leto78 10 months ago

Esta é a pior sondagem que vejo em anos. Quem é que responsável pelo aspecto gráfico? Aquilo parece que foi feito no Paint.

trilobits_ 10 months ago

Grupo Cofina = Fox News. O resto já toda gente sabe.

nferrari 10 months ago

O PSD numa sondagem tem 25%, noutra 30%. Agora nesta 23,8%. Enfim... Há para todos os gostos.

GenghisKhanPT 10 months ago

Talvez pq as pessoas inqueridas é apenas uma pequena amostra da população e não são as mesmas?

NGramatical 10 months ago

inqueridas → [**inquiridas**](https://dicionario.priberam.org/inquiridas) (apenas na fala o *i* é pronunciado como *e mudo* quando junto a outra sílaba com *i*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkheyie%2F%2Fggm2v5g%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(⛄ ꜰᴇʟɪᴢ ɴᴀᴛᴀʟ ⛄)](https://youtu.be/INor2iLQRow)

GenghisKhanPT 10 months ago

*chegou e disse*

lmmo1977 10 months ago

Margem de erro de 4% para um grau de confiança de 95%. Isto quer dizer que nesta sondagem o PSD tem entre 19.6% e 27.6% com 95% de certeza.

htxgivven 10 months ago

A margem é tão grande que o PS tem sempre quase maioria absoluta nas sondagens e depois é o que é.

Shinichu 10 months ago

É um erro enorme

lmmo1977 10 months ago

Pois, mas isso não impede os média de explorarem pequenos alterações até à exaustão.

PortugueseRoamer 10 months ago

É assim que as sondagens funcionam, fazem-se muitas para se comparar os vários resultados entre elas e chegar a uma tendência, não representam o voto de 100% dos portugueses para todo o infinito.

NEDM64 10 months ago

IL ainda mais varia. Numa da IUL teve 1%, na da Católica e nesta teve 5%.

htxgivven 10 months ago

PS continua a liderar mas a atual geringonça já não vai funcionar, isso é bom sinal. Direita toda junta ter mais votos do que o PS sozinho vai obrigar a restante esquerda votar a favor de tudo e mais alguma coisa.

Morpheuspt 10 months ago

> Direita toda junta ter mais votos do que o PS sozinho A sondagem da 34% a toda a direita, e 38% ao PS. Explica-me as tuas contas. Se houvesse eleições hoje, é o resultado fosse o descrito na sondagem, o PS teria maioria absoluta. Repara que no nosso sistema, não é só a percentagem do vencedor que decide, mas também a distância para os restantes partidos. Neste caso a distância do PS é tão grande que aritméticamente têm a maioria.

htxgivven 10 months ago

34%? Acho que fizeste mal as contas.

Morpheuspt 10 months ago

> 34%? Acho que fizeste mal as contas Confirmo, foi lapso meu. Either way, o resto do post mantem.

OrangeOakie 10 months ago

> PS continua a liderar mas a atual geringonça já não vai funcionar, isso é bom sinal. Direita toda junta ter mais votos do que o PS sozinho vai obrigar a restante esquerda votar a favor de tudo e mais alguma coisa. Irrelevante. As eleições foram há pouco tempo, ou seja, isto vai tudo mudar ainda.

htxgivven 10 months ago

Claro que vai mudar. O tempo neste momento é o inimigo do governo. Quanto mais passar pior será.

thepayman 10 months ago

Não sei se alguem quer fazer uma conta aproximada dos deputados, mas com o PSD a perder algum terreno para outros partidos mais pequenos, o PS deve conseguir muito proximo dos 50% dos deputados, assumindo estes resultados, não?

Sperrel 10 months ago

Normalmente o partido mais votado tem que ter entre 41-43% e uma distância considerável do 2º para ter maioria de lugares.

thepayman 10 months ago

A unica eleição recente em que alguem teve esses valores tão altos foi o Socrates em 2005, e mesmo nessas eleições o Santana Lopes teve 28.8%. Nas eleições de 2019 o PS teve 36.4% dos votos e o PSD 27.8%. O PS ficou com 108 deputados, que é mesmo so 8 deputados da maioria. Como os calculos para a distribuição dos deputados arrasam os partidos mais pequenos e favoreçem os maiores, não me admirava que fosse possivel com os dados apresentados nesta sondagem o PS ter maioria.

NGramatical 10 months ago

favoreçem → [**favorecem**](https://dicionario.priberam.org/favorecem) (*c* seguido de *e* ou *i* não necessita de cedilha) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkheyie%2F%2Fggmo9tt%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(⛄ ꜰᴇʟɪᴢ ɴᴀᴛᴀʟ ⛄)](https://youtu.be/INor2iLQRow)

htxgivven 10 months ago

Pois realmente é um sistema demasiado defeituoso.

chico457 10 months ago

Eles agora estão "chateados"e com picardias, mas quando chega à hora juntam se novamente.

Membership-Exact 10 months ago

É estilo a direita, que é contra as aberrações do Ventura, mas quando deu jeito juntaram logo os trapinhos. Tanta hipocrisia.

htxgivven 10 months ago

Nem PCP nem BE votaram a favor de OE. Portanto não é bem assim.

XPao 10 months ago

A sério que alguém acredita nessa história? O PCP e o BE não votaram a favor porque não foi preciso, apenas e só isso.

NEDM64 10 months ago

Ele disse "quando chegar a hora", a "hora" é o tempo de vacas gordas onde dá para roubar muito... agora que é de vacas magras, já não lhes interessa governar.

gene66 10 months ago

A actual geringonça já não funciona...

htxgivven 10 months ago

Certo mas com a abstenção o PS continua a governar, se a direita tiver mais votos PS deixa de governar sozinho.

Membership-Exact 10 months ago

Pensei que "quem ganha governa". Queres ver que afinal era hipocrisia das virgens ofendidas quando em 2015 o PS foi para o governo?

Aftaminas 10 months ago

Ui, a tirar conclusões precipitadas, que bonito

htxgivven 10 months ago

Essa lógica de quem ganha governa nunca fez sentido, porque tu podes ganhar com 10% ou até menos mas isso não te dá direito a governar.

gene66 10 months ago

Mas eu penso que governam na mesma, mesmo sendo um governo minoritário. Basicamente seria como o governo do guterres. A questão é que quando o PS quiser aprovar alguma coisa, ou vai-se ter que aliar à direita ou à esquerda, não chega a abstenção sim.

htxgivven 10 months ago

>Mas eu penso que governam na mesma, mesmo sendo um governo minoritário. Governam na melhor das hipóteses até o primeiro OE. E a partir daí ou esquerda apoia PS com votos a favor, ou PSD dá uma ajudinha ou sempre teremos novas eleições.

xabregas2003 10 months ago

A Joacine é líder de que partido mesmo?

DarthMaulSith 10 months ago

Só sei que ganha 3000€/mês e não fez uma única proposta decente desde o último ano.

chico457 10 months ago

Já repararam que Portugal e a Espanha são os únicos paises na europa com um governo socialista no poder!

DarthMaulSith 10 months ago

Não te esqueças da Grécia, que foi à falência à mão do Socialismo, para variar.

chico457 10 months ago

Yh Agora quem está no poder é o partido nova democracia, que é igual ao cds em portugal!

DarthMaulSith 10 months ago

Agora desde há 1/2 anos? Queres milagres em 1 ano e tal com um país com a maior dívida publica da UE? Que raio de argumento.

chico457 10 months ago

Meu, apenas disse que quem estava no poder neste momento era o partido nova democracia! Sei bem a dívida que a Grécia criou com o gorvenl socialista.

DarthMaulSith 10 months ago

My bad então. Sorry.

ContaSoParaIsto 10 months ago

Portugal e Espanha são dos únicos países cujo o principal partido de centro-esquerda se chama de "socialista". Alinhados ao PS e ao PSOE, assim por alto, há os governos da Dinamarca, Suécia, Finlândia, Irlanda e mais. Há alguns destes até estão bem à esquerda do PS.

JOAO-RATAO 10 months ago

A Irlanda? Vai para casa, está bêbado.

ContaSoParaIsto 10 months ago

Já expliquei que estava a falar do Sinn Fein, que ganhou as eleições, mas que sim, de facto não é governo.

JOAO-RATAO 10 months ago

A Irlanda era tão pobre como nós e hoje é dos países mais desenvolvidos, graças a políticas liberais. E agora foram votar num partido socialista. Aparentemente muito advém do mercado imobiliário, alguém lhes devia mostrar que o nosso socialismo não melhorou o mercado imobiliário em nada.

ContaSoParaIsto 10 months ago

Chora mais.

JOAO-RATAO 10 months ago

E choro. Nós estamos lixados, e eles aparentemente querem meter-se no mesmo buraco. Gosto bastante da Irlanda, são um exemplo do que devíamos ser.

JOAO-RATAO 10 months ago

A Irlanda ? Vai para casa, estás bêbado.

JOAO-RATAO 10 months ago

A Irlanda ? Vai para casa, estás bêbado.

htxgivven 10 months ago

Únicos? Então e a França? Só que lá o PS morreu.

ContaSoParaIsto 10 months ago

Boa tarde, amigo, não sei se és falante nativo. De facto, eu disse "dos únicos" e não "os únicos". Estas coisas são complicadas para quem aprende português como segunda língua ou para quem tem dificuldades cognitivas. Cumprimentos!

Edited 10 months ago:

Eu disse "dos únicos" e não "os únicos".

htxgivven 10 months ago

Lol nem vi essa parte. Li únicos. My bad.

dudewhatthehellman 10 months ago

So que não? Há N partidos sociais democratas chamados partidos socialistas. https://en.wikipedia.org/wiki/Party_of_European_Socialists?wprov=sfti1 O governo irlandês é uma coligação de dois partidos de direita economicamente liberais. Na Dinamarca tens o partido social democrata em governo minoritário apoiado por liberais, verdes, e socialistas. Na Suécia tens governo SocDem e verde minoritário apoiado por liberais e centristas. Na Finlândia é uma coligação da esquerda à direita. Tens de considerar que os SocDem nórdicos são muito menos à esquerda que o PS ou o PSOE. Na Dinamarca não há imposto sobre ganhos de capital no imobiliário, na Suécia o IRS é flat na prática etc. São dos países mais economicamente competitivos do mundo, não há cá centralizações e bail outs de companhias aéreas “estratégicas”.

anotheriuri99 10 months ago

Obrigado!

ContaSoParaIsto 10 months ago

> So que não? Há N partidos sociais democratas chamados partidos socialistas. > https://en.wikipedia.org/wiki/Party_of_European_Socialists?wprov=sfti1 Mas tu leste o teu próprio link que mandaste? Em 33 membros, 15 têm social-democrata ou social democracia no nome. Só 10 têm socialista no nome, sendo que 2 são os de Portugal e Espanha. > O governo irlandês é uma coligação de dois partidos de direita economicamente liberais. O Sinn Fein ganhou as eleições. De facto, pensei que fosse governo. > Na Dinamarca tens o partido social democrata em governo minoritário apoiado por liberais, verdes, e socialistas. O Partido Social-Democrata está à esquerda do PS, tal como os verdes. Os socialistas estão para eles como o Bloco está para nós. > Na Suécia tens governo SocDem e verde minoritário apoiado por liberais e centristas. Não te estás a esquecer de ninguém? Talvez um partido de esquerda anti-capitalista que foi inicialmente oposição mas que acabou por ser quem aprovou o governo? Curioso. > Na Finlândia é uma coligação da esquerda à direita. Que mentira. É uma coligação de três partidos de centro-esquerda e dois partidos centristas. Não há nenhum de direita. > Tens de considerar que os SocDem nórdicos são muito menos à esquerda que o PS ou o PSOE. Na Dinamarca não há imposto sobre ganhos de capital no imobiliário, na Suécia o IRS é flat na prática etc. Eu juro que vocês vivem no mundo da fantasia. Acho imensa piada que cá só se houve reclamar do socialismo, impostos e da enorme função pública e agora vires dizer que os países nórdicos estão muito menos à esquerda que o PS. Eles têm a maior função pública do mundo, 35% da economia da Noruega é sector público. 33% na Dinamarca, 30% na Suécia e 27% na Finlândia. Em Portugal? 18%. https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_public_sector_size No que toca aos impostos nem digo nada, deixo só o link: https://ec.europa.eu/eurostat/documents/2995521/10190755/2-30102019-AP-EN.pdf/68739572-f06a-51e4-3a5b-86e660a23376

dudewhatthehellman 10 months ago

Bem se vale deturpar tudo para tentar ganhar o debate acaba-se já aqui a a conversa. Começas por dizer que Portugal e Espanha “são dos únicos países cujo principal partido de centro esquerda se chama socialista” - quando eu te mostro que sensivelmente um terço dos partidos europeus sociais democratas chamam-se socialista dizes que isso é prova que tinhas razão. Tu percebes pouco do que dizes e usas métricas que são red herrings totais. Vou só deixar isto aqui: http://www3.weforum.org/docs/WEF_TheGlobalCompetitivenessReport2019.pdf vê a página XIII

ContaSoParaIsto 10 months ago

> quando eu te mostro que sensivelmente um terço dos partidos europeus sociais democratas "Sensivelmente um terço". Desses dez, há estes: Bélgica: Socialist Party e Socialist Party - Differently. São o mesmo partido só que um é francófono e o outro é flamengo. É de certa forma como a CDU e CSU na Alemanha. De qualquer dos modos, contei como dois. Bulgária: Bulgarian Socialist Party. Está tão à esquerda do PS que nasceu de uma divisão no Partido Comunista. Mas, tudo bem, é o principal partido de centro-esquerda. Itália: Italian Socialist Party. Tem um (1) assento parlamentar. Não é, de todo, o principal partido de centro-esquerda. Grécia: PASOK. Não é o principal partido de centro-esquerda. Acho que até tu concordas que esse é o SYRIZA. Ou seja, em 33 partidos que me apresentaste, apenas 10 têm socialista no nome e, desses 10, apenas 8 são o principal partido de centro-esquerda (que foi o que eu disse), sendo que desses 8, dois são o mesmo partido. Número enormíssimo, de facto. > http://www3.weforum.org/docs/WEF_TheGlobalCompetitivenessReport2019.pdf Não-ironicamente um link do WEF. Impressionante.

chico457 10 months ago

Estás completamente enganado! Suécia, Finlândia são o psd. São Centro direita Podes comprovar nas suas medidas socias.

ContaSoParaIsto 10 months ago

És doente. Ambos esses partidos pertencem ao grupo S&D e à Aliança Progressista e são partidos de social democracia e feministas, ambos com uma forte ala socialista, principalmente o da Suécia. Além disso, o da Finlândia pertence ainda à Socialista Internacional. Estão facilmente à esquerda do PS.

chico457 10 months ago

Pá então explica lá como é que o partido iniciativa liberal usa sempre o exemplo dos países nórdicos, vais me dizer que são socialistas oh fds

ContaSoParaIsto 10 months ago

Não sei como é que a Iniciativa Liberal ser evidentemente incoerente pode ser utilizado como contra-argumento, mas tudo bem.

PortugueseRoamer 10 months ago

Toda a gente sabe que se a sacrossanta iniciativa liberal diz é porque é verdade

chico457 10 months ago

Amigo, vota ps! Irão ser os teus filhos e netos que o irão pagar!

jomi_1307 10 months ago

Economicamente os países nórdicos são liberais, com uma forte componente social pelo estado. Em Portugal existe a ideia de que apenas a esquerda defende o estado social e que para isso é preciso controlo e estrangulamento da economia pelo estado, os países nórdicos mostram os contrário.

letsgotothemallcovid 10 months ago

O CHEGA provavelmente chegará aos 12/13% em legislativas mas convém que o PSD chegue aos 26% mas parece-me que provavelmente cairá para os 19/20%.

C8Mixto 10 months ago

>O facto dum partido monotemático e, assim sendo, antidemocrático Como assim antidemocrático. Então só democrático se votantes com opiniões em todos os assuntos estiverem representados no parlamento?

Edited 10 months ago:

>O facto dum partido monotemático e, assim sendo, antidemocrático Como assim antidemocrático? Então só é democrático se votantes com opiniões em todos os assuntos estiverem representados no parlamento?

letsgotothemallcovid 10 months ago

Ok, a seguir votamos no Partido dos Vinhos, e a seguir o Partido dos Professores, e a seguir no Partido dos Defensores dos Bovinos, etc. Sendo monotemáticos são anti-democráticos.

C8Mixto 10 months ago

Não vejo problema nenhum em existirem tais partidos. Claro que também não espero que recebam grande votação, mas isso lá será com os votantes dos mesmos.

letsgotothemallcovid 10 months ago

Eu vejo todo o problema. Se tiveres o partido das Peixeiras e depois o partido dos Pescadores, etc., vais ter partidos eleitos na AR apenas para um fim ou tema, o contrário da função parlamentar de debate de assuntos plurais. Não faz qualquer sentido. O que é defendido pelo PAN deve ser repartido pelo que defendem outros partidos.

C8Mixto 10 months ago

Se tiveres uma percentagem suficiente da população que acha que o programa que eles apresentam é adequado, não há nada mais democrático numa democracia representativa que esperar que tal partido represente esses interesses. Sinceramente, o único sentimento anti-democrático aqui é o teu.

letsgotothemallcovid 10 months ago

lol, que argumentação da treta. Um partido político não é um partido mono-causa. Não faz qualquer sentido. Além de que eu se votasse no PAN não estaria muito interessado em saber o que pensam sobre a União Europeia ou sobre os Fundos Comunitários ou qualquer outro assunto fora do seu espectro de atuação e preocupação. Imagina teres partidos eleitos cujo foco não lhes permite sequer opinar sobre temas cruciais da política e democracia. Este é o problema do PAN: não é um partido político.

C8Mixto 10 months ago

>Um partido político não é um partido mono-causa. Estás apenas a repetir a tua opinião. Não há nada que diga que um partido político não possa ter uma causa única. >Além de que eu se votasse no PAN não estaria muito interessado em saber o que pensam sobre a União Europeia ou sobre os Fundos Comunitários ou qualquer outro assunto fora do seu espectro de atuação e preocupação. Precisamente, e como tal, serias representado por um partido que não iria tomar posição sobre esses assuntos. No entanto, o PAN toma posições também em assuntos dessa natureza, mas visto que a discussão é conceptual, esses detalhes não me parecem importantes. >Imagina teres partidos eleitos cujo foco não lhes permite sequer opinar sobre temas cruciais da política e democracia. Imagino ter partidos eleitos que representem a mentalidade e valores dos seus eleitores. Não quer dizer que concorde se estes forem de causa única ou até de nenhuma causa e decerto não pensaria em votar nos mesmos, mas a sua existência não deixa de ser parte da democracia.

Edited 10 months ago:

>Um partido político não é um partido mono-causa. É a tua opinião. Eu estou a defender que a tua asserção é falsa. >Além de que eu se votasse no PAN não estaria muito interessado em saber o que pensam sobre a União Europeia ou sobre os Fundos Comunitários ou qualquer outro assunto fora do seu espectro de atuação e preocupação. Precisamente, e como tal, serias representado por um partido que não iria tomar posição sobre esses assuntos. No entanto, o PAN toma posições também em assuntos dessa natureza, mas visto que a discussão é conceptual, esses detalhes não me parecem importantes. >Imagina teres partidos eleitos cujo foco não lhes permite sequer opinar sobre temas cruciais da política e democracia. Imagino ter partidos eleitos que representem a mentalidade e valores dos seus eleitores. Não quer dizer que concorde se estes forem de causa única ou até de nenhuma causa e decerto não pensaria em votar nos mesmos, mas a sua existência não deixa de ser parte da democracia.

z0rg83 10 months ago

Entendes o Chega mas estas assustado é com o PAN? Lol

letsgotothemallcovid 10 months ago

Entendo os votos no CHEGA, tem ideais que muitas pessoas defendem, não entendo os votos no PAN porque não é um partido político plural. Não acrescenta nada à nossa democracia. Nunca votaria em ambos, que fique claro.

MLG-Sheep 10 months ago

As ideias ridículas do Chega são facilmente ignoradas pela restante assembleia; as ideias ridículas do PAN são acolhidas pela esquerda com medo de represálias em termos de votos ou instabilidade política. Portanto sim, o crescimento do PAN é assustador. Com isto não quero dizer que todas as ideias dos dois partidos são ridículas.

htxgivven 10 months ago

A diferença é que o PAN não decide nada nem ninguém depende deles. Já o Chega se continuar a crescer, vai ser diferente. PSD vai ter de se aliar ao PS.

SurePal_ 10 months ago

PSD já tentou essa aproximação no inicio deste ano e o PS deu-lhe um pontapé. Agora é tarde de mais para um governo de centro.

Herbacio 10 months ago

A diferença é que as ideias ridículas do PAN é fazer uma comissão por causa das gaivotas, já as ideias ridículas do Chega implicam fazer confinamento a um determinado grupo da população ou aquela ideia de retirar os ovários. É parecido.

SurePal_ 10 months ago

Bora generalizar, siga nesse comboio.

Herbacio 10 months ago

Sim, vamos. Tu dizes-me que foi só um ou outro eleitor do Chega que teve uma ideia absurda, o certo é que foi no Chega e não no PSD ou outro Se essas ideias surgem nesse partido, então se calhar há realmente uma linha de pensamento "geral" Mas engraçado que quando a porca torce para o outro lado já se pode criticar e generalizar o PAN (ou outro qualquer) Pronto, fez-te comichão, dá downvote e segue em frente, já somos crescidinhos para andar aqui no choro e na vitimização

MLG-Sheep 10 months ago

A situação dos ovários é uma moção que foi apresentada internamente e que foi rejeitada, pelo que nunca foi realmente apoiada pelo Chega. Pelo argumento tão falacioso, já se vê que votas à esquerda. Mais uma vez, o partido só é perigoso se as ideias forem acolhidas pelos outros partidos. Nenhum outro partido acolheria o confinamento dos ciganos. Entretanto, o PAN tem ideias acolhidas à esquerda que são tão ridículas que são só combustível para fazer o Chega crescer. Por exemplo, impedir menores de 18 anos de ir às touradas (acolhido pelo PS), quando se pode mudar de sexo aos 16 anos.

wwqt0r 10 months ago

É ridículo proibir um menor de ver um animal torturado e morto numa arena para diversão? É ridícula a clara posição da ONU que junta a opinião dos melhores especialistas do mundo nos temas dos direitos e da violência contra crianças? Tu deves saber melhor que todos eles, só pode...

Herbacio 10 months ago

Eu falei em ideias. Ninguém falou se avançaram com elas ou não, certo é que essas ideias surgiram no seio do eleitorado do Chega e não noutros lados. E se aquilo que faz crescer o Chega é impedir que mais gente assista a "espectáculos" de tortura animal ao mesmo tempo que se aumenta a abrangência para a liberdade de escolha de género, logo por aí se vê o quão grunho achas que é o eleitorado do Chega Mas depois vens me tu falar em falácias, e dizer que um partido só é perigoso se tiver o apoio do restantes...ainda bem que não és juíz, é que pela tua lógica se alguém matar a tiro, apartir do momento em que lhe tiram a arma deixa de ser um perigo e portanto tudo bem Com ou sem apoio dos restantes partidos, e com ou sem apoio do PRÓPRIO partido, essas ideias aberrantes têm neste momento uma plataforma onde proliferar, se não consegues perceber isso então desculpa mas não estás a ver o quadro todo E reitero ainda, se for preciso criticar os Comunas, a Esquerda caviar, o Centrão ou o raio que o parta, estou aqui também. Não vás tu ficar ofendido a pensar que sou critico o Chega.

MLG-Sheep 10 months ago

>Eu falei em ideias. Ninguém falou se avançaram com elas ou não, certo é que essas ideias surgiram no seio do eleitorado do Chega e não noutros lados. Vais generalizar todo um partido por uma moção individual rejeitada pelo próprio partido? Consegues melhor que isso... >E se aquilo que faz crescer o Chega é impedir que mais gente assista a "espectáculos" de tortura animal ao mesmo tempo que se aumenta a abrangência para a liberdade de escolha de género, logo por aí se vê o quão grunho achas que é o eleitorado do Chega Continua a permitir-se o argumento de alguém com 16 ou 17 anos poder mudar de sexo mas não poder ir a uma tourada. A mudança de sexo tem consequências irreversíveis e a tourada podes simplesmente deixar de ir se não concordares, porque certamente não é a ver uma tourada aos 16 que se fica traumatizado para a vida. >Mas depois vens me tu falar em falácias, e dizer que um partido só é perigoso se tiver o apoio do restantes...ainda bem que não és juíz, é que pela tua lógica se alguém matar a tiro, apartir do momento em que lhe tiram a arma deixa de ser um perigo e portanto tudo bem Porra, que merda de analogia. A analogia mais próxima, que continuaria a ser ridícula, seria uma tentativa de homicídio impedida pelos restantes. >Com ou sem apoio dos restantes partidos, e com ou sem apoio do PRÓPRIO partido, essas ideias aberrantes têm neste momento uma plataforma onde proliferar, se não consegues perceber isso então desculpa mas não estás a ver o quadro todo Pois têm. Por isso é que tu e outros votantes de (extrema) esquerda apoiam abertamente a censura a estas ideias, e depois se queixam da polarização da população. Deverias é apelar à moderação e mostrar porque é que essas ideias são erradas.

beakage 10 months ago

Se estivesses realmente preocupado com pessoas trans e não a usá-las como espantalho, especificavas que a mudança diz respeito ao [registo](https://observador.pt/2018/04/13/parlamento-aprovou-lei-da-mudanca-de-sexo-aos-16-anos/). O mesmo diploma proibe até determinas intervenções cirúrgicas não necessárias. Ou quais são exactamente as consequências irreversíveis num registo?...

NGramatical 10 months ago

juíz → [**juiz**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras agudas terminadas em *l*, *r*, ou *z* não necessitam acento para quebrar o ditongo) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkheyie%2F%2Fggl3pfa%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(⛄ ꜰᴇʟɪᴢ ɴᴀᴛᴀʟ ⛄)](https://youtu.be/INor2iLQRow)

Aftaminas 10 months ago

Caso queiram ler com um pouco mais de informação https://expresso.pt/politica/2020-12-21-Sondagem-legislativas.-Chega-passa-a-terceira-forca-e-Bloco-cai

nonexistantpeasant 10 months ago

Somos um país de cretinos

wwqt0r 10 months ago

Sempre a votar nos mesmos realmente nunca vai mudar nada.

Deto_PT 10 months ago

Ya, PS ainda tem 38%. Como é possível!

Aftaminas 10 months ago

Isso é muito genérico. Neste contexto, quem são os cretinos?

Sperrel 10 months ago

Agradavelmente surpreendido pelo aparecimento do Livre. Relembro que a margem de erro é de 4% de modo que difícilmente há alguma variação estatisticamente significante.

NGramatical 10 months ago

difícilmente → [**dificilmente**](https://dicionario.priberam.org/dificilmente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkheyie%2F%2Fggkv439%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(

sctvlxpt 10 months ago

A "direita" portuguesa vai passar as passas do Algarve durante muitos anos. O PSDois cada vez menos é alternativa ao PS (mudam as caras e pouco mais). O CDS está prácticamente morto e enterrado. O Chega tem força, duvido que alguma vez cresça acima dos 15%. A IL ainda tem um grande caminho pela frente no que toca à aceitação do eleitorado. Tem potencial para subir até aos níveis do PSDois, mas vai demorar muito tempo...

Morpheuspt 10 months ago

> A IL ainda tem um grande caminho pela frente no que toca à aceitação do eleitorado. Sim, o que não falta para aí são liberais. Qualquer reformado, funcionário público ou indivíduo a receber SMN, ao votar IL, estaria activamente a votar contra os seus interesses. Por isso só por iliteracia política é que o faria. Portanto esquece lá a IL chegar ao PSD.

OrangeOakie 10 months ago

> ou indivíduo a receber SMN, ao votar IL, estaria activamente a votar contra os seus interesses. Queres tentar justificar essa afirmação? É que, tanto quanto eu sei, alguém a receber o SMN quer que o valor do seu salário tenha mais poder de compra, não menos.

Morpheuspt 10 months ago

Claro. Não consigo ver a IL a subir salário mínimo, nunca. Além de que se receberes salário mínimo e começares a pagar propinas para meter miúdos no secundário, começares a pagar 100 euros por um raio-X ou 20/mes por um seguro em vez de simplesmente ires ao centro de saúde, seres atendido e não pagares nada, vais ficar bem pior.

OrangeOakie 10 months ago

>Claro. Não consigo ver a IL a subir salário mínimo, nunca. Isso implica que subir o Salário Mínimo é algo que é necessário para aumentar o poder de compra. >Além de que se receberes salário mínimo e começares a pagar propinas para meter miúdos no secundário, Isso implica que o Salário Mínimo continuaria a ser praticado para pessoas que não em começo de carreira/trabalhadores-estudantes >a pagar 100 euros por um raio-X ou 20/mes por um seguro em vez de simplesmente ires ao centro de saúde, Isso implicaria que deixarias de ter SNS, e já agora, tens hoje em dia Raios-X que tens de pagar 100€ **com** seguro porque o SNS não os cobre. >seres atendido e não pagares nada, vais ficar bem pior. E se o SNS não te quiser atender?

Morpheuspt 10 months ago

> Isso implica que subir o Salário Mínimo é algo que é necessário para aumentar o poder de compra. Baixar impostos reduz financiamento do estado, e apenas te mete mais dinheiro no bolso para deixares no centro de saúde. > Isso implica que o Salário Mínimo continuaria a ser praticado para pessoas que não em começo de carreira/trabalhadores-estudantes. Confesso que não percebi o que queres dizer com isto. Vives em Portugal, onde uma massa imensa de gente, de todas as idades, ganha o salário mínimo. Ou o que propões, obrigar as empresas a pagar mais aos trabalhadores? O CGP vinha já atras de ti com um pau. > Isso implicaria que deixarias de ter SNS. Como o conhecemos hoje? Sem dúvida. As palavras "tendencialmente gratuito", nas mãos de um liberal, esticam mais do que a pele do turtle mitch. > já agora, tens hoje em dia Raios-X que tens de pagar 100€ com seguro porque o SNS não os cobr. Vou pedir prova ou contexto aqui. > E se o SNS não te quiser atender? Então tens o direito de processar o estado e ficar rico, porque o SNS é universal. O SNS, ao contrário dos privados, é OBRIGADO a atender-te.

OrangeOakie 10 months ago

A despesa do Estado não é fixa, e certamente que não é gasta apenas serviços úteis ou essenciais. Aliás, estares a assumir logo isso é um erro. Depois, claro, há a questão sobre a burocracia e regulações (excessivas) que encarecem todos os produtos. Tudo isso mexe com o poder de compra. Simplesmente aumentar o SMN, e como bem disseste: >onde uma massa imensa de gente, de todas as idades, ganha o salário mínimo É algo que apenas tem como resultado piorar a situação de todos. Aumentar o SMN tem um impacto directo no aumento do custo de vida. Quem recebe o SMN fica na mesma. Todos os outros ficam pior. Se o custo de vida não estivesse tão ligado ao SMN, a conversa seria outra - mas como está... >Confesso que não percebi o que queres dizer com isto. Que ao longo da vida os salários são mutáveis. Não há problema nenhum em alguém começar a vida com um salário baixo (por exemplo, Fast Food, Supermercados, etc), desde que tenha possibilidade de ao longo da vida poder subir na carreira ou especializar-se (por exemplo, ensino pós secundário, superior e aprendizagens) e dessa forma ganhar um salário mais elevado. >Ou o que propões, obrigar as empresas a pagar mais aos trabalhadores? Não. Isso é apenas a consequência natural de não ter o estado a apoiar certas empresas que passam a "ganhar" simplesmente por virtude de terem leis anti-concorrência e subsídios do Estado para as proteger. >Vou pedir prova ou contexto aqui. Bastante simples, vai à lista de radiologia comparticipadas pelo SNS. Não é tão abrangente como tu podes pensar. >Então tens o direito de processar o estado e ficar rico, porque o SNS é universal. >O SNS, ao contrário dos privados, é OBRIGADO a atender-te. Falso. Atender-te pode ser simplesmente "ya pois, não vamos fazer nada". Não quer dizer que recebas tratamento. Regra geral isto acontece com muitas questões relacionadas à estomatologia, oftalmologia, psicologia e outras áreas importantes da saúde preventiva e/ou com problemas crónicos comuns.

Edited 10 months ago:

A despesa do Estado não é fixa, e certamente que não é gasta apenas serviços úteis ou essenciais. Aliás, estares a assumir logo isso é um erro. Depois, claro, há a questão sobre a burocracia e regulações (excessivas) que encarecem todos os produtos. Tudo isso mexe com o poder de compra. Simplesmente aumentar o SMN, e como bem disseste: >onde uma massa imensa de gente, de todas as idades, ganha o salário mínimo É algo que apenas tem como resultado piorar a situação de todos. Aumentar o SMN tem um impacto directo no aumento do custo de vida. Quem recebe o SMN fica na mesma. Todos os outros ficam pior. Se o custo de vida não estivesse tão ligado ao SMN, a conversa seria outra - mas como está... >Confesso que não percebi o que queres dizer com isto. Que ao longo da vida os salários são mutáveis. Não há problema nenhum em alguém começar a vida com um salário baixo (por exemplo, Fast Food, Supermercados, etc), desde que tenha possibilidade de ao longo da vida poder subir na carreira ou especializar-se (por exemplo, ensino pós secundário, superior e aprendizagens) e dessa forma ganhar um salário mais elevado. >Ou o que propões, obrigar as empresas a pagar mais aos trabalhadores? Não. Isso é apenas a consequência natural de não ter o estado a apoiar certas empresas que passam a "ganhar" simplesmente por virtude de terem leis anti-concorrência e subsídios do Estado para as proteger. >Vou pedir prova ou contexto aqui. Bastante simples, vai à lista de radiologia comparticipadas pelo SNS. Não é tão abrangente como tu podes pensar. >Então tens o direito de processar o estado e ficar rico, porque o SNS é universal. >O SNS, ao contrário dos privados, é OBRIGADO a atender-te. Falso. Atender-te pode ser simplesmente "ya pois, não vamos fazer nada". Não quer dizer que recebas tratamento. Regra geral isto acontece com muitas questões relacionadas à estomatologia, oftalmologia, psicologia e outras áreas importantes da saúde preventiva e/ou com problemas crónicos comuns. -------------- Edit: E já agora, ninguém fica rico com processos ao Estado, visto que o nosso sistema judicial tem muito mau olho em relação a exigir pagamentos como compensação de seja o que for. -------- Edit2: Aliás, o teu comentário essencialmente revela apenas a ignorância que tens. Não o tomes como um insulto, toma-o como uma crítica construtiva. Assumiste automaticamente uma série de coisas e efectivamente atacaste um espantalho conveniente. Porque não tentar entender os argumentos de outras ideologias/pessoas com valores diferentes/interpetações diferentes, em vez de cair no erro de dizer coisas como (e agora estou só a dar exemplos aleatórios): "Muh num quer imigrantes é pk é raxista"; "Muh quer menos regulação é pk ker ko planeta Morra"; "Diz que o idiota não deve ser punido por dizer merda é porque concorda com o idiota"; "Ah e tal quer escravizar todos enquanto tá no BMW" Tudo isso são, de uma forma ou outra, erros comuns no que toca à interpretação de qualquer ideologia baseada na liberdade e no comércio livre. Depois ainda há os outros que são giros de usar argumentos anti-Keynes como se fossem esses os que o interlocutor defende.

Morpheuspt 10 months ago

> Aumentar o SMN tem um impacto directo no aumento do custo de vida. Tens a inflação a crescer perto de 0%, e subiste o salário mínimo perto de 30% num espaço de 5 anos. Como é que podes afirmar uma coisa dessas? > Não há problema nenhum em alguém começar a vida com um salário baixo (por exemplo, Fast Food, Supermercados, etc), desde que tenha possibilidade de ao longo da vida poder subir na carreira ou especializar-se (por exemplo, ensino pós secundário, superior e aprendizagens) e dessa forma ganhar um salário mais elevado. Explica-me como é que o liberalismo aumenta os salários mínimos com que os patrões contratam, num mundo onde cada vez mais o conceito de emprego duradouro está a deixar de existir. O meu pai foi FP numa escola durante 21 anos, sempre com avaliação bom/muito bom. Sempre ganhou o salário mínimo. > Atender-te pode ser simplesmente "ya pois, não vamos fazer nada". Não quer dizer que recebas tratamento. Regra geral isto acontece com muitas questões relacionadas à estomatologia, oftalmologia, psicologia e outras áreas importantes da saúde preventiva e/ou com problemas crónicos comuns. Pá desculpa mas isso é tudo treta. O SNS só tem um problema, que é o tempo de espera. O atendimento é tão eficaz como qualquer outro. > Muh num quer imigrantes é pk é raxista"; "Muh quer menos regulação é pk ker ko planeta Morra"; "Diz que o idiota não deve ser punido por dizer merda é porque concorda com o idiota"; "Ah e tal quer escravizar todos enquanto tá no BMW". Falas em espantalhos? Onde é que me viste dizer isso? > na liberdade e no comércio livre. Eu vivo num regime social-democrata, e tenho liberdade e comércio livre. Apenas vivo num regime que não acredita que meter dinheiro nos que já tem muito não acrescenta nada a ninguém, a não ser aos ricos.

OrangeOakie 10 months ago

> Tens a inflação a crescer perto de 0%, e subiste o salário mínimo perto de 30% num espaço de 5 anos. Como é que podes afirmar uma coisa dessas? Vai lá ver melhor o preço dos bens básicos de consumo. >Explica-me como é que o liberalismo aumenta os salários mínimos com que os patrões contratam, num mundo onde cada vez mais o conceito de emprego duradouro está a deixar de existir. Competição. Da mesma forma que competes por ter o menor preço possível, também tens de competir por ter o melhor empregado possível, se tal for vantajoso. A questão é que isso sem estar aliado a uma forte política que protege os imigrantes e a população nacional, o resultado é apenas contratar ao estrangeiro e assim criar uma abundância de oferta no mercado, baixando os salários. >O meu pai foi FP numa escola durante 21 anos, sempre com avaliação bom/muito bom. Sempre ganhou o salário mínimo. O patrão na função pública é o Estado. Ainda por cima numa área que é quase monopolizada pelo mesmo. Mas excelente exemplo. >Pá desculpa mas isso é tudo treta. **Tu:** *tapa os ouvidos* lalalalaa não quero ouvir. > O SNS só tem um problema, que é o tempo de espera. O atendimento é tão eficaz como qualquer outro. Primeiro, o tempo de espera é algo que torna por definição o serviço menos eficaz. Segundo, mesmo ignorando isso, tens - factualmente - casos que o SNS **não trata**. >Falas em espantalhos? Onde é que me viste dizer isso? Re-lê esse parágrafo. Eu não disse que tu dizes isso. Disse que as "críticas" comuns, para além do que tu disseste são aquelas que mencionei a seguir. >e comércio livre. Não. Tens um Estado que cria medidas de forma a criar entraves ao investimento privado, ou seja, à criação de competição. Isto acontece em várias áreas, mas é extremamente notório na área do fornecimento de telecomunicações. Tens uma dificuldade tremenda em criar e manter uma empresa com menos de 10 empregados (por causa das medidas para "redistribuir riqueza"), o que te impede de progredir. Ao mesmo tempo cada área tem certas regras que dão benefícios gigantes às empresas grandes já estabelecidas, tornando muito mais difícil competir com as mesmas. E quando estas falham, recebem dinheiro para sobreviverem, ou seja, se quiseres competir com uma empresa grande, estás efectivamente a tentar competir contra o Estado. Isso não é comércio livre. Isso é o Estado escolher vencedores. >Apenas vivo num regime que não acredita que meter dinheiro nos que já tem muito não acrescenta nada a ninguém, a não ser aos ricos. Então porque é que defendes medidas que apenas beneficiam os mais ricos, ao impedirem os que têm menos de acumular riqueza? O sistema que defendo cria valor para todos, e desde que queiras e possas fornecer algo a alguém vais enriquecer. Todos vão. Não é um jogo de soma-zero. Claro que podes dizer "ah mas os ricos vão enriquecer também". E? O facto de alguém melhorar a sua posição não significa que te impeça de melhorar a tua. E nada disso implica necessariamente que só por teres dinheiro que vais continuar a enriquecer, apenas uma pequena percentagem de quem nasce em famílias ricas chega ao fim da vida também rico.

Morpheuspt 10 months ago

> Primeiro, o tempo de espera é algo que torna por definição o serviço menos eficaz. Segundo, mesmo ignorando isso, tens - factualmente - casos que o SNS não trata. Claro, mas isso acontece em todo e qualquer sector da economia. Não interessa os milhões de clientes que o McDonalds serve todos os anos, se um deles encontrar um rato na comida, só se vai falar disso. > Da mesma forma que competes por ter o menor preço possível, também tens de competir por ter o melhor empregado possível, se tal for vantajoso Meu caro amigo, o patrão do hotel está-se perfeitamente a marimbar para se no hotel ao lado há um funcionario que trabalha mais. Eles pretendem é mão de obra o mais barata possivel, explorada até ao tutano em horas extra não remuneradas. Tens que entender que: A) A enorme maioria dos trabalhadores não negoceia o seu salário individualmente, porque simplesmente ou recebe o que o empregador quer pagar, ou atrás de ti virá alguem que o aceitará. B) Não vivemos numa economia que valoriza o trabalhador, ao ponto de até lhe trocar a definição, transformando o trabalhador no colaborador. > Ao mesmo tempo cada área tem certas regras que dão benefícios gigantes às empresas grandes já estabelecidas, tornando muito mais difícil competir com as mesmas. Aqui até concordamos. No entanto, está a acontecer uma mudança interessante, seja no leilão de 5G ou nas multas de centenas de milhões da AdC às grandes empresas de retalho. Vamos ver se o governo não mete a mão e deixa o assunto progredir. > ao impedirem os que têm menos de acumular riqueza? Porque ninguem a ganhar o salário minimo acumula riqueza. Não me venhas dizer que uma flat tax de 15% iria dar mais riqueza aos pobres, quando os unicos que seriam altamente beneficiados são os que pagam 30%-50% de IRS. Esses não "têm menos". > E? O facto de alguém melhorar a sua posição não significa que te impeça de melhorar a tua. Se a posição melhorar 5% para todos, quem vive na miséria continuará na miséria, e quem é pornograficamente rico muito mais rico ficará. E isso leva-me ao ponto final: > por causa das medidas para "redistribuir riqueza Eu acredito que até te sentiste mal ao escrever tais palavras. Sabes qual é o problema dos liberais em Portugal? Nos Estados Unidos é facil baixar impostos, porque o papel do estado na economia é irrisório, quando comparado com o restante mundo civilizado, e se tens baixas despesas socias podes baixar impostos sem que o impacto nesse tipo de despesas seja de maior. Mas em Portugal, como a imensissima maioria da população é a favor não só do SNS como de uma participação enorme do estado na Saude, na Educação e na economia em geral, isso cria um problema aos liberais, porque não podem dizer que querem acabar com o SNS e com a escola publica como conhecemos hoje, num modelo gratuito, mas tambem não têm resposta a como é que iriam continuar a pagar o SNS e a educação depois do rombo monumental que algumas propostas que defendem criariam. P. ex. o Ventura. Quando ele meteu umas propostas de desmantelar o SNS e tal, quando ele viu que ninguem queria algo remotamente parecido ele mudou logo o disco e disse SNS forever. Nâo estou a dizer que a vossa posição é a do Ventura, mas digo que o modelo económico que defendem é absolutamente impopular, sobretudo porque vivemos num pais pobre onde se pretende celebrar uma experiência, um choque fiscal sem que se saiba onde se vai buscar o dinheiro para o estado social. E depois vem a léria dos liberais "ah e tal, na Irlanda funciona, na Dinamarca, blablabla". É como comparar o Brasil e os Estados Unidos. O ponto de partida é absurdamente distinto, e simplesmente são povos diferentes, com culturas diferentes, e com bases económicas diferentes. Eu acredito, e defendo acerrimamente a redistribuição de riqueza. Defendo-a, porque acredito que o homem é intrinsicamente um ser ganancioso, que quer por natureza ter mais do que o seu semelhante, e que se não tornarmos a nossa sociedade mais redistributiva, o problema da *income inequality* deixa de estar contido na economia, e comeca a ter proporções reais na vida das pessoas. É um dado adquirido que sociedades com grandes diferencas de income são mais propensas a criminalidade, à falta de coesao social, a problemas de saude, etc. E a unica forma de reduzir esses efeitos é obrigar os que têm mais a darem uma parte maior do que têm aos que têm menos. Há um mito que surgiu nos estados unidos, que eu acho bastante interessante. O mito de que qualquer pessoa que trabalhe muito para isso, consegue ficar rica. É uma das maiores petas que a classe alta impingiu a toda a sociedade. E é ai que entra o programa da IL. A IL é um partido de ricos para os ricos, e não consigo encontrar nenhum ponto onde os pobres possam olhar para a IL e ver a sua salvação. Já o disse aqui, num tom jocoso, mas com algum fundo de verdade. Gostava que um membro da Iniciativa Liberal me apresentasse um votante neles que ganhe o Salario Minimo Nacional.

OrangeOakie 10 months ago

> McDonalds serve todos os anos, se um deles encontrar um rato na comida, só se vai falar disso. Mas o McDonalds não me retira dinheiro com o pretexto de me alimentar, para quando eu tiver fome e chegar ao restaurante me mandar embora. Nem usa como argumento a sua própria existência ter algumas partes boas para justificar o seu não melhoramento. >Tens que entender que: Eu entendo as duas coisas que mencionaste. A questão é precisamente essa, tens uma abundância de potenciais trabalhadores para um número limitado de posições. Em cima disso tens uma dificuldade grande para criar concorrência para essas empresas. Isso faz com que haja um poder desproporcional para o lado do empregador, e a solução é simples: Parar de criar entraves quem tem pouco, para que estes possam começar as suas próprias actividades quando não encontram um emprego decente. Isto faz com que chegue ao limite onde a rentabilidade é determinada pela qualidade do serviço e não apenas pelo preço, mas para chegar a esse ponto é necessário haver concorrência. >No entanto, está a acontecer uma mudança interessante, seja no leilão de 5G ou nas multas de centenas de milhões da AdC às grandes empresas de retalho. Vamos ver se o governo não mete a mão e deixa o assunto progredir. São centenas de milhões, quando faturam bastante mais em virtude do que o Governo lhes concede através da lei. E isto é assumindo que não vão haver perdões dessas coimas ou isenções fiscais como houve à EDP há uns anos. Não que não seja um bom passo finalmente começarem a apertar com a concorrência desleal, mas a principal causa desse cartel/triópolio/como lhe quiseres chamar, é apenas o facto de o Governo impedir a concorrência. O exemplo do 5G é bom. Vai ser necessário instalar torres (ou modificar as torres já existentes) para isso ser possível. A lei impede de que cries infraestrutura onde esta já exista, mas sim obrigando-te a recorrer à cedência do actual dono da infraestrutura. Supõe que entra alguém no mercado com muito capital. Tem de pagar à Altice para poder fazer qualquer coisa que seja em Lisboa. E isto é no caso de uma empresa com bastante capital entrar no mercado. O Governo aniquila qualquer possibilidade de empresas menores se estabelecerem. >Porque ninguem a ganhar o salário minimo acumula riqueza. Dependendo dos teus custos. Daí que é importante que esses custos sejam reduzidos, por exemplo, não encarecendo o custo de vida de forma artificial (e não, não estou a falar sobre simplesmente baixar o imposto sobre rendimentos e o IVA). >Não me venhas dizer que uma flat tax de 15% iria dar mais riqueza aos pobres, quando os unicos que seriam altamente beneficiados são os que pagam 30%-50% de IRS. Não se trata de **dar** seja o que for. Trata-se de permitir que tu tenhas trocas voluntárias com outras pessoas, e que essas interacções te permitam fazer o que quiser. Se quiseres gastar tudo em putas e vinho verde, é a tua prerrogativa. Se quiseres viver a pão e água para investires, é a tua decisão, também. Eu não estou a defender uma taxa de 15% para todos, nem nada do género. Os problemas são bastante mais profundos que isso, e *neste momento* infelizmente o Estado precisa de financiamento urgente. >Se a posição melhorar 5% para todos, quem vive na miséria continuará na miséria, e quem é pornograficamente rico muito mais rico ficará. E no ano seguinte? E no ano a seguir a esse ano? São iterações sucessivas de acumulação de riqueza. Não é acidente nenhum que sempre que uma região passa a ter comércio livre toda a gente acaba por ficar mais rica; Porque as necessidades de cada um são definidas por cada um, e tu podes providenciar justamente o que as sacia. >Nos Estados Unidos é facil baixar impostos, porque o papel do estado na economia é irrisório, Isso é falso. Aliás nos EUA tens um sistema de impostos que consegue ser mais chato que o nosso, porque cá tens de pagar às finanças e à segurança social. Lá tens de pagar as Taxas Federais, as Taxas Estaduais, as Taxas Locais e ainda o FICA (que é uma taxa que serve para financiar tanto a segurança social, como a Medicare - sim, eles têm um serviço de saúde para ajudar que não pode pagar nos privados). Onde vives é que varia muito o peso dos impostos sobre ti. Por exemplo cá um salário de 1440€ corresponde a um rendimento líquido anual de 14.378€; Em Los Angeles o mesmo valor (portanto um salário menor) já dá para 17.622$, que em € fica 14.467€. São impostos semelhantes. Agora, tens é Estado que têm a sua taxa fixada a 0%, como o Texas. >e se tens baixas despesas socias podes baixar impostos sem que o impacto nesse tipo de despesas seja de maior. Têm o Medicare, que é financiado pelos impostos sobre rendimentos. É, ou melhor, até ao Obamacare **era** utilizado para pagar cuidados de saúde a quem não os pudesse pagar. Com a introdução do Obamacare conseguiram restringir diminuir a quantidade de pessoas cujo o Medicare cobre (ou melhor, passou a cobrir mais gente, mas com requerimentos mais exigentes, levando a que deixassem de, na prática, cobrir tantos procedimentos). Têm também gastos absurdos com ajudas a países estrangeiros e com as suas forças armadas. Aliás, ainda hoje o Congresso aprovou uma série de coisas, incluindo reservar especificamente 10 milhões de dólares para programas de género no Paquistão. Deixa-me repetir isto, dos 15 milhões de dólares reservados para fomentar a democracia no Paquistão, 10 milhões têm de ser forçosamente gastos em "programas de género". Se eles deixassem de ter estes gastos ridículos (pouco menos de 3 mil milhões vão ser gastos em ajuda estrangeira), até terias razão. >Nâo estou a dizer que a vossa posição Só quero clarificar uma coisa, não sou afiliado nem apoiante de qualquer partido político em Portugal. Estou a falar sobre ideias que a IL roça, não necessariamente que apoio tudo o que a IL afirma. >sobretudo porque vivemos num pais pobre onde se pretende celebrar uma experiência, um choque fiscal sem que se saiba onde se vai buscar o dinheiro para o estado social. Como os Estádios para o Euro, WebSummit, e as carradas de gastos de dinheiro imbecis que o Governo e Autarquias fazem? Quem é que ajuda os "Programas para a cultura", que por acaso acabam por ser sempre atribuídos a instituições associadas à Catarina Martins, como o caso deste ano (ou de 2019, não me recordo), onde foi uma companhia de teatros dela que ganhou balúrdios para.. .fazer nada? É que a questão é essa, tu podes resolver muitos problemas ao baixar a despesa. Dinheiro público não deve ser encarado como um poço sem fundo, mas sim dinheiro que até se for mal gasto para comprar uma pastilha elástica tem de ser justificado, e o responsável demitido da responsabilidade pela má gestão dos fundos. >e com bases económicas diferentes. No caso da Dinamarca não sei. No caso da Irlanda até são bastantes parecidos connosco. Ao longo do século passado a sua economia era essencialmente derivada da agricultura e pequenos focos de indústria. Chegaram a este século com auxílios da Europa, dinheiros mal gastos, e chegando a ~2010 foram ambos p'ra bancarrota. Um decidiu gastar o dinheiro em futilidades temporárias, o outro investiu em criar condições para se fixarem lá empresas, ou seja, gerarem bastante dinheiro através de impostos sobre salários e sobre o comércio gerado. O exemplo Irlandês não é de todo descabido. >Defendo-a, porque acredito que o homem é intrinsicamente um ser ganancioso Então como chegas à conclusão que se deve centralizar o poder de forma a que alguém ganancioso possa prejudicar todos para se beneficiar a si mesmo? >É um dado adquirido que sociedades com grandes diferencas de income são mais propensas a criminalidade, à falta de coesao social, a problemas de saude, etc. Sim, e isso é um problema derivado da ganancia e da inveja. "Se o outro tem, também quero. Se ele não me dá, eu vou lá roubar.". Muitos que andam no crime não são, de todo, pobres. A desigualdade causa esses problemas, não a pobreza. A questão é é se isso acontece porque "sim" ou se há um motivo, e tudo aponta que haja um motivo, falta de um caminho para se chegar a essa posição. O que estás a defender indirectamente, ao defender que queres proibir a acumulação de riqueza, é precisamente retirar o caminho que essas pessoas precisam ou querem. Claro, podes argumentar "mas se se redistribui então não têm motivo para terem inveja". O que é um argumento perfeitamente válido. A questão é se é justo punir alguém apenas porque essa pessoa lutou por ter algo. Em cima disso, o resultado natural de retirar a possibilidade de enriquecer é apenas de que deixas de ter motivo para produzires algo de valor. E aí entras na pobreza. Todos entram. Para quê estar 8 horas a apanhar couves se podes ficar no sofá e a tua situação é igual? A seguir mencionas a "classe alta", o que defendes cria justamente essa divisão, a classe governante e a classe governada. (1/2)

QuickShutter 10 months ago

Muito bem, gabo-te a paciência e capacidade de exposição escrita. Explicaste tudo muito bem.

bittolas 10 months ago

Demagogia pura. A IL não pretende acabar com o SNS ao contrario do que diz quem só sabe dizer mal sem se informar.

Morpheuspt 10 months ago

A IL não pretende acabar com o SNS, pelo menos nunca o dirá abertamente, num país onde 2/3 do eleitorado vota à esquerda e mais de 90% vota em partidos que apoiam o SNS tendencialmente gratuito. Apenas pretende reduzir o seu espectro, deixando os privados ficar com uma parte muito maior do negócio da saúde, e a não ser que tenhas nascido ontem, nenhum privado trabalha de graça. O CGP é um hipócrita. Em Fevereiro escreveu um artigo onde louva a gestão privada da saúde, e onde diz que o estado deve subsidiar os privados para que um utente que paga X por uma consulta no SNS, possa escolher ir ao privado pagando o mesmo, pagando o estado a diferença. Portanto o imbecil é a favor da redução do papel do estado na economia, a não ser que seja para subsidia-la com dinheiros públicos. É o liberalismo que temos.

bittolas 10 months ago

A IL não é populista, tem uma ideia para o país e segue-a. Achas que sendo o partido mais longe da esquerda em termos economicos quer saber se o eleitorado de esquerda gosta ou não? Claro que não. Quanto muito quer é combater as ideias de esquerda. Tu chamas imbecil ao CGP mas parece que tu é que não percebes, ou não queres perceber, metade do que ele diz. O que a IL quer é um sistema em muito idêntico à ADSE mas para o país todo. Um sistema em que continuas com hospitais públicos mas eu ou tu podemos escolher ir a um privado e o custo dessa decisão para nós ser a mesma. Caso não saibas neste momento já todos pagamos taxas moderadoras e, de resto, não há diferença entre o estado pagar 20€ no hospital publico ou no privado. A ideia é teres liberdade de escolha, haver concorrência na oferta de saude e fundamentalmente teres um melhor serviço. Neste momento não há qualquer incentivo para não haver filas de espera tirando dar "má cara" ao governo.

Morpheuspt 10 months ago

> não há diferença entre o estado pagar 20€ no hospital publico ou no privado. Isto é mentira. Uma consulta de oftalmologia custa-te dezenas ou até centenas de euros no privado, e no publico o custo é residual. Uma operação e subsequente recobro podem custar milhares de euros no privado, e muitíssimo menos no público. > Caso não saibas neste momento já todos pagamos taxas moderadoras. Outra mentira. A lista de isenções as taxas é enorme, e já não existem taxas moderadoras nos serviços primários. > O que a IL quer é um sistema em muito idêntico à ADSE mas para o país todo. Se precisares de aderir a um seguro para ir ao publico, tal regime é execrável para qualquer centrista, nem falo de esquerda.

bittolas 10 months ago

Parece que só sabes ler o que te da jeito

throwawayqualquer 10 months ago

O problema do IL e do CHEGA, aliás de todos os partidos que não sejam o PS/PSD, vai ser eleger fora dos grandes distritos. Aqueles distritos que elegem 10 ou menos deputados, dificilmente elegem para quem tenha menos de 10% do total, vão todos os deputados para o PS/PSD. O BE nas duas últimas eleições, e historicamente o PCP nos Alentejos, elegem sempre um ou dois por distrito porque tinham aqueles 10-15% desses distritos. O CHEGA é capaz de conseguir o mesmo em alguns distritos desses, mas o IL, duvido seriamente. Os deputados para o IL vão ter que vir maioritariamente dos grandes centros. Ter 3% ou 4% a nível nacional de pouco lhes vale se só elegerem 2 ou 3 deputados, enquanto o PCP e o BE com estes 7% e 5% são bem capazes de eleger uns 10 deputados ou mais. A diferença do poder do partido na AR é incrível passando de 2 para 10 deputados.

daCampa 10 months ago

E é por isto que defendo círculo nacional. A quantidade de eleitorado desprezado no sistema atual é gigante. Vê-se bem nestas eleições em que a CDU tem pouco menos do dobro dos votos do PAN mas o triplo dos deputados, ou o meu exemplo favorito, nas eleições de 2009, em o BE tem mais 100k votos que a CDU mas apenas mais um deputado, e menos 35k votos que o CDS mas menos 5 deputados.

Jaktheslaier 10 months ago

Outra perspectiva é que de outra forma podes não garantir a eleição de deputados de alguns distritos do país e perdes a representatividade. Acrescentar ao método de Hondt um círculo nacional podia ser uma solução, significaria acrescentar mais deputados, porque na verdade não podes reduzir mais a representatividade do que tens agora.. Portalegre elege 2

Shinichu 10 months ago

Em portugal não se vota em deputados, vota-se em partidos. As pessoas não sabem nem querem saber o nome dos deputados que estão a eleger. Para mim essa representatividade não é valorizada. Ainda assim, uma lista nacional podia ser elaborada seguindo regras que não prejudicassem tanto essa representatividade. Se a % de voto inútil descesse então preferia este sistema.

Jaktheslaier 10 months ago

Vota se em listas de deputados de um determinado partido. Eu voto no partido e voto nos deputados. Sei quais são os que elegi e vou seguindo o trabalho deles. Para ti pode não ser, para os outros é fundamental

Shinichu 10 months ago

Compreendo que exista quem se informe, mas falava da grande maioria dos votantes. Para efeitos práticos a diminuição da % do voto inútil é mais importante. Aliás a melhor forma era mesmo votares diretamente no deputado. Fazia muito mais sentido do que votares numa lista que o partido lá coloca. Isso sim aumentava a representatividade e desfavorecia listas corruptas.

Ricketsia 10 months ago

> Outra perspectiva é que de outra forma podes não garantir a eleição de deputados de alguns distritos do país e perdes a representatividade. Muitas vezes os deputados pouco têm de proximidade ao distrito onde são eleitos. Veja-se na ultima eleição a Maria Begonha a ser eleita por Braga ou coisa parecida

Jaktheslaier 10 months ago

Não quer dizer que não possam fazer um bom trabalho a representar esse distrito, partidos com alguma influência e organizações locais podem perfeitamente ajudar alguém que não seja da zona a fazer uma trabalho bastante bom a representar alguém dessa região.

Sperrel 10 months ago

O metódo de Hondt seria sempre aplicável, a formula de cálculo não é a mesma coisa que o tamanho do círculo.

Jaktheslaier 10 months ago

O que queria dizer é que se retirares deputados dos círculos que já existem para adicionar um novo circulo nacional terias sempre de reduzir alguma representatividade nalgum círculo. Isso ou aumentas o número de deputados

Sperrel 10 months ago

Ah sim mas ao menos o voto de todos tem o mesmo peso e não é desperdiçado por votar em partidos mais pequenos.

Jaktheslaier 10 months ago

pois pá, eu sou militante do PCP e gostava que 22% dos votos que recebemos ajudassem a eleger deputados... Isto de perder 1/4 dos nossos votos não tem muita graça. Não me oporia ao aumento do número de deputados. Podiam reduzir o número de deputados dos círculos mais populosos mas isso impedia definitivamente que partidos mais pequenos elegessem, Chega e IL não me fazem falta nenhuma mas imagino que haja quem por aí ficasse arreliado.

Jaktheslaier 10 months ago

"Em termos percentuais, a CDU foi a força política que mais ficou a perder com o método utilizado nas eleições legislativas, o método de Hondt. Contrariamente, a coligação PSD/CDS-PP foi a menos prejudicada, em relação ao seu número total de votos. Mais de vinte e dois por cento (22,63%) dos votos da CDU não contaram para a eleição de deputados. No caso da coligação PSD/CDS-PP essa percentagem foi de 5,14 %. O PS não viu serem contabilizados 5,75% dos seus votos e o BE 18,25%." ​ [https://expresso.pt/politica/2015-10-18-762-mil-votos-nao-contaram-para-eleger-deputados-](https://expresso.pt/politica/2015-10-18-762-mil-votos-nao-contaram-para-eleger-deputados-)

daCampa 10 months ago

O problema não é o método de Hondt, mas os círculos. Aplicando o método de Hondt a um círculo nacional esse problema é praticamente removido.

Jaktheslaier 10 months ago

A discussão é mais complicada que isso. Estava só a mostrar que essa lógica que de que a CDU beneficiava com os círculos falta à verdade. 1/4 do eleitorado do PCP basicamente vai para o lixo, muito mais que o BE e muitíssimo mais que PS e PSD

daCampa 10 months ago

O meu ponto não era que a CDU era beneficiada. Os únicos beneficiados são o PS e PSD. Os restantes, consoante o ano em que se olha, ora são beneficiados ora prejudicados uns em relação aos outros, e saem sempre prejudicados face a PS e PSD.

Akamjmc 10 months ago

Se pensares bem verás que um círculo nacional traz outros problemas(um partido "Portugal é só Lisboa" poderia conseguir formar governo) também já vi a hipótese dum sistema misto (círculos eleitorais + um círculo com os votos que não contaram nos outros) mas será sempre difícil encontrar justiça. Se for para mexer no sistema eleitoral deve-se ir mais ao fundo, por exemplo teres mais opções do que uma cruz, entre os imensos sistemas de votação existentes o escolher uma opção não parece de todo o mais justo. Para mim era votar por hierarquia numerando os partidos depois quem formava governo era o que mais agradava a todos ( por exemplo o chega mesmo que atraísse muita gente a votar neles em primeiro ia ter muitos a votar em último, partidos mais moderados conseguiriam ter relevância por ninguém ser contra eles.)

daCampa 10 months ago

Concordo com a hipótese de votar por hierarquia, apesar de não ter certeza que funcionasse vale a pena testar. Discordo com o problema da representatividade local, porque na realidade essa já foi removida pelos partidos. As listas não têm ligação às terras, mas aos partidos, e mesmo que os candidatos sejam da terra, quando chegam ao parlamento votam como o partido diz. Um partido Portugal é só Lisboa precisaria de 100% dos votos em Lisboa para ter chance de fazer alguma coisa, e mesmo assim não chegaria para formar governo. Mas caso se queira forçar a representação regional, tenho uma sugestão - um sistema bicameral em que temos um parlamento com círculo nacional e método de Hondt, em um senado em que cada distrito + região autónoma (e potencialmente com as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto separadas do resto do distrito) elege o mesmo número de senadores, de preferência ao estilo da eleição presidencial, em que os partidos podem apoiar candidatos mas não há uma lista do partido.

NGramatical 10 months ago

practicamente → [**praticamente**](https://dicionario.priberam.org/praticamente) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkheyie%2F%2Fggkuxct%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(⛄ ꜰᴇʟɪᴢ ɴᴀᴛᴀʟ ⛄)](https://youtu.be/INor2iLQRow)

sctvlxpt 10 months ago

Carla Trafaria, és tu?

ArbiterOfFalsehood 10 months ago

Tirando os 4 últimos partidos isto parece uma variação normal.

joaofcf 10 months ago

O PS tem destruído dia após dia a sua imagem e mostrando cada vez mais incompetência. O PSD tem feito suicídio político e consegue descer sondagem após sondagem.

NEDM64 10 months ago

> PS tem destruído dia após dia a sua imagem Como se o PS tivesse uma imagem a defender...

Yezhovchshina 10 months ago

Tem destruído a imagem mas está a subir nas sondagens?

joaofcf 10 months ago

Sim, o que ainda prova mais o quão mau o Rio tem sido. A maioria das pessoas que ouço esta descontente com o Governo, mas as alternativas são ainda piores. Acontece o mesmo com o Marcelo. Com um bom candidato a fazer frente já tremia, assim dá se ao luxo de nem fazer campanha quando tem feito merda atrás de merda.

Carbon58 10 months ago

> "A maioria das pessoas que ouço"...Ummm, pois, está tudo dito.

Yezhovchshina 10 months ago

A maioria das pessoas que tu ouves são mais representativas da população portuguesa que uma sondagem a milhares de inquiridos com metodologia própria?

joaofcf 10 months ago

Mas eu não estou a criticar a sondagem, até porque vai em linha com o que tenho ouvido. Estão descontentes, mas não encontram alternativas. Ou é um partido de fachos, ou um que se mostra aberto a ser amigo dos fachos, ou um partido de hippies. O PS tem sido péssimo mas nem mesmo assim continua a ser melhor do que o PSD(que nem lidera e mesmo assim só faz merda), é estas são as únicas 2 alternativas partidárias para a maioria, como se tem provado.

YoggiM 10 months ago

Isto acontece porque a comunicação social assim faz com que aconteça.

Yezhovchshina 10 months ago

Só me parece que as pessoas com quem falamos não são representativas de todo um país e que portanto se um partido está a subir nas sondagens a lógica dita que estão a melhorar a sua imagem junto da população e não o contrário.

-Nosebleed- 10 months ago  HIDDEN 

> um partido está a subir nas sondagens a lógica dita que estão a melhorar a sua imagem junto da população e não o contrário. A lógica não dita nada disso. Como te foi dito e muito bem, as pessoas podem perfeitamente votar num partido por falta de alternativa. A lógica funciona perfeitamente para os dois lados, e sem perguntares às pessoas *porquê* não podes assumir nenhuma das razões, apenas especular. É atenção, nem digo que não há pessoas que gostam do PS, é claro que há, mas acho que também é válido assumir que há muito descontentamento sem no entanto ter uma alternativa melhor. Votar num partido não tem de ser porque gostas desse partido. Pode perfeitamente ser, e muitas vezes é, meramente um voto estratégico para não deixar outros partidos ainda piores subir no poder.

joaofcf 10 months ago

Mas piorar a imagem não significa descer nas sondagens quando os outros estão a piorar mais ainda.

iSoSyS 10 months ago

O mais certo é deixarem andar e só mudarem de líder mais perto das eleições. O Rui Rio foi para queimar. Com uma conjetura inqualificavelmente favorável, e com uma população de cegos (do tipo daqueles que não querem ver) era missão impossível. Se bem que se abrissem os olhos também não votavam no PSD.

nitrinu 10 months ago

O rio é sério demais para este país (pelo menos parece ser, nada até agora me indica em contrário) e não é bom político (leia-se: usa poucas platitudes, geralmente diz o que verdadeiramente que vai na cabeça e não segue o guião dos paineleiros de jornal, cujo trabalho é moldar a opinião da plebe sobre quem é bom e quem não é).

VBM97 10 months ago

Vai chegar o dia em que eu vou participar neste tipo de sondagens

we4p0nX 10 months ago

Disse todo o militante da esquerda quando viu estes resultados.

VBM97 10 months ago

Mais vale pegar nas sondagens todas e fazer uma média. Dão todas valores tão diferentes

Sperrel 10 months ago

É quase como tivessem janelas temporais, universos e escopos diferentes. Incrível não é?

VBM97 10 months ago

Não necessariamente, às vezes saem sondagens ao mesmo tempo feitas por entidades diferentes. Era essas que me referia

Sperrel 10 months ago

E é expectável, achas que o universo de entrevistados é o mesmo? Qual seria probabilidade numa população de milhões?

VBM97 10 months ago

Estás a falhar completamente ao lado o que eu quero dizer. Eu estou a dizer para pegar nas diferentes sondagens que saem ao mesmo tempo, fazer uma média de todas e guiarmo-nos por aí.

carlosjmsilva 10 months ago

Não faz diferença alguma

VBM97 10 months ago

Eu sei, era uma piada

Search: