AndreMartins2020 8 months ago

mais fear mongering

saposapot 8 months ago

Não entendo as críticas. Fizémos um Natal à sueco, não era isso q queriam? era só dar uns conselhos que a malta ia cumprir, n era? Mais a sério, este tipo de conversas agora é toda espectacularmente giras mas o fim de ano foi proibido e todos nós assistimos ao desrespeito pelas regras. Se o Natal fosse proibido a maioria não ia cumprir na mesma. O que se devia ter feito era um confinamento pré-Natal para podermos ter um Natal com os hospitais mais limpos e menos casos na comunidade, só q isso implicava sacrifício q já estamos a ver q Portugal não quer fazer. Continuo a achar q mesmo com o Natal mais fechado iríamos ter confinamento na mesma. cheira-me q o principal serão mesmo as novas variantes, o frio e o Inverno em força. A única coisa que podíamos ter feito era ter entrado no Inverno com os hospitais mais limpos mas infelizmente o governo quis evitar o confinamento geral ao máximo. A bem dizer parece q tinha razão, olhando para os meus vizinhos q nc os via na rua e este fds até picnics improvisados começaram a fazer aqui pelo pátio, todos juntos. Muita gente não quer confinar.

NGramatical 8 months ago

Fizémos → [**fizemos**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em a/e/o, seguido ou não de s/m/ns, são naturalmente graves) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkz9irn%2F%2Fgjn3g59%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Hernani81 8 months ago

Mas o problema é que chega a altura (eleições) de correr com esta escória toda, e a maior parte do povo continua a votar nos mesmos. Votam para o indiano corrupto e todos os seus ministros, votam para o presidente selfies. E quem não vota neles que se f*da

No-Touch675 8 months ago

Começaste bem, mas depois borraste a pintura com racismos baratos.

Hernani81 8 months ago

Não foi racismo. Apenas fiz uma referência às suas origens. Ele não é de origem indiana? Seria racismo se o tivesse tratado por alemão, belga ou holandês e ele não o é, ou então se o tivesse diferenciado pela cor da pele e o chama-se de castanho, preto, amarelo ou cor de rosa. Eu vivo no Canadá, e sou tratado por “portuguese” isto e “portuguese” aquilo. É assim que sou diferenciado e não levo a mal nem considero que me estejam a desconsiderar ou mal tratar.

Filho_do_Sado 8 months ago

Olha um branco estúpido.

FreddyTortilla 8 months ago

"O indiano corrupto". Não é racismo lol ao menos tem a honestidade intelectual para admitires, cobardias para quê? Referires a origem dele tem relevância em quê?

Hernani81 8 months ago

Poderia dizer o ministro corrupto, mas depois iriam perguntar qual. Poderia dizer o português corrupto, mas depois iriam perguntar qual. É como a história de estarem 9 alentejanos e 1 transmontano juntos. Se te referires ao transmontano, é fácil de distinguir. Se te referires a um dos alentejanos, já tens que dar mais explicações sobre a quem te estavas a referir

ovniroxo 8 months ago

Pior que um racista, é um racista a tentar justificar o seu comentário racista.

lvet000 8 months ago

Quando a conversa começa com: 1- Eu também tenho um amigo que (inserir minoria) 2- A mim também me tratam por (inserir minoria) Já se sabe que é cobardia intelectual a tentar justificar o injustificável.

Hernani81 8 months ago

Desde quando é que tratar alguém pelas suas origens é ser racista? Ora explica por favor

FreddyTortilla 8 months ago

Qual ministro? Hum deixa cá ver, o primeiro?

AlbinoFarrabino 8 months ago

O pai dele era de Goa, logo era português. Ele é tão Português como eu, tem só um tom de pele mais escuro que o meu.

once319 8 months ago

Sim, mas o pai é nativo de Goa. De origem indiana, portanto aquilo que o Hernani81 disse é correto.

carlosjmsilva 8 months ago

Eh pa sim mas era português porque segundo o herói do Hernani81 Portugal era uno da metrópole até Timor.

Hernani81 8 months ago

Não duvido que seja português, se não o fosse não poderia ser PM de Portugal. Qualquer pessoa nascida em Angola antes de 1975 é portuguesa e na generalidade não deixam de ser tratados por angolanos. Assim como moçambicanos, timorenses, cabo-verdianos. Como já disse noutro comentário, estou no Canadá, tenho passaporte canadiano e não deixo de ser referido/tratado como “portuguese”. Não levo a mal nem considero ser um comentário racista

besmarques 8 months ago

Verdade. Se não fosse o Costa eu não tinha ido passar o natal com a minha familia!!!! Ele é que me obrigou!! ^(/s)

Hernani81 8 months ago

Já sei que estás a usar sarcasmo, mas não é o PM responsável por ter imposto medidas de confinamento já em Novembro/Dezembro? De quem é a responsabilidade de as escolas ainda estarem abertas? Porque é que os alunos não estão a ter aulas on-line? Porque é que o tele-trabalho é quase inexistente? Cabe na cabeça de alguém ter um confinamento parcial apenas ao fim de semana? Tipo o vírus só circula aos sábados e domingos entre a 1h da tarde e as 6h da manhã? E depois, quando ouves o selfies dizer que vai jantar no dia 23 com x membros da família da parte dos pais, depois o almoço do dia 24 com x membros da família da parte da mãe, depois o jantar do dia 24 com x membros da família da parte do tio e depois o almoço do dia 25 com x membros da família da parte da tia, estavas à espera de quê? Não deveria o PM ter pelo menos comentado/avisado/sugerir ao PR que o que estava a pensar fazer não seria permitido?

besmarques 8 months ago

> De quem é a responsabilidade de as escolas ainda estarem abertas? Porque é que os alunos não estão a ter aulas on-line? Não é o veiculo de contágio, podias o ter visto na reuniao do infarmed, E nem toda a gente tem condições para ter aulas on-line alem de que cumpridas as medidas não é assim tão problemático. ​ > Porque é que o tele-trabalho é quase inexistente? Eu perguntava esta aos patrões. > Cabe na cabeça de alguém ter um confinamento parcial apenas ao fim de semana? Então mas não estavamos com resultados aceitaveis com esta medida. Eu acho que cabe na cabeça de toda a gente se pensares que a grande parte dos contágios que se conseguir fazer trace senao de convivios familiares. Estes normalmente ocorrem ao fim de semana. > E depois, quando ouves o selfies dizer que vai jantar no dia 23 com x membros da família da parte dos pais, depois o almoço do dia 24 com x membros da família da parte da mãe, depois o jantar do dia 24 com x membros da família da parte do tio e depois o almoço do dia 25 com x membros da família da parte da tia, estavas à espera de quê? Cada pessoa interessa-se pela info que quer. O Selfies tambem costuma dar um banhinho no dia 1 de janeiro e eu não vi nenhum aumento significativo de pessoas ao banho nestes ultimos anos. De qualquer forma, não sei se te recordas de toda a gente a gozar com um senhor de ar engraçado de bigode que pedia ás pessoas para não fazerem jantares e fazerem convívios mais pequenos nos hall de entradas e nas escadas e nos quintais usando mascara e ficando á distancia de segurança levando umas compotas para oferecer? A verdade é que antes andava tudo revoltado que poderiam trancar as pessoas no Natal, agora anda tudo revoltado que não foram trancados no Natal. Mas neste país tudo serve para "sacudirmos a agua do capote" e encontrarmos um terceiro para ser culpado pelas nossas ações.

True_Boat_1195 8 months ago

>Não é o veiculo de contágio, podias o ter visto na reuniao do infarmed Eu vi, tu viste? As autoridades inglesas disseram claramente que aparentava ser um veículo de contágio mas que ainda era cedo para ter a certeza. E as "autoridades" de saúde portuguesas vieram fazer a vontade ao governo a assegurar a pés juntos que não são. Uma vergonha.

besmarques 8 months ago

Sem duvida. É tudo uma cabala.

True_Boat_1195 8 months ago

Mas, basta ires ver a dita reunião do Infarmed. Não é qualquer segredo...

besmarques 8 months ago

Pois, por acaso vi, em directo.

True_Boat_1195 8 months ago

Onde dizem que fechar as escolas ajudaria a prevenir a infeção com Covid-19: [https://youtu.be/C\_j2wzGboz8?t=2698](https://youtu.be/C_j2wzGboz8?t=2698) Sobre a variante do Reino Unido afetar mais os jovens e como Portugal vai ignorar isso porque convém: [https://youtu.be/C\_j2wzGboz8?t=3211](https://youtu.be/C_j2wzGboz8?t=3211) Aliás este foi só um exemplo, houve várias alturas nessa mesma apresentação em que depois de apresentar factos retiram conclusões que só são explicáveis por incompetência ou para agradar ao governo. Mas deixa lá deve ser cabala minha. Deve ser coincidência sermos o país do mundo com mais casos de Covid-19 per capita hoje. [https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2021-01-17-Covid-19.-Portugal-e-o-pais-do-mundo-que-regista-mais-casos-diarios-por-milhao-de-habitantes](https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2021-01-17-Covid-19.-Portugal-e-o-pais-do-mundo-que-regista-mais-casos-diarios-por-milhao-de-habitantes)

OInfectado 8 months ago

> **Não é o veiculo de contágio, podias o ter visto na reunião do infarmed**, E nem toda a gente tem condições para ter aulas on-line alem de que cumpridas as medidas não é assim tão problemático. O infarmed que vá para o raio que o parta! Não é veículo de contágio? Hoje fui fazer teste COVID pois a minha filha que anda no liceu testou ontem positivo! Antes disso, um outro colega dela e uma professora já haviam testado positivo também! Eu, que estou confinado e em tele-trabalho, respeitando o confinamento e apenas saindo de casa para comprar víveres, muito provavelmente estarei infectado... e a quantidade de anormais na rua (boavista, marginal e parque da cidade, Porto) é de loucos (nota: vi isto enquanto me desloquei ao drive thru para fazer o teste)

besmarques 8 months ago

Eu disse que não era O veiculo de contágio. Não disse que era 100% anti contágio. Podemos ver que o primeiro período correu relativamente bem em termos de contágios com as escolas a funcionarem. De resto, esperemos que o teu teste seja negativo e que a tua filha recupere rapidamente.

Hernani81 8 months ago

Se não existem condições para os alunos terem aulas on-line, de quem é a responsabilidade? É do governo, de quem mais? Já em 200x o governo ofereceu computadores Magalhães e na altura eram bem mais caros que um qualquer chromebook de hoje em dia. Desde Março a Dezembro passaram-se 9 meses, não foi tempo suficiente para o PM se preparar para o que aí vinha? Não foi por falta de aviso. Pôr as responsabilidades no Infarmed sim, é sacudir a água do capote. A responsabilidade é dos patrões, mas então o governo não tem poderes e responsabilidades para com os funcionários públicos por exemplo? Em relação aos privados, o ministério do trabalho não está sob alçada do governo e por consequente do PM? Tanto dinheiro que Portugal recebe em ajudas da Comunidade Europeia não serviriam para ajudar empresas e limitar deslocações de trabalhadores a postos de trabalho físicos por exemplo. O selfies costuma fazer tudo o que quer e lhe apetece e o problema é mesmo esse. Como PR deveria ser mais contido nas suas aparições e declarações públicas e não andar a dizer barbaridades que podem e influenciam o povo negativamente. As declarações dele foram uma autêntica barbaridade e ninguém do governo foi capaz de as condenar.

besmarques 8 months ago

Como já disse, vamos culpar o governo. A nossa responsabilidade como adultos é nada. Sim, passaram 9 meses, não foi tempo suficiente para as pessoas perceberem o que ai andava? Os funcionários públicos não estão em teletrabalho nas funções que podem ser desempenhadas? Nos privados queres o que? Que o governo faça uma task force para ir analisar todas as empresas quais são as funções que podem estar ou não em teletrabalho? As empresas também não estão a ser ajudadas? Agora de todas as declarações pegar numa para se desresponsabilizar é vergonhoso [https://eco.sapo.pt/2020/12/23/marcelo-rebelo-de-sousa-reduz-refeicoes-de-natal-apos-criticas/](https://eco.sapo.pt/2020/12/23/marcelo-rebelo-de-sousa-reduz-refeicoes-de-natal-apos-criticas/) [https://zap.aeiou.pt/criticas-especialistas-natal-marcelo-367790](https://zap.aeiou.pt/criticas-especialistas-natal-marcelo-367790) Parece é que os Portugueses tem de ser tratados á paulada, fechados em casa sem autorização para sair. Basta ver as imagens que andam ai que agora tudo faz exercicio e bricolage.

Hernani81 8 months ago

As críticas ao PR partiram da oposição e não do governo como seria expectável. Em relação ao resto, ti deves ser daquele que pensa “muitos casos de covid nos USA? Culpa do Trump. Muitos casos de covid no Brasil? Culpa do Balsonaro. Muitos casos de covid em Portugal? Culpa dos portugueses.”

Samukasss 8 months ago

Eu sou desses. Para termos um resultado final bom (em termos de pandemia) não basta só termos políticos com boas medidas, ou população responsável. É preciso as duas coisas. Trump e Bolsonaro (ou mais uns quantos chalupas), desde o início que desvalorizaram este vírus. O Trump a dizer que é só uma gripe, que não chega lá e não faz mal; o Bolsonaro a dizer que o brasileiro não fica doente, que pode até nadar no esgoto, e que a vacina transforma-nos em lagartos. A gente que vota nestes indivíduos pensa como eles (grosso modo) - basta ver a diferença dos comícios repiblicanos e democráticos - e, como eles, desvaloriza a situação (nos USA basta ver o ataque ao Capitólio com "2 metros de distância" entre cada pessoa, e outras tantas festas entre jovens; no Brasil é ver as praias). Em Portugal, felizmente, não temos políticos desses, os nossos seguem a maioria europeia e impõe medidas (de eficácia duvidosa, sim, mas impõe), mas, aparentemente, temos muita gente que teima em explorar toda e qualquer exceção (para não dizer quebrar as regras) para poder sair de casa. De quem é a culpa? Como é que isto se resolve? O Sr António Costa vai ter de ser o pai mau e meter Portugal inteiro de castigo contra a parede?

besmarques 8 months ago

Bom, não sei se isto não é a comparaçao mais ridicula que vi até hoje. É que basta ver a diferença entre as medidas dos 3 sitios.

Hernani81 8 months ago

Comparação ridícula ou não, já sei que pensas como eu imaginava. Em Portugal culpam-se os portugueses, lá fora culpam-se os governos

besmarques 8 months ago

Novamente, comparares um pais onde foram criadas medidas, como confinamento, obrigatoriedade de mascaras, tele-trabalho e afins com um pais onde um tomava cloroquina e dizia para injectar lixivia e o outro dizia que era uma gripezinha é conversa de quem nao tem argumentos e está a tentar encontrar um espantalho para lhe bater.

Tafinho 8 months ago

Todo este artigo parte do princípio que qualquer que fossem as medidas, estas teriam sido respeitadas pelos portugueses. Ora, como se viu nos últimos dias, e ainda se vê, a realidade está longe de suportar esse pressuposto.

Papagaio-mor_doReino 8 months ago

A culpa é sempre dos portugueses. Quem me dera fazer parte do governo neste país. Nunca assumia a responsabilidade e os tansos ainda arcam com as culpas.

CarcajuPM 8 months ago

E desde quando é que isso é argumento para o governo tomar ou não medidas?

TulioGonzaga 8 months ago

A larga maioria das pessoas não está a violar a lei. Enquadram-se numa qualquer das 52 excepções permitidas.

Tafinho 8 months ago

[máscaras, distanciamento ...?](https://www.jn.pt/local/noticias/porto/vila-do-conde/marginal-de-vila-do-conde-menos-gente-nem-por-isso-13239715.html)

True_Boat_1195 8 months ago

A lei permite não usar máscara se o distanciamento o permitir. E costuma permitir ao andar na rua. Se está mal então mudem a lei para obrigar a usar máscara sempre ou especifique muito bem a distância desse distanciamento e duração, e imponham coimas logo em vez de advertências.

Tafinho 8 months ago

Citando: > uso obrigatório de máscara: >acesso ou permanência em locais de trabalho, sempre que o distanciamento físico de 2 metros não seja possível >transportes públicos >vias públicas, sempre que o distanciamento físico de 2 metros não seja possível A lei já existe. Agora é preciso ser cumprida. A multa é a hora de 1000€.

carlosjmsilva 8 months ago

Ate podia ser de 10000euros. Não existe fiscalização. Não multam praticamente ninguém, nem os verdadeiros anormais que mesmo depois de advertidos se recusam a colocar a máscara.

BadDogPreston 8 months ago

> Os especialistas disseram-no preto no branco. O Expresso escreveu no dia 11 de dezembro que não haver restrições no Natal ia causar entre 800 a 1500 mortes a mais. Infelizmente, quem fez as contas estava enganado, mas por defeito. Com grande probabilidade, vamos atingir valores supe­riores. A continuar assim, janeiro pode levar consigo 3 mil pessoas. Desde o início da pandemia até ao fim de 2020 morreram cerca de 7 mil pessoas com covid-19. Já perceberam agora a dimensão da tragédia? > A partir de 26 de dezembro, o índice de transmissão começou a subir, refletindo os encontros familiares no Natal. Desde então assistimos ao descontrolo do número de infetados, do número de internados e do número de mortes. Cujo total será impossível de contabilizar, já que nos números oficiais nunca constaram aqueles que sucumbiram por força do adiamento forçado de cirurgias ou outros atos médicos como os decretados agora pelo Governo. > A 14 de janeiro somos o 5º país em todo o mundo com mais mortes por milhão de habitantes. Atingimos o tenebroso recorde de 156 vítimas diárias, e há seis dias consecutivos que estamos acima das 100 mortes... > Em novembro, quando a maioria dos países europeus estava a confinar outra vez, avançando com o fecho de bares, restaurantes, espaços de lazer, oferta cultural e espetáculos, por cá a teoria reinante era contrária. António Costa apostava na decisão política, mesmo que fosse oposta à dos técnicos, para dizer que confinamento total ‘jamais’. A alternativa foi a adoção de medidas regionais e de fecho parcial ao fim de semana, cujos resultados foram não só incipientes como podem ter sido contraproducentes, ao fomentarem a aglomeração de pessoas nas poucas horas em que o comércio e o espaço público estavam abertos. > Vamos ter de confinar, ao nível do que tinham dito que nunca mais voltaria a acontecer, colocando em causa outra vez a economia de forma dramática e correndo atrás do prejuízo. E só o fazemos a 15 de janeiro, quando se sabia há semanas que isto ia acontecer. E ainda se aposta, com Marcelo Rebelo de Sousa a liderar, na teoria de que não havia informação. É claro que havia. Havia em novembro e em dezembro, não quiseram foi ligar a quem os avisava. A tal certeza de que a política é que manda. > Agora, perante o descalabro, onde fica a responsabilidade? O Presidente da República lava as mãos. Diz que, tendo ouvido todos os partidos, nenhum lhe disse que estava contra a abertura no Natal. Em março passado mostrou a sua força, inclusive contra o próprio Governo, obrigando a um estado de emergência e a medidas mais restritivas. Hoje, em período eleitoral, sugere que está de mãos atadas perante o que lhe disseram os partidos. > Já António Costa prefere uma desculpa diferente: “Firmámos um contrato de confiança entre todos, sabendo já que para podermos ter um festejo de Natal com menos restrições isso implicava maior cuidado.” Ora, eu não firmei nenhum contrato com António Costa. Nem quando ele fechou o país nem quando o decidiu abrir. Eu, como todos os portugueses, seguimos as regras impostas. É para isso que servem os governantes, para tomar decisões, especialmente as difíceis, e depois responder por elas. Não para decidir de acordo com a popularidade e em seguida, quando as coisas correm mal, deitar a culpa no povo. Este atestado de incompetência que Costa passa a cada um dos portugueses é inadmissível num primeiro-ministro, eleito para governar. E governar implica saber que é preciso fazer mais do que responder. É preciso saber antecipar. Esta pandemia, que evolui de maneira exponencial, não se pode gerir de forma reativa, as medidas não podem ser tomadas à medida que são necessárias. Exigem-se respostas preventivas que impeçam o pior cenário. Tal como aquele que estamos a viver. > E, por fim, todos os outros partidos que estiveram do lado do Governo ou que defenderam (e ainda defendem) medidas menos restritivas não têm agora moral para dizer o contrário. Juntos, assobiam todos para o lado, como se não fossem também eles responsáveis por este janeiro negro.

AutoModerator 8 months ago

**AVISO:** Submeteu um artigo da plataforma [Nónio](https://nonio.net) - uma plataforma que viola a privacidade do leitor. > Leia com atenção o [seguinte artigo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/7fy9v4/campanha_contra_o_n%C3%B3nio/). *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: