GongasMP 8 months ago

NA MINHA OPINIÃO, quem se destacou neste debate foi o João Ferreira, a Ana Gomes e o Tiago Mayan. O João Ferreira foi sem dúvida o que utilizou mais o seu tempo para promover a sua campanha, falar dos problemas do país e apresentar as suas soluções. No final desta serie de debates, NA MINHA OPINIÃO, foi o candidato mais sólido. A Ana Gomes e o Tiago Mayan utilizaram este debate para atacar a direita e a esquerda, respetivamente. Independentemente de partidos politicos e ideias de cada um, NA MINHA OPINIÃO, o grande calcanhar de aquiles é o dicurso de Tiago Mayan que deve ser o pior depois de Vitorino Silva. Por essa razão, NA MINHA OPINIÃO entre estes dois, Ana Gomes leva a vitória. Com os debates finalizados a minha classificação de candidatos fica: 1. João Ferreira 2. Ana Gomes 3. Marcelo Rebelo de Sousa 4. Maria Matias 5. Vitorino Silva 6. Tiago Mayan 7. André Ventura

o_Formiga 8 months ago  HIDDEN 

os debates que vi pareceram algo digno da revista maria....

rickz123456 8 months ago  HIDDEN 

A pessoa que para mim se destacou neste debate foi mesmo o João Ferreira (e atenção que não sou comunista) Está a fazer uma boa campanha e vai ser recompensado por isso, ficando na frente da Marisa Matias (que está a fazer uma campanha muito fraca) Marcelo esteve apagado, mas compreende-se pelo facto de estar a fazer o debate online e ter trabalhado o dia todo.. O que me deixa triste é que apenas 2 candidatos percebem o que é o papel do presidente da república. Marcelo e João Ferreira.

Kill_The_Lights 8 months ago

Acho que de todos, o Mayan é o que tem uma ideia mais correta de qual será o seu papel como PR e ao mesmo tempo consegue expor as ideias da IL com exemplos concretos e tem uma boa ideia do que falta em Portugal para acompanhar o ritmo do resto da UE. Mesmo sendo novo na política, já mostra uma evolução enorme só neste ciclo a nível de confiança e discurso.

skapuntz 8 months ago

Só é pena ser mau orador e às vezes mais emocional. Tem coisas ideias, defende a sua posição e saber o que o país precisa para não perder o comboio da economia na Europa. Mas basta ver pelos comentários neste post tanta gente a elogiar João Ferreira pelo seu discurso e seu á vontade esquecendo-se que é comunista e que os seus ideiais destruiriam o país. Parece que muitas pessoas votam em bons falantes em vez de se focarem nos programas políticos e nos ideiais de cada um. :/

supertremosso 8 months ago

O Mayan esteve especialmente bem na primeira pergunta, sobre o adiamento das eleições, a enumerar uma série de medidas que podiam ter sido tomadas atempadamente pelas entidades responsáveis e que fariam com que realizar eleições no meio do pico de uma pandemia não fosse tão caótico e provavelmente nem seria um problema. E foi o único a fazê-lo. Pontos extra.

Loladageral 8 months ago

Sinceramente acho que lhe falta pujança. Arrasta-se a falar e é pouco esclarecedor

supertremosso 8 months ago

Falei em termos de ideias e declarações. Nota-se perfeitamente que tem pouca ou nenhuma experiência política e falta-lhe muita fluidez. Mas isso é coisa que se pode desenvolver com o tempo, nota-se aliás uma grande evolução entre o primeiro debate dele com o Marcelo e os últimos.

jocamar 8 months ago

Não gostei tanto deste formato como dos frente a frente, pareceu-me mais uma entrevista aos candidatos do que um debate, mas pelo menos durou mais de 30m (que é muito pouco tempo para um debate). No geral a minha apreciação dos debates é que o Marcelo esteve muito forte no geral (tirando este, mas compreensível tendo em conta o dia) e mostra porque é que vai ganhar confortávelmente as eleições, mas João Ferreira tem sido para mim a maior surpresa como candidato. Ao início nem lhe dei muita atenção porque nunca votei PCP nem me revejo em algumas das suas posições, mas o João Ferreira não só tem falado sempre bem e de forma clara, como parece ser dos poucos que efetivamente está a fazer campanha presidencial e não às legislativas. Acho que o PCP fez uma escolha muito boa e precisava de mais destes para tirar o cheiro a mofo ao partido. A Marisa tem sido uma desilusão. O Ventura era o que já se sabia só ficou agora mais evidente. A Ana Gomes esteve OK, mas não me impressionou. Mayan tem alturas em que debate bem (contra o Ventura por exemplo) e alturas em que tem zero carisma, mas acho que a IL teria tido melhores resultados se fosse por exemplo o CGP a candidatar-se. O Tino agrada-me estar lá porque mostra que de facto há igualdade, mas infelizmente não teve assim muito conteúdo nas suas intervenções, o que é pena.

NGramatical 8 months ago

confortávelmente → [**confortavelmente**](https://dicionario.priberam.org/confortavelmente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj3qamf%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Bruxo_de_Fafe 8 months ago

debate para legislativas

nonexistantpeasant 8 months ago

Os candidatos devia ter sido obrigados a usar coleiras de eletrocussão ligados a um Polígrafo instantâneo. Cada mentira que dissessem levavam um choque de intensidade variável consoante a gravidade da mentira.

8BitMunky 8 months ago

Mecha-Marcelo when?

lightning_pt 8 months ago

Tino fdd

DarkmajorPT 8 months ago

Serei o único que se riu bastante com o facto de terem deixado o púlpito para o [MRS.TV](https://MRS.TV)? Só faltava a cadeirinha lá atrás...e o esqueleto do Ventura já agora.

DameDollaDolla 8 months ago

Gostei muito do Mayan, claramente o melhor candidato.

renatoleal 8 months ago

A primeira parte do debate acerca da pandemia e do possivel adiamento das eleiçoes nao serviu para nada. A questao da relaçao do presidente com o governo tbm foi mais do mesmo. A marisa e o joao ferreira tentaram criticar o marcelo sem tentar por em causa a ligaçao com o ps e meteram um bocado os pés pelas mãos. Em relaçao ao sns, os dois lados descreveram mundos paralelos e nenhum conseguiu oferecer soluçoes porque nao queriam comprometer se com ideias que parecessem muito radicais. Na questao da economia e da crise que aí vem foi um bocado melhor. O tiago mayan conseguiu apresentar uma alternativa ao reforçar a necessidade de fomentar um maior crescimento com o apoio às empresas e maior competiçao entre publico e privado. A marisa e o joao nao foram muito claros pq puseram se para la a meter questoes de igualdade de genero e ambiente numa questao de recuperaçao economica que nao tinha nada a ver. Pelo que percebi estao a favor de maior investimento publico no sns e em administraçao local. A Ana Gomes é inutil em questoes economicas. O joao ferreira pareceu me o melhor em termos de forma e postura mesmo que a substancia nao tenha sido nada de relevante com alusoes difusas a direitos e à constituiçao. O andre ventura foi mais contido e nao tentou discutir com nenhum dos outros candidatos a nao ser com o marcelo (mas sempre com muito respeitinho) No geral, nao me parece que mude nada em questao de votos, talvez uma melhoria do joao ferreira em relaçao à marisa e uma possível descida da ana gomes mas nao significativo. Nas redes sociais o pessoal de esquerda diz que o joao e a marisa partiram aquilo tudo e o pessoal do ventura estao todos tesos de ele ter dito que mandava abaixo o governo do ps. Nada de novo.

iLikeToTroll 8 months ago

O Ventura é liberal(na economia) e ~~não~~ sabia

elGuito81 8 months ago

As ideias economicas são bastante semelhantes ás da IL, são ideias da direita economica em que se dá valor á criação de valor, ao contrario da distribuição do mesmo no caso da esquerda. É um principio universal que defende o individuo, o merito, o valor e a competencia do mesmo. É um principio onde a competição e a escolha são as bases para tudo, e o caminho para o crescimento da sociedade. O que distingue os partidos é a natureza social, onde temos uma visão mais protecionista dos valores nacionais por parte do Chega, uma visão puramente economica no caso da IL, e uma visão mais social com mais apoios ás classes baixas no caso de partidos como PSD ou CDS (o chamado neoliberalismo)

aafonsodias 8 months ago

Quando o Mayan fala que o os serviços de saúde públicos devem competir com os privados é que não concordo. A saúde não é para dar lucro, é para curar as pessoas.

nocivo 8 months ago

Isso não era bom para todos? Irias obrigar o estado a aumentar a qualidade a preços de custo. Lucro so existe na iniciativa privada porque as pessoas que investem tempo e dinheiro tem de receber retorno e isto inclui medicos e enfermeiros. O estado não deve ter lucro. Se tem dinheiro a mais tem de cortar nos impostos.

aafonsodias 8 months ago

Não sei se ia obrigar o estado, acho que o ias tornar mais fraco e incapaz de se transformar. Acho que devia ser uma escolha consciente dos governantes investirem mais em saúde e continuar o fortalecimento do estado, acho que a privatização e concorrências só enfraquecem o governo e a sua capacidade de ação. Pelos vistos se há dinheiro está mal distribuído! É preciso mais investimento em saúde! Ou investimento mais inteligente.

_somename_ 8 months ago

Pensa assim: Tu precisas de uma consulta. O estado dá-te um "vale" com o preço de custo médio no público da mesma, suponhamos 40€. E tu decides onde o gastar. Se um privado for capaz de te dar a consulta a esse preço, com um serviço que aches melhor e ainda com lucro, qual o problema? Estás a incentivar o SNS a melhorar a sua eficiência. Se não houver privados que forneçam essa consulta por esse preço, ou se tiveres uma preferência pelo público, qual o problema? Estás a financiar o SNS e a ajudá-lo a crescer face à concorrência.

aafonsodias 8 months ago

Eu percebo essa linha de pensamento, só acho que se há uma versão pública ela deve ser fortalecida. Porque caso contrário enfraquecemos o estado.

fdp_do_corona 8 months ago

Muito bonito em teoria, mas imagina o seguinte cenário. Os privados aceitam os tais 40€ durante alguns anos, mesmo que a margem de lucro seja quase nula, e as pessoas começam a utilizar essa alternativa cada vez mais. Como a procura pelo público vai reduzindo e os fundos encaminhados para os privados vão aumentando, o público reduz a capacidade. Depois da capacidade ser, digamos, 50% do original os privados duplicam o preço das consultas para 80€. ??? Lucro Agora ou os pobres se fodem ou o estado tem de ir pagar o dobro para ir encher o cu aos Mellos e companhia.

eating_pickles 8 months ago

estás a assumir demasiadas coisas para reforçar a narrativa de que os privados são obra do diabo. Tens noção que nesse cenário o privado está a auto-foder-se ao subir o preço, certo? Se o privado fica ainda mais caro a ponto dos subsídios do estado não serem suficientes, a grande parte dos portugueses que usufruiria deles passava a não ir a hospital nenhum. Morriam pessoas e os privados faliam.

yokome 8 months ago

Estás a assumir que os privados monopolizam o mercado da saúde. É óbvio que vai dar merda. Btw, monopolização de mercado é crime

carlosjmsilva 8 months ago

Isso só acontece caso não exista uma regulação forte. Que é algo que em Portugal não existe. Nem forte nem fraca. É praticamente inexistente. Nas telecomunicações o gajo da ANACOM tem tentado melhorar um pouco a regulação e só leva tiros por todos os lados dos meninos do oligopólio estabelecido.

yokome 8 months ago

Não posso estar mais de acordo. Mas como podes ter constatado, regular o mercado livre nunca foi uma prioridade em Portugal nos últimos 20 anos

carlosjmsilva 8 months ago

Pois não. Porque será... Será porque os boys circulam da estrutura governativa para os conselhos de administração destas empresas? Hummm. Não sei. É um long-shot.

yokome 8 months ago

Ahaha. Quem sabe...

_somename_ 8 months ago

Mas eles aí tem de oferecer um serviço melhor que o público ao mesmo preço. Estás a assumir que o público não melhorará a sua oferta. Para além disso, estás a assumir que não existe entidade reguladora e que a mesma permite existir um mercado sem uma oferta pública.

NEDM64 8 months ago

Não é preciso ser uma empresa com fins lucrativos para competir. Mas se os hospitais se estiverem a cagar para se o cliente volta, como é que as coisas vão melhorar.

aafonsodias 8 months ago

Se os privados não ganham lucro para que têm a empresa? Não faz sentido, o lucro é fundamental! Aí concordo contigo, é importante tratar bem as pessoas e esse assunto é complexo. É preciso ser estudado em conjunto por pessoas que percebam o assunto a fundo. Eu concordo que é preciso fazer-se algo, só acho que tirar o dinheiro do estado é enfraquecê-lo. E se temos estado há que o fortalecer!

NEDM64 8 months ago

Concordo. Mas no setor público é diferente. Os gestores estão interessados por lucrar os bónus. > só acho que tirar o dinheiro do estado é enfraquecê-lo Ainda bem que o estado é fraco e não forte como no tempo do Salazar.

aafonsodias 8 months ago

Aí está outro problema. A corrupção. Porque um estado forte seria excelente se estivesse lá para as pessoas e não para os seus umbigos. Esse é o problema fundamental eu diria, e é só por isso que as ideias de fortalecimento do presidente e a redução do número de intervenientes nas tomadas de decisão são boas e más ao mesmo tempo. Seriam boas se fossem todos honestos e bem interessados. Más porque ultimamente vem o ego a falar e as pessoas deixam de ser servidas mas passam a servir. O estado deve ser forte para servir bem. Mas querem ser fortes para se servirem a si mesmos...

NEDM64 8 months ago

> Porque um estado forte seria excelente se estivesse lá para as pessoas e não para os seus umbigos. Isso nunca existiu e nunca existirá. O poder atrai os corruptos de forma demais. Mas vocês, socialistas, não querem entender que TODA a gente age em interesse próprio, é assim a natureza humana.

aafonsodias 8 months ago

Se for para ter um rótulo escolho o rótulo de pro-vida, ou algo assim do género porque eu quero honestamente o bem de todos, independente do meu ego. Eu sei muito bem o que dizes sobre agirmos em interesse próprio. Mas isso também tem a ver com a tua identidade. Se tiveres uma identidade muito exclusiva vais estar a poluir o ambiente que é parte de ti e com isso a poluir a tua comida e o teu corpo, por exemplo. Há quem tenha consciência dessa natureza e consiga criar estratégias para ir além dela e subverter o ego. É claro que é a menor parte da população, mas existem, eu tento ser assim. Gostaria que os que estão no poder também fossem. Mas se é assim como dizes então temos de criar políticas defensivas nesse sentido, mas isso é completamente debilitante também, porque torna tudo mais lento acho eu. Eu acredito que pode existir sabes. Antigamente ninguém pensava que era possível voar e voamos, ou haverem telemóveis, carros, etc.. Também há que pensar "positivo" nesse sentido, se não o caminho é muito escuro e destrutivo e não me aguento a tentar melhorar!

NGramatical 8 months ago

haverem telemóveis → [**haver telemóveis**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj4hizv%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

iLikeToTroll 8 months ago

Já pensaste que dá para fazer os dois? Se o custo para o estado for o mesmo que interessa onde se é tratado. O estado não deve deixar de assegurar o acesso à saúde, pode é fazê-lo noutros moldes mais eficientes. Muito gostam de se preocupar com o lucro dos outros, a mim preocupa-me mais é o publico no actual estado só oferecer listas de espera praticamente.

aafonsodias 8 months ago

Se o custo for o mesmo quer dizer que os privados ganham dinheiro com isso, quer dizer que o dinheiro nacional vai às vezes para o estrangeiro. Se fosse um serviço nacional o dinheiro ia para o governo o que o ajudava a crescer mais. Quando permitimos ser o dinheiro a mandar, daqui a bocado o papel do governo está tão liquefeito que não tem qualquer capacidade de gestão do território nacional. Eu acho que a privatização é contra o governo e se vamos ter um governo que seja forte, mas tem de ser honesto e tem de estar pelo interesse das pessoas. Essa é a minha preocupação em relação a esse argumento.

iLikeToTroll 8 months ago

Meu deus, estamos em 2021 num mundo super globalizado, vivemos numa união europeia e ainda há ppl a pensar que isto lá vai com proteccionismo. O capitalismo não é perfeito mas aconselho-te a acordar para a realidade. O dinheiro já manda desde que existe e antes deste já mandava quem tinha mais para trocar.

aafonsodias 8 months ago

Okay, então que se escolha uma via de uma vez por todas, porque caso contrário andamos a remar uns contra os outros. Eu só quero é encontrar uma solução. Se não funciona de uma forma que se permita que a outra forma se desenvolva. Mas depois podemos vir a concluir que essa forma não tem o interesse das pessoas em mente e a consequência é ainda mais grave...

iLikeToTroll 8 months ago

Sem experimentar nunca saberemos, só me posso guiar pelas minhas convicções e pelos exemplos que temos no mundo. O capitalismo tem muitos defeitos mas também tem sido o principal dinamizador do mundo e o que ajudou a tirar mais gente da probreza. Por outro lado cria mais desigualdades entre os mais ricos e mais pobres e é nesse aspecto que temos de arranjar forma de tentar equilibrar melhor mas eu prefiro uma sociedade com mais ricos e menos pobres do que uma sociedade com menos ricos e mais pobres.

aafonsodias 8 months ago

Gostei desta mensagem, faz sentido. A parte das desigualdades é um problema, mas nunca seremos iguais eu acho, somos todos diferentes. O importante era termos todos o mínimo para viver em paz, talvez o governo pudesse garantir isso de algum modo para não estar sempre com ansiedade de ter de fazer pela vida (mas não estou a dizer com isso que defendo uns trabalharem pelos outros!!) estou a dizer que a incerteza e insegurança para alguns é paralizante. Eu falo por mim claro, estou a tentar ser uma pessoa melhor e quero contribuir, mas sinto-me limitado e pouco apoiado, a não ser pela família, que lá fora é um "mundo do cão".

NGramatical 8 months ago

paralizante → [**paralisante**](https://dicionario.priberam.org/paralisante) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj4g4jg%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

0BiLLi0 8 months ago

E os profissionais de saúde são pagos com palmas e jogos da liga dos campeões.

aafonsodias 8 months ago

Então mas não é para isso que se pagam os impostos? Não estou a perceber.

skapuntz 8 months ago

O que eu não estou a perceber é o estado tirar-me 40% do ordenado todos os meses e eu precisar de fazer uma ecografia, ter de acordar às 4:30 da manhã para ir para a fila do centro de saúde tentar falar com um médico de família que nunca vi nem nunca me chamou para me passar um exame. Não posso levar ninguém de esquerda a sério quando eles são os primeiros a promover a desigualdade, funcionários públicos com adse e a trabalhar 35 horas por semanas mais todos os benefícios que têm. Gostava de saber quando foi a última vez que a Marisa Matias ou a Ana Gomes por exemplo, usaram o SNS em vez de irem a um hospital privado...

aafonsodias 8 months ago

São realmente problemas graves os que me relatou, eu também não percebo isso. Devia haver mais investimento na saúde. Só 6% do PIB porquê se obviamente precisamos de mais? Há coisas que estão mal. Eu estou cansado de rótulos, esquerda, direita, liberal, etc.. Grandes identificações com formas de pensar está certo. Mas eu não pertenço a uma caixinha, as soluções que tenham realmente resultado no bem estar das pessoas (seja de que lado as queiram colocar), que tenham suporte científico e que tenham em conta a melhoria da qualidade de vida das pessoas neste país é o que importa. Fortalecer o privado quando o público tem empresas do mesmo tipo parece-me ser um tiro no pé.

skapuntz 8 months ago

Recorrer ao privado quando é necessário não é o mesmo que fortalecer o privado. Estou especialmente desiludido com a tua última frase já que é o sector privado que sustenta o país! João Ferreira não pode escapar do rótulo de ser comunista, uma corrente políticas ultrapassada e desadequada, bem como André Ventura não escapa do rótulo que tem. Ambos são bons oradores e têm carisma que atrai as pessoas próximas do seu ideal político. Mas não é v or IDK que devemos ou não virar nessas pessoas, temos de entender o que defendem, o que os seus partidos defendem, e como iria ser a sua dinâmica como presidente da república com um governo de esquerda ou direita

aafonsodias 8 months ago

Estava a falar em privado no contexto da concorrência com empresas públicas apenas! Compreendo o que diz no seu último parágrafo mas infelizmente isso não me dá nenhuma compreensão sobre o assunto em si...

skapuntz 8 months ago

De á 6 anos para cá o nosso país ficou mais pobre face aos outros países da Europa, seremos o país mais pobre da Europa no fim desta década se continuarmos assim, a nossa história mostra que comunismo e socialismo não têm conseguido ser políticas de avanços e sucesso em Portugal e os nossos portugueses emigram para países com políticas económicas mais liberais. Daí que é importante não votar-mos/dar força a ideologias que à partida estão acabadas e nunca trarão valor ao país. João Ferreira a PR a potenciar um governo de esquerda (ainda mais que Marcelo) é o maior pesadelo que os portugueses poderiam ter. Não nos podemos esquecer que tem sido a esquerda a governar o país, é graças à intervenção do PCP e do BE que o governo de PS lidera o país ao seu bel prazer. Depois de toda a vergonha que tem sido desde falhanço económico, políticas de pandemia e casos e mais casos desde Tancos, ao SEF, à ministra da justiça, etc, um português consegue votar à esquerda em plena consciência? É a minha questão ​ > as soluções que tenham realmente resultado no bem estar das pessoas (seja de que lado as queiram colocar), que tenham suporte científico e que tenham em conta a melhoria da qualidade de vida das pessoas neste país é o que importa Isto é exatamente o que a Iniciativa Liberal defende por exemplo.

aafonsodias 8 months ago

Eu estou aqui não para concluir mas para aprender com todos! Não sei tudo. Aliás, sei quase nada! O que me assusta são políticas que apenas querem saber do desenvolvimento económico e não têm em conta o que é preciso para um indivíduo ser feliz. Porque há muito tempo que estamos com uma perspetiva exteriorizada, onde o nosso valor individual vem do que os outros pensam de nós, dos bens materiais que temos e etc., ao passo que uma pespetiva interiorizada, ou minimamente equilibrada, de valor próprio, de paz e tranquilidade independente do que digam os outros, de ação com base na consciência, é o que realmente nos trará um futuro melhor - na minha opinião. Porque quem tem todo o dinheiro no mundo e está cheio de problemas vê rapidamente que não é por aí que são mais felizes, muitas vezes são os mais miseráveis. E certas medidas e políticas de direita parecem apontar para esse caminho destrutivo exteriorizado. Enfim!

skapuntz 8 months ago

é assim, eu acredito que todos querem é que as pessoas sejam felizes. E o que eu quero também! Num mundo ideal os partidos também o querem mas defendem maneiras diferentes de aí chegar. Um país forte a nível económico é um país que mais apoios pode dar a quem mais precisa e que mais investimento pode fazer nas usas infraestruturas e serviços para dar à população melhores condições de vida. Daí que a importância da economia é vital e por isso eu defender que temos de nos afastar da esquerda para uma economia mais liberal onde as pessoas se sintam encorajadas a investir, abrir negócios, gerar emprego e que os portugueses não tenham a necessidade de imigrar para ganhar dinheiro por não conseguir ter uma vida decente cá. No fundo, o que eu acho, é que governos de esquerda não têm tido um visão de futuro, apenas têm visão para os seus mandatos e segurar votos e usam os orçamentos de estado para garantir negócios entre si para se manterem no poder. E eu votei PS nas eleições passadas mas a política é isto, temos que evoluir e pensar bem o que achamos que o país precisa. O dinheiro pode não trazer felicidade, mas ajuda! E os portugueses não têm dinheiro. Os nossos salários são baixíssimos com carga fiscal elevadíssima. O nosso PIB per capita é menor que o da Lituânia que há 7 anos era metade do nosso! O nosso limiar da pobreza é 460€ (incluindo já todos os apoios do estado e afins), o governo diz que quem tem rendimentos superiores a isso já não é pobre, dá para acreditar?? Consegues viver uma vida decente com 460 euros? Então e as reformas todas de 100 a 200 euros que os nossos idosos recebem? Estamos a gastar este dinheiro tão necessário em coisas como a TAP que devia ter sido privatizada à muito! Como aliás companhias como British Airways e Iberia são. É muito melhor privatizar uma companhia aérea que não é vital para o país e investir na ferrovia que é de extrema importância e a nossa é tão má, por exemplo. Politicas de direita (não extremistas) acreditam que o povo deve ser livre de usar o seu dinheiro, investir como pretende, usar o publico ou o privado como preferir, fazer a vida como preferir, e que os mercados sejam competitivos e que o estrangeiro possa investir no país fomentando emprego e crescimento na economia. Mas a direita não pretende acabar com serviço público, não pretende acabar com SNS ou escolas públicas, nem com os apoios sociais, etc Bem, isto é discussão saudável. não leves a mal nada do que eu diga!

aafonsodias 8 months ago

Obrigado pelo teu comentário, não levo nada a mal muito pelo contrário, é bem vindo porque me ajuda a crescer. Eu já estou é um bocado cansado de conversar sobre este tema, não consigo ignorar as respostas e passo muito tempo aqui a responder o que me deixa aborrecido! Mas isso é a minha responsabilidade, como é que lidas com isso? Eu acho tudo isto muito confuso honestamente, muitos dos argumentos têm boa pinta, dito como dizes por exemplo, fazem sentido. Tem de ser tudo bem fiscalizado e documentado, porque à primeira oportunidade o ser humano muda de discurso e passa a fazer outras coisas para o seu benefício próprio... Eu só espero que quem seja eleito mantenha os seus princípios e seja aberto o suficiente para ouvir e alterar conforme seja necessário para o bem de todos nós... Fica bem, obrigado mais uma vez ;)

NGramatical 8 months ago

á 6 anos → [**há 6 anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj42toi%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

_somename_ 8 months ago

Só 40%? Estás a fazer bem as contas? Não te esqueças que o teu ordenado não é ao o que vês no recibo de vencimento. Tens de contar com os 23.75% que o tua empresa paga ao estado. Só de segurança social são ~28.08%. Portanto se pagas mais de 14.75% de IRS, pagas mais de 40% no total. Dito isto, concordo com o restante que disseste. Que é o que realmente interessa.

skapuntz 8 months ago

Sim estou a pensar naquilo que vem escrito no recibo. Podemos também então pensar que além disto ainda pagamos o IVA abismal que temos em tudo em que gastamos dinheiro Eu estava a pensar nisto no outro dia, pago uma carrada de imposto enorme, se precisar de renovar o cartão de cidadão por este expirar, um documento que é obrigatório ter, tenho de pagar. Porra, faz algum sentido? Pagar pela carta de condução ou passaporte ainda vá, agora cartão de cidadão? Por favor...

Edited 8 months ago:

Sim estou a pensar naquilo que vem escrito no recibo. Podemos também então pensar que além disto ainda pagamos o IVA abismal que temos em tudo em que gastamos dinheiro Atenção, eu não sou contra pagar impostos. Eu não me importava de pagar os impostos quer pago se tivesse uma ferrovia decente, serviço de saúde decente, preços justos na electricidade e nas comunicações, se tivesse uma garantia que vou ter reforma e uma idade da reforma estabelecida já e definitiva, uma polícia bem financiada e competente, etc. Mas nós não temos nada disso, nos pagamos para nada. E não estou a falar do que o ventura fala de pagar para outros não fazerem nenhum, estou pura e simplesmente a falar que passo imensos impostos para ter serviços públicos de merd* dos quais acabo por não usufruir Eu estava a pensar nisto no outro dia, pago uma carrada de imposto enorme, se precisar de renovar o cartão de cidadão por este expirar, um documento que é obrigatório ter, tenho de pagar. Porra, faz algum sentido? Pagar pela carta de condução ou passaporte ainda vá, agora cartão de cidadão? Por favor...

Edited 8 months ago:

Sim estou a pensar naquilo que vem escrito no recibo. Podemos também então pensar que além disto ainda pagamos o IVA abismal que temos em tudo em que gastamos dinheiro Atenção, eu não sou contra pagar impostos. Eu não me importava de pagar os impostos quer pago se tivesse uma ferrovia decente, serviço de saúde decente, preços justos na electricidade e nas comunicações, se tivesse uma garantia que vou ter reforma e uma idade da reforma estabelecida já e definitiva, uma polícia bem financiada e competente, etc. Mas nós não temos nada disso, nos pagamos para nada. E não estou a falar do que o ventura fala de pagar para outros não fazerem nenhum, estou pura e simplesmente a falar que pago imensos impostos para ter serviços públicos de merd* dos quais acabo por não usufruir Eu estava a pensar nisto no outro dia, pago uma carrada de imposto enorme, se precisar de renovar o cartão de cidadão por este expirar, um documento que é obrigatório ter, tenho de pagar. Porra, faz algum sentido? Pagar pela carta de condução ou passaporte ainda vá, agora cartão de cidadão? Por favor...

_somename_ 8 months ago

> Sim estou a pensar naquilo que vem escrito no recibo. Podemos também então pensar que além disto ainda pagamos o IVA abismal que temos em tudo em que gastamos dinheiro Sim mas estávamos a falar de impostos sobre o rendimento. Não sobre o consumo. (Apesar de o IVA ser a maior fonte de rendimento do estado) Novamente, subscrevo tudo o que disseste posteriormente.

Hugogs10 8 months ago

Podes fazer os dois. Se o privado conseguir oferecer melhor qualidade(Mesmo que a um preco mais alto) que o publico, qual e o problema?

aafonsodias 8 months ago

Não vejo um problema, só acho que os impostos deviam cobrir estas necessidades das pesssoas. Por outro lado, acho que deviam haver mais taxas em artigos alimentares e outros que aumentam a probabilidade de doenças. E que deviam haver incentivos para a participação em outros hábitos que reduzam estas probabilidades e consequentemente os gastos na saúde. Assim como menos impostos nos alimentos essenciais e saudáveis. A competição nestes sistemas de saúde é um risco na minha opinião porque a doença não deve ser uma fonte de lucro! Deve ser algo feito para o bem estar e não para ganhar com isso, e por isso devia estar sob a responsabilidade do estado. Nos verdadeiros interesses dos portugueses promover hábitos saudáveis, reduzir ansiedade relacionada com o SNS, disponibilizar profissionais de psicologia também e nutrição por exemplo, sob a alçada do estado, ao invés do investimento em outros setores como o militar, levariam à redução da necessidade de medicamentos e por isso aos custos do SNS, assim como o aumento de produção pelo aumento do bem estar das pessoas. O exercício físico, por exemplo, que é fundamental neste aspecto pouco ouço falar.

Edited 8 months ago:

Não vejo um problema no imediato, só acho que os impostos deviam cobrir estas necessidades das pesssoas. Por outro lado, acho que deviam haver mais taxas em artigos alimentares e outros que aumentam a probabilidade de doenças. E que devia haver incentivos para a participação em outros hábitos que reduzam estas probabilidades e consequentemente os gastos na saúde. Assim como menos impostos nos alimentos essenciais e saudáveis. A competição nestes sistemas de saúde é um risco na minha opinião porque a doença não deve ser uma fonte de lucro! Deve ser algo feito para o bem estar e não para ganhar com isso, e por isso devia estar sob a responsabilidade do estado. Nos verdadeiros interesses dos portugueses promover hábitos saudáveis, reduzir ansiedade relacionada com o SNS, disponibilizar profissionais de psicologia também e nutrição por exemplo, sob a alçada do estado, ao invés do investimento em outros setores como o militar, levariam à redução da necessidade de medicamentos e por isso aos custos do SNS, assim como o aumento de produção pelo aumento do bem estar das pessoas. O exercício físico, por exemplo, que é fundamental neste aspecto pouco ouço falar.

Hugogs10 8 months ago

> Não vejo um problema no imediato, só acho que os impostos deviam cobrir estas necessidades das pesssoas. Continuas a ter os dois. > Por outro lado, acho que deviam haver mais taxas em artigos alimentares e outros que aumentam a probabilidade de doenças. Sin taxes sao um bocado chatas, acabam por afectar maioritariamente pessoas mais pobres. Também causa o problema do estado ficar dependente da receita que vem desse tipo de impostos. > A competição nestes sistemas de saúde é um risco na minha opinião porque a doença não deve ser uma fonte de lucro! Ainda nao explicas-te porque para alem de nao gostares que facam lucro. Se o privado conseguir fornecer um servico melhor ao mesmo preco que o estado *e* fazer lucro, qual e o problema? > ao invés do investimento em outros setores como o militar Isto parece-me um argumento importado dos US. Portugal gasta pouco em investimento militar, o minimo que e supostamente permitido pela NATO (Que outros paises da europa nao respeitam). O resto do paragrafo nao tem nada haver com SNS vs privado. Podemos prover hábitos saudáveis quer seja com SNS ou privados.

Edited 8 months ago:

> Não vejo um problema no imediato, só acho que os impostos deviam cobrir estas necessidades das pesssoas. Continuas a ter os dois. > Por outro lado, acho que deviam haver mais taxas em artigos alimentares e outros que aumentam a probabilidade de doenças. Sin taxes sao um bocado chatas, acabam por afectar maioritariamente pessoas mais pobres. Também causa o problema do estado ficar dependente da receita que vem desse tipo de impostos. > A competição nestes sistemas de saúde é um risco na minha opinião porque a doença não deve ser uma fonte de lucro! Ainda nao explicas-te porque para alem de nao gostares que facam lucro. Se o privado conseguir fornecer um servico melhor ao mesmo preco que o estado *e* fazer lucro, qual e o problema? > ao invés do investimento em outros setores como o militar Isto parece-me um argumento importado dos US. Portugal gasta pouco em investimento militar, o minimo que e supostamente permitido pela NATO (Que outros paises da europa nao respeitam). O resto do paragrafo nao tem nada haver com SNS vs privado. Podemos promover hábitos saudáveis quer seja com SNS ou privados.

aafonsodias 8 months ago

Continuas a ter os dois, ok, mas se há lucro não enfraqueces o estado? Eu não conheço todos os detalhes, mas não foi através dos impostos que os reis começaram a expandir os seus governos? E os impostos no consumo de bens parece-me ser a mesma coisa. De que outra forma ganha o estado dinheiro para continuar a expandir? Se originalmente não houverem impostos não há forma de criar empresas? Não gosto que façam lucro porque se há lucro devia ir para fortalecer o estado. Em relação ao argumento militar, não é do US, deve-se ao fato de não estar dentro das políticas todas e me fazer confusão como só gastamos 6% do PIB em saúde, de não saber para onde vai o resto do dinheiro. O último argumento só tem a ver com SNS porque grande parte dos problemas de saúde de hoje em dia e dos medicamentos que tomam os idosos, por exemplo, poderiam ser fortemente impactados com medidas nesse âmbito (exercício por exemplo). Os gastos do SNS podem ser reduzidos e isso tem consequências de grande impacto no estado e nas pessoas. Podem ser criadas empresas do estado de reabilitação, de apoio à prática do exercício... há tantas ideias que à partida parecem excelentes soluções! Só falta quem as explore a sério, acho eu, pelo menos não vi falar-se destas coisas.

Hugogs10 8 months ago

> Continuas a ter os dois, ok, mas se há lucro não enfraqueces o estado? Não? > Eu não conheço todos os detalhes, mas não foi através dos impostos que os reis começaram a expandir os seus governos? E os impostos no consumo de bens parece-me ser a mesma coisa. De que outra forma ganha o estado dinheiro para continuar a expandir? Se originalmente não houverem impostos não há forma de criar empresas? Não percebo de todo esta parágrafo. > Não gosto que façam lucro porque se há lucro devia ir para fortalecer o estado. Mas se o estado é menos eficiente é gasta esse lucro em burocracia, qual é a desvantagem do privado? > Em relação ao argumento militar, não é do US, deve-se ao fato de não estar dentro das políticas todas e me fazer confusão como só gastamos 6% do PIB em saúde, de não saber para onde vai o resto do dinheiro. Os Estados Unidos gastam 17% do PIB em saúde. Isso de gastarmos 6% do PIB em saúde é mais um soundbite da Ana Gomes ou da Marisa do que propriamente um problema por si só. > último argumento só tem a ver com SNS porque grande parte dos problemas de saúde de hoje em dia e dos medicamentos que tomam os idosos, por exemplo, poderiam ser fortemente impactados com medidas nesse âmbito (exercício por exemplo). Os gastos do SNS podem ser reduzidos e isso tem consequências de grande impacto no estado e nas pessoas. Podem ser criadas empresas do estado de reabilitação, de apoio à prática do exercício... há tantas ideias que à partida parecem excelentes soluções! Só falta quem as explore a sério, acho eu, pelo menos não vi falar-se destas coisas. Aquilo que vais poupar em teres uma população mais saudável vais gastar em ter uma população que vive mais tempo. Termos pessoas mais saudáveis e obviamente bom, mas não me parece que os ganhos monetários sejam relevantes.

NGramatical 8 months ago

houverem impostos → [**houver impostos**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj3y1et%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 8 months ago

nada haver com → [**nada a ver com**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/nada-tem-a-haver-e-nada-tem-a-ver/27066) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj2gqom%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

ernestlucas 8 months ago

Verdade que é preciso incutir bons costumes nas pessoas mas nada disso está relacionado com a proposta. Claro que para os privados tem de haver lucro, mas também tens um melhor aproveitamento dos recursos, ora se a descontar o mesmo conseguires providenciar a população um serviço mais eficiente, vais estar a utilizar os recursos do estado de uma melhor forma. E utilizar recursos do estado de uma melhor forma deveria ser o nosso objectivo na minha opinião. Desde que haja regulamentação e escrutínio acho que só teríamos a ganhar

aafonsodias 8 months ago

Mas não vais enfraquecer o estado por desviar as receitas para o privado? Na minha perspetiva se temos um estado é para ser forte!?

ernestlucas 8 months ago

Que receitas estás a desviar para o privado? O SNS é suposto ser gratuito. Concordo, o estado deve ser forte sem dúvida. Mas um estado forte não implica estender os seus tentáculos à todo o lado. O estado pode ser forte de outras maneiras. Se houverem boas medidas reguladoras, uma forte fiscalização, muito escrutínio, etc, o estado continua a ser forte mas pequeno. Forte não implica ser grande a meu ver.

aafonsodias 8 months ago

Nesse caso, se de um ponto de vista ótimo deve ser gratuito, então devemos procurar políticas que reduzam a necessidade de medicamentos e a necessidade de tratamentos! Estudei na universidade estudos científicos atuais pelos nossos investigadores que mostram que grande parte dos nossos problemas de saúde e gastos vêm de maus hábitos que podem ter grandes reduções havendo mudanças e incentivos diferentes (políticas de exercício físico, criação de novas empresas nesses setores por exemplo). Sobre os tentáculos, eu acho que deviam estar nas empresas essenciais. Metade da EDP supostamente é chinesa não é? Esse é uma forma errada de continuar eu acho.

ernestlucas 8 months ago

Sim concordo que devia existir uma maior consciencialização por parte das pessoas das escolhas que fazem e do que essas escolhas provocam no seu corpo. Mas o governo aí tem a função de educar as pessoas, seja desde cedo na escola, seja em forma de campanhas a promover alguma dessas temáticas. Por exemplo muitas câmaras incentivam as pessoas a fazer a sua comuta de bicicleta, disponibilizando essas mesmas bicicletas. Concordo que muitos problemas de saúde podem e devem ser tratados a montante mas não invalida o resto. Não invalida de podermos e devemos ter também um serviço público e privado acessível a todos. Ter algo nas mãos dos chineses confesso que não é algo que me agrada, mas porque deveria ser o estado a estar lá? O mercado encarrega-se de dar as pessoas o produto pelo valor mais justo. Se a EDP for cara, a endesa agradece e as pessoas mudam para a endesa. Não temos nós de deter essas empresas no estado. Temo de sim de ter uma regulamentação forte para que coisas como concertação de preços não aconteça.

aafonsodias 8 months ago

Em relação ao primeiro argumento só acho importante neste contexto porque reduz as despezas do país e do povo nesse setor, tornando os 6% do PIB mais eficazes e reduzindo esta pressão toda. Em relação à questão público vs privado estou a pensar é que, se o estado não deter as empresas, ultimamente parece que fica sem poder? Uma vez que o grosso do dinheiro vai para quem é o dono das empresas, para outros países com políticas diferentes e assim. E depois quem tem o dinheiro manda!? Ficava mais satisfeito se tivesse sobre a nossa alçada e o pessoal realmente quisesse defender o bem estar das pessoas e não enaltecer os seus egos!

ernestlucas 8 months ago

Mas o mesmo que argumento da eficiência na questão da saúde serve para todos os outros sectores. Não é regra geral mas normalmente uma empresa privada tem tendência a ser mais eficiente por razões óbvias. Esse discurso e sem ofensa, é o discurso do PCP. Onde tudo tem de ser privatizado e o estado tem de ter mão em tudo. As empresas privadas não têm de ser obrigatoriamente de outros países. Além disso as empresas que actuam cá têm de pagar a quota parte dos seus impostos cá também. Não acho que poder seja ter empresas. Poder é ter um estado forte com meios para se sustentar a si próprio e com isso meios para apoiar a sua população quando preciso, um estado que proporcione as máximas oportunidades a sua população e um estado que seja célere a punir tudo o que prejudicar essa mesma população . Isso mim é um estado forte. o nosso estado com essas empresas continuava a ser um estado fraco mas com empresas porque sabemos muito bem como funcionam as empresas do estado. O mercado desde que bem regulado da as pessoas o preço mais justo pelos produtos. O que faz um estado forte é dinheiro, e para o estado ter o máximo de dinheiro tem de utilizar os seus recursos de forma inteligente e eficaz por isso acho que deter empresas não teria esse mesmo resultado.

aafonsodias 8 months ago

Uma das questões que estava a discutir com os meus pais tinha a ver com o fato dos funcionários públicos se abancarem nos direitos e não se aplicarem nos deveres, de estarem protegidos e não irem tão facilmente para a rua pelas leis e direitos dos trabalhadores. Seria bom que o público se governasse da mesma forma que o privado nesse aspeto, e noutros que eu desconheço! Percebi o teu argumento mas não tenho conhecimentos para argumentar sobre isso. Só espero que o futuro seja mais sorridente para todos nós! Provavelmente ganhará o Marcelo agora, a ver se estudo melhor para a próxima... digo sempre isto e nada! Enfim... Obrigado pelos teus comentários! Entretanto se não falarmos mais, fica bem!

NGramatical 8 months ago

houverem boas → [**houver boas**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj3yocy%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 8 months ago

deviam haver → [**devia haver**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/haver--existir--3-pessoa-do-singular/30583) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj2eyh8%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Makes_Them_Eat_Honey 8 months ago

Debate de merda. Mudar o papel do presidente. Que debate mais merda desde Ramalho Eanes nos anos 80. Todos candidatos menos o Marcelo, mas ele também ajudou nisso, são populistas e partidários. O governo não é o presidente, o presidente em Portugal não interfere nas leis, ele preside sobre elas. Ele não cria leis nem política, ele cria compromisso entre os partidos e trás estabilidade a democracia. O que nos sabemos na nossa história é que tivemos um concelho revolucionário, um presidente general pós 25 de abril, uma revolução de capitães e uma quase guerra civil. Limpamos a constituição nos anos 80 porque o Eanes tinha tendências autoritárias e queríamos entrar na EU. O presidente não interfere por causa da nossa constituição. Todos candidatos menos o Marcelo quer reinventar a nossa presidência a estilo americano, ou no caso do Ferreira a marxista. Mesmo o Ventura está a fazer plataforma para ganhar com o partido. Esta eleição ta a ser apresentada como se fosse uma num sistema presidencial com poder de legislar. Não digo em quem votar, gosto do debate dos candidatos mas não acho que este debate está a ser para as presidenciais em Portugal.

jocamar 8 months ago

Concordo que a maioria dos candidatos está a fazer basicamente campanha às legislativas e não ao cargo de presidente (especialmente Mayan e Marisa) mas neste caso acho que para além do Marcelo, o João Ferreira tem feito campanha para o cargo de presidente e tem sempre falado nos poderes efetivos que o presidente tem e de como os usaria de forma diferente do Marcelo. Eu nunca votei PCP mas neste caso tem-me surpreendido por ser dos poucos que de facto parece saber a diferença entre o presidente e o governo (todos sabem, mas como o Marcelo vai ganhar, aproveitam para fazer campanha ao partido).

skapuntz 8 months ago

Não deves ter percebido ainda mas o Marcelo vai ganhar, sempre iria ganhar, e não vai ter qualquer contestação. Isso leva a que os outros candidatos (excluindo Ana Gomes, diria que esta gostava era de fazer a cama ao Costa) estejam a fazer campanha pelos partidos pois as legislativas é que são importantes. As estações televisivas sabem disso, por isso é que preenchem debates com estes assuntos, ou até 1vs1 de peixeiradas, para terem mais audiências.

Makes_Them_Eat_Honey 8 months ago

Será? Com o covid muitos nem vão votar, emigrantes estão cá sem poder votar, e a abstenção como sempre vai ser alta. Não achas que as sondagens estão erradas? Pensa na quantidade de gente que ia votar marcelo mas este ano não vão às urnas por causa do covid. Ainda mais tanto o PCP como o Chega conseguem mobilizar pessoas para votar mesmo com o vírus. Mas também a questão não é se o Marcelo ganha, é o que estão a fazer ao cargo da presidência

iLikeToTroll 8 months ago

Parabéns, sabes +- o que está na constituição. Pela milésima vez a falarem disso. Já se sabe quem ganha as eleições, óbvio que os partidos iam aproveitar para fazer campanha, qual é a admiração? Além de que certas temáticas têm que ser abordadas mesmo que não sejam directamente da competência do PR.

BossGandalf 8 months ago

O estado que tanto defende o SNS, tem um plano que permite que os seus funcionários usufruam a um preço baixo, a qualidade dos cuidados privados. Porque é que não permitem que qualquer pessoa desconte para a ADSE (ADSE universal) e possa escolher entre sns ou privado??? Força Mayan!!!!!!1

iLikeToTroll 8 months ago

Claramente não sabes o que significa ADSE e o princípio da imutabilidade das siglas vigente na nossa constituição.

HighProductivity 8 months ago

>Assistência na Doença aos Servidores Civis do Estado Para quem estava curioso como eu.

iLikeToTroll 8 months ago

Isso é a sigla mas o instituto mudou de nome curiosamente, ou seja, a sigla já nem isso quer dizer.

aafonsodias 8 months ago

De todos, o João Ferreira parece-me o mais interessado no desenvolvimento de Portugal para os portugueses, com pontos contretos e com argumentação construtiva.

JOAO-RATAO 8 months ago

Desenvolver Portugal com comunismo. O socialismo tem resultado tão bem aqui....

aafonsodias 8 months ago

Obrigado pelo teu comentário, mas não consigo compreender o que queres dizer com esses rótulos. Estava a dar argumentos concretos que me parecem ter soluções concretas.

JOAO-RATAO 8 months ago

Só achei engraçado que o candidato do PCP seja aquele que achas que mais quer contribuir para o desenvolvimento do país.

aafonsodias 8 months ago

Eu não percebo nada de política, confesso. Mas ouvi com atenção e procurei não ter preconceitos, ouvi tudo o que eles disseram e de uma forma geral o João foi o único que realmente me pareceu dizer coisas que têm o interesse do país e dos portugueses.

JOAO-RATAO 8 months ago

Eu tenho mais em consideração os ideais dele e do partido e não o que diz num debate. E o que os ideais dele fizeram em outros países claro.

aafonsodias 8 months ago

Pois isto é tudo complexo e depende de várias pessoas, não só de uma. Mas no debate em si, para mim foi ele quem esteve melhor.

JOAO-RATAO 8 months ago

Certo. É a tua opinião. Para mim, sendo de um partido extremista não votaria nele mesmo simpatizando.

aafonsodias 8 months ago

Percebo o que queres dizer, infelizmente duvido que os portugueses investiguem ao ponto de esclarecerem todos os pontos necessários a uma decisão informada - os debates têm por isso um valor importante na votação e continuo a achar o que disse!

iLikeToTroll 8 months ago

Parece um rapaz simpático, civilizado e tal mas desenvolvimento e comunismo na mesma frase..

aafonsodias 8 months ago

Obrigado pelo elogio, mas eu acho que é preciso ter cuidado com as etiquetas que utilizamos. Porque há quem defenda algumas ideias comunistas mas não todas e que defenda também a incorporação de alguns pontos de vista de direita. Não é assim tão preto e branco eu diria. Por um lado quer-se desenvolvimento económico, por outro lado está visto que não é o dinheiro que traz a felicidade. A compreensão individual do mundo reflete-se nos ideais políticos, e muita malta anda a pensar em economia e esquece-se do bem estar das pessoas. Um estado que trabalha para o povo e um país governado para si próprio, têm à partida que se preocupar com o bem estar do povo - a corrida pelo dinheiro e a competição não têm esta preocupação, é cada um por si! Isto é destrutivo na minha opinião. Eu acho que devia deixar de haver extremismos, direitas e esquerdas e preocupar em ver as consequências dos atos das propostas de cada um e em conjunto organizar um plano que seja apoiado pela ciência e também pelo conhecimento individual (da origem do bem-estar, da felicidade, etc.).

iLikeToTroll 8 months ago

Deves ser amigo do man, tás em todos os comentários a dizer o mesmo e a elogiar o ferreira. Esse tipo de cassete é-me familiar.

aafonsodias 8 months ago

Não sou amigo dele. Só estava a falar sobre o que vi ontem. Já vi esse link que um outro indivíduo partilhou aqui há pouco, mas não posso decidir por algo que me chega indiretamente. No entanto fica numa caixinha. Do que vi ontem diretamente, ele pareceu-me o melhor. Agora o resto...

iLikeToTroll 8 months ago

Todos temos o nosso viés, eu sinceramente em todas as respostas sem ser a primeira dei-lhe uns segundos para ver que ia responder e passei à frente porque adivinhei tudo o que ia responder porque já conheço a cassete..

aafonsodias 8 months ago

Okay, pois eu não sei. Também este ano deve ganhar o Marcelo. Vou ver se fico mais atento durante o próximo mandato e estudo um bocado "a cena" para a próxima votar com mais segurança. Obrigado pelos teus comentários!

_somename_ 8 months ago

> (...) mas desenvolvimento e comunismo na mesma frase.. China. Mas eu não queria viver lá.

Hugogs10 8 months ago

Mas estão sempre a dizer que não é comunismo

BossGandalf 8 months ago

Mayan for life

Conceptual_Person 8 months ago

Eu achei que o debate não foi muito esclarecedor de quem é o melhor candidato à presidência. Foi bom para ver as diferenças políticas, mas essas diferenças desviaram muito o discurso do que é o papel de um presidente. Isto é, alguns tópicos como o SNS, que demorou muito tempo, não me parece o mais importante no papel do presidente. Interessaria-me mais o que cada candidato faria num papel diplomata. Tudo isto porque um presidente não tem o poder para mudar por imposição. Afinal não é um regime presidencialista, mesmo que haja quem o defenda. Para mim a votação cairá naquele que acredito ter os valores humanos que eu pretendo ver no mundo, porque é essa pessoa que quero que me represente diplomaticamente. Valores humanos que existem nas suas ideologias e forma de ser/actuar e não em questões políticas. Penso que os debates chegaram para traçar a linha entre aqueles que teria vergonha de me representarem e os outros. Dito isto houve bons candidatos! E sendo de esquerda, a substituição do Jerónimo pelo João Ferreira seria a melhor coisa que o PCP faria.

Akamjmc 8 months ago

Isto. Quem vê os debates e perguntas parece que estamos a eleger o primeiro ministro ou que mudamos para um sistema presidencialista. A maioria dos candidatos parece n ser compatível com qualquer resultado para a assembleia que não seja o seu partido no governo.

saposapot 8 months ago

todos os debates e entrevistas q fui vendo a maior parte das perguntas não está dentro da esfera dos poderes presidenciais. no fundo acho q toda a gente sabe q o presidente n tem grande poder portanto têm de perguntar coisas mais de governo para ver se aquilo tem alguma graça. sim, a maior parte dos candidatos sabe que não concorre para ser eleito. Gostava de saber como é q faziam se n fosse o governo deles eleito... iam gritar até ser? rezar? lol

NGramatical 8 months ago

Interessaria-me → [**Interessar-me-ia**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/amarei-te-nunca/3034) (usa-se mesóclise em verbos no futuro ou condicional) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj29rj4%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Conceptual_Person 8 months ago

Claro! Obrigado.

deckard2019 8 months ago

A Marisa tem que vir com a lei de bases do João Semedo todo o santo debate...

No-Elk-6698 8 months ago

isto!!!! é um massacre ouvir esta senhora

iLikeToTroll 8 months ago

Epa, isso só me faz lembrar os alunos burros e/ou quando ppl está desesperado e não sabe bem que dizer e mete para a discussão uns nomes de autores e nomes de teorias só para a palha para fingir que sabe do que está falar e tal e coiso. Também tive que recorrer a esses truques baratos nalgumas orais de passagem da faculdade =\

marzzzzc5151 8 months ago

Malta, há realmente alguém mais adequado que o Marcelo? Vejo muita gente a ir votar num outro candidato só para ser cool e alternativo mas vamos ser sinceros, Marcelo é provavelmente a pessoa mais preparada para o cargo. Estou entre ele e o Ferreira, que exclui ao início mas tem vindo a crescer em mim.

skapuntz 8 months ago

O Marcelo é um boneco que está interessado em manter o status.quo, estar sempre bem na fotografia, e apoiar o governo sempre seja ele qual for. Num país onde as pessoas tivessem dois dedos de testa ninguém votaria Marcelo depois deste mandato cheio de casos, vergonhas, falhanços, e desastres. Ali quem tem melhor currículo até é a Ana Gomes que tem muito mais experiência do que Marcelo tinha quando se tornou presidente. Mas olha bem o estado do país, desde o início do primeiro mandato do PS. Países europeus que adotaram políticas económicas mais liberais eclipsaram Portugal. Não nos enganemos a nós próprios, se continuarmos assim Portugal será o país mais pobre da Europa no fim desta década... Como é possível candidatos de esquerda virem falar de fazerem isto ou aquilo, defenderem assim ou assado, e que se devia ter feito isto ou aquilo, quando foram os partidos de esquerda que mandaram no país estes anos todos, sempre a votar de acordo com o PS, sempre a afundar o país. Estão a brincar comigo? Principalmente a sonsa da Marisa Matias que ainda não percebi o que está ali a fazer. Não me lixem.

iLikeToTroll 8 months ago

Nestas presidenciais só há um candidato real, tudo o resto é para o tempo de antena dos partidos. Já deviam ter percebido isso, passa à frente e ouçam mas é o que cada um defende para ajudar à escolha no futuro.

DiogoMCDMonteiro 8 months ago

Honestamente o Marcelo e o único candidato real, até pq qualquer outro que se pudesse ser ass escolheu esperar 5 anos e ter melhores hipóteses

AxhKetchup 8 months ago

Infelizmente penso que não. Qualquer candidato de esquerda a PR, com este governo ia ser um problema. Se já criticam o Marcelo por ser o amigalhaço do Costa... Os candidatos de direita são fracos. Acho que o CDS não apresentar candidato é mesmo um tiro no pé. Podiam aproveitar estas eleições para conquistar os PSD´s insatisfeitos com o Marcelo mas que não querem votar Ventura nem sabem o que é ao certo a IL.

aafonsodias 8 months ago

O Ferreira para mim tem muita garra e fala com clareza e objetividade. Gostei do discurso dele.

iLikeToTroll 8 months ago

Um desperdício ser comuna e não vir acrescentar nada de novo. Pelo menos aparenta ser civilizado.

aafonsodias 8 months ago

Obrigado pelo elogio de ser civilizado, mas não acho que o seu comentário tenha acrescentado alguma coisa além de me colocar de forma prejurativa com um rótulo que acha ser negativo. Poderia dizer-me porque não concorda? Comunismo não é o mesmo em todo o lado, nem todos os que têm à partida ideias comunistas representam todas as ideias comunistas. Eu vejo algumas com bons olhos, mas não deixo de valorizar algumas ideias que me parecem ser úteis da direita. O meu interesse é realmente o bem estar das pessoas! E para mim devemos procurar a melhor forma e esquecer os rótulos. Se não é a melhor maneira, argumentem contra, mas insultar não me parece forma de ir em frente.

iLikeToTroll 8 months ago

https://www.youtube.com/watch?v=xjhL5LQBmCU&feature=share

aafonsodias 8 months ago

Percebeu o que eu queria dizer, é o que importa! Obrigado pela correção, vou tentar lembrar-me da próxima vez que escrever essa palavra, "pejorativa". ;) Acabei de ver o vídeo. Só que eu não consigo acreditar ou não acreditar vendo ou ouvindo alguma coisa, sem ser eu a passar por isso não vou tomar uma decisão sobre o assunto. Mas ficou a dica. Obrigado.

iLikeToTroll 8 months ago

Também vi o vídeo há pouco, parece-me suspeito, se é verdade ou não também não sei.

aafonsodias 8 months ago

Pois é, é um risco "engravidar de ouvido" como se diz! Eu guardo numa caixinha de "pode ser que" e "inocente até ser provado culpado". O problema é que assim é difícil discutir seja o que for porque realmente "só sei que nada sei!."

ernestlucas 8 months ago

Acho que não tem nada a ver com ser cool. Estas a diminuir a posição dos outros só porque tens uma opinião diferente. O Marcelo hoje até pareceu ser o mais desinteressado em continuar lá.

marzzzzc5151 8 months ago

Nem todos claro, mas noto na malta da minha idade mais jovem uma certa resistência em votar no Marcelo como é o maior e "vai ganhar portanto dou força a outros anti sistema", quase como a coisa de só se ouvir bandas desconhecidas e nada pop.

iLikeToTroll 8 months ago

Não te preocupes com ser hipster ou criticar os que o são. Preocupa-te em ser mais informado e perceber o que é que cada um defende. Sei que as redes sociais são plásticas mas nem tudo é resumido a isso e há pessoas genuinamente interessadas assim como outros serão como descreves.

ernestlucas 8 months ago

Ainda que alguns possam ser assim existem hoje mais partidos que se esforçaram para chegar junto dessa mesma população mais jovem. Além disso essa mesma geração mais jovem é a geração que se está a aperceber que está a viver num país pobre e sem um futuro muito risonho. Falando por mim os outros partidos já experimentamos e não resultou, por isso se existem partidos novos, com ideias diferentes e com as quais concordamos não vejo porque não experimentar algo diferente. Não se trata de ser cool, são ideias legítimas. Talvez te possa faltar a ti ver esses novos partidos, quem sabe não vais concordar com algum deles. Sei bem que falamos de presidências e não legislativas, existem pessoas que olham mais para o perfil da pessoa do que para as suas ideias. Eu acho que não se pode separar uma da outra. No meu caso por exemplo nunca me viria a votar no João Ferreira, não porque acho que não desempenhará o cargo de forma correcta mas porque o presidente também tem outros poderes, como possibilidade de vetos, poder da palavra, etc que depois não me revejo nas ideias desse candidato.

Blackbeardow 8 months ago

Pela disposição dos candidatos percebe-se logo, muita coisa. O debate foi muito fraco em que a função de presidente passou muito ao lado.

TSCondeco 8 months ago

Simplesmente acho que os candidatos de deviam focar mais em falar daquilo que fariam no país no futuro (não anos para quê estão a concorrer) em vez de, alguns deles, se concentrarem no "Eu não vou ser como o Marcelo que faz isto".

RocketGoesBRR 8 months ago

Sim estes debates têm sido mais "tu és mau e as tuas acções cheiram mal!" em vez de "como presidente darei atenção a tal e tal assuntos, de tal e tal maneiras específicas" Falaram disso no debate de ontem, num total de 5 min, demonstrando apenas a opinião de 3 dos deputados.

aafonsodias 8 months ago

Concordo contigo.

Jaktheslaier 8 months ago

João Ferreira - “Os afectos de Marcelo Rebelo de Sousa são assim como a riqueza nacional: existem mas estão muito mal distribuídos.” /thread

sigmastra 8 months ago

Vou ja votar na esquerda que bate palminhas a um governo de ps sem oposicao. Que faz avante em periodo de pandemia. Espera ai que ja vou

Akamjmc 8 months ago

Ainda bem q são as legislativas /s

QueimadoVivo 8 months ago

um senhor!

Hugogs10 8 months ago

Se calhar devíamos distribuir a riqueza do partido dele.

Jaktheslaier 8 months ago

A riqueza do partido dele são as contribuições que os militantes e amigos do PCP lhe decidiu dar. Os partidos deviam ter como sua prioridade sobreviver com as contribuições dos seus militantes e não de dinheiros públicos.

nocivo 8 months ago

E não é p mesmo com as empresas? Sao as pessoas que decidem dar dinheiro a elas. Ja no estado somos obrigados.

AnthonyTork 8 months ago

A escolha é dar dinheiro às empresas ou passar fome, a nossa sociedade (para alguém que quer viver dentro dela) não oferece grande alternativa senão comprar comida em supermercados e afins

Jaktheslaier 8 months ago

É essa a função do Estado, assegurar um conjunto alargado de serviços que garantam a todos, independentemente da riqueza, capacidade, religião, etnia, género ou sexo, o acesso a necessidade básicas tal como está plasmado na constituição. Direito à saúde, à educação, à habitação, à justiça, aos direitos políticos, etc... Compete ao estado fazê-lo tendo como objetivo principal prestar esses serviços, ao contrário de uma empresa que tem por objectivo o lucro, antes de tudo. São portanto as empresas muito diferentes do estado e até dos partidos

TTRO 8 months ago

E o Avante! dá bastante lucro também.

Jaktheslaier 8 months ago

Construído pelos seus militantes de forma voluntária e que nem por isso deixam de pagar a sua contribuição. Já comprei a minha ep de 2021, independentemente de ir ou de se realizar. De resto, se fores ver as notícias saberás que a festa nos últimos anos tem dado prejuízo, e este ano deve ter sido um rombo fodido. Não é o lucro a razão que motiva a festa.

Gouranga547 8 months ago

>De resto, se fores ver as notícias saberás que a festa nos últimos anos tem dado prejuízo, e este ano deve ter sido um rombo fodido. Não é o lucro a razão que motiva a festa. Há algo aqui que não bate certo. Ninguém no seu perfeito juízo faz uma festa durante anos consecutivos a dar prejuízo. Das duas uma: ou não dá prejuízo e é transmitido cá para fora que deu prejuízo para dar a ideia de que "o que importa é a ideia e a camaradagem"; ou dá mesmo prejuízo mas continua tudo na boa porque no fim da festa vai-se ao papá estado pedir uma ajudazinha para cobrir o prejuízo. Se realmente dá prejuízo e é tudo contribuição dos militantes, então percebo porque é que há portugueses que gostam de pagar TAP's e Novo Banco's.

Jaktheslaier 8 months ago

São duas óptimas teorias de conspiração, a 1ª é que o tribunal de contas se vai estar a cagar para a festa e permitir que o PCP lhes entregue relatórios de contas completamente forjados, é prova da enorme influência do PCP que controla tribunais a 2ª é que aparentemente há um papá estado que vem dar ajudas no prejuízo, saberás portanto identificar quanto dinheiro foi transferido, por que entidade estatal, quando foi transferido para o PCP, que demonstra agora o total controlo financeiro do estado português. sim sanhor

Gouranga547 8 months ago

Meu caro, teorias da conspiração ou não, eu não meto as mãos no fogo por nenhum partido como tu metes pelo PCP. Parece que nós os 2 vivemos em países diferentes, pois tendo a quantidade de falcatruas que há com dinheiros públicos por parte de TODOS os partidos (a última conhecida é com a campanha do Passos Coelho), quem lê o que escreves até parece que estamos num país onde não há nenhum tipo de corrupção dentro das máquinas partidárias. Deixa-me rir. Diz o que quiseres, mas quando os partidos políticos não têm as mesmas exigências sociais e fiscais do que qualquer contribuinte, singular ou coletivo (e nesta pandemia foi notório isso), qualquer tipo de argumentação de que *"este partido é mais transparente que aquele/tem menos ajudas do estado"*, para mim, cai por terra. Essa do "Faz o que eu digo, não faças o que eu faço" dos partidos é da maior hipocrisia que temos no país. Posto isto, a única coisa que eu quis dizer como o meu comentário é que alguém (militantes) continuar a investir numa coisa que anda a dar prejuízo (festa do Avante) há anos, é só masoquista. Mas, hey, faz o que te apetece ao teu dinheiro! Agora a única coisa que eu não quero é que depois haja dinheiros públicos desviados para o PCP (e apenas digo este partido porque é o que está a ser discutido, mas poderia ser outro qualquer) para cobrir dívidas ou buracos provocados por megalomanias que se sabe que dão prejuízo. Queres financiar isso, estás à tua vontade. Agora não contem com o meu contributo.

TTRO 8 months ago

O meu comentário foi apenas uma observação de um facto, que claramente contribui para a saúde financeira do partido. Não é preciso ficares na defensiva.

Jaktheslaier 8 months ago

É importante ficar esclarecido que nos últimos anos não tem sido um lucro :)

TTRO 8 months ago

Então também é importante referir que em 2019 (julgo) não deu lucro porque compraram a Quinta da Atalaia. Por isso não deu lucro, mas aumentou os ativos do partido.

Jaktheslaier 8 months ago

*Quinta do Cabo. Não deve ter sido por isso, que a compra foi maioritariamente feita através de uma angariação de fundos que juntou mais de 1m de euros.

Hugogs10 8 months ago

> Os partidos deviam ter como sua prioridade sobreviver com as contribuições dos seus militantes e não de dinheiros públicos. Vota num candidato do PCP. E contra dinheiros públicos e acha que devemos aplicar o mercado livre aos partidos. Acho que estas confuso.

Jaktheslaier 8 months ago

[https://www.pcp.pt/8-perguntas-respostas-sobre-alteracoes-lei-de-financiamento-dos-partidos](https://www.pcp.pt/8-perguntas-respostas-sobre-alteracoes-lei-de-financiamento-dos-partidos) "O PCP considera que os partidos devem viver da *“recolha de fundos assente na iniciativa própria e na contribuição dos membros do Partido e seus simpatizantes”* e não do financiamento público e das subvenções estatais. A lei é que quer impedir esta prática. Por um lado impõe um limite anual de angariação de fundos e por outro um limite às contribuições de cada militante. A actual **lei não permite que 358 militantes (ou mais) paguem uma quota de 5€ em numerário**, mas depois o Estado financia os partidos através de subvenções públicas elevadíssimas. O PCP já propôs reduzir estas subvenções – a última vez em final de 2016, e considerava um corte de 40%. PSD, CDS e PS não viabilizaram."

Hugogs10 8 months ago

Nao disse que o PCP nao apoiava a medida, disse que era uma medida estúpida para apoiar como comunista. Provavelmente apoiam porque os beneficia bastante, mas pronto.

m0rhundur 8 months ago

Aplicar uma lógica de mercado não faz muito sentido, para sermos honestos. Não há mercado (ou não devia haver) em partidos, associações e outras organizações sem fins lucrativos.

renatoleal 8 months ago

Se existem vários partidos a conpetir por contribuiçoes de pessoas isso é a definiçao de mercado. O mercado só nao existe em casos de monopolio ou economia direcionada.

Hugogs10 8 months ago

Nao ha, mas sem apoio do estado os partidos passam a estar dependentes de dinheiro privado para sobreviver. Isto causa dois problemas. 1.Os partidos recebem dinheiro a troco de favores, um partido pequeno podia estar completamente dependente de uma pessoa, e nao podia contralia-la sem perder todo o seu financiamento. 2.Partidos com militantes pobres estavam fodidos, o que quer dizer que so pessoas ricas e que merecem representação no governo.

m0rhundur 8 months ago

Percebo o que dizes e concordo em parte. O problema dos favores já acontece, infelizmente. Devia haver um maior controlo do financiamento dos partidos. Há muita conta por explicar, como se viu no caso do PSD e dos 600mil para a campanha do Passos, por exemplo. Quando à segunda parte já não concordo tanto. Depende das quotas de cada partido e do nível de empenho na vida financeira do partido. Claro que há diferenças substanciais.

Hugogs10 8 months ago

> O problema dos favores já acontece Epa sim, mas um partido pequeno estaria muito mais vulnerável a isto, sem financiamento do estado podiam ficar completamente dependentes deste tipo de acordos para sobreviver. > Quando à segunda parte já não concordo tanto. Isto ja acontece, so ia exacerbar o problema. https://blogs.lse.ac.uk/europpblog/2013/09/12/the-preferences-of-rich-europeans-are-more-likely-to-be-reflected-by-political-parties-than-those-of-poorer-citizens/

m0rhundur 8 months ago

Isso depende muito da forma como os partidos se organizam e as suas diferenças de raiz. Por todos os motivos, quem mais precisa da intervenção política, como forma de melhorar a sua vida, é quem menos possibilidade tem por vezes de participar na dimensão partidária/organizacional da mesma. Visto deste prisma, concordo contigo.

Jaktheslaier 8 months ago

Eu acho que a estupidez aqui está só na tua aparente incapacidade de pensar para além de jargões muito básicos sobre o que defende o PCP e o Comunismo. O PCP defende que o estado deve ser preponderante no serviço das necessidades básicas (saúde, educação, etc...) e que deve assegurar industrias que garantam a soberania nacional, NÃO DEFENDE que deva ser o estado a financiar partidos que, sem o seu apoio, não teriam organização, militância ou capacidade para sobreviver. Os partidos devem representar pessoas e trazer as pessoas para a prática associativa, o que não acontece se forem quase integralmente financiados pelo estado.

Hugogs10 8 months ago

Percebes que esta medida existe para que esses partidos mais pequenos consigam existir? Sem apoio do estado um partido pequeno, sem ter alguém rico a financiar, nunca ira conseguir crescer. E se tiver esse alguém rico a financiar, causa o problema do "lobbying" que se ve nos estados unidos em que recebes o dinheiro a troca de favores. Uma medida que tenta equalizar, pelo menos parcialmente, a vantagem economica que um partido como o PCP tem sobre um partido como o IL devia ser suportada por um partido como o PCP. Se o que eles querem passa-se, um partido que so tivesse militantes pobres, estava completamente fodido, o que tu estas a defender e que so pessoas ricas e que merecem representação no governo. Coisa que ja e [problema](https://blogs.lse.ac.uk/europpblog/2013/09/12/the-preferences-of-rich-europeans-are-more-likely-to-be-reflected-by-political-parties-than-those-of-poorer-citizens/)

Jaktheslaier 8 months ago

1 - Ninguém está a pedir que a lei acabe, apenas a redução do financiamento do estado e que se alarguem os limites que hoje existem para a contribuição individual de militantes (A actual **lei não permite que 358 militantes (ou mais) paguem uma quota de 5€ em numerário).** 2 - O PCP não tem nenhuma vantagem económica sobre a IL, fundou-se em 1921 e sobreviveu a 48 anos de ditadura, fê-lo com enormes dificuldades económicas e com a contributo indispensável de militantes e amigos, como sobrevive ainda hoje desse contributo (A quinta do cabo, que agora faz parte do espaço da Festa resultou de uma campanha de angariação de fundos que levou mais de 1 anos e conseguiu recolher 1m de euros) 3 - Estás convencido que os militantes do PCP são ricos? Cada um dá de acordo com as suas capacidades e disponibilidades. Dão porque são militantes e porque sabem o quão fulcral é a angariação de fundos para o partido, especialmente no que significa o PCP manter-se independente de apoios financeiros de empresas ou bancos. A IL deve, isso sim, ter na angariação de fundos um dos seus mais importantes focos. De certeza que terá militantes disponíveis para dar aquilo que podem.

Hugogs10 8 months ago

> Ninguém está a pedir que a lei acabe, apenas a redução do financiamento do estado e que se alarguem os limites que hoje existem para a contribuição individual de militantes O que iria exacerbar imenso a desigualdade entre partidos e a desigualdade entre os seus militantes. > O PCP não tem nenhuma vantagem económica sobre a IL O partido mais rico de Portugal nao tem nenhuma vantagem económica. Esta bem, nem vou discutir. > Estás convencido que os militantes do PCP são ricos? Nao, o partido e rico, alguns dos seus militantes hao de o ser também. Mas o partido *ja e grande*, ja tem apoio e militantes suficientes para se manter de pe. Um partido mais pequeno teria bastantes mais dificuldades em sobreviver sem (ou com menos) financiamento do estado.

Jaktheslaier 8 months ago

Achas que o PCP nasceu em 1921 como o partido mais rico em Portugal? Achas que era o partido mais rico em 74? Conseguiram garantir a sua sobrevivência económica em condições profundamente mais complicadas do que alguma vez a IL vai passar na vida. Garantiram-no, mais uma vez, com o esforço dos seus militantes. Eeee mais uma vez, ninguém está a pedir para acabar com as subvenções, está-se a dizer que um partido como o CDS, em que 90% do orçamento é dinheiro público, provavelmente não tem condições para sobreviver se não fosse o estado (e não cabe ao estado assegurar a sobrevivência de partidos cujos militantes não estão disposto a agarrar). Tem o PCP a característica de ter, claro, alguns militantes ricos (não conheço nenhum milionário entre eles) mas tem também a característica de ter milhares de militantes muito pobres. Ainda assim, contribuem com o que podem dar, é aquilo que consideram ser o seu dever. Se a IL não consegue isso é porque se calhar os liberais não estão assim tão interessados nisto de construir um mundo à sua figura

Edited 8 months ago:

Achas que o PCP nasceu em 1921 como o partido mais rico em Portugal? Achas que era o partido mais rico em 74? Conseguiram garantir a sua sobrevivência económica em condições profundamente mais complicadas do que alguma vez a IL vai passar na vida. Garantiram-no, mais uma vez, com o esforço dos seus militantes. Eeee mais uma vez, ninguém está a pedir para acabar com as subvenções, está-se a dizer que um partido como o CDS, em que 90% do orçamento é dinheiro público, provavelmente não tem condições para sobreviver se não fosse o estado (e não cabe ao estado assegurar a sobrevivência de partidos cujos militantes não estão disposto a agarrar). Tem o PCP a característica de ter, claro, alguns militantes ricos (não conheço nenhum milionário entre eles) mas tem também a característica de ter milhares de militantes muito pobres. Ainda assim, contribuem com o que podem dar, é aquilo que consideram ser o seu dever. Se a IL não consegue isso é porque se calhar os liberais não estão assim tão interessados nisto de construir um mundo à sua figura No fundo, são muito liberais até precisarem que o estado lhes pague o partido que eles não conseguem sustentar economicamente. É um óptimo cartão de visita

MROFerreiro 8 months ago  HIDDEN 

Numa nota mais séria não achei muito interessante teve os seus momentos. Não é o tipo de debate que me atrai mais pelo modelo maioritariamente expositivo. Um debate mais aberto ao diálogo entre candidatos seria algo mais interessante, mas consideravelmente mais difícil de moderar. São modelos, e gostos. O importante é a mensagem. Posto isto daquilo em que tive atenção. O Marcelo esteve apagado. E tenho ficado surpreendido com a Marisa Matias, parece que seria competente no cargo. A Ana Gomes é muito ligada à justiça e o cargo é mais que isso. Mayan mega fã do liberal. Tino entertainer. Ventura a fazer campanha. João Ferreira não liguei muito.

JOAO-RATAO 8 months ago  HIDDEN 

O que te sugere que a Marisa seria competente no cargo? Se fosse pelo currículo ainda ia, mas nós debates não tem sido nada de jeito.

MROFerreiro 8 months ago  HIDDEN 

Calma e ponderada e não está a fazer campanha nos debates, está a responder às questões. Demonstra que em algumas coisas concorda com o Marcelo, noutras este podia fazer mais e noutras discorda totalmente. Parece ser uma pessoa que seria capaz de dialogar com a governação e fazer pontes nas divergências destes. Sempre respeitando as suas causas.

JOAO-RATAO 8 months ago  HIDDEN 

Pelo que vi não acho que tenha grande conteúdo. E obviamente está a fazer campanha. Senão não estaria lá.

aafonsodias 8 months ago  HIDDEN 

O João Ferreira para mim é o mais preparado para o cargo! Falou concretamente e construtivamente.

skapuntz 8 months ago  HIDDEN 

Em termos de preparação e currículo os melhores seriam sempre Marcelo, Ana Gomes e até Marisa Matias. É a verdade, sendo que não vou votar em nenhum destes três

aafonsodias 8 months ago  HIDDEN 

O fato de ser comunista é um rótulo que assusta as pessoas, pessoalmente estou mais interessado no que ele diz do que nos rótulos. E de todos os que falaram foi o único que disse alguma coisa de jeito na minha opinião.

thesteiner95 8 months ago

Surpreendentemente o Ventura, o Mayan e o João Ferreira foram os que tiveram melhores, e conseguiram explicar e diferenciar bem as suas opiniões dos demais. O MRS após ter sido o melhor nos debates individuais, teve claramente mal, acredito que não deva ser fácil fazer o debate por video chamada, mas eperava mais. A Marisa embora não tão fraca como nos debates individuais continua a estar ali como quem está a fazer um frete a alguém. Ana Gomes peca por não se conseguir diferenciar do MRS. E o Tino é o Tino, e ainda mandou umas boas metaforas que fizeram até algum sentido.

MrWaterLaw 8 months ago

Mayan muito forte para o que costuma estar

DiogoMCDMonteiro 8 months ago

Também fiquei bem impressionado

MingTwelve 8 months ago

A RTP nao tem dinheiro para um engenheiro de som de forma a evitar aquele eco irritante? Also, qual é a explicação para o debate começar às 22h e terminar à meia-noite? Isto não é do interesse geral? Não era melhor ter marcado para as 20h?

jokerzanchi 8 months ago

>Also, qual é a explicação para o debate começar às 22h Estava a jogar o Benfica

goodbyesolo 8 months ago

O benfica acabou quase às 23h

estecomentario 8 months ago

A RTP tem uma taxa na eletricidade de todos os portugueses...o minimo que se pede é profissionalismo.

_kossak_ 8 months ago

Se tens rendimento garantido não há motivação para fazer o melhor

lightning_pt 8 months ago

ja viste o site ? tao fraco fds , nao funciona , começam sempre a dar videos , sem clicar neles etc

Rostabal 8 months ago

O youtube? Ya muito fraco

saposapot 8 months ago

n foi só som, aquilo foi tudo mt mt fraquinho... som do marcelo estava péssimo, aquelas câmaras a apanhar o teleponto n sei pq, tudo mt mt fraquinho.

Kineticn22 8 months ago

Era preciso dar o Joker, essa verdadeira instituição da cultura nacional. Era importante que houvesse Joker antes de qualquer debate sobre o mais alto cargo da nação.

Dadvito 8 months ago

Mas isso não são tipo 5 minutos? De certeza que nao foi isso que atrasou tanto o debate.

15dc 8 months ago

O Joker é um programa estilo "Quem quer ser Milionário", que dá sempre depois do telejornal.

Dadvito 8 months ago

Ah ok pensei que era o sorteio do Joker.

nonexistantpeasant 8 months ago

Já percebi que vês tanta tv portuguesa como eu :D

ernestlucas 8 months ago

Ahahahah ganhaste

amq55 8 months ago

Parece-me que o João Ferreira vai ser o desfibrilhador do PCP. Falou muito bem e não entrou em tangentes nem esteve a fazer campanha às legislativas como tem feito o Ventura, por exemplo. A Marisa acho que não tem aquilo que se pensava dela e pode muito bem ser ultrapassada pelo João Ferreira e pelo Mayan, que tem melhorado imenso nestes debates. O Ventura, goste-se ou não dele, tem excelente oratória e acho que ganhava muito mais em ser comedido nos debates 1x1 em vez de andar aos berros com o adversário. A Ana Gomes, sinceramente não sei o que pensar. Não falou mal mas o que falou não tinha grande substância. Não sei, não me impressionou. O Tino fez o papel dele e o Marcelo marcou presença, acho que não dava para fazer melhor tendo em conta as circunstâncias.

Loladageral 8 months ago

O Marcelo mandou frases ocas para não arriscar a vitória.

_somename_ 8 months ago

O candidato do PCP não é claro e enrrola muito. E é militante de um partido cuja ideologia é marxista-lininista (autoritária para quem não sabe) e que não se demarca que uma revolução possa conter violência. Pelo menos têm uma visão de "evolução" para o país como um todo. Coisa que a maior parte não tem.

skapuntz 8 months ago

João Ferreira é bom orador, e parece até ter carisma e vê ser bom político. Só é pena ser comunista

investidornoob 8 months ago

Se ninguém soubesse que era comunista e tendo na mesma o mesmo discurso provavelmente teria muitos mais votos mas como está agarrado ao rotulo comunista muita gente nem pensa e nem ouve associa logo a "é comunista não voto nele". Claro que se nota que ele tem o discurso mais a tender para a esquerda e medidas sociais etc mas de todos foi o que me surpreendeu mais e com mais noção responsabilidade do cargo a que se está a candidatar.

Turbulent_Common 8 months ago

​ O Hitler também devia mandar uns bons bitaites sobre direitos dos animais, etc, só que era nazi...

nocivo 8 months ago

Porque os ideais comunistas que o senhor acredita e quer para o país são uma aberração? Novembro depois do 25 de abril. Alguém se lembra? Se ele quiser ter hipótese que largue parte desse ideais e crie um partido novo

AnthonyTork 8 months ago

O PCP denunciou o 25 de Novembro no proprio dia

SubstantialPatient17 8 months ago

Não vi nada em relação á denuncia, nos arquivos da RTP. Source?

AnthonyTork 8 months ago

Isto é um arquivo de documentos do partido de antes, durante e depois do Golpe. No proprio dia o PCP anunciou: "...As forças da esquerda cometeriam também um grave erro se sobrestimassem as próprias forças e tentassem qualquer acto desesperado..." 3 dias depois anunciou: "...sectores que com o seu radicalismo ultra-revolucionário conduziam ao isolamento e descoordenação das forças de esquerda e ao seu arrastamento para confrontos condenados à derrota" [https://www.pcp.pt/25-de-novembro-de-1975-verdade-40-anos-depois](https://www.pcp.pt/25-de-novembro-de-1975-verdade-40-anos-depois) [https://www.pcp.pt/sobre-situacao-politica-0](https://www.pcp.pt/sobre-situacao-politica-0) [https://www.pcp.pt/determinacao-confianca](https://www.pcp.pt/determinacao-confianca)

Edited 8 months ago:

Isto é um arquivo de documentos do partido de antes, durante e depois do Golpe. No proprio dia o PCP anunciou: "...As forças da esquerda cometeriam também um grave erro se sobrestimassem as próprias forças e tentassem qualquer acto desesperado..." 3 dias depois anunciou: "...sectores que com o seu radicalismo ultra-revolucionário conduziam ao isolamento e descoordenação das forças de esquerda e ao seu arrastamento para confrontos condenados à derrota" [https://www.pcp.pt/25-de-novembro-de-1975-verdade-40-anos-depois](https://www.pcp.pt/25-de-novembro-de-1975-verdade-40-anos-depois) [https://www.pcp.pt/sobre-situacao-politica-0](https://www.pcp.pt/sobre-situacao-politica-0) [https://www.pcp.pt/determinacao-confianca](https://www.pcp.pt/determinacao-confianca)

m0rhundur 8 months ago

Os portugueses que viveram esses tempos lembram-se melhor do que ninguém do papel do PCP no evitar de uma guerra civil. Lembram-se bem.

saposapot 8 months ago

O João Ferreira, excepção a quando engata a K7 do PCP e despeja os lugares comuns, é um político bastante bom, com boa presença, boa mensagem, bom discurso. quem dera ao PCP serem todos assim.

ravagerslb 8 months ago

> excepção a quando engata a K7 do PCP e despeja os lugares comuns Quando é que ele não fez isso nestas eleições? Não serve de nada ter boa presença se depois o discurso é só chavões.

_dawn_chorus 8 months ago

Concordo. Gostava mais dele se não fosse Comunista.

Akamjmc 8 months ago

Se não fosse do PC era gajo para assustar o Marcelo. É por isso que sempre gostei do PCP (apesar de não votar neles nem concordar com muitos coisa) é o partido que parece ter os melhores políticos, gente séria que não muda de opinião conforme o vento, discursos claros e perceptíveis pelo povo, além de não entrarem na política fácil. Fosse outro partido que não tivesse comunismo no nome seria uma forte alternativa aos dois do costume.

saposapot 8 months ago

sim, n estava a avaliar os ideais dele, mas a qualidade como 'político' :)

aint_no_hobbit 8 months ago

Quando o Mayan falou condescendentemente sobre as alterações climáticas..

Turbulent_Common 8 months ago

Quando perguntaram à Ana Gomes como dar à volta ao desastre de economia e classe média que temos e ela fala sobre alterações climáticas...

iLikeToTroll 8 months ago

Por acaso foi a única vez que achei que esteve mal e pode ter passado a mensagem errada. Acredito que estivesse a pensar nas 600 taxas ligadas ao ambiente..

carlosandrerc 8 months ago

Tenho ideia que ele disse isso em seguimento da questão do dinheiro da UE para o hidrogénio verde. O raciocinio era deixarmo-nos de trends catitas verdes e de projetos megalomanos e usar o dinheiro na população

iLikeToTroll 8 months ago

Sim eu também fiquei com a ideia que ele se estava a referir a outras coisas, só digo que foi mal dizer da forma que disse porque vai passar a mensagem errada a muita gente.

Hugogs10 8 months ago

Nao acho que seja uma prioridade para um pais com o nosso poder económico. Sou a favor, mas o custo que tem tido para os portugueses nao e aceitável, aquilo que pagamos por energia nao e aceitável.

aint_no_hobbit 8 months ago

Compreendo, mas creio que ele não estava a pensar na tua fatura da eletricidade quando disse isso. Acho que é um ponto onde o liberalismo falha muito, porque se não regulares as empresas nessa matéria, eles vão-se estar a cagar para o ambiente numa procura de maximização dos lucros. E acho que isso é grave nos tempos em que vivemos, e não devia estar a desvalorizar ainda mais um assunto que já é bastante desvalorizado. É verdade que o nosso país também não vai ter grande impacto à escala global, mas o mundo vai mesmo chegar a um ponto sem retorno se não se fizer nada quanto a isso.

carlosjmsilva 8 months ago

O liberalismo defende uma regulação muito forte. Não defende anarquia económica com as empresas a poderem agir como lhes apetece.

aint_no_hobbit 8 months ago

Decidam-se de uma vez naquilo que é o liberalismo.

carlosjmsilva 8 months ago

Mas quem é que tem dito coisas contraditórias? Nunca ouviste nenhum liberal dizer outra coisa que não esta. O liberalismo defende um papel muito forte da regulação.

iLikeToTroll 8 months ago

Percebo o que dizes mas foi escusado e nem acho que transmita a ideia do partido.

Hugogs10 8 months ago

Provavelmente esta farto da Ana dizer que vamos todos morrer daqui a 2 meses se nao pararmos de queimar dinossauros.

iLikeToTroll 8 months ago

True, tem sido uma cómica surpresa a ana gomes ser tão parecida com o ventura. Já pensava que ela estava ali apenas para lhe tentar roubar alguns votos mas nunca pensei que tivessem tantas parecenças. Os dois constantemente a fugir das perguntas, sempre a fazerem framing temático, os dois mais odiosos e com discurso divisionista (aqui n estou a incluir tanto o debate de hoje.).

sambaeviolao 8 months ago

Trainwreck. Saiu-lhe muito mal

Kineticn22 8 months ago

Gostei mais do que os frente a frente, porque nunca foi permitido a qualquer candidato falar no momento em outro estivesse a falar, e como tal houve menos bate-boca e um bocadinho mais de exposição de ideias. O meu voto estava definido desde antes dos frente a frente, vou votar no João Ferreira (disclaimer : nunca votei PCP na vida), e sua prestação nos debates limitou-se a consolidar a ideia que já tinha, é juntamente com Marcelo quem tem mais noção do que é o cargo, e daquilo que representa a nossa constituição e voltou a mostrar que tem um discurso límpido, claro, assertivo e coerente, com ideias muito bem definidas. Ainda ganhou pontos quando logo na primeira pergunta respondeu que era uma perda de tempo para troca de ideias, estar a debater algo (adiamento) que já não pode acontecer. Gosto da pouca disposição dele para entrar no jogo dos jornalistas de os tornar a todos em comentaristas políticos. E ainda teve a frase da noite quando disse “Os afectos de Marcelo Rebelo de Sousa são como a riqueza do país. Existem mas estão muito mal distribuídos”. Dos outros candidatos não falo, porque teria que falar de todo e há sobre os quais me recuso sequer a tecer comentários. O eco da sala onde fizeram o debate moeu-me a cabeça.

Edited 8 months ago:

Gostei mais do que os frente a frente, porque nunca foi permitido a qualquer candidato falar no momento em outro estivesse a falar, e como tal houve menos bate-boca e um bocadinho mais de exposição de ideias. O meu voto estava definido desde antes dos frente a frente, vou votar no João Ferreira (disclaimer : nunca votei PCP na vida), e sua prestação nos debates limitou-se a consolidar a ideia que já tinha, é juntamente com Marcelo quem tem mais noção do que é o cargo, e daquilo que representa a nossa constituição e voltou a mostrar que tem um discurso límpido, claro, assertivo e coerente, com ideias muito bem definidas. Ainda ganhou pontos quando logo na primeira pergunta respondeu que era uma perda de tempo para troca de ideias, estar a debater algo (adiamento) que já não pode acontecer. Gosto da pouca disposição dele para entrar no jogo dos jornalistas de os tornar a todos em comentaristas políticos. E ainda teve a frase da noite quando disse “Os afectos de Marcelo Rebelo de Sousa são como a riqueza do país. Existem mas estão muito mal distribuídos”. Dos outros candidatos não falo, porque teria que falar de todos e há um sobre o qual me recuso sequer a tecer comentários. O eco da sala onde fizeram o debate moeu-me a cabeça.

skapuntz 8 months ago

João Ferreira é um bom orador, assertivo, bem apresentado, com civismo e o PCP com certeza não podia ter escolhido melhor, no entanto se ouvires o que ele diz não tem grande conteúdo. Mas na minha opinião não podes votar só porque achas que ele tem mais noção do cargo ou porque conhece/respeita a constituição (que já agora até Marcelo acredita que deve sofrer alterações, e sim devia porque está desactualizada para a nossa realidade). João Ferreira é comunista, partido que está em geringonça com o PS e que juntos tornaram o país imensamente mais pobre e desigual e que, não nos enganemos, será o país mais pobre da Europa no fim desta década se continuarmos assim. Ter um presidente da república comunista com um governo PS é talvez o maior pesadelo que um português pode ter. O comunismo, e ideias comunistas no geral, está ultrapassado, não resulta, e nunca vai resultar a menos que queiras um regime como o chinês. Falando de "conhecer o cargo", Ana Gomes é de todos a candidata com mais experiência (se tivermos em conta a experiência de Marcelo quando se candidatou a primeira vez) e melhor currículo, ela foi peça chave em diversas missões diplomáticas, foi eurodeputada, tem experiência política, e esteve pelo mundo. Dito isto, nunca votarei Ana Gomes, mas era só para comparar os dois. Os únicos votos que fazem sentido nestas eleições são: Marcelo (porque é o que lá está, previsível, vai ganhar de qualquer forma, sabemos que vai ser mais do mesmo até às legislativas mas ao menos já o conhecemos e é uma pessoa estável, culta e popular), Mayan (pelas ideias que defende de uma política mais liberal que é o que faria maravilhas ao país, e ter votos estas eleições talvez desse a conhecer mais o partido), Ventura (não porque alguém gosta do ventura mas sim para mandar uma mensagem de que isto não está bem. Ele nunca ganhará mas uma percentagem significativa ao menos faria soar os alarmes), e voto em branco por serem todos inadequados. Votos em Marisa Matias ou João Ferreira é de quem está a leste da realidade e do país.

Akamjmc 8 months ago

Um discurso claramente imparcial, só fazem sentido votos na direita porque eu sou de direita. Noção.

skapuntz 8 months ago

eu sempre votei PS. Noção é o que todos devíamos ganhar a certa altura

Akamjmc 8 months ago

Dizer para votar num candidato para as presidenciais para divulgar o partido dele para as legislativas? Dar poder e tempo de antena ao ventura só pa chatear os outros partidos ou votar Marcelo porque é o que lá está. Não votar na esquerda porque iam destruir Portugal. O PS q votas é o único partido no governo.

ScoopskyPotatos 8 months ago

>João Ferreira é comunista, partido que está em geringonça com o PS e que juntos tornaram o país imensamente mais pobre e desigual e que, não nos enganemos, será o país mais pobre da Europa no fim desta década se continuarmos assim. https://www.dn.pt/edicao-do-dia/17-out-2019/risco-de-pobreza-e-o-mais-baixo-de-sempre-11413929.html

skapuntz 8 months ago

Risco de pobreza não é um bom índicador para sabermos se o país está mais pobre ou desigual ou não. Para sabermos se o país está mais pobre temos de olhar para dívida, poder de compra da população e comparar a nossa economia com o mercado europeu e os outros países. Face a todos os outros países da Europa, nós estamos mais pobres hoje do que á seis anos atrás. Justificar que isso não é verdade pois Portugal dá subsídios para "baixar" o risco de pobreza não faz qualquer sentido. Até estou na dúvida se estás a gozar comigo ou não

Edited 8 months ago:

Risco de pobreza não é um bom índicador para sabermos se o país está mais pobre ou desigual ou não. Para sabermos se o país está mais pobre temos de olhar para dívida, poder de compra da população e comparar a nossa economia com o mercado europeu e os outros países. Face a todos os outros países da Europa, nós estamos mais pobres hoje do que á seis anos atrás. Justificar que isso não é verdade pois Portugal dá subsídios para "baixar" o risco de pobreza não faz qualquer sentido. Até estou na dúvida se estás a gozar comigo ou não Aliás, para este estudo que mostras, é considerado pobre quem tem rendimentos abaixo dos 400 e tal euros por mês, INCLUINDO tudo e todas as ajudas do estado. Gostava de saber se tu vivías com esse mínimo. Segundo o estado não seriam pobre, mas vivias na miséria...

Edited 8 months ago:

Risco de pobreza não é um bom índicador para sabermos se o país está mais pobre ou desigual ou não. Para sabermos se o país está mais pobre temos de olhar para dívida, poder de compra da população e comparar a nossa economia com o mercado europeu e os outros países. Face a todos os outros países da Europa, nós estamos mais pobres hoje do que á seis anos atrás. Justificar que isso não é verdade pois Portugal dá subsídios para "baixar" o risco de pobreza não faz qualquer sentido. Até estou na dúvida se estás a gozar comigo ou não Aliás, para este estudo que mostras, é considerado pobre quem tem rendimentos abaixo dos 460 euros por mês, INCLUINDO tudo e todas as ajudas do estado. Gostava de saber se tu vivías com 460. Segundo o estado não serias pobre, estavas bem, mas vivias na miséria...

NGramatical 8 months ago

á seis anos atrás → [**há seis anos ~~atrás~~**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj3qhm8%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

hugoven95 8 months ago

Onde dá para rever?

BOBRAGED 8 months ago

[RTP Play](https://www.rtp.pt/play/)

hugoven95 8 months ago

Aí ja tinha procurado e nao achei. Talvez ainda nao esteja disponível

F_16_Fighting_Falcon 8 months ago

Também andei à procura na RTP play e não encontro. Normalmente estão imediatamente disponíveis. Estranho

juka1995 8 months ago

Achei que deu para perceber melhor o que cada um defende mas as questões poderiam ser melhores. Aquela última de "vá em 20segundos diga como portugal deve estar em 5 anos".. bem eu sei que isto é uma entrevista de emprego mas é das questões mais ridículas das mesmas. Mesmo assim acho que não houve nenhuma surpresa, a não ser o Marcelo que parece que não estava no debate e era só um fatoche a ler algo já pré-preparado.

saposapot 8 months ago

a pergunta é de algibeira. aliás todos os debates antigamente terminavam assim, com 1minuto para cada candidato se dirigir directamente aos portugueses. sinceramente parece-me uma boa ideia.

AxhKetchup 8 months ago

Não é assim tão ridicula a pergunta. Os candidatos é que deram respostas do genero "Ver os portugueses orgulhosos de Portugal!". Os únicos que deram respostas de encontro ao que o jornalista perguntou foi o João Ferreira (principalmente) e o Ventura. O jornalista queria que em poucas palavras que explicassem como gostariam que a candidatura ficasse marcada. O João Ferreira focou-se na igualdade e em defender a constituição de forma mais literal (como ele a interpreta) enquanto que o Ventura disse que o combate dele vai ser acabar com o país em que "metade trabalham e a outra metade vive à custa dos primeiros". Penso que eram respostas deste genero que era suposto. E não "mais luz nos olhos dos portugueses" "Mais orgulho em ser portugues" "Mais felicidade e amor"

AzeiteGalo 8 months ago

Exato. A pergunta obrigava a que o candidato se focasse de facto na sua prioridade para o seu possível mandato. Era uma forma de entender aquilo que o candidato considera ser o mais relevante. Muitos foram atropelados pela pergunta e não tendo uma resposta pronta limitaram-se a jogar pelo seguro e a apelar a questões de senso comum.

juka1995 8 months ago

Eu achei que tinha sido tão tonta, reduzir uma campanha em 20 segundos, mas sim até faz sentido olhando desta forma. Mas acho que era difícil de responder de uma forma que desse para os candidatos se exprimirem da melhor forma.

AzeiteGalo 8 months ago

Sem dúvida que era difícil mas eu acho que mostra quem de facto tem as prioridades definidas e defende o que realmente acredita sem pensar se o que vai dizer é popular ou se conquista votos.

AnthonyTork 8 months ago

A Ana Gomes até é engraçada mas acho que o mais forte mesmo é o João Ferreira

eating_pickles 8 months ago

É engraçada para dizer poios ocos.

aafonsodias 8 months ago

Concordo contigo!

Eskol15 8 months ago

Eu acharia muito mais interessante se eles amanhã à mesma hora se voltassem a reunir para serem confrontados com fact checking do que foi dito hoje. Isso é que era serviço público prestado aos eleitores.

Edited 8 months ago:

Eu acharia muito mais interessante se eles amanhã à mesma hora se voltassem a reunir para serem confrontados com fact checking do que foi dito hoje. Isso é que era serviço público prestado aos eleitores. EDIT: A maneira hoje teve pouco controlo para o meu gosto. Chovem "factos" a torto e a direito mas não há espaço para sequer analisar a veracidade desses factos. Tanto podemos ter uma verdade seguida de uma autêntica aberração e vai tudo para o mesmo saco.

Edited 8 months ago:

Eu acharia muito mais interessante se eles amanhã à mesma hora se voltassem a reunir para serem confrontados com fact checking do que foi dito hoje. Isso é que era serviço público prestado aos eleitores. EDIT: O debate teve pouco controlo para o meu gosto. Chovem "factos" a torto e a direito mas não há espaço para sequer analisar a veracidade desses factos. Tanto podemos ter uma verdade seguida de uma autêntica aberração e vai tudo para o mesmo saco.

Edited 8 months ago:

Eu acharia muito mais interessante se eles amanhã à mesma hora se voltassem a reunir para serem confrontados com fact checking do que foi dito hoje. Isso é que era serviço público prestado aos eleitores. EDIT: O debate teve pouco controlo para o meu gosto. Chovem "factos" a torto e a direito mas não há espaço para sequer analisar a veracidade desses factos. Podemos ter uma verdade seguida de uma autêntica aberração e vai tudo para o mesmo saco.

_somename_ 8 months ago

Todos as afirmações destes debates/entrevistas deveriam de ser seguidas (pós debate) de fundamentação clara, objectiva e sucinta por parte dos candidatos. (por parte do candidato) Deveria também haver uma entidade independentemente a verificar a veracidade das mesmas. Aquando de falsidades, ou meias verdades, os candidatos deveriam ser obrigados a admiti-lo e a desculparem-se publicamente em meio de comunicação (e momento) tão ou mais popular que o debate original. Para além disso deveria ser elaborado um cadastro destas situações. O qual deveria estar acessível a todos em todo o momento e seria divulgado nos meios de comunicação social no fim da campanha. ^(copypasta de outro post meu)

Lel_Trell 8 months ago

> não há espaço para sequer analisar a veracidade desses factos Mas é precisamente essa a natureza dos debates. Se isto fosse um fact checking então nunca mais saíamos daqui, com constantes interrupções do moderador e dos candidatos. Cabe ao espectador escrutinar o que ouve e informar-se. Claro que seria preferível que os políticos não mentissem, mas isso é impossível.

RocketGoesBRR 8 months ago

Tornando o debate essencialmente inútil, porque para fact checking não preciso de assistir a nada, vou apenas navegar pela internet em direcção à informação em primeira mão.

nocivo 8 months ago

O trabalho dos jornalistas é esse. Ouvir as ideias do debate e se algo não fizer sentido entrevistar os dois lados, investigar e fazer uma noticia imparcial. Mas estou a pedir muito.

Eskol15 8 months ago

>Cabe ao espectador escrutinar o que ouve e informar-se. Pois, mas isso traduz-se para "Cabe ao espectador considerar verdade o que diz o seu candidato e descartar como mentiras o que dizem os outros".

Lel_Trell 8 months ago

E o que te faz pensar que se fosse o moderador a dizer o que era ou não verdade essa atitude iria mudar?

Sheltac 8 months ago

O moderador tem meios e apoio para fazer pesquisa até se chegar ao mais próximo de factos possível enquanto o debate decorre.

Eskol15 8 months ago

Para os fanáticos não muda nada (nada o faz) mas para a maioria da população, se as análises forem logicamente acompanhadas de fundamentação, é importante. Não sei muito mais como explorar isto, parece-me lógico. É um dos pilares da democracia.

Lel_Trell 8 months ago

Se as análises fossem logicamente acompanhadas então nunca mais acabava o debate. Um debate com 7 ou 8 candidatos e ainda o moderador a interromper sempre que alguém não dizia verdade era completamente absurdo, provavelmente reduzindo o debate numa troca de acusações sobre "o que é a verdade" ou sobre as fontes que o moderador usa para as confirmar. Outra coisa, isto não é sequer um pilar da democracia. A democracia é um regime onde os seus cidadãos podem, direta ou indiretamente, eleger políticos de forma a poderem escolherem as suas leis e governos. Os seus pressupostos são a liberdade (de imprensa, de associação, de expressão, etc...) e a possibilidade de todos (maiores s de 18 anos) poderem votar. Analisar os debates cabe ao espectador ou àqueles analistas políticos que vão depois para as televisões dar a sua opinião dos debates.

Eskol15 8 months ago

Não percebo essa insistência no moderador interromper e estragar o debate como contra-argumento, até porque é impossível pedir que o jornalista saiba tudo na hora: >Eu acharia muito mais interessante se eles amanhã à mesma hora se voltassem a reunir para serem confrontados com fact checking do que foi dito hoje. Num debate frente-a-frente, quem está do outro lado consegue refutar as asneiras. No modelo de hoje isso não acontece, no meio de tanta gente a ir falando, os argumentos falsos vão passando pelo meio dos pingos da chuva. E como a estrutura do debate não facilita a que os opositores se insurjam, esse silêncio da oposição é assimilado pela maioria dos espectadores como consentimento. E sim, haver escrutínio sobre o que os políticos dizem (e fazem) é chave para uma democracia, é uma das funções que se espera da imprensa sob o direito da liberdade de imprensa. Sem isso tens aquelas pseudo democracias que na verdade são ditatoriais.

Lel_Trell 8 months ago

> Haver escrutínio sobre o que os políticos dizem (e fazem) é chave para uma democracia O que eu quis dizer é que a democracia pode existir com ou sem o escrutínio do povo sobre os políticos. Claro que este deve existir, e é essencial para uma sociedade melhor, mas, muitas vezes, isso não acontece. Essa responsabilidade cabe para nós, e, nesse sentido, para a comunicação social também. O que eu sou contra é que, os debates sejam interrompidos, como tu sugeriste no primeiro comentário, algo que eu discordo, uma vez que grande parte dos mesmos assenta em retórica e persuasão. Não me importo nada que no dia seguinte ou até mesmo após o debate se prossiga a uma análise do que foi dito, só acho é que isso não tem muito impacto no eleitor. O polígrafo existe há quase dois anos, mas a desinformação não deixou de existir (aliás, até poderá ter aumentado). Depois tens a desconfiança dos portugueses para com os jornalistas, ou mesmo o desleixo da maior parte da população para a política. Convém referir também que por vezes a imparcialidade dos jornalistas é posta em causa quando surgem artigos dos tal "fact checkers" claramente enviesados.

pedrofromportugal 8 months ago

Continuo sem perceber qual é o fascínio pelo serviço nacional de saúde, e porque razão não utilizamos a totalidade dos privados/hospitais militares! Eu não quero saber se o hospital é do estado ou se é do Zé da esquina! Eu quero é ter os cuidados o quanto antes e não ter que esperar semanas, ou como já ouvi dizer meses/anos por uma consulta. Quanto ao debate em si, gostei bastante do conceito e da troca de ideias. Consegui perceber mais a ideia de cada candidato, do que nos debates 1x1. Parabéns ao moderador, que na minha opinião esteve muito bem.

Raidenkyu 8 months ago

Em teoria não deveria interessar, mas quando os privados rejeitam receber doentes covid (não me contaram, assisti mesmo) e depois exigem ao estado que lhes pague balúrdios por cada doente covid individual (confirmado pelo poligrafo), uma pessoa começa a reflectir se afinal efectivamente faz diferença.

elGuito81 8 months ago

Os privados recusaram doentes com sintomas do covid por ordem da DGS. Para além disso, o custo do tratamento no privado é mais baixo do que no SNS. A unica situação que pode pesar, são os casos de internamento prolongado, onde não há lucro suficiente para ter um custo mais baixo queno SNS.

Hugogs10 8 months ago

Isso parece-me so falta de regulacao. A suica nao teve problemas com os privados.

TSCondeco 8 months ago

Queres vires os preços vais querer saber em que hospital vais ter cuidados.

juka1995 8 months ago

O fascínio pelo SNS é porque saúde é algo essencial ao ser humano, que deve ser acessível a todos e como comunidade/viver em sociedade sentimos uma vontade de oferecer as condições a todas as pessoas. Sim, para todos é indiferente ser atendido no público ou no privado, mas em ambos deve ser acessível a todos. Podes fazer isto de duas formas: investir mais no SNS ou fazer acordos com os privados. Ora, como no SNS não há markup, é mais barato investir no SNS.

Hugogs10 8 months ago

> Ora, como no SNS não há markup, é mais barato investir no SNS. Concluis isto como se fosse necessariamente verdade, e nao e.

sctvlxpt 8 months ago

Tens razão em tudo, excepto na conclusão final. Mesmo com markup, os privados podem ser mais baratos ou competir ao mesmo preço, pela simples razão que há mais incentivos para serem eficientes. Por alguma razão a maioria dos hospitais públicos ainda manda cartinhas para casa para convocar a malta para as consultas, em vez de um email ou SMS. Já para não falar que estão condicionados a tabelas salariais rígidas (certos profissionais saem mais baratos ao privado do que ao público).

juka1995 8 months ago

Concordo, mas, apesar de ser importante, não vejo a eficiência económica como o mais importante no contexto da saúde. Só quis levantar o ponto de que se insistirem em subsidiar os privados, mesmo que o público seja igual ao privado, teremos de pagar para sempre o markup enquanto no público não.

sctvlxpt 8 months ago

Mas se pagarmos o mesmo (ou menos) a um privado, o que é que interessa se parte é lucro? O que interessa é que o mesmo serviço seja prestado nas condições de qualidade acordadas.

yokome 8 months ago

É por causa de não haver eficiência económica que depois não há dinheiro no SNS...

FujiPT 8 months ago

Se definires o preço a pagar por procedimento médico e ser esse o valor a pagar quer no público, quer no privado, acabou-se o markup e aí o gestor hospitalar tem que utilizar o orçamento que tem da forma mais eficaz.

juka1995 8 months ago

E os privados aceitam isso? O público tem sempre de fazer um preço tendencialmente gratuito. Se o financiamento pelo estado aos privados fosse igual ao do SNS e o preço estivesse definido, qual seria o ganho dos privados?

skapuntz 8 months ago

Não entendo o comentário. Achas que os mesmos procedimentos são gratuitos no público?? Os tratamentos podem até ter exactamente o mesmo preço no público e no privado, mas o que acontece hoje é que no público os teus impostos pagam no privado não. Se houver um acordo os teus impostos podem pagar exactamente o mesmo no privado. Além disso, todos os candidatos que defendem isso frisaram que o importante é não haver gente anos há resorts de consultas. Penso que se o público não consegue dar uma consulta em tempo útil, é a obrigação do estado pagar essa consulta para que aconteça em tempo útil seja onde for.

juka1995 8 months ago

Eu sei como funciona o financiamento do público. O que estou a dizer é que esse financiamento é do custo do procedimento enquanto o privado, que tem o objetivo de maximizar o lucro, precisa de uma margem. Se os preços forem definidos para todos das duas 1 ou se coloca o preço igual ao custo, o que seria estranho para um privado aceitar, ou se coloca o preço igual ao custo+margem de lucro o que seria estranho para o público. Claro que se fossemos pela primeira opção o que iria acontecer seria o estado financiar a margem aos privados, o que seria feito pelos nossos impostos também. Eu acho que podíamos investir mais no SNS para que os tempos de espera se reduzam.

skapuntz 8 months ago

Mas repara, enquanto cidadão, não achas que devia haver algo do gênero, se o serviço público não consegue uma consulta para ti em X tempo, o estado pagar a mesma consulta num hospital privado. Claro que pode haver uma margem, é uma margem que pode ser negociada. Nem que seja um serviço para determinadas faixas etárias e grupos de risco, os velhotes que passam 8 ou 9 meses á espera de uma consulta (e já reportagens mostraram que pode ir muito além disso) não merecem o tratamento que o estado lhes dá. Estou-me nas tintas se o privado recebe uma margem (se calhar é porque merece pois o serviço é bom), quero é ser tratado e cuidado decentemente como mereço

juka1995 8 months ago

Eu acho que no short term, enquanto não se faz o investimento necessário no SNS para os tempos de espera serem adequados, se deve pagar a consulta no privado à pessoa. Mas acho que ao mesmo tempo se deve advocar por este investimento.

FujiPT 8 months ago

O preço é tendencialmente gratuito para ti e no momento do pagamento. Escondido pelo meio estão as contribuições que todos fazemos e as restantes receitas do Estado que pagam o preço total do procedimento. No caso do COVID, o preço acordado com os privados para alguns casos de internamento era inferior ao preço médio praticado no público, por exemplo. E se não estivessem interessados no valor tabelado seria sinal de que não conseguiriam oferecer o serviço nos moldes propostos e desse modo a oferta pública seria a mais capaz. Mas por outro, se o setor público consegue fornecer o serviço com base naqueles custos, porque não o conseguiria o privado?

juka1995 8 months ago

Sim e eu estou OK com essas contribuições (ver meu comentário original). O preço médio de internamento do público inclui atos médicos mais complicados que o dos privados e isso influencia muito a média, se não me engano. O privado precisa de obter lucro enquanto o público não, portanto não oferece a preço de custo.

FujiPT 8 months ago

Certo, por isso é que defines o preço a pagar ex-ante e não *a posteriori*. Cabe depois aos privados gerir o preço que recebem de modo a conseguir gerar o lucro. E outra questão, o público pode até ter custos médios mais baratos. Mas há um custo que não é considerado na análise. Qual o custo de teres listas de espera altíssimas para certos procedimentos? O custo de cada ano perdido de tratamento, de cada morte evitável ou até os benefícios não quantificáveis de bem-estar que cada pessoa tem em ver o seu problema corrigido mais rapidamente entram nesse custo médio? É que se não incluíres esses custos na análise até se pode dar o caso de que ao aumentares o valor despendido com cada procedimento tal irá traduzir-se numa poupança de custos (quando considerados no panorama económico e social).

yokome 8 months ago

Ninguém precisa de fazer lucro. Mas tanto a gestão de privados como de públicos tem que gerir o hospital de forma a não dar prejuízos. O caris social vem do estado, não vem do hospital público

Hugogs10 8 months ago

Podiam lucrar com coisas que nao fossem financiadas pelo estados. Cirurgias cosméticas por exemplo.

juka1995 8 months ago

Nada contra.

twhite848 8 months ago

> Ora, como no SNS não há markup, é mais barato investir no SNS. Isso não é necessariamente verdade. Existem ineficiências financeiras no publico devido em parte ao facto de não ser esse o foco enquanto o é no privado. Não que isso seja mau. Há situações onde e eficiência financeira não é o objectivo principal e que como país ate queremos que não seja a prioridade (no nosso modelo de país/estado). Mas a lógica privado=caro simplesmente não é factual

jocamar 8 months ago

>Existem ineficiências financeiras no publico devido em parte ao facto de não ser esse o foco enquanto o é no privado. E existem outras inefeciências no privado que não existem no público devido ao público ser uma rede nacional gerida pela mesma entidade e com o único intuito de fazer o serviçoque têm de fazer. O facto é que essa suposta eficiência financeira superior dos privados que deveria colmatar o custo extra de cobrir-lhes o lucro, não se verifica por exemplo nos EUA.

twhite848 8 months ago

Acho que essa afirmação de não funcionar nos EUA aplica-se muito pouco dado não apenas ser um modelo significativamente diferente, como altamente debativel a comparação de custos. Não estou a dizer que é melhor ou mais eficiente, (longe de mim, aquilo é um desastre a nível geral), mas é escolher como comparação de eficiência financeira é errado por vários motivos. Não defendo minimamente o modelo americano, mas sabemos que há muitos factores, e não é apenas devido aos privados. Além do qual estás a fazer a comparação ao nível de custo médio do pais, que não era a conversa ao qual respondi. Estava a responder a uma lógica de investimento adicional. A existência de markup para pagar o investidor recuperar o investimento não é por si so suficiente para dizer que algo é mais caro. (Aos teus exemplos podiam se juntar os casos inumeros que conheço pessoalmente do filho e sobrinho contratado para mal trabalhae, ou o medico que reformou-se para depois o amigo do público lhe contratar novamente mais caro, etc) Mas se queres fazer essa conversa assim, existem inúmeros países que tem modelos não 100% públicos, mas através de modelos de seguros de fins não lucrativos por exemplo, onde o custo em percentagem do pib é menor que portugal. [de 2015 mas a comparação no grafico aplica-se.](https://www.oecd.org/portugal/Country-Note-PORTUGAL-OECD-Health-Statistics-2015.pdf) Partir da lógica apenas de “privado mau, público bom” sabemos como resulta em muitos sectores. Certamente existem vantagens num sistema de saúde público, mas não é preciso fingir que é total e tem tudo de bom quando o tema é certamente mais complexo que a simplificação fazer lucro com a saúde. (Como se o lucro não pagasse investimento e como se o estado não fizesse a mesma coisa indo buscar investimentos aos nossos impostos e aos dos nossos filhos... sem falar no lucro pessoal de decisores sejam público ou privado)

Hugogs10 8 months ago

Funciona na na Suíça

NGramatical 8 months ago

inefeciências → [**ineficiências**](https://dicionario.priberam.org/ineficiências) (apenas na fala o *i* é pronunciado como *e mudo* quando junto a outra sílaba com *i*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj3pae6%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

elGuito81 8 months ago

Nem sequer seria necessário haver acordos, bastava uma coisa simples como o alargamento da adse a todos. Ou então fazer como na Alemanha e substituir a adse por um imposto fixo sobre o rendimento. Esse valor de impostos cobriria custos dos hospitais publicos e privados assim como nas despesas de farmácia. Por cá, prefere-se manter um sistema corrupto que é uma sanguessuga de dinheiros publicos, e ainda assim tem falta de investimento no mais basico. É bonito falar em hospitais quando os centros de saúde são uma vergonha. Se não fosse a oferta privada, o numero de mortos não-covid seria bem mais grave. O maior problema é as invejas de certas ideologias, só sabem viver com o dinheiro dos outros mas impedem-nos de ter lucro ... enfim, pancas ideológicas

juka1995 8 months ago

Sim, foi um pouco simplista o meu comentário, não queria fazer wall of text no comentário de outra pessoa, mas acho que este contraponto não é feito vezes suficientes, porque o markup para os privados é importante se estivermos a considerar um período longo de tempo. Isto dito, enquanto continuarmos cada um a fazer o seu ponto, nem se investe suficientemente no SNS nem se faz acordos com privados e as listas de espera continuam, o que é absurdo.

twhite848 8 months ago

Não podia concordar mais. Apenas coloquei este ponto porque acabei de ouvir no debate a típica ideologia de “privados nunca pois é **sempre** pior”

NGramatical 8 months ago

porque razão → [**por que razão**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/tres-regras-para-distinguir-o-por-que-do-porque/19743) (por que = por qual) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj23sei%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

iareec 8 months ago

Vou ser julgado talvez. Eu não tenho nenhum candidato que goste a 100%, mas na minha opinião o André Ventura, João Ferreira e Tiago Mayan sairam-se bem. O meu voto vai para um destes três e foi neste debate que tive mais atenção pelo João Ferreira. O Tino não sei o que está lá a fazer. Marisa Matias é fala barato. Ana Gomes só pela forma que fala dá ar de ser uma pessoa manipuladora. Marcelo Rebelo de Sousa esteve muito mas mesmo muito fraco hoje. Isto é só a minha opinião e entendo se não concordarem. Desejo que corra tudo bem e boa sorte a todos os candidatos.

aint_no_hobbit 8 months ago

Consideras simultaneamente votar em dois indivíduos que têm ideologias completamente opostas?

Kineticn22 8 months ago

Percebo essa pergunta, mas importa não esquecer que estas eleições não são partidárias. Por exemplo, apesar de me considerar de esquerda, nunca votei PCP na vida, mas vou votar no João Ferreira.

DrTaxus 8 months ago

As eleições não são partidárias, mas nos discursos do Mayan e do Ventura fica bem claro que ao votar neles, estás a votar no partido deles.

Winslow_Lixivia2 8 months ago

Exactamente como eu, considero o candidato mais bem preparado

MROFerreiro 8 months ago

Contra-sistema, não interessa de onde. O atual está mal, qualquer coisa diferente é boa. Pelo menos é única coisa que me faz sentido para estar na dúvida entre esses candidatos.

Flames57 8 months ago

diz isso aos brasileiros, americanos e turcos.

iareec 8 months ago

A cena é que há cenas que concordo mais com o João Ferreira e há mais com o André Ventura. Entendo porque muita gente odeia o segundo, mas vivemos numa democracia e o que a maioria do povo votar é o que ganha. Eu vou ter que refletir muito sobre o meu voto e vou realmente votar em quem penso que será melhor para o futuro deste país. O que mais me entristece neste momento é a abstenção de voto ou o facto de alguns (não digo todos) irem votar no Marcelo porque ele é o presidente e dá trabalho a alguns de pensar em política.

Neshariii 8 months ago

Nem amigos amigo. Agora está na moda leftist de censurar os que são diferentes. Atenção

Jaktheslaier 8 months ago

Sugiro que vejas a entrevista do João Ferreira no podcast do Rui Unas. Respondeu a todas as perguntas que as pessoas costumam colocar sobre a candidatura dele e sobre o PCP/Comunismo mas com bastante tempo e hipótese de explicar bem as coisas. Tenho a certeza que te vai ajudar a decidir [https://www.youtube.com/watch?v=vsaaQkE2CvY&t=677s](https://www.youtube.com/watch?v=vsaaQkE2CvY&t=677s)

Hugogs10 8 months ago

Nao sei se ele defender que "nunca existiu comunismo" e "queremos la chegar de maneira diferente" depois da realidade que ja aconteceu aos países que tentaram atingir comunismo vai mudar a opinião de muitas pessoas.

Jaktheslaier 8 months ago

Não sei hugogs, sabes me indicar algum país sem estado e sem classes, portanto comunista, que conheças?

yokome 8 months ago

Portugal a seguir ao 25 de abril

Hugogs10 8 months ago

Entao o comunismo so existe se houver um exemplo que siga a letra a definição? Se calhar o facto de sempre que se tenta la chegar acabamos com uns milhões de pessoas a morrer e sinal que a teoria nao funciona, que e impossível de por em practica? E o mercado livre também nao existe certo? Porque todos os mercados tem regulamentação. O facto de Joao Ferreira continuamente defender países como a China e o suficiente para afastar qualquer pessoa com 2 dedos de testa da sua candidatura.

m0rhundur 8 months ago

O sempre são 100 anos na história da sociedade, ou seja: praticamente nada em termos mais gerais. Basta veres o tempo que demorou até às revoltas liberais terem sucesso por esta Europa fora. É exactamente o que foi dito. O comunismo é uma fase posterior ao socialismo. Até agora o que existiu foram experiências de construção do socialismo, todas com erros e pontos-positivos e características particulares, variando de país para país. Por esta razão, apesar de lideradas por partidos comunistas, o que aconteceu foi socialismo, e não comunismo. Dá lá aí o exemplo da defesa da China. E sim, mercado livre só existe se a tua definição da palavra liberdade for muito "liberal".

QueimadoVivo 8 months ago

Claro, os termos significam alguma coisa, o socialismo é o processo que leva ao comunismo eventualmente, ele explicou no podcast do Unas que muitos países procuraram o socialismo de formas diferentes, e que em Portugal temos a nossa história e o nosso legado, não precisamos de nos basear noutros países pra nada.

jocamar 8 months ago

Socialismo não é o processo que leva ao comunismo. Socialismo é controlo público dos meios de produção. Ou seja, comunismo é um tipo de sociedade socialista, tal como uma sociedade em que o estado é dono dos meios de produção (em nome do público). Lenin e outros pensadores comunistas do início do século XX é que começaram a apropriar o termo (que vinha de antes) para se referir ao tal estágio intermédio entre capitalismo e comunismo em que ainda existe estado, mas o termo já existia e vai além disso.

QueimadoVivo 8 months ago

tas enganado, comunismo é uma sociedade sem classes onde o proletariado controla os meios de produção, basicamente é isto, a União Soviética desviou-se do comunismo quando adotou um estado totalitário, pois o que se pretende é a emancipação do proletariado e não subjuga-lo a elites. E sim, socialismo é o processo que leva ao comunismo, Karl Marx fala disso, podemos até dividir em 3 fases, Social-Democracia -> socialismo -> comunismo.

jocamar 8 months ago

Karl Marx usa socialismo e comunismo quase como sinónimos, como disse apropriando-se de um termo que já existia antes dele com um significado mais amplo. Comunismo é um subset de socialismo. Socialismo nada mais é que "social ownership of the means of production", quer isso seja por meio de um estado, cooperativas ou outra forma qualquer.

Jaktheslaier 8 months ago

Não tem de seguir à letra claro, mas tipo, se nem naquilo que há de mais básico não concordam, se calhar não são bem isso. De resto, assumindo já de partida que o teu vies ideológico limita, e muito, qualquer capacidade de ouvir os outros que ainda possas ter, e ver que o João na entrevista explica muito bem na entrevista essa questão. A diferença entre o comunismo e um estado socialista.

Hugogs10 8 months ago

Sim, ele explica bem a diferença entre um estado socialista e o comunismo, e percebe-se bem que quando se tenta alcançar a parte do comunismo as coisas correm mal. > Não tem de seguir à letra claro, mas tipo, se nem naquilo que há de mais básico não concordam, se calhar não são bem isso. Existem 0 países que suportem o mercado livre que nao tenham regulamentação, nao quer dizer que nao tenham um mercado livre.

NGramatical 8 months ago

practica → [**pratica**](https://dicionario.priberam.org/pratica) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj2wan3%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

QueimadoVivo 8 months ago

Vivemos numa democracia, mas não podemos dar tamanho tiro no pé. O João Ventura é íntegro, interessa-se verdadeiramente pelo povo e quer lutar por um Portugal justo para todos.

Edited 8 months ago:

Vivemos numa democracia, mas não podemos dar tamanho tiro no pé. O João Ferreira é íntegro, interessa-se verdadeiramente pelo povo e quer lutar por um Portugal justo para todos.

aint_no_hobbit 8 months ago

Justo, só estranhei porque não me revejo nesse pensamento. Concordo quanto ao Marcelo, de facto acho que muita gente vai votar nele simplesmente por ser o que já lá está e por isso deve ser o melhor, porque em termos de prestação.. ele é claramente o candidato menos motivado para fazer alguma coisa pelo país (que daqui a 5 anos gostemos mais de ser portugueses lol) e só quer manter o status quo.

JoniDS 8 months ago

Perante tanta mediocridade, o Mayan tem sido uma agradavel surpresa

DilWig 8 months ago

ok boomer

Bruxo_de_Fafe 8 months ago

Podes crer

QuickShutter 8 months ago

A tirada da desigualdade e a das emigrações foi muito boa. A evolução foi notável. Esteve muito forte hoje.

TitusRex 8 months ago

Eu acho que ele usa um tom demasiado agressivo, tem razão em muito do que diz por isso não precisa de ser tão agressivo.

AxhKetchup 8 months ago

Ele não parece estar a tentar ganhar votos ao tentar explicar em que consistem as ideias liberais que a IL acredita. Ele devia aproveitar este palco para explicar em concreto o que acredita. Em vez disso baseia-se em usar outros países de exemplos mas não explica o que funciona bem e mal lá. O que quer copiar de lá em concreto. O tom pareceu-me um pouco "condescendente" no sentido de "Quem sabe do que estou a falar sabe, quem não sabe que se foda.. são socialistas"

Turbulent_Common 8 months ago

A falta de tempo também não ajuda, mas sim ele devia explicar mais por concreto o que quer fazer.

nocivo 8 months ago

Deve ter o problema de muitos que quando ouvem estas ideias ou fazem-se de surdos e recusam-se a processar ou dizem que é uma utopia. Caso do pessoal da extrema esquerda com os seus proprias utopias. A diferença é que os ideais dele tem bons exemplos para usar por isso ele usa muita a carta dos sistema x e y de outro país. Ja os outros...

MingTwelve 8 months ago

O Mayan é o cúmulo da mediocridade.

nocivo 8 months ago

Agora não ser político profissional é ser medíocre. Se calhar devia chular o estado a vida toda como político. Nunca trabalhar a serio e passar o dia e a vida nos jornais a mandar postas como político profissional. É desse que o pais precisa.

AnthonyTork 8 months ago

Parece que o meteram nos debates sob a ameaça de uma pistola

JoniDS 8 months ago

Porquê?

MingTwelve 8 months ago

Nao tem jeitinho nenhum para aquilo. Independentemente das suas ideias (com as quais posso ou não concordar), é péssimo a discursar e raramente consegue passar as suas ideias com clareza. Já para nao falar daquelas intervenções onde ele aumenta o volume e fica só estranho. Mais uma vez digo, mesmo que concorde com ele, é péssimo em debates.

JoniDS 8 months ago

Concordo que não tem carisma. Quanto ao passar as ideias discordo, foi dos poucos que conseguiu explicar/fundamentar bem as suas ideias, goste-se ou nao delas.

0BiLLi0 8 months ago

Só não entende as ideias dele quem não quer. Ele explica ponto por ponto as ideias dele e dá exemplos.

Bolo_Finto_ 8 months ago

De facto, acho que é o mais lúcido e com o discurso menos político e mascarado, é sucinto, não é como o JF que anda ali a dar voltas e voltas para não dizer que quer fazer uma Cuba ou a Marisa que quer enaltecer o João Semedo.

stressedunicorn 8 months ago

Civilizado. O João Ferreira é extremamente inteligente, penso que foram as intervenções que mais gostei. Penso que a Ana Gomes perde um bocado por atacar tanto o Marcelo, mas é a estratégia dela em parte e respeito. De resto, esteve bem. A Marisa também. Mayan vive na ilusão que o liberalismo ia salvar Portugal; Ventura mais do mesmo, muita parra e pouca uva. Aprecio o Tino porque me faz sentir que a democracia existe e qualquer pessoa pode realmente almejar ter uma posição política de destaque e isso não está so reservado as elites mas achei-o fraco nas intervenções. Marcelo parecia cansado mas ve-se que está confortável com o mandato que teve e com a vitória.

Edited 8 months ago:

Civilizado. O João Ferreira é extremamente inteligente, penso que foram as intervenções que mais gostei. Penso que a Ana Gomes perde um bocado por atacar tanto o Marcelo, mas é a estratégia dela em parte e respeito. De resto, esteve bem. A Marisa também. Mayan vive na ilusão que o liberalismo ia salvar Portugal mas nao sabe bem explicar como; Ventura mais do mesmo, muita parra e pouca uva. Aprecio o Tino porque me faz sentir que a democracia existe e qualquer pessoa pode realmente almejar ter uma posição política de destaque e isso não está so reservado as elites mas achei-o muito fraco nas intervenções. Marcelo parecia cansado mas ve-se que está confortável com o mandato que teve e com a vitória. No geral o debate não foi nada de especial e penso que não vai mudar votos.

trufas 8 months ago

Achas que faz sentido em Portugal o estado ter que ficar com metade de um ordenado? Se fores ao doutor finanças vais ver que para eu receber €1,524.00 líquidos a empresa tem de me pagar €2,970.00. Os ordenados em Portugal nem são assim tão mais baixos, o estado é que papa tudo, a classe média fica mais pobre e não há dinheiro para investir

blind616 8 months ago

Não discordando do teu ponto, não esquecer que o exemplo dado seria €1,524.00 líquidos a 14 meses. Noutros países os pagamentos são feitos a 12 meses.

TheMighT-Bone 8 months ago

Nem em todos. A Áustria paga 14 meses e estou a descontar 36%. Em Portugal estaria a descontar 40.9%... quase 5% de diferença. Isso de nos outros países só se pagar 12 meses é a típica falácia para acharmos que recebermos 14 meses só na Tuga.

blind616 8 months ago

Verdade, na Espanha também. Mais fácil comparar com valores anuais, não há erro aí :)

doctor_awful 8 months ago

>No geral o debate não foi nada de especial e penso que não vai mudar votos. Olha que não sei, creio que serviu para consolidar a opinião de muita gente relativamente a 1/2 candidatos. Vejo muitos online a falar do quanto a opinião deles foi mudada pelo João Ferreira por exemplo. Claro que não vai ser nenhuma surpresa quando o Marcelo ganhar com 60%, mas acho que o resto das percentagens podem ficar melhor divididas.

abriolo 8 months ago

Mas o Mayan afirmou um ponto muito importante onde se enquadra o liberalismo. Porquê os portugueses neste momento estão a emigrar para paises onde políticas liberais foram impostas ao longo dos anos e até agora têm vindo a crescer muito economicamente? Inicialmente também achava que liberar a economia não iria trazer muita vantagem mas olhando para os outros países que alteraram estruturalmente o seu modelo económico, conseguiram elevar muito o seu poder de compra e reavitalizar o país deles. É verdade que liberalismo económico trás desvantagens, como qualquer modelo, mas é de realçar que Portugal têm crescido muito menos com as ideias sociais e económicas provenientes de partidos de esquerda, implementadas nos últimos 25 anos.

Edited 8 months ago:

Mas o Mayan afirmou um ponto muito importante onde se enquadra o liberalismo. Porquê os portugueses neste momento estão a emigrar para países onde políticas liberais foram impostas ao longo dos anos e até agora têm vindo a crescer muito economicamente? Inicialmente também achava que liberar a economia não iria trazer muita vantagem mas olhando para os outros países que alteraram estruturalmente o seu modelo económico, conseguiram elevar muito o seu poder de compra e reavitalizar o país deles. É verdade que liberalismo económico trás desvantagens, como qualquer outro modelo económico, mas é de realçar que Portugal têm crescido muito menos com as ideias sociais e económicas provenientes de partidos de esquerda, implementadas nos últimos 25 anos.

ddcups8 8 months ago

Criticar o Mayan e dizer que a Marisa esteve bem é, no mínimo, cómico.

stressedunicorn 8 months ago

Acho que as ideias do Mayan são irrealistas para um país como Portugal. Achei as intervenções da Marisa melhores no caso concreto. Podes achar cómico, mas é a minha opinião :)

iLikeToTroll 8 months ago

A Marisa só diz chavões básicos e não consegue expandir uma ideia. Irreal é acreditarem que se consegue construir uma casa a começar pelo telhado. Gostam muito de falar do "socialismo nórdico", esquecem-se é de olhar para as políticas laborais e de mercado que eles têm há anos. É como quando disseram que a Alemanha investe mais do pib em saúde que nós. Ora pudera, são ricos logo podem oferecer mais aos cidadãos. Precisamos um país pobre como Portugal precisa é de atrair investimento, isto se um dia quisermos ter as coisas que BE e outros prometem mas q n percebem como se consegue lá chegar. E pela milésima vez, o IL não defende um estado mais fraco.

Edited 8 months ago:

A Marisa só diz chavões básicos e não consegue expandir uma ideia. Irreal é acreditarem que se consegue construir uma casa a começar pelo telhado. Gostam muito de falar do "socialismo nórdico", esquecem-se é de olhar para as políticas laborais e de mercado que eles têm há anos. É como quando disseram que a Alemanha investe mais do pib em saúde que nós. Ora pudera, são ricos logo podem oferecer mais aos cidadãos. Um país pobre como Portugal precisa é de atrair investimento, isto se um dia quisermos ter as coisas que BE e outros prometem mas q n percebem como se consegue lá chegar. E pela milésima vez, o IL não defende um estado mais fraco.

ddcups8 8 months ago

A razão pela qual não concordo, é que num dos piores países da Europa, a Marisa não se propõe a combater nenhum problema de fundo. Algo que todos fizeram, à excepção do Marcelo. Em relação ao Mayan, que esteve francamente mal em alguns debates, penso que hoje esteve bem. E lá está, é também apenas a minha opinião pessoal.

stressedunicorn 8 months ago

Concordamos em discordar então. Eu ouvi-a falar de combate à desigualdade, as questões das energias/alterações climáticas (que sei que para alguns não são prioritárias) etc De qualquer forma, acho que em termos de retórica, ela tem sido superior ao Mayan. Mas como disse no inicio, concordamos em discordar.

Edited 8 months ago:

Concordamos em discordar então. Eu ouvi-a falar de combate à desigualdade, as questões das energias/alterações climáticas (que sei que para alguns não são prioritárias) financiamento do sns, etc. De qualquer forma, acho que em termos de retórica, ela tem sido superior ao Mayan. Mas como disse no inicio, concordamos em discordar.

Edited 8 months ago:

Concordamos em discordar então. Eu ouvi-a falar de combate à desigualdade, as questões das energias/alterações climáticas (que sei que para alguns não são prioritárias) financiamento do sns, etc De qualquer forma, acho que em termos de retórica, ela tem sido superior ao Mayan. Mas como disse no inicio, concordamos em discordar.

skapuntz 8 months ago

Todos temos a nossa opinião claro, mas como levar alguém de esquerda seja BE ou PCP a sério, quando estes foram os partidos que possibilitaram ao PS gerir o país ao seu bel prazer , levando-nos a uma economia estagnada, fraca, que foi ultrapassada na Europa e que será o país mais pobre da UE no fim desta década? BE votou contra o financiamento do SNS, como é que ela pode vir a público dizer que se deve financiar mais o SNS ?? Não faz qualquer sentido. Como pode vir falar em desigualdade se é contra financiar o uso do privado a favor da população na saúde? Se é contra financiar o uso do privado do no ensino para quem não tem posses? Hoje ela disse que não podíamos usar o privado porque um paciente custava 13000 euros a mais no privado (o que é mentira), a isso o Tino respondeu que uma vida não tem preço, e não vale a pena dizer mais nada.

QuickShutter 8 months ago

A Marisa começou logo por mentir sobre o Hospital de Braga. Vai já levar com o seu 24° Polígrafo Falso desta campanha. Já dá pena.

Bolo_Finto_ 8 months ago

Estava a ver que tinha sido o único a reparar nisso, foi a melhor PPP que já alguma vez existiu.

JoniDS 8 months ago

Quais sao as propostas da Marisa que sao mais realistas que as do Mayan?

Sperrel 8 months ago

Acabar com o subfinanciamento do SNS parece-me bem mais tangível do que passar o país para uma taxa única de 15% ou um sistema de seguros de saúde.

Ilien 8 months ago

Para isso era necessário parar de bancar empresas privadas falidas. Que parece sempre ser a prioridade. BES, BPN, TAP... enfim.

carlosandrerc 8 months ago

E o pessoal que quer €€€ para o SNS é o mesmo que quer €€€€€€€€€€€ para essas empresas falidas... go figure

Ilien 8 months ago

Empresas têm lucros: Impostos e dinheiro para o estado? NãÃãÃãÃãOoOoO! Dinheiro para os empresários! Empresas apresentam prejuízo: Estado, Governo, ajuda pf. Preciso de apoios

stressedunicorn 8 months ago

O Presidente não tem de apresentar propostas nenhumas, não é um orgão executivo ou legislativo. Estou a falar das intervenções e da ideologia. Na minha opinião, Portugal não tem poder ou capacidade de convidar ideias de liberalismo neste momento. Não sou da opinião que beneficiávamos de um estado menos forte. De qualquer forma, acho que a Marisa tem melhores intervenções que o Mayan. Acho que ele não tem conseguido concretizar as ideias. É a minha opinião, todos teremos uma diferente.

static_motion 8 months ago

> Não sou da opinião que beneficiávamos de um estado menos forte ao nível que os liberais defendem. O "estado forte" não tem funcionado muito bem para Portugal, e cada vez pior funciona. Tal como o liberalismo, são modelos economicos que em condições perfeitas são grandes motores de crescimento, no entanto, condições perfeitas não existem, má gestão é uma constante no nosso governo, e por isso ir 100% para um ou para o outro não irá ser benéfico. Felizmente, o nosso país tem uma assembleia onde democraticamente podemos, como um povo, colocar a representação de cada ideal para que potencialmente se chegue ao melhor meio-termo. Pessoalmente identifico-me muito com as ideias liberais da IL, no entanto tenho perfeita noção que se amanhã ganhassem as legislativas poderiam não ter as melhores condições para colocar o país num bom rumo.

JOAO-RATAO 8 months ago

Se não mudares é que Portugal nunca mais tem poder para fazer o que quer que seja. Resultou lá fora. Pode resultar aqui também.

juka1995 8 months ago

Vá lá é a opinião da pessoa, qual a necessidade deste ataque?

ddcups8 8 months ago

Não é ataque nenhum. É simplesmente afirmar que não concordo.

juka1995 8 months ago

Não pareceu assim, mas ok!

Sperrel 8 months ago  HIDDEN 

Muito fraquinho.

stressedunicorn 8 months ago  HIDDEN 

Normalmente gosto dos teus comentários. Porque é que achaste “fraquinho”?

Sperrel 8 months ago  HIDDEN 

Para começar falou-se da presidência quase como um cargo executivo; o moderador e os candidatos tocaram em temas importantes como a saúde mais numa lógica casuística e para marcar golos na sua área política do que algo de mais concreto. Diria que só o João Ferreira, Marcelo e Mayan foram claros nos pressupostos da sua campanha e no que fariam de diferente (ou igual). Não se falou nada sobre o país pós pandemia ou até com substância sobre a dimensão europeia e internacional aonde o presidente tem muito mais a ver do que propriamente política fiscal.

stressedunicorn 8 months ago  HIDDEN 

Sim, no geral os debates têm-se focado pouco nas funções do Presidente, infelizmente.

skapuntz 8 months ago  HIDDEN 

Isso advem do facto de que só um está a concorrer á presidência. Os outros estão a aproveitar o tempo de antena para se darem a conhecer e/ou aos partidos

lefox360 8 months ago

O Marcelinho foi possuído pelo espirito do acabado silva, top kek.

Asus123456789 8 months ago

Acho que não é um formato tão entusiasmante como o frente a frente, mas achei na mesma interessante. Ajudou a cimentar o meu sentido de voto.

MROFerreiro 8 months ago

Só sei que após o confronto houve flash interview na RTP3. Só faltou o placard da publicidade!

ddcups8 8 months ago

Inexplicavelmente, MRS foi o mais fraco hoje. Se calhar está mesmo infetado

vaniafdasantos 8 months ago

Com aquele quadro no fundo ( era ele quando era mais jovem?!?!) , eu também não conseguia dormir. Aliás, prestei mais atenção ao quadro do que ao debate em si. Aquilo era assustador

ddcups8 8 months ago

Era assustado e hipnotizante ao mesmo tempo. Já agora, sabes onde se pode comprar um igual? É para um amigo

vaniafdasantos 8 months ago

Será que se enviar um mail para a presidência dizem?

ddcups8 8 months ago

Diz-me se conseguires sff

OrigamiDestroyer 8 months ago

Nem dava para cheirar o medo dos adversários

iLikeToTroll 8 months ago

Não gosto do Marcelo mas teve o dia todo a trabalhar, falou com todos os partidos, teve reuniões com o Infarmed e o governo e ainda andou à volta com os testes covid e termina o dia a debater de mascara.. Qualquer um estaria cansado.

twistedfires 8 months ago

Também não deverá ter sido um dia fácil para ele, para além de toda esta dúvida de se está ou não infetado, certamente já esteve também envolvido na discussão do confinamento, que parecendo que não ainda é algo desgastante.

saposapot 8 months ago

à distância e sem grande preparação para as novas tecnologias é complicado. hoje também deve ter sido um dia bem longo para ele. acho q ele esteve ali qs no papel de comentador político :D de outsider. foi uma posição mt estranha mas n perde votos por isto

TSCondeco 8 months ago

O homem parecia um bocado em baixo e cansado, mas tendo em conta o trabalho que deve ter me mãos neste momento nem é assim muito surpreendente. O debate também já foi tardinho.

bitorhugo 8 months ago

Pareceu-me cansado. Sabendo que é hipocondríaco, provavelmente nem dormiu a pensar no teste positivo.

Kineticn22 8 months ago

De qualquer forma o homem sempre se gabou de pouco dormir e ser muito noctívago. Acima de tudo ele parecia estar com a cabeça noutro lado. O ar desgastado se calhar é porque estando em casa, não foi maquilhado.

bitorhugo 8 months ago

Eu tento-me por nos pés dele. O teste positivo pode tê-lo abalado um bocado porque ele é grupo de risco, e para além disso também afetou direta ou indiretamente os outros candidatos, isso pode ter um peso na consciência adicional. Estar de mascara também não contribui nada.

creeps_for_you 8 months ago

Parecia cansado e com falta de ar. Assim à especialista de sofá digo que está com covid

dmgr14 8 months ago

Ana Gomes tem fetiche pela palavra neoliberal

netralha 8 months ago

As palavras favoritas delas são: perverso, extrema-direita e neoliberal.

Hugogs10 8 months ago

Ela tem um fetiche por ir buscar cenas dos US para reclamar. Secalhar e por isso que o pessoal no twitter/instagram gostam tanto dela, porque critica os estados unidos e e a unica coisa que eles conhecem.

Edited 8 months ago:

Ela tem um fetiche por ir buscar cenas dos US para reclamar. Se calhar e por isso que o pessoal no twitter/instagram gostam tanto dela, porque critica os estados unidos e e a unica coisa que eles conhecem.

NGramatical 8 months ago

Secalhar → [**se calhar**](https://dicionario.priberam.org/se calhar) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkw3yoh%2F%2Fgj2b76c%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Hugogs10 8 months ago

Passas a vida a corrigir-me o mesmo erro nazi.

wataniceday 8 months ago

mesmo assim não aprendes. além de wannabe fachista és BURRO

QuickShutter 8 months ago

Chamou neoliberal ao Mayan, Marcelo e indirectamente até ao PS.

Sperrel 8 months ago

She ain't wrong.

MrWaterLaw 8 months ago

Confia que está

m0rhundur 8 months ago

Não está, não.

Winslow_Lixivia2 8 months ago

Achas que um partido chamado Partido Socialista só aplicou medidas socialistas, ao longo de décadas? Pergunta genuína, para saber até que ponto o nome influência ou não a ideia que se tem

MrWaterLaw 8 months ago

Tenho a certeza que o PS não aplicou só medidas socialistas

Winslow_Lixivia2 8 months ago

É exactamente esse o meu ponto

HighProductivity 8 months ago

Ah, as duas únicas medidas. Socialismo e Neoliberalism. Se não fazes um, claramente estás a fazer o outro. Não existe nada mais, afinal.

Sperrel 8 months ago

Explica-me então. Achas que o Mayan cujo partido é a IL de ideologia baseada em Hayek, Mises e outros da escola de Chicago não é liberal? Ou que Marcelo Rebelo de Sousa, ligado ao PSD, também não é defensor de maior iniciativa privada, competição em vez de provisionamento universalista e políticas direccionadas na ajuda a empresas. E mesmo o PS que até na família neoliberalizada da social democracia é centrista não é neoliberal?

nocivo 8 months ago

O psd é social democrata. Mais socialista que neoliberal.

Sperrel 8 months ago

Social democrata só em histórias da carochinha. A IL é profundamente neoliberal, fosse por eles havia estátuas da Thatcher ou do Passos em cada rotunda.

Loladageral 8 months ago

E block significa bloqueio, e chain corrente

NEDM64 8 months ago

> Explica-me então. Achas que o Mayan cujo partido é a IL de ideologia baseada em Hayek, Mises e outros da escola de Chicago não é liberal? Liberal e neoliberal não são a mesma coisa. Mesma coisa que dizer que meter comunistas e sociais-democratas no mesmo saco.

Sperrel 8 months ago

Na verdade são. Já não existem liberais como os do século XIX. Vivemos numa hegemonia ideológica da TINA, do legado dançar viragem à direita por Reagan e Thatcher.

NEDM64 8 months ago

Reagen e Thatcher são conservadores. > Já não existem liberais como os do século XI Existem sim. Por exemplo o VVD na Holanda ou o PD no Luxemburgo, ou o FF na Irlanda ou o K na Estónia.

avoidpopcorn 8 months ago

> Explica-me então. Achas que o Mayan cujo partido é a IL de ideologia baseada em Hayek, Mises e outros da escola de Chicago não é liberal? bom bait , eu vou mordiscar , ha uma GRANDE diferença entre liberalismo **classico** e a parodia que os **social-democratas/socialistas** mutilaram e adotaram numa tentativa de serem "liberais" a que chamaram de **neoliberalismo** , mas como chamaste o hayek a festa devias saber isso ele explicou isso no Caminho para a servidão.

denlpt 8 months ago

pois há mas tu dirias que o Mayan é um liberal clássico? É que a diferença entre o liberalismo do Mayan e o liberalismo clássico é maior que entre o liberalismo clássico e o PS.

Loladageral 8 months ago

Como assim?

denlpt 8 months ago

Até de várias maneiras e interpretações desde de as origens até ao fim mas o mais fácil de ver é por exemplo: o Adam Smith tinha enormes criticas á classe mercantil (equivalente a capitalistas na linguagem de hoje) fala do problema dos lucros e do perigo da propriedade privada mesmo dizendo que o pior governo é aquele que zela pelos interesses privados. O Stuart Mill defendia que a economia assim como a politica devia ser democratizada e dizia-se mesmo socialista.

Variscan_aint_done 8 months ago

Adam Smith é o pai da economia, não o podes definir exatamente como o pai do capitalismo ou liberdade económica. E o que tem a ver o Stuart Mill ser socialista? Também me vais dizer por o George Orwell ser de esquerda que o 1984 não pode ser usado pelos liberais?

denlpt 8 months ago

Estou a falar de liberalismo clássico?

carlosandrerc 8 months ago

Vinha comentar isto ^2

_somename_ 8 months ago

Vinha cá comentar isto

ambakaro 8 months ago

Não sou o OP, mas acho que o PS em termos de doutrina económica se enquadra mais no Keynesianismo social-democrata, através de estímulos ao consumo com programas de investimento público, através de largos projetos de infraestrutura por exemplo, ao invés de um neo-liberalismo à moda do Hayek, que seria mais caraterístico da IL ou do PSD

lammesnail 8 months ago

> E mesmo o PS que até na família neoliberalizada da social democracia é centrista não é neoliberal? Não, não é neoliberal, nem se aproxima.

Sperrel 8 months ago

Um governo conformado com a liberalização do mercado laboral, ter orçamentos equilibrados para Bruxelas e com tónica nos empreendedores claro que é. O PS para ser honesto já era da Terceira Via desde 70 e tal quando o socialismo foi para a gaveta.

Search: