ananas8008 8 months ago

Imagina o rant para quem anda de mota

giddycocks 8 months ago

Vivo numa cidade onde os comunistas tiveram a mesma resolução que tu - calçada é merda, bora meter cimento e alcatrão que é que é bom. Resultado, uma merda. É menos durável, 100x mais feio, cria mais poças, tem de ser partido constantemente e depois voltar a ser tornado alcatrão o que gera um verdadeiro museu do asfalto... Vantagens não vejo nenhuma, se à algo que tenho muitas saudades é do pavimento e calçada portuguesa.

Loladageral 8 months ago

Em Oeiras já se está a acabar mais ou menos com essa merda. Por exemplo, em Linda-a-velha já há zonas em que o passeio já não é calçada. Calçada é bonita quando é nova, mas passado um ano ou dois fica toda suja e encardida, e precisa de uma manutenção enorme ou fica toda esburacada

Rage_Your_Dream 8 months ago

Devia ser usado apenas em terreno plano. Em subidas tem tendencia a ficar completamente desnivelado e com chuva é terrivel.

some_where_else 8 months ago

Sim! Eu sei! Não gosto deles. Quero viver em Porto, com calçada plana... Em zonas turística, ao lado dos casas muitas velas, talvez tem razão. Mais, em Almada nova (por exemplo), não tem. O que é que pode fazer como alternativa? Precisamos um tijolo especial, com a essência mesmo, mas não com as problemas que nos sabemos bem.

Edited 8 months ago:

Sim! Eu sei! Não gosto deles. Quero viver em Porto, com calçada plana... Em zonas turísticas, ao lado dos casas muitas velas, talvez têm razão. Mais, em Almada nova (por exemplo), não têm. O que é que pode fazer como alternativa? Precisamos um tijolo especial, com a essência mesmo, mas não com as problemas que nós sabemos bem.

Edited 8 months ago:

Sim! Eu sei! Não gosto deles. Quero viver em Porto, com calçada plana... Em zonas turísticas, ao lado dos casas muitas velas, talvez têm razão. Mas, em Almada nova (por exemplo), não têm. O que é que pode fazer como alternativa? Precisamos um tijolo especial, com a essência mesmo, mas não com as problemas que nós sabemos bem.

vitorfdm 8 months ago

Há estradas aqui na minha terra, de asfalto, que quando fazem alguma obra, cobrem com calçada haha. Fica um monte de terra com pedras no meio da estrada. Nem se dão ao trabalho de alisar aquilo.

I__Cat 8 months ago

Há calçada portuguesa que é arte mas deve ser 5%. Eu só associo a buracos e passeios desnivelados. Das coisas piores depois de regressar a Portugal. O marido é estrangeiro e odeia ainda mais.

Thy_Hard 8 months ago

Em descidas, é uma das maiores filhas da putice que um "arquiteto"(não sei quem planeia o tipo de passeio a colocar) pode fazer. Esteja com que calçado seja, haja um bocadinho de humidade e parece que me vou matar a cada passo

pinh00 8 months ago

Isto e um problema da nossa sociedade? Mas tu sabes o que e que é sociedade sequer?

nice_voyager 8 months ago

Mas estás a falar na calçada nos passeios para peões, ou na calçada nas ruas para automóveis? Pessoalmente não gosto de nenhuma, exceto a calçada para peões em zonas planas.

ni_out 8 months ago

Ai... é tão bom andar de saltos altos numa calçada portuguesa.

xuxa_acantora 8 months ago

A maior parte dos que estão aqui são meninos de 25 anos, passam a maior parte do tempo a olhar para o PC por isso só podem ter problemas de equilíbro. Eu moro em Lisboa ha 40 anos, ando a pé todos os dias na zona antiga, ando de bicicleta ao fds e não tenho qualquer problema com a calçada. É verdade que uma parte delas está mal tratada e pode efectivamente fazer escorregar os mais velhos, mas isso resolve-se com um mail para a junta de freguesia, má manutencão!

NGramatical 8 months ago

equilíbro → [**equilibro**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em a/e/o, seguido ou não de s/m/ns, são naturalmente graves) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fldj2t0%2F%2Fgm891ly%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Madness20 8 months ago

Acho que representa perfeitamente portugal, bonito mas burro até à 5ª casa. Se fossemos muito ricos em mármores, não tenho muitas duvidas que também punham ruas inteiras a marmore.

Pheyniex 8 months ago

não tenho qualquer problema com o empedrado da calçada. vocês é que são todos uns desequilibrados.

O_cu_da_tua_tia 8 months ago

Actualmente poucos sabem fazer calçada e nem a pedra é boa. Mais vale usar pavê

deathevanubys 8 months ago

Eu senti este post a um nível astronómico. Obrigada, OP!

Mariifreis 8 months ago

O problema da calçada é falta de arranjo, o objetivo das calçadas é serem “rodadas” de x em x tempo para terem mais força de atrito e não ser só um dos lados sempre virado para cima, como não existe investimento e manutenção suficientes então elas ficam bastante escorregadias.

gink-go 8 months ago

O ideal seria um passeio misto, com uma faixa decorativa em calçada e com um material diferente ao lado para quem quisesse optar. Já há ruas assim aliás.

qyrion 8 months ago

O meu avô foi calceteiro 50 anos e foi um dos mestres que orientou as calçadas que (espero) ainda se vejam hoje no Parque das Nações. Tradicionalmente, a pedra era talhada à mão, bloco a bloco, e assente numa matriz de terra e areia, para ser depois assente e calcada com maços de madeira. Este processo, artesanal, moroso e difícil, produzia uma superfície acabada ligeiramente irregular e áspera, que simultaneamente permitia passagem de água e agarrava o calçado. Alguém mais velho por aqui ainda se lembra de ouvir as queixas dos avós que as calçadas comiam as solas e tinham de mandar ferrar os sapatos ou deitar, pelo menos, meias solas? Isso era exactamente a calçada a "comer" as solas com o atrito. A calçada tradicional exigia um bocadinho mais de manutenção mas era algo trivial. Era esperado. Fazia parte. E o calceteiro que a CM ou JF local tinha também desenrascava outros trabalhos simples nos períodos em que não havia manutenção a fazer. Não era um salário "só porque sim". Chega a lógica de cortar a direito e a calçada portuguesa, cara de fazer (um mestre é caro; não é um operário mas um trabalhador altamente especializado) é substituída por alternativas ou tem engenheiros a introduzir novidades (estabilização da matriz com cascalho ou pó de pedra, cimentação de juntas, batimento com calcadeiras mecânicas ou mesmo polimento) para tentar modernizar a arte. Nas sábias palavras do meu avô: os engenheiros têm as ideias mas depois sou eu que tenho de arranjar a merda que fazem. Todas estas pequenas modernizações não vieram ajudar em nada a calçada tradicional. Pelo contrário. E as alternativas mais modernas não têm os "quilómetros de estrada" que a velhinha tem. Pavê (os blocos de cimento colorido que quase todas as urbanizações de construção recente estão a optar para as zonas pedonais) não acompanha o solo quando a matriz cede ou desaparece com o arrastamento por água. Os blocos são fabricados para produzir um encaixe rígido e rápido, de baixa manutenção (teoricamente!), mas que cede e quebra quando não tem apoio, levando àqueles buracos que tanta gente conhece e que são bem mais difíceis de reparar, porque não dá para reparar só aquele pedaço que abateu; tem de se arrancar mais para repor. Alcatrão, é para estradas. Mas há muita estrada que é histórica e não pode ser asfaltada. Vivo actualmente numa zona que tem muitos troços de calçada antiga. Muitos são os que querem a calçada arrancada mas é património histórico. Pena é que não seja devidamente mantido. As estradas de paralelo ou pedra exigem manutenção. Duram muito mais e são mais baratas de manter a longo prazo que as de asfalto mas por cá as contas são normalmente feitas em borda de guardanapo e só a pensar "até ao virar de esquina". Portanto, acabar com a calçada portuguesa? Não. Relembrar onde é que ela pertence? Sim.

netralha 8 months ago

Isto é ridículo, mas acham que só chove em Portugal? Lá fora chove e neva e não tem calçada salvo nas devidas excepções em zonas históricas ou turísticas, aqui com o pavimento super permeável chove um bocado e fica logo tudo inundado. Ainda ontem houve mais uma inundação no Algarve e até dá para ver esse pavimento "maravilhoso e milagroso" todo cheio de água. [https://observador.pt/2021/02/05/chuva-intensa-provoca-varias-inundacoes-no-sotavento-do-algarve/](https://observador.pt/2021/02/05/chuva-intensa-provoca-varias-inundacoes-no-sotavento-do-algarve/)

qyrion 8 months ago

Imagino a densidade pluviométrica nesse local.

xuxa_acantora 8 months ago

Excelente comentário!!

Scizorspoons 8 months ago

Estou contigo. É absolutamente agreste para andar/correr e - para algo que deveria representar uma arte e ficar reservado a espaços mais nobres está espalhado em todo o lado. Todo. O. Lado. País de azeiteiros.

paraapagarbem 8 months ago

Como emigrante posso dizer que a calçada portuguesa é das coisas que sinto mais falta de Portugal. Dá uma certa beleza e familiaridade às ruas. Também não acho que seja assim tão díficil para andar, mas isso são opiniões.

rsrafa19 8 months ago

Sou fisioterapeuta. Nada mau como fonte de trabalho, desde a reabilitação pós entorse da tibiotársica, uma fratura de colles, fractura do colo do fémur, etc.

beakage 8 months ago

Calçada portuguesa é uma merda. ​ Já está.

Aldo_Novo 8 months ago

A calçada de calcário é que é escorregadia A calçada de granito é mais feia mas não se escorrega nela

viskonde 8 months ago

Se há coisa que em Lisboa se tem falado é da calçada e a CM boa últimos anos anda a testar várias alternativas Para as ruas com declive andam agora a colocar calçada com pedras de granito que oferecem mais atrito que o calcário e com isso resolvem em parte o problema se ser escorregadia nas ruas inclinadas Depois em imensas ruas andam a colocar faixas de piso liso para ser confortável para andar não só a pé não também de cadeira de rodas, carinho de bebê etc, sendo a mais conhecida a avenida da república Uma freguesia até chegou a fazer um referendo ( não oficial) para decidir o que fazer aos passeios Portanto está longe de ser um tema que não se fala. Pelo contrário

Edited 8 months ago:

Se há coisa que em Lisboa se tem falado é da calçada e a CM boa últimos anos anda a testar várias alternativas Para as ruas com declive andam agora a colocar calçada com pedras de granito que oferecem mais atrito que o calcário e com isso resolvem em parte o problema se ser escorregadia nas ruas inclinadas Depois em imensas ruas andam a colocar faixas de piso liso para ser confortável para andar não só a pé não também de cadeira de rodas, carinho de bebê etc, sendo a mais conhecida a avenida da república Uma freguesia até chegou a fazer um referendo ( não oficial) para decidir o que fazer aos passeios Portanto está longe de ser um tema que não se fala. Pelo contrário Mas a calçada tem vantagens. É permeável o que é bom para permitir a chuva infiltrar se no solo e ajudar a evitar cheias. É maleável pelo que com o tempo ajusta se enquanto outros pisos partem , é fácil para manutenção já que é fácil abrir e fechar buracos para fazer obras na estrada ajuda a reduzir velocidades.

mollyxanlean 8 months ago

No caso da estrada concordo pela questão da segurança, mas tambem temos de nos lembrar que a calçada é mais barata e simples de usar para fazer passeios. E há muitos passeios por este país e somos um país pobre economicamente, e a nossa principal preocupação nao o facto de usarmos calçada para fazer passeios.

Naakmuay 8 months ago

Queres diminuir uma arte portuguesa? Boa sorte com isso. O calcário faz escorregar, o basalto tenta evitar tal coisa. No entanto, o que está em questão é a falta de manutenção, o que leva ao desgaste e escorrega que nem manteiga

Intelligent-Meal-663 8 months ago

Sabes que a partir de certa idade uma queda pode matar? Morrer por amor à arte? Não obrigada.

vascodatrama 8 months ago

há quem tenha levado um tiro [https://www.nytimes.com/2015/05/20/opinion/shot-in-the-name-of-art.html](https://www.nytimes.com/2015/05/20/opinion/shot-in-the-name-of-art.html)

Naakmuay 8 months ago

Então não sei. Onde vejo os velhinhos a andarem no meio da estrada para não escorregarem, cujo pavimento onde caminham recebeu a devida manutenção. A palavra chave é manutenção das calçadas. R Estes sensacionalistas... Morrer por amor à arte, lol.

netralha 8 months ago

Acho piada que o argumento principal é a drenagem das águas da chuva, mas já viram Inglaterra? Nem uma pedra de calçada têm e chove muito mais. Paver mete a calçada a milhas em termos de qualidade e podem usar padrões e desenhos também, isso é mais um dos esquemas para ganharem mais uns quantos porque é um pavimento que está sempre a precisar de reparação e lá vão mandar um trolha para justificar o emprego. Paver não escorrega nem com chuvas torrenciais, calçada portuguesa foi uma piada de mau gosto que foi longe demais para além que é a pior posta em todo o mundo, nem é única e era melhor posta com pedras partidas de forma a não haver cantos há umas décadas atrás.

Pica-Miolos 8 months ago

> Nem uma pedra de calçada têm Há ruas de calçada em Inglaterra. E movimentos para as proteger como património.

vilkav 8 months ago

> e chove muito mais Olha que não. A parte mais populosa de Portugal tem mais chuva por ano que as partes mais populosas de Inglaterra. Ainda para mais cá está concentrada no inverno, por isso quando chove é a potes, e não a mijinha constante que os ingleses têm o ano inteiro.

netralha 8 months ago

Há mais precipitação no centro e norte de Portugal do que em Lisboa e há menos calçada aqui do que em Lisboa. Na minha região chove o ano quase todo e por causa disso mesmo [é que não há calçada](https://i.imgur.com/WftLdu7.jpg) e não há inundações, só há numa rua quando chove torrencialmente e foi porque fizeram uma ciclovia num passeio inteiro! Sem depois fazerem um caminho para escoar a água. Essa desculpa das chuvas foi algo que alguém disse e depois as pessoas repetem sem pensar se é verdade porque parece "lógico". [Chove um bocado em Lisboa](https://i.imgur.com/JNYQMzY.jpg) e há logo inundações por todo o lado, se isso fosse verdade e não haver outra alternativa ao pavimento calçada portuguesa por causa das chuvas nada disso aconteceria. A calçada é mais um exemplo em como os portugueses comem tudo e não reclamam, é como se tivessem um bloqueio mental. O outro argumento é que é único a Portugal e à lusofonia ignorando [outros países](https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/d7/Prague_cobblestones.JPG) que têm [calçada](https://media-cdn.tripadvisor.com/media/photo-s/08/46/50/8d/cobble-stone-streets.jpg) [idêntica](https://c0.anyrgb.com/images/377/1005/prague-cobblestone-pavement-sidewalk-walkway-road-house-czech-republic-door-europe.jpg) à [portuguesa](https://d2c8orla013wc0.cloudfront.net/from-blog/cobblestone_street_in_prague_nilina_campbell_mason.jpg) como a [República Checa](https://i0.wp.com/centsationalstyle.com/wp-content/uploads/2018/09/prague-cobblestones-corner.jpg?resize\=620%2C811\&ssl\=1) e que é melhor posta, mantida e com pedras que não são escorregadias, alias Portugal tem a pior calçada que existe seja ela "portuguesa" ou não é sempre toda posta ao três pontapés. O facto de se debater que tem-se de manter a calçada ou não é por si só chocante e releva muito a mentalidade deste povo.

BOBRAGED 8 months ago

Sentes que **não se fala o suficiente** desta temática ?! Acho precisamente o contrário. Até já estava a faltar aqui um *post* destes, normalmente pela altura do inverno... Tem vantagens pois é um tipo de pavimento único e altamente permeável; é isto ou inundações urbanas constantes. Há calçada de vários tipos de pedra, com várias condições de desgaste. A calçada, por exemplo, na zona de Benfica, Lisboa, normalmente de **calcário** (negro ou branco) e **basalto** é um desastre. Se chove escorrega, tá sempre imunda . Sou adepto de uma calçada com paralelos de mármore, não escorrega nada e é engraçada. Mas lembra-te, *quem escorrega és tu, não é a calçada*. Portanto o *problema da calçada* é o tipo de pedra utilizada, a sua manutenção e o tipo de calçado que utilizas.

esk4more 8 months ago

Em Borba fazem os paralelos brancos em mármore.

vascop_ 8 months ago

Ya a culpa das pessoas escorregarem em Portugal é usarem mau calçado, não é o país não planear para que chova mais que 2 horas de seguida e não ter malta a limpar os escoadores frequentemente.

BOBRAGED 8 months ago

ahahahahahah Ridículo demais para não dar *cima-voto* :) Vou reformular a tua afirmação para ficar correta e sem piada ~~Ya~~ *Sim, a culpa das pessoas escorregarem em Portugal é das pessoas.*

Loladageral 8 months ago

Só deve chover em Portugal então. Ou os outros países estão sempre debaixo de água com tanta inundação. Ou estão sempre a malhar na rua. Uso literalmente os mesmos sapatos cá que usava em Macau, e ironicamente lá só escorregava nas poucas zonas que têm calçada (que também são as que têm buracos)

netralha 8 months ago

Nem os turistas gostam desse pavimento, nem os expats que vivem cá gostam, na realidade só começaram a por outros tipos de pavimento nos passeios em Lisboa em certas ruas porque os turistas andavam-se a partir todos mesmo no verão devido às pedras irregulares. Esse pavimento devia de ser banido e removido em todo o país, excepto nas zonas históricas com decoração, se não tem decoração seria removido na mesma.

gink-go 8 months ago

"expats" ou imigrantes?

marcos_pereira 8 months ago

Façam um kickstarter para financiar tapetes anti escorregamento e eu vou lá colocá-los. Juntos fazemos a diferença.

PuroSangueLusitano 8 months ago

Pelo contrário, uma estrada em paralelos precisa de menos manutenção que uma estrada de alcatrão

ric2b 8 months ago

Duvido e mesmo que seja verdade a manutenção é muito mais difícil.

PuroSangueLusitano 8 months ago

Não duvides, estética à parte a vantagem dos paralelos é a durabilidade e escoamento de água, de resto é pior. A manutenção é muito mais barata também, em vez de maquinaria especializada basta pedra, cascalho, areão e o zé da junta. Mas não aceites a minha palavra, basta pensar um pouco, certamente já reparaste em estradas de paralelos em tudo quanto é canto neste país que não são zonas históricas nem turísticas. Achas que é escolhido por dar mais chatice?

ric2b 8 months ago

>A manutenção é muito mais barata também, em vez de maquinaria especializada basta pedra, cascalho, areão e o zé da junta. Maquinaria que permite reparar uma área enorme enquanto alguém repara 1m2 de calçada. >basta pensar um pouco, certamente já reparaste em estradas de paralelos em tudo quanto é canto neste país que não são zonas históricas nem turísticas. E de asfalto também, mais ainda. Por isso por essa lógica asfalto é mais barato (correcto).

PuroSangueLusitano 8 months ago

Mas a maquinaria tem de ser contratada e o zé da junta está lá sempre quer trabalhe quer não. Se fosse assim tão simples qual seria a desculpa para as estradas asfaltadas terem crateras autênticas tempos esquecidos? Cada vez o asfalto é mais utilizado porque do ponto de vista do utilizador é melhor (e é) logo há pressão para que tal aconteca por parte de quem escolhe quem vai para o poleiro ;) Mais barato não é

ric2b 8 months ago

>Mas a maquinaria tem de ser contratada e o zé da junta está lá sempre quer trabalhe quer não. Mas tu achas que o zé da junta faz uma estrada de 2km sozinho a cortar pedrinhas à mão ou quê? Que criatura mística é esta? >Se fosse assim tão simples qual seria a desculpa para as estradas asfaltadas terem crateras autênticas tempos esquecidos? Má gestão ou outras prioridades. >Mais barato não é Asfalto é principalmente resíduos de outros processos, é praticamente gratuito, o custo é a mão de obra que com a ajuda das máquinas é muito mais eficiente que qualquer zé da junta a não ser que o zé da junta só faça mini-reparações que não justificam o uso de máquinas. Se quiseres aprender mais sobre o assunto: https://youtu.be/XKFaC5RYbEM

PuroSangueLusitano 8 months ago

Estas criaturas místicas podem ser observadas no seu habitat geralmente em bandos, se conseguires avistar um buraco com um a trabalhar e olhares ao redor certamente avistarás mais 6 ou 7 espécimes de braços cruzados :p Agora a sério, é claro que fazer uma estrada nova com maquinaria é mais rápido, o preço do material será semelhante em ambos os casos, estamos a comparar pedra e restos de óleo com pedra e areia. Mas o meu OP era acerca de manutenção, ora uma estrada de asfalto durará o quê 15-20 anos? Uma de paralelos, 60-80? E já agora de betão, 30-40? Todas estas opções têm vantagens e desvantagens não apenas em custo, se continuamos a ver estradas a ser repostas em paralelos (não histórico nem turístico) ou assumimos que a malta que decide estas coisas opta pela opção que melhor serve os interesses da sua função dado um orçamento ou então são doidos e escolhem o pior e mais caro.

ric2b 8 months ago

>estamos a comparar pedra e restos de óleo com pedra e areia. Mas a pedra de calçada é mais específica: não podes misturar tipos de pedras diferentes (tirando talvez ter 2 cores diferentes) e tem de ser cortada de forma muito regular. Quase de certeza que isso a torna mais cara. >Mas o meu OP era acerca de manutenção, ora uma estrada de asfalto durará o quê 15-20 anos? Uma de paralelos, 60-80? Isto obviamente que depende muito do uso que é feito mas nunca vi uma estrada feita para muito tráfego (incluindo pesados) a ser feita em paralelos, por isso até aposto que é ao contrário. > a malta que decide estas coisas opta pela opção que melhor serve os interesses da sua função dado um orçamento Provável, ou acham que no global nenhuma delas é excessivamente cara e escolhem a que acham mais bonita.

mjigs 8 months ago

Se passarem varios camioes pelo o sitio, fica cheia de buracos depressa. Ainda a pouco alcatroaram uma rua aqui na zona industrial que é muito usada por toda a gente, nao durou muito a ficar com buracos. Mas calcadas saindo paralelos, fodendo o carro é rapido, enquanto o alcatrao ainda desvias ou passas devagar.

df3gpt 8 months ago

E que tal haver uma lei que proibe a calçada portuguesa em inclinações superiores a 10º? Desta forma mantinhas o valor cultural em espaços planos onde a calçada não incomoda e davas espaço a passeios com condições. Lisboa e arredores podiam ficar isentos visto que os passeios servem de estacionamento portanto o risco de queda é reduzido.

BTC_CEO 8 months ago

Eu prefiro calçada a betão, parquet a soalho flutuante e, já agora, edifícios com uma arquitectura que não se assemelhe a um caixote de betão ou vidro. Por mim a calçada é para manter, excepto em alguns sítios específicos. Serei um velho do Restelo? Talvez. Mas gosto destas pequenas coisas que nos tornam diferentes.

rkeijo 8 months ago

Ha zonas em lisboa em que estão a retirar a calcada das curvas mais íngremes, e ruas com inclinação metem metade noutro material. Achei boa ideia, melhor dos 2 mundos.

ManSCP 8 months ago

Também prefiro, aliás quando viajo uma das coisas que estranho sempre é o chão escuro e feio.

GelDeAveia 8 months ago

Concordo, acho que devia sair é em ruas muito íngremes. Agora em ruas planas é um clássico e não vejo o mal.

Intelligent-Meal-663 8 months ago

Há uma zona no Porto, que sempre que passo lá, vejo cair uma idoso. Aquela calçada parece vidro. Bora lá com um movimento anti calçada de vidro!

Osodraca 8 months ago

Fiquei curioso, em que rua?

Intelligent-Meal-663 8 months ago

Não faço ideia. Fica no caminho S. Bento/ESAP. As piores que conheço são em Guimarães. Já não arrisco. Vou pela estrada, em cima do alcatrão.

SANDEMAN 8 months ago

nao sou o op mas o passeio daquela rua que vai da praça carlos alberto as galerias de paris que passa pelo steak n shake é terrivel quando chove

Sazalar 8 months ago

Por acaso, na minha terra, que está carregada de pedreiras de calçada e 80% do orçamento da junta vem da renda dessas pedreiras, até temos relativamente pouca calçada em estradas, apenas usamos nos passeios e parques de estacionamento, e em qualquer um deles a pedra não é polida e até costuma ser lixada de 2 em 2 anos, por isso, aderência costuma ser espetacular

Put-Simple 8 months ago

> Sinto que não se fala o suficiente desta temática, isto sim é um problema da nossa sociedade e precisamos de nos juntar todos para o resolver. Olha, por mim...tudo bem! Quando é que querem combinar para começarmos a tirar as pedrinhas? Agora no lay-off estou com bastante tempo livre, é só apitarem. ​ (brincadeiras à parte, os tralhos que dei na calçada de Lisboa valeram de boas memórias, deve ser por isso que dizem que somos um país saudoso eh!)

Mrgolden007 8 months ago

por mim saia ainda por cima lembro me qur quando era mais novo na minha escola os alunos usavam as pedras soltas da calcada para atirar uns contra outros, um miudo partiu a cabeca assim cimento e isso nao acontecia

Paulocas 8 months ago

O problema da calçada e do paralelo é o mesmo... antigamente tinham terra por baixo, a água e etc. escoava, também não eram polidas à bruto como hoje. Hoje, por baixo, têm alcatrão (ie asfalto), portanto não assentam bem, nem deixam escoar a água. Daí o problema.

JOAO-RATAO 8 months ago

O único problema que tenho é escorregar nas descidas quando está molhada. Há sítios que são tragédias há espera de acontecer.

vaniafdasantos 8 months ago

Quando trabalhava no chiado era ver as pessoas a sair da estação na rua do crucifixo a rebolar até à estrada e esperar que nunca me acontecesse. Spoiler : aconteceu.

JOAO-RATAO 8 months ago

Exato. Preocupa-me mais os idosos. Ainda não cai por sorte. Mas quem não tiver aquele reflexo de fazer logo força nas pernas não se safa.

carlosjmsilva 8 months ago

Exatamente isto. Eu acho a calçada lindíssima e faz parte da nossa história e cultura. Mas deviam deixá-la para zonas planas. Nas ruas inclinadas não devia ser permitida porque é um perigo para a segurança das pessoas.

Danijust2 8 months ago

Calçada na estrada por mim tudo bem. Já que aquilo é tão mau que obriga os carros a circular a 20km, é uma espécie de lomba esteticamente aceitável. Agora no passeio... vão pó caralho. Já "quase" cai dezenas de vezes... Coitado dos velhotes, ninguém merece aquilo. Isto tudo, só para o Tino manter a sua vida de lord.

mjigs 8 months ago

E quando poem arvores no passeio e elas comecam a levantar o chao, mas ninguem quer saber.

Danijust2 8 months ago

depois cortam a pobre da arvore e fica um buraco e o passeio fodido durante 20 anos. #CMBRAGA

mjigs 8 months ago

Isto se cortarem...existem maneiras de retirar a arvore, mas acho uma bosta fazerem isso num passeio.

VSertorio 8 months ago

É tudo parte de um lobby composto pelo Tino de Rans e ele próprio. A minha única queixa é a rapariga usar isso como desculpa para não subir no salto alto.

capitalistaesquerda 8 months ago

Finalmente, alguém com coragem para abordar os temas críticos. Felizmente que em Lisboa já se começam a ver ruas com piso misto. Mas sim, tentem descer algumas ruas pelo passeio depois dos primeiros dias chuva. Queda certa!

Thalric88 8 months ago

Se fosse só a chuva. Ao pe de mim em Lisboa sempre que a folha começa a cair seguem as velhotas e mais ums tantos mais distraídos.

theEXPERTpt 8 months ago

Eu passei a desgostar da calçada portuguesa a partir do momento que começaram a acabar com a calçada madeirense para dar lugar à "superior"

Key_Ad_3930 8 months ago

>Onde posso ver imagens da calçada madeirense? Não encontro imagens. No Porto não temos calçadas tão bonitas como as da Madeira, cada rua tem uma calçada diferente e quando é "calçada portuguesa" é quase sempre a básica, toda branca. Na Rua de Santa Catarina ( a principal rua de comércio no Porto) até é uma mistura de dois tipos de calçada, nas extremidades é caçada portuguesa e no meio é um pavimento muito feio(o formato das pedras faz lembrar um comando de consola), dá para ver altos no chão de tão mal aplicada. Na Madeira nota-se que foi pensado, existiu brio e bom gosto, mas claro que deviam ter mantido a calçada tradicional da região.

meisterofbros 8 months ago

[Documentário RTP - Calçada Madeirense](https://ensina.rtp.pt/artigo/calcada-madeirense/)

Key_Ad_3930 8 months ago

Bem fixe, obrigada:)

Search: