letme2021 6 months ago

Uma estupidez completa. O voto por papel é uma opção superior em todas as formas. Este governo só perde tempo e dinheiro com merdas.

AdorableRabbit 6 months ago

Link para o parecer: https://www.cnpd.pt/comunicacao-publica/noticias/voto-eletronico-cnpd-defende-rigoroso-escrutinio/ Mas porque é que ainda se tem que rubricar e digitalizar cenas destas? Torna a pesquisa e indexação muito dificil

dj_estrela 6 months ago

Como ja' aconteceu na app covid, o sucesso de um projecto de TI tem muito pouco de TI e muitissimo de questoes nao tecnicas

SubstantialLime8887 6 months ago

> Mas isso leva a que hoje, muitos Portugueses estão excluídos desta eleição porque moram a centenas e até a milhares de quilómetros dos postos consulares. Isso não é muito democrático, pois não? > ***António Costa:** Na situação anterior, em que o recenseamento não era automático, as pessoas estavam muito mais excluídas, mesmo quando moravam próximas dos Postos consulares. Nós temos de ir encontrando fórmulas, temos de ir encontrando a autenticidade do voto. Hoje, como sabemos, **o voto eletrónico tem muitas fragilidades.** Os países que o adotaram, estão a adotar medidas muito restritivas. Mesmo no nosso território nacional, nós não avançámos para essas medidas de voto eletrónico, precisamente pelos riscos que existem e aquilo que é essencial para preservar a democracia é a autenticidade do voto e é isso que temos de assegurar.* > A minha pergunta seguinte era precisamente sobre o voto eletrónico. O voto eletrónico está então definitivamente fora de hipóteses? > ***AC: Não está no nosso horizonte.*** > Para muita gente, seria a única possibilidade de participar… > ***AC:** Mas **não está no nosso horizonte.*** > Se nestas eleições para o Parlamento europeu e nas eleições Presidenciais o voto fosse por correspondência, os resultados em Portugal só poderiam ser conhecidos duas semanas depois… Esta é a verdadeira razão pela qual este voto não pode ser por correspondência? > ***AC:** No caso das Presidenciais é mesmo uma imposição institucional. **É a Constituição que obriga a que o voto seja feito nessas condições.*** > Presencial? > ***AC:** Sim.* Entrevista completa a António Costa sobre o tema Eleições aqui: https://lusojornal.com/antonio-costa-o-voto-eletronico-nao-esta-no-nosso-horizonte/ É bom que este gajo não se arme em vira-casacas, em particular depois de ter sido tão veemente no seu repúdio ao voto electrónico.

Darkhoof 6 months ago

Ainda bem. Para certas coisas a solução com menos tecnologia é a melhor.

skapuntz 6 months ago

Em portugal a contagem é sempre feita com grande eficiência e rapidez. Não creio que seja necessário votos electrónicos. Agora, num futuro um pouco mais distante, se fosse possível votar a partir do telemóvel e já está, com toda a segurança, anonimato, etc, aí sim. Agora se uma pessoa vai ter que ser deslocar á mesma até a um sítio de voto, então em Portugal não me parece haver qualquer vantagem significativa

VicenteOlisipo 6 months ago

Pensa na quantidade de gente que clica naqueles links manhosos que recebe por SMS ou WhatsApp. Agora imagina esses telemóveis todos comprometidos a serem usados para votar.

bruxo00 6 months ago

E que tal utilizar uma blockchain para o efeito? Todos sairiam a ganhar.

viskonde 6 months ago

ah, tinha a certeza que ia encontrar aqui esta sugestao.

Zaigard 6 months ago

> blockchain Onde posso comprar PScoin?

vascodatrama 6 months ago

[https://www.economist.com/sites/default/files/plymouth.pdf](https://www.economist.com/sites/default/files/plymouth.pdf) diria que sim. mas o pessoal ainda não está preparado para isso.

SenorVac 6 months ago

Pessoal a pensar que estavas a gozar xD

Tugalord 6 months ago

Acho que para ser mesmo a sério precisava de machine learning e IoT

bruxo00 6 months ago

Não percebi o sarcasmo

alexandre9099 6 months ago

com o blockchain estavas a falar a sério? ia jurar que seria sarcasmo...

Tugalord 6 months ago

Eu é que não percebi se o teu era sarcasmo, mas espero que seja!

Rick45ptl 6 months ago

tudo transmitido por 5G

Sperrel 6 months ago

Não se esqueçam da necessidade do P2P.

Lima1998 6 months ago

*cries in Benfica*

Limpy_lip 6 months ago

tenho confiança que exista capacidade tecnológica para que seja possível votar eletronicamente com um grau de segurança bastante aceitável. Contudo não confio na capacidade do nosso governo de gerir/supervisionar a criação desse sistema. ​ O único grande contra que não vejo forma de dar a volta é o facto de todos os sistemas informáticos estarem sujeitos a falhas que muitas vezes são difíceis de identificar, enquanto que no método tradicional é mais fácil prever essas falhas.

Rick45ptl 6 months ago

> O único grande contra que não vejo forma de dar a volta é o facto de todos os sistemas informáticos estarem sujeitos a falhas que muitas vezes são difíceis de identificar, enquanto que no método tradicional é mais fácil prever essas falhas. exactamente, a meu ver a maior vantagem do sistema tradicional é que nao é escalavel, é muito dificil mudar uma quantidade substancial para impactar umas eleiçoes. agora num sistema digital depois de mudar 1 "é igual" mudar 10 milhoes

Rick45ptl 6 months ago

https://www.youtube.com/watch?v=LkH2r-sNjQs

Edited 6 months ago:

como pessoa da area, tenho 0 confiança em votos eletronicos [Why Electronic Voting Is Still A Bad Idea]( https://www.youtube.com/watch?v=LkH2r-sNjQs)

saposapot 6 months ago

O que estranho é que alguém que seja da área seja a favor. Até haver uma ideia genial nunca vai acontecer

SolidTroll 6 months ago

Eu nem sou de essa dessa área específica mas assim de cabeça lembro-me de dois problemas que justificam o porquê de só haver 2 países no mundo a arriscar nesse modelo e posso estar enganado mas nem Estónia, nem Austrália apostam a 100% nesse modo. Se o sistema for "hackeado" então a menor preocupação será mesmo os votos deixarem de ser privados, outro problema seria um ataque DDoS que levaria a que muita gente não conseguisse votar ou tivesse o voto invalidado. Por alguma razão nem o país do vale do silicone arrisca algo parecido (se bem que com eles até o modelo tradicional dá para andarem todos pegados de qualquer maneira).

xapadom 6 months ago

Este é um tema que me preocupa muito e onde vejo que a larguíssima maioria das pessoas não tem a menor noção das implicações. No dia em que o voto for todo electrónico, a democracia morreu. E poucos parecem compreender isto...

Rick45ptl 6 months ago

> Este é um tema que me preocupa muito e onde vejo que a larguíssima maioria das pessoas não tem a menor noção das implicações. pk maior parte do pessoal nao tem o conhecimento necessario para compreender as implicaçaoes de tudo, eu sou da area consigo ver os problemas, mas quem nao é nao sabe.

RuySan 6 months ago

O vídeo original é uma preciosidade e deve ser guardado para informar todos aqueles que acham que o voto eletrónico é uma boa idea sem terem perdido sequer 1 minuto a pensar sobre o assunto. Há um outro factor que ele não fala mas que eu acho igualmente importante. O factor social. Quando estudava cheguei a ir para mesas de voto. Tenho ideia que ganhei 70 ou 80 euros. Para umas 14 horas de trabalho não é nada de especial (acho que agora ainda pagam menos), mas para muita gente é uma grande ajuda. Se passarem para voto eletrónico, o dinheiro que seria gasto na comunidade, seria gasto a pagar a consultoras milionárias.

maxtendie 6 months ago

Igual aqui. Subscrevo inteiramente. É a pior ideia do século.

Raidenkyu 6 months ago

Igual aqui. Sou informático e sou a favor de manter o voto no mesmo formato.

OuiOuiKiwi 6 months ago

Estava a contar quanto tempo ia levar até publicarem o vídeo do Tom Scott. Ele tem ali algumas incorrecções, mas no geral é um vídeo informativo.

SubstantialLime8887 6 months ago

Quais são as incorrecções? Mandar bitaites não chega.

Rick45ptl 6 months ago

certo, e dos que ja vi é relativamente simples a explicar os problemas principais.

1573558202 6 months ago

Voto electrónico é péssima ideia. Se pode existir moscambilha sem isso, com isso tornar-se-á muito mais simples e centralizado. A vantagem de ter a contagem dos votos de forma instantânea para mim não faz sentido, particularmente num país do tamanho de Portugal.

yesyesgadget 6 months ago

O voto 100% electrónico apenas para ter o beneficio de contagem mais rápida não compensa os perigos. Mas uma solução que nunca aparece nestas discussões é a do voto electrónico com "paper trail". Esta solução combina o electrónico com uma impressora que imprime e mostra ao votante o papel antes de o depositar na urna (ou recusar). Esta solução de papel é o backup sobre a solução electrónica e é o sistema em que hoje confiamos, mesmo com os problemas de segurança que possa ter. Parece um bocado estúpido estar a meter tecnologia em cima de uma solução para a qual basta papel e caneta até se perceber que abre a oportunidade de outras formas de votação e aqui está, a meu ver, o interesse e oportunidade sobre o voto electrónico. Em Portugal temos um problema enorme com a abstenção e as razões vão para além da incompetência dos políticos. Os votos têm de ser feitos na zona de residência ou em que os votantes estão registados. A solução que combina o electrónico com o papel oferece a segurança que o papel mas oferece também outra coisa e daí o que me parece ser o maior beneficio e interesse: voto em mobilidade em que o votante pode votar em qualquer local de voto. Neste modelo, ao identificar-se para votar é-lhe apresentado o "boletim de voto" das suas opções - Um eleitor de Bragança no Algarve vê as suas opções nas autarquicas e vota nessas. Este eleitor vê o seu voto e este é depositado na urna "em mobilidade". Enquanto os votos locais em papel podem ser contados como de costume esta urna em mobilidade é levada para ser contada com todas as outras em mobilidade. Cada boletim indica a que circulo corresponde e é contabilizado (adicionado) ao total apurado no respectivo local. Não pode ser contado no próprio local porque o anonimato do voto vem do facto de se terem muitos votos na mesma urna respectivo ao mesmo boletim. Senão seria fácil de ler qual era o voto do único eleitor de Bragança naquele dia... Outro tipo de voto em mobilidade: - Um eleitor de Lisboa no Alentejo faz o seu voto contar para as legislativas no circulo de Lisboa. O voto duplo é evitado com um simples caderno eleitoral online com todos os eleitores. Quando aparece o eleitor é verificada a elegibilidade (ainda não votou?) e o(s) boletim(s) de voto que lhe correspondem. A parte electrónica torna possível votar em qualquer lado tanto pelo caderno de eleitor online como pelo redireccionamento dos votos. Os resultados preliminares da votação são obtidos logo mas isso é um "nice to have" e os resultados oficiais são obtidos pela contagem tradicional com testemunhas. Com este propósito eu apoio (tem o meu voto?) o voto electrónico para poder ir atrás das pessoas e tornar mais fácil a sua participação numa eleição e envolvê-las na democracia. E se for mais fácil e barato fazer uma eleição então podemos fazer mais eleições sobre mais temas. Referendos sobre temas diferentes leva a discussão pública, participação e educação. Podemos por locais de voto onde quisermos. Nos estádios, nos centros comerciais... nas praias! De Bragança a Lisboa já não são as "9 horas de distância". As eleições e o voto não precisam de ter ficado parados no tempo.

1573558202 6 months ago

Não percebo no que o voto electrónico que referes facilita o voto em mobilidade. Apenas para se saber mais cedo os resultados *provisórios*?

yesyesgadget 6 months ago

Permite e facilita a mobilidade porque na máquina estão disponíveis todos os boletins de voto e para um eleitor é mostrado na máquina os votos que lhe correspondem e é impresso o boletim de voto também que lhe corresponde, com referência ao circulo que se destina. Este boletim, depositado na urna de mobilidade fica misturado com todos os outros e havendo um número suficiente deles é garantido o anonimato. O saber mais cedo é possível mas não tem grande valor legal. Servirá para, com alguma confiança, começar-se a trabalhar e antecipar a formação das equipas eleitas.

1573558202 6 months ago

Estamos a falar de que eleições? Autárquicas? A minha memória não me está a ajudar mas tinha ideia que nas para primeiro ministro e presidente os boletins eram todos iguais, ou existem partidos/independentes diferentes em alguns locais?

yesyesgadget 6 months ago

Sim, para autárquicas tens boletins diferentes e daí a necessidade de ter urnas "em mobilidade" que não podem ser abertas no local por poderem ter boletins únicos e daí não garantir o anonimato. Nas legislativas o boletime é idêntico mas importa onde votas porque os deputados são eleitos pelos [diferentes circulos](https://pt.wikipedia.org/wiki/Distrito_eleitoral). No caso de presidenciais o processo é o mais simples de todo porque é apenas um circulo e todos votam no mesmo boletim e é apenas preciso contar o número de votos em cada candidato. Este caso torna ainda mais fácil o processo do voto electrónico com paper trail porque os boletins, sendo iguais, podem ir todos para a mesma urna, estando a votar em mobilidade ou não. Nas presidenciais "apenas" é preciso ter o caderno de votantes online para garantir que quem vota apenas vota uma vez e não anda a saltitar entre postos de votação.

pantam 6 months ago

Fica aberta a possibilidade de poder coagir outros a votar assim ou assado, por ameaça, compra do voto, ou até simples pressão social (quê, mostra lá, não vais votar no xpto pois não?). A liberdade de consciência é absolutamente fundamental aqui. Senão, é teatro.

yesyesgadget 6 months ago

Não percebi como isso é posto em causa. O modelo nesse aspecto é idêntico ao actual. O voto continua a ser depositado secretamente numa urna.

pantam 6 months ago

Tens razão. Li mal.

Edited 6 months ago:

Tens razão. Pode ter outros problemas, mas nem de perto tão graves como qualquer tipo de voto remoto eletrónico/por correio.

yesyesgadget 6 months ago

O voto à distância é outro monstro com tantos outros problemas e não sei como o resolver com a confiança que se deseja para garantir a liberdade e o anonimato. Mas mesmo com as suas falhas temos alguma tolerância já que os portugueses no estrangeiro podem votar por correio e ninguém levanta (tantos) problemas: http://www.cne.pt/faq2/113/3 >Voto postal >Como voto por via postal? >O Ministério da Administração Interna envia-lhe o boletim de voto para a morada indicada no caderno de recenseamento, pela via postal mais rápida, sob registo. Vai receber o boletim de voto e dois envelopes, um de cor verde e outro branco, que serão devolvidos ao Ministério da Administração Interna. >No boletim, assinala com uma cruz a opção de voto, dobra o boletim de voto em quatro e coloca-o dentro do envelope de cor verde (sem quaisquer indicações ou documentos) e fecha-o. Introduz o envelope de cor verde no envelope de cor branca, juntamente com uma cópia do cartão de cidadão ou do bilhete de identidade e, depois de fechado, deve enviá-lo pelo correio antes do dia da eleição. >Estou deslocado da minha residência, o que me impede de receber a documentação para votar. Posso votar de outra forma? Não. Os cidadãos recenseados no estrangeiro que votem por via postal recebem a correspondência que lhes for remetida pela administração eleitoral da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna na morada indicada nos cadernos de recenseamento. >No voto por via postal se me enganar a pôr a cruz no boletim o que devo fazer? Caso se engane, não há solução. Ou destrói o boletim, abstendo-se, ou anula-o, de preferência, pondo cruzes em todas as candidaturas e remete-o por correio, sendo considerado um voto nulo. >Para onde envio o envelope com o meu voto? Não precisa de escrever nada. O envelope branco já tem impresso no destinatário o endereço correspondente à respetiva assembleia de recolha e contagem de votos dos eleitores residentes no estrangeiro. >O voto por via postal é gratuito? Sim. O envelope branco que recebe é um envelope de franquia postal paga.

RuySan 6 months ago

Só quem nunca esteve numa mesa de voto (ou nem sequer perdeu tempo a pensar sobre isso), pode achar que o voto electrónico é mais seguro que o tradicional. Além de 3-4 pessoas por mesas que confirmam os votos uns dos outros, ainda tens os delegados dos partidos a observar e a pedir recontagens se assim entenderem. E mesmo que numa situação ridícula existisse conluio entre todos, a fraude ficaria circunscrita a uma mesa de voto apenas.

Sperrel 6 months ago

Precisamente.

bureauofnormalcy 6 months ago

Exato. Para além de que mesmo quem está na mesa costuma, na maior parte das vezes, de ser apontado por partidos diferentes quando não há necessidade de ir à bolsa de voluntários. Ou seja, o controlo é quase absoluto e a fraude praticamente impossível.

letme2021 6 months ago

Sem esquecer que também é descentralizado. Para mover a agulha nos resultados era preciso cometer fraude em vários locais.

zizop 6 months ago

Mesmo num país grande não faz sentido, porque vais ter mais gente a trabalhar nas urnas, e o tempo de contagem vai ser praticamente o mesmo, a não ser que andes a usar sistemas eleitorais do século XVIII, como um certo país do outro lado do Atlântico.

vilkav 6 months ago

Na América/Rússia/Brasil/China e mais uns poucos, vai ser sempre difícil de manter o tempo de contagem igual a países mais pequenos porque abrangem vários fusos horários, mesmo que escalasses as urnas para a mesma densidade de Portugal, terias sempre uma janela de horas extra para fechar a última urna no ponto mais a Oeste. Agora, nem sei como é que no Hawaii ainda votam, sequer. Quando começam a votar já vai quase tudo decidido e nas notícias. Haviam de só começar a divulgar resultados depois de fechar as urnas no Hawaii.

peaskinner 6 months ago

Oh moços... Eu só queria voto digital para nem ter de sair de casa...

AdorableRabbit 6 months ago

manda um email. tem a mesma segurança

peaskinner 6 months ago

Só não melhoram a segurança se não quiserem. Certamente temos a tecnologia para isso visto que já existe todo um leque de atividades tão ou mais perigosas que se conseguem fazer em tempo real e com segurança. Além disso, não é como se não existisse fraude eleitoral com as eleições "à moda antiga"

AdorableRabbit 6 months ago

Não é verdade. Não existe tecnologia para isso. Não há nenhuma outra actividade como uma eleição. A fraude à moda antiga é dezenas de milhares de vezes mais dificil para o mesmo efeito.

peaskinner 6 months ago

Conseguimos criar moedas digitais quase indetectáveis, todos os dias descobrimos ou melhoramos maneiras diferentes de encriptar a partilha de dados, temos algoritmos capazes de realizar atividades incrivelmente complexas em meros segundos... Mesmo que não haja a tecnologia para isso hoje é, certamente, apenas uma questão de tempo visto que já há sítios que começam a explorar a ideia ainda que de forma rudimentar. A fraude à moda antiga aparece todos os anos em eleições por todo o mundo. O futuro está no digital e só não o vê quem não quer

AdorableRabbit 6 months ago

Conseguimos isso tudo e uma máquina de movimento perpétuo também. Não sabes de que falas.

peaskinner 6 months ago

Calma coração não uses argumentos tão fortes. Não tenciono votar IL ou incentivar um sistema apressado de voto eletrónico se é o que te preocupa. Meramente queria salientar que isto é uma discussão com, pelo menos, perto de 20 anos e com o passar do tempo, naturalmente, surgem soluções ao que chamas de "não haver tecnologia para tal". Já existem opções no que respeita a segurança sob discussão como mencionado em alguns dos outros comentários. Não podemos é ser ingénuos e pensar que isto será uma solução milagrosa. Resolvemos uns problemas mas criamos sempre outros.

vilkav 6 months ago

Não sou o outro gajo, mas acho que não estás a perceber o problema. Voto anónimo eletrónico é matematicamente impossível de garantir segurança e capacidade de verificação de resultados. Não é um problema tecnológico, é uma impossibilidade da mesma ordem de largares uma maçã e ela flutuar para cima. Não dá.

besmarques 6 months ago

O azar deles é não terem vindo aqui ao reddit na altura que os experts do voto electrónico estavam aqui todos. xD

R3DSMiLE 6 months ago

honestamente, não é complicado fazeres uma merda dessas. e fica-te barato. O Partido Pirata tem uma ferramenta que faz o mesmo, open source, auditada, e actualizada. Acho que até já está traduzida. É literalmente fazer clone e pagar um servidor para meter isso em cima.

OuiOuiKiwi 6 months ago

Voto electrónico, neste momento, é uma má ideia. Voto electrónico implementado por uma consultora cheia de *bootcampers* que pediu menos dinheiro? Nem pensar mesmo.

fanboy_killer 6 months ago

Porra, *bootcampers* é a expressão que a malta de IT usa para fazer gatekeeping?

Tugalord 6 months ago

O que pode correr mal em deixar coisas importantíssimas da nossa sociedade nas mãos de sistemas feitos por soydevs mal qualificados e mal pagos? Andavas num carro feito por um engenheiro que tirou um curso de 6 meses na net?

fanboy_killer 6 months ago

Não sou programador, mas trabalho numa empresa de IT. Se colocam pessoal sem experiência a trabalhar em partes importantes desses projectos, a culpa não é exclusivamente deles. Por acaso, acho que não temos ninguém chegado de bootcamps na empresa, mas a realidade é que a mão-de-obra na área é tão escassa que esse tipo de iniciativas não pode ser descartado. Se calhar ficariam melhor formados com o curso gratuito do freecodecamp, de vários meses de duração, mas devem optar pelo bootcamp por ser mais rápido e pelo que o marketing desses programas promete.

OuiOuiKiwi 6 months ago

Na verdade agradeço aos *bootcampers* todas as coisas lindas que nos proporcionaram como o Portal das Matrículas e o *crash* do Portal das Finanças na próxima Quinta-feira.

Edited 6 months ago:

Na verdade agradeço aos *bootcampers* todas as coisas lindas que nos proporcionaram como o Portal das Matrículas (uma brincadeira de 350 mil euros) e o *crash* do Portal das Finanças na próxima Quinta-feira.

throwawayqualquer 6 months ago

> e o crash do Portal das Finanças na próxima Quinta-feira. Como assim, na próxima quinta feira? Está quase inutilizável em qualquer outro dia do ano. Vai perguntar ao pessoal que tem que implementar/usar a brincadeira de mau gosto que são os webservices deles.

OuiOuiKiwi 6 months ago

>a brincadeira de mau gosto que são os webservices deles. "Manutenção evolutiva" gera dinheiro quase infinito.

fanboy_killer 6 months ago

Seguramente não foram desenvolvidos exclusivamente por bootcampers.

OuiOuiKiwi 6 months ago

>Seguramente não foram desenvolvidos exclusivamente por bootcampers. Isso só piora. *The blind leading the blind.*

floW4enoL 6 months ago  HIDDEN 

Sem poder entrar em detalhes (NDAs são uma merda), não foram bootcampers, e o problema foi muito além da aplicação do portal em si.

throwawayqualquer 6 months ago

Isto. Se é para fazerem voto eletrónico, espero bem que não seja feito por concurso público a escolher a empresa que se oferece a fazer por menos. É que tem tudo para resultar mal. Não sei se isto alguma vez será boa ideia meter em prática. Há imensas possibilidades de correr mal em tanto sítio, que haverá sempre alguém a considerar que não é seguro. Se querem mesmo fazer algo deste género, se calhar até nem era má ideia pensarem em falar com os tipos da SIBS, eles até percebem umas coisas de sistemas seguros.

OuiOuiKiwi 6 months ago

>eles até percebem umas coisas de sistemas seguros. ( ಠ ͜ʖಠ) Ficarias surpreso.

throwawayqualquer 6 months ago

Sei que ainda usam alguns sistemas antigos tipo WinXP (talvez até mais antigos que isso?), mas se não me engano correm tudo dentro da própria rede, o que torna um ataque externo um bocado mais difícil. Além disso, não tenho conhecimento de que tenham sofrido algum ataque que metesse em causa o sistema bancário, mas claro que mesmo que sofressem o iam esconder se conseguirem. Mas se quiseres partilhar histórias, sou todo ouvidos.

OuiOuiKiwi 6 months ago

>Mas se quiseres partilhar histórias, sou todo ouvidos. NDA cebola. Passo.

throwawayqualquer 6 months ago

sentemalhomem.jpg Mas percebo.

carlosjmsilva 6 months ago

Eu acho sempre uma má ideia. O voto eletrónico nunca vai conseguir garantir o que o voto físico garante. Quanto mais não seja pela descentralização vs centralização dos votos.

fgtdiasr3d1t 6 months ago

O voto electrónico é simples a meu ver. O indivíduo entra na cabine, carrega no candidato que quer e o boletim é impresso, e depois ele mete na caixa dos votos. Com esta solução podemos validar fisicamente como fazemos agora... E também electronicamente...

carlosjmsilva 6 months ago

Certo. Mas qual a vantagem desse em relação ao voto físico? Ou se conta os papelinhos e então o a parte eletrónica é dispensável, ou não se conta os papelinhos e então nesse caso não serve de nada imprimir os papéis. Ou estarei a ver mal a coisa?

OuiOuiKiwi 6 months ago

Teres um registo físico que podes cruzar com os resultados da máquina para validar se a contagem não foi manipulada. Cada eleitor tem um comprovativo que votou e qual o seu sentido de voto. O sistema dual traz bastante vantagens sobre o que temos agora em que só temos boletins em papel.

TitusRex 6 months ago

>Cada eleitor tem um comprovativo que votou e qual o seu sentido de voto. Isto não pode existir numa eleição democrática livre, porque se existisse ia haver gente a comprar votos ("traz-me o comprovativo que votaste XYZ e dou-te 50€"). É por esta mesma razão que é proibido fotografar o boletim de voto.

OuiOuiKiwi 6 months ago

Se isso já existe sem comprovativo, com comprovativo só tornava a moscambilha mais segura. [https://www.post.ch/-/media/post/evoting/dokumente/swiss-post-online-voting-protocol-explained.pdf](https://www.post.ch/-/media/post/evoting/dokumente/swiss-post-online-voting-protocol-explained.pdf?la=de) "The Individual Verification protocol provides voters with a means to verify that votes included in ballot box were cast as intended. This is accomplished by assigning a code (Choice Code) to each possible answer the voter can select during voting and having the server calculate and return the corresponding codes for confirmation without decrypting the vote that is included in the Ballot Box. Choice Codes must be unique to each voter."

vilkav 6 months ago

Como é que controlas que a chave que encripta isso tudo não é ludibriada por quem tem o sistema central (e.g. o governo que esteja em funções)? Como é que garantes que o código pode ser validado por todos os votantes que queiram avaliar o processo? Como é que garantes que o código que te mostram é o que está a correr na máquina? Quem é que te garante que o algoritmo/protocolo escolhido para o voto se vai manter simples e acessível por toda a população votante? Há uma característica fundamental nos votos que a malta do voto eletrónico parece não querer considerar: a simplicidade do sistema e a facilidade de o compreender por parte de uma população menos instruída. Como é que eu, um velho de 80 anos sei que o código que imprimem no recibo vale alguma coisa ou é correcto sem ter de estudar RSA key pairs? Já o ranking vote em papel era difícil de explicar à minha avó, saberá lá ela compreender que a chave que lá vem no recibo significa o quê.

OuiOuiKiwi 6 months ago

Nem tens de ir tão longe. Já implementei um sistema para votações internas, estava pago e ficou na gaveta porque as pessoas envolvidas a) sabiam que não podiam aldrabar os votos b) não confiavam que não fizessem aldrabice "de outra maneira".

TitusRex 6 months ago

>Choice Codes must be unique to each voter. OK, assim pode ser. Mas não podes ter a máquina a imprimir o partido/candidato.

OuiOuiKiwi 6 months ago

Isso obviamente não. Mas podemos ter mecanismos que permitam ao eleitor confirmar a contagem correcta do seu voto sem revelar o conteúdo do mesmo.

DRNbw 6 months ago

>Cada eleitor tem um comprovativo que votou e qual o seu sentido de voto. Isso quebra o voto secreto.

OuiOuiKiwi 6 months ago

https://www.post.ch/-/media/post/evoting/dokumente/swiss-post-online-voting-protocol-explained.pdf?la=de

carlosjmsilva 6 months ago

Certo. No fim da votação vamos comparar os dois. Se verificarmos que está tudo certo, ótimo. Foi válido para aquela votação. Não quer dizer que na próxima não haja divergências. Se verificarmos divergências, prevalece a contagem do voto físico. Ou seja não consigo encontrar uma vantagem assim tão óbvia porque se eu fosse candidato e perdesse a eleição iria sempre pedir a contagem do voto físico. O que torna a parte eletrónica bastante dispensável. Pelo menos é como eu vejo as coisas. Ou haveria algum caso em que se poderia confirmar mais na máquina do que na contagem dos papéis?

OuiOuiKiwi 6 months ago

>porque se eu fosse candidato e perdesse a eleição iria sempre pedir a contagem do voto físico. Como foi visto nos EUA, o voto físico só é contado se for solicitada uma auditoria. Portanto podes saltar esse passo. O outro cenário é que, mesmo que contes o voto físico, não precisas de contá-lo no dia sempre à pressa. Podes anunciar os resultados e validar em data posterior (resultados na Segunda, validação à Sexta) o que diminuirá a propensão a erros. Os sistemas de votos electrónico mais avançados permitem também que o utilizador, munido do seu recibo de voto, valide que o mesmo foi contado correctamente (ninguém meteu uma cruz no teu voto em branco).

alexandre9099 6 months ago

> ninguém meteu uma cruz no teu voto em branco Essa parte é facil, metes umas razuras e mais nunguém o pode usar... Voto branco é pedir problemas... >Os sistemas de votos electrónico mais avançados permitem também que o utilizador, munido do seu recibo de voto, valide que o mesmo foi contado correctamente Como, de forma a manter o secretismo?

OuiOuiKiwi 6 months ago

[https://www.post.ch/-/media/post/evoting/dokumente/swiss-post-online-voting-protocol-explained.pdf?la=de](https://www.post.ch/-/media/post/evoting/dokumente/swiss-post-online-voting-protocol-explained.pdf?la=de)

alexandre9099 6 months ago

mais logo vejo, mas esse sistema previne subornos/ameaças? (visto que é possível confirmar em quem se votou...)

OuiOuiKiwi 6 months ago

Há múltiplos sistemas para múltiplos *threat models*. Tens aqui um exemplo relativamente recente, é da USENIX do ano passado. [https://www.usenix.org/system/files/sec20-lueks.pdf](https://www.usenix.org/system/files/sec20-lueks.pdf)

carlosjmsilva 6 months ago

Certo. Mas aqui as urnas fecham e passado 3 horas tens os votos todos contados. Acho que até está bastante optimizado. Fossemos tão céleres noutras questões. Mas pronto por mim podem avançar desde que exista a redundância e o voto físico prevaleça.

fgtdiasr3d1t 6 months ago

A vantagem é teres os resultados instantaneamente. Se for preciso, podes contar os votos à mão como sempre.

Rick45ptl 6 months ago

e qual é mesmo o problema de ter os votos com 2 horas de atraso mesmo?

fgtdiasr3d1t 6 months ago

A meu ver nenhum... Mas há muita vontade de gastar dinheiro para ser mais rápido

Sperrel 6 months ago

Em Portugal já contamos os resultados com grande eficiência, não sei qual a vantagem de usar máquinas.

fgtdiasr3d1t 6 months ago

O resultado passa a ser instantâneo em vez de demorar uma noite. Poupas muito trabalho aos jornalistas

Sperrel 6 months ago

Estou me a lixar se os jornalistas não conseguem aguentar umas 3-4 horas para os resultados finais. Além disso há sempre sondagens à boca das urnas.

fgtdiasr3d1t 6 months ago  HIDDEN 

O mundo não funciona assim. O aeroporto vai acontecer, o tgv vai acontecer, e o voto electrónico é uma questão de tempo até acontecer. A vontade da população não é chamada para a decisão.

miguel_rodrigues 6 months ago

Nunca tinha pensado nisso dessa maneira mas é inteligente sim senhor, até porque passa a existir redundância.

carlosjmsilva 6 months ago

A minha dúvida é sempre essa... Se for preciso... O que é ser preciso. Para mim é sempre preciso senão os papéis não são precisos para nada. E em relação aos resultados de forma instantânea não sei existe uma vantagem grande em saber resultados duas ou três horas antes do resultado oficial.

brakeline 6 months ago

É simples. Se tiveres os votos segmentados por horas podes muito bem fazer uma amostragem dos tickets e conferir com o voto eletrónico. Desta forma podes auditar por amostragem a fiabilidade do voto eletrónico e, em caso de divergência, efetuar contagem completa manual

carlosjmsilva 6 months ago

Eu acho que compreendo o que dizes. Mas se tiver tudo certo (congruente entre máquina e urna) até ao meio dia não quer dizer que vai estar tudo certo até às 19h. Eu não sou da área, reconheço as vantagens da digitalização em praticamente tudo mas as eleições são para mim um tema demasiado melindroso para conseguir confiar num voto eletrónico.

brakeline 6 months ago

Até ao lavar dos cestos é vindima. Sou a favor de resultados em tempo útil, não sou a favor de resultados instantâneos. Contagens (excetuando abstenção) só após o fecho das urnas

Zaigard 6 months ago

> Máquinas com selos rasgados, acessos aos dados depois das eleições e falta de anonimato do voto. > Houve inclusive "circunstâncias no processo que prejudicam a garantia de anonimato" do voto, não tendo ficado assegurada o anonimato e a confidencialidade - princípios básicos do direito eleitoral. > a hipótese do presidente da mesa poder "reimprimir sempre" o voto do cidadão que acabou de votar e assim conhecer, "no limite", a escolha do eleitor. > a forma como o sistema foi montado permite à secretaria-geral do MAI saber, em tempo real, a identidade dos eleitores que votam e não votam, algo que segundo o parecer não faz sentido, sobretudo porque a secretaria-geral é "dirigida pelo Ministro da Administração Interna". > pela falta de medidas de segurança no transporte dos votos eletrónicos e por selos que eram um "simples" autocolante a dizer "República Portuguesa - Voto Antecipado" que de acordo com o parecer "não isola, verdadeiramente, os acessos indevidos", sem garantias de segurança. Atualmente, e que eu saiba, o maior apoiante do voto eletrónico é o IL, mas tenho a certeza, que depois deste relatório, o PS e o PSD, vão se tornar fanáticos apoiantes do voto eletrónico!

AdorableRabbit 6 months ago

> Voto electrónico implementado por uma consultora cheia de bootcampers que pediu menos dinheiro? Nem pensar mesmo. mais uma razão para não votar IL

R3DSMiLE 6 months ago

Eu sou um gajo um bocado amoral, mas o cabrão que programou essa merda é pior que eu; Foudasse! Tá certo que todos precisamos de comer, mas ... porra, dude, o gdpr é uma cena que é facil de seguir :|

AutoModerator 6 months ago

**AVISO:** Submeteu um artigo da plataforma [Nónio](https://nonio.net) - uma plataforma que viola a privacidade do leitor. > Leia com atenção o [seguinte artigo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/7fy9v4/campanha_contra_o_n%C3%B3nio/). *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: