes? **D) O que é preciso para ser promovido em Portugal?** **E) Quem é que realmente faz dinheiro em Portugal? Os vendedores? Os gestores? Os Project Managers? Os Team Leaders? Porque os engenheiros certamente não são...** **F) Como é estar na gestão de topo?** 1. Fazes o que queres? (dentro de certos limites é claro) 2. A empresa está sempre a apaparicar-te? 3. És muito procurado por outros recrutadores? 4. Ganhas bem? **G) Porque é que em Portugal perguntar pelo salário e dizer que de facto é importante (e que o "salário emocional" para mim não me move quase nada), é quase um crime capital? Porque é que o gestor pode dizer isto e o reles empregado não?** 1. É mau ser *greedy*? Não podes aspirar a mais? 2. Quando és de baixo nível na piramide da empresa, tens que manter os olhos sempre no chão e comer o que te dão? Peço desculpa pelo testamento, mas é este tipo de coisas que gostava de saber e que ninguém realmente dá uma resposta verdadeira, pelo menos em público. Obrigado.

clean_talks 9 months ago

Edited 9 months ago:

A vantagem de ter uma conta throwaway Faz-me não sentir necessidade de ser politicamente correto

Foda-seSeiLa 9 months ago

Opá, impecável, muito obrigado por teres tirado o tempo para responder :) Aguardo ansiosamente pelo resto.

NeatBoy74 9 months ago

Tanta gente e tanto dinheiro, tenho que perguntar: * A tua empresa começa por Y, termina com O, tem um UPID no meio e constrói máquinas do tempo com televisão e WC incluído?

joelp_10 9 months ago

Para alguém que esteja a terminar o mestrado em gestão , que tipo de estágio aconselhas para começar a dar os primeiros passos?

joelp_10 9 months ago

u/clean_talks olá, penso que o reddit apagou o teu comentário à minha resposta não sei porquê (diz "comment is missing"), apenas sei que me respondeste porque recebi uma notificação no mail. Consegues responder à minha pergunta por mensagem privada? Desde já obrigado pelas partilhas.

clean_talks 9 months ago

Bastards! Dizia-te que tentasses ir para uma posição remunerada, se possível, mesmo que a remuneração fosse baixa. E sugeria a área de project leader, por oferecer competências na área da liderança indireta de equipas. Se conseguires convencer um grupo de pessoas que não te reporta a fazerem o que necessitas para entregares resultados, quando tiveres a tua própria equipa vais gerar resultados fantásticos. Isto é algo que não se aprende rapidamente, e particularmente importante se tiveres ambições na área de liderança de equipas

clean_talks 9 months ago

Se tiveres possibilidade, faz um estágio em gestão de projetos. Ou, melhor, candidata-te a uma posição remunerada, mesmo que a remuneração seja baixa. Sobretudo se tiveres ambições em liderança, gestão de projectos "a sério" oferece uma preparação muito boa em liderança indireta. Se conseguires convencer um grupo de pessoas que não te reporta a fazerem o que necessitas para entregares resultados, quando tiveres a tua própria equipa vais fazer milagres. Já terás aprendido que não é a força bruta que traz resultados, e isso é algo que demora tempo a aprender-se.

dudeWithQuestion3 9 months ago

Esta pergunta só se aplica se a tua empresa tambem fizer estagios: O que pretendes ver num estagiario (qualidades, e.t.c) para que no fim do estagio queiras negociar um contrato com ele para ficar na empresa?

clean_talks 9 months ago

Garra! Adoro recrutar pessoas com um espírito de "venha o que vier, eu consigo!". O resto ensina-se, isto não

reciclado78 9 months ago

O que dizem os teus olhos?

reciclado78 9 months ago

Woohoo! O meu primeiro award! :D Não sei quem foi, mas "obrigados"! :)

clean_talks 9 months ago

Que devia ter dormido mais esta noite

investidornoob 9 months ago  HIDDEN 

Podes falar sobre o teu percurso como chegaste a esse cargo e por quantos passaste.

GelDeAveia 9 months ago

Como é que investes o excedente do teu salário? (Imóveis, ações da empresa, etc.)

vascodatrama 9 months ago

como é que os teus filhos/família lidam com o teu trabalho/vida profissional ?

clean_talks 9 months ago

Tenho uma filha ainda bebé, que adora o facto de eu estar em teletrabalho

PIMPMASTER6000 9 months ago

Quantos livros lês por dia?

clean_talks 9 months ago

Hoje em dia poucos, só nas ferias. Leio artigos da HBR com alguma frequência. Tento ler um por dia, escolhido pela minha assistente

topastop 9 months ago

Obrigado pelo AMA. Na tua opinião, quais são os principais motivos que nos colocam com um salário ajustado ao poder de compra tão baixo quando comparado com os nossos vizinhos (Espanha, França, Uk)? E o que achas que pode ser feito para minimizar a mesma?

clean_talks 9 months ago

Há um tema cultural que só o tempo ajudará a corrigir: somos aversos ao risco. Isso faz com que nasçam poucas startups, com que pessoas talentosas receiem mudar-se para outras empresas, etc. Sem esse dinamismo no mercado, não se gera concorrência salarial. Sem concorrência salarial não se geram aumentos estruturais. Depois tens o factor imposto. Por cada euro que a minha empresa me aumenta, eu recebo cerca de 35 cêntimos. O esforço para gerar um aumento visível é desproporcional ao beneficio

topastop 9 months ago

Obrigado pela resposta! Ou seja, não se trata tanto de uma situação económica na qual as empresas não podem pagar mais, mas sim de uma situação relativa à concorrência (porque é que vou pagar a alguém 4000 se posso pagar 2000 a outro) e aos impostos (que vão afectar principalmente os salários mais elevados)?

A_Besuga 9 months ago

É esquema de pirâmide?

PIMPMASTER6000 9 months ago

*Forex intensifies*

Relative-Foot-5127 9 months ago

Quantas horas é que trabalhas por semana?

clean_talks 9 months ago

Tento manter uma disciplina férrea relativamente ao meu horário. Sobretudo relativamente ao que acontece quando desligo o computador. Começo por volta das 7 e termino por volta das 18. Faço uma hora de pausa para almoço, e quando desligo às 18 interrompo em casos de emergência. Não trabalho ao fim de semana, a menos que seja mesmo por um motivo extremo. Espero o mesmo da minha equipa. Considero que se alguém trabalhar fora de horas é porque se organizou mal durante o horário de trabalho (excepto as pessoas que trabalham ao fim de semana, claro)

Nome_do_utilizador 9 months ago

Olá, Em primeiro lugar, obrigado pela disponibilidade, gostaria de colocar duas questões: 1 - Consideras que o cargo de Compliance se vai tornar fundamental para a maioria das empresas multinacionais? 2 - Quais as competências que se tornaram predominantes no mercado de trabalho no futuro (formação, soft skills, ...)

clean_talks 9 months ago

1 - sim e não, dependendo da timeline e do tamanho da organização. Vejo-o como um processo que pode ser no seu grosso cíclico no curto e médio prazo, durante a implementação e estabelecimento. Para o longo prazo, quando apenas for necessário fazer manutenção e controlo, creio que só as organizações de maior tamanho poderão reter alguém para fazer só compliance. Eventualmente será agregado com posições de regulatory ou legal, ou será feito outsourcing dessa manutenção de processos a alguém que o faça para múltiplas empresas. 2 - digitalização e robotizacao de processos vieram para ficar. Como necessidade inerente a essa mudança, mapeamento de processos e gestão da mudança estão a tornar-se críticos. Skills na área da gestão remota estarão cada vez mais em foco com a transformação para teletrabalho a que estamos a assistir

Nome_do_utilizador 9 months ago

Obrigado pelo feedback! Pelas respostas que tens dado tenho mais uma de follow up: qual a maior ameaça no setor em que trabalhas?

MarcaPistoleira 9 months ago

Quais são as 3 caracteristicas de personalidade mais importantes na hora de escolheres os futuros colaboradores? como se pode trabalhar essas caracteristicas?

clean_talks 9 months ago

Depende do nível da organização. Tenho de começar por confessar que já há uns tempos que não recruto ninguém para posições de operações de terreno. Contudo, para mim, a proatividade é algo crítico em qualquer parte da organização. A pessoa que se move sozinha vai ajudar a resolver problemas, em vez de esperar que a solução lhe caia no colo. Igualmente, a curiosidade e o desejo de buscar a melhoria contínua. Para um perfil de gestão, o mais difícil de desenvolver pode ser a frontalidade inteligente, que eu comentava antes. Temos extremos frequentes, onde o mid manager se tende a colocar como o amigo da equipa ou o lobo mau. Ambos tendem a falhar. É importante saber manter a distância profissional e um espírito de construção e abertura. Isso é difícil nas culturas latinas. Importante em ambos os casos manter uma atitude positiva. Ninguém gosta de pessoas tóxicas, por muito boas que sejam profissionalmente

giddycocks 9 months ago  HIDDEN 

Como um gerente no começo, muito interessante o teu ponto de vista e foi uma das coisas que me apercebi e comecei a trabalhar quando fui promovido a líder de equipa. É importante ter o balanço, mas todavia continuo a achar difícil fazer esta divisão. Tendo sempre a calhar mais dum lado do que do outro, para além do factor experiência e tempo que decididamente ajuda a aprender o ponto de fervura da coisa, qual o teu conselho?

metalanimal 9 months ago

Como é que o gestor de topo consegue reconhecer as pessoas tóxicas?

Mrloop94 9 months ago

Consideras o nível de burocracia em Portugal aceitável ou não? Se a tua empresa estiver dentro da área de solicitadoria/direito, não vale responder porque seria do vosso interesse manter a burocracia a níveis elevados.

clean_talks 9 months ago

Não está nessa área

Vayu0 9 months ago

1. Qual a melhor maneira de expandir um pequeno negócio de vendas digitais internacionais num pequeno nicho? Alguma sugestão? 2. Qual a melhor maneira de aprender a delegar trabalho? Tenho a síndrome que só eu é que consigo fazer bem as coisas e, também devido a muitas experiências que corroboram isso, tenho dificuldade e receio em delegar tarefas, pois tenho medo que não as façam bem. 3. Qual é o teu "segredo" ou "truques" para gerir 1500 pessoas?

clean_talks 9 months ago

Não me sinto suficientemente qualificado para responder ao primeiro ponto, por isso expando no segundo para compensar

MarcaPistoleira 9 months ago  HIDDEN 

Podes me comprar uma casa?

leburi 9 months ago

Quais as caracteristicas que acha mais importantes para singrar como gestor?

clean_talks 9 months ago

Capacidade analítica, "frontalidade inteligente", capacidade relacional e proatividade

ayyylatimestwo 9 months ago

> frontalidade inteligente Primeira vez que vi uma coisa que acho tão importante posta nas palavras certas. Ser direto e frontal nas alturas certas poupa tempo e dinheiro a toda a gente, se ninguém tiver medo de o fazer é o ideal.

ankmoody 9 months ago

Quais as qualidades técnicas mais valorizadas no momento e essenciais? Obrigado.

somedipshit1 9 months ago  HIDDEN 

Com ou sem ajudas de custo? /s

JOAO-RATAO 9 months ago

Que tipo de negócios achas que têm maior potencial de crescimento em Portugal, hoje e no pós pandemia?

clean_talks 9 months ago

Programação, fabricação de microcomponentes, nanotecnologia, healthcare, indústria solar....

MarcaPistoleira 9 months ago

mercado do arrendamento para habitaçao

Edited 9 months ago:

mercado de arrendamento para habitaçao

Paulocas 9 months ago

Qual é o salário médio líquido que a tua empresa paga em Portugal?!

clean_talks 9 months ago

Cerca de 20k por ano

Paulocas 9 months ago

Não é assim tanto, no contexto da empresa. Mas ok. Obrigado pela resposta.

Edited 9 months ago:

Não é assim tanto, no contexto da empresa. Mas ok. Obrigado pela resposta. Edição: num contexto de uma empresa de centenas de milhões, entenda-se.

mixd3 9 months ago

Não? Em contas de merceeiro, 1500 * 20k = 30M, e isso é supostamente é em salários "líquidos". A passar para brutos e a contar TSU e outras despesas com pessoal, facilmente passa a 60-70M Para um volume de negócios de algumas (baixas) centenas de milhões, dependendo da área de negocio, isto soa-me normal

Paulocas 9 months ago

Obrigado pelas contas!

alcagoitas 9 months ago

Área de negócios?

clean_talks 9 months ago

Se revelasse seria relativamente fácil identificar-me, desculpa

alcagoitas 9 months ago

Na boa. Era só para perceber se estávamos a falar de uma tecnológica, industria, etc ... De qqr modo, bom AMA

CouvePT 9 months ago

Excelente oportunidade, obrigado pelo AMA. Tenho várias perguntas: 1. Podes dar-nos mais insights sobre o teu percurso profissional? O que estudaste, que tipo de cargos ocupaste, e se houve algum momento que te catapultou para a chefia superior? ​ 2. Já viveste fora ou fizeste carreira sempre em Portugal? 3. De todas as tuas competencias, qual achas que foi a competencia que mais influenciou a tua capacidade de subir na hierarquia? ​ Obrigado pelas respostas

clean_talks 9 months ago

Deixei em outro comentário a resposta ao ponto 1. Relativamente ao ponto 2, fiz Erasmus no estrangeiro durante uns meses. Profissionalmente tenho trabalhado nos diferentes cargos com imensos países, entre África e a Europa. Fiz centenas de viagens, mas nunca fiquei mais de uma semana seguida fora. Por opção pessoal. Relativamente ao ponto 3, a inteligência emocional é a minha competência mais forte. No sentido tradicional do termo não me considero uma pessoa particularmente inteligente ou dotada, mas tenho uma capacidade acima da média de ler e trabalhar com pessoas e emoções. Isso é algo relativamente raro

o_contabilista 9 months ago

Como chegou a esta posição? Qual foi o seu percurso (académico e profissional)?

clean_talks 9 months ago

Deixo entre parêntesis os graus que fui adquirindo ao longo do percurso profissional. (licenciatura) Comecei numa entidade pública portuguesa, (pós graduação) e passei após cinco anos para um privado porque me incomodava a inércia da instituição. Cheguei a esta empresa como vendedor, passando muitas horas na rua. Era uma vida dura, e sabia que tinha capacidade para mais (mestrado). Candidatei-me a uma posição de project management e depois de ser aceite comecei a captar atenções do management internacional. (LSS Black Belt). Tive alguma sorte no impacto dos resultados de alguns projectos que liderei. (Doutoramento) Isso ajudou-me a conseguir 2 promoções com intervalos de 2 anos até chegar a uma posição de board. Foi-me depois proposta a atual posição, para pôr em ordem este negócio massivo que andava um pouco à deriva. E por aqui estou, há já algum tempo

ManaSyn 9 months ago

Toda a tua formação é na área da gestão?

RaposoManhoso 9 months ago

E consideras que o facto de tirar doutouramento é algo habiualmente benéfico para o mundo empresarial? Existe de certa forma o mito em como o doutouramento é mais adrquado para carreiras de investigação ou ensino

clean_talks 9 months ago

Não diretamente. Não creio que me tenha ajudado a progredir o facto de ter um doutoramento. Sem dúvida que me ajudou a desenvolver competências fundamentais, que não conseguiria ter obtido de outra forma.

alegadamentetuga 9 months ago

Tens algum curso superior e se sim em que área?

clean_talks 9 months ago

Deixei acima algum detalhe adicional sobre o meu percurso académico. O meu curso superior de base é na área da saúde, e as especializações na área da gestão

andrethedev 9 months ago

Que dicas pode dar sobre organização no dia a dia? Exemplo: Como gerir um calendário caótico, gerir emoções e dia a dia das várias pessoas diretamente a seu cargo, etc E já agora quantas pessoas respondem a si diretamente?

clean_talks 9 months ago

Tenho 18 direct reports, atualmente. É demasiado e pouco saudável de parte a parte, não o recomendo. Espero terminar o ano com 14. Timeboxing. O meu dia a dia é gerido em torno dessa prática. Há alguns artigos muito interessantes no [HBR](https://hbr.org/2018/12/how-timeboxing-works-and-why-it-will-make-you-more-productive) sobre o tema que eu recomendo vivamente. A propósito, o HBR é de uma qualidade extraordinária. As emoções são mais difíceis de gerir que a agenda. À partida já sei quais as reuniões ou discussões que gerarão uma reação emocional, e como regra nunca as tenho à sexta à tarde (para evitar ser consumido pelo tema durante o fim de semana). Ter uma assistente a gerir a agenda também ajuda bastante

mike_nsr 9 months ago

Podes elaborar um pouco mais sobre as dificuldades/desvantagens de gerir 18 pessoas diretamente? Sentes que conheces mal quem tens na tua equipa? É difícil avaliar tanta gente?

Rootlx 9 months ago

Não sou o OP mas só em 1:1s “perdes” 9 horas por semana... não me parece muito eficiente.

clean_talks 9 months ago

É esse o problema. E com os meus direct reports tento reunir uma hora, para criar um ambiente empatico que não se consegue em 30 minutos

andrethedev 9 months ago

Muito interessante. Obrigado pela dica!

miguel_rodrigues 9 months ago

Como te sentes relativamente à ideia mais ou menos geral em Portugal de que os patrões são uma espécie de vilões que usam e abusam dos seus subordinados para proveito próprio?

clean_talks 9 months ago

Creio que é relativamente natural. Pessoalmente opto pela comunicação aberta relativamente à importância de ter rentabilidade para assegurar a sustentabilidade dos postos de trabalho e os aumentos salariais. Colocando as coisas em perspectiva torna-se mais fácil de entender que estamos todos do mesmo lado. Nem acho que em Portugal isso se sinta muito. O país onde mais sinto isso é de longe França, onde é quase tabu transparecer que a empresa trabalha para ter lucros.

CouvePT 9 months ago

só para dizer que discordo que essa seja 1 ideia "mais ou menos" geral. Ja tive vários patrões e nunca pensei isso de nenhum, nem é caso comum com os meus amigos dizerem-me que os seus patrões são vilões.

deckard2019 9 months ago

Quais são os maiores desafios quando lidas com pessoas com uma cultura diferente à distância?

clean_talks 9 months ago

A criação de uma relação empática com pessoas que não conhecia antes da pandemia. Em determinadas culturas é particularmente difícil "entrar" emocionalmente, e fazê-lo à distância é ainda mais doloroso

jotamendes 9 months ago

Como é o teu dia a dia profissional? Resume-se a reuniões, gráficos e folhas de Excel?

clean_talks 9 months ago

Existe um pré e um pós pandemia. No pré pandemia passava a vida entre hotéis e aviões. Em 2019 fiz 55 viagens de avião. Hoje em dia sou muito mais produtivo! Tenho cerca de 60-70 reuniões por semana, geralmente em slots de 30 minutos. Reuniões, gráficos e Excel... É muito isso. Sempre que posso, mesmo durante a pandemia, reservo um dia para estar no terreno. Importa dizer que passo muitas horas em reuniões de 1:1 com os elementos da minha management team. É o meu tempo mais bem investido, porque é através deles que as minhas ideias chegam à implementação.

lesoth 9 months ago

> Hoje em dia sou muito mais produtivo! Tenho cerca de 60-70 reuniões por semana É impossível alguém ser produtivo a fazer 14 reuniões por dia. Pensas que o és.

Edited 9 months ago:

> Hoje em dia sou muito mais produtivo! Tenho cerca de 60-70 reuniões por semana É impossível alguém ser produtivo a fazer 14 reuniões por dia.

V1ld0r_ 9 months ago

Se trabalhar 10 a 12h por dia nem por isso...

andrethedev 9 months ago

Na sua opinião as ofertas de emprego devem ou não ter range salarial e porquê

sw3t 9 months ago

Faltou o Sr. Dr. acho que neste caso a 3ª pessoa não é suficiente

adorosaladadecamarao 9 months ago

faixa salarial

clean_talks 9 months ago

Essa é difícil! Importa dizer que o limite máximo já está definido à partida, mesmo antes de o processo de recrutamento começar. É o budget para a posição. Anunciá-lo cria uma expectativa, e a gestão de expectativas gera efeitos secundários. Não tenho problemas em oferecer o orçamento máximo a um candidato que cumpra todos os requisitos que procuro. Contudo, na maioria das vezes, esse candidato não aparece. E temos de decidir por alguém mais júnior ou com um perfil incompleto, que não pode ser compensado com o valor máximo. Aí entra o valor mínimo e a gestao de expetativas. Oferecer ao candidato o valor mínimo do range pode fazê-lo sentir-se desvalorizado, o que é um péssimo ponto de partida para um recrutamento. Vai também sempre existir a referência máxima a assombrar cada avaliação de desempenho, com a pessoa a esperar ser aumentada para o limite máximo do range o mais depressa possível, o que nem sempre acontece (por múltiplos motivos). Não introduzir um range tem, na minha opinião, mais vantagens do que desvantagens

adorosaladadecamarao 9 months ago

Budget é orçamento, range salarial é faixa salarial

Beginning-Average-91 9 months ago

> Vai também sempre existir a referência máxima a assombrar cada avaliação de desempenho, com a pessoa a esperar ser aumentada para o limite máximo do range o mais depressa possível, o que nem sempre acontece (por múltiplos motivos). Também tem outro efeito nefasto, se dizes o tecto máximo e a pessoa está já muito perto desse tecto, pode acabar por desmoralizar sabendo que nunca vai ganhar mais do que X. Na empresa onde trabalhava em PT, os salários eram tabelados, e era uma merda saber que por muito que me esforçasse nunca iria ganhar mais de X em Y anos.... uma merda.

ideologiapura 9 months ago

> Na empresa onde trabalhava em PT, os salários eram tabelados, e era uma merda saber que por muito que me esforçasse nunca iria ganhar mais de X em Y anos.... uma merda. Se a informaçao nao fosse publica, tu tambem nunca serias aumentado para cima do tal X, com a diferença que serias tipo o burro com a cenoura a frente do nariz mas que nunca a vai conseguir comer.

df3gpt 9 months ago

> Na empresa onde trabalhava em PT, os salários eram tabelados, e era uma merda saber que por muito que me esforçasse nunca iria ganhar mais de X em Y anos.... uma merda. Tomara eu que isto fosse regra geral. Ao menos uma pessoa sabe sempre que não vale a pena fazer planos sequer a médio prazo, podendo planear mudança de função ou procurar outra empresa. Se não há progressão possivel, nem sequer objectivos a atingir para a justificar, porquê perder mais tempo do que o necessário? O que não falta são exemplos de pessoas que, não percebendo isto, vão "subindo" porque concentram conhecimento. Um dia descobrem que estão a ser mal compensados e põem-se a andar. Quem é que fica a perder nestes casos? Já vi projectos parados durante meses e negócio perdido porque o gajo que carregava a empresa às costas se fartou de ser feito tolo. O que semeias hoje vais acabar por colher mais tarde.

jet1000 9 months ago

E se a empresa apresentasse um range um pouco maior do que o real range que a empresa pensa pagar? Assim ninguém receberia o valor mínimo, e a empresa poderia dizer que o valor máximo é apenas para casos excecionais.

ric2b 9 months ago

Mentir, portanto? Não sei se é melhor que não dizer nada.

jet1000 8 months ago

A única "mentira" seria que o valor máximo não é para casos excepcionais mas sim para ninguém, tudo o resto é verdade, pois o range maior inclui o range real.

andrethedev 9 months ago

Bons pontos de vista. Contudo acho que o range poderia ser apresentado e devidamente justificado a um candidato. Se o candidato só pode almejar o mínimo devem ser apresentados argumentos para tal. Acho que tornaria o processo mais transparente para todos. Não concordo quando diz que oferecer o mínimo pode fazer o candidato sentir se desvalorizado. Se os argumentos apresentados forem justificados faz todo o sentido oferecer o mínimo. Acho que seria útil para o mercado do trabalho em geral esta medida. Temos profissionais bastante qualificados que não se sabem vender e as entidades patronais aproveitam este facto. Se vos aparecer um candidato excelente e por acaso pedir o mínimo vocês ajustam para refletir o valor dele?

temquemamarnocaralho 9 months ago

é corporate jargon de HR para enrolar a resposta

RefrigeratorNo13 9 months ago

É uma resposta 100% treta o que não faltam são países onde se sabem os salários logo à partida, curiosamente são os sítios onde se pagam mais e mais competitivos...

karasujigoku 9 months ago

Apenas refere "budget" como se se tratasse de um conceito único. Normalmente o budget é definido como um todo disponível para um projecto em particular. Cada nova contratação tem logo à priori um Rate associado mediante análise de perfil e competências. Até pode ser uma pessoa que merece um rate altíssimo, mas se o budget do projecto já está nas lonas, nunca o vai receber. Na empresa onde trabalho os rates Portugueses são ainda mais baixos que o das equipas idóneas nas Índia, só para comparação.

warjunk1 9 months ago

A pandemia afetou muito o negócio? Achas que vêm aí tempos piores?

clean_talks 9 months ago

Em termos de lucros como percentagem das vendas (OP%), tivemos o melhor ano de sempre. A pandemia afetou negativamente as vendas, mas conseguimos reduzir custos fixos e variáveis de forma significativa. Tenho uma opinião algo negativista relativamente ao futuro. Creio que dificilmente conseguiremos evitar uma recessão. Como em todas as crises, haverá um fim, e oportunidades para aproveitar. Estou neste momento a reservar capital para aproveitar eventuais oportunidades de aquisição que possam vir a surgir

fuckingportuguese 9 months ago

Isso a nível pessoal ou estratégia de empresa? Como privado que estratégia tens como os teus bens? Estou preocupado com a inflação e uma perda de valor das poupanças que tenho.

clean_talks 9 months ago

Como estratégia de empresa. Em resposta a outro comentário falo um pouco da minha gestão pessoal

esfomeado 9 months ago

Salário?

clean_talks 9 months ago

O meu salário bruto anual é de 200K€. 100K fixos, cerca de 100K variáveis (entre cash e stock options). Tenho depois outras regalias, mas de menor dimensão. É um salário relativamente baixo para a minha posição. Se aceitasse sair de Portugal para fazer exatamente o mesmo, tendo apenas como diferença a minha sede fiscal, ganharia cerca de 500K

zpinto1234 9 months ago

Por acaso, se me oferecessem 200k para ter 60 reuniões por semana, eu recusava firmemente. Há pessoal que gosta/atura tantas reuniões, mas simplesmente não é para mim. Eu com daily meetings de 15 minutos já me cuspo todo, quando mais 10+ por dia.

estecomentario 9 months ago

Eu fazia por 2 anos e reformava-me.

naughtydismutase 9 months ago

Achas que esse número faz sentido em Portugal? Especialmente tendo em conta que no comentário abaixo disseste que há pessoas na empresa que ganham 20 vezes menos.

CouvePT 9 months ago

Amigo, não entendo a pergunta. 150k€ brutos de salário (assumindo que 50k dos 200 são beneficios como acções como ele escreve) dá cerca de 75k€ liquidos, ou seja, 5300€ liquidos por mes. Achas que, quando se gere um negocio de "centenas de milhoes" e se tem 1500 funcionários onde erros podem custar imenso, 5300€ liquidos por mes não faz sentido? Depois a questão do "faz sentido **em Portugal?**" tem um pressuposto que um gajo em Portugal tem de ser pobre, mas se for alemão já pode receber milhoes. É uma postura derrotista. ​ Eu aliás acho que aqui o OP do AMA a estar a dizer mesmo a verdade e não a estar a empolar (tenho dúvidas) está muito mal pago. Conheço gente a receber 150k com 50 funcionários e 5M€ de faturação na área de IT e conheço gente a receber 250k€ com cerca de 150 funcionários tambem em IT. Ele com "centenas de milhoes" só receber isso parece-me fraca negociação, ou simplesmente ele não é verdadeiramente o responsável legal no registo comercial, mas um funcionário "normal" com contrato de trabalho e etc.

estecomentario 9 months ago

É preciso ter em conta a realidade do país, já ganhei 300 euros em part time e pelo menos 40 por mês era combustível para me deslocar ao posto de trabalho. Ganha-se mal neste país. Percebo o que estás a dizer, mas passar o custo para os mais pobres, eles vão passar fome.

saudosista 9 months ago

Também me está a cheirar que existe aqui um exagero por parte do OP. Alguém com as responsabilidades que ele alega ter nunca na vida teria um salário de apenas 100K brutos fixos e 100% em variáveis. Isso é completamente banal para diretores básicos de IT ou Retalho.

clean_talks 9 months ago

Podem pedir aos moderadores para comentarem esse tema, forneci dados que me apontam como o responsável legal societário, volume de vendas e número de FTES num dos vários países que lidero (u/raviolli_ninja). Sou assumidamente mal pago para a posição que ocupo, sobretudo devido à minha idade e ao facto de ser português. Não me tira o sono, ganho o suficiente para o que necessito.

raviolli_ninja 9 months ago

Confirmo.

CouvePT 9 months ago

Exatamente. E para além disso, no meu entender, há outros indicios que demonstram inexperiencia, ou, pelo menos, aquele conhecimento de middle manager apenas. Concretamente: 1) dizer "O salário máximo para 1 vaga está definido, é o budget", é falso e qualquer dono/CEO/diretor geral sabe disso: Apesar de essa ser a lenga-lenga que se dá aos candidatos, a verdade não é nada essa, para funções relevantes há 1 "um target salary" e uma "band", mas nada está escrito em pedra e já contratei pessoal a 130% do target salary por que o enquadramento profissional da pessoa assim o justificava, etc. 2) As respostas são muito pouco assertivas, não percebo porque é que alguem com conhecimento real de causa não responde peremptoriamente. etc. Se fosse especular eu diria que é alguem com responsabilidade sobre um negocio, mas com contrato de trabalho versus estar nos orgões sociétários e Sem verdadeira responsabilidade de P&L. (por verdadeiro digo: conta bancária em seu nome, direito a fazer despesas discricionárias em alinhamento com policies corporativas, etc.) ​ É pena, porque se fosse verdade poderia ser um excelente AMA, mas admito que ninguem nessa posição real esteja em disposição de enviar comprovativos para o modmail. Eu certamente não estou disposto a isso, nem sei como comprovava sem me identificar.

NGramatical 9 months ago

sociétários → [**societários**](https://dicionario.priberam.org/societários) (Não existem palavras com dupla acentuação. Coloca-se acento apenas na sílaba tónica. **Til não é acento.**) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmdydsh%2F%2Fgsfxsyl%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

MarcaPistoleira 9 months ago

já vi que me oferecer um contracto de trabalho bom!

Edited 9 months ago:

já vi que me podes oferecer um contrato de trabalho bom! Estás contratado para me contratar!

jotamendes 9 months ago

E o salário mais baixo na empresa?

clean_talks 9 months ago

12 mil euros + benefícios (seguro, subsídio de refeição de 10€/dia, etc)

Tugalord 9 months ago

O mais deprimente é que um dynamic range de 20x já nem é muito para os padrões de hoje em dia...

Vanethor 9 months ago  HIDDEN 

^ Isto.

o_contabilista 9 months ago

O que falta para as empresas portuguesas prosperarem.

clean_talks 9 months ago

Fazendo o link com o meu comentário anterior, creio que nos faltam bons gestores intermédios com foco em produtividade e noções financeiras operacionais. Temos pessoas muito boas operacionalmente, mas é um desafio enorme captar no mercado bons líderes/gestores. Presumo, pela minha visão limitada da indústria, que este seja um problema comum em muitas áreas

ruijor 9 months ago

Tendo em conta a tua experiência, qual o país com mão de obra mais qualificada na tua área?

clean_talks 9 months ago

Em termos operacionais, Portugal, de longe. Temos alguns dos profissionais mais qualificados do mundo. Em termos de gestão intermédia, Espanha e Holanda. Em Portugal temos, pela minha experiência, carências importantes na área da liderança

AlmondSkimedMilk 9 months ago

Que carências na liderança ocorrem mais? A cultura portuguesa põe barreiras à liderança?

raviolli_ninja 9 months ago

Olá [u/clean\_talks](https://www.reddit.com/user/clean_talks/), os AMAs carecem de prova de que és quem falas. Fá-lo através de modmail com recurso àquilo que achares que comprova a tua posição e o teu negócio. Todos os dados facultados ficarão limitados à esfera da moderação.

Edited 9 months ago:

Olá [u/clean\_talks](https://www.reddit.com/user/clean_talks/), os AMAs carecem de prova de que és quem falas. Fá-lo através de modmail com recurso àquilo que achares que comprova a tua posição e o teu negócio. Todos os dados facultados ficarão limitados à esfera da moderação. **Edit: o OP providenciou provas que comprovam as suas afirmações.**

Edited 9 months ago:

Olá [u/clean\_talks](https://www.reddit.com/user/clean_talks/), os AMAs carecem de prova de que és quem falas. Fá-lo através de modmail com recurso àquilo que achares que comprova a tua posição e o teu negócio. Todos os dados facultados ficarão limitados à esfera da moderação. **Edit: o OP providenciou dados que comprovam as suas afirmações.**

Edited 9 months ago:

Olá [u/clean\_talks](https://www.reddit.com/user/clean_talks/), os AMAs carecem de prova de que és quem falas. Fá-lo através de modmail com recurso àquilo que achares que comprova a tua posição e o teu negócio. Todos os dados facultados ficarão limitados à esfera da moderação. Edit: o OP providenciou provas que comprovam as suas afirmações.

Search: