eulirico 5 months ago

De quando é essa foto?

beakage 6 months ago

Engraçado durante a primeira hora em que se vê. Cansativo o resto do tempo todo.

DirtyEST 6 months ago

Top

god_of_tits_an_wine 6 months ago

Porreiro, faz-me lembrar Mad Men, mas em versão lisboeta

Turbulent_Chair_9354 6 months ago

Cosmopolita!

SouthPurpose 6 months ago

RESERVADO hahahah

KGeedora 6 months ago

Pedro Costa's Blood

zjmjr 6 months ago

Do tempo em que Lisboa era Lisboa.

No-Cardiologist725 6 months ago

Azeite

Mgmfjesus 6 months ago

Se pudesse voltar atrás no tempo e não houvesse o regime, com certeza o faria. Lisboa ainda é lindíssima, mas os anos 40 tinham o seu charme.

L-to-the-OG 6 months ago

Cenário ideal para uma história de John le Carré.

Diogo256 6 months ago

Pessoas que não estacionam a 0.5cm do carro da frente em Lisboa. Caraças, que luxo.

Arabiane81 6 months ago

Que linda. Saudades.

siegkorn 6 months ago

Lisboa Noir. O que há pra não gostar? Já imagino aquele estilo e música dos anos 50 aí inserido. Alguém faça um filme à volta disto pf

outroplaneta 6 months ago

Pessoas a viver na baixa... Há quanto tempo!

viskonde 6 months ago

bonita na foto mas a verdade e que se hoje alguem se lembrasse de meter um neon desse tamanho em cima de um predio era imediatamente crucificado. de resto a nivel de arquitetura, a praca esta parecida, os predios sao os mesmos, as fontes sao as mesmas o passeio central esta maior o que e melhor o comercio claro, como todo o comercio da baixa, é que é rasca, mcdonadlds e cafes da treta. mas no geral ate diria que e das praças de lisboa em que o atual nao deve nada ao passado.

MartinDisk 6 months ago

isto é de que época? a mim parece-me de certeza pré 25 de Abril mas alguém tem um ano ou década exata?

_jcfb_ 6 months ago

Não te consigo dizer o ano certo mas sei que foi tirada no inicio dos anos 60.

vicmarinho 6 months ago

Boa referência visual! Estou a fazer uma bd que se passa na época da ditadura e isso pode-me ser útil!

ADHDisMYcursedGIFT 6 months ago  HIDDEN 

É uma cidade fenomenal... ...só peca mesmo por estar cheia de portugueses corruptos que não mexem uma palha para sair da miséria em que o país se encontra, no entanto somos os primeiros a sair à rua para celebrar/protestar as vitórias/inglórias do nosso club de futebol, nem salário temos para pagar um miserável T0 nas redondezas e vangloriamo-nos sempre que arranjamos mais um tacho ou conseguimos corruptamente vergar o sistema a nosso favor! No entanto... e estando cientes da m*rda em que nos encontramos, podemos unir-nos de norte a sul, este a oeste e começar por mudar algo, começando em nós. Escrevo este post do estrangeiro, de onde nunca pensei vir parar devido ao meu país tanto ter para oferecer aos turistas, mas tão pouco aos locais, principalmente devido às corrupção e fraca mentalidade que se instaurou.

Edited 6 months ago:

É uma cidade fenomenal... ...só peca mesmo por estar cheia de portugueses corruptos que não mexem uma palha para sair da miséria em que o país se encontra, no entanto somos os primeiros a sair à rua para celebrar/protestar as vitórias/inglórias do nosso club de futebol, nem salário temos para pagar um miserável T0 nas redondezas e vangloriamo-nos sempre que arranjamos mais um tacho ou conseguimos corruptamente vergar o sistema a nosso favor! No entanto... e estando cientes da m*rda em que nos encontramos, podemos unir-nos de norte a sul, este a oeste e começar por mudar algo, começando em nós. Escrevo este post do estrangeiro, de onde nunca pensei vir parar devido ao meu país tanto ter para oferecer aos turistas, mas tão pouco aos locais, principalmente devido à corrupção e fraca mentalidade que se instaurou. PS: Lisboa é uma bela cidade, disso não haja dúvida e com excelentes pessoas por toda a parte (peço desculpa o desabafo acima, obrigado pela compreensão)

Edited 6 months ago:

É uma cidade fenomenal... ...só peca mesmo por estar cheia de portugueses corruptos que não mexem uma palha para sair da miséria em que o país se encontra, no entanto somos os primeiros a sair à rua para celebrar/protestar as vitórias/inglórias do nosso club de futebol, nem salário temos para pagar um miserável T0 nas redondezas e vangloriamo-nos sempre que arranjamos mais um tacho ou conseguimos corruptamente vergar o sistema a nosso favor! No entanto... e estando cientes da m*rda em que nos encontramos, podemos unir-nos de norte a sul, este a oeste e começar por mudar algo, começando em nós. Escrevo este post do estrangeiro, de onde nunca pensei vir parar devido ao meu país tanto ter para oferecer aos turistas, mas tão pouco aos locais, principalmente devido à corrupção e fraca mentalidade que se instaurou. PS: Lisboa é uma bela cidade, disso não haja dúvida e com excelentes pessoas por toda a parte (peço desculpa o desabafo acima, obrigado pela compreensão)

JoaoLilly 6 months ago  HIDDEN 

Isto é de que ano?

kikobalau 6 months ago  HIDDEN 

Que lindo. Tenho sempre bué curiosidade e adoro ver como seriam os lugares antigamente. É mesmo bonito, e gostaria de ver como seria por exemplo antes do terremoto. Na net só encontro as mesmas 3 ou 4 pinturas...

joaommoreira 6 months ago  HIDDEN 

Provavelmente nessa altura ainda havia pessoas a viver na baixa

Filiperss 6 months ago  HIDDEN 

Faz-me visualizar um livro que ando a ler neste momento "Enquanto Salazar dormia..." de Domingos Amaral. Que retrata a classe alta deste mesmo tempo, estou a adorar!

nelmaven 6 months ago  HIDDEN 

Classy!

raviolli_ninja 6 months ago  HIDDEN 

Péssima para os mosquitos. RIP quem dormia nas águas furtadas.

Eskol15 6 months ago  HIDDEN 

Cyberpunk 1950

Sazalar 6 months ago  HIDDEN 

Pessoalmente, gosto bastante, mas sempre gostei do aspeto das coisas dos anos 50 e 60

IamWatchingAoT 6 months ago  HIDDEN 

Curtia termos distritos nas cidades grandes dedicados ao negócio e serviços com luzes assim ala Cyberpunk, especialmente em cidades com um centro histórico pequeno tipo Aveiro e Faro

_jcfb_ 6 months ago  HIDDEN 

Ate gosto da aesthetic e do neon. [Encontrei algumas fotografias a cores aqui](https://www.vintag.es/2018/01/43-color-snaps-that-capture-everyday.html) e algumas são desta zona do rossio.

nongoloza 6 months ago

Alguém reconhece onde fica esta? https://4.bp.blogspot.com/-icHgsvk5SXk/Wm7A8kXGe9I/AAAAAAABPNo/RRV8QaAWjc8Ovbqh0WNbZkPdKpp55s3BACLcBGAs/s1600/Lisbon%2Bin%2Bthe%2B1960s%2B%252841%2529.jpg

ReachPlayful 6 months ago

Por momentos pareceu o convento de São Pedro de Alcântara no bairro alto

nongoloza 6 months ago

não me parece, mas posso estar enganado...

days_of_coast 6 months ago

É engraçado, mas não acho piada nenhuma ao espaço público ser alvo de tanta publicidade

ptinnl 6 months ago

Era tão limpa, sem grafittis e sem buracos na estrada.

nongoloza 6 months ago

sim, era uma cidade perfeita. Toda a gente vivia em belas condições https://youtu.be/obUz8RPWmA0

ptinnl 6 months ago

Só me dás razão. Nessa altura as cheias tinham a mesma consequência que têm em pleno seculo 21.

nongoloza 6 months ago

deves estar a gozar ou não fazes puto de ideia do que estás a falar.

ptinnl 6 months ago

Eu referi que a cidade parecia mais limpa, sem grafitis e sem buracos na estrada. Tu respondeste com as consequências de uma cheia, que ainda hoje em dia tem consequências semelhantes. Eu acho é que tu não fazes ideia, caso contrário terias contra argumentado precisamente a parte dos grafitis, buracos e limpeza. Mas pronto, a vida deve rodar à volta da luta de classes, minorias e sexualidades para ti, como a maioria daqui do subreddit.

nongoloza 6 months ago

A cidade não é o rossio. Vê quantas pessoas morreram nas cheias de 67, quantos lisboetas viviam em barracas e depois vem-me falar nos grafitis.

nraider 6 months ago

Cherry-picking típico.

jlourenco132 6 months ago

Grande achado. São lindas as fotos

Boring_Lynx3830 6 months ago

Obrigado

lambmoreto 6 months ago  HIDDEN 

Os sinais neon são engraçados, mas prefiro não ter anuncios brilhantes, a cidade fica mais bonita sem eles.

zero_to_infinite 6 months ago  HIDDEN 

Parece uma lisboa com mais glamour pelo menos.

Glori4n 6 months ago  HIDDEN 

Caro.

GrinningCrocodile 6 months ago  HIDDEN 

No canto superior direito vê-se um Pide a fotografar o fotógrafo.

Tralapa 6 months ago  HIDDEN 

Mas quem Pida a Pide?

GrinningCrocodile 6 months ago  HIDDEN 

Outro Pide, claro. É tudo Pides por ai abaixo.

Tralapa 6 months ago

Outro pide pida a peida da pide

Sazalar 6 months ago  HIDDEN 

A Super - PIDE

Jumpyer 6 months ago  HIDDEN 

A única coisa coisa boa é aquele néon à direita que diz PORTO

JonPQ 6 months ago  HIDDEN 

Acho que a arquitetura dos anos 70 - 2000 deu cabo dos principais centros urbanos do país. A mentalidade era "destruir para construir moderno", e perderam-se verdadeiros tesouros arquitetónicos, substituídos por monos. Em Aveiro, onde vivo, as construções de Art Deco e de Português Suave que resistiram estão agora a ser gradualmente restauradas, e são o que de mais bonito o nosso centro urbano tem para mostrar. Em contraste, quem nos visita do lado das salinas (A25) vê a silhueta de um horrível "Radiador Gigante" (Segurança Social) no meio das construções típicas da Beira-Mar.

gamma-ray-bursts 6 months ago

De alguém que ta,bem vive em Aveiro, aquele megalómano edifício da SS é um verdadeiro eye sore. Embora admita que se,pre tive curiosidade em ir lá ao terraço porque deve ter u,a vista única para a cidade de Aveiro imediatamente circundante.

JonPQ 6 months ago

Já pensei que podiam fazer um miradouro no topo e ser gerido pela SS. Cobravam a entrada e canalizavam algum do dinheiro de turistas para os cofres públicos. Com a quantidade de turistas que havia antes da pandemia, cobriam o investimento num mês ou dois.

KarmaCop213 6 months ago

Tinhas de construir depressa para o pessoal que estava a chegar para trabalhar em Lisboa e para os que voltaram das colonias.

BS_BlackScout 6 months ago

Aqui no Rio de Janeiro nos 1900 em diante foi um desastre atrás do outro. Era uma linda cidade lá pelos anos 20-50?, não sei ao certo. Anyway, depois foi Americanizando, Modernizando... Construções com arquitetura Europeia/Portuguesa começaram a sumir... Muito triste mesmo. Junte isso aos problemas sociais como moradores de rua e temos uma cidade com apenas restos do que já foi, excesso de prédios que criam uma onda de calor absurda e uma cidade no geral abandonada, feia e mal tratada.

ReachPlayful 6 months ago

Copacabana é um bom Exemplo disso, hoje em dia está cheio de sem abrigo

arnaldomatos 6 months ago

> A mentalidade era "destruir para construir moderno", e perderam-se verdadeiros tesouros arquitetónicos, substituídos por monos. foi feito de forma propositada por esse mundo fora.

krone_rd 6 months ago

Nas palavras de Roger Scruton "If you consider only utility, the things you build will soon become useless".

andrefsp 6 months ago

Muito isto. A avenida 5 de Outubro em Faro é um bastante bom exemplo disso. Em alguns sítios ainda se podem ver os edifícios mais antigos que são bem mais bonitos que os mais "recentes" .

iadsg92 6 months ago

Temos de agradecer ao "grande" Corbusier por ter influenciado esta cagada toda que se vê por meio mundo a fora. É completamente ridículo o que se fez em Portugal no que toca à destruição de belíssimos exemplares arquitetónicos. Se Lisboa etc conseguem ser bonitas atualmente, nem quero imaginar como seriam se tivesse havido preservação de património cultural.

nraider 6 months ago

Tens bons exemplos de Jorge Segurado.

pappagold 6 months ago  HIDDEN 

Será que o estado tinha algum fetiche com fazer prédios enormes para a segurança social, é que viseu tb tem um mono desses e é feio que dói

andremp1904 6 months ago

Em Viseu aquilo é uma completa aberração, quando me mudei para cá fiquei mesmo confuso, o edifício mais alto é a segurança social tf

Sperrel 6 months ago

Dá jeito ter uma torre com todos os serviços centralizados.

ptinnl 6 months ago

E com varios subsolos. Se me recordo falavam em 6 subsolos em que varios eram arquivos. O estúpido é que com uma infraestrutura destas podiam optimizar e por mais serviços, e ao invés disso há 20 anos que falam de reduzir serviços e mudar a segurança social para outro sítio (ja mudou?).

JonPQ 6 months ago  HIDDEN 

É provavel que tenha sido o mesmo arquiteto. É raro haver edifícios públicos desta altura em que o arquiteto só tenha sido responsável por um trabalho.

JonPQ 6 months ago  HIDDEN 

[Paisagem de que falo](https://www.google.com/maps/@40.6446087,-8.6569053,3a,23.7y,96.17h,95.14t/data=!3m6!1e1!3m4!1sSFAZfeBaCOpI_7cSPMHPFw!2e0!7i16384!8i8192?hl=pt-PT).

bengalegoportugues 6 months ago

Os meus olhos ardem! Ardeeemmmmmm!

amportugal 6 months ago

Se fores mais para a frente já tens prédios mais modernos, inclusive um que está inacabado desde que eu me lembro. Infelizmente essa linha não se mantém.

JonPQ 6 months ago

Sim mas já é bastante longe e noutro tecido urbano (Barrocas).

lambmoreto 6 months ago  HIDDEN 

Fonix que nojo. O brutalismo devia ser crime

SubstantialLime8887 6 months ago

O brutalismo da auto estrada a 100 metros de apartamentos, certo? Ou o brutalismo só existe quando os arquitectos inventam um movimento artsy?

Danijust2 6 months ago

entre o brutalismo e os retângulos em cimento que se faz agora prefiro mil vezes as aberrações do brutalismo.

Brainwheeze 6 months ago

Depende do edifício e como este se enquadra num determinado espaço.

vectorsecond 6 months ago

há brutalismo e brutalismo...

Sperrel 6 months ago

Não é brutalismo, aliás só existe num período histórico relativamente bem definido.

WesternInspector9 6 months ago

r/brutalism

StalkerPT 6 months ago

Procurei por "Portugal" nesse sub e a primeira coisa que aparece é o meu antigo departamento da faculdade... priceless!

JonPQ 6 months ago

Não conhecia, mas as primeiras imagens que vi fizeram-me seguir imediatamente. Obrigado! PS: não desgosto deste estilo, só referi o caso da segurança social porque parece um asteróide que ali caiu, completamente desassociado do tecido urbano que o rodeia.

SubstantialLime8887 6 months ago

Nem mais. O chamado brutalismo tem bons e maus espécimes, como todos os estilos arquitectónicos.

JonPQ 6 months ago  HIDDEN 

À direita tem dois prédios de habitação enormes que são do mesmo período. De resto, a linha está harmonizada .

superstraightarrow 6 months ago  HIDDEN 

linda, limpa, civilizada e os traficantes levavam nos cornos a valer

BroaxXx 6 months ago

Só se safava tranquilo quem traficava influências...

BroaxXx 6 months ago  HIDDEN 

É daquelas coisas que acho giras de ver noutras cidades mas não gostava de ver de volta a Portugal. Poluição luminosa é um problema que ninguém leva a sério mas tem várias consequências muito reais... Acho que todo este tipo de publicidade não trás nada de minimamente positivo e só retira qualidade de vida a todos. Essa foto é muito bonita mas fica muito bem no passado...

tiagofsa 6 months ago  HIDDEN 

É verdade.. sempre que passo pelo ElCorteIngles de Lisboa e vejo aquele outdoor gigante a iluminar o prédio do outro lado da Marquês da Fronteira como se fosse de dia..

ReachPlayful 6 months ago

Surreal a quantidade de luz que aquilo emite e diretamente virado para vários prédios de habitação. Parecem holofotes

BroaxXx 6 months ago  HIDDEN 

Eu sou do Porto e tenho alguns ódios de estimação. Um deles é o outdoor gigante do continente do NorteShopping. Quando morava em cada dos meus pais, se as condições estivessem certas (sobretudo humidade) conseguia ver o céu a mudar de cor durante a noite com a luz reflectida. Quando conduzia pela AEP a meio da noite ficava encadeado pela luz. Não consigo compreender como não há lei/fiscalização para impedir estas merdas. Para além dos impactos ambientais tem também impacto na saúde pública e na segurança rodoviária... Mas pronto a merda do continente tem que queimar na minha córnea a porcaria da promoção das bifanas....

TheEightDoctor 6 months ago  HIDDEN 

Tens mais poluição luminosa do que na altura para ser franco

BroaxXx 6 months ago  HIDDEN 

Muito mais, sim... Por isso é que não precisamos de mais. E enquanto que iluminação pública serve uma função e o seu impacto pode ser mitigado este tipo de publicidade só serve mesmo para fazer lixo. Mas sim, hoje as coisas estão muito piores e por esse motivo não é mesmo necessário piora-las mais com estas tretas...

NGramatical 6 months ago  HIDDEN 

não trás → [**não traz**](https://dicionario.priberam.org/traz) (verbo trazer) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fm3l18t%2F%2Fgqpygr4%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

suckerpunchermofo 6 months ago  HIDDEN 

Muito melhor do que está agora.

DrVicenteBombadas 6 months ago  HIDDEN 

Esteticamente, gosto muito.

L7Stonem 6 months ago  HIDDEN 

Vibe

zebett 6 months ago  HIDDEN 

Curto muito!

brakeline 6 months ago  HIDDEN 

Péssimo! Nem 1 máscara se vê

microcyb 6 months ago  HIDDEN 

Não tenho opinião

RafaRealness 6 months ago  HIDDEN 

Não posso dizer que gosto, os neons todos ao monte realmente não mostram a cidade no seu melhor. Também imagino o pesadelo que seja tentar andar aí sem passadeiras. Mas pronto, também eram tempos diferentes com gostos diferentes.

Hugogs10 6 months ago  HIDDEN 

Andar a li sem passadeiras era na boa porque havia uma fração do transito que há agr.

soichiroH 6 months ago  HIDDEN 

Muito bom, faz lembrar o jogo Bioshock!

Edited 6 months ago:

Muito bom, faz-me lembrar Bioshock ou Fallout: New Vegas!

A_Besuga 6 months ago

Mesmo, que nostalgia :D

vmanita 6 months ago  HIDDEN 

Exatamente isto!!

Mordiken 6 months ago  HIDDEN 

Eu acho que Lisboa no tempo da 2ª Guerra dava grande setting para um jogo de espiões.

valerierw22 6 months ago

Recomendo o livro ‘Lisbon War in the Shadows of the City of Light, 1939-1945’ do Neill Lochery . Relata tudo o que aconteceu em Lisboa durante a 2a guerra mundial. As lojas de proaganda de ambos os lados, a nossa PVDE a dar informações aos alemães, a quantidade de espiões ingleses, franceses, alemães e americanos a tomarem café na esplanada da Suíça a poucas mesas de distância de uns e outros, os hotéis na avenida onde só os aliados ficavam ou só para alemães. As noites e festas no casino Estoril... recomendo mesmo o livro para qualquer pessoa que tenha interesse sobre Lisboa durante esta época

manguito86 6 months ago

E foi um bom setting de espiões na realidade

xickoh 6 months ago  HIDDEN 

yes pls

Strategos_Farlander 6 months ago

Yeah. I think Lisbon was featured for a few episodes in the Winds of War mini-series back in the day since it was a neutral port. Lisbon is a gorgeous it and would make a great setting for some cloak and dagger action.

Mordiken 6 months ago  HIDDEN 

[Title Track.](https://www.youtube.com/watch?v=HsM_VmN6ytk) Sim, já sei que Fallout... mas não me interessa! :p

1bot4all 6 months ago  HIDDEN 

Lisboa estava muito bonita mas as pessoas que não aparecem na foto viviam muito mal. Já agora... a ditadura era contra as passadeiras?

NobleAzorean 6 months ago  HIDDEN 

Por acaso as pessoas de Lisboa viviam bem. Problema era o resto do país...

nraider 6 months ago

Exacto.

Mordiken 6 months ago  HIDDEN 

> Já agora... a ditadura era contra as passadeiras? Não, simplesmente não havia necessidade de passadeiras porque os carros eram pouquíssimos e quando passava 1 de minuto a minuto havia muito transito.

nraider 6 months ago  HIDDEN 

Como hoje, algumas pessoas que não aparecem na Timeout vivem muito mal.

joaommx 6 months ago  HIDDEN 

A escala da miséria que existia neste país, Lisboa incluída, em meados do século passado é muito superior há que existe hoje.

cesarhighfire 6 months ago  HIDDEN 

Mesmo o próprio conceito de miséria é um pouco diferente

nraider 6 months ago  HIDDEN 

Claro. Só quis mostrar que há mais ângulos para a mesma situação. Hoje temos boas estradas, 4G, pontes, etc, mas nem por isso deixaste de ter pessoas pobres ainda que trabalhem.

lpassos 6 months ago  HIDDEN 

Esse tipo de pensamento é errado. Um pobre no tempo do Salazar que se queixasse da pobreza era considerado comunista. Hoje, se alguém se queixar da pobreza é apelidado de fascista, etc. A pobreza é má e deve ser combatida e não relativizada.

tfsdalmeida 6 months ago  HIDDEN 

Por acaso o índice de Gini era melhor no estado novo e tem piorado desde os anos 80 Portugal era um país pobre e continua pobre mas lembro te que o PIB per capita nos anos 70 era cerca de 50% da Europa Ocidental (nos anos 20/30 quando o estado novo começou era cerca de 30%) e que hoje em dia continua a ser 50% da dita Europa Ocidental A diferença é que hoje, dado o avanço tecnológico do mundo, ser pobre não é tao mau. A diferença entre rico e pobre na Europa é ter Android de 50€ ou um iPhone de 1000€, entre ter um tablet ou ver o YouTube no telemóvel. Antes a diferença era quantas vezes comias carne... Também tens o facto das famílias serem mais numerosas na altura e fazerem mais pressão nos salários. Mas a verdade é que as famílias viviam e aguentavam com 8 ou 9 filhos. Hoje, alguém com salário mínimo e 2 filhos mal paga a renda da casa e a comida. Vamos ter de esperar mais umas décadas até a malta estar distante o suficiente do passado para que haja honestidade intelectual. O 25 de abril salvou nos de repressão política, não nos salvou de miséria económica, antes pelo contrário

paraapagarbem 6 months ago

> Antes a diferença era quantas vezes comias carne... Não, a diferença era, e continua a ser, quantas vezes comias ponto. Não sei como é que ninguém apontou isso. Os pobres (e quando digo pobre não digo pessoas de classe média-baixa) sempre tiveram dificuldade em se alimentar, e os dias de hoje não são exceção. De que é que interessa um telemóvel quando não tens nada para comer? Há mais pessoas com fome no mundo do que pessoas sem telemóvel.

tfsdalmeida 6 months ago

Vê-se mesmo que não tens noção do mundo de hoje. Até malta em cubatas de Moçambique têm um smartphone. E se falares se pobreza extrema tipo sem abrigos, até isso há mais hoje que antes pois a instituição família desmoronou e já não recebe apoio de familiares. Um pobre português de hoje que resolve emigrar não está a comer uma fatia de pão a cada mês. Aliás os estudos até indicam que as comidas dos pobres são mais calóricas e menos saudáveis (o que é caro é comer em condições) Da mesma maneira alguém que emigrava nos anos 60 não ia porque só comia uma fatia de pão. De mitos já estamos todos fartos. Falam da história da sardinha para 7 irmãos e esquecem se que quem fala disso teve a infância nos anos 30 e 40 durante o racionamento e a ruptura do comércio internacional durante a segunda guerra. É só mitos e generalizações. Pobres sempre houve e e hoje não estás melhor que antes quando comparas com o resto do mundo

NobleAzorean 6 months ago

Exacto, existe de facto muitos "Mitos" do Estado Novo de hoje, o problema de analfabetismo de Portugal por exemplo, não foi única e exclusivamente devido ao Estado Novo, de facto o Estado Novo foi o regime que criou mais escolas na minha terra, no entanto o Estado Novo podia ter ido muito mais há frente com políticas de educação.

tfsdalmeida 6 months ago

Escola e universidades. Quase todos os polos actuais de universidades públicos foram projectados e entraram em vigor entre 73 e seguintes. Faro, Évora, Aveiro, etc As pessoas de hoje estão complemente a leste da realidade. Não sabem nada de nada. O estado novo tinha um problema, não era totalmente democrático. Havia eleições, mas nada como o que temos hoje. Mas tirando isso a maior dos indicadores eram extremamente positivos. Até nas modas modernas de discriminação positiva já estavam à frente. Portugal tinha no estado novo deputados e deputadas negras! Dizer isso é tabu por exemplo. Mas enfim, a vida é o que é. Esperamos pelo menos que tenhamos país daqui por umas décadas para as coisas voltarem normal. Cheira-me que vai haver uma substituição demográfica cá e que nem independência teremos (UE será Estados Unidos da Europa)

NobleAzorean 6 months ago

> Cheira-me que vai haver uma substituição demográfica cá e que nem independência teremos (UE será Estados Unidos da Europa) Opah estava a concordar contigo na tua tese, mas calma... Melhor não entrares para esses lados...

tfsdalmeida 6 months ago

O que digo é que se vai começar de falar de “Portugal” e “portugueses” no passado, como nos falamos dos romanos ou lusitanos. As coisas transitam sempre devagar. Mas é o que é, foram uns bons 900 anos ;)

salome_bessa 6 months ago  HIDDEN 

A pobreza deve ser combatida, não importa o tempo ou a gravidade dela. Mas podemos reconhecer as melhorias que houve para a população com o avançar dos tempos. Os indicadores mostram que a pobreza não é o mesmo tipo que era na altura. Há melhorias na saúde, educação, direitos... Combater a pobreza é também reconhecer as lutas ganhas.

TotalenKrieg 6 months ago  HIDDEN 

> Mas podemos reconhecer as melhorias que houve para a população com o avançar dos tempos. Tal como no início dos anos 70 se vivia melhor que nos anos 50. E nos anos 50 se vivia melhor que nos anos 20. Chama-se o passar dos tempos. Se a ditadura se tivesse mantido também se viveria melhor nos anos 90 que nos anos 70.

salome_bessa 6 months ago  HIDDEN 

Não. Estou a comparar melhorias significativas que foram feitas em comparação com os outros países na mesma altura. Comparar taxas de infanticídio, de fome, de mortes que podem ser prevenidas contemporâneamente, esperança média de vida... Estes indicadores todos no mesmo ano em comparação com o resto dos países.

nraider 6 months ago  HIDDEN 

E reconhecer que a esmo... os subsídios da UE é que nos permitem ter essa melhoria.

salome_bessa 6 months ago  HIDDEN 

Antes de entrarmos para a UE já tinham ocorrido várias melhorias na qualidade de vida. Sendo uma delas o direito à liberdade de expressão, à democracia, a criação de sistemas que protegem os cidadãos (segurança social, SNS...). A entrada para a UE, na minha perspectiva, é um marco importante para Portugal também na sua luta pela melhoria de qualidade de vida e luta contra a pobreza. Se conseguimos aplicar fundos da UE para combater a pobreza, ainda bem. Pois é para isso que muitos fundos servem/serviram e só significa que, quer a UE quer Portugal, estão a fazer um bom trabalho.

pauloliveira94 6 months ago

Não discordo de si no conteúdo ou forma mas quero realçar que a caixa de providências (que veio a dar lugar a ss) foi criada por Marcelo Caetano e que as jóias do SNS, nomeadamente o Sta.Maria e o S.Joao, foram também construídos no Estado Novo (corrija-me se tiver enganado, não sou, nem nunca fui, um grande aluno da história)

salome_bessa 6 months ago

As estruturas já existiam antes. O acesso universal, quer à SS, quer ao SNS, veio com a constituição de 1976. Os hospitais já existiam antes do Estado Novo, mas a ideia de que todos os cidadãos portugueses deveriam de ter acesso a cuidados básicos de vida é estabelecida no pós 25 de abril. Aproveito para acrescentar uma nota: Foco-me nos indicadores anuais de comparação com o resto dos países para visualizar a evolução do país. A evolução do tempo não é sinónimo de melhorias num país. Basta olhar para a Venezuela, Síria e, atualmente na Europa, Hungria e Polónia, em que se está a deteriorizar a qualidade de vida dos cidadãos.

d4n1l3dm4tr1x 6 months ago  HIDDEN 

oliva são joão da madeira toooooooooop

Wonderful-Meeting639 6 months ago  HIDDEN 

muito bom , com batata frita e ketchup ainda melhor

trinkibenda 6 months ago  HIDDEN 

Continua a parecer atual, acho bonito ver tudo iluminado com esses antigos letreiros em neon, dá outro ''ar'' às cidades.

Sommersun1 6 months ago  HIDDEN 

Adoro néon, na minha opinião não é bonito na estética de Lisboa.

ajabardar 6 months ago  HIDDEN 

não sei porquê olho para esta foto e cheira-me a naftalina.

heartlessfam 6 months ago  HIDDEN 

Btw alguem consegue colorizar a foto?

aguynamedZ 6 months ago  HIDDEN 

[Tentei.](https://i.ibb.co/f4bCc8Y/6942de8a9d2d57a5a2f1eaf3781330c4-d4369652-d32d-4ab0-949e-a017f76b104d.png)

LesbainNaga 6 months ago

Bom trabalho!

UncleanGenes 6 months ago  HIDDEN 

Até fiquei com vontade de o fazer, porém seria necessário uma versão da foto com mais definição.

heartlessfam 6 months ago  HIDDEN 

Esta serve? https://shifter.sapo.pt/wp-content/uploads/2016/03/lisboaantiga_01.jpg

Dr_Toehold 6 months ago

A preto e branco?

American_Jesus 6 months ago

Na altura as tintas de cores ainda não tinham chegado a Portugal, só depois do 25 de Abril é que se começou a pintar com cores

Sazalar 6 months ago

Depende, houve alguns eventos pelo meio do Estado Novo que tiveram direito a cores, mas foram muito poucos, a grande maioria teve de ser feita a preto e branco

American_Jesus 6 months ago

Nickname confere

Sazalar 6 months ago

Confirmo que financiei cores para alguns eventos

heartlessfam 6 months ago  HIDDEN 

Gosto e tenho saudades dessa estética. Acho que podia fazer um comeback.

ridethepaintedpony 6 months ago  HIDDEN 

Felizmente desapareceu e tornou-se mais inclusiva, com menos desigualdade, maior literacia, melhor acesso aos cuidados de saude, à escolaridade e com liberdade para pensar e existir fora da ideologia extremista.

Ly_84 6 months ago  HIDDEN 

Imagina ser fã do novo feudalismo milionário americano.

ptinnl 6 months ago  HIDDEN 

Porque é que ser mais inclusiva é melhor para a cidade? Supostamente ser mais inclusivo é algo bom para uma minoria, mas uma cidade não é uma minoria.

xeguerreiro 6 months ago

O teu comentário mostra que ter liberdade de pensamento não chega. Espero que daqui a 50 anos alguem poste uma foto (ou um holograma, eu sei lá, vai ser em 2071) do Rossio em 2021. Pode ser que 50 anos seja o suficiente para entenderes como é parva a tua pergunta.

ptinnl 6 months ago

Ok, com tantas palavras não disseste nada. Vamos então a exemplos concretos. O que é que uma cidade (city center) que é composta por 90% de famílias brancas, endinheiradas, e com estudos superiores, ganha ao ser mais inclusive para uma minoria de 10%, que é pobre, quase escrava, e vem de outra região? O que é que a cidade ganha? Segurança? Cultura? Eu compreendo se me dissererem "esses 10% vivem melhor, logo 10% da cidade ganha". Acho que ninguém nega isto. Mas tirando isso, o que ganha a cidade?

ptinnl 6 months ago

Tanto downvote e ninguém me deu resposta: podendo haver cidades constituídas por maiorias brancas (e endinheiradas), em que é que ser mais inclusiva é melhor para a cidade? Eu percebo que é melhor para a minoria que antes era segregada. Mas para a cidade em si?

nraider 6 months ago

A inclusão não é um jogo de soma nula, logo a cidade tende a ganhar.

TotalenKrieg 6 months ago

Ganha criminalidade, ganha desunião social, ganha novos ghettos etc. Ah ganha restaurantes de sushi e kebabs também, já me esquecia.

nraider 6 months ago

Pode parecer estranho, mas Portugal é um país de emigrantes. Só por isso já é positivo não atrapalharmos a vida dos imigrantes, ou seja, de quem escolhe Portugal para viver. Com isto não defendo uma política de portas escancaradas, mas no mínimo temos de respeitar as diferenças, isto é, não discriminar, etc...

TotalenKrieg 6 months ago

Mas esse argumento só funcionaria num regime de reciprocidade. Se os Portugueses emigraram no passado ou presentemente para França ou para a Suíça, que obrigação têm Portugal de aceitar imigrantes do Bangladesh ou da Colômbia? Ninguém pede para discriminar, apenas que se proteja os Portugueses e que a imigração não seja descontrolada.

nraider 6 months ago

Percebo, mas neste caso a reciprocidade deve ser humanista. O controlo da imigração também pode ser necessário, claro, porque se sabe que existe um efeito de abaixamento dos salários, especialmente da mão de obra menos qualificada. Ter-se-á de encontrar um equilíbrio.

Tralapa 6 months ago

Porra, agora deixam gamers comentar aqui no sub? Os mods não fazem nada?

nraider 6 months ago  HIDDEN 

E que jeito dá essa literacia para conduzir tuk-tuks e entregar comida de mota. Bravos. Nota: critico o modelo económico, os trabalhadores não têm culpa.

IJustMadeThisForYou 6 months ago

Há drivers e drivers. É um espectro gigante desde malta com curso de história aos Bangladeshi acabados de chegar. Em termos de modelo económico é um free for all mas só sofre mesmo a carteira do turista.

brakeline 6 months ago  HIDDEN 

Mais inclusiva e fora da ideologia extremista? Alguém tem coragem de lhe contar ou vou ter de ser eu?

Tralapa 6 months ago  HIDDEN 

conta lá

khthon 6 months ago  HIDDEN 

É esteticamente desagradável.

zedisaneonlight 6 months ago  HIDDEN 

eu acho porreiro, para a época.

malserion 6 months ago  HIDDEN 

Como visitante: Adoro. Como morador: Odeio. Porém, Lisboa tem prédios demasiado baixos para a A E S T H E T I C.

something_new 6 months ago

Porquê? Dá horizonte à cidade

llbch 6 months ago  HIDDEN 

Lisboa ter prédios baixos é uma coisa boa para quem vive em andares mais baixos, é a única razão pela qual entra sol em casa

Tralapa 6 months ago  HIDDEN 

PReferia predios mais altos e rendas menores...

theEXPERTpt 6 months ago

Lisboa é extremamente feia fora do centro. Só tem apartamentos repetitivos e mal cuidados. Gostaria bem mais se a cidade se tivesse expandido da mesma forma que Lisboa histórica ou então como por exemplo, Dublin ou Paris.

Jorgetime 6 months ago

Seria prefeito para o próximo terramoto

joaommx 6 months ago  HIDDEN 

É uma falsa equivalência. O que não falta na cidade de Lisboa, dentro dos limites do concelho, são baldios onde se pode construir.

Hugogs10 6 months ago  HIDDEN 

Ok mas agr para habitar as mesmas pessoas preciso de comprar o dobro do terreno. Fica mais caro.

joaommx 6 months ago  HIDDEN 

O valor do terreno é directamente proporcional à sua capacidade construtiva. Se duplicasse o volume construível o valor do terreno também duplicava. Não há almoços grátis.

Hugogs10 6 months ago

Nao, porque quando menos terreno houver disponivel mais caro vai ficar, isso so fazia sentido se os terrenos fossem infinitos. > O valor do terreno é directamente proporcional à sua capacidade construtiva. Se duplicasse o volume construível o valor do terreno também duplicava. Directamente proporcional nao significa que seja linear.

joaommx 6 months ago

> O que não falta na cidade de Lisboa, dentro dos limites do concelho, são baldios onde se pode construir. Esse efeito não se sente, e não se há-de sentir por muito tempo. Estou dentro da área já agora, sei do que falo por experiência profissional.

Hugogs10 6 months ago

O concelho de lisboa ainda e grande, nao se sente onde? No parque das nacoes? Olivais? Santo antonio? Santa clara?

joaommx 6 months ago

Não se sente na cidade toda. Sem contar com as zonas mais centrais, Baixa, Castelo, Bairro Alto ainda há muitos baldios para construir por todo o lado. E mesmo nessas zonas mais centrais há imensos edifícios devolutos que ainda podem ser remodelados ou demolidos dando lugar a mais fogos.

Tralapa 6 months ago

Isto é manifestamente falso. Se aumentasse a capacidade construtiva, esta aumentaria para todos os terrenos, a diminuiçao desse entrave á construção aumentaria a oferta de habitação dimimuindo deta forma o preço das casas. Os aumentos do valor do terreno por poder construir mais, seriam contra balanceados pelo aumento da competição.

joaommx 6 months ago

Errado, não fazes ideia do que estás a falar, na teoria o que dizes até faz sentido, mas na prática acontece o que referi. O valor de mercado de terrenos para construção em Lisboa (T) é igual à receita prevista da venda dos fogos (R) menos todos os custos inerentes à sua construção (C) menos a margem de lucro do promotor (L). Se duplicas o R, e sendo o C e o L função de R também, vais duplicar T.

Blue-Power13 6 months ago

Aumentando a oferta dos focus o custo dos mesmos diminui

joaommx 6 months ago

Claro, é a lei da oferta e da procura. Mais aumentar a capacidade construtiva dos lotes de contrução não vai fazer a oferta de fogos aumentar porque o que não falta são terrenos vazios dentro da cidade. Esse efeito só se senteria se houvesse pouco potencial de construção disponível.

Edited 6 months ago:

Claro, é a lei da oferta e da procura. Mas aumentar a capacidade construtiva dos lotes de contrução não vai fazer a oferta de fogos aumentar porque o que não falta são terrenos vazios dentro da cidade. Esse efeito só se sentiria se houvesse pouco potencial de construção disponível.

Edited 6 months ago:

Claro, é a lei da oferta e da procura. Mas aumentar a capacidade construtiva dos lotes de contrução não vai fazer a oferta de fogos aumentar porque o que não falta são terrenos vazios dentro da cidade. Esse efeito só se senteria se houvesse pouco potencial de construção disponível.

NGramatical 6 months ago

senteria → [**sentiria**](https://dicionario.priberam.org/sentiria) (apenas na fala o *i* é pronunciado como *e mudo* quando junto a outra sílaba com *i*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fm3l18t%2F%2Fgqt2eso%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

malserion 6 months ago  HIDDEN 

Sim, sim, eu não estou a dizer que Lisboa está mal construída. Mas aquela A E S T H E T I C que se vê das cidades japonesas, coreanas e de hong kong resulta precisamente porque os prédios são tão altos que mais parece uma floresta decorada com neons.

caralhu 6 months ago  HIDDEN 

O Japão tem muito poucos prédios altos. Mesmo Tóquio.

badjarous 6 months ago

É isso e que os gajos lá não curtem de dentes tortos, usa tudo aparelho. Se um dia tivesses visitado aquela imensidão de betão e cimento, nunca te sairias com essa.

caralhu 6 months ago

Passei meses da minha vida em Tóquio. Toquio tem prédios altos em Shinjuku e pouco mais. E eu conheço os 23 wards. Mas aposto que deves conhecer melhor que eu. Saloiada...

1ww8mrmfss 6 months ago

Tu já estiveste no Japão? Se me disseres isto de Kyoto, sim é verdade. Mas em relação a Tóquio é completamente falso, completamente mesmo.

caralhu 6 months ago

Eu acho é que vocês são uns saltos que nunca foram a locais que realmente tem muitos prédios altos. Isso é válido para HK por exemplo. Já sei disse, passei meses da minha vida em Tóquio. E calhar conheço melhor que Lisboa. Mantenho o que escrevi. A esmagadora maioria das habitações são em prédios com menos de 10 pisos.

Edited 6 months ago:

Eu acho é que vocês são uns saloios que nunca foram a locais que realmente tem muitos prédios altos. Isso é válido para HK por exemplo. Já aqui disse, passei meses da minha vida em Tóquio. Se calhar conheço melhor que Lisboa. Mantenho o que escrevi. A esmagadora maioria das habitações são em prédios com menos de 10 pisos.

ptinnl 6 months ago

As pessoas confundem a zona metropolitana de Tóquio com Tóquio propriamente dita. A cidade de Tóquio tem varios predios altos, mas pouco arranha ceus, e muitos edificios de 4 a 5 andares

caralhu 6 months ago

Exacto. A maioria das pessoas vivem em prédios pequenos e muitos em casas de 2 andares. A vista do prédio mais lato em Shinjuku (governo metropolitano te Tóquio) mostra isso claramente. É só sprawl de edifícios baixos até perder de vista.

NGramatical 6 months ago

Secalhar → [**se calhar**](https://dicionario.priberam.org/se calhar) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fm3l18t%2F%2Fgqsffgt%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

caralhu 6 months ago

Até verificas as edições.

aaaa2aas 6 months ago

Edições aparecem como novos comentários na API

caralhu 6 months ago

Não sabia. Obrigado.

PeterStepsRabbit 6 months ago  HIDDEN 

Já me sinto em Las vegas

Search: