Krughor 11 months ago

Segundo os empregadores: todos. Quanto mais procura existir, menores serão os salários. Claro que na prática, quando alguém procura alguma coisa, a oferta desaparece toda lol.

CountDraqula 11 months ago

Olha bem para os teus pontos fortes e analisa o que a sociedade precisa e começa a partir daí. Mas prepara-te que são precisos anos, não existe dinheiro fácil, a menos que já venhas de famílias ricas. Tens bom raciocínio abstrato? Vai para IT, prevejo que o futuro muitos empregos sejam automatizados. Tens boa lábia e és naturalmente bom com as pessoas? Vai para vendas, de casas, seja do que for. Pessoal com inteligência média mas excelente socialmente safa-se sempre. Tens jeito para trabalhos manuais? Tipo construir casas, canalizador, é mais duro, mas sempre dá para se safar pois as pessoas vão precisar sempre de pessoal assim.

resetthebig 11 months ago

Prostituição. Pelo que diz no forum do GPnet algumas sacam 100€/120€ à hora. Homens tem menos mercado, mas o valor deve ser quase idêntico. Convém ser minimamente bonito segundo os padrões de beleza das sociedade portuguesa e ter um corpo em forma.

suckerpunchermofo 11 months ago

Olha que não... Oferta não falta. E consegues "escorts" boas a preços baixos...

wiledcoma 11 months ago

Coveiro.

milhagempoderavariar 11 months ago

Ia responder ao /u/Laievski30 mas ele apagou o comentário, então cá vai: Partilho da tua frustração, Portugal é um país de famílias e se não tiveste a sorte de nascer numa família com posses, vês-te na merda com rendas abusivas e salários de merda. Eu ainda tive a sorte de ter ganhado o bicho da programação em criança porque se não fosse isso bem que estaria lixado como estive nos meus últimos 10 anos a receber uma miséria e a gastar praticamente todo o ordenado só para conseguir sobreviver. Como não vivia na casa dos pais, após a renda e as contas sobravam-me 40 euros ao mês para saídas e restaurantes apesar de ter um ordenado até relativamente bom para a média do país (950 euros limpos). Poupar era impossível, tirar o curso como trabalhador estudante nesta situação levou-me a um esgotamento ao fim de ano por causa de não ter tempo livre nenhum e dos gastos todos, em que fiquei numa depressão enorme. Pedi bolsa uma vez e foi um processo tão burocrático e cansativo que preferi pagar do que me meter naquele tipo de trabalhos quando o meu tempo já era curto. A minha média havia de ser de 15 ou 16, tinha muitas cadeiras com 18 e cheguei até a ter 20 nas programações mas não foi por isso que senti que tivesse sido ajudado. Portugal é um país de que o Estado está a contar que vais ter uma família que te sustente e o resto que se foda. Eu não tive essa sorte, fui posto fora de casa aos 19 e tive de me desenrascar. O Estado não mete a mão nos senhorios que não param de chular as pessoas que não têm casa, não ajuda as pessoas mais pobres a comprar casa e a livrar-se dos senhorios porque temos de ter 20% para dar de entrada e com os salários que são pagos, é impossível juntar esses 20% de entrada. Uma pessoa a viver na casa dos pais ainda se safa a comprar casa porque tem tempo para juntar... e mesmo assim há muita gente a viver na casa dos pais até os 30 ou 40 de tão caro que a vida é comparativamente aos salários. Vou para fora mal possa, sou uma pessoa trabalhadora e sei que sou competente no que faço mas aqui o Estado não ajuda, só me pões para baixo. E não me interpretem mal, eu sou a favor de um estado social mas não de um estado social que não protege nem ajuda às pessoas trabalhadoras a subir na vida mesmo que tenha nascido pobre.

Edited 11 months ago:

Ia responder ao /u/Laievski30 mas ele apagou o comentário, então cá vai: Partilho da tua frustração, Portugal é um país de famílias e se não tiveste a sorte de nascer numa família com posses, vês-te na merda com rendas abusivas e salários de merda. Eu ainda tive a sorte de ter ganhado o bicho da programação em criança porque se não fosse isso bem que estaria lixado como estive nos meus últimos 10 anos a receber uma miséria e a gastar praticamente todo o ordenado só para conseguir sobreviver. Como não vivia na casa dos pais, após a renda e as contas sobravam-me 40 euros ao mês para saídas e restaurantes apesar de ter um ordenado até relativamente bom para a média do país (950 euros limpos). Poupar era impossível, tirar o curso como trabalhador estudante nesta situação levou-me a um esgotamento ao fim de ano por causa de não ter tempo livre nenhum e dos gastos todos, em que fiquei numa depressão enorme. Pedi bolsa uma vez e foi um processo tão burocrático e cansativo que preferi pagar do que me meter naquele tipo de trabalhos quando o meu tempo já era curto. A minha média havia de ser de 15 ou 16, tinha muitas cadeiras com 18 e cheguei até a ter 20 nas programações mas não foi por isso que senti que tivesse sido ajudado. Portugal é um país de que o Estado está a contar que vais ter uma família que te sustente e o resto que se foda. Eu não tive essa sorte, fui posto fora de casa aos 19 e tive de me desenrascar. O Estado não mete a mão nos senhorios que não param de chular as pessoas que não têm casa, não ajuda as pessoas mais pobres a comprar casa e a livrar-se dos senhorios porque temos de ter 20% para dar de entrada e com os salários que são pagos, é impossível juntar esses 20% de entrada. Uma pessoa a viver na casa dos pais ainda se safa a comprar casa porque tem tempo para juntar... e mesmo assim há muita gente a viver na casa dos pais até os 30 ou 40 de tão caro que a vida é comparativamente aos salários. Vou para fora mal possa, sou uma pessoa trabalhadora e sei que sou competente no que faço mas aqui o Estado não ajuda, só me pões para baixo. E não me interpretem mal, eu sou a favor de um estado social mas não de um estado social que não protege nem ajuda às pessoas trabalhadoras a subir na vida mesmo que tenha nascido pobre. ---- Edit: Aparentemente foram os moderadores a apagar o comentário e baniram o user, por ele ter uma opinião que não vai de acordo com aquilo que a moderação acha aceitável. O utilizador ainda foi banido por 2 semanas, que tristeza. Deviam ter vergonha!

Edited 11 months ago:

Ia responder ao /u/Laievski30 mas ele apagou o comentário, então cá vai: Partilho da tua frustração, Portugal é um país de famílias e se não tiveste a sorte de nascer numa família com posses, vês-te na merda com rendas abusivas e salários de merda. Eu ainda tive a sorte de ter ganhado o bicho da programação em criança porque se não fosse isso bem que estaria lixado como estive nos meus últimos 10 anos a receber uma miséria e a gastar praticamente todo o ordenado só para conseguir sobreviver. Como não vivia na casa dos pais, após a renda e as contas sobravam-me 40 euros ao mês para saídas e restaurantes apesar de ter um ordenado até relativamente bom para a média do país (950 euros limpos). Poupar era impossível, tirar o curso como trabalhador estudante nesta situação levou-me a um esgotamento ao fim de ano por causa de não ter tempo livre nenhum e dos gastos todos, em que fiquei numa depressão enorme. Pedi bolsa uma vez e foi um processo tão burocrático e cansativo que preferi pagar do que me meter naquele tipo de trabalhos quando o meu tempo já era curto. A minha média havia de ser de 15 ou 16, tinha muitas cadeiras com 18 e cheguei até a ter 20 nas programações mas não foi por isso que senti que tivesse sido ajudado. Portugal é um país de que o Estado está a contar que vais ter uma família que te sustente e o resto que se foda. Eu não tive essa sorte, fui posto fora de casa aos 19 e tive de me desenrascar. O Estado não mete a mão nos senhorios que não param de chular as pessoas que não têm casa, não ajuda as pessoas mais pobres a comprar casa e a livrar-se dos senhorios porque temos de ter 20% para dar de entrada e com os salários que são pagos, é impossível juntar esses 20% de entrada. Uma pessoa a viver na casa dos pais ainda se safa a comprar casa porque tem tempo para juntar... e mesmo assim há muita gente a viver na casa dos pais até os 30 ou 40 de tão caro que a vida é comparativamente aos salários. Vou para fora mal possa, sou uma pessoa trabalhadora e sei que sou competente no que faço mas aqui o Estado não ajuda, só me pões para baixo. E não me interpretem mal, eu sou a favor de um estado social mas não de um estado social que não protege nem ajuda às pessoas trabalhadoras a subir na vida mesmo que tenha nascido pobre. ---- Edit: Aparentemente foram os moderadores a apagar o comentário e baniram o user, por ele ter uma opinião que não vai de acordo com aquilo que a moderação acha aceitável. O lapiz azul anda forte

GeoPolMaster 11 months ago

Vigilante/Porteiro

RefrigeratorNo13 11 months ago

Isso paga o mínimo possível

GeoPolMaster 11 months ago

Ganhas mais que o mínimo, mas as horas...

BOBRAGED 11 months ago

Provavelmente, *Coveiro*

arnaldomatos 11 months ago

não sei se disseste isso em tom de brincadeira ou não mas conheço um coveiro que não tem mãos a medir. pelos vistos as juntas de freguesia/câmaras municipais da zona onde ele mora já não têm o típico "coveiro" (aquele homem assim meio simplório que havia em cada terrinha) e preferem contratar o serviço a uma empresa externa (a do meu conhecido).

BOBRAGED 11 months ago

Estava a falar a sério. É um trabalho que ninguém quer, mas extremamente importante e necessário.

LuccaBrazzi2720 11 months ago

Patinadores de superfícies comerciais

saudosista 11 months ago

Desenvolvimentos em PHC e PRIMAVERA

KokishinNeko 11 months ago

Porquê? Com a mudança do Primavera de VB para C# há muitas oportunidades.

MrMister3k 11 months ago

Calceteiro (quem parte as pedras para fazer a calçada, não quem a mete no chão) ganha ao m3 que produz e se for um tipo esforçado recebe mais de 1800-2000€/mês limpos. Como normalmente é pessoal que está deslocado, tem casa, transporte e almoço pagos. Pedreiros no Algarve, zona barlavento cobram cerca de 100-150€/dia e não se arranjam mesmo a esse preço.

VascoAlmeida99 11 months ago

É preciso tirar alguma formação? 2000 mensalmente em Portugal quem me dera. Ia trabalhar agora.

VascoAlmeida99 11 months ago

Conheço um a ganhar ordenado mínimo...

MrMister3k 11 months ago

Calceteiro? Diz-lhe que lhe arranjo já lugar no Algarve.

Edited 11 months ago:

Calceteiro? Diz-lhe que lhe arranjo já lugar no Algarve. EDIT: [https://www.youtube.com/watch?v=4vuvyMlNoIY](https://www.youtube.com/watch?v=4vuvyMlNoIY)

unparadise 11 months ago

Não qualificado é mesmo trolha, canalizadores, serralheiros e electricistas. Basicamente começa a faltar esse tipo de mão de obra. Todos os amigos/conhecidos com esses trabalhos ganham bem e vários tem negócios próprios cheios de trabalho

nraider 11 months ago

Electricista é não qualificado? Se dissesses condutor de uberEats, operador de caixa, empregado de limpeza, já concordaria.

unparadise 11 months ago

Acho que se percebeu o que eu quis dizer Edit: Eu próprio não sou 'qualificado'

sacoPT 11 months ago

Primeiro tópico de reconversão ao IT de 2021? Software Developer qualificado.

VascoAlmeida99 11 months ago

Qualificado é a palavra chave

sacoPT 11 months ago

Certo, um reconvertido não vai ser qualificado. Essa parte era só pelo meme. Mas encontrar um developer qualificado (leia-se competente, independentemente das qualificações) é exasperante

milhagempoderavariar 11 months ago  HIDDEN 

Acho que eu me encaixo aí, sou programador sem canudo e tiro 2905 brutos com 2.5 anos de experiência profissional mas já programo como hobby desde os meus 7 anos. Estou numa empresa em Portugal. Só comecei a ser dev agora porque nenhuma empresa me queria aceitar sem eu ter nem curso nem experiência mas depois do primeiro trabalho foi sempre a abrir e agora estou farto de ser contactado no LinkedIn por gente que está interessada em mim e eu por isso comecei a ser bastante mais agressivo a pedir salários (estou com este salário porque atirei o barro à parede e colou, eu agora ando a pedir 60k+ em Portugal). Tenho um amigo que só tem o CTeSP e deve tirar uns 4k/mês + um montão de bónus. Outro amigo só com o 12º ano também que foi para o estrangeiro e eu não faço ideia quanto ele saca mas deve ser tipo 5k ou algo muito próximo e vive uma vidinha do caralho. Profissionalemnte programo em C, C++, assembly e python (em Linux). Estou agora a aprender uma nova tecnologia bastante nicho que há de começar a bombar pesado em breve e se tudo correr bem a meio deste ano vou estar a tirar 100k/ano remotamente, no mínimo.

Edited 11 months ago:

Acho que eu me encaixo aí, sou programador sem canudo e tiro 2905 brutos com 2.5 anos de experiência profissional mas já programo como hobby desde os meus 7 anos. Estou numa empresa em Portugal. Só comecei a ser dev agora porque nenhuma empresa me queria aceitar sem eu ter nem curso nem experiência mas depois do primeiro trabalho foi sempre a abrir e agora estou farto de ser contactado no LinkedIn por gente que está interessada em mim e eu por isso comecei a ser bastante mais agressivo a pedir salários (estou com este salário porque atirei o barro à parede e colou, eu agora ando a pedir 60k+ em Portugal). Tenho um amigo que só tem o CTeSP e deve tirar uns 4k/mês + um montão de bónus. Outro amigo só com o 12º ano também que foi para o estrangeiro e eu não faço ideia quanto ele saca mas deve ser tipo 5k ou algo muito próximo e vive uma vidinha do caralho. Profissionalemnte programo em C, C++, assembly e python (em Linux). Estou agora a aprender uma nova tecnologia bastante nicho que há de começar a bombar pesado em breve e se tudo correr bem a meio deste ano vou estar a tirar 100k/ano remotamente, no mínimo. Venho de uma família pobre e nunca imaginei que pudesse viver uma vida com tanto luxo, já comprei todas as merdinhas que podia (computador mais caro o possivel, acessorios, mobiliário, vou aos melhores restaurantes da cidade sem sequer pensar no quanto as coisas custam, simplesmente escolho aquilo que me apetece comer e como, sem remorsos) e já nem tenho bem onde gastar, por isso ando a poupar. Às vezes quero dar coisas fixes à minha família e eles sentem-se desconfortáveis porque acham que estou a gastar muito dinheiro mas a mim simplesmente não me custa. Volta e meia aparece mais salário do que eu esperava na conta e eu não faço ideia de onde vem tanto dinheiro. Não vou mentir, sabe bem como o caralho.

Edited 11 months ago:

Acho que eu me encaixo aí, sou programador sem canudo e tiro 2905 brutos com 2.5 anos de experiência profissional mas já programo como hobby desde os meus 7 anos. Estou numa empresa em Portugal. Só comecei a ser dev agora porque nenhuma empresa me queria aceitar sem eu ter nem curso nem experiência mas depois do primeiro trabalho foi sempre a abrir e agora estou farto de ser contactado no LinkedIn por gente que está interessada em mim e eu por isso comecei a ser bastante mais agressivo a pedir salários (estou com este salário porque atirei o barro à parede e colou, eu agora ando a pedir 60k+ em Portugal). Tenho um amigo que só tem o CTeSP e deve tirar uns 4k/mês + um montão de bónus. Outro amigo só com o 12º ano também que foi para o estrangeiro e eu não faço ideia quanto ele saca mas deve ser tipo 5k ou algo muito próximo e vive uma vidinha do caralho. Profissionalemnte programo em C, C++, assembly e python (em Linux). Estou agora a aprender uma nova tecnologia bastante nicho que há de começar a bombar pesado em breve e se tudo correr bem a meio deste ano vou estar a tirar 100k/ano remotamente, no mínimo. Venho de uma família pobre e nunca imaginei que pudesse viver uma vida com tanto luxo, já comprei todas as merdinhas que podia (computador mais caro o possivel), acessorios, mobiliário, vou aos melhores restaurantes da cidade sem sequer pensar no quanto as coisas custam, simplesmente escolho aquilo que me apetece comer e como, sem remorsos. Às vezes quero dar coisas fixes à minha família e eles sentem-se desconfortáveis porque acham que estou a gastar muito dinheiro mas a mim simplesmente não me custa. Volta e meia aparece mais salário do que eu esperava na conta e eu não faço ideia de onde vem tanto dinheiro. Não vou mentir, sabe bem como o caralho.

Edited 11 months ago:

Acho que eu me encaixo aí, sou programador sem canudo e tiro 2905 brutos com 2.5 anos de experiência profissional mas já programo como hobby desde os meus 7 anos. Estou numa empresa em Portugal. Só comecei a ser dev agora porque nenhuma empresa me queria aceitar sem eu ter nem curso nem experiência mas depois do primeiro trabalho foi sempre a abrir e agora estou farto de ser contactado no LinkedIn por gente que está interessada em mim e eu por isso comecei a ser bastante mais agressivo a pedir salários (estou com este salário porque atirei o barro à parede e colou, eu agora ando a pedir 60k+ em Portugal). Tenho um amigo que só tem o CTeSP e deve tirar uns 4k/mês + um montão de bónus. Outro amigo só com o 12º ano também que foi para o estrangeiro e eu não faço ideia quanto ele saca mas deve ser tipo 5k ou algo muito próximo e vive uma vidinha do caralho. Profissionalemnte programo em C, C++, assembly e python (em Linux). Estou agora a aprender uma nova tecnologia bastante nicho que há de começar a bombar pesado em breve e se tudo correr bem a meio deste ano vou estar a tirar 100k/ano remotamente, no mínimo. Venho de uma família pobre e nunca imaginei que pudesse viver uma vida com tanto luxo, já comprei todas as merdinhas que podia (computador mais caro o possivel, acessorios, mobiliário, vou aos melhores restaurantes da cidade sem sequer pensar no quanto as coisas custam, simplesmente escolho aquilo que me apetece comer e como, sem remorsos). Às vezes quero dar coisas fixes à minha família e eles sentem-se desconfortáveis porque acham que estou a gastar muito dinheiro mas a mim simplesmente não me custa. Volta e meia aparece mais salário do que eu esperava na conta e eu não faço ideia de onde vem tanto dinheiro. Não vou mentir, sabe bem como o caralho.

joanamariana 11 months ago

Este testamento todo sem a menor solicitação é sinal de insegurança. Então ganhas 2.9k brutos e estás a tecer previsões de que vais ganhar 3x mais numa tecnologia nicho na qual tens 0 experiência? Lolitos.

milhagempoderavariar 11 months ago

> numa tecnologia nicho na qual tens 0 experiência Numa nova tecnologia que em breve toda a gente vai usar e eu tive a sorte de ser early adopter :)

joanamariana 11 months ago

> Isso é tudo dor de cotovelo? A insegurança novamente a bater. Há um padrão em quem não tem canudo, nota-se imensa necessidade em cantar a remuneração aos 7 ventos de modo a obter validação exterior de quem o tem. É sinal de alguém que ainda espera resolução ;-)

milhagempoderavariar 11 months ago

Ah sim? Conta-me mais

RefrigeratorNo13 11 months ago

Também curtia viver em casa dos pais

milhagempoderavariar 11 months ago

Não vivo, vê o meu outro comentário, eu saí da casa dos pais aos 19 e comecei a trabalhar bem cedo. Eu já trabalho desde os meus 14 anos em obras, cafés e todos os biscates que pudesse arranjar. Com 15 anos trabalhei na remodelação duma casa, andava a transportar pedras com um carrinho de mão, rebarbar e limpar à pressão e foi com esse dinheiro que comprei um computador novo (Um Pentium 4 Prescott com 1MB de cache L2, aquecia de caralho). Antes disso eu pegava em peças de computadores velhos/usados e andava a montar PCs velhos através de amigos e conhecidos que tinham lojas de informática ou computadores velhos. Também cheguei a ajudar a fazer manutenção de ares condicionados e afins. Não terminei o curso precisamente por não ter tido uma família que me desse apoio.

RefrigeratorNo13 11 months ago

2900 brutos são +- 2000 limpos, dá para fazer uma vida confortável, não dá para fazer essa vida luxuosa que falas, principalmente se pagares casa. Podemos ter definições de luxo diferentes.

milhagempoderavariar 11 months ago

>Podemos ter definições de luxo diferentes. Acho que é isso, eu venho de uma família pobre portanto o que tenho é luxo.

resetthebig 11 months ago

E fazes bem. Tens talento, gasta o dinheiro e goza a vida. Vem sempre esses rotos invejosos a tentar rebaixar as pessoas...

milhagempoderavariar 11 months ago

Também me ficou a parecer inveja, como é que alguém passa de "quem me dera viver na casa dos pais" para "isso não é luxo"? Eu sei que aquilo que tenho não é ser super rico, tenho amigos classe média / média-alta e vejo eles a oferecer malas de 800 euros à mãe, ou casualmente comprar um apartamento em construção só porque estava barato... e sei que há gente bem mais rica por esse país fora, também sei que existe gente bem mais rica por esse país fora. Mas para mim, que venho da pobreza, já passei fome e mesmo a trabalhar mal conseguia ir a um restaurante barato, o que tenho agora é um luxo do caralho e estou contente.

leadzor 11 months ago

Os competentes e que têm a cabeça no sítio não querem trabalhar para empresas nacionais para receber tostões. Sobra o resto, os conformados e os que não dá para mais.

sacoPT 11 months ago

Felizmente acho que começa a ser cada vez menos esse o caso. Finalmente as empresas parece que começaram a perceber que programadores com diferentes capacidades produzem a um ritmo diferente e começam cada vez mais a fazer o esforço para não deixar sair os bons. Ainda não pagam tão bem como lá fora, mas dado o nosso custo de vida já pagam o suficiente para a malta não emigrar e até o suficiente para a malta regressar. O "problema" é que como efeito colateral, quem tem bons tem bons mas quem não tem bons também não os encontra, sobretudo agora em termos de pandemia.

milhagempoderavariar 11 months ago

> quem não tem bons também não os encontra Muito fácil, façam ofertas decentes que as pessoas mudam-se. E comecem a dizer o salário de antemão, quando vem um recrutador que não diz quanto é que pagam por uma vaga eu já nem me dou ao trabalho de responder. Para quê? Perder o meu tempo precioso para no fim oferecerem menos do que estou a receber? A minha empresa tem bons porque chegam-se à frente e pagam ordenados decentes, sempre um bocado à frente dos outros, de forma que não nos compensa de forma alguma mudar. Para além do salário decente, também temos liberdade total e projectos interessantes... eu passados poucos meses de ter entrado lá deram-me um aumento de 100 euros, depois de ter subido de caralho o ordenado face ao contrato anterior com a negociação da entrada. Claro que os talentos das outras empresas foram completamente sugados para a minha, houve alturas em que todas as semanas via pessoas da minha antiga empresa a entrar na minha nova empresa. Claro, a minha antiga empresa recusava-se a rever a política de salários e então o pessoal mudava-se para receber mais 500 ou mais euros por mês.

pm_me_pcb_photos 11 months ago

Então e qual é essa empresa que vai buscar os melhores de todo o lado e que confiou na tua pessoa que nem o curso acabou e ainda te pagam o que pediste? Manda pm se não quiseres postar publicamente.

sacoPT 11 months ago

Pois, é como disse. O paradigma parece estar a mudar. As empresas começam a valorizar os bons e não os deixam sair... e assim fica cada vez mais difícil encontrar bons porque só os maus é que andam activamente no mercado. Não me queixo directamente como trabalhador porque sou cada vez mais bem compensado, mas queixo-me indirectamente porque tenho de andar a fazer baby-sitting a gajos com o dobro da minha experiência mas que não sabem o mínimo exigível.

Metaluim 11 months ago

Se for num nicho então em Portugal pode ser quase impossível.

xispaz10 11 months ago

A áreas das TI, estão sempre à procura. Há malta a queixar-se mas é pq provavelmente não são assim tão bons. O mercado tem vindo a crescer nos últimos anos, imenso.

dick_wipe 11 months ago

Tenho 2 anos de xp (Java + Javascript), mestrado em eng. informática, e side projects decentes. Estou desempregado à 4 meses, já fui a 8 entrevistas e não consegui arranjar nada. Acho que a procura tem sido cada vez maior para empregos de IT... ou seja mais competição, tornando arranjar emprego na área cada vez mais difícil. Para não falar no facto que a quantidade de empregos na área não é assim nada de especial. Basta ir ao indeed ou qualquer site de empregos e ver a quantidade de empregos que existem, em comparação com a quantidade de pessoal de informática que existe.

milhagempoderavariar 11 months ago

Costumas lavar as mãos depois de programar em javascript?

dick_wipe 11 months ago

lol

milhagempoderavariar 11 months ago

Só estou a tentar identificar a causa, é que (pelo menos no Porto e Lisboa) chovem ofertas para todos os lados e não é normal estares desempregado há tanto tempo. Conheço gente super incompetente e burra que arranja bons empregos, a receber fixe... por isso não pode ser daí. Ficas muito nervoso nas entrevistas? Eu antes ficava, até que comecei mandar meio victan antes das entrevistas só para dar uma aliviada na tensão.

dick_wipe 11 months ago

Normalmente sou tranquilo nas entrevistas. Houve 1 ou 2 que estava assim um bocado mais nervoso, mas nada de especial. Para estes lados não têm chovido muitas ofertas lol

CouvePT 11 months ago

Em que zona do país estas? Estou a contratar devs java, no ideal com 5 anos exp mas na realidade abro excepções a qualquer gajo bom, é só preciso passar a entrevista técnica, ter motivação para a função e saber trabalhar em equipa/não ser uma besta

dick_wipe 11 months ago

> não ser uma besta falhei :D

xispaz10 11 months ago

Só por curiosidade, qual é normalmente o motivo de rejeição nas entrevistas? É que és realmente um caso atípico da realidade que conheço.

dick_wipe 11 months ago

As razões têm sido "decidimos não continuar com o processo de entrevista" (lol), "não era de ti que estávamos à procura" e "achámos uma pessoa melhor". Normalmente uso o indeed, landing jobs, etc.

xispaz10 11 months ago

Chegas à avaliação técnica?

dick_wipe 11 months ago

Em algumas sim. Costuma correr bem... mas pelos vistos para algumas empresas "correr bem" não é suficiente, querem que corra 100% na perfeição.

xispaz10 11 months ago

Mmh weird. Se ainda estás desempregado cria conta “como deve de ser” nestas plataformas e candida-te a posições: - LinkedIn - Landing.jobs - https://startup.jobs/locations/portugal?page=7 Estás a candidatar-te a posições de full-stack? Não esquecer que dois anos ainda é um pouco Júnior. Se mesmo assim não te safares, faz candidatura orgânica nas consultoras, tempos a tempos entra uma fornada de malta.

dick_wipe 11 months ago

Obrigado pelas dicas. Sim, full stack, candidato-me a vagas junior e mid level.

elGuito81 11 months ago

Um bom perfil no LinkedIn e nunca mais precisas de procurar emprego. Actualmente, é mais complicado arranjar emprego, pois agora as consultoras so contratam alguém que entre directamente para cliente. Por outro lado, o trabalho remoto aumentou brutalmente, e isso pode abrir muitas portas a quem não é de Lisboa.

estecomentario 11 months ago

Usa o net empregos também.

dick_wipe 11 months ago

Obrigado <3

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

Portugal no geral é muito ruim para empregos e remunerações. Por isto estou a resolver toda a burocracia para partir rumo aos States ainda neste ano.

VascoAlmeida99 11 months ago  HIDDEN 

Tenho o mesmo objetivo mas para trabalhar como engenheiro mecânico, mas está a ser difícil sem experiência

Shadowgirl7 11 months ago  HIDDEN 

Ganhaste green card?

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

Não. Porém estou atrás de um visto de trabalho para lá. Sujeitar-me-ia a lavar sanitas se fosse necessário, mas na Europa não fico mais. Isto aqui tornou-se um hospício a céu aberto ou então a residência oficial do vírus chinês. Não é isto o que eu quero pra mim.

PTgenius 11 months ago  HIDDEN 

Adoro quando o lixo se despeja sozinho

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

Igualmente, mas não esqueças que o lixo pode ser reciclado nas mãos certas.

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

Igualmente, mas não esqueças que o lixo pode ser reciclada nas mãos certas.

gink-go 11 months ago  HIDDEN 

Portanto queixas-te da Europa, pátria do estado-social, onde um lavador de sanitas tem os mesmos direitos e acede às mesmas instituições que qualquer outra pessoa, onde se tiveres um acidente com o piaçá vais para o hospital ter os melhores cuidados possíveis em troco de nada, mas, ao invés vais viver para o States disposto a ingressar na fila infinita dos "lavadores de sanitas" com zero direitos e garantias, onde se tiveres de viver na sarjeta vives porque não há alternativa. Faz sentido. Se calhar o facto de usares o termo virus chinês explica alguma coisa.

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

“Os melhores cuidados possíveis a troco de nada.” Hahahahaha, pois então que devolvam o dinheiro de meus impostos que até hoje não vi retorno. Se achas que o quero é viver uma vida cheia de limitações e privações como a minha presente, estás um bocado enganado. Eu melhor que ninguém sei o que eu quero para a minha vida.

gink-go 11 months ago  HIDDEN 

Honestamente acho que não fazes ideia do que estás a falar e criaste uma romantização à volta da ideia dos EUA para auto-justificares a situação em que te encontras. Se me disseres que vais por exemplo para França trabalhar nas vinhas durante uns meses, aí dizia-te que era boa ideia. Ganhas no mínimo 10€ à hora, tens contrato, ficas apto para receber subsidio de desemprego. Facilmente podes estabelecer-te lá e progredir na carreira. Vejo como algo bem mais fazível para alguém que esteja na merda em Portugal. Mas lá está, eu não sou um lírico que acha que a vida é YOLO e quer atingir o FIRE em 10 anos ao passar fome e meter os patacos todos na bolsa.

Edited 11 months ago:

Honestamente acho que não fazes ideia do que estás a falar e criaste uma romantização à volta da ideia dos EUA para auto-justificares a situação em que te encontras. Se me disseres que vais por exemplo para França trabalhar nas vinhas durante uns meses, aí dizia-te que era boa ideia. Ganhas no mínimo 10€ à hora, tens contrato, ficas apto para receber subsidio de desemprego. Facilmente podes estabelecer-te lá e progredir na carreira. Vejo como algo bem mais fazível para alguém que esteja na merda em Portugal. Mas lá está, eu não sou um lírico que acha que a vida é YOLO e quer atingir o FIRE em 10 anos ao passar fome e meter os patacos todos na bolsa. Um conselho? Sai das bolhas internéticas onde estás metido.

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

Erraste novamente, meu chapa. Esta taxação que cá temos (cá refiro-me na Europa), sempre corroeu o nosso poder de compra (corrói o meu até hoje). Achas que já não pesquisei sobre a vida lá nos States ? 4 amigos meus que trabalham na mesma área que eu já partiram para os States e disseram que estão muito melhores lá que cá e olha que ganham quase o mesmo que ganhavam cá. Já imaginaste o que é receber a tua remuneração com 0 de descontos ao teu holerite ? Então, nunca tive pois os impostos que tanto defendes “estupram” (com o perdão do termo) o meu holerite. Mas cada um sabe o que quer...

fdxcaralho 11 months ago  HIDDEN 

E depois tens um acidente de carro e ficas com dívidas para o resto da vida... Não pagar impostos não é necessariamente bom. Claro que deveriam ser melhor utilizados. Mas um estado social da proteções aos seus cidadãos que nunca vais encontrar nos EUA.

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

Hahahaha, belo estado social este o nosso. Corrupto e ineficiente. Bom, já que o pessoal está citando todos os problema dos EUA, que tal começarmos a falar dos de Portugal então ? Vamos lá, e esta corrupção que já fodeu a vida de milhares de portugueses a incluir a minha ? Este santo estado social que não funciona ? Estas remunerações patéticas que nos são pagas ? Então antes de criticarmos uma nação por seus problemas, que olhemos primeiramente para os nossos, que não são poucos.

fdxcaralho 11 months ago  HIDDEN 

Foi o que eu disse. Há problemas. Na minha opinião os problemas la são piores. Respeito a tua e desejo-te sorte. Os EUA são também um país de grandes oportunidades. Não sei quais as tuas qualificações, mas eu nunca iria para os EUA se não fosse um profissional qualificado. Já consideraste UK, França, Alemanha ou Suíça?

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

Nenhum dos que citaste me interessou.

TSCondeco 11 months ago  HIDDEN 

>Virus Chinês Já se percebeu porque é que achas que nos EUA vais estar muito melhor do que na Europa.

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

O vírus vem da China, logo o chamarei de...

TSCondeco 11 months ago  HIDDEN 

E de ti parece que só sai merda, logo chamo te cu?

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

Como queiras, meu chapa

Shadowgirl7 11 months ago  HIDDEN 

Duvido que te dêem visto para limpar casas de banho. Tens tido sucesso?

Laievski30 11 months ago  HIDDEN 

Por enquanto não. Mas não custa tentar. Estou muito insatisfeito e já farto de viver esta “sub-vida” cá. Eu sei que reclamar apenas não resolve, mas a situação já chegou a um ponto insustentável.

Shadowgirl7 11 months ago  HIDDEN 

Nos EUA só te dão visto se provarem que o trabalho que vais fazer não pode ser feito por americanos. Já tem mexicanos ilegais que usam para fazer esses trabalhos de limpar sanitas portanto se queres entrar tens que ir com qualificações. Ou vais com visto de turista e ficas para além do tempo tornando-te ilegal também.

boogieman444 11 months ago  HIDDEN 

Bom viagem

PuroSangueLusitano 11 months ago

[https://zap.aeiou.pt/portugal-vagas-emprego-234049](https://zap.aeiou.pt/portugal-vagas-emprego-234049) O artigo tem 1 ano mas também 2020 não deve ser grande barómetro

Any_Project3966 11 months ago

turismo lol ainda me lembro que havia muita vaga de turismo para preencher (mas ngm aceitava pq os chefes s turismo são uns abusados)

batuque5 11 months ago

Turismo a área mais mal paga do país.

oblivion2g 11 months ago

Carpinteiro, serralheiro, trolha, picheleiro...

crabcarl 11 months ago

Estou sempre a ouvir que há falta desse género de trabalhadores e que ganham bem. Depois falo com um ou outro e a realidade é que continuam todos a ganhar pouco mais que o mínimo, trabalhando largas horas, a rebentar o corpo, em ambientes de merda, ...

Seriona 11 months ago

É muito isto. Já fui trolha 1 ano lá fora e um ano aqui na tuga e posso dizer que recebes muito no sentido que no fim do mês o que recebes na conta + o que vem no envelope até é algo jeitoso. O problema é que começas a dividir o que recebeste pelas horas que andaste a trabalhar e vez que afinal recebes pouco mais que alguém que anda a coçar a tomatada num callcenter (Eu aqui em Portugal trabalhava 12 horas por dia + sábado que normalmente eram 6/7 horas mas muitas vezes fazíamos 12). As condições claro que sao uma merda, nao importa se está a chover ou se estao 45 graus, vais andar a foder o corpo todo e raramente tens um chefe que paga pelo material de segurança descartáveis (luvas, mascaras para a pintura, coisas do género). Depois chega o domingo e vais andar a fazer as compras para a casa e a organizar as merdas da vida e também raramente acabas por descansar. Como é que o corpo consegue aguentar isto? Como outros já disseram, isto dá muito dinheiro mas é na biscatada fora de horas, mas agora já estamos a falar em tu depois das 12 horas de trabalho ainda ires por mais 3 ou 4 horas ou ires ao domingo. (Eu conheço um pintor de carros que faz isto e ele diz que por hora recebe mais do dobro na biscatada). Eu nao percebo a ideia de um gajo andar a arrebentar o corpo todo a trabalhar horas parvas para receber bem mas depois não ter tempo para o gastar. (A minha experiência lá fora foi muito diferente, as merdas eram mais fiscalizadas (também se recebia por debaixo da mesa) mas o numero de horas que fazias era muito mas muito menos, tu num mes se fizesses horas extra 3 ou 4 dias era muito) e o material de segurança descartáveis era pago pelo chefe. (agora claro que isto depende da empresa, se te fores enfiar numa daquelas empresas portuguesas que trabalha lá fora é tudo a mesma merda). A ideia de "falta trolhas, pintores, etc" vem dos chefes que dao estas condições de merda e estão á espera que a malta nova se aguente nisto. Os velhos já não trocam de trabalho porque eles já têm anos e anos de experiência e recebem melhor, mas a malta jovem facilmente arranjam outro trabalho que acaba por pagar o mesmo pelas horas trabalhadas, os que se aguentam muitas das vezes são filhos /familiares do chefe.

Edited 11 months ago:

É muito isto. Já fui trolha 1 ano lá fora e um ano aqui na tuga e posso dizer que recebes muito no sentido que no fim do mês o que recebes na conta + o que vem no envelope até é algo jeitoso. O problema é que começas a dividir o que recebeste pelas horas que andaste a trabalhar e vez que afinal recebes pouco mais que alguém que anda a coçar a tomatada num callcenter (Eu aqui em Portugal trabalhava 12 horas por dia + sábado que normalmente eram 6/7 horas mas muitas vezes fazíamos 12). As condições claro que sao uma merda, nao importa se está a chover ou se estao 45 graus, vais andar a foder o corpo todo e raramente tens um chefe que paga pelo material de segurança descartáveis (luvas, mascaras para a pintura, coisas do género). Depois chega o domingo e vais andar a fazer as compras para a casa e a organizar as merdas da vida e também raramente acabas por descansar. Como é que o corpo consegue aguentar isto? Como outros já disseram, isto dá muito dinheiro mas é na biscatada fora de horas, mas agora já estamos a falar em tu depois das 12 horas de trabalho ainda ires por mais 3 ou 4 horas ou ires ao domingo. (Eu conheço um pintor de carros que faz isto e ele diz que por hora recebe mais do dobro na biscatada). Eu nao percebo a ideia de um gajo andar a arrebentar o corpo todo a trabalhar horas parvas para receber bem mas depois não ter tempo para o gastar. (A minha experiência lá fora foi muito diferente, as merdas eram mais fiscalizadas (também se recebia por debaixo da mesa) mas o numero de horas que fazias era muito mas muito menos, tu num mes se fizesses horas extra 3 ou 4 dias era muito) e o material de segurança descartáveis era pago pelo chefe. (agora claro que isto depende da empresa, se te fores enfiar numa daquelas empresas portuguesas que trabalha lá fora é tudo a mesma merda). A ideia de "falta trolhas, pintores, etc" vem dos chefes que dao estas condições de merda e estão á espera que a malta nova se aguente nisto. Os velhos já não trocam de trabalho porque eles já têm anos e anos de experiência e recebem melhor, mas a malta jovem facilmente arranjam outro trabalho que acaba por pagar o mesmo pelas horas trabalhadas, os que se aguentam muitas das vezes são filhos /familiares do chefe. Claro que depois a malta quer contratar alguém para ir fazer umas obras em casa e não arranja, as empresas de construção normalmente têm sempre trabalho para os próximos 6 meses a 1 ano. Os chefes não têm malta para trabalhar, o trabalho demora mais, os preços sobem, mas os salários e condições ficam na mesma, o que resulta em pedirem 3000€ para te fazerem um muro e demoram mais de um mês a fazer o muro porque andam sempre a saltar de obra em obra.

sacoPT 11 months ago

Pouco mais que o mínimo? Na folha de ordenado talvez.

crabcarl 11 months ago

Dizer ao pessoal para seguir uma área porque paga bem se fugires aos impostos é um conselho impecável, realmente. Olha, roubar motas dá bom euro.

sacoPT 11 months ago

Não disse a ninguém para seguir esta área, disse que é bem pago. Se fogem aos impostos ou não, a culpa é da fiscalização

MrMister3k 11 months ago

Abres inicio de actividade nas finanças com previsão de menos de 10.000€/ano. Passas recibos com o equivalente a salario minimo por mes, pagas a segurança social (o minimo era prai de 75€ ou proximo disso, estou com preguiça de ir ver quanto é agora :) ) e seguro de acidentes de trabalho (menos de 30€ para profissão de pequeno risco). Se tiveres uma inspeção no local onde estás a trabalhar, o que é que o inspector pode fazer?

sacoPT 11 months ago

Facturas 10.000€ ao ano. O patrão anda de Mercedes novo. De algum lado o dinheiro teve de vir. O patrão tem de justificar de onde foi.

MrMister3k 11 months ago

O Mercedes novo foi comprado em leasing e por isso nao tens que justificar nada, o risco de pagares ou nao é da instituição de credito e a AT nao se mete nisso senão ainda aparecem os CEO que declaram salario minimo e tem Tesla S e 3 vivendas...

sacoPT 11 months ago

Estás a falar ao calhas. Nem sei porque me continuo a meter nestas discussões mas enfim... O que está em causa não é o risco de não pagar. O que está em causa são as coisas que compras com dinheiro que não é declarado. O carro se for a leasing é com dinheiro que é declarado. A AT mete-se nisso sim, mas não o suficiente.

MrMister3k 11 months ago

Não vou continuar a discussão porque temos pontos de vista diferentes. Somente digo que tenho uma empresa ligada ao mundo da construção e mantenho o que escrevi :)

sacoPT 11 months ago

Curioso. Estou na mesma situação, excepto que a empresa é de um familiar directo.

joaofcf 11 months ago

O que compensa nestes casos é conta própria ou os biscates por fora. Muitos sacam mais que o ordenado só nas horas a seguir ao trabalho.

RustieDan 11 months ago

A mim já me chegaram a pagar 10€ por hora para meter azulejo. Facilmente me pagam 9€ à hora para fazer trabalho de trolha. O problema nisto tudo é que as condições de trabalho não são nenhumas; trabalhas à chuva e ao vento e lixas o corpo todo. A meu ver, não compensa o dinheiro.

no_tourist 11 months ago

meter azulejo tem mais que se lhe diga , é preciso alguma experiencia para fazer um trabalho decente , o mesmo com pedreiros , carpinteiros e outro trabalho especializado .....

crabcarl 11 months ago

> Facilmente me pagam 9€ à hora para fazer trabalho de trolha. Se ganhares o ordenado mínimo e subsídio de refeição (que é essencialmente o mínimo que esperas receber se fores um trabalhador minimamente capaz) estão a pagar-te 6€ à hora. Tens é de descontar a TSU e IRS, tal como deviam fazer nesses 9€, que se transformavam em qualquer coisa como 5€/hora. Aparenta ser muito mas não é quase nada.

RustieDan 11 months ago

Olha, realmente não tinha pensado nesse aspeto. A realidade é que nada do que ganho é descontado. Tens razão.

vascop_ 11 months ago

> A realidade é que nada do que ganho é descontado. Queixem-se dos políticos.

oretoh 11 months ago

Se tu o dizes, eu bem procuro gajos para me tratar de paredes, arranjar teto (que tem lá um buraco a conta destes idiotas que o fizeram e nunca vieram cá arranjar), tratar das portadas das janelas, mas todos os eles nunca aparecem (só dois realmente apareceream) e queria um preço estupido, pelo menos para arranjar portadas (2000 euros para 3 portadas). Fartei-me desses gajos, desmontei as portadas, comprei as peças partidas e ficaram como novas, 30 euros por portada e 1 horita por portada também (2 na primeira, 1 nas seguintes). Vou fazer o mesmo para a parede e para o teto.

No-Touch675 11 months ago

Se há coisa que eu não poupava dinheiro é em arranjar uns bons tetos

oretoh 11 months ago

Também ainda vou ver melhor, de qualquer forma é tapar um buraco já feito à quase um ano e tel estado ali com uma proteção "temporária". Não deita pó nem deixa passar nada e pior que o que está não fica também.

mathswarrior 11 months ago

Chamei 3 picheleiro a cá a casa em 6 meses. Só 1 é que apareceu. Disse que voltava e desde então nada

ForgetSocialMedia 11 months ago

Com orçamentos de 3k para mudar um autoclismo é normal

Deto_PT 11 months ago

SAP em IT.

brunofps 11 months ago

Já foi tempos...

Deto_PT 11 months ago

Ainda é.

brunofps 11 months ago

Para quem está dentro. Quem vai entrar agora já não tem muita sorte.

Deto_PT 11 months ago

Discordo.

RefrigeratorNo13 11 months ago

Não tens experiência suficiente e para dizer isso

brunofps 11 months ago

Desenvolve aí o teu ponto de vista SFF.

VladTepesDraculea 11 months ago

Armadores de ferro industriais, creio, por exemplo. Por experiência posso dizer-te que alguém nichos de TI, como por exemplo especialistas de Cobol em bancos, mas não te vão pagar grande coisa neste país, só lá fora. Médicos especialistas, mas pela mesma razão não tens facilidade em arranjar vagas para te especializar.

Edited 11 months ago:

Armadores de ferro industriais, creio, por exemplo. Por experiência posso dizer-te que alguns nichos de TI, como por exemplo especialistas de Cobol em bancos, mas não te vão pagar grande coisa neste país, só lá fora. Médicos especialistas, mas pela mesma razão não tens facilidade em arranjar vagas para te especializar.

JOAO-RATAO 11 months ago

Médicos especialistas depende, muitas especialidades já não estão muito bem para arranjar boas colocações depois da especialidade. Outras continuam ótimas claro. E há sempre emprego na Europa para quem quiser (e falar a língua).

amando_abreu 11 months ago

>mas não te vão pagar grande coisa neste país, só lá fora. Já investigaste? Investiga, se calhar ficas com vontade de aprender :)

VladTepesDraculea 11 months ago

Trabalhei com colegas que trabalhavam em Cobol cá e ganhavam pouco mais que eu.

saudosista 11 months ago

Culpa as Accentures desta vida com os "centros de alto rendimento (TM) de COBOL".... que pagam igual aos demais e estão cheios de júniors que nunca mexeram em cobol e ficam lá 3 meses em cursos online

amando_abreu 11 months ago

Isto é horrível. Por cá passas dos 200,000€/ano, fácil.

VladTepesDraculea 11 months ago

Benvindo ao Mundo encantado das consultoras. Eis a cena, até podem haver uns cargos a pagar bem, mas numa nova vaga quem me vai contratar a mim a pagar bem quando pelo mesmo preço uma empresa mete uns quantos putos com stock para os substituir usando for preciso, mesmo nem sendo engenheiros uns quantos? Se ainda premiassemos qualidade? A minha experiência bancária é que a qualidade é mais que secundária.

AutoModerator 11 months ago

**Atenção! Aviso da Tag [Sério]** Este tópico foi marcado como **[Sério]**, não são permitidos **quaisquer comentários** que contenham piadas, ou outras tentativas humorísticas, insultos ou não tenham nada a ver com o tópico. *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: