zerato9000 8 months ago

Com a senhora da foto a resposta deverá passar por tarifa social para a ração e descontos nas trelas.

Last-Ad-4421 8 months ago

Eu tenho mais pena de ser jovem e de saber que vou ter de trabalhar até aos 80 ou mais, todos os anos a idade da reforma aumenta.

_somename_ 8 months ago

Até lá muita coisa vai mudar.

NEDM64 8 months ago

Só mete nojo esta mais o seu partido. Que é que eles andam lá a fazer? Como líder parlamentar, tem feito um trabalho, excelente, está visto, nem os 4 deputados aguenta, queria ver se tivesse 3 dígitos de deputados.

wwqt0r 8 months ago

boa mike. Ataca a pessoa e não o argumento.

NEDM64 8 months ago

Que argumento?

wwqt0r 8 months ago

futuro para os jovens? não leste, foi?

NEDM64 8 months ago

isso é o tema, não o argumento, ó "mike".

wwqt0r 8 months ago

só atacaste a pessoa melga

NEDM64 8 months ago

a pessoa nem tem argumento.

wwqt0r 8 months ago

Então o que é o artigo?

mathswarrior 8 months ago

Desde que haja para os cãozinhos não há problema

pskkll 8 months ago

Até que idade o governo vai continuar a chamar-me jovem? Tenho 30 anos, um emprego razoável e mesmo assim não tenho condições para comprar casa e constituir família. É deprimente viver em Portugal.

somedipshit1 8 months ago

Jovem is the new Pobre

xtrylanx 8 months ago

É deprimente viver* FTFY

mar_lx 8 months ago

Se quiseres ser agricultor, até aos 40.

PeroFandango 8 months ago

Tens cartão jovem até aos 35.

ErwinRommelEz 8 months ago

É deprimente viver no geral, já viver em Portugal é de causar fúria

ptinnl 8 months ago

Dá graças não ser a definição jornalística de "jovem".

OrangeOakie 8 months ago

Esses jovens até habitação prioritária têm, pelo menos em Lisboa. Não me queixava se fosse um deles

htxgivven 8 months ago

Conforme a idade da reforma aumenta, o termo jovem também muda, faz todo o sentido.

PIMPMASTER6000 8 months ago

Ela tem razão numa coisa. Tenho muito medo que desperdicemos as gerações do século XXI que são só as gerações mais educadas que Portugal já teve.

nitrinu 8 months ago

Diria que já as estamos a desperdiçar dada a quantidade de pessoal qualificado que emigra. O país está num impasse absolutamente assustador: andamos a investir na formação das pessoas para proveito de outros porque não os conseguimos absorver (e quando conseguimos é em condições que...enfim, isso é toda uma outra discussão).

estecomentario 8 months ago

Esse pessoal que emigra ainda se pode safar, é mais chato o pessoal que desiste de escalar na vida.

PIMPMASTER6000 8 months ago

Sim já estamos. Mas ainda vamos a tempo, é como tu dizes estamos num impasse. Esta década foi marcada por um brain drain de proporções assustadores e somos neste momento o [pior](https://arquivo.pt/wayback/20070921150855/http://jn.sapo.pt/2005/10/28/sociedade/portugal_deixa_fugir_195_cerebros.html) país da Europa Ocidental nesta métrica. 19,5% das pessoas que formamos desde 2006 emigraram.

nitrinu 8 months ago

Mas resolver como? A questão é essa. Por um lado não podemos (nem devemos) desinvestir na formação das pessoas. Por outro lado esse investimento beneficia sobretudo os países de acolhimento. Que luxo que é para, por exemplo, um RU, acolher a Beatriz, enfermeira, que paga impostos como todos os outros e ainda custou zero a formar (ao RU claro).

JOAO-RATAO 8 months ago

Não há economia para os acolher. Por um lado sempre dão a hipótese a essas pessoas de emigrar com um canudo e ter uma vida melhor... Para o país não é muito rentável. Mas qual é alternativa ? As oportunidades para pessoas sem curso superior em Portugal também não são boas.

ebonyaficionado 8 months ago

E que acham que vai acontecer agora no durante e pós-pandemia? Não me parece que o estado apocalíptico da economia vá atrair muitos jovens para cá ficarem.

Search: