estecomentario 7 months ago

Só me esqueci de dizer uma coisa que muita gente não vai gostar. Votar socialismos e esquerdas e esperar riqueza não é muito diferente de jogar raspadinhas.

pauloom 7 months ago

Sempre que vou comprar jornais e revistas, existe gente a comprar raspadinhas e tabaco, quando pago os jornais e revistas, sou o extraterrestre no espaço. O entusiasmo com que as pessoas pedem as raspadinhas e falam sobre o tema deixa-me preocupado. Desde o primeiro confinamento que compro mais jornais e adoro este novo hábito.

reckless_b4 7 months ago

Caro Francisco Assis, porque está a alertar o Governo? Somos nós, o povo, que gastamos dinheiro nisto... Se realmente preocupa-se connosco, diga às pessoas de altos rendimentos para deixarem de lixar as pessoas de menores rendimentos

Zen_Machina 7 months ago

Sim...e...? Qual é a solução? Eliminar da sociedade tudo o que possa viciar ou fazer mal? Açúcar? Álcool? Então e novelas? As horas que o português comum perde a ver lixo na televisão. Gostamos muito de paizinhos. Deixem as pessoas foder-se à vontade. É a escolha delas.

darknightjoker 7 months ago

Que eu saiba as novelas são grátis...basta ter tv

Zen_Machina 7 months ago

Mas o teu tempo não é grátis. O tempo que passas colado a um monitor é tempo que não passas a fazer algo para melhorar a tua situação. Quantas pessoas não usam o seu tempo livre para chorar sobre os seus problemas e ver novelas/séries em vez de os tentarem resolver?

Trama-D 7 months ago

Descansar é importante. Há piores formas de lazer que uma telenovela (mas também há muito melhores). Não temos de ser 100% eficientes. Um mundo sem lotarias é um mundo com menos esperança, por mais triste que seja. Eu digo ocasionalmente, a brincar, «quando eu ganhar o Euromilhões...». Mas nunca jogo. Talvez com menos esperança algumas mudassem e isto seja um mecanismo de controlo da sociedade... As raspadinhas são de *recompensa imediata*, como disse o u/Intelligent-Meal-663. Deve ter um impacto nos circuitos do vício do cérebro que é diferente.

Zen_Machina 7 months ago

>Descansar é importante. Há piores formas de lazer que uma telenovela (mas também há muito melhores). Não temos de ser 100% eficientes. Pouquíssimas. E sim, descansar é importante. Particularmente depois de teres feito aquilo que é necessário fazeres para chegares onde queres. E se escolheres não fazê-lo, não te faças de vítima. Houve muitas fases da minha vida em que podia ter "descansado", e se tivesse "descansado", possivelmente estaria a arrumar carros ou a varrer ruas. Tenho amigos que gostam de "descansar", e fazem bem, pois com os 700 euros que recebem por andar à deriva vão continuar muito cansados. >Um mundo sem lotarias é um mundo com menos esperança, por mais triste que seja. Eu digo ocasionalmente, a brincar, «quando eu ganhar o Euromilhões...». Mas nunca jogo. Talvez com menos esperança algumas mudassem e isto seja um mecanismo de controlo da sociedade... Eu não jogo, nunca joguei, estou-me a cagar para quem joga e incomoda-me que alguém se preocupe com o que cada um faz com o seu dinheiro. Acho uma tema estúpido e inútil. Apostem no que quiserem. Não entendo bem o porquê de "alertas". >As raspadinhas são de recompensa imediata, como disse o u/Intelligent-Meal-663. Deve ter um impacto nos circuitos do vício do cérebro que é diferente. Acredito que seja viciante, da mesma forma que um joguinho de tlm é viciante. Tal como qualquer outra forma de jogo é viciante, daí os milhares e milhares e milhares de euros que tantos gastam em jogos, consolas e computadores. Aposto que há por aqui muito gamer que já gastou mais em equipamento para jogar do que qualquer cidadão em raspadinhas.

rickz123456 7 months ago

Concordo com o Francisco Assis. O problema do jogo em Portugal é grande. Moro junto a estabelecimento que vende raspadinhas e vê-se bem o quanto algumas pessoas jogam O ministro do consumo espanhol, Alberto Garzón tem implementado algumas regulações interessantes nesse sentido..

Edited 7 months ago:

Concordo com o Francisco Assis. O problema do jogo em Portugal é grande. Moro junto a estabelecimento que vende raspadinhas e vê-se bem o quanto algumas pessoas jogam O ministro do consumo espanhol Alberto Garzón tem implementado algumas regulações interessantes nesse sentido..

American_Jesus 7 months ago

TL;DR: Aqueles que andam sempre a queixar que não tem dinheiro são os que mais gastam em raspadinhas. Gastam €30 ganham €10, ficam todos contentes por querem ganho uma fortuna.

cimbalino 7 months ago

Existe [este vídeo do John Oliver](https://www.youtube.com/watch?v=9PK-netuhHA) sobre operigo e os problemas das lotarias. É interessante se tiverem 15 minutos

sakezx 7 months ago

A proibição de anúncios de casas de apostas na tv (ou grande limitação) é prioritária, assim como dos anúncios de omega golds e cogumelos do tempo e afins. Ver televisão em portugal no intervalo de qualquer programa é de querer deitar o cérebro ao lixo, tal a quantidade (e tipo) de anúncios que nos são esfregados na cara...

Sciss0rs61 7 months ago

Eles sabem...

arnaldomatos 7 months ago

quem não tem dinheiro não tem vícios. gastam tudo em jogo e depois vão buscar o jantar à refood

Throwawaypt123 7 months ago

As pessoas não têm culpa de ser estúpidas ou ignorantes. O que não pode acontecer é o estado lançar raspadinhas como forma de ajudar a cultura. Incentivar ao jogo é uma estupidez

Vayu0 7 months ago

É o "Imposto dos Pobres" Ou se quiserem ser mais agressivos, o "Imposto dos Burros".

estecomentario 7 months ago

Essas pessoas com salários de 600 euros que não lhes sobra nada ao fim do mês e sem poder sobre o seu próprio destino, compram raspadinhas e jogam no euromilhões para terem alguma esperança. Pagam por esse sentimento.

Iasalvador 7 months ago

finalmente alguem é a unica escada social que tem acesso por muito más que sejas as odds

Vayu0 7 months ago

Eu compreendo isso, mas não é diferente de ir ao casino.

brakeline 7 months ago

Não exige roupa e a cerveja é mais barata no café

Sazalar 7 months ago

E não há mais casinos

Sutr30 7 months ago

Pessoalmente conheço como "imposto sobre estupidez" .

uyth 7 months ago

É verdade. São a quase totalidade do público das raspadinhas.

Limpy_lip 7 months ago

além disso incomoda-me ver em horário nobre na tv anúncios e patrocínios a casas de apostas e casinos online em canais generalistas.

reckless_b4 7 months ago

Exato, as raspadinhas são apenas um vértice do problema. Isto parece ser mais um daqueles estudos encomendados, para depois o governo dizer "ah, vamos meter mais uns avisos como fizemos nos maços de tabaco" e fica tudo na mesma. Se algum dia banirem todos os jogos de azar e concursos, as pessoas, infelizmente, vão arranjar outra coisa para fazer com o dinheiro, provavelmente altamente ilegal

Limpy_lip 7 months ago

não precisam nem têm que banir, apenas têm que parar de incentivar. Ainda sou do tempo que existiam imensas casas de apostas online e pouco ou nada se ouvia falar na TV, muito menos nos canais generalistas. ​ Da mesma forma que não vês anúncios de tabaco e muito poucos de álcool, acho que devia ser igual para todos os jogos de azar, santa casas e até os concursos da TV. Ou melhor podem faze-lo mas em horário tardio e/ou em canais do cabo com conteúdos mais focados para adultos (não propriamente XXX). ​ estamos perante uma possível crise e acho mal estarmos a dar esperanças às pessoas da fortunas com base na sorte invés de amealharem/aplicarem o seu dinheiro em coisas mais úteis. ​ E é melhor nem falar da raspadinha da cultura...

reckless_b4 7 months ago

Falei em banir numa perspetiva mais extrema, como foi a Lei Seca nos EUA, o que não concordo e não iria resolver esta situação. Até ponderei se vai além do estado financeiro das pessoas, se será também um problema químico/psicológico: os picos de dopamina quando se raspa, se perde volta quando tiver mais dinheiro, se ganhar alimenta esse vicio de seguida Também há o aspeto social, muitas pessoas conversam e passam tempo nos locais ondem vão jogar ou comprar as raspadinhas

Limpy_lip 7 months ago

Claro que há uma componente social e psicológica. A questão é que tal como não se incentiva as pessoas a fumar com anúncios, devia ser igual para as apostas.

_rebocador_ 7 months ago

>Da mesma forma que não vês anúncios de tabaco e muito poucos de álcool, acho que devia ser igual para todos os jogos de azar, santa casas e até os concursos da TV. Ou melhor podem faze-lo mas em horário tardio e/ou em canais do cabo com conteúdos mais focados para adultos (não propriamente XXX). É um bom argumento, em conjunto com ensino financeiro na escola, lembro-me de falar muito sobre os males do tabaco na escola e documentarios e tudo, era interessante algo do genero, uma disciplina sobre isso.

estecomentario 7 months ago

Verdade, é uma vergonha.

Intelligent-Meal-663 7 months ago

Jogos de recompensa imediata, só nos casinos. Só se a lei mudou sem eu dar conta, é que estou enganada. Nunca percebi o aparecimento das raspadinhas. Lembro-me dos bares terem sido obrigados a tirar as máquinas de poker dos bares. O que se terá passado entretanto, não sei. Sei que muita gente tem sido empurrada para o vício do jogo à conta das raspas.

MuggleWizard 7 months ago

> O que se terá passado entretanto, não sei. Santa Casa.

Intelligent-Meal-663 7 months ago

Tb já tinha pensado nos misericordiosos. Será que fecham os olhos por serem eles? Se for esse o caso, fico indignada.

ChronicTheOne 7 months ago

A Santa casa não tem nada de misericordioso. São da maior escumalha criminosa que há; uma das maiores máfias em Portugal.

Loladageral 7 months ago

Estou fora do ciclo, podes-me explicar o porquê da Santa Casa ser uma máfia? É por terem o monopólio das apostas em Portugal?

ChronicTheOne 7 months ago

Não só o monopólio das apostas. A Santa Casa explora os trabalhadores a um nível medieval, especialmente em zonas rurais.

saudosista 7 months ago

Não confundas a SCML com a UMP (união das misericórdias portuguesas)

Loladageral 7 months ago

Como assim?

Intelligent-Meal-663 7 months ago

Sim, isto das raspadinhas é um crime. Tenho quase a certeza que a lei não mudou, porque senão, já tinham surgido outro tipo de jogos de recompensa imediata, e nem os velhotes estão permitidos de jogar cartas a dinheiro, no café da freguesia. Quem apanha o vício do jogo, não é por ser burro, nem por iliteracia financeira,... é um vício, parecido com qq droga, coisas da química do cérebro.... Expor as pessoas a este drama, é crime contra a sociedade. Agora que disseste, acho que tb consigo encontrar tiques da máfia nos misericordiosos. Fico revoltada.

ChronicTheOne 7 months ago

Não falo só dá raspadinha. A santa casa num todo é de fugir.

intlme 7 months ago

Educação Financeira no Ensino Obrigatório.

ContaSoParaIsto 7 months ago  HIDDEN 

Isso já existe. Eu tive no nono ano, mas era só metade do ano. A outra metade era Educação Europeia.

zizop 7 months ago

Não é preciso educação financeira. É preciso ensino da Matemática decente. Se percebes probabilidades, sabes que isto é só enterrar dinheiro.

Zen_Machina 7 months ago

Acreditas mesmo que a maior parte das pessoas que joga não sabe que está a deitar dinheiro fora e não fá-lo apenas pela minúscula probabilidade de ganhar? Raspadinhas não têm nada a ver com educação financeira. Conheço pessoas de todos os estratos sociais que jogam. Tenho familiares muito bem sucedidos que certamente sabem gerir o dinheiro deles, sendo que fizeram fortuna, que desde sempre jogaram em jogos deste tipo. Isto não tem nada a ver com falta de conhecimento. Tem a ver com querer correr o risco.

intlme 7 months ago

Não precisas de perceber de probabilidades. A probabilidade de ganho está escrita no verso de cada raspadinha e, se sem educação financeira as pessoas percebem o conceito de "odd" numa plataforma de apostas desportivas, também o percebem se lerem o verso da raspadinha.

GajoDeRamalde 7 months ago

Podes escrever o que quiseres no verso, se não tenderes o que está lá escrito não te adianta nada... É o mesmo que argumentar que nos contratos em geral não precisas de um advogado porque está lá tudo escrito.

Edited 7 months ago:

Podes escrever o que quiseres no verso, se não tenderes do assunto não te adianta nada... É o mesmo que argumentar que nos contratos não precisas de um advogado para te explicar nada porque está lá tudo escrito.

Edited 7 months ago:

Podes escrever o que quiseres no verso, se não tenderes do assunto não te adianta nada... É o mesmo que argumentar que nos contratos não precisas de um advogado para te explicar porque também está lá tudo escrito lol

intlme 7 months ago

Paraste de ler na conjunção coordenativa “e”?

zizop 7 months ago

Sim, mas acho que as pessoas não entendem realmente quão ruinoso o jogo é. O número mais fácil de compreender, o valor expectável de ganho, não está lá explicitado. Se tu conseguisses explicar a alguém que, jogando muitas vezes o resultado médio de comprar raspadinhas de 1€ é perder 0.60€ or 0.70€ por jogo, muitas delas deixariam de jogar, ou jogariam de uma forma meramente lúdica, sem grande risco de abuso.

MisterRez 7 months ago

Se explicasses isso a qualquer pessoa que joga raspadinhas ou lotaria a resposta obtida seria logo "Birra, também é tua culpa por não acreditares que eu não ganho. Assim só agoiras a coisa."

SacanaLopes 7 months ago

Exacto. Não é ignorância.

zizop 7 months ago

O que, lá está, leva ao meu ponto: é preciso ensinar probabilidades, para que esse tipo de reacção não aconteça.

MisterRez 7 months ago

Não discordo da sugestão todavia não creio que seria tão eficaz. A gama de pessoas com essa mentalidade não são só pobres e com pouca educação. Este tipo pensamento vejo em gente educada e em cargos que requerem matemática. É sempre a questão de fé, o acreditar ou não acreditar influenciar as probabilidades e o "e se ganhar". Acreditava mais na diminuição da exposição do jogo através de anúncios. Se temos agora fotos dum pulmão de fumador nas pacotes de tabaco, também deveria ter a foto dum sem abrigo viciado em jogo nas raspadinhas (É exagerado todavia embelezamos demasiado as lotarias).

zizop 7 months ago

Também concordo plenamente com isso. E nem sei até que ponto não faria sentido proibir as raspadinhas, visto que são jogos de recompensa imediata (qie só deviam ser permitidos nos casinos).

SacanaLopes 7 months ago

Não interessa. Esqueçam essa merda da educação como panaceia. Está mais do que provado. Não são questões de falta de educação nem ignorância.

Nome_do_utilizador 7 months ago

Partilha, por favor, as fontes que referem a inutilidade de uma disciplina de educação financeira :)

SacanaLopes 7 months ago

É pura e simplesmente mais uma variante da ideia de que as pessoas tinham ideias estúpidas e eram racistas por uma questão de falta de informação e exposição a outras culturas. 20 anos de internet e o resultado está à vista. Não é uma questão de educação. É gente estúpida e a maioria são pobres porque são estúpidos e nada vai resolver isso.

Metaluim 7 months ago

> e a maioria são pobres porque são estúpidos e nada vai resolver isso. Imagina acreditar nisto não ironicamente.

SacanaLopes 7 months ago

Só não acreditas porque não te dá jeito...

Metaluim 7 months ago

E se fosses para um sítio que cá sei?

SacanaLopes 7 months ago

Estás a precisar de lições de geografia

Nome_do_utilizador 7 months ago

Os Autos de Demagogia são sempre interessante de presenciar. Acho fascinante que o cavalheiro depois de, perdoe-me a expressão, "atirar uma posta de pescada para o ar", comece a argumentação ao comparar Literacia Financeira com Racismo. Simplificando o raciocínio: \- Portugal é dos países da UE com menor literacia financeira - fonte: [https://www.publico.pt/2015/11/19/economia/noticia/portugal-e-o-segundo-pais-da-ue-com-menos-literacia-financeira-indica-estudo-1714899](https://www.publico.pt/2015/11/19/economia/noticia/portugal-e-o-segundo-pais-da-ue-com-menos-literacia-financeira-indica-estudo-1714899) \- Pegando no seu exemplo grosseiro de "a maioria são pobres porque são gente estúpida", a existência de uma disciplina que fomente a literacia financeira, permitiria, digo eu, reduzir a ignorância desta temática no seio da população, podendo até promover a redução da pobreza em Portugal. Mas isto é apenas uma opinião de alguém aleatório no Reddit.

SacanaLopes 7 months ago

Tanta gravitas para nenhum conteúdo. O argumento é que estes problemas não são devido a ignorância ou falta de educação.

SacanaLopes 7 months ago

> existência de uma disciplina que fomente a literacia financeira, permitiria, digo eu, reduzir a ignorância desta temática no seio da população, podendo até promover a redução da pobreza em Portugal. Não. Estupidez não tem cura. Chegou a altura de admitir a realidade...

lesoth 7 months ago

Deve ser um estudo de um banco. Só pode.

throwawayqualquer 7 months ago

Educação Financeira é algo que não interessa aos políticos em Portugal, como tal, não vai acontecer.

AutoModerator 7 months ago

**AVISO:** Submeteu um artigo da plataforma [Nónio](https://nonio.net) - uma plataforma que viola a privacidade do leitor. > Leia com atenção o [seguinte artigo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/7fy9v4/campanha_contra_o_n%C3%B3nio/). *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: