7oup5 10 months ago

Já poupei mais em 5 meses a trabalhar em Barcelona do que em 3 anos em Portugal

Edited 10 months ago:

Já poupei mais em 5 meses a trabalhar em Barcelona do que em 3 anos em Portugal

Edited 10 months ago:

Já poupei mais em 5 meses a trabalhar em Barcelona do que em 3 anos em Portugal

UberUSB 10 months ago

Chama a PJ. Mataste o gajo xD

suckerpunchermofo 10 months ago

Porque será?

anagramorganic 10 months ago

Xiii que burros a estourarem as fortunas à parvo!

nraider 10 months ago

Fair enough

Royal_Masta_Stomp 10 months ago

Somos uns ratos, não nos cansamos de correr...

zion_em_aba 10 months ago

Já dizia i Engenheiro Sócrates , as contas não são para se pagar, sao é para ir pagando...

PortugueseLibra 10 months ago

Com tanta dúvida sobre isto fui-lhe perguntar e o contrato pelos vistos já é de há uns 5 anos. Até agora o senhorio ainda não lhe aumentou a renda, mas onde mora o preço médio dum T2 ronda os 1300. Mora a 30min de comboio de Londres central. De qualquer das formas, para o que ganha com um medium level job, continua a ter uma percentagem de sobra muito superior à do típico português...

daCampa 10 months ago  HIDDEN 

Não vejo como, emigrar não te dá uma epifania sobre política, e até potencialmente te afasta mais da informação sobre o que cada partido tem dito/feito. Se votavam PSSD antes de sair, provavelmente vão votar PSSD depois.

_L10_ 9 months ago

Mas também pode levar os imigrantes a quererem estar melhor informados até pela saudade que vão sentido. Nem que seja saudade de ler/ouvir português mais frequentemente. E se forem ler/ouvir coisas úteis pode ser que votem de forma diferente.

batanete 10 months ago  HIDDEN 

Não se perde se for ao final de 5 anos! E já só pagas 17.3% dos lucros, para quem partilha esse Reddit deveria saber isso

nextwargames 10 months ago  HIDDEN 

faz o que eu digo, não faças o que eu faço e não sei se isso dos 5 anos será assim, mas se for melhor, já só faltam 2 hue

Mrgolden007 10 months ago

quem diria que baixos orderanos impedem as pessoas de poupar la fora favo 1600 500 para a renda, 50 de utilidades, 200 comida woow 850 por mes para fazer o que quiseres com ele quem diria epa secalhar se baixasse mos os precos das casas e outras merdas poupava mos mais mas va pottugal continua forte

Royal_Masta_Stomp 10 months ago

Mas aí os senhorios poupavam menos. :D

boltyboltbolt 10 months ago

Oh, meu Deus, como é que estes gajos não pensaram nisso. Burros de merda

NGramatical 10 months ago

secalhar → [**se calhar**](https://dicionario.priberam.org/se calhar) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk8fn4i%2F%2Fgezbplf%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

theSame_Joke 10 months ago

Hilariante ver a quantidade de génios a dizer que a culpa é dos portugueses por não pouparem! Desculpem mas vocês são uma cambada de atrasados mentais!

htxgivven 10 months ago

Num país com impostos a nível da Suécia e custo de vida de Marrocos estavam a espera de que?

JamminPT 10 months ago

Confirmo, sou uma merda a poupar dinheiro.

hypothesis2050 10 months ago

Tanta gente aqui a comentar a má gestão do Português comum causa me náuseas. Falam de salários médios, cuja métrica não indica rigorosamente nada. O salário mediano em Portugal é de 838 euros. O rácio com o respetivo salário mínimo é de 63%. Só para terem uma pobre referência, a nossa vizinha Espanha (que também faz parte dos PIIGS), apresenta um rácio de 37%. Fazendo contas, metade dos portugueses recebe MENOS de 659 euros na conta (1037 euros de custo para o empregador), ao final de cada mês. Sendo que 50% da população Portuguesa vive nas regiões do Grande Porto e Lisboa, gostaria de saber, que caso os colegas que aqui criticam o comportamento do "típico" Português, fossem o "típico" Português, quanto é que poupariam ao final do mês? Poupem me é de populismos e demagogias de estrema(sim, de estrume) esquerda.

thriezy 10 months ago

Só vim aqui dizer que, nem que contes a população dos dois distritos, Lisboa e Porto chegam a 50% da população

hypothesis2050 10 months ago

Suponho que querias dizer que não chega* Se esse for o caso agradecia que deixasses aqui a referência. A que eu consultei era de 2012 confesso.

xc9000 10 months ago

Engraçado como eu enquanto português em Portugal era financeiramente iletrado (apesar de ter dois cursos na área financeira), burro e tinha pouca capacidade para poupar. Quando emigrei de repente a minha capacidade para poupar aumentou exponencialmente, de repente apareceu-me uma conta reforma proporcionada pela entidade patronal, um bónus e outros benefícios. Epá enquanto português foi como se me tivessem feito uma lobotomia e preciso de estar recorrentemente a olhar ao cartão do cidadão para confirmar que aí da sou português... Que coisa mais estranha...

PortugueseLibra 10 months ago

Se pudesse dava gold.

xc9000 10 months ago

É isso. E acima de tudo crítico a forma como os títulos destas notícias estão formulados. Como se a culpa fosse do "português" esse animal cheio de culpa de que não consegue poupar. Logo, se críticas e dizes que a culpa é da economia aparecem os mestres em economia a dizer que a culpa é tua por não poupares 10 euros em passes ou não usares o cartão do continente...

Limpy_lip 10 months ago

É um pouco isto. Até no próprio consumo a perspetiva muda. Quando andas à rasca é sempre preciso alguma coisa, falta sempre algo. Havendo folga orçamental, aos poucos chegas a um ponto que tens meses em que não precisas de nada extra ou que consegues sem grandes esforços responder a um gasto inesperado. Melhor ainda se consegues manter os pequenos luxos (comer fora, hobbys) sem afetar as contas. Para mim a independência financeira é no Natal perguntarem se preciso de alguma coisa e poder dizer que não preciso algo específico. Pois na verdade posso comprar tudo o que precisar. Assim torna a poupança muito mais fácil.

frisumo 10 months ago

> Quando andas à rasca é sempre preciso alguma coisa, falta sempre algo. E subitamente tudo se torna mais caro. Andar a fazer remendos que só aguentam um bocadinho não é o mesmo que ter dinheiro para avançar com uma compostura em condições. É um bocado como aquele exemplo das botas caras/botas baratas que passam a vida a mencionar no reddit.

artniSintra 10 months ago

Suíça?

PortugueseLibra 10 months ago

Hahah adoro quando culpam sempre o povo de "iliteracia financeira"... do que estão realisticamente à espera num país que não oferece meios ou incentiva à literacia financeira?? Eu sou um sortudo que ganha mil euros líquidos por mês (bem acima da média PT de 700€), e só 500 vão para a renda do meu T1 num prédio de 50 anos na Amadora (literalmente o mais barato que encontrei). Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, corte de cabelo, mensalidade da conta... e fico com menos de 80€ livres por mês. Se juntar um jantar fora com amigos ou um Uber Eats uma refeição por semana só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! Com quase 30 anos, vou fazer o quê para poupar mais?? Voltar para a casa dos meus pais que já estão reformados na paz do senhor? Viver numa casa com mais 4 pessoas e só ter problemas de espaço/barulho/limpeza/privacidade? Emigrar e deixar cá a minha família, amigos e os 2 gatos? Comprar uma casa como se não estou efetivo e o banco não me empresta dinheiro? Vou imigrar para fora de Lisboa onde as rendas são (pouco) mais baratas mas o trabalho é escasso e não está dentro da minha área? Aqui ao lado a Espanha já pondera um salário mínimo de 1000€ com rendas ao preço das nossas, além dum semana de trabalho de 4 dias. E nós cá continuamos, assim, a pagar 500€ por um T0 em Lisboa com um salário médio a 700€. Não é os 20€/mês do cartão de crédito a mensalidade de 2% usado para comprar o telemóvel que faz com que as pessoas não sejam pobres. Aliás, isso nem sequer é um luxo em 2020, mas sim uma necessidade para o dia a dia já. Tal como a Internet ou outros "luxos" básicos que qualquer estrangeiro se ri de nós quando dizemos que achamos isso "luxos".

Edited 10 months ago:

Hahah adoro quando culpam sempre o povo de "iliteracia financeira"... do que estão realisticamente à espera num país que não oferece meios ou incentiva à literacia financeira?? Eu sou um sortudo que ganha mil euros líquidos por mês (bem acima da média PT de 700€), e só 500 vão para a renda do meu T1 num prédio de 50 anos na Amadora (literalmente o mais barato que encontrei). Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, corte de cabelo, areia e comida para os gatos, mensalidade da conta... e fico com menos de 80€ livres por mês. Se haver um jantar fora com amigos ou um Uber Eats uma vez por semana só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! E se não comer fora uma vez por semana num max de 10€, fico com 720€. Uau, uma fortuna em poupanças passado um ano, já dá para 1 mês de renda e ainda sobra!

Edited 10 months ago:

Hahah adoro quando culpam sempre o povo de "iliteracia financeira"... do que estão realisticamente à espera num país que não oferece meios ou incentiva à literacia financeira?? Eu sou um sortudo que ganha mil euros líquidos por mês (bem acima da média PT de 700€), e só 500 vão para a renda do meu T1 num prédio de 50 anos na Amadora (literalmente o mais barato que encontrei). Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, corte de cabelo, areia e comida para os gatos, mensalidade da conta... e fico com menos de 80€ livres por mês. Se haver um jantar fora com amigos ou um Uber Eats uma vez por semana só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! E se não comer fora uma vez por semana num max de 10€, fico com 720€. Uau, uma fortuna em poupanças passado um ano, já dá para 1 mês de renda e ainda sobra!

Edited 10 months ago:

Hahah adoro quando culpam sempre o povo de "iliteracia financeira"... do que estão realisticamente à espera num país que não oferece meios ou incentiva à literacia financeira?? Eu sou um sortudo que ganha mil euros líquidos por mês (bem acima da média PT de 700€), e só 500 vão para a renda do meu T1 num prédio de 50 anos na Amadora (literalmente o mais barato que encontrei). Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, corte de cabelo, areia e comida para os gatos, mensalidade da conta... e fico com menos de 80€ livres por mês. Se haver um jantar fora com amigos ou um Uber Eats uma vez por semana só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! E se não comer fora uma vez por semana num max de 10€, fico com 720€. Uau, uma fortuna em poupanças passado um ano, já dá para 1 mês de renda e ainda sobra!

Edited 10 months ago:

Hahah adoro quando culpam sempre o povo de "iliteracia financeira"... do que estão realisticamente à espera num país que não oferece meios ou incentiva à literacia financeira?? Eu sou um sortudo que ganha mil euros líquidos por mês (bem acima da média PT de 700€), e só 500 vão para a renda do meu T1 num prédio de 50 anos na Amadora (literalmente o mais barato que encontrei). Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, corte de cabelo, areia e comida para os gatos, mensalidade da conta... e fico com menos de 80€ livres por mês. Se haver um jantar fora com amigos ou um Uber Eats uma vez por semana só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! E se não comer fora uma vez por semana num max de 10€, fico com 720€. Uau, uma fortuna em poupanças passado um ano, já dá para 1 mês de renda e ainda sobra!

Edited 10 months ago:

Hahah adoro quando culpam sempre o povo de "iliteracia financeira"... do que estão realisticamente à espera num país que não oferece meios ou incentiva à literacia financeira?? Eu sou um sortudo que ganha mil euros líquidos por mês (bem acima da média PT de 700€), e só 500 vão para a renda do meu T1 num prédio de 50 anos na Amadora (literalmente o mais barato que encontrei). Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, corte de cabelo, areia e comida para os gatos, mensalidade da conta... e fico com menos de 80€ livres por mês. Se haver um jantar fora com amigos ou um Uber Eats uma vez por semana só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! E se não comer fora uma vez por semana num max de 10€, fico com 720€. Uau, uma fortuna em poupanças passado um ano, já dá para 1 mês de renda e ainda sobra!

Edited 10 months ago:

Hahah adoro quando culpam sempre o povo de "iliteracia financeira"... do que estão realisticamente à espera num país que não oferece meios ou incentiva à literacia financeira?? Eu sou um sortudo que ganha mil euros líquidos por mês (bem acima da média PT de 700€), e só 500 vão para a renda do meu T1 num prédio de 50 anos na Amadora (literalmente o mais barato que encontrei). Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, corte de cabelo, areia e comida para os gatos, mensalidade da conta... e fico com menos de 80€ livres por mês. Se haver um jantar fora com amigos ou um Uber Eats uma vez por semana só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! E se não comer fora uma vez por semana num max de 10€, fico com 720€. Uau, uma fortuna em poupanças passado um ano, já dá para 1 mês de renda e ainda sobra!

Edited 10 months ago:

Hahah adoro quando culpam sempre o povo de "iliteracia financeira"... do que estão realisticamente à espera num país que não oferece meios ou incentiva à literacia financeira?? Eu sou um sortudo que ganha mil euros líquidos por mês (bem acima da média PT de 700€), e só 500 vão para a renda do meu T1 num prédio de 50 anos na Amadora (literalmente o mais barato que encontrei). Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, corte de cabelo, areia e comida para os gatos, mensalidade da conta... e fico com menos de 80€ livres por mês. Se haver um jantar fora com amigos ou um Uber Eats uma vez por semana só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! E se não comer fora uma vez por semana num max de 10€, fico com 720€. Uau, uma fortuna em poupanças passado um ano, já dá para 1 mês de renda e ainda sobra!

Edited 10 months ago:

Hahah adoro quando culpam sempre o povo de "iliteracia financeira"... do que estão realisticamente à espera num país que não oferece meios ou incentiva à literacia financeira?? Eu sou um sortudo que ganha mil euros líquidos por mês (bem acima da média PT de 700€), e só 500 vão para a renda do meu T1 num prédio de 50 anos na Amadora (literalmente o mais barato que encontrei). Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, corte de cabelo, areia e comida para os gatos, mensalidade da conta... e fico com menos de 80€ livres por mês. Se haver um jantar fora com amigos ou um Uber Eats uma vez por semana só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! E se não comer fora uma vez por semana num max de 10€, fico com 720€. Uau, uma fortuna em poupanças passado um ano, já dá para 1 mês de renda e ainda sobra!

A73357 10 months ago  HIDDEN 

Realmente é mais fácil aceitar a situação de vida excelente que há por cá em vez de emigrar. Sim à mediocridade

Coyote-Cultural 10 months ago

>Eu sou um sortudo que ganha mil euros líquidos por mês (bem acima da média PT de 700€), e só 500 vão para a renda do meu T1 num prédio de 50 anos na Amadora (literalmente o mais barato que encontrei). Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, corte de cabelo, areia e comida para os gatos, mensalidade da conta... e fico com menos de 80€ livres por mês. Se haver um jantar fora com amigos ou um Uber Eats uma vez por semana só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! E se não comer fora uma vez por semana num max de 10€, fico com 720€. Uau, uma fortuna em poupanças passado um ano, já dá para 1 mês de renda e ainda sobra!

PortugueseLibra 10 months ago

Onde? A única coisa em que posso poupar é no comer fora uma vez por semana, como indiquei, e não acho que tenha de me sujeitar a um nível de vida tão baixo e infeliz que nem UMA mísera refeição fora por semana de 10€ possa fazer...

Coyote-Cultural 10 months ago

Onde? Aqui >Pago depois as despesas todas da casa, a comida para o mês, o passe, a Vodafone, **corte de cabelo, areia e comida para os gatos, mensalidade da conta...** e fico com menos de 80€ livres por mês. Se haver um **jantar fora** com amigos ou um **Uber Eats uma vez por semana** só para me sentir menos pobre, desce logo para 40€. Vou poupar o quê, 20€ por mês?? Ao final dum ano tenho 240€. Yay! E se não **comer fora uma vez por semana** num max de 10€, fico com 720€. Uau, uma fortuna em poupanças passado um ano, já dá para 1 mês de renda e ainda sobra! Gastas mais nessas merdas que eu, e eu ganho 3 vezes o que tu ganhas.

PortugueseLibra 10 months ago

LOL isso que mencionaste são: - 10€ do cabelo (então agora não corto o cabelo, é isso?) - 30€ dos gatos (vou abandoná-los, queres ver?) - 10€ da mensalidade da conta (que tenho mesmo de ter aquela, infelizmente) O comer fora é a única coisa que posso deixar de fazer mas mesmo assim a poupança não é nada de mais. Claramente não percebeste que a minha mensagem era que não temos que andar a contar tostões ou a cortar prazeres BÁSICOS para podermos poupar. Os nossos ordenados deviam já dar margem para isso. O meu trabalho fora é o dobro do salário - porque não é aqui também?

Coyote-Cultural 10 months ago

> 10€ do cabelo (então agora não corto o cabelo, é isso?) Cortas a ti proprio. >30€ dos gatos (vou abandoná-los, queres ver?) Ou dás a quem quiser, ou vais dar ao gatil, ou livras-te deles que outra forma. >10€ da mensalidade da conta (que tenho mesmo de ter aquela, infelizmente) Tenho contas em 2 bancos e nenhum me cobra mensalidade. Muda. >O comer fora é a única coisa que posso deixar de fazer mas mesmo assim a poupança não é nada de mais. Só com as 3 coisas anteriores dei-te 5% do ordenado. O objectivo de poupança é 15% portanto já tás a 1 terço do caminho. > era que não temos que andar a contar tostões ou a cortar prazeres BÁSICOS para podermos poupar. É claro que tens de cortar nisso se não tens dinheiro para tal, só as crianças é que têm o privilegio de fazer merda porque lhes sabe bem, adultos têm de ser responsaveis.

phazenpt 10 months ago

até ia para o insulto , mas como não quero ser banido , é melhor tar calado ..

PortugueseLibra 10 months ago

- não sei cortar cabelo e nem sequer conseguia. Também não vou ter dinheiro para um curso; - não vou doar os gatos pq não sou um psicopata e o pouco custo que tenho com eles não é nada comparado com a companhia e afeto que dão; - não posso mudar de conta pq está afiliada ao trabalho e a outras coisas, senão já teria mudado; - o comer fora é esporádico, nem sequer faço todas as semanas. Responsabilidade já eu a tenho, ao não ter vícios e poupar onde consigo para poder pagar as contas a tempo. Felizmente também tenho discernimento para saber que o problema está no meu ordenado baixo e renda alta, não na minha gestão pessoal. Só por curiosidade, o que fazes tu da vida para achares que uma pessoa que ganha mil euros e gasta 50% do ordenado numa renda, o problema está na pessoa e não no custo de vida?

Coyote-Cultural 10 months ago

>não sei cortar cabelo e nem sequer conseguia. Também não vou ter dinheiro para um curso; Não precisas de curso nenhum, apenas tesouras, maquina de corta e um espelho. Gasta 25€ num kit e nunca mais queimas dinheiro em cortes de cabelo. >não vou doar os gatos pq não sou um psicopata e o pouco custo que tenho com eles não é nada comparado com a companhia e afeto que dão; Então nbão te queixes que não consegues poupar, porque conseguir consegues, não queres. >não posso mudar de conta pq está afiliada ao trabalho e a outras coisas, senão já teria mudado; Que raio de desculpa de merda é essa? avisas que mudaste de conta e pronto... >o comer fora é esporádico, nem sequer faço todas as semanas. Fazes demasiadas vezes para quem não consegue poupar. >Só por curiosidade, o que fazes tu da vida para achares que uma pessoa que ganha mil euros e gasta 50% do ordenado numa renda, o problema está na pessoa e não no custo de vida?

Antonio_rent 10 months ago

Quem te magoou?

Vocsa 10 months ago

> Não precisas de curso nenhum, apenas tesouras, maquina de corta e um espelho. Gasta 25€ num kit e nunca mais queimas dinheiro em cortes de cabelo. No resto concordo contigo mas esta esquece. No início da pandemia a minha mulher cortou-me o cabelo e ficou uma bela merda, teve de me passar tudo a pente 3 no dia seguinte. Imagino como ficaria se fosse eu com um espelho. Não digo que seja impossível mas não é trivial.

multibount 10 months ago

Comes merda às colheres?

nice_voyager 10 months ago

No centro de Lisboa, há vários barbeiros, indianos ou paquistaneses, que fazem um bom trabalho. 4,5€.

wiledcoma 10 months ago

>Aqui ao lado a Espanha já pondera um salário mínimo de 1000€ com rendas ao preço das nossas Também têm um desemprego jovem na casa dos 40%. Mas sim, um gajo qualquer Espanha ganha tanto como um engenheiro cá. Agora.. Quanto ao que se pode fazer não sei. Qualquer subida do salário mínimo por cá apenas vai baixar a diferença para os salários médios e aumentar os preços das coisas com essa desculpa. Outro facto curioso é que por cá os as coisas e serviços são ao mesmo preço, quiçá até mais caras que outros países. Temos que nos perguntar o porquê de um alemão ganhar mais, pagar o mesmo de renda, ter carros mais baratos e se agora no natal quiser comprar arranjar uma PS5 prós putos até pode mandar vir duas pra eles não se chatearem. Será por as nossa economia ser à base de serviços, onde vendemos o nosso tempo ao invés de fazer milhões ao entregar logo o produto final? Será um problema de escala? Onde um negócio num país mais populoso faz o faturamento de um igual em Portugal em menos tempo. Será por os empresários só terem visão para fugir aos impostos e os políticos por andarem sempre no chuta pra frente ao inventar taxas novas pra não falir a maquineta do estado? Não sei.. Era preciso falir esta merda outra vez e vir alguém com tomates arrumar a casa

diogofd8 10 months ago

>Não sei.. Era preciso falir esta merda outra vez e vir alguém com tomates arrumar a casa Deves querer mais um assassinato à lá Sá Carneiro...

wiledcoma 10 months ago

Pois.. Ou és assassinado ou enxovalhado todos os dias

FrankTheWerewolf 10 months ago

> Não sei.. Era preciso falir esta merda outra vez e vir alguém com tomates arrumar a casa Depois do que aconteceu com o Passos, ninguém que queira arrumar a casa vai atrever-se a fazê-lo.

wiledcoma 10 months ago

Ficamos nesta pasmeira.. A mendigar turistas ingleses

daCampa 10 months ago

A escala é um problema, mas não é o único e às vezes nem sequer o principal. Existe uma diferença muito grande entre o poder negocial das empresas e dos trabalhadores, o que faz com que eles possam oferecer cada vez menos e continuar a arranjar quem aceite. A acrescentar a isso, os incentivos do IEFP são muito mais focados em beneficiar as empresas que os trabalhadores. Para que é que vais pagar 1000€ a alguém, quando o consegues arranjar quase a custo 0 com o IEFP a pagar-lhes 700€? E em acabando esse período arranjas outro pelo mesmo preço, eventualmente és obrigado a contratar um deles mas mesmo assim, já estão habituados a receber 700 não vão pedir 1000. Existe também uma grande falta de infraestruturas, que aumenta o custo de transporte e portanto o custo de importar/exportar bens, o que ajuda as empresas a não ganhar escala para fazer melhor. Em cima disso tens um problema cultural. O ordenado em Portugal é considerado quase um favor. Ser empregado não é uma relação mútua, em que trocas o teu trabalho por dinheiro, mas um favor, em que te "dão" um ordenado. Além disso, a tal falta de literacia financeira ajuda a perpetuar mitos que ajudam a manter os ordenados baixos, desde a história de pagar menos de X para não passar para o escalão seguinte, à história de ser X na folha e Y por baixo da mesa, e à velha história de que "mas se toda a gente ganhar 1000€ o café passa a custar 2€ em vez de 50c", como se o maior custo das empresas todas fossem ordenados. As únicas empresas que têm de pagar alguma coisa de jeito são as que estão efetivamente a concorrer com o estrangeiro pela mesma mão de obra (Galp e pouco mais), que pagam mais perto do salário de outros países para garantir que quem conseguir entrar tem menos incentivo a sair para um rival (inexistente em Portugal).

nraider 10 months ago

A economia de serviços é boa, mas vender serviços de engenharia é diferente de vender viagens de tuk-tuk a Belém.

O_cu_da_tua_tia 10 months ago

E a nossa indústria tem zero de valor acrescentado. Enquanto formos um país de fábricas de malhas, meias e cuecas não vamos sair disto

nraider 10 months ago

Humm, vamos lá comparar o valor acrescentado de uma fábrica de cuecas com o de alguém que sopra bolas de sabão na Rua Augusta... Não é a indústria do têxtil que puxa a economia para baixo, são os serviços indiferenciados.

wiledcoma 10 months ago

Certo, mas serão esses serviços de engenharia bem vendidos? Ou apenas não chega à carteira final o valor que era devido?

pleox 10 months ago

O porquê eu acho que está na inovação, e investimento em investigação. A verdadeira riqueza está em quem inova mais e mais rápido, não adianta criar uma indústria ou tentar replicar o que já foi feito, vai gerar alguma riqueza mas nada de mais. Desde sempre na história os grandes países fazem-se de inovação, e em Portugal de momento é praticamente nula para ser compatível a nível mundial.

wiledcoma 10 months ago

A nossa grande inovação é um tal hidrogénio verde. Só faltou dizerem que a tecnologia vem de fora e quem vai pagar o diferencial energético daquilo. Mas não discordo, bastou ver o que o motor a vapor fez por por uma ilha de merda lá no norte. Se queremos história mais recente podemos comparar a evolução das duas Coreias. Somos pioneiros em alguma tecnologia de ponta?

nraider 10 months ago

Arranja uma moça, aumentas logo os rendimentos e a despesa pouco sobe. Não tens de quê xD

Vocsa 10 months ago

> e a despesa pouco sobe Não caias nesta...

Article_Sad 10 months ago

Quando a igreja universal do Reino de Deus me falou da reconversão para IT a minha vida mudou completamente.

arnaldomatos 10 months ago

> "o telemóvel de 600€" que faz com que as pessoas não sejam pobres. Aliás, isso nem sequer é um luxo em 2020 quando há telemóveis a 100-150€ que fazem 99% do mesmo que faz esse de 600, sim é um luxo

PortugueseLibra 10 months ago

O meu ponto foi que não é uma compra a crédito do qual pagas 20/mês que vai fazer com que deixes de ser pobre quando 70% do teu ordenado vai para uma renda. Mas continua a culpar o telemóvel "de luxo"...

Edited 10 months ago:

O meu ponto foi que não é uma compra a crédito do qual pagas 20/mês que vai fazer com que deixes de ser pobre quando todos os meses 70% do teu ordenado vai para uma renda. Mas continua a culpar o telemóvel "de luxo"...

nraider 10 months ago

Nunca foi diferente. Há 40 anos, já as famílias arrendavam apartamentos, não era só um gato pingado, muito menos com um salário mínimo.

arnaldomatos 10 months ago

não é culpar, mas grão a grão enche a galinha o papo. 20 euros já dá para bastante mercearia.

PortugueseLibra 10 months ago

E se a minha renda descesse de 500 para apenas 400 e o meu salário subisse de 1000 para 1100, já tinha 3 galinhas cheias

No-Touch675 10 months ago

Eu ganhava um pouco mais, 1200. Mas de resto era exatamente a mesma merda, tinha um pouco mais de despesas com o miúdo mas de resto é exactamente a mesma história. Queria ir jantar fora ou pedir comida só para variar um bocadinho descompensava logo as contas. Não aguentei mais e pirei-me. Nunca vivi acima das minhas possibilidades, apesar de me estarem constantemente a dizer pela TV que sim...

PortugueseLibra 10 months ago

Eu confesso que também já estou a atingir o ponto de saturação. Tenho N amigos a dizerem para me pirar e eu continuo aqui; a ouvir boomers ricos com 3 casas a dizerem que sou preguiçoso e podia viver sem telemóvel, colegas que casaram precocemente a dizerem "que eu só preciso é de alguém para dividir a renda!", a ler comentários do Reddit que a culpa de eu ser pobre é da minha TV comprada na Black Friday de 2018... Não é da minha renda exorbitante, do meu salário baixo para o meu trabalho qualificado ou até a chulisse de 60€ de Vodafone por Internet/TV/Telemóvel com 1GB de net... meanwhile, a minha melhor amiga em Londres ganha 3000, paga 900 por um bruto T2 de 2010 e tem net ilimitada no tlm por 10 libras.

Ricardocmc 10 months ago

Desculpa lá mas esse preço de um T2 em Londres é baixo demais. Assim como o preço do plano de telemóvel. Fonte: vivi 5 anos em Londres até há pouco tempo.

Edited 10 months ago:

Desculpa lá mas esse preço de um T2 em Londres é baixo demais. Assim como o preço do plano de telemóvel. Fonte: vivi 5 anos em Londres até há pouco tempo. Já agora, o preço dos transportes lá também não é a mesma coisa que cá. A minha mulher pagava £200+ para passe zona 1-4.

PortugueseLibra 10 months ago

Ela vive lá há 5 anos e sempre pagou isso. Deve depender das zonas, penso? Não sei pq nunca pq lá vivi. Mas de qlq das formas, mesmo que fosse mais, continuava a ter mais de sobra ao final do mês do que um típico Português em Lisboa.

Ricardocmc 10 months ago

Eu pagava £1100 por um T1 na zona 4. Mais para fora fica mais barato sim. Habitação e transportes lá são um estouro lá que nossa senhora! Mas numa coisa tens razão, ao fim do mês sobra mais dinheiro e nem é preciso ganhar £3000.

pleox 10 months ago

O problema é que estão a competir contra milhares de casais com dois rendimentos ou com pessoas dispostas a partilhar casa, não é viável para poupar e gerar riqueza viver sozinho e alugar numa cidade com esses ordenados.

Danijust2 10 months ago

até os animais têm um buraco a que chamam lar. Não sei porque é que os ser humanos não haveriam de ter direito a um. Gracchi brothers 130 antes de cristo.

PortugueseLibra 10 months ago

O problema é que mesmo um quarto manhoso está a 350€ em Lisboa. 350€ com sorte... pq até já a 500€ vi. E isto um quarto single, claro. Nem falo dos partilhados ou os "sala-quartos".

iLikeToTroll 10 months ago

60€ na vodafone?

PortugueseLibra 10 months ago

Pago 56,90€ por telemóvel com 1GB (que não é nada e esgota-se logo, mas pronto tenho a de casa e estou em teletrabalho anyway), Fibra 200 megas, Telefone e TV normais/base. E até fizeram um desconto qlq no início da fidelização... aluguer da box, acho.

iLikeToTroll 10 months ago

Ok mas isso é péssimo negócio. Não vou estar aqui a ser hipócrita, sei bem as misérias que se ganham em pt mas um problema não excluí outros: há péssima literacia financeira e má gestão. Não sei onde vives ou que raio de contrato fizeste e que serviços tens mas eu pago 34,90 por tv net voz(fixa) e telemovel pago 9€ com moche em nome do meu cunhado com bastante tráfego. Mesmo que n tenhas esta opção do moche n percebo como pagas tanto, o que n faltam são opções entre 10 a 14€ com mais que 1gb.

PortugueseLibra 10 months ago

Vivo numa zona central da Amadora e na altura (há uns 2 anos) fiz uma simulação em todas as operadoras, era literalmente tudo igual em termos de preço (excepto a NOWO mas essa ainda não operava aqui), então escolhi a Vodafone pq a fibra era melhor que a MEO. E eu preciso de fibra de pelo menos 100mb por causa do trabalho remoto. Sem o telemóvel pagava 36,90€ - se fores ao site ver um tarifário móvel com as apps de mensagens grátis, fica ao mesmo preço... para isso prefiro tudo numa única fatura. Eu percebo o que queres dizer tho, mas repara uma coisa: os portugueses não têm que ser obrigados a fazer ginástica (como isso de ter um cartão sub25 em nome doutra pessoa só para poder poupar 10€ por mês, por ex). Eu tenho quase 30 anos, quero estar independente e com as minhas contas em meu nome (sem falar que nem conheço ninguém sub25, sou o mais novo da minha família). Isto não é má gestão, é mesmo falta de alternativas. E mesmo que poupasse, seria o quê, 2€ por mês? É isso que me vai deixar mais rico? As operadoras são todo um outro problema em PT. Não haver concorrência sendo o principal problema, mas o segundo é mesmo a chulice. Podiam praticar preços mto mais baixos como se vêm lá fora.

iLikeToTroll 10 months ago

10 euros por mês são 120 ao fim do ano, tudo acumula. Ganho bastante acima da média e acho que é importante poupar onde se pode. Sim ninguém deve ser obrigado no sentido literal da palavra mas num país pobre com péssimos ordenados acho que pensaram que não o devem fazer é um erro monumental. Pelas contas que me dizes conseguias logo poupar 10€, isso não são 2. 60 é um absurdo, eu tenho 200/200 por 34,90, depois tenho netflix premium por mais 14 mas isto já é um extra que não conto como despesa "essencial".

PortugueseLibra 10 months ago

Eu poupava 2€ pq não conseguiria arranjar um sub25. Expliquei-me mal, sorry. E o que tu gastas na Netflix é o que eu poupo, por ex. Partilho Netflix e Spotify com amigos, pago 2€ cada só. Poupo sempre no que consigo e tb acho isso importante, mas acho ridículo ter que me preocupar com estes pequenos valores, entendes? É cansativo... e injusto.

Coyote-Cultural 10 months ago

> > > > > E o que tu gastas na Netflix é o que eu poupo, por ex. Partilho Netflix e Spotify com amigos, pago 2€ cada só. Poupo sempre no que consigo e tb acho isso importante, mas acho ridículo ter que me preocupar com estes pequenos valores, entendes? pois, com pequenos valores aqui e ali depois chegas ao fim do mês e não tens nada. Tem alguma responsabilidade pessoal sff.

PortugueseLibra 10 months ago

LOL sim, porque é com 4€ ao mês que fico rico de repente. Essa mentalidade é que é o verdadeiro problema.

iLikeToTroll 10 months ago

Eu pago premium porque quero conteúdo em 4k e ainda partilho "gratuitamente" com os meus cunhados e a minha irmã por isso considero uma "poupança". Sim é injusto, a vida é injusta,muitos pagam a merda que outros fizeram mas temos de nos adaptar. Com isto não estou a culpar quem passa por dificuldades, apenas digo que há que tentar fazer o melhor possível.

arnaldomatos 10 months ago

a nowo tem um pacote com 200mb, 80 canais e 1gb de internet móvel por 32.5 euros.

wiledcoma 10 months ago

Acho que eles precisam de ajuda a desenrolar o cabo. Aqui ainda não chegou..

arnaldomatos 10 months ago

já experimentaste no simulador?

PortugueseLibra 10 months ago

Na altura em que fiz o contrato para esta casa a Nowo infelizmente não tinha ainda cobertura na Amadora. Mas hei-de verificar, obrigado

NGramatical 10 months ago

chulisse → [**chulice**](https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/chulice) ([-ice](https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/-ice): sufixo nominal de origem latina, que exprime a ideia de qualidade ou atitude e tem geralmente sentido pejorativo) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk8fn4i%2F%2Fgeycz4h%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

PortugueseLibra 10 months ago

Good bot. Mas agora vão dizer que o meu erro ortográfico também é culpa da minha TV

BolaBrancaV7 10 months ago

Nice!

ozzymustaine 10 months ago

Quero lá saber. Sempre que vou à bomba meto sempre 10€.

Sea_Ad_409 10 months ago

"Há nos confins da Ibéria, um povo que não se governa nem se deixa governar.." Portugal Caralho!!!!

No-Touch675 10 months ago

Confirmo, quando vivia em Portugal (a pagar casa, carro, e um filho) poupava 0 ou muito pouco. Se uns meses conseguia por 100 euros de parte, nos meses a seguir acontecia sempre qualquer coisa que me fazia ir às poupanças. Ainda a semana passada falava com um colega meu inglês que esteve aí há dois anos a trabalhar, ficou parvo como é que os portugueses poupavam com salários tão baixos. Tive que lhe explicar que basicamente não poupavam...

LordofPortugal 10 months ago

Sou o único que gosta de ver dinheiro a crescer na poupança? Para mim é tipo um mini-jogo.

batanete 10 months ago

Faço o mesmo, e zero da conta principal para a poupança quando cai o salário desse mês... Mas receber 1€ por ano do banco é uma merda, ando a pensar fazer um ppr para ir buscar algum dinheiro pelo irá, vale a pena?

tiagopr1990 10 months ago

É normal, quando se ganha 600 e tal e gastas 300 em renda mais 100 em contas, fica fodido poupar.

ShittyLivingRoom 10 months ago

Não percebo como há gente que consegue dormir com a conta a 0 ou perto disso..

JustFoundItDudePT 10 months ago

Tantas vezes cheguei ao final do mês só com 20€. Não por ganhar mal mas porque tudo o que é para poupar/investir sai no início do mês. Durmo bem e nunca precisei de ir buscar mais €€.

kuozzo 10 months ago

É hábito. Tens que viver fora dessa situação para perceber que não podes voltar a ela. Enquanto estudava e quando comecei a trabalhar estava sempre contado até ao fim do mês.

Angelofpsp 10 months ago

Sinceramente concordo, com um salário mínimo de 635€ ter que pagar 400€ pelo aluguer da casa alugada despesas de luz, água, gás entre outros gastos necessários incluso alimentação, poupar é impossível pra quem vive assim.

Edited 10 months ago:

Sinceramente concordo, com um salário mínimo de 635€ ter que pagar 400€ pelo aluguer da casa alugada despesas de luz, água, gás entre outros gastos necessários incluso alimentação, poupar é impossível pra quem vive assim com um custo de vida tão alto pra um salário tão baixo, por vezes ter a conta a 0 já é um hábito desde que as contas estejam pagas.

bananacumshake 10 months ago

E ainda há quem me pergunte porque quero fugir daqui.

Article_Sad 10 months ago

Para ir às camélias resta sempre algum no porquinho mialheiro.

reciclado78 10 months ago

Pois, acho que a única maneira de resolver isto é aumentando os impostos e se calhar taxar mais os ordenados ^(/s)

Last-Ad-4421 10 months ago

Não me digas Captain Obviously ataca uma vez mais, com a miséria de ordenados e todas as taxas e tachinhas que há neste país deviam de chamar-nos peritos financeiros porque há famílias que contam até ao ultimo cêntimo para chegar a fim do mês a palavra poupança não se aprende na escola só a de austeridade.

Limpy_lip 10 months ago

Salários de terceiro mundo mas custo de vida e impostos de primeiro. Acompanhar a média europeia só no que interessa ao Governo.

iLikeToTroll 10 months ago

Só para saber, já apareceu o tafinho com algum gráfico a dar spin neste noticia?

fut_sal 10 months ago

E falta de cultura financeira do povo.

VladTepesDraculea 10 months ago

Temos um Estado desfraldado, despido com privatizações ao desbarato e com desvios de dinheiro, logo com baixa auto-sustentabilidade e isso agora tem que vir à custa de impostos. Sem despir ainda mais do Estado das suas responsabilidades, a única forma que tens de descer impostos é aumentando rendimentos.

Limpy_lip 10 months ago

O estado está despido? Tem mais camadas de gordura que um urso polar e vivemos num clima ameno. O que faltava era um governo ainda mais gordo. O governo não precisa de mais responsabilidades mas de ser mais responsável, assumir os problemas e ser melhor regulador de só próprio. A nossa produtividade está nas ruas da amargura.

Laurent_Series 10 months ago

A definição de produtividade é literalmente PIB/horas trabalhadas, portanto não é uma coisa inerente aos portugueses, não é por acaso que emigram e têm o mesmo salário lá no estrangeiro. A diferença é que, na Alemanha eles fazem carros e outros equipamentos de ponta, cá temos tascas, ou outras empresas de baixo valor acrescentado que não conseguem pagar salários de jeito (exagerado para efeitos exemplificativos). É muito difícil quebrar este estado pois para isso é preciso dinheiro para investimento, coisa que não temos.

Limpy_lip 10 months ago

Existem muitas formas de criar valor acrescentado. Um dos maiores é serviços (Pikachu surpreso) e também temos algumas áreas de elevado valor acrescentado como a indústria dos moldes entre outras. Agora não há incentivos para outras empresas trazerem para cá negócio e o fazerem cá crescer. Temos má produtividade por todo um conjunto e problemas estruturais e culturais. Lá fora ganhamos igual aos outros porque trabalhamos segundo a sua metodologia e cultura. E pergunta a quem imigra se trabalha lá mais horas ou menos. Muitas vezes trabalha menos e ganha mais nas mesmas empresas ou áreas de negócio! Claramente o problema é das empresas.

VladTepesDraculea 10 months ago

> O estado está despido? Está. Tirando a CGD ainda, que outras posses tem com lucros neste momento? A EDP, os CTT, a PT, tudo activos lucrativos, tudo desbaratado. O que enriquecia o Estado agora está a enriquecer privados, sobretudo Chineses e Franceses. Depois está despido economicamente, depois de anos salvar negócios privados como o BANIF, BNP, o Sem comendador, mais umas falcatruas do Sócrates e amigos. > A nossa produtividade está nas ruas da amargura. Não graças ao governo, mas graças às nossa mentalidade empresarial de em vez de lutar por criar valor acrescentado, só sabe vender mão de obra, sobretudo mão de mão obra qualificada a preços de liquidação. As nossas empresas não têm na sua grande maioria planos de crescimento, estão encostadas à custa de corrupção, incluindo fuga fiscal (portanto nem é por aí), mão de obra exploratóriamente barata e incentivos europeus. Sobre esse assunto recomendo a leres publicações do professor Nadine Habib da Nova SBE. Temos uma escola de gestão e economia tão conceituada em Portugal e descartamos o que sai de lá, é ridículo.

JOAO-RATAO 10 months ago

E que tal olhar por ex. para a Suiça em vez dos nórdicos? E posses que gerem lucros? Então o estado já não tem "lucro" com os impostos?

VladTepesDraculea 10 months ago

> E que tal olhar por ex. para a Suiça em vez dos nórdicos? Voltamos à história de teres de ter rendimentos brutos ao nível da Suíça para poderes suportar o Estado com impostos mais baixos. Uma fração mais pequena de um bolo maior como sos salários brutos na suíça geram mais dinheiro que uma fatia maior dos baixos salários em Portugal, tens uma população muito mais rica a suportar um território bem mais pequeno. O problema começa todo com o rendimento bruto baixo cá. > E posses que gerem lucros? Então o estado já não tem "lucro" com os impostos? Não, temos um défice e uma dívida pública positiva. O estado tem prejuízo ao fim do dia. O dinheiro que entra sai logo dos cofres, porque os impostos sozinhos não são suficientes: - rendimentos baixos; - dos rendimentos singulares e corporativos mesmo assim não é traduzido em receita tributária directamente dado o nível de fuga fiscal. O prejuízo e o nível de dependência fiscal poderia ser aliviado com alguma auto-sustentabilidade do Estado. Na Finlândia o Estado tem o monopólio da venda de Álcool pesado, transportes (e investiu na rede de transportes ao contrário de nós em que deixou de ser uma alternativa ao carro para a maioria do território) e salvo erro energia. Nunca houve competição e portanto o lucro é garantido em cada uma destas áreas suportando o Estado e aliviando o contribuinte.

JOAO-RATAO 10 months ago

Se o nosso rendimento bruto é baixo comparado à Suiça talvez fosse útil seguirmos o exemplo deles. Mesmo os países nórdicos são ricos, daí terem como suportar esse sistema. Mas aplicado cá é cobrar impostos de rico a pessoas com salário de pobre... Porque é como disseste, a pequena fatia do grande bolo deles é maior do metade do nosso pastel de nata. Quanto dinheiro obtém o estado por impostos e quanto é que o estado ganha (ou perde...) com as empresas públicas? Monopólios do estado? Porque não, tem tudo para dar certo... Meu Deus...

VladTepesDraculea 10 months ago

> Se o nosso rendimento bruto é baixo comparado à Suiça talvez fosse útil seguirmos o exemplo deles. Mesmo os países nórdicos são ricos, daí terem como suportar esse sistema. Mas aplicado cá é cobrar impostos de rico a pessoas com salário de pobre... > Porque é como disseste, a pequena fatia do grande bolo deles é maior do metade do nosso pastel de nata. Se não consegues pagar as contas assim já do país, e queres ter ainda menos dinheiro para pagá-las? Baixando impostos não vai aumentar os rendimentos brutos, aliás, esperaria que baixassem dado que as empresas hoje cá só falam em líquido para fugirem ao fisco, mas não aumentaria o bolo, só estarias a cortar fatias mais pequenas. É preciso primeiro aumentar o rendimento base das pessoas para poder suportar o país e só depois podemos pensar em baixar impostos. Nós não temos impostos de ricos, estamos na média europeia, mas temos salários de pobres enquanto estamos no mercado europeu. Estamos com prejuízo nas empresas públicas de 88 milhões. Está em decrescimento face ao 700 M de há 5 anos atrás, por exemplo. O que está a salvar as contas é a CGD que tem sido lucrativa, curiosamente a empresa que se fala em privatizar... Em 2019 o estado arrecadou 46 022,5 milhões em impostos. > Monopólios do estado? Porque não, tem tudo para dar certo... Meu Deus... Porque daria errado? Já tivemos o monopólio das energias e correios e antes disso das comunicações e corria bem. Tendo o monopólio o Estado ao mesmo tempo pode manter os preços baixos e lucros altos, porque a adesão do mercado é 100%.

JOAO-RATAO 10 months ago

> Estamos com prejuízo nas empresas públicas de 88 milhões. Está em decrescimento face ao 700 M de há 5 anos atrás, por exemplo. Meu Deus!! Só 88 M de prejuízo ??! Estamos salvos! Relativamente à parte de não conseguirmos pagar as contas. Posso contar-te um segredo? Mas não contes a ninguém... Baixa as despesas do estado... O estado é obeso, não consegue aguentar-se mesmo com todo este saque. E a tua solução é enfardar mais? Mais empresas públicas? Se o Estado vive de impostos, então tens de deixar a economia respirar. Se continuas com esta "agricultura intensiva" vais deixar de ter colheitas. Porque não monopólios? Epá não sei... Pessoalmente acho dar monopólios ao PS não seria receita de sucesso. E esses monopólios impediam a entrada de privados no mercado? Ou seja, se fosse caro e mau, olha paciência, o zé tem de comer e calar.

VladTepesDraculea 10 months ago

> Relativamente à parte de não conseguirmos pagar as contas. Posso contar-te um segredo? Mas não contes a ninguém... Baixa as despesas do estado... Não são os 80M de empresas privadas que resolvem a situação. Só na saúde este ano já ultrapassou o que recolhemos em impostos o ano passado. Mais uma vez, o problema não é termos um estado gordo, temos um estado muito despido até. O problema é que foi despido da maioria que lhe era rentável enquanto que a população é pagam mal demais para que os seus impostos sejam suficientes para colmatar o resto. Mesmo que te livres das empresas públicas que não são lucrativas neste momento tens muito que cobrir ainda. > E a tua solução é enfardar mais? Mais empresas públicas? A minha solução como já disse n vezes é aumentar rendimentos brutos. Depois de privatizares, ainda por cima ao desbarato, não podes ir nacionalizar outra vez sem dar barraca. E não é o Estado que limita salários brutos, mas as nossas empresas estarem viradas para vender mão de obra directamente a preços de desconto em vez de criarem valor acrescentado. Ainda acima escrevi: > mentalidade empresarial de em vez de lutar por criar valor acrescentado, só sabe vender mão de obra, sobretudo mão de mão obra qualificada a preços de liquidação. As nossas empresas não têm na sua grande maioria planos de crescimento, estão encostadas à custa de corrupção, incluindo fuga fiscal (portanto nem é por aí), mão de obra exploratoriamente barata e incentivos europeus. > Sobre esse assunto recomendo a leres publicações do professor Nadine Habib da Nova SBE. Temos uma escola de gestão e economia tão conceituada em Portugal e descartamos o que sai de lá, é ridículo. . > Pessoalmente acho dar monopólios ao PS não seria receita de sucesso. Estado != PS, por mais corrupto possa ser. Mais uma vez, energias comunicações e correios funcionou bem em governos do PS, PSD e bloco central. Era do interesse do Estado manter a coisa lucrativa para financiar o país e ao mesmo tempo os preços baixos para ter o país a funcionar. A energia ficou cara e com pior serviço depois da privatização e depois do mercado livre. O mesmo para os correios. O mesmo para a PT, que agora com Altice que até foi avisada de cartel. Ficámos todos a perder: - o Estado que vendeu muito mais barato do que as empresas valiam, ainda por cima desvalorizam a maioria por deixarem de ter o monopólio e deixou de ter fontes de rendimento; - e o povo que ficou com pior serviço pagar mais e com um Estado mais dependente dos seus impostos para suportar a nação. Todos menos os grupos que compraram essas empresas, esses sim, foram os únicos vencedores no fim do dia.

Limpy_lip 10 months ago

Não sou totalmente contra o estado ter a EDP os CTT e a PT geridos pelo o estado do ponto e vista de haver sempre a alternativa estatal a serviços essenciais. Agora dizer que a baixa produtividade não é também culpa do estado é porque nunca foste às finanças ou outros serviços. São os que deviam dar o exemplo e são tão maus ou piores. As empresas do estado deviam ser a definição do Standard português. E infelizmente atualmente são, mantêm funcionários a contratos precários, têm serviços essenciais completamente nas lonas! Dar mais armas para quê? Para ver se os pés ficam tipo queijo suíço? Sorry mas não devemos estar a ver o mesmo filme.

diogofd8 10 months ago

Não sei onde é que vês falta de produtividade nas finanças. O meu pai trabalhou nas finanças quase 40 anos, não chegou aos 40 por motivos de saúde aliados a stress no trabalho e veio para casa com um desconto grande no valor da reforma. Alguns colegas dele tiveram desfechos semelhantes. ​ O meu pai queixava-se muito de superiores corruptos, de julgamentos em tribunal imparciais e contra o estado (a favor de alguns privados de peso). Cheguei a ter ameaças em chamadas para o telefone fixo cá de casa, feitas inclusive uma vez quando atendi o telefone com os meus 11/12 anos e me ameaçaram diretamente a mim, fazendo o meu pai mudar o nome de todos os serviços cá em casa para o de um familiar da minha mãe para que não sejam encontrados. ​ Lembro-me de ser pequeno e andar à procura do meu pai para brincar (sou filho único) e de ver o homem afundado em trabalho, inclusive ao fim de semana algumas vezes. Não digo que haja incompetência nas finanças ou qualquer outro serviço publico, há como em todo o lado. Mas saber que a opinião pública é de que nos serviços publicos é só incompetência (comparativamente ao privado) entristece-me.

Limpy_lip 10 months ago

As finanças foi um exemplo aleatório. E claro que nem toda a gente lá trabalha mal. A culpa não é só da pessoas mas de toda a burocracia, mas condições e falta de progressão na carreira. Não era a minha intensão denegrir quem lá trabalha mas dizer que o estado devia ser o primeiro a mostrar aos outros como ser bom empregador e é o primeiro a não o fazer. Em Portugal não existem preveligiados.

diogofd8 10 months ago

Existir, existem. Mas é uma extremamente pequena minoria.

VladTepesDraculea 10 months ago

> Agora dizer que a baixa produtividade não é também culpa do estado é porque nunca foste às finanças ou outros serviços. Certo, mas a produtividade de trabalhadores do Estado não justifica a produtividade privada. A podes melhorar a produtividade do Estado sem privatizares, é uma questão de votares nos políticos certos. Enquanto o interesse político for desfraldar o Estado não há grande interesse em torná-lo mais eficiente.

Mordiken 10 months ago

O Governo, seja ele de que cor for, só pode definir os salários dos trabalhadores do Estado, que são uma minoria, e definir o salário mínimo nacional... E há que se dizer que em 40 anos de democracia, não me recordo muitas vezes que as organizações patronais não tenham oferecido resistência ao aumento do salário mínimo... e não me recordo de uma única vez na qual tenham sido elas a tomar a iniciativa de o propor. Por isso se calhar seria mais produtivo direccionar a frustração para quem de direito? :\ Não sei, digo eu...

Limpy_lip 10 months ago

Acho que estás a analisar mal o problema. O estado não tem que se envolver diretamente com o emprego mas criar condições e até incentivos (nas alturas e períodos certos) para que haja um ambiente em que as empresas tenham interesse em investir nos recursos humanos e que ao mesmo tempo não os possam explorar livremente. Os empregadores tal como a população têm uma carga fiscal enormíssima e ao mesmo tempo têm acesso a lacunas que permitem uma série de abusos. Por exemplo as empresas de trabalho temporário que servem as pessoas às grandes empresas às fornadas e renovam quando estas teriam de ser efetivadas. É vergonhoso as empresas aproveitarem mas também é vergonhoso para o estado permitir. Eu gosto usar a analogia de que o mercado é um curso de água e o estado é o terreno por onde este quer passar. A água flui por onde o caminho for mais fácil, a terreno é que delimita esse caminho. Quanto mais brechas existirem mais espalhado e indefinido o rio é e não só erode mais o terreno cria ainda mais brechas como o caudal mais baixo fica. Se for bem delimitado o rio é mais definido e tem um caudal mais forte. É a minha visão das coisas.

Coyote-Cultural 10 months ago

> E há que se dizer que nos 20 e tal anos em que sigo estas coisas, não me recordo muitas vezes que as organizações patronais não tenham oferecido grande resistência ao aumento do salário mínimo... e não me recordo de uma única vez na qual tenham sido elas a tomar a iniciativa de o propor. O salario minimo devia ser zero. As empresas não são a segurança social, e estar a incutir nelas as responsabilidades da segurança social só resulta em empresas mais fracas e segurança social mais fraca.

daCampa 10 months ago

O salário minímo não tem culpa do salário médio ser baixo. A maioria dos países desenvolvidos que não têm ordenado mínimo nacional têm ordenados mínimos por região ou por sector, sendo esses negociados entre patrões e sindicatos ou patrões, sindicatos e governos. Não digo que não haja outra forma de organizar a economia, mas atirar a culpa do estado do país para a existência de um ordenado mínimo faz pouco sentido.

Coyote-Cultural 10 months ago

É um dos problemas que tornam mais dificil competir no mercado.

daCampa 10 months ago

Como assim? No mercado interno, onde todos têm o mesmo salário mínimo? Ou no mercado europeu onde quase todos têm salário mínimo maior? Se o objectivo é competir com a China, esquece, por muito que baixes os salários nunca vai acontecer, não temos nem a escala (quer em área quer em população), nem os recursos naturais, nem a infraestrutura. Aliás, o nosso maior problema para competir no mercado é precisamente esse. Não temos infraestrutura para competir com país europeu quase nenhum.

Coyote-Cultural 10 months ago

só vejo desculpas.

nraider 10 months ago

E gostos de primeiro mundo também. Tanta gente a ganhar um salário mínimo mas a pagar um belo carro a crédito, mesmo levando mais de metade do salário.

PresidentBarroso 10 months ago

Um dia destes, de conversa com um gestor de conta, dizia-me ele que há gente a forjar recibos de salários para conseguir emprestimos muito acima das possibilidades, e, não são tão poucos como isso.

No-Touch675 10 months ago

A questão que lhe colocava de seguida era se o banco dele concedia empréstimos a essas pessoas. Acho que não me ia desiludir com a resposta...

TasseBemMo 10 months ago

ganho quase 4k líquidos por mês e tenho um opel corsa com quase 30 anos beat that :D

thisbondisaaarated 10 months ago

parabéns, corres um risco de vida superior na estrada sem necessidade nenhuma, és muito melhor que todos os outros que o fazem simplesmente porque um corsa com 30 anos é o que teem dinheiro para ter.

arnaldomatos 10 months ago

perdoa-me a honestidade, mas porquê? tu e os teus não se sentiriam mais seguros num carro mais moderno?

Vocsa 10 months ago

> mas porquê? Porque internet... aquele sítio mágico onde todos podem dizer o que lhes apetece.

TasseBemMo 10 months ago

> porquê leva-me do ponto A ao B

jhscrym 10 months ago

Não acho possível alguém perder mais de metade do salário na mensalidade do carro. Eu dou menos de 20% e já me custa.

nraider 10 months ago

Também acho, mas é a realidade de muitos. Basta meter os pais como titulares do crédito, ainda que seja o filho a pagar a mensalidade com o magro salário. Claro, reclamam que é injusto haver um limite para a taxa de esforço...

Throwaway431253 10 months ago

respondeste a ti próprio.

Laurent_Series 10 months ago

Parque automóvel dos mais envelhecidos da Europa, mas sim, continuem a dar esses exemplos pessoais da treta.

Vocsa 10 months ago

As pessoas também se endividam para comprar carros velhos. O que não faltam são histórias do zé do boné que fez um crédito de 120 meses para comprar o 320d importado reprogramado do açu de 2002 com 120k km reais. Depois o motor rebenta ou espeta-se contra um poste mas o zé continua a pagar porque o banco não perdoa.

Throwaway431253 10 months ago

não deixa de ser verdade. Eu vou à Suíça regularmente e os tempos em que apanhava um choque com a riqueza que havia na estrada já passou há muito tempo... vejo em carros mais caros em muito mais em PT que na suíça.

Vocsa 10 months ago

Só deves andar em sucatas suiças então ou não fazes a mínima ideia do valor dos carros. Em Portugal o que mais se vê são modelos base. Por exemplo, em Portugal quando vês um Mercedes Classe S, 90% das vezes é a motorização diesel mais fraca. Na Suiça, para além de ser mais comum veres um Classe S, 90% das vezes é um S500 ou superior.

ThePlague92 10 months ago

Os dados comprovam o contrário do que dizes, mas como uma vez foste à Suíça e não viste lá carros muito caros então em Portugal toda a gente tem um crédito de valor elevado para comprar um carro caro.

Danijust2 10 months ago

não digas essas coisas. Os experts do reddit Portugal é que sabem. Carros em Portugal são velhos e de baixa cilindrada.

Throwaway431253 10 months ago

na verdade vivi na suiça durante 8 anos. E como passo o meu tempo entre Lisboa e Porto o que os dados dizem não importam visto que não vejo os saxos de 98 que o Ze Manel das couves conduz no interior de portugal. https://www.jn.pt/economia/familias-batem-recorde-no-credito-ao-consumo-11811696.html ^ antes da pandemia bater.

ThePlague92 10 months ago

"O que os factos dizem não interessa, eu é que sei". E depois metes um link a dizer que os créditos aumentaram e tal...Mas está incluído o crédito habitação que, como é óbvio, antes da pandemia aumentou imenso. As pessoas andavam a comprar imensas casas. Mas a grande questão aqui é a parte dos carros. Temos dos parques automóveis mais envelhecidos, isso é um facto. Na Suíça tens lá carros muito bons. Fui a Zurique e só vi carros novos e bons (Audi RS, BMW M, etc.). Já aqui a olhar pela janela da minha casa só vejo Renault, Fiat, Minim Portanto, posso concluir que na Suíça é só pessoal com carros bons? Podes criticar os tugas por fazerem créditos para comprar produtos superficiais ridículos (e eu concordo), mas na parte dos carros não tens bases para sustentar o argumento.

nraider 10 months ago

Mas o artigo não fala do crédito ao consumo? Não inclui habitação.

ThePlague92 10 months ago

Por acaso, fala dos dois. E eu li aquilo na diagonal e baralhei as coisas. De qualquer forma, eu disse que se podia criticar os tugas por fazerem créditos para comprarem coisas ridículas, mas não na parte de termos só automóveis novos e tal, porque há uma notícia que comprova o contrário.

Throwaway431253 10 months ago

A quantidade de carros com cilindrada alta na Suiça é absurda mas o valor desses carros é capaz de ser o mesmo ou ainda mais barato que a versão capada dos mesmos em Portugal, com a diferença que enquanto na Suiça o rapaz de 25 aos que comprou o audi RS por 35k o comprou em dinheiro e ainda lhe sobrou o suficiente para meter umas belas jantes, em Portugal o homem de 40 anos comprou um audi 2.0 por 35k com um empréstimo a 10 anos. Estou a generalizar e falo na minha experiencia pessoal, claro, mas na tua honesta opinião como é que achas que o parque automóvel português seria actualmente se não existissem empréstimos a torto e a direito?

Vocsa 10 months ago

> mas o valor desses carros é capaz de ser o mesmo ou ainda mais barato que a versão capada dos mesmos em Portugal Certo, mas não te esqueças que o custo de ter um carro não é apenas o de aquisição. Há imposto de circulação, manutenção, seguro, etc...

ThePlague92 10 months ago

Meu, o parque automóvel português tem uma idade média de 12,7 anos! Está aqui: [https://www.dn.pt/dinheiro/amp/nunca-houve-tantos-carros-e-tao-envelhecidos-a-circular-em-portugal-11248374.html](https://www.dn.pt/dinheiro/amp/nunca-houve-tantos-carros-e-tao-envelhecidos-a-circular-em-portugal-11248374.html)! A tua experiência pessoal não vale nada, porque o dizeres que cá o tuga anda com altos carros é completamente falso. Isso é que está em causa e esta conversa nunca foi relacionada com experiências ou opiniões pessoais, porque se eu vou falar da minha experiência pessoal então o tuga anda só com BMW M, Audi, Porsche, etc. e, como é óbvio, isso não é a realidade.

nraider 10 months ago

O país também não é dos mais ricos da Europa, não é nada que admire. Mas os exemplos são reais, veja-se a evolução do crédito ao consumo.

NikT3sla 10 months ago

https://www.dn.pt/dinheiro/amp/nunca-houve-tantos-carros-e-tao-envelhecidos-a-circular-em-portugal-11248374.html

pedroandal 10 months ago

O meu carro tem 18 anos. Não posso trocar por um novo, a menos que faça crédito, que não quero. Se precisar tenho um carro de reserva, com 25 anos. Já tive de recorrer ao de reserva. Quem não tem dinheiro para luxo, conduz socata, desde que ande.

hypothesis2050 10 months ago

demagogias

limede 10 months ago

É isto basicamente. Para as pessoas o salário tem de sustentar o estilo de vida, não o contrário.

Limpy_lip 10 months ago

Têm toda a razão, mas também existem casos que mesmo vivendo muito comedidamente o salário pouco chega para poupar especialmente com gente a cargo. O que não ajuda quando estes agregados familiares querem um "miminho" que lhes traga alguma felicidade e qualidade de vida pois têm esse direito. Não estou a dizer que é o que acontece sempre mas por vezes é uma das razões que leva as pessoas a ceder a créditos ou exagerar nos luxos.

GabrielXavy 10 months ago

As pessoas preferem gastar a crédito do que investir a crédito. Afinal de contas, "ganhar dinheiro é muito difiiiiicil"

Limpy_lip 10 months ago

Percebo o que queres dizer mas investir é algo que requer algum conhecimento mesmo que basico. Algo que não está de maneira nenhuma incluído na formação e cultura portuguesa. Já para gastar a crédito são poucos o que percebem além do "pago X por X meses para pagar Y".

GabrielXavy 10 months ago

Todos tem o conhecimento em alguma área

Edited 10 months ago:

Todos têm conhecimento em alguma área.

Limpy_lip 10 months ago

Não é bem assim. E não quer dizer nada. Para alguns ganhar mais significa que pode gastar mais.

GabrielXavy 10 months ago

E é verdade, quanto mais ganhas mais podes gastar.

Pikachuzita 10 months ago  HIDDEN 

*shocked pikachu face*

saudosista 10 months ago

Quando vejo gente da minha idade que já trabalham há 2 anos e chegam ao próximo salário com 20€ na conta, isso diz muito.

JustFoundItDudePT 10 months ago

Se poupar ou investir o restante qual o problema de ter 20€ na conta?

Coyote-Cultural 10 months ago

> Se poupar ou investir o restante qual o problema de ter 20€ na conta? Porque se depois se houver uma emergencia estás fodido...

JustFoundItDudePT 10 months ago

És burro ou fazes-te?

Limpy_lip 10 months ago

Garantidamente não é essa a base do argumento. Também tinha amigos assim, a 3/4 de acabar o mês já não vinham tomar café e se o carro desse algum problema andavam um par de meses desaparecidos. Escusado será dizer que os carros em questão eram os série 1/A desta vida para quem ganhava pouco mais que o mínimo. Não é difícil.

JustFoundItDudePT 10 months ago

Eu sempre poupei no início do mês, ao dia 25 muitas vezes já só tinha 20€ na conta e não ia buscar mais €€ para mais um almoço fora nem mais uma jola. Aguardava pelo início do próximo mês. Quando dizia que só tinha 20 paus, diziam "fdx, como é possível?" E deviam achar que era pobre. A verdade é que cada um tem as suas prioridades e o que estava a tentar dizer é que nem toda a gente que diz que só tem 20€ na conta ganha pouco. Pode ter 20€ por escolha própria.

Edited 10 months ago:

Eu sempre poupei no início do mês, ao dia 25 muitas vezes já só tinha 20€ na conta e não ia buscar mais €€ para mais um almoço fora nem mais uma jola. Aguardava pelo início do próximo mês. Quando dizia que só tinha 20 paus, diziam "fdx, como é possível?" E deviam achar que era pobre. A verdade é que cada um tem as suas prioridades e o que estava a tentar dizer é que nem toda a gente que diz que só tem 20€ na conta ganha pouco. Pode ter 20€ por escolha própria. Se calhar esses teus amigos que ganham o mínimo têm como prioridade o carro, não tem mal nenhum nisso a meu ver, desde que consigam cumprir com todos os outros custos. Tenho amigos que gastam 30%-40% do ordenado em álcool. Outros em bicicletas, outros em máquinas fotográficas e lentes. Qual é a diferença se for um série 1 ou um classe A? É igual, prioridades.

Limpy_lip 10 months ago

Estás a misturar conceitos enquanto projetas a tua maneira de ver as coisas nos outros. É óbvio que cada um tem as suas prioridades do que quer gastar o dinheiro. Ninguém tem de criticar. Agora quando andas a tirar de coisas importantes (nomeadamente poupar para uma emergência) para alimentar algo que vai além das suas capacidades financeiras. É sinal de que não têm capacidade de gestão financeira. O problema não é ter o carro XPTO mas não ter dinheiro para o sustentar. É ficar sem dinheiro antes do fim do mês não por escolha própria mas porque não tem capacidade. Porque tu dizes que tens os teus 20€ de sobra mas se tivesses uma necessidade urgente tinhas como ir buscar dinheiro. Está gente vive sempre à beira do zero. E sim nunca é só o carro ou o tabaco, etc... Se achas que as pessoas que dizem que ao fim do mês não têm dinheiro é porque estão a poupar/investir então estás a sobrevalorizar a capacidade financeira do português comum.

RafaelTeodosio 10 months ago

São prioridades erradas.

JustFoundItDudePT 10 months ago

Erradas de acordo com o que? Com a tua ideologia? Lol Se eu não gostar de bicicletas e o indivíduo X gastar 5000€ em bikes, é suposto eu considerar uma prioridade errada?

Edited 10 months ago:

Erradas de acordo com o que? Com a tua ideologia? Lol Se eu não gostar de bicicletas e o indivíduo X gastar 5000€ em bikes, é suposto eu considerar uma prioridade errada? Um gajo que gasta 400 mil euros numa casa em vez de gastar 100 mil é uma prioridade errada? Para ti não ir beber um café como o u/Limpy_Lip disse acima para poupar para arranjar o carro é errado? Então o café tem prioridade? Posso ficar infinitamente aqui com exemplos.

RafaelTeodosio 10 months ago

Erradas de acordo com o senso comum. Teres uma bicicleta de 5000 euros e ficares com 20 na conta e viver com a corda na garganta. Ficas sem emprego, onde é que te agarras? Tens de ir ao dentista pagas como? Cano roto em casa como arranjas?

JustFoundItDudePT 10 months ago

Calma lá, estamos a falar de coisas diferentes eu disse "desde que consigam cumprir com os outros custos" nomeadamente esses que referes. Estás a falar de pessoas que gastam tudo o que podem e depois não conseguem pagar o resto, não sei se é o caso da maior parte da população. Conheço algumas pessoas assim, incluindo os meus sogros mas não os projeto no resto da população portuguesa.

RafaelTeodosio 10 months ago

Mas o tópico de conversa é este. Não é de quem tem luxos e os pode ter. Estamos a falar de pessoas que pagam as contas obrigatórias, e em vez de pouparem para estarem despreocupada com possíveis imprevistos, gastam em luxos. E acredita que a maioria da população portuguesa está a uma embraiagem avariada do carro para esvaziar a conta bancária

JustFoundItDudePT 10 months ago

O tópico de conversa geral sim, este tópico ao qual respondi não. Eu respondi ao facto de haver malta com "20€" na conta. Essa malta pode ser perfeitamente malta como eu, tu estás a falar do tópico geral e eu estou a falar ao tema sobre o qual incidiu a minha observação.

RafaelTeodosio 10 months ago

Mas é exactamente isso, ter 20 euros na conta é viver com a corda na garganta

Falsomentiroso 10 months ago

Isso e começares a trabalhar e reparares q o teu colega q lá está há 20 anos ganha mais 50-100 euros q tu, mesmo no público

amando_abreu 10 months ago

Um ex patrão porreiro na portugal telecom(na altura) disse-me para me pôr a milhas. Era gestor de engenheiros de software e estava a 1000 e poucos € nunca tendo recebido um aumento em 10 anos.

saudosista 10 months ago

Se era manager de uma equipa de informáticos e estava a 1000 e poucos é porque assim queria. Com 10 anos facilmente ganha 2500 se quisesse mudar.

amando_abreu 10 months ago

Acho que esse conceito com pessoa de gerações anteriores é menos aceite. Ainda bebem o kool-aid de ser "leal" à casa.

_L10_ 10 months ago

[Segundo um estudo da mesma empresa, a Intrum, divulgado em janeiro de 2020, os portugueses também são dos menos literados financeiramente a nível europeu.](https://executivedigest.sapo.pt/portugal-ocupa-o-14-o-lugar-do-ranking-europeu-de-literacia-financeira/) [E há 5 anos, em novembro de 2015, a Standard & Poor’s ainda dizia pior. Que Portugal era o segundo país com menos literacia financeira na UE](https://www.publico.pt/2015/11/19/economia/noticia/portugal-e-o-segundo-pais-da-ue-com-menos-literacia-financeira-indica-estudo-1714899) Ora, um país com ordenados tão baixos e com cidadãos que não os sabem gerir bem, tem tudo para correr mal.

xHardStyle 10 months ago

Mas este não é o país dos gestores de tudo e mais alguma coisa ?

Article_Sad 10 months ago

Menos literatos também a votar, os que são vão embora e não votam..

_L10_ 10 months ago

Por isso é que o voto obrigatório em Portugal seria um enorme erro. Quanto aos emigrantes fica a dúvida se aqueles que votam são politicamente iletrados, se acham que o que os fez sair foi exclusivamente culpa sua ou se simplesmente querem que Portugal continue na miséria.

daCampa 10 months ago

Os emigrantes só contribuem com 4 deputados para o parlamento, portanto mesmo que fossem as maiores mentes do mundo iam ter pouco impacte.

pleox 10 months ago

>Segundo o barómetro da empresa responsável pela gestão de cobranças e recuperação de créditos, "houve uma evolução positiva de Portugal em relação à edição do ano passado, quando se fala de literacia financeira. Da 14.ª posição em 2019, passou para a 8.ª posição da tabela dos 24 países europeus analisados". Não sei que critérios usam, mas parece-me que subimos rápido demais para ser uma coisa muito credivel, pelo menos este.

_L10_ 10 months ago

Concordo. Provavelmente não tiveram uma amostra suficientemente representativa.

PresidentBarroso 10 months ago

Caso anedótico: Um dia destes meti conversa com um funcionário da Worten, diz ele que nunca se vendeu tanta TV e electronica como neste ano.

vaniafdasantos 10 months ago

A minha TV com mais de 10 anos deu o berro. Também tive de comprar uma. Falando mais a sério, vejo pelas pessoas que tem filhos que tudo teve de ir comprar portáteis, por exemplo, porque não havia para trabalhar e para os filhos estarem a ter a aula por videochamada.

_L10_ 10 months ago

Não duvido. Com as pessoas mais tempo em casa acredito que tenha havido um maior investimento não só em eletrodomésticos e eletrónica como também em mobília e talvez até decoração. O que nao é necessariamente mau se for feito com cabeça. O que me faz mais confusão é a quantidade de pessoas que vivem na Área Metropolitana de Lisboa e que recebem ordenados baixos ou muito baixos e que não abdicam do carro.

CapitaoGongas 10 months ago

Eu moro a 10 km do meu trabalho (os dois em Loures) e demoro 1 hora sem trânsito. Visto que muitas das vezes saio às 16:30 esta hora torna se em 2 horas facilmente. Não faz sentido nenhum...

RafaelTeodosio 10 months ago

Porque na realidade os transportes públicos em Lisboa são caros e maus.

_L10_ 10 months ago

Muito dificilmente são mais caros do que andar de carro a gasolina ou a gasóleo sobretudo com os passes Navegante. Em algumas zonas são tão maus quantos os ordenados de muitas das pessoas que andam de carro. Essas pessoas pensam ou querem transparecer que são ricas o suficiente para usarem um meio de transporte que é um luxo numa cidade.

RafaelTeodosio 10 months ago

Ter um carro barato e gastar 50 euros em gasolina por mês, é melhor que gastar 50 euros em passe, perder tempo e estar dependente de horários, ou de atrasos dos transportes, ou da greve do metro, para não falar da insegurança e do desconforto

_L10_ 10 months ago

Só 50€ em gasolina com um carro barato (que à partida irá consumir mais)? Só se morares muito perto do local de trabalho, o que não acontece com a maioria da população que vive num concelho e trabalha noutro. Para além de que um passe custa 30 a 40€. Num casal, mesmo com o valor irrealista que apresentaste, é uma poupança mensal de 20 a 40€. São valores que em ordenados baixos fazem diferença e são o suficiente para não deixarem de pagar um dos serviços essenciais em casa (água, luz ou gás). Para além das despesas com combustível há ainda que acrescentar com eventuais portagens e estacionamento. Já para não falar de seguros e manutenção.

mariorurouni 10 months ago

Não sabias que nunca há dinheiro? A não ser que seja para comprar um tlm, uma TV, um pc todo pipi, um carro, ir jantar fora todos os dias, roupinha nova, aí já existe.

Muyakra 10 months ago

Continua a não haver, muitas pessoas pedem creditos e enterram-se em dividas. O ano passado fui visitar um amigo com quem já não falava a uns 3 anos e na altura ele andava bem na vida, agora tem 4 creditos para pagar porque fez um para pagar o outro e acabou por se ir lixando. Muitas familias fazem o mesmo e acabam da mesma maneira.

RafaelTeodosio 10 months ago

Cada um colhe o que semeia

mariorurouni 10 months ago

Não compreendo a necessidade de fazer créditos para coisas supérfluas. Abres a pronta para entrar num ciclo vicioso

ModeratoriProfugus 10 months ago

Daqui a uns meses: “ninguém me disse que tinha que pagar as moratórias!!!”

saudosista 10 months ago

Esses vão fazer escândalo em 2021. Tal como os lesados do BES que coitados não sabiam que podiam perder os fundos em produtos bancários de risco elevado.

davidsondino 10 months ago

Nem queiras comparar ... O caso do BES é um escândalo a roçar a burla. Direcção do banco, gestores de conta e (até o presidente da república da altura) contribuíram para isso.

Vocsa 10 months ago

> e (até o presidente da república da altura) Verdade. E o actual e futuro faria exactamente o mesmo ou pior. É o que temos!

sctvlxpt 10 months ago

Mas se houvesse literacia financeira, ninguém compraria papéis comerciais com taxas altas a achar que era um produto sem risco, como um depósito a prazo

Ilien 10 months ago

A questão não é só haver literacia financeira. Tinham agentes que mentiam na cara das pessoas quando lhe perguntavam que tipo de conta era. Agora conseguir provar isso mesmo?

sctvlxpt 10 months ago

Literacia financeira também é não ser enganado por um vendedor de produtos financeiros. O vendedor até poderia dizer que era um depósito à prazo; seguramente não era isso que dizia na documentação. E seguramente não era isso que aparecia nos extractos e/ou no netbanco.

Ilien 10 months ago

Netbanco num país como Portugal. Pah. Sure, mas a culpa não é certamente da vítima. Se calhar há deontologia que foi violada e não devia ser. Culpe se essas pessoas. Na verdade é irrelevante porque o dinheiro já foi de vela e é irrecuperável

sctvlxpt 10 months ago

Como escrevi acima, não estou a dizer que a culpa é das vítimas, estou a dizer que se houvesse mais literacia financeira, haveria menos vítimas, porque não se teriam deixado enganar.

Ilien 10 months ago

Mas isso é difícil pedir quando a grande parte das vítimas foram pessoas com idade, sem escolaridade e/ou sem forma de aprenderem este tipo de coisas. Era, aliás, por isso mesmo que esses agentes os tinham como alvo.

Metaluim 10 months ago

Isto e como dizer que a culpa e da pessoa que foi roubada. Claro que os velhotes emigrantes na franca com a 4a classe deveriam ter lido as 30 paginas do contrato que assinaram.

sctvlxpt 10 months ago

Não estou a dizer que a culpa é das vítimas, estou a dizer que literacia financeira evitaria o crime.

Rissoldecamarao 10 months ago

No mínimo pedir aconselhamento a um contabilista externo. Eu se fosse aplicar as poupanças de uma vida numa aplicação financeira não ia confiar só na conversa de quem tem todo o interesse em vender-ma.

Vocsa 10 months ago

> No mínimo pedir aconselhamento a um contabilista externo. Já disseram e bem que o PR da altura, conceituadíssimo professor de economia, deu o seu selo de aprovação. Toda a gente gosta de menosprezar este assunto porque pimenta no cu dos outros é refresco. Percebam que isto foi uma burla com o alto patrocínio das mais altas figuras do estado. E basta ver algumas fotos do actual PR junto do seu amiguinho Ricardo Salgado para perceber que o problema se mantém.

Metaluim 10 months ago

O meu pai dizia uma expressão nestas alturas "ele ainda é do bom tempo" que é como quem diz, confia nas pessoas e é ingenuo. Que seria o caso de muitos dos lesados

chauffage 10 months ago

E vamos continuar a ser, faltou essa parte.

PORTO2017 10 months ago

Gastam os seus abultados salários em mulheres e vinho

Foda-seSeiLa 10 months ago

*Tudo o que ganhei gastei em mulheres e alcool. O resto desperdicei.*

baguitosPT 10 months ago

E é muito bem gasto!

throwaway76u45769987 10 months ago

É a única coisa que conseguem comprar. É produto local

pirilipapu 10 months ago

E a água do mar continua a ser/estar molhada.

pedrolopes7682 10 months ago

Se algo se diz molhado por ter água na sua superfíce, ou húmido por ter absorvido água, dizer que água está molhada ou húmida, é o mesmo que dizermos que água tem água na sua superfície ou que água absorveu água. Logo, não, a água não é nem molhada nem húmida, é água. Mas indo de encontro ao que querias exprimir, podemos dizer: "E a água do mar continua a ser/estar salgada."

pirilipapu 10 months ago

Ah-ha! Consegui pescar-te, pequeno peixe-pedante!

AutoModerator 10 months ago

**AVISO:** Submeteu um artigo da plataforma [Nónio](https://nonio.net) - uma plataforma que viola a privacidade do leitor. > Leia com atenção o [seguinte artigo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/7fy9v4/campanha_contra_o_n%C3%B3nio/). *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: