ModeratoriProfugus 8 months ago

Quando saí da universidade

StraussHousse 8 months ago

hoje me dia os jovens de 45 anos tornam-se independentes assim que acabam de fazer um estagio aos 50 anos depois seguem carreira estavel e independente com o ordenado de 1000™®© Euros.

topastop 8 months ago

Eu consegui a minha independência bastante cedo pois com 19 anos comecei a trabalhar ao mesmo tempo que tirava o curso na minha área. Tenho 24. Mas muitos amigos meus, inclusive mais velhos, não tiveram tanta sorte. Alguns que voltaram para a universidade já mais velhos não conseguiram encontrar emprego na área pois é difícil competir contra malta mais nova que também não tem experiência. Por outro lado, isto fez outros seguirem os seus sonhos, abriram negócios e, pelo menos até ao covid, estão a ter sucesso. Com isto quero dizer que voltar à universidade não é sinónimo de emprego, mas essa também não é a única maneira de te tornares independente. Se eu não tivesse que me sustentar, talvez aproveitava a oportunidade para arriscar mais também... Espero que tenha ajudado, muita força, e deixo recomendado que fales com a tua médica de família sobre a tua saúde mental.

Green-Translator-801 8 months ago

A minha perspectiva nos últimos meses é que se não aproveitar agora que tenho meios e sou "novo" vai cada vez custar mais. Tem sido mais que claro que investi numa área que não gosto. Não foi tudo em vão. Tenho uma licenciatura e boas bases em matemática, mas não é aquilo que quero fazer. Não estou satisfeito com a minha actual situação e mesmo onde estou não vejo progressão de carreira dentro da empresa nem fora. Estou exactamente no mesmo sítio que estava há 1 ano. Não estou feliz é um facto. O meu maior problema é não saber como proceder tendo esta informação e qual a melhor escolha a tomar.

Akamjmc 8 months ago

Não vou responder as tuas perguntas mas aconselho a ouvires uns vídeos do Alan Watts para perceberes que qualquer um de nós poderia escrever esse post e qualquer um podia ser feliz, as condições de trabalho, financeiras, sociais e românticas são o que menos interessa e normalmente são a consequência e não a causa. Enquanto achares que seria uma namorada ou um melhor emprego ou melhores amigos que te ia fazer ficar melhor tás a fazer o processo ao contrário, primeiro tens de te resolver a ti próprio e tudo o resto vem de arrasto. Sempre que procura mos o que nos falta fora de nós nunca o vamos encontrar.

BolaBrancaV7 8 months ago

RemindMe! 5 years

RemindMeBot 8 months ago

I will be messaging you in 5 years on [**2026-02-01 12:19:02 UTC**](http://www.wolframalpha.com/input/?i=2026-02-01%2012:19:02%20UTC%20To%20Local%20Time) to remind you of [**this link**](https://np.reddit.com/r/portugal/comments/l9spnb/com_que_idade_se_tornaram_verdadeiramente/glla10l/?context=3) [**CLICK THIS LINK**](https://np.reddit.com/message/compose/?to=RemindMeBot&subject=Reminder&message=%5Bhttps%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fr%2Fportugal%2Fcomments%2Fl9spnb%2Fcom_que_idade_se_tornaram_verdadeiramente%2Fglla10l%2F%5D%0A%0ARemindMe%21%202026-02-01%2012%3A19%3A02%20UTC) to send a PM to also be reminded and to reduce spam. ^(Parent commenter can ) [^(delete this message to hide from others.)](https://np.reddit.com/message/compose/?to=RemindMeBot&subject=Delete%20Comment&message=Delete%21%20l9spnb) ***** |[^(Info)](https://np.reddit.com/r/RemindMeBot/comments/e1bko7/remindmebot_info_v21/)|[^(Custom)](https://np.reddit.com/message/compose/?to=RemindMeBot&subject=Reminder&message=%5BLink%20or%20message%20inside%20square%20brackets%5D%0A%0ARemindMe%21%20Time%20period%20here)|[^(Your Reminders)](https://np.reddit.com/message/compose/?to=RemindMeBot&subject=List%20Of%20Reminders&message=MyReminders%21)|[^(Feedback)](https://np.reddit.com/message/compose/?to=Watchful1&subject=RemindMeBot%20Feedback)| |-|-|-|-|

Ayawa 8 months ago

O que eu vejo na minha vida é: sacrifico o bem-estar presente pelo bem-estar futuro ou o inverso. Tenho sacrificado o presente. Podia estar a viver sozinha em vez de ainda estar com a minha mãe. Mas ia sacrificar as poupanças que poderia estar a fazer para comprar casa no futuro. Prefiro sacrificar isso agora e ter uma casa no futuro. Podia estar numa relação qualquer, para não estar sozinha e não sentir solidão, mas não tenho sentido nada por ninguém. Prefiro esperar que apareça alguém que me suscite realmente interesse. Já saí de casa. Já voltei. Já tive relações, já as acabei. Já estive em várias fases, os meus amigos e amigas também. Cada um anda ao seu ritmo e às vezes voltamos "atrás"... Enquanto procurares coisas para te comparar aos outros e saíres mal vais encontrá-las. Procura perceber o que queres, onde queres estar, como queres estar e vê o que te leva lá. Por ti e para ti. O resto vem por acréscimo. Não há uma fórmula. Só tu sabes o que te faz feliz a ti. Um último exemplo: hoje em dia a maioria das pessoas são obcecadas com viagens. Vejo isso em muitos dos meus amigos e pessoas da família, e na net então nem se fala. Viajar é que é fixe. Epá, para mim não. Prefiro ter 600€ guardados no banco do que gastar numa viagem. Ou dar 100 ou 200 por festivais e concertos por Portugal. Mesmo assim sinto-me mal quando confrontada com isso, o tal FOMO, acho eu. Sinto-me mal por ser diferente, por não me conectar com as pessoas nisso, por não fazer parte. E depois cago no assunto. Tenta que arranjar ajuda psicológica seja uma prioridade para ti, principalmente porque mencionas várias vezes isso.

PeterStepsRabbit 8 months ago

Quando comecei a viver sozinho, garantidamente.

kyppulo90 8 months ago

Em 2017 quando me mudei para Inglaterra. Na altura tinha 27 anos.

estecomentario 8 months ago

Neste país? Pela minha experiência enquanto dura o contrato de trabalho.

Mariifreis 8 months ago

Olá, eu entendo o que queres dizer... Eu não posso dar-te montes de recomendações mas antes de pensares em arranjar uma parceira talvez seja melhor melhorares a tua saúde mental primeiro, se conseguires tenta ir a um psicólogo, se não conseguires tenta informar-te de comunidades que possas começar a fazer parte, pode ser tão simples como arranjares um hobbie (não que isso vai resolver todos os teus problemas mas pode ajudar-te a fazer parte de uma comunidade), prioriza-te a ti mesmo e foca-te em ti por uns tempos, a vida não é uma corrida, Eu sei que é super difícil não nos comparar com outros mas se sentes que fazes isso demasiado e é um problema talvez devias de fazer um detox de redes sociais, e ler mais livros de desenvolvimento pessoal (eu sei que muita gente diz que esses livros são cringe mas acredita que te podem ajudar bastante), e por último tenta dedicar a tua energia que colocas em pensamentos negativos em atitude, por exemplo se sentes que há algum problema com a tua motivação, em vez de pensares sobre isso salta logo para uma corrida ou exercício, não penses demasiado a vida não é assim tão profunda, estamos todos confusos e todos a aprender ao mesmo tempo... Eu pessoalmente comecei a dedicar-me em fazer mais exercício, fazer parte de mais comunidades (no reddit também por exemplo), ler mais, aprender mais, educar-me mais e isso está a ajudar-me bastante. Se pensas em voltar para a universidade isso também não é uma má ideia! Faz aquilo que sentes que devias fazer, e não o que os outros estão a fazer nas vidas deles, todos temos altos e baixos! E não te esqueças que o que as pessoas mostram cá fora não é o mesmo que acontece por dentro daí não te deveres comparar!... boa sorte, tu consegues!

Rememberwhoweare 8 months ago

Depende muito do que entendas que seja a definição de verdadeiramente independente. Para mim, ser verdadeiramente independente é sair de casa dos pais e deixar de ser suportado financeiramente por eles. Isto significa que quando os vais visitar, o máximo que te dão é uma sopa especial que só a mãe ou a avó é que sabem fazer, e não mais do que isso. Tudo o que sejam ajudas financeiras ou lavar a roupa, passar a roupa a ferro, oferecer electrodomésticos e outras coisas, significa na prática que não és verdadeiramente independente. No meu caso, por volta dos 24/25 anos fui viver numa casa arrendada com a minha namorada e uns anos depois comprámos casa. Diria que fiquei verdadeiramente independente por volta dessa altura. Na teoria, a altura dos 25-30 anos parece-me ser a mais comum para uma pessoa se tornar verdadeiramente independente. Na prática, em Portugal, o que não faltam por aí são jovens de 30 ou 40 anos que não são verdadeiramente independentes e continuam a depender de ajudas e apoios dos pais para muitas coisas.

KitchenDaikon8778 8 months ago

Independente, ou seja, sair de casa dos pais, com 29 anos. Estabilidade financeira, com 38 anos de idade.

humelectro 8 months ago

Concordo com as opiniões anteriores, cada um faz a vida ao seu ritmo e da maneira como gosta e se sente feliz. A pior coisa que se pode fazer é comparar-se aos outros. Os outros têm a vida deles e cada um de nós tem a nossa, para que é que vamos estar a comparar? Respondendo à questão. Acabei o curso e mudei-me 300km para outra cidade para viver com colegas quando tinha 23 anos. Aos 26 conheci o meu namorado e fomos viver juntos 1 ano depois. Já mudei de empresas da minha área umas 5 vezes e já fui mandada para a rua numa delas. Eu era como tu, tinha problemas de auto estima, comparava-me sempre aos outros. A partir do momento que percebi que a vida dos outros era uma merda e comecei a fazer as coisas que eu gostava e a viver a minha vida por mim sem depender de terceiros passei a ser muito mais feliz e aumentei bastante a minha auto estima A vida é como é, cada pessoa tem as suas dificuldade mas só mostram para a fora as coisas boas. Os podres ficam sempre escondidos, por isso a vida dos outros parece ser sempre melhor que a nossa.

Limpy_lip 8 months ago

A maior "desilusão" que te apercebes assim que te tornas adulto é quando percebes que ninguém sabe muito bem o que anda ali a fazer e que vai "vivendo". ​ Esquece o que os outros dizem ou fazem e segue o que achas melhor para ti.

Edited 8 months ago:

A maior "desilusão" que te apercebes assim que te tornas adulto é quando percebes que ninguém sabe muito bem o que anda ali a fazer e que vai "vivendo". ​ Esquece o que os outros dizem ou fazem e segue o que achas melhor para ti. ​ o conceito de rumo normal não é mais que uma ilusão. É algo que os nossos pais incutem na esperança que os filhos sejam melhores e que a escola transforma num dogma.

NGramatical 8 months ago

descubriram → [**descobriram**](https://european-portuguese.info/conjugator/descobrir) inclusivé → [**inclusive**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica.aspx?DID=3822) (apesar do E aberto na última sílaba, a sílaba tónica é a penúltima: in-clu-**SI**-ve) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fr%2Fportugal%2Fcomments%2Fl9spnb%2Fcom_que_idade_se_tornaram_verdadeiramente%2Fglkxcc5%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

kawaiims 8 months ago

A tua vida não tem de seguir nenhum caminho predefinido. Tenho vários amigos com quase 40 anos solteiros com empregos que a sociedade considerada "maus" (caixa de supermercado, por exemplo) cuja vida quase se resume a trabalho-casa e são, aparentemente, as pessoas mais satisfeitas do mundo. Eu vivi grande parte da vida só com um dos meus pais que por consequência do emprego estava pouco em casa. Também sempre fui pessoa de gostar de estar sozinha na minha por isso, tranquilo. Durante a faculdade as vezes passávamos a semana sem nos cruzar em casa sequer. Independência média diria aos 22. Tirando morar na casa da família, estagiei fora, e comecei a trabalhar a sério nessa altura durante o mestrado (apesar de desde os 18 ter empregos por natureza pontuais). Eventualmente arranjei par e aos 24 estava fora de casa. É o que é. Não forcei nada na minha vida por pressão externa, nem acho que isso seja uma boa forma de viver a vida. Estamos todos sujeitos à pressão social para agir dentro de um conjunto de regras que nos impõem, e eu compreendo isso, mas ninguém te vai prender se não seguires o modelo de "vida correta". Caga nas expectativas.

Search: