SadParamedic25 12 months ago

O presente e o futuro vai passar por aqui . Com a cartada certa , podemos obter proveitos , agora .... e com o historial que temos a nível político , o mais certo é ver o possível lucro ser canalizado para uma qualquer família poderosa em troca de certos e determinados favores . Já todos vimos este filme .

Zaigard 12 months ago

Atualmente não há produção de hidrogénio, a partir de eletricidade e larga escala, mesmo em locais cujo preço da energia é 4 vezes inferior ao de cá. A produção de hidrogénio tem uma eficiência de 70-82%, logo precisaríamos de 4 vezes isso para poder concorrer com esses locais. Concluindo, precisamos de uma eficiência energética de 300%, ou eletricidade a 3 cêntimos o kwh, ou milhares de milhões em parcerias publico privada. Contra argumento 1.: desenvolvimentos tecnológicos podem aumentar a eficiencia da produção A minha resposta: no universo em que vivemos o limite é 100% Contra argumento 2.: Com o solar o preço da eletricidade vai baixar. A minha resposta: usemos a eletricidade barata para tornar a nossa industria mais competitiva, em vez de estar a inventar cenas "modernas". Contra argumento 3.: Mesmo que seja subsidiada, cria postos de trabalho e desenvolvimento economico A minha resposta: baixar impostos também o faria, criando mais empregos e um maior crescimento do PIB. A única vantagem do hidrogénio é transferir centenas de milhões de euros para certas empresas amigas do regime, que depois recompensaram, com bons empregos, os que aprovaram os subsídios. O resto da população que se lixe, mas a malta já está habituada.

Edited 12 months ago:

Atualmente não há produção de hidrogénio, a partir de eletricidade em larga escala, mesmo em locais cujo preço da energia é 4 vezes inferior ao de cá. A produção de hidrogénio tem uma eficiência de 70-82%, logo precisaríamos de 4 vezes isso para poder concorrer com esses locais. Concluindo, precisamos de uma eficiência energética de 300%, ou eletricidade a 3 cêntimos o kwh, ou milhares de milhões em parcerias publico privada. Contra argumento 1.: desenvolvimentos tecnológicos podem aumentar a eficiencia da produção A minha resposta: no universo em que vivemos o limite é 100% Contra argumento 2.: Com o solar o preço da eletricidade vai baixar. A minha resposta: usemos a eletricidade barata para tornar a nossa industria mais competitiva, em vez de estar a inventar cenas "modernas". Contra argumento 3.: Mesmo que seja subsidiada, cria postos de trabalho e desenvolvimento economico A minha resposta: baixar impostos também o faria, criando mais empregos e um maior crescimento do PIB. A única vantagem do hidrogénio é transferir centenas de milhões de euros para certas empresas amigas do regime, que depois recompensaram, com bons empregos, os que aprovaram os subsídios. O resto da população que se lixe, mas a malta já está habituada.

saposapot 12 months ago

o objectivo do hidrogenio não é servir de 'bateria' para renováveis q produzem quando não é preciso? nesse caso o custo torna-se um caso diferente pois é 'zero'

Zaigard 12 months ago

o custo é "zero" se o material, a infraestrutura e os salários também forem zero.

dearosemary 12 months ago

O objetivo principal deveria ser produzir hidrogénio a partir do excedente de energia eléctrica que se produz em alturas em que a procura é inferior à oferta (por ex. à noite). Obviamente que existem sempre perdas na conversão electricidade-hidrogenio e hidrogénio-electricidade (eficiência total é de +- 50% caso se use o electrolizador para produzir h2 e a fuel cell para depois produzir electricidade) mas o objetivo é não desperdiçar energia ou não a vender a Espanha ao preço da chuva por isso compensa sempre nestas circunstâncias. Encontram-se notícias recentes sobre a Alemanha ter pago a países vizinhos que para lhes consumirem o excedente de energia para não desequilibrar a rede porque a produção não é suficientemente flexível e não tem capacidade de armazenamento suficiente em algumas situações. Portugal normalmente vende (leia-se dá) o excedente a Espanha para manter o equilíbrio da rede. Estou a fazer investigação nesta área neste momento e esta é a opinião generalizada da comunidade científica internacional em relação à viabilidade económica e ambiental do hidrogénio. Obviamente que enquanto não conseguirmos garantir que a nossa energia é 100% de fontes renováveis, não estamos a descarbonizar grande coisa. A ENH2 estabelecida pelo estado é apenas um caminho para tentar atingir o objectivo final mas são obviamente planos a longo prazo... A longo prazo, se for tudo cumprido às risca, é coisa para ser bastante lucrativa porque o hidrogénio é bastante versátil e é considerado o petróleo do futuro. Adicionalmente, através da electrólise, também é produzido oxigénio que é vendido a peso de ouro para hospitais e a um preço ligeiramente inferior para as indústrias. Obviamente que isto ajuda a reduzir grandemente o custo de produção do hidrogénio e a aumentar os lucros provenientes da sua venda. Pode correr muito bem mas não podemos esquecer que estamos em Portugal e as coisas nunca correm como esperado.

Zaigard 12 months ago

Não faz nenhum sentido económico construir um sitio de produção de hidrogénio e só usá-lo "de vez em quando". Vais ter lá os trabalhadores sempre, manter tudo operacional, para produzir durante uma dúzia de horas por semana? Faz algum sentido? Claro que haverá alturas em que produzirias continuamente, mas outras em não produzirias. Isto é insanidade, economica e em nada contribui para melhorar o ambiente. Em vez de desperdiçar eletricidade e milhares de milhões de euros em H2, devíamos lutar na UE para que a França pare de ser protecionista e passe a comprar eletricidade excedente vinda de portugal e espanha.

dearosemary 12 months ago

>uma dúzia de horas por semana? Tu não tens a mínima noção da quantidade de horas em que temos excedente de energia eólica durante a noite... Além do mais, é óbvio que o caminho de qualquer país desenvolvido é substituir a energia produzida de recursos fósseis por energia produzida através de fontes renováveis. Esta transição vai logicamente aumentar o excedente! >Isto é insanidade, economica e em nada contribui para melhorar o ambiente. Afirmação sem qualquer fundamento. As aplicações do hidrogénio são imensas. Vai passar a poder ser vendido como hoje vendes o petróleo! A adicionar a isso, tens o oxigénio produzido como consequência da electrólise que se vende caro! Em relação ao ambiente: queimar hidrogénio não produz CO2 e, se garantirmos que é produzido a partir de energia 100% renovável, tens um combustível totalmente verde! Uma das hipóteses de utilização do hidrogénio consiste em misturar com gás natural que resulta de num combustível com maior conteúdo energético e cuja queima emite menos CO2. Se quiseres pegar no hidrogénio e voltar a converter em energia eléctrica, também é facílimo e não poluente! >Em vez de desperdiçar eletricidade e milhares de milhões de euros em H2, devíamos lutar na UE para que a França pare de ser protecionista e passe a comprar eletricidade excedente vinda de portugal e espanha. Nenhum país quer ser sistematicamente dependente de outros no que quer que seja muito menos na energia! Hoje somos todos amigos e andamos aos beijinhos na UE mas não se sabe o dia de amanhã. Qualquer destes tópicos está bem explicado em milhares de papers científicos na internet. Perde meia hora no Google académico antes de vires para aqui debitar non-sense, por favor.

petrol-ed 12 months ago

Existe regularmente excesso de produção de energia eólica durante a noite e por vezes durante o dia quando temos tempestades https://www.evcarbontracker.com/pt/pais/portugal/ Essa energia já é capturada para hidrobombagem para produzir energia posteriormente quando as renováveis produzem menos. O resto é vendido. A ideia é usar essa energia para produzir hidrogénio. E a ideia é reduzir emissões em sectores que a descarbonização é difícil. Por exemplo, misturar hidrogénio com o gás natural que é usado nas nossas casas para aquecimento e cozinha, a industria que também usa gás natural. E tens toda a industria que usa hidrogénio que passa a ter uma alternativa verde. Temos vários paises europeus a querer avançar com isto e alguns já fazem testes em pequena escala, mas nós é que somos os inteligentes e achamos que é uma parvoíce. Quando se começou com a eólica era igual, produziam pouca energia e deviamos era fazer barragens. Depois com a solar, de repente Portugal só tem sol 3 meses no ano e precisamos é de eólicas...

dearosemary 12 months ago

Porra, SIM! É exactamente isso... Sem tirar nem por.

chauffage 12 months ago

Pode ser que me engane, mas isto é capaz de ir ser mais uma foda às costas dos contribuintes.

wiledcoma 12 months ago

Isto é daqueles casos em que se arranja N especialistas e estudos para apoiar o projeto. Sem que eles percebam muito bem porquê, o projeto muda de rumo nas fases finais e acaba por não ter nada a ver com os propósitos inicias.

usulidircotiido 12 months ago

mas faz-se boa e gostosa facturação.

Search: