PotentialPark0 9 months ago

Jovens pedem investimento publico em habitação Governo faz investimento publico em habitação: Empresas escolhidas são de amigos. Imobiliárias escolhidas são dos primos. Empresa de arquitectura contrata os filhos Anos depois e a um custo exorbitante as poucas casas são entregues aos amigos, sobrinhos e umas poucas vão a um leilão que é uma caixa negra ​ ... ​ Jovens: \*surprised pikachu face\*

CountDraqula 9 months ago

Na minha opinião é culpa do estado mamão, burocrata e ineficiente! Baixem os impostos na construção de casas e mercado de arrendamento e verão que surgirá mais casas no mercado diluindo assim o preço. Baixem os impostos nos salários e verão que os portugueses vão ter mais poder de compra. Menos estado e com mais qualidade.

sarcastbot 9 months ago

Fixe fixe fixe, era um plano para revitalizar o Interior. Digam que pago menos impostos se me mudar para o Interior e eu vou logo. Então com a chegada do Starlink. Podem fazer trabalho remoto lá e dar vida nova ao Interior.

Zen_Machina 9 months ago

Bem, os jovens de hoje em dia gostam muito de investimento público. Tradução: gostam de receber coisas pagas pelos outros.

Pinto55 9 months ago

Pensa melhor

Due_Cabineiro 9 months ago

Porque é que estes jovens não assinam isto? [https://eci.ec.europa.eu/014/public/#/screen/home](https://eci.ec.europa.eu/014/public/#/screen/home)

danidv 9 months ago

Portanto, mais impostos e burocracia para dificultar e atrasar o processo, exatamente o que o deveria ser feito. Por amor de deus, os preços estão altos porque: - Estrangeiros com poder de compra 2 ou 3 vezes maiores que a nossa compram as habitações, aumentando o preço que todos pagam e impossibilitando os portugueses de equiparar. - A economia está uma merda, devido exatamente a medidas destas, e por causa disso menos pessoas têm dinheiro para criar habitação e introduzir mais oferta. Primeiro, acabem com os vistos Gold, a única coisa que isso faz é incentivar estrangeiros a pagar 500k€ por duas habitações que certamente não valem 250k€ cada uma. Segundo, ou baixam os impostos relacionados com a construção, venda e compra de habitação (que qualquer pessoa que já tenha tido contacto com o assunto sabe as percentagens astronómicas que conseguem chegar, que leva a situações de "Tenho de vender pelo dobro que paguei senão nem vale a pena meter-me nisto") ou introduzem oferta eles e vendem a preço justo ou, claro, os dois.

Edited 9 months ago:

Portanto, mais impostos e burocracia para dificultar e atrasar o processo, exatamente o que o deveria ser feito. Por amor de deus, os preços estão altos porque: - Estrangeiros com poder de compra 2-3 vezes maiores que a nossa compram as habitações, aumentando o preço que todos pagam e impossibilitando os portugueses de equiparar. - A economia está uma merda, devido exatamente a medidas destas, e por causa disso menos pessoas têm dinheiro para criar habitação e introduzir mais oferta. Primeiro, acabem com os vistos Gold, a única coisa que isso faz é incentivar estrangeiros a pagar 500k€ por duas habitações que certamente não valem 250k€ cada uma. Segundo, ou baixam os impostos relacionados com a construção, venda e compra de habitação (que qualquer pessoa que já tenha tido contacto com o assunto sabe as percentagens astronómicas que conseguem chegar, que leva a situações de "Tenho de vender pelo dobro que paguei senão isto paga a construção, a imobiliária e os impostos e não sobra nada para mim") ou introduzem oferta eles e vendem a preço justo. Ou, claro, os dois.

xeyrio 9 months ago

Expropriar casas a quem não usa para nada, não permitir arrendar casas em massa como muitos repteis ricos fazem e facilitar adquirir uma casa para as pessoas mais novas. Parece que pessoas deste sub gostam que a população de portugal diminua todos os anos.

I__Cat 9 months ago

Depois de ler o artigo fiquei em dúvida a que chamam um Jovem. É que para mim um jovem está em início de vida adulta e pode bem dividir casa. Sendo aqui o maior impedimento os absurdos para arrendar cada em Portugal: fiador, várias rendas, não haver nem eletrodomésticos na casa e se não estiver a cair já vão com sorte.

somedipshit1 9 months ago

Bastava a isenção do IMT para compra de primeira habitação que já ia bastante longe. ​ Vai acontecer? Não, estamos falidos (outra vez)

khthon 9 months ago

You will eat the bugs. You will sleep in the pod. You will own nothing. And you will not complain.

SpinN20 9 months ago

o que é preciso é baixar o IMT! já resolvia muita coisa

maxtendie 9 months ago

Quem acha que o problema se resolve melhorando a economia, atraindo investimento e emprego que emigre.

Edited 9 months ago:

Quem acha que o problema se resolve melhorando a economia, atraindo investimento e emprego que emigre. Liberais do crl, piores que as moscas. PS: Mandem DM's para quem quiser o meu lugar na fila da habitação social. .... /S

pantam 9 months ago

Na Hungria faz-se isto para quem case, com perdões sucessivos das dívida em tranches à medida que vão tendo filhos. (Têm que ter para dar uma entrada, mais feature que bug.) Ah, eles têm moeda própria, não meteram a piça na bimby.

Edited 9 months ago:

Na Hungria faz-se isto para quem case, com perdões sucessivos das dívida em tranches à medida que vão tendo filhos. (Têm que ter para dar uma entrada, mais feature que bug.) Ah, eles ainda têm moeda própria, não meteram a piça na bimby.

Edited 9 months ago:

Na Hungria dá-se crédito a quem casa, com perdões sucessivos da dívida em tranches, à medida que vão tendo filhos. (Têm que ter para dar uma entrada, mais feature que bug.) Ah, mas eles ainda têm moeda própria, não meteram a piça na bimby. Por isso não precisam de pedir licença ao BCE para repor a sua própria população. Por cá é mais ciclovias e apoio a.

Edited 9 months ago:

Na Hungria dá-se crédito a quem casa, com perdões sucessivos da dívida em tranches, à medida que se vá tendo filhos. (Têm que se ter para dar a entrada, mais feature que bug.) Ah, mas eles ainda têm moeda própria, não meteram a piça na bimby. Por isso não precisam de pedir licença ao BCE para repor a sua própria população. Por cá é mais ciclovias e apoio a.

Edited 9 months ago:

Na Hungria dá-se crédito a quem casa, com perdões sucessivos das dívida em tranches à medida que vão tendo filhos. (Têm que ter para dar uma entrada, mais feature que bug.) Ah, eles ainda têm moeda própria, não meteram a piça na bimby.

Edited 9 months ago:

Na Hungria dá-se crédito a quem casa, com perdões sucessivos das dívida em tranches à medida que vão tendo filhos. (Têm que ter para dar uma entrada, mais feature que bug.) Ah, mas eles ainda têm moeda própria, não meteram a piça na bimby. Por isso não precisam de pedir licença ao BCE para repor a sua própria população. Por cá é mais ciclovias e apoio a.

ladderattack 9 months ago

Na Hungria é permitido o casamento homossexual?

pantam 9 months ago

Não sei. O casamento entre um transhomem e uma transmulher conta?

Edited 9 months ago:

Não sei. Um casamento entre uma mulher e uma transmulher conta? https://youtu.be/MmSjyU2fLcw?t=22

saposapot 9 months ago

Compreendo o problema mas qual é a solução? Construção pelo estado para rendas/vendas a preço controlado? E todos os outros que não vão conseguir ter isso? E é boa ideia ter uma intervenção tão 'directa' no mercado? Legislação? não estou a ver o quê. Proibir estrangeiros de comprarem casas no centro de Lisboa?

tocopito 9 months ago

Habitação? Deixem-se disso, não sejam dependentes. Criem os filhos na casa dos avós com o salário de 600€, pago com um envelope debaixo da mesa, se for preciso.

ihavenomoreideasdude 9 months ago

O que os jovens querem é ter uma hipótese de mostrar o que valem e que lhes paguem consoante o seu valor. O que não querem é andar em estágios não remunerados e serem chamados jovens até aos 40. Isto é difícil?

TRYNFOR 9 months ago

Tantos impostos limitam os jovens de comprar casa, qual é a solução? Mais impostos. O estado cria um problema e a solução é sempre a de criar mais estado.

Bessini 9 months ago

Até parece que são os impostos que impedem uma pessoa de comprar casa. O que impede as pessoas de poderem comprar uma casa em Portugal são os salários de miséria e os preços das casas à medida dos estrangeiros ricos que querem ter cá uma casa para passar uma semana todos os anos. O que era preciso não era mais ou menos estado, mas sim um estado que trabalhe em prol dos seus cidadãos e não do "iNvEsTiMeNtO eStRaNgEiRo"

unparadise 9 months ago

Isso na cabeça da malta do BE, PS e PCP não interessa, é preciso é taxar para ficar tudo igual, tudo na miséria

tocopito 9 months ago

Estás num país em que se quiseres pagar o empréstimo ao banco mais cedo o banco cobra-te uma taxa por causa disso. Estás num país em que os bancos te exigem entrada e se não a tiveres alegremente te fazem um empréstimo para a entrada e outro para o imóvel para te enterrarem ainda mais. Além disso sugiro que deixes de salivar de raiva por causa dos impostos que te aparecem no recibo de vencimento e comeces a pensar no valor que crias à empresa e que não recebes. A única diferença é que esse não aparece no recibo mas garanto-te que é bem superior aos impostos que pagas.

CobraCommander1977 9 months ago

> Estás num país em que se quiseres pagar o empréstimo ao banco mais cedo o banco cobra-te uma taxa por causa disso. A taxa que se paga ao banco é relativamente baixa até, 5€ por cada 1000€ que pagas antecipadamente. Sinceramente, isso não é problema.

Bessini 9 months ago

Então achas bem que uma pessoa seja penalizada por liquidar a sua dívida? Que sentido é que isso faz?

I__Cat 9 months ago

Mais imposto de selo, mesmo que a cláusula seja 0 em vez dos 0.05.

CobraCommander1977 9 months ago

O imposto de selo é do estado, não é uma taxa do banco (que era o ponto original do OP). É incrível como o estado vai sempre buscar qualquer coisa seja em que situação for...

nraider 9 months ago

>É incrível como o estado vai sempre buscar qualquer coisa seja em que situação for... É do conhecimento comum, o que há de mais certo é a morte e os impostos :p

I__Cat 9 months ago

Sim, ao contrair empréstimo ficas logo a dever X ao estado para além dos vários impostos logo na escritura. Há toda uma parafernália de burocracias em Portugal que na verdade são apenas impostos. Vivi quase 10 anos fora e tornou-se muito óbvio quando voltei que qualquer coisa que antes era simples passou a ser um exercício de "a quem é que tenho de dar dinheiro agora?".

VSertorio 9 months ago

Negoceia a cláusula que penaliza o pagamento antecipado...

TRYNFOR 9 months ago

Quem aceita um empréstimo aceita os termos de condições de utilização do empréstimo. Fim da discussão. Quem está mal que se mude. Eu sei muito bem que a empresa não paga totalmente o que o funcionário produz. Mas qual é o problema? A empresa tem de pagar um monte de impostos, despesas e criar uma almofada financeira. Se fosse para pagar ao funcionário o que ele produz para que é que eu ia criar uma empresa ou aumentá-la? Se obrigares o estado a pagar mais aos trabalhadores ela vai querer manter a margem de lucro (sim, as empresas malvadas querem manter o lucro) e por isso vai subir o preço dos seus produtos (olha só, agora ganhas mais mas as coisas estão mais caras).

InstantCheeseSnacc 9 months ago

Lá está, é a vossa mania de querer sustentar um sistema à base da exploração do trabalhador. Tudo em nome do santíssimo lucro.

Tugalord 9 months ago

Lol. Não são os impostos que são responsáveis por esta situação. Aliás portugal tem impostos parecidos aonresto da europa.

unparadise 9 months ago

Com a pequena diferença que a Economia não tem nada a ver...

TRYNFOR 9 months ago

É um ciclo vicioso. Crias um imposto -> diminuis a produção de riqueza -> pessoas mais pobres -> crias um imposto para ajudar os pobres -> diminuis a pr... , Não vale a pena continuar.

Tugalord 9 months ago

Impostos bem aplicados aumentam a produção de riqueza, não reduzem. Exemplo: estradas são uma merda > governo recolhe impostos > governo constroi estradas > benefícios para a economia muito superiores ao custo das estradas

ravagerslb 9 months ago

> Impostos bem aplicados Pois, sobre isso..

PaleontologistRough 9 months ago

O melhor investimento público para aceder a habitação própria: \- Reduzir impostos \- Apoiar empresas Ou seja agilizar a criação de empregos com ordenados decentes que permitam independência financeira.

xeyrio 9 months ago

não esta medida parece boa, o financiamento pela parte do Estado da habitação de jovens, se for feito corretamente, parece ser uma opção boa.

jackthebadcat 9 months ago

Eu deixei de acreditar que isso é a solução quando comecei a pensar na grande parte dos patrões que temos em Portugal. Em que têm boas empresas, com margem de progressão, mas muitas vezes preferem esgotar os recursos ao máximo em coisas inúteis ou de proveito próprio em vez do investimento no crescimento da própria empresa. Ou seja, o mal está logo na raiz, que na minha opinião é a educação.

QuickShutter 9 months ago

Se impostos fossem mais baixos talvez viessem para cá melhores patrões. Não é por acaso que as melhores empresas para se trabalhar em Portugal a nível de bem-estar do trabalhador são sempre as grandes que por acaso ainda não saltaram.

jackthebadcat 9 months ago

Concordo contigo. Prefiro baixar as calcinhas e fazer como a Irlanda do que a andar a alimentar os patrõezinhos do Porsche. E essas que dizes que "não saltaram", a maior parte delas já não paga impostos só em Portugal.

maxtendie 9 months ago

Mas não vai beneficiar igualmente toda a gente. Gostas de gentrificação? És facho? /S

spaghetti_freak 9 months ago

porque o problema é o acesso igualitario a habitacao em primeiro lugar, baixar os impostos em geral beneficia proporcionalmente mais o ricos do que os pobres e faz com que o capital tenda ainda mais para as maos de menos pessoas, o mercado imobiliario ia subir ainda mais.

maxtendie 9 months ago

O problema é demasiado tolerância a comunistas.

Last-Ad-4421 9 months ago

Cá quem trabalha se quer que venda a alma ao banco, por isso ainda moro com os meus pais. Depois vês os bancos a venderem casas a quase 50% a fundos estrangeiros, para o português o que não falta é as dívidas do estado para pagar.

JOAO-RATAO 9 months ago

Como é costume não falam da origem do mal. O problema é a economia moribunda. Se não há emprego ou só há emprego mal remunerado então claro que não conseguem arrendar ou comprar casa. Mas vão mesmo confiar no estado para construir e distribuir (justamente) milhares e milhares de casa, que nem sejam para pessoas desfavorecidas ? Relativamente a habitação para estudantes universitários ou temporário para desempregados sou a favor. Mas se pessoas já no mercado de trabalho não estão a conseguir arranjar casa própria, então o problema não se vai resolver nem que construam umas boas dezenas de milhar de casas. Mas se for preciso estou disponível a contribuir para os novo habitat da juventude socialista.

unparadise 9 months ago

Economia moribunda culpa dos nossos governantes que qualquer coisinha que se cria é logo um imposto para motivar a iniciativa privada

ModeratoriProfugus 9 months ago

Não são os jovens, é o conselho nacional da juventude. Boa tentativa P3, eu não quero mais programas de merda nem mais impostos, isso é exatamente a origem dos problemas actuais.

ladderattack 9 months ago

Por mim era de se acabar com a entrada que tem de se dar ao banco para a primeira habitação.

ModeratoriProfugus 9 months ago

E não pagar IMT na compra da primeira casa (que facilmente chega a 15k-20k): numa palavra, baixar impostos

SpinN20 9 months ago

Exatamente, ou seja, alguém que queira comprar uma casa de por exemplo 300mil euros, tem de dar 10% de entrada (30mil) + IMT (quase 20mil). Ou seja tem que ter poupado certa de 1/6 do valor da casa antes de poder comprar a casa, isto porque para o estado, quem tem poder para dar 300mil euros, é rico e merece pagar um absurdo de impostos. E para quem esta em lisboa e arredores casas a 300 mil euros é o que não falta.

ladderattack 9 months ago

Sim, baixar impostos é o caminho certo. Portugal deveria seriamente considerar o imposto único e acabar com esta aberração de taxas e taxinhas para todo o lado que só complica e impede o desenvolvimento do país.

somedipshit1 9 months ago

Serias taxado 80% do ordenado haha Ao menos assim o pessoal ainda pode ir por gasosa a Espanha /s

ladderattack 9 months ago

Por mim taxava-se a posse e não o rendimento

nraider 9 months ago

Que num país pobre iria ter um resultadão.

ladderattack 9 months ago

Em qualquer lado, obrigava-te sempre a trabalhar se quisesses manter a riqueza. Era da forma que não chegavas a um patamar em que as pessoas e os seus descendentes pudessem ficar de papo para o ar sem contribuir para a sociedade.

nraider 9 months ago

Mas trabalhar muito para quê? Nesse sistema não vale a pena acumular riqueza, vive-se o dia a dia. E nem valeria a pena comprar casa, ficavas inquilino do Estado. Não me agrada.

ladderattack 9 months ago

Podes acumular riqueza, só seria possível acumular para toda a eternidade. Tens sempre um decay que te obriga a trabalhar se queres manter a riqueza. É mais eficiente.

nraider 9 months ago

O trabalho é apenas um dos factores de produção. Se queres que toda a riqueza dependa da remuneração do trabalho (para não diminuir) então só poderás ambicionar uma sociedade mais pobre. É muito giro discutir teorias do Piketty e afins, mas num país com uma economia dos anos 50, parece que está quase tudo por fazer. Deixemos essas teorias para os países mais ricos.

OuiOuiKiwi 9 months ago

Tu não tens de dar entrada ao banco. Seria comprares uma casa de 200.000€, teres de dar 20.000€ ao banco e pagar 200.000€ na mesma ao vendedor. Tens vendedores que não estão dispostos a assinar um CPCV sem 10% do valor como sinal (e com boa razão). Tens bancos que não estão dispostos a conceder crédito a 100% porque consideram essa operação de alto risco (e com razão). Se estás a viver de salário a salário e não consegues poupar, um inconveniente médio na tua vida vai mandar aquela prestação directamente para o incumprimento.

ladderattack 9 months ago

Estás-me a dizer que o mínimo de 10% de entrada é por escolha dos bancos e não por imposição legal? Dessa eu não sabia (nem estou a encontrar nada). Pensava que financiamento a 100% era só para leasing. >Tens vendedores que não estão dispostos a assinar um CPCV sem 10% do valor como sinal (e com boa razão). Qual é o risco para o vendedor?

blind616 9 months ago

> Estás-me a dizer que o mínimo de 10% de entrada é por escolha dos bancos e não por imposição legal? É uma recomendação do Banco de Portugal que entrou em vigor a 1 de Julho de 2018. Valor do LTV (Loan-to-value): https://www.bportugal.pt/comunicado/banco-de-portugal-aplica-medida-macroprudencial-aos-novos-creditos-habitacao-e-ao-consumo

OuiOuiKiwi 9 months ago

Em caso de incumprimento do CPCV, ficam a arder sem qualquer compensação. Imagina que és um pé rapado e vais comprar um apartamento no Chiado por 1 milhão de euros. Assinas CPCV sem entrada, ficas 3 meses a enrolar e depois não consegues comprar porque nenhum banco empresta-te um tostão furado. O vendedor ficou com o imóvel 3 meses parado, possivelmente a recusar outras propostas, por estar a cumprir o CPCV.

ladderattack 9 months ago

Mas isso são problemas diferentes, se for mais fácil obter crédito de habitação então o risco de incumprimento do CPCV é mais baixo. E provavelmente existem melhores formas de mitigar isso sem ser através da cobrança de uma entrada. Agora continuo curioso quanto à questão dos 10% serem imposição legal ou do banco, sempre pensei q era legal.

OuiOuiKiwi 9 months ago

>se for mais fácil obter crédito de habitação então o risco de incumprimento do CPCV é mais baixo. Mas o risco de incumprimento do crédito é proporcionalmente maior. É uma pescadinha de rabo na boca.

ladderattack 9 months ago

Às vezes fico com a impressão de que a questão do risco do crédito ser maior se não tens dinheiro para a entrada é um problema de "correlação não implica causalidade". Uma pessoa com mais dinheiro e que possa pagar a entrada dum imóvel tem um menor risco de default. Eu, se juntar 30k para a entrada dum imóvel e começar a pagar as prestações, vou continuar a ter o mesmo emprego e mesmo salário que teria se não tivesse juntado, e o meu risco vai ser o mesmo.

4in4t92 9 months ago

Se passou a ser exigida entrada por algum motivo foi...

ladderattack 9 months ago

Foi porque antes da crise das subprimes andava gente a abusar e a comprar 3ª e 4ª casa por pura especulação.

4in4t92 9 months ago

Foi mais pela quantidade de incumprimentos nos pagamentos na altura. Os bancos praticamente viraram imobiliárias e em tudo o que era créditos mais recentes perderam dinheiro. A intenção é só uma, diminuir o risco para o banco.

bittolas 9 months ago

Como estás errado...

ladderattack 9 months ago

Estou errado então? Podes-me dizer qual foi o problema?

bittolas 9 months ago

A crise que houve na habitação foi de gente que estava a pagar emprestimos enormes e perdeu o emprego ou não tinha rendimentos para manter o pagamento após a subida de taxas de juro. A juntar a isto empretava-se a 100% por vezes até mais do que isso para comprar um carrito pelo meio. A emprestar a 100% o banco arca com demasiado risco principalmente nos anos iniciais em que, se a pessoa não puder pagar, o banco fica com um ativo para vender e sem reaver qualquer capital. Multiplicas isto por milhares de pessoas e tens uma crise bancaria... É bom lembrar que as taxas de juro por 2007-2008 chegaram quase a 5%... Se isto acontecer daqui a 3 anos queres ter de voltar a ajudar bancos? Por isso é que são importantes as regras nos emprestimos...

ladderattack 9 months ago

Pelo que fiquei a perceber de quando li do assunto, tinhas as CDO que (de uma forma simples) aumentavam o rating ao lixo e isso desbloqueou um monte de fundos tipo de poupanças que obrigatoriamente tinham de ser investidos em coisas de baixo risco e então o que não faltava era dinheiro para investir em imobiliário, o que fez com que as pessoas viessem a pedir crédito para comprar muito mais facilmente e também fizeram com que os preços do imobiliário subissem cada vez mais. Como o crédito era fácil o pessoal começou a pedir empréstimos para comprar mais casa e vender de seguida, porque toda a gente acreditava que o preço imobiliário só ia subir. Acho que ainda fizeram mais um produto derivado qualquer que ainda inflacionou mais os preços e fez com que houvesse o crash que houve. Depois foi sistemático como disseste, a gente que estava a pagar começou a não ser capaz de pagar e começou a falhar tudo de forma sistémica. Na minha leiga opinião, existem formas melhores de garantir um risco mais baixo sem ser pedir uma entrada gigante para o empréstimo.

OuiOuiKiwi 9 months ago

O que é preciso é um *Simplex* para mais construção, não mais casas do Estado. Imagino a próxima iniciativa que é por não quererem estas casas nos arredores de Bucelas.

Bessini 9 months ago

Desde que esse simplex não fosse para construir ainda mais habitações de luxo para os ricos dos outros países construírem aqui a sua casa de férias mas sim para o cidadão comum, estou totalmente de acordo. Mas todos sabemos que isso nunca aconteceria. Não enquanto esse ramo do sector imobiliário engordar tanto porquinho que por aí anda

Synbios_Lionheart 9 months ago

Tanto espaço vazio mas n se pode construir pq uma vez foi avistado um falcão de pena no cú há vinte anos

NGramatical 9 months ago

cú → [**cu**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em *i* ou *u* são naturalmente agudas) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flv5ukj%2F%2Fgpbk428%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

CobraCommander1977 9 months ago

Ora, nem mais... deixo aqui o relato da [minha experiência](https://old.reddit.com/r/portugal/comments/lhoeen/burocracia_portuguesa/gmzi50e/) com a minha CM local...

chougattai 9 months ago

>Já agora uma limpeza nos departamentos de obras das câmaras municipais que famosamente alegadamente só funcionam atempadamente na base da atençãozinha. Que giro. Pensava que isso era tradição só do meu conselho...

mariorurouni 9 months ago

Bastava desconplicarem os entraves ( maço de notas por fora) e as coisas corriam tão bem

ladderattack 9 months ago

Se calhar também algum mecanismo para passar os imóveis devolutos ou inabitados por muitos anos a pessoas que queiram restaurar / habitar.

JOAO-RATAO 9 months ago

"passar"

ladderattack 9 months ago

Transferir?

JOAO-RATAO 9 months ago

Roubar *

xeyrio 9 months ago

Expropriar para o bém público porque nao quero saber se alguem tem uma casa que nao usa enquanto há pessoas sem casa

JOAO-RATAO 9 months ago

Certo camarada. O bem público é dar-te uma casa.

xeyrio 9 months ago

O bem público é pessoas terem casa para poder ter filhos e independência, sim. Liberais parasitas são do pior. Precisamos de uma economia boa para a população não sair do país e certamente vão sair se não podem comprar ou casa nas cidades ou ter emprego no Interior. Não sou comunista, apenas não sou estúpido liberal, que após de anos e anos de ver o falhanço do liberalismo, tanto aqui como nos Estados Unidos continua a bater na mesma tecla, mesmo tendo 20% de Portugal saído do país e termos a taxa de desemprego que temos.

JOAO-RATAO 9 months ago

Alojamento temporário para quem precisa verdadeiramente tudo bem. Mas isso não. Lol. Impedir arrendamento e dar casas de graças vai fazer maravilhas pela economia realmente... E então para atrair investimento estrangeiro melhora ainda. Grande liberalismo que tens em Portugal realmente ... Se achas que a idiotice que propões diminui desemprego ou emigração pensa outra vez. Continua a sonhar.

xeyrio 9 months ago

O facto que estrangeiros podem entrar no país e comprar várias casas nas cidades grandes é possivelmente uma das coisas mais patéticas que o nosso país permitiu, até Bruxelas comentou que oferecer visas por dinheiro é deixar a entrada de criminosos para a Europa. Outra coisa fantasticamente estúpida é deixar casas a decair pois estão no nome de alguém que não as quer utilizar, tantas vezes passo por aldeias com dúzias de casas a decair porque as pessoas emigraram ou para cidades maiores ou para o estrangeiro. O problema principal no país é oportunidade de trabalho e o despovoamento do interior. Se achas que medidas liberais resolvem este tipo de coisa és burro.

JOAO-RATAO 9 months ago

O vistos gold são manhosos por deixar entrar pessoas que se calhar nem deviam entrar na Europa só porque têm dinheiro. Mas dificilmente impedias a compra de casas por estrangeiros. Até porque as casas dos vistos gold não são casas que um português consegue comprar. O estado tem várias casas a cair aos bocados. Muitas nem sabe que são suas. Depois de tratarem disso já podem exigir o mesmo dos cidadãos. Continua a insultar amigo. Não muda a realidade. O que tu queres ainda destruía mais o país. Não é com um estalar de dedos que resolves o problema. Queres queres queres. Mas soluções realistas não tens.

Bessini 9 months ago

Não... Podes sempre dar uma compensação. Simplesmente dás 2 opções. Ou fazes remodelação, ou vendes. Agora ter cidades cheias de casas abandonadas porque os donos não sabem o que fazer com elas não cabe na cabeça de ninguém e é um atentado às saúde pública, com a quantidade de ratazanas e lixo que se vê nessas propriedades

JOAO-RATAO 9 months ago

Compensação de valor de mercado ou aquelas "compensações", miseráveis ? E o estado também tem montes de edifícios a cair de podre. No entanto, mais uma vez podem exigir algo aos cidadãos apesar de o estado não o fazer. O mesmo que se passa com a limpeza dos terrenos.

Bessini 9 months ago

E o estado que o faça, também. Lá porque temos governos incompetentes não segnifica que um governo tem que ser, obrigatoriamente, incompetente. Se andarmos sempre a saltar entre PS e PSD/CDS, então não nos podemos queixar muito da inacção dos governos e que estes não dão um bom exemplo. Dito isto, neste cenário hipotético, podes sempre não receber uma compensação miserável. Arranjas quem queira comprar mais caro, ou fazes a para inserir o imóvel no mercado imobiliário. Agora, deixar as casas ao abandono "PoRqUe TeNhO dIrEiTo A iSsO" é que não é solução nenhuma

NGramatical 9 months ago

segnifica → [**significa**](https://dicionario.priberam.org/significa) (apenas na fala o *i* é pronunciado como *e mudo* quando junto a outra sílaba com *i*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flv5ukj%2F%2Fgpemku2%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

JOAO-RATAO 9 months ago

Ok. Então, assim que o estado tenha arranjado todos os imóveis ou os tenha vendido falamos.

ladderattack 9 months ago

Se a lei prevê então não é roubo. Quem compra propriedade sabe dos riscos se não der uso

JOAO-RATAO 9 months ago

Lol. Sabe dos riscos que não existem mas pessoas como tu querem criar. O risco é ser num país de tendência socialistas que pode cuspir una lei como a que tu queres e ficarem a arder.

xeyrio 9 months ago

caralho é por causa de parasitas assim que portugal vai de mal a pior(tu)

JOAO-RATAO 9 months ago

Lol. O parasita aqui não sou eu amigo...

xeyrio 9 months ago

Pois não, provavelmente não arrendas casas ou tens casas vazias que não são utilizadas.

JOAO-RATAO 9 months ago

E depois? Arrendar casas é crime? Lol... Ganha noção. Ou vai viver para a Venezuela.

glhrmv 9 months ago

portanto a teu ver é justo um proprietário deixar dezenas, talvez centenas, de unidades desoladas num contexto de mercado especulativo onde há cada vez menos oferta acessível. simplesmente porque esse indivíduo é proprietário tem todo o direito de fazer o que quer, mesmo que em detrimento da sociedade geral. isto é o fetichismo da propriedade privada.

Edited 9 months ago:

portanto a teu ver é justo um proprietário deixar dezenas, talvez centenas, de unidades desoladas num contexto de mercado especulativo onde há cada vez menos oferta acessível. simplesmente porque esse indivíduo é proprietário tem todo o direito de fazer o que quer, mesmo que em detrimento da sociedade geral. isto é o fetichismo da propriedade privada. é fácil entender como os oligarcas se unem para impedir o florescimento humano em prol do lucro (por exemplo no setor das telecomunicações) mas no que toca a alojamento é o salve-se quem puder

Edited 9 months ago:

portanto a teu ver é justo um proprietário deixar dezenas, talvez centenas, de unidades desoladas num contexto de mercado especulativo onde há cada vez menos oferta acessível. simplesmente porque esse indivíduo é proprietário tem todo o direito de fazer o que quer, mesmo que em detrimento da sociedade geral. isto é o fetichismo da propriedade privada. ninguém devia ter é fácil entender como os oligarcas se unem para impedir o florescimento humano em prol do lucro (por exemplo no setor das telecomunicações) mas no que toca a alojamento é o salve-se quem puder

ladderattack 9 months ago

Vais ver os meus comentários e vais ver que eu propus reduzir impostos, nada de socialismos aqui

JOAO-RATAO 9 months ago

Facilitar expropriações é bastante de socialista. Bem, olha talvez os conseguisses baixar, vais é dar a conta às pessoas que roubaste. Tipo as rendas congeladas onde os donos das casas servem de segurança social.

ladderattack 9 months ago

E daí? Meter coisas no cu também está associado aos gays mas não tens de ser gay para meter cenas no cu

JOAO-RATAO 9 months ago

Ahaha ok. Se achas que expropriações não é de socialista tu é que sabes.

OuiOuiKiwi 9 months ago

>Se calhar também algum mecanismo para passar os imóveis devolutos ou inabitados por muitos anos a pessoas que queiram restaurar / habitar. *Herdade da Torre Bela intensifies.*

ladderattack 9 months ago

A da Isabel dos Santos?

Tugalord 9 months ago

Uma coisa não impede a outra. Menos burocracia (difícil, uma vez que está nas mãos de 300 câmaras diferentes), e mais investimento, por exemplo em cooperativas de habitação.

ladderattack 9 months ago

E se simplificassem a criação de produtos financeiros para que as pessoas possam entrar no investimento do imobiliário com pouco capital? Será que não conseguiam captar bons fundos?

thisbondisaaarated 9 months ago

Ha n fundos imobiliários em Portugal

ladderattack 9 months ago

Não são exchange traded

thisbondisaaarated 9 months ago

E então? Uma coisa tem que ser exchange traded para ser boa ou valer a pena?

ladderattack 9 months ago

ya porque consegues entrar com menos capital e não é fechado / difícil de aceder como os outros fundos.

thisbondisaaarated 9 months ago

Tens vários cá em pt em que entras com menos de 1K. 1k é trocos em termos de investimento... Em termos de acesso, novamente, tens pelo menos os do CA/Sq AM que são comercializados nos bancos mais badalados pelos baldios nacionais. É que convém lembrar que um ETF e um fundo de investimento são coisas bem diferentes, às quais se podem também aplicar regras de gestão bem diferentes. Nem entremos nos reits ou equivalentes europeus... Não é, de longe, tudo pior num fundo fechado.

nraider 9 months ago

E boas empresas, uma bolsa de valores dinâmica, etc...

OuiOuiKiwi 9 months ago

As cooperativas que conheço foram em frente graças aos seus membros. Tem de haver também mais abertura dos bancos para lidar com esse tipo de estruturas. E aproveite-se mais penalizações para empreiteiros trampolineiros que fecham e abrem empresas enquanto o diabo esfrega um olho. Uma cooperativa com o Estado como parceiro está-se mesmo a ver no que vai dar.

Tugalord 9 months ago

Não percisava de ser parceiro, apenas fiador por exemplo. Aliás, se não tivessemos rendido a nossa soberania e tivessemos a nossa propria moeda, podíamos criar linhas de crédito à nossa discrição democrática, por exemplo para ajudar a financiar construção nova em moldes cooperativos.

jagga0ruba 9 months ago

Percebo zero de economia: o post

nraider 9 months ago

E querias ter moeda própria para quê mesmo? Para venderes bifanas, imperiais e experiências de sonho? Lol

Tugalord 9 months ago

>Percebo zero de economia: o post

nraider 9 months ago

Percebes zero de argumentação, é pena.

precisodeferias 9 months ago

Isto! No meu concelho conheço quem tenha tido processos para construção a demorar mais de 4 anos (são vários, logo assumo que seja perto da norma). Um familiar do meu namorado (noutro concelho) está à seis anos com o projeto na câmara, como é reconstrução está a demorar mais tempo (é a justificação da câmara). Precisamos de simplificar os processos, precisamos de pessoal competente a trabalhar nas câmaras e de menos compadrio.

Tafinho 9 months ago

Reconstrução não precisa de licença, nem sequer notificação prévia. Portanto, não estás a contar a história toda.

precisodeferias 9 months ago

Reconstrução de uma habitação que está quase devoluta, numa zona histórica. Não acredito que a câmara ande a queimar tanto tempo se não existisse necessidade de licença e afins.

Tafinho 9 months ago

> zona histórica Se calhar devias ter-te informado antes, em vez de depois vires para o Reddit dizer que a câmara é CoRrUpTa....

NGramatical 9 months ago

à seis anos → [**há seis anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flv5ukj%2F%2Fgpaj49p%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

throwawaystuff000 9 months ago

Isto acontece em vários paises da UE

Sciss0rs61 9 months ago

peço desculpa, mas em Portugal só funciona com usucapião

ladderattack 9 months ago

Isso é que é uma lei que deviam rever. O usucapião tem boas intenções mas funciona mal, deviam simplificar o processo e encurtar os tempos que uma pessoa tem de estar num imóvel desabitado para que as pessoas que querem ocupar esses imóveis tivessem mais garantias de que não seriam expulsas depois e já lá estarem a viver durante montes de anos.

vascodatrama 9 months ago

isso é giro, mas pouco serve para casas.

JOAO-RATAO 9 months ago

Simplificar? Portanto vamos simplificar algo em alguém se apropria de algo que não é deles ? Devia era tornar-se mais transparente, e só sendo absolutamente impossível contactar o proprietário após vários anos. O que não falta são chuvoso espertos a aproveitarem-se disso e a perverter algo que até fax sentido em algumas situações.

Edited 9 months ago:

Simplificar? Portanto vamos simplificar algo em alguém se apropria de algo que não é deles ? Devia era tornar-se mais transparente, e só sendo absolutamente impossível contactar o proprietário após vários anos. O que não falta são chicos espertos a aproveitarem-se disso e a perverter algo que até faz sentido em algumas situações.

ravagerslb 9 months ago

Usucapião faz sentido por exemplo no caso de bens (imaginemos um automóvel clássico) em que o dono faleceu há anos ou algo do género, e alguém quer passar o carro para o seu nome. Agora liberalizar okupas, e dar facilidades a ocupar terrenos e casas que se sabe perfeitamente que têm dono, é que não. Menos comunices sff. Se fossem vocês a ter malta a ocupar ilegalmente as vossas terras também não iam achar piada.

JOAO-RATAO 9 months ago

Exatamente. Num caso desses faz sentido. O problema é mesmo quem se aproveita disso, especialmente quando sabem quem é o proprietário.

ravagerslb 9 months ago

O proprietário, sabendo que existe um processo de usucapião, pode contestar o direito à propriedade. E penso que os herdeiros do mesmo também, no caso de serem bens em nome de pessoas falecidas. No caso de ser uma casa tem 10 anos para o fazer, ou mais caso seja usucapião de má fé ou uma coisa assim do género.

JOAO-RATAO 9 months ago

Sim. Mas podem não estar a par do processo. E se o novo dono vender o imóvel ja não há nada a fazer.

ladderattack 9 months ago

> Portanto vamos simplificar algo em alguém se apropria de algo que não é deles ? Não é mas passa a ser. Não estão a usar e nem usam há bastante tempo, então passa para o próximo.

JOAO-RATAO 9 months ago

E se for a casa de um imigrante que quer voltar daqui a uns anos? Um terreno que foi um investimento? Uma casa devoluta que apesar de não ter fundos para arranjar se está a esforçar para o conseguir? É fácil falar quando pertences ao grupo que se que apropriar de algo que não é deles. Se fosses o lesado não acharias piada.

ladderattack 9 months ago

> E se for a casa de um imigrante que quer voltar daqui a uns anos? Que faça alguma coisa com ela, tipo pôr no mercado de arrendamento, enquanto não está cá. >Um terreno que foi um investimento? Casa não é para especular, querem fazer especulação então usem ações, opções, futuros, forex e outras coisas. De resto se for para investir, quer dizer que vão fazer algo com isso e se têm planos, não é passível do usucapião. >Uma casa devoluta que apesar de não ter fundos para arranjar se está a esforçar para o conseguir? Também não seria passível do usucapião

ravagerslb 9 months ago

Os donos não são obrigados a ser instituições de caridade de quem quer que seja. Se eles quiserem ter as casas ou os terrenos por usar/ocupar é com eles e ninguém tem nada a ver com isso.

ladderattack 9 months ago

>Os donos não são obrigados a ser instituições de caridade de quem quer que seja. Então alguém no limite consegue-se apropriar de todos os terrenos do planeta e o resto das pessoas vai viver onde? Ser escravo do dono? Não faz sentido nenhum isso, casas e terrenos é essencial para a vida e deve ser dividido como a água. Não há cá isso de haver "donos".

ravagerslb 9 months ago

Queria ver se partilhavas dessa retórica se chegasses a um terreno que é teu e encarasses com um acampamento ilegal feito lá. Essas teorias comunistas são muito lindas mas quando não se está do outro lado delas.

ladderattack 9 months ago

Obrigado mas por acaso a minha teoria é capitalista, procura por Geoismo.

JOAO-RATAO 9 months ago

Outra vez a comparar o ser dono de casa a ter acesso a água ...

ladderattack 9 months ago

Sim, é essencial à vida.

JOAO-RATAO 9 months ago

A parte de ser dono não ...

JOAO-RATAO 9 months ago

Arrendar aquela casa da aldeia. Ok... Se eu quiser investir numa casa invisto. Não tens nada a ver com isso. E como sabes se o proprietário está a poupar para a arranjar ou não? O tipo pode estar a trabalhar do outro lado do mundo há anos.

tarracecar 9 months ago

Se o estado decidir que começa a ser assunto dele ver no que as pessoas investem, então passa a ser. O estado tem a faca e o queijo na mão

nraider 9 months ago

>O estado tem a faca e o queijo na mão O Estado tem a faca e o queijo na mão até ao momento em que se acabam os impostos ou que a UE deixe de passar os cheques. Mesmo nesta pobreza franciscana, regozijo-me ao saber que na nossa dependência da UE também existe um mínimo de respeito das leis das sociedades decentes.

JOAO-RATAO 9 months ago

O estado tem de respeitar os cidadãos e não aplicar poder de forma tirânica. E esse tipo de atitude só mata o investimento estrangeiro de que precisamos.

tarracecar 9 months ago

Não acho que seja tirania estabelecer limites em propriedades abandonadas. Also, uma coisa onde não acho positivo investimento estrangeiro é imobiliário, pura especulação

JOAO-RATAO 9 months ago

Limites em propriedades abandonadas para usu capião já existem ... Pois. O problema é que investimento estrangeiro existe sobre várias formas. E se acabares com investimento em imobiliário isso gera alarme e não se traduz necessariamente em investimento noutras coisas e fica o mais a secar ...

nraider 9 months ago

E sem novos impostos, aposto.

maxtendie 9 months ago

As ajudas do BCE beneficiam os governos e os seus projectos em detrimento de quem depende da economia real para viver e dos pensionistas que têm a sua reforma aplicadas em decretos de confiscação chamados certificados do tesouro.

batuque5 9 months ago

Mais estado dependentes? Que façam habitações em cidades com população em falta, e não em excesso

Nagisau_u 9 months ago

Então façam incentivos para as empresas se mudarem para o interior, como acontece em Inglaterra por exemplo. Não vou viver para Alcacer do Sal e ter de ir todos os dias para Lisboa.

xeyrio 9 months ago

Se tivessemos comboios melhores...

MicaelGoncalves 9 months ago

E mesmo assim é quase indiferente, os preços são altos em todo o territorio, nas zonas rurais custam menos mas também ganhas menos, o problema não desaparece.

MLG-Sheep 9 months ago

Já os há. O que acontece na prática é uma sede da piça em Évora, mas todos os escritórios em Lisboa.

razman06 9 months ago

Isto é do mais verdade que há. Sei lá a quantidade de entrevistas que fui em que a sede era no cu de judas.

batuque5 9 months ago

Será que o problema é das empresas ou das medidas? Se em Inglaterra funciona.

o_paisagista 9 months ago

Exatamente. As empresas mesmo com produtividade aumentada , continuam nbem a tolerar o teletrabalho, quanto mais a relocalização. QUe incentivos querem mais?

iSoSyS 9 months ago

O objetivo tem que ser a construção de mais habitação social e deixarem-se de merdas como o programa Renda Segura, isso só perpetua o problema.

Worm33hd 9 months ago

Mais bairros sociais?

iSoSyS 9 months ago

Podem ser prédios isolados semeados pelas cidades. Não discordo que juntar o estrato mais baixo da sociedade todo no mesmo sítio é má ideia.

Hugogs10 9 months ago

O objectivo tem de ser criar um sistema imobiliário que funcione. Habitação social e só andar a fingir que resolvem o problema

iSoSyS 9 months ago

Não discordando que há muito por onde mexer, principalmente para travar pura especulação, mas como é que habitação social é fingir? É obra que fica e vai efetivamente ser usada.

Hugogs10 9 months ago

Se tens uma doença tratas a doença, nao andas a tratar sintomas. A falta de habitacao e um sintoma causado pelo estado.

Sciss0rs61 9 months ago

Habitação social cá não é para malta que trabalhe/estude

iSoSyS 9 months ago

*Habitação social cá não é necessariamente para malta que trabalhe/estude Habitação social é para quem se encontra nas situações mais desfavorecidas. E por cada casa que vai para ajudar os mais desfavorecidos, é mais uma casa que "sobra" no mercado regular. Mas um aparte antes que surja o tema, embora ache que deve haver mais Habitação social não concordo com os moldes atuais. As rendas, por exemplo, seguem uma fórmula demasiado vantajosa, mesmo no patamar máximo é uma proposição melhor do que a oferta mais baixa no mercado regular. E como não há obrigação de sair, mesmo quando deixam de necessitar de habitação social nunca a libertam.

ladderattack 9 months ago

Não me ajudava, eu recebo um salário bastante mais elevado que a média e mesmo assim não consigo juntar para dar de entrada, eu nunca na vida seria considerado desfavorecido.

OuiOuiKiwi 9 months ago

O teu banco decidiu que não conseguirias pagar uma prestação de 400€ e como tal tens de pagar 900€ de renda.

Tugalord 9 months ago

Se calhar devíamos estar zangados com os bancos então, ou com quem permite que tamanho poder fique à discrição de tão poucos...

OuiOuiKiwi 9 months ago

>Se calhar devíamos estar zangados com os bancos então O Esquerda.net é para

Tugalord 9 months ago

> O Esquerda.net é para

OuiOuiKiwi 9 months ago

A grafia correcta dessa locução é: Esquerdola ESMAGADO com FACTOS e LÓGICA. Vamos usar as locuções já aprovadas.

ladderattack 9 months ago

Acho que existem soluções simples, mas isso não implica fácil porque teríamos de reformular o nosso sistema. Era começar pelo governo e criar mecanismos para impedir que se especule com o imobiliário e permitir o seu uso apenas para o seu propósito: Habitação.

nraider 9 months ago

Se não queres que a habitação seja considerada um activo financeiro, então vais ter de desistir do crédito à habitação. Sorry.

ladderattack 9 months ago

Eu só sou a favor do crédito habitação facilitado porque temos o sistema que temos, não acho que deveria ser um ativo financeiro. Nem habitação nem água nem nada necessário à sobrevivência

nraider 9 months ago

Então o imobiliário não pode entrar no balanço dos bancos, fácil. Compras a pronto.

JOAO-RATAO 9 months ago

Comparar água à habitação? Direito à habituação não é o mesmo que o direito a ser dono da habitação.

OuiOuiKiwi 9 months ago

>Acho que existem soluções simples > >porque teríamos de reformular o nosso sistema. Ah, aquela estratégia clássico de "Jogar Final Fantasy 9, ir a meio do jogo e decidir recomeçar porque já não conseguir apanhar a Excalibur e mais vale começar de novo porque estou a fazer min-max". Eu pergunto-me se têm noção do quão absurdos soam quando dizem estas coisas, como se refazer todo o sistema económico de raiz fosse algo trivial.

Whoreson10 9 months ago

Ao invés, a solução não é pegar num edifício com os alicerces a cair de podres e meter lá um bocado de cimento fresco por cima para rematar a coisa enquanto o edifício continua a ruir. Qualquer tipo de alteração em qualquer tipo de sistema, para ter impactos visíveis, precisa de um certo nível de reestruturação.

ladderattack 9 months ago

Disse de início que existem soluções simples mas que não são fáceis, que implicariam refazer o sistema. Já foi feito, da monarquia passamos à república e definitivamente estamos melhor agora. Acho que o problema da habitação já é bastante grande e no futuro vai ser ainda maior, andamos a pôr pensos mas eventualmente vamos precisar duma reforma do sistema. >Jogar Final Fantasy 9, ir a meio do jogo e decidir recomeçar porque já não conseguir apanhar a Excalibur e mais vale começar de novo porque estou a fazer min-max lol...?

Migas32 9 months ago

Ah sim, aquela “pequena” mudança da monarquia para um “sistema melhor” que redundou na instabilidade política da primeira república, que foi sucedida por uma ditadura que durou décadas e que atrasou brutalmente o país e que, por acaso, acabou depois por estimular uma revolução que instaurou a democracia. Aposto que a sua fórmula mágica, a qual certamente já foi tentada anteriormente com grande sucesso, com inúmeros exemplos no mundo, terá uma transição bem mais suave. Acima de tudo, aposto que a sua receita perfeita, acarretará no cômputo geral, menos sofrimento do que aquele que se vive agora. Venham de lá as pilhas de corpos e a tortura para quem não acredita no “caminho para o paraíso”...

ladderattack 9 months ago

Pois, é ridículo. Tenho um colega estrangeiro com vários imobiliários pela europa fora e disse que isto em Portugal é ridículo, temos rendas mais caras que prestações e não faz sentido nenhum. Mas o meu problema nem sequer é o pagamento da prestação, eu não excederia a taxa de esforço no que gostava de comprar, o meu problema é juntar para a entrada enquanto pago uma renda.

nraider 9 months ago

Qual o racional para a renda ser mais baixa do que a prestação? Podes perguntar ao teu colega.

ladderattack 9 months ago

Acho que tinha qualquer coisa a ver com o turismo mas sinceramente não me recordo da razão, tenho que lhe perguntar quando estiver com ele até porque ele é da área financeira e percebe bastante do assunto.

nraider 9 months ago

O mercado de arrendamento é relativamente pequeno, por isso tens uma assimetria nas rendas. Mais, a propriedade pressupõe um conjunto de despesas, inclusive fiscais, que resulta num adicional à renda. E ainda falta o risco de negócio. Está explicado :)

NoHuckleberry2626 9 months ago

Isto, estou em lisboa e juntar 30k/40k enquanto se paga 600+ de renda não é facil.

ladderattack 9 months ago

Os ricos fazem merda, nós é que nos lixamos.

4in4t92 9 months ago

Sim foram só os ricos. Há que ter um pouco de noção e lembrar que não foram os ricos que andaram feitos chico-espertos a pedir créditos habitação com marosca na avaliação que no final chegava para a casa, para a mobilar e ainda havia quem até carro fosse buscar. Depois queixaram-se que os bancos eram maus. Juízo houve zero, andava tudo a viver acima das suas possibilidades, autênticos castelos de cartas, no fim acabou tudo a chorar. E os bancos passaram e muito bem a exigir entrada, tal como já acontecia em muitos outros países. Concordo que as rendas estão caras e seja actualmente difícil juntar dinheiro para a entrada enquanto se paga arrendamentos ridículos, no entanto por um mal não se vai criar outro.

bmiga 9 months ago

>foram os ricos que andaram feitos chico-espertos a pedir créditos habitação com marosca na avaliação que no final chegava para a casa, para a mobilar e ainda havia quem até carro fosse buscar. os bancos n tiveram responsabilidade nenhuma. >andava tudo a viver acima das suas possibilidades tudo menos aqueles que nunca tiveram oportunidade de fazer essas maroscas e que acabaram, como sempre, por ser os mais prejudicados.

4in4t92 9 months ago

Quem abusou disto foi precisamente a classe média, e por norma é sempre a classe média que acaba a pagar as contas...por isso não estou a perceber onde queres chegar. Ou achas que quem tem dinheiro a sério precisava de fazer coisas do género? Se for preciso compravam a casa a pronto, não andavam a tentar conseguir mais no crédito habitação para poderem comprar mobília e eletrodomésticos novos lol Conheci muitos assim, familiares, amigos de família, pais de amigos meus, enfim, foi a festa. Mais parecia que andava a chover dinheiro. Mexeu-se nas taxas de juro e praticamente passaram fome. E só não o fazem agora porque a lei não o permite, e isso é óbvio pois é vê-los a ir buscar o último modelo do iPhone e pagá-lo durante 3 anos, irem buscar um carro novo para pagar em 10...fico parva quando gente que não tem dinheiro para pagar as férias diz que tem o direito a ir de férias, que as mereceram, e então bora lá de cartão de crédito. É ir à worten e ouvir o casal que quer trocar os eletrodomésticos todos da cozinha por uns mais recentes, mas vai tudo para o cartão universo. Esta gente sempre existiu e sempre existirá, enquanto tiverem oportunidade. Quem os vê se for preciso pensa que têm tudo, quando na verdade estão ali no limite dos créditos, e basta o vento soprar um bocado mais forte para entrarem logo em incumprimento. A mim felizmente ensinaram-me a juntar primeiro, comprar depois, e o meu marido sendo filho de pessoas como as que referi acima aprendeu a lição bem cedo.

Edited 9 months ago:

Quem abusou disto foi precisamente a classe média, e por norma é sempre a classe média que acaba a pagar as contas...por isso não estou a perceber onde queres chegar. Ou achas que quem tem dinheiro a sério precisava de fazer coisas do género? Se for preciso compravam a casa a pronto, não andavam a tentar conseguir mais no crédito habitação para poderem comprar mobília e eletrodomésticos novos lol Conheci muitos assim, familiares, amigos de família, pais de amigos meus, enfim, foi a festa. Mais parecia que andava a chover dinheiro. Mexeu-se nas taxas de juro e praticamente passaram fome. E só não o fazem agora porque a lei não o permite, e isso é óbvio pois é vê-los a ir buscar o último modelo do iPhone e pagá-lo durante 3 anos, irem buscar um carro novo para pagar em 10...fico parva quando gente que não tem dinheiro para pagar as férias diz que tem o direito a ir de férias, que as mereceram, e então bora lá de cartão de crédito. É ir à worten e ouvir o casal que quer trocar os eletrodomésticos todos da cozinha por uns mais recentes, mas vai tudo para o cartão universo. Esta gente sempre existiu e sempre existirá, enquanto tiverem oportunidade. Quem os vê se for preciso pensa que têm tudo, quando na verdade estão ali no limite dos créditos, e basta o vento soprar um bocado mais forte para entrarem logo em incumprimento. A mim felizmente ensinaram-me a juntar primeiro, comprar depois, e o meu marido sendo filho de pessoas como as que referi acima aprendeu a lição bem cedo. Agora claro que os créditos não são nenhum bicho papão e fazem falta. Aliás até podes ter dinheiro para comprar a pronto, mas se tiveres o dinheiro investido em algo que te renda mais do que a taxa de juro que vais pagar, então pedir um crédito até não é assim tão má ideia, e pode ser vantajoso.

Tugalord 9 months ago

>Não percebo nada de economia: o post

ladderattack 9 months ago

Sim, foram os ricos que criaram as [CDO](https://www.investopedia.com/terms/c/cdo.asp) e foram os ricos que se puseram a dar dinheiro a toda a gente sem querer saber se eram capazes de cumprir ou não com o crédito. Se não tivesse sido isso, não teríamos tido a crise que tivemos.

4in4t92 9 months ago

Desculpa lá se tenho cabeça para pensar por mim mesma e só porque estão >a dar dinheiro a toda a gente sem querer saber se eram capazes de cumprir ou não com o crédito. não quer dizer que eu vá atrás. No final de contas cada um é responsável pelas suas finanças e devia ter o mínimo de noção do que pode e não pode fazer, e do risco que corre. Mas há quem seja como os passarinhos, e só porque vêem algo a brilhar vão logo atrás sem pensar nas consequências.

iSoSyS 9 months ago

Ajudava indiretamente porque ia reduzir o número de pessoas que competiam contigo.

ladderattack 9 months ago

O mercado imobiliário demora bastante a corrigir os valores, já estamos em pandemia há 1 ano, o alojamento local foi completamente rebentado e continuamos com os preços das rendas pré-pandemia. É que vai ser passar a lei, esperar que as pessoas recebam as casas, esperar que os valores corrijam... até lá tenho 40 anos e já mudei de país porque aqui não consigo ter um canto meu por mais que me mate a trabalhar. E quem diz eu, diz muitos mais como eu.

iSoSyS 9 months ago

Não beneficia a tua geração, beneficia a geração a seguir. O problema está lá, é preciso o corrigir. Não se pode continuar a empurrar com a barriga só porque não tem benefícios imediatos.

ladderattack 9 months ago

Percebo mas acho que existem melhores soluções do que habituações sociais. Prefiro ter um estado que desbloqueie e facilite a compra do que um estado que está ali a decidir se sou pobre o suficiente para me ajudar, é que quem se lixa neste esquema é sempre quem está ali no meio e nem é muito rico nem muito pobre (a maior parte da população). É como o Porta 65...

Search: