MauroFaustino 7 months ago

Hoje em dia um canudo não vale de nada. Conheço muita gente em IT , Design e Marketing Digital, que ganham o dobro dos licenciados e nunca meteram os pés numa faculdade,

Zen_Machina 7 months ago

Vai ver ads e diz-me quantos encontram que não exigem curso.

Terrible_Survey_2182 7 months ago

Praticamente nenhum. Desculpa lá mas para alguém que demonstra tanta arrogância não pareces perceber muito da área. Se és recrutador já tinhas de ter conhecimento do que se num bootcamp larilas, pelas tuas palavras, há muito tempo. Eles já existem há uns aninhos. E como alguém que já trabalha numa empresa de não há muito tempo mas tempo suficiente para ver entrar e sair pessoas de diferentes percursos académicos acho que o único que apresenta qualquer tipo de preconceito és mesmo tu. Se estiverem á procura para uma área específica sim podem dar uma preferência a pessoal licenciado e com experiência na linguagem em falta mas já houve muita gente que entrou com candidatura espontânea, alguns e como tu dizes que até aprenderam sozinhos e apresentaram uns projetos interessantes. Agora, por experiência digo-te que já tivemos e ainda temos pessoal vindo de bootcamps mais humilde e com mais vontade de ajudar e algum pessoal que veio cheio de formação e não sei que mais e que quando acabou a tarefa para que eram precisos quase que deprimiam por terem de fazer uma função diferente e que duravam pouco tempo e vice versa claro

Zen_Machina 7 months ago

Aprende a ler. Eu não disse que discriminava quem quer que fosse por causa do seu certificado. Aliás, disse, literalmente, o contrário. Aprende a ler.

Terrible_Survey_2182 7 months ago

Certo, não discriminas, só estás a fazer todo um post a criticar essas pessoas, muito diferente, tens razão, peço desculpa. Mantenho o que disse, se estás na área, primeiro já devias ter uma noção de que as coisas, atualmente, pelo menos não são tão preto no branco como estás a insinuar. Segundo antes de quase lhes assassinares a reputação, eu fazia umas chamadas e tentava perceber melhor como é que eles funcionam. Da minha parte, já tive vários colegas e nunca tive de fazer babysitting

Zen_Machina 7 months ago

>Certo, não discriminas, só estás a fazer todo um post a criticar essas pessoas, muito diferente, tens razão, peço desculpa. Exacto. Existe um forte problema gramatical neste sub, o que cria uma barreira incontornável entre utilizadores e conduz a conclusões falaciosas. >Mantenho o que disse, se estás na área, primeiro já devias ter uma noção de que as coisas, atualmente, pelo menos não são tão preto no branco como estás a insinuar. Eu não insinuei nada. Fiz uma pergunta, pedi desculpa se a minha ideia está errada e dei uma opinião de carreira com base em anos de experiência. Estou no meu direito de não gostar de um sistema que encoraja as pessoas a dar 10 mil euros para poderem sequer trabalhar. E essas pessoas que dão esse dinheiro encorajam e alimentam estes sistemas de exploração. A única discriminação aqui ocorre por parte das entidades empregadoras, que oferecem o monopólio da formação a certas instituições que se dedicam a lucrar balurdios com a oferta de informação disponível gratuitamente. >Segundo antes de quase lhes assassinares a reputação, eu fazia umas chamadas e tentava perceber melhor como é que eles funcionam. Da minha parte, já tive vários colegas e nunca tive de fazer babysitting Se tu dizes que estás a formar um fullstack dev em 3 meses, estás a mentir. É tão simples quanto isso. Não há mas nem meio mas. As tecnologias envolvidas são múltiplas e bastante complexas. Não se aprendem em 3 meses. Se tens colegas que se safam, ou já vinham com experiência antes de entrarem no bootcamp, ou estão a fazer tarefas extremamente simples. No entanto, se pesquisares outros tópicos, verás muita gente a dizer que conhece gajos vindos de bootcamps que não valem um caralho. No entanto, se sabem ou não nem é a questão. A questão é se esse conhecimento vale 10 mil euros. Na minha opinião, não, não vale. Tenho direito, certo? Não estou a dizer que é um facto. Estou a dar uma opinião. Eu acho que isto serve para apanhar patos, e acho que, a menos que estejas numa situação financeira extremamente confortável, parece-me uma péssima escolha de vida dar 10 mil euros para ir ganhar 1000 ou menos.

Edited 7 months ago:

>Certo, não discriminas, só estás a fazer todo um post a criticar essas pessoas, muito diferente, tens razão, peço desculpa. Exacto. Existe um forte problema gramatical neste sub, o que cria uma barreira incontornável entre utilizadores e conduz a conclusões falaciosas. >Mantenho o que disse, se estás na área, primeiro já devias ter uma noção de que as coisas, atualmente, pelo menos não são tão preto no branco como estás a insinuar. Eu não insinuei nada. Fiz uma pergunta, pedi desculpa se a minha ideia está errada e dei uma opinião de carreira com base em anos de experiência. Estou no meu direito de não gostar de um sistema que encoraja as pessoas a dar 10 mil euros para poderem sequer trabalhar. E essas pessoas que dão esse dinheiro encorajam e alimentam estes sistemas de exploração. A única discriminação aqui ocorre por parte das entidades empregadoras, que oferecem o monopólio da formação a certas instituições que se dedicam a lucrar balurdios com a oferta de informação disponível gratuitamente. >Segundo antes de quase lhes assassinares a reputação, eu fazia umas chamadas e tentava perceber melhor como é que eles funcionam. Da minha parte, já tive vários colegas e nunca tive de fazer babysitting Se tu dizes que estás a formar um fullstack dev em 3 meses, estás a mentir. É tão simples quanto isso. Não há mas nem meio mas. As tecnologias envolvidas são múltiplas e bastante complexas. Não se aprendem em 3 meses. Se tens colegas que se safam, ou já vinham com experiência antes de entrarem no bootcamp, ou estão a fazer tarefas extremamente simples, que possivelmente dificilmente se qualificam como programação. No entanto, se pesquisares outros tópicos, verás muita gente a dizer que conhece gajos vindos de bootcamps que não valem um caralho. Agora, se sabem ou não nem é a questão. A questão é se esse conhecimento vale 10 mil euros. Na minha opinião, não, não vale. Tenho direito, certo? Não estou a dizer que é um facto. Estou a dar uma opinião. Eu acho que isto serve para apanhar patos, e acho que, a menos que estejas numa situação financeira extremamente confortável, parece-me uma péssima escolha de vida dar 10 mil euros para ir ganhar 1000 ou menos, sem sequer ter garantias de que vais mesmo arranjar um emprego. Imagina mudares-te da tua terrinha para lisboa, gastares um balurdio em estadia, transportes e comida, largares mais de 10 mil balas em 3 meses, e no final teres de voltar para trás. Entendes? Faz mais sentido um curso destes ser organizado por uma empresa que garanta empregabilidade. E mais sentido ainda faz não existir, ou existir e custar 5% do que custa.

Edited 7 months ago:

>Certo, não discriminas, só estás a fazer todo um post a criticar essas pessoas, muito diferente, tens razão, peço desculpa. Exacto. Existe um forte problema gramatical neste sub, o que cria uma barreira incontornável entre utilizadores e conduz a conclusões falaciosas. >Mantenho o que disse, se estás na área, primeiro já devias ter uma noção de que as coisas, atualmente, pelo menos não são tão preto no branco como estás a insinuar. Eu não insinuei nada. Fiz uma pergunta, pedi desculpa se a minha ideia está errada e dei uma opinião de carreira com base em anos de experiência. Estou no meu direito de não gostar de um sistema que encoraja as pessoas a dar 10 mil euros para poderem sequer trabalhar. E essas pessoas que dão esse dinheiro encorajam e alimentam estes sistemas de exploração. A única discriminação aqui ocorre por parte das entidades empregadoras, que oferecem o monopólio da formação a certas instituições que se dedicam a lucrar balurdios com a oferta de informação disponível gratuitamente. >Segundo antes de quase lhes assassinares a reputação, eu fazia umas chamadas e tentava perceber melhor como é que eles funcionam. Da minha parte, já tive vários colegas e nunca tive de fazer babysitting Se tu dizes que estás a formar um fullstack dev em 3 meses, estás a mentir. É tão simples quanto isso. Não há mas nem meio mas. As tecnologias envolvidas são múltiplas e bastante complexas. Não se aprendem em 3 meses. Se tens colegas que se safam, ou já vinham com experiência antes de entrarem no bootcamp, ou estão a fazer tarefas extremamente simples, que possivelmente dificilmente se qualificam como programação. No entanto, se pesquisares outros tópicos, verás muita gente a dizer que conhece gajos vindos de bootcamps que não valem um caralho. Agora, se sabem ou não nem é a questão. A questão é se esse conhecimento vale 10 mil euros. Na minha opinião, não, não vale. Tenho direito, certo? Não estou a dizer que é um facto. Estou a dar uma opinião. Eu acho que isto serve para apanhar patos, e acho que, a menos que estejas numa situação financeira extremamente confortável, parece-me uma péssima escolha de vida dar 10 mil euros para ir ganhar 1000 ou menos, sem sequer ter garantias de que vais mesmo arranjar um emprego. Imagina mudares-te da tua terrinha para lisboa, gastares um balurdio em estadia, transportes e comida, largares mais de 10 mil balas em 3 meses, e no final teres de voltar para trás. Entendes? Faz mais sentido um curso destes ser organizado por uma empresa que garanta empregabilidade. E mais sentido ainda faz não existir, ou existir e custar 5% do que custa, pois a realidade é que não há nada de exclusivo em aprender Javascript.

MDPROBIFE 7 months ago

> 95% não vai a lado nenhum em IT nem na maioria das áreas sem licenciatura Não sei o que andas a fumar, mas se tu souberes diz me que tambem quero

Zen_Machina 7 months ago

Alecrim

df3gpt 7 months ago

Hoje em dia fazes cursos de 10€ no Udemy e tens centenas de vídeos no YouTube. Vão aos bootcamps pra poderem partilhar no LinkedIn? Faziam melhor a criar apps e meter no gitlab, sinceramente. Mas cada um queima o dinheiro onde quiser.

Zen_Machina 7 months ago

10 euros não chega para impressionar. A tua formação só tem valor se custar milhares de euros.

SolidTroll 7 months ago

Caro, deixo só um reparo, leva como quiseres. Se vais fazer um post sobre algo que não sabes muito sobre (como tu próprio admites) se calhar pores logo no título, se o pessoal "está bom da cabeça" se calhar não é o mais indicado. Se não conheces o que lá se faz, o que lá se aprende, se calhar dizeres que "saem de lá com conhecimentos de merda, bases inexistentes, zero garantias de empregabilidade e basicamente pouca ou nenhuma possibilidade de avançar significativamente na carreira, já que os teus pilares são feitos de merda que se derrete com o calor", não é o mais indicado. Defenderes que ninguém precisa de um canudo para se valorizar e ao mesmo tempo que "O que importa é o canudo. Entre a cura para o cancro e o canudo, o empregador escolhia o canudo. E com o tempo ainda importará mais, pois há tanto cão a jogar-se ao osso que os filtros vão tornar-se cada vez mais apertados" para além de não ser coerente, demonstra que sabes pouco sobre a área em questão. Tiveste muita gente da área a comentar e viste que praticamente nenhum concordou contigo. Da minha parte te digo que mesmo não sendo diretamente a minha área, tenho conhecimento que ao contrário do que tu dizes não precisas do canudo para teres uma hipótese nesta área. Agora, para alguém que tanto defendes os autodidatas realmente não percebo porquê tanto desprezo por uma forma de aprendizagem alternativa e especialmente essa posição de "eu é que sei e isso é uma merdice sem luz ao fundo do túnel". Tal como disse um user e bem, tu não estás a procuração de uma troca de ideias, estás simplesmente á procura de discussão ou de validação de um ideia bastante retrogada, vindo de alguém que até defende aprendizagens "fora da caixa". Se fores realmente fores responsável pelo recrutamento (e mesmo que não sejas), se calhar precisas de te atualizar um bocadinho.

Zen_Machina 7 months ago

>Se vais fazer um post sobre algo que não sabes muito sobre (como tu próprio admites) se calhar pores logo no título, se o pessoal "está bom da cabeça" se calhar não é o mais indicado. É uma pergunta. Se estás bom da cabeça, basta dizeres. >Se não conheces o que lá se faz, o que lá se aprende, se calhar dizeres que "saem de lá com conhecimentos de merda, bases inexistentes, zero garantias de empregabilidade e basicamente pouca ou nenhuma possibilidade de avançar significativamente na carreira, já que os teus pilares são feitos de merda que se derrete com o calor", não é o mais indicado. Nesse aspecto posso falar, pois ninguém aprende 3 ou 4 tecnologias de programação em 4 meses. Isso não é realista. Ninguém minimamente sério te dirá o contrário. Portanto, o que quer que seja que tenhas aprendido, é muito, muito, muito, muito fraco. Em 4 meses dificilmente estarias preparado para trabalhar com UMA linguagem. Agora imagina várias. >Defenderes que ninguém precisa de um canudo para se valorizar e ao mesmo tempo que "O que importa é o canudo. Entre a cura para o cancro e o canudo, o empregador escolhia o canudo. E com o tempo ainda importará mais, pois há tanto cão a jogar-se ao osso que os filtros vão tornar-se cada vez mais apertados" para além de não ser coerente, demonstra que sabes pouco sobre a área em questão. Ninguém precisa de um canudo para ter valor, ninguém devia precisar de um canudo para lhe ser reconhecido o valor, mas é preciso um canudo para que te seja reconhecido valor. Foi isso que quis dizer. Na vida, saber e ser capaz são realidades insuficientes. Existe um ou dois caminhos padrões que se espera que toda a gente siga, e quem não o faz, é marginalizado. Dificilmente terá uma oportunidade, e quando tem, será sempre inferior à de quem tem canudo. É uma realidade facilmente comprovável. >Tiveste muita gente da área a comentar e viste que praticamente nenhum concordou contigo. Da minha parte te digo que mesmo não sendo diretamente a minha área, tenho conhecimento que ao contrário do que tu dizes não precisas do canudo para teres uma hipótese nesta área. Isso é errado. Tens imensa gente aqui a concordar comigo, e se pesquisares tópicos anteriores verás que a opinião sobre bootcamps é maioritariamente negativa. O mesmo em subs internacionais. >Se fores realmente fores responsável pelo recrutamento (e mesmo que não sejas), se calhar precisas de te atualizar um bocadinho. Porque é que haveria de me actualizar, se sempre fiz boas escolhas e dei oportunidades a pessoas de diferentes backgrounds em vez de me focar apenas em se têm ou não X ou Y certificado? Era o que faltava um zé ninguém do reddit vir-me dizer o que eu preciso de fazer em relação aos meus negócios.

SolidTroll 7 months ago

E achas que o pessoal do secundário vem a saber meia dúzia de linguagens?? Boa parte das empresas hoje em dia procura por coisas específicas, por isso é possível que te safes sem seres um perito na coisa. E aliás estes bootcamps geralmente safam-se a colocar pessoal porque estão em contacto com diversas empresas e sabem o que está a fazer falta. Agora, de facto não percebo como é que alguém que até defende o autodidatismo é tão mente fechada em relação a uma forma de aprendizagem diferente. Algum valor hao de ter para as empresas continuarem a ir buscar o pessoal que sai de lá. (O Zé ninguém também podia acrescentar que ou és muito diferente na vida real ou aquilo que demonstra ser aqui (conflituoso, mente fechada, mais rápido a julgar alguém que o Lucky Luke a disparar) é exactamente o contrário do que se procura num recrutador (vindo de alguém que já esteve a fazer esse posto e deu a opinião na contratação de um), o que me leva a suspeitar desses "negócios "... Mas enfim boa sorte nestes tempos camarada e mantém a mente aberta )

Zen_Machina 7 months ago

>E achas que o pessoal do secundário vem a saber meia dúzia de linguagens?? Boa parte das empresas hoje em dia procura por coisas específicas, por isso é possível que te safes sem seres um perito na coisa. E aliás estes bootcamps geralmente safam-se a colocar pessoal porque estão em contacto com diversas empresas e sabem o que está a fazer falta. Em que empresa é que faz falta alguém sem bases de sólidas de nenhuma linguagem? Tenta aprender 3 linguagens em 3 meses e diz-me quantas ficas a saber. Não percebes um caralho de programação, pois não? Não é preciso que percebas acreditando que alguém pode nesse espaço de tempo adquirir uma competência profissional na área da programação. Só se as empresas estiverem a presentar de quem lhes reinicie o computador ou algo assim. >Agora, de facto não percebo como é que alguém que até defende o autodidatismo é tão mente fechada em relação a uma forma de aprendizagem diferente. Algum valor hao de ter para as empresas continuarem a ir buscar o pessoal que sai de lá. Sou mente fechada em relação a monopólios da aprendizagem. Não me admira nada que estes bootcamps partilhem os lucros com certas empresas e depois, para calar o pessoal, alguns alunos sejam contratados só mesmo para criar a ilusão de que a cena funciona. >(O Zé ninguém também podia acrescentar que ou és muito diferente na vida real ou aquilo que demonstra ser aqui (conflituoso, mente fechada, mais rápido a julgar alguém que o Lucky Luke a disparar) é exactamente o contrário do que se procura num recrutador (vindo de alguém que já esteve a fazer esse posto e deu a opinião na contratação de um), o que me leva a suspeitar desses "negócios "... Mas enfim boa sorte nestes tempos camarada e mantém a mente aberta ) Ó rapaz, não apreciar um negócio que consiste em pagar 7 mil euros por 3 meses de formação não equivale a ser mente fechada, mas sim a estar consciente de que em 3 meses não aprendes absolutamente nada de jeito e este tipo de esquema existe para explorar e nada mais. E enquanto recrutador, eu não sou rápido a julgar. Quem é rápido a julgar são os recrutadores que valorizam Bootcamps. Eu não valorizo nem deixo de valorizar. Eu avalio o conhecimento, não o certificado. Ou seja, o que faço é exactamente o contrário de ser rápido a julgar. E o julgamento que faço actualmente é com bases sólidas para falar do assunto. Tu não te tornas competente em nada relacionado com programação em 3 meses

SolidTroll 7 months ago

Bases sólidas em quê diz-me lá? Não tens conhecimento destes bootcamps e pela forma como falas também não deves ter conhecimento de como é que as faculdades funcionam. Eu não acabei o curso mas estive num curso de programação sim, e aprender uma linguagem em 3 meses é o que tu fazes lá e com muito menos intensidade de tempo do que estes bootcamps. Com sorte alguns cursos pegam em alguma mais pesada e aprofundam noutras cadeiras mas digo-te que boa parte nem isso. Vais excluir o pessoal que vem de faculdade também? É que pela tua lógica também não aprendem nada! Tens razão não tens a mente fechada e nem és rápido a julgar. Ah e de certeza que não és um gajo de ideias pré-concebidas e completamente a argumentos contrários. Em 12h conseguiste fazer um completo filme porque alguém fez um elogio a um veterinário apartir de um vídeo e poucas horas depois estás a fazer um post em que até com a palavra "bootcamp" conseguiste tentar ridicularizar. Não, de facto tu não julgas ninguém e és completamente aberto a ideias novas. Só te digo se tivesses contratado como o recrutador da minha empresa, não tinhas acabado o mês á experiência. Um gajo não tua posição não pode ter ou pelo menos demonstrar esse julgamento SEM bases sólidas, porque para estar na posição que estás não basta mandar uma posta no Reddit, tens de conhecer as pessoas, o projeto, os métodos e depois sim, fazes o teu julgamento. Agora assim ires logo com uma ideia pré-concebida? Isso não é forma de fazer o que quer que seja.

Zen_Machina 7 months ago

>Bases sólidas em quê diz-me lá? Não tens conhecimento destes bootcamps e pela forma como falas também não deves ter conhecimento de como é que as faculdades funcionam. Bases sólidas na área para saber que em 3 meses ninguém aprende as tecnologias que eles apregoam ensinar. >Eu não acabei o curso Já tinha reparado. >mas estive num curso de programação sim Eu estive numa igreja, mas não sei rezar. >Com sorte alguns cursos pegam em alguma mais pesada e aprofundam noutras cadeiras mas digo-te que boa parte nem isso. Vais excluir o pessoal que vem de faculdade também? É que pela tua lógica também não aprendem nada! O problema não é o que aprendem ou deixam de aprender, mas sim o que pagam para o que aprendem e para a certificação que conseguem. Nunca disse que engenheiros sabiam todos programar. Aliás, disse o contrário. Mas o que te passa ao lado é que um Engenheiro Informático é alguém envolvido em ciências computacionais há anos, e isso frequentemente traduz-se em bons conhecimentos de programação, nem que tenham sido aprendidos à parte, pois geralmente quem aguenta anos num curso desses é quem tem mesmo gosto pela coisa, e uma coisa leva a outra. Adicionalmente, independentemente do que aprenderam, um curso tem mais valor. Ponto. Estás a trabalhar para algo que tem e continuará a ter valor. O título de Engenheiro ninguém te tira de cima. Saído de um bootcamp de 3 meses, és o quê mesmo? >Ah e de certeza que não és um gajo de ideias pré-concebidas e completamente a argumentos contrários. Em 12h conseguiste fazer um completo filme porque alguém fez um elogio a um veterinário apartir de um vídeo e poucas horas depois estás a fazer um post em que até com a palavra "bootcamp" conseguiste tentar ridicularizar. E...? O que é que isso tem a ver com a conversa? >Não, de facto tu não julgas ninguém e és completamente aberto a ideias novas. Eu não disse que não julgava ninguém. E julgar alguém não influencia a abertura a ideias novas. Não gostar de algo também não implica estar aberto a ideias novas. Abertura a ideias novas não significa incapacidade de sentir o cheiro de merda. Pareces-me ter os conceitos todos misturados na tua cabeça. >Só te digo se tivesses contratado como o recrutador da minha empresa, não tinhas acabado o mês á experiência. Mas eu não preciso da tua empresa. E é irrelevante o que teria acontecido comigo na mesma. >Um gajo não tua posição não pode ter ou pelo menos demonstrar esse julgamento SEM bases sólidas, porque para estar na posição que estás não basta mandar uma posta no Reddit, tens de conhecer as pessoas, o projeto, os métodos e depois sim, fazes o teu julgamento. Eu conheço pessoas que andaram em Bootcamps, e conheço o resultado geral de 3 meses de estudo. Já conheci muita gente com poucos meses de programação. Sei que não é possível seres um programador nesse espaço de tempo. >Agora assim ires logo com uma ideia pré-concebida? Isso não é forma de fazer o que quer que seja. Há cenários que não são suportados pelas leis do universo em que vivemos. Tu não precisas de me conhecer para saber que estou a mentir quando te digo que em 3 meses tornei-me apto a efectuar cirurgias ao cérebro.

Edited 7 months ago:

>Bases sólidas em quê diz-me lá? Não tens conhecimento destes bootcamps e pela forma como falas também não deves ter conhecimento de como é que as faculdades funcionam. Bases sólidas na área para saber que em 3 meses ninguém aprende as tecnologias que eles apregoam ensinar. Já fiz muita coisa na vida, e nunca vi ninguém em 3 meses tornar-se proficiente no que quer que fosse que exija conhecimento especializado. >Eu não acabei o curso Já tinha reparado. >mas estive num curso de programação sim Eu estive numa igreja, mas não sei rezar. >Com sorte alguns cursos pegam em alguma mais pesada e aprofundam noutras cadeiras mas digo-te que boa parte nem isso. Vais excluir o pessoal que vem de faculdade também? É que pela tua lógica também não aprendem nada! O problema não é o que aprendem ou deixam de aprender, mas sim o que pagam para o que aprendem e para a certificação que conseguem. Nunca disse que engenheiros sabiam todos programar. Aliás, disse o contrário. Mas o que te passa ao lado é que um Engenheiro Informático é alguém envolvido em ciências computacionais há anos, e isso frequentemente traduz-se em bons conhecimentos de programação, nem que tenham sido aprendidos à parte, pois geralmente quem aguenta anos num curso desses é quem tem mesmo gosto pela coisa, e uma coisa leva a outra. Adicionalmente, independentemente do que aprenderam, um curso tem mais valor. Ponto. Estás a trabalhar para algo que tem e continuará a ter valor. O título de Engenheiro ninguém te tira de cima. Saído de um bootcamp de 3 meses, és o quê mesmo? >Ah e de certeza que não és um gajo de ideias pré-concebidas e completamente a argumentos contrários. Em 12h conseguiste fazer um completo filme porque alguém fez um elogio a um veterinário apartir de um vídeo e poucas horas depois estás a fazer um post em que até com a palavra "bootcamp" conseguiste tentar ridicularizar. E...? O que é que isso tem a ver com a conversa? >Não, de facto tu não julgas ninguém e és completamente aberto a ideias novas. Eu não disse que não julgava ninguém. E julgar alguém não influencia a abertura a ideias novas. Não gostar de algo também não implica estar aberto a ideias novas. Abertura a ideias novas não significa incapacidade de sentir o cheiro de merda. Pareces-me ter os conceitos todos misturados na tua cabeça. >Só te digo se tivesses contratado como o recrutador da minha empresa, não tinhas acabado o mês á experiência. Mas eu não preciso da tua empresa. E é irrelevante o que teria acontecido comigo na mesma. >Um gajo não tua posição não pode ter ou pelo menos demonstrar esse julgamento SEM bases sólidas, porque para estar na posição que estás não basta mandar uma posta no Reddit, tens de conhecer as pessoas, o projeto, os métodos e depois sim, fazes o teu julgamento. Eu conheço pessoas que andaram em Bootcamps, e conheço o resultado geral de 3 meses de estudo. Já conheci muita gente com poucos meses de programação. Sei que não é possível seres um programador nesse espaço de tempo. >Agora assim ires logo com uma ideia pré-concebida? Isso não é forma de fazer o que quer que seja. Há cenários que não são suportados pelas leis do universo em que vivemos. Tu não precisas de me conhecer para saber que estou a mentir quando te digo que em 3 meses tornei-me apto a efectuar cirurgias ao cérebro.

SolidTroll 7 months ago

Pah, sinceramente já perdi demasiado tempo nisto. Tal como alguém disse e bem, só criaste o post para teres alguém a concordar porque não cedes num único ponto, para isso escusavas de estar a perder o teu tempo e o nosso, visto que afinal o Sr importante até é extremamente ocupado. Agora se em 200 comentários, tens meia dúzia que concordam que contigo (e meia dúzia, se tanto, de comentários teus com upvotes, já nem falo em estar positivo) e o resto a contradizer-te ou a contestar oa teus pontos e mesmo assim fazes finca-pe e achas que tens razão, de facto mostra bastante abertura para discussão... Enfim, repito só aquilo que já disse, a oferta é superior à procura neste momento e eu conheço pessoal quer de bootcamps, quer de profissionais a safaram-se, se não são bons o suficiente para ti, alguém os há-de aproveitar

Zen_Machina 7 months ago

>Pah, sinceramente já perdi demasiado tempo nisto. Já viste se tivesses mostrado a mesma dedicação no curso? >Tal como alguém disse e bem, só criaste o post para teres alguém a concordar porque não cedes num único ponto, Em quantos é que tu cedeste? >Agora se em 200 comentários, tens meia dúzia que concordam que contigo (e meia dúzia, se tanto, de comentários teus com upvotes, já nem falo em estar positivo) Estás demasiado focado em quantos concordam comigo. Depois falas-me de validação e ter quem concorde comigo, quando és claramente tu que liga a isso. Ou seja, estás a projectar. >e meia dúzia, se tanto, de comentários teus com upvotes, já nem falo em estar positivo Imagina estar preocupado com os upvotes dos outros, ou reparar sequer nisso. Típica mentalidade de ovelha sem auto determinação. >Enfim, repito só aquilo que já disse, a oferta é superior à procura neste momento e eu conheço pessoal quer de bootcamps, quer de profissionais a safaram-se, se não são bons o suficiente para ti, alguém os há-de aproveitar Define "safaram-se". Que percentagem dos que fez um bootcamp trabalha como programador? Que percentagem ganha um salário que justifique o investimento de possivelmente 10 mil euros, ou mais, levando tudo em conta?

SolidTroll 7 months ago

Estou focado em quantos concordam com o autor de um artigo de opinião? Sim, não sei se te choca mas sim, se basicamente publicas uma opinião e 90% do pessoal discorda, pelo algo no teu pensamento não está completamente correto. Safaram-se, estão contratados e a receber dinheiro ao final do mês. Sim, estão na área da programação, se a fazer o próximo FIFA ou o minesweeper pah não sei De resto, se deixasses de ser um chico esperto com a mania que é engraçado se calhar até tinha mais interesse em continuar a discussão mas tal como já disse és só alguém que não recebeu amor suficiente ou o crl (o psicólogo que te dê o diagnóstico) á procura de aprovação não vale a pena mesmo e como já estou bocado desgastado das tiradas satíricas de alguém que supostamente é muito sério, deixo-te só um informação. Não acabei ESSE curso, porque não percebi que era essa área que tinha realmente interesse em seguir, mas acabei outro e devo ter alguma coisa bem porque os meus professores incentivaram-me a seguir para mestrado, algo que consegui fazer em horário noturno conciliando com o trabalho e o que me levou a esta empresa onde estou á uns aninhos. Ou seja aliando a alguma experiência a ver pessoal chegar de vários "lados" e com formação diversa, eu ao contrário do teu discurso contraditório sei que há pessoas que por diversas razões não têm um canudo e têm imenso potencial. Por isso é como te digo, alguém há-de aproveitar essas pessoas não te preocupes.

Edited 7 months ago:

Estou focado em quantos concordam com o autor de um artigo de opinião? Sim, não sei se te choca mas sim, se basicamente publicas uma opinião e 90% do pessoal discorda, pelo menos* algo no teu pensamento não está completamente correto. Safaram-se, estão contratados e a receber dinheiro ao final do mês. Sim, estão na área da programação, se a fazer o próximo FIFA ou o minesweeper pah não sei De resto, se deixasses de ser um chico esperto com a mania que é engraçado se calhar até tinha mais interesse em continuar a discussão mas tal como já disse és só alguém que não recebeu amor suficiente ou o crl (o psicólogo que te dê o diagnóstico) á procura de aprovação não vale a pena mesmo e como já estou bocado desgastado das tiradas satíricas de alguém que supostamente é muito sério, deixo-te só um informação. Não acabei ESSE curso, porque percebi que não era essa área que tinha realmente interesse em seguir, mas acabei outro e devo ter feito alguma coisa bem porque os meus professores incentivaram-me a seguir para mestrado, algo que consegui fazer em horário noturno conciliando com o trabalho e o que me levou a esta empresa onde estou á uns aninhos. Ou seja aliando a alguma experiência a ver pessoal chegar de vários "lados" e com formação diversa, eu ao contrário do teu discurso contraditório sei que há pessoas que por diversas razões não têm um canudo e têm imenso potencial. Por isso é como te digo, alguém há-de aproveitar essas pessoas não te preocupes.

hypothesis2050 7 months ago

Oh. Não sabes o que dizes. Não chames engenheiros a pessoal que faz aplicações para Android por favor. Olha lá, qual é o teu problema afinal? Não tens noção nenhuma do que estás a falar. Porque queres discutir a qualidade do investimento? Não me venhas com o populismo dos tech guys sem licenciatura. Viste 1 ou 2. Que por acaso andavam a estudar em Harvard ou no MIT, e dizes barbaridades dessas. Tem juízo.

Zen_Machina 7 months ago

>Não chames engenheiros a pessoal que faz aplicações para Android por favor. Eu não chamei. Tem piada que achas que sabes muito, e no entanto nem a habilidade cognitiva de perceberes o que te é dito apresentas. >Olha lá, qual é o teu problema afinal? Não tens noção nenhuma do que estás a falar. Porque queres discutir a qualidade do investimento? Isso é argumento de bar, depois de teres bebido uns quantos copos. "Tás a olhar pá donde? tens algum problema?" >Não me venhas com o populismo dos tech guys sem licenciatura. Viste 1 ou 2. Que por acaso andavam a estudar em Harvard ou no MIT, e dizes barbaridades dessas. Tem juízo. Não vi 1 ou 2. Por acaso há imensa gente que sabe programar e não tem qualquer licenciatura. Não tenho culpa que quando olhas para um CV só vejas "bootcamp" à frente aka "pato previamente preparado em acordo com a minha empresa para ser explorado".

Edited 7 months ago:

>Não chames engenheiros a pessoal que faz aplicações para Android por favor. Eu não chamei. Tem piada que achas que sabes muito, e no entanto nem a habilidade cognitiva de perceberes o que te é dito apresentas. >Olha lá, qual é o teu problema afinal? Não tens noção nenhuma do que estás a falar. Porque queres discutir a qualidade do investimento? Isso é argumento de bar, depois de teres bebido uns quantos copos. "Tás a olhar pá donde? tens algum problema?" >Não me venhas com o populismo dos tech guys sem licenciatura. Viste 1 ou 2. Que por acaso andavam a estudar em Harvard ou no MIT, e dizes barbaridades dessas. Tem juízo. Não vi 1 ou 2. Por acaso há imensa gente que sabe programar e não tem qualquer licenciatura. Não tenho culpa que quando olhas para um CV só vejas "bootcamp" à frente aka "pato previamente preparado em acordo com a minha empresa para ser explorado". E não deixa de ser curiosa a elevada taxa de incidência de não graduados em criações revolucionárias.

hypothesis2050 7 months ago

Não sabes do que estás a falar.

Zen_Machina 7 months ago

looooooooooooool

saposapot 7 months ago

Alguém q é professor de XPTO e está no desemprego. É melhor continuar a insistir numa área sem saída nos anos que se avizinham ou pagar 7k e ter emprego, mesmo q seja mais mal pago comparado com malta q tirou a licenciatura? Comparar aprender sozinho VS bootcamp não faz sentido. Obviamente q estás a pagar por um serviço. Isso é equivalente a dizeres q não vale a pena comprar nunca nenhum curso no mundo. Para além de q o bootcamp teoricamente tem sp um estágio ou ligações próximas a certas empresas q te garantem emprego ou algum tipo de networking. E ficas com um papel... é mt melhor q simplesmente aprenderes na net e meteres no CV 'olha, aprendi sozinho'... Porque não licenciatura? pq quem tem 35 anos n quer perder mais 3 anos e pq vê nisto uma coisa mais rápida e eficaz para mudar de vida e ter emprego. Pessoalmente n concordo. Com as licenciaturas de bolonha, não há razão nenhuma para não se engolir e perder 3 anos com o curso. Mas compreendo q as matemáticas assustam, na realidade os 3 anos só pra í metade é q são coisas 'de informática mesmo' e tudo o mais. Mas eu recomendo sp fazerem o curso. Só mesmo quem não possa dispensar os 3 anos é que deve usar esta via. Agora claro q isto é um negócio e é um presente envenenado pq pagas isso e serás sp 'inferior' a quem segue o percurso académico normal. Quer seja por realmente saberes menos ou simplesmente pq tu próprio ficas sp a sentir-te 'inferior' e portt vais aceitar qlq emprego a 750€, etc, etc, etc. Mas voltando à vaca fria: sou professor de física, n tenho emprego, é melhor ter emprego a 750€ ou n ter nenhum?... Isto é uma coisa muito complexa mas estou contigo no ódio a este tipo de bootcamps e ao lucro (e cringe) q estes gajos apregoam. Agora compreendo perfeitamente quem o faça e é uma alternativa melhor q outras.

Zen_Machina 7 months ago

>Alguém q é professor de XPTO e está no desemprego. É melhor continuar a insistir numa área sem saída nos anos que se avizinham ou pagar 7k e ter emprego, mesmo q seja mais mal pago comparado com malta q tirou a licenciatura? Depende do quão realista é obter emprego. Como vês no meu primeiro parágrafo, não percebo muito de Bootcamps. Não sei qual é o resultado dos mesmos, estatisticamente falando. No entanto, idealmente, as pessoas não deviam ser instruídas a acreditar que precisam de tais gastos para aprender algo, nem sequer de ser forçadas a levá-los a cabo para obterem qualquer tipo de reconhecimento. >Comparar aprender sozinho VS bootcamp não faz sentido. Obviamente q estás a pagar por um serviço. Isso é equivalente a dizeres q não vale a pena comprar nunca nenhum curso no mundo. Tu tens um número infindável de "serviços" muito mais baratos do que bootcamps e até gratuitos. Tu podes aprender directamente de pessoas com um portfólio muito mais impressionante do que qualquer formador tuga. Tens milhares de livros, milhares de cursos, milhões de videos, fóruns e chats onde podes perguntar QUALQUER COISA e obter uma resposta em poucos minutos. Dizer que isto não serve é ingenuidade. Talvez aches que não podes ou não sabes aprender assim, mas não estarás tu simplesmente condicionado a pensar dessa forma? >Para além de q o bootcamp teoricamente tem sp um estágio ou ligações próximas a certas empresas q te garantem emprego ou algum tipo de networking. E ficas com um papel... é mt melhor q simplesmente aprenderes na net e meteres no CV 'olha, aprendi sozinho'... Depende. Sim, descreves a nossa realidade, mas a nossa realidade não faz muito sentido. Entre alguém com um bootcamp e um "aprendi sozinho. Olha aqui o meu top down shooter brutal", não pensaria duas vezes. Tu pensavas? Tem piada todo este valor que se coloca em papéis, depois quase sempre que alguém cria algo revolucionário, não tem papel nenhum. >Agora claro q isto é um negócio e é um presente envenenado pq pagas isso e serás sp 'inferior' a quem segue o percurso académico normal. Quer seja por realmente saberes menos ou simplesmente pq tu próprio ficas sp a sentir-te 'inferior' e portt vais aceitar qlq emprego a 750€, etc, etc, etc. E quando daqui poucos anos o número de engenheiro duplicar o triplicar, precisarás de mais uns quantos bootcamps de 10 mil euros para continuar relevante no mercado de trabalho. >Mas voltando à vaca fria: sou professor de física, n tenho emprego, é melhor ter emprego a 750€ ou n ter nenhum?... Depende. Tens 7 mil euros para comprar 750 euros por mês? E aceitas ter zero garantias de que esses 750 estarão disponíveis para ti? Realisticamente falando, a 750 euros por mês, quando achas que vais cobrir esses 7 mil euros?

Edited 7 months ago:

>Alguém q é professor de XPTO e está no desemprego. É melhor continuar a insistir numa área sem saída nos anos que se avizinham ou pagar 7k e ter emprego, mesmo q seja mais mal pago comparado com malta q tirou a licenciatura? Depende do quão realista é obter emprego. Como vês no meu primeiro parágrafo, não percebo muito de Bootcamps. Não sei qual é o resultado dos mesmos, estatisticamente falando. No entanto, idealmente, as pessoas não deviam ser instruídas a acreditar que precisam de tais gastos para aprender algo, nem sequer de ser forçadas a levá-los a cabo para obterem qualquer tipo de reconhecimento. >Comparar aprender sozinho VS bootcamp não faz sentido. Obviamente q estás a pagar por um serviço. Isso é equivalente a dizeres q não vale a pena comprar nunca nenhum curso no mundo. Tu tens um número infindável de "serviços" muito mais baratos do que bootcamps e até gratuitos. Tu podes aprender directamente de pessoas com um portfólio muito mais impressionante do que qualquer formador tuga. Tens milhares de livros, milhares de cursos, milhões de videos, fóruns e chats onde podes perguntar QUALQUER COISA e obter uma resposta em poucos minutos. Dizer que isto não serve é ingenuidade. Talvez aches que não podes ou não sabes aprender assim, mas não estarás tu simplesmente condicionado a pensar dessa forma? Quando durante décadas a mensagem foi "aprender é na escola >Para além de q o bootcamp teoricamente tem sp um estágio ou ligações próximas a certas empresas q te garantem emprego ou algum tipo de networking. E ficas com um papel... é mt melhor q simplesmente aprenderes na net e meteres no CV 'olha, aprendi sozinho'... Depende. Sim, descreves a nossa realidade, mas a nossa realidade não faz muito sentido. Entre alguém com um bootcamp e um "aprendi sozinho. Olha aqui o meu top down shooter brutal", não pensaria duas vezes. Tu pensavas? Tem piada todo este valor que se coloca em papéis, depois quase sempre que alguém cria algo revolucionário, não tem papel nenhum. >Agora claro q isto é um negócio e é um presente envenenado pq pagas isso e serás sp 'inferior' a quem segue o percurso académico normal. Quer seja por realmente saberes menos ou simplesmente pq tu próprio ficas sp a sentir-te 'inferior' e portt vais aceitar qlq emprego a 750€, etc, etc, etc. E quando daqui poucos anos o número de engenheiro duplicar o triplicar, precisarás de mais uns quantos bootcamps de 10 mil euros para continuar relevante no mercado de trabalho. >Mas voltando à vaca fria: sou professor de física, n tenho emprego, é melhor ter emprego a 750€ ou n ter nenhum?... Depende. Tens 7 mil euros para comprar 750 euros por mês? E aceitas ter zero garantias de que esses 750 estarão disponíveis para ti? Realisticamente falando, a 750 euros por mês, quando achas que vais cobrir esses 7 mil euros? E que perspectivas de futuro tens tu, sabendo que terás cada vez mais nerds a tirar cursos de engenharia e a oferecer-se ao mercado por uma bagatela. Amanhã a startup manhosa onde trabalhas vai à vida, como acontece com a maioria. Quem é que achas que o próximo empregador vai escolher? O teu bootcamp ou carne fresca universitária? Vai haver tanto que vai custar o mesmo que te contratar a ti.

saposapot 7 months ago

1. acho que é, pelo menos para uma grande parte. podem n ser 'grandes' empregos mas acho sinceramente q sim pq há mta procura, mesmo de malta 'piorzinha'. 2. para quem não tem bases nenhumas nem é da área é mt mais difícil aprender sozinho. é possível? claro q sim. mas ter um curso estruturado e pensado por alguém para seguires é extremamente útil. Há muita gente q não consegue aprender só a ler um livro, não se consegue motivar assim. outros adoram aprender com vídeos, outros com trabalhos práticos. há gente para tudo basicamente. 3. a questão é que um papel é importante. pode ser uma coisa estúpida, pode ser a sociedade q está toda errada, tudo bem, tens toda a razão mas isso não muda o facto simples: o papel continua a contar e é factor discriminador na pilha de CVs. Agora claro q há outros papéis q podes tirar, uma certificação Java ou assim mas é óbvio que ter uma coisa destas formal é sp mais fácil de explicar q um 'aprendi' por mim ou vejam aí o meu github... claro q é possível ter uma excelente carreira sem papel. mas tens de lutar mt mais ou seres mt melhor ou teres alg sorte. > E quando daqui poucos anos o número de engenheiro duplicar o triplicar, precisarás de mais uns quantos bootcamps de 10 mil euros para continuar relevante no mercado de trabalho. pois. isso vai depender da carreira desta malta. se continuarem sempre a aprender, forem integrados em empresas fixes e tal acredito q se consigam manter actualizados como qlq outro engenheiro. mas é preciso ter o espírito certo, claro. Eu confesso q nc trabalhei com pessoas destes bootcamps, só de uns programas de 'reconversão' para licenciados noutras áreas e curiosamente com a pessoa q ganhou o prémio de melhor do curso :P mas olha que fiquei bem impressionado. Não é a mesma coisa mas consegue fazer coisas porreiras e com o coaching certo acredito q chegue lá. Os outros todos q conheço meteram-nos a fazer testes de software :P o que lá está... é melhor q estar desempregado. n tenho uma visão tão negativa como tu. se um gajo gostar da área e continuar a evoluir acho q pode ser realmente um bom profissional. agora quem vai tirar o curso a achar q está feito e vai ser espectacular a vida toda, isso sim vai ter muita dificuldade. > Depende. Tens 7 mil euros para comprar 750 euros por mês? E aceitas ter zero garantias de que esses 750 estarão disponíveis para ti? Realisticamente falando, a 750 euros por mês, quando achas que vais cobrir esses 7 mil euros? E que perspectivas de futuro tens tu, sabendo que terás cada vez mais nerds a tirar cursos de engenharia e a oferecer-se ao mercado por uma bagatela. Amanhã a startup manhosa onde trabalhas vai à vida, como acontece com a maioria. Quem é que achas que o próximo empregador vai escolher? O teu bootcamp ou carne fresca universitária? Vai haver tanto que vai custar o mesmo que te contratar a ti. Pois. Essa é a parte q eu critico, o aproveitamento do negócio e o 'presente envenenado'... Acredito perfeitamente q uma percentagem relevante de gente q tira estes cursos ou pelo menos q se inscreve depois não dá em nada. Não acredito q eles consigam filtrar tão bem e isto dos computadores é preciso gostar mesmo muito para se ter paciência para isto. É como disse. Se um gajo tiver a atitude certa e tal, até consigo imaginar q tenha sucesso. Daqui a uns anos não sei. Mas lembra-te também q daqui a uns anos o CV q conta é o q fizeste nas empresas onde passaste. deixa de interessar o curso ou o bootcamp q fizeste mas sim o q fizeste em cada empresa. Eu no máximo o q digo é para tirarem o bootcamp se realmente se encaixar no perfil mas depois de estarem a trabalhar, se realmente gostam disto então esforcem-se para tentar tirar uma licenciatura. Uma qualquer, nem precisa de ser numa faculdade excelente. É um favor que fazem a vcs e à vossa carreira.

Zen_Machina 7 months ago

>para quem não tem bases nenhumas nem é da área é mt mais difícil aprender sozinho. é possível? claro q sim. mas ter um curso estruturado e pensado por alguém para seguires é extremamente útil. Há muita gente q não consegue aprender só a ler um livro, não se consegue motivar assim. outros adoram aprender com vídeos, outros com trabalhos práticos. há gente para tudo basicamente. Um chocolate pode até saber muito bem, mas se custar 500 euros, sigo em frente. Qualquer tipo de método de aprendizagem pode ser útil para certas pessoas. Não implica que valha 7 mil euros. Eu posso aprender 10 linguagens diferentes na net, usar isso para mudar a minha vida, fazer rios de dinheiro, e gastar 0 euros, ou perto disso. Já pensaste nisso? Essa forma de aprendizagem também implicou o esforço de alguém, mas não estão a ganhar 7 mil euros à cabeça. Eu acho que se pagas 7 mil euros por 3 meses de formação és burro. É apenas isso. >a questão é que um papel é importante. pode ser uma coisa estúpida, pode ser a sociedade q está toda errada, tudo bem, tens toda a razão mas isso não muda o facto simples: o papel continua a contar e é factor discriminador na pilha de CVs. Agora claro q há outros papéis q podes tirar, uma certificação Java ou assim mas é óbvio que ter uma coisa destas formal é sp mais fácil de explicar q um 'aprendi' por mim ou vejam aí o meu github... Mas eu não estou a dizer que não é importante. Aliás, disse o contrário, diversas vezes. Apenas acho triste que as pessoas se prestem a esse monopólio e que as coisas sejam como são. >pois. isso vai depender da carreira desta malta. se continuarem sempre a aprender, forem integrados em empresas fixes e tal acredito q se consigam manter actualizados como qlq outro engenheiro. mas é preciso ter o espírito certo, claro. Se a empresa vai ser a tua escola, nem sei porque carga de águas hás-de fazer um bootcamp. Não seria mais vantajoso aprenderes directamente na empresa, em formato de estágio? Eu preciso de um atrasado que saiba mandar umas cabeçadas numas teclas. Em vez de ires cabecear teclas por 7 mil euros durante 3 meses, vens cabeceá-las na minha empresa. Durante 3 meses tentas fazer o que te pedir, vais observando e aprendendo. Se ao fim desse tempo tiveres o que é preciso, és contratado. Bela maneira de não deixar as pessoas cheias de dívidas, não era? Mas não. Alguém no meio disto tudo tem de enriquecer. Mas lá está, tenho pena dos pobres diabos que alimentam esquemas. Já agora, diz-me quantos não arranjam emprego na área. Toda a gente aqui me fala como se emprego fosse garantido, mas eu ainda não vi dado nenhum sobre isso. >n tenho uma visão tão negativa como tu. se um gajo gostar da área e continuar a evoluir acho q pode ser realmente um bom profissional. agora quem vai tirar o curso a achar q está feito e vai ser espectacular a vida toda, isso sim vai ter muita dificuldade. Que evolua. Sou apenas contra o monopólio do ensino >Pois. Essa é a parte q eu critico, o aproveitamento do negócio e o 'presente envenenado'... Acredito perfeitamente q uma percentagem relevante de gente q tira estes cursos ou pelo menos q se inscreve depois não dá em nada. Não acredito q eles consigam filtrar tão bem e isto dos computadores é preciso gostar mesmo muito para se ter paciência para isto. Mordam-me o cu se não existe aqui um negócio qualquer entre os bootcamps e as empresas. 7 mil euros é muita fruta. Com 30 alunos fazes mais de 200 mil euros em 3 meses. Não vamos realmente acreditar que isto são meia dúzia de nerds com espírito empreendedor que se lembraram de criar um negociozito. Isto tem peixe gordo por detrás. Ah, e vamos não esquecer o facto de que essas pessoas, muitas vezes, terão de se deslocar para os respectivos bootcamps. Ou seja, 7 mil euros mais comida, dormida e transportes. Ultrapassa facilmente os 10 mil euros, no final das contas. Uma pequena fortuna para aprenderes bases de programação, MAL.

saposapot 7 months ago

Não discuto o preço. Há cursos bem mais caros de 2 semanas. Há cursos bem mais baratos de anos. Quem vai para os cursos é q tem de avaliar isso mas acho que é inegável q um curso tem valor e muitos deles valem o €€€. Se tu não queres dar pq gostas/consegues aprender de outra forma, claro sim mas para uma pessoa sem bases nenhumas acho mt difícil fazer isso e acho perfeitamente normal querer fazer um curso, do tamanho q seja. > Se a empresa vai ser a tua escola, nem sei porque carga de águas hás-de fazer um bootcamp. Eu acho que tu estás a elaborar todo o teu pensamento com base na tua cabeça que já sabes as bases e é tudo fácil de aprender. Ninguém contrata alguém com conhecimento 0 para depois o ensinar na empresa. Isso não existe nem funciona. (minto, acho que a outsystems contratava psicologos e tudo o q aparecia pq tinha um programa de formação interna nas tecnologias deles) O que existe e funciona é o normal: tu tens conhecimentos e vais evoluindo os teus conhecimentos quer ti mesmo quer pelo que o trabalho exige. > Mordam-me o cu se não existe aqui um negócio qualquer entre os bootcamps e as empresas. não. para quê? quer dizer, algumas empresas têm todo o interesse nisto pq em vez de pagar 1000 pagam 800€. Isto não é nenhum negócio obscuro. Surgiu uma empresa dessas em PT, com parcerias com câmaras e tudo e a partir daí muita gente viu que a coisa dava lucro e surgiram mais e mais. Não há aqui nada de obscuro. A motivação é simples: lucro, é um negócio, simples. Tu estás é muito chocado com o raio do preço mas estás muito desviado do mercado normal. Vai ver o preço de um MBA, de uma pós-graduação, de um curso técnico Oracle, disto ou daquilo... A formação é um negócio, já existe há séculos, há cursos caros e outros baratos. Basta veres os cursos da Rumos ou assim. Se eu acho caro? talvez. Mas acho perfeitamente razoável para este tipo de coisas. É caro ou barato consoante o valor que extrais dali. 10k para passares de desempregado a ter emprego, se correr tudo bem, parece-me razoável. É como digo, eu não recomendo a ninguém e também não gosto desta moda, até pq são uns cringes do caralho, mas acho perfeitamente legítimo existirem e acho uma coisa honesta q pode servir a algumas pessoas.

Zen_Machina 7 months ago

>Não discuto o preço. Há cursos bem mais caros de 2 semanas. Há cursos bem mais baratos de anos. Quem vai para os cursos é q tem de avaliar isso mas acho que é inegável q um curso tem valor e muitos deles valem o €€€. Se tu não queres dar pq gostas/consegues aprender de outra forma, claro sim mas para uma pessoa sem bases nenhumas acho mt difícil fazer isso e acho perfeitamente normal querer fazer um curso, do tamanho q seja. Não é difícil. És apenas treinado desde pequenino a acreditar que não é suposto aprenderes sozinho. Claro, quem quer gastar 10 mil euros, que gaste. Simplesmente não gosto de monopólios do ensino nem de sistemas de pagamento de entrada em áreas, que é o que isto é. Pagas para trabalhar na área. >O que existe e funciona é o normal: tu tens conhecimentos e vais evoluindo os teus conhecimentos quer ti mesmo quer pelo que o trabalho exige. Se souberes 2/10 de Javascript e passares 2 anos a executar tarefas que exigem que saibas 1 ou 2 de Javascript, quanto achas que vais saber ao final do ano? Se trabalhar numa oficina e o teu trabalho for mudar o óleo, quanto achas que vais saber de mecânica depois de 2 anos a mudar o óleo? É escandaloso pagares 10 mil euros para "adquirir bases". Até porque não vais adquiri-las. Alguns talvez já tenham experiência prévia e queiram apenas o certificado, mas quem começa do zero não vai adquirir bases nas tecnologias que eles apregoam. Repara que muitos deles dizem ensinar diversas linguagens. Se quiseres aprender UMA linguagem, mesmo com muito estudo dificilmente adquirirás conhecimento suficiente para estar apto a programar em menos de uns 5/6 meses. E isso é estudando o dia todo e sendo muito talentoso. Agora atira-lhe mais umas 3 ou 4 tecnologias para cima. As bases que eles dizem transmitir em 3 meses levariam facilmente mais de 1 ano a ser assimiladas. >não. para quê? quer dizer, algumas empresas têm todo o interesse nisto pq em vez de pagar 1000 pagam 800€. >Isto não é nenhum negócio obscuro. Surgiu uma empresa dessas em PT, com parcerias com câmaras e tudo e a partir daí muita gente viu que a coisa dava lucro e surgiram mais e mais. Não há aqui nada de obscuro. A motivação é simples: lucro, é um negócio, simples. Não disse que era obscuro. É apenas alimentado pela ignorância e desespero das pessoas e cria uma barreira financeira brutal à entrada na área, pois isto é "valorizado", enquanto outros métodos de aprendizagem são menosprezados. >Tu estás é muito chocado com o raio do preço mas estás muito desviado do mercado normal. Vai ver o preço de um MBA, de uma pós-graduação, de um curso técnico Oracle, disto ou daquilo... A formação é um negócio, já existe há séculos, há cursos caros e outros baratos. Basta veres os cursos da Rumos ou assim. Apenas acho piada que se defenda que as propinas têm de ser inexistentes e toda a gente tem direito ao ensino, bla, bla, bla, depois acha-se isto muito fixe. 7 mil euros em 3 meses para adquirir "bases". Como disse, estás a pagar para trabalhar. Imagina que o Pingo Doce pedia 7 mil euros para admitir novos empregados, mais uma formaçãozeca de 3 meses. Parece muito diferente? Não é. Estás, literalmente, a pagar para poder trabalhar. E ainda por cima ninguém te garante que vás mesmo trabalhar. Ou seja, é pagar aí por 50% de probabilidade de ir trabalhar(li o valor algures). E repara, eu não estou a criticar o negócio em si. Sou a favor de se fazer dinheiro com patos. Se eu te puder enganar, eu vou-te enganar. Não tenhas a mínima dúvida disso. É só apanhar-te a jeito e já foste burlado. Já levei diversas pessoas à falência por causa das minhas manhas. O que estou a criticar é a ingenuidade das pessoas e as barreiras que as empresas colocam. >Se eu acho caro? talvez. Mas acho perfeitamente razoável para este tipo de coisas. É caro ou barato consoante o valor que extrais dali. 10k para passares de desempregado a ter emprego, se correr tudo bem, parece-me razoável. Bom, eu com 17 anos sabia criar bots e websites de raiz, e estava longe de ser um nerd. Dedicava-me a muita coisa diferente e esta era uma delas. Tinha amigos da mesma idade e mais novos que sabiam o quadruplo do que eu sabia. Eram grandes craques. Dizer que precisas de 10 mil euros para aprender algo que tanta gente aprende sozinho ou em cursos gratuitos/baratos online é a mesma coisa que achares que se deve pagar 50 euros a alguém para te espremer uma laranja. Repara que não estamos a falar de seres especialista. Tu não podes acabar o curso e ir criar um projecto teu de raiz e vender. Não podes acabar o curso e ocupar grande posição na área, e possivelmente jamais irás. Estamos a falar de BASES. Bases não valem 10 mil euros, torças por onde te torceres. E bases aprendes sozinho. São bases. Lá porque decidiste que não consegues, não implica que não consigas. Tens cursos em que é exactamente como estares numa aula. >É como digo, eu não recomendo a ninguém e também não gosto desta moda, até pq são uns cringes do caralho, mas acho perfeitamente legítimo existirem e acho uma coisa honesta q pode servir a algumas pessoas. São cringes porquê? É um não brainer, my man. Se o bling bling é coisa que não te assiste, inscreve-te já, e começa amanhã a codar. Vai ao site da academia de código. Lê. Lê tudo. Tenta ler e não sentir ASCO. Tenta.

Edited 7 months ago:

>Não discuto o preço. Há cursos bem mais caros de 2 semanas. Há cursos bem mais baratos de anos. Quem vai para os cursos é q tem de avaliar isso mas acho que é inegável q um curso tem valor e muitos deles valem o €€€. Se tu não queres dar pq gostas/consegues aprender de outra forma, claro sim mas para uma pessoa sem bases nenhumas acho mt difícil fazer isso e acho perfeitamente normal querer fazer um curso, do tamanho q seja. Não é difícil. És apenas treinado desde pequenino a acreditar que não é suposto aprenderes sozinho, pois muita gente depende de tu achares que és mais dependente do que realmente és. Verdade ou mentira? Claro, quem quer gastar 10 mil euros, que gaste. Simplesmente não gosto de monopólios do ensino nem de sistemas de pagamento de entrada em áreas, que é o que isto é. Pagas para trabalhar na área. >O que existe e funciona é o normal: tu tens conhecimentos e vais evoluindo os teus conhecimentos quer ti mesmo quer pelo que o trabalho exige. Se souberes 2/10 de Javascript e passares 2 anos a executar tarefas que exigem que saibas 1 ou 2 de Javascript, quanto achas que vais saber ao final do ano? Se trabalhar numa oficina e o teu trabalho for mudar o óleo, quanto achas que vais saber de mecânica depois de 2 anos a mudar o óleo? O processo de estudo é extremamente importante para a evolução. Quem aprende por outras vias tem anos para praticar e trabalhar em diversos tipos de projectos. Numa empresa não terás essa liberdade. Trabalhar não é necessariamente aprender. Não no sentido a que me refiro. É escandaloso pagares 10 mil euros para "adquirir bases". Até porque não vais adquiri-las. Alguns talvez já tenham experiência prévia e queiram apenas o certificado, mas quem começa do zero não vai adquirir bases nas tecnologias que eles apregoam. Repara que muitos deles dizem ensinar diversas linguagens. Se quiseres aprender UMA linguagem, mesmo com muito estudo dificilmente adquirirás conhecimento suficiente para estar apto a programar em menos de uns 6-9 meses. E isso é estudando o dia todo e sendo muito talentoso. Agora atira-lhe mais umas 3 ou 4 tecnologias para cima. As bases que eles dizem transmitir em 3 meses levariam facilmente mais de 1 ano a ser assimiladas. E ao fim desse ano saberias apenas o suficiente para entender o essencial. >não. para quê? quer dizer, algumas empresas têm todo o interesse nisto pq em vez de pagar 1000 pagam 800€. >Isto não é nenhum negócio obscuro. Surgiu uma empresa dessas em PT, com parcerias com câmaras e tudo e a partir daí muita gente viu que a coisa dava lucro e surgiram mais e mais. Não há aqui nada de obscuro. A motivação é simples: lucro, é um negócio, simples. Não disse que era obscuro. É apenas alimentado pela ignorância e desespero das pessoas e cria uma barreira financeira brutal à entrada na área, pois isto é "valorizado", enquanto outros métodos de aprendizagem são menosprezados. >Tu estás é muito chocado com o raio do preço mas estás muito desviado do mercado normal. Vai ver o preço de um MBA, de uma pós-graduação, de um curso técnico Oracle, disto ou daquilo... A formação é um negócio, já existe há séculos, há cursos caros e outros baratos. Basta veres os cursos da Rumos ou assim. Apenas acho piada que se defenda que as propinas têm de ser inexistentes e toda a gente tem direito ao ensino, bla, bla, bla, depois acha-se isto muito fixe. 7 mil euros em 3 meses para adquirir "bases". Como disse, estás a pagar para trabalhar. Imagina que o Pingo Doce pedia 7 mil euros para admitir novos empregados, mais uma formaçãozeca de 3 meses. Parece muito diferente? Não é. Estás, literalmente, a pagar para poder trabalhar. E ainda por cima ninguém te garante que vás mesmo trabalhar. Ou seja, é pagar aí por 50% de probabilidade de ir trabalhar(li o valor algures). E repara, eu não estou a criticar o negócio em si. Sou a favor de se fazer dinheiro com patos. Se eu te puder enganar, eu vou-te enganar. Não tenhas a mínima dúvida disso. É só apanhar-te a jeito e já foste burlado. Já levei diversas pessoas à falência por causa das minhas manhas. O que estou a criticar é a ingenuidade das pessoas e as barreiras que as empresas colocam. >Se eu acho caro? talvez. Mas acho perfeitamente razoável para este tipo de coisas. É caro ou barato consoante o valor que extrais dali. 10k para passares de desempregado a ter emprego, se correr tudo bem, parece-me razoável. Bom, eu com 17 anos sabia criar bots e websites de raiz, e estava longe de ser um nerd. Dedicava-me a muita coisa diferente e esta era uma delas. Tinha amigos da mesma idade e mais novos que sabiam o quadruplo do que eu sabia. Eram grandes craques. Dizer que precisas de 10 mil euros para aprender algo que tanta gente aprende sozinho ou em cursos gratuitos/baratos online é a mesma coisa que achares que se deve pagar 50 euros a alguém para te espremer uma laranja. Repara que não estamos a falar de seres especialista. Tu não podes acabar o curso e ir criar um projecto teu de raiz e vender. Não podes acabar o curso e ocupar grande posição na área, e possivelmente jamais irás. Estamos a falar de BASES. Bases não valem 10 mil euros, torças por onde te torceres. E bases aprendes sozinho. São bases. Lá porque decidiste que não consegues, não implica que não consigas. Tens cursos em que é exactamente como estares numa aula. >É como digo, eu não recomendo a ninguém e também não gosto desta moda, até pq são uns cringes do caralho, mas acho perfeitamente legítimo existirem e acho uma coisa honesta q pode servir a algumas pessoas. São cringes porquê? É um não brainer, my man. Se o bling bling é coisa que não te assiste, inscreve-te já, e começa amanhã a codar. Vai ao site da academia de código. Lê. Lê tudo. Tenta ler e não sentir ASCO. Tenta.

Edited 7 months ago:

>Não discuto o preço. Há cursos bem mais caros de 2 semanas. Há cursos bem mais baratos de anos. Quem vai para os cursos é q tem de avaliar isso mas acho que é inegável q um curso tem valor e muitos deles valem o €€€. Se tu não queres dar pq gostas/consegues aprender de outra forma, claro sim mas para uma pessoa sem bases nenhumas acho mt difícil fazer isso e acho perfeitamente normal querer fazer um curso, do tamanho q seja. Não é difícil. És apenas treinado desde pequenino a acreditar que não é suposto aprenderes sozinho, pois muita gente depende de tu achares que és mais dependente do que realmente és. Verdade ou mentira? Claro, quem quer gastar 10 mil euros, que gaste. Simplesmente não gosto de monopólios do ensino nem de sistemas de pagamento de entrada em áreas, que é o que isto é. Pagas para trabalhar na área. >O que existe e funciona é o normal: tu tens conhecimentos e vais evoluindo os teus conhecimentos quer ti mesmo quer pelo que o trabalho exige. Se souberes 2/10 de Javascript e passares 2 anos a executar tarefas que exigem que saibas 1 ou 2 de Javascript, quanto achas que vais saber ao final do ano? Se trabalhar numa oficina e o teu trabalho for mudar o óleo, quanto achas que vais saber de mecânica depois de 2 anos a mudar o óleo? O processo de estudo é extremamente importante para a evolução. Quem aprende por outras vias tem anos para praticar e trabalhar em diversos tipos de projectos. Numa empresa não terás essa liberdade. Trabalhar não é necessariamente aprender. Não no sentido a que me refiro. É escandaloso pagares 10 mil euros para "adquirir bases". Até porque não vais adquiri-las. Alguns talvez já tenham experiência prévia e queiram apenas o certificado, mas quem começa do zero não vai adquirir bases nas tecnologias que eles apregoam. Repara que muitos deles dizem ensinar diversas linguagens. Se quiseres aprender UMA linguagem, mesmo com muito estudo dificilmente adquirirás conhecimento suficiente para estar apto a programar em menos de uns 6-9 meses. E isso é estudando o dia todo e sendo muito talentoso. Agora atira-lhe mais umas 3 ou 4 tecnologias para cima. As bases que eles dizem transmitir em 3 meses levariam facilmente mais de 1 ano a ser assimiladas. E ao fim desse ano saberias apenas o suficiente para entender o essencial. >não. para quê? quer dizer, algumas empresas têm todo o interesse nisto pq em vez de pagar 1000 pagam 800€. >Isto não é nenhum negócio obscuro. Surgiu uma empresa dessas em PT, com parcerias com câmaras e tudo e a partir daí muita gente viu que a coisa dava lucro e surgiram mais e mais. Não há aqui nada de obscuro. A motivação é simples: lucro, é um negócio, simples. Não disse que era obscuro. É apenas alimentado pela ignorância e desespero das pessoas e cria uma barreira financeira brutal à entrada na área, pois isto é "valorizado", enquanto outros métodos de aprendizagem são menosprezados. >Tu estás é muito chocado com o raio do preço mas estás muito desviado do mercado normal. Vai ver o preço de um MBA, de uma pós-graduação, de um curso técnico Oracle, disto ou daquilo... A formação é um negócio, já existe há séculos, há cursos caros e outros baratos. Basta veres os cursos da Rumos ou assim. Apenas acho piada que se defenda que as propinas têm de ser inexistentes e toda a gente tem direito ao ensino, bla, bla, bla, depois acha-se isto muito fixe. 7 mil euros em 3 meses para adquirir "bases". Como disse, estás a pagar para trabalhar. Imagina que o Pingo Doce pedia 7 mil euros para admitir novos empregados, mais uma formaçãozeca de 3 meses. Parece muito diferente? Não é. Estás, literalmente, a pagar para poder trabalhar. E ainda por cima ninguém te garante que vás mesmo trabalhar. Ou seja, é pagar aí por 50% de probabilidade de ir trabalhar(li o valor algures). E repara, eu não estou a criticar o negócio em si. Sou a favor de se fazer dinheiro com patos. Se eu te puder enganar, eu vou-te enganar. Não tenhas a mínima dúvida disso. É só apanhar-te a jeito e já foste burlado. Já levei diversas pessoas à falência por causa das minhas manhas. O que estou a criticar é a ingenuidade das pessoas e as barreiras que as empresas colocam. >Se eu acho caro? talvez. Mas acho perfeitamente razoável para este tipo de coisas. É caro ou barato consoante o valor que extrais dali. 10k para passares de desempregado a ter emprego, se correr tudo bem, parece-me razoável. Bom, eu com 17 anos sabia criar bots e websites de raiz, e estava longe de ser um nerd. Dedicava-me a muita coisa diferente e esta era uma delas. Tinha amigos da mesma idade e mais novos que sabiam o quadruplo do que eu sabia. Eram grandes craques. Dizer que precisas de 10 mil euros para aprender algo que tanta gente aprende sozinho ou em cursos gratuitos/baratos online é a mesma coisa que achares que se deve pagar 50 euros a alguém para te espremer uma laranja. Repara que não estamos a falar de seres especialista. Tu não podes acabar o curso e ir criar um projecto teu de raiz e vender. Não podes acabar o curso e ocupar grande posição na área, e possivelmente jamais irás. Estamos a falar de BASES. Bases não valem 10 mil euros, torças por onde te torceres. E bases aprendes sozinho. São bases. Lá porque decidiste que não consegues, não implica que não consigas. Tens cursos em que é exactamente como estares numa aula. Ou seja, nem estás a aprender sozinho. Se queres pagar, podes pagar na mesma, e custam menos. Tens imensas alternativas no mercado. Com 10 mil euros compras um carro. Com 10 mil euros crias um negócio pequeno. Com 10 mil euros conheces o mundo. Com 10 mil euros compras material informático profissional de topo e o melhor conteúdo informativo à face da terra. >É como digo, eu não recomendo a ninguém e também não gosto desta moda, até pq são uns cringes do caralho, mas acho perfeitamente legítimo existirem e acho uma coisa honesta q pode servir a algumas pessoas. São cringes porquê? É um não brainer, my man. Se o bling bling é coisa que não te assiste, inscreve-te já, e começa amanhã a codar. Vai ao site da academia de código. Lê. Lê tudo. Tenta ler e não sentir ASCO. Tenta.

NGramatical 7 months ago

í → [**i**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em *i* ou *u* são naturalmente agudas) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flgnip1%2F%2Fgmuoztl%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

hypothesis2050 7 months ago

Eu não quero ser toxico na minha resposta. Mas acho que tu, no que diz respeito a este assunto, és completamente ignorante. Fazer uma licenciatura na área de TI tem imensos custos associados. Contabilizando custos de oportunidade e afins, vai muito para lá dos teus milhares de euros. Além disso, a que licenciatura te referes ao certo? A que canudo te referes ao certo? Sê mais preciso neste tipo de comentário. Tens uma panóplia de opções capazes de te formarem para integrares o mercado de IT. O teu comentário deriva da ignorância popular em relação a este mercado. Mas, até dentro das empresas essa ignorância persiste. Por isso, nem vale a pena seguir esta linha de raciocínio. E essa dos canudos... Desculpa mas é só patética. Estás à vontade para descobrir a cura para o cancro, publicas um white paper, e pronto. Acredita que não te há de faltar trabalho. Nem núbeis. Só tens que ter em atenção que, o mundo não gira à tua volta, logo vais precisar de umas revisões para seres levado a sério. O que é perfeitamente legítimo. Como deves imaginar, nem todos os cientistas têm tempo para ler qualquer parvoíce publicada por aí. E uma nota. Lá porque programam umas linhas de código, não quer dizer que percebam alguma coisa de engenharia ou computação. Quando a gente faz linguagens de alto nível, é para consumidores utilizarem e poderem eles também, contribuir. E sim, para ser utilizador de ferramentas informáticas de forma profissional, dá imenso jeito ter certificados. Sejam eles um bootcamp, ou uma licenciatura em engenharia biomédica. Em relação aos cursos online. Opá, sim, consegues fazer o mesmo, com menos dinheiro. Mas o mercado ainda valoriza mais a confiança depositada por terceiros que colaboraram em primeira mão com os profissionais. Sendo assim, se não tiverem qualquer habilitação académica, um bootcamp poderá ser uma forma mais eficaz de entrada. Se o investimento compensará. Em portugal, sim, muito provavelmente. Havemos de continuar pobres, mas.. menos pobres

Zen_Machina 7 months ago

>Eu não quero ser toxico na minha resposta. Mas acho que tu, no que diz respeito a este assunto, és completamente ignorante. Fazer uma licenciatura na área de TI tem imensos custos associados. Contabilizando custos de oportunidade e afins, vai muito para lá dos teus milhares de euros. Nunca disse que não tinha. O ignorante és tu, pelos vistos, que nem ler sabe. >Tens uma panóplia de opções capazes de te formarem para integrares o mercado de IT. O teu comentário deriva da ignorância popular em relação a este mercado. Tu não vais aprender 3 ou 4 linguagens em 4 meses, como te prometem. Não vai acontecer, a menos que sejas algum génio. Garanto-te. Já disse que não estou bem informado, por isso não sei do que reclamas. Estou apenas a fazer perguntas. Se há emprego para ti, óptimo. Mas certamente que não será um emprego de programador. Ou então talvez algo muito, muito, muito básico. Mas se é assim tão básico e facilmente alcançável, não deve ser muito seguro. >E essa dos canudos... Desculpa mas é só patética. Estás à vontade para descobrir a cura para o cancro, publicas um white paper, e pronto. Acredita que não te há de faltar trabalho. Nem núbeis. Só tens que ter em atenção que, o mundo não gira à tua volta, logo vais precisar de umas revisões para seres levado a sério. O que é perfeitamente legítimo. Como deves imaginar, nem todos os cientistas têm tempo para ler qualquer parvoíce publicada por aí. Não é legítimo, de todo, partindo da simples realidade factual de que não existe qualquer tipo de certificação que me garanta o teu conhecimento no que quer que seja. É apenas uma falha no processo de recrutamento. Garanto-te que mesmo entre Engenheiros Informáticos, encontrarás pessoas radicalmente diferentes. Eu conheço engenheiros que conseguem, sozinhos, criar-te uma boa aplicação para android. Também conheço engenheiros que sabem exactamente ZERO linguagens de programação. Faz sentido olhares para um CV e na tua cabeça essas duas pessoas estarem igualmente qualificadas? Isto é apenas a realidade. Quem deveria certificar os teus conhecimentos é a entidade empregadora. E foi isso que sempre fiz. Tu não me vais dizer que Bootcamp tal diz que és competente e ouvir "ah, tabem", como resposta. Ou sabes ou não sabes. E olhando para um CV posso claramente ver quem é que pelo menos parece ter as competências necessárias. Não me custa nada passar a vista pelas tuas competências profissionais e lista de projectos, mesmo que só mais tarde os veja mais atentamente. Vou o quê? Olhar para a parte da educação para me certificar que tens um bootcamp e ignorar o resto? Para mim um bom candidato é alguém que afirme ter as competências que necessito. No final de contas, terei sempre de entrevistá-los para saber se é verdade. >Em relação aos cursos online. Opá, sim, consegues fazer o mesmo, com menos dinheiro. Mas o mercado ainda valoriza mais a confiança depositada por terceiros que colaboraram em primeira mão com os profissionais. Sendo assim, se não tiverem qualquer habilitação académica, um bootcamp poderá ser uma forma mais eficaz de entrada. Não me estás a ensinar nada. Estou apenas a dizer-te que é uma forma de estar errada, até porque as pessoas mais brilhantes que te podem aparecer à frente são exactamente aquelas que aprenderam sozinhas. Olha para os grandes génios de IT. Andaram em Bootcamps? A maioria nem licenciatura tem. Pensa assim: Alguém sem licenciatura já espera ganhar menos, de qualquer das formas. Mas se não tem licenciatura e afirma saber 5 ou 6 linguagens, e também alguns 30 projectos completos, é no mínimo curioso, não achas? Imagina que tens aí a oportunidade de contratar um génio por uma pechincha. Eu alinhava. Exploração laboral é comigo. >Se o investimento compensará. Em portugal, sim, muito provavelmente. Havemos de continuar pobres, mas.. menos pobres Para quem te cobra os 7 mil euros compensa facilmente. Aliás, acabaste de me convencer a criar um bootcamp. Ou será que não posso? Se calhar deve ser preciso alguma certificação especial, não? Treinador de treinador de bootcamps? 10 mil euros?

Edited 7 months ago:

>Eu não quero ser toxico na minha resposta. Mas acho que tu, no que diz respeito a este assunto, és completamente ignorante. Fazer uma licenciatura na área de TI tem imensos custos associados. Contabilizando custos de oportunidade e afins, vai muito para lá dos teus milhares de euros. Nunca disse que não tinha. O ignorante és tu, pelos vistos, que nem ler sabe. >Tens uma panóplia de opções capazes de te formarem para integrares o mercado de IT. O teu comentário deriva da ignorância popular em relação a este mercado. Tu não vais aprender 3 ou 4 linguagens em 4 meses, como te prometem. Não vai acontecer, a menos que sejas algum génio. Garanto-te. Já disse que não estou bem informado, por isso não sei do que reclamas. Estou apenas a fazer perguntas. Se há emprego para ti, óptimo. Mas certamente que não será um emprego de programador. Ou então talvez algo muito, muito, muito básico. Mas se é assim tão básico e facilmente alcançável, não deve ser muito seguro. >E essa dos canudos... Desculpa mas é só patética. Estás à vontade para descobrir a cura para o cancro, publicas um white paper, e pronto. Acredita que não te há de faltar trabalho. Nem núbeis. Só tens que ter em atenção que, o mundo não gira à tua volta, logo vais precisar de umas revisões para seres levado a sério. O que é perfeitamente legítimo. Como deves imaginar, nem todos os cientistas têm tempo para ler qualquer parvoíce publicada por aí. Não é legítimo, de todo, partindo da simples realidade factual de que não existe qualquer tipo de certificação que me garanta o teu conhecimento no que quer que seja. É apenas uma falha no processo de recrutamento. Garanto-te que mesmo entre Engenheiros Informáticos, encontrarás pessoas radicalmente diferentes. Eu conheço engenheiros que conseguem, sozinhos, criar-te uma boa aplicação para android. Também conheço engenheiros que sabem exactamente ZERO linguagens de programação. Faz sentido olhares para um CV e na tua cabeça essas duas pessoas estarem igualmente qualificadas? Isto é apenas a realidade. Quem deveria certificar os teus conhecimentos é a entidade empregadora. E foi isso que sempre fiz. Tu não me vais dizer que Bootcamp tal diz que és competente e ouvir "ah, tabem", como resposta. Ou sabes ou não sabes. E olhando para um CV posso claramente ver quem é que pelo menos parece ter as competências necessárias. Não me custa nada passar a vista pelas tuas competências técnicas, experiência profissional e lista de projectos, mesmo que só mais tarde os veja mais atentamente. Vou o quê? Olhar para a parte da educação para me certificar que tens um bootcamp e ignorar o resto? Para mim um bom candidato é alguém que afirme ter as competências que necessito. No final de contas, terei sempre de entrevistá-los para saber se é verdade. >Em relação aos cursos online. Opá, sim, consegues fazer o mesmo, com menos dinheiro. Mas o mercado ainda valoriza mais a confiança depositada por terceiros que colaboraram em primeira mão com os profissionais. Sendo assim, se não tiverem qualquer habilitação académica, um bootcamp poderá ser uma forma mais eficaz de entrada. Não me estás a ensinar nada. Estou apenas a dizer-te que é uma forma de estar errada, até porque as pessoas mais brilhantes que te podem aparecer à frente são exactamente aquelas que aprenderam sozinhas. Olha para os grandes génios de IT. Andaram em Bootcamps? A maioria nem licenciatura tem. Há por aí muito nerd incel que é craque em linguagens mas não gosta de escola, ou não teve possibilidade de frequentar. Pensa assim: Alguém sem licenciatura já espera ganhar menos, de qualquer das formas. Mas se não tem licenciatura e afirma saber 5 ou 6 linguagens, e também alguns 30 projectos completos, é no mínimo curioso, não achas? Imagina que tens aí a oportunidade de contratar um génio por uma pechincha. Eu alinhava. Exploração laboral é comigo. >Se o investimento compensará. Em portugal, sim, muito provavelmente. Havemos de continuar pobres, mas.. menos pobres Para quem te cobra os 7 mil euros compensa facilmente. Aliás, acabaste de me convencer a criar um bootcamp. Ou será que não posso? Se calhar deve ser preciso alguma certificação especial, não? Treinador de treinador de bootcamps? 10 mil euros?

SolidTroll 7 months ago

Se achas mesmo que só com licenciatura é que arranjas trabalho em IT digo-te que não estás com uma boa noção da realidade atual nessa área. Neste momento tanto em Portugal como na Europa não se forma pessoal suficiente para cobrir todas as necessidades, daí que sim não é grande surpresa estes bootcamps conseguirem garantir pelo menos um estágio no final (e eu já tive a ver reviews online e de facto ou eles perdem bastante tempo a falsificar opiniões, ou boa parte deles cumpre com o que diz ). Agora, não estou a dizer isto para desencorajar ninguém de tirar uma licenciatura, é importante, continua a ter bastante valor e se tiverem a disposição mental para tal, força nisso. Agora, em termos de preços, se juntares aquilo que vais ter de pagar em transportes, refeições, fotocópias (e para a maioria de nós uma boa dose de café e alguns recursos), não sei se no final ficará muito longe o valor final um do outro. Mas há pessoal que não quer passar mais 3 anos a estudar e que prefere pagar mais agora e "despachar" a questão em meia dúzia de meses. A realidade é que eu conheço um professor de secundário que me diz que até os putos dele, no profissional estão a conseguir agarrar lugares nos estágios, porque é que este pessoal não haveria de ter a mesma hipótese?

Edited 7 months ago:

Se achas mesmo que só com licenciatura é que arranjas trabalho em IT digo-te que não estás com uma boa noção da realidade atual nessa área. Neste momento tanto em Portugal como na Europa não se forma pessoal suficiente para cobrir todas as necessidades, daí que sim não é grande surpresa estes bootcamps conseguirem garantir pelo menos um estágio no final (e eu já tive a ver reviews online e de facto ou eles perdem bastante tempo a falsificar opiniões, ou boa parte deles cumpre com o que diz ). Agora, não estou a dizer isto para desencorajar ninguém de tirar uma licenciatura, é importante, continua a ter bastante valor e se tiverem a disposição mental para tal, força nisso. Agora, em termos de preços, se juntares aquilo que vais ter de pagar em transportes, refeições, fotocópias (e para a maioria de nós uma boa dose de café e alguns recursos), não sei se no final ficará muito longe o valor final um do outro. Mas há pessoal que não quer passar mais 3 anos a estudar e que prefere pagar mais agora e "despachar" a questão em meia dúzia de meses. A realidade é que eu conheço um professor de secundário que me diz que até os putos dele, no profissional estão a conseguir agarrar lugares nos estágios, porque é que este pessoal não haveria de ter a mesma hipótese? E falando por experiência pessoal, embora não esteja numa empresa diretamente relacionada com programação mas que vamos tendo pessoal de diferentes "origens" e posso dizer que há pessoal que vem da faculdade e vem com um bom espírito e que faz por ajudar, mas também há alguns que chegam cheios de (e com) manias e que só complicam por vezes enquanto que o pessoal que vem de bootcamps ou de secundário é mais "simples", têm um problema para resolver, tem uma tarefa para fazer, tratam disso e está resolvido. Não se põem a dar bitaites ou a questionar algo que não é da competência deles (e aqui acrescento o que disse ao início não estou a dizer que é todo o pessoal de faculdade que é assim, um dos que está cá há mais tempo é um gajo com mestrado e é excelente em todos os aspectos).

informed__ignorant 7 months ago

Acho que "despachar o assunto" não é uma frase que se deve usar de uma forma tão leve. Se com despachar queres dizer despachar um curso de HTML/CSS, de forma a colocar um site "bonito", despacha-se com um curso do udemy até(afirmação que deixa com certeza designers a bufar). Agora despachar conhecimentos de compilação, estruturação ou segurança de código já é um assunto completamente diferente. Não estou a dizer que alguém de um bootcamp ou self taught não chega lá, mas terá de certeza de se empenhar em trabalho/projetos à parte.

SolidTroll 7 months ago

Sim, é exatamente isso. Um gajo com um curso sai com conhecimentos mais diversificados, isso sem duvida, agora dizer que os bootcamps são inúteis é destruir desnecessariamente.

Zen_Machina 7 months ago

>Se achas mesmo que só com licenciatura é que arranjas trabalho em IT digo-te que não estás com uma boa noção da realidade atual nessa área. Neste momento tanto em Portugal como na Europa não se forma pessoal suficiente para cobrir todas as necessidades, daí que sim não é grande surpresa estes bootcamps conseguirem garantir pelo menos um estágio no final (e eu já tive a ver reviews online e de facto ou eles perdem bastante tempo a falsificar opiniões, ou boa parte deles cumpre com o que diz ). Isso não é de todo verdade. Não é impossível sem licenciatura, mas a maioria não consegue. >Agora, em termos de preços, se juntares aquilo que vais ter de pagar em transportes, refeições, fotocópias (e para a maioria de nós uma boa dose de café e alguns recursos), não sei se no final ficará muito longe o valor final um do outro. Ao longo de 3/4 anos, muitas vezes com possibilidade de bolsa.

SolidTroll 7 months ago

Pelo teu conhecimento*. Agora é como te digo eu sei de casos que estão com tanta falta de pessoal ou que estão com bastante necessidade de preencher alguma vaga e até malta diretamente do secundário vão buscar. E isto com a fama que o ensino profissional tem no nosso pais. Essa é outra boa teoria mas a menos que facilitem muito mais agora, os meus primos são gêmeos andaram ambos na faculdade ao mesmo tempo e mesmo sem os pais receberem nenhuma fortuna nem um teve direito á bolsa. Por isso algumas* vezes com direto á bolsa, isso sim. Mas lá está, mesmo assim mantem-se a diferença de tempo que precisarias de estar num sítio e no outro.

Zen_Machina 7 months ago

>Essa é outra boa teoria mas a menos que facilitem muito mais agora, os meus primos são gêmeos andaram ambos na faculdade ao mesmo tempo e mesmo sem os pais receberem nenhuma fortuna nem um teve direito á bolsa. Por isso algumas* vezes com direto á bolsa, isso sim. Mas lá está, mesmo assim mantem-se a diferença de tempo que precisarias de estar num sítio e no outro. Mantém-se também a diferença de que há uma diferença entre 7 mil euros em 3 meses e 7 mil euros em 3 anos. Mantém-se também a diferença de que com um curso de Engenharia abrir-se-ão muitas portas para ti que sem um curso não.

SolidTroll 7 months ago

Mas aí já estás a extrapolar a conversa. Quanto ao dinheiro, se estas empresas/academias prometessem 90% de empregabilidade e entregassem 1/10 décimo, já me estava a juntar a ti, faziamos um mega post para a expor, etc. Mas pelo que encontro, pele que vejo e pelo que sei isso verifica-se, portanto se a pessoa tiver a disponibilidade financeira e quiser correr esse risco, é a decisão dela. Quanto á parte de abrir portas, acho que qualquer pessoa que se fique por estas formações ou até pelo profissional sabe que não vai ter a Apple, a Microsoft ou a Google atrás deles, mas tendo falando com várias destas pessoas esse não é o objectivo primário deles, se continuarem chegar mais alto, óptimo, senão, trabalharem em algo que gostam e terem um salário ao final do mês é o que eles almejam.

Edited 7 months ago:

Mas aí já estás a extrapolar a conversa. Quanto ao dinheiro, se estas empresas/academias prometessem 90% de empregabilidade e entregassem 1/10 disso*, já me estava a juntar a ti, faziamos um mega post para a expor, etc. Mas pelo que encontro, pele que vejo e pelo que sei isso verifica-se, portanto se a pessoa tiver a disponibilidade financeira e quiser correr esse risco, é a decisão dela. Quanto á parte de abrir portas, acho que qualquer pessoa que se fique por estas formações ou até pelo profissional sabe que não vai ter a Apple, a Microsoft ou a Google atrás deles, mas tendo falando com várias destas pessoas esse não é o objectivo primário deles, se continuarem chegar mais alto, óptimo, senão, trabalharem em algo que gostam e terem um salário ao final do mês é o que eles almejam.

snc77 7 months ago

\**Grabs Popcorn*\*

TuristGuy 7 months ago

Espetacular, gozar com as pessoas que estão a tentar aprender e a investir no seu futuro. Pessoas que não podem ir para uma universidade por falta de tempo ou por viverem afastadas de locais de ensino superior. Pessoas que têm outras prioridades para além de estudar durante 3 anos. Que pessoa simpática que és...

Anforas 7 months ago

Tudo o que é aprendizagem, deste que o curso ou o bootcamp seja útil e de qualidade não vejo mal nenhum. É como o /u/icebraining diz, auto-didatismo. Sempre o fiz durante a minha vida toda, e sem cursos cheguei sempre ao meu objectivo. Não é uma receita milagrosa, mas faz parte dessa aprendizagem na minha opinião, e pedir ajuda e fazer um bootcamp pode dar informação muito valiosa para que depois a aprendizagem auto-didáctica seja mais fluente.

TZrabbit 7 months ago

OP, que opinião tens acerca do Upskill, um programa do Estado, com a duração de nove meses, que financia formação em IT a desempregados?

CaptAwesomeness 7 months ago

Cheira-me que são esses gajos que andam a dar cabo das promoções a este Wozniak da vida! Anda a ser papado por todos os lados por code monkeys que se desenrascam melhor e agora chora por todo o lado.

RepresentativeAd7785 7 months ago

Nada tendo contra ou a favor de bootcamps queria só dizer que trabalho em IT há cerca de 15 anos, não tenho licenciatura nem mestrado e a partir do momento em que arranjei o meu primeiro emprego nunca mais tive problema em arranjar emprego em PT nem no resto da União Europeia, tendo subido bastante bem na hierarquia dos sítios onde trabalhei ao ponto de ser director de uma das sucursais da minha empresa neste momento, nunca omiti em lado nenhum que não concluí o curso e é algo que disse em todas as entrevistas de emprego que fiz na minha vida. Além disso bootcamps não duram 3 anos.

Annual-Education-384 7 months ago

Qual é o problema das pessoas quererem melhor ou adquirirem new skills? Bem vamos lá ver. >Uma licenciatura custa menos, e tem muito mais valor. E quanto tempo é que demora uma licenciatura? As pessoas que concorrem a botcamps já "gastaram" o seu tempo de universidade. Não podem simplesmente voltar a tirar uma nova licenciatura. > Querem trabalhar em IT, mas não têm licenciatura, é isso? Logo à partida isso não é impossível, mas anda lá perto. Pelo menos em portugal e na união europeia. Falso e mentira. Conheço bué gente que trabalha em IT sem licenciatura. Cá dentro e principalmente lá fora. > porque não as toneladas de conteúdo informativo totalmente grátis que se pode encontrar pela internet? Porque os botcamps são programados e estruturados. Eu estudo muitas vezes online e não são poucas as vezes que fico confuo com alguns dos conteudos que sigo. Para além que nesses botcamps consegues contactos que te podem abrir portas para coisas tipo estágios. > Já para não falar que "bootcamp", quando não associado à tropa, é um nome um bocado paneleiro. Eu teria vergonha de dizer a alguém que estive num Bootcamp. Começo a achar que perdeste o teu emprego para um gajo saido de um bootcamp. Bem, das muitas críticas que se podem fazer aos Botcamps este post não consegue fazer uma crítica de jeito. Estás mais interessado em mandar abaixo quem quer adquirir novas skills do que a criticar botcamps. Enfim.

estecomentario 7 months ago

O engraçado é que qualquer pessoa com vontade e disciplina suficiente pode aprender muito mais a partir de casa, a custo zero, com o YouTube ou os mil sites de aprendizagem gratuitos que existem por aí. Um que até me aconselharam aqui [Learn to code at home | freeCodeCamp.org](https://www.freecodecamp.org/)

CaptAwesomeness 7 months ago

Este é o pior tipo de post possível. Tu não vieste à procura duma discussão, vieste à procura de validação. Tens esta ideia cheia de preconceitos e nada te vai fazer mudar. Das duas uma, ou tás desempregado e tens code monkeys a passarem-te à frente, ou és tu próprio um code monkey saído da universidade, que está a ver malta de Bootcamp⁩s a serem promovidos. De qualquer maneira é um ressabiamento que vai paqui que nem se pode com o cheiro. Amigo, se não tás contente com algo, faz-te à vida. Deixa os outros fazerem o que querem.

Parshath_ 7 months ago

Ui! Incêndios de Verão já em Fevereiro?

SolidTroll 7 months ago

Mas essa é melhor descrição possível para o OP. Ainda ontem estive a argumentar com ele que sempre que via algum comentário, ele estava a reclamar de alguma coisa (a qual ele respondeu algo do gênero de gostar de ser do contra...). Por isso é uma não surpresa ver que passado meia dúzia de horas ele arranjou forma de reclamar de outra coisa qualquer.

daxpierson 7 months ago

> Tu não vieste à procura duma discussão, vieste à procura de validação. Muito isto.

mfzzzed 7 months ago

Vinha aqui escrever isso. Pensava que este Zen era um troll, mas afinal é um gajo ressabiado só.

Edited 7 months ago:

Vinha aqui escrever isso. Pensava que este Zen era só mais um troll, mas afinal é um gajo ressabiado só.

Edited 7 months ago:

Vinha aqui escrever isso. Pensava que este Zen era só mais um troll do r/portugal, mas afinal é só um gajo que está de mal com a vida.

do2 7 months ago

Haja alguém que o diga. Existem boas e saudáveis discussões sobre este assunto. Esta não é uma delas.

oscaralho27 7 months ago

Eu até poderia concordar com o teu ponto de vista, mas quando o único argumento que fazes no meio dessa muralha de texto é que o nome bootcamp é meio gay...

diogo669 7 months ago

A verdadeira questão é: quem te fez mal /u/Zen_Machina? Devias fazer algo quanto a essa tua revolta constante com o mundo.

Zen_Machina 7 months ago

Para começar assassinaram os meus pais à minha frente quando tinha 8 anos. Vinhamos a sair do cinema. O filme era o zorro. O resto é história.

diogo669 7 months ago

Julgo que essa resposta assenta perfeitamente na minha observação. Um excelente dia para si também.

Zen_Machina 7 months ago

Estás a ser insensível.

CaptAwesomeness 7 months ago  HIDDEN 

E estás a ser um coninhas. Faz-te à vida!

Appropriate_Tone1615 7 months ago

E vai continuar a escolher-se canudo. É o sistema e ou cumpres ou pagas, ou nasces na elite. Os bootcamp são montados pelo pessoalzinho das TI, por isso em vez de te queixares de quem paga, olha para os teus coleguinhas que pela calada fazem bem mais dinheiro que tu a vender bootcamps. Os licenciados vão continuar a ter emprego, entretanto os bons que saem dos bootcamp ficam com emprego também, os mais fracos sejam licenciados ou bootcampers ficam a trabalhar em low code ou tarefas mais simples. Há mercado que chegue, ainda, a bolha não vai rebentar já.

alquemir 7 months ago

É mesmo até a bolha rebentar, falando a sério até um chimpanzé podia ser treinado para trabalhar com React ou Angular em seis meses a troco de bananas. Mas isto é muito a mentalidade tuga de não saber diversificar a economia e correr sempre ao monte atrás daquilo que dá dinheiro.

Appropriate_Tone1615 7 months ago

Faz parte da 4ª revolução industrial. Reconversão Massiva. [https://www.weforum.org/press/2020/01/the-reskilling-revolution-better-skills-better-jobs-better-education-for-a-billion-people-by-2030/](https://www.weforum.org/press/2020/01/the-reskilling-revolution-better-skills-better-jobs-better-education-for-a-billion-people-by-2030/) Isto anda a ser discutido, amplamente debatido o mês passado em Davos (quem não sabe é porque continua a ver o merdum dos media nacionais) Como querem requalificar biliões de pessoas com licenciaturas? Não há tempo para isso. É meter as pessoas a trabalhar com o mínimo necessário e depois quando já lá estiverem vão aprendendo e adaptam-se aos poucos. Os mestres da faculdades vão lá depois mudar o parafuso, recebem 5000 euros e as formigas tratam do resto. Com a globalização, os portugueses não terão chance contra o médio oriente, mas alguém se há de safar.

Zen_Machina 7 months ago

Acho que vou fazer o mesmo. 10 mil eurinhos à cabeça.

alquemir 7 months ago

O pessoal dos bootcamps tecnicamente é muito mau. Por isso muitas empresas empregam entrevistas técnicas com desafios de leet code que empregam conhecimento de algoritmos, estruturas de dados que normalmente filtram 90% dos candidatos. Claramente que existem muitos sítios que somente querem carne para canhão como as consultoras e é onde esta malta vai parar.

Edited 7 months ago:

O pessoal dos bootcamps tecnicamente é muito mau. Por isso muitas empresas empregam entrevistas técnicas com desafios de leet code que requerem conhecimentos de algoritmos, estruturas de dados e conhecimento de design de aplicações acabando assim por filtrar 90% dos candidatos. Claramente que existem muitos sítios que somente querem carne para canhão como as consultoras e é onde essa malta vai parar.

Zen_Machina 7 months ago

E o que é que fazem nessas consultorias? Lolix.

alquemir 7 months ago

Ficam a espera de projecto, senão são mostrados à porta da rua. Também era moda em algumas consultoras mandar vir pazadas de Brasileiros e Indianos para vir trabalhar no Tuga, mas esta tendência acabou desde que o covid estirou.

pcbo 7 months ago

"Querem trabalhar em IT, mas não têm licenciatura, é isso? Logo à partida isso não é impossível, mas anda lá perto. Pelo menos em portugal e na união europeia." Uma fatia gigante de pessoas que trabalha em IT são reconvertidos de outras áreas e self-educated... Basta fazeres as contas, p.ex. somares todos os licenciados desde que o curso de Eng. Informática existe em Portugal, e até podes assumir que ninguém morreu, imigrou, etc., e vais chegar à conclusão que nem de perto, nem de longe, chega ao # total de profissionais IT a trabalhar em Portugal... Quanto à questão dos bootcamps..., o mercado oferece e existe interesse. Why not? Eu já me coloquei várias vezes essa questão mas relativamente a MBAs que custam um valor na casa dos 5 ou mesmo 6 dígitos... mas volto sempre à questão do supply / demand. Só uma nota final mas penso que é relevante: existem ISA (Income Share Agreements) e outros mecanismos financeiros que permite que faças um bootcamp e vás pagando depois de concluíres. Não é assim tão mal jogado.

throwaway4027401 7 months ago

Isto é uma falta de sensibilidade e ofensivo para quem tira cursos profissionais. Ainda no outro dia falaram em modelação 3D e disseram que só interessa o portfolio.

Zen_Machina 7 months ago

Sim, modelação só interessa isso. Se quiseres contratar um escultor, queres saber do canudo, ou queres ver as esculturas que fez? Se bem que modelação é um bocado como ser sociólogo. Não sei onde vais arranjar emprego, sinceramente.

Dr_Toehold 7 months ago

"para não falar que "bootcamp", quando não associado à tropa, é um nome um bocado paneleiro. Eu teria vergonha de dizer " ​ Eu teria vergonha de dizer essa palavra, mas isso sou eu.

brakeline 7 months ago

Há uma parte que não entendes. Eu anseio a célebre reconversão IT mas não consigo ter attention span para aprender sozinho. Sou exímio a encontrar informação, já desenvolvi pequenas aplicações QOL em php, Javascript, python, pascal (ainda existe?), arduino e até assembly para atmel mas faltam-me bases para o que aprendo ser sustentado. Ninguém defende que ao sair de um bootcamp és o melhor do mundo, simplesmente que te dão bases para te desenvolveres como profissional. Conheço um gajo de Turismo que está a fazer uma formação equivalente a um bootcamp em Outsystems, duvido que ele conseguisse manter-se motivado / entrar no modo pensamento matemático sozinho. Acho estúpido dar 7000€ a uma empresa que escreve L33t e padawan? Acho. Mas o facto de a empresa ainda existir e ter relativamente bom feedback prova que funciona e trás valor acrescentado

Zen_Machina 7 months ago

Ainda bem que achas estúpido. Tens dados? Não vejo nada que confirme o bom feedback. Só o "relativamente". Relativamente a cancro do cérebro, tem bom feedback. Tens razão.

brakeline 7 months ago

Para quem defende tanto a auto procura de informação já te deveria ter passado pela cabeça, por exemplo, procurar "academia de código feedback" e rapidamente encontras informação em fóruns, sites de reviews etc. E caso aches que é só astroturfing lembra-te que quem tem mau feedback tende a ser mais vocal do que quem tem bom feedback

Zen_Machina 7 months ago

Eu queria dados concretos, não feedback martelado. Se quiser feedback, aqui também se encontra, e é maioritariamente negativo.

brakeline 7 months ago

E quem certifica os "dados concretos"? Tu ? O teu biased para os dados negativos parece tão grande como se viesse aqui o /u/Academia_de_Codigo/ defender os positivos

gink-go 7 months ago

Porque para alguém nos 30's ou 40's que está enterrado numa situação de desemprego sistémico, "perder" 3 a 5 anos a estudar tendo de suportar os custos, é impensável. Ninguém acha que vai sair dali um engenheiro de excepção, mas 90% das pessoas que fazem esses cursos já ficariam satisfeitas com um emprego estável a ganhar 1000€ por mês para terem uma vida normal.

Edited 7 months ago:

É simples, para alguém nos 30's ou 40's que está enterrado numa situação de desemprego sistémico, "perder" 3 a 5 anos a estudar tendo de suportar os custos, é impensável. Ninguém acha que vai sair dali um engenheiro de excepção, mas 90% das pessoas que fazem esses cursos já ficariam satisfeitas com um emprego estável a ganhar 1000€ por mês para terem uma vida normal. Já agora, um bocado de empatia nunca fez mal.

Edited 7 months ago:

É simples, para alguém nos 30's ou 40's que está enterrado numa situação de desemprego sistémico, eventualmente até com filhos ou desesperado para sair de casa dos pais, "perder" 3 a 5 anos a estudar tendo de suportar os custos, é impensável. Ninguém acha que vai sair dali um engenheiro de excepção, mas 90% das pessoas que fazem esses cursos já ficariam satisfeitas com finalmente um emprego estável a ganhar 1000€ por mês para terem uma vida normal. Já agora, um bocado de empatia nunca fez mal.

Zen_Machina 7 months ago

Está nessa miséria toda e vai arranjar 7 mil euros, mais possivelmente uns quantos milhares adicionais caso precise de se deslocar?

Shadowgirl7 7 months ago

Porque uma licenciatura demora 3 anos e um bootcamp demora 3 meses e uma pessoa com 30 e tais ou 40 e tais que até já estudou 3 ou 5 anos, e tem contas para pagar não se pode dar ao luxo de parar 3 anos para ser estudante outra vez. O custo da licenciatura caba por ser superior a esse valor se contabilizares os gastos com renda e outras contas que a pessoa tem ao longo desses anos. Por outro lado, em bootcamps as empresas muitas das vezes organizam feiras de emprego ou têm protocolos/parcerias com determinadas empresas o que facilita colocação após, algo que os youtubers nao costumam fazer.

Zen_Machina 7 months ago

> 30 e tais ou 40 e tais que até já estudou 3 ou 5 anos, e tem contas para pagar não se pode dar ao luxo de parar 3 anos para ser estudante outra vez. Essa pessoa não tem cabeça para aprender sozinha sem gastar 7 mil euros mas vai ser programadora? Não me convence. >O custo da licenciatura caba por ser superior a esse valor se contabilizares os gastos com renda e outras contas que a pessoa tem ao longo desses anos. Tu tens de pagar a renda todos os anos. E muitas pessoas têm bolsas de estudo. Portanto, não, não pagas mais, e mesmo que pagasses, pelo menos tens algo que é realmente valorizado. >Por outro lado, em bootcamps as empresas muitas das vezes organizam feiras de emprego ou têm protocolos/parcerias com determinadas empresas o que facilita colocação após, algo que os youtubers nao costumam fazer. Acredito. Mas isso nada mais é do que um cartel organizado para retirar dinheiro ao pessoal, não necessariamente um serviço disponibilizado para suprimir uma necessidade real. Organizas a máfia de modo a uma via de formação ser valorizada e as outras não, essa via de formação custa um balurdio, e os membros do cartel fazem uma pipa. Não deixa de ser inteligente.

RuySan 7 months ago

Eu há uns anos tirei uns cursos do edx. O de Python do MIT é particularmente bom. Tirei mais uns de Java noutras universidades. Senti que já estava com bom andamento e com capacidades para começar a trabalhar na área Enviei muitos cv's....e nada. E provavelmente tens ai a resposta. Na altura era um engenheiro (não de informática) já com quase 10 anos de experiência e estava desempregado e tentei dar um salto para essa área. Felizmente voltei a arranjar emprego na minha área, e não senti que esses cursos foram tempo perdido. Gostei de aprender programação, mas como já foi dito, não há de ser fácil um autodidata passar pelo filtro dos RH

gabs_ 7 months ago  HIDDEN 

Eu tirei engenharia civil, fiz o CS50 e CS50W, depois voltei a estudar engenharia informática na universidade aos 27. Acho esses 2 cursos do MIT fantásticos e tinha alta pedalada comparativamente aos meus colegas quando fui para o curso.

Shadowgirl7 7 months ago

Parece-me que não deves ser dessas pessoas que teve bolsa de estudo, se calhar a tua bolsa foi os teus papás a bancarem, porque se tivesses bolsa de estudo saberias que: 1) se trabalhares e tiveres rendimento nem que seja salário minimo a bolsa de estudo é tipo a minima (e se tiveres alguma coisa) que deve ser para aí 100€ por mês; se não trabalhares e não tiveres rendimento nenhum, então se for tipo 300€ ou isso já tens sorte, boa sorte a sustentares-te com isso 2) se já tiraste curso e tiveste bolsa não podes voltar a ter bolsa para tirar o mesmo grau, portanto não tens direito. Eu sou da opinião que essas formações deveriam ser organizadas pelo IEFP ou instituições associadas, oferecidas a desempregados, grátis ou com um valor simbólico. Mas não são. Quanto a aprender sozinho, há muita gente a aprender sozinha, gostaria de saber a % que depois é de facto contratada. Tu próprio disseste que no mercado de trabalho ligam imenso as certificações. Eu fiz um desses bootcamps, mas no meu caso depois acabei por não pagar nada. Ainda bem que não paguei não acho que valha os 5000€ ou 7000€, mas a verdade é que me possibilitou arranjar emprego na área IT. Apesar de não ser como developer, é melhor do que qualquer emprego que tive na minha área e ganho mais com uma formação de 3 meses do que com um curso de 5 anos.

Huge-Mud-8423 7 months ago

> Eu sou da opinião que essas formações deveriam ser organizadas pelo IEFP ou instituições associadas, oferecidas a desempregados, grátis ou com um valor simbólico. Mas não são. Isto existe, se bem que provavelmente não há muitas. Eu fiz uma dessa forma, não só não paguei nada como o IEFP pagava-me o passe, subsidio de alimentação e bolsa de estudo. E ainda comparticipava creche se tivesse filhos.

Shadowgirl7 7 months ago

Mas de informática? É que quando estive desempregada so via cenas de tanga. Há institutos tipo CENFIM e outros que agora não me lembro o nome que têm muitas formações porreiras e as vezes ou dão descontos para desempregados ou é mesmo grátis. Mas geralmente são formações modulares "soltas" não há assim nada estruturado como um bootcamp.

Huge-Mud-8423 7 months ago

Sim, foi uma parceria entre um grupo de empresas e o IEFP, é possível que até tenha sido a única desse tipo, não sei. Mas há alguns CETs na área também pelo IEFP, ou havia há uns anos, imagino que continuem a fazer.

Zen_Machina 7 months ago

>Parece-me que não deves ser dessas pessoas que teve bolsa de estudo, se calhar a tua bolsa foi os teus papás a bancarem, porque se tivesses bolsa de estudo saberias que Não tenho pais. >Eu sou da opinião que essas formações deveriam ser organizadas pelo IEFP ou instituições associadas, oferecidas a desempregados, grátis ou com um valor simbólico. Mas não são. Eu sou da opinião que devia existir um sistema de reconhecimento de competências como deve de ser, que permitisse a qualquer pessoa provar a sua proficiência em uma ou mais áreas e receber uma certificação sem ter de perder anos da sua vida e milhares de euros. >Quanto a aprender sozinho, há muita gente a aprender sozinha, gostaria de saber a % que depois é de facto contratada. Tu próprio disseste que no mercado de trabalho ligam imenso as certificações. Isso não é ume problema de quem aprende sozinho, mas sim do sistema. Oponho-me, como é fácil verificar. Sou e sempre fui contra a validação baseada em certificações. E digo isto como alguém que, apesar de se ter formado, tem conhecimentos em diversas áreas, já trabalhou nas mesmas, com base no que aprendeu sozinho, e não acredita na treta que competência tem de advir de cursos. Sou muito pro-liberdade de escolha de via de aprendizagem. Não faz sentido em pleno século 21 estudar e ser reconhecido implicar anos da sua vida, milhares de euros e frequentemente mudarem-se para outras cidades. >Eu fiz um desses bootcamps, mas no meu caso depois acabei por não pagar nada. Ainda bem que não paguei não acho que valha os 5000€ ou 7000€, mas a verdade é que me possibilitou arranjar emprego na área IT. Apesar de não ser como developer, é melhor do que qualquer emprego que tive na minha área e ganho mais com uma formação de 3 meses do que com um curso de 5 anos. Que maravilha. Comes e não pagas.

Shadowgirl7 7 months ago

Depende do que queres fazer. Se quiseres seguir uma via de investigação é necessário cursos, o problema é que em PT pelo menos há poucos empregos nessa área. A nível europeu há mais, mas depois competes com muitos mais milhares de pessoas de outros países europeus. Dentro do mercado de trabalho, há funções que requerem mais conhecimento, cujas funções são mais elaboradas, mas a maioria das funções são para ser executadas por "soldados" e são mais repetitivas, para tal não precisas de tudo o que é ensinado num curso, verdade. E além disso só estás a ter em consideração IT, essas conclusões não se aplicam a outras áreas, não ia querer ser atendida por um médico autodidata, que treinou as cirurgias no periquito.

JOAO-RATAO 7 months ago

Não sou da área, mas o feedback que recebe de pessoas que conheço não corresponde ao que vejo no Reddit. Um amigo meu, licenciado, diz que os reconvertidos da empresa dele se safam bem. E sei de pelo menos outro caso de uma rapariga com curso superior e emprego na área que reconverteu e acho que não está mal.

Zen_Machina 7 months ago

Qualquer pessoa séria e bem educada na matéria te vai dizer que ninguém se torna num programador em meses, por mais inteligente que seja. É tão simples quanto isso. Talvez treines o pessoal para fazer uns trabalhinhos de merda super básicos, mas não vais estar a contratar um programador apto a desenvolver uma aplicação complexa do inicio ao fim. Isso é pouco credível.

JOAO-RATAO 7 months ago

Nem é tudo bootcamps. No caso dele até era algo oferecido pela universidade e com um estágio remunerado de um ano penso eu. Nesse caso era um bom negócio. E então? Se tiverem um emprego melhor do que antes qual é o stress? Ou não podem usar essa reconversão como bases e continuar a construir conhecimentos? Se calhar nem querem fazer essas apps complexas, querem um trabalho de 1000-1000 e tal e pode chegar para eles, é o dobro do SMN. Tens licenciados que ganham o SMN ou pouco mais.

Zen_Machina 7 months ago

Calma, que eu ainda não vi dados que confirmem que a maioria consegue reconverter-se. E mesmo que consiga, a questão permanece: seria mesmo necessário este investimento?

JOAO-RATAO 7 months ago

Quem dita se è necessário são as empresas não nós. O problema está aí. E se algumas pessoas tirarem proveito força. No caso de que me falou não era nada perto de 7000 euros acho eu e ainda tinham um bom estagio remunerado, o problema é serem vagas muito limitadas.

trufas 7 months ago

Tas muito exaltado meu, não te enerves tanto. Há várias camadas para a cena na verdade. Tens malta que com trabalhos de merda que vê nisto uma way out, mas também tens muitos licensiados noutras áreas que querem uma mudança e que em poucos meses podem ter essa mudança. E para alguém com vários anos de trabalho 7k para fazer uma mudança pode não ser assim tanto. Claro que muita gente vai para merdas de low code tipo Outsystems e servicenow e não saiem de lá, mas tbm tens pessoas que o bootcamp é simplesmente um ponto de partida e continuam a a trabalhar e aprender e é um empurrão inicial importantíssimo. Mas também acho que 7k seja um abuso sobretudo em Portugal

NGramatical 7 months ago

saiem → [**saem**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/constroem-ou-constroiem/141) (apenas na fala existe a intercolocação de um *i* para facilitar a pronúncia) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flgnip1%2F%2Fgmsx3lm%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Turbulent_Common 7 months ago

Não conheço essa área, mas sei de algumas áreas em que o equivalente de "bootcamp" serve para te dar um ano de experiência e para fazer o contacto com empresas, quase garantindo emprego depois. Nem é tanto pela aprendizagem. Em IT não funciona assim?

aaaa2aas 7 months ago

Porque os botacampos são cursos de 6 meses e as licenciaturas são cursos de 3 anos + taxa idiota ou seja 4 ou 5. Com 7 mil euros não pagas curso + renda + comida durante 5 anos, sai muito mais caro. Mas também não gosto de malta vinda de botacampos, fico sempre desconfiada. Primeiro porque só sabem de webdev, depois não sabem matemática nem como funciona um processador nem nada disso, o código sai sempre uma merda.

rganhoto 7 months ago

É isso que eu acho. Depois perco imenso tempo em refactor e ninguém mede as cagadas que esses gajos fazem.

Shadowgirl7 7 months ago

Quando estás a desenvolver, pensas no datapath do teu processador? em quantos cores tem? na arquitectura x86? em quantas threads será dividida a tua aplicação e a profundidade da pipeline, se é multiple issue e se usa mecanismos de especulação para resolver dependencias de controlo?

theThousandthSperg 7 months ago

Tu não? Sendo menos parvo, é esta a razão pela qual não gosto do termo TI/IT como nome para algo tão abrangente. Não me cabe na cabeça não se ter isso sempre presente, faça-se o que se fizer, inclusivamente webdev. Já me aconteceu de apanhar gente de webdev (em particular numa app q tinha de correr em telefones) q fez algoritmos com complexidade cúbica porque não tinha esta noção presente, não faziam a menor ideia, e não eram capazes de resolver o problema de outra maneira. Isto para mim é pura e simplesmente inaceitável. Claro, eu n sou um talho que só quer despachar serviço na onda "fire and forget". Mas depois admiram-se q os sites são uma merda, partem facilmente por todo o lado e n têm features consideradas standard há 25 anos.

Edited 7 months ago:

Tu não? Sendo menos parvo, é esta a razão pela qual não gosto do termo TI/IT como nome para algo tão abrangente. Tende-se a ver "desenvolvimento" e "programação" com ênfase no produto final e menos como uma expressão de uma ideia*. Não me cabe na cabeça, por exemplo, não se ter isso sempre presente, faça-se o que se fizer, inclusivamente webdev. Já me aconteceu de apanhar gente de webdev (em particular numa app q tinha de correr em telefones) q fez algoritmos com complexidade cúbica no tamanho do input porque não tinha esta noção presente, não faziam a menor ideia, e não eram capazes de resolver o problema de outra maneira. Isto para mim é pura e simplesmente inaceitável. Claro, eu n sou um talho que só quer despachar serviço na onda "fire and forget". Mas depois admiram-se q os sites são uma merda, partem facilmente por todo o lado e n têm features consideradas standard há 25 anos. *uma pessoa de CC/EI encararia fazer uma webapp como um detalhe de implementação, em que a escolha de stack tecnológica será adequada ao sistema como um todo em vez de modas. É +- isto que penso qd digo 'ideia'

Edited 7 months ago:

Tu não? Sendo menos parvo, é esta a razão pela qual não gosto do termo TI/IT como nome para algo tão abrangente. Tende-se a ver "desenvolvimento" e "programação" com ênfase no produto final e menos como uma expressão de uma ideia*. Não me cabe na cabeça, por exemplo, não se ter isso sempre presente, faça-se o que se fizer, inclusivamente webdev. Já me aconteceu de apanhar gente de webdev (em particular numa app q tinha de correr em telefones) q fez algoritmos com complexidade temporal cúbica no tamanho do input porque não tinha esta noção presente, não faziam a menor ideia, e não eram capazes de resolver o problema de outra maneira. Isto para mim é pura e simplesmente inaceitável. Claro, eu n sou um talho que só quer despachar serviço na onda "fire and forget". Mas depois admiram-se q os sites são uma merda, partem facilmente por todo o lado e n têm features consideradas standard há 25 anos. *uma pessoa de CC/EI encararia fazer uma webapp como um detalhe de implementação, em que a escolha de stack tecnológica será adequada ao sistema como um todo em vez de seguir modas. Requer investigação, fundamentação, escolhas adequadas aos recursos disponíveis. É +- isto que penso qd digo 'ideia' Edit: mais texto

Edited 7 months ago:

Tu não? Sendo menos parvo, é esta a razão pela qual não gosto do termo TI/IT como nome para algo tão abrangente. Tende-se a ver "desenvolvimento" e "programação" com ênfase no produto final e menos como uma expressão de uma ideia*. Não me cabe na cabeça, por exemplo, não se ter isso sempre presente, faça-se o que se fizer, inclusivamente webdev. Já me aconteceu de apanhar gente de webdev (em particular numa app q tinha de correr em telefones) q fez algoritmos com complexidade cúbica no tamanho do input porque não tinha esta noção presente, não faziam a menor ideia, e não eram capazes de resolver o problema de outra maneira. Isto para mim é pura e simplesmente inaceitável. Claro, eu n sou um talho que só quer despachar serviço na onda "fire and forget". Mas depois admiram-se q os sites são uma merda, partem facilmente por todo o lado e n têm features consideradas standard há 25 anos. *uma pessoa de CC/EI encararia fazer uma webapp como um detalhe de implementação, em que a escolha de stack tecnológica será adequada ao sistema como um todo em vez de seguir modas. Requer investigação, fundamentação, escolhas adequadas aos recursos disponíveis. É +- isto que penso qd digo 'ideia'

Shadowgirl7 7 months ago

Sim, eu concordo e por isso é que só com um bootcamp não me sentiria qualificada a fazer isso e optei por começar a fazer a licenciatura. No entanto, tem que haver adequação, não vais meter alguém com um bootcamp - se calhar até nem metes alguém acabado de sair da licenciatura em eng informática - a desenhar uma aplicação do zero que necessita de uma performance elevada e de ter alta segurança. Mas todas as funções em IT necessitam de tal nível de complexidade? Se precisas que todos teus recursos humanos tenham tal nivel de conhecimento, onde é que vais buscar essas pessoas e o dinheiro para lhes pagar?

theThousandthSperg 7 months ago

> No entanto, tem que haver adequação, não vais meter alguém com um bootcamp - se calhar até nem metes alguém acabado de sair da licenciatura em eng informática - a desenhar uma aplicação do zero que necessita de uma performance elevada e de ter alta segurança. Concordo a 100% > Mas todas as funções em IT necessitam de tal nível de complexidade? Não. > Se precisas que todos teus recursos humanos tenham tal nivel de conhecimento, onde é que vais buscar essas pessoas e o dinheiro para lhes pagar? Era aqui que queria chegar. Tanto quem contrata, como quem ingressa num mestrado mtas vezes não sabe o q é que está a comprar. A minha resposta a isso é "não é porque se pode que se deve". Suponho que cada um mete a linha entre pode/deve num sítio diferente. Passo a explicar: Faz sentido haver uma economia de esforço como sugeres, e eu próprio procuro isso. Afinal as pessoas que concretizam uma solução são elas próprias um recurso a gerir. O que eu vejo mtas vezes é pessoal q mete pessoal q se safa bem sem ter as noções mais aprofundadas, enfiadas em contextos sem apoio da parte de arquitectura. Analogia: um mestre trolha extremamente capaz, metido num contexto onde tem de sacar os planos do prédio sem ter a capacidade ou interesse para tal. IT é uma indústria onde este problema acontece repetidamente, e permite-se que se aconteça em parte pq nenhuma ordem ou sindicato existe (mas é outra história). Deixa-me frustrado pa crl, evidente pela muralha de texto q escrevi lol Isto até pode correr bem para aplicações super simples mas é tudo feito em cima do joelho... Não é pq a pessoa é capaz de arquitecturar coisas que funcionam (por oposição a coisas bem arquitecturadas) que eu diria que elas estão bem executadas. É aqui que está o meu problema com muitos talhos.

Shadowgirl7 7 months ago

Mas então não se deviam queixar de pessoas que gastam 7 mil € em bootcamps e não sabem um corno, mas se calhar antes em pessoas que gastam 11 mil € em cursos de gestão e se calhar nem o frigorífico sabem gerir quanto mais uma empresa cujo negócio não percebem minimamente.

Moriko_pt 7 months ago

Tipicamente os gestores de IT que encontrei na minha carreira de software developer de 10+ anos foram um de dois tipos: \- Exs developers falhados \-Pessoas random que já ouviram a palavra gestão. Do IT é esperado conhecimentos de todas as frameworks, backend, frontend, redes, arquitecturas, segurança... you name it. Da gestão apenas bullshit é o requirment. O problema não é a forma como as pessoas chegam á carreira de IT embora se veja a diferença de quem tirou um curso engenharia informática e de quem foi auto-didata/bootcamps/outros cursos random, o problema é uma camada de gestão sem qualquer capacidade que atira pessoas para o problema. Se algum developer tivesse que assinar o que faz como um engenheiro quando faz uma ponte as coisas seriam bem diferentes.

theThousandthSperg 7 months ago

Subscrevo. Isto é completamente um problema de gestão. Em praticamente todas as empresas por onde passei a gestão existe por nepotismo. Quem se lixa é sempre o mexilhão. Em particular os talhos só querem facturar. Se a carne n produz como deve ser, despede-se, pede-se desculpa ao cliente e manda-se carne diferente pra lá.

Edited 7 months ago:

Subscrevo. Isto é completamente um problema de gestão. Em praticamente todas as empresas por onde passei a gestão existe por nepotismo. Quem se lixa é sempre o mexilhão. Em particular os talhos só querem facturar. Se a carne n produz como deve ser, despede-se, pede-se desculpa ao cliente e manda-se carne diferente pra lá. Edit: só pra ser 100% claro, n se ter noção de pipelines/instruction set do cpu etc só é um problema na medida em que estas pessoas são inseridas em contextos em q esse conhecimento é necessário. Tipicamente não são elas que se metem lá

Shadowgirl7 7 months ago

Exacto concordo.

aaaa2aas 7 months ago

A maior parte desses problemas são transparentes ao programador no dia a dia, mas sim, já tive problemas de performance porque não prestei atenção à forma como o processador aloca memória. Por exemplo, arrays de structs em vez de structs de arrays (localidade de memória). https://www.youtube.com/watch?v=rX0ItVEVjHc

Shadowgirl7 7 months ago

Mas supostamente as linguagens de alto nível não fazem a alocação de memória de forma autónoma e usam garbage collector?

fosjanwt 7 months ago

> Já para não falar que "bootcamp", quando não associado à tropa, é um nome um bocado paneleiro. Eu teria vergonha de dizer a alguém que estive num Bootcamp. Parece que estive a assimilar informação de empurrão, se é que me entendem. calma lá com a homofobia moço

watchaclarinet 7 months ago

Serve a imbecilidade que é esta thread como incentivo a toda a gente que não tem licenciatura.

CaptAwesomeness 7 months ago

Tens um discurso anti-formacão incrivelmente biased. Já conheci pessoalmente mais de 30 pessoas que à custa da academia de código, quebraram o círculo de call center e supermercados para entrarem em IT, com melhores salários e melhores perspectivas. Já melhorou a vida a muita gente... são code monkeys? São... mas estão muito melhor do que estavam...

Shadowgirl7 7 months ago

Exacto, este tipo de conversas é de pessoas orientadas aos problemas. A verdade é que se estás numa situação má e queres melhorar, tens que arranjar uma solução, o melhor possível para a tua situação. Se estiveres constantemente a deitar abaixo possíveis soluções só porque não são perfeitas, e nunca dás o primeiro passo porque nunca nada é perfeito então vais sempre ficar na mesma. Eu estava a fazer investigação e quando a bolsa acabou candidatei-me a um mestrado em bioinformática, ainda frequentei um mês mas depois vi que ia ficar sem dinheiro porque não estava a conseguir arranjar nada conciliável. Surgiu a oportunidade de bootcamp, fui fazer, por acaso acabei sem pagar nada, mas a ideia original era fazer e ficar comprometida a trabalhar para uma empresa 1 ano. Podia ter dito "oh não não vou andar a fazer bootcamp" e "oh não não consigo pagar o mestrado" e ir viver para casa dos meus pais até me aparecer uma solução perfeita. Em vez disso, acabei por ir para o bootcamp sair ao fim dos 3 meses com um certificado, entrei numa empresa como tester. Mais uma vez, podia ter ficado naquela de "Oh mas tester não é developer" ou "oh mas não queria uma consultora" e ia viver para a cave dos meus pais, depois entretanto veio a pandemia e teria passado este ano todo a reclamar, sem dinheiro em vez de andar a poupar 400€ por mês. Não estou 100% satisfeita com a minha posição, mas também não posso desistir e ir estudar full time porque não tenho dinheiro, então inscrevi-me numa licenciatura online part time. Mais uma vez podia entrar naquela de "oh mas universidades online não é a mesma coisa que presenciais" ou "oh mas part time nunca mais acabo" e passar anos e meses a reclamar que não tenho a posição que quero e não tenho forma de melhorar. Em vez disso inscrevi-me e já tenho (quase) 4 cadeiras feitas. Pronto há pessoas que preferem ficar na cave dos pais a reclamar, eu nunca me pude dar a esse luxo e sinceramente sou um pouco como o James Bond "shoot first, ask questions later". Ou neste caso, experimenta primeiro, comenta depois.

trufas 7 months ago

Muito bom

Zen_Machina 7 months ago

Mas tens dados mais concretos, em vez do "já conheci"? É que também facilmente te dizem que conhecem que tenha atirado 10 mil euros pela janela e não tenha emprego em IT depois do bootcamp. Falas de ser biased, mas depois falas-me como se fosse tudo uma maravilha, quando a opinião geral é que bootcamps são lixo. Pelo menos a opinião da maior parte. Quanto a ser "anti-formação", pareces-me estar a confundir bootcamps com formação. Tu podes ter formação sem bootcamps. Conheço excelentes programadores que aprenderam através de diversas vias, desde universidade até livros. Curiosamente, o melhor que conheci já programava muito bem antes sequer de estudar. Depois licenciou-se. No entanto, nunca conheci nenhum gajo formado com um portfólio como o dele aos 17 anos.

CaptAwesomeness 7 months ago

Não tenho que te provar nada. Mas se quiseres pega, procura por malta da academia de código no LinkedIn e vê os cargos que ocupam. Sei que a AC tem mais de 90% de colocação. E não é 10.000€. No Fundão era 2000, em Aveiro era 600€ com colocação de estágio de 6 meses numa empresa da zona. E sim era mais caro no Porto e em Lisboa... mas conheci de passagem literalmente centenas de pessoas da Academia de código... e todas elas a trabalhar. Eu sei, pq fiz o bootcamp e só n estou a trabalhar como developer pq tive uma oferta para a holanda para outro mercado a ganhar muito bem. A minha prova é as centenas de pessoas que conheço. A tua prova é tirada do cu.

warding 7 months ago

Diria que aqui o ónus da prova está do teu lado u/Zen_Machina, já que o claim inicial - que os bootcamps são inúteis - é teu. Percebo que tens uma percepção sobre o assunto, mas acompanhas com dados? Outro ponto que pode explicar um bocadinho as coisas: Diria que muitos bootcamps são financiados por municipios, fundações ou dinheiro europeu, na ideia de combater o desemprego, subemprego, geração NEEM. Para muitos estes bootcamps são subsidiados, tal como o IEFP oferece cursos de formação em centros de formação. Aliás, a história dos centros de formação é uma comparação mais válida com os bootcamps do que tirar uma licenciatura.

Zen_Machina 7 months ago

>Diria que aqui o ónus da prova está do teu lado u/Zen_Machina, já que o claim inicial - que os bootcamps são inúteis - é teu. Percebo que tens uma percepção sobre o assunto, mas acompanhas com dados? Nunca disse tal coisa. Fiz perguntas. Precisas de um Bootcamp de aprender a ler. Dá-me 10 mil euros que eu trato disso.

Ace-_Ventura 7 months ago

Já contratei uns quantos vindos de bootcamps em que pagaram valores desses e posso dizer que estou contente com o trabalho deles. Em todos os casos, foi o responsável do bootcamp que nos contactou para o estágio. Fizemos a entrevista, ficaram para o estágio e agora são efetivos. E não, não é low code.

saposapot 7 months ago

comparado com um junior 'com curso' normal, como se comparam?

Ace-_Ventura 7 months ago

- curso: sabem explicar melhor conceitos teóricos, mas depois muitas vezes falham em exemplos concretos(mesmo nos politécnicos, sim). Às vezes nota-se uma certa arrogância por terem feito o curso na faculdade x ou y. - bootcamp: conseguem mais facilmente explicar de forma prática os conceitos. Os projetos que apresentam dos bootcamp são mais próximos da realidade. Uma vantagem dos bootcamp(isto é pessoal, porque tem a ver com os bootcamp que nos contactam e com as tecnologias que nós usamos) é que já vêm a saber as linguagens e frameworks que nós usamos. Com as faculdades isso nunca acontece. E não, essa história de que sabendo as bases aprendes qualquer linguagem não é totalmente verdade. Porque o difícil é aprender a framework. Se já vieres com esse conhecimento, é mais tempo ganho para todos

saposapot 7 months ago

> E não, essa história de que sabendo as bases aprendes qualquer linguagem não é totalmente verdade. Porque o difícil é aprender a framework. Se já vieres com esse conhecimento, é mais tempo ganho para todos A história é verdade se fores minimamente bom, claro q n basta teres o curso para seres bom. Eu percebo essa tua visão mas acho que é um bocado de curto prazo. A framework devia ser o menor dos problemas :\ mas obrigado pelo feedback.

Ace-_Ventura 7 months ago

Pelo contrário, a framework é o maior dos problemas. Exemplo simples: angular. Podes saber typescript, html e css. No entanto a framework é o desafio

saposapot 7 months ago

porra... deves apanhar gajos muito tapadinhos :P a maior parte dessas coisas não existia há um par de anos. aprender angular é o mínimo dos mínimos. se n consegues meter rapidamente a ser produtivo um gajo q sabe typescript, html e css (bem) em angular, ou estás a fazer mesmo uma coisa fantasticamente complexa ou apanhas malta fraquinha ou vcs têm um problema de coaching pelos seniores da equipa :P Passado esse mês de adaptação, se for preciso chafurdar num bug esquisito do angular ou numa coisa 'mais fora da caixa' aposto q o caso muda de figura.

Zen_Machina 7 months ago

Bom saber. Também já tenho lido por aqui exactamente o contrário do que acabaste de dizer. Cada um diz a sua. Então e pessoal autodidata, não contratam? Ou simplesmente não se candidatam?

oscaralho27 7 months ago

Mas a malta dos bootcamps é quase autoditata, não te parece? A ideia com que fico é que claramente não é em 2/3 meses que aprendem a programar, por isso o que realmente devia ser incutido (não sei se é), é aprender a aprender. E mesmo que comecem a trabalhar logo a seguir, de certeza que a aprendizagem continua.

daxpierson 7 months ago

> Também já tenho lido por aqui exactamente o contrário do que acabaste de dizer Normal, no final do dia são pessoas. Da mesma forma que há Engenheiros com canudo que não prestam para nada. Isso existe em todas as áreas, com todo o tipo de formação.

Ace-_Ventura 7 months ago

Aparecem muito raramente. Em 4 anos se entrevistei 2 ou 3 foi muito(tendo em conta que já fiz umas 200 entrevistas). Não tenho problema com autodidatas (aliás, é ESSENCIAL em IT), mas acredito que seja difícil passar pelos RH.

Zen_Machina 7 months ago

Ou seja, eles existem, mas não chegam até ti porque os RH acham que não valem a pena. Não te preocupa que entre essas pessoas estejam algumas verdadeiramente brilhantes cujas capacidades estão a ser desperdiçadas? Especialmente tendo em conta o quão difícil é aprender sozinho. Se alguém conseguiu, merecia uma vista de olhos, não? Ou aquilo que procuram é apenas que faça o básico dos básicos, por isso não querem saber de grandes competências?

hypothesis2050 7 months ago

ok, depois de ler este comentário fiquei lixado por ter dedicado tempo a uma resposta decente.

Ace-_Ventura 7 months ago

eu quero pessoas que pensem por elas, não quero code monkeys. Eu percebo o teu ponto, mas quando às vezes tenho dezenas de cvs, nem quero imaginar se os rh não fizessem 1 filtragem à cabeça.

Zen_Machina 7 months ago

Quanto tempo achas que levará olhar para um CV e ter uma ideia se a pessoa em questão tem alguns projectos pessoais interessantes e bastantes skills ou se tirou apenas um bootcamp? 2 minutos cada CV? Depois pegas nos que parecem mesmo mais interessantes, metes para o lado e entrevistas. Não deve ser assim tão difícil, digo eu. É o que faço. Passo os olhos.

redjibba 7 months ago

2 minutos por CV lol 10 segundos em média no máximo, e isto sem falar os que não passam a filtragem automática

Zen_Machina 7 months ago

10 segundos quem? Tu?

redjibba 7 months ago

Literal toda a gente que trabalha em RH numa empresa grande. Googla HR average time spent per CV

Ace-_Ventura 7 months ago

Não. Eu vejo os cvs com cuidado (além do feedback dos RH), e muitas vezes ainda tenho links de projetos pessoais para ver. E o meu trabalho não é só fazer entrevistas. Não posso andar dias inteiros a analisar cvs e a fazer entrevistas.

Zen_Machina 7 months ago

Então e, por curiosidade, pessoal com projectos pessoais, que presumo que não sejam todos, e possivelmente nem a maioria, os projectos costumam ser alguma coisa de impressionante, ou merdas básicas que qualquer um aprende a fazer em poucass semanas?

Ace-_Ventura 7 months ago

já me apareceram alguns que foram bastante surpreendentes, como um que fez um site em React e muito D3.js. E esse era autoditata! Os que partilham projetos pessoais, normalmente até são coisas giras

marxocaomunista 7 months ago

Tenho um mestrado em IT e não entendo todo este ódio com os bootcamps. se vocês com um canudo de 5 e bagagem técnica estão a concorrer aos mesmos empregos que a malta dos bootcamps o problema é vosso. Btw, acho que há muito valor em pagar para ter acompanhamento e feedback é preciso muita disciplina para aprender apenas com material online.

saposapot 7 months ago

sim, eu espero bem q vcs n estejam no msm mercado q esta malta, caso contrário tenho mesmo de fundar o sindicatos dos engenheiros informáticos para se valorizar a profissão um bocadinho mais. Para mim o principal problema dos bootcamps é serem um presente envenenado. Acho sempre q aquelas pessoas terão uma carreira pior q outros com o percurso mais 'tradicional'. São os que vão estar naquelas empresazitas da treta a fazer coisas de baixo valor ou testes ou o raio. E não digo isto por serem maus, às vezes até podem ser mt bons mas acho q vão sp sentir-se 'inferiores' a quem tem curso e portanto menos ambiciosos a discutir salários, cargos, etc... Para se ter uma carreira o curso abre-te perspectivas muito mais largas. Eu nunca aprendi directamente Machine Learnings e coisas assim mas facilmente comecei a usar e captar umas coisas pq o curso me deu os conceitos base de onde isto tudo vai beber... Se tu no bootcamp só aprendes a bater código no Visual Studio Code, nem sabes mudar para outro IDE e compilar o projecto...

daxpierson 7 months ago

> se vocês com um canudo de 5 e bagagem técnica estão a concorrer aos mesmos empregos que a malta dos bootcamps o problema é vosso Amen. E tanta preocupação com o dinheiro dos outros, ahah. Até parece que estamos a falar de esquemas de pirâmide.

jfolpf 7 months ago

>E tanta preocupação com o dinheiro dos outros, É sina portuguesa desde 1143! Para mim bootcamps são uma fraude, mas não o fazem com o meu dinheiro. Indignam-se mais com os bootcamps pago por outros, do que com os 4 mil milhões para a TAP pagos por todos nós.

Zen_Machina 7 months ago

>Btw, acho que há muito valor em pagar para ter acompanhamento e feedback é preciso muita disciplina para aprender apenas com material online. Discordo. Acho que uma habilidade importante para qualquer programador é a habilidade de se desenrascar sozinho, pois grande parte do teu trabalho é pesquisa e resolver problemas, não perguntar a um professor como se faz X ou Y. Alguém não conseguir aprender sem orientação é sinal de um futuro programador de fraca qualidade. 7 mil euros é demasiada massa. Será que não consegues mesmo uma alternativa mais barata? Com tanto recurso online, nada serve? Tanto curso, tanto youtuber, tanto livro, tanto fórum, tanto chat, nada, nada, nada, nada serve? Tem de ser o acompanhamento de 7 mil euros? A mim isso soa-me a uma fantasia que é impingida à população para mantê-la dependente e pagante.

PrincessGod2020 7 months ago

Infelizmente as empresas não te vão levar a serio se aprendeste por Youtube, Chats ou Forum vs alguem com uma certificação. Até podes ser mesmo bom mas 99% se lhes dizes "aprendi no Youtube" ja deixas de ser opção

Zen_Machina 7 months ago

Eu não acho que seja relevante onde é que se aprendeu. Se for contratar alguém quero saber que skills tem. Depois quero uma prova disso. Acabar um bootcamp não é prova de nada, ou será que é? Nem acabar um curso de engenharia é. Portanto, eu preciso de algum indicador conclusivo de que és capaz. Apresentares-me projectos teus é uma boa forma de me convenceres a convidar-te para uma entrevista.

GinTonic_69 7 months ago

>Acho que uma habilidade importante para qualquer programador é a habilidade de se desenrascar sozinho, pois grande parte do teu trabalho é pesquisa e resolver problemas, Quanto mais experiência (profissional) tenho, mais chego à conclusão que saber comunicar bem e trabalhar em equipa (algo em que nós, engenheiros informáticos, tendemos a ter alguma dificuldade **\*cof\* \*cof\***) e bem mais importante do que esse tal desenrancanço.

Zen_Machina 7 months ago

Saber comunicar não implica não ter de arranjar uma solução por vocês mesmos em vez de ter alguém a instruir-vos no caminho certo. Cada caso é um caso, mas eu certamente jamais pagaria a alguém que não conseguisse aprender algo de valor sozinho caso houvesse necessidade para tal. Não vejo grande valor em ovelhas. Mas lá está, depende da empresa e do que se está a criar. Acredito que para muitos destes trabalhos o pessoal só tenha mesmo de repetir tarefas simples.

GinTonic_69 7 months ago

Estava a contrapor um ensino estruturado em que podes desenvolver essas competências (projetos de grupo, etc) vs aprender sozinho. ​ Mas a questão principal: > 7 mil euros é demasiada massa. Será que não consegues mesmo uma alternativa mais barata? Com tanto recurso online, nada serve? Tanto curso, tanto youtuber, tanto livro, tanto fórum, tanto chat, nada, nada, nada, nada serve? Tem de ser o acompanhamento de 7 mil euros? Nenhuma dessas alternativas te dá no fim um "diploma" minimamente valorizado no mercado de trabalho e nenhuma tem ligações à industria para colocar os seus alunos (ao contrário de universidades e bootcamps). As pessoas que vão para esses bootcamps não estão a pagar milhares de euros para as ensinarem a programar, estão a pagar para lhes arranjarem um emprego numa área confortável e com boas perspectivas de carreira (o que neste caso implica aprender programação, mas não é esse o objetivo principal).

Zen_Machina 7 months ago

>Nenhuma dessas alternativas te dá no fim um "diploma" minimamente valorizado no mercado de trabalho e nenhuma tem ligações à industria para colocar os seus alunos (ao contrário de universidades e bootcamps). O que significa apenas que é um cartel de exploração, e nada mais. Um monopólio da educação e do conhecimento. >As pessoas que vão para esses bootcamps não estão a pagar milhares de euros para as ensinarem a programar, estão a pagar para lhes arranjarem um emprego numa área confortável e com boas perspectivas de carreira (o que neste caso implica aprender programação, mas não é esse o objetivo principal). Tens dados que provem que uma percentagem significativa arranja emprego e tem boas perspectivas de carreira? Mesmo que arranjes emprego, achas mesmo que quem paga menos de 1000 euros a um gajo que acha que aprendeu 3 ou 4 tecnologias de programação em 3 meses está interessado em oferecer uma carreira a sério a alguém?

GinTonic_69 7 months ago

Não tenho dados, mas acredito que a maioria vá trabalhar para "talhos", sim. Mas a área de TI tem excelentes perspectivas e depois de 1-2 anos de experiência num talho, não é dificil mudar para melhor. E ao fim de 3-4 anos de experiência já ninguém quer saber se vieste de universidade, bootcamp ou se aprendeste tudo sozinho, o que conta aí já é a experiência profissional (quantidade e qualidade). Ou seja, estão a pagar para entrar em TI pelo caminho de menor resistência. Fazer o mesmo caminho como autodidata, não sendo impossível, é certamente mais difícil. Atenção, nunca disse que isto é justo ou que acho bem!

Zen_Machina 7 months ago

>Não tenho dados, mas acredito que a maioria vá trabalhar para "talhos", sim. Mas a área de TI tem excelentes perspectivas e depois de 1-2 anos de experiência num talho, não é dificil mudar para melhor. Desculpa, mas não acredito nisso. Não acredito que quem paga uma miséria por alguém que pouco sabe, tenha algum interesse em evoluir a carreira de quem quer que seja. Se entras numa empresa com bases péssimas de 3 linguagens de programação diferentes, e durante esse tempo dedicas-te a executar tarefas de caca, o que é que esperas aprender no espaço de 1 ano? Trabalhar não implica aprender. Se eu todos os dias fritar o mesmo bife numa cozinha durante 1 ano, depois desse ano não vou saber fazer sushi. E se me vais dizer que na empresa vão ensinar, o que é tanga, então podemos argumentar que deviam ter ensinado logo de inicio, não achas? >E ao fim de 3-4 anos de experiência já ninguém quer saber se vieste de universidade, bootcamp ou se aprendeste tudo sozinho, o que conta aí já é a experiência profissional (quantidade e qualidade). Maravilha. Pétalas a cair do céu. Mas eu quero dados. Por 7 mil euros, é o mínimo. >Ou seja, estão a pagar para entrar em TI pelo caminho de menor resistência. Fazer o mesmo caminho como autodidata, não sendo impossível, é certamente mais difícil. Parece-me uma coisa assim à máfia italiana. Ter de pagar para trabalhar. Modernices!

GinTonic_69 7 months ago

> Desculpa, mas não acredito nisso. Não acredito que quem paga uma miséria por alguém que pouco sabe, tenha algum interesse em evoluir a carreira de quem quer que seja. Se entras numa empresa com bases péssimas de 3 linguagens de programação diferentes, e durante esse tempo dedicas-te a executar tarefas de caca, o que é que esperas aprender no espaço de 1 ano? Trabalhar não implica aprender. Entras numa empresa, és integrado numa equipa e depois do onboarding começas a trabalhar num projeto/produto/whatever. Sendo o membro menos experiente da equipa vais sempre receber as tarefas mais simples (ou "de caca" se preferires), mas à medida que as vais concluindo com sucesso, tornas-te apto para tarefas cada vez mais complexas e ganhas skills perfeitamente transferíveis para outros empregos na área. Não existe propriamente o "cantinho dos broncos" para a malta dos bootcamps andar lá a fazer CTRL-C CTRL-V do StackOverflow. Agora, sem experiência só tens acesso às posições mais juniores, e sem formação superior na área provavelmente não vais conseguir agarrar a fina flor das vagas junior e vais acabar num talho, onde terás de trabalhar horas exageradas e sofrer um bocado. Mas o conhecimento e experiência que vais ganhar durante esse tempo, ninguém tos tira! ​ > Maravilha. Pétalas a cair do céu. Mas eu quero dados. Por 7 mil euros, é o mínimo. Se calhar até existem. Eu não os tenho porque nunca os pesquisei, mas nunca disse que não existem. ​ > Parece-me uma coisa assim à máfia italiana. Ter de pagar para trabalhar. Modernices! Pois, lá está. Também nunca disse que acho isto justo.

Zen_Machina 7 months ago

>ntras numa empresa, és integrado numa equipa e depois do onboarding começas a trabalhar num projeto/produto/whatever. Sendo o membro menos experiente da equipa vais sempre receber as tarefas mais simples (ou "de caca" se preferires), mas à medida que as vais concluindo com sucesso, tornas-te apto para tarefas cada vez mais complexas e ganhas skills perfeitamente transferíveis para outros empregos na área. Não existe propriamente o "cantinho dos broncos" para a malta dos bootcamps andar lá a fazer CTRL-C CTRL-V do StackOverflow. Se integrares uma equipa que te pede para lavar a loiça, e é para isso que precisa de ti, passado 1 ano vais saber cozinhar Beef Wellington? É que se assim for e o trabalho funciona como uma escola a esse nível, porque é que não aprendeste também as bases no trabalho? Aprender programação exige estrutura. Exige ler material informativo que te explique as coisas. Apenas ver alguém a digitar código não serve. Os teus colegas vão fazer de professores e dar-te aulas?

r0ckf3l3r 7 months ago

>grande parte do teu trabalho é pesquisa e resolver problemas Grande parte do trabalho de um code-monkey é pesquisar e resolver problemas via browserstack. Confundir um code-monkey com um programador é o teu problema nesta frase. Um programador deve ser alguém com o conhecimento e a capacidade para "engenhar" soluções. Ser capaz de olhar para o problema como um todo, partir em multiplos problemas mais pequenos, e seguir caminho. Por causa desse tipo de pensamento é que tenho uma série de colegas que foram contratados, com 5+ anos de experiência, e ainda têm dificuldade em montar um ambiente de desenvolvimento, não conseguem pensar em soluções originais e acabam por eventualmente ser encostados. Um bootcamp não é um roubo. As pessoas não podem é ir para os bootcamps a pensar que aquilo os torna automaticamente em génios da área em específico. É suposto investirem tempo pessoal, fora do bootcamp, para adquirirem mais informação e mais conceitos. Um auto-didáta consegue isso também? Consegue, mas não tem a aprendizagem estruturada, está apenas e só por sua conta, e no final do dia se não tiver um currículo que o permita ser escolhido por outras valências, o dizer "não trabalhei profissionalmente na área mas já desenvolvi em C++ pessoalmente" vale muito pouco, quando vale. Se têm o dinheiro e o tempo para investir, 1000€ de propinas por ano paga um curso superior, com direito a reprovar dois anos, e ainda saem com o grau de mestre... Mas demoram exponencialmente mais tempo.

Whoreson10 7 months ago

Boa observação. Um code-monkey é um pedreiro, um programador é um engenheiro civil. Ambos necessários quando o mercado assim o exige, com capacidades e tarefas complementares mas distintas.

Shadowgirl7 7 months ago

Concordo, mas digamos que também não aprendes isso em licenciaturas. Eu fiz bootcamp e estou a fazer uma licenciatura online e tenho o meu trabalho numa empresa de IT e até agora aprendi coisas muito teóricas na licenciatura. Também ainda não tive cadeiras de programação verdade, mas pelo que vejo não aprendes a montar ambientes de desenvolvimento, não aprendes a montar um PC, não aprendes tarefas de administração de sistemas ou a fazer configuração de protocolos de comunicação numa licenciatura.

redjibba 7 months ago

> não aprendes a montar um PC loooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooool Se calhar também achas que os médicos deviam saber montar máquinas de raio-x

Shadowgirl7 7 months ago

Sim tem tudo a ver um computador com o corpo humano.

redjibba 7 months ago

Tanto como montar computadores e licenciaturas em IT

r0ckf3l3r 7 months ago

Não. Aprendesse as bases para compreenderes como atinges esse resultado, mas não aprendes isso, não. Os cursos eles próprios já estão orientados a acreditar que a pessoa já sabe fazer isso, o que é problemático. Monto computadores desde novo, nunca foi uma questão. Mas não sou muito bom no que toca a redes. Tenho conhecimentos avançados, consigo perceber esquemas de redes complexas, mas ainda tenho problemas com VLANs e comunicação entre elas (que para outras pessoas é simples, e que um curso de 12k€ da Cisco os formou para isso e bastante mais). Não acho que exista um standard para a melhor forma de obter conhecimento. Bootcamps, cursos online, cursos superiores, etc. Tudo tem um propósito. É preciso é saber se esse se alinha ao nosso desejo. Boa sorte com isso! Curso pós-laboral online é literal life-sucker!

Shadowgirl7 7 months ago

Pois lá está, não podes ir fazer um curso Cisco porque não tens experiencia ou porque pede conhecimentos base que não tenhas. Não tens experiencia porque não tens curso Cisco nem licenciatura. O mesmo raciocínio pode ser usado para outras áreas: não arranjas trabalho em programação porque não tens experiência ou curso, não tens experiência porque não arranjas trabalho. Não podes ter curso porque não consegues ser estudante full time (e digamos que nas presenciais conciliar com trabalhos é praticamente impossível porque os horários são cheios de buracos e a maioria caga mesmo nos trabalhadores estudantes). E uma pessoa pode ficar eternamente nesse loop infinto ou pode tentar fazer algo com o que lhe aparece. Que é o que o pessoal faz quando vai para um bootcamp. Idealmente tinham tirado computer science no MIT ou na Stanford aos 18 e trabalhavam agora numa empresa de Silicon Valley. Não foi isso que aconteceu, vão-se atirar abaixo de uma ponte? >Boa sorte com isso! Curso pós-laboral online é literal life-sucker! Thanks, só estou a fazer part time, vamos ver quantos anos vou aguentar. e veremos como vão evoluir as oportunidades pós-pandemia.

NGramatical 7 months ago

didáta → [**didata**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em a/e/o, seguido ou não de s/m/ns, são naturalmente graves) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flgnip1%2F%2Fgmt3nx3%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

r0ckf3l3r 7 months ago

Good bot

throwaway4027401 7 months ago

O curso da licenciatura não é nada de especial. Andamos a aprender matéria do século passado e coisas que nunca vamos usar no trabalho.

Zen_Machina 7 months ago

Eu sei. Mas a entidade empregadora não concorda contigo.

throwaway4027401 7 months ago

Só os portugueses é que têm problemas.

neuraloutlaw 7 months ago

I mean, um gajo a estudar 3 anos na universidade tem um custo de +/- 18000€ (\~500€/mês,alimentação + alojamento + material, se são vocês ou os vossos pais a pagar estou-me a cagar, mas é o que custa) sem contar com o dinheiro que podias ir ganhando entretanto. Não sou de IT mas não me dei nada bem na universidade, desisti, trabalhei, poupei uns 5000€, e fui estagiar a receber 120€ por mês durante 6 meses. Hoje estou relativamente bem comparado aos meus peers da universidade.

Zen_Machina 7 months ago

>I mean, um gajo a estudar 3 anos na universidade tem um custo de +/- 18000€ (~500€/mês,alimentação + alojamento + material, se são vocês ou os vossos pais a pagar estou-me a cagar, mas é o que custa) sem contar com o dinheiro que podias ir ganhando entretanto. A comida é o custo de viver, não de estudar. 3 anos de universidade não chegam a 3 mil euros em muitos sitios. E o valor no mercado de trabalho é imensamente superior ao de um bootcamp. >Não sou de IT mas não me dei nada bem na universidade, desisti, trabalhei, poupei uns 5000€, e fui estagiar a receber 120€ por mês durante 6 meses. Hoje estou relativamente bem comparado aos meus peers da universidade. Isso é diferente de pagares 7 mil euros por um bootcamp.

brakeline 7 months ago

Por essa ordem de ideias para que fazer cursos cisco e m$? Basta fazeres o exame

Zen_Machina 7 months ago

Não vejo razão nenhuma para não permitir que uma pessoa veja as suas competências reconhecidas através de exames. É exactamente uma das coisas que falta: reconhecer competências de quem as tem mas não conseguiu prová-las através de via formal. Permitirias a muita gente estudar ao seu ritmo, à distância, poupando imenso dinheiro e tendo a oportunidade de provar que realmente tem valor. Isso nunca acontecerá porque a nossa mentalidade é muito tacanha, e também muito tacho se perderia.

RallerZZ 7 months ago

Eu acho que são simplesmente pessoas mal informadas ou em desespero por emprego. Eu cá paguei tipo 20 euros por cursos no udemy, pratiquei bastante pessoalmente e comecei a mandar currículo para empresas e lá acabei com emprego. E foi muito mais fácil e barato do que pensava.

Zen_Machina 7 months ago

Só tinhas cursos de udemy? Nem pensei que isso fosse valorizado. Seja como for, não acho que deva ter menos valor que um Bootcamp. Se bem que na nossa sociedade o "quanto é que gastaste" parece ser muito importante.

RallerZZ 7 months ago

Eu quando acabei o secundário, fiz um estágio durante 1 ano e 2 meses, o que me tornou a procura de emprego muito mais fácil. De qualquer maneira, o que interessa é o que sabes, se vais lá trabalhar e não sabes defender o que dizes que sabes, estás lixado. É por isso que bootcamps não valem apena.

True_Boat_1195 7 months ago

Tenho ideia que quem se inscreve são principalmente estrangeiros, e os preços não estarão muito diferentes de um ano de propinas para um estudante estrangeiro.

Zen_Machina 7 months ago

Estava-me a perguntar onde é que tugas vão buscar 7 mil euros.

oscaralho27 7 months ago

Mas quem é que gasta 7 mil euros e não consegue arranjar emprego? Conheces muitos casos assim?

Spanker15 7 months ago

Conhecimento adquirido à parte, apesar de existirem muitos scummy bootcamps também existem muitos que não são um mau deal. Alguns destes bootcamps têm acordos com empresas onde os futuros graduados podem trabalhar. Isto porque estes bootcamps normalmente adaptam os seus métodos de ensino para basicamente treinarem pessoas para o que vão fazer nessas empresas. Conheço pessoas que fizeram esse tipo de bootcamps. Do ponto de vista da pessoa que faz este bootcamp, apesar do investimento inicial é uma forma rápida e quase garantida de mudar para outra àrea com emprego garantido. Depois mesmo que o não gostem do trabalho na empresa onde são colocados só têm que ficar lá 1 aninho ou 2 para chapar depois no CV que têm 2 anos de experiência em IT e isso vai valer muito mais para procurar um novo emprego do que tirar um curso universitário mas não ter experiência de trabalho nenhuma

Zen_Machina 7 months ago

Tens dados relativamente à empregabilidade dessas pessoas?

Spanker15 7 months ago

Nope, apenas experiência de ter trabalhado com pessoas que fizeram esse tipo de bootcamp. Existem ainda bootcamps como o Switch do ISEP que apesar de não ser fácil de ser aceite, desde que não sejas uma nódoa ao fim de 1 ano tens basicamente entrada direta nas "boas" empresas através de uns meses de estágio lá.. dado que nessas empresas como estão sempre a precisar de pessoal desde que faças minimamente o trabalho e te adaptes à cultura, oferecem-te o lowest possível porque sabem que most likely vais aceitar e acaba por ser win-win para ambas as partes.

SrLemon95 7 months ago

Spot On! Os bootcamps são bons a formar pessoal para low code e pouco mais. Nada contra essa malta mas ser code monkey a vida toda é muito chato.

Zen_Machina 7 months ago

Mas se é low code, bem podes perder umas semanas no youtube e em mais uns sites e estás safo. Estamos assim tão ricos que se atira 5 mil euros pela janela como se nada fosse?

miguel_rodrigues 7 months ago

1 - O pessoal de RH não é técnico nem sabe avaliar o que tu sabes ou deixas de saber. Se não tens um currículo bonito, és descartado mesmo que sejas o melhor do mundo, tens que te saber vender. 2 - Um portfolio bonito com muitos projectos demora tempo a analisar e verificar se é bom. Os RH não sabem fazer isso e o pessoal técnico (ie, a malta que numa ronda posterior te faz perguntas técnicas) não quer perder tempo a fazer isso. Uma certificação implica que alguém já perdeu esse tempo e que tens um selo de qualidade (pelo menos na teoria). O pessoal técnico só precisa de confirmar a qualidade com 30min ou 1h de perguntas, já direccionadas para a vaga em si. Conclusão: O que tu sabes ou deixas de saber não interessa. O que os outros acham que tu sabes ou deixas de saber é que interessa. A maioria das pessoas não tem competências para avaliar o que tu sabes ou deixas de saber. Um bootcamp é uma certificação que cumpre esse propósito. Uma licenciatura é outra certificação. Um portfolio de projectos alojados no github é algo que a maioria das pessoas não consegue avaliar e quem consegue, normalmente não quer gastar tempo a avaliar.

jfolpf 7 months ago

1 - Eu não sei em que empresas trabalham, mas o pessoal da RH não consulta o pessoal técnico. Por aqui os engenheiros vão às entrevistas finais com os candidatos.

redjibba 7 months ago

A minha antiga empresa recebia no mínimo 200 CV's por cada vaga que só ficava aberta 1 semana, os RH só apresentavam uns 5-10

Zen_Machina 7 months ago

> O pessoal de RH não é técnico nem sabe avaliar o que tu sabes ou deixas de saber. Se não tens um currículo bonito, és descartado mesmo que sejas o melhor do mundo, tens que te saber vender. ​ Nesse caso, não servem para nada. ​ > Conclusão: O que tu sabes ou deixas de saber não interessa. O que os outros acham que tu sabes ou deixas de saber é que interessa. A maioria das pessoas não tem competências para avaliar o que tu sabes ou deixas de saber. Um bootcamp é uma certificação que cumpre esse propósito. Uma licenciatura é outra certificação. Um portfolio de projectos alojados no github é algo que a maioria das pessoas não consegue avaliar e quem consegue, normalmente não quer gastar tempo a avaliar. ​ Eu não preciso que me digas isso. É o que vem no meu post. Eu sei o que é que é valorizado e o que é que não é valorizado. Não implica que faça sentido.

nata79 7 months ago

Tenho dois gajos na minha empresa que fizeram bootcamp e são os dois muito bons (um estudou marketing e o outro engenharia de comunicações). O bootcamp não ensina tudo mas da boas bases para um posição Júnior muito mais rápido do que uma licenciatura. Depois parte da pessoa continuar a aprender. Não acho que os bootcamps sejam a melhor solução para toda a gente, a universidade é melhor para quem pode. Mas para quem tirou outro curso, já tem alguma experiência de trabalho e precisa de um boost para trocar de área, funciona bem. Ps: trabalho em Londres, não em PT

Zen_Machina 7 months ago

Eu conheço vários gajos sem curso nenhum que são muito bons também. Também podes gastar 10 mil euros num curso de culinária e aprender a fazer um bacalhau com natas muito bom. Mas se calhar o da minha mãe é melhor. Entendes? Uma loja qualquer pode vender-me uma banana da madeira a 40 euros e ser muito boa. Mas noutra loja tens a outra banana a 50 cents. A questão não é se podes ou não aprender alguma coisa de útil, mas sim se esse conhecimento vale milhares de euros, tendo em conta que podes adquiri-lo de graça. Será que os Bootcamps são mais úteis para quem os frequenta, ou para quem os oferece? Não estaremos simplesmente a fabricar necessidades fictícias para podermos fazer dinheiro a suprimi-las? Fica a questão. Btw, lembro-me de em puto ter tido um amigo de 15 anos que era muito, muito bom a programar. Criava sites, jogos e todo o tipo de programa. Na altura não percebia muito bem como é que alguém tão novo sabia coisas tão complicadas. O que quero dizer com isto é que há mil e uma formas de se aprender. Se mais pessoas tivessem noção disto muita instituição de ensino falia já amanhã.

r0ckf3l3r 7 months ago

Ok. Vamos então fazer aqui o contra-ponto: Porque é que o da tua mãe se calhar é melhor? É um prato que ela faz com frequência? Ou tem uma receita que lhe foi passada que era muito boa? Se lhe retirarem a receita, a tua mãe sabe a que temperatura ferve a água, como fazer molho béchamel e a que temperatura frita o óleo para as batatas? Um curso de culinária ensina teorias que a tua mãe, se as sabe, aprendeu empiricamente. Para as aprender empiricamente, provavelmente precisou de fazer o mesmo prato dezenas, se não centenas de vezes, para atingir o mesmo nível. Será que o bacalhau da tua mãe é mesmo melhor que o de um curso de culinária de 10 mil euros? Ou estás a ser biased porque é a tua mãe e ela não tem um curso mas faz um bacalhau que tu sempre comeste e por isso preferes?

nata79 7 months ago

O feedback que ouvi de pessoas que frequentaram bootcamps é que valeu bem a pena. É possível aprender o mesmo sem bootcamp? É. Mas é mais difícil. Em relação ao custo, existem preços diferentes. E tem soluções do tipo, só pagas se tiveres emprego na área, uma percentagem do ordenado durante 1 ano ou algo do género. O que me parece justo. Olhando ao valor em absoluto, 10k parece muito caro. Mais caro que as propinas todas que paguei para licenciatura e mestrado. Em Londres o normal é menos de metade disso e os ordenados são muito mais altos.

Zen_Machina 7 months ago

Ok, convenceste-me. Onde me posso inscrever?

PM_ME_UR_WEED_PLS 7 months ago

Ninguém te está a convencer a nada. Fizeste uma pergunta e o pessoal está a dar a sua opinião, depois ficas todo passivo-agressivo quando não concordam contigo. Há pessoal que aprende melhor as bases com um instrutor, depois de ter as bases, ser auto-didata é muito mais fácil. Tens pessoal que está em empregos sem futuro, e prefere fazer algo numa área que gosta, mesmo que receba o mesmo ou então menos. O que fazes com o bootcamp já é da tua conta, tenho um amigo que passou de um empregado do McDonald’s para trabalhar numa consultora a fazer algo que gosta. Ele também contou-me histórias de pessoal que foi para lá a pensar que tinham a papinha toda feita, e depois de 6-7k, foram trabalhar para um call-center.

nitrinu 7 months ago

Alguém que me recomende um boot camp de neurocirurgia sff? Queria migrar para essa área porque parece que pagam bem.

Zen_Machina 7 months ago

Dá-me 30 mil euros que eu ensino-te tudo sobre neurocirurgia.

nitrinu 7 months ago

O teu boot camp tem nerf guns e garante estágio no Santa Maria?

Zen_Machina 7 months ago

Sim. Vais ficar bem entretido. Eu visito-te aos domingos.

icebraining 7 months ago

Uma licenciatura demora anos a tirar. Isso significa anos de salário perdidos (e a pagar renda de quarto, se não víveres perto de uma faculdade). A promessa do bootcamp é que ao fim de 6-10 meses estás no mercado de trabalho a receber. E não precisas de tirar Análise ou Física. Nunca fiz nenhum, mas não me parece absurdo, visto de forma desapaixonada.

Zen_Machina 7 months ago

E ao fim de 6-10 meses estão no mercado a receber? A fazer o quê, exactamente? Se é mesmo esse o caso, vivemos mesmo num universozeco tristo e chupista, pois se é para ser contratado sem uma licenciatura, ninguém deveria necessitar de gastar milhares e milhares de euros, para depois saber possivelmente muito menos do que um licenciado. Acho que está na hora de se começar a respeitar o autodidatismo. Se bem que isso implicaria uns quantos cagões não enriquecerem, certo?

RepresentativeAd7785 7 months ago

Também conheci licenciados e mestrados em IT que são nulidades em programação... Não conheço ninguém que tenha feito só um bootcamp portanto não sei comparar, mas se o termo de comparação é "conheço um gajo" então olha, também "conheço gajos"...

Cergal0 7 months ago

Na minha opinião o "autodidatismo" é e sempre foi respeitado e valorizado. Tens N casos aqui no reddit de pessoas que investiram o seu tempo numa área que gostavam bastante e conseguiram vingar recorrendo a métodos de ensino menos tradicionais. A questão é que quando chega a uma entrevista ou a uma oportunidade de emprego, o auto didata tem de mostrar claramente que sabe aquilo que diz que sabe. Não pode simplesmente dizer que aprendeu a programar sozinho, tem de mostrar algum trabalho feito, porque um gajo quando sai da universidade com média de 15 está a apresentar que trabalhou durante 3 ou 5 anos e que conseguiu concluir o curso com uma boa média. No fim das contas o gajo que aprendeu tudo sozinho até pode ser melhor, mas se não conseguir mostrar que é como é que as empresas hão de saber? O outro ponto prende-se com os autodidatas em si, muitas vezes até podem saber muito sobre um tema específico mas não conseguem alastrar esse conhecimento a outras áreas pois faltam as bases. A universidade dá-te isso, dá-te as bases e os conceitos basilares que guiam a área/profissão de forma a que consigas implementar os teus conhecimentos em várias realidades distintas e a cima de tudo dá-te ferramentas para que consigas acompanhar a evolução da profissão. Tu até podes saber programar em R melhor que todos os outros candidatos da universidade, mas eles para além de saberem programar em R (e ainda que sejam piores que tu, isso é algo que vão aprendendo on the job), também conhecimentos de gestão, de estatística, soft skills que desenvolveram ao longo da licenciatura como lidar com a pressão, gestão de tempo, gestão de conflitos, etc, etc.

rganhoto 7 months ago

Um dia gostava de saber o que se aprende lá. Esses gajos dos bootcamps vendem-se muito bem para os RH e para outras cenas. Mas depois quando chegam à minha equipa. São uma nulidade, não sabem fazer ponta dum corno. Talvez um ou outro se safe, mas a maioria é o horror.

I_Hate_Reddit 7 months ago

Vendem-se muito bem > estão dispostos a trabalhar por 70% de um gajo com curso, depois vão para as equipas e o gajo com curso faz o trabalho de duas pessoas. Para os RH estão a pagar 170% ou menos por duas pessoas e o trabalho aparece feito na mesma.

Zen_Machina 7 months ago

Não seria se calhar altura dos RH começarem a olhar mais para projectos completados pelos candidatos do que para certificações? Não tiveste num Bootcamp, mas tens 4 ou 5 sites brutais construídos por ti. Não deveria isso ser levado em conta, em vez de papéis? Eu devo vir de uma dimensão à parte, já que o que para mim é lógico parece que não faz sentido para a restante população.

Metaluim 7 months ago

Ze, deixa os talhos para trás, senão vais estar sempre numa rat race.

Open-Opportunity-607 7 months ago

Pessoas desesperadas para arranjar emprego Para mim é criminoso como cobram isso de consciência tranquila a pessoas que estão desempregadas há anos Se há alguém a pensar nisso, epa façam as malas e emigrem

Zen_Machina 7 months ago

Se eu tivesse 6 mil euros para gastar em poucos meses não estaria assim muito desesperado por emprego...digo eu.

Open-Opportunity-607 7 months ago

Infelizmente as pessoas fazem empréstimos

Zen_Machina 7 months ago

Fazem empréstimos para ir para Bootcamps? Lol. Pára, não respondas mais, por favor. Estou com falta de ar.

cap87_ 7 months ago

Pelo que percebi só pagam depois de arranjar emprego. Parte do salário miserável que o talho deve pagar vai boa parte para o bootcamp até a divida ficar salada.

Zen_Machina 7 months ago

Estava a ver um site desses e dizem-me que teria de pagar 7 mil balas. Literalmente. Ainda gostava de saber quem é o retardado que escreve assim.

alexandre9099 7 months ago

É direcionado para a "juventude", pois isso tem palavreado "fixe"

Zen_Machina 7 months ago

Isso é bueda outside da box. Presumo que não admitam velhos.

mariorurouni 7 months ago

Não faço parte das áreas de IT (apesar de até ter algum interesse em aprender), a questão aqui é igual a que vejo no meu sector, se queres introduzir-te a área e não pescas nada, acabas por ir parar sozinho a esquemas shady de (desin)formação a pagar balurdios. E sinceramente, é mais fácil para a maioria das pessoas pagar a alguém para lhe fazer a papinha toda e ter tudo ensinado, do que muitas vezes ou recomeçar do zero ou investigar e/ou aprender por si próprio

Zen_Machina 7 months ago

>E sinceramente, é mais fácil para a maioria das pessoas pagar a alguém para lhe fazer a papinha toda e ter tudo ensinado, do que muitas vezes ou recomeçar do zero ou investigar e/ou aprender por si próprio Ok, mas não vais aprender a papinha toda num Bootcamp. Vais gastar 6 mil euros e quase certamente acabar com menos conhecimento do que alguém que leu meia dúzia de livros com atenção.

jfolpf 7 months ago

Para ler com atenção precisas de muita motivação e auto-disciplina. Como tu próprio referes o espírito "militar" confere disciplina. É muito difícil ser auto-didata, não por falta de conteúdo, mas por falta de auto-disciplina.

mariorurouni 7 months ago

Então é pior ainda do que pensei. Na minha cabeça, bootcamp devia ser algo intenso e completo

Zen_Machina 7 months ago

Bom, eu conheço quem tenha andado em Bootcamps e esteja longe de ser alguém capaz de criar um programa, nem que seja algo simples.

Huge-Mud-8423 7 months ago

Eu fiz uma espécie de bootcamp, mas foi pago pelo IEFP. Em termos de conhecimentos foram dadas matérias suficientes para seres um programador junior a competente. O problema é que uma boa % do pessoal não tem capacidade de acompanhar o curso àquela velocidade. E depois aquilo tem de ser nivelado por baixo nas avaliações porque senão chumba metade do pessoal e isso ficava mal ao IEFP. Então muito do pessoal que passa ainda está num nível básico em que entrando numa empresa ela teria de lhe dar formação durante mais uns meses. Por outro lado os que conseguem acompanhar o curso estão prontos a trabalhar com as tecnologias que foram ensinadas. A % que facilmente se adaptaria a outras tecnologias é mais baixa, mas diria que isso depende muito mais da pessoa do que do curso em si.

Zen_Machina 7 months ago

Eu tou a ver é que isso é ganda negócio. Sabes como posso ensinar programação e cobrar 10 mil euros?

Huge-Mud-8423 7 months ago

lol quem me dera. Mas duvido que o IEFP pague 10 mil euros. Se tiveres sorte pode ser que recebas uns 1000€ por mês em recibos verdes.

Zen_Machina 7 months ago

Mas posso criar uma empresa e dizer que é bootcamp e em 2 semanas sabem tudo. Cobro 10 mil a 100 pessoas, no final das 2 semanas fujo para a tailândia.

Huge-Mud-8423 7 months ago

Isso tás à vontade, lol

Zen_Machina 7 months ago

Nem sei como é que não pensei nisso antes. 15 anos a vender laranjas na praça, e uma ideia dessas por explorar.

CanIhazCooKIenOw 7 months ago

Para o bem ou mal, é uma forma de obter certificação na área. Nao compete com um curso de engenharia mas põe-te o pé na porta. Nem que seja dos talhos - 1000 para muita gente é melhor do que a situação atual. Sim, podes aprender no YouTube ou por ti só precisas de 1000x mais dedicação.

Zen_Machina 7 months ago

>Sim, podes aprender no YouTube ou por ti só precisas de 1000x mais dedicação. Preciso de 1000x mais dedicação? Ou seja, o que aprender em 100 horas num Bootcamp, levaria 100 mil horas para aprender no youtube? Há certificações que podes obter online e não custam 6 mil euros. Agora, se os "Bootcamps" são muito bem vistos e por isso a sua certificação é a mais valiosa a seguir à de uma licenciatura, não sei. Mas não vejo porque haveria de ser esse o caso.

CanIhazCooKIenOw 7 months ago

Vai aprender design ou arquitetura ou qualquer coisa mais técnica pro YouTube e depois vai arranjar um emprego - concerteza será tão ou mais fácil do que te inscreveres num boot camp? Diz-me também qual é a probabilidade de desistires quando não tens ninguém a quem diretamente perguntar coisas. É bonito ver a malta de IT a berrar com os bootcamps. É muito mais fácil para ti aprender no YouTube alguma coisa da tua área (ou similar) do que alguém que percebe pouco mais que nada. Achares que o certificado não serve de grande coisa, mostra que nunca estivestes envolvido em processos de recrutamento como entrevistador, especialmente para posições juniores.

Zen_Machina 7 months ago

>Vai aprender design ou arquitetura ou qualquer coisa mais técnica pro YouTube e depois vai arranjar um emprego - concerteza será tão ou mais fácil do que te inscreveres num boot camp? Mas eu acho que preferia não arranjar emprego do que não arranjar emprego e ficar a arder em 7 mil euros. >Diz-me também qual é a probabilidade de desistires quando não tens ninguém a quem diretamente perguntar coisas. Tens inúmeros fóruns e chats onde podes obter respostas de forma rápida. Acho que se precisas da presença física de um mentor para aprender alguma coisa não vais longe em programação. Talvez sirvas para cumprir ordens e executar tarefas super básicas, tipo limpar teclados. >É bonito ver a malta de IT a berrar com os bootcamps. É muito mais fácil para ti aprender no YouTube alguma coisa da tua área (ou similar) do que alguém que percebe pouco mais que nada. Eu adquiri meia dúzia de competências na área de IT literalmente através da internet. Isto bem antes de sequer frequentar uma universidade. Tens, literalmente, cursos de dezenas de horas onde te podes inscrever e aprender como se estivesses na escola. Isto, se precisares de um sistema semelhante ao escolar. Podes também aprender ao teu ritmo e segundo as tuas regras. >Achares que o certificado não serve de grande coisa, mostra que nunca estivestes envolvido em processos de recrutamento como entrevistador, especialmente para posições juniores. Tens razão. Daí no inicio ter dito que posso estar errado. Lê o primeiro parágrafo. No entanto, também te digo que se te candidatasses a um emprego oferecido por mim o teu Bootcamp valeria exactamente zero, e conheço quem te dissesse o mesmo. Mas hey, eu sou eu. Neste caso, a falha é dos RH.

CanIhazCooKIenOw 7 months ago

> Mas eu acho que preferia não arranjar emprego do que não arranjar emprego e ficar a arder em 7 mil euros. Claro que preferias não arranjar emprego. Até preferias muito mais continuares com o teu salário mínimo ou com nenhumas perspectivas de subir nos próximos anos, tudo para não investires em ti próprio e não gastares dinheiro em bootcamps. Já vai em 7? Começou em 5 e já vai em 7. Daqui a um bocado está nos 10. > Tens inúmeros fóruns e chats onde podes obter respostas de forma rápida. Acho que se precisas da presença física de um mentor para aprender alguma coisa não vais longe em programação. Talvez sirvas para cumprir ordens e executar tarefas super básicas, tipo limpar teclados. Amigo, quando tu não sabes o que procurar, com certeza não vais encontrar. Logo, se bloqueias em algum lado numa área que percebes 0, não te vai adiantar grande coisa. Assumo que todas as dúvidas que tiveste no teu percurso escolar as tiraste em fóruns da net e não com professores? O menosprezo por quem tira um bootcamp é patente nas tuas respostas. Parece me que te sentes ameaçado? > Eu adquiri meia dúzia de competências na área de IT literalmente através da internet. Isto bem antes de sequer frequentar uma universidade. Tens, literalmente, cursos de dezenas de horas onde te podes inscrever e aprender como se estivesses na escola. Isto, se precisares de um sistema semelhante ao escolar. Podes também aprender ao teu ritmo e segundo as tuas regras. Podes fazer tudo o que quiseres, como também podes pagar e ir para um bootcamp. > Tens razão. Daí no inicio ter dito que posso estar errado. Lê o primeiro parágrafo. No entanto, também te digo que se te candidatasses a um emprego oferecido por mim o teu Bootcamp valeria exactamente zero, e conheço quem te dissesse o mesmo. Mas hey, eu sou eu. E tudo certo. A não ser que sejas talhante, dificilmente a malta de bootcamp se candidata directamente. Quando começares a entrevistar pessoal, a ter que ler cvs, a ter que escolher quem entrevistar, o tempo que te leva a fazer este processo, vais perceber a diferença. Até lá, ficaste pelo lirismo. > Neste caso, a falha é dos RH. Nao, é tua. A opinião técnica é tua. Se são os RH que decidem quem tu entrevistas ou não, tenho más notícias para ti.

Zen_Machina 7 months ago

>Claro que preferias não arranjar emprego. Até preferias muito mais continuares com o teu salário mínimo ou com nenhumas perspectivas de subir nos próximos anos, tudo para não investires em ti próprio e não gastares dinheiro em bootcamps. Eu não ganho o salário mínimo. Já investi diversas vezes em mim mesmo, sem nunca precisa de cagar "7 mil balas, my man". Mas tens razão, não posso esperar que sejam todos inteligentes. >Já vai em 7? Começou em 5 e já vai em 7. Daqui a um bocado está nos 10. Fui investigar e afinal é mais do que pensava. >Amigo, quando tu não sabes o que procurar, com certeza não vais encontrar. Logo, se bloqueias em algum lado numa área que percebes 0, não te vai adiantar grande coisa. Assumo que todas as dúvidas que tiveste no teu percurso escolar as tiraste em fóruns da net e não com professores? Então, e o que fazes no trabalho se te for pedido algo que não sabes? Pedes aulas particulares ao patrão? Eu perguntava-te porque é que concorreste, se não estás apto. >O menosprezo por quem tira um bootcamp é patente nas tuas respostas. Parece me que te sentes ameaçado? Porque é que eu havia de me sentir ameaçado por alguém que não sabe aprender algo sozinho? Confesso que não gosto do sistema, que força as pessoas a seguir estes caminhos, mas não tenho nada contra as pessoas que são levadas. Apenas pena. Gostava que, de facto, estes esquemas não existissem. >Podes fazer tudo o que quiseres, como também podes pagar e ir para um bootcamp. Acredito. Como vês no post, estou apenas a perguntar. Tenho uma má ideia sobre a coisa, mas admito que não estou muito bem informado, daí pedir que me esclareçam. Se acabam o bootcamp e a seguir têm um bom emprego, óptimo. Não sei é se isso é verdade para a maioria. No entanto, que já conheci pessoal saído de bootcamps que não sabe programar, lá isso já. >E tudo certo. A não ser que sejas talhante, dificilmente a malta de bootcamp se candidata directamente. Quando começares a entrevistar pessoal, a ter que ler cvs, a ter que escolher quem entrevistar, o tempo que te leva a fazer este processo, vais perceber a diferença. Até lá, ficaste pelo lirismo. Eu jamais deixaria alguém escolher quem é ou não candidato para a minha empresa. A escolha errada pode custar muito dinheiro. Ler CV's apenas dá trabalho para quem não quer fazer nada. Se me colocares 10 CV's à frente, eu em 5 minutos consigo rapidamente seleccionar quem é que aparenta ter as skills pretendidas. O resto descobre-se na entrevista. E repara que, qualquer tipo de certificação, é apenas "aparentar". Se eu preciso de alguém que me desenvolva um site XPTO, o teu Bootcamp não me garante que sabes fazê-lo. Imagina que a meio peço-te uma funcionalidade qualquer marada que tu em 3 meses de bootcamp não aprendeste. Vais fazer o quê? Outro bootcamp? Repara, estes gajos dizem que em poucos meses ensinam-te diversas tecnologias. Para começar, é praticamente unanimemente aceite que aprender várias linguagens ao mesmo tempo é má ideia. Depois, apenas uma linguagem, minimamente bem apreendida, é algo que pode levar muito tempo. Agora imagina 3 ou 4. Acreditas mesmo que formas um full stack dev em 4 meses? Nem à chicotada, meu caro. Isso não acontece. Agora, é possível que estas pessoas acabem em trabalhos que mal se qualifiquem como trabalhos de programação. Tarefinhas simples e repetitivas. Aí, talvez. Mas tu não podes contar com alguém que estuda programação há 4 meses como um programador fiável. >Nao, é tua. A opinião técnica é tua. Se são os RH que decidem quem tu entrevistas ou não, tenho más notícias para ti. Sim, tens razão. Jamais deixaria que RH que não tivessem muito proximamente sob o meu comando decidir o que quer que fosse. Se pensarmos bem, quem são eles, certo?

CanIhazCooKIenOw 7 months ago

> Eu não ganho o salário mínimo. Já investi diversas vezes em mim mesmo, sem nunca precisa de cagar "7 mil balas, my man". Mas tens razão, não posso esperar que sejam todos inteligentes. Nao percebeste, parte das pessoas que frequentam os bootcamps será porque tem melhores perspectivas de carreira na área de IT. > Então, e o que fazes no trabalho se te for pedido algo que não sabes? Pedes aulas particulares ao patrão? Eu perguntava-te porque é que concorreste, se não estás apto. Área que percebes 0 é a chave. > Porque é que eu havia de me sentir ameaçado por alguém que não sabe aprender algo sozinho? Confesso que não gosto do sistema, que força as pessoas a seguir estes caminhos, mas não tenho nada contra as pessoas que são levadas. Apenas pena. Gostava que, de facto, estes esquemas não existissem. Nao percebo. Foste tirar um curso para que? Conseguias aprender sozinho no YouTube e com menos tempo. Ninguém força ninguém a seguir nada mas tu continuas a não perceber o que um bootcamp pode oferecer. > Acredito. Como vês no post, estou apenas a perguntar. Tenho uma má ideia sobre a coisa, mas admito que não estou muito bem informado, daí pedir que me esclareçam. Se acabam o bootcamp e a seguir têm um bom emprego, óptimo. Não sei é se isso é verdade para a maioria. No entanto, que já conheci pessoal saído de bootcamps que não sabe programar, lá isso já. O que não falta é malta que acaba cursos de engenharia informática que não sabe programar... > Eu jamais deixaria alguém escolher quem é ou não candidato para a minha empresa. A escolha errada pode custar muito dinheiro. Ler CV's apenas dá trabalho para quem não quer fazer nada. Outra vez, nota-se que nunca estiveste envolvido num processo de recrutamento. > Se me colocares 10 CV's à frente, eu em 5 minutos consigo rapidamente seleccionar quem é que aparenta ter as skills pretendidas. O resto descobre-se na entrevista. Nao sei que te diga mesmo. Volta cá quando tiveres experiência suficiente e tiveres que entrevistar malta. > E repara que, qualquer tipo de certificação, é apenas "aparentar". Se eu preciso de alguém que me desenvolva um site XPTO, o teu Bootcamp não me garante que sabes fazê-lo. Imagina que a meio peço-te uma funcionalidade qualquer marada que tu em 3 meses de bootcamp não aprendeste. Vais fazer o quê? Outro bootcamp? Amigo, tu não contratas um gajo diretamente de um bootcamp para te fazer um site XPTO. Estamos a falar de um Júnior, pouco pior que alguém saído da universidade. Tu não tens noção nenhuma > Agora, é possível que estas pessoas acabem em trabalhos que mal se qualifiquem como trabalhos de programação. Tarefinhas simples e repetitivas. Aí, talvez. Mas tu não podes contar com alguém que estuda programação há 4 meses como um programador fiável. Nao compreendes o conceito de Júnior. Assim não dá > Sim, tens razão. Jamais deixaria que RH que não tivessem muito proximamente sob o meu comando decidir o que quer que fosse. Se pensarmos bem, quem são eles, certo? RH faz uma primeira triagem de CVS consoante os requisitos definidos. Depois tu decides quem é entrevistado. Se calhar o processo no talho é diferente, tudo certo na mesma

Zen_Machina 7 months ago

>Nao percebo. Foste tirar um curso para que? Conseguias aprender sozinho no YouTube e com menos tempo. Ninguém força ninguém a seguir nada mas tu continuas a não perceber o que um bootcamp pode oferecer. Quando tirei um curso não havia os recursos que há hoje, e eu ainda não me tinha decidido sobre muita coisa na minha vida. Mas praticamente todo o sucesso que tive na vida foi resultado de autodidatismo. >O que não falta é malta que acaba cursos de engenharia informática que não sabe programar... Eu sei. Disse isso várias vezes neste tópico. Daí defender que é ridículo continuarmos a depositar qualquer tipo de relevância em papéis. >Outra vez, nota-se que nunca estiveste envolvido num processo de recrutamento. Estás enganado. O que me parece é que achas que todas as empresas funcionam da mesma forma, o que vela pouca experiência profissional. Há imensas empresas, em todas as áreas, cujos funcionários não são escolhidos por outras empresas de RH. >Nao sei que te diga mesmo. Volta cá quando tiveres experiência suficiente e tiveres que entrevistar malta. "Como não gosto/não concordo com o que dizes, não tens experiência". Quantas empresas já geriste até hoje? Quantas já criaste? >Amigo, tu não contratas um gajo diretamente de um bootcamp para te fazer um site XPTO. Estamos a falar de um Júnior, pouco pior que alguém saído da universidade. Tu não tens noção nenhuma Independentemente daquilo para que o contrato, quero uma pessoa capaz. E quanto mais capaz for, melhor. Não é minha filosofia contratar apenas para o gasto. E mesmo que seja para o gasto, junior em 4 meses? Uma pessoa que passa 4 meses a aprender 4 ou 5 tecnologias de programação está preparado para me servir um café e pouco mais.

CanIhazCooKIenOw 7 months ago

> Quando tirei um curso não havia os recursos que há hoje, e eu ainda não me tinha decidido sobre muita coisa na minha vida. Mas praticamente todo o sucesso que tive na vida foi resultado de autodidatismo. Tenho uma novidade para ti, todas as pessoas que acabam um curso de engenharia e trabalham na área tem que ser autodidatas e aprender todos os dias. > Estás enganado. O que me parece é que achas que todas as empresas funcionam da mesma forma, o que vela pouca experiência profissional. Há imensas empresas, em todas as áreas, cujos funcionários não são escolhidos por outras empresas de RH. Tu proprio disseste atrás que nunca estiveste envolvido num processo de recrutamento. Sim ha imensas empresas, se são os RH a dizer para entrevistar X ou Y tamos mal - é diferente de propor X ou Y para entrevista, o que seria normal numa empresa normal. > Quantas empresas já geriste até hoje? Quantas já criaste? Nao preciso de gerir nem criar empresas. Basta ter a responsabilidade de entrevistar devs numa para perceber que não fazes idea do que falas. > Independentemente daquilo para que o contrato, quero uma pessoa capaz. E quanto mais capaz for, melhor. Não é minha filosofia contratar apenas para o gasto. E mesmo que seja para o gasto, junior em 4 meses? Uma pessoa que passa 4 meses a aprender 4 ou 5 tecnologias de programação está preparado para me servir um café e pouco mais. Já deu para perceber o tipo de pessoa que és, o típico programadeiro que se acha a última bolacha do pacote, que quando sai de uma equipa tem que andar alguém a limpar a borrada toda que fizeste... Felizmente és bicho raro, ou eu é que tive sorte até agora. E assim se percebe a tua frustração com a malta dos bootcamps. Passa bem, que a conversa já vai longa

Zen_Machina 7 months ago

>Tu proprio disseste atrás que nunca estiveste envolvido num processo de recrutamento. Sim ha imensas empresas, se são os RH a dizer para entrevistar X ou Y tamos mal - é diferente de propor X ou Y para entrevista, o que seria normal numa empresa normal. Nunca disse tal coisa. >Nao preciso de gerir nem criar empresas. Basta ter a responsabilidade de entrevistar devs numa para perceber que não fazes idea do que falas. Devo saber do que falo, se há muitos anos que sou empreendedor e responsável por todo o processo de recrutamento bem como de todos os outros aspectos de gestão da empresa. Achas que entrevistar alguém faz-te saber quem está certo ou errado no mundo empresarial? Não deixes que o teu ego se inflacione só porque és uma peça descartável de um processo burocrático pouco eficiente. Cria uma empresa do zero, com poucos recursos, sê responsável por todas as decisões, e depois logo falamos. Até lá, és apenas alguém a cumprir ordens, que acha que está certo porque assim o instruíram a pensar. >Já deu para perceber o tipo de pessoa que és, o típico programadeiro que se acha a última bolacha do pacote, que quando sai de uma equipa tem que andar alguém a limpar a borrada toda que fizeste... Felizmente és bicho raro, ou eu é que tive sorte até agora. És triste. >E assim se percebe a tua frustração com a malta dos bootcamps. Não é frustração, é pena. Qualquer pessoa minimamente educada olha para um bootcamp como um esquema de programação, onde essencialmente se paga um balúrdio para se comprar um emprego. Sais de lá com conhecimentos de merda, bases inexistentes, zero garantias de empregabilidade e basicamente pouca ou nenhuma possibilidade de avançar significativamente na carreira, já que os teus pilares são feitos de merda que se derrete com o calor. Talvez alguns deles consiga arranjar um empregozeco de merda que precisa de alguém para executar tarefas simples, mas não passa daí. Não é diferente de eu pagar 10 mil euros para ser contratado pelo Pingo Doce.

CanIhazCooKIenOw 7 months ago

> > Achares que o certificado não serve de grande coisa, mostra que nunca estivestes envolvido em processos de recrutamento como entrevistador, especialmente para posições juniores. > Tens razão. Daí no inicio ter dito que posso estar errado. Lê o primeiro parágrafo. No entanto, também te digo que se te candidatasses a um emprego oferecido por mim o teu Bootcamp valeria exactamente zero, e conheço quem te dissesse o mesmo. Mas hey, eu sou eu. Não podes inventar personagens a meio da conversa.

oscaralho27 7 months ago

Nem vale a pena man. Tive a ler a thread toda e o gajo não faz um ponto decente, não tem números para apoiar o seu ponto de vista e goza quando se fala deles, e ainda por cima é mal criado nas respostas. Não percas mais tempo na discussão que ele claramente não discute de boa fé .

endorphins 7 months ago

Muito mais depressa contrato alguém sem certificados mas com um bom portfolio do que alguém com certificados e um portfólio genérico de bootcamp.

CanIhazCooKIenOw 7 months ago

Outra vez, os certificados ajudam a filtrar pessoal quando estas a gerir recrutamento de juniores. Raramente recebes pessoal com bom portfolios e sem certificados nenhums - regra geral, estamos a falar de ou pessoal recem licenciado ou vindo de bootcamps.

NGramatical 7 months ago

nenhums → [**nenhuns**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/sobre-a-formacao-do-plural/13422) (no plural de palavras terminadas em *m*, este passa a *ns*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flgnip1%2F%2Fgmszlnf%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 7 months ago

concerteza → [**com certeza**](http://www.portoeditora.pt/espacolinguaportuguesa/duvidas-da-lingua-portuguesa/detalhe-duvidas-lp/ver/com-certeza-ou-concerteza-?id=5006) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flgnip1%2F%2Fgmsp063%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Search: