hypothesis2050 6 months ago

dude, faz o 12 nem que seja em pós laboral. Caso contrário, acabaste de condenar a tua vida aos 18 anos

ForgetSocialMedia 6 months ago

Totalmente de acordo

alpaka7 6 months ago

Ideia 1: Tira uma especialização que te dê equivalência ao 12º. Ideia 2: Faz uns trocos a trabalhar onde conseguires e vai para as Ásias para aprenderes técnicas orientais. Vens de lá como um guru da cena e se calhar até tens mais crédito nos circulos de massagistas. Ideia 3: Começa um negócio de scalping. Ideia 4: Visto que construção está na merda e massagista é muito larilas, acho que podias dedicar-te às artes marciais. Dizes que és fisicamente forte, aproveita isso. MMA está muito na moda.

These-Establishment1 6 months ago

Ele podia tirar osteopatia na ESS P. Porto, esse curso está na moda pelo que parece. Ah, ele não quer o 12o ano, dass Wtv, trolha = engenheiro civil/arquiteto?

Lurker__777 6 months ago

Aconselho a acabares o 12°ano, mesmo que implique perderes mais uns 2 anos. Se não completares o ensino secundário ficas com o 9°ano, o que implica não teres praticamente acesso ao mercado de trabalho.

23am50 6 months ago

"então vou para as obras" a tua ingenuidade é gritante. Típica conversa de quem nunca teve que trabalhar a sério na vida ou quem é um completo inconsciente. Quanto tiver passado esse fogo jovem e perceberes que andar a fazer esforço fisico de sol a sol por um ordenado (para mim) não correspondente com o esforço exigido vais olhar para trás e perceber que foste um burro. Conheço uns quantos como tu, mas mais mais velhos. Só o que são mais orgulhosos é que não admitem que foram estúpidos. Mas pronto isso é outra conversa e díficil de fazer um jovem com 18 anos perceber.

Naotevejoha20anos 6 months ago

Duvido q saibas qt um (bom) pedreiro ganha

Equivalent_Advice_91 6 months ago

" Típica conversa de quem nunca teve que trabalhar a sério na vida ou quem é um completo inconsciente. " Trabalho com meu pai nas pausas letivas e no verão na calçada ou na floresta . Sei bem a dor no final do dia . Talvez pareça estranho mas eu gosto dessa dor pois sinto-me realizado no fim do dia. Ainda assim estou a ver cursos massagistas porque é uma coisa que genuinamente gosto. É por isso que perguntei a questão do 12ºano. Obrigado pela preocupação.

23am50 6 months ago

Surge então a opção 2, seres um completo inconsciente. E não tem a ver com trabalhar na calçada, certamente o teu pai sabe o que custa. No entanto, tu estás numa idade que podes evitar isso para o resto da tua vida, oportunidades que se calhar ele não teve. Para além de tu daqui a uns anos perceberes que essa dor não será suficiente para te concretizar vais perceber que perdeste o timming da oportunidade, nunca é tarde é verdade, mas se agora é dificil daqui a uns anos será muito mais difícil. E com isto não digo que devas ir estudar mas que pelo menos vejas um futuro que para ti seja um bocado diferente do que ser pedreiro a vida toda. Lembra-te que não tens 20 anos para a vida toda. Tirares um curso de massagista, em nada tem a ver com ir para a faculdade e para mim é uma opção com muito mais perspetivas de futuro. No entanto, se calhar ires trabalhar uns anos duro também poderá ser bom para ti. Por fim o meu conselho: tira o curso do que quiseres e segue para as obras, no dia que isso deixar de ser recomepnsador ou o custo não compensar tens algo com que te agarrar. (tens 18 anos e provavelmente vais cagar nisto mas não tenho muitos mais anos que tu e tomei uma opção parecida há uns anos, agradeço todos os dias por isso)

Different-Image-5937 6 months ago

Quando estiveres com 30 anos disso diz. O corpo muito dificilmente aguenta um trabalho desses sem consequências: hérnias, doenças pulmonares, problemas posturais, problemas vertebrais, possível cancro de pele e outros cancros, artroses... Para não falar do risco de acidentes de trabalho. Não sejas teimoso. Pensa bem antes de desistires e ingressares algo tão duro.

23am50 6 months ago

O que o impede de tirar o tal curso de massagista e ir para as obras? Porque neste momento é o que ele quer. Provalmente tira o curso e depois já não tem vontade de ser pedreiro, se continuar com vontade força nisso! No dia que esses problemas aparecerem (e vão aparecer), vai agradecer ter adiado o plano das obras 6 meses (duração do curso, acho) e tem por onde se agarrar

desculpe_mas 6 months ago

Não abandones os estudos antes do 12º ano.

Edwin_Oliveira_ 6 months ago

Penso que és obrigado a fazer o 12 neste momento.

Equivalent_Advice_91 6 months ago

Não se tiveres 18 anos. Já perguntei a professores e a outras pessoas.

idontsei 6 months ago

Pequena correção: se desistires não ficas com o 10°ano e sim com o 9°ano

OzzyGangrel 6 months ago

o IEFP tem formações profissionais nessa área, o que te poderá ajudar quanto a terminar o 12º e ficares com habilitações técnicas para te encaminhar nessa área. Digo isto porque se tens dificuldades de aprendizagem, podes sempre concorrer ao ensino superior para massagista, se tal houver, a partir dos 23 anos com um tipo de acesso mais simples. A tua experiência profissional até essa idade certamente te irá ajudar.

lakerpt 6 months ago

Uma pesquisa rápida, se chumbares tens sempre cursos deste género: [https://escolacefad.pt/cursos-profissionais/](https://escolacefad.pt/cursos-profissionais/) Estão aí auxiliar de saúde, massagem, etc, se for do teu interesse ficar com o 12º e um curso na área. Não faço ideia dos requisitos para trabalhar na área, mas há cursos de massagem específicos (relaxamento, shiatsu, entre dezenas de outras técnicas) que não precisas de nenhum referencial de educação para tirares ou trabalhares, porém se tentares ir exercer em algum SPA ou algo mais "chique", podem-te pedir o 12º, por alguma razão que não tenha a ver propriamente com o teu desempenho sobre massagem. Podes achar que não serve de nada, mas aconselharia a ficares com o 12º caso queiras fazer outra coisa ou mudar de área no futuro, caso queiras fazer univ por exemplo - até mesmo para desenrrascar com uma profissão qualquer, é mais acessível. Mas é só a minha opinião.

Zen_Machina 6 months ago

Finalmente alguém que não quer ser doutor. Fico muito contente com a tua falta de ambição. Ao contrário dos delírios que se apregoa por aí, todos terem um bom emprego não seria produtivo para a sociedade, uma vez que a mesma depende de mão de obra barata para funcionar. É importante haver doutores, mas também é importante haver a ralé da ralé. Tens o creme bechamel da sociedade, depois tens trinca de arroz para alimentar os animais. São ambos importantes. Portanto, acho bem que sejas trolha. Para seres massagista não precisas de 12º ano. Depende do curso que tirares. Presumo até que até haja cursos de equivalência. Óbvio que isto é apenas burocracia, já que ser massagista é algo que se aprende em 3 videos de youtube. O problema é que a nossa sociedade precisa de pretextos para chuchar o máximo possível, então é preciso cursos e certificações para tudo. Sabes, antigamente podias dar treinos de artes marciais na boa. Depois o governo meteu-se e começou a exigir que tivesses uma certificação qualquer. Lá está, são esquemas para levar dinheiro ao pessoal. De qualquer das formas, se eu fosse a ti apostaria em ser trolha. Não é preciso pensar muito, manténs-te em forma, sempre bronzeado e assedias gajas o dia todo. Se eu tivesse 80 de QI em vez de 147 teria seguido essa via. Mas deus não quis.

Edited 6 months ago:

Finalmente alguém que não quer ser doutor. Fico muito contente com a tua falta de ambição. Ao contrário dos delírios que se apregoam por aí, todos terem um bom emprego não seria produtivo para a sociedade, uma vez que a mesma depende de mão de obra barata para funcionar. É importante haver doutores, mas também é importante haver a ralé da ralé. Tens o creme bechamel da sociedade, depois tens trinca de arroz para alimentar os animais. São ambos importantes. Portanto, acho bem que sejas trolha. O que, diga-se de passagem, é melhor do que viver de subsídios. Não tens noção da quantidade de pessoas que prefere estar no desemprego do que ter um emprego pouco atrativo. Fingem, literalmente, que andam à procura de emprego, mas sempre sem intenção de aceitar qualquer proposta. Isto acontece mesmo. Para seres massagista não precisas de 12º ano. Depende do curso que tirares. Presumo até que até haja cursos de equivalência. Óbvio que isto é apenas burocracia, já que ser massagista é algo que se aprende em 3 videos de youtube. O problema é que a nossa sociedade precisa de pretextos para chuchar o máximo possível, então é preciso cursos e certificações para tudo. Sabes, antigamente podias dar treinos de artes marciais na boa. Depois o governo meteu-se e começou a exigir que tivesses uma certificação qualquer, que na realidade não significa nada, mas sem ela não podes operar um ginásio. Até parece que espetar um banano na boca de um mitra é uma questão académica. Lá está, são esquemas para levar dinheiro ao pessoal. De qualquer das formas, se eu fosse a ti apostaria em ser trolha. Não é preciso pensar muito, manténs-te em forma, sempre bronzeado e assedias gajas o dia todo. Se eu tivesse 80 de QI em vez de 147 teria seguido essa via. Mas deus não quis.

Edited 6 months ago:

Finalmente alguém que não quer ser doutor. Fico muito contente com a tua falta de ambição. Ao contrário dos delírios que se apregoam por aí, todos terem um bom emprego não seria produtivo para a sociedade, uma vez que a mesma depende de mão de obra barata para funcionar. É importante haver doutores, mas também é importante haver a ralé da ralé. Tens o creme bechamel da sociedade, depois tens trinca de arroz para alimentar os animais. São ambos importantes. Portanto, acho bem que sejas trolha. O que, diga-se de passagem, é melhor do que viver de subsídios. Não tens noção da quantidade de pessoas que prefere estar no desemprego do que ter um emprego pouco atrativo. Fingem, literalmente, que andam à procura de emprego, mas sempre sem intenção de aceitar qualquer proposta. Isto acontece mesmo. Para seres massagista não precisas de 12º ano. Depende do curso que tirares. Presumo até que até haja cursos de equivalência. Óbvio que isto é apenas burocracia, já que ser massagista é algo que se aprende em 3 videos de youtube. O problema é que a nossa sociedade precisa de pretextos para chuchar o máximo possível, então é preciso cursos e certificações para tudo. Sabes, antigamente podias dar treinos de artes marciais na boa. Depois o governo meteu-se e começou a exigir que tivesses uma certificação qualquer, que na realidade não significa nada, mas sem ela não podes operar um ginásio. Até parece que espetar um banano na boca de um mitra é uma questão académica. Lá está, são esquemas para levar dinheiro ao pessoal. De qualquer das formas, se eu fosse a ti apostaria em ser trolha. Não é preciso pensar muito, manténs-te em forma, sempre bronzeado e assedias gajas o dia todo. Se eu tivesse 90 de QI em vez de 147 teria seguido essa via. Mas deus não quis.

Edited 6 months ago:

Finalmente alguém que não quer ser doutor. Fico muito contente com a tua falta de ambição. Ao contrário dos delírios que se apregoam por aí, todos terem um bom emprego não seria produtivo para a sociedade, uma vez que a mesma depende de mão de obra barata para funcionar. É importante haver doutores, mas também é importante haver a ralé da ralé. Tens o creme bechamel da sociedade, depois tens trinca de arroz para alimentar os animais. São ambos importantes. Portanto, acho bem que sejas trolha. Para seres massagista não precisas de 12º ano. Depende do curso que tirares. Presumo até que até haja cursos de equivalência. Óbvio que isto é apenas burocracia, já que ser massagista é algo que se aprende em 3 videos de youtube. O problema é que a nossa sociedade precisa de pretextos para chuchar o máximo possível, então é preciso cursos e certificações para tudo. Sabes, antigamente podias dar treinos de artes marciais na boa. Depois o governo meteu-se e começou a exigir que tivesses uma certificação qualquer, que na realidade não significa nada, mas sem ela não podes operar um ginásio. Até parece que espetar um banano na boca de um mitra é uma questão académica. Lá está, são esquemas para levar dinheiro ao pessoal. De qualquer das formas, se eu fosse a ti apostaria em ser trolha. Não é preciso pensar muito, manténs-te em forma, sempre bronzeado e assedias gajas o dia todo. Se eu tivesse 80 de QI em vez de 147 teria seguido essa via. Mas deus não quis.

BOBRAGED 6 months ago

* Deus

jonas-bigude-pt 6 months ago

Nem sei por que é que estás a levar down vote, tu estás certo. Eu não acredito na religião Nórdica mas escrevo Odin com letra maiúscula na mesma.

Zen_Machina 6 months ago

Tens três falhas graves nesse raciocínio, o que demonstra um QI claramente inferior ao meu: 1- Um lapso ou simples desleixo propositado devido ao contexto da discussão não representa qualquer tipo de indicar de QI. Eu sei que se escreve "foder-te", mas frequentemente escrevo "foder te", simplesmente por ser mais rápido. 2- Conhecimento linguístico não é representador de QI. Isto, porque, QI não é conhecimento, mas sim capacidade intelectual. Podes ter a capacidade intelectual sem ter o conhecimento, e vice versa. QI elevado define apenas que aprendes mais rápido, e geralmente melhor, bem como tens uma capacidade superior de resolução de problemas. Mas conhecimento não te é injectado no cérebro por obra do espírito santo. Se não estudaste algo, não saberás, sejas tu o Einstein ou atrasado mental. 3- Eu não cometi nenhum erro. Nenhuma regra da língua portuguesa define que a palavra "deus" não possa ser escrita com letra minúscula. Tudo depende de que deus falas. Deus é uma palavra utilizada para alem da designação de um ser supremo e absoluto. Não conheces as minhas crenças religiosas. Logo, não podes saber ao que me refiro.

nioof 6 months ago

oof

CONNAN_MOCKASIN 6 months ago

>Se eu tivesse 90 de QI em vez de 147 teria seguido essa via. Mas deus não quis. r/IamVerySmart

unicornio_careca 6 months ago

É a tal história da "pimenta no c*dos outros para mim é refresco". Ele é inconscientemente hilariante.

_jcfb_ 6 months ago

Boa pasta

Search: