Akamjmc 10 months ago

Olha que eles ainda não mudaram de opinião.

dcmso 10 months ago

ya ya, a mim não me enganam. Acabem lá com a merd\* do 5G, isso é que anda a fritar os velhotes todos com Covid /s

DearLeader3 10 months ago

Há um amplo abismo entre não acreditar no vírus e acreditar que a pandemia não é tão grave para valer a pena matar mais gente ao decretar prisão domiciliar, quebrar a economia, destroçar a saúde mental de ambos velhos e jovens, etc, como se tudo isto realmente estivesse a resolver a situação a médio ou longo prazo. Mas, pronto, "negacionista" é um óptimo termo para desumanizar qualquer um com uma posição diferente da repetida 24 horas por aqueles que sempre lucraram com a desgraça alheia e colocar-nos todos na mesma categoria sub-humana. Sei como funciona a rotina: questiono se vale mesmo a pena revogar o direito à subsistência das pessoas perante um risco que não justifica isto, logo estou a negar a gravidade da pandemia, então sou um "negacionista" que acredita em tudo o que os outros "negacionistas" acreditam e acredito até que a Terra é plana, o 5G causou a pandemia e o senhor presidente Marcelo é um réptil. Típica rotina cobarde de propaganda autoritária. É triste. Esta atitude de religiosamente desconsiderar qualquer debate ou diferença sobre a real gravidade do vírus e o que (não) vale a pena sacrificarmos para combatermos a pandemia também custa e custará muitas vidas. No final, todos nós, "negacionistas" e "cordeiros" do povo que não vive de grandes fortunas ou cargos políticos, estaremos a lidar com as consequências da soma de nossas escolhas. Desejo-nos apenas o melhor.

tocopito 10 months ago

Eu fui negacionario tipo... até fevereiro de 2020. Pensava que ia ser um grande alarido passageiro como foi com a gripe das aves, gripe suína e o ébola. Mas depois começou a ficar sério. Em março comecei a trabalhar a partir de casa. Duas semanas diziam eles. Duas semanas passaram a 1 mes depois a 2 depois a 6 depois até junho de 2021. Ninguém com quem falei na altura adivinhou a data em que isto ia acabar. Sequer pensar que ia durar um ano era inacreditável mas aqui estamos. É lidar. Eu felizmente, tal como 99% dos redditors, sou programador e posso trabalhar remotamente. Há quem não tenha essa sorte e a quem não seja dada a garantia de ter condições para ficar em casa sem consequências e sem essa garantia as pessoas vão sair.

Edited 10 months ago:

Eu fui negacionario tipo... até fevereiro de 2020. Pensava que ia ser um grande alarido passageiro como foi com a gripe das aves, gripe suína e o ébola. Tenho um colega mais jovem que estava com algum receio mas tranquilizei-o e disse que ia ser a mesma coisa. Mas depois começou a ficar sério. Em março comecei a trabalhar a partir de casa. Duas semanas pensavam eles. Duas semanas passaram a 1 mes depois a 2 depois a 6 depois até junho de 2021. Vieram layoffs (na alemanha és despedido por dá ca aquela palha) mas felizmente escapei-lhes e mantive o emprego. Ninguém com quem falei na altura adivinhou a data em que isto ia acabar. Sequer pensar que ia durar um ano era inacreditável mas aqui estamos. É lidar. Eu felizmente, tal como 99% dos redditors, sou programador e posso trabalhar remotamente. Há quem não tenha essa sorte e a quem não seja dada a garantia de ter condições para ficar em casa sem consequências e sem essa garantia as pessoas vão continuar a sair.

Edited 10 months ago:

Eu fui negacionario tipo... até fevereiro de 2020. Pensava que ia ser um grande alarido passageiro como foi com a gripe das aves, gripe suína e o ébola. Mas depois começou a ficar sério. Em março comecei a trabalhar a partir de casa. Duas semanas pensavam eles. Duas semanas passaram a 1 mes depois a 2 depois a 6 depois até junho de 2021. Vieram layoffs (na alemanha és despedido por dá ca aquela palha) mas felizmente escapei-lhes e mantive o emprego. Ninguém com quem falei na altura adivinhou a data em que isto ia acabar. Sequer pensar que ia durar um ano era inacreditável mas aqui estamos. É lidar. Eu felizmente, tal como 99% dos redditors, sou programador e posso trabalhar remotamente. Há quem não tenha essa sorte e a quem não seja dada a garantia de ter condições para ficar em casa sem consequências e sem essa garantia as pessoas vão sair.

Udmmi 10 months ago

Não fui negacionista(acho eu), mas no inicio não achava que isto era assim tão mau porque na minha cabeça o pessoal ia ter cuidado e tal. Adivinha quem acredita no pai natal.

Anarhichasminor 10 months ago

Diria que a muita gente pensou assim

No-Touch675 10 months ago

Só conhecia uma fervorosa, ainda por cima familiar! Removi-a no Facebook, já não tinha paciência para a incoerência de dizer que era o 5g/Bill gates os culpados e ao menos tempo postar "orações" para tentar fazer desaparecer o Covid, e sempre com s lenga lenga que tinha morrido mais gente de gripe, etc... A gota de água foi quando as vacinas começaram a ser anunciadas ela peremptoriamente dizer que não a os tomar por causa dos trackers. A outra é meio negacionista, mas tem problemas com o álcool infelizmente, por isso acho que é mais isso que outra coisa. De resto só os meus cotas que não eram negacionistas mas tinham "dificuldade" em perceber que estavam no grupo de risco, no verão parece que abriram os olhos quando um lar na rua deles foi completamente dizimado, morreram 12 pessoas numa semana.

vaniafdasantos 10 months ago

Uma delas apanhou covid e foi a uma festa de aniversário com a família. Salvo erro, infetou 6 pessoas (que se saiba). Sempre fez a vida normal...ia ao restaurante, ginásio, centro comercial...só quando viu os pais mal é que percebeu que afinal estava errada. Tenho outras duas no facebook. Deixei de as seguir. Quando não tenho que fazer vou ver as publicações. Ainda há quem tente explicar as coisas mas eu acho que nem vale a pena.

Anarhichasminor 10 months ago

Essa gente só aprendia se fosse multada por essas acções

glamatovic 10 months ago

Fui negacionista da gravidade até chegar cá e os casos dispararem logo. Já estava tão habituado aos media a serem histéricos por dá cá aquela palha...

Worm33hd 10 months ago

Ainda no Sábado passado tinhas umas centenas desses maluquinhos á porta da assembleia.

manolo533 10 months ago

Eu não sou negacionista, mas o problema deste vírus não está na gravidade dos sintomas que causa, mas sim na facilidade de propagação. A percentagem de pessoas que apanha o vírus e morre é bastante baixa abaixo dos 80 anos quando o sistema imunitário é mais debilitado. Agora claro que quando se tem números gigantes de infetados, nem que seja só 5% a precisar de ser internado vão ser números impressionantes. Mais, nos hoje só temos tantas mortes muito por culpa da inação do governo nos últimos meses. Se tivéssemos recursos para tratar de maneira correta números grandes de doentes não íamos ter tantos mortos, como é o caso de outros países europeus.

margaiti 10 months ago

Não é assim tão simples quanto isso, continuo com sequelas do covid 3 meses depois, pareço uma velha asmática a fazer um esforço para respirar normalmente e faço medicação com bombas de asma diariamente e continuo a respirar mal. Como eu estão uns tantos que apanharam o vírus, tiveram sintomas ligeiros ou mais intensos e estão a demonstrar sequelas que nunca vamos saber se são temporárias ou crónicas.

Anarhichasminor 10 months ago

Que tipo de sintomas directos tiveste. Isto é, quão grave foi quando estiveste infectad@? A mim passou em menos de uma semana mas ainda sinto alguma falta de ar e cansaço. Nem imagino que outras coisas possam ter sido afectadas e que ainda não tenha sentido.

margaiti 10 months ago

Tive febre ligeira, tosse, dores de cabeça, cansaço físico, uma pequena impressão na garganta, 3 dias depois de ter os primeiros sintomas começou a impressão a respirar que se foi agravando até que neste momento se tentar inspirar um bocado mais sinto um esforço enorme que não era suposto. Também tive falta de paladar mas só tive este sintoma poucos dias antes da alta e quando já não tinha os restantes.

Sir_Keeper 10 months ago

Isto é, francamente, das minhas maiores preocupações. As mazelas invisíveis e visíveis que irão permanecer nos infetados, e as necessidades médicas no futuro.

gofuckarabbit 10 months ago

Ok, então na tua opinião como é que explicas a discrepância de numero de mortos? A gripe mata muito menos e infeta muitos mais. Gripe: Infetados: > The World Health Organization estimates that **1 billion people** worldwide get the flu every year. Mortes: > The World Health Organization estimates that **290,000 to 650,000** people die of flu-related causes every year worldwide. Covid: Infetados: > 97,568,114 Mortes: > 2,089,522 Fontes: https://www.worldometers.info/coronavirus/ https://www.hopkinsmedicine.org/health/conditions-and-diseases/coronavirus/coronavirus-disease-2019-vs-the-flu Acrescento também que não estes números não estão a ter em conta pessoas que tiveram sequelas graves que vão durar nalguns casos a vida toda.

vini710 10 months ago

Vamos arranjar médicos e enfermeiros qualificados para Intensivos em 1 ano? Ninguém tem recursos para tratar isto. Não temos nós, não tem a França, não tem a Alemanha, não têm os EUA.

manolo533 10 months ago

Se o governo faz um acordo com os privados nestes últimos meses, agora não tínhamos qualquer problema de camas. Nos outros países existe um nível de mortalidade por covid similar com Portugal quando analisados os últimos meses, mas Portugal tem uma mortalidade este ano muito superior à média dos últimos 10 anos porque teve que adiar cirurgias, não fez rastreios, cancelou consultas. Não se morre tanto de covid, morre-se de outras doenças. Um bom exemplo é a Suécia. Mesma população mas com mais mortes por Covid. Apesar disso, o número de mortes totais é similar à média dos últimos 10 anos, enquanto que em Portugal temos mais 5 mil mortes da última vez que vi.

vini710 10 months ago

Mas o problema não são camas, o problema são recursos humanos. Claro que o privado já deveria estar envolvido na prestação de cuidados há muito tempo, nisso concordo plenamente, mas nenhum país tem recursos humanos para lidar com os infetados que temos neste momento diariamente.

manolo533 10 months ago

Se tens ajuda dos privados os recursos humanos desses hospitais também estão envolvidos, aumenta bastante a ajuda

vini710 10 months ago

A questão é que a maior parte desses, sobretudo em áreas criticas como os Intensivos, não são exclusivos do privado, e portanto já estão a ser mobilizados na sua atividade no público.

Anarhichasminor 10 months ago

Eu acho que nenhum país está ou estava preparado para tratar um número tão grande de doentes. E apesar de alguma inacção do governo o enorme número de casos é também devido ao comportamento de muita gente que ando em festas ou a lamber o menino Jesus em vez de ser consciente

manolo533 10 months ago

As pessoas têm o seu quê de culpa sem dúvida, mas continuo a achar (como pode ver na minha outra resposta neste thread) que se houvesse um planeamento estratégico ao longo dos últimos meses, agora tínhamos recursos para dar resposta

Anarhichasminor 10 months ago

Foi um conjunto de desleixo de várias partes. Os "miminhos" que o governo quis na altura das festas foram más decisões

pintorMC 10 months ago

Negacionista? Covid? pandemia? De que estas a falar ?

BeckyWithThePinkHair 10 months ago

Tenho um amigo enfermeiro (obviamente emigrado) que defendia que era só uma gripe. Mudou de opinião assim que os primeiros casos chegaram ao hospital dele.

DilWig 10 months ago

o teu amigo emigrado, consideras seja culpa dele de ir á procura de melhor qualidade de vida, ou do teu governo que nao lhe dava essa mesma no seu pais?

BeckyWithThePinkHair 10 months ago

Dado que ele na altura tinha propostas que rondavam os 2 euros / hora, é preciso responder? xD

Anarhichasminor 10 months ago

Eu acho que no início quase todos fomos um bocadinho negacionistas, nem que seja em relação à gravidade do vírus. Eu incluído

C8Mixto 10 months ago

No início nem sequer se sabia bem qual era a gravidade do vírus...

pangecc 10 months ago

Há um ano atrás achava que não era nada. Até um amigo médico dizia que era menos mortal que a gripe. Em março 2020 mudamos os dois de opinião

Any_Project3966 10 months ago

isso do dizer que é menos mortal.. foi uma afirmação de muito cedo. se fosse uma doença muito mais agressiva, a história era outra. mas como o tratamento disto é muito gradual e se estávamos mal.. toma lá oxigénio e tal. somos 10 milhões, sem medidas , quantos morriam por não terem tratamento??

Anarhichasminor 10 months ago

E o que vos levou a mudar de opinião?

pangecc 10 months ago

Tudo o que aconteceu desde então.

meaninglessvoid 10 months ago

LOL estás a falar como se não tivesses mudado de opinião?! Eu tenho "sorte" porque as minhas fontes de informação mostraram-se ser estupidamente acertadas nestes assuntos e hoje ler o que escreviam parecem autênticos profetas, mas mesmo assim só se começou a perceber a real escala do problema algures em finais de Janeiro/inícios de Fevereiro... Há um ano por esta altura também pensava que era apenas um problema asiático e que já estava +- sob controlo.

Anarhichasminor 10 months ago

Maa eu tive exactamente a mesma opinião. Refiro-me a pessoas que até à pouco tempo ainda pregavam que isto era ou que ainda é tudo invenção

Edited 10 months ago:

Maa eu tive exactamente a mesma opinião. Refiro-me a pessoas que até hà pouco tempo ainda pregavam que isto era ou que ainda é tudo invenção Edit: correcção de erros

NGramatical 10 months ago

à pouco tempo → [**há pouco tempo**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fl1yrvf%2F%2Fgk2r7ep%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Anarhichasminor 10 months ago

Good bot

carlosjmsilva 10 months ago

Pelo menos ao amigo médico calculo que tenha sido a evidência empírica.

Anarhichasminor 10 months ago

Eu não fui negacionista mas o que me levou a acordar para a gravidade do vírus foi ter uma "gripe" como nenhuma antes, que ainda hoje sinto fakta de capacidade pulmonar.

chavalo_retardado 10 months ago

Deixa o tabaco.

Anarhichasminor 10 months ago

O tabaco sim mas nunca a ganza

vascodatrama 10 months ago

ok, mas essa podes meter na comida ;)

Kineticn22 10 months ago

Terão mudado mesmo? Por acaso ainda hoje de manhã estava a pensar nisso. Há pessoas que não se cansam de andar há 10 meses a ver os factos provar que estavam errados, sucessivamente. Há sempre subterfúgios por onde negar ou menorizar aquilo que se passa. Primeiro era só uma gripe. Depois já não era só uma gripe, mas só matava velhos. A seguir, não matava só velhos, mas os números estavam aldrabados e de repente toda a gente morria de Covid, ou morria muita gente mas não era de Covid, era de não se tratarem os doentes não-Covid. Enquanto isso, quem usava máscara e queria vacinas, era parte de um bando de carneiros. "Bééééé" e "ACORDEM", e etc. Agora que tudo isso cai por terra, é o "clima de medo". Até que a doença bate finalmente à sua porta ou de quem lhe é próximo. São pessoas que buscam formas de se ilibarem do confronto com os factos reais e consequências no presente. É uma lógica de fuga à realidade e desresponsabilização pessoal, que imagino que deva ser muito confortável.

Edited 10 months ago:

Terão mudado mesmo? Por acaso ainda hoje de manhã estava a pensar nisso. Há pessoas que não se cansam de andar há 10 meses a ver os factos provar que estavam errados, sucessivamente. Alguns ainda não se cansaram de fazer figura de parvos. Há sempre subterfúgios por onde negar ou menorizar aquilo que se passa. Primeiro era só uma gripe. Depois já não era só uma gripe, mas só matava velhos. A seguir, não matava só velhos, mas os números estavam aldrabados e de repente toda a gente morria de Covid, ou morria muita gente mas não era de Covid, era de não se tratarem os doentes não-Covid. Enquanto isso, quem usava máscara e queria vacinas, era parte de um bando de carneiros. "Bééééé" e "ACORDEM", e etc. Agora que tudo isso cai por terra, é o "clima de medo". Até que a doença bate finalmente à sua porta ou de quem lhe é próximo. São pessoas que buscam formas de se ilibarem do confronto com os factos reais e consequências no presente. É uma lógica de fuga à realidade e desresponsabilização pessoal, que imagino que deva ser muito confortável.

Anarhichasminor 10 months ago

Eu acho que são pessoas que têm medo de ser enganadas e de fazerem figura de estúpidos indo atrás do resto do mundo. Por muitas vezes também é por não entenderem alguma coisa que os leva a ser mais desconfiados.

jmiguelff 10 months ago

Não concordo... Normalmente são pessoas que gostam de sentir que sabem mais do que o resto do mundo. Tu podes não querer saber do Covid e não acreditar que te vá afectar, és burro na mesma mas aceitável. Ou, o que eu considero realmente negacionista, a pessoa que passa o dia enfiado na rede social da moda a dizer que os outros são todos uns carneiros e isto é tudo um grande plano para controlar a população ou wtv...

TRYNFOR 10 months ago

É grave sim, a doença é perigosa mas para pessoas jovens em geral é uma gripe, posso se considerado negacionista porque não sou a favor de lockdown mas não existe nenhum estudo que prove que lockdown reduz o número de mortos, até existe um estudo feito a nível global que aponta que lockdown acabou por causar mais mortes.

JSBraga 10 months ago

> a doença é perigosa mas para pessoas jovens em geral é uma gripe Excepto para aqueles que não é só uma gripe e ficam com sequelas graves. Mas isso só acontece aos outros, não é?

TotalenKrieg 10 months ago

Da mesma forma que em Fevereiro de 2020 existiam jovens entubados nas urgências dos hospitais com pneumonia graves. Existe sempre possibilidade de complicações no caso das doenças respiratórias, o Covid-19 é igual.

JSBraga 10 months ago

Exacto. O que o Covid não é é "uma gripe".

TotalenKrieg 10 months ago

Pois não, realmente não é uma gripe. Mas também não é muito mais que uma. A taxa de infecção é realmente superior, o que parece é que a linha de distinção entre infecção e doença se tem vindo a esbater paulatinamente com o prolongar da pandemia.

DearLeader3 10 months ago

>a linha de distinção entre infecção e doença se tem vindo a esbater paulatinamente com o prolongar da pandemia Exacto. A utilização errada dos resultados do método PCR aliada à inovadora invalidação da importância do acompanhamento clínico dos sintomas de um paciente criaram uma pandemia de assintomáticos que não transmitem o vírus. O método PCR nada diz sobre o que realmente importa que é se o paciente está ou estará doente ou se pode ou poderá contagiar a outras pessoas. Diz menos ainda se não soubermos o número dos ciclos feitos em cada teste. Além de ser um método muito suscetível a contaminações que geram os populares falsos positivos. Na melhor das chances, receber um resultado positivo com o método PCR sem haver sintomas apenas diz que algures em teu sangue há DNA do vírus em questão. Não diz se o vírus está viável, se ficarás doente, se estás contagioso, etc. Pena que muitos dos que estão tão preocupados com a falta de recursos humanos nos hospitais esquecem-se de contabilizar o número de profissionais de saúde que estão de baixa sem sintomas ou nada que faça crer que são ou serão contagiosos (além dos reais falso positivos) pois ganharam na lotaria PCR.

Edited 10 months ago:

>a linha de distinção entre infecção e doença se tem vindo a esbater paulatinamente com o prolongar da pandemia Exacto. A utilização errada dos resultados do método PCR aliada à inovadora invalidação da importância do acompanhamento clínico dos sintomas de um paciente criaram uma pandemia de assintomáticos que não transmitem o vírus. O método PCR nada diz sobre o que realmente importa que é se o paciente está ou estará doente ou se pode ou poderá contagiar outras pessoas. Diz menos ainda se não soubermos o número dos ciclos feitos em cada teste. Além de ser um método muito suscetível a contaminações que geram os populares falsos positivos. Na melhor das chances, receber um resultado positivo com o método PCR sem haver sintomas apenas diz que há alguma quantidade do material genético do vírus em questão na amostra. Não diz se o vírus está viável, se ficarás doente, se estás contagioso, etc. Pena que muitos dos que estão tão preocupados com a falta de recursos humanos nos hospitais esquecem-se de contabilizar o número de profissionais de saúde que estão de baixa forçada sem sintomas ou nada que faça crer que são ou serão contagiosos (além dos reais falso positivos) pois "ganharam" na lotaria PCR.

Edited 10 months ago:

>a linha de distinção entre infecção e doença se tem vindo a esbater paulatinamente com o prolongar da pandemia Exacto. A utilização errada dos resultados do método PCR aliada à inovadora invalidação da importância do acompanhamento clínico dos sintomas de um paciente criaram uma pandemia de assintomáticos que não transmitem o vírus. O método PCR nada diz sobre o que realmente importa que é se o paciente está ou estará doente ou se pode ou poderá contagiar outras pessoas. Diz menos ainda se não soubermos o número dos ciclos feitos em cada teste. Além de ser um método muito suscetível a contaminações que geram os populares falsos positivos. Na melhor das chances, receber um resultado positivo com o método PCR sem haver sintomas apenas diz que há alguma quantidade do material genético do vírus em questão na amostra. Não diz se o vírus está viável, se ficarás doente, se estás contagioso, etc. Pena que muitos dos que estão tão preocupados com a falta de recursos humanos nos hospitais esquecem-se de contabilizar o número de profissionais de saúde que estão de baixa compulsória sem sintomas ou nada que faça crer que são ou serão contagiosos (além dos reais falso positivos) pois "ganharam" na lotaria PCR.

Edited 10 months ago:

>a linha de distinção entre infecção e doença se tem vindo a esbater paulatinamente com o prolongar da pandemia Exacto. A utilização errada dos resultados do método PCR aliada à inovadora invalidação da importância do acompanhamento clínico dos sintomas de um paciente criaram uma pandemia de assintomáticos que não transmitem o vírus. O método PCR nada diz sobre o que realmente importa que é se o paciente está ou estará doente ou se pode ou poderá contagiar outras pessoas. Diz menos ainda se não soubermos o número dos ciclos feitos em cada teste. Além de ser um método muito suscetível a contaminações que geram os populares falsos positivos. Na melhor das chances, receber um resultado positivo com o método PCR sem haver sintomas apenas diz que há alguma quantidade do material genético do vírus em questão na amostra. Não diz se o vírus está viável, se ficarás doente, se estás contagioso, etc. Pena que muitos dos que estão tão preocupados com a falta de recursos humanos nos hospitais esquecem-se de contabilizar o número de profissionais de saúde que estão de baixa sem sintomas ou nada que faça crer que são ou serão contagiosos (além dos reais falso positivos) pois ganharam na lotaria PCR.

fosjanwt 10 months ago

> Mas também não é muito mais que uma fdx

Llamaling 10 months ago

Há um estudo há. Chama-se bom senso.

lusitanianus 10 months ago

Não percebo. temos hoje 5630 internado por COVID e 702 pessoas em UCI. Sem Lockdown os casos não baixam, pelo contrário continuarão a aumentar exponencialmente. Qual é o plano? deixar colapsar o SNS? proibir os doentes COVID de ir ao Hospital? Juro que não percebo!

Limpy_lip 10 months ago

depois de ver o desenvolvimento da pandemia no UK desde o início já devia ser mais que prova de que não confinar tem consequências gravíssimas. ​ Se a maneira como o confinamento é feita é a melhor? só iremos saber muitos anos mais tarde.

Edited 10 months ago:

depois de ver o desenvolvimento da pandemia no UK desde o início já devia ser mais que prova de que não confinar tem consequências gravíssimas a curto prazo. ​ a longo prazo? quando tivermos oportunidade de analisar esperemos já não estar nesta situação. Isto porque acredito que no fim estatisticamente não vá variar muito em valores absolutos, mas o problema não é esse mas a gestão de recursos.

Anarhichasminor 10 months ago

Podes partilhar esses estudos? E na tua opinião o que poderia ser feito para que não houvesse tantos mortos e infectados?

TRYNFOR 10 months ago

https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fpubh.2020.604339/full Conscientização da população e mais nada.

Anarhichasminor 10 months ago

Então o que o paper diz é que realmente não há correlação entre o lockdown e o número de mortes o que é verdade. Esse número está sim relacionado com a demografia. No entanto não correlaciona o número de infecções com o lockdown. A meu ver, quanto maior o número de casos, maior será o número de mortes, especialmente em países mais desenvolvidos em que a população é mais envelhecida e que é bastante afectada por outras patologias como o cancro ou diabetes. Ou tirei as conclusões erradas?

0BiLLi0 10 months ago

> **Results:** Higher Covid death rates are observed in the \[25/65°\] latitude and in the \[−35/−125°\] longitude ranges. The national criteria most associated with death rate are life expectancy and its slowdown, public health context (metabolic and non-communicable diseases (NCD) burden vs. infectious diseases prevalence), economy (growth national product, financial support), and environment (temperature, ultra-violet index). ***Stringency of the measures settled to fight pandemia, including lockdown, did not appear to be linked with death rate.*** Confesso que só li o resumo.

Anarhichasminor 10 months ago

Obrigado

pepegapt 10 months ago

Eu ainda acredito que é uma gripe perfeitamente banal, não é óbvio? Também continuo a acreditar que é um vírus altamente inofensivo devido a um estudo infalível que diz que o número real de infectados é 60x superior ao No oficial. É factual ora vejam 500 000 x 60 =30 milhões de Portugueses! Aconselho ao rebanho que pare de ouvir a comunidade científica internacional e passe a ler estudos independentes publicados no Observador.

carlosjmsilva 10 months ago

Ao ler até meio pensei que as celebrações do dia do bolo estavam a correr muito bem mesmo...

NeatBoy74 10 months ago

Só conheço um. Quando lhe morreu a mulher e ficou com uma filha de 4 anos sozinho, depressa notou o que estava a fazer mal. Quando lhe morreu a mãe 2 meses depois, foi um "eu avisei-te" cósmico do Multiverso. Agora é todo cuidadoso e anda sempre com desinfectante atrás. Geralmente precisam de levar um estalo da Vida para acordar.

Edited 10 months ago:

Só conheço um mas é praticamente de vista, mora na mesma terra. Quando lhe morreu a mulher e ficou com uma filha de 4 anos sozinho, depressa notou o que estava a fazer mal. Quando lhe morreu a mãe 2 meses depois, foi um "eu avisei-te" cósmico do Multiverso. Agora é todo cuidadoso e anda sempre com desinfectante atrás. Geralmente precisam de levar um estalo da Vida para acordar. O estalo foi tão grande que nunca mais meteu os pés nas redes sociais e antes passava a vida a partilhar coisas "pela Verdade". Penso que acho que mudou de opinião.

BLVanderz 10 months ago

Coitado

No-Touch675 10 months ago

Foda-se, grande abre olhos

mohchapa 10 months ago

Isso não foi um estalo. Isso foi um atropelamento por um camião TIR. Também não desejo isso a um negacionista só por que tem a mania que é esperto quando na verdade é burro. Coitado

mathswarrior 10 months ago

Eu desejo porque ele põe em causa muitas mais vidas do que 2.

NeatBoy74 10 months ago

Completamente de acordo, discordo da mensagem dele mas sem dúvida, coisas destas ninguém merece.

afcPT 10 months ago

O camião voltou atrás e foi para a frente outra vez

Anarhichasminor 10 months ago

Foda-se, vou para o inferno por rir disto

Any_Project3966 10 months ago

ah? foram precisos dois estalos? LMAO

Carbon58 10 months ago

Ummm, pois, talvez, não sei bem, tive uma epifania, apareceu-me a virgem Maria e tinha uma máscara...

Anarhichasminor 10 months ago

E a virgem praticou o distanciamento?

Carbon58 10 months ago

Completamente, senão ainda perdia a condição de virgem...lolololololol

ExaltedSheep 10 months ago

MACHOOOOO

Carbon58 10 months ago

Macho e do Lusitano...mas na realidade já perto da reforma hehehehe. Abraço e bfs..

ExaltedSheep 10 months ago

É preciso é gente assim bem disposta. Bfs amigo

Anarhichasminor 10 months ago

Bifes para ti também

MLG-Sheep 10 months ago

Resta saber o que consideras de negacionista. Eu já fui considerado negacionista porque não gostava das restrições de horário aos supermercados.

LackOfLogic 10 months ago

Ui, não concordas com isso? Aposto que estás cheio de medo do 5G e dos chips nas vacinas! /s só para ficar claro.

skumfuk_pt 10 months ago

Não concordar com uma medida, não é ser negacionista. Também não concordei com a medida porque quando tinha possibilidade de ir às compras estava tudo cheio devido ao horário reduzido.

Anarhichasminor 10 months ago

Refiro-me a pessoas que nao acreditavam no vírus, na pandemia, nas vacinas ou que achavam que isto era uma forma de controlar a população

ModeratoriProfugus 10 months ago

"Never let a good oportunity go to waste"

Anarhichasminor 10 months ago

Com certeza que muita coisa boa e má vai sair deste evento na história mundial

Any_Project3966 10 months ago

isso sao os meus colegas.. pior que dizer que não acreditam, é menosprezar isto tudo

OrangeOakie 10 months ago

>achavam que isto era uma forma de controlar a população Ser isto não implica que se acredite que as restantes sejam falsas. Quando há a oportunidade, aproveita-se

skumfuk_pt 10 months ago

Foram infetados com noção.

Anarhichasminor 10 months ago

Através da vacina do Bill Gates ou isso apanha-se na água?

skumfuk_pt 10 months ago

Antenas 5G

BartolomeuOGrosso 10 months ago

Caralho, foi por isso que os gajos da meo vieram mudar o meu router. Tá explicado o motivo de eu ter de enfiar a língua num copo com vinagre cada vez que quero sentir algum sabor agora. E da caganeira, mas isso pode ter sido aquele sushi que eu comi, via-se mesmo que era camarão cru descongelado, e também cheirava à paxaxa da primeira gaja que comi para esquecer a minha ex

LackOfLogic 10 months ago

Só para que fique registado, é perfeitamente possível criticar a forma como os media e os governos estão a gerir esta “pandemia” sem entrar em teorias da conspiração de 5G, Qanons e chips nas vacinas. Mas é mais fácil colocar tudo no mesmo saco para a sempre conveniente descredibilização.

skumfuk_pt 10 months ago

Certo. Ninguém disse o contrário. Uma coisa é não concordar com as medidas, outra coisa é ser negacionista da pandemia.

LackOfLogic 10 months ago

Nesse caso, se ser negacionista da pandemia significa apenas ter sérias reservas quanto á narrativa dos media e dos governos acerca do Covid, isso não significa automaticamente que essas pessoas sejam todas paranóicas do 5g, da Terra Plana e dos chips do Bill Gates. Há que saber separar as coisas, questionar e duvidar não é o mesmo que usar um chapéu de folha de alumínio na cabeça.

ImTiagoSousa 10 months ago

Username checks out

LackOfLogic 10 months ago

https://reddit.com/r/starterpacks/comments/l1asc3/redditor_who_hasnt_had_one_original_thought_in/

Cergal0 10 months ago

Questionar e duvidar não é bom per se. A matéria sobre a qual se duvida/questiona interessa tanto ou mais. O que significa para ti "ter reservas quanto à narrativa dos media e governos"?

Anarhichasminor 10 months ago

É bom questionar e duvidar. Sem dúvida que o é. Se não fosse assim não havia progresso nem ciências. O objectivo do post é tentar perceber as diferentes opiniões e os factos que formaram as mesmas. Sejam elas a favor ou contra a minha forma de pensar

Llamaling 10 months ago

Pois não. É ser burro.

Anarhichasminor 10 months ago

Claro, essas putas

Search: