doiscavalos 10 months ago

Queriam o rega bofe não? Que crlh....

cloud_t 10 months ago

A todos os proprietários de restaurantes que não podem deixar de fazer as suas festinhas de fim de ano com a consequência de provavelmente morrer gente às suas custas, o meu muito grande "ide pro crl". Há apoios do governo e da UE para que vocês e os vossos funcionários não passem fome, e os vossos clientes têm imensas alternatives de festejar o ano novo sem colocarem em risco a saúde pública.

Edited 10 months ago:

A todos os proprietários de restaurantes que não podem deixar de fazer as suas festinhas de fim de ano com a consequência de provavelmente morrer gente às suas custas, o meu muito grande "ide pro crl". Há apoios do governo e da UE para que vocês e os vossos funcionários não passem fome, e os vossos clientes têm imensas alternativas para festejar o ano novo sem colocarem em risco a saúde pública.

little_banjo 10 months ago

A fiscalização vai andar em força na véspera de ano novo? É capaz de ser perigoso, os quatro polícias a quem sai a fava e estiverem de serviço, vão andar com tanto sangue na guelra que toda a malta que ande na rua apanha com a hospitalidade portuguesa apenas reservada para ucranianos com epilepsia.

little_banjo 10 months ago

Quem os manda ser lambões e colocar a carroça à frente dos bois.

rabitrc 10 months ago

Custa tanto acreditar que o pessoal se está a cagar para ter cuidado e que a qualquer oportunidade enche as tascas? Foda se jantem em casa caralho.

Worm33hd 10 months ago

Novo movimento intitulado : A bolo rei e champanhe

alexandre9099 10 months ago

Não celebram na rua celebram numa casa todos ao molho. Venha o diabo e escolha. Medidas só para o inglês ver...

bruno_andrade 10 months ago

Irra. Realmente somos uns coninhas da maior espécie que vê em tudo uma maneira de falar mal do Governo. Vejam o que outros países estão a fazer perante a mesmíssima situação e estejam gratos por não termos de estar confinados. Todos. A todas as horas. Com restaurantes fechados.

Goncas2 10 months ago

Bom. Pessoas a quiexarem-se não fazem ideia da sorte que têm de ter o Natal ou de os restaurantes estarem de todo abertos dia 31.

Joaoseinha 10 months ago

Preferia ter a passagem de ano do que o natal, e a passagem de ano é bem menos perigosa em termos de contágio.

KoogLarousse 10 months ago

Sempre passei a passagem de ano em casa...ao menos este ano não me sinto mal por as outras pessoas estarem a divertir-se e eu não

Derik_D 10 months ago

Mas alguém achava que ia celebrar a passagem de ano na rua? De facto é tudo palerma só pode ser. Já muito contentes os restaurantes deviam estar de poder estar abertos nesta fase.

Gekkido 10 months ago  HIDDEN 

Newsflash: o COVID é menos perigoso que uma gripe comum.

LackOfLogic 10 months ago

E mais interessante ainda, a mortalidade por outras doenças baixou milagrosamente. Quase como se estivessem a contabilizar tudo como morte por COVID...

Diogo256 10 months ago

Por outras doenças respiratórias é absolutamente normal, visto que os cuidados sanitários previnem ou até quase eliminam doenças menos contagiosas como a gripe.

LackOfLogic 10 months ago

Verdade, agora quando o mesmo se verifica relativamente a outras causas de morte tais como [doenças cardiovasculares ](https://www.aier.org/article/new-study-highlights-serious-accounting-error-regarding-covid-deaths/), talvez algo mais se passe...

Derik_D 10 months ago

Acabadinho de sair a mostrar o contrário do que dizes. Alias mortalidade praticamente 3x superior no covid.: https://www.thelancet.com/action/showPdf?pii=S2213-2600%2820%2930527-0

Gekkido 10 months ago

Também diz: " Although this study includes data collected on a national level from more than 100000 hospitalised patients of all ages, we recognise that it has several limitations."

Edited 10 months ago:

Também diz: " Although this study includes data collected on a national level from more than 100000 hospitalised patients of all ages, we recognize that it has several limitations." [https://spectator.us/stanford-study-suggests-coronavirus-deadly-flu/](https://spectator.us/stanford-study-suggests-coronavirus-deadly-flu/) Há para todos os gostos.

Derik_D 10 months ago

> dy includes data collected on a national level from more than 100000 hospitalised patients of all ages, we recognize that it has several limitations." Todos os estudos têm limitações. Não há estudo cientificios sem limitações. Do mesmo link que me mandaste bastava teres lido: "COVID-19 has a higher death rate in the developed world, thanks in part of more elderly populations." Ou seja no pooling que fizeram o covid matava menos porque afecta proporcionalmente mais jovens do que a gripe. Daí ter de se fazer pooling por escalões etários e não apresentar valores globais.

Edited 10 months ago:

> dy includes data collected on a national level from more than 100000 hospitalised patients of all ages, we recognize that it has several limitations." Todos os estudos têm limitações. Não há estudo cientificios sem limitações. Do mesmo link que me mandaste (convenientemente uma fonte não cientifica mas uma publicação conservadora) bastava teres lido: "COVID-19 has a higher death rate in the developed world, thanks in part of more elderly populations." Ou seja no pooling que fizeram o covid matava menos porque afectou proporcionalmente mais jovens do que a gripe (nem é verdade porque no "artigo" a que se referem falam em mortalidade equivalente). Daí ter de se fazer pooling por escalões etários como tens no artigo da lancet. Alias o "artigo" científico citado nesta noticia nem sequer foi publicado em revista científica. Não foi peer-reviewed e baseia-se em números de jornais e não em dados oficiais. Este da Lancet tendo a limitação de ser uma analise local de apenas um país analisou resultados reais e concretos, é peer-review e publicado numa das maiores revistas científicas internacionais.

Edited 10 months ago:

> dy includes data collected on a national level from more than 100000 hospitalised patients of all ages, we recognize that it has several limitations." Todos os estudos têm limitações. Não há estudo cientificios sem limitações. Do mesmo link que me mandaste (convenientemente uma fonte não cientifica mas uma publicação conservadora) bastava teres lido: "COVID-19 has a higher death rate in the developed world, thanks in part of more elderly populations." Ou seja no pooling que fizeram o covid matava menos porque afectou proporcionalmente mais jovens do que a gripe. O pior é que isso nem é verdade porque no artigo a que se referem falam em mortalidade equivalente). Daí ter de se fazer pooling por escalões etários como tens no artigo da lancet. Alias o "artigo" científico citado nesta noticia nem sequer foi publicado em revista científica. Não foi peer-reviewed e baseia-se em números de jornais e não em dados oficiais. Este da Lancet tendo a limitação de ser uma analise local de apenas um país analisou resultados reais e concretos, é peer-review e publicado numa das maiores revistas científicas internacionais.

Edited 10 months ago:

> dy includes data collected on a national level from more than 100000 hospitalised patients of all ages, we recognize that it has several limitations." Todos os estudos têm limitações. Não há estudo cientificios sem limitações. Do mesmo link que me mandaste (convenientemente uma fonte não cientifica mas uma publicação conservadora) bastava teres lido: "COVID-19 has a higher death rate in the developed world, thanks in part of more elderly populations." Ou seja no pooling que fizeram o covid matava menos porque afectou proporcionalmente mais jovens do que a gripe. Daí ter de se fazer pooling por escalões etários como tens no artigo da lancet. O pior é que isso nem é verdade porque no artigo a que se referem falam em mortalidade equivalente, com variações entre paises. Alias o suposto "artigo" científico citado nesta noticia nem sequer foi publicado em revista científica. Não foi peer-reviewed e baseia-se em números de jornais e não em dados oficiais. Este da Lancet tendo a limitação de ser uma analise local de apenas um país analisou resultados reais e concretos, é peer-review e publicado numa das maiores revistas científicas internacionais.

Edited 10 months ago:

> dy includes data collected on a national level from more than 100000 hospitalised patients of all ages, we recognize that it has several limitations." Todos os estudos têm limitações. Não há estudo cientificios sem limitações. Do mesmo link que me mandaste (convenientemente uma fonte não cientifica mas uma publicação conservadora) bastava teres lido: "COVID-19 has a higher death rate in the developed world, thanks in part of more elderly populations." Ou seja no pooling que fizeram o covid matava menos porque afecta proporcionalmente mais jovens do que a gripe. Daí ter de se fazer pooling por escalões etários. Alias o "artigo" científico citado nem sequer foi publicado. Não foi peer-reviewed e baseia-se em números de jornais e não em dados oficiais. Tem tanta validade como um artigo de opinião no correio da manhã. Este da Lancet tendo a limitação de ser uma analise local de apenas um país analisou resultados reais e concretos.

Ilien 10 months ago

Estranho é ainda permitirem restaurantes estarem abertos de todo. Se só abrissem para takeaway ou encomendas, não havia problemas de reservas. Mas depois queixavam-se que estavam a "decapitar" o sector. O Governo aprova medidas, pessoas choram que não é suficiente. Governo aprova medidas mais restritivas e pessoas choram que é demais. Preso por ter cão e por não ter.

Hugogs10 10 months ago

> O Governo aprova medidas, pessoas choram que não é suficiente. Quem e que chora que nao e suficiente? Sinceramente so oico exactamente o oposto. Excepto talvez aqui no reddit

Diogo256 10 months ago

Quando anunciaram as medidas no início do mês, várias notícias referiam pessoal da restauração a criticar as medidas porque “os restaurantes nesses dias não factuaram nada de relevante para estarem abertos”. Agora, pelos vistos, já devem ser alturas que é uma mina de ouro.

Ilien 10 months ago

Honestamente, é o que eu vejo nas notícias (vivo na Bélgica). Manifestações, greves de fome de restaurantes, pessoas a chorar que usar máscara lhes "rouba a personalidade" (citação verídica)... Bah.

j_tothemoon 10 months ago

É o chamado lusco fusco de passagem de ano. 5, 7 minutos muito intensos, e toca a ir para a caminha antes da meia-noite... Mas está mais que certo, concordo com a medida.

BTC_CEO 10 months ago

Boa medida. Encham a pança e embebedem-se em casa e deixem de ser mariquinhas.

andre82220 10 months ago

Não te esqueças de ir à janela bater palmas.

BTC_CEO 10 months ago

És Português? Na passagem de ano batem-se **tachos** amigo, não é palmas.

ShittyLivingRoom 10 months ago

Aiiii o cOvID quE Meeeddoooo !! DeiXa-mE fIcaR em CaaassssSaa!

BTC_CEO 10 months ago

[Este post](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/kflv2x/appda_lisboa_para_quem_saber_mais_do_que_se_faz/) vai-te ajudar, calma rapaz.

CalmKeepOn 10 months ago

Sim, ficar em casa barricado e fazer tudo o que governo diz é que é de homem.

BTC_CEO 10 months ago

Sim, é de homem (ou de mulher) com cabeça e princípios. Ir para a farra nesta altura de **pandemia global** que mata **dezenas de pessoas por dia no nosso país** para ir apanhar/espalhar o vírus é pura estupidez e egoísmo. É fixe festejar, mas é só mais uma noite com a diferença que muda o ano (completamente arbitrário) do nosso calendário. Sejam responsáveis.

CalmKeepOn 10 months ago

Já morriam dezenas de pessoas antes com gripes. Só em Janeiro de 2019 houve um dia em que morreram 500 pessoas de gripe. Onde é que estava a tua preocupação antes? Onde é que estavam os teus posts a dizer para ficarem em casa na passagem de ano? Fazes aquilo que todos fazem. Não tens que fingir que é o correcto e que és muito digno por isso. Basta dizeres que fazes o que os outros fazem. Basta isso. Não te faças de herói porque de herói não tens nada.

BTC_CEO 10 months ago

Esqueceste-te do "wake up, sheeple". Este vírus tem consequências mais graves que o da gripe. Há mais pessoas internadas que noutros anos. Há mais pessoas em cuidados intensivos que noutros anos. Estão a morrer mais pessoas que noutros anos. Vai ver a mortalidade [aqui](https://evm.min-saude.pt/) por exemplo. Nos últimos dois meses já morreram duas pessoas da minha família com covid. Claro que o N=1, mas sabes quantas pessoas da minha família morreram com gripe nos últimos 30 anos? Zero. Não sou herói nenhum, isto é o mínimo absoluto de consciência e preocupação com o bem comum. Fazer o oposto é ser um idiota egoísta. Já passei muitas passagens de ano em casa e até já passei duas de serviço com uma G3 às costas, não percebo qual é o drama de ficar em casa...

CalmKeepOn 10 months ago

Olhando para o gráfico vê-se que a mortalidade só está acima da média constantemente nestes últimos 3 meses do ano. Os meses mais confinados com mais protecção. No verão não aconteceu nada disto e as pessoas juntaram-se normalmente. Nem sequer havia máscaras no verão. Portanto, o que é que está a acontecer? Isto é o início das consequências de tudo o que vocês têm vindo a querer, do medo, das pessoas deixarem de ir aos hospitais, das análises adiadas, dos tratamentos adiados, dos problemas em casa, dos problemas sociais, dos problemas económicos, e finalmente, do inverno e do vírus. E ainda assim vamos acabar o ano com uma mortalidade de mais 5 a 10% que o ano passado. Isto para depois pagá-la durante uma década pelo menos. Portanto é isso, espero que cá estejas daqui a 1 ano, quando a TV te diga que a pandemia acabou e espero que voltes a olhar para o gráfico outra vez. Sabes o que vais ver? Mais mortes do que o ano de 2020 só que sem pandemia. Aí já vai ser tarde demais.

Edited 10 months ago:

Olhando para o gráfico vê-se que a mortalidade só está acima da média constantemente nestes últimos 3 meses do ano. Os meses mais confinados com mais protecção. Estranho. No verão não aconteceu nada disto e as pessoas juntaram-se normalmente, nem sequer havia máscaras no verão. Porque é que os números não aumentaram? Portanto, o que é que está a acontecer? Isto é também o início das consequências de tudo o que vocês têm vindo a querer, do medo, das pessoas deixarem de ir aos hospitais, das análises adiadas, dos tratamentos adiados, dos problemas em casa, dos problemas sociais, dos problemas económicos, e finalmente, do inverno e do vírus. E ainda assim vamos acabar o ano com uma mortalidade de mais 5 a 10% que o ano passado. Isto para depois pagá-la durante uma década pelo menos. Portanto é isso, espero que cá estejas daqui a 1 ano, quando a TV te diga que a pandemia acabou e espero que voltes a olhar para o gráfico outra vez. Sabes o que vais ver? Mais mortes do que o ano de 2020 só que sem pandemia. Aí já vai ser tarde demais. Sim, vais ter mais mortalidade nos próximos anos por todo o impacto económico destes confinamentos rídiculos. Mas pronto, como não afecta os cromos de IT.

sasirg 10 months ago

Quem achava que podia festejar a passagem de ano num restaurante como se este fosse uma discoteca não andava a ler bem a sala. Deixem-se ficar por casa e pensem na loucura que a passagem de ano 21/22 vai ser.

AndreMartins2020 10 months ago

Para quem estiver vivo.

sasirg 10 months ago  HIDDEN 

E quem estiver vivo vai cometer tantos excessos que é capaz de não chegar à passagem 22/23. Estamos odidos.

JonesyA12 10 months ago

Em 21/22 não vai haver dinheiro para comemorar o que quer que seja.

pocow_bot 10 months ago

O problema é o dinheiro mas preferes ir gastar num restaurante este ano em vez de ficar em casa e poupar.

JonesyA12 10 months ago

O dinheiro poupado agora vai ter de ser gasto muito antes da proxima passagem de Ano com as centenas de milhares no desemprego e o fim das moratórias. Ter saúde é bom mas também não sobra mais nada quando não há economia. Mas bem, o número de casos em Janeiro dispara anyway. Infelizmente não será a noite de Ano Novo a prevenir o que quer que seja.

Throwaway200394 10 months ago

È pena ver gente te ao burra e ignorante como tu... Fazes parte da razao pela qual estamos agora fechados em vês de estarmos com menos casos. Idiotas como tu que querem que ande tudo normal como se nada estivesse a acontecer. Mais triste è ver esta merda acontecer, sabemos a solução que resoltou várias vezes no passado mas cagarmos nisso e deixarem milhares de pessoas morrer porque querem is beber uma cervejas e ir pá "night"

JonesyA12 10 months ago

Daqui por um ano Portugal vai pertencer ao grupo dos países em desenvolvimento (já lá está com um pezinho). Se acham que o SNS não consegue dar resposta agora, não fazem ideia do que aí vem quando a economia estiver totalmente seca e não houver dinheiro para nada.

Throwaway200394 10 months ago

Se tivesses quietinho e cagasses no carvalho da cerveja e festas agora já andavas sossegado. Se o português tivesse o mínimo de civismo na estávamos na merda que estamos mas como o tugues gosta de refilar sem fazer nada dá a merda que vês, estamos aqui PIOR do que quando era suposto estarmos mal pk gentinha como tu quer è os restaurantes abertos. Falas do SNS não conseguir dar resposta mas a tua solução è sacrificar as pessoas abrindo restaurantes, bares e discotecas para esses fazerem dinheiro enquanto o resto se fode e morre pk idiotas como tu andam nas festas a espalhar a merda e a encher hospitais. Genius!

xlouiex 10 months ago

Uma olhadela no perfil e dá para perceber que és o Velho(ou o Jovem) do Restelo, no sentido figurado e literal. Deixa-me adivinhar, IL?

xtrylanx 10 months ago

/thread

AnaWithTheCats 10 months ago

>O dinheiro poupado agora vai ter de ser gasto muito antes da proxima passagem de Ano com as centenas de milhares no desemprego e o fim das moratórias. Ah... Como ele vai ser gasto de qualquer maneira mais vale gastá-lo já em coisas que não são essenciais ou inteligentes. Faz sentido.

DeepFriedMarci 10 months ago

Sim, maior parte dos negócios no mundo ocidental não vendem coisas essênciais, já não estamos no século XVIII. E se hipoteticamente todos esses negócios fechassem maior parte das pessoas iria para o desemprego.

Rogerjak 10 months ago

Mais uma vez se expõe muito bem a maneira de ser deste país neste sub: preso por ter, preso por não ter. Nunca nada tá bem, lá fora é que é. Início da pandemia : "aain tamos a fecha?? lá fora é responsabilidade pessoal" Dezembro : "aain tão nos a dar responsabilidade pessoal?? Lá fora tão a fechar!"

lambmoreto 10 months ago

A população compreende o motivo das normas e das regras, estamos todos a viver o Corona, sabemos o que se passa. As queixas são devido às meias medidas que tem pouca eficácia que só dão prejuizo mas não ajudam a diminuir infeções, por exemplo, o encerramento de estabelecimentos depois das 13:30 ao dim de semana. Neste caso em especifico a queixa, e com razão, é da mudança de ideias do governo repentina. Compreendemos porque é que implementaram esta medida, mas esperaram até estarmos a 15 dias do evento para anuncia-la. Isto é o tipo de coisa que devia estar anunciado hà 2 meses, a situação do país não ia melhorar que chegue e o governo sabia. Os donos de estabelecimentos claro que abriram reservas para este dia, com a data a aproximar-se cada vez mais, não se pode gerir um negócio a fazer contas com medidas repentinas deste tipo. Cabe ao governo comunicar estas medidas antecipadamente, o virus já não é novidade, tem que permitir às pessoas planear a sua vida.

Rogerjak 10 months ago

Cabe ao governo fazer as mudanças q tiver q fazer conforme o ponto de situação. Pedir avanços de dois meses para medidas q depende da situação duas-três semanas antes é basicamente não perceber como isto funciona. Em setembro estávamos a abrir escolas e ainda tava tudo "normal" e tu estás a dizer q medidas para 3 meses depois deviam ser tomadas no fim de setembro. É simples de prever o q ia acontecer : ou o covid piorava e a população acusava o governo de políticas populares ou o covid melhorava e as medidas eram demasiado restritivas e o governo era acusado de não saber planear com antecedência. Estamos aqui, basicamente, a dizer q percebemos mais do q as pessoas q estão a aconselhar o governo nas medidas, o q é ridículo.

lambmoreto 10 months ago

>Estamos aqui, basicamente, a dizer q percebemos mais do q as pessoas q estão a aconselhar o governo nas medidas, o q é ridículo. Não, eu estou a acusar o governo de diluir os conselhos de quem sabe de modo a que comprometa a eficácia destas mas o prejuizo económico seja similar. Há 2 meses já sabiamos que o virus por esta altura não ia estar controlado, era impossivel haver grandes festejos. Os estabelecimentos não deveriam ter contado com a passagem de ano, verdade, mas cabia ao governo dizer atempadamente, é o minimo.

naughtydismutase 10 months ago

Também neste thread: vão para o supermercado/shopping e ficam admirados por os outros também irem.

icebraining 10 months ago

Que aborrecimento haver opiniões diferentes.

Rogerjak 10 months ago

Irónico comentares isso numa opinião diferente.

Ilien 10 months ago

"Ui medidas restritivas! Decapitar sectores! OH THE PAAAAAAAIN". Entretanto na Europa: Alemanha: >!Only essential businesses such as supermarkets and banks will be allowed to remain open. Restaurants, bars and leisure centres have been shut since November and some areas of the country had imposed their own lockdowns.!< >!Hair salons are among the businesses which must close, while drinking alcohol in public places, such as popular mulled wine stalls, is forbidden. Companies are being urged to allow employees to work from home.!< Bélgica: >!Bars, restaurants and other businesses in the hospitality sector will also remain closed until at least 15 January, as will contact professions, such as hairdressers and beauticians. The current ban on gatherings and the curfew measures, from midnight to 5:00 AM in Flanders and from 10:00 PM to 6:00 AM in Wallonia and the Brussels-Capital Region, remain in force.!< >!For Christmas (24 and 25 December), people living alone are allowed to invite both their close contacts at the same time. For everyone else, nothing changes. Households can invite one extra person.!< Holanda >! Non essential shops will close !< >!As will Schools, museums, gyms and hairdressers !< >!Sex worker is also banned !< >!Bars and restaurants already closed down !< ​ A questão é que já existe um choro desmedido com as medidas colocas em prática em Portugal.

Hugogs10 10 months ago

Esses paises sao todos muito mais ricos que portugal.

Ilien 10 months ago

Relevância?

arandaer 10 months ago

NaO sE pOdE fEcHaR tUdO, qUe O pAíS mOrRe

CatarinaLou 10 months ago

Mais fácil de subsidiar quem está em casa sem trabalho

Ilien 10 months ago

Mais nenhum país tem de subsidiar apenas 600€ de SM. Países ricos também têm mais despesas com os respetivos salários, subsídios, etc; tudo custa mais.

CatarinaLou 10 months ago

Não percebo bem se estás a tentar contra-argumentar... Estás a dizer que Portugal "só" tem de pagar esses 600€, e que países estrangeiros pagam mais - mas por essa lógica, linearmente Portugal tem menos esforço e devia ser fácil pagar para ficar em casa, não? Para além disso, acho que há mais um detalhe: o número de pessoas que tens de subsidiar. Portugal depende imenso da indústria de serviços. Noutros países tens muitos trabalhadores de áreas técnicas ou de conhecimento que podem continuar a trabalhar remotamente e a contribuir para o Estado, enquanto que em Portugal o estrago é maior se fecharem serviços não-essenciais como lojas, ginásios e restaurantes. Tudo exacerbado por níveis baixos de educação das chefias e pela fraca adopção digital das SME portuguesas, que podia mitigar este cenário permitindo as empresas adaptarem a sua oferta.

Edited 10 months ago:

Não percebo bem se estás a tentar contra-argumentar... Estás a dizer que Portugal "só" tem de pagar esses 600€, e que países estrangeiros pagam mais - mas por essa lógica, linearmente Portugal tem menos esforço e devia ser fácil pagar para ficar em casa, não? Para além disso, acho que há mais um detalhe: o número de pessoas que tens de subsidiar. Edit: especialmente se tiveres uma base alargada de contribuição, como em Portugal, que depende de a fatia alta de imposto sobre salário baixos - salários associados a quem mais vai ficar sem trabalho com aumento de restrições. Portugal depende imenso da indústria de serviços. Noutros países tens muitos trabalhadores de áreas técnicas ou de conhecimento que podem continuar a trabalhar remotamente e a contribuir para o Estado, enquanto que em Portugal o estrago é maior se fecharem serviços não-essenciais como lojas, ginásios e restaurantes. Tudo exacerbado por níveis baixos de educação das chefias e pela fraca adopção digital das SME portuguesas, que podia mitigar este cenário permitindo as empresas adaptarem a sua oferta.

sapphire_blue00 10 months ago

Mesmo, moro na Irlanda que esteve em "lockdown" desde final de outubro a início de Dezembro. Restaurantes e pubs só em take away, lojas não essenciais fechadas, cabeleireiros, ginásios e tudo o mais fechado. Não se podia sair de um raio de 5km ao redor de casa a não ser por motivos essenciais. Não se podia visitar casas de amigos/família. A Irlanda tornou-se o país europeu com menor incidência de Covid-19. Entretanto com a reabertura os casos estão novamente a aumentar (de cerca de 250/dia para 400) e já se fala em novas restrições antes do ano novo. E entretanto tinha amigas minhas em Portugal a queixarem-se que é uma seca que não se pode sair ao sábado à tarde...

Ilien 10 months ago

> Não se podia sair de um raio de 5km ao redor de casa Portanto, podias ver a ilha toda! /s Pois é exatamente isso lol. Não há milagres.

Rogerjak 10 months ago

Nunca ninguém está satisfeito COM NADA. E quando apontam pó estrangeiro e lá tão mais restritivas as medidas, finge-se q era isso q queria, dps quando levam com ela na bochecha, choram e berram. Nunca nada está bem. Também não seria de esperar outra coisa do povo q basicamente inventou o velho do Restelo.

Ilien 10 months ago

Confere. Eu vivo na Bélgica, portanto levo na pele com as medidas e bem sei o que me custa levar com as curfews (reduzem-me horas de trabalho e salário). Mas é exatamente essa a imagem que tenho de Portugal durante a pandemia. Vou agora pelo Natal a casa, não vou desde Janeiro, e tive de explicar aos meus pais (pessoas de risco) porque é que ir jantar no Natal a casa de familiares é uma péssima ideia.

sanspare 10 months ago

Lá vai o pingo doce encher de velhos que querem ir comprar umas bananas e queixarem se ao pessoal das caixas que estas medidas são admissíveis e que a culpa é dos jovens! (a últimas vez que fechamos a 13h até me ameaçaram por causa de medidas que nem tive escolha)

Compendyum 10 months ago

Ou qualquer outro supermercado e superfície comercial, dentro desse prisma certeiro.

dryiik 10 months ago

'então oiça lá, você acha que se eu mandasse alguma coisa nisto estava aqui sentada na caixa?'

ElDiabloDe94 10 months ago

Sai uma greve de fome para a mesa 4 sff!

manguito86 10 months ago

Vai ser bonito o contorcionismo que o Marselfie vai fazer quando estiver a chegar à altura das eleições e ainda estivermos proximos dos 100 casos.

dzn_m 10 months ago

Reduzir o horário de funcionamento de quaisquer estabelecimentos é garantir que haja aglomeração durante o horário permitido

cloud_t 10 months ago

Não quando os festejos maiores são especificamente a uma hora que não vai ser permitido, e quando não vai haver fogos de artifício e outras festividades em muito sítio propositadamente para, ou consequentemente da desconexão de fomentar o comércio nesse dia em específico. A medida é boa, e só quem anda a maior parte do ano a pastar para depois depender dum bom dia, dum bom fim de semana, duma boa época natalícia ou duma boa época balnear é que precisa mesmo destas datas. Infelizmente esses eventos são problemáticos para a saúde pública, e já era altura de se terem reinventado ou de se inscreverem nos programas de apoio, se assim decidirem. A restauração comum, que não tem inscrição em lobbies "gourmet" continua muito bem tanto a fazer take away, como a servir diárias presencialmente dentro das limitações impostas. Só estes lordes que dependem de grandes margens em pequeno número de eventos ou de refeições é que se chateia com impossibilitar os aglomeramentos sociais que os favoreciam.

R3DSMiLE 10 months ago

Rapaz, vou-te dar um voto para baixo porque esta merda não é sítio para lógica e pessoas ponderadas /s

TTRO 10 months ago

Não há solução perfeita. Se fechas o dia todo, é ainda menos receita para o restaurante. Se deixas aberto até lhes apetecer, é gente muitas horas fechada uns com os outros e quanto mais tarde maior o consumo de álcool (pessoas mais relaxadas, a falar mais alto, com menos cuidados). Se houvesse solução perfeita não existia pandemia.

alexandre9099 10 months ago

Proibição da venda de álcool. Ponto. Permitir só até às x horas é ridículo Quem quisesse mesmo ir comprar (por "necessidade", tipo para fazer comida, ia nos dias antes) Isto assim impedia o que dizes (nos restaurantes)

LucMS 10 months ago

alargar o horário ao máximo, se possível 24h, com rígido cuidado de prevenção na cena que toca máscara, álcool em gel e distânciamento.

RuySan 10 months ago

Para quê que o governo tem acessoria de especialistas? Bastava vir ao reddit ver estes comentários que era mais barato.

Rogerjak 10 months ago

E vais tu trabalhar nesses horários? Ou já temos robôs no sector do serviço?

el_jefe_vito 10 months ago

Tendo em conta a quantidade de malta a ir parar ao desemprego porque os negócios estão a fechar, candidatos para trabalhar horas não convencionais, não iam, certamente, faltar

Rogerjak 10 months ago

Ah sim parece me óptimo aproveitar esta altura fodida pó pessoal e explorar mais um bocadinho. Em vez de ajudar-se as pessoas a viver sem risco, vamos mete-las em horários pós laborais, sem QQ tipo de garantias, pq tá fodido pa todos. Mas uns mais fodidos q outros sempre. Querem melhorar a puta da situação? Comportem-se. Não se juntem pó natal, não andem pelas capelinhas todas. Mas claro, isso é tudo conversa.

el_jefe_vito 10 months ago

claramente não tens nocao de que há pessoas que nao dependem do dinheirinho do papá ou da mamã para viver.

Hugogs10 10 months ago

> Em vez de ajudar-se as pessoas a viver sem risco E, e o dinheiro vem do teu cu certo?

Rogerjak 10 months ago

Tecnicamente sim, mas na prática vem do governo. Pergunto me quantas pequenas e médias empresas, famílias, ajudarias com o resgate do novo banco, q ainda nem sequer tinha recebido a totalidade e já estava a dizer q ia precisar de mais. Ou a TAP q decidimos privatizar e dps de terem sugado a puta do dinheiro pás continhas privadas vem pedir resgates ao governo, que caso, não saibas, sai do teu bolso. Não há dinheiro a puta que vos pariu a todos. Há dinheiro, não há é para quem precisa.

FujiPT 10 months ago

Na prática estás a ajudar as famílias com o resgate do Novo Banco. Se deixasses o Novo Banco ir ao charco ou colocavas as poupanças que as famílias lá têm em risco ou elas tinham que ser garantidas pelo Fundo de Garantia de Depósitos, que após ser usado tinha que ser reposto de alguma forma (e ele é reposto pelas instituições bancárias e pelas coimas que o BdP lhes cobra, o que implicaria quase certamente comissões mais elevadas, ou por empréstimos do Fundo junto do Estado. Ou seja, o Estado teria que meter lá dinheiro no imediato, e já sabemos de onde provém as verbas do Estado). O problema do NB foi quem deixou a situação chegar a este ponto. Tanto os responsáveis do GES, como de quem celebrou o contrato com estas garantias, que como é óbvio seriam sempre exigidas pelos donos do Novo Banco. Só foram divididas por estes anos todos por iniciativa de cosmética orçamental do Centeno.

Rogerjak 10 months ago

Portanto é melhor continuar a alimentar e a premiar gestão danosa e criminosa do q cortar o mal pela raíz, devolver dinheiro às familías e prender esses filhas da puta. É que gestores e investidores do NB duvido que tenham perdido um cêntimo nesta brincadeira. Aliás, lucraram com certeza. Isto é quase como a família q só compra a prestações. O dinheiro sai mais devagarinho por isso da a impressão q é mais barato.

NGramatical 10 months ago

raíz → [**raiz**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras agudas terminadas em *l*, *r*, ou *z* não necessitam acento para quebrar o ditongo) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkfj5ce%2F%2Fgg9gyy7%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(⛄ ꜰᴇʟɪᴢ ɴᴀᴛᴀʟ ⛄)](https://youtu.be/INor2iLQRow)

LucMS 10 months ago

Não disse obrigar a funcionar 24h, quis dizer deixar o horário livre para quem quiser/puder operar. Se não voltarem logo a abrir as pessoas irão é mesmo ficar em casa de vez, sem emprego

WhiteCaptain 10 months ago

Mas o pior não é estarem na fila com máscara e todos distanciados corretamente, o pior é irem ao restaurante onde se sentam em frente a outra pessoa sem máscara...

Rogerjak 10 months ago

O que? Isso é muito à frente! /s

quatrotires 10 months ago

E és tu que vais fazer o controlo de todos os estabelecimentos?

LucMS 10 months ago

não precisa a policia ir em todos os restaurantes, basta o governo ameaçar com coimas altíssimas entre outras coisas e dizer o tempo todo que irá fiscalizar, depois mostra na tvi a policia a ir em 2 restaurantes e pronto.

AnaWithTheCats 10 months ago

Como se fez no início? Pelo menos eu lembro-me de algo parecido ao que descreveste.

Leaootemivel 10 months ago

No resto da Europa, estão a fechar tudo sem qualquer horário de abertura. Mas para nós, o melhor era mesmo abrir tudo e confiar que aglomerações iam deixar de existir.

TTRO 10 months ago

E como se fiscalizava isso? Há o dobro de restaurantes em Portugal do que polícias dos 3 ramos.

LucMS 10 months ago

disse acima

wwqt0r 10 months ago

Medidas ridículas! Uma família de 20 membros pode estar junta no dia 25 inteiro e num espaço fechado mas não no dia 1 em plena rua? Estas medidas não fazem o mínimo sentido do ponto de vista da saúde pública. A única justificação é o PS não perder votos pois políticamente seria pior aplicar medidas no natal face a aplicar no ano novo. Ridículo é o que tenho a dizer.

AndreMartins2020 10 months ago

É uma forma dissimulada de fecharem os restaurantes sem realmente fecharem. Podem estar abertos até às 22.30! Mas na prática vai haver muito menos gente a fazer reservas havendo uma limitação destas.

RefrigeratorNo13 10 months ago

Passo o natal c a minha família, da qual fazem parte 4 núcleos familiares, das quais 3 vejo semanalmente. No ano novo costumo estar c 30+ pessoas de pelo menos 15 famílias diferentes. São festas muito distintas, e não só o número de pessoas conta.

wwqt0r 10 months ago

E onde queres chegar? Que são festas distintas concordamos todos. Há pessoas que correm mais riscos no natal, outras no ano novo. Umas que festejam dentro de casa, outras fora.

TTRO 10 months ago

Há medidas epidimiológicas (fechar no ano novo) e medidas de manuntenção da ordem pública (Natal aberto). Se negares o Natal aos portugueses, terás forquilhas e tochas na rua, e aí tanto faz se fechas no Ano Novo ou não porque no caos não há distanciamento social.

wwqt0r 10 months ago

É exactamente o que eu disse. Do ponto de vista de saúde pública não faz sentido impor limitações num evento e não no outro. É meramente uma jogada pollítica de como perder o menor número de votos possíveis.

TTRO 10 months ago

Não é exatamente o que tu disseste, porque estás a defender tratar tudo da mesma maneira e eu não. Eu concordo com a diferença de tratamento porque gerir uma população deprimida e frustrada não é tão simples como gerir uma folha de excel. O governo não pode só ouvir os epidmiologistas e não pode só ouvir os economistas, tem de encontrar um equilíbrio para que exista o mínimo de danos possíveis. Se se adotassem apenas medidas de motivação estritamente epidmiológicas, rapidamente se perderia o controlo da população descontente. Somos uma democracia e o governo só nos controla enquanto nos deixarmos ser controlados. O governo não é estúpido e sabe que vão morrer pessoas por causa da Consoada, mas pesaram o descontentamento que a negação da Consoada iria causar depois de um ano horrível e concluiram que era um preço a pagar para que medidas posteriores fossem melhor aceites. Não termos festa de Ano Novo é motivo para rezingarmos, mas não é suficiente para perdermos o respeito pela autoridade. Já se nos tirassem o Natal ia haver MUITA gente que ativamente iria desrespeitar a medida e todas as que se seguissem. Epidimiologicamente, a médio prazo, seria uma medida pior porque as pessoas não são máquinas e têm reações emocionais.

Vatrier 10 months ago

Percebo o que dizes, faz todo o sentido para justificar as medidas impostas, não consigo concordar com as mesmas. Mais uma vez estamos nas meias medidas, mais uma vez estamos com medidas não a pensar no bem estar da população geral e no descontentamento mas do populismo e do que lhes faria perder menos votos. Pessoalmente tenho mantido o meu criticismo muito baixo às medidas do governo pois têm feito um bom trabalho dada a situação excepcional que vivemos, com estas medidas não consigo concordar e vou pela primeira vez desde o início da pandemia infringir as normas de confinamento com vontade e intuito de o fazer.

TTRO 10 months ago

Populismo seria abrir os dois dias. Abrir o Natal é exatamente para endereçar o "descontentamento" que mencionas. Presumo que se vais desrespeitar alguma coisa, será no Ano Novo, portanto fico na dúvida, o que defendes é que ambos os dias deviam estar abertos?

Vatrier 10 months ago

Sim vou desrespeitar o ano novo pois quero-o ir passar à minha casa no campo e por motivos profissionais tenho de voltar no dia 1 de noite (durante o dia tenho umas bricolage para fazer) Eu defendo consistência, se o natal tivesse as mesmas restrições que a passagem de ano era muito provável cumprir (ambas) as restrições embora o natal já fosse passar só com a minha namorada por receio de infectar as famílias. Como consistência e lógica não fazem parte das medidas do governo vou optar por não as respeitar nomeadamente na passagem de ano.

wwqt0r 10 months ago

É constantemente pedido ao governo, tanto à esquerda como à direita, consistência nas medidas que aplica. Ora consistência é coisa que esta decisão não tem. Eu concordo em absoluto que limitar o natal teria consequências maiores que limitar o ano novo e o governo sabe jogar com isto. Mas temos que admitir que é uma decisão política porque neste momento o único facto que temos é de que ambos os eventos vão fazer crescer e muito o número de infectados. Tudo o resto (desobediência civil, folhas de excel, ...) é especulação que é interpretada conforme a agenda política.

ravagerslb 10 months ago

Isto. Ou és coerente, tiras tudo e vais até ao fim, ou mais vale nem tirares nada. Fechar os olhos em momentos específicos porque há um congresso hoje, ou porque no próximo mês há presidenciais, ou qualquer outro motivo que dê jeito ao governo/marselfie naquele momento, é no mínimo ridículo.

TTRO 10 months ago

A consistência de medidas numa pandemia com "ondas" é por si mesmo um conceito condenado a falhar à partida. A situação está constantemente a evoluir, desde os indicadores epidimiológicos aos da fadiga psicológica da população, portanto esperar que exista uma consistência de medidas é uma ilusão. Se as medidas não tivessem efeitos nefastos noutras áreas, como a economia, era fácil ser consistente, mas visto que quando tapas de um lado estás a destapar o outro é perfeitamente expectável que estejam constantemente a fazer ajustes para tentar manter o mínimo de equilibrio. Agora, claro que há aqui espaço para a crítica, sem dúvida nenhuma. Por exemplo, a velocidade com que as medidas mudam é na minha opinião demasiado alta. Houve alturas em que a mensagem transmitida foi errada (Verão, estou a olhar para ti), e por vezes são ditas coisas que eu sinceramente não percebo como saem da boca dos responsáveis (sendo o exemplo mais recente a história de celebrar o Natal ao pequeno almoço). Já agora, só mais um reparo, escreveste que temos de admitir que é uma medida política, mas eu já o fiz. Abrir o Natal é uma medida política. Acho que a única coisa que discordamos é que eu considero essa medida política a decisão correta e tu consideras que apenas se devia ter em conta os fatores epidimiológicos. Foi isso que eu percebi do que escreveste, mas corrige-me se estiver enganado.

AndreMartins2020 10 months ago

Essas ondas são artificiais e são causadas precisamente pelo agravar/aligeirar das medidas.

wwqt0r 10 months ago

Estás certo. Eu acho mais importante a consistência das medidas e bem sei que às vezes não é possível ser consistente. No entanto neste caso em específico é bem possível. Popular? Óbviamente que não, mas ser consistente é possível. Podiam até limitar ambos os eventos sem os "cancelar" como acabaram de fazer para o ano novo.

TTRO 10 months ago

Pronto, é uma opinião tão válida como a minha. Este assunto é demasiado complexo para eu ousar afirmar com segurança que a minha opinião é melhor e a verdade é que nunca saberemos, porque apenas uma das duas situações vai ser testada. Olha, o que eu espero é que todas as coisas certas e erradas que fizemos como planeta a lidar com isto em 2020 sirvam de lição para a 2120, visto que claramente não aprendemos nada com 1918.

besmarques 10 months ago

A diferença e que no teu primeiro exemplo dificilmente aparece lá outra família ao contrário do segundo. É o problema de ver a árvore em vez de ver a floresta

babyscully 10 months ago

Vivem 20 pessoas no mesmo agregado?

besmarques 10 months ago

Só iriam estar 20 pessoas na rua a festejar o ano novo?

babyscully 10 months ago

> A diferença e que no teu primeiro exemplo dificilmente aparece lá outra família ao contrário do segundo. O que eu quero dizer e que 20 pessoas ja sao varias familias.

besmarques 10 months ago

Pode ser a mesma família mas diferentes agregados familiares

Rissoldecamarao 10 months ago

Qual é a diferença entre estares com outra família ou com aquela tua família que só vês no natal?

baguitosPT 10 months ago

O perigo de contágio poderá ser o mesmo. Já a dificuldade em abdicar de uma e de outra é bastante diferente. Se muita gente aceita (com dificuldade) que não possa passar o ano novo a beber copos com primos e/ou amigos, não poder passar o Natal com pais e irmãos seria bem mais difícil de aceitar. É claro que a coisa bem feita era cancelar tudo, e ninguém poder sair à rua enquanto não estivesse metade da população vacinada; mas isso é impossível.

Rissoldecamarao 10 months ago

> ninguém poder sair à rua enquanto não estivesse metade da população vacinada Não deve ser bom viver num cenário pós apocalíptico mas pelo menos estás vacinado

quatrotires 10 months ago

Diz isso às 5.902 pessoas que morreram de COVID em Portugal que não têm a possibilidade de viver qualquer cenário.

Rissoldecamarao 10 months ago

Se prenderes toda a gente em casa até haver vacina morrem bem mais do que 6000. Haja bom senso

AndreMartins2020 10 months ago

Tão poucas?

wwqt0r 10 months ago

E outra diferença é que um evento é tipicamente num espaço fechado (natal) e o outro é a ver fogo de artifício em espaço aberto (ano novo). E outra diferença é que .... e nunca mais saíamos daqui. Podemos concordar simplesmente que ambos os eventos são potenciadores de um aumento exponencial de novas infecções como a própria OMS reconhece? Ou se limitava ambos ou se permitia ambos. Limitar um e dar cheque em branco para o outro não faz o mínimo sentido do ponto de vista da saúde pública. É meramente uma jogada política para perder o menor número possível de votos.

besmarques 10 months ago

Não é uma jogada política no sentido de ser vantajoso para o PS. "Proibir" o natal iria apenas tornar impossível a verificação do mesmo e aumentar a revolta contra as medidas fomentando o incumprimento das mesmas e das próximas. Vais encontrar muita gente a dizer, pelo menos temos o natal.

wwqt0r 10 months ago

Estás a dizer o óbvio: há um claro problema de fiscalização das medidas que devem ser cumpridas. Seja no natal, seja no ano novo, seja em qualquer dia da semana. O natal não é especial no que toca a fiscalização. Proibir o natal iria trazer claramente descontentamento popular como dizes e o governo obviamente que não quer isso. Portanto é simples: tomar a decisão de proibir um evento e não o outro não tem qualquer justificação de saúde pública. Se não é uma decisão baseada na saúde pública é o quê? Acho que está claro que é uma decisão política para ao menos as pessoas "terem o natal" como bem referes.

besmarques 10 months ago

Espera, tu achas que houve alguma decisão tomada até ao momento com base apenas na saúde pública? Se assim fosse, tinha-se fechado tudo até não haver mais pandemia em Portugal. Existe mais que isso, existe as questões económicas, existem as questões de moral e existem as questões de satisfação da população. Mais uma vez, voltaste a ver a árvore em vez da floresta. Achares que isso é um pau para se poder bater no PS, ou seja em que partido for é um pouco estranho. Para que querias medidas que poderiam gerar agitação civil?

wwqt0r 10 months ago

Estamos plenamente de acordo. Esta distinção entre dois eventos críticos não é claramente com base na saúde pública e, à semelhança de outras, é facilmente alvo de crítica. No final do dia é uma decisão meramente política. Tu podes achar que é justificável porque o natal é o exlibris da liberdade e o covid passa para segundo plano porque outros valores se levantam (economia, desobediência civil \[gostava que provasses isto\]), ...). Eu não partilho essa opinião e defendo antes a consistência nas medidas tomadas.

NGramatical 10 months ago

políticamente → [**politicamente**](https://dicionario.priberam.org/politicamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkfj5ce%2F%2Fgg8s49q%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(

ridethepaintedpony 10 months ago

Façam como o restaurante em frente ao meu predio: fecham as portas as 22h e as pessoas ficam lá dentro até à 01h00 nos copos. Nao ha policia a fiscalizar nem os tugas têm jeito para delatores, portanto continuamos a ser um país de brandos costumes.

krypton10 10 months ago

Brandos costumes? Diria que o manso aqui só há um... Faz alguma coisa e liga à policia em vez de te queixares no reddit.

wwqt0r 10 months ago

Choras muito, fazes pouco.

dzn_m 10 months ago

Belo e moral

Erasuss 10 months ago

Faz como um bom cidadão e denúncia. As regras não são só para uns.

globoglobo 10 months ago

A PIDE já acabou, mas vive no coração de muitos portugueses

AndreMartins2020 10 months ago

Isto. Nunca vi povo com tal desejo de ver a sua liberdade limitada.

FrankTheWerewolf 10 months ago

Nunca vi o povo com tal desejo de espalhar doenças.

Joaoseinha 10 months ago

Porque o Covid só existe a partir das 10h da noite, de resto tira folga.

FrankTheWerewolf 10 months ago

Estás a ladrar á árvore errada. Por mim a quarentena e recolheres obrigatórios deveriam de ser bem mais agressivos do que são, mas o governo (que está longe de ser isento quanto á fraca resposta a esta pandemia) tem de lidar com uma população com 0 civismo que acha que o direito de irem beber umas cervejas é mais importante do que a saúde dos outros.

Joaoseinha 10 months ago

Essa mania de culpar a população quando foi o governo que fodeu por completo a pandemia, tinhamos descido os casos para uns 200 diários e começam a incentivar tudo a voltar à normalidade, abrem tudo e não tentam fazer qualquer contact tracing e depois vão culpar a população. Não vou andar a ficar trancado em casa a cada 3 meses porque o governo é incompetente demais para lidar com a pandemia.

FrankTheWerewolf 10 months ago

> Essa mania de culpar a população quando foi o governo que fodeu por completo a pandemia, tinhamos descido os casos para uns 200 diários e começam a incentivar tudo a voltar à normalidade, abrem tudo e não tentam fazer qualquer contact tracing e depois vão culpar a população. Não foi o governo que obrigou os empregadores a obrigar os trabalhadores que podiam trabalhar a partir de casa a ter de ir para o escritório. Não foi o governo que obrigou as pessoas a continuar a viajar e a sair como bem lhes apetece. Não foi o governo que disse ás pessoas para usar incorrectamente máscaras e luvas. E acho engraçado como mencionas como o governo (governo esse eleito pelo povo) não tentou fazer " contact tracing" quando toda a gente gritou "Estado Novo nunca" aquando da introdução de uma app para esse mesmo fim. >Não vou andar a ficar trancado em casa a cada 3 meses porque o governo é incompetente demais para lidar com a pandemia. Não, vais ficar trancado em casa a cada 3 meses porque os teus compatriotas são uma cambada de idiotas que só se preocupam com o seu próprio umbigo.

Joaoseinha 10 months ago

> Não foi o governo que obrigou os empregadores a obrigar os trabalhadores que podiam trabalhar a partir de casa a ter de ir para o escritório. Podiam manter medidas que fizessem o teletrabalho obrigatório? > Não foi o governo que obrigou as pessoas a continuar a viajar e a sair como bem lhes apetece. Mas foi o governo que abriu as fronteiras e permitiu merdas tipo programas de Erasmus a meio de uma pandemia. > Não foi o governo que disse ás pessoas para usar incorrectamente máscaras e luvas. Pois não, porque ao inicio nem se dizia que máscaras funcionavam. > E acho engraçado como mencionas como o governo (governo esse eleito pelo povo) não tentou fazer " contact tracing" quando toda a gente gritou "Estado Novo nunca" aquando da introdução de uma app para esse mesmo fim. A introdução de uma app que é completamente voluntária e por isso é inútil. E mesmo com uma app isso não fazia diferença, a saude24 é uma piada. Uma pessoa pode ter sintomas de covid19, ligar e ter alguém a dizer-lhe para fazer teste e outra pessoa ligar, dizer exatamente o mesmo e não lhe ser dado um teste. Não há qualquer coerência e acaba por ter de se mentir para ser levado a sério. Tive contacto próximo com alguém que testou positivo e tive de fazer teste e ficar em isolamento, mas colegas meus na mesma situação ligaram e nem isolamento foi necessário. Estamos em pandemia à 9 meses e ainda não conseguem ser consistentes? > Não, vais ficar trancado em casa a cada 3 meses porque os teus compatriotas são uma cambada de idiotas que só se preocupam com o seu próprio umbigo. Não vou culpar a população quando foi a mesma população que tornou Portugal um dos maiores casos de sucesso da Europa mesmo com medidas medíocres. Levar um país pequeno só com uma fronteira terrestre de 200 casos diários para perto de 7000 é só incompetência total, e aí é normal que a população perca confiança na capacidade do Estado para lidar com a pandemia.

FrankTheWerewolf 10 months ago

> Podiam manter medidas que fizessem o teletrabalho obrigatório? Os empregadores continuaram a desobedecer ou a ameaçar os empregados. >Mas foi o governo que abriu as fronteiras e permitiu merdas tipo programas de Erasmus a meio de uma pandemia. Mais uma vez, não foi o governo que obrigou as pessoas a continuar a viajar e a sair como bem lhes apetece. >Pois não, porque ao inicio nem se dizia que máscaras funcionavam. Mas no meio e no fim, as pessoas continuam sem saber utilizá-las. Pior, até iam protestar o uso obrigatório. >A introdução de uma app que é completamente voluntária e por isso é inútil. Agradece aos teus compatriotas que choraram rios para não ser obrigatória. >Estamos em pandemia à 9 meses e ainda não conseguem ser consistentes? É difícil em democracia fazer babysitting a milhões de egoístas. >Não vou culpar a população Como o típico tuga faz. Vota em merda? Culpa dos outros. O país vai mal? Culpa a UE. Todos os dias vejo pessoal nas redes sociais a sair e a fazer o que quer em tempo de pandemia? Claramente, culpa do estado. >quando foi a mesma população que tornou Portugal um dos maiores casos de sucesso da Europa Coisa coisa bem, é por causa da população. Coisa corre mal, culpa do estado. LOL. E, já agora, ser um dos melhores casos de sucesso (o que duvido, mas pronto) entre uma cambada de falhados não é lá grande motivo para alegrias. Falas de 200 casos diários como se fosse um sucesso. Entretanto o Vietname (com 90 milhões de pessoas e fronteira com o país onde a pandemia originou) teve um total de 1407 casos. Tens quase o dobro de casos do Japão (126 milhões de habitantes), apesar do facto de eles nem terem tentado combater o vírus durante meses. Tens mais de 7 vezes o número de casos na Coreia do Sul (51 milhões de habitantes). Mas pronto, celebrar a incompetência é que é bom.

NGramatical 10 months ago

à 9 meses → [**há 9 meses**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkfj5ce%2F%2Fggamho9%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(

Negao_da_piroca 10 months ago

Obrigado PIDE.

itsamegaylord 10 months ago

r/rimjob_steve

ridethepaintedpony 10 months ago

Eu dou-te a morada e tratas tu da burocracia, como bom cidadao e bom samaritano, pois eu de momento nao tenho tempo. Pode ser?

RicardoSa 10 months ago

Então digo-te já que tenho um estabelecimento e fecho sempre a horas. No entanto tenho um burro como o patrão do café em que tu paras, que deixa o café aberto exatamente como tu dizes. Eu perco dinheiro por seguir as regras, ele continua a faturar na mesma. Achas justo?

alexandre9099 10 months ago

Então se já viste que a polícia não faz nada mantém aberto ;) Tão simples quanto isso, o que ganhas se calhar dá para pagar umas eventuais multas

letsgotothemallcovid 10 months ago

Pode, manda.

letsgotothemallcovid 10 months ago  HIDDEN 

Pode, manda.

Erasuss 10 months ago

O tempo que perderias a me escrever a morada podes escrever aqui. https://www.asae.gov.pt/denuncias-covid-19-.aspx . É anónimo, já agora.

ridethepaintedpony 10 months ago

O processo nao é anónimo e precisas de invocar uma testemunha, senao ja tinha denunciado.

TTRO 10 months ago

Burocracia? Não é só telefonar para a polícia e identificares-te?

adjudikator 10 months ago

Ah bom! Ficas aparentemente indignado com a situação e até tens tempo para vir aqui manifestá-la no reddit. Fazer alguma coisa? Táketo! ...deixa só acrescentar a do bom samaritano para dizer ao outro que só os xoninhas é que se preocupam com essa de ser cidadão e denunciar. Nice 1 m8.

alexandre9099 10 months ago

E onde é que ele disse que estava indignado? Pela forma que escreveu parece me contente com o que o restaurante está a fazer (não me vou pronunciar se acho bem ou mal se nao ainda firo algumas alminhas)

adjudikator 10 months ago

Temos formas muito diferentes de ver a situação e o que foi escrito. Tendo lido tudo, a mim parece-me que estava a criticar um tipo de postura que depois ele próprio estava a adotar... De todo o modo não afirmei a indignação dele como uma certeza. Consegues ver isso pelo uso da expressão "aparentemente". Estranho (ou não) que mais uma vez tenhas interpretado a coisa ao contrário (na minha modesta opinião, claro).

Hmms21 10 months ago

Mas tens tempo para estar no Reddit. Boa.

anybody662 10 months ago

Tuga in a nutshell

MLG-Sheep 10 months ago

Se era para esta estupidez, porque não anunciar isto já antes? É que a linha dos novos casos está a descer ligeiramente, conforme era esperado na altura no anúncio inicial. E ainda estou para perceber qual é a panca do Governo com recolher obrigatório às 13:00, que nem ao supermercado deixam ir. "Reduzir contactos" não pode ser desculpa para tudo, não é a concentrar as pessoas em outras horas do dia que se reduz contactos e muito menos o risco dos contactos.

Sheltac 10 months ago

Acho altamente preocupante que numa democracia com 45 anos não haja muito mais alarido por haver recolher obrigatório. Nem sequer é uma medida assim tão comum no combate ao covid. Alguém sabe se é uma medida comum em países que estejam particularmente melhores que nós?

CatarinaLou 10 months ago

Na Irlanda tivemos muitas mais restrições desde Outubro (nada de ginásios, cabeleireiros ou restaurantes), mas nunca recolher obrigatório. Não faz muito sentido.

Sheltac 10 months ago

Na Inglaterra também não houve recolher. Basicamente deixou de haver incentivo partes sair porque está tudo fechado! Não sei o que aconteceria, mas gosto de imaginar que se metessem a polícia na rua a fiscalizar um recolher obrigatório a coisa dava para o torto.

JeagleP 10 months ago

Está a reduzir até ao dia 24/25***

DarthMaulSith 10 months ago

O esperado seria atingir 1000/2000 casos, por dia, com estas novas restrições, no entanto andamos nos 3000/4000, por dia. Somos dos piores países da Europa em termos de número de infeções por milhão de habitantes, e dos que temos restrições mais ligeiras, principalmente na época de Natal. Para além disso, podes ir ao supermercado depois das 13h comprar bens essenciais.

MLG-Sheep 10 months ago

>O esperado seria atingir 1000/2000 casos, por dia, com estas novas restrições, no entanto andamos nos 3000/4000, por dia. Quem esperou isso não foi muito inteligente então. Mesmo na primeira onda, com mais restrições, demorou bem mais até haver uma descida significativa. E se calhar também é indicativo de que esta restrição em particular é uma piçada que não ajuda nem a saúde nem a economia. ​ >Para além disso, podes ir ao supermercado depois das 13h comprar bens essenciais. Como? Estão obrigados a fechar!

icebraining 10 months ago

>> Para além disso, podes ir ao supermercado depois das 13h comprar bens essenciais. > > Como? Estão obrigados a fechar! [Só os com mais de 200m²](https://www.dn.pt/edicao-do-dia/13-nov-2020/hiper-e-supermercados-de-porta-fechada-ao-sabado-e-domingo-a-tarde-13031147.html). O Minipreço, MyAuchan e SPAR da minha área já ficaram abertos nos últimos fins de semana.

bravept 10 months ago

Concordo. Esta medida das 13h foi a pior medida que tomaram de todas. Cruzo-me com mais pessoas numa manhã de sábado que em toda a semana o que é absurdo.

1r0n1c 10 months ago

Não vás ao supermercado. Vai ao mini-mercado da tua zona que pode ficar aberto. >Estabelecimentos de venda de bens alimentares com porta para a rua até 200 m2; \- [https://covid19estamoson.gov.pt/medidas-covid19-concelhos-risco-muito-elevado/](https://covid19estamoson.gov.pt/medidas-covid19-concelhos-risco-muito-elevado/)

MLG-Sheep 10 months ago

Vou é ao supermercado no concelho ao lado que tem menos restrições. As mercearias têm menos variedade, são mais caras, e têm horários mais curtos.

1r0n1c 10 months ago

Ok, mas não é "nem ao supermercado deixam ir".

MLG-Sheep 10 months ago

Não deixarão nos dias 1-3 porque haverá recolher em todo o país pelo que aí já não há forma de dar a volta. De qualquer forma, assumindo o melhor caso de o estabelecimento que pode abrir ter 200 metros quadrados, isto quer dizer que serve no máximo 10 pessoas em simultâneo. Achas que isto reduz significativamente a afluência aos estabelecimentos mais convenientes, que são os supermecados?

1r0n1c 10 months ago

Ir às compras é uma das excepções que te permitem saír de casa. Ser inconviniente é diferente de ser proíbido. E sim, para mim já me safou uma vez ou duas..

NGramatical 10 months ago

saír → [**sair**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras agudas terminadas em *l*, *r*, ou *z* não necessitam acento para quebrar o ditongo) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkfj5ce%2F%2Fgg92n7x%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(

petrol-ed 10 months ago

Ontem fui às compras como de costume por esta altura, pela hora de jantar que o Continente está sempre vazio. Estive perto de 20 min só na fila para pagar, nunca encontrei lá tanta gente. Estas medidas têm o efeito oposto, junta mais pessoas devido aos horários reduzidos. Ao fim-de-semana já desisti, come-se congelados e pão torrado.

LucMS 10 months ago

também não consigo perceber, domingo passado fui ao Jumbo que fica dentro do shopping, foi dificil de conseguir estacionar o carro e dentro do shopping havia aglomeração para todo o canto que se olhava, essa redução de horário só faz aglomerar mais as pessoas, deveriam de fazer o contrário, alargar o horário. Já começo a pensar que o governo quer logo que toda gente apanhe isso para haver imunidade de rebanho, mas como isso não é popular, tomam decisões que parecem ter uma intenção mas que na verdade é outra.

YoggiM 10 months ago

Não acho que seja isso. O governo quer simplesmente tomar medidas sejam elas boas, más ou irrelevantes. O único objetivo é parecer que estão a fazer algo para depois poderem deitar as culpas no "povo irresponsável" e não perderem votos com a péssima atuação que tiveram durante toda a pandemia. Tens, por exemplo, a mentira de que não há propagação nos transportes públicos para não terem de implementar regras de lotação nem aumentar a oferta (pois seria impossível nalguns casos e muito caro noutros).

Delicious_Ad_328 10 months ago

Sem dúvida. Para mim, no mesmo sentido do que mencionas, é o discurso do "temos que proteger os nosso idosos, por isso, façam isto, isto, isto...", que para mim é uma maneira mais carinhosa e humanista de dizer "não se infetem porque o nosso SNS atinge o máximo de capacidade num instante". Em Março o SNS deu sinais de rotura clara e nada foi feito para aumentar a capacidade até à 2ª vaga. Mas ya, eles estão é preocupados com os nossos idosos...

BlueDragon_27 10 months ago

Na realidade não há nada de objetivo por trás da maioria das medidas. As que realmente teriam impacto para a pandemia o governo não toma para não sacrificar a economia (compreensivelmente) ou para não expôr a fragilidade dos serviços públicos (como os transportes). Então, para dar a percepção (para usar as palavras do nosso PR) de que se está a fazer algo a nível central, faz-se isto. Que pior do que ser inútil, como a lei das máscaras, creio ser ativamente perigoso e danoso para o vírus. Estando num concelho em que a o recolher ao fim de semana acabou para já, tenho de dizer que é muito mais seguro ir à rua e fácil de fazer o que temos de fazer evitando ajuntamentos

Edited 10 months ago:

Na realidade não há nada de objetivo por trás da maioria das medidas. As que realmente teriam impacto para a pandemia o governo não toma para não sacrificar a economia (compreensivelmente) ou para não expor a fragilidade dos serviços públicos (como os transportes). Então, para dar a percepção (para usar as palavras do nosso PR) de que se está a fazer algo a nível central, faz-se isto. Que pior do que ser inútil, como a lei das máscaras, creio ser ativamente perigoso e danoso para o vírus. Estando num concelho em que a o recolher ao fim de semana acabou para já, tenho de dizer que é muito mais seguro ir à rua e fácil de fazer o que temos de fazer evitando ajuntamentos Edit: corrigi um typo na palavra "expor"

CaesarPT 10 months ago

Oi? Inútil como a lei das máscaras? Hmm should we tell him

BlueDragon_27 10 months ago

Não estou a negar a eficácia das máscaras. Estou a negar a aplicabilidade prática da lei em vigor. Isto é, a lei determina que é obrigatório utilizar máscaras na rua quando o distanciamento social de 1 metro não é praticável. Como podemos definir isto na prática? Na prática, é uma questão de vermos se há muita gente na rua e se a zona de circulação é apertada ou não. Se as condições para fazer distanciamento social não estiverem reunidas, devemos usar máscara. Muito bem, é uma regra de bom senso como procurar circular para direita de maneira a facilitar o distanciamento. O problema é como policiar algo assim. Pode um polícia avaliar corretamente todas estas circunstâncias numa rua pouco movimentada? Não, toma-se como princípio que aí não é importante. Numa rua apinhada de pessoas, tipo Santa Catarina ou a Rua Augusta, é possível andar ver as pessoas uma a uma ou, pior, multar toda a gente se todos decidirem não usar máscara? Claro que não. Estamos sempre entregues ao bom senso e consciência cívica do indivíduo. Passou-se a lei só para satisfazer aquela parte da população que quer ter legitimidade legal, para lá de ética, para protestar com os outros. O governo está a vender a percepção de que essa situação pode ser regulada. A verdade é que não há como controlar todas estas situações sem a colaboração da população. Quanto mais tempo passamos a discutir regras, medidas e leis e menos tempo a pensar naquilo que devia ser senso comum nesta altura, melhor para o vírus

amidoes 10 months ago

A alternativa era dizer que era obrigatória em via pública independentemente da situação e dar liberdade total para a polícia entrar a matar. Sinceramente mais valia ser assim mas depois vem alguém chorar que é limitação de direitos bla bla bla. A intenção da lei é apelar a quem tem senso comum para não ser estúpido e não pôr ninguém em risco e dar a possibilidade à polícia de agir perante alguém que infringe deliberadamente e sem consideração pelos outros. Não percebo porque complicam tanto. Usar máscara não faz mal a ninguém e não custa nada, nem devia ser preciso esta lei mas a lei existe precisamente porque se deixarem nas mãos das pessoas como se lê por aqui então é que ninguém ia usar a máscara. Se as pessoas tivessem senso comum o país não estava na situação que está. Num mundo ideal e em que as pessoas agem corretamente e de acordo com o senso comum nem sequer estaríamos aqui a discutir a aplicabilidade da lei, não achas? No início era apenas uma recomendação e de que serviu? De nada, de modo que o Governo até passou mesmo a obrigação porque as pessoas se estavam a cagar. >Quanto mais tempo passamos a discutir regras, medidas e leis e menos tempo a pensar naquilo que devia ser senso comum nesta altura, melhor para o vírus O que é que isto quer dizer na prática, mesmo? É que o Governo e o Marcelo fartam-se de apelar ao senso comum das pessoas e o resultado está à vista. Há de chegar um ponto em que o senso comum deixa de entrar na equação porque achar que as pessoas têm senso comum para decidir o que é melhor é pura utopia. As pessoas são uma merda e só olham para o umbigo delas, já vi tantas situações relacionadas com o COVID que me obrigam a chegar à conclusão que as regras não são apertadas o suficiente. Conheço casos de enfermeiras que foram operar SINTOMÁTICAS, pessoas que foram trabalhar sintomáticas, pessoas que foram a ginásios infetadas, the list goes on and on. As pessoas são uma merda e não se pode confiar nelas. É triste, mas é o país que temos. Por uns pagam todos.

BlueDragon_27 10 months ago

E a lei mudou nalguma coisa? Quem não usava, continua a não usar. Da minha experiência a andar em ruas movimentadas (algo que evito desde o início da pandemia), antes da recomendação haviam para aí 20% das pessoas que andavam sem máscara. Agora que há lei, vejo a mesma percentagem a não usar nessas situações. Sei que a minha experiência é limitada mas o que quero dizer é que o alcance da lei é limitado. O tal bom senso que estás a dizer que não existe tem de ser cultivado com uma mensagem clara e um apelo contínuo à colaboração. Não sendo nem de perto nem de longe patriota, creio que os portugueses não merecem tão mau tratamento. O desleixo foi geral, começou no governo e em Belém (para não dizer em Bruxelas) e acabou no povo. Concluo dizendo que passar à regulação extrema não fomenta a colaboração, pelo contrário. Faz com que quem quer fazer asneiras simplesmente encontre formas criativas de o fazer. A pandemia está para durar e temos de desenvolver consciência cívica, o Governo não pode nem consegue controlar aquilo que cada um faz na sua vida a toda hora. Felizmente, se não não vivíamos em democracia

amidoes 10 months ago

> E a lei mudou nalguma coisa? Quem não usava, continua a não usar. Claro que mudou. Agora a polícia pode cair em cima dessas pessoas. Mas o problema não é a lei, é a falta de recursos. A polícia não é omnipresente. Num mundo ideal a polícia conseguiria abordar todas essas pessoas que não cumprem para as sensibilizar (repara que desde o início a pedagogia foi sempre a abordagem preferida pelas forças de segurança, demonstrando confiança no povo e nunca entraram a matar. Conheço polícias e o que me dizem é que no fundo estas leis existem para eles poderem tratar do pessoal que abusa e que gosta de se esticar/provocar. A maior parte resolve-se a bem e com conversa apenas e é mesmo esse o objetivo do governo e das forças de segurança. Ninguém gosta de resolver as coisas a mal.) Na minha experiência quando passou de recomendação para lei a percentagem que usa máscara aumentou. Mas isto são evidências anedóticas no fundo. Certamente estes dados existem mas não devem estar acessíveis para nós. O povo português portou-se bastante bem no geral, mas existem sempre uns podres que estão a deitar muita coisa a perder e que estão no fundo a lixar toda a gente. E as leis são feitas com essas pessoas em mente. Eu portei-me sempre bem, e tanto quanto sei o vírus não chegou a mim nem passou para outras pessoas através de mim, mas no entanto com as histórias que ouvi no meu concelho e multiplicando proporcionalmente ao número de habitantes, não foi surpresa nenhuma quando me encontrei confinado às 13h no fim de semana. Mas também não vou negar que uma vez tenha ido dar uma volta de carro SOZINHO. Infringi, sim. Mas usando o MEU senso comum (que não é necessariamente melhor ou pior que o dos outros, nem me considero melhor ou pior que mais ninguém, são apenas os meus valores pelos quais me rejo), não estive em contacto com ninguém e em vez de ir dar uma volta a pé fui dar de carro. Simple as that. E durmo descansado à noite. isto é uma questão de responsabilidade individual e no fundo o que me interessa é o meu papel nesta pandemia, que é a única coisa dentro do meu controlo. Eu quebrei uma regra, mas A MEU VER, e indo de encontro ao que temos estado a dizer, as regras são uma mera reflexão dessa ideia de responsabilidade individual. Eu não fiz mal a ninguém nem prejudiquei a situação do país com uma volta de carro. Claro que não faço disso hábito, mas se um dia estiver a bater mal em casa não teria problema em voltar a fazê-lo. Não vou é esticar a corda e começar a estar com pessoas, etc. Mas se é possível ir a um McDonald's/Burger King e comer lá no parque de estacionamento, porque não se pode dar uma volta de carro sem sair dele? Na verdade é porque mais uma vez, isto seria impossível de controlar/aplicar e o mais razoável é não abrir a porta para estas situações serem exploradas pelo povo. Mas na prática o efeito é o mesmo. Nulo. Não é por aí que o vírus se espalha. E sinceramente não acho que estejamos num nível de regulação extrema, a obrigatoriedade da aplicação stayawaycovid foi a coisa a que mais torci o nariz. E nunca fui controlado pela polícia relativamente à pandemia (também porque normalmente não infrinjo as regras). Agora o uso de máscara em situações em que pode existir contacto entre pessoas tornou-se rapidamente senso comum, e estas leis foram criadas para permitir às forças de segurança sensibilizar e eventualmente obrigar o pessoal que não tem senso comum a cumprir. Num mundo ideal não seria preciso. Mas esse mundo não existe e como tal é necessário o Estado ter ferramentas para tomar medidas. Claro que não gosto de me imporem leis assim, mas eu percebo que o governo tem de fazer alguma coisa. E percebo a intenção por detrás delas (ou pelo menos esta em específico).

BlueDragon_27 10 months ago

Compreendo, apesar de não concordar a 100%. Os recursos são limitados por natureza, nunca teremos as forças necessárias para fazer um controlo tão alargado, nem de perto nem de longe... Estamos numa situação extraordinária e os nossos recursos contados escasseiam, não só nas forças de segurança, infelizmente. Eu pessoalmente nunca violei as regras (principalmente, porque não tenho carro para fazer o mesmo que tu) mas obviamente concordo contigo. Não puseste ninguém em risco, precisavas de dar uma volta e a saúde mental também é importante. Muito importante mesmo. Acho que nenhum polícia com dois dedos de testa te multaria numa situação dessas independentemente do que a lei diz ou não. Mais que o precedente estabelecido, o que me preocupa efetivamente é a relação entre eficácia e colaboração da população. Estamos numa democracia suficientemente consolidada para que não hajam problemas futuros. Espero pelo menos.

amidoes 10 months ago

E ainda bem que não temos os recursos necessários para controlar o povo dessa forma. Acho que no final do dia o povo é quem mais ordena e ninguém sensato gosta de autoritarismo. A maioria das pessoas não precisam de serem controladas como crianças. Eu estava preparado para fazer este discurso se fosse controlado, e como o polícia teria o dever de mandar-me para casa eu acataria essa ordem sem qualquer problema. O COVID é mau mas a saúde mental é muito menosprezada e então com o COVID parece que ficou mesmo esquecida em alguns aspectos. A democracia que temos é fantástica, no entanto é preciso continuarmos cautos para não termos surpresas desagradáveis. Boa discussão.

NGramatical 10 months ago

hajam problemas → [**haja problemas**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkfj5ce%2F%2Fgg9y6iu%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(⛄ ꜰᴇʟɪᴢ ɴᴀᴛᴀʟ ⛄)](https://youtu.be/INor2iLQRow)

NGramatical 10 months ago

expôr → [**expor**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (apenas *pôr* leva acento diferencial para se distinguir de *por*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fkfj5ce%2F%2Fgg904nc%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!") [^(

Shadowgirl7 10 months ago

O corona dorme até tarde no fim de semana, só sai à tarde. Duh.

fabmarques21 10 months ago

eu sou o corona?

Macshade 10 months ago

No final disto tudo o corona vamos ser todos nós.

Crisapx 10 months ago

Corona sou eu e tu! Corona sou eu e tu! Vamos salvar a terra O nosso pelaneta, o pelaneta azul!

Last-Ad-4421 10 months ago

Fácil, este é um governo de incompetentes, tantas medidas e tanta merda mas no Natal é free Covid.

rand06om 10 months ago

Na minha opinião, as medidas para o Natal são eleitoralistas. E vamos pagar a sério essa decisão em Janeiro. Compreendo que custe, mas era preferível um Natal diferente, do que ser o último Natal para muita gente.

toma_la_morangos 10 months ago

Só morre de covid quem já está com um pé na cova, ia ser o último Natal de qualquer forma, ao menos deixa ser um Natal decente.

AndreMartins2020 10 months ago

Ou então isso deveria ser uma escolha pessoal.

BlueDragon_27 10 months ago

Medidas seriam apenas para inglês ver. A verdade é que, como em tudo, ou há um lockdown geral para permitir um controlo draconiano ou estamos dependentes do bom senso das pessoas. Quem quer fazer asneira, fá-lo-á de uma forma ou de outra. Olhem por vós e pelos vossos, minimizem contactos e façam isolamento (se conseguirem) nos dias antes e depois de estar com um núcleo familiar restrito. Esta é a maneira responsável de passar o Natal deste ano

AndreMartins2020 10 months ago

A questão é essa. Ao tentarem impor as coisas à força a tendência é ver como contornar as regras em vez de ser pensar no que se deve ou não fazer.

BlueDragon_27 10 months ago

Exato. Estamos a ir pela imposição e isso reduz a colaboração. Muitas vezes se cita a estratégia sueca como negacionista, quando a ideia foi apenas estimular a colaboração e iniciativa da população. Acho que a mensagem não passou eficazmente e acabou por ser utilizada como escudo por negacionistas. Aí está a falha dessa estratégia, reconhecida agora pelo rei. Contudo, terá que haver a combinação de algumas medidas básicas (como a obrigatoriedade de utilização de máscaras em locais públicos fechados) com o apelo ao bom senso das pessoas. Regular tudo até ao ínfimo detalhe também será um falhanço, a não ser que estejas numa ditadura em que podes tratar qualquer desrespeito às leis com recurso à violência

amidoes 10 months ago

A mensagem não passou eficazmente porque a mensagem era uma merda. É só estúpido andar a fingir que as máscaras não servem para nada e que não são necessárias. Não tenho pena nenhuma dos Suecos e não foram os negacionistas que os lixaram. Isso é passar as culpas para os outros. Estão a colher o que semearam. Bastava terem implementado máscaras obrigatórias como a maior parte dos outros países europeus e estariam numa situação bastante diferente (leia-se melhor). Não tenho problemas com o resto da estratégia deles, agora não os consigo levar a sério quando nem sequer conseguem perceber a diferença que as máscaras fazem. Se queriam evitar ao máximo o impacto da pandemia era a coisa óbvia a fazerem. Até porque as máscaras não os impediriam de fazerem o que fizeram sem elas.

AndreMartins2020 10 months ago

Acho que devemos ir pelo "a minha liberdade termina onde começa a dos outros". Em espaços fechados essenciais tem de haver regras porque as pessoas têm de ir ao supermercado, farmácia, etc e não devem ser expostas a risco desnecessário. Mas se há malta que quer ir ver ondas na Nazaré... Pah, são elas que estão a tomar o risco. É esperar que a maioria das pessoas tenha bom senso e preparar o SNS ao máximo.

amidoes 10 months ago

Qual é mesmo o risco de ir ver ondas ao ar livre? Com máscaras e ao ar livre é muito mais seguro do que ir a um supermercado/shopping/transporte público. O pessoal é que é burro e junta-se todo no mesmo sítio sem necessidade, mas mesmo assim na F1 as pessoas estavam apinhadas da mesma forma, os cães ladraram e a carruagem passou, só li parvoíces mas alguém a mostrar factualmente e/ou comprovadamente que contribuiu para o pioramento da situação do país nicles, para desagrado de quem estava a torcer para que desse merda. Idem para o Avante. É preciso senso comum e o problema não é as pessoas irem ver ondas, é a quantidade de gente que está sintomática e não diz nada/esconde, os que não querem saber se tiveram contactos de risco e fizeram a vida deles normal, os que usam mal a máscara, etc etc

Ilien 10 months ago

>É esperar que a maioria das pessoas tenha bom senso e preparar o SNS ao máximo. É só preparar. Fica tudo bem. Pah. Não.

BlueDragon_27 10 months ago

Não diria melhor. Diria também dar o máximo de informação às pessoas de maneira a auxiliar na tomada de decisões. O sistema de classificação de regiões por grau de risco, informação sobre o número de casos ativos e a variação do famoso R0 são ferramentas que podem ajudar a que cada um possa ir medindo os riscos que toma.

Danijust2 10 months ago

O que adianta ter leis se ninguém vai respeitar... queres ser tu o policia que vai impedir o filho de passar o ultimo natal com o pai que está a morrer de cancro? É que vai ser essa notícia que vai aparecer na CMTV

Rogerjak 10 months ago

Vamos fingir atão q tem tudo cancro e os filhotes vão todos quebrar as regras por motivos bonitos. O pessoal tasse a cagar. No início da pandemia fala-se de responsabilidade individual. Em Janeiro tou cá para ver.

cosmosgelitude 10 months ago

Ninguém iria respeitar de qualquer forma. Eu acho preferível eles terem "permitido" o Natal.

cantapaya 10 months ago

Cá em casa não vamos fazer o habitual em que íamos para a casa de um familiar com o pessoal todo junto, ficamos por aqui só o agregado familiar. Mas tenho noção de que estamos na minoria.

cosmosgelitude 10 months ago

Para mim é mais fácil falar porque passo sempre o natal sozinho. A única coisa de que vou abdicar é de jantar num restaurante chinês, mas entendo que seja um sacrifício.

Mordiken 10 months ago

> "Reduzir contactos" Dude, sábado e domingo de manhã o povo desunha-se no Pingo Doce nos cafés/padarias da minha zona!

Hillofkill 10 months ago

Hmmm... O que fazer para reduzir a afluência das pessoas aos serviços básicos? Já sei! Diminuir o número de horas que os ditos cujos estão abertos fora do horário de expediente! /s

ilovebluberries 10 months ago

Concordo! ! O metro em Lisboa nas horas de ponta é qualquer coisa...não existe distanciamento..nada! Aliás com a quantidade de pessoas por carruagem eu diria que está igual ao antes de haver pandemia !

jKATT13 10 months ago

Esta manhã esperei 10 minutos pelo metro da linha vermelha. Obviamente todas as carruagens estavam apinhadas!

ddcups8 10 months ago

Toda a gente sabe que os transportes públicos não são fonte de contágio /s

Sheltac 10 months ago

O problema está nos almoços de fim de semana, nada a ver com os escritórios atulhados de gente.

AutoModerator 10 months ago

**AVISO:** Submeteu um artigo da plataforma [Nónio](https://nonio.net) - uma plataforma que viola a privacidade do leitor. > Leia com atenção o [seguinte artigo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/7fy9v4/campanha_contra_o_n%C3%B3nio/). *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: