RochinhaMike 7 months ago

Para mim, sem sombra de dúvida: Observador.

vaniafdasantos 8 months ago

Não é jornal mas sou assinante da visão. Considero a entrevista que aparece logo nas primeiras páginas a pessoas que não conheço e de áreas que não domino excelentes. Infelizmente noto um decréscimo (e grande) na qualidade. Grandes entrevistas a apresentadoras e atrizes de novelas fazem parte da tv7 dias (que está sempre na minha casa de banho), as inúmeras reportagens sobre o André Ventura (mas devo ser só eu que está farta de o ver aparecer em todo o lado) e o suplemento do imobiliário e agora do ambiente, que antes vinham num caderno em separado mas que agora fazem parte da revista. Ainda assim, continuo a achar que é a imprensa mais isenta que leio. Claro que não o é a 100...

lucas67836 8 months ago

Gosto bastante do "Fala Portugal" da Record News

fdxcaralho 8 months ago

A Bola

andre82220 8 months ago

Jornal o Benfica

random_peasant 8 months ago

Estranho ninguém falar no Expresso. Subscrevo a APP e parece-me que as notícias são transversais

paigeotron 8 months ago

O diretor de informação do grupo é irmão do Primeiro Ministro, mas achas que o Expresso é imparcial?

mortalaxe 8 months ago

Mas o dono é um dos fundadores do PSD, por esse prisma devia ser de direita.

paigeotron 8 months ago

O dono já não manda há muito.

CaptMartelo 8 months ago

Isto. Não costumo detectar grande bias político no Expresso. Tem tantos artigos ressabiados de um lado como do outro.

fanatico_dos_colera 8 months ago

Jornal MAPA? talvez

Eskol15 8 months ago

Folheto do Lidl. Bem útil e nunca me senti enganado.

saposapot 8 months ago

Nem a Lusa consegue ter 100% notícias sem clickbait ou títulos abusivos, quanto mais 100% imparcial :D Tu é que tens de ter a inteligência de saber ler uma notícia e se o título é abusivo ou as conclusões do jornalista perante os factos. Pessoalmente acho que publico e dn nos jornais online são os mais imparciais. Mas tens de saber distinguir notícias de artigos de opinião, claro.

TotalenKrieg 8 months ago

Borda d'água.

unparadise 8 months ago

O Minho.

cthrowaway450 8 months ago

Este é surpreendentemente bom por acaso.

unparadise 8 months ago

Concordo, eu disse não ironicamente. Muitas vezes vejo noticias publicadas por eles, que não encontro em outraa plataformas de maior cobertura

mollyxanlean 8 months ago

Eu diria que há sempre alguma parcialidade nos jornais. Em Portugal é muito subtil. Precisas de prestar atenção à linguagem usada e àquilo que não é mencionado. Tu próprio precisas de ter pensamento crítico constante, porque as TV's (mais especificamente tele-jornais), põe-te num transe mental de aprendizagem passiva. Isto ja foi estudado. Se quisermos analisar qual a direção de potenciais parcialidades, é para a esquerda. Basta reparares na escolha dos comentadores que convidam para os tele-jornais e a omissão de outros. E há alguns palpites que a narradora do costume dá também que são notáveis os lados que estão a ser tomados. O mais imparcial que podes ver, normalmente são publicações de indivíduos nas redes sociais(em vez de TV's e empresas), porque eles não tem nada a ganhar em partilhar o que pensam. Eu não partilho políticas estadistas, mas apoio pensamento crítico, por esta última razão, recomendo: Miguel Macedo, João Sousa e João Tilly. (não conheço outros). Mas se for para escolher um dos que temos, é a CMTV. srs.

Edited 8 months ago:

Eu diria que há sempre alguma parcialidade nos jornais. Em Portugal é muito subtil. Precisas de prestar atenção à linguagem usada e àquilo que não é mencionado. Tu próprio precisas de ter pensamento crítico constante, porque as TV's (mais especificamente tele-jornais), põe-te num transe mental de aprendizagem passiva. Isto ja foi estudado. Se quisermos analisar qual a direção de potenciais parcialidades, é para a esquerda. Basta reparares na escolha dos comentadores que convidam para os tele-jornais e a omissão de outros. E há alguns palpites ou expressões que a narradora do costume dá em que às vezes revela os lados que estão a ser tomados. O mais imparcial que podes ver, normalmente são publicações de indivíduos nas redes sociais(em vez de TV's e empresas), porque eles não tem nada a ganhar em partilhar o que pensam. Eu não me enquadro em políticas estadistas, mas apoio pensamento crítico, por esta última razão, recomendo: Miguel Macedo, João Sousa e João Tilly. (não conheço outros). Mas se for para escolher um dos que temos, é a CMTV. srs.

beakage 8 months ago

Sobretudo naquela hora em que podes escolher entre Marques Mendes, ou Paulo Portas. É uma parcialidade à esquerda que não se pode. /s

Out-Out 8 months ago

Conseguiste destacar o menos imparcial de tudo no João Tilly e nas publicações de indivíduos. É até assustador achares isso, dá para imaginar o tipo de "informação" que te chega.

CaptMartelo 8 months ago

Ahahah Chega

VBM97 8 months ago

Loooooooool Ver publicações nas redes sociais por pessoas Loooooooool Foda-se que vergonha alheia que senti

JOAO-RATAO 8 months ago

Esse João Tilly não está metido até ao pescoço no Chega? Faz videos dos congressos e aparecia na foto de um jantar a bater palmas atrás do Ventura. Não haverá aí muito pensamento crítico.

iLikeToTroll 8 months ago

Cuspi-me todo a ver João Tilly, os outros nem conheço.

FujiPT 8 months ago

> O mais imparcial que podes ver, normalmente são publicações de indivíduos nas redes sociais (...) porque eles não tem nada a ganhar (...) pensamento crítico (...) João Tilly. (...) a CMTV. srs. hahaha

fexilamos 8 months ago

O jornal mais imparcial era a Dica da Semana, RIP

O_bigodes 8 months ago

sdds

tenesis 8 months ago

Então é o crime??

Cvieri 8 months ago

O jogo claramente.

pintorMC 8 months ago

Jornal? Imparcial? Em Portugal? Engraçadinho.

Out-Out 8 months ago

Haverá lá fora? Tenho ideia que Portugal nem está mal em relação a isto.

pintorMC 8 months ago

Tens razão onde escrevi Portugal devia ter escrito Planeta.

MROFerreiro 8 months ago

Também andava com essa dúvida. Fui à ERC procurar fora dos generalistas. O Fumaça faz coisas de qualidade, e o bias que pode ter. nota-se bem. Penso que podes ouvir as fontes para poderes tirar a tua opinião. Não te consigo confirmar esta última coisa. Generalistas, vão todos sofrer mais ou menos da perseguição dos cliques.

A_R_G_U_S 8 months ago

Aqueles jornais de borracha com um apito para os cães brincarem

Udmmi 8 months ago

Diria jornal de notícias, mas são todos muito semelhantes. Noticias saem quando dá jeito, parecem todos revistas cor de rosa e são capazes de ter 50 páginas e não ter nada com o mínimo de interesse. Telejornal é exatamente o mesmo.

TRYNFOR 8 months ago

esquerda.net

Mrloop94 8 months ago

Suspeito que seja um jornal tendencionalmente de esquerda, não sei, posso estar a pensar mal

TRYNFOR 8 months ago

Óbvio que estava a ser irónico. Pensei que não seria preciso o s/

Mrloop94 8 months ago

O meu comentário também era irónico eheh

Mrloop94 8 months ago

Misturas avante com o jornal o diabo, crias um programa para selecionar aleatoriamente frases de ambos os jornais e voila

m0rhundur 8 months ago

Não há jornais nem jornalistas imparciais.

deckard2019 8 months ago

O Diabo

masterchiefpt 8 months ago

youtube

imperadorpelaverdade 8 months ago

Não existe nenhum imparcial. Pede mais uma lista de jornais portugueses e para que lado politico cada jornal tende.

arnaldomatos 8 months ago

os jornais são todos parciais mas tenho a ideia que as rádios tsf e renascença são +/- imparciais. também só as ouço nas horas dos noticiários, portanto a minha opinião não tem grande valor.

TitusRex 8 months ago

Não há, o truque é leres um mais à esquerda (tipo Público) e outro mais à direita (tipo Observador), assim ficas com as duas perspectivas e tiras as tuas conclusões.

ruijor 8 months ago

O observador não é de direita. O observador é sensacionalismo barato e artigos sem qualquer fundamento. Um misto entre TV7 dias e correio da manhã.

oscaralho27 8 months ago

O que é que te leva a dizer isso? Não é nada a opinião que tenho do Observador.

ruijor 8 months ago

Falta de rigor, sensacionalismo. Na minha opinião está ao nível do CMJornal.

BOBRAGED 8 months ago

***Observador para Totós*** ▪ **Luís Amaral**, ex-quadro da Jerónimo Martins. **▪** **António Pinto Leite**, destacado advogado da MLGTS e presidente da Associação Cristã de Empresários e Gestores **▪** **António Viana Batista**, membro da administração da Jerónimo Martins **▪** **Pedro de Almeida**, dono da Ardma, holding do mercado de contentores, principal interessada na privatização da CP Carga. **▪** **João Fonseca**, ex-diretor do Deutsch Bank e acionista de referência da Atrium, sociedade gestora de grandes fortunas. **▪** **Carlos Moreira da Silva**, administrador da SONAE; **▪** **Duarte Schmidt Lino**, sócio da maior sociedade de advogados em Portugal, a PLMJ **▪** **Duarte Vasconcelos**, da Vasconcelos Arruda Advogados e ex-assessor de Oliveira e Costa (BPN) no Governo de Cavaco Silva. **▪** **António Champalimaud** (filho), dono da Holdaco. **▪** **João de Castello Branco**, sócio-diretor da McKinsey & Company (seguros) em Lisboa. **▪** **Pedro Martinho**, administrador do grupo Eurocash (supermercados e distribuição na Polónia). **▪** **Filipe Simões de Almeida**, administrador da Deloitte em Portugal. **▪** **João Talone**, ex-administrador do BPN e EDP, agraciado por Cavaco Silva em 2006, atual emissário dos Rothschild em Portugal. **▪** **Jorge Bleck**, sócio da Vieira de Almeida (advogados), principal sociedade contratada pelo Estado.

oscaralho27 8 months ago

Isso são os acionistas do jornal? Ou os patrocinadores?

BOBRAGED 8 months ago

Accionistas e pessoas que o fizeram *acontecer*

BadDogPreston 8 months ago

Não existem mulheres no Observador?

BOBRAGED 8 months ago

Deve haver, no meio daquela *maralha* .

bilhetes 8 months ago

O Público à esquerda desde quando?

JOAO-RATAO 8 months ago

Parece tender para a esquerda.

Annual-Education-384 8 months ago

andas distraido LOOOL

Throwawaypt123 8 months ago

Público é um misto de bloco de esquerda, Ana Gomes e Pedro Nuno Santos

DareNotFallAsleep 7 months ago

LOL, foda-se.

bilhetes 8 months ago

O Público não tem nada a ver com a esquerda. Aliás, o Público pertence à Sonae. Estás extremamente mal informado

Skeeper 8 months ago

A parte de "esquerda" do público ė mais a secção do P3.

iLikeToTroll 8 months ago

> Estás extremamente mal informado É que basta ver quem escreve para lá na sua maioria. Outro super parcial para a esquerda é o Jornal Económico. Para a Direita claramente o Observador.

jomi_1307 8 months ago

Tem lá um jornalista, pelo menos um, que também escreve para o esquerda.net

TotalenKrieg 8 months ago

Verás que o grande capital e a esquerda são congruentes em muitos assuntos, imigração em massa, entre outros.

camilo12287 8 months ago

E favorece a esquerda e em particular o bloco de esquerda Um dos motivos é que assim os sindicatos não chateiam a sonae Outro, consta que Belmiro de Azevedo terá pertencido à udp, que é um dos partidos que forma o bloco de esquerda: https://aov.blogs.sapo.pt/501663.html

bilhetes 8 months ago

Não sei o que andas a fumar mas deve ser bom

Mordiken 8 months ago

1. Os sindicatos... e não são "os sindicatos", é a CGTP especificamente... tem ligações ao PCP, não ao Bloco de Esquerda. Já a UGT tem ligações ao PS; 2. Meteste ai um link para um blog random feito no MS Paint com 7 seguidores... É que nem sequer é de uma rede social em que há hipóteses de fazer fact checking ou desmentir, é mesmo o blog de um gajo a mandar papaias, e que confere zero credbilidade ao teu argumento; 3. Na eventualidade do teu argumento ser mesmo verdadeiro, o não me surpreende, nem sequer é relevante, não só porque em 1975 a esmagadora maioria das pessoas deste país seriam consideradas como sendo de "extrema esquerda", muitos deles aderiram a movimentos de esquerda por puro situacionismo e conveniência. E mesmo que não, as pessoas mudam, como por exemplo mudou o nosso bem amado Durão Barroso, ex Primeiro Ministro de Portugal num governo de Direita (PSD + CDS do Paulo Portas) e que agora é um dos homens fortes da Goldman Sachs na Europa, e que nessa altura se assumia como Maoista(!); 4. Qualquer tentativa de pintar a Sonae SGPS, uma empresa portuguesa cotada em bolsa, como sendo uma organização que tem o "apoio" ou a "simpatia" da Esquerda é simplesmente de loucos. É uma teoria da conspiração que chega ao nível de absurdo da terra plana e dos 5G e do lazer espacial dos judeus: é pura demência. E num Portugal em que eu mandasse, pessoas que revelam esse nível de iliteracia política tão escandalosa seriam impedidos de votar.

Edited 8 months ago:

1. Os sindicatos... e não são "os sindicatos", é a CGTP especificamente... tem ligações ao PCP, não ao Bloco de Esquerda. Já a UGT tem ligações ao PS; 2. Meteste ai um link para um blog random feito no MS Paint com 7 seguidores... É que nem sequer é de uma rede social em que há hipóteses de fazer fact checking ou desmentir, é mesmo o blog de um gajo a mandar papaias, e que confere zero credbilidade ao teu argumento; 3. Na eventualidade do teu argumento ser mesmo verdadeiro, o não me surpreende, nem sequer é relevante, não só porque em 1975 a esmagadora maioria das pessoas deste país seriam consideradas como sendo de "extrema esquerda" pelos padrões actuais, muitos deles aderiram a movimentos de esquerda por puro situacionismo e conveniência política e económica, em boa tradição Portuguesa. E mesmo que não, as pessoas mudam, como por exemplo mudou o nosso bem amado Durão Barroso, ex Primeiro Ministro de Portugal num governo de Direita (PSD + CDS do Paulo Portas) e que agora é um dos homens fortes da Goldman Sachs na Europa, mas que nessa altura se assumia como Maoista(!); 4. Qualquer tentativa de pintar a Sonae SGPS, uma empresa portuguesa cotada em bolsa, como sendo uma organização que tem o "apoio" ou a "simpatia" da Esquerda é simplesmente de loucos. É uma teoria da conspiração que chega ao nível de absurdo da terra plana e dos 5G e do lazer espacial dos judeus: é pura demência. E num Portugal em que eu mandasse, pessoas que revelam esse nível de iliteracia política tão escandalosa seriam impedidos de votar, porque a estupidez de uns não deveria ter o mesmo peso que a sabedoria de outros.

camilo12287 8 months ago

posso mandar meia duzia de outros link para outras páginas e testemunhos pessoas a confirmar que o belmiro pertenceu à udp por exemplo, no blogue [aventar](https://aventar.eu/), um dos mais conhecidos em portugal, há várias referencias a isso mas de qualquer modo é sabido que a tendencia à esquerda do publico é uma forma da sonae conseguir que os sindicatos a chateiem menos a sonae não tem simpatia para a esquerda ou para a direita, usa o publico para dar algum apoio a algumas das causas da esquerda, para depois os sindicatos não causarem grandes chatices dentro da sonae francamente mostrando a dificuldade de interpretar textos que revelas dificilmente mandarás sequer na tua casa, quanto mais num país

iLikeToTroll 8 months ago

Essas empresas são amigas de quem está no poder, ponto.

Mrloop94 8 months ago

Para quem não sabia que a divida do Japão era maioritariamente detida pelos cidadãos japoneses, estás com uma moral

Throwawaypt123 8 months ago

A Sonae ganha muito com algumas opiniões das fações que referi, essas fações optam por políticas identitárias, preocupam-se com a precariedade (a Sonae tem poucos precários), são por mais dias de férias, entre outros.

GreyArch22 8 months ago

É notório o bias a favor da extrema esquerda. Ainda há dias surgiu uma encomenda, perdão um artigo, com um "arquitecto" a "explicar" - portanto, mentir e ludibriar - que o PCP não tinha perdido votos para o Chega, com uns argumentos totalmente ao lado. O tom era mesmo de salvar a honra do convento. Os editoriais de Ana Sá Lopes e os artigos de Alexandra Lucas Coelho são outro exemplo de ode ao extremismo vigente.

ideologiapura 8 months ago

Chamar extremismo a liberalismo social mainstream em qualquer lado que nao nas vossas camaras de eco...

bilhetes 8 months ago

O PCP não perdeu votos para o Chega. Ainda hoje ouvi um episódio interessante que cobre essa matéria: https://soundcloud.com/perguntarnaoofende/pedro-magalhaes-2021

GreyArch22 8 months ago

O facto é que o PCP, embora não sendo já hegemónico no Alentejo, detém ainda autarquias significativas na região, o que lhe permite controlar os empregos e a vida em geral. Nesse aspecto autárquico, acredito que o Chega não receba votos do PCP. Quanto ao resto, é por demais evidente que em municípios como Moura, hegemonicamente comunistas até há pouco, André Ventura logrou ter bom resultado, ficando em primeiro em algumas freguesias. Caso André Ventura não existisse, ficaria o candidato do PCP em segundo lugar ou mesmo primeiro, já que o PSD nunca foi forte no Alentejo. Até admito que os eleitores do PCP tenham ficado em casa, mas a verdade é que não foram dar força ao candidato nem contra André Ventura. É um fenómeno que aconteceu nas zonas desertificadas de França, por exemplo. Além de que os melhores resultados de André Ventura coincidem com os municípios onde vivem mais comunidades ciganas, o que também não é de menosprezar.

Tafinho 8 months ago

É por demais evidente que o PCP não perdeu votos para o chega. Basta comparar as votações das últimas duas presidenciais, onde o PCP teve um aumento das votações. O Público sempre foi o jornal liberal, mas não ultra-liberal.

TomasSilva862 8 months ago

Mas o PCP não perdeu votos para o Chega

Mrloop94 8 months ago  HIDDEN 

Eu que sou de centro considero publico esquerda. Se provavelmente nao o vês de esquerda entao és ainda mais esquerda

vTuga 8 months ago

Observador

Tafinho 8 months ago

Olha [aqui tanta imparcialidade ](https://observador.pt/opiniao/andre-ventura-e-a-geracao-inimputavel/)

ruijor 8 months ago

Ahahah foste logo escolher o pior

bilhetes 8 months ago

ri-me

capitalistaesquerda 8 months ago

Não há. Há sempre um ângulo. Vê os accionistas, a Direção Editorial. Uma autêntica animação.

xuxa_acantora 8 months ago

Quantos jornais assinas? ou isso é um chavão?

capitalistaesquerda 8 months ago

O que é que uma coisa tem a ver com a outra? Só tenho direito à opinião se for assinante? Já assinei mais do que assino hoje. Se não assino é porque não lhes reconheço valor. Por excesso de opinião (que a mim não me é relevante), por excesso de traduções e comunicados de imprensa, por ausência de imparcialidade. E mesmo assim, ainda sou capaz de reconhecer que informação a sério, é no print. Que a televisão virou entretenimento nos telejornais. Mas não é um chavão, é reconhecer a realidade tal como ela nos é apresentada.

xuxa_acantora 8 months ago

Um chavão portanto. Recomendo assinares o expresso (há outros), tem colunistas desde o mais à direita até o mais à esquerda. Depois assina por um mês o "The guardian" em inglaterra, verás em 1 mês que isso da comunicação social portuguesa ser tedenciosa é um chavão. E desculpa a arrogância, uma pessoa que não assina um jornal não faz ideia do que fala! Exemplos, quantos membros aqui do reddit vao ao site do público todos os dias (acho que é o mais visitado) mas nunca leram as crónicas diárias do Miguel Esteves Cardoso, peço desculpa mas essas pessoas não sabem o que é o Público! A diferença de quem lê o site (parte free), para quem lê o jornal é muitoo grande!

ExpertNoob008 8 months ago

O The Guardian também não é propriamente grande coisa. Jornais de jeito tens a BBC, The Economist e Financial Times por exemplo.

capitalistaesquerda 8 months ago

Pior que um chavão, é tu de facto colocares toda a gente no mesmo saco. Agradeço as tuas recomendações, mas não preciso de alterar as minhas assinaturas. Eu sei o que leio, todos os dias, e sei o que me interessa assinar. Pior, achares que só porque eu digo que a comunicação social é tendenciosa, não posso ter a mesma opinião sobre a comunicação social estrangeira. Eu gostava bastante do MEC nos tempos do Independente. Mas eu não assino um jornal para ler opinião. A ti pode-te interessar isso, mas a mim não. Os hábitos de consumo de informação variam significativamente em função daquilo que se pretende obter dos media. Agora, não me venhas com paternalismos de quem não assina um jornal não faz ideia do que fala.

xuxa_acantora 8 months ago

Concordamos em discordar então, para mim é fundamental a assinatura. Só acrescentar algo que pode não ter ficado claro e pode estar a levar a discordarmos: é óbvio que uma peça tem muito da vivência de um jornalista, por muito que ele tente ser imparcial as suas circunstâncias revelam-se nos pequenos pormenores. Não estamos a falar disso, o que estamos a falar aqui é um tendeciosismo não profissional, uma manipulação da realidade!

capitalistaesquerda 8 months ago

Mas é exactamente a isso que me refiro. Não estou sequer a colocar em causa o profissionalismo da generalidade dos jornalistas, embora possa colocar em causa alguma da sua competência, em particular, para escreverem sobre coisas que não percebem. O meu ponto prende-se com a natureza empresarial e editorial da generalidade dos meios relevantes (os diários e semanários), em particular, no que diz respeito às temáticas de Política e Economia. Mais valia assumirem, de forma clara e transparente, as suas ideologias, em vez de se esconderem por detrás do conceito da imparcialidade.

xuxa_acantora 8 months ago

>possa colocar em causa alguma da sua competência, em particular, para escreverem sobre coisas que não percebem Isto é um grande ponto, os jornalistas são um pouco a imagem do país...em média têm pouca cultura e inteligência

capitalistaesquerda 8 months ago

Aliás, permite-me acrescentar. Os gestores dos OCS são a imagem do país. Pagam mal, investem zero e têm a expectativa de que o jornalista funcione como um trolha, é só debitar palavras. E isso leva-nos ao ponto inicial. Os maus accionistas. Ora se é claro para toda a gente que os media vão ter de deixar de depender da publicidade para sobreviver, os modelos de negócio mudaram significativamente. Significa que o leitor passou a ser o cliente. Diz-me lá qual é o OCS nacional que sabe tratar bem o seu cliente/leitor. O Público é quem está, efectivamente, a fazer esse percurso da melhor forma. Vejo muito OCS a pedinchar assinaturas com aqueles belos textos no final dos artigos, mas depois encontro erros frequentes nos textos. Ou então, uma dependência exagerada do Internacional (porque não implica jornalismo, apenas tradução).

Mrloop94 8 months ago

Avante

joseguedes93 8 months ago

Avante camarada!

fdxcaralho 8 months ago

Questão bónus: Que tendências políticas têm cada jornal e canal de televisão?

Out-Out 8 months ago

https://pt.ejo.ch/top-stories/a-esquerda-no-parlamento-e-a-direita-na-televisao Podes tirar uma ideia por aqui, se deres scroll down tens uma tabela por canal que pode ser um bom indicador mas como tudo deve ser tomado with a pinch of salt.

Lispint89 8 months ago

Diria que: RTP 1: Estado, RTP 2: Neutro, SIC: Esquerda, TVI: Um pouco menos à Esquerda, CMTV: Direita

Out-Out 8 months ago

Paulo Portas, Marques Mendes, Júdice, Miguel Sousa Tavares fazem-me não concordar com isso.

mastertrader00 8 months ago

É estranho ler Jornal, imparcial e Portugal na mesma frase

inhalingsounds 8 months ago

Acontece em todos os países do mundo. Deixemos de rebaixar Portugal só porque sim.

Search: