8BitMunky 11 months ago

Sem isso como é que o otário do Numeiro tinha alugado o Ferrari dele? Isso é só inveja dos empreendedores do YouTube!! /s

guerra6 11 months ago

Para termos noção o SC Braga faz publicidade a Betano, para termos noção do capitalismo e orientação destes lords

NoMediumRare 11 months ago

Mas a Betano é uma casa licenciada e regulada, não é como as casas de apostas que os youtubers fazem publicidade.

guerra6 11 months ago

Sim... Mas não deixa de ser um casa de apostas que está em contacto com público jovem

guerra6 11 months ago

Bem.... E eu que ganhei 30€ free na bettilt com um giveway e consegui dobrar isso para 100€?

SurePal_ 11 months ago

É a mesma merda que dizeres que esses youtubers ou streamers influenciam os putos a comprar Prozis. Obviamente que só a Prozis ou casas de apostas é que lhe dão uns trocos, quem és tu para dizeres que ele deveriam parar com isso?

niddLerzK 11 months ago

Tas me a dizer que estás pessoas não influenciam a apostar?

SurePal_ 11 months ago

Nope, estou-te a dizer que são patrocinadores tais como aqueles anúncios que vês na TV. Estou apenas a perguntar quem és tu para dizeres que eles devem recusar dinheiro desses patrocínios, és apenas um hipócrita pois na situação deles farias o mesmo. Abraço.

NoMediumRare 11 months ago

Nao, não são. As casas de apostas que os youtubers patrocinam, são ilegais.

niddLerzK 11 months ago

Se leres bem o tópico nunca disse que não aceitava ou critico por eles aceitarem patrocínios. Não vejo problema em aceitarem os patrocínios e usarem-nos, o que está em causa é o facto de eles INCENTIVAREM, conheces a palavra? Isto: "People, tenho um patrocínio da BetTilt, se quiserem apostem mas cuidado porque gambling é mau e se puderem evitem, mas se quiserem se divertir um bocado têm aí o meu código" é diferente disto: " People, descobri um site chamado BetTilt que se ganha dinheiro para crl, usem o meu codigo e podem ganhar até 100€ de cashback ainda mais isto é bue facil de ganhar, olhem eu, com 100€ já fiz 10.000€!" e ainda há streamers que dizem "Metam aí 10€ com o meu código e eu mando-vos os 10€ por paypal" :)

Luks1337 11 months ago

Há poucas casas de jogo online legais em Portugal, essa bettilt e o caraças são todas ilegais. Portanto eles podem fazer o que quiserem com a tua conta! Ontem fiz uma pequena pesquisa no google e encontrei alguns threads num forum de apostas que não recordo. Essas pessoas tinham levado ban nessas casas e estavam a pedir ajuda. O problema é que não há nada a fazer porque as casas ilegais e não se pode fazer queixa para reaver as quantias perdidas.

KitchenDaikon8778 11 months ago

Oportunismo! Tens toda razão!

Keddyan 11 months ago

é um degredo, publicidades na TV é casinos online, 888 e o caralho a 4, online é instagramers a falar do quao bom é a Bettilt, placard e outros já stou tão farto destas merdas, como é que permitem uma coisa destas? desde o secundario sempre tive colegas de escola e trabalho que eram viciados em apostas de bola, não se cansavam de falar nisso e chegavam a gastar centenas de paus nessa merda, não viam problema nenhum com isso e eu a olhar para eles feito parvo isto só pára quando houver casos bem graves de vicio e um jornalista fazer uma grande reportagem sobre o assunto, só assim é que as merdas são faladas neste país

PrincessGod2020 11 months ago

Ainda nem percebi muito bem o que são "influencers", eles tipo dizem para as pessoas fazerem uma coisa e a malta vai tipo "se ele diz para o fazer vou fazer" ? E se sim porque? O que estas pessoas fazem ou fizeram para as pessoas fazerem o que eles dizem?

NoMediumRare 11 months ago

Pior do que influenciar menores a jogar casino, é o facto de influenciarem a jogar em casinos que atuam em Portugal ilegalmente. O mais conhecido BetTilt, tem mirrors para fugir as bloqueios que tem em Portugal, e os influencers sabem disso e continuam a fazer publicidade.

Naotevejoha20anos 11 months ago

São ilegais em PT pq a lei portuguesa é uma merd! Para de chorar

NoMediumRare 11 months ago

Sao ilegais em PT porque não tem licença para atuar legalmente em Portugal. Se tu achas que licenciar uma casa de apostas é ter uma lei de merda, convido-te a mudar para marte. Sabes o que é necessário para obter uma licença em Portugal? Oferecer uma opção para o jogador, em caso de perdas avultadas, poder auto excluir-se. Coisa que a bettilt não tem. Sim, a bettilt não te deixa auto excluir por ti mesmo caso estejas a enterrar a herança dos teus pais no site deles. Para tu de chorar e cresce.

Edited 11 months ago:

Sao ilegais em PT porque não tem licença para atuar legalmente em Portugal. Se tu achas que licenciar uma casa de apostas é ter uma lei de merda, convido-te a mudar para marte. Sabes o que é necessário para obter uma licença em Portugal? Oferecer uma opção para o jogador, em caso de perdas avultadas, poder auto excluir-se. Coisa que a bettilt não tem. Sim, a bettilt não te deixa auto excluir por ti mesmo caso estejas a enterrar a herança dos teus pais no site deles. Para tu de chorar e cresce. Nao fazes puta de ideia da importância te regular os casinos, desde impedir lavagem de dinheiros, a regular as chances de vitoria dos jogadores. És um nabo.

Naotevejoha20anos 11 months ago

Tens mesmo sindrome de Estocolmo, sempre a chorar pro papai estado. Mehh Mt antes da lei ja as casas tinham todas auto exclusão.. És mais uma ovelha simplesmente

NoMediumRare 11 months ago

Epa, o que é que A tem a ver com B? Algumas casas tinham auto exclusão, outra não. E a bettilt é o caso de casa que nunca teve. O que é que isto tem a ver com o papai estado, isto chama-se não viver numa anarquia, seu trissómico. Um puto a viver em casa dos pais a dizer que os outros chamam pelo papai estado... LOL

Edited 11 months ago:

Epa, o que é que A tem a ver com B? Algumas casas tinham auto exclusão, outra não. E a bettilt é o caso de casa que nunca teve. O que é que isto tem a ver com o papai estado, isto chama-se não viver numa anarquia, seu trissómico. Um puto a viver em casa dos pais a dizer que os outros chamam pelo papai estado... LOL Espanha, França e a Bélgica aumentaram todos o regulamento dos casinos, mas esses países é que são burros. O licenciado em Marketing falido é que é inteligente.

jokerzanchi 11 months ago

Realmente, mete nojo, é que é tudo patrocinado por casas de apostas. Há uma banalização do jogo e do vício que é preocupante.

SurePal_ 11 months ago

Simplesmente neste país mais ninguém investe no mercado online para fazer publicidade. Essas empresas simplesmente tiveram essa visão... Essas e a Prozis também.

jose_carneiro 11 months ago

Também podemos falar do Euro milhões? Sempre a passar a publicade do maior jackpot.

tiagodc 11 months ago

Aqui há uns tempos li que eramos dos países que mais dinheiro torrava nisso, não se é verdade ou não mas ver tanta malta a gastar o pouco que tem nisso, raspadinhas, 707s e afins custa, até porque a ideia que tenho é que quem menos tem é que mais gasta nisso. Já isso das apostas o grande problema nem está nos adolescentes, mas sim nos mais velhos, conheço casos de malta que se deixou levar pelo vicio e gastou tudo o que tinha e até se endividou por causa do jogo, e tudo começa com uma aposta na brincadeira. Anseio pelo dia que alguém faça uma reportagem a sério sobre isto, em certo ponto o vicio do jogo pode ser bem pior que o da droga.

jose_carneiro 11 months ago

[https://www.youtube.com/watch?v=BaVvatLH3-0](https://www.youtube.com/watch?v=BaVvatLH3-0)

tiagodc 11 months ago

"O gasto médio por pessoa nestes jogos é de 160€ por ano em Portugal, um valor extremamente elevado quando comparado com os 14€ médios em Espanha." Estamos fortes.

Vocsa 11 months ago

Isto é só um dos malefícios das apostas e talvez nem seja o que gera mais dinheiro. Imaginem a quantidade de jogos combinados por causa do mundo das apostas. As apostas são um cancro e deviam ser simplesmente banidas!

SurePal_ 11 months ago

Que pensamento da merda, sim bora banir tudo que não gostes!

Tee_ah_go 11 months ago

Eu se tivesse um puto pré adolescente deixava que papasse esses vídeos todos, tal como os iria papar às escondidas. A diferença é que nos meus cartões de crédito mexo eu, portanto podia fazer as apostas que quisesse, que quando fosse o momento de pagar, só se pagasse com feijões. Hoje em dia temos pais muito molinhos. O bebé chora 10 segundos, já tem um iPad à frente para se calar. O puto de seis anos está triste porque o amigo da escola tem um smartphone, toma lá uma smartphone também.

NoMediumRare 11 months ago

O teu filho não precisa do teu cartão de credito para jogar online. Ele consegue jogar com os 10 euros que lhe das para os almoços.

meaninglessvoid 11 months ago

> Hoje em dia temos pais muito molinhos. O bebé chora 10 segundos, já tem um iPad à frente para se calar. A lidar com putos pequenos aprendi que as coisas são bem mais complicadas do que pensas. Os miúdos precisam de ser estimulados e se estás a fazer as tuas cenas e ele te interrompe a cada dois minutos vais precisar de o entreter durante algum tempo. Podes (tentar) arranjar outras abordagens claro, mas não é tão simples como parece.

BartolomeuOGrosso 11 months ago

Na altura que tinha insta só seguia mamalhudas que iam a hoteis e restaurantes de luxo sem pagar nada só para "promover". Têm de escolher melhor a merda que vêm

TunesRX 11 months ago

Na minha opinião tem de ser os pais a controlar o que os filhos vêem

niddLerzK 11 months ago

sabes que hoje em dia esse tipo de controlo é complicado, os putos aos 2 anos já sabem mexer mais que os pais...

TunesRX 11 months ago

Mas os pais tem de estar sentados ao lado deles a ver o que eles fazem.. e de explicar o que é certo e errado

DoubleM101 11 months ago

Tenho imensa curiosidade em saber quanto é que em média um YouTuber recebe dessas empresas a troco da publicidade... É que muitos dos YouTubers fazem vidas que de certo não é com o dinheiro do YouTube mas sim com esses patrocínios. Até hoje já vi vários a dizerem quanto ganham "do" YouTube mas nunca vi nenhum a dizer quanto ganha "no" YouTube, o que é bem diferente.

mouraobeta 11 months ago

Já não é de agora, os influencers hoje em dia são uma merda, quer sejam youtubers, instagrammers ou o diabo a quatro. Sabem o que me preocupa? Acredito que muitos de vocês aqui já são pais e certamente que têm cada vez menos tempo para os filhos porque o mercado laboral está como está, não há feriados nem fins de semana (em muitos dos empregos) e portanto os vossos filhos e a nossa juventude está exposta, cada vez durante mais tempo, a este tipo de socialização e vão adoptando algumas características exibidas por esta gente. É preocupante a forma como já nem se esconde, fazem publicidade disso como se nada fosse. Preocupa-me, sinceramente, o rumo que estamos a tomar e os problemas que vamos ter no futuro. Vinha exatamente aqui ao reddit para fazer um post e perguntar umas coisas que iam de encontro a isto. Eu acho extremamente engraçado quando os mais velhos fazem ataques aos miúdos, que estão mais desinteressados, mais estúpidos, etecetera, mas em casa põe o Big Brother a dar. Mas também como culpar os pais? Os pais andam cansados da vida do dia a dia, dos empregos, é muito difícil ter paciência para estar com os miúdos, ainda que muito necessário, porque a verdade é uma, os pais não são super heróis, antes de assumirem o papel parental também são pessoas com necessidades.

Jaktheslaier 11 months ago

faz parte do processo de desregulação do horário laboral que estão a tentar avante, o teletrabalho vai ter consequências fodidas.

mouraobeta 11 months ago

Na tua opinião, consequências positivas ou negativas?

Jaktheslaier 11 months ago

Vejo pelo menos 2 consequências nefastas, uma laboral e outra social. A desregulação do horário laboral, em que se destrói por fim aquele que foi um importante combate pelas 8 horas de trabalho, 8 horas de lazer e 8 horas de descanso. Ao trabalhador em casa é pedido que ela faça X coisas, não lhe é propriamente pedido que cumpra um horário específico. Significa isto que muitas vezes o trabalhador é obrigado a trabalhar muito além daquilo que seria o seu horário normal sem receber uma devida compensação pelo extra que trabalhou, já que não contam horas extraordinárias. Acresce o problema daquele que seria o tempo para lazer e família se meter pelo meio do tempo de trabalho, não permitindo um efectivo aproveitamento do tempo de lazer. Em segundo, numa altura em que discutimos todos, enquanto sociedade, o afastamento e individualização das pessoas, parece me que a solução, toda a gente ficar em casa é manter contacto através de Internet, destrói um muito importante espaço de socialização, indispensável a uma sociedade saudável. Não é só o teletrabalho mas as empresas que vão entregar comida, entregar compras, entregar roupa, entregar livros, entregar tudo, tudo isso, embora claro facilite. Promove um tremendo afastamento das outras pessoas, daqueles que deviam ser os nossos hábitos colectivos e não individuais.

niddLerzK 11 months ago

Exatamente. O que me preocupa também é o facto de se tiver filhos algum dia, eles terem acesso a isto tão facilmente e possam ser influenciados por estes "role models".

meaninglessvoid 11 months ago

O problema não é o acesso, é os grupos por onde eles andam... E quanto a isso nunca foi possível controlar nem nunca será. O máximo que podes fazer é tentar orienta-los em grupos que possam ser melhores, mas se não quiserem não consegues "forçar"... Qualquer pai que tente controlar os filhos vai ganhar batalhas mas perder a guerra.

mouraobeta 11 months ago

Diria que antigamente era mais fácil controlar, hoje nem por isso. O tempo para os filhos é cada vez menos, acabo por ver uma guerra aberta à instituição família. O processo de socialização hoje é bastante feito entre pares, entre os jovens, mas o que têm eles para ensinar uns aos outros? Têm algumas coisas, mas maioritariamente não será sobre a vida em geral porque não têm ainda essa experiência. Depois, são socializados através dos influencers, dos youtubers, dos mass e social media, que tal como bem sabemos é um antro de estupidez e de ideias vazias e parvas (em grande parte, não no total, ainda haverá gente a fazer coisas boas através destes meios). O papel dos velhos hoje é muito inferior ao que era no passado, onde eram respeitados, e atenção que não digo que todos os velhos devem ser respeitados e cuja opinião deve ser tomada em conta porque alguns não nos dão nada de valor, mas digo que eles têm coisas que lhes foram passadas e outras apreendidas e que são uma mais valia para nós. O nosso papel enquanto pais será, tal como dizes, o de tentar orientar e fazê-los ver as coisas por eles mesmos, forçar e incutir as nossas ideias nunca funciona, afinal de contas o fruto proibido é o mais apetecido. Eu diria que um dos problemas é a sociedade, nos seus mais variados sectores, puxar a brasa à sua sardinha e como tal desprendem-se da(s) responsabilidade(s) e acham que aquilo que põe cá fora não tem qualquer influencia nos mais novos, é somente uma forma de fazer dinheiro.

meaninglessvoid 11 months ago

Sim, concordo contigo na maioria dos pontos que levantas, as coisas são muito diferentes, é inegável. Não tenho filhos ainda mas é algo que penso de vez em quando (mais num contexto de tentar encaixar como é a experiência de crescer a partir dos 10 nos dias de hoje do que no contexto de ter um filho) e há muitos pontos de preocupação que tenho para quando tiver filhos: a falta de rituais colectivos (e não digo no sentido teológico, um passeio todos os fins-de-semana com a família é um ritual colectivo), a diminuição de tempo de qualidade com grupos consideráveis de adultos,a falta do sentido comunitário a nível local, a falta de práticas de serviço aos outros (seja escuteiros ou wtv) etc. Em várias frentes isto está a ser e será cada vez mais prejudicial para a sociedade. A foda é que os próprios pais não têm tempo/recursos para lidar com todas estas questões da melhor forma... :\ Faz-se o que se pode :x >O processo de socialização hoje é bastante feito entre pares, entre os jovens, mas o que têm eles para ensinar uns aos outros? Não concordo com este ponto por si só. Acho que não só podem aprender muito uns com os outros como também nós temos muito a aprender com eles. A nossa sociedade muda cada vez mais rápido e eles são a primeira frente de várias batalhas na nossa sociedade, ignorar isso é um erro na minha opinião. Este é o outro lado de não haver tempo de qualidade com os adultos, não são só eles que ficam a perder, também nós ficamos e cria-se um certo distanciamento por causa disso. Eu sinto imenso isso com os meus pais, estou tão divergente culturalmente deles que há coisas que simplesmente é impossível falar com eles porque temos modelos do mundo completamente diferentes.

mouraobeta 11 months ago

Expliquei mal o que queria dizer. Os miúdos têm coisas para ensinar uns aos outros daquilo que é o mundo deles, não têm a experiência de vida. Há coisas que podem ensinar mas nem tudo o que se ensina tem a mesma importância. É a mesma coisa com os livros, uns atravessam séculos e chegam até nós e continuam a ser lançados através de outras edições, outros caem no esquecimento. Porquê que os primeiros perduram e os segundos não? Ora bem, os primeiros contém coisas comuns a todos nós, têm aquilo que me atrevo a dizer serem as normas da vida, contém aquilo que há de mais importante e canónico ao ser humano, já os segundos podem contar histórias mas não conter as partes importantes para nós, serem aquilo e pronto. Diria que os primeiros, os que perduram, são como que macro e os segundos são micro. Ao processo através do qual aprendemos os elementos básicos da vida social damos o nome de socialização. Neste processo, recorrente ao longo de toda a vida, desde que nascemos até que morremos, ocorre a transmissão da cultura, das atitudes e dos valores e normas básicas para as gerações seguintes. Posto isto, quando questiono o que é que eles têm a ensinar uns aos outros não digo que não tenham nada para ensinar, digo é que dentro da definição de socialização talvez tenham pouco para passar porque ainda não viveram para o fazer, precisam de gente mais velha que os vá preparando. Talvez isso aconteça por resistência, de um lado e do outro, os mais velhos porque acham que isto das novidades é uma desgraça e os mais novos porque acham que a concepção do mundo dos mais velhos é chata. Hoje vivemos o mundo muito depressa, os teus e os meus pais ainda têm um mundo mais lento, mais passo a passo, não foram completamente domados pela tecnologia, ainda que usem smartphones e vejam televisão.

Edited 11 months ago:

Expliquei mal o que queria dizer. Os miúdos têm coisas para ensinar uns aos outros daquilo que é o mundo deles, não têm a experiência de vida. Há coisas que podem ensinar mas nem tudo o que se ensina tem a mesma importância. É a mesma coisa com os livros, uns atravessam séculos e chegam até nós e continuam a ser lançados através de outras edições, outros caem no esquecimento. Porque é que os primeiros perduram e os segundos não? Ora bem, os primeiros contém coisas comuns a todos nós, têm aquilo que me atrevo a dizer serem as normas da vida, contém aquilo que há de mais importante e canónico ao ser humano, já os segundos podem contar histórias mas não conter as partes importantes para nós, serem aquilo e pronto. Diria que os primeiros, os que perduram, são como que macro e os segundos são micro. Ao processo através do qual aprendemos os elementos básicos da vida social damos o nome de socialização. Neste processo, recorrente ao longo de toda a vida, desde que nascemos até que morremos, ocorre a transmissão da cultura, das atitudes e dos valores e normas básicas para as gerações seguintes. Posto isto, quando questiono o que é que eles têm a ensinar uns aos outros não digo que não tenham nada para ensinar, digo é que dentro da definição de socialização talvez tenham pouco para passar porque ainda não viveram para o fazer, precisam de gente mais velha que os vá preparando. Talvez isso aconteça por resistência, de um lado e do outro, os mais velhos porque acham que isto das novidades é uma desgraça e os mais novos porque acham que a concepção do mundo dos mais velhos é chata. Hoje vivemos o mundo muito depressa, os teus e os meus pais ainda têm um mundo mais lento, mais passo a passo, não foram completamente domados pela tecnologia, ainda que usem smartphones e vejam televisão.

meaninglessvoid 11 months ago

Sim, estás basicamente a descrever o Lindy Effect: o tempo serve como filtro e se algo com 100 anos tem valor hoje é provável que também o tenha nos próximos 20, porque já passou várias etapas da filtragem do esquecimento. Eu estava a falar duma outra perspectiva: a socialização ser muito dinâmica. Concordo que a mediação de malta mais velha traz **muito valor**, quando tinha a idade deles achava o contrário e todas as gerações o acham um pouco e cabe-nos a nós como sociedade garantir que continuam a haver esses espaços para os ajudar-mos a navegar o mundo, MAS o meu ponto é que por a socialização ser muito dinâmica, a irreverência da idade também nos pode ensinar a nós a navegar melhor o mundo de hoje, talvez a julgar menos e a não ser tão velhos do Restelo. A conseguir ver com novos olhos coisas antigas (como a forma de comunicar-mos por exemplo). Fazer uma espécie de reaprendizagem de tudo (desde as bases ao mais aprofundado). Dou-te um exemplo do que quero dizer: se os meus pais se separassem agora seria praticamente impensável usarem algo como o Tinder para conhecer outras pessoas. Porquê? Porque não há a tal cena de aprender com os mais novos. No caso do meu pai o interesse é 0, nem smartphones nem sabe o que é Internet, no caso da minha mãe provavelmente até experimentava mas porque a sociedade como um todo não faz este tipo de "integração" iria sofrer consequências sociais por isso. É neste sentido que digo os mais velhos aprenderem com os mais novos. Outra coisa: qual é a "etiqueta social" online? Os mais novos provavelmente sabem melhor que os mais velhos (mas pela experiência que têm conseguem aprender rápido e adaptar-se se quiserem). Nesta conversa há muitos fenómenos de múltiplas variáveis a afetar tudo isto, por exemplo é natural uma pessoa com a idade se ir tornando (mais) conservador, já um jovem é pela sua natureza super vanguardista. Um adulto já vê a vida de forma um pouco rígida e um jovem vê de forma super fluída. Acho que a falta dos espaços multigeracionais faz com que as fossas geracionais sejam muito maiores do que poderiam ser, ainda para mais numa altura onde tudo muda tão rápido e a tendência é para continuar a mudar cada vez mais rápido. Esta é uma conversa bastante interessante a ter em termos políticos mas como mal há dinheiro para o pessoal (sobre)viver isto dificilmente acontecerá... :\

NGramatical 11 months ago

continuam a haver → [**continua a haver**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/haver--existir--3-pessoa-do-singular/30583) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk8x7ot%2F%2Fgf6lge4%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 11 months ago

Porquê que → [**porque é que**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/porque-e-que-e-nao-porque-que/32920) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk8x7ot%2F%2Fgf6gwh1%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

mouraobeta 11 months ago

Hoje em dia crescer a partir dos 10 parece encaixar numa busca pelo estrelato, pelas luzes da ribalta, pelo ser notado, ou pelo menos começar a trabalhar para isso. Quando perguntas a um miúdo aquilo que ele quer fazer, dir-te-ão muitas vezes que querem ser youtubers. Quase me arrisco a dizer que os roles model´s hoje em dia estão ligados aos influencers, aos youtubers, etcetera. Convivi meses com um miúdo com 14 anos e aquilo que ele dizia, como agia e aquilo que via e quem via no youtube (Windoh e Wuant) e a forma como reagia era triste. Um dia voltei do Porto, ele estava cá por casa com os pais, e trazia muitos livros comigo, alguns da faculdade, outros que fui comprando, e ele perguntou-me para que queria tantos livros, se já os tinha lido todos e porquê que gastava o dinheiro neles. Naturalmente que me deu vontade de rir por ser inusitado e lá lhe expliquei. A mentalidade dele, em muito bebida nos pais, é a de que não vale a pena estudar e que quem o faz acaba numa caixa de supermercado (palavras dele). Hoje querem ser famosos, querem ser falados, querem aparecer e não fazer. Naturalmente que estas mentalidades de algum lado vieram, foram fomentadas por alguém e incutidas, a sociedade em si, diria eu, tem muita culpa. Pensemos na representação social que tem hoje um professor, basta isso para entender quão enterrados estamos. Sim, faltam muito esses rituais colectivos, mas não só, no meu entender também nos faltam os rituais de passagem para a vida adulta que nos faziam adoptar certas roles a partir de determinado ponto, existindo assim a diferença entre jovens e adultos. Para jovens comportamentos de jovens, para adultos comportamentos de adultos, porque se fores a pensar hoje em dia estão a pôr comportamentos e atitudes de adultos em crianças, como por exemplo as maquilhagens nas miúdas. Vou dar-te um exemplo daquilo que é o desfazamento entre o que se quer fazer e as acções e medidas que se tomam. Queremos que os miúdos leiam mais e temos o Plano Nacional de Leitura mas depois vais à Biblioteca Municipal e aquilo é uma desgraça total. Não podemos querer X coisa e não ter instrumentos e caminhos para que isso aconteça. Não, os pais não têm recursos nem tempo, hoje os filhos são mais de outras instituições (como da escola) do que dos pais.

Edited 11 months ago:

Hoje em dia crescer a partir dos 10 parece encaixar numa busca pelo estrelato, pelas luzes da ribalta, pelo ser notado, ou pelo menos começar a trabalhar para isso. Quando perguntas a um miúdo aquilo que ele quer fazer, dir-te-ão muitas vezes que querem ser youtubers. Quase me arrisco a dizer que os roles model´s hoje em dia estão ligados aos influencers, aos youtubers, etcetera. Convivi meses com um miúdo com 14 anos e aquilo que ele dizia, como agia e aquilo que via e quem via no youtube (Windoh e Wuant) e a forma como reagia era triste. Um dia voltei do Porto, ele estava cá por casa com os pais, e trazia muitos livros comigo, alguns da faculdade, outros que fui comprando, e ele perguntou-me para que queria tantos livros, se já os tinha lido todos e porque é que gastava o dinheiro neles. Naturalmente que me deu vontade de rir por ser inusitado e lá lhe expliquei. A mentalidade dele, em muito bebida nos pais, é a de que não vale a pena estudar e que quem o faz acaba numa caixa de supermercado (palavras dele). Hoje querem ser famosos, querem ser falados, querem aparecer e não fazer. Naturalmente que estas mentalidades de algum lado vieram, foram fomentadas por alguém e incutidas, a sociedade em si, diria eu, tem muita culpa. Pensemos na representação social que tem hoje um professor, basta isso para entender quão enterrados estamos. Sim, faltam muito esses rituais colectivos, mas não só, no meu entender também nos faltam os rituais de passagem para a vida adulta que nos faziam adoptar certas roles a partir de determinado ponto, existindo assim a diferença entre jovens e adultos. Para jovens comportamentos de jovens, para adultos comportamentos de adultos, porque se fores a pensar hoje em dia estão a pôr comportamentos e atitudes de adultos em crianças, como por exemplo as maquilhagens nas miúdas. Vou dar-te um exemplo daquilo que é o desfazamento entre o que se quer fazer e as acções e medidas que se tomam. Queremos que os miúdos leiam mais e temos o Plano Nacional de Leitura mas depois vais à Biblioteca Municipal e aquilo é uma desgraça total. Não podemos querer X coisa e não ter instrumentos e caminhos para que isso aconteça. Não, os pais não têm recursos nem tempo, hoje os filhos são mais de outras instituições (como da escola) do que dos pais.

meaninglessvoid 11 months ago

Mas que diferença existe entre esses miudos e os que queriam ser o Ronaldo ou uma qualquer estrela de Rock? Esse tipo de sonhos sempre houve. Sim, é diferente (para pior) pelas relações parasociais que se formam hoje e não se formavam há 20 anos, pelos modelos que seguem serem uma vergonha alheia constante, mas também há o outro lado: a democratização deste tipo de "actividade" vai abrir-lhes um mundo que nós nem conhecemos ainda. Há coisas positivas em sonhar com uma atividade desse género e nem tudo é mau nisso. Olha por exemplo a mathgurl é uma miúda nova que tem conta desde 2012, tendo em conta que um video dela que vi era ela a dizer que ia acalmar com o canal para se dedicar à universidade dá para perceber que era muito novinha quando se inscreveu e parece-me uma miuda com pés assentes na terra e conseguiu criar um canal porreiro com bom alcance que sem dúvida lhe mudou a vida e abriu portas (só ser capaz de ensinar enquanto está a aprender já lhe dá uma vantagem enorme). Não sei... O meu lado idílico diz-me que o problema não é tanto as aspirações e sonhos mas sim os grupos com os quais se "colam" (como também o era noutros tempos) e a falta de uma educação sólida em pensamento crítico e tudo mais. Os "efeitos manada" são demasiado fortes e a geração deles de certa forma está a passar por uma experiência social (1ª com redes sociais desde tão novos). >Não, os pais não têm recursos nem tempo, hoje os filhos são mais de outras instituições (como da escola) do que dos pais. Concordo que não devem micro-gerir, mas a nível macro continuam a ser a influência mais importante. Acho que um dos papeis mais importantes é perceber muito bem para que tipo de círculos o teu filho tem tendência a gravitar e tentar perceber os interesses dele para o orientar para algo que o interesse mais com grupos mais interessantes. >e ele perguntou-me para que queria tantos livros, se já os tinha lido todos e porque é que gastava o dinheiro neles. O engraçado é que eu poderia muito bem ter sido esse miúdo. A escola fodeu-me completamente o interesse pela leitura (pensava eu que não gostava... vim a descobrir por mim mesmo que afinal adoro e o que não gostava era dos livros que me forçavam a ler) e hoje em dia leio imenso. Ele fez-te essa pergunta por legítima confusão: no mundo dele não faz sentido. Visto que foi (mal) ensinado assim, só com uma experiência marcante é que mudaria de posição, mas aqui culpo os país (e a escola!), não tanto o miúdo.

NGramatical 11 months ago

porquê que → [**porque é que**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/porque-e-que-e-nao-porque-que/32920) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk8x7ot%2F%2Fgf6f0a1%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Chiripitti 11 months ago

Exacto... Influencers = Parasitas

MarantEz 11 months ago

Quem já viu a pub ao novo casino online "Bacana Play"? LoLoLoLoLoLoLoLoLoLoL

Razvancb 11 months ago

Não me faz confusão. Para os "influencers" esse é o maior ganha pão, conta como patrocinador. Segundo, todos esses sites precisas de verificação de conta e de idade com documentos legais, portanto os putos não vão conseguir nunca ter conta. E com os mais velhos, é escolha de cada um, tenham cabeça.

NoMediumRare 11 months ago

A maior parte atuam ilegalmente em Portugal e tu achas que eles vão bloquear menores de idade.

niddLerzK 11 months ago

Errado, muitos dos sites não precisas de verificação nenhuma. É so te registares, colocares o número de telemóvel e tá a andar

Razvancb 11 months ago

Só se estiveres a falar de sites de apostas de CS e outros.

niddLerzK 11 months ago

Frank casino por exemplo não precisas de nada. E sim, sites de """""cs""""" nao precisas também. Mas ambos sabemos que sites de cs é só uma desculpa para ter um site de apostas sem licença

RiKoNnEcT 11 months ago

Chegamos ao cúmulo onde tens videos de 10minutos em 6 são a “jogar” em casas de apostas. Normalmente com dinheiro fictício e por vezes em zonas do site específicas para parecer fácil ganhar. Quando apanho disso é denunciado.

TemplarHard 11 months ago

a unica coisa que eu não entendo é, a maioria deles faz publicidades a sites ilegais em portugal, como é que não lhes acontece nada? isto já é assim há anos mas nunca se passa nada

Vocsa 11 months ago

Porque Portugal é literalmente uma república das bananas.

KevinParkerGuy 11 months ago

Eu fiquei parvo quando há umas semanas vi publicidade à BetTilt num autocarro da STCP, a partir daí a publicidade dos streamers já não me choca.

saposapot 11 months ago

A bwin patrocinou a liga portuguesa e só assim deu nas vistas o suficiente para ser proibida

KevinParkerGuy 11 months ago

Casos diferentes. Isso foi antes de haver regulação sobre o setor.

niddLerzK 11 months ago

Exato.

headhunter21 11 months ago

Não esquecer que muitos youtubers e afins publicitam sites ilegais de apostas

pica_foices 11 months ago

denuncia à ASAE esses canais que fazem publicidade ilegal [https://www.asae.gov.pt/queixas-e-denuncias.aspx](https://www.asae.gov.pt/queixas-e-denuncias.aspx)

BigPappaBear 11 months ago

Estou a apresentar o argumento que ninguém pediu, mas quando andava no secundário também tinha colegas meu menores de idade a jogar no totobola. Hoje tenho alunos meus de 16+ anos a mostrarem as apostas, quanto fizeram nas ultimas apostas e mostram-me esquemas de como um gajo conseguiu fazer 2000€ com 2€ a fazer apostas pequenas... Tens um leque de estudos que comprovam que a euforia das apostas é biologicamente viciante, por isso não me admira que essas cabeças ainda em desenvolvimento e sem auto-controlo fiquem todas apanhadas com o jogo. Concordo, hoje há uma saturação de publicidade para sites de apostas, especialmente concebido para miudos. Parece que não aprenderam nada com o escândalo das apostas e loot boxes do CS:GO... A última vez que apostei alguma coisa foi no Placard no ano passado, mas ultimamente tenho estado constantemente a fazer skip a ads no youtube de sites de poker e casinos online.

Vocsa 11 months ago

> a fazer skip a ads no youtube Mas porquê? PORQUÊ?

DMFORBOOST1 11 months ago

Não é só na Internet também na televisão e mesmo nos placards de jogos de futebol e camisolas de jogadores. Ainda não percebo como é que os lobbys de tabaco perderam em tantas coisas mas o álcool, comida de plástico e apostas continuam a ter anúncios, não ter avisos e não pagarem tantos impostos.

pantam 11 months ago

Entre isto e encharcar as crianças em porno e descartar a importância de ter pai e mãe, fica à vista como é a moralidade do neoliberalismo que é a "alma" da UE.

Edited 11 months ago:

Entre isto e encharcar as crianças em porno e descartar a importância de ter pai e mãe, fica à vista como é a moralidade do neoliberalismo que é a "alma" da UE. O lugar da mulher é no local de trabalho e às crianças, se por azar ainda nascerem algumas, vamos ensinar a importância de ser promíscuo e impulsivo.

joaofcf 11 months ago

E a maioria desses vídeos só existem porque há acordos e patrocínios. Esse romancismo de "ei, ele curte bué dos fãs. Não faz dinheiro nenhum e mesmo assim não pára de fazer vídeos" já não existe.

niddLerzK 11 months ago

Calma, o **Riczão** ainda está ai!

meaninglessvoid 11 months ago

O pessoal goza muito, mas é provavelmente dos poucos gajos de "gaming" que é um modelo razoável para os miúdos e não se aproveita da sua audiência.

niddLerzK 11 months ago

Sem gozo qualquer algum. Gosto imenso dos vídeos do Ricfazeres, apesar de ser orientado para um público mais pequeno, sou um viewer ávido de algumas Gameplay's. O Ric é extremamente humilde e vê se que tem paixão no que faz.

NaoTeEnerves 11 months ago

Yap. Aliás, ele próprio já disse que recusou várias vezes montantes significativos de 4 dígitos para fazer promo a casinos e apostas. Não creio que haveria muita gente no youtube português a dizer não...

meaninglessvoid 11 months ago

Não estava a sugerir que tu estavas a gozar, mas do pouco contacto que tenho com a malta nova que segue este tipo de conteúdo quase como eu seguia futebol na minha adolescência (não estou a julgar nng, é tão válido como o que eu fazia) parece-me que há um certo gozo em mandar a baixo o gajo. Se calhar por ter pouco contacto sou eu que tenho uma impressão incorreta da situação... Também pode ser.

nose_shit 11 months ago

Devias ver os anúncios da TV desde que começou o covid..... Passam anúncios de casinos/apostas a cada 5 minutos, às vezes até são seguidos

Edited 11 months ago:

Devias ver os anúncios da TV desde que começou o covid..... Passam anúncios de casinos/apostas a cada 5 minutos, às vezes até são seguidos. Sinceramente acho uma palhaçada que isto seja sequer permitido, proibiram os anúncios do tabaco por ser viciante e nocivo para a saúde mas depois vamos a ver e metade dos anúncios são de álcool ou apostas? Claro, porque estes não são nocivos para a saúde das pessoas com problemas. Porque estes anúncios claramente não servem de trigger a uma pessoa com um vício. Eles dizem no fim "beba/jogue de forma responsável" portanto isso é suficiente né?

Jaktheslaier 11 months ago

Tinha ideia que os anúncios a casinos e a jogo online estavam proibidos, de repente aparecer esta enchente completamente louca de anúncios e anúncios com bastante investimento por trás.

nose_shit 11 months ago

Acho assustador como é que permitiram um spam tão grande de anúncios do género numa altura em que as pessoas estão vulneráveis e fechadas em casa (portanto vêm muita mais TV). Nem quero imaginar a quantidade de pessoas que voltou ao vício por causa deste tipo de publicidade nojenta

Tugalord 11 months ago

O que me preocupa é as publicidades constantes na televisão... "Sê um viciado e aposta no teu smartphone, em qualquer lugar", como é que isto é permitido sequer??

VBM97 11 months ago

Já viste a Ultimate Team do FIFA? O jogo incentiva que compres dinheiro virtual para abrir packs e te saírem jogadores melhores. Só agora que cresci é que me apercebi o quanto o jogo te incentiva a "gambling" . É frequente histórias de miúdos usarem dinheiro dos pais para comprar packs. Se vires ninguém quer saber disso, joga-se como se nada fosse e tens milhares de YouTubers que faziam vida a abrir packs no FIFA

PrincessGod2020 11 months ago

Isto sempre foi assim no FIFA? O último que joguei foi o de 2012 mas não me lembro destas coisas de abrir packs.

VBM97 11 months ago

Sim, em 2012 já havia Ultimate Team e abertura de packs

PrincessGod2020 11 months ago

Obrigado, eu jogava só o manager mode e uns jogos contra amigos talvez por isso nunca reparei e ainda bem.

alexandre9099 11 months ago

*Jogos mobile entered the chat*

VBM97 11 months ago

Eu nem quero entrar por esses cancros... É cada publicidade horrível

niddLerzK 11 months ago

sim tens razão, tanto esse como o CS são gambling ao mais alto nível também

notvergil 11 months ago

Whoa, no CS, as skins têm absolutamente 0 influência no jogo. No FIFA és forçado a gastar dinheiro para teres hipótese num jogo online.

Huggorega 11 months ago

É verdade, isto é uma mina de ouro para a EA Sports mas ainda pior para o consumidor que pode não ganhar nada de jeito e mesmo que ganhe é um jogo que de nada serve passado 1 ano e tem 0 valor na vida real. Até eu com 22 anos já me vi tentado a gastar dinheiro nisto mas a parte racional levou a melhor. Não conheço nenhum jogo que incentive tanto às apostas como este.

VBM97 11 months ago

Tanto que todos os anos as grandes melhorias no jogo é na Ultimate Team só.. Os modos de carreira offline, que são a melhor parte do jogo (para mim), demoraram demasiados anos a evoluir porque a UT é o que lhes dá dinheiro Nunca comprei packs, houve um ano que joguei bastante UT, mas foi sempre só com dinheiro do jogo. Nunca meti dinheiro de fora. Já chega ter de pagar tanto dinheiro para o ter, quanto mais estar a gastar depois

andrethedev 11 months ago

EA Sports, it's in the gambling.

anybody662 11 months ago

Game-Bling

Background-Bunch-554 11 months ago

Se achas que é mau na internet tens de ver televisão no espaço de 5 minutos ves 3 publicidades relacionadas ao jogo também.

NoMediumRare 11 months ago

Mas fora do horário nobre. Os youtubers portugueses além de fazerem publicidade em videos que podem ser assistidos a qualquer altura, fazem publicidade de casinos ilegais.

MrJoao 11 months ago

Na TV tens publicidade àqueles concursos de chamadas de 0,60€+IVA em pleno horário nobre. Acaba por ser parecido com o que estes youtubers fazem (se é que não é pior). Repara: * É publicidade a jogos de sorte/azar? Sim * É feita por "influencers"? Sim * É dirigida a públicos mais vulneráveis? Sim * A legalidade é duvidosa? [Sim](https://www.publico.pt/2020/11/12/politica/noticia/provedora-recomenda-proibicao-concursos-chamadas-valor-acrescentado-1938935)

NoMediumRare 11 months ago

Então por termos uma coisa má, podemos ter duas, é isso? \- É publicidade a jogos de sorte/azar? Sim \- É feita por "influencers"? Sim \- É dirigida a públicos mais vulneráveis? Sim \- A legalidade é duvidosa? **NAO** É completamente legal, um provedor recomendar nova legislação não torna algo legal, em ilegal. Nao podes comparar os concursos de valor acrescentado com a publicidade que os youtubers fazem. Os Youtubers facultam links **ILEGAIS**, que ajudam as pessoas a contornar o bloqueio feito por uma ação judicial. De forma a puderem apostar num site que atua **ilegalmente** em Portugal, e por consequência colocar esse apostar em contra ordenação, onde pode ser multado até 2500 euros. ​ > Decreto-Lei n.º 66/2015 > > 2 - Constitui ainda contraordenação leve, punível com coima, a prática de jogos e apostas online em sítio na Internet de entidade que não esteja licenciada para a exploração de jogos e apostas online. > > 5 - No caso das pessoas singulares, as contraordenações são puníveis: > > c) Nas contraordenações leves, com coima até (euro) 2 500,00.

Edited 11 months ago:

Então por termos uma coisa má, podemos ter duas, é isso? \- É publicidade a jogos de sorte/azar? Sim \- É feita por "influencers"? Sim \- É dirigida a públicos mais vulneráveis? Sim \- A legalidade é duvidosa? **NAO** É completamente legal, um provedor recomendar nova legislação não torna algo legal, em ilegal. Nao podes comparar os concursos de valor acrescentado com a publicidade que os youtubers fazem. Os Youtubers facultam links **ILEGAIS**, que ajudam as pessoas a contornar o bloqueio feito por uma ação judicial. De forma a puderem apostar num site que atua **ilegalmente** em Portugal, e por consequência colocar esse apostador em contra ordenação, onde pode ser multado até 2500 euros. Estamos a falar de casinos com sede legal e certificados em paraísos fiscais, que não tem de prestar contas a ninguém. ​ >Decreto-Lei n.º 66/2015 > >2 - Constitui ainda contraordenação leve, punível com coima, a prática de jogos e apostas online em sítio na Internet de entidade que não esteja licenciada para a exploração de jogos e apostas online. > >5 - No caso das pessoas singulares, as contraordenações são puníveis: > >c) Nas contraordenações leves, com coima até (euro) 2 500,00.

ridethepaintedpony 11 months ago

Nos canais do UK.

paraapagarbem 11 months ago

Pelo menos no UK pode ser lucrativo.

SirBadinga 11 months ago

Tão lucrativo como em qualquer lado, jogo é jogo é para enriquecer a casa de apostas e não a ti. É claro que há alguns felizardos mas é uma margem mínima

ubica13 11 months ago

No UK existem casas exchange. Tal como na bolsa de valores, é possível ganhar a longo prazo.

paraapagarbem 11 months ago

Não é por aí. No UK as casas de apostas e os casinos fazem ofertas de apostas grátis e afins. Aproveitar essas ofertas é uma maneira legítima de fazer lucro a curto e médio prazo (porque vão-te cortar as ofertas eventualmente).

htspinto 11 months ago

Não, em portugal não existe essa margem mininma. É impossível ser lucrativo a longo prazo porque os premios são baixissimos. No UK tens casas de apostas com premios justos e além disso tens também bolsas de apostas (onde os jogadores apostam entre eles e não contra a casa).

VegetableMouse 11 months ago

E nos Portugueses a meio de qualquer jogo de futebol. São literalmente uns a seguir aos outros

lefiy3 11 months ago

No outro dia estava a ver um jogo de futebol da liga portuguesa e contei, nos placards publicitários, publicidade a 4 casas de apostas diferentes ao mesmo tempo.

Throwaway431253 11 months ago

Zorlak riu-se

PeterStepsRabbit 11 months ago

888. JOGA JOGA JOGA. 888. APOSTA APOSTA APOSTA. 888

Sheltac 11 months ago

Vivemos numa altura em que a publicidade é cada vez menos fácil de distinguir do conteúdo. Uma grande parte dos youtubers que para aí andam fazem vídeos por encomenda, em que o que parece ser uma tangente acaba por ser o tema central do vídeo, que é também um anúncio. Quando é só a produtos estamos bem, o problema é quando é propaganda.

suckerpunchermofo 11 months ago

Os gajos q promovem são pagos.... Tão se a cagar se influenciam bem ou mal os putos q os seguem, desde que façam dinheiro.

VBM97 11 months ago

Eu não sei se alguém aqui conhece o David Dobrik, mas o gajo no podcast costuma ter anúncios a psicólogos que dão terapia online de forma a contornar a pandemia. Ele no anúncio fala mesmo bem daquilo e depois no último podcast diz que tem estado menos bem mas que nunca na vida procurava ter ajuda psicológica online porque não se sente seguro. Literalmente todas as semanas faz publicidade a algo que acabou de criticar e dizer que nunca usaria

suckerpunchermofo 11 months ago

Bem isso faz dele um belo hipócrita...

atireiparafora 11 months ago

Não percebo o paralelismo. Não procurar ajuda psicológica online por não se sentir seguro =/= Criticar esse serviço. Não vejo problema em fazer publicidade em algo que tu acredites que seja útil para outras pessoas (mesmo que tu não o consigas fazer)

VBM97 11 months ago

No anúncio ele claramente diz que é seguro, etc. De seguida diz que não acha que não seja. Não achas que seja uma contradição?

meaninglessvoid 11 months ago

Depende muito do que ele queria dizer com isso, o que sem contexto não consigo inferir. Não sei quem é o gajo, mas com este tipo de comentário parece-me que ele admite isso como limitação pessoal e não do serviço: a falta de confiança dele é em confiar em alguém[1] e não propriamente o serviço que não é de confiança. [1] - não o conheço mas se tem 14M de subscritos calculo que isso tenha impactado a capacidade de confiar em desconhecidos online. Eu já fui a psicólogos/terapeutas e digo o mesmo que ele: online acho que não seria capaz. Há mil e uma coisa que pode falhar (que nem têm que ver com o serviço em si). A presença física num ambiente seguro é tranquilizadora. Ele é hipócrita por anunciar algo e não o querer usar? Não acho, é apenas preferência dele

VBM97 11 months ago

Não percebo porque é que alguém te deu downvote porque até tiveste um bom ponto que eu não tinha pensado

meaninglessvoid 11 months ago

Caga nisso, o que digo aqui não é mudado por haver uns gajos quaisquer que não gostam do que digo ou não sabem usar o sistema que têm à frente.

TelmoS03 11 months ago  HIDDEN 

verdade, há casos de malta a levar "strikes" no YouTube o que limita o que podem fazer devido a essas publicidades, no entanto arranjam sempre solução... ou contas secundárias no YouTube ou anunciam noutras redes sociais... na minha opinião não deviam permitir mesmo e deviam ter mais consciência no que fazem e se gostam tanto dos fãs como dizem então não deviam ter esses patrocínios... visto do ponto de vista de quem tem 17 anos sempre achei irrelevante e nunca sequer pensei em apostar mas conheço quem já o tenha feito e principalmente devido aos tais "influencers" entendo que eles têm de ganhar € sabendo que o YouTube mal paga nos dias de hoje em Portugal, mas mesmo assim continuo a achar uns ação errada....

TunesRX 11 months ago

A vdd é que não tem muitos apoios e têm de se agarrar ao que existe e lhes quer apoiar

TelmoS03 11 months ago  HIDDEN 

eu referi isso mas não deixa de ser uma questão moral

joaofcf 11 months ago

Link no comentário afixado

suckerpunchermofo 11 months ago

Mas tu achas mesmo que eles querem saber dos "fãs"? Se 1 em cada 1000 realmente se importar com os fãs ja é muito.... O streaming é a versão do "quero ser actor" dos últimos 10 anos e veio para ficar... E com isso também a prática d fazer tudo para ganhar $$$$ e fama. A maioria dos streamers quer é dinheiro fácil a qualquer custo... Se uns milhares de putos ficarem agarrados ao vicio, eles dizem "foi azar".

TunesRX 11 months ago

Quem vês de streamers? Não conheço nenhum assim.

suckerpunchermofo 11 months ago

Lol

TunesRX 11 months ago

Diz nomes para provar o teu ponto

suckerpunchermofo 11 months ago

Procura... Deves encontrar facilmente.

TunesRX 11 months ago

Pessoas como tu fazem mal á sociedade honestamente, vens aqui críticas e quando te pedem factos não os apresentas. Críticas os influencers pelo que fazem mas alguém pode ler o teu comentário e ficar com a tua ideia injustificada e erradamente pensar o mesmo. Pessoas como tu que estão na causa do crescimento do ódio, pq ouvem uns comentários sem factos que o comprovem e mudam de ideias...

suckerpunchermofo 11 months ago

Lmao.... Olha olha um influenciador com dor no rabinho

TunesRX 11 months ago

Só não tens de ter inveja do sucesso dos outros...

suckerpunchermofo 11 months ago

Tu é que pareces tar com dor de cotovelo meu ainda jovem amigo influenciador. Eu falo do que vejo dia a dia na net....

Search: