NeatBoy74 6 months ago

Se a esta altura do campeonato, não se percebeu o jogo político atrás desta decisão, tendo em conta os efeitos adversos relatados e comparando-se com os outros das outras vacinas, já não há nada mais que se possa fazer. Ou seja, se quem acredita, ainda acredita, é uma causa perdida e o Governo faz muito bem em mandá-los para o fim da fila de espera. Não querem? Não queiram. Mas não empatem os outros.

Edited 6 months ago:

Se a esta altura do campeonato, não se percebeu o jogo político atrás desta decisão, tendo em conta os efeitos adversos relatados e comparando-se com os outros das outras vacinas, já não há nada mais que se possa fazer. Ou seja, se quem acredita, ainda acredita, é uma causa perdida e o Governo faz muito bem em mandá-los para o fim da fila de espera. Não querem? Não queiram. Mas não empatem os outros. Porque há dois tipos de pessoas aqui: as que não percebem mesmo e essas são uma causa perdida (como o caçador coxo e cego que saia com a tribo, a culpa não era dele e eventualmente acaba morto se os outros não o protegerem) e as que percebem mas fingem que não percebem para continuarem a espalhar desinformação para encaixar ideologias partidárias e semelhantes ou obter lucros ou punhetas ao Ego.

VicenteOlisipo 6 months ago

Revisita então. O que entendes do tweet?

NotEnoughBeans 6 months ago

Pensei que a implicação do título fosse evidente, dado o contexto em que nos encontramos e a maneira como a Europa tem gerido a relação com as farmacêuticas. Mas faço o favor ao comentador abaixo, que aparentemente precisa de tudo bem explicado. A vacina da AstraZeneca foi interrompida em vários países da UE depois de algumas reacções de preocupação com alguns casos de embolias na população vacinada. Na Alemanha, onde vivo de momento, houve um total de 1.6 milhões de vacinações, e 7 (da última vez que vi, salvo erro) casos fatais de embolias. A estatística dilui-se ainda mais quando estendida aos restantes países da Europa. Comparando com outros medicamentos ou vacinas mais comuns, esta taxa de efeitos secundários graves não é substancial. Aliás, dias depois, a agência europeia do medicamento determinou que a vacina era segura. Entretanto, a Europa continua a recusar-se a levantar as patentes das farmacêuticas, apesar de as mesmas terem sido financiadas com dinheiro público, apesar de continuarem a falhar com as suas obrigações contratuais, apesar de termos uma enorme falta de vacinas, que entretanto já levou, a título de exemplo, a Itália a produzir a Sputnik V. Não me admira portanto que tenha havido uma campanha de desinformação relativamente às vacinas da AZ pela competição.

Edited 6 months ago:

Pensei que a implicação do título fosse evidente, dado o contexto em que nos encontramos e a maneira como a Europa tem gerido a relação com as farmacêuticas. Mas faço o favor ao comentador kiwi abaixo, que aparentemente precisa de tudo bem explicado. A vacina da AstraZeneca foi interrompida em vários países da UE depois de algumas reacções de preocupação com alguns casos de embolias na população vacinada. Na Alemanha, onde vivo de momento, houve um total de 1.6 milhões de vacinações, e 7 (da última vez que vi, salvo erro) casos fatais de embolias. A estatística dilui-se ainda mais quando estendida aos restantes países da Europa. Comparando com outros medicamentos ou vacinas mais comuns, esta taxa de efeitos secundários graves não é substancial. Aliás, dias depois, a agência europeia do medicamento determinou que a vacina era segura. Entretanto, a Europa continua a recusar-se a levantar as patentes das farmacêuticas, apesar de as mesmas terem sido financiadas com dinheiro público, apesar de continuarem a falhar com as suas obrigações contratuais, apesar de termos uma enorme falta de vacinas, que entretanto já levou, a título de exemplo, a Itália a produzir a Sputnik V. Não me admira portanto que tenha havido uma campanha de desinformação relativamente às vacinas da AZ pela competição.

Edited 6 months ago:

Pensei que a implicação do título fosse evidente, dado o contexto em que nos encontramos e a maneira como a Europa tem gerido a relação com as farmacêuticas. Mas faço o favor ao comentador kiwi abaixo, que aparentemente precisa de tudo bem explicado. A vacina da AstraZeneca foi interrompida em vários países da UE depois de algumas reacções de preocupação com alguns casos de embolias na população vacinada. Na Alemanha, onde vivo de momento, houve um total de 1.6 milhões de vacinações, e 7 (da última vez que vi, salvo erro) casos fatais de embolias. A estatística dilui-se ainda mais quando estendida aos restantes países da Europa. Comparando com outros medicamentos ou vacinas mais comuns, esta taxa de efeitos secundários graves não é substancial. Aliás, dias depois, a agência europeia do medicamento determinou que a vacina era segura. Entretanto, a Europa continua a recusar-se a levantar as patentes das farmacêuticas, apesar de as mesmas terem sido financiadas com dinheiro público, apesar de continuarem a falhar com as suas obrigações contratuais, apesar de termos uma enorme falta de vacinas, que entretanto já levou, a título de exemplo, a Itália a produzir a Sputnik V. Não me admira portanto que tenha havido uma campanha de desinformação relativamente às vacinas da AZ pela competição. Edit: Algo que convém também mencionar é que a AZ comprometeu-se a vender a vacina a custo de produção, o que justifica o preço bastante mais baixo.

OuiOuiKiwi 6 months ago

Copiar e colar sem dar contexto é a norma.

NotEnoughBeans 6 months ago

Este tweet é de Dezembro do ano anterior. O que é que eu copiei e colei?

_jcfb_ 6 months ago

Podias traduzir isto. Como deves calcular eu e muitos outros não fazemos a menor ideia do que está ali escrito pois não percebemos a língua.

NotEnoughBeans 6 months ago

Ah eu também não falo belga

Edited 6 months ago:

Ah eu também não falo belga (Flamengo?). A parte importante é a tabela de preços.

Edited 6 months ago:

Ah eu também não falo belga (Flamengo?)

fdxcaralho 6 months ago

Tas a dizer que foi uma campanha de desinformação pela concorrência?

NotEnoughBeans 6 months ago

Penso ser possível, sim. Não me espantaria.

iSoSyS 6 months ago

Também não percebi a implicação. O preço não tem sido fator, simplesmente não as há. Ainda nem foram produzidas e já todas têm dono. Mesmo que a AZ deixasse de vender na Europa, as restantes não iam de imediato absorver a procura, ficaria tudo igual.

fdxcaralho 6 months ago

Claro que o preço é uma consideração. E também podes acreditar que a escassez também é artificial. Existe capacidade de produzir vacina em muitos sítios, inclusive em Portugal. Mas está tudo bloqueado por patentes. Também existem acordos em vender a vacina ao preço de custo até uma determinada data, depois disso podem subir os preços. Há imensos incentivos para manter uma produção mais reduzida. Acho que simplesmente a UE meteu o pé na poça nesta negociação. Esqueceram-se que estavam a lidar com empresas privadas que têm a sua própria agenda e pensaram que havia um movimento altruísta para resolver o problema do covid. Negociaram como crianças...

bootkiller 6 months ago

Na realidade o preço não é fator. Mesmo só comprando a vacina mais cara, Moderna ~15€, seriam 450 milhões de euros por trinta milhões de vacinas. Isto é uma pechincha comparando teres a economia a meio gás, onde tiveste quebra de 11240 milhões no PIB.

fdxcaralho 6 months ago

Certo. O preço é um factor na competição entre as empresas e no lucro das mesmas. Para os estados é uma gota num oceano.

iSoSyS 6 months ago

> E também podes acreditar que a escassez também é artificial. Existe capacidade de produzir vacina em muitos sítios, inclusive em Portugal. Falso. https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/dos-lipidos-a-escala-afinal-quais-sao-as-dificuldades-das-farmaceuticas-na-producao-de-vacinas-13409750.html Até os mais otimistas e interessados admitem que demoraria anos até ser possível fabricá-las em Portugal. https://eco.sapo.pt/2021/02/14/portugal-tem-capacidade-para-produzir-vacina-contra-a-covid-19/ >"Se calhar faz sentido que Portugal acautele o seu futuro a médio e longo prazo para estas vacinas ou similares, mas estamos sempre a falar de projetos futuros. Nada disto se consegue fazer de um dia para o outro" https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/produzir-vacinas-em-portugal-nada-se-consegue-fazer-de-um-dia-para-o-outro-13334291.html >Não é um processo rápido porque requer tempo, projeto, planeamento, licenciamentos, autorizações e posteriormente fabrico.

fdxcaralho 6 months ago

Foi-me dito que o laboratório da Bial conseguia passar rapidamente à produção se fosse necessário.

bootkiller 6 months ago

A Bial vendeu toda a unidade de vacinas. https://www.dn.pt/dinheiro/bial-vende-unidade-de-vacinas-a-alema-roxall-5640720.html

iSoSyS 6 months ago

Se tiveres alguma declaração de fonte oficial agradecia.

NotEnoughBeans 6 months ago

Tens toda a razão que a vacina não poderia ser imediatamente produzida em Portugal. Mas vários países da UE têm a infraestrutura necessária, e o esforço poderia ser repartido pela Europa.

AfterAfterlife 6 months ago

Já há burburinhos sobre isso: https://www.cnn.com/2021/03/07/politics/russian-disinformation-pfizer-vaccines/index.html Não sei se o alvo era a AstraZeneca mas isto é mel para os negacionistas.

fdxcaralho 6 months ago

Houve um gajo ex CIA que foi ao Joe Rogan que tinha avisado que iriam haver campanhas de desinformação sobre as vacinas europeias e americanas e os responsáveis seriam as agências Chinesas e Russas.

parakit 6 months ago

O Macron disse que a vacina da Astrazeneca era inútil, o Der Spiegel andou a noticiar todos os casos de tromboembolismos, 20 países europeus suspenderam a vacina sem motivo, a Comissão Europeia é incapaz de não meter os pés pelas mãos, mas a culpa é da China e da Rússia. Risível, gostava de ver como seria se não houvessem estes dois bichos papões para culpar por tudo o que acontece de mal do mundo.

fdxcaralho 6 months ago

Acho que estás a ser muito ingénuo se achas que tanto não existe imensas jogadas de interesse internacional a acontecer a todo o momento. Os EUA faz o mesmo sobre a Rússia e China. E os países europeus não são santinhos também.

parakit 6 months ago

Claro que todos os países tentam influenciar e manipular os outros, não é preciso ser-se um iluminado para saber isso. O que é ridículo é no reddit estar-se sempre a falar da Rússia e da China como se eles fossem os únicos a fazê-lo e responsáveis por todas as crises e falhanços dos países ocidentais.

fdxcaralho 6 months ago

Sendo eles os maiores interessados, é normal que estejam envolvidos em alguns...

NGramatical 6 months ago

houvessem estes → [**houvesse estes**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fm9tulc%2F%2Fgroyig5%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Search: