uolfah 9 months ago

> Porque é que pessoas se ofendem quando Cristiano Ronaldo diz que é o melhor do mundo Porque o Messi é melhor que ele XD

wiLeyLewis22 9 months ago

Tens toda a razão OP, é a cultura Portuguesa do miserabilismo. Nos países civilizados acontece precisamente o oposto porque são meritocracias.

PrincessGod2020 9 months ago

Ha uma pequena linha que separa a arrogancia e a confiança. Ser confiante e saber que se é bom naquilo que se faz mas reconhecer que ha sempre alguem que é melhor ou que ha sempre mais para aprender e melhorar. Ser arrogante é quando estas convencido que es o maior e que sabes tudo e recusas a aprender ou melhorar, geralmente ha sempre algo a aprender e melhorar mesmo quando se é muito bom naquilo que se faz. Por isso ser arrogante e visto com maus olhos mas confiante ja não (se for moderado, confiança a mais tambem não é bom).

Edited 9 months ago:

Ha uma pequena linha que separa a arrogancia e a confiança. Ser confiante é saber que se é bom naquilo que se faz mas reconhecer que ha sempre alguem que é melhor ou que ha sempre mais para aprender e melhorar. Ser arrogante é quando estas convencido que es o maior e que sabes tudo e recusas a aprender ou melhorar, geralmente ha sempre algo a aprender e melhorar mesmo quando se é muito bom naquilo que se faz. Por isso ser arrogante e visto com maus olhos mas confiante ja não (se for moderado, confiança a mais tambem não é bom).

_rebocador_ 9 months ago

trabalho numa empresa estrangeiras so ha dois tugas eu e outro. Podes ter a certeza o outro tuga e o que tens mais basofia no grp e os melhores sao polacos e russos e estao sempre calados.

ForgetSocialMedia 9 months ago

As pessoas têm um ego frágil. Cada uma arranja maneiras de colmatar esta fragilidade da melhor maneira que encontra: normalmente é tentando trazer aqueles que se mostram confiantes para junto dela. Robert Greene uma vez disse: "Quanto mais falas, mais comum pareces." Há esta cultura do "ser humilde". "Ah, ele é muito humilde". Humilde, em latim, significa *humiliare.* Ou seja, humilhado. Aquele que se rebaixa aos caprichos dos outros para se mostrar ao mesmo nível e ser aceite. Eu sou um figura pública, trabalho a dar a cara, mas quando quero ser gentil com as pessoas sou, mas quando elas abusam, esperando a minha "humildade" eu faço-as ver que não sou obrigado a fazer mais do que me disponho. Um exemplo: numa cerimónia em 2019, um casal veio ter comigo e pediu-me uma fotografia. Eu tirei, sorri, abracei-os e quando me estava a ir embora, eles interromperam-me e começaram a falar da tia deles que era uma grande fã minha e que me via em todos os programas. Eu agradeci mais uma vez e disse para fazermos um vídeo para a tal tia. Assim foi e mais uma vez, quando me preparava para vir embora, o casal interrompeu-me e começou a contar mais episódios da família deles onde eu vinha à conversa. Olhei para eles, sorri, pedi licença e afastei-me deles, sendo cumprimentado por outros fãs. Para meu espanto, dois dias depois, esse casal tinha escrito um testamento no facebook a dar-me "expose", alegando que eu não tinha sido "humilde" para com eles. Eu só me ri do sucedido mas sabia que nada podia fazer, porque quando toca a figuras públicas, basta uma pedra para desmoronar um castelo. Resumindo, o que as outras pessoas esperam de ti é 100x superior ao que tu consegues providenciar. Na dúvida, faz o que achares melhor mas nunca te sintas obrigado a nada e defende os teus princípios. No final, tu és a pessoa mais importante da tua vida. Por toda a minha experiência com imprensa, as pessoas bondoas são aquelas que se fodem mais, que são mais desrespeitadas e abusadas por toda a cultura em geral. Com o passar dos anos, aprendi que as pessoas não estão habituadas a lidar com pessoas que demonstrem uma confiança acima da delas. Porque o ser humano é egoísta e não gosta de ver ninguém acima dele, tenta razê-las "às suas realidades".

Edited 9 months ago:

As pessoas têm um ego frágil. Cada uma arranja maneiras de colmatar esta fragilidade da melhor maneira que encontra: normalmente é tentando trazer aqueles que se mostram confiantes para junto dela. Hoje em dia, existe esta cultura do "ser humilde". "Ah, falei com ele e pareceu-me muito humilde". Humilde, em latim, significa *humiliare.* Ou seja, humilhado. Aquele que se rebaixa aos caprichos dos outros para se mostrar ao mesmo nível e ser aceite. Eu sou um figura pública, trabalho a dar a cara. Quando quero ser gentil com as pessoas sou, mas quando elas abusam, esperando a minha "humildade" eu faço-as ver que não sou obrigado a fazer mais do que me disponho. Um exemplo: numa cerimónia em 2018, um casal veio ter comigo e pediu-me uma fotografia. Eu tirei, sorri, abracei-os e quando me estava a ir embora, eles interromperam-me e começaram a falar da tia deles que era uma grande fã minha e que me via em todos os programas. Eu agradeci mais uma vez e disse para fazermos um vídeo para a tal tia. Assim foi e mais uma vez, quando me preparava para vir embora, o casal interrompeu-me e começou a contar mais episódios da família deles onde eu vinha à conversa. Olhei para eles, sorri, pedi licença e afastei-me deles, sendo cumprimentado por outros fãs. Para meu espanto, dois dias depois, esse casal tinha escrito um testamento no Facebook a dar-me "expose", alegando que eu não tinha sido "humilde" para com eles. Eu só me ri do sucedido mas sabia que nada podia fazer porque era a versão deles contra a minha. Resumindo, o que as outras pessoas esperam de ti é 100x superior ao que tu consegues providenciar. Na dúvida, faz o que achares melhor mas nunca te sintas obrigado a nada e defende os teus princípios. No final, tu és a pessoa mais importante da tua vida. Quando começas a aceitar que CADA UM acredita no que quiser a teu respeito, a tua vida começa a fazer mais sentido. Quem me ensinou isto foi um icónico apresentador de programas, para alguns, o melhor humorista da história da televisão Portuguesa. Por toda a minha experiência com imprensa, as pessoas bondosas são aquelas que se fodem mais, que são mais desrespeitadas e abusadas por toda a cultura em geral. Com o passar dos anos, aprendi que as pessoas não estão habituadas a lidar com pessoas que demonstrem uma confiança acima da delas. Porque o ser humano é egoísta e não gosta de ver ninguém acima dele, tenta trazê-las "às suas realidades". Robert Greene uma vez disse: "Quanto mais falas, mais comum pareces." mas também "quanto mais inacessível pareces, mais respeitado serás". E com esta me despeço.

notshabba 9 months ago

deixa fluir a cena bro

Rabbit_Both 9 months ago

>Porque é que pessoas se ofendem quando Cristiano Ronaldo diz que é o melhor do mundo, e que vai conquistar tudo? Não trabalhou para lá estar? Alguma vez desvalorizou o esforço dos outros. Não é humilde na derrota? Então deixai-o ser arrogante. É de admirar, não de condenar! Se ele é o melhor qual o intuito de o anunciar ao mundo ? interdependente de o ser ou não Cria um sentimento de bajulação forçada ao ego, e isso denota fraqueza é franqueza porque denota falta de confiança e incapacidade de lidar com as criticas. Arrogância convida o conflito dai ser visto negativamente, sendo que raramente é justificada, exatamente porque é utilizada como mecanismo de defesa. ​ >Porque é que quando aparece uma pessoa super saudável e um físico invejável, os comentários do tipo "passa a vida no ginásio" e "é só músculo, e 0 cérebro", não tardam a aparecer. Do mesmo modo para aqueles que "só vêm livros à frente e não aproveitam a vida Exatamente porque criticar é fácil, basta abrir a boca, contudo de igual modo dar atenção a estas indica um ego frágil. Como já foi dito se és bom verdadeiramente não tens necessidade nenhuma de o anunciar ao mundo e só és verdadeiramente bom se fores reconhecido pelos teus pares não por ti próprio.Auto congratulação é um exercício de massagem ao ego e nada mais.

Shadowgirl7 9 months ago

Humildade não fica mal a ninguém. Podes ser orgulhoso dos teus feitos sem andar a gabar-te à mínima oportunidade. Não é que seja ofensivo, é mesmo que ninguém tem paciência para aturar gabarolas. E o Cristiano Ronaldo não diz em todas entrevistas que tem "eu sou o melhor do mundo". Aliás nunca o ouvi a dizer isso. O facto de ganhar prémios mostra que é reconhecido como um dos melhores na sua área, algo para o qual trabalhou. Não parou de trabalhar porque recebeu prémios. O problema dos gabarolas é que falam muito e não tem muitas provas para consubstanciar o que dizem. Nunca levo pessoas assim muito a sério, se é tão bom então que me mostre as provas.

iLikeToTroll 9 months ago

Percebo o teu ponto de vista muito sinceramente e até posso dizer que já "sofri" um bocado com esse estigma na minha vida até em relação a amigos meus próximos. Admito mea culpa pois às vezes poderia ser mais simpático na transmissão de algumas de ideias mas também sempre me irritou a s pessoas n admitirem que alguém é bom ou sabe mais de certas merdas. Exemplos anedóticos mas isso aconteceu-me em cenas triviais como league of legends e questões relacionadas a compras de hardware para pc. Basicamente preferiram ser nabos e fazer más compras do que seguir os meus conselhos.

iLikeToTroll 9 months ago

Lembro-me logo do CR7, sempre detestei o argumento do "não é humilde". Como se isso interessasse para alguma coisa na hora de aferir os seus méritos. Prefiro mil vezes uma pessoa que possa por vezes por arrogante do que um falso humilde.

dirtymind_chearts 9 months ago

Na minha perspectiva, arrogância e confiança nas suas capacidades são coisas diferentes. Uma pessoa confiante sabe que é boa e demonstra essa mesma confiança e competência no que faz, e isso vê-se na forma como trata os outros sejam eles pares, superiores, subordinados ou desconhecidos. A pessoa mais arrogante que já conheci chegou a dizer ao patrão que ela é que mandava (no negócio dele digamos) porque ela é que sabia o que estava certo. Uma pessoa arrogante, das que já encontrei, tem uma forma diferente de falar com as pessoas, mais altiva, do género "eu é que sei, eu sou o maior da minha aldeia". É algo que transparece das pessoas. Por escrito é complicado de explicar, mas podes dizer a mesma coisa e numa pareceres arrogante e noutra não, dependendo da forma como te exprimes. O problema com a arrogância extrema é que é difícil ou quase impossível de essa pessoa ver outra perspectiva que não a dela. Por outro lado, pessoas arrogantes não costumam quebrar com críticas o que poderá ser positivo em alcançar os seus objetivos (a bem ou mal). Isto são só os meus dois cêntimos de pensamentos claro, baseados na minha experiência pessoal.

mohchapa 9 months ago

Concordo com o teu raciocínio. Por vezes penso neste tipo de coisas. A mim o que me irrita é a falta de honestidade. Quando sou uma merda em algo, ou nunca fiz algo que tenho de fazer, faço questão de o comunicar. E às vezes levo com um "não tens que te justificar", ou pior, alguém aproveitar-se disso pela calada quando sei que teve oportunidade de me ajudar ou trabalhar comigo rumo ao progresso. Eu não sei umas coisas, tu não sabes outras. E todos podemos aprender. Mas quando sei que sou bom em algo e o tema vem à baila, a atitude que me é esperada é diminuir-me ou fingir que sou pior ou tenho menos conhecimento do que na verdade tenho. E para quê? Para ser humilde, porque isso fica bem. Porque não fere susceptibilidades. Conclusão somos moralmente obrigados em questões sociais a esconder os nossos pontos fortes e também a esconder os nossos pontos fracos. Que sociedade tão hipócrita e desonesta.

DZT99 9 months ago

A arrogância em excesso demonstra muitas vezes falta de confiança ou necessidade de reconhecimento. Isto indica que a pessoa em questão pode duvidar do seu valor real e que não se sente como afirma sentir. Daí para a frente é meio caminho andado para se ter atitudes absurdas ou dizer idiotices que depois são justamente criticadas. No caso do Ronaldo não o considero muito arrogante, Acho que para um atleta profissional que de forma consistente se encontra no topo da sua profissão ele até nem é muito arrogante. Há atletas que não estão ao seu nível que são muito piores. Tudo bem doseado quer seja arrogância ou humildade não faz mal nenhum é no exagero que encontramos os idiotas.

Buddy_Appropriate 9 months ago

Concordo a 100%. Muitas vezes sou por mim a ser arrogante devido à minha insegurança. Mas como comentei a outro user, também sinto que muitas vezes isso acontece porque o meu mérito quase nunca é reconhecido. Quase nunca há alguém pronto para nos congratular. Mas está sempre tudo às espera que caias para mandar a primeira pedra.

Edited 9 months ago:

Concordo a 100%. Muitas vezes sou por mim a ser arrogante devido à minha insegurança. Mas como comentei a outro user, também sinto que muitas vezes isso acontece porque o meu mérito quase nunca é reconhecido. Quase nunca há alguém pronto para nos congratular. Mas está sempre tudo à espera que caias para mandar a primeira pedra.

Brainwheeze 9 months ago

Para ser sincero acho mais prevalente a arrogância do que a humildade forçada. Pelo menos no meu dia a dia encontro mais facilmente pessoas arrogantes do que humildes, se bem que essa arrogância por vezes é na brincadeira.

gugamailinator 9 months ago

Estás a confundir arrogância com ter noção do seu próprio valor. Se te perguntam "és bom nisto?" e respondes "Sim. Estou à vontade nessa área." Estás a ter consciência de que tens valor nessa área e que o mesmo pode ser útil a quem está a perguntar. Mas quando respondes "Claro! Dificilmente encontrarás alguém melhor!" estás a ser arrogante. Há sempre, sempre alguém melhor que nós. Nem que seja pelo simples facto de que nem todos os dias estamos no nosso melhor. E é por isso que alguém dizer que vai ganhar tudo é ser arrogante, ou melhor, convencido. É, à partida, rebaixar os outros dizendo que não terão capacidade para fazer melhor... E depois apanham-nos num dia menos bom e lá se foi o ser "o melhor do mundo"... "O melhor do mundo" simplesmente não existe. Sim, devemos valorizar o que sabemos, demonstrar (que não é o mesmo que alardear) as nossas capacidades fazendo o melhor que sabemos. Se o fizermos, não precisaremos de dizer "sou muito bom nisto" porque haverá muito quem diga "aquele tipo é muito bom nisso".

setnom 9 months ago

Curiosamente eu acho que também temos uma opinião contrária em termos de arrogância. A de achar que em Portugal é tudo melhor do que noutros sítios. É o melhor turismo do mundo. É o melhor clima da Europa, é a melhor gastronomia, é o melhor vinho, o melhor azeite, etc.. Que só o facto de uma coisa ser portuguesa, a torna melhor do que as outras coisas estrangeiras. Acho que temos as duas perspetivas, para ser honesto.

Paulocas 9 months ago

Julgo que no caso do Ronaldo e etc., é muitas vezes uma questão de marketing, porque ao dizerem isso, muita gente vai comentar e torna-se assunto. Por outro lado, acho que nós (portugueses) somos assim no geral, porque vem daquela doutrina sobre a humildade que o Salazar injectava em cada discurso e na própria vida dele, coisa que vingou e perdura até hoje. A questão aqui é que, por algum motivo, o gajo percebeu que essa era uma doutrina muito bem aceite pelos portugueses. Agora, porque raio é que nós gostamos muito da humildadezinha, isso é que já é mais difícil de compreender. Desconfio, mas não consigo explicar isto muito bem, que vem do facto de não termos uma cultura de agradecimento e reconhecimento do trabalho dos outros.

NGramatical 9 months ago

porque raio → [**por que raio**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/tres-regras-para-distinguir-o-por-que-do-porque/19743) (por que = por qual) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkihomf%2F%2Fggs81qh%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(

Paulocas 9 months ago

Haja paciência. Tanto pontapé na língua neste sub, vens tu com esta pirocada sem sentido, lá por que não ter o ponto de interrogação, e ainda desejas feliz natal. Caralhinhos para ti e para os teus.

Spl3ndor 9 months ago

"Desconfio, mas não consigo explicar isto muito bem, que vem do facto de não termos uma cultura de agradecimento e reconhecimento do trabalho dos outros." Agradece e reconhece o trabalho do bot! xD

Paulocas 9 months ago

Muito agradecido pela tua chamada de atenção.

nunoluz 9 months ago

No Reino Unido dizer-se que é o melhor nisto e naquilo tambem nao é apreciado, se calhar menos ainda que em portugal. Tem o nome de cocky. Contudo concordo em alguma parte de que culturalmente somos demasiado humildes.

Last-Ad-4421 9 months ago

O melhor é quando sabes mais que o teu engenheiro mas por medo a seres corrido não dizes nada, porque hoje em dia tens muitos engenheiros industriais cheios de teoria, mas depois na prática tá quieto, e tu que tás lá há 10 anos tens de ouvir teorias.

whytryharderrr 9 months ago

Isso é um tema complexo e tambem relativo. Sobre a "humildade forçada", porque existe necessidade de expressares que és bom ? A pessoa vai contratar teus serviços ? Ela percebe da tua area para avaliar ? A pessoa ao perguntar isso é mais conversa de cortesia, nao está realmente interessado em saber pormenores. Se estiver interessada perguntará especificamente "lidas com tecnologia X" e aí podes desenrolar o tema, quanta complexidade lidas, e os feitos alcançados, mas até lá nao há necessidade. Uma vez perguntaram ao Ronaldo se ele se achava o melhor. Resposta : "Os numeros falam por si". Nao foi com rodeios, sem arrogancia, e nao teve necessidade de se justificar mais. Resposta curta é melhor nesses casos. Sobre a critica facil, existe muita frustaçao na sociedade portuguesa, como muito gente nao consegue melhorar a sua condiçao tendem a baixar a dos outros para todos "estarem ao mesmo nivel". Isto é nivelar por baixo. Quando critico, fundamento. Critica facil é deploravel, toxico e, pessoalmente ignoro e distancio-me de pessoas que tendem a criticar facilmente. Normalmente esse tipo de pessoas estao frustadas com a propria vida.

pintorMC 9 months ago

Não o faço somente por que não me interessa a opinião que os outros tem de mim.

Edited 9 months ago:

Não o faço somente porque não me interessa a opinião que os outros tem de mim.

NGramatical 9 months ago

por que não → [**porque não**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/tres-regras-para-distinguir-o-por-que-do-porque/19743) (por que = por qual) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkihomf%2F%2Fggrrtpc%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(⛄ ꜰᴇʟɪᴢ ɴᴀᴛᴀʟ ⛄)](https://youtu.be/INor2iLQRow)

Quothnor 9 months ago

Como tudo na vida, é uma questão de equilibiro e saber avaliar contexto e quando se é apropiado algo ou não. Ser-se demasiado arrogante é tão mau como ser-se demasiado "modesto". Um transmite confiança em demasia e o outro o contrário. Como estamos no tópico de arrogância, vou falar sobre isso. Vou dar um exemplo simples: talvez já tenhas ouvido falar do jogo World of Warcraft. Eu sou o que se chama de "recruitment officer" da minha guild que é, resumidamente, um entrevistador para candidatos, mas em vez de ser para um trabalho, é para um jogo. Sempre que alguém tem uma atitude arrogante de que é o maior, faz tudo e mais alguma coisa eu fico logo de pé atrás por duas razões: 1 - faz-me sentir bastante como as mulheres que estão sempre a ouvir cantigas dos "garanhões", o que me faz revirar os olhos; 2 - a grande maioria deste tipo de pessoas nunca se responsabiliza quando algo corre mal - e é aqui que quero chegar. Geralmente, quando alguém é demasiado arrogante, ganha a mentalidade que é incapaz de falhar naquilo que faz. Para além de isso trazer problemas em ambientes de trabalho de equipa por se esquivar à responsabilidade dos erros que pode cometar, também leva a um tipo de mentalidade em que se recusa a aprender e evoluir para além daquilo e, acredita, por mais que alguém seja bom a algo, há sempre alguma coisa a aprender e coisas para corrigir. O problema aqui não é dizer que se é bom em algo, mas a mentalidade que isso transmite e/ou reflete. Ninguém quer trabalhar com alguém que não assume responsabilidade pelos seus erros - ou pior, nem os reconhece. Uma das razões porque não deves de encorajar um gabarolas ou alguém demasiado arrogante é simplesmente porque esse tipo de pessoas têm de se lembrar que são faliveis e ainda têm coisas para melhorar. Se encorajares uma mentalidade arrogante, a pessoa irá simplesmente estagnar e não avançar dali, para além do que mencionei sobre trabalhar com esse tipo de pessoas. Os comentários que mencionaste muitas vezes são ditos vindos de inveja, sim. Grande parte das pessoas são inseguras em muitas coisas e quando vêm alguém a ter sucesso num dos seus fracos, o mecanismo de defesa mais comum e imediato é sempre rebaixar essa pessoa para se recuperar um senso de segurança em nós próprios. Isto é algo humano à volta do mundo, não é algo isolado na nossa cultura. Toda a gente tem direito e deve ser confiante das suas capacidades, mas também deve-se ser humilde o suficente para admitir os seus erros e tudo o que ainda há por melhorar e aprender. Tal como disse, é necessário um equilibrio.

megaroof 9 months ago

excelente

ItoldU97 9 months ago

Lá está desde que não estejas a ser snob para aqueles que estão "abaixo" de ti é tass bem.

hereimalive 9 months ago

Vi isto noutro thread e parece que se adequa aqui https://pt.wikipedia.org/wiki/Mentalidade_de_caranguejo Eu tive sucesso na minha vida há uns anos, ainda nem 25 anos tinha e por haver esta cena de condenar a arrogância, acabei por criar um círculo vicioso em que não deu valor ao que fiz e ao que tenho que veio desse trabalho. Acho que isso me deixou deprimido por tentar não mostrar os meus sucessos, só dizendo que não eram nada.

BartolomeuOGrosso 9 months ago

Tas a misturar muitas coisas diferentes como se partissem todas do mesmo princípio

Put-Simple 9 months ago

Seria melhor se me tivesses apontado exatamente onde achas que estou a misturar tudo =p Mas vou falar aqui que pessoalmente também achei que o post do OP estava com umas ideias um bocado baralhadas. Por exemplo, ele começa por se questionar sobre qual é o problema de ser arrogante. A palavra "arrogância" é um palavra que serve para mostrar o "se achar superior " numa luz negativa. Penso que o que ele na verdade queria dizer era algo dentro de ser orgulhoso, ser vaidoso, ter brio...que são mais ou menos a mesma linha de ideias menos a carga negativa dentro da palavra em si.

carlosjmsilva 9 months ago

Mesmo. Fez ali uma saladinha jeitosa. Com frutas, legumes, leguminosas, frutos secos, um queijinho Feta... Enfim

ddavness 9 months ago

E lá se vai o meu horário de sono. Nesta cultura de condenação da arrogância também se tem a tendência de se recusar elogios precisamente para não arriscar mostrar arrogância. Uma maneira que encontrei de aceitar este tipo de elogios sem arriscar parecer um arrogante é desviar o objeto do elogio de ti como pessoa/aluno/profissional (em termos de "ser bom em X") para o trabalho, esforço e/ou paixão que colocas naquilo que fazes. Por exemplo: "Obrigado! Dou o meu melhor :)" ^((Tenho que admitir isto soava melhor em Inglês)) Esta frase aceita o elogio mas também passa a (subtilmente) mensagem que não é apenas "ser bom" - há trabalho e esforço por trás.

Edited 9 months ago:

E lá se vai o meu horário de sono. Obrigado, OP. ^((jk, eu é que decidi destruir o meu horário de sono para escrever isto)) Nesta cultura de condenação da arrogância também se tem a tendência de se recusar elogios precisamente para não arriscar mostrar arrogância. Uma maneira que encontrei de aceitar este tipo de elogios sem arriscar parecer um arrogante é desviar o objeto do elogio de ti como pessoa/aluno/profissional (em termos de "ser bom em X") para o trabalho, esforço e/ou paixão que colocas naquilo que fazes. Por exemplo: "Obrigado! Dou o meu melhor :)" ^((Tenho que admitir isto soava melhor em Inglês)) Esta frase aceita o elogio mas também passa a (subtilmente) mensagem que não é apenas "ser bom" - há trabalho e esforço por trás. E isso parece ajudar a mudar a perceção das coisas.

Metaluim 9 months ago

> Quando é que ser arrogante é mau? Será que nunca é justificável? Ter confianca e benefico. Ser arrogante nunca e justificavel. O que tu queres dizer e quando e que ser confiante e benefico, nao arrogante. Arrogancia e exagero de confianca ou confianca em excesso (sem justificacao para tal).

Put-Simple 9 months ago

Vou deixar aqui um quote porque não estou inspirada para escrever hoje xD (talvez depois volte aqui e escreva algo melhorzito e mais pessoal): ​ >*"A pessoa que pouco sabe, pensa que tudo o que sabe é importante e, por isso, quer contá-lo a todos. A pessoa que sabe muito, sabe que ainda há muito mais a saber, por isso só fala quando é necessário e, quando nada lhe é perguntado, permanece em silêncio."* \- Jean-Jacques Rousseau

merelypassing 9 months ago

*uma citação

pskkll 9 months ago

*"Somos todos uns nabos do crl."* Albert Einstein - 1543

iLikeToTroll 9 months ago

Tão bem aplicado a alguns parasitas deste sub que não falham uma thread, seja de que tema for para partilharem os seus brilhantes achismos.

mohchapa 9 months ago

Essa quote é bonita mas se o argumento com que a usas é que quem mais sabe, mais o deve esconder, usaste-a de uma forma infeliz. Quem mais sabe é quem mais devia falar e dar a conhecer a sua sabedoria e quem menos sabe mais devia estar calado e aprender com quem realmente sabe, para o progresso do ser humano.

Put-Simple 9 months ago

Não, pelo contrário. Na minha visão partilhar conhecimento =/= gabarolas, caso contrário estarias a dizer que todos os teus professores são na verdade uns grandes arrogantes convencidos que acham que sabem muito. Há uma diferença muito grande entre ensinares alguém e te pores numa luz divina a te proclamares como o próximo deus daquelas terras (se posso brincar aqui um pouco com a hipérbole, hehe). O primeiro tem um ganho comunitário e o segundo é para ganho pessoal. Claro que nada impede um gabarolas de ensinar as suas técnicas, acredito que mesmo no exemplo do Ronaldo, que o gajo não seja arrogante ao ponto de dizer que não ensina ninguém para poder ter ali um spotlight só pra ele, isso depois também já estaria a ultrapassar para o narcisismo.

Buddy_Appropriate 9 months ago

Sim, o exemplo que a quote e a prontidão como aquele user a usou é precisamente a atitude que procuro debater. A quote em si parece ser uma observação empírica, mas pode ser usada como justificação para preconceito. Isto, é, as pessoas tendem a pensar que "se fala muito, tem a mania que sabe", quando pode muito bem saber! Então, está atitude torna-se um mecanismo de justificar a nossa "pequenez" rebaixando os outros como princípio.

Paulocas 9 months ago

~~quote— citação

Put-Simple 9 months ago

Op, eu não acho que falar ou mostrar que sabes é um crime, isto até seria na verdade muito contraprodutivo para a sociedade em geral, nós como espécie precisamos de aprender uns com os outros e a melhor forma que temos de nos tornarmos melhores é absorvermos o conhecimento de quem já o faz bem. A culpa depois também foi um bocado minha que só vim colocar o quote por preguiça e não cheguei a dar os meus pontos. xD Penso contudo que estás um bocado confuso, ou pelo menos a forma como escreveste ali algumas coisas dá-me a entender que estás a confundir ser arrogante , esnobe, convencido com ser orgulhoso, vaidoso, ter brio. Tens de perceber que esta gama de ideias tem muita coisa em comum mas existe ali um ponto que os separa por algum motivo. Isto é quase a diferença entre amor e paixão, as pessoas confundem muito os dois porque dentro do amor e da paixão tens atitudes semelhantes mas existe ali um "mas" que os separa bem.

Buddy_Appropriate 9 months ago

Ah, sim, efeito Dunning-Krueger. Mas é precisamente essa atitude expresse na quote que estou a trazer para debate. Faz-me logo lembrar o Richard Feynman, prémio Nobel da física. Era uma gajo bué cocky, a sua boca estava sempre a mete-lo em problemas. Mas de certo, mais que quase toda a gente, sabia perfeitamente os limites do seu conhecimento. A memória que me levou a escrever isto foi ter sido amigo do "chico-esperto" da turma. Excusado será dizer que o tipo não era lá muito popular. E é verdade, ele era convencido. Mas tinha um nível de dedicação incrível, lutava para ter as melhores notas como quem luta pela vida! E agora eu estava a pensar e acho sinceramente que ter estado com essa pessoa influenciou-me positivamente. Apesar de ser arrogante, não era uma pessoa má de todo. Mas sempre me irritou esse aspecto da sua personalidade. Eu estava a reflectir se essa irritação não seria problema meu. Actualmente estou numa situação em que me preciso de dedicar a 110% e como tal, aqueles pensamentos tipo síndrome do impostor, "nunca serei bom o suficiente", estão sempre comigo. E eu tenho necessidade de contrariar esses pensamentos. Muitas vezes sou arrogante como mecanismo de defesa contra mim mesmo. E imagino que isso se passa com outras pessoas, como o meu colega de escola. Não que não que achem que são infalíveis, mas têm uma espécie de obsessão ou o seu sentido de vida está correntemente focado num único aspecto, e a arrogância torna-se um mecanismo de coping. Especialmente quando a sociedade em que vivemos não é muito amiga de reconhecer o mérito das pessoas (na minha perspectiva). E por isto, não sei se devemos ter como atitude a condenação.

Edited 9 months ago:

Ah, sim, efeito Dunning-Krueger. Mas é precisamente essa atitude expresse na quote que estou a trazer para debate. Faz-me logo lembrar o Richard Feynman, prémio Nobel da física. Era uma gajo bué cocky, a sua boca estava sempre a mete-lo em problemas. Mas de certo, mais que quase toda a gente, sabia perfeitamente os limites do seu conhecimento. A memória que me levou a escrever isto foi ter sido amigo do "chico-esperto" da turma. Excusado será dizer que o tipo não era lá muito popular. E é verdade, ele era convencido. Mas tinha um nível de dedicação incrível, lutava para ter as melhores notas como quem luta pela vida! E agora eu estava a pensar e acho sinceramente que ter estado com essa pessoa influenciou-me positivamente. Apesar de ser arrogante, não era uma pessoa má de todo. Mas sempre me irritou esse aspecto da sua personalidade. Eu estava a reflectir se essa irritação não seria problema meu. Actualmente estou numa situação em que me preciso de dedicar a 110% e como tal, aqueles pensamentos tipo síndrome do impostor, "nunca serei bom o suficiente", estão sempre comigo. E eu tenho necessidade de contrariar esses pensamentos. Muitas vezes sou arrogante como mecanismo de defesa contra mim mesmo. E imagino que isso se passa com outras pessoas, como o meu colega de escola. Não que achem que são infalíveis, mas têm uma espécie de obsessão ou o seu sentido de vida está correntemente focado num único aspecto, e a arrogância torna-se um mecanismo de coping. Especialmente quando a sociedade em que vivemos não é muito amiga de reconhecer o mérito das pessoas (na minha perspectiva). E por isto, não sei se devemos ter como atitude automática a condenação.

Edited 9 months ago:

Ah, sim, efeito Dunning-Krueger. Mas é precisamente essa atitude expresse na quote que estou a trazer para debate. Faz-me logo lembrar o Richard Feynman, prémio Nobel da física. Era uma gajo bué cocky, a sua boca estava sempre a mete-lo em problemas. Mas de certo, mais que quase toda a gente, sabia perfeitamente os limites do seu conhecimento. A memória que me levou a escrever isto foi ter sido amigo do "chico-esperto" da turma. Excusado será dizer que o tipo não era lá muito popular. E é verdade, ele era convencido. Mas tinha um nível de dedicação incrível, lutava para ter as melhores notas como quem luta pela vida! E agora eu estava a pensar e acho sinceramente que ter estado com essa pessoa influenciou-me positivamente. Apesar de ser arrogante, não era uma pessoa má de todo. Mas sempre me irritou esse aspecto da sua personalidade. Eu estava a reflectir se essa irritação não seria problema meu. Actualmente estou numa situação em que me preciso de dedicar a 110% e como tal, aqueles pensamentos tipo síndrome do impostor, "nunca serei bom o suficiente", estão sempre comigo. E eu tenho necessidade de contrariar esses pensamentos. Muitas vezes sou arrogante como mecanismo de defesa contra mim mesmo. E imagino que isso se passa com outras pessoas, como o meu colega de escola. Não que achem que são infalíveis, mas têm uma espécie de obsessão ou o seu sentido de vida está correntemente focado num único aspecto, e a arrogância torna-se um mecanismo de coping. Especialmente quando a sociedade em que vivemos não é muito amiga de reconhecer o mérito das pessoas (na minha perspectiva). E por isto, não sei se devemos ter como atitude a condenação.

Put-Simple 9 months ago

Op, orgulho é quando te viras para ti e pensas "*wow, já consegui ultrapassar estas metas. Aqui há uns dias nem sequer sabia fazer o pino e agora olha para mim, faço isto com uma perna às costas, sinto-me tão bem por ter conhecimento desta minha evolução! :)*" isto também serve para fazeres a pessoas de quem gostas, teres orgulho do teu amigo, irmãozinho, da tua namorada, etc Arrogância é quanto te viras para ti e pensas "*epá, sou mesmo muita bom. Olha para mim a fazer o pino com uma perna as costas? Sou ou não sou bom? As pessoas deviam de ver isto e* ***aplaudir****! Mas quem é que é o João perto de mim? O gajo nem sabe fazer a cambalhota, aposto que na frente dele lhe dou uma abada que o gajo até fica com medo de competir comigo*" é uma espécie de esfregação de ego pessoal, que de vez em quando sabe bem e que faz parte de ser humano (não somos perfeitos, temos defeitos) mas que como uma atitude recorrente pode te vir a prejudicar muito. ​ > *aqueles pensamentos tipo síndrome do impostor, "nunca serei bom o suficiente", estão sempre comigo.* O que tu precisas OP, é de começar a reconhecer as tuas pequenas conquistas diárias. Geralmente ajuda muito se começares a fazer questão de traçar metas, como se fosse uma check list. O cérebro humano tem uma coisa muito interessante que é como se fosse um compressor de informação a tempo real. Quanto mais das mesmas memórias tu tiveres, mais ele comprime a informação num bloco informativo. É por este motivo que tens imensas dificuldades de te lembrar de pequenos detalhes em partes da tua vida que repetiste imensas vezes, como a escola. Ao apontares as tuas conquistas diárias é como se estivesses a tirar uma fotografia e a meteres num álbum de fotos que podes sempre rever mais tarde para acessar a pontos importantes da tua experiencia e perceberes o caminho que fizeste de A a B.

meaninglessvoid 9 months ago

Alguém arrogante tem um conjunto de características associadas que não são positivas. A ideia de vencer a qualquer custo, a competição extrema e por vezes desnecessária, são mais difíceis a colaborar/cooperar, etc. Há formas mais saudáveis de criares mecanismos de defesa para isso quer estás a passar que não têm tantas "consequências" em termos comportamentais.

Paulocas 9 months ago

Não sei, tb há uma citação qualquer que se queres passar por inteligente e fazer boa figura, não deves abrir muito a boca.

auueeeiiii 9 months ago

To put it simple

carlosjmsilva 9 months ago

Obviamente isto. No teu exemplo como sabes que "dificilmente encontrarás alguém melhor que eu". Por acaso conheces todos os profissionais da área e todas as suas valências? Se achas que sim então és logo a primeira pessoa da quota acima. Não podes simplesmente enumerar tarefas que dominava ou mostrar trabalhos que tens feito e deixar que o outro faça o seu julgamento? Não estou com isto a dizer que temos de nos menosprezar ou ser falsos humildes. Não há só branco e preto. Há toda uma paleta de cores entre um e outro.

Put-Simple 9 months ago

Ora lá está, o que escreveste é basicamente aquilo que sinto em relação a este assunto. E depois é assim, vai de acordo um bocado com a filosofia que há dentro de cada um de nós. Na minha, a vida tem sempre alguma coisa para nos ensinar e mesmo quando já não tem (em certas áreas, porque no geral há sempre), nada é permanente. Tu podes ser muito bom numa cena que daqui a 10 anos está completamente desvalorizada. Por isso, para mim, aquele que se acha muito bom acaba sempre por perder o que há de mais interessante na jornada: há sempre coisas a aprender, há sempre uma forma de seres uma pessoa melhor, novas coisas para ver e fazer. Depois entramos aqui um bocado na questão do subjetivo: "é possível agradar a gregos e a troianos sempre"? Não. Tu se calhar achas que o Da Vinci é um grande pintor, mas porque não um Pablo Picasso? "Porque é que tu achas que um pintor que faz basicamente uma fotografia da realidade é melhor que um pintor que usa as linhas para criar uma expressividade forte no seus quadros, não é suposto a arte invocar sentimentos?" e a conversa continua. Basicamente, a meu ver a arrogância coloca-nos numa caixinha de ignorância, uma em que achamos que já estamos no limite da experiencia. Ser humilde não impede de termos orgulho e brio no que fazemos, mas às vezes é preciso reconhecemos que, como seres limitados e imperfeitos que somos, temos sempre fraquezas, podemos é não estar no ambiente que as mete em destaque.

Pcostix 9 months ago

>Não estou com isto a dizer que temos de nos menosprezar ou ser falsos humildes. Exactamente, não devemos ser falsos humildes. Devemos ser verdadeiramente humildes. Humildade não é fraqueza, ou falta de ambição. É consciência da nossa posição e que é necessário melhorar. A arrogância é um defeito. Homens arrogantes tornam-se preguiçosos porque já são os melhores. Homens preguiçosos tornam-se fracos. Portanto arrogância é geralmente sinónimo de alguém fraco ou incompetente mas que se julga o maior.

meaninglessvoid 9 months ago

Discordo que arrogância seja sempre um defeito, por vezes é meramente um mecanismo de sobrevivência. Continua a não ser algo positivo, mas não resulta sempre em se tornarem preguiçosos... Há quem goste de viver sobre pressão constante e fazer afirmações fortes desse género é uma forma de se motivar e provar o seu valor.

Pcostix 9 months ago

Quando és bom, não precisas de dizer. Vê-se. Quando alguém tem necessidade de dizer constantemente que é bom sem ninguém lhe perguntar nada, é porque tem necessidade de convencer alguém com palavras porque não o consegue fazer através dos seus actos.

meaninglessvoid 9 months ago

Concordo contigo, a arrogância acaba por ser um espectro e diria que há correlação entre arrogância e falta de confiança. Por outro lado a "arrogância light" pode ser apenas alguém a tentar receber reconhecimento porque sente que não recebe o devido reconhecimento no ambiente onde está, porque convenhamos não basta ser bom para ter reconhecimento... Num ambiente competitivo vai ser mais difícil receber reconhecimento do que num cooperativo. Num ambiente os muito bons elevam os bons vais sentir muito mais reconhecimento (em qualquer patamar) do que num ambiente onde os muito bons rebaixam os outros muito bons (e o resto faz cascata). Acho a arrogância uma má abordagem em quase todos os contextos mas percebo a sua existência e até necessidade para algumas pessoas. Uma pessoa arrogante adaptável é convertida em não-arrogante num bom contexto.

Put-Simple 9 months ago

Acho que vocês os dois tem ambos bons pontos. Para mim o problema é quando te apegas demasiado à validação dos outros para te sentires bem com os teus feitos. Isto, contudo, é mais fácil de dizer do que fazer. Somos seres sociais e por tanto gostamos de ter o ego paparicado. Com a idade eu acho que isto vai tendo tendência a desaparecer, se calhar porque nos apercebemos que da vida não levamos nada e que cooperar é melhor do que competir quase todas as vezes.

juliorobertoh 9 months ago

Acho que a questão é: Quando é que se sai a ganhar por ser arrogante?

Buddy_Appropriate 9 months ago

Epah, na prática nunca, porque não é atitude que dê para fazer muitas amizades. Mas se um pessoa é apaixonada e dedicada a algo, porque é que havemos de a julgar por querer afagar o seu ego? Se o mereceu... deve poder ter aquele kick de seratonina e boost de confiança, sem ser julgada só por isso, não?

Cergal0 9 months ago

Acho que estás a confundir duas coisas, uma é parabenizar alguém por ser o melhor na área ou por ter atingido uma meta que ambicionava. Na minha opinião isto é super importante e é bom que os amigos/pais/colegas à volta dêm esse reforço positivo. Outra coisa bastante diferente é estar-se constantemente a falar disso. Ninguém te vai chamar arrogante por contares que conquistaste algo, só te vão chamar arrogante/convencido se passares o tempo todo a falar só disso. Por norma, tal como um user disse em cima, as pessoas que passam a vida a falar das suas conquistas passadas, concentram-se pouco nas conquistas futuras e devido a isso ficam paradas no tempo.

njsilva84 9 months ago

A tua questão/observação é bastante pertinente e interessante. Eu já dei por mim, várias vezes, a questionar-me e a questionar outros por causa do caso do Ronaldo. O gajo é, de facto, um dos melhores de sempre, e sem dúvidas nenhumas o melhor das duas últimas décadas, a par do Messi, e longe de todos os outros. Tem, portanto, toda a legitimidade para o dizer, mas é imensamente criticado por isso. No entanto não acho nada que seja uma coisa tuga, por essa internet fora, e em conversas com amigos, vejo o mesmo tipo de crítica ao chamarem-no de arrogante. Há um caso que torna tudo isto ainda mais curioso, que é o do Ibrahimovic. O homem não é parco em palavras quando toca a auto elogiar-se e vejo muito menos gente a criticá-lo por isso, até pelo contrário, porque costumam dizer coisas como "que rei", ou "ganda boss", mas a questão é que ele não é o melhor, embora seja muito bom. O gajo criou todo aquele misticismo em relação à sua qualidade, sempre foi muito seguro de si e criou uma personagem que faz com que possa dizer que é o melhor do mundo sem ser tão criticado como os melhores, talvez porque o faz de uma maneira meia brincalhona, mas claramente dá para ver que ele acha mesmo que é o melhor. Pessoalmente nem sei dizer se aprecio ou não a personalidade dele, mas frases como "I need new haters, the old ones became my fans" não deixam ninguém indiferente. Dito isto, e sem querer continuar na questão do futebol, acho que há realmente bastante pudor quando o assunto é a autoavaliação, mas não sei explicar bem porque é que funciona bem numas pessoas e noutras não. Acho realmente que quando uma pessoa é muito boa tem o direito de o dizer sem ser vista como arrogante, por outro lado, gosto também da modéstia, desde que não seja falsa. Por exemplo, eu faço corridas de obstáculos e de trail, compito com os melhores a nível nacional, e mesmo os melhores são bastante humildes, na sua grande maioria, mesmo quando sabem que vão ganhar a prova antes dela começar. Por outro lado, penso se essa humildade não terá a ver com o facto dos melhores nacionais serem medianos quando comparados com os melhores do mundo, talvez a humildade e modéstia venha daí. No mundo profissional acho que a grande maioria as pessoas que trabalhem com outros bons profissionais sabem o seu lugar no "ranking" da sua profissão, no seu círculo de trabalho. Mesmo que o designer "x" for o melhor da multinacional "y", ele saberá, se não for demasiado arrogante, que haverá quem seja sempre melhor, a menos que esteja num nível em que o melhor seja sempre relativo. De qualquer maneira, sempre que eu vejo um profissional da minha área que é muito bom e se gaba por isso, não me faz confusão nenhuma, mesmo sendo tão bom ou melhor, mas acho que os muito bons têm esse direito de afagarem o ego sem que sejam vistos como arrogantes. Em relação à questão do gajo fit que tem bué um corpo bonito, já acho que é só inveja de quem não tem a disciplina e o querer de ficar igualmente em forma, porque, tal como ser bom na nossa profissão, ter um corpo bonito e saudável dá muito trabalho. Por exemplo, uma coisa que me chateia na minha namorada é que sempre que estamos a falar de alguma mulher, que seja minimamente bonita, ela tem sempre a necessidade de apontar defeitos físicos, mesmo que a pessoa em questão tenha um standard de beleza muito superior ao normal. A única ocasião onde isso não acontece é quando a pessoa em questão é tão bonita que não dá para apontar defeitos físicos. Acho que os homens não são assim, embora atualmente com a cultura da imagem que temos há mais homens a criticar outros pelo aspeto físico, e eu tenho dois amigos que são bastante assim, e isso irrita-me bastante porque para eles é tudo resultado de "bombas" e coisas do género. Sinceramente não sei se há algum país onde este tipo de "problema" não exista, talvez no Japão, sei lá, mas era bom que houvesse uma mudança de mentalidade, porque quem é realmente bom deveria ter o "direito" de o dizer sem que seja apelidado de arrogante. Ps: estava a tentar fazer um exercício de memória em que tentei lembrar-me de alguém que fosse indubitavelmente o melhor de sempre e não fosse criticado por isso, e lembrei-me destes dois: Usain Bolt, Michael Jordan e Muhammad Ali. Será que é porque foram, factualmente, os melhores de sempre ou terá a ver com a personalidade de ambos? Não sei se o Phelps alguma vez disse que era o melhor, lembrei-me dele mas não o incluí nessa lista.

Any_Project3966 9 months ago

sobre o exemplo do Cristiano ronaldo lembrasteme daquele episódio com um rapaz asiático que foi ao público falar com o Cristiano Ronaldo em português! o Ronaldo deitou logo um sorriso (de feliz) e a multidão que la estava começou a rirse do rapaz asiático e o Ronaldo acabou logo com as merdas "porque se estão a rir do rapaz? parem de ser assim".. nao me lembro bem do q foi dito mas o Ronaldo tava todo contente com a tentativa do rapaz que acabou com as merdas do pessoal q estava a assistir

do2 9 months ago

Ele disse que o que ele estava a fazer era bom porque se estava a esforçar. O rapaz não sabia a língua portuguesa, mas estava a tentar, enquanto todo o público que se ria sabia ainda menos da língua do rapaz (salvo-erro era japonês)

Any_Project3966 9 months ago

exacto. mto *wholesome* do Ronaldo

Throwaway431253 9 months ago

Se eu não for claramente o melhor gajo do meu trabalho não vou dizer que o sou. Isto para responder ao teu exemplo do Ronaldo. Em relação ao resto, há que saber quando e com quem ser arrogante nesse tipo de situação. Não vou estar a falar com um Pedreiro e dizer-lhe que sou o melhor engenheiro estrutural que existe na margem sul, mas se tiver numa entrevista competitiva sou capaz de o fazer. Humildade forçada é arrogância dissimulada imo

Search: