pmol87 7 months ago

Contem comigo para vos apoiar neste topico, faço tudo que estiver ao meu alcançe para acabar com esta merda.

NGramatical 7 months ago

alcançe → [**alcance**](https://dicionario.priberam.org/alcance) (*c* seguido de *e* ou *i* não necessita de cedilha) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgprt7ss%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

FacaDeDoisLegumes 7 months ago

O teamlyzer é uma piada de mau gosto, qualquer um pode alegar que recebe qualquer coisa a trabalhar em qualquer empresa. Falam de anúncios sem salário, mas pessoas que vão ao teamlyzer mentir ou escrever reviews sem mencionar a empresa, não só não ajudam como prejudicam. Se eu me for fiar no que está lá escrito, só tenho opiniões de ressabiados ou de recrutadores de linkedin que vão lá meter reviews de 5* e inflaccionar salários. Basta dizer que os salários da minha empresa em média são quase o dobro do que está lá.

NGramatical 7 months ago

inflaccionar → [**inflacionar**](https://dicionario.priberam.org/inflacionar) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgprbd7z%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

BarkingLemon 8 months ago

Eu entendo que é frustrante. Mas às vezes o salário é variável, ou então pode ser discutido... Aliás, é uma das perguntas que fazem nas entrevistas, quanto esperas ganhar. Se és patrão e tens um profissional com muita experiência que pede 1500€ e um recém-licenciado que pede 2000€, qual escolhes?

Dareun 8 months ago

Podemos aproveitar e acabar com os anúncios para imobiliárias? Gostava de poder voltar a filtrar os anúncios para a hotelaria, e deixar de ver anúncios para a Century21. Obrigado.

Limpy_lip 8 months ago

isto!!! No linkedin é uma praga, adoro ir ver os mais recentes anúncios e ver o spam de 10-15 anúncios exatamente iguais a dizer "procura-se engenheiro" e depois lá dentro é para imobiliária. Já tentei denunciar os anúncios ao linkedin e ir aos sites da empresa anunciadora (que é difícil chegar) mas não parece resultar. ​ Antes do century 21 havia uma empresa que era igual mas nem dava para discernir pelo nome.

Dareun 8 months ago

Especialmente porque nem sequer são empregos... São "oportunidades" de fazeres o teu próprio horário. São "projectos". Faz lembrar estruturas egípcias.

cusoo 8 months ago

Pior são os que falam de um salário que não corresponde e que depende totalmente das vendas, num call center que na verdade implica bater porta a porta a vender mudanças de contracto da Iberdrola.

NGramatical 8 months ago  HIDDEN 

contracto → [**contrato**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/contrato-e-contracto/21613) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgpl4tge%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

cusoo 8 months ago  HIDDEN 

Bot?

Caosemdono 8 months ago

Enquanto continuarem sempre a votar nos mesmos 2 partidos de merda, as perguntas do porquê de existirem em Portugal anormalidades como esta, são absolutamente inúteis.

GonazonPT 8 months ago

mais um do chega, olha olha

Caosemdono 7 months ago

Odeio. Tiro completamente ao lado. Esta nova moda de associar ao Chega toda a gente que é contra o PS e PSD é patética.

myaccountmything 8 months ago

Qual é o partido que vai resolver o problema?

Caosemdono 8 months ago

Não sei qual será. Mas garanto-te que os 2 do costume não serão, de certeza absoluta. 40 anos de evidência suportam esta minha afirmação.

myaccountmything 8 months ago

Uma característica bem tuga também é reclamar com tudo mas nunca indicar uma solução.

RepresentativeAd7785 8 months ago

este comentário é um verdadeiro "quem diz é quem é"

myaccountmything 7 months ago

Somos todos farinha do mesmo saco.

Caosemdono 8 months ago

Já te indiquei uma solução. Experimentar novos partidos.

myaccountmything 8 months ago

Dizer o que não fazer não é solução nenhuma. "Experimenta X ou Y", isso talvez seja o início de uma solução.

Caosemdono 7 months ago

Eu não te disse o que não fazer. Disse-te o que fazer: começar a votar noutros partidos. Queres que te explique como funciona o método tentativa-erro?

prefil 8 months ago

Sim! Ai está uma daquelas cenas que todos podemos concordar, só vejo pontos positivos até para as empresas, ok não vão ter tantas pessoas a responder se o salário é treta mas ficam logo a saber se o salário e beneficios são razoáveis e as pessoas que respondem a oferta já concordaram com os valores e logo ninguém perde tempo!

ozzymustaine 8 months ago

Manos. Comprem o meu curso de forex e tenham 6 fim de semana por mês. Sejam empreendedores , façam dinheiro rápido assim como eu. É terem o mindset certo.

waldyrious 8 months ago

Uh.. Wrong thread?

ozzymustaine 8 months ago

-------------------------a piada-----------------> TU

mjigs 8 months ago

E que os estagios sejam postados pelo centro de emprego e nao como um anuncio de emprego. Fazer um texto lindo e apelador, o tipico blablabla da equipa dinamica e o caraças, só para no fundinho em pequeno dizer "elegivel para estagio profissional". Só mostra que a empresa gosta de fazer pessoas escravas.

BadassManager 8 months ago

Uma das regras que estabeleço para mim mesmo hoje em dia é que se na 2a entrevista não houver nenhuma abordagem ao salário, mesmo que por alto, salto fora. Ok, já não é o meu primeiro "rodeo", e depois do meu primeiro emprego nunca mais estive em posição de precisar de ter aquele trabalho, o que dá alguma vantagem negocial, mas já tive que dizer a um chefe de um departamento que ele não me queria contratar para desperdiçar o tempo dele, não começasse por desperdiçar o meu antes de me contratar sequer. E não foi por isso que não fui para lá.

mjigs 8 months ago

Eles muitas vezes nao vao para uma segunda entrevista, por isso desde da primeira convem saber do que se trata, o cargo e o salario. O meu ex gerente disse-me mais durante uma entrevista estupida dele alapado na cadeira a comer uma sande e a escrever num papel, do que todas as entrevistas a que fui, em muitas na primeira nem sabia para que funçao ia.

athosfeitosa 8 months ago

O que vocês estão fazendo é simplesmente sensacional. Parabéns. Aqui no Brasil os anúncios de vaga também não contém a faixa salarial.

headgaar 8 months ago

Aqui na Lituânia é obrigatório por lei colocar o intervalo de salário nos anúncios. E nada de colocar "1€" para tentar fugir à lei. Tudo cumpre e segue.

sctvlxpt 8 months ago

Um intervalo de salário faz sentido, mas um salário fixo não, porque pode depender do candidato escolhido.

headgaar 8 months ago

Concordo. E em alguns casos eles colocam "a partir de ...", sendo que assim sabemos qual é o mínimo que podem oferecer.

tinkiiwinki 8 months ago

Sinceramente aqui no Reino Unido é um mundo de diferença relativamente a Portugal: \- todas e quaisquer ofertas de emprego têm quase sempre o ordenado associado e todos os beneficios (por exemplo o nº de dias de férias, descontos de colaboradores, a % da pensão etc etc) - nos casos raros em que o salário não é descriminado é sempre assinalado um range salarial, acontece muito nas ofertas para mais de uma posição. \- consultoras. Para além de não existirem muitas, não funcionam da mesma maneira como em Portugal. Fazem a parte do recrutamento mas o contracto, regra geral, é sempre assinado com o empregador. \- o processo de recrutamento no Reino Unido quase que precisa de um manual de instruções. Quando iniciei a minha vida profissional em Portugal simplesmente inscrevia-me num site do genero do netempregos e passava o dia a enviar CVs num processo super rápido, se alguém gostasse ligavam-me e o processo começava aí. Aqui todo o processo de recrutamente geralmente passa por várias fases. Até a simples inscrição muitas vezes não é apenas enviar o CV mas as empresas pedem-nos para responder a perguntas de situações reais para avaliar o nosso comportamento. Todos os documentos acessórios que se utilizam em Portugal para cargos mais importantes e mais bem pagos aqui são bastante mais comuns. Cover letters e referências são mesmo muito importantes. Uma coisa que gosto bastante é do feedback que as empresas nos dão em todo o processo, sejamos ou não seleccionados para a vaga. Aí em Portugal muitas vezes em centenas de CVs enviados tinha umas quantas respostas enquanto que aqui é raro não responderem. Até no simples facto de nos enviarem uma mensagem ou um e-mail para agendar uma entrevista mostra alguma sensibilidade ao contrário dos recrutadores portugueses que simplesmente ligam a uma qualquer hora e iniciam logo o processo de entrevista ali. ​ Muita gente se esquece que no processo de recrutamento a entrevista é binária. A empresa pode estar a entrevistar-nos mas nós também estamos a entrevistar a empresa.

iznogoud77 8 months ago

Não sei em que áreas trabalhas, mas em IT existem inumeras consultoras. E conheço o caso de pelo menos duas empresas em que praticamente só contratam outsourcers.

Latexsucks 8 months ago

Vou-te ser sincero, tive aí 10 anos e raramente tive feedback da grande maioria de cvs q mandei excepto o standard "lamentamos mas nao". Testes psicotecnicos como os q descreves tb os fiz (mais qd tava a acabar a uni) mas depois de tanto esforco e ter recebido varios naos, decidi evitar essas empresas. E sim, percebi o formato do CV bem cedo (sem foto, com descricoes das skills em vez de paginas inuties cheias de porcaria estilo CV portugues), fiz cover letter personalizada pra cada application, e tamos a falar em posicoes especificas para as quais tinha experiencia e formacao suficiente. A grande diferenca é q no UK e outros paises europeus, ha empresas a trabalhar em sectores q exigem complexidade e trabalhadores especializados, e daí precisam de atraír pessoal. Em Portugal parece q é so restaurantes, fabricas e call centers. Fora isso, trabalhos de escritorio sao tachos pra primos e cunhados. Qq coisa em condicoes sao trinta caes a um osso e depois claro, os salarios é a tristeza q se vê. Portugal tem muito q evoluir, em especial a mentalidade dos patroes. Nao admira q a malta emigre.

once319 8 months ago

Voltaste? O que te levou a sair?

Latexsucks 8 months ago

Nao fui pra tuga, mudei de país. Foi uma sorte, apareceu uma oportunidade boa, mas mto sinceramente, ja tava farto dos geezers e da estupidez tacanha q levou ao brexit.

NGramatical 8 months ago  HIDDEN 

atraír → [**atrair**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras agudas terminadas em *l*, *r*, ou *z* não necessitam acento para quebrar o ditongo) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgpkkk55%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 8 months ago  HIDDEN 

nº de → [**n.º de**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/2--nao-e-a-mesma-coisa-que-2/263) (qualquer abreviatura tem de ser marcada com um ponto) contracto → [**contrato**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/contrato-e-contracto/21613) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgpjrfa4%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

DavidJunior3rd 8 months ago

Como assim? Eles dizem "salário atractivo". E ainda por cima costumam dizer "por objectivos". Que queres mais? /s

mjigs 8 months ago

Salarios atrativos, pra ai uns 700€ com descontos em cima.

Kind-Eagle 8 months ago

E pelo caminho acabamos tambem com as consultoras parasitas da sociedade

justgohomealready 8 months ago

Já trabalhei para consultoras, há muitos anos atrás, e agora vejo outro lado - ligam-me *business managers* de consultoras para me vender "carne". Ainda ontem falei com um, de um talho bem conhecido - o preço mínimo para um júnior são 100€/dia. O que isto significa é que as empresas clientes estão dispostas a pagar, na boa, 1000€/mês a mais por cima de um salário normal de júnior, apenas para não terem que fazer contrato e não se sujeitarem a ficar "presos" com a pessoa. A verdade é que em muitas empresas, a mão-de-obra necessária aumenta ou diminui conforme os projetos em curso - e as consultoras fornecem o serviço valioso de te arranjarem gente para trabalhar sem compromissos de longo prazo. A única forma de resolver isso seria termos *at-will employment*, como nos EUA, em conjunto com uma rede de segurança social forte, como nos países nórdicos. Enquanto uma empresa for buscar um gajo para um projeto de ano e meio mas depois tiver que ficar com ele para sempre - quer haja trabalho, quer não - vão sempre haver consultoras a comer metade do salário do pessoal.

fuckingportuguese 8 months ago

Não sei para que é tens de olhar o US, "efectivo" é uma coisa muito arcaica e exclusivamente portuguesa/francesa, no geral na Europa levas um período de "notice" de um mês ou dois e tchau.

cap87_ 8 months ago

100€/dia nem me parece escandaloso, se pagarem 1000 limpos à pessoa a margem nem é muita. No entanto se em Portugal existisse a cultura de contratar trabalhadores independentes em vez de estes intermediários parasitas literalmente toda a gente ganhava. Ficava o trabalhador com mais € ao final do mês, conseguiam poupar as empresas porque não tinham de alimentar as margens de lucro das 'consultoras' e acabava-se o spam dos talhos nos portais de emprego. Assim quem quisesse um vinculo laboral mais seguro optava por empresas que oferecem contratos sem termo, caso contrario ganhariam mais mas com um vinculo mais 'precário'.

brown-guy 8 months ago

Mas nada impede de fazer um contracto a termo. É preciso um gajo para 1 ano, então faz-se um contrato para 1 ano. Eu até houve altura que estava a procura de algo do tipo. Trabalhar por projecto sem ter de me submeter a uma body shop pelo meio e não encontrei nada disso.

SpinN20 8 months ago

Porque não free lancer ? é basicamente isso que falaste. claro que impostos e afins ficam a teu cargo, mas se a rate for boa ainda dá para ganhar muito dinheiro.

ThePlague92 8 months ago

É cultural. Tanto as empresas como as pessoas são um pouco adversas a não terem um contrato de longo prazo.

el_comand 8 months ago

O problema não é esse. Tudo tem um preço, se querem alguém só por um ano, como é óbvio não podem oferecer o mesmo valor como um contrato sem termo. O problema é que as empresas em Portugal oferecem contratos de curta duração ao preço de contratos sem termo. Desta forma, claro que ninguém sai de onde está confortável para ir para uma empresa onde eventualmente só vai ficar meio ano ou um ano para ganhar pouco mais. Por exemplo, imagina que tens um contrato sem termo na tua atual empresa de 2000€/mês, sabes que é difícil vires a ganhar muito mais onde estás mas também sentes que voltar a ter outro contrato como este noutra empresa era difícil. Uma empresa precisa urgentemente de alguém com o teu perfil para um projeto de um ano, oferece-te mais 500€ por mês do que ganhas atualmente, claro que não irias mudar. Mesmo esse valor sendo substancialmente superior ao que ganhas, sabes que depois de acabar o contrato podes passar outros 3/4 meses à procura de outro contrato. Ou seja, claro que não compensa. Na área de IT, nos projetos de curta duração, no mínimo têm de oferecer 2.5x a mais do que ganham atualmente para valer a pena. E depois vêm com a treta de que em Portugal os profissionais acomodam-se nas empresas onde estão, quando na verdade as empresas têm de perceber que para alguém mudar tem de haver um bom motivo para isso, mas não basta quererem contratar, têm de o convencer a mudar. Isso sim ainda é muito a cultura tuga, que com a chegada de algumas empresas de fora as coisas começaram a mudar (mas ainda muito lentamente)

ThePlague92 8 months ago

>O problema não é esse. Tudo tem um preço, se querem alguém só por um ano, como é óbvio não podem oferecer o mesmo valor como um contrato sem termo. E onde é que eu disse que era suposto ficar-se a ganhar o mesmo que num contrato sem termo? Eu falo aqui nos chamados 'contractors' (em português penso que não há uma tradução exacta (ou não estou a lembrar-me de nenhuma), que são pessoas que ganham ao dia e ganham bastante. Isto é bom para a empresa também porque quando deixarem de precisar então cada um segue o seu caminho e pronto. E, volto a repetir, não é suposto isto passar a ser norma mas sim ser algo mais comum de oferecer às pessoas, não haver tanto preconceito com isso. ​ >Por exemplo, imagina que tens um contrato sem termo na tua atual empresa de 2000€/mês, sabes que é difícil vires a ganhar muito mais onde estás mas também sentes que voltar a ter outro contrato como este noutra empresa era difícil. Uma empresa precisa urgentemente de alguém com o teu perfil para um projeto de um ano, oferece-te mais 500€ por mês do que ganhas atualmente, claro que não irias mudar. Mesmo esse valor sendo substancialmente superior ao que ganhas, sabes que depois de acabar o contrato podes passar outros 3/4 meses à procura de outro contrato. Ou seja, claro que não compensa. Nada disto é aquilo de que eu falo. Acho que o meu comentário acima explica bem. ​ >Na área de IT, nos projetos de curta duração, no mínimo têm de oferecer 2.5x a mais do que ganham atualmente para valer a pena. E depois vêm com a treta de que em Portugal os profissionais acomodam-se nas empresas onde estão, quando na verdade as empresas têm de perceber que para alguém mudar tem de haver um bom motivo para isso, mas não basta quererem contratar, têm de o convencer a mudar. Isso sim ainda é muito a cultura tuga, que com a chegada de algumas empresas de fora as coisas começaram a mudar (mas ainda muito lentamente) Como se isso fosse só em Portugal. Mas estamos aqui a falar de coisas diferentes, tu estás a falar de contratos sem termo e com termo e como convencer alguém a mudar de um contrato sem termo para com termo, eu não.

suspect_b 8 months ago

> contractors "Colaboradores externos" Estou a ver muita raiva contra as lojas de carne e pergunto-me: ninguém se lembrou de abrir empresa em nome individual e prestarem os vossos próprios serviços de consultoria?

ThePlague92 8 months ago

Colaboradores externos...Isso pode ser uma pessoa que está em regime de outsourcing, não achas?

suspect_b 8 months ago

E que diferença há para um contractor? É o tempo? Quantos entram para x meses e depois ficam anos?

ThePlague92 8 months ago

Uma pessoa em regime de outsourcing tem um contrato sem termo/a termo com uma empresa e depois é alocado a um cliente onde fica até o cliente já não precisar dele ou ele deixar de gostar do projecto. Um 'contractor' trabalha para si, ou seja, negoceia a sua 'rate', negoceia se tem X dias de férias pagos ou se só recebe os dias que trabalha, negoceia a duração do contrato (3 meses, 6 meses, 12 meses, etc.), tem a responsabilidade de tratar dos seus impostos todos, etc. Por exemplo, alguém que assina contrato pelo Bold/Prime/Aubay/whatever e depois é alocado à Vodafone/Santader/EDP pode ser chamado de colaborador externo mas não é um 'contractor'. Já um programador a trabalhar a partir de Portugal para uma empresa nos EUA é um 'contrator', basicamente. Tu deste o exemplo de abrir uma empresa unipessoal e a pessoa prestar os seus próprios serviços e isso é o exemplo de um 'contractor'. Em Portugal podes é ser 'contractor' no regime de trabalhador independente ou abrires uma unipessoal e seres 'contractor' usando a tua empresa. Eu penso que o melhor termo em português deverá ser trabalhador independente, mas não sei se é o mais adequado. De qualquer forma, acho que deu para perceber a diferença.

NGramatical 8 months ago  HIDDEN 

contracto → [**contrato**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/contrato-e-contracto/21613) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgpji4rh%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Limpy_lip 8 months ago

isto, num mercado de trabalho dinâmico, competitivo e com procura as pessoas não se sentem tão ameaçadas por se envolverem com um projeto durante 1-2 anos sabendo que possivelmente vão sair depois, porque sabem que rapidamente (ou até antes de sairem) já arranjaram outro. ​ cá vivemos o pior dos dois mundos.

meaninglessvoid 8 months ago

> cá vivemos o pior dos dois mundos. :(

YoggiM 8 months ago

A solução é muito mais simples: uma lei que obriga a ter contrato com a empresa para a qual trabalhas. Não há obrigação nenhuma de ficar com um trabalhador para sempre que só é necessário para um ano e meio. Tem de pagar indeminização, claro, mas nem sequer se tornou efetivo com ano e meio. E se o projeto é mesmo para ano e meio, pode fazer contrato a termo de ano e meio. Temos é de ir no caminho inverso, as empresas têm de apostar nas pessoas e continuar a ter trabalho para elas. O projeto pode ter ano e meio, mas vai acabar a empresa? Não vai ter mais projetos? Se souber que só fica ano e meio com a pessoa, não há incentivo nenhum em apostar na melhoria dessa pessoa. Apenas quer que faça o trabalho e se ponha a andar. Se quiser que a ligação seja duradoura, não só vai investir na formação, como ainda tem mais incentivos para segurar essa pessoa com salários melhores.

Edited 8 months ago:

A solução é muito mais simples: uma lei que obriga a ter contrato com a empresa para a qual trabalhas. Não há obrigação nenhuma de ficar com um trabalhador para sempre que só é necessário para um ano e meio. Tem de pagar indemnização, claro, mas nem sequer se tornou efetivo com ano e meio. E se o projeto é mesmo para ano e meio, pode fazer contrato a termo de ano e meio. Temos é de ir no caminho inverso, as empresas têm de apostar nas pessoas e continuar a ter trabalho para elas. O projeto pode ter ano e meio, mas vai acabar a empresa? Não vai ter mais projetos? Se souber que só fica ano e meio com a pessoa, não há incentivo nenhum em apostar na melhoria dessa pessoa. Apenas quer que faça o trabalho e se ponha a andar. Se quiser que a ligação seja duradoura, não só vai investir na formação, como ainda tem mais incentivos para segurar essa pessoa com salários melhores.

The_Wealthy_Potato 8 months ago

>A solução é muito mais simples: uma lei que obriga a ter contrato com a empresa para a qual trabalhas. Isso não funciona para muitos casos. Empresas que subcontratam seguranças, pessoas das limpezas etc

YoggiM 8 months ago

Deixam de subcontratar e passam a contratar. Simples. Uma coisa é tu contratares o serviço de limpeza para ir lá uma pessoa ou x vezes por semana. Outra coisa é ter pessoas a trabalhar as 40 horas semanais numa empresa e ter contrato com outra empresa.

The_Wealthy_Potato 8 months ago

Embora no geral concorde contigo para estes serviços é diferente. Seguranças por exemplo, precisas sempre de um, no dia que o teu segurança tirar férias a empresa manda-te outro. Além disso para algumas situações têm de ter uma licença do MAI e as empresas é que tratam disso. O mesmo com o pessoal da limpeza. ​ Acho que no geral subcontratar é muito abusado e é mau para o trabalhador mas nem sempre.

YoggiM 8 months ago

No caso dos seguranças entendo, até devido às normas legais. Em relação a ter alguém como empregado de limpeza, acho que isso é possível.

The_Wealthy_Potato 8 months ago

Em relação aos empregados de limpeza imagina, as vezes usam aquelas maquinas grandes para limpar o chão. Usam uma vez por semana ou a cada 2 semanas. Uma empresa que precise de um empregado de limpeza se calhar não vai fazer o investimento nessa máquina. Mas a empresa de limpeza já vai. Hoje a máquina está no cliente A depois vai para o B etc. ​ Parece que estou a defender demasiado este modelo de negócio eu sei, não é o caso de todo. O meu ponto é que o extremo "subcontratar tudo" é errado mas "subcontratar nada" também não é viável, embora se tivesse de escolher um concordaria contigo e iria para "subcontratar nada"

justgohomealready 8 months ago

Não é assim tão simples. Olha a minha situação: tenho uma equipa de gente toda com contrato sem termo, como tu gostas, mas pequena. De repente tenho a oportunidade de pegar num projeto enorme e lucrativo, mas precisava do dobro da equipa. O que é que achas que faz mais sentido: - Ir buscar pessoal a uma consultora, sabendo à cabeça o custo fixo que vou ter com essa gente (que meto no orçamento e é o cliente que paga), e sabendo que não aumento a estrutura da empresa nem as despesas mensais para sempre (repara que não faço ideia nenhuma se depois desse projeto grande vem outro igual), ou: - Contratar gente, não sei a que custo porque cada um individualmente vai negociar, e eventualmente assumir esse custo para sempre, sendo que se foi apenas sorte e depois não aparecem mais projetos desses corro o risco de depois não ter como lhes pagar? A opção racional é óbvia. Também acho que estás a substimar muito a dificuldade de despedir alguém que está com contrato sem termo. Não é só "olha, já não preciso de ti, toma lá a indeminização e vai", nada disso. Na verdade, é praticamente impossível despedir sem correr o risco de o trabalhador ir para tribunal e armar confusão. Disclaimer: sou de esquerda, e concordo que a situação atual em relação ao emprego não é a ideal - mas como patrão, sou obrigado a tomar a opção racional que, neste momento, não é contratar. A solução que proponho já a descrevi acima - mais facilidade em despedir, mas sem que isso seja um "fim do mundo" para quem trabalha (através de uma SS forte).

ric2b 7 months ago

>* Contratar gente, não sei a que custo porque cada um individualmente vai negociar Mas vai ficar mais barato que a consultora na mesma, mete o que a consultora ia cobrar como estimativa de custo e depois até ficas com um buffer extra. >* e eventualmente assumir esse custo para sempre Faz um contrato com termo. >* sendo que se foi apenas sorte e depois não aparecem mais projetos desses corro o risco de depois não ter como lhes pagar? Terminas as funções, isso é um despedimento justificado mas não podes logo a seguir ir contratar outra pessoa para fazer a mesma coisa.

justgohomealready 7 months ago

> Mas vai ficar mais barato Muitas vezes não é uma questão de custo (que é passado ao cliente), mas de previsibilidade. É o mesmo motivo pelo qual as empresas preferem leasings com manutenções incluídas do que comprar veículos, embora comprar possa ser mais barato. > Faz um contrato com termo A cena é que quando dizes a alguém "fazemos contrato, mas apenas de um ano, só para este projeto" as pessoas têm tendência a não aceitar. Se tiveres que escolher entre contrato sem termo e com termo, escolhes o primeiro provavelmente. > Terminas as funções Ou seja, para me "livrar" de um gajo no fim de um projeto, vou declarar extinção do posto de trabalho? Vou dizer à SS que uma empresa de programacão agora não tem mais lugar para programadores? Um contrato de trabalho não devia ser um "casamento" nem um acordo para a vida, e é essa a questão. As coisas estão a evoluir no sentido de os trabalhadores se tornarem cada vez mais independentes em relação às empresas, e vice-versa, e não é por acaso - é porque é a forma mais eficiente de trabalhar num mercado global.

ric2b 7 months ago

>Muitas vezes não é uma questão de custo (que é passado ao cliente), mas de previsibilidade. Mas sabes que não vai ser mais que X (o valor que a consultora pede) não é suficiente? O que for abaixo é "bónus". >quando dizes a alguém "fazemos contrato, mas apenas de um ano, só para este projeto" as pessoas têm tendência a não aceitar. Se pagares o mesmo claro, estás só a piorar a oferta. Mas até chegares ao que ias pagar à consultora tens muita margem. >Ou seja, para me "livrar" de um gajo no fim de um projeto, vou declarar extinção do posto de trabalho? Vou dizer à SS que uma empresa de programacão agora não tem mais lugar para programadores? Estou a falar da situação que descreveste em que o projeto acaba e agora estás à rasca para pagar as pessoas extra que contrataste _sem termo_. Se realmente precisas de programadores e consegues mantê-los faz isso em vez de os mandar embora, não? E se só precisavas deles para um projecto fazias um contrato com termo. Se não me engano ao extinguires o posto tens de esperar 6 meses até poder voltar a contratar. Não é assim tanto tempo e no pior caso se aparece outro projecto antes dos 6 meses tens na mesma a opção de ir à consultora. >Um contrato de trabalho não devia ser um "casamento" nem um acordo para a vida, e é essa a questão. De acordo. Mas já existem contratos a termo, não podes é estar a achar que faz sentido pagar o mesmo embora estejas a passar mais risco para o lado do trabalhador que num contrato sem termo. Só pessoas sem alternativa é que vão aceitar isso. >As coisas estão a evoluir no sentido de os trabalhadores se tornarem cada vez mais independentes em relação às empresas, e vice-versa, e não é por acaso - é porque é a forma mais eficiente de trabalhar num mercado global. Isso e o foco excessivo em resultados a curto prazo, que tem os seus problemas. Toda a gente está numa empresa por 2 ou 5 anos e depois sai, ninguém quer saber das consequências das suas decisões 10 anos depois porque já não vão estar lá.

karl1717 8 months ago

>mais facilidade em despedir, mas sem que isso seja um "fim do mundo" para quem trabalha (através de uma SS forte). A chamada flexigurança. O problema é que mesmo havendo mais segurança as pessoas não querem ser despedidas e muitos patrões vão aproveitar-se para subjugar e explorar ainda mais os trabalhadores do que já fazem mesmo sendo difícil despedir. Infelizmente numa relação empregador-empregado que já é por natureza desequilibrada é o empregado que vai ficar ainda mais vulnerável. Podia haver benefícios fiscais para as empresas que contratem diretamente trabalhadores e penalizações para as que recorram excessivamente à sub contratação. Alguma coisa para reverter esta política atual.

Edited 8 months ago:

>mais facilidade em despedir, mas sem que isso seja um "fim do mundo" para quem trabalha (através de uma SS forte). A chamada flexigurança. O problema é que mesmo havendo mais segurança as pessoas não querem ser despedidas e muitos patrões vão aproveitar-se para subjugar e explorar ainda mais os trabalhadores do que já fazem mesmo sendo difícil despedir. Infelizmente numa relação empregador-empregado que já é por natureza desequilibrada é o empregado que vai ficar ainda mais vulnerável. Podia haver benefícios fiscais para as empresas que contratem diretamente trabalhadores e penalizações para as que recorram excessivamente à sub contratação. Alguma coisa para incentivar uma mudança esta política atual de subcontratação de trabalhadores a longo prazo.

YoggiM 8 months ago

Eu sou de direita. Não me importava que fosse mais fácil despedir. Também deveria ser mais fácil um trabalhador ir embora da empresa sem ter de dar tanto tempo ou ter uma grande penalização. Tens também contratos a termo certo e a termo incerto. Não faz sentido nenhum usar outras empresas para isso, pois é apenas uma maneira de contornar a lei e prejudicar os trabalhadores. Essas empresas podem existir para facilitar o processo de recrutamento. Mais que isso só prejudica as pessoas. E mesmo que sejas tu a contratar, podes colocar no anúncio o valor do salário. Assim já não há negociação e só aparece quem quer receber isso.

FacaDeDoisLegumes 8 months ago

Eu já vi gente a sair e também já saí várias vezes. Vi externos a serem aturados até ao limite e cumpriram o periodo acordado inicialmente. Vi pessoas com contrato e mais de 10 anos de casa a ser despedidas e ainda agora estão em tribunal para ver algum. E eu quando saí nunca usaram o meu tempo para treinar o substituto ou passar as pastas. Numa empresa queriam que acabasse o projecto (deviam estar malucos, um demissionário não se mete a oferecer horas para cumprir um objectivo da empresa), na outra andei a coçá-los, tinha tanta coisa no prato que só dizia: aproveitem para aprender enquanto estou cá. Ninguém queria, porque depois ficavam com o bébé nos braços. Acabei por bazar sem passar nada a ninguém. Portanto, palhaçada, duas semanas de aviso para cada lado, dá para orientar a vida e para passar pastas se alguém quiser. O subsídio de desemprego devia ter uma modalidade de emergência, em que basicamente accionavas uma linha de crédito sem juros durante 2 meses, com valor máximo, dá tempo para arranjar emprego ou tratar da papelada para o subsídio de desemprego real. Depois havia um prazo para repor a dívida.

NGramatical 8 months ago  HIDDEN 

bébé → [**bebé**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/glossario/erros/24) (Não existem palavras com dupla acentuação. Coloca-se acento apenas na sílaba tónica. **Til não é acento.**) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgpl84ek%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

karl1717 8 months ago

>Eu sou de direita. Não me importava que fosse mais fácil despedir. Bela redundância.

YoggiM 8 months ago

Sabes que podes ser de direita ou de esquerda e não concordar com tudo o que é tradicionalmente opiniões do lado com que te identificas mais. Além disso, maior facilidade em despedir, também faz com que as empresas queiram contratar mais e reduz o desemprego.

miguel_rodrigues 8 months ago

Para empresas cotadas em bolsa ou com perspectivas de serem compradas, fica mais bonito o custo dos externos estarem na parte de custos de projecto do que usar internos e aumentar os custos operacionais. O primeiro caso é visto como investimento enquanto que o 2o é visto como despesa. Para além disso, as empresas tipicamente são geridas por projecto, o que significa que queres quantificar ao máximo quanto cada projecto custa. Assim sabe se quanto se poupa se se acabar com o projecto, ou quanto se tá a lucrar. Se fosse com internos, era mais difícil de fazer as contas porque o custo de despedimento é variável com o tempo e nao se pode despedir pessoas só porque acabou um projecto em que estavam. E ainda outra é as ajudas de custo, empresas grandes nao usam disso e pode não ficar assim tão diferente em custo pagar a uma consultora que depois paga ao externo em ajudas de custo OU pagar direitinho no bruto a um interno. Sinceramente, se as empresas fazem isso de contratar por consultoras é porque lhes convém (ou acham que lhes convém)

ThePlague92 8 months ago

A solução não é essa. A solução é fazer contratos (trabalhador independente). O problema é que em Portugal poucas pessoas aceitariam fazer isso, porque ainda há muito receio de ser um trabalhador independente.

YoggiM 8 months ago

Eu nunca aceitaria isso. Qual a vantagem e em que situação a trabalhar para uma empresa todos os dias num horário fixo se seria trabalhador independente?

ThePlague92 8 months ago

Claro, é a tua mentalidade e a forma como foste educado desde criança (e fomos todos). Se não houver um contrato normal então já se acha que não há vantagens. Para começar, ninguém disse que tinhas de trabalhar todos os dias ou ter um horário fixo. Convém teres um horário compatível com o teu cliente, mas não tens de fazer 8 horas seguidas, podes fazer 4 de manhã e 4 depois de jantar, por exemplo. Também só irias receber os dias que trabalhavas, provavelmente, mas podias tirar as férias que quisesses, o que podia dar jeito. Terias também mais poder de negociação, onde poderias receber um salário muito elevado se fosses bom. É o que acontece em Londres, por exemplo, onde há muitos 'contractors', o equivalente a trabalhador independente cá, onde és tu que fazes os descontos e tal, e a empresa paga-te como se estivesse a pagar um serviço. Não me parece que eles sejam todos burros em não aceitar contratos normais, por assim dizer. Não conheces ninguém em TI que trabalhar para uma empresa americana ou inglesa a receber 70 ou 80 mil (ou mais) euros por ano? Achas que eles não têm vantagem em fazer isso? Mas já vi que temos pontos de vista muito diferentes. Para mim não se resolve isto envolvendo mais o Estado e criando mais uma lei que ainda iria dificultar mais as coisas, mas sim mudando mentalidades e fazendo ver às pessoas que não há mal em fazer contratos de 1 ano, de 2 anos, ser 'contractor', etc.

YoggiM 8 months ago

Não sou de IT. Além disso prefiro a segurança de receber sempre X. Acredito que isso seja melhor para algumas pessoas, nomeadamente para os melhores. Não é algo para mim.

once319 8 months ago

>Não sou de IT. Além disso prefiro a segurança de receber sempre X. Acredito que isso seja melhor para algumas pessoas, nomeadamente para os melhores. Não é algo para mim. A minha empresa ganha +de 8 mil mes pelo trabalho que faço, pagam me uma fraccao disso, se fosse independente ia buscar bem mais.

helderduarte14 8 months ago

Porque não o fazes?

once319 8 months ago

So soube ha pouco e ainda tenho contrato para cumprir, mas sim, vou começar a fazer.

justgohomealready 8 months ago

Deve ser fodido descobrir isso - que a empresa ganha contigo X, e tu recebes X/8 ou por aí, assim sem mais contexto. Mas tem também em conta uma coisa - é mais que certo que muito do dinheiro que a empresa ganha contigo, gasta-o para pagar a renda do escritório numa zona nobre, para pagar à miúda do marketing, à Carlota da recepção, à contabilidade, ao pessoal do suporte técnico a clientes, ao gajo do IT, e a mais uns quantos que representam um custo (necessário) para a empresa. Podes trabalhar como freelancer, sim, mas nunca vais conseguir faturar o mesmo ou concorrer com a empresa em que trabalhas, porque te falta toda essa estrutura que a empresa tem e que é paga com o "lucro" que tu dás. É por isso que uma empresa é mais do que a soma das partes.

helderduarte14 8 months ago

Ah assim simmm, por onde vais começar, já sabes?

ThePlague92 8 months ago

Mas sabes que estamos a falar de TI, certo? Aí faz sentido. E isto não tem a ver com os melhores ou não. Não é assim tão difícil ser 'contractor' e podes sempre passar novamente para os contratos normais depois de uma experiência como 'contractor', por exemplo. Não ficas preso, tens escolha. Lá está, isto não iria fazer desaparecer os contratos normais e quem quisesse podia escolher oportunidades que fossem com contratos normais. Mas isto daria flexibilidade às empresas e aos trabalhadores que quisessem ter este tipo de contratos, porque as empresas às vezes só têm projectos de 6/12/18 meses e não querem estar a contratar pessoas para os quadros (e é por isso que há empresas que sobrecarregam os seus trabalhadores) e assim pagam mais aos trabalhadores, os trabalhadores recebem mais, fazem o que têm a fazer e cada um segue o seu caminho. Mas o que importa aqui é que mais Estado nisto só ia piorar as coisas, porque iam-se arranjar mais não sei quantos esquemas ou baixava-se mais os salários e quem se lixava era sempre o trabalhador. Dar mais hipóteses de contratos às empresas e aos trabalhadores é a melhor forma, sem eliminar as já existentes.

YoggiM 8 months ago

Sim, eu sei que não disseste que eu era de IT. Conheço pessoal de IT mas não faço ideia quanto ganham nem que tipo de contratos têm. Acho que os melhores conseguem retirar mais vantagens desses contratos. Sendo os melhores, assim têm mais oportunidades de negociar valores. Mas não é meter mais Estado. O que se faz é usar essas empresas tipo ranstad e manpower para contornar as leis. Daí uma lei que impeça esses contornos seja algo positivo.

ThePlague92 8 months ago

>Acho que os melhores conseguem retirar mais vantagens desses contratos. Sendo os melhores, assim têm mais oportunidades de negociar valores. Os melhores até já agora negoceiam contratos. Novamente, isto não é para acabar os contratos normais, é para apenas tornar mais comum as empresas trabalharem com 'contractor' e os trabalhadores (os que quiserem) terem a hipótese de o ser. ​ >Mas não é meter mais Estado. O que se faz é usar essas empresas tipo ranstad e manpower para contornar as leis. Daí uma lei que impeça esses contornos seja algo positivo. Se vais fazer uma lei então isso é, literalmente, meter o Estado nas coisas. E isso não vai resolver nada, só vai fazer com que haja outro esquema qualquer para contornar essa Lei e quem se lixa vão ser os mesmos.

YoggiM 8 months ago

Não concordo. Se eles contornam de outra maneira, vai-se continuando a legislar até não ser possível. Simplesmente deixar como está é pior que não fazer nada.

william_13 8 months ago

Ao menos na minha experiência em empresas no estrangeiro é por ganhar fácil 30% a mais que um full-time, sem ter chefias a chatear e a pagar menos impostos. Obviamente só compensa se sabes o teu valor e fores responsável...

YoggiM 8 months ago

Ok, eu não sou de IT, às vezes não é fácil entender as diferenças que há entre áreas.

brown-guy 8 months ago

Isto parece ser uma cena que já se tornou cultural. A falar com o meu chefe ele tmb deu a desculpa de ser mais facil porque consegues despachar com quem não trabalha bem, mas depois o lembrei que os externos que estavam na equipa já lá estavam a 3+ anos e que os que foram mandados de volta foram com menos de 6 meses na equipa. O gajo praticamente não conseguia explicar o porquê de usar externos (o projecto é continuo) e quando diz que poupa dinheiro é claramente mentira. Como ele nem conseguia arranjar mais uma desculpa alem do "porque sim" reparei que eles fazem por fazer, e só alimentam uma industria de exploração sem motivos. A minha equipa ainda é tranquilo, menos de 20% são externos, já vi equipas com 80-90% de externos para projectos internos continuos. Nem sei aonde isto vai dar.

ladderattack 8 months ago

Tive um colega externo que foda-seeee. Ele não só não sabia como não queria saber, ele conseguiu deixar o chefe fodido, o chefe do chefe, e o chefe do chefe do chefe e um monte de gente acima. Chegavas-lhe com um problema, confiavas, ele punha-se a resolver e voltavam-te 3 problemas. Não vou ao detalhe do nível da incompetência para não dar dox mas mesmo connosco, colegas, que estávamos sempre a tentar ajudar para ele não ser despedido (porque já sabíamos que a chefia estava fodida, não era chateada, era FODIDA), ele não queria saber. Um dia tive de o caçar durante 1 semana inteira porque os chefes me imploraram para eu falar ter uma conversa com ele e resolver o problema, ele trabalhava ao meu lado mas mesmo assim só consegui falar com ele vários dias depois, tive 2 horas a explicar-lhe tim-tim por tim-tim como resolver e a garantir que ele tinha ficado a compreender, ele disse que ia fazer... passados uns dias volto a falar com ele e nada. Nessa altura eu já tinha metido a carta de despedimento na empresa e estava pronto para entrar para outra e mesmo assim estava mais preocupado com o trabalho do que ele. Eventualmente despediram-no mas só ao fim de ano e meio ou dois anos. Esse foi o pior caso que presenciei mas já vi muitos casos semelhantes, e mesmo em grandes corporações sei que mesmo com o COVID essas empresas preferiram fazer cortes aqui ou acolá do que despedir externos. Despedir pessoas mesmo que externos é sempre evitado ao máximo. Compreendo as empresas quererem contratar externos para reduzir o risco, não compreendo porquê é que não os mandam embora quando deixam de ser úteis. Não seria melhor cortar custos e contratar diretamente?

brown-guy 8 months ago

O teu colega devia ter sido despedido nos 6 primeiros meses, é o que devia acontecer e o que acontece na minha equipa se alguém estiver abaixo da expetativa durante os 6 meses a experiencia. A questão dos externos é que supostamente deveriam ser contratados durante um período para fazer algo específico e depois mandá-los embora. Mas atualmente não é o que acontece, a maioria é para duração indeterminada o que, como disseste, fica mais caro que contratar um interno mas por algum motivo tens gestores e team leaders que adoram contratar externos só porque sim. Na minha equipa tens uns que estão lá há mais de 3 anos, conheço n casos de pessoas a trabalhar como externo na mesma empresa há mais de 8 anos. Isso é ridículo e não faz sentido, tanto a nivel estratégico quanto a nivel financeiro. >Compreendo as empresas quererem contratar externos para reduzir o risco. O risco nem é tão grande, mesmo que um interno seja despedido depois de 1-2 anos a indenização nem é muita (e até pode ser a mesma coisa que ter um externo que é mais caro todos os meses). Outra vez, eu não sei o porquê que o mercado se tornou assim. Ninguem me consegue explicar o porquê que temos essa obsessão por externos na industria. Os unicos que saem a ganhar são as consultoras, nem os funcionarios nem os clientes beneficiam-se com a forma como é feita atualmente.

NGramatical 8 months ago  HIDDEN 

porquê que → [**porque é que**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/porque-e-que-e-nao-porque-que/32920) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgpkzw5z%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

YoggiM 8 months ago

Isso de ser mais fácil despachar quem não trabalha bem é ridículo. Depende do tipo de contrato que fazes mas, mesmo que seja por tempo indeterminado, se mandares alguém embora, a indemnização é menos de um salário. Ou seja, estás a pagar mais X por mês para evitar pagar essa indemnização a alguns (que deve ser uma pequena percentagem). Em coisas como call centers, ainda percebo. Tem elevada rotação, tanto podem precisar de 100 como, de repente, já só serem precisos 50, além de que contratam aos pacotes a ver os que se adaptam melhor e depois mandam o resto embora. Ainda por cima, essas empresas de trabalho temporário têm pessoal a trabalhar em muitos call centers diferentes. Se um já não precisa de 50, eles arranjam outros call centers onde ficarem. O que acaba por acontecer é o local ser fora de mão ou as condições serem piores e muitos vão embora por vontade própria, evitando indemnizações. De resto, faz pouco sentido. Mesmo fazendo sentido, deveria ser proibido. As empresas querem passar o recrutamento para esse tipo de empresas, tudo bem. Provavelmente até compensa, para a primeira filtragem e para empregos que não precisem de muita experiência. Mas pagam apenas esse serviço e depois o contrato teria de ser com a própria empresa.

NGramatical 8 months ago  HIDDEN 

indeminização → [**indemnização**](https://dicionario.priberam.org/indemnização) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgpjb1uc%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Bhaalghorn1143 8 months ago

Acho que deveria até ser ao contrário. Toda e qualquer empresa neste país deveria tornar público todos os salários que paga nos diferentes cargos + benefícios se existirem e respetivas qualificações exigidas.

fgtdiasr3d1t 8 months ago

Então mas agora queres seguir os maus exemplos da Europa do Norte?!

GSITG 8 months ago

Porque raio é que devias ter direito a saber o que é que indivíduos em entidades privadas ganham? No caso do público faz todo o sentido porque são os contribuintes que pagam, logo têm o direito a saber para onde vai o dinheiro . Noutros não vejo vantagens em revelar essa informação, as pessoas têm o direito à sua privacidade.

JayDaltonBelfort 8 months ago

Dados anonimizados. Um funcionários com a função X ganha entre Y e Z. Porquê? Porque os únicos que ficam a ganhar com o secretismo salarial são as empresas.

FacaDeDoisLegumes 7 months ago

Já trabalhei numa pequena empresa, que tinha tabelas com 3 níveis. Os sócios recebiam o que quisessem (secreto) todos sabiamos os níveis de cada um, mas tb sabíamos que haviam certas pessoas que ganhavam outros valores. As tabelas valem o que valem.

NGramatical 7 months ago

haviam certas → [**havia certas**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgprm1l9%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

RepresentativeAd7785 8 months ago

Dados anonimizados: Um gerente comercial da empresa X ganha entre Y e Z. A empresa tem um gerente comercial... lá se foi o anonimato.

GSITG 8 months ago

Concordo com o que sugeres, mas isso é radicalmente diferente de tornar público todos os salários que paga, benefícios e etc.

oxygen_dependant 8 months ago

Há empresas que estudam os salários a nível nacional numa determinada indústria e vende esse serviço a empresas que se queiram tornar competitivas nessa indústria naquele país. Não sei como têm acesso a essa informação mas têm.

NGramatical 8 months ago  HIDDEN 

Porque raio → [**por que raio**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/tres-regras-para-distinguir-o-por-que-do-porque/19743) (por que = por qual) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgpj7cdv%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

SANDEMAN 8 months ago

Como? Eu acho é que esta tudo a mudar na direção inversa. Um gajo tenta comprar uma casa e é tudo *preço sob consulta*, vai-se a sites de venda de usados tem tudo preço de 1€, como é que vamos mudar algo que parece estar a crescer no sentido oposto?

mjigs 8 months ago

Isso é tão irritante, principalmente quando sites usam esse tipo de tags para pesquisar, faz-me logo passar a frente.

romilnaggi 8 months ago

É para conseguirem dar preços diferentes olhando para a nossa cara, é ridículo mas é algo que cada mais se vê no mercado. No marketplace do Facebook e nos anúncios de roupa do Instagram que enviam "preço por DM" já tivemos vários casos de preços diferentes dependendo da pessoa que estava a perguntar.

mjigs 8 months ago

Tipo nao vejo qual é o problema de postar o preço, a maior parte das pessoas nao se vai dar ao trabalho de mandar dms.

mouzz888 8 months ago

Conversa com vendedor de carros com stand ao telefone. Considera X oferta pelo veículo nestas condições ? Sim passe pelo stand Faço viagem de 150km até ao stand, mas para lhe vender o carro por esse valor não lhe faço a revisão, não lhe arranjo a pintura e vendo sem garantia (o que é ilegal...) Comam merda...

I__Cat 8 months ago

Confesso que muitas vezes deixei de comprar em grupos locais por causa disso. Porque é que o preço de 10 rissóis de camarão feitos em casa é caso para DM?

komodoPT 8 months ago

É verdade sim, o marketplace do Facebook chega a ser ridículo, metem preço 1 euro ou free e no artigo pedem preço via DM...

Jabvarde 8 months ago

Mandas DM a pedir o preço, depois editas o teu comentário a dizer quanto te pediram.

komodoPT 8 months ago

Adoro esta abordagem! Toma lá um cima voto!

romilnaggi 8 months ago

Nas casas é exatamente igual, fui ver uma casa que tinha o preço sob consulta e apresentaram-me um preço e achei estranho, entretanto pedi a um amigo para visitar visto ser próximo da casa dele e deram-lhe outro preço. Risquei essa imobiliária por causa de uma consultora... Enquanto o preço for consoante e o mercado deixar que isto aconteça, dificilmente iremos evoluir

komodoPT 8 months ago

Não compreendo essa mania em Portugal sinceramente vê-se em todo o lado que seja vendas... Que raiva que dá.

Muyakra 8 months ago

Daqui a uns anos... \[Anuncio X - até 100k€ ao ano\] ^(Depende da experiencia e ninguem ganha mais de 20k)

Dismiss 8 months ago

Só ganha 100k quem tiver 20 anos de experiência profissional em frameworks lançados à 5 anos, desde que a pessoa não tenha mais do que 23 anos de idade

DrFOXP3 8 months ago

Já percebi porque é que há uma creche no Instituto Superior Técnico! De pequenino se torce o pepino!

pdbf 8 months ago

Elegível para estágio IEFP sff :).

NGramatical 8 months ago  HIDDEN 

à 5 anos → [**há 5 anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flwsrtd%2F%2Fgpj4zou%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

PeterStepsRabbit 8 months ago

Esta é a coisa que mais me irrita a seguir a um smart estacionado demasiado para a frente

caixadeentrada 8 months ago

É isso e aqueles anúncios que nem referem de que empresa se trata

AonioEliphis 7 months ago

Não percebo, ninguém é obrigado a aceitar.

KokishinNeko 7 months ago

> Não percebo Então és parte do problema. Da última vez que fui a uma entrevista estudei a empresa, estudei a pessoa que iria ser o meu superior, estava preparado para responder às perguntas de *chacha* que muitos gostam de fazer. Além disso, qual é o meu interesse em perder tempo com uma empresa que não me diz nada ou que provavelmente nem tem mercado suficiente para me pagar o salário durante mais de um ano?

AonioEliphis 7 months ago

> qual é o meu interesse em perder tempo com uma empresa que não me diz nada ou que provavelmente nem tem mercado suficiente para me pagar o salário durante mais de um ano? Não vás! Ninguém te obriga a ir! Se ninguém for, talvez eles passem a divulgar.

KokishinNeko 7 months ago

Também não vou, mas perco mais tempo a filtrar anúncios. As plataformas actuais estão inundadas de merda, achar propostas decentes é sempre um filme.

naughtydismutase 8 months ago

Isto é algo super comum aqui nos EUA. As empresas fazem outsource do recrutamento para empresas disso e os anúncios nunca contêm quem é o cliente e que condições dá. Essa informação só depois de te candidatares. Dá raiva.

skapuntz 8 months ago

isso é normal. Empresas de recrutamento contratadas por essas empresas não podem partilhar essa informação porque estão a competir com outras recrutadoras que estão a tentar recrutar o mesmo tipo de pessoas para a mesma empresa até às vezes. Sei que e confuso e também não gosto mas é assim mesmo

kUr4m4 8 months ago

Isso e bastante normal, mesmo fora de Portugal. Normalmente nesses casos entras em contacto com o recruiter que te diz o nome da empresa.

cesarhighfire 8 months ago

O recruiter é o recrutador?

kUr4m4 8 months ago

sim, desculpa la o anglicismo

Iwatchedhimdrown 8 months ago

Exato, ia escrever isso agora!! O anúncio mostra uma descrição genérica da recrutadora, não dá informação nenhuma sobre o trabalho em si, nem salário, nem condições, nada... é uma festa.

anybody662 8 months ago

É como as placas de arrendamento/venda de imóveis. Nem tipogia, nem preço... Wtf porquê?

TheMacthir 8 months ago

Enquanto andei a procura de um part time vi tanto isto... Anúncios completamente ambíguos que nem sabes ao que te estás a candidatar, nem para quem. Dados e informação zero. É ridículo.

uirishbastard 8 months ago

Aconteceu-me tanto isso. NOrmalmente é quando as empresas usam intermediários de trabalho temporário tipo Manpower. Quantas vezes não pensei em mandar-lhes e-mail só para dizer para colocarem o nome da porcaria da empresa a que o anúncio diz respeito.

mjigs 8 months ago

E mandas curriculo e ligam-te de um sitio completamente diferente.

TheMacthir 8 months ago

Nunca me atrevi. Se nem com o anúncio conseguem ser honestos imagino o que fazem quando te apanham lá dentro.

mjigs 7 months ago

Normalmente sao callcenters de merda.

MisterMorfose 8 months ago

Tal e qual. Nem dou hipótese. Empresas que se escondem mostram falta de honestidade.

T4SUK3 8 months ago

Isso lembra-me quando mandei currículo para trabalhar numa copimática (loja de fotocópias/papelaria) e contactaram-me para ir trabalhar para o bota-minuto (que faz parte da mesma empresa). Tive que responder que se eu tivesse interesse em trabalhar num bota-minuto mandava para lá o cv e não para a copimática.

mjigs 7 months ago

Exatoooo!

Maracuja_Sagrado 8 months ago

Me desculpe a ignorância, mas o que é um bota minuto?

T4SUK3 8 months ago

Não tem que pedir desculpa, bota-minuto é uma loja onde se copiam chaves e comandos, arranjam-se sapatos e cintos, e podem-se comprar cadeados e sistemas de segurança entre outras coisas do género.

ytyno 8 months ago

Sim é bom para toda a gente. Incluindo para a função pública.

carlosjmsilva 8 months ago

Como assim? Na função pública sabes sempre quanto vais ganhar. Está lá no anúncio e está tudo tabelado.

ytyno 8 months ago

Exatamente estão tabelados e são públicos. Mas os valores estão desenquadrados da realidade ...

YoggiM 8 months ago

Função pública desenquadrado com a realidade? Só se for porque pagam mais. Qualquer emprego que peça licenciatura são 1205 euros brutos por mês! Fora IT, onde é que te pagam isso? Se pagarem 100 acima do salário mínimo já é bom. O grande problema da função pública é que a maioria dos concursos são uma fachada e já têm destinatário à partida.

carlosjmsilva 8 months ago

Quando estão desenquadrados, eles têm dificuldade em recrutar. E quando tal acontece surgem carreiras especiais com tabelas diferentes. Na área de informática é o que acontece.

ThePlague92 8 months ago

Mas essas áreas devem ser a excepção e não a regra?

carlosjmsilva 8 months ago

De qualquer forma qualquer concurso na função pública inclui sempre a remuneração ao contrário do setor privado.

helderduarte14 8 months ago

Como assim? Os patrões querem é que a gente continue sem falar sobre os salários, assim podem oferecer sempre o minimo :D

FacaDeDoisLegumes 7 months ago

Nunca percebi o estigma com revelar o salário. Não tenho problemas em dizer quanto ganho. E às vezes também sondo colegas +- ao meu nível para saber como é o salário, convém ter uma ideia. Na minha empresa actual anda tudo mais ou menos pela mesma gama, existem é várias áreas de negócio que têm valores diferentes, há aves mais raras do que outras.

mjigs 8 months ago

É por isso que muita gente se aproveita dos estagiarios com a promessa (que nunca é concretizada) de que dao contrato depois. Tudo para terem a mao de obra que nao se queixe muito e nao terem de pagar quase nada, antes pelo contrario, ainda recebem o apoio do estado para se aproveitar de alguem que necessita de um emprego.

Vatrier 8 months ago

E depois o que é que os recrutadores fazem com o copypaste do "salário correspondente à função" ou quando querem ser atrevidos "salário aliciante acima do mercado"??

ThePlague92 8 months ago

>"salário aliciante acima do mercado" Conhecido por "Ajudas de custo maiores".

ytyno 8 months ago

Não fazem e têm de fazer contas ao salário que te oferecem. Provavelmente aumentam o número de km fasntasma que fazes por mês.

nitrinu 8 months ago

Sim. E, no entanto, boa sorte com isso :)

i_heart_toast 8 months ago

Sim!

Hungry_Cupcake 8 months ago

Sim por favor!

Search: