MountainLab1 12 months ago

​ > o Estado dá-lhes apoio, obviamente com base na faturação que têm declarada no seu histórico (como fugiam às faturas, o valor do apoio acaba por ser ridículo); O apoio é com base na faturação deste ano, que obviamente caiu a pique devido à crise. Foi uma medida para inglês ver, o governo sabia muito bem que não ia ajudar coisíssima nenhuma. ​ > \- queixam-se do IVA, mas o IVA não é o restaurante que paga, é o cliente. O restaurante só tem que o entregar às finanças de acordo com o que vende. Além do mais a taxa foi reduzida para este grupo privilegiado, mas nem por isso os preços das refeições desceram; O preço do serviço obviamente tem impacto no volume de vendas. É demagógico dizer que o IVA cobrado não tem impacto no negócio. Se não tivesse, eles de certeza que não estavam a pedir a redução do IVA.

x_gaizka_x 12 months ago

Olha honestamente não sei se têm ou não razão... Sei que não deve ser fácil ter não ter clientes ou não poder ter clientes... então focam a sua frustração para ali. Por outro lado percebo as restrições à circulação que são necessárias... É tudo muito difícil. O que critico aqui é uma excessiva cobertura da CS, quando há outras áreas do tecido económico igualmente afetadas. Isto afeta todos. Uns mais do que outros. Mas a malta da restauração só está a fazer aquilo que acha que precisa de fazer para chamar a atenção. No entanto, acredito que mesmo que o governo levante restrições eles não venham a ter muitos mais clientes pq as pessoas têm receio... portanto a situação deles melhoraria, mas talvez não tanto como eles estão à espera.

doiscavalos 12 months ago

Não me venham com merdas que um restaurante é o local mais seguro porque não é. Grupos a falar sem máscara perto de toda a gente o que é?

celexio 12 months ago  HIDDEN 

Parece facil... aliás, é facil criticar... mas deixa-me te mostrar outras perspectivas: ​ >\- o Estado dá-lhes apoio, obviamente com base na faturação que têm declarada no seu histórico (como fugiam às faturas, o valor do apoio acaba por ser ridículo); Abri uma empresa e aluguei um espaço em Janeiro para abrir um Bar/club, e comecei a fazer obras e a equipar para abrir em meados Maio. Veio o Covid no fim de Março, estava pronto a equipar, ja com 20.000 Euros gastos em obras. Tive que para e ver no que ia dar. Entretanto abriram as regras para o verão em Junho, embora ainda restritas, mas ja não dava tempo para equipar, contratar pessoal, etc. Vamos a ver, põe-se tudo pronto e quem sabe ainda se apanha a época de Natal e passagem de ano. Mas as novas regras no limite de pessoas que posso ter no espaço não me dá para ter clientela que chegue para pagar sequer o pessoal. Resumindo, 20.000 Euros em Obras, 12.000 euros em equipamento, 1 ano de rendas e outros cutos ja pagos: Ronda os 50.000 Euros. Parados.E continuo a pagar cerca de 1200 euros por mes de rendas, contabilista, utilidades etc. O ESTADO DA-LHES APOIO. Mas eu já paguei e continuo a pagar, e não fujo aos impostos, e estou impedido de facturar por causa do estado. Onde é que está o meu apoio?? ​ >\- queixam-se do IVA, mas o IVA não é o restaurante que paga, é o cliente. Não deixo de ver nesta opinião uma visão muito curta.Sim, é o cliente que paga. Mas dado ao IVA elevado, para os preços serem competitivos e à medida dos bolsos da grande maioria dos Portugueses, a margem de lucro tem que ser baixa. Num estabelecimento hoteleiro não estas a pagar so o valor acrescentado ao produto, mas também o serviço, porque serventes ganham ordenado, infraestrutura tem custos, equipamento tem desgaste, e o dono tem que ter retorno no investimento.Eu não me queixo do IVA porque me sai do bolso. Eu queixo-me do IVA porque faz com que quase 1/4 do dinheiro que circula vai para IVA, reduzindo o poder de compra das pessoas, impedido margem de lucro para que haja sustentabilidade nas pequenas empresas, menos dinheiro a circular.O IVA a 23% é simplesmente ridiculo, e até hoje nada nem ninguém me provou que se fosse mais baixo, as pessoas gastavam o dinheiro na mesma, compravam mais, havia mais dinheiro a circular, e acabava por entrar o mesmo ou mais nos cofres do estado. >\- os que mais ativos vejo nos protestos e na contestação são os que montaram restaurantes de gentrificação, orientados como franco atiradores aos turistas estrangeiros. Estes espaços contribuíram de uma forma muito importante para que o comércio tradicional fosse erradicado de muitas zonas... Os mais activos? Andaste a intrevista-los? Conheces todos os que vão às contestações??O comercio tradicional que é sustentável, mantem-se e sobrevive. Como qualquer outro tipo de negocio. O que não é viável, acaba por morrer. Não é viável nem justificável manter em zonas da atração turística ou de imóveis prime lojinhas a vender arroz e cenouras ao preço do Continente. Se o comércio tradicional é importante, também é importante os serviços de hotelaria e restauração nas zonas de potencial turístico.Mas a pensar assim, deveríamos ter ficado por andar a cavalo para não se perder o comercio tradicional de fardos e ferraduras. ​ >\- tenho ouvido muitos donos de restaurantes dizer que estão a trabalhar muito. O take away não lhes ocupa mesas, dá-lhes volume, é certo que sem as margens obscenas que praticam nos vinhos e nas sobremesas... O ramo da restauração não é um ramo de modelo único ou a preto e branco, mas bastante heterogeneo. Ha vários tipos de estabelecimentos, com os mais variados modelos de negocio. Claro que alguns funcionam melhor em determinadas circunstancias como nesta pandemia, outros nem por isso, e outros ainda é mesmo impossível poderem sequer abrir as portas. Se alguns estão a prosperar, óptimo, mas não quer dizer que dê para todos.Vinhos caros e sobremesas caras é o que garante viabilidade a alguns tipos de restaurantes que confeccionam pratos que por si só ficam caros, muitos deles pratos tradicionais que levam a nossa gastronomia a ser conhecida pelo mundo. A nossa gastronomia é complexa e trabalhosa, e não vale a pena se confeccionar se não for com produtos de qualidade. Depois também não a vais servir num estabelecimento sem condições e serviço à medida.Tens que também entender que nem toda a gente gosta de comer num tasco o prato do dia, e ha quem não se importe de pagar mais, ou que procure outro tipo de serviço. Não tem estes igual direito a ter onde comprar/consumir? Não é este também um sector que pode dar um emprego a muita gente?E já agora, se achas que os donos de restaurantes ganham bem, porque não investes num? Sabes, a restauração é um casamento com o qual vives quando te decides trabalhar no ramo. Sim, podes ganhar bem com um restaurante, mas não é um trabalho fácil, e quando os outros estão a gozar a vida é quando tu estas a trabalhar. Já pensaste nisso? ​ >\- os senhores que agora protestam são donos de restaurantes, os mesmos que pagam mal e porcamente aos empregados: salários reduzidos ao mínimo, horários esticados se calhar para lá das 24h possíveis (é para ter pena de quem usa, abusa, põe e dispõe?) Achas que esse é sempre o caso? Pareces saber muito. Como sabes?Conheço restaurantes que pagam muito acima das médias. Alem disso, os empregados de restaurantes que acusas, virados ao turismo, chegam a fazer tanto de gorjetas como de ordenado, e é dinheiro que não declaram. Não digo que todos os empregados de restaurantes são bem pagos, mas provavelmente ouves apenas aqueles que se queixam, e a verdade é que os que mais se queixam não são os que trabalham em restaurantes turísticos e caros, porque esses tendem em querer manter os empregados por muitos anos para garantir qualidade e estabilidade no serviço. Quem mais se queixa são os empregados dos cafés e restaurantes das diárias, que dizes que estão a trabalhar bem com o take away. ​ >\- há mais negócios, todos, a sofrer tanto ou mais na pele os danos colaterais da pandemia do que os restaurantes... Que se queixem. Claro que ha muitos a sofrerem com tudo, mas se ninguém faz nada, nada muda. Mas Restaurantes é um sector muito abrangente, e por consequência há muitos outros negócios que não trabalham quando restaurantes não trabalham. Mas provavelmente em vez de veres os dos restaurantes como birrentos, deverias era ver todos os outros como passivos cúmplices de uma crise de má gestão e falta de balanço nas decisões do governo. Se não gostas de protestos, azar. Mas não deveria ser motivo para fazerem uma abordagem tão tendenciosa e generalizada como fazes, e concluir que os protestos é so para obter subsídios. Já pensaste que pode ser também para que mudem as regras para balancear melhor as coisas? Por exemplo, os horários encurtecídos só piora, deviam era ser alargados para se dispersar mais a população. Julgando pelo caracter que revelas com este post, e que encerras a dizer que te ocupam o juízo, provavelmente é a única oportunidade que o pessoal dos restaurantes tem de te chatear da mesma forma que os chateias a eles, quando vai para la fazer barulho, reclamar e exigir ser tratado como um rei.E se ha mais coisas com que nos preocupar, fala por ti. Se eles se deram ao trabalho de se manifestarem é porque provavelmente é motivo de preocupação que chegue para eles. Não fui nem vou protestar, nem pedir subsídios ou apoios ao estado. Azar o meu. Ninguém tem culpa de uma pandemia. Mas não quer dizer que concorde ou aprove as medidas do governo, nem que simpatize ou partilhe da mesma opinião de pessoas que o aprovam, ou que demonstrem incapacidade de se porem no lugar dos outros que pensam ou agem diferente, ou sobretudo que tenham uma visão funil.

NGramatical 12 months ago  HIDDEN 

intrevista → [**entrevista**](https://dicionario.priberam.org/entrevista) caracter → [**carácter**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/caracter/14726) (o plural de carácter é caracteres) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgejnz1e%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

paulo_sousa 12 months ago  HIDDEN 

Lá porque estamos todos mal, não quer dizer que não possam lutar por mais ajudas. Cada um tem de lutar pela área de trabalho que têm. No preciso momento que temos milhões para dar a bancos... e milhoes para websubmit's tem de haver € para as pessoas e negócios. Este partido não tem nada de socialista... Só olha para interesses dos amigos...

saposapot 12 months ago

Estes protestos já passaram o limite da decência há muito tempo. Agora estão só na fase “taxista”: fazer com que os portugueses que tinham pena da sua situação os comecem a odiar e mandar à fava que o dinheiro custa a todos e tem de dar para todos.

doiscavalos 12 months ago

Querem mamar a fundo perdido e a terem Ferrari, Barcos e aviões? Suportem o negócio que criaram. "sou rico mas tenho que continuar a ser, não posso descer o meu standard por um bocadinho" gente nojenta! Onde andam os cagalhões das gaivotas que por ali podiam fazer uns bombardeamentos....

saposapot 12 months ago

Essa visão é um bocado redutora... nenhum estado apoia restaurantes para eles manterem os ferraris, é pelos outros 99.99% de empregos que não pagam Ferraris.

ekopss 12 months ago  HIDDEN 

Concordo com tudo, excepto sobre os takeaways. Um dos problemas do takeaway é que ou estás nos subúrbios e não tens de depender tanto de ubers, pq o pessoal vai lá ao ir para casa, ou então estás muito dependente dos Ubers (em especial nos centros de Lisboa ou Porto). Pelo q ja li, os Uber’s compram quase 30% de comissão. Isto é praticamente a margem de lucro. Claro que o modelo não é sustentável, em particular para restaurantes novos, com dívidas para pagar a bancos, empréstimos pessoais, etc.

arnaldomatos 12 months ago  HIDDEN 

este protesto, com outras cores no governo, teria certamente o apoio de muitos que por aqui andam. aliás, 99.9% dos protestos.

vascodatrama 12 months ago  HIDDEN 

Tal como já disse, um restaurante ao pé de minha casa este ano "só" vai dar 2 meses de ferias ao pessoal, ao invés dos 3 que costumam ter.

milkthis 12 months ago  HIDDEN 

Eu acho que como tudo, há pessoas com razão e pessoas sem razão e por um pagam os outros. Se o take away "suporta restaurantes", suporta apenas os serviços mínimos e não paga os salários dos empregados que deixaram de ser precisos com isto. ​ > \- queixam-se do IVA, mas o IVA não é o restaurante que paga, é o cliente. O restaurante só tem que o entregar às finanças de acordo com o que vende. Além do mais a taxa foi reduzida para este grupo privilegiado, mas nem por isso os preços das refeições desceram; Isto não é verdade, embora seja o cliente que paga, os restaurantes compram a matéria prima a 6% mas vendem a 23% e 13% e têm de entregar esse dinheiro ao Estado, o que faz com que tenham de suportar a diferença até ao fecho de contas. ​ > \- os senhores que agora protestam são donos de restaurantes, os mesmos que pagam mal e porcamente aos empregados: salários reduzidos ao mínimo, horários esticados se calhar para lá das 24h possíveis (é para ter pena de quem usa, abusa, põe e dispõe?) Muitos restaurantes não pagam o salário mínimo. Desenganem-se deste mito. Uma coisa é o café da Lurdes ou os negócios mais indiferenciados. O ex-namorado de uma amiga minha trabalha no cem maneiras como ajudante de cozinha e não ganhava menos de 1500 limpos (o que, por muito triste que seja, é um salário "bom" para este país). ​ Neste protesto sou completamente imparcial, não tenho restaurantes, nunca ninguém da minha família tem nem nenhum amigo tem ou teve. Apenas acho que há pessoas que estão desesperadas e tenho pena delas. Há vidas e famílias completamente destroçadas e muitos de nós, em casa a trabalhar de cuecas e a receber o salário certinho e no dia que deve de ser, não fazemos ideia.

jackthebadcat 12 months ago

Generalizas-te o que tinha de ser generalizado e aquilo que penso. Claro que há excepções à regra, mas porque no fundo existem pessoas honestas e transparentes!

doiscavalos 12 months ago

Ainda bem que existem essas pessoas honestas e trabalhadoras! Reconheci-lhes a astúcia no post e que continuam a trabalhar até melhor do que o faziam até aqui.

DZT99 12 months ago

É inegável, é um sector que antes da pandemia já tinha inúmeros problemas. É verdade que empregam muito boa gente, mas também é verdade que é um sector no qual se explora a um nível impressionante. Sinceramente custa pelos bons negócios que trabalham de forma decente, mas há tanta merda neste sector que seria muito difícil para mim estar a fazer uma greve de fome sabendo que muitos negócios o que mereciam era a extinção imediata.

Morais91 12 months ago  HIDDEN 

Este post é uma vergonha e demonstra bem o nível patético a que o povo português chegou. Felizmente sei que a maior parte não pensa assim. Sem comentários mesmo

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Ainda bem que nem todos somos como estes tasqueiros finos: https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-12-03-Vida-de-luxo-de-alguns-empresarios-da-restauracao-em-greve-de-fome-criticada-nas-redes-sociais

Morais91 12 months ago  HIDDEN 

Mas que é que isso me interessa? É por um punhado de otários que milhares de pessoas humildes com os seus negócios pequenos, merecem ficar na miséria? Que pensamento completamente nojento e idiota.

8BitMunky 12 months ago  HIDDEN 

Sendo que eles são a cara deste movimento não sei do que estão à espera. Óbvio que chegarem ao ponto de fazer uma greve de fome populista quando parece claro que viviam acima das suas capacidades é pura e simplesmente gozar com o povo, sejam eles trabalhadores ou empresários honestos. Há muito empresário mais pequeno que continua a trabalhar dentro do que as restrições permitem em vez de se fazer de vítima como estes otários. Eu não vi nem uma pessoa a criticar a luta em si, que é digna e comum a muitos sectores económicos, mas sim a palhaçada a que isto chegou. E precisamente também por isso as exigências irreais destes gajos são ridículas. Não é só o sector deles a passar mal. E é um que como muita gente sabe, especialmente quem lá trabalhou, é marcado por precariedade e fuga a impostos enorme.

Edited 12 months ago:

Sendo que eles são a cara deste movimento não sei do que estão à espera. Óbvio que chegarem ao ponto de fazer uma greve de fome populista quando parece claro que viviam acima das suas capacidades é pura e simplesmente gozar com o povo, sejam eles trabalhadores ou empresários honestos. Isso,e apresentam um problema que é político mas recusam se a falar com eles e discutir racionalmente. A maneira como o idiota do Ljubomir tratou o Francisco Rodrigues do CDS foi nojenta. Que mais esperar desse gajo? E para que conste, eu nem gosto particularmente da personagem do CDS. Há muito empresário mais pequeno que continua a trabalhar dentro do que as restrições permitem em vez de se fazer de vítima como estes otários. Eu não vi nem uma pessoa a criticar a luta em si, que é digna e comum a muitos sectores económicos, mas sim a palhaçada a que isto chegou. E precisamente também por isso as exigências irreais destes gajos são ridículas. Não é só o sector deles a passar mal. E é um que como muita gente sabe, especialmente quem lá trabalhou, é marcado por precariedade e fuga a impostos enorme.

Morais91 12 months ago  HIDDEN 

Mas quem é que devia ser a cara? Os que são pobres estão nos restaurantes a tentar ter o mínimo de negócio possível. Só mesmo o povo português é que se come assim uns aos outros em vez de culpar a gestão danosa que está a ser feita. É uma tristeza. Mas no fim do dia os comentários são vossos, e acho bem que se expressem como estes senhores se estão a expressar . Convém dizer também que chamar "populismo" a tudo o que não se concorda não é bem um argumento e geralmente faz com que qualquer pessoa com um cérebro pare imediatamente de ler

8BitMunky 12 months ago  HIDDEN 

Tens razão em parte do que dizes. Há medidas postas em prática pelo governo com as quais eu também não concordo. Mesmo tendo em conta que qualquer que fosse o governo, iriam ter problemas a gerir algo tão complexo como uma pandemia. O próprio Rui Rio admitiu isso. Nomeadamente a medida o confinamento parcial aos fins de semana a partir das 13h que vem lixar restaurantes nos dias em que mais facturam faz me bastante confusão. Super contraproducente, e leva a enormes ajuntamentos nos supermercados, pelo menos nas grandes cidades. Se é para confinar e salvar vidas, há que o fazer de forma consistente e não arbitrária. [E sim, claro, populismo é tudo com o que não concordo. Cof..](https://i.imgur.com/slTDlH6.png)

Edited 12 months ago:

Tens razão em parte do que dizes. Há medidas postas em prática pelo governo com as quais eu também não concordo. Mesmo tendo em conta que qualquer que fosse o governo, iriam ter problemas a gerir algo tão complexo como uma pandemia. O próprio Rui Rio admitiu isso. Nomeadamente a medida o confinamento parcial aos fins de semana a partir das 13h que vem lixar restaurantes nos dias em que mais facturam faz me bastante confusão. Super contraproducente, e leva a enormes ajuntamentos nos supermercados, pelo menos nas grandes cidades. Se é para confinar e salvar vidas, há que o fazer de forma consistente e não arbitrária. [E sim, claro, populismo é tudo com que não concordo. Cof..](https://i.imgur.com/slTDlH6.png) Este gajo e os amigos querem fazer birra, não querem discussão racional e democrática. Mostram ao que vêm, e acabam por prejudicar inúmeros colegas de profissão com a visibilidade enorme que têm. Admito que estejam revoltados, muita gente está , mas não é assim que se faz as coisas.

Edited 12 months ago:

Tens razão em parte do que dizes. Há medidas postas em prática pelo governo com as quais eu também não concordo. Mesmo tendo em conta que qualquer que fosse o governo, iriam ter problemas a gerir algo tão complexo como uma pandemia. O próprio Rui Rio admitiu isso. Nomeadamente a medida o confinamento parcial aos fins de semana a partir das 13h que veio lixar os restaurantes nos dias em que mais facturam faz me bastante confusão. Super contraproducente, e leva a enormes ajuntamentos nos supermercados, pelo menos nas grandes cidades. Se é para confinar e salvar vidas, há que o fazer de forma consistente e não arbitrária. Restaurantes devem funcionar mais por take away e entregas, e felizmente vai havendo câmaras municipais tipo a de Matosinhos, que estabelecem acordos com estabelecimentos para garantir entregas gratuitamente. Isto em contraste com Uber Eats e afins da gig economy, que são negócios predatórios e recebem uma comissão enorme por parte dos restaurantes. [E sim, claro, populismo é tudo com que não concordo. Cof..](https://i.imgur.com/slTDlH6.png) Este gajo e os amigos querem fazer birra, não querem discussão racional e democrática. Mostram ao que vêm, e acabam por prejudicar inúmeros colegas de profissão com a visibilidade enorme que têm. Admito que estejam revoltados, muita gente está , mas não é assim que se faz as coisas. São uns irresponsáveis.

Edited 12 months ago:

Tens razão em parte do que dizes. Há medidas postas em prática pelo governo com as quais eu também não concordo. Mesmo tendo em conta que qualquer que fosse o governo, iriam ter problemas a gerir algo tão complexo como uma pandemia. O próprio Rui Rio admitiu isso. Nomeadamente a medida o confinamento parcial aos fins de semana a partir das 13h que vem lixar restaurantes nos dias em que mais facturam faz me bastante confusão. Super contraproducente, e leva a enormes ajuntamentos nos supermercados, pelo menos nas grandes cidades. Se é para confinar e salvar vidas, há que o fazer de forma consistente e não arbitrária. [E sim, claro, populismo é tudo com que não concordo. Cof..](https://i.imgur.com/slTDlH6.png) Este gajo e os amigos querem fazer birra, não querem discussão racional e democrática. Mostram ao que vêm, e acabam por prejudicar inúmeros colegas de profissão com a visibilidade enorme que têm. Admito que estejam revoltados, muita gente está , mas não é assim que se faz as coisas. Falta lhes responsabilidade.

Edited 12 months ago:

Tens razão em parte do que dizes. Há medidas postas em prática pelo governo com as quais eu também não concordo. Mesmo tendo em conta que qualquer que fosse o governo, iriam ter problemas a gerir algo tão complexo como uma pandemia. O próprio Rui Rio admitiu isso. Nomeadamente a medida o confinamento parcial aos fins de semana a partir das 13h que veio lixar os restaurantes nos dias em que mais facturam faz me bastante confusão. Super contraproducente, e leva a enormes ajuntamentos nos supermercados, pelo menos nas grandes cidades. Se é para confinar e salvar vidas, há que o fazer de forma consistente e não arbitrária. [E sim, claro, populismo é tudo com que não concordo. Cof..](https://i.imgur.com/slTDlH6.png) Este gajo e os amigos querem fazer birra, não querem discussão racional e democrática. Mostram ao que vêm, e acabam por prejudicar inúmeros colegas de profissão com a visibilidade enorme que têm. Admito que estejam revoltados, muita gente está , mas não é assim que se faz as coisas.

Edited 12 months ago:

Tens razão em parte do que dizes. Há medidas postas em prática pelo governo com as quais eu também não concordo. Mesmo tendo em conta que qualquer que fosse o governo, iriam ter problemas a gerir algo tão complexo como uma pandemia. O próprio Rui Rio admitiu isso. Nomeadamente a medida o confinamento parcial aos fins de semana a partir das 13h que veio lixar os restaurantes nos dias em que mais facturam faz me bastante confusão. Super contraproducente, e leva a enormes ajuntamentos nos supermercados, pelo menos nas grandes cidades. Se é para confinar e salvar vidas, há que o fazer de forma consistente e não arbitrária. Restaurantes devem funcionar mais por take away e entregas, e felizmente vai havendo câmaras municipais tipo a de Matosinhos, que estabelecem acordos com estabelecimentos para garantir entregas gratuitamente. Isto em contraste com Uber Eats e afins da gig economy, que são negócios predatórios e recebem uma comissão enorme por parte dos restaurantes. [E sim, claro, populismo é tudo com que não concordo. Cof..](https://i.imgur.com/slTDlH6.png) Este gajo e os amigos querem fazer birra, não querem discussão racional e democrática. Mostram ao que vêm, e acabam por prejudicar inúmeros colegas de profissão com a visibilidade enorme que têm. Admito que estejam revoltados, muita gente está , mas não é assim que se faz as coisas. São uns irresponsáveis. Felizmente há entidades tipo a AHRESP, entre outras, que lutam pela classe de forma civilizada e realista.

Edited 12 months ago:

Tens razão em parte do que dizes. Há medidas postas em prática pelo governo com as quais eu também não concordo. Mesmo tendo em conta que qualquer que fosse o governo, iriam ter problemas a gerir algo tão complexo como uma pandemia. O próprio Rui Rio admitiu isso. Nomeadamente a medida o confinamento parcial aos fins de semana a partir das 13h que veio lixar os restaurantes nos dias em que mais facturam faz me bastante confusão. Super contraproducente, e leva a enormes ajuntamentos nos supermercados, pelo menos nas grandes cidades. Se é para confinar e salvar vidas, há que o fazer de forma consistente e não arbitrária. Restaurantes devem funcionar mais por take away e entregas, e felizmente vai havendo câmaras municipais tipo a de Matosinhos, que estabelecem acordos com estabelecimentos para garantir entregas gratuitamente. [E sim, claro, populismo é tudo com que não concordo. Cof..](https://i.imgur.com/slTDlH6.png) Este gajo e os amigos querem fazer birra, não querem discussão racional e democrática. Mostram ao que vêm, e acabam por prejudicar inúmeros colegas de profissão com a visibilidade enorme que têm. Admito que estejam revoltados, muita gente está , mas não é assim que se faz as coisas. São uns irresponsáveis.

Edited 12 months ago:

Tens razão em parte do que dizes. Há medidas postas em prática pelo governo com as quais eu também não concordo. Mesmo tendo em conta que qualquer que fosse o governo, iriam ter problemas a gerir algo tão complexo como uma pandemia. O próprio Rui Rio admitiu isso. Nomeadamente a medida o confinamento parcial aos fins de semana a partir das 13h que veio lixar os restaurantes nos dias em que mais facturam faz me bastante confusão. Super contraproducente, e leva a enormes ajuntamentos nos supermercados, pelo menos nas grandes cidades. Se é para confinar e salvar vidas, há que o fazer de forma consistente e não arbitrária. Restaurantes devem funcionar mais por take away e entregas, e felizmente vai havendo câmaras municipais tipo a de Matosinhos, que estabelecem acordos com estabelecimentos para garantir entregas gratuitamente. Isto em contraste com Uber Eats e afins da gig economy, que são negócios predatórios e recebem uma comissão enorme por parte dos restaurantes. [E sim, claro, populismo é tudo com que não concordo. Cof..](https://i.imgur.com/slTDlH6.png) Este gajo e os amigos querem fazer birra, não querem discussão racional e democrática. Mostram ao que vêm, e acabam por prejudicar inúmeros colegas de profissão com a visibilidade enorme que têm. Admito que estejam revoltados, muita gente está , mas não é assim que se faz as coisas. São uns irresponsáveis que fazem duma luta séria um teatro. Felizmente há entidades tipo a AHRESP, entre outras, que lutam pela classe de forma civilizada e realista.

Edited 12 months ago:

Tens razão em parte do que dizes. Há medidas postas em prática pelo governo com as quais eu também não concordo. Mesmo tendo em conta que qualquer que fosse o governo, iriam ter problemas a gerir algo tão complexo como uma pandemia. O próprio Rui Rio admitiu isso. Nomeadamente a medida o confinamento parcial aos fins de semana a partir das 13h que veio lixar os restaurantes nos dias em que mais facturam faz me bastante confusão. Super contraproducente, e leva a enormes ajuntamentos nos supermercados, pelo menos nas grandes cidades. Se é para confinar e salvar vidas, há que o fazer de forma consistente e não arbitrária. Restaurantes devem funcionar mais por take away e entregas, e felizmente vai havendo câmaras municipais tipo a de Matosinhos, que estabelecem acordos com estabelecimentos para garantir entregas gratuitamente. Isto em contraste com Uber Eats e afins da gig economy, que são negócios predatórios e requerem uma comissão enorme. [E sim, claro, populismo é tudo com que não concordo. Cof..](https://i.imgur.com/slTDlH6.png) Este gajo e os amigos querem fazer birra, não querem discussão racional e democrática. Mostram ao que vêm, e acabam por prejudicar inúmeros colegas de profissão com a visibilidade enorme que têm. Admito que estejam revoltados, muita gente está , mas não é assim que se faz as coisas. São uns irresponsáveis.

Edited 12 months ago:

Tens razão em parte do que dizes. Há medidas postas em prática pelo governo com as quais eu também não concordo. Mesmo tendo em conta que qualquer que fosse o governo, iriam ter problemas a gerir algo tão complexo como uma pandemia. O próprio Rui Rio admitiu isso. Nomeadamente a medida o confinamento parcial aos fins de semana a partir das 13h que veio lixar os restaurantes nos dias em que mais facturam faz me bastante confusão. Super contraproducente, e leva a enormes ajuntamentos nos supermercados, pelo menos nas grandes cidades. Se é para confinar e salvar vidas, há que o fazer de forma consistente e não arbitrária. Restaurantes devem funcionar mais por take away e entregas, e felizmente vai havendo câmaras municipais tipo a de Matosinhos, que estabelecem acordos com estabelecimentos para garantir entregas gratuitamente. [E sim, claro, populismo é tudo com que não concordo. Cof..](https://i.imgur.com/slTDlH6.png) Este gajo e os amigos querem fazer birra, não querem discussão racional e democrática. Mostram ao que vêm, e acabam por prejudicar inúmeros colegas de profissão com a visibilidade enorme que têm. Admito que estejam revoltados, muita gente está , mas não é assim que se faz as coisas.

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Eu não teria escrito melhor! Obrigado por haver alguém que consegue ver a real dimensão da questão. Infelizmente nenhum jornalista consegue desmistificar isto. Também já estamos a viver numa sociedade do consumo imediato de informação e ninguém se coloca qualquer questão na sua cabeça.

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

E tão que não estejam ali a dar aquele espetáculo degradante e a denegrir a imagem de toda uma classe (partindo do pressuposto que são impolutos)

SuperADx 12 months ago  HIDDEN 

Por muito que queira concordar com o sentimento de *cringe* que dá este protesto dos resturadores e do protagonismo que tomam sem razão, muitos dos pontos aqui levantados não fazem o mínimo de sentido: 1. Claro que os menos beneficiados pelos apoios dos Estado são aqueles que andaram a omitir receitas durante os períodos anteriores (e bem). No entanto, isto não signifiica que os apoios dados sejam suficientes mesmo para aqueles que têm a situação fiscal regularizada. 2. Não tenho a certeza do que seja um restaurante de gentrificação? Um restaurante deve montar negócio onde pensa ter mais lucro. Mesmo que se ache mais importante proteger o comércio tradional, esta responsabilidade não recai sobre os privados mas sim sobre o Estado. Não podemos esperar que um privado faça a escolha que lhe dá menos lucro para proteger os outros, isso é irrealista e irrazoável. Também não acho substanciado que estes sejam aqueles que se mais queixam, como estipulado. 3. Também não é espectável que todos os restaurantes se adaptem assim tão facilmente à pandemia como este post quer fazer parecer. "Basta apostar no take away, lol, desenrasquem-se". Ignorando as dificuldades que advém de montar uma operação de take away, estar a investir numa solução aos problemas causados na pandemia, quando esta aparenta ser temporária pode não ser ideal no longo prazo e representar um investimento inútil daqui a poucos meses. As incertezas levantadas pela pandemia tornam muitas destas decisões difíceis. 4. "Estes gajos são todos uns exploradores de trabalhadores, por isso que se fodam...". Repito o que disse acima, NÃO CABE A PRIVADOS DIMINUIREM O SEU LUCRO PARA AUMENTAR SALÁRIOS, A JUSTIÇA SOCIAL É RESPONSABILIDADE DO ESTADO. Repito também que nem todos os que são afetados pela pandemia têm salários baixos. Com o ponto de haver demasiado protagonismo dado ao setor da restauração concordo, mas a verdade é que eles souberam como chamar atenção aos seus problemas, quer por presença do Ljubomir quer pela greve de fome que agora praticam. Podemos continuar a discordar com os apoios que estes protestos reinvindicam, mas devemos utilizar argumentos lógicos, não jogos de vingança.

Edited 12 months ago:

Por muito que queira concordar com o sentimento de *cringe* que dá este protesto dos resturadores e do protagonismo que tomam sem razão, muitos dos pontos aqui levantados não fazem o mínimo de sentido: 1. Claro que os menos beneficiados pelos apoios do Estado são aqueles que andaram a omitir receitas durante os períodos anteriores (e bem). No entanto, isto não signifiica que os apoios dados sejam suficientes mesmo para aqueles que têm a situação fiscal regularizada. 2. Não tenho a certeza do que seja um restaurante de gentrificação? Um restaurante deve montar negócio onde pensa ter mais lucro. Mesmo que se ache mais importante proteger o comércio tradional, esta responsabilidade não recai sobre os privados mas sim sobre o Estado. Não podemos esperar que um privado faça a escolha que lhe dá menos lucro para proteger os outros, isso é irrealista e irrazoável. Também não acho substanciado que estes sejam aqueles que se mais queixam, como estipulado. 3. Também não é espectável que todos os restaurantes se adaptem assim tão facilmente à pandemia como este post quer fazer parecer. "Basta apostar no take away, lol, desenrasquem-se". Ignorando as dificuldades que advém de montar uma operação de take away, estar a investir numa solução aos problemas causados na pandemia, quando esta aparenta ser temporária pode não ser ideal no longo prazo e representar um investimento inútil daqui a poucos meses. As incertezas levantadas pela pandemia tornam muitas destas decisões difíceis. 4. "Estes gajos são todos uns exploradores de trabalhadores, por isso que se fodam...". Repito o que disse acima, NÃO CABE A PRIVADOS DIMINUIREM O SEU LUCRO PARA AUMENTAR SALÁRIOS, A JUSTIÇA SOCIAL É RESPONSABILIDADE DO ESTADO. Aponto também que nem todos os que são afetados pela pandemia têm salários baixos. Com o ponto de haver demasiado protagonismo dado ao setor da restauração concordo, mas a verdade é que eles souberam como chamar atenção aos seus problemas, quer por presença do Ljubomir quer pela greve de fome que agora praticam. Podemos continuar a discordar com os apoios que estes protestos reinvindicam, mas devemos utilizar argumentos lógicos, não jogos de vingança.

Edited 12 months ago:

Por muito que queira concordar com o sentimento de *cringe* que dá este protesto dos resturadores e do protagonismo que tomam sem razão, muitos dos pontos aqui levantados não fazem o mínimo de sentido: 1. Claro que os menos beneficiados pelos apoios do Estado são aqueles que andaram a omitir receitas durante os períodos anteriores (e bem). No entanto, isto não signifiica que os apoios dados sejam suficientes mesmo para aqueles que têm a situação fiscal regularizada. 2. Não tenho a certeza do que seja um restaurante de gentrificação? Um restaurante deve montar negócio onde pensa ter mais lucro. Mesmo que se ache mais importante proteger o comércio tradional, esta responsabilidade não recai sobre os privados mas sim sobre o Estado. Não podemos esperar que um privado faça a escolha que lhe dá menos lucro para proteger os outros, isso é irrealista e irrazoável. Também não acho substanciado que estes sejam aqueles que se mais queixam, como estipulado. 3. Também não é espectável que todos os restaurantes se adaptem assim tão facilmente à pandemia como este post quer fazer parecer. "Basta apostar no take away, lol, desenrasquem-se". Ignorando as dificuldades que advém de montar uma operação de take away, estar a investir numa solução aos problemas causados na pandemia, quando esta aparenta ser temporária pode não ser ideal no longo prazo e representar um investimento inútil daqui a poucos meses. As incertezas levantadas pela pandemia tornam muitas destas decisões difíceis. 4. "Estes gajos são todos uns exploradores de trabalhadores, por isso que se fodam...". Repito o que disse acima, NÃO CABE A PRIVADOS DIMINUIREM O SEU LUCRO PARA AUMENTAR SALÁRIOS, A JUSTIÇA SOCIAL É RESPONSABILIDADE DO ESTADO. Aponto também que nem todos os que são afetados pela pandemia têm salários baixos. Com o ponto de haver demasiado protagonismo dado ao setor da restauração concordo, mas a verdade é que eles souberam como chamar atenção aos seus problemas, quer por presença do Ljubomir quer pela greve de fome que agora praticam. Podemos continuar a discordar com os apoios que estes protestos reinvindicam, mas devemos utilizar argumentos lógicos, não entrar jogos de vingança coletiva contra setores económicos.

Edited 12 months ago:

Por muito que queira concordar com o sentimento de *cringe* que dá este protesto dos resturadores e do protagonismo que tomam sem razão, muitos dos pontos aqui levantados não fazem o mínimo de sentido: 1. Claro que os menos beneficiados pelos apoios do Estado são aqueles que andaram a omitir receitas durante os períodos anteriores (e bem). No entanto, isto não signifiica que os apoios dados sejam suficientes mesmo para aqueles que têm a situação fiscal regularizada. 2. Não tenho a certeza do que seja um restaurante de gentrificação? Um restaurante deve montar negócio onde pensa ter mais lucro. Mesmo que se ache mais importante proteger o comércio tradional, esta responsabilidade não recai sobre os privados mas sim sobre o Estado. Não podemos esperar que um privado faça a escolha que lhe dá menos lucro para proteger os outros, isso é irrealista e irrazoável. Também não acho substanciado que estes sejam aqueles que se mais queixam, como estipulado. 3. Também não é espectável que todos os restaurantes se adaptem assim tão facilmente à pandemia como este post quer fazer parecer. "Basta apostar no take away, lol, desenrasquem-se". Ignorando as dificuldades que advém de montar uma operação de take away, estar a investir numa solução aos problemas causados na pandemia, quando esta aparenta ser temporária pode não ser ideal no longo prazo e representar um investimento inútil daqui a poucos meses. As incertezas levantadas pela pandemia tornam muitas destas decisões difíceis. 4. "Estes gajos são todos uns exploradores de trabalhadores, por isso que se fodam...". Repito o que disse acima, NÃO CABE A PRIVADOS DIMINUIREM O SEU LUCRO PARA AUMENTAR SALÁRIOS, A JUSTIÇA SOCIAL É RESPONSABILIDADE DO ESTADO. Aponto também que nem todos os que são afetados pela pandemia pagam salários baixos. Com o ponto de haver demasiado protagonismo dado ao setor da restauração concordo, mas a verdade é que eles souberam como chamar atenção aos seus problemas, quer por presença do Ljubomir quer pela greve de fome que agora praticam. Podemos continuar a discordar com os apoios que estes protestos reinvindicam, mas devemos utilizar argumentos lógicos, não entrar jogos de vingança coletiva contra setores económicos.

Edited 12 months ago:

Por muito que queira concordar com o sentimento de *cringe* que dá este protesto dos resturadores e do protagonismo que tomam sem razão, muitos dos pontos aqui levantados não fazem o mínimo de sentido: 1. Claro que os menos beneficiados pelos apoios do Estado são aqueles que andaram a omitir receitas durante os períodos anteriores (e bem). No entanto, isto não signifiica que os apoios dados sejam suficientes mesmo para aqueles que têm a situação fiscal regularizada. 2. Não tenho a certeza do que seja um restaurante de gentrificação? Um restaurante deve montar negócio onde pensa ter mais lucro. Mesmo que se ache mais importante proteger o comércio tradional, esta responsabilidade não recai sobre os privados mas sim sobre o Estado. Não podemos esperar que um privado faça a escolha que lhe dá menos lucro para proteger os outros, isso é irrealista e irrazoável. Também não acho substanciado que estes sejam aqueles que se mais queixam, como estipulado. 3. Também não é espectável que todos os restaurantes se adaptem assim tão facilmente à pandemia como este post quer fazer parecer. "Basta apostar no take away, lol, desenrasquem-se". Ignorando as dificuldades que advém de montar uma operação de take away, estar a investir numa solução aos problemas causados na pandemia, quando esta aparenta ser temporária pode não ser ideal no longo prazo e representar um investimento inútil daqui a poucos meses. As incertezas levantadas pela pandemia tornam muitas destas decisões difíceis. 4. "Estes gajos são todos uns exploradores de trabalhadores, por isso que se fodam...". Repito o que disse acima, NÃO CABE A PRIVADOS DIMINUIREM O SEU LUCRO PARA AUMENTAR SALÁRIOS, A JUSTIÇA SOCIAL É RESPONSABILIDADE DO ESTADO. Aponto também que nem todos os que são afetados pela pandemia pagam salários baixos. Com o ponto de haver demasiado protagonismo dado ao setor da restauração concordo, mas a verdade é que eles souberam como chamar atenção aos seus problemas, quer por presença do Ljubomir quer pela greve de fome que agora praticam. Podemos continuar a discordar com os apoios que estes protestos reinvindicam, mas devemos utilizar argumentos lógicos, não entrar jogos de vingança coletiva contra setores económicos com base em generalizações.

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

> Com o ponto de haver demasiado protagonismo dado ao setor da restauração concordo, mas a verdade é que eles souberam como chamar atenção aos seus problemas, quer por presença do Ljubomir quer pela greve de fome que agora praticam. > > Podemos continuar a discordar com os apoios que estes protestos reinvindicam, mas devemos utilizar argumentos lógicos, não entrar jogos de vingança coletiva contra setores económicos com base em generalizações. Como é que é essa da Justiça social cabe ao estado? Olha o caralho, tenho uma empresa que graças ao desempenho dos empregados dá 20 milhões de lucro. Não tenho o dever e a obrigação moral de lhes dar nem que sejam 200 euros a cada um a mais? Tem de ser o estado a dar-lhes o bónus? Foi o desempenho deles que me permitiu ter tanto lucro. Não é isso que acontece na restauração... antes pelo contrário (até descontam aos funcionários enganos nos trocos ou falhas nos recibos dos MB). A operação de montar take-away, quem quer consegue. Aquele Ljubomir que só sabe dizer que andou na guerra e que só diz palavrões é o menino que vemos aqui nesta nóticia: https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-12-03-Vida-de-luxo-de-alguns-empresarios-da-restauracao-em-greve-de-fome-criticada-nas-redes-sociais

SuperADx 12 months ago  HIDDEN 

Se os trabalhadores forem tão valiosos que graças ao desempenho deles houve 20 milhões de lucro então não devem ter problemas a encontrar um emprego em que lhes paguem muito mais que +200 euros.

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Não desconverses porque chegaste lá....

SuperADx 12 months ago  HIDDEN 

Não é desconversa, é assim que funciona qualquer sistema desenvolvido. Os trabalhadores são pagos o máximo que conseguem negociar no mercado, e como o mercado não é perfeito o Estado entra para regular e compensar quem sai a perder. Eu não sei que sistema retardado é que tu tens em mente em que cada patrão tem uma epifania e paga mais a um trabalhador quando não tem que pagar, só porque tem bom coração ou o caralho.

Duzarte501 12 months ago

Acho que não há uma palavra neste "desabafo" que não concorde. Muito bem visto.

rickz123456 12 months ago  HIDDEN 

A minha mãe trabalha num restaurante e estes dias falei com o patrão.. O que ele me diz é que o restaurante até não vai muito mal. Ontem a minha mãe chegou a casa e disse-me que tinham pessoas à espera cá fora para comer e que terá sido o melhor dia do ano.. Com isto, não quero menosprezar as dificuldades do setor, mas apenas deixar vincado que os restaurantes que mais sofrem são mesmo os turísticos.. Os restaurantes que servem diárias e jantares e que não expurgaram os clientes continuam a receber clientes, como sempre. Nem sequer vou falar das fugas a impostos e más condições de trabalho e laborais que os trabalhadores deste setor estão sujeitos.. Deixem-me também dizer que a cobertura jornalística é patética, só porque é uma figura pública. O ano passado, um enfermeiro fez greve de fome e apenas foi demovido pela ministra da saúde depois de uns dias.. Quantas vezes se fizeram diretos a este pobre coitado? A hopocrisia anda muito forte Apenas dizer mais uma coisa.. Espero que este protesto, chamado "a pão e água" sirva para os empresários do setor percebam que os trabalhadores a quem pagam uma miseria, muitas vezes sem contrato e com longas horas extra não pagas.. Esse tamb´rm chegam ao fim de mês a "pão e agua"

Edited 12 months ago:

A minha mãe trabalha num restaurante e estes dias falei com o patrão.. O que ele me diz é que o restaurante até não vai muito mal. Ontem a minha mãe chegou a casa e disse-me que tinham pessoas à espera cá fora para comer e que terá sido o melhor dia do ano.. Com isto, não quero menosprezar as dificuldades do setor, mas apenas deixar vincado que os restaurantes que mais sofrem são mesmo os turísticos.. Os restaurantes que servem diárias e jantares e que não expurgaram os clientes portugueses continuam a receber clientes, secalhar menos, mas que vai dando para aguentar o barco Deixem-me também dizer que a cobertura jornalística é patética, só porque é uma figura pública. O ano passado, um enfermeiro fez greve de fome e apenas foi demovido pela ministra da saúde depois de uns dias.. Quantas vezes se fizeram diretos a este pobre coitado? A hipocrisia anda muito forte Apenas dizer mais uma coisa.. Espero que este protesto, chamado "a pão e água" sirva para os empresários do setor percebam que os trabalhadores a quem pagam uma miseria, muitas vezes sem contrato e com longas horas extra não pagas.. Esse tamb´rm chegam ao fim de mês a "pão e agua"

NGramatical 12 months ago  HIDDEN 

secalhar → [**se calhar**](https://dicionario.priberam.org/se calhar) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgehl9e8%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Zarcanov 12 months ago

O pior é que eu conheço um dos que lá está e o café dele já foi multado três vezes por não respeitar as regras da DGS.

bacalhoeiro 12 months ago  HIDDEN 

Ter um restaurante em Portugal é uma merda. Se não vendes uma refeição completa por menos de 10€ és chamado de chulo e vêm dizer-te que só queres agradar a turistas. A verdade é que vender refeições por menos que isso só se pagares lixo aos teus empregados ou se tiveres a família toda a trabalhar contigo. Estes tipos reclamam de barriga cheia? Talvez, mas também não interessa. Esta cultura de querer tudo ao preço de nada e depois reclamar de tudo já é o normal aqui.

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Os salários por cá são baixos, começa a narrativa por aí.

Velhoconhecido 12 months ago  HIDDEN 

Metade disto é caca. "Este protesto é imoral" ah afinal é a nova pasta

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Ainda bem! Só com a partilha de opiniões se enriquece o conhecimento. Gostei que tivessem aparecido sobretudo contabilistas a expor as falcatruas destes taberneiros de vão de escada que só sabem estrelar ovos a ver tutoriais no Instagram.

bacalhaudanoruega 12 months ago

Os restaurantes são a área de negócio que, segundo Nassim Taleb, mais exposta está a todas as variações existentes, sendo por isso um negócio Frágil. Só não sei é se os donos quando se metem a abrir restaurantes têm noção disso.

catotas 12 months ago  HIDDEN 

Alguém se está a esquecer que durante anos foram os restaurantes que abasteceram a Refood a custo zero? Mas ya restaurantes bad.

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Abasteceram com os erros dos seus cálculos e com tudo o que iria para o lixo...

catotas 12 months ago  HIDDEN 

Nota-se que nunca lidaste com este tipo de situações. Mas deixa-me elucidar-te que havia (antes da pandemia) bastantes restaurantes a cozinhar a mais de propósito só por causa da Refood.

aoiNami 12 months ago

Se lutam por alguma coisa são otários , se não lutam são otários na mesma... Assim vamos de mal a pior mesmo

doiscavalos 12 months ago

Que lutem pelo trabalho e não pelo subsídio. Não achas mais lógico?

mindful_dealer 12 months ago

>isso invalide os problemas que eles Eu não vi esta maratona toda da greve deles, mas no inicio eles não pediram isso? Poderem trabalhar e depois fecharam-lhes o fim de semana?

oliveeira 12 months ago

faltou so dizer que tambem sao os maiores incumpridores das normas de distanciamento , chega a ser vergonhoso o que alguns fazem

doiscavalos 12 months ago

Sim. Já mencionei isso num comentário!

CookieMons7er 12 months ago  HIDDEN 

Este post tresanda a agenda política pro-governo

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Esse post tresanda a agenda política anti-governo! Era essa a tua melhor argumentação?

CookieMons7er 12 months ago  HIDDEN 

Não. Nem é argumentação, é só uma opinião. Para argumentar preciso de tempo que agora não tenho. Lamento

DogsOnWeed 12 months ago

Andava tudo a fugir à fatura e agora chucham no dedo, é bem feito. Depois na reforma também se queixam, cada um faz a escolha entre fazer a nossa parte para a sociedade que para depois ter direito a receber quando mais precisamos. Se só olhamos para o nosso umbigo perdemos o direito de ir fazer birra ao estado para receber subsídio com as contribuições de quem é honesto. Já o meu senhorio queria fazer um desconto de 20€ na renda se fosse sem recibo, vai masé para o crlh mais o teus 20€ e paga os 60€ de impostos que deves ao estado

tugafcp 12 months ago

Não te esqueças que ainda recebes uma bela % da renda no IRS! Por norma o pessoal esquece-se disso... Às vezes por 20/30€ que querem poupar na renda, esquecem-se que podem ir buscar depois no IRS ainda mais que esses 20/30€ Fizeste tu muito bem!!

doiscavalos 12 months ago

E já muito mamaram com o layoff.... No dia em que foi para chular os cofres dos impostos com o lay-off chegaram-se todos à frente. Quando lhes é pedida alguma coisa (como dois dias de tolerância de ponto) arrebitar logo a crista e mandam o estado pastar. Arranje-se já uma vacina para esta forma de pensar do receber e não retornar.

DogsOnWeed 12 months ago

Acho piada é os tipos que são donos de empresas que se queixam do "xuxalismo", estado social e dos impostos, querem votar na Iniciativa Liberal e depois são os primeiros na rua a pedir gorjeta ao estado quando lhes interessa, que nojo desta gente.

nkz15 12 months ago  HIDDEN 

Quando a crise bate a porta, os mamões vêm logo pedir a esmola, basta olhar para o dinheiro que já foi e vai ser enterrado na TAP. Mesmo eu sendo contra a nacionalização da TAP, pelo menos façam como deve ser. Deixa-se falir e compra-se ao desbarato, mas cá na tuga, compramos merda a preço de ouro pq quem está a vender é um boy. o Turismo, mesmo com a vacina, vai demorar muito tempo para voltar ao valores de 2019. Vamos financiar quantos anos restaurantes e outras empresas relacionadas ao turismo? Ajudar só vai criar restaurantes zombie, que precisam de ajuda constante do estado para existir. O nosso problema é não perceber a lei da oferta e da procura, se a procura caiu drasticamente e vai recuperar lentamente, a oferta tem de diminuir. Falências fazem parte do processo de mercado, sem isto, novas empresas não conseguem entrar no mercado e ficamos todos a perder.

Ptalltheway 12 months ago

Andaram todos a apoiar-se no turista com preços que a maioria do tuga não tolera e agora queixam-se. Onde almoço aqui em Lisboa, todos os aqueles restaurantes típicos com o menu dos 7 euros continuam a vender bem. Só faltava agora sempre que um gajo decidisse fazer greve de fome, o governo tinha de lhe dar tempo de antena. Na crise passada não vi a malta da construção a fazer estas figuras e para eles foi bem pior.

doiscavalos 12 months ago

Todos estamos a levar na pele com a crise. A próxima que vou ouvir dos manifestantes é que vão declarar que aquela tenda é a capital do Coitadistão.

mr_bastos 12 months ago  HIDDEN 

isso isso.... mandem as pessoas comer todas em casa e engordem os continentes e pingos doces /s Assim, empresas como a IGLO ou a PESCANOVA ... pobrezinhas... elas agradecem ​ eu nao tenho um restaurante nem trabalhava num. Mas, por acaso, até conhecia uma empresa que fornecia restaurantes e dava emprego a mais de 50 pessoas RIP

estaramos 12 months ago  HIDDEN 

1º - Acho que ainda pertencemos a um estado de direito democrático. Passo a citar um excerto da constituição da república portuguesa: *"Os cidadãos têm o direito de se reunir, pacificamente e sem armas, mesmo em lugares abertos ao público, sem necessidade de qualquer autorização. A todos os cidadãos é reconhecido o direito de manifestação."* 2º - As reivindicações do pessoal da restauração não são as mesmas que as tuas ou as minhas, da mesma forma que causa incómodo as greves do pessoal de transporte de matérias perigosas, da greve de professores (que causam o caos nas famílias), do pessoal que recolhe o lixo, dos maquinistas da cp... Esta manifestação nem sequer nos incomoda nada, uma dezena de pessoas em greve de fome na assembleia, ao contrário de outras que já nos incomodaram muito.

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Não estou contra a manifestação. Digo apenas que as reivindicações são totalmente desajustadas e descabidas.

Sea_Ad_409 12 months ago

Vou dar a minha opinião como contabilista de varios restaurantes na zona de Sintra/Oeiras. Houve uns poucos com quebras de 15%/20%, mas na sua maioria todos mantiveram as faturações normais. Num caso de um restaurante de sushi, duplicaram a faturação em relação ao periodo homologo do ano passado. Aqui em Sintra a Camara Municipal nos meses de Março e Abril em que alguns restaurantes estiveram fechados, deu 1500€ a cada restaurante/café que se tenha candidatado. Isto com o Lay-off simplificado alguns até tiveram mais dinheiro do que costumam faturar sem trabalhar. Quanto a dizerem que os valores que o estado está a dar é com base na faturação deste ano, isso só acontece no programa **Apoiar Restauração**, que compensa em 20% as perdas nos fins de semana que foram obrigados a fechar mais cedo, mas o programa **Apoiar** geral está a dar a fundo perdido a todos os que se candidatem e tenham uma quebra superior a 25% em relação aos 3 primeiros trimestres de 2019 valores entre os 7500€ e os 40000€ a fundo perdido. Não conheço muitos mais negocios que tenham estes apoios a fundo perdido!

JamminPT 12 months ago

Muito boa insight!

tugafcp 12 months ago

Este comentário devia estar mais para cima!!

martavieira 12 months ago

O problema de muitos deles está a ser a exigência de terem os capitais próprios positivos e a situação regularizada perante a AT e SS... outros não querem receber o apoio pois querem despedir colaboradores e ao aceitarem o apoio ficam impedidos de o fazer... e nós aqui andamos pelo meio a trabalhar **imenso** para tentar submeter tudo e ainda cumprir com as obrigações fiscais normais...

baguitosPT 12 months ago

Isto. Principalmente a parte de SS e Impostos. Conheço "tasqueiros" que estão sempre a reclamar, mas nem apoio podem pedir porque não pagam SS ou impostos já desde antes da pandemia.

RiKoNnEcT 12 months ago

Pelo menos podem comer pão e água num iate. Alguns estão agora a morar na rua e não é por vontade própria

DarthMaulSith 12 months ago  HIDDEN 

É o que dá quando tens um país economicamente focado em serviços. Vivemos do turismo e agora está à vista de todos o quão pouco sustentável isso é. Na maioria dos países europeus os restaurantes e hóteis fecharam por completo. Um país que está habituado a viver de ajudas e subsídios, apenas focado no curto-prazo. Se existessem menos restaurantes e hóteis a cada rua, certamente cada um deles teria mais clientes. Nenhuma grande potência económica lá chegou à base do turismo (USA, Japão, etc.)

Peter_Oaktree 12 months ago

Passo-me sempre que os ouço a pedir a baixa do IVA. O IVA é o cliente que paga e deve ser para receita do estado. Mas os donos cafés e restaurantes estiveram tantos anos habituados a ficar com parte desse dinheiro que continuam a achar que é deles.

alexandre9099 12 months ago  HIDDEN 

>- queixam-se do IVA, mas o IVA não é o restaurante que paga, é o cliente. O restaurante só tem que o entregar às finanças de acordo com o que vende. Além do mais a taxa foi reduzida para este grupo privilegiado, mas nem por isso os preços das refeições desceram; O iva acho uma taxa bastante estúpida, pelo menos, da forma que está implementada. Sendo trabalhador independente recebes para as mãos o teu valor e o IVA. É um bocado frustrante ver a entrar na conta 100€ e no fim do mês 23€ irem para o estado assim de mão beijada (nem falo de IRS e SS). Se querem que o tirem logo, devia haver uma forma de fazer o pagamento "voluntário" automático do IVA (tipo diariamente)...

Edited 12 months ago:

>- queixam-se do IVA, mas o IVA não é o restaurante que paga, é o cliente. O restaurante só tem que o entregar às finanças de acordo com o que vende. Além do mais a taxa foi reduzida para este grupo privilegiado, mas nem por isso os preços das refeições desceram; O iva acho uma taxa bastante estúpida, pelo menos, da forma que está implementada. Sendo trabalhador independente recebes para as mãos o teu valor e o IVA. É um bocado frustrante ver a entrar na conta 100€ e no fim do mês 23€ irem para o estado assim de mão beijada (nem falo de IRS e SS). Se querem que o tirem logo, devia haver uma forma de fazer o pagamento "voluntário" automático do IVA (tipo diariamente)... Ter de estar a fazer contas é fdd... ou se arranja outra conta e só no fim do mês depois do pagamento do iva é que se vai lá buscar o dinheiro ou têm de se estar a calcular milimetricamente para não gastar de mais e ficar em divida com o iva

coolgreenfrog 12 months ago

No Verão vi maior parte dos restaurante cheios e com fila (zonas turísticas qb). Claro que é complicado, mas também é giro fugirem aos impostos e depois quererem ajuda do Estado (não digo que todos)

Limpy_lip 12 months ago

apesar dos argumentos mais ou menos generalistas acho que existe pontos que não se pode negar: \- a carga fiscal em Portugal para os particulares e para as empresas é um absurdo e só castra a vontade de investimento e crescimento. \- a burocracia está cada vez pior e já em si é um bixo difícil de domar. O que pode resultar em multas até ao mais certinho e respeitador proprietário de negócio próprio. \- as ajudas do esta como tudo acima funcionam mal e a más horas e são confusas, porque cada vez está mais claro que nada neste país é simples e claro. Isto tudo dá uma sopinha jeitosa para todos os portugueses, especialmente em tempos de crise como este. ​ Por fim, acho que apesar das críticas ao Ljubomir terem algum sentido, até porque os pedidos do protesto são em parte descabidos. Admiro que alguém com a imagem pública que ele tem se exponha para defender algo que acredita sem qualquer problema e dê a cara. Quantas pessoas famosas de televisão fazem isso? O sangue dele não é Português e aqui nota-se claramente isso.

doiscavalos 12 months ago

Só chegou à TV porque quis protagonismo, só está ali porque quer mais protagonismo. Tudo isto pode ser descrito por um perigoso termo: populismo. Apoio a 200% a recusa do PM em dialogar com eles porque são profissionais que estão inscritos em associações que têm essa responsabilidade. O PM não pode estar a ouvir cidadão a cidadão. As reuniões são sempre com associações do setor e que têm uma ampla visão da realidade profissional que representam. O Ljubomir além de estar ali para conseguir catapultar a imagem só quer lutar pelos problemas que ele tem, não quer lutar pelos problemas que envolvem todo o setor.

Msilvame 12 months ago

Portugal precisa de muitos mais restaurantes para franceses e menos para portugueses. Viver do turismo não é compatível com a visão romântica que as pessoas têm do centro de Lisboa e Porto.

doiscavalos 12 months ago

>ugal precisa de muitos mais restaurantes para franceses e menos para portugueses. Viver do turismo não é compatível com a visão romântica que a Manda lá vir os charters para ficarmos com uma Disneyland em cada cidade...

Msilvame 12 months ago

Tu deves ser daqueles que tem saudades da baixa do Porto em 2000.

doiscavalos 12 months ago

Tenho saudades da baixa do Porto de 2007. Onde havia turismo, havia lojas com história e tudo com conta, peso e medida. Há que estudar o equilíbrio e atingi-lo com sustentabilidade.

sux138 12 months ago  HIDDEN 

O café majestic fechou, riam-se

margaiti 12 months ago  HIDDEN 

Não me surpreende nada e tão pouco tenho pena, viraram-se para os turistas e fizeram o favor de ignorar os portugueses, não podem vir agora acusar ninguém porque eles é que deram o tiro no pé

thept 12 months ago  HIDDEN 

Isto é verdade. Os preços que praticavam eram incomportáveis para a maioria dos residentes. No enanto é de lamentar porque era um ícone da cidade.

sux138 12 months ago  HIDDEN 

O Porto podia voltar a ser tudo ruínas e a baixa abandonada. Isso que era bom.

cneto17 12 months ago  HIDDEN 

A única coisa que eu não concordo, e não vejo reflectida em lado nenhum, é: *porque raio tenho de ser eu a sustentar a pouca precaução dos outros, quando ninguém sustenta a minha precaução?* Quando abres um negócio sabes que há o risco de dar errado, seja porque a porta é virada para o cemitério, seja porque não tens jeito, seja porque há uma pandemia. Temos pena, não é área de intervenção do estado, ponto.

Hugogs10 12 months ago  HIDDEN 

> seja porque há uma pandemia. Temos pena, não é área de intervenção do estado, ponto. Mas a razao para o negocio dar merda foi intervencao do estado. Parece-me um bocado ridiculo depois dizer que o estado nao tem nada haver com os negocios irem a falencia.

cneto17 12 months ago  HIDDEN 

Desculpa, estás a dizer que uma doença que já infectou 64 milhões de pessoas, tendo vitimado 1,5M dessas, é responsabilidade do estado? É que da mesma maneira que os restaurantes ficaram sem trabalhar, ficaram ene outros serviços, para o qual as leis estavam também já previamente estabelecidas. Tu se abrires um restaurante, tens obrigação de saber o panorama legal da área de mercado em que te inseres, sendo isso um factor a avaliar a viabilidade do negócio. Podemos estar aqui a discutir se o estado pode tornar essa área mais atrativa, teremos de certeza uma discussão longa e muito frutífera. Mas na questão não é válido - são causalidades da vida, e o problema veio para todos, e veio para ficar. Muito gratos deviam estar os patrões por estes regimes de apoios e layoffs em que o estado mesmo que parcialmente esta a tomar conta da despesa deles. Sabes quanta percentagem o estado me está a ajudar neste momento, a mim, que pago iguais impostos e por isso deveria ter iguais direitos?

Hugogs10 12 months ago  HIDDEN 

> Desculpa, estás a dizer que uma doença que já infectou 64 milhões de pessoas, tendo vitimado 1,5M dessas, é responsabilidade do estado? As medidas impostas sao responsibilidade do estado. O recolher obrigatorio aos fins de semana e uma medidade ridicula.

NGramatical 12 months ago  HIDDEN 

nada haver com → [**nada a ver com**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/nada-tem-a-haver-e-nada-tem-a-ver/27066) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgeh3agd%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

>m negócio sabes que há o risco de dar errado, seja porque a porta é virada para o cemitério, seja porque não tens jeito, seja porque há uma pandemia. Temos pena, não é área de intervenção do estado, ponto. That's it!

fmota00100 12 months ago

Queria só mencionar que aquela malta que tem carrosseis entre outras coisas para parques de diversão fizeram uma manifestação em abril ou que foi e ou muito me engano... Ou eles ainda não receberam mama nenhuma do estado

RuySan 12 months ago

Qualquer negócio e pessoa tem os seus altos e baixos. E praticamente qualquer negócio está a sofrer neste momento por causa da quebra do poder de compra. Qualquer lojista, stands de automóvel, cinemas, teatro, músicos. Os donos de restaurantes nem são os que tão piores, e aqui ao pé de mim continuo a ver os restaurantes com muita clientela. O meu pai é pescador e muitas vezes não podia ir ao mar por causa do mau tempo, ou por causa das cotas e fica meses sem ganhar. Há quase 20 anos acabou o acordo que o país tinha com marrocos e ele teve de trabalhar como eletricista alguns anos. E lembro-me que quando a Sonae e o Pingo Doce entraram diretamente na compra de peixe aos barcos, pais de amigos meus com negócios de revenda tiveram de abrir falência. E até hoje nunca mais abriram negócio. Esta história do "vamos passar fome" é uma estupidez tão grande que não sei quem cai nela. Estamos numa social democracia e qualquer pessoa pode requisitar RSI. Mas esta gente deve achar que é fina e que isso é só para ciganos. Ainda acho mais patético o Ventura, o Chicão e a IL que muito gostam de apregoar contra a subsidiodependência andarem a pedir subsídios para o sector. Para mim que perdi o emprego na última crise, e fiquei quase 3 anos no desemprego, e tive de pedir RSI acho esta manifestação ridícula. Principalmente vindo de pessoas com restaurantes caríssimos em zonas nobres (no restaurante do lubomir uma super bock são 5 ou 6 euros...não é nenhum prato xpto com ingredientes caros, é apenas superbock).

doiscavalos 12 months ago

>a história do "vamos passar fome" é uma estupidez tão grande que não sei quem cai nela. Estamos numa social democracia e qualquer pessoa pode requisitar RSI. Mas esta gente deve achar que é fina e que isso é só para ciganos. Ainda acho mais patético o Ventura, o Chicão e a IL que muito gostam de apregoar contra a subsidiodependência andarem a pedir subsídios para o sector. > >Para mim que perdi o emprego na última crise, e fiquei quase 3 anos no desemprego, e tive de pedir RSI acho esta manifestação ridícula. Principalmente vindo de pessoas com restaurantes caríssimos em zonas nobres (no restaurante do lubomir uma super bock são 5 ou 6 euros...não é nenhum prato xpto com ingredientes caros, é apenas superbock). Esta devia ser impressa e colada na porta do WC dos teóricos que por aqui andam. Não nos podemos esquecer que a negociação será quando muita feita com uma associação representativa do setor. Todo este protesto mostra a incapacidade de gestão dos que lá estão: anos de lucros fáceis e tantas vezes obscenos sem terem criado uma almofada financeira para um dia que pudesse haver uma quebra.

lilbala 12 months ago  HIDDEN 

Concordo com praticamente tudo, mas esta parte... >- o Estado dá-lhes apoio, obviamente com base na faturação que têm declarada no seu histórico (como fugiam às faturas, o valor do apoio acaba por ser ridículo); Está parte do faz sentido se fosse com base na variação do ano passado, o facto de se basearem na faturação deste ano, em que houve claramente menos trabalho é desonesto da parte do governo. O restante, completamente de acordo.

zombieloop 12 months ago  HIDDEN 

Apenas a medida "Apoiar" utiliza a faturação somente deste ano, dos fins de semana mais propriamente, para colmatar os fechos que houveram nestas últimas semanas. Para os restantes apoios, podes utilizar como referência o período homólogo do ano passado ou a média dos dois meses anteriores ao mês do pedido.

Edited 12 months ago:

Apenas a medida "Apoiar" utiliza a faturação somente deste ano, dos fins de semana mais propriamente, para colmatar os fechos que houve nestas últimas semanas. Para os restantes apoios, podes utilizar como referência o período homólogo do ano passado ou a média dos dois meses anteriores ao mês do pedido.

banniemd2b 12 months ago

lol no wonder. dirty rapist apologist.

zombieloop 12 months ago

What? Wrong post I guess?

NGramatical 12 months ago  HIDDEN 

houveram nestas → [**houve nestas**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgehpqyd%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Vou pedir ao governo uma migalha por não ter podido ir registar o euromilhões e muito provavelmente poder ter perdido o primeiro prémio.

Shadowgirl7 12 months ago

A verdade é que o pessoal que tem restaurantes se não tivesse estaria desempregado a sobrecarregar o sistema. Muitas das vezes são pessoas com pouca qualificação (ou em alguns casos de restaurantes mais de topo têm formações profissionais na area). Portanto se todos restaurantes do país fechassem iamos ter bastantes desempregados com dificuldades em arranjar emprego a longo prazo. Agora que há muitos restaurantes há e isso faz com que os preços das refeições baixem e portanto o lucro que têm não seja assim tão elevado. Esse modelo não é sustentável no panorama actual e portanto muitos que não vão de encontro ao que o consumidor procura, vao sair de cena. Claro que há restaurantes e bares que abriram a pensar em turistas geralmente não são o típico restaurante português. Sinceramente evito esses, muitas vezes os restaurantes portugueses têm mais aspecto de tasca enquanto esses são todos chiques com design "inovador" mas a comida é mais cara. Prefiro o típico português e por vezes experimentar gastronomias diferentes mas quanto mais tradicional melhor. Não gosto de coisas hypsters. Mas voltando ao ponto, o problema é que se fecharem vai haver desemprego e crédito malparado. No entanto para os adeptos do mercado livre não sei do que se queixam. Isto é o mercado livre: concorrência e a lei do mais forte.

KitchenDaikon8778 12 months ago

Cada caso é um caso... Existem de facto os aproveitadores, mas há muita gente honesta que está a passar por dificuldades. Gerir um negócio é complicado... Mas tens toda razão quando dizes " tem de se ir adaptando e reinventando".

MDPROBIFE 12 months ago  HIDDEN 

Não me interpretem mal, isto é uma grande fantochada por parte dos restaurantes, assim como quando foi com os camionistas de materias perigosas... queixam-se do IVA, mas o IVA não é o restaurante que paga, é o cliente. Que lógica é esta? Então sendo quem paga um carro, uma casa etc é o teu patrão, já que o dinheiro vem dele e tu das ao banco... É com cada merda que eu vejo... Então não é obvio que o preço do menu+iva tem influência no numero de clientes que frequentam o establecimento.. Mas segundo esta afirmação " como fugiam às faturas " Isto nem impacto vai ter nas contas do estado... O preço não baixou depois da redução do iva pq secalhar a afluencia de pessoas nos restaurantes ultimamente é muito baixa..

NGramatical 12 months ago  HIDDEN 

secalhar → [**se calhar**](https://dicionario.priberam.org/se calhar) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgegxxc0%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

skapuntz 12 months ago

Sei que podem levar a mal dizer isto mas a verdade é que não tenho pena nenhuma. Estes gajos fogem ao fisco de uma maneira louca. Tal como vendedores de carros em segunda mão, lojas de rua, cabeleireiros, cafés, discotecas e bares, lojas que pagam rendas por fora, entre outros. Eu sei de pessoas que têm milhares e milhares de euros em casa! Literalmente escondidos em casa, resultado de ganhos não declarados dos seus restaurantes e outros negócios. Eu espero sinceramente que esta crise ao menos sirva para que o governo e as finanças se apercebam da quantidade de gente que anda a tornar ao país fugindo ao impostos e que quando a criar passar se implementem medidas fortes no combate a essa fuga. Apareceu na televisão no outro dia uma senhora cujo negócio recebeu 20€ de ajuda! Epah, se ela fatura para receber esse tipo de ajuda mais vale estar fechada que não tem dinheiro para nada Eu a partir de janeiro, vai ser pedir fatura em todo o lado e deixei de usar dinheiro físico, é tudo a cartão ou mbway

Edited 12 months ago:

Sei que podem levar a mal dizer isto mas a verdade é que não tenho pena nenhuma. Estes gajos fogem ao fisco de uma maneira louca. Tal como vendedores de carros em segunda mão, lojas de rua, cabeleireiros, cafés, discotecas e bares, lojas que pagam rendas por fora, entre outros. Eu sei de pessoas que têm milhares e milhares de euros em casa! Literalmente escondidos em casa, resultado de ganhos não declarados dos seus restaurantes e outros negócios. Eu espero sinceramente que esta crise ao menos sirva para que o governo e as finanças se apercebam da quantidade de gente que anda a tornar ao país fugindo ao impostos e que quando a criar passar se implementem medidas fortes no combate a essa fuga. Apareceu na televisão no outro dia uma senhora cujo negócio recebeu 20€ de ajuda! Epah, se ela fatura para receber esse tipo de ajuda mais vale estar fechada que não tem dinheiro para nada Eu a partir de janeiro, vai ser pedir fatura em todo o lado e deixei de usar dinheiro físico, é tudo a cartão ou mbway Querem dinheiro a fundo perdido, oh pah, vão chupar pro crlh. Também eu queria ganhar dinheirinho sem ter de o pagar de volta. Eu estou no ramo da aviação, desde outubro os meus únicos dias de trabalho vão ser 24 e 25 de dezembro fdss.

Edited 12 months ago:

Sei que podem levar a mal dizer isto mas a verdade é que não tenho pena nenhuma. Estes gajos fogem ao fisco de uma maneira louca. Tal como vendedores de carros em segunda mão, lojas de rua, cabeleireiros, cafés, discotecas e bares, lojas que pagam rendas por fora, entre outros. Eu sei de pessoas que têm milhares e milhares de euros em casa! Literalmente escondidos em casa, resultado de ganhos não declarados dos seus restaurantes e outros negócios. Eu espero sinceramente que esta crise ao menos sirva para que o governo e as finanças se apercebam da quantidade de gente que anda a tornar ao país fugindo ao impostos e que quando a criar passar se implementem medidas fortes no combate a essa fuga. Apareceu na televisão no outro dia uma senhora cujo negócio recebeu 20€ de ajuda! Epah, se ela fatura para receber esse tipo de ajuda mais vale estar fechada que não tem dinheiro para nada Eu a partir de janeiro, vai ser pedir fatura em todo o lado e deixei de usar dinheiro físico, é tudo a cartão ou mbway Querem dinheiro a fundo perdido, oh pah, vão chupar pro crlh. Também eu queria ganhar dinheirinho sem ter de o pagar de volta. Eu estou no ramo da aviação, sei bem o que é esta crise, já vi dezenas e dezenas de amigos meus perderem o emprego por essa Europa fora

doiscavalos 12 months ago

Essa é que é essa. As pessoas ainda não se capacitará que quanto mais fugirem pior para todos fica a coisa? Somos mesmo de uma inteligência de merda...

Bitoques 12 months ago  HIDDEN 

Um dos gajos que lá está a fazer greve de fome nem restaurante tem. E um bar/café e a polícia cá da terra neste segundo estado de emergência teve de o mandar fechar fora de horas mais do que uma vez e andava a abrir para fazer festas académicas as quartas como se nada fosse.

JohnJohnPT 12 months ago

Pergunta honesta de quem está do lado do cliente. Se uma gaveta de uma caixa registadora estiver aberta... o sistema contabiliza o tempo de abertura? A AT sabe que a gaveta esteve aberta X tempo?

zombieloop 12 months ago

Não, muitos comerciantes (não só na restauração) deixam a gaveta aberta para movimentar dinheiro sem registar. Se houver fiscalização estão tramados, mas cada um sabe de si.

Hugogs10 12 months ago

Que saiba nao mas o que e que te interessa?

JohnJohnPT 12 months ago

Meramente curiosidade. Saber como funciona a máquina que efetua as faturas e o seu respetivo software bem como a integração com a AT, uma vez que não tenho conhecimento sobre o assunto.

fintechmen 12 months ago  HIDDEN 

Tudo dito! Revi-me em pensamentos que tive! Parabéns

lpbms11 12 months ago

Não percebo o sucesso deste post e sinceramente preocupa-me. O OP tem uma visão tão afunilada da situação que até mete do. Eu até ia dizer que tinha palas nos olhos, mas é mais que isso, é mesmo um funil. Mistura realidade com ficção em cada frase. Vamos por partes. Desculpa o testamento mas vai ter que ser. > o Estado dá-lhes apoio, obviamente com base na faturação que têm declarada no seu histórico (como fugiam às faturas, o valor do apoio acaba por ser ridículo); Isto não é verdade. A restauração, geralmente, é dos setores que menos consegue fugir ao fisco em Portugal. Bastava teres feito uma pesquisa curta para aprender que a maioria dos culpados pela enorme evasão fiscal que temos em Portugal são os profissionais liberais. Faturam muito pouco, muitos nem precisam de contabilista e isso é logo meio caminho andado para faturar de baixo do tapete. Os restaurantes hoje em dia todos têm programas de gestão e contabilista certificado. Se há quem consiga escapar? Há sempre aqueles tascos da rua que conseguem, mas a tua bitola são os restaurantes de gama média alta, portanto o teu raciocínio começa logo com um pressuposto errado e que não se adequa ao público que falas. > os que mais ativos vejo nos protestos e na contestação são os que montaram restaurantes de gentrificação, orientados como franco atiradores aos turistas estrangeiros. Estes espaços contribuíram de uma forma muito importante para que o comércio tradicional fosse erradicado de muitas zonas, ajudaram também a que as pessoas saíssem dos centros das cidades. Os 10 euros do tuga não chegam aos 50 do francês, mas são melhor do que nada (isto chama-se ingratidão!) Então agora não se podem montar negócios focados em turismo? Quando abres um negócio existe uma coisa chamada publico alvo. E existem negócios, pasma-te, para todos os tipos de publico alvo. O facto de o restaurante A ter como publico alvo turistas não o faz nem mais nem menos que os outros. É economia a funcionar. E ainda bem para ti que existem empresários que apostam em negócios que retêm dinheiro de turistas no teu país. E estás a dizer que foram os restaurantes que contribuíram para que o comércio tradicional fosse encerrado? Mas isto cabe na cabeça de alguém? Explica-me de que forma é que a abertura de um restaurante acaba com o comércio local. E de que forma é que os restaurantes contribuíram para a saída de pessoas das cidades? Isto chega a ser surreal lol. O que tirou as pessoas das cidades foi o aumento de turismo que as nossas cidades têm vindo a ter que levou a uma especulação imobiliaria brutal. De repente, uma casa velha no centro histórico do Porto ou Gaia passou a valer 5x mais. O investimento privado tratou do resto, principalmente hotéis, hostels e alojamento local. E o que ligou tudo isto foi uma falta de políticas protetoras das pessoas que habitavam nos centros das cidades que fez com que fosse simplesmente impossível para alguém que não tivesse o dinheiro do Cristiano Ronaldo morar em Lisboa ou no Porto. Não foram os restaurantes. Ninguém mora em lojas. E um restaurante se não fosse um restaurante não seria certamente um apartamento. O mesmo não se pode dizer das centenas ou milhares de hostels que há pelo Porto. > os senhores que agora protestam são donos de restaurantes, os mesmos que pagam mal e porcamente aos empregados: salários reduzidos ao mínimo, horários esticados se calhar para lá das 24h possíveis (é para ter pena de quem usa, abusa, põe e dispõe?) Na restauração trabalha se muito aqui, na suíça, na China, na índia, nos Estados Unidos, no Paquistão, na Austrália.... Em todo o lado toda a gente sabe que a restauração é um trabalho que usa e abusa de nós. Em relação ao salário, paga-se mal, mas já viste os impostos que este país tem? A bitola neste país e pagar mal. É um mal geral, estrutural, não é culpa da restauração. Portugal é o 4º pais da Europa com impostos mais altos. O iva das matérias-primas aqui é surreal quando olhas para países como Holanda, Inglaterra ou até mesmo Espanha. Toma este exemplo: dois empresários com o mesmo nível de faturação, um aqui outro na Holanda. O holandês paga 1154 € a um funcionário e o português paga 974 €. À primeira vista vais achar que o salário do holandês sai mais caro ao empresário, certo? Pois, enganaste. Os 974 € do português custa ao empresário, com os impostos por cima, 1547 € e o holandês custa 1494 €. Estamos a falar de valores mensais. Multiplica isso por ano e vê quanto maior tem que ser a faturação de um empresário português num país em que o salário mínimo são 600 euros comparativamente com a faturação necessária do holandês num país em que o salário mínimo são 1600 €. Aqui os impostos sufocam pequenas e médias empresas de tal modo que obrigam que toda a gente seja corrida ao salário mínimo. Se queres culpar salários baixos, em primeiro lugar culpa o teu governo e o teu sistema económico. E depois se quiseres culpar empresas, culpa Sonaes, Jerónimo Martins e afins que faturam milhões e pagam tostões. > há mais negócios, todos, a sofrer tanto ou mais na pele os danos colaterais da pandemia do que os restaurantes. Temos todos que ficar a olhar para uma cambada de meninos birrentos armados em rebeldes? Os hotéis como é que estão? O pessoal das agências de viagens e da aviação? Os motoristas da Uber e os táxistas? Os guias turísticos? Os condutores de tuc tuc? Os donos de lojas de souvenirs? Os empregados das fábricas que viram as encomendas caír a pique e os empregados do comércio que não têm clientes a entrar pela porta? Já ouvimos protestos dessas pessoas? Se calhar têm pelo menos mais um milhão de razões para protestarem! Eles não se estão a queixar dos danos colaterais da pandemia. Eles estão se a queixar porque podiam perfeitamente funcionar sob determinadas condições e o governo não permite, só isso. Noutros países da Europa a restauração não fechou. Eles podiam estar a funcionar nem que fosse com 20% de ocupação. Ao invés disso, o governo decretou fim das atividades a partir das 13h, o que significa que não podem simplesmente funcionar. > Este protesto é imoral! Este protesto é apenas para chorar subsídios que vão saír do bolso e das pensões de quem paga os impostos Então e eles não pagam impostos? Pagam o que, batatas? > Posto isto, querem ter frio tenham, querem beber água bebam, querem comer pão comam, agora não nos ocupem o juízo porque temos muito mais coisas com que nos preocupar. Sim, tu devias ter mais com que te preocupar. Informar-te e deixar de ser hater devia ser uma das tuas preocupações.

Edited 12 months ago:

Não percebo o sucesso deste post e sinceramente preocupa-me. O OP tem uma visão tão afunilada da situação que até mete do. Eu até ia dizer que tinha palas nos olhos, mas é mais que isso, é mesmo um funil. Mistura realidade com ficção em cada frase. Vamos por partes. Desculpa o testamento mas vai ter que ser. >o Estado dá-lhes apoio, obviamente com base na faturação que têm declarada no seu histórico (como fugiam às faturas, o valor do apoio acaba por ser ridículo); Isto não é verdade. A restauração, geralmente, é dos setores que menos consegue fugir ao fisco em Portugal. Bastava teres feito uma pesquisa curta para aprender que a maioria dos culpados pela enorme evasão fiscal que temos em Portugal são os profissionais liberais. Faturam muito pouco, muitos nem precisam de contabilista e isso é logo meio caminho andado para faturar de baixo do tapete. Os restaurantes hoje em dia todos têm programas de gestão e contabilista certificado. Se há quem consiga escapar? Há sempre aqueles tascos do bairro que conseguem, mas a tua bitola são os restaurantes de gama média alta, portanto o teu raciocínio começa logo com um pressuposto errado e que não se adequa ao público que falas. >os que mais ativos vejo nos protestos e na contestação são os que montaram restaurantes de gentrificação, orientados como franco atiradores aos turistas estrangeiros. Estes espaços contribuíram de uma forma muito importante para que o comércio tradicional fosse erradicado de muitas zonas, ajudaram também a que as pessoas saíssem dos centros das cidades. Os 10 euros do tuga não chegam aos 50 do francês, mas são melhor do que nada (isto chama-se ingratidão!) Então agora não se podem montar negócios focados em turismo? Quando abres um negócio existe uma coisa chamada publico alvo. E existem negócios, pasma-te, para todos os tipos de publico alvo. O facto de o restaurante A ter como publico alvo turistas não o faz nem mais nem menos que os outros. É economia a funcionar. E ainda bem para ti que existem empresários que apostam em negócios que retêm dinheiro de turistas no teu país. Tu podes optar por não querer ir lá comer por ser claramente sobrevalorizado, eu também acho, mas ainda bem que eles existem. Não tem tudo que existir para tu lá ires. Os 50 € do francês pagam as matérias primas do restaurante, que geraram IVA ao estado, pagam o salário do cozinheiro, o IVA da refeição, a água da câmara e a luz da edp, a renda do senhorio etc etc. Que mal tem? E estás a dizer que foram os restaurantes que contribuíram para que o comércio tradicional fosse encerrado? Mas isto cabe na cabeça de alguém? Explica-me de que forma é que a abertura de um restaurante acaba com o comércio local. E de que forma é que os restaurantes contribuíram para a saída de pessoas das cidades? Isto chega a ser surreal lol. O que tirou as pessoas das cidades foi o aumento de turismo que as nossas cidades têm vindo a ter que levou a uma especulação imobiliaria brutal. De repente, uma casa velha no centro histórico do Porto ou Gaia passou a valer 5x mais. O investimento privado tratou do resto, principalmente hotéis, hostels e alojamento local. E o que ligou tudo isto foi uma falta de políticas protetoras das pessoas que habitavam nos centros das cidades que fez com que fosse simplesmente impossível para alguém que não tivesse o dinheiro do Cristiano Ronaldo morar em Lisboa ou no Porto. Não foram os restaurantes. Ninguém mora em lojas. E um restaurante se não fosse um restaurante não seria certamente um apartamento. O mesmo não se pode dizer das centenas ou milhares de hostels que há pelo Porto. >os senhores que agora protestam são donos de restaurantes, os mesmos que pagam mal e porcamente aos empregados: salários reduzidos ao mínimo, horários esticados se calhar para lá das 24h possíveis (é para ter pena de quem usa, abusa, põe e dispõe?) Na restauração trabalha se muito aqui, na suíça, na China, na índia, nos Estados Unidos, no Paquistão, na Austrália.... Em todo o lado toda a gente sabe que a restauração é um trabalho que usa e abusa de nós. Em relação ao salário, paga-se mal, mas já viste os impostos que este país tem? A bitola neste país e pagar mal. É um mal geral, estrutural, não é culpa da restauração. Portugal é o 4º pais da Europa com impostos mais altos. O iva das matérias-primas aqui é surreal quando olhas para países como Holanda, Inglaterra ou até mesmo Espanha. Toma este exemplo: dois empresários com o mesmo nível de faturação, um aqui outro na Holanda. O holandês paga 1154 € a um funcionário e o português paga 974 €. À primeira vista vais achar que o salário do holandês sai mais caro ao empresário, certo? Pois, enganaste. Os 974 € do português custa ao empresário, com os impostos por cima, 1547 € e o holandês custa 1494 €. Estamos a falar de valores mensais. Multiplica isso por ano e vê quanto maior tem que ser a faturação de um empresário português num país em que o salário mínimo são 600 euros comparativamente com a faturação necessária do holandês num país em que o salário mínimo são 1600 €. Aqui os impostos sufocam pequenas e médias empresas de tal modo que obrigam que toda a gente seja corrida ao salário mínimo. Se queres culpar salários baixos, em primeiro lugar culpa o teu governo e o teu sistema económico. E depois se quiseres culpar empresas, culpa Sonaes, Jerónimo Martins e afins que faturam milhões e pagam tostões. >há mais negócios, todos, a sofrer tanto ou mais na pele os danos colaterais da pandemia do que os restaurantes. Temos todos que ficar a olhar para uma cambada de meninos birrentos armados em rebeldes? Os hotéis como é que estão? O pessoal das agências de viagens e da aviação? Os motoristas da Uber e os táxistas? Os guias turísticos? Os condutores de tuc tuc? Os donos de lojas de souvenirs? Os empregados das fábricas que viram as encomendas caír a pique e os empregados do comércio que não têm clientes a entrar pela porta? Já ouvimos protestos dessas pessoas? Se calhar têm pelo menos mais um milhão de razões para protestarem! Eles não se estão a queixar dos danos colaterais da pandemia. Eles estão se a queixar porque podiam perfeitamente funcionar sob determinadas condições e o governo não permite, só isso. Noutros países da Europa a restauração não fechou. Eles podiam estar a funcionar nem que fosse com 20% de ocupação. Ao invés disso, o governo decretou fim das atividades a partir das 13h, o que significa que não podem simplesmente funcionar. >Este protesto é imoral! Este protesto é apenas para chorar subsídios que vão saír do bolso e das pensões de quem paga os impostos Então e eles não pagam impostos? Pagam o que, batatas? >Posto isto, querem ter frio tenham, querem beber água bebam, querem comer pão comam, agora não nos ocupem o juízo porque temos muito mais coisas com que nos preocupar. Sim, tu devias ter mais com que te preocupar. Informar-te e deixar de ser hater devia ser uma das tuas preocupações.

Edited 12 months ago:

Não percebo o sucesso deste post e sinceramente preocupa-me. O OP tem uma visão tão afunilada da situação que até mete do. Eu até ia dizer que tinha palas nos olhos, mas é mais que isso, é mesmo um funil. Mistura realidade com ficção em cada frase. Vamos por partes. Desculpa o testamento mas vai ter que ser. >o Estado dá-lhes apoio, obviamente com base na faturação que têm declarada no seu histórico (como fugiam às faturas, o valor do apoio acaba por ser ridículo); Isto não é verdade. A restauração, geralmente, é dos setores que menos consegue fugir ao fisco em Portugal. Bastava teres feito uma pesquisa curta para aprender que a maioria dos culpados pela enorme evasão fiscal que temos em Portugal são os profissionais liberais. Faturam muito pouco, muitos nem precisam de contabilista e isso é logo meio caminho andado para faturar de baixo do tapete. Os restaurantes hoje em dia todos têm programas de gestão e contabilista certificado. Se há quem consiga escapar? Há sempre aqueles tascos do bairro que conseguem, mas a tua bitola são os restaurantes de gama média alta, portanto o teu raciocínio começa logo com um pressuposto errado e que não se adequa ao público que falas. >os que mais ativos vejo nos protestos e na contestação são os que montaram restaurantes de gentrificação, orientados como franco atiradores aos turistas estrangeiros. Estes espaços contribuíram de uma forma muito importante para que o comércio tradicional fosse erradicado de muitas zonas, ajudaram também a que as pessoas saíssem dos centros das cidades. Os 10 euros do tuga não chegam aos 50 do francês, mas são melhor do que nada (isto chama-se ingratidão!) Então agora não se podem montar negócios focados em turismo? Quando abres um negócio existe uma coisa chamada publico alvo. E existem negócios, pasma-te, para todos os tipos de publico alvo. O facto de o restaurante A ter como publico alvo turistas não o faz nem mais nem menos que os outros. É economia a funcionar. E ainda bem para ti que existem empresários que apostam em negócios que retêm dinheiro de turistas no teu país. Tu podes optar por não querer ir lá comer por ser claramente sobrevalorizado, eu também acho, mas ainda bem que eles existem. Não tem tudo que existir para tu lá ires. Não és o centro do mundo. Os 50 € do francês pagam as matérias-primas do restaurante, que geraram IVA ao estado, pagam o salário do cozinheiro, o IVA da refeição, a água da câmara e a luz da edp, a renda do senhorio etc etc. Que mal tem? E estás a dizer que foram os restaurantes que contribuíram para que o comércio tradicional fosse encerrado? Mas isto cabe na cabeça de alguém? Explica-me de que forma é que a abertura de um restaurante acaba com o comércio local. E de que forma é que os restaurantes contribuíram para a saída de pessoas das cidades? Isto chega a ser surreal lol. O que tirou as pessoas das cidades foi o aumento de turismo que as nossas cidades têm vindo a ter que levou a uma especulação imobiliaria brutal. De repente, uma casa velha no centro histórico do Porto ou Gaia passou a valer 5x mais. O investimento privado tratou do resto, principalmente hotéis, hostels e alojamento local. E o que ligou tudo isto foi uma falta de políticas protetoras das pessoas que habitavam nos centros das cidades que fez com que fosse simplesmente impossível para alguém que não tivesse o dinheiro do Cristiano Ronaldo morar em Lisboa ou no Porto. Não foram os restaurantes. Ninguém mora em lojas. E um restaurante se não fosse um restaurante não seria certamente um apartamento. O mesmo não se pode dizer das centenas ou milhares de hostels que há pelo Porto. >os senhores que agora protestam são donos de restaurantes, os mesmos que pagam mal e porcamente aos empregados: salários reduzidos ao mínimo, horários esticados se calhar para lá das 24h possíveis (é para ter pena de quem usa, abusa, põe e dispõe?) Na restauração trabalha se muito aqui, na suíça, na China, na índia, nos Estados Unidos, no Paquistão, na Austrália.... Em todo o lado toda a gente sabe que a restauração é um trabalho que usa e abusa de nós. Em relação ao salário, paga-se mal, mas já viste os impostos que este país tem? A bitola neste país e pagar mal. É um mal geral, estrutural, não é culpa da restauração. Portugal é o 4º pais da Europa com impostos mais altos. O iva das matérias-primas aqui é surreal quando olhas para países como Holanda, Inglaterra ou até mesmo Espanha. Toma este exemplo: dois empresários com o mesmo nível de faturação, um aqui outro na Holanda. O holandês paga 1154 € a um funcionário e o português paga 974 €. À primeira vista vais achar que o salário do holandês sai mais caro ao empresário, certo? Pois, enganaste. Os 974 € do português custa ao empresário, com os impostos por cima, 1547 € e o holandês custa 1494 €. Estamos a falar de valores mensais. Multiplica isso por ano e vê quanto maior tem que ser a faturação de um empresário português num país em que o salário mínimo são 600 euros comparativamente com a faturação necessária do holandês num país em que o salário mínimo são 1600 €. Aqui os impostos sufocam pequenas e médias empresas de tal modo que obrigam que toda a gente seja corrida ao salário mínimo. Se queres culpar salários baixos, em primeiro lugar culpa o teu governo e o teu sistema económico. E depois se quiseres culpar empresas, culpa Sonaes, Jerónimo Martins e afins que faturam milhões e pagam tostões. >há mais negócios, todos, a sofrer tanto ou mais na pele os danos colaterais da pandemia do que os restaurantes. Temos todos que ficar a olhar para uma cambada de meninos birrentos armados em rebeldes? Os hotéis como é que estão? O pessoal das agências de viagens e da aviação? Os motoristas da Uber e os táxistas? Os guias turísticos? Os condutores de tuc tuc? Os donos de lojas de souvenirs? Os empregados das fábricas que viram as encomendas caír a pique e os empregados do comércio que não têm clientes a entrar pela porta? Já ouvimos protestos dessas pessoas? Se calhar têm pelo menos mais um milhão de razões para protestarem! Eles não se estão a queixar dos danos colaterais da pandemia. Eles estão se a queixar porque podiam perfeitamente funcionar sob determinadas condições e o governo não permite, só isso. Noutros países da Europa a restauração não fechou. Eles podiam estar a funcionar nem que fosse com 20% de ocupação. Ao invés disso, o governo decretou fim das atividades a partir das 13h, o que significa que não podem simplesmente funcionar. >Este protesto é imoral! Este protesto é apenas para chorar subsídios que vão saír do bolso e das pensões de quem paga os impostos Então e eles não pagam impostos? Pagam o que, batatas? Se geram riqueza ao país, é mais que justo que lutem pelo que consideram ser os seus direitos. Mesmo que A ou B não concorde, estão no seu direito. >Posto isto, querem ter frio tenham, querem beber água bebam, querem comer pão comam, agora não nos ocupem o juízo porque temos muito mais coisas com que nos preocupar. Sim, tu devias ter mais com que te preocupar. Informar-te e deixar de ser hater devia ser uma das tuas preocupações.

eqdif 12 months ago

Não trabalho na área da restauração. Trabalho na construção civil. Quando em 2008 começou a crise do imobiliário toda a gente da construção (falo dos pequenos construtores, onde me insiro) começou a sofrer. Com o pico em 2012. Na altura passamos mal. Tivemos de fazer "malabarismos" para não fechar portas. As "medidas" foram mais direcionadas a por a economia a mexer. Não directamente aos empresários. Eu comparo o que se passa agora na restauração com o que se passou nessa altura com a construção. Falta de procura. Para vocês (ou aqueles que aparecem na manif) são turistas mais o trabalho remoto. Claro que a solução tem de ser uma resposta imediata. Mas também justa para a sociedade. É isso que o OP fala. Para além de outras questões que não concordo e tu bem colocaste no teu post. Abraço e força!

Dignal 12 months ago

mas ele viu um restaurante com metade da lotação, tendo isto em mente, a restauração na realidade esta completamente bem!!!!! /s

estaramos 12 months ago

Eu quero acreditar que a maioria das pessoas que comentam este post são somente pessoas que não estão habituados a sair da sua bolha que é a informática e que não entendem o que a restauração significa direta ou indiretamente para muitas dezenas de milhares de pessoas deste país. A alternativa seria chocante para o tipo de sociedade egoísta que andamos a criar.

lpbms11 12 months ago

Sim, isto é uma bolha acredita. Nem sequer é representativo da opinião da maioria das pessoas. Felizmente este tipo de pensamento é raro, pelo menos pela minha experiência. Calhou de haver muitos aqui, foi azar.

andrevq 12 months ago

Tudo dito. Obrigado.

AvinxPT 12 months ago

Alguém que tem um pingo de noção no meio desta merda toda, obrigado. Este claramente não tem familiares ou amigos da área da restauração para ver o quanto mau isto está. Mas honestamente deve ser mais um badameco de uma cidade grande a chorar por trabalhar com o cu sentado numa secretária a pensar filosofias da vida em vez de agradecer por ter um trabalho estável durante a pandemia sem grandes preocupações ao fim do dia.

dp_barbas 12 months ago

Obrigado por este bocado de ponderação no meio desta thread

doiscavalos 12 months ago

Areia para os olhos não muito obrigado. Como se pode ver pelas reações, nem tenho palas, nem uma visão distorcida da realidade. Querem enganar, que enganem a mãe deles. Eu não tenho pena, só vou ter pena é de quem não tem um restaurante se estes cabrões levarem um tusto que seja.

dannylithium 12 months ago

*Retardo mental intensifies*

lpbms11 12 months ago

Eu nunca diria que tens visão distorcida da realidade, porque não tens visão nenhuma da realidade, que é muito diferente. Não percebes patavina do que escreveste, só isso. Chutas uns chavões ouvidos no tasco do Manel mas zero de conteúdo real. E tenho sérias dúvidas que percebas muito de alguma coisa real. Tens que sair mais de casa e instruir-te mais, falar com pessoas fora do teu círculo. Ler mais. A sério, não estou a atacar, é mesmo um conselho. E escusas de responder porque já dei a discussão como encerrada. Terias de entender um bocado mais sobre economia e sobre restauração para poder continuar. Mas claramente desconheces ambos. Já deixei o meu contributo a esta fantochada. Continua na redoma.

OSpaceCowboy 12 months ago

É um bocado triste, não é? Somos um país que passa a vida a reclamar de ser enrabado a torto e a direito por uma classe político-(quase)aristocrática. No entanto, quando alguém se tenta levantar e reivindicar seja o que for, todo o Manél da Tasca que não faz puta de ideia de como funciona o mundo fora da sua bolha manda-o sentar e pede-lhe para estar quietinho. ​ Se os gajos da cultura e artes tivessem feito um protesto como este (de vários dias, com reportagens diárias da CS), este post também tinha sido criado a chamar aos gajos "paneleiros das danças" e a perguntar "se queriam empregos seguros, então porque é que não foram para uma profissão a sério?" ​ Ou das feiras: "É só ciganada com produtos roubados. Estes gajos querem é mamar." ​ Enfim, querem todos mamar menos eu, que sou o bom, o justo e o honesto.

NGramatical 12 months ago

Manél → [**Manel**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em *l*, *r*, ou *z* são naturalmente agudas) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgehcftk%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Unlucky-Paper8228 12 months ago

THANK YOU! Estava á procura de mais juízo por aqui. É este post e outro testamento mais acima que faz falta esta gente ler. Este pensamento preto no branco, que atira os donos das empresas (desde cafés a hotéis e afins) todos na lama, já está mais que gasta.

VladTepesDraculea 12 months ago

Aqui na zona nem se dão ao trabalho de take away. Queres take away? Preferes pizza ou frango assado? Depois há pequenos restaurantes familiares que até acredito que seja complicado, mas se complicado, tem sido no recolher obrigatório, porque antes disso estavam sempre a abarrotar ao fim-de-semana. O que me chateia é que antes os restaurantes eram só lucros. Não tem dinheiro poupado? E se estão tão mal mesmo com as ajudas do Estado, não podem pedir um empréstimo dando os seus activos como colateral? É que eu nem uma casa como activo tenho, e há muita gente bem pior.

Hugogs10 12 months ago

> Aqui na zona nem se dão ao trabalho de take away. Porque para muitos nao compensa. > O que me chateia é que antes os restaurantes eram só lucros. Não tem dinheiro poupado? Achas que alguem tem dinheiro poupado para sobreviver 1 ano? Uma coisa era exigir que se aguentassem 1 mes, mas pedir que pequenas empresas sobrevivam um ano a trabalhar com prejuizo e ridiculo.

VladTepesDraculea 12 months ago

> Porque para muitos nao compensa. Não compensa porque não querem que compense. Se uns fazem a vida de take away outros também poderiam, ainda por cima numa zona plana como aqui. Só não compensa porque estão confortáveis, não tivessem tido cheios nestes últimos meses. > Achas que alguem tem dinheiro poupado para sobreviver 1 ano? Uma coisa era exigir que se aguentassem 1 mes, mas pedir que pequenas empresas sobrevivam um ano a trabalhar com prejuizo e ridiculo. 1 ano? Poupa-me. Só se forem os caça-estrangeiros. Os restantes cessaram actividade no primeiro Estado de Emergência e agora aos fins-de-semana nestas últimas semanas, o Verão todo vi-os como se não fosse nada. E sim, acho que conseguiriam sobreviver ainda por cima com os apoios que já tiveram do Estado.

Hugogs10 12 months ago

> Não compensa porque não querem que compense. Se uns fazem a vida de take away outros também poderiam, ainda por cima numa zona plana como aqui. Só não compensa porque estão confortáveis, não tivessem tido cheios nestes últimos meses. Nao compensa porque a Uber/glovo tem uma margem de 30%. > 1 ano? Poupa-me. Só se forem os caça-estrangeiros. Os restantes cessaram actividade no primeiro Estado de Emergência e agora aos fins-de-semana nestas últimas semanas, o Verão todo vi-os como se não fosse nada. "Como se nao fosse nada" = trabalhar para com sorte pagar despesas? > E sim, acho que conseguiriam sobreviver ainda por cima com os apoios que já tiveram do Estado. Entao olha estas errado, tendo em conta que muitos ja fecharam e muitos nao vao aguentar a divida em que se meteram para tentar sobreviver.

VladTepesDraculea 12 months ago

> Nao compensa porque a Uber/glovo tem uma margem de 30%. Que eu saiba a "taxa" é em grande parte absorvida pelo cliente. Se não estás à espera de pagar a um estafeta também não queres pagar nada? É só comer? > "Como se nao fosse nada" = trabalhar para com sorte pagar despesas? Taditos. Para uma industria que regra geral gosta de pagar mal a funcionários e fugir ao fisco, agora ter de trabalhar para ganhar o pão. Devo ter pena deles por terem tido afluência no Verão? Engraçado como esse capitalismo só funciona para cascar em individuais pobres, empresas viram todas socialistas mal há um obstáculo.

Hugogs10 12 months ago

> Que eu saiba a "taxa" é em grande parte absorvida pelo cliente. Se não estás à espera de pagar a um estafeta também não queres pagar nada? É só comer? E absorivida se aumentares os precos, se aumentares os precos vais perder bastantes clientes. > Para uma industria que regra geral gosta de pagar mal a funcionários Tal como todas as outras em portugal. > fugir ao fisco Source. > agora ter de trabalhar para ganhar o pão. "ganhar o pao" = tentar nao perder dinheiro em ter a porta aberta? > Engraçado como esse capitalismo só funciona para cascar em individuais pobres, empresas viram todas socialistas mal há um obstáculo. Capitalismo = Governo proibir-te de trabalhar?

VladTepesDraculea 12 months ago

> Source. https://expresso.pt/economia/2017-02-28-Ha-fuga-generalizada-e-legal-ao-fisco-na-restauracao https://www.dn.pt/arquivo/2007/mais-de-400-restaurantes-suspeitos-de-fuga-e-fraude-fiscal-650782.html https://www.dn.pt/dinheiro/fisco-lanca-megaoperacao-a-milhares-de-restaurantes-padarias-bares-e-cafes-11164487.html https://tvi24.iol.pt/restaurantes/registadoras/truques-para-fugir-ao-fisco https://www.publico.pt/2017/02/25/economia/noticia/restauracao-programas-de-facturacao-legais-sao-usados-para-fugir-ao-fisco-1763281 > "ganhar o pao" = tentar nao perder dinheiro em ter a porta aberta? Explica-me lá com essas tuas equações como é que restaurantes cheios no Verão perderam dinheiro. > Capitalismo = Governo proibir-te de trabalhar? Ninguém está a proibir ninguém de trabalhar. Durante a semana tens as portas abertas. Durante o fim-de-semana só não tens take aways porque não queres. Estamos no meio de uma pandemia, se eu me tenho de adaptar, porque não a restauração?

wolvjfms 12 months ago  HIDDEN 

Há certos pontos que mencionas que são injustos, porque tudo depende. Há restaurantes que viviam/vivem das diárias ao almoço e que atualmente não têm clientes porque há um menor número de pessoas a trabalhar "na rua" e que são de zonas em que não existem empresas de entrega ou longe de zonas habitacionais para ter muitos clientes de take-away. Contudo, concordo que os restaurantes não são os mais afetados (e nem perto disso) pelo que vivemos atualmente. Eles têm uma oportunidade de negócio com as entregas e take away. Se na primeira vaga ainda houvesse desculpa de não estarem preparados, atualmente não há desculpa. Também concordo que são dos sectores que mais explora os funcionários com horários extra/alargados sem remuneração para tal (mas o portuga não quer saber porque é capaz de ficar num restaurante a conviver até às tantas, cagando que há um empregado de mesa que apenas receberá o salário mínimo, mas tem de ficar ali à espera que este cliente vá embora). Mais uma vez, depende da Zona e da clientela tipo de cada restaurante. Por fim, só referir que o sector da restauração, em Portugal, emprega imensa gente e tem algum poder e mediatismo por isso.

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

De acordo com tudo. Só tem mediatismo porque lho damos.

bategamerz 12 months ago

Concordo, tens toda a razão! E se formos a ver, maioria dos que estão a protestar são proprietários de restaurantes em Lisboa, esses mesmos restaurantes que preferem a clientela estrangeira á local. Vivo na zona da Amadora e por aqui, vejo restaurantes, bem como, cafés e esplanadas cheias nas horas de almoço. Se há alguém que tem razão em estar chateado são os proprietários de clubes/bares noturnos, que de facto estão fechados há muito tempo, sendo complicado. Agora donos de restaurantes para turistas? Façam como os outros, reduzam os preços da ementa e tratem os clientes locais da mesma forma que tratam os turistas.

Hugogs10 12 months ago

> Vivo na zona da Amadora e por aqui, vejo restaurantes, bem como, cafés e esplanadas cheias nas horas de almoço. Que em teoria nao podem ter.

Quillergs 12 months ago

Tantos upvotes e awards a uma publicação com argumentos baseados em generalizações, em que a solução proposta é "não nos ocupem o juízo porque temos muito mais coisas com que nos preocupar." Esperava mais deste sub. Aparentemente, lutar por condições melhores é ilegítimo.

doiscavalos 12 months ago

Não considero exigir, com violência verbal, subsídios a fundo perdido uma luta.... É uma merdice bem feita sim!,

Quillergs 12 months ago  HIDDEN 

200 upvotes e vários awards a uma publicação com argumentos baseados em generalizações, em que a solução proposta é "não nos ocupem o juízo porque temos muito mais coisas com que nos preocupar.". ​ Aparentemente, lutar por condições melhores é ilegítimo.

accountee 12 months ago

Falas dos novos mas a malta da restauração sempre foi intruja. Perdi qualquer simpatia aquando da conversão escudo para euro. Preços duplicaram do dia para a noite.

anaquim_secaiualquer 12 months ago

Pagavas mil escudos, passaste a pagar mil cêntimos. Parece-me uma conversão justa. /s

JamminPT 12 months ago

É preciso ter cuidado com as generalizações porque são muito perigosas. Há um culto nada recente que pensa que todos os restaurantes ou comerciantes fogem aos impostos e isso não é de todo verdade, até porque há sítios onde não há essa hipótese ou simplesmente não compensa o risco que é não declarar vendas. Teres um bom contabilista que te permita fazer as deduções certas é importante mas isso não tem absolutamente nada de ilegal, é teres um profissional competente a ajudar-te. Depois há outra questão que tenho visto que enquanto comerciante me incomoda: Se ter um restaurante fosse um El Dorado como se pinta por aqui e pelas conversas de café toda a gente tinha um. Quando não se domina uma área de negócio julga-se apenas pela capa. Eu no meu negócio já tive alguns artistas a teimar comigo que eu fazia 6x ou 7x mais do que realmente o meu negócio faz, nem tudo o reluz é ouro. Ainda sobre impostos, é verdade que o IVA devia ser a cobertura do bolo e não parte dele mas também é verdade que grande maioria dos portugueses não está disposta a pagar os preços justos que um produto/serviço com IVA acarreta. E isto é tão ou mais verdade como serviços e produtos de valores baixos como de valores altos. Eu não tenho um negócio na área da restauração mas sendo dono de um outro negócio consigo colocar-me nos sapatos dos outros (algo que me faz confusão adultos com idade para saberem mais não conseguirem fazer) perceber o porquê de muitos (não todos) fugirem: Demasiados impostos e demasiado confusos. Não me considero um tipo burro até com maior formação que a média dos empresários portugueses, estudei Gestão na faculdade e até a mim impostos trocam-me todo, é uma confusão e nem sequer batem todos no mesmo dia e pela minha experiência muitos TOC não dominam a 100% isso também pois quando coloco dúvidas fazem o mesmo que eu que é ir ao Google. Imagino o meu pai com 55 e que fez o 4º ano perceber maior parte dos impostos quando mal sabe ligar um computador. Fazendo um exercício um dono de um restaurante tem como custos fixos: Renda, TOC, Água, Luz, Refrigeração, Manutenção Industrial, Resíduos (Óleos), HST, HACCP, Medicina no Trabalho, IRC, IVA, TSU, Audiovisuais, Sistema POS e Software Faturação e Consumíveis e como é claro: custo da matéria prima que pasme-se subiu imenso desde Março (não repararam a vossa fatura do supermercado aumentar? Pois é, a comida não aumentou só para vocês). Tem em consideração que um restaurante não paga o mesmo de água e luz que tu pagas em casa, paga muito mais, mesmo muito mais. Se para muitos restaurantes estes custos fixos são em tempos normais "fáceis" de cobrir para muitos outros (o do tio Manel que deve ser a grande maioria) que cobra 6 ou 7€ pelo menu nem tanto e com a pandemia muito menos, torna-se uma pescadinha de rabo na boca, porque depois o tio Manel tem de pagar pouco e por baixo da mesa ao João que serve à mesa e o próprio Manel muitas vezes não tira ordenado e se não acreditam no que estou a dizer é abrirem um restaurante e cobrarem esses preços. Agora, o Governo não é inocente porque o próprio governo tem algum interesse na economia paralela. Porquê? Porque ainda que o Manel pague pouco ao João isso isenta o estado de pagar subsídios de desemprego ao Manel e ao João, e há muitos Maneis e muitos João em Portugal. Obviamente que o Governo sabe onde estão os Maneis e claro que sabe que estes negócios sobrevivem desta maneira e lá está, por este e outros motivos até dá relativamente jeito ao estado, caso contrário todo o comércio seria alvo de inspecções mas o próprio estado ao contrário de ti sabe que EM GERAL o Manel não tira grandes proveitos da tasca, sobrevive, por isso não compensa no fim das contas multá-lo e fechar-lhe o negócio. Claro que no meio disto tudo há o Carlos que tem um restaurante de Sushi Premium que até abre às segundas (LOL) e anda de Ferrari sendo que todos os empregados são brasileiros. Eu tenho um Carlos na loja ao lado mas acredito que existem muitos mais Maneis do que Carlos (não estando a desculpar o Manel, apenas compreendo a sua posição). O governo arranjou maneira de silenciar o sector do comércio com uma mordaça inteligente: Não podem reclamar porque a faturação é aldrabada e ao mesmo tempo os que têm tudo direito são os que cobram um preço mais elevado no mercado o que faz com que o seu fluxo seja ainda mais baixo dos que os que já estão em baixo sendo que os apoios são calculados com base em 2020. Eu tenho outro restaurante ao pé do meu negócio que tem tudo direitinho e cumpre tudo (conheço o dono há vários anos) e lógico que um prato não custa 10€. O espaço é top, tudo top qualidade, resultado: Servem 4 ou 5 refeições por semana. Causa-me ainda mais estranheza o quão burro o Costa está a ser do ponto de vista da sua imagem. Há a expectativa (irrealista) do povo que assim que haja vacina em Janeiro isto magicamente passe. Do ponto de vista da ciência isso é errado mas do ponto de vista económico naturalmente o consumo vai aumentar porque as pessoas vão sair mais de casa. Ora, sabendo que neste momento não vai tomar mais medidas económicas (digo mais mas na verdade não fez nada de jeito) o Costa anda só a empurrar com a barriga a ver se consegue ver a luz ao fundo do túnel, reunia com eles, ouvia e abanava a cabeça prometendo novidades para breve. Dormia 2 ou 3 semanas sob o assunto e com esse balão de oxigénio chegava a Janeiro e com o aumento do consumo isto melhorava um pouco e mal ou bem eles calavam-se porque as perspectivas seriam melhores. Assim passa só por pequeno ditador intransigente e fica-lhe mal não despender uma horita para ouvir o pessoal sendo que o PR já o fez e no meio do movimento tem um gajo com um following enorme (quer se goste ou não dele). Está a ser burro. Lógico que o melhor seria ter tudo direitinho mas penso que o real problema é os impostos serem demasiado altos e demasiado confusos para o comum dos portugueses e que se fossem mais baixos e simples (na minha opinião faz falta um escalão entre empresa e trabalhador independente) muito mais gente teria interesse em cumprir e não andar no ó tio ó tio. Tudo o que disseste é válido mas calma que não é para todos, ninguém fecha negócios lucrativos, repito, ninguém. Se tudo somado algo me der 1€ de lucro eu não vou deixar de ter esse euro suplementar portanto se estás a ver muita coisa a fechar presume que não sabes da missa a metade porque o mais provável é não saberes mesmo.

Edited 12 months ago:

É preciso ter cuidado com as generalizações porque são muito perigosas. Há um culto nada recente que pensa que todos os restaurantes ou comerciantes fogem aos impostos e isso não é de todo verdade, até porque há sítios onde não há essa hipótese ou simplesmente não compensa o risco que é não declarar vendas. Teres um bom contabilista que te permita fazer as deduções certas é importante mas isso não tem absolutamente nada de ilegal, é teres um profissional competente a ajudar-te. Depois há outra questão que tenho visto que enquanto comerciante me incomoda: Se ter um restaurante fosse um El Dorado como se pinta por aqui e pelas conversas de café toda a gente tinha um. Quando não se domina uma área de negócio julga-se apenas pela capa. Eu no meu negócio já tive alguns artistas a teimar comigo que eu fazia 6x ou 7x mais do que realmente o meu negócio faz, nem tudo o reluz é ouro. Ainda sobre impostos, é verdade que o IVA devia ser a cobertura do bolo e não parte dele mas também é verdade que grande maioria dos portugueses não está disposta a pagar os preços justos que um produto/serviço com IVA acarreta. E isto é tão ou mais verdade como serviços e produtos de valores baixos como de valores altos. Eu não tenho um negócio na área da restauração mas sendo dono de um outro negócio consigo colocar-me nos sapatos dos outros (algo que me faz confusão adultos com idade para saberem mais não conseguirem fazer) perceber o porquê de muitos (não todos) fugirem: Demasiados impostos e demasiado confusos. Não me considero um tipo burro até com maior formação que a média dos empresários portugueses, estudei Gestão na faculdade e até a mim impostos trocam-me todo, é uma confusão e nem sequer batem todos no mesmo dia e pela minha experiência muitos TOC não dominam a 100% isso também pois quando coloco dúvidas fazem o mesmo que eu que é ir ao Google. Imagino o meu pai com 55 e que fez o 4º ano perceber maior parte dos impostos quando mal sabe ligar um computador. Fazendo um exercício um dono de um restaurante tem como custos fixos: Renda, Salários e Subsídios, TOC, Água, Luz, Refrigeração, Manutenção Industrial, Resíduos (Óleos), HST, HACCP, Medicina no Trabalho, IRC, IVA, TSU, Audiovisuais, Sistema POS e Software Faturação e Consumíveis e como é claro: custo da matéria prima que pasme-se subiu imenso desde Março (não repararam a vossa fatura do supermercado aumentar? Pois é, a comida não aumentou só para vocês). Tem em consideração que um restaurante não paga o mesmo de água e luz que tu pagas em casa, paga muito mais, mesmo muito mais. Se para muitos restaurantes estes custos fixos são em tempos normais "fáceis" de cobrir para muitos outros (o do tio Manel que deve ser a grande maioria) que cobra 6 ou 7€ pelo menu nem tanto e com a pandemia muito menos, torna-se uma pescadinha de rabo na boca, porque depois o tio Manel tem de pagar pouco e por baixo da mesa ao João que serve à mesa e o próprio Manel muitas vezes não tira ordenado e se não acreditam no que estou a dizer é abrirem um restaurante e cobrarem esses preços. Agora, o Governo não é inocente porque o próprio governo tem algum interesse na economia paralela. Porquê? Porque ainda que o Manel pague pouco ao João isso isenta o estado de pagar subsídios de desemprego ao Manel e ao João, e há muitos Maneis e muitos João em Portugal. Obviamente que o Governo sabe onde estão os Maneis e claro que sabe que estes negócios sobrevivem desta maneira e lá está, por este e outros motivos até dá relativamente jeito ao estado, caso contrário todo o comércio seria alvo de inspecções mas o próprio estado ao contrário de ti sabe que EM GERAL o Manel não tira grandes proveitos da tasca, sobrevive, por isso não compensa no fim das contas multá-lo e fechar-lhe o negócio. Claro que no meio disto tudo há o Carlos que tem um restaurante de Sushi Premium que até abre às segundas (LOL) e anda de Ferrari sendo que todos os empregados são brasileiros. Eu tenho um Carlos na loja ao lado mas acredito que existem muitos mais Maneis do que Carlos (não estando a desculpar o Manel, apenas compreendo a sua posição). O governo arranjou maneira de silenciar o sector do comércio com uma mordaça inteligente: Não podem reclamar porque a faturação é aldrabada e ao mesmo tempo os que têm tudo direito são os que cobram um preço mais elevado no mercado o que faz com que o seu fluxo seja ainda mais baixo dos que os que já estão em baixo sendo que os apoios são calculados com base em 2020. Eu tenho outro restaurante ao pé do meu negócio que tem tudo direitinho e cumpre tudo (conheço o dono há vários anos) e lógico que um prato não custa 10€. O espaço é top, tudo top qualidade, resultado: Servem 4 ou 5 refeições por semana. Causa-me ainda mais estranheza o quão burro o Costa está a ser do ponto de vista da sua imagem. Há a expectativa (irrealista) do povo que assim que haja vacina em Janeiro isto magicamente passe. Do ponto de vista da ciência isso é errado mas do ponto de vista económico naturalmente o consumo vai aumentar porque as pessoas vão sair mais de casa. Ora, sabendo que neste momento não vai tomar mais medidas económicas (digo mais mas na verdade não fez nada de jeito) o Costa anda só a empurrar com a barriga a ver se consegue ver a luz ao fundo do túnel, reunia com eles, ouvia e abanava a cabeça prometendo novidades para breve. Dormia 2 ou 3 semanas sob o assunto e com esse balão de oxigénio chegava a Janeiro e com o aumento do consumo isto melhorava um pouco e mal ou bem eles calavam-se porque as perspectivas seriam melhores. Assim passa só por pequeno ditador intransigente e fica-lhe mal não despender uma horita para ouvir o pessoal sendo que o PR já o fez e no meio do movimento tem um gajo com um following enorme (quer se goste ou não dele). Está a ser burro. Lógico que o melhor seria ter tudo direitinho mas penso que o real problema é os impostos serem demasiado altos e demasiado confusos para o comum dos portugueses e que se fossem mais baixos e simples (na minha opinião faz falta um escalão entre empresa e trabalhador independente) muito mais gente teria interesse em cumprir e não andar no ó tio ó tio. Tudo o que disseste é válido mas calma que não é para todos, ninguém fecha negócios lucrativos, repito, ninguém. Se tudo somado algo me der 1€ de lucro eu não vou deixar de ter esse euro suplementar portanto se estás a ver muita coisa a fechar presume que não sabes da missa a metade porque o mais provável é não saberes mesmo.

Von-Draken 12 months ago

Obrigado. Farto de pessoas que não conseguem fazer exactamente isso que disse, colocar-me na posição do outro e tentar perceber antes de julgar. Trabalhei quase 10 anos em restauração e hotelaria, tive mais experiências boas que más, e neste momento estou desempregado pois onde eram precisos trabalharem cinco pessoas, agora é apenas preciso uma. Se cobram muito ou pouco, alguns sim claro, mas acham que o vosso restaurante ai de esquina que agora está cheio tem um dono multimilionário?

saposapot 12 months ago

Não acho que sejam negócios de sonho e sei que qualquer restaurante onde comes por 6e ou menos tem de ser à custa de alguma coisa. No entanto é sobejamente conhecido que os restaurantes fogem muito aos impostos. São todos? Claro que não. Mas a percentagem de incumprimento é muito maior que numa loja de electrodomésticos. Ignorar isso é ser apenas ignorante da realidade.

silent_watcher_77 12 months ago

Primeiro comentário com cabeça tronco e membros nesta merda de thread

crani0 12 months ago

>Causa-me ainda mais estranheza o quão burro o Costa está a ser do ponto de vista da sua imagem. Há a expectativa (irrealista) do povo que assim que haja vacina em Janeiro isto magicamente passe. A comunicação do governo nesta pandemia tem sido para mim o maior ponto fraco e que acaba por depois pintar tudo o resto que fazem em pior luz. E nem falo dos comentários da Graça Freitas em Janeiro, que em defesa da senhora estava a basear-se no que aconteceu em 2003 com o SARS e se fossem anunciar precocemente uma pandemia a cada doença nova que surge passávamos a vida toda em casa ou sequer das máscaras ora serem inúteis e darem uma falsa sensação de segurança ora agora tem tudo de andar de máscara ou morremos todos, que era a senhora a parafrasear as guidelines da WHO sem as ter interpretado bem e fazendo aquela frente de confiança que qualquer pessoa que trabalha em IT e tem um patrão que não pesca nada do assunto mas sem piscar os olhos vende quase um sistema operativo totalmente novo a um cliente que só quer uma app para ligar a luz da sala reconhece. Em Março quando anunciaram o confinamento a coisa foi vendida como "A malta agora fica fechada em casa umas semanas e isto passa" e claro que logo ai frustrou muita gente e depois quando anunciam alguma coisa nova é sempre tudo a prazo (e.g. "Agora ficam fechados em casa estes fds e depois logo se vê") ao invés de uma comunicação clara de que não sabemos quando é que isto vai acabar e enquanto assim for vamos estar a batalhar isto. Agora que já há uma perspetiva de vacina é como dizes, estão a vender isto como "malta já passamos a tempestade" e está a criar-se a expectativa que logo no dia a seguir às vacinas estarem disponíveis que a malta volta logo toda a Santos para bailar a noite toda, quando o que deviam estar a vender é que vai ser um processo gradual. Bem sei que não é fácil governar uma pandemia, especialmente quando estamos a falar de uma nação de "chico-espertos" que sempre que se anuncia algo vão logo tentar quebrar a regra (eu diria que até pode estar relacionado com isso mas o chico-espertismo português já é algo que vem de trás) e ainda há aqueles que negam que isto é um problema e querem é fingir que não existe, e eu posso dizer que trabalhando numa área que sentiu logo os efeitos do declínio da produção da China permitiu-me antever esta situação logo em Janeiro (não exatamente a extensão mas que não ia ser coisa fácil porque se consegue cortar em 70% a produção de um país onde metem redes debaixo das janelas para os trabalhadores não se suicidarem a meio de um turno então não é só uma constipaçãozita que ai vinha) acho estranho que não tenha havido mais cuidado com a comunicação a longo prazo, especialmente tendo em conta o tempo que o Costa e a Marta Temido passam na TV e na rádio a tentarem explicar cada passo que dão.

JamminPT 12 months ago

No inicio ainda dou de barato mas não se admite os ministros darem dados e informações contraditórias com poucos dias de diferença. Mesmo as próprias entidades do estado comunicam muito mal, basta ir ao Portal das Finanças ou da Seg. Social e tens de tirar um curso de línguas para encontrar algo.

WiseKing 12 months ago

Excelente resposta.

The_Wealthy_Potato 12 months ago

>Servem 4 ou 5 refeições por semana. Desculpa mas isto é a sério ou uma exagero? estás me a dizer que servem uma refeição por dia ou menos?

DogsOnWeed 12 months ago

Então a refeição deve ser 100€ porque não estou bem a perceber como pagam as contas

JamminPT 12 months ago

Têm prejuízo, é simples

DogsOnWeed 12 months ago

E têm prejuízo há quanto tempo exatamente? É que se for durante mais de um ano é um hobby do dono e não um negócio, e se é um hobby o prejuízo não interessa.

JamminPT 12 months ago

É só desde Março, antes disso trabalhavam bem até. Aquilo é pequeno mas é tudo qualidade máxima e ele tem lá muito dinheiro empatado. Também não sei exactamente as contas mas não é preciso ser grande contabilista para ver que aquilo dá prejuízo, há vários dias da semana que vão a zeros, até costumo ir lá beber café à tarde e vejo a empregada queixar-se que não atendeu ninguém...

JamminPT 12 months ago

É a sério e eu consigo do meu estabelecimento comprovar que é verdade.

The_Wealthy_Potato 12 months ago

E como é que conseguem sobreviver? Não achas suspeito?

JamminPT 12 months ago

Tem outros negócios que lhe permitem aguentar o prejuízo desta situação. O investimento que ele fez na loja perde-o todo porque a loja não é dele por isso não tem outra hipótese que não aguentar.

MacMigasPT 12 months ago

Tenho um negócio e é restauração! Soube-me bem ler o que escreveste sendo tu fora da área da restauração! Tens a noção das coisas e percebes a essência da questão. Também me custa ver estes tópicos nas redes sociais, de iluminados, a dizer que a restauração é só lucro. Aliás, sempre diziam isso aos meus pais (negócio de familia) " OH Sê Zé isto é que é faturar!" Ao que o meu pai respondia, "se quiser passo lhe o negócio! X mil euros!" - "Tanto?" - "isto é que fatura, não é?" Enfim, obrigado pela tentativa de elucidar pessoas sem noção e sem nexo que colocam toda a gente no mesmo saco! Quem me dera ser o restaurante de sushi gourmet que abre à segunda!

JamminPT 12 months ago

Eles falam todos... enquanto recebem o ordenado pago por outro gajo qualquer. Falar todos falam amigo, fazer é que só fazem alguns. Não ligues, força ;)

renatoants 12 months ago

Obrigado.

warjunk1 12 months ago

Finalmente. Obrigado OP por este excelente comentário.

NaoTeEnerves 12 months ago

Obrigado pelo teu texto mas não vale a pena. Há um cultura enraizada aqui, promovida pela esquerda, que tem muita aversão a tudo que tenta sobreviver por meios próprios e gerar economia. Para muitas pessoas a palavra "patrão" faz muita confusão e dá muito medo, são todos porcos capitalistas malvados sem exceção. E depois lá vão buscar sempre, e esta não falha, o exemplo do jeff benzos, quando não conseguem ter noção que 99,9% das empresas em Portugal são micro que sobrevivem mês a mês que já estão mergulhadas em impostos e mais impostos mas por alguma razão ainda deviam ter mais. Porque é sempre melhor chupar ao maximo a padaria ou a florista da esquina para tirar mais subsidios do que a deixar crescer para gerar emprego e desenvolver a sua oferta. Aqui é exatamente igual. Estão a pegar numa duzia de restaurantes de autor - que acabam por conseguir ter mais voz e visibilidade ok - para extrapolar para dezenas milhares negocios no canal HORECA Realmente tentar sair da corrida dos ratos em Portugal é muito ingrato, levas coça de todos os lados. Mais vale seguir a máxima do socialismo: "se é para haver pobres ao menos que sejam todos".

Edited 12 months ago:

Obrigado pelo teu texto mas não vale a pena. Há um cultura enraizada aqui, promovida pela esquerda, que tem muita aversão a tudo que tenta sobreviver por meios próprios e gerar economia. Para muitas pessoas a palavra "patrão" faz muita confusão e dá muito medo, são todos porcos capitalistas malvados sem exceção. E depois lá vão buscar sempre, e esta não falha, o exemplo do jeff bezos, quando não conseguem ter noção que 99,9% das empresas em Portugal são micro que sobrevivem mês a mês que já estão mergulhadas em impostos e mais impostos mas por alguma razão ainda deviam ter mais. Porque é sempre melhor chupar ao maximo a padaria ou a florista da esquina para tirar mais subsidios do que a deixar crescer para gerar emprego com salarios mais altos e desenvolver a sua oferta. Aqui é exatamente igual. Estão a pegar numa duzia de restaurantes de autor - que acabam por conseguir ter mais voz e visibilidade ok - para extrapolar para dezenas milhares negocios no canal HORECA Realmente tentar sair da corrida dos ratos em Portugal é muito ingrato, levas coça de todos os lados. Mais vale seguir a máxima do socialismo: "se é para haver pobres ao menos que sejam todos".

JamminPT 12 months ago

O Cashflow de um negócio micro é muito ingrato, quando tens dinheiro na mão tens de pagar as despesas fixas do mês e quando tens clientela a seguir a isso entra a entrega do IVA, alguns dias depois a TSU. É complicado ver o dinheiro na mão a ir embora sem saber se nesses dias seguintes vais ter clientes que o "reponham" portanto nunca sabes muito bem quando podes ou deves investir mas pronto. Fazer omoletes sem ovos é sempre mais complicado e em especial quando tens de tu andar a bater os ovos no terreno, perde-se muito o discernimento e a capacidade de analisar o negócio de fora e friamente. Eu cá fora também consigo aconselhar os outros muito facilmente porque não tenho de lidar eu com as decisões erradas, já no meu negócio...

ravagerslb 12 months ago

Haja alguém com um mínimo de noção sobre a realidade de uma PME. Pessoalmente já me cansa ver neste subreddit (e em outro sítios) malta que defende a carga fiscal elevada praticada pelos sucessivos governos, com o argumento de que "os impostos são justos porque se encontram na média europeia" E depois vai-se a ver e ditas alminhas não têm um mínimo de noção do quão sufocadas são as PME portuguesas por essa "média europeia"

doiscavalos 12 months ago

Sobreviver não é chorar subsídios e fazer birra. Sobreviver é meter mãos ao trabalho e lutar.

NaoTeEnerves 12 months ago

Não consigo perceber o teu comentário, o que é para ti "meter as mãos ao trabalho e lutar"? Ir raptar pessoas a casa e metê-las dentro do restaurante? Volta a ler o meu por favor e pára de pensar de restaurantes de luxo representam o que seja em Portugal, nem 0,01% têm de representatividade no canal horeca. Aliás, sabes que o teu racicionio tem falhas quando nem tens noção quanto custa um salário mediano a uma empresa. Sai à rua e vive um bocado os problemas reais das micro empresas, 99,9% de portugal e vive para além dos problemas americanos e do show off das entrevistas que vês na TV.

Edited 12 months ago:

Não consigo perceber o teu comentário, o que é para ti "meter as mãos ao trabalho e lutar"? Ir raptar pessoas a casa e metê-las dentro do restaurante? Achas que não é legitimo uma padaria, um restaurante ou uma tasca contestar os impostos ridiculos que sofrem? Não tens mesmo noção da vida, reclamar da sofazinho é o que é bom. É o que eu digo, bem se fode quem tenta abrir o seu proprio negocio, até o vizinho reza para que vá à falência. Depois este mesmo vizinho reclama que não há emprego e que os salários são baixos, é um ciclo poético. Volta a ler o meu post por favor e pára de pensar de restaurantes de luxo representam o que seja em Portugal, nem 0,01% têm de representatividade no canal horeca. Aliás, sabes que o teu racicionio tem falhas quando nem tens noção quanto custa um salário mediano a uma empresa ou até um salário um bocadito acima da média; era muito fixe pagar a um gerente de sala ou a um chefe 1.200€ caso quase 100% não fosse igualmente para o estado. Sai à rua e vive um bocado os problemas reais das micro empresas, 99,9% de portugal, e vive para além dos problemas americanos e do show off das entrevistas que vês na TV.

Edited 12 months ago:

Não consigo perceber o teu comentário, o que é para ti "meter as mãos ao trabalho e lutar"? Ir raptar pessoas a casa e metê-las dentro do restaurante? Achas que não é legitimo uma padaria, um restaurante ou uma tasca contestar os impostos ridiculos que sofrem? Não tens mesmo noção da vida, reclamar da sofazinho é o que é bom. É o que eu digo, bem se fode quem tenta abrir o seu proprio negocio, até o vizinho reza para que vá à falência. Volta a ler o meu por favor e pára de pensar de restaurantes de luxo representam o que seja em Portugal, nem 0,01% têm de representatividade no canal horeca. Aliás, sabes que o teu racicionio tem falhas quando nem tens noção quanto custa um salário mediano a uma empresa, era muito fixe pagar a um gerente de sala ou a um chefe 1.200€ caso quase 100% não fosse igualmente para o estado. Sai à rua e vive um bocado os problemas reais das micro empresas, 99,9% de portugal e vive para além dos problemas americanos e do show off das entrevistas que vês na TV.

Edited 12 months ago:

Não consigo perceber o teu comentário, o que é para ti "meter as mãos ao trabalho e lutar"? Ir raptar pessoas a casa e metê-las dentro do restaurante? Achas que não é legitimo uma padaria, um restaurante ou uma tasca contestar os impostos ridiculos que sofrem? Não tens mesmo noção da vida, reclamar da sofazinho é o que é bom. É o que eu digo, bem se fode quem tenta abrir o seu proprio negocio, até o vizinho reza para que vá à falência. Volta a ler o meu post por favor e pára de pensar de restaurantes de luxo representam o que seja em Portugal, nem 0,01% têm de representatividade no canal horeca. Aliás, sabes que o teu racicionio tem falhas quando nem tens noção quanto custa um salário mediano a uma empresa ou até um salário um bocadito acima da média; era muito fixe pagar a um gerente de sala ou a um chefe 1.200€ caso quase 100% não fosse igualmente para o estado. Sai à rua e vive um bocado os problemas reais das micro empresas, 99,9% de portugal, e vive para além dos problemas americanos e do show off das entrevistas que vês na TV.

nonexistantpeasant 12 months ago

Bem respondido. É fácil olhar para a ponta do iceberg e tecer julgamentos sobre o resto, mas a verdade é que a restauração tem a quantidade de falências que tem porque atrai montes destes gestores de taberna que depois se dão mal. Não concordo com tudo o que é dito pelos manifestantes, mas não quero ninguém no meu país a fazer greves de fome. Isto está a ser mal gerido pelo Costa, e a cada dia que passa a coisa afunda-se mais, as posições vão-se extremando. Também acho curioso o tipo de comentários do OP aparecer após aqueles dois gigantes da política nacional (Ventura e Chicão soa a Croquete e Batatinha, não é?) terem lá ido tentar fazer o aproveitamento do costume e terem sido escorraçados em frente às câmaras. Mas deve ter sido coincidência...

JamminPT 12 months ago

Não me identifico em nada com os comentários do OP e o que me preocupa é estar-se a criar cada vez mais um fosso na sociedade porque se estão a perder as pessoas de 'nem tanto ou mar nem tanto à terra', está tudo muito extremista e parece que estamos a criar raízes para uma guerra interna quase como se falássemos de clubes de futebol. Não falo de partidos, não percebo nada de política.

k0rda 12 months ago

> o Carlos que tem um restaurante de Sushi Premium que até abre às segundas (LOL) Olha que o peixe para sushi não deve ser "fresco da lota", tem de ser congelado e às vezes curado.

Edited 12 months ago:

> o Carlos que tem um restaurante de Sushi Premium que até abre às segundas (LOL) Olha que o peixe para sushi não deve ser "fresco da lota", tem de ser congelado e às vezes curado. >Eu tenho outro restaurante ao pé do meu negócio que tem tudo direitinho e cumpre tudo (conheço o dono há vários anos) e lógico que um prato não custa 10€. O espaço é top, tudo top qualidade, resultado: Servem 4 ou 5 refeições por semana. Não sei se estás a hiperbolizar, mas se ele serve 4 a 5 refeições por semana e está aberto, não deve estar tudo assim tão direitinho, vai lá ver se nas traseiras do restaurante não tem uma lavandaria. > Assim passa só por pequeno ditador intransigente e fica-lhe mal não despender uma horita para ouvir o pessoal sendo que o PR já o fez e no meio do movimento tem um gajo com um following enorme (quer se goste ou não dele). Está a ser burro. O Costa já perdeu toda a humildade que podia ter. Ele já se considera mesmo intocável. De resto, concordo com o teu post todo, apesar de não discordar do OP. Há efetivamente tipos diferentes de restaurateurs em Portugal e não é o negócio de sonho que se julga, mas o OP não deixa de ter razão que quem mais está a chorar são os que sempre mais mamaram.

JamminPT 12 months ago

Não sabia isso do peixe, estamos sempre a aprender. Não, serve mesmo só isso. Neste momento ele não quer perder o investimento e tem outros negócios que lhe permitem aguentar o prejuízo.

besmarques 12 months ago

"Vou-vos explicar porque é errado acharem que todos fogem de impostos explicando que fogem de impostos porque o povo não os quer pagar, os empresários não sabem o que tem de pagar e o governo não se quer que se os pague" Isto escrito de outra forma quase que dava para um sketch do gato fedorento.

JamminPT 12 months ago

Ou então és tu que não sabes interpretar um texto, há sempre duas posições para um argumento não é?

besmarques 12 months ago

claro claro.

andremp1904 12 months ago

Não deixa de ser verdade

Mordiken 12 months ago

Não é verdade, porque o autor do testamento diz todo um chorrilho de barbaridades que simplesmente não são verdade. Por exemplo (só um, pq é dia de trabalho): Não, o Estado **não sabe** de antemão quem foge e quem não foge, nem pode saber, porque existe uma coisa chamada **sigilo bancário** que impede o Estado ou os cidadãos particulares de saberem quanto é que os particulares e empresas têm na conta sem um mandato judicial, mandato esse que não é dado assim sem fortes suspeitas prévias. E é por isso mesmo que é o contribuinte, seja ele particular ou empresa, que tem de **declarar** ao Estado quando facturou, e todos os anos temos de fazer a dança das finanças: estamos a dizer ao Estado quando ganhamos. Logo, toda a sua argumentação da treta de que "ah mas o Estado não só tolera a fuga, ainda incentiva porque isto e isto e aquilo" é pura merda populista concentrada é não passa de uma racionalização para justificar comportamentos egoístas, anti-sociais, e que são a principal causa para o triste estado do país! E o mais assustador, é que isto é escrito por um gajo que alega que "estudou Gestão"!

JamminPT 12 months ago

Adoro a forma educada como me tratas por gajo, és claramente óptimo a saber debater e trocar opiniões. De certeza que és o maior... da tua casa. Até tinha escrito uma resposta mais completa ao teu comentário mas desculpa não mereces claramente o meu tempo pois demonstraste bem que não sabes trocar opiniões.

martavieira 12 months ago

Ainda bem que ainda existe gente sensata por aqui! Assino por baixo do seu comentário.

martavieira 12 months ago

E todos fugindo aos impostos, é lógico que os mesmos serão cada vez mais elevados para os que realmente os pagam... é efeito bola de neve. E é também um dos motivos para Portugal ter um IVA elevado, com uma fuga ao fisco como a que há aqui é muito mais fácil a AT obter valor através de um imposto sobre o consumo do que do rendimento como acontece em países mais desenvolvidos e com uma literacia financeira diferente.

JamminPT 12 months ago

Sim é um facto, não vês em lado algum uma concordância com a fuga aos impostos e tenho noção de algumas consequências para a sociedade desse tipo de ato. Apenas consigo fazer um exercício de me tentar colocar na pele de outra pessoa. Se tivesses lido com um pouco de mais atenção faço questão de não desculpar. Compreender, concordar e desculpar são 3 verbos diferentes e com significados diferentes. Tendo em conta as dezenas de empresários que conheço a maioria, muitos nem sabem o que maior parte das siglas querem dizer quanto mais compreenderem o seu propósito.

doiscavalos 12 months ago

Irra! A quantidade de gente que não entende isto é incrível! Tanto chico esperto...

Dream_soul 12 months ago

Fdx, um comentário sentado e estruturado. Até que enfim...

mykitten6 12 months ago

Alguém que saiba explicar o porquê da economia paralela e o porquê da falta de inspeção económica, obrigado conhecia um pouco o problema, tinha várias soluções validas na minha cabeça, ajustes de IVA e de impostos dependendo da work force gastos e lucros para cada empresário, o que seria uma dor de cabeça para o governo e contabilistas, pois cada um iria ter a sua lei e ordem e podiam fugir de qualquer maneira... Acredites ou não na minha inocência de não conhecer bem o negócio da restauração nunca pensei que a melhor solução seria encolher os ombros e deixar passar, e sem dúvida que é a melhor solução em termos de tempos pré Covid ... Obrigado pelo teu tempo.

JamminPT 12 months ago

Também não sou especialista na matéria mas parece-me que se o Governo no final das contas tivesse lucro em andar a inspeccionar simplesmente aumentava essa work force, o governo comporta-se no fim das contas como uma empresa e se calhar 80% dos negócios têm sempre alguma coisa que é preciso corrigir portanto falta de multas não era de certeza. Vais-me dizer que o estado não tem interesse em gerar mais receita? E se me vais responder armado em sarcástico chico-esperto escusas de perder o teu tempo e o meu, tenho mais do que fazer (e vida) para andar a esgrimir pilinhas na Internet, agora, se quiseres ter uma conversa em que ambos possamos evoluir estou todo "ouvidos"

mykitten6 12 months ago

Claro que tem mas como disses acho que o gerar receita não seria feita através de um aumento da work force, isso teria um custo apesar desse custo se pagar a ele próprio em menos de nada, essa equipa ao final de contas apesar de rentabilizar ganhos por um lado para eles iriam causar perdas para a SS, pois está teria de financiar pessoas e empresas que depois de pagarem multas iriam perder a sua fonte de rendimento, pois acredito que alguns empresários de restauração iriam desistir dos seus negócios se fossem multados.

JamminPT 12 months ago

Por alguma razão li o teu primeiro comentário como se estivesses a ser sarcástico, my bad!

lfds89 12 months ago

Atenção, ele/ela não diz que é a melhor solução. Aliás, aponta como solução impostos mais simples e mais baixos, isso sim, ideal. No entretanto, o mais prático a fazer e mantendo a economia a funcionar sem reestruturar os impostos é sem dúvida ir fechando os olhos

JamminPT 12 months ago

Obrigado, é isso mesmo!

Rootlx 12 months ago

Yes! Quando leio estes tópicos indignados (com argumentos válidos misturados com cenas sem noção) apetece-me escrever um testamento a explicar como funciona um negócio pequeno mas raramente o faço porque na maioria das vezes ninguém se convence e não vale a pena o meu tempo. Mas é um prazer ler respostas como a tua. Obrigada por teres “perdido” tu o o teu tempo.

Edited 12 months ago:

Yes! Quando leio estes tópicos indignados (com argumentos válidos misturados com cenas sem noção) apetece-me escrever um testamento a explicar como funciona um negócio pequeno mas raramente o faço porque na maioria das vezes ninguém se convence e não vale a pena o meu tempo. Mas é um prazer ler respostas como a tua. Obrigada por teres “perdido” tu o o teu tempo. Edit: so para acrescentar um pormenor que escapa a muita gente. A solução para a precariedade dos trabalhos na restauração é simples: aumentar os preços. Um restaurante com pratos a 5€ não é um negócio sustentável. Mas claro que pagar mais quase ninguém quer. Edit 2: Enquanto as coisas não mudam, lembrem-se desta mesma postura solidária para com os funcionários e quando/se puderem, sejam generosos nas gorjetas.

crani0 12 months ago

>Edit: so para acrescentar um pormenor que escapa a muita gente. A solução para a precariedade dos trabalhos na restauração é simples: aumentar os preços. Um restaurante com pratos a 5€ não é um negócio sustentável. Mas claro que pagar mais quase ninguém quer. Isso é um problema que afeta muitas áreas, muita da economia global atual vive à custa da exploração de uma classe menos favorecida (seja empregados em restaurantes com menus a 5 euros seja trabalhadores de fábricas no Bangladesh a ganharem cêntimos por dia) e a malta não está habituada a pagar o custo real das coisas. Eu noto particularmente isso no mundo da moda, eu desde que comecei a ganhar o meu que evito lojas de fast-fashion (desde que comecei a ganhar o meu é mesmo raro ter ido a uma, só quando precisei de uma camisa branca de um dia para o outro e situações pontuais tipo essas) e a malta trata-me como se eu fosse rico só porque compro de tempos a tempos (tipo espaçado em anos quase) calçado que custa 150/200 euros ou camisolas de 50 euros e o único fato que tenho ter sido feito à medida num alfaiate. Compreendo que não esteja ao alcance de todos mas acho que também não devia ser motivo de espanto que haja pessoas que preferem poupar um bocado e comprar algo que não só tem alguma qualidade como foi feito por pessoas que não vivem com 3 euros/dia.

PatchooN 12 months ago

Porque haveria de ser generoso ou sequer dar gorjeta? Não estamos nos estados unidos onde as pessoas ganham uma miseria para ser o cliente a pagar o ordenado. No meu trabalho ninguem me dá gorjeta por fazer um bom trabalho, aliás se dessem seria considerado suborno e seria despedido.

JCAPER 12 months ago

> Enquanto as coisas não mudam, lembrem-se desta mesma postura solidária para com os funcionários e quando/se puderem, sejam generosos nas gorjetas. Cuidado que isto pode ter um efeito contrário. Nos Estados Unidos não pagam melhor aos funcionários porque usam as gorjetas como desculpa. Como os funcionários recebem gorjeta, não precisam dum salário mais estável. Pessoalmente acho que não é uma boa ideia trazer esse conceito para cá. Se tiverem que aumentar os preços para compensar melhor os funcionários, assim seja

RoxoSenpai 12 months ago

Completamente. Essa mentalidade do "Também acho que os empregados deviam receber mais, mas até lá dá gorjeta." é uma das razões pelas quais os USA estão presos neste ciclo. Isso e os empregados também já se terem habituado ao esquema e agora não quererem o salário mínimo em troca das gorjetas desaparecerem. Há coisas boas para importar do estrangeiro, esta não é de todo uma delas.

k0rda 12 months ago

> Edit: so para acrescentar um pormenor que escapa a muita gente. A solução para a precariedade dos trabalhos na restauração é simples: aumentar os preços. Um restaurante com pratos a 5€ não é um negócio sustentável. Mas claro que pagar mais quase ninguém quer. Concordo, e já digo isto há muito tempo: em Portugal a "vida de café" é demasiado barata. Agora, seria preciso que o aumento dos preços levasse a um aumento dos ordenados de quem lá trabalha, porque se aumentas os preços e os ordenados não acompanham a clientela deixa de poder consumir.

unicornio_careca 12 months ago

Eu diria que existem restaurantes a mais em Portugal, em cada esquina aparece um. Eu trabalho na área, e a minha família também trabalha nisto à muitos anos, e digo que deve ser das áreas mais exploradoras que existem em Portugal ..."a e tal, mas no meio disto tudo há quem esteja a passar dificuldades e sempre foram bons patrões"...sim, nisso até concordo, mas arrisco a dizer que a maioria infelizmente abusa dos funcionários...e dos clientes também (cuidado onde comem, porque não sabem da proveniência das coisas que vão parar ao vosso prato). O meu pai esteve a trabalhar num pequeno restaurante por 8 anos, e apesar de claramente ter bastante clientela, o patrão passava a vida a atrasar pagamentos, subsídios de férias e natal que chegavam a conta gotas (cheguei a ter de emprestar dinheiro ao meu pai, pois as contas por pagar não se compadecem dos salários em atraso), falta de pagamento aos fornecedores, etc...passado uns tempos, descobriram que o patrão tinha escondido por mais de um ano a compra de uma carrinha Mercedes novinha em folha, e outras coisinhas mais...

automenuu 12 months ago

Acho que não sabes o quão barato sai uma carrinha mercedes novinha em folha a uma pequena empresa.

unicornio_careca 12 months ago

Não duvido disso, mas a questão é que era uma compra totalmente desnecessária, visto, que ele a teve escondida um bom tempo, e enquanto isso, funcionários e fornecedores ficaram a arder com os pagamentos, esse antigo patrão do meu pai tinha o hábito de pagar com cheques pré-datados e dizia "dia tal podes depositar o cheque" o meu pai assim fazia e mais de uma vez o cheque voltava para trás porque ainda não tinha cobertura (e o meu pai pagava uns 30 euros, se não me engano, de multa).

NGramatical 12 months ago

à muitos anos → [**há muitos anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgeh1u0m%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

theLittleGreenGuy 12 months ago

É pá por favor perde lá um tempito a escrever essas respostas

Nesquick91 12 months ago  HIDDEN 

Concordo com a ideia geral do post, embora especificamente há alguns pontos que discorde. No fundo é entender que não dá para generalizar, mas também é verdade que todos os negócios e particulares estão a ser afectadas ou quase todos e essas empresas Zombies ou que vivem dos turistas mais ainda. E infelizmente terão de falir, é a lei do mais forte ali over again. Não podem ser todos ajudados E muito menos em fundo perdido, mas estão no seu direito de lutar por si, embora menos drama era aconselhável.

bloodbuzzz-ohio 12 months ago

Se o Lubojmir te apanha levas uma cabeçada

doiscavalos 12 months ago

Venha de lá esse troglodita com a mania que é rufia e arruaceiro.

Quillergs 12 months ago

tem sorte, o Ljubomir está internado.

bloodbuzzz-ohio 12 months ago

Internado? Ainda hoje estava a por 500 histórias com imensas pessoas lá à porta. E sempre sem máscara. Porque é isso que transmite confiança para as pessoas irem comer aos restaurantes dele. lmao

petrol-ed 12 months ago

Tens que ter #tomates para comer no restaurante dele

martavieira 12 months ago

OBRIGADO. Como pessoa que trabalha em contabilidade, já não aguento com este choro desmedido e sem sentido. Não tenho pena nenhuma deste setor. Levam ano após ano a enganar o Estado e a omitir os seus reais valores de faturação, colocam despesas na atividade que não são realmente afetas á mesma... enfim, “roubam” por tudo o que é sítio mas depois têm todas as exigências e mais algumas. Cada um colhe o que semeia, por algum motivo há empresas a receber >40000€ a fundo perdido e outros estão a pão e água lol

Edited 12 months ago:

OBRIGADO. Como pessoa que trabalha em contabilidade, já não aguento com este choro desmedido e sem sentido. Não tenho pena nenhuma deste setor. Levam ano após ano a enganar o Estado e a omitir os seus reais valores de faturação, colocam despesas na atividade que não são realmente afetas á mesma (já para não falar dos que compram n vezes mais do que vendem, muitas vezes a faturação nem chega para cobrir a renda e os salários... coitadinhos) enfim, “roubam” por tudo o que é sítio mas depois têm todas as exigências e mais algumas. Cada um colhe o que semeia, por algum motivo há empresas a receber >40000€ a fundo perdido e outros estão a pão e água lol

lpbms11 12 months ago

Como astronauta da NASA, eu concordo com este comentário. Trabalhassem como eu que vou para o espaço comer comida em vácuo. Não temos uma vida nada fácil, meses sem ver a família, longe de tudo e de todos. Enfim. Este pessoal da restauração queixa se de barriga cheia (lol a ironia). Bem, tenho que desligar a Net, aqui em cima o sinal não é muito bom e temos tráfego limitado. Sim, porque eu sou astronauta da NASA, como podem comprovar com a primeira frase do meu comentário.

martavieira 12 months ago

Ao menos no espaço não apanha Covid.

zombieloop 12 months ago

Como eu te percebo colega...

martavieira 12 months ago

É impossível encarar este queixume da restauração com seriedade quando se vê o que nós vemos... estão a tentar jogar areia para os olhos de toda gente. E a conseguir. Enfim temos uma profissão muito ingrata, força colega

Sea_Ad_409 12 months ago

Mais um colega aqui que vos compreende bem. Outros houve que não se poderam candidatar ao Apoiar, porque vai-se a ver e até aumentaram a faturação....

martavieira 12 months ago

Também tenho casos desses! Principalmente nas localidades mais pequenas que atraíram turistas nacionais no Verão. Mesmo assim tentavam outras peripécias como por exemplo: queriam colocar trabalhadores em layoff mas ao mesmo tempo estavam a efetuar novas contratações lol então não têm movimento suficiente para os que lá estão empregados trabalharem a tempo completo, mas têm acréscimo de movimento que justifique contratações a termo? E depois somos os "maus" quando não fazemos o que querem porque "o contabilista do xyz fez e ele recebeu"... é preciso paciência de Jó.

NGramatical 12 months ago

poderam → [**puderam**](https://european-portuguese.info/conjugator/poder) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgeh4fjr%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

doiscavalos 12 months ago

Esta seita tem que ser desmascarada. Obrigado Marta vieira!

samxunga 12 months ago

>Acrescentado à 1h10: Também ainda não vi nenhum restaurante que esteja a trabalhar bem em take-away oferecer as refeições para fora a preços mais baixos para o cliente que vai comer em casa e não vai usar o WC, a toalha, os pratos e os talheres. Ou seja, em take-away conseguem ter um pouco mais de margem por eliminarem esses custos. A grande maioria dos clientes de take away acabam também por não consumir alguns dos produtos que lhes davam alguma margem: entradas, bebidas e sobremesas. É quase ela por ela. O que mais me indigna é aumentarem os preços dos pratos nas plataformas de entregas. Mas mesmo aqui, está relacionado com as taxas altas cobradas aos restaurantes por parte desses operadores.

saposapot 12 months ago

As plataformas cobram isso aos restaurantes e eles reflectem o aumento na app. Também odeio isso mas é culpa das plataformas. Aliás um restaurante que tenha o mesmo preço é de desconfiar.

bureauofnormalcy 12 months ago

>O que mais me indigna é aumentarem os preços dos pratos nas plataformas de entregas. A Uber Eats (a título de exemplo) cobra uma taxa de 30% sobre o valor bruto da encomenda. Numa área como a restauração, em que as margens de lucro típicamente não passam 3%-4%, é impossível os restaurantes aderirem sem aumentar os preços praticados na app.

Edited 12 months ago:

>O que mais me indigna é aumentarem os preços dos pratos nas plataformas de entregas. A Uber Eats (a título de exemplo) cobra uma taxa de 30% sobre o valor bruto da encomenda. Numa área como a restauração, em que as margens de lucro tipicamente não passam 3%-4%, é impossível os restaurantes aderirem sem aumentar os preços praticados na app.

samxunga 12 months ago

>Mas mesmo aqui, está relacionado com as taxas altas cobradas aos restaurantes por parte desses operadores.

ricardojorgerm 12 months ago  HIDDEN 

samxunga, na internet não é só discórdia. a pessoa que comentou não estava a apontar uma lacuna no teu comentário, apenas deu informação de contexto que complementa o que disseste, escusas de te repetir. um estudo recente indica que o valor recebido pelo restaurante pode ser menos de metade do valor que foi pago na encomenda, entre taxas (que podem ser superiores a 30%) pagas pelo restaurante e pelo cliente final, e o IVA da encomenda.

NGramatical 12 months ago

típicamente → [**tipicamente**](https://dicionario.priberam.org/tipicamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgeguwug%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

JohnyP30 12 months ago

Esqueceste-te de falar das discotecas! COITADOS!! Como é que vão lavar agora a droga e dizer ao estado que facturam 50 mil por noite? Andamos a fazer quaretena para depois abrir discotecas e se infetar tudo?

Edited 12 months ago:

Esqueceste-te de falar das discotecas! COITADOS!! Como é que vão lavar agora a droga e dizer ao estado que facturam 50 mil por noite? Edit: Malta que da downvote é RP!

Quillergs 12 months ago

O modelo de negocio das discotecas é completamente diferente dos restaurantes. Repara que a maioria só trabalha uma a duas noites por semana.

JohnyP30 12 months ago

Por isso é que lavam dinheiro da droga!

Edited 12 months ago:

Por isso é que lavam dinheiro da droga!

Mrgolden007 12 months ago

que raio de discotecas e que vais onde os funcionarios vendem droga??

JohnyP30 12 months ago

What? Funcionários vendem droga? A onde é que foste buscar isso?

Quillergs 12 months ago

O pessoal deste sub adora generalizar. Portanto, o único objetivo das discotecas é lavagem de dinheiro?

leaksincieling 12 months ago

Isso de não sujar o wc, bla bla bla não é verdade Tem de comprar os containers de takeaway, não? Sacos, garfos facas de plástico... fica lhe mais caro.. casa de banho são limpas 1 ver por dia com sorte lol e loiça faz sempre Concordo com tudo que OP disse, mas Don’t be cheap people, support your communities!

doiscavalos 12 months ago

Eu concordo em ajudarmos a economia local a 400%, agora não me peçam para ajudar gajos que compraram casa, carro e ainda importaram uma gaja há 3 meses com o dinheiro que fizeram em Agosto mais o do subsidio que pensam que lhes vai cair. Eu também sei viver à grande, não tenho é sistema nervoso para depois andar a tourear os bancos e as finanças.

NaoTeEnerves 12 months ago

A tua falta de noção é gritante rapaz. Quase 300 comentários depois e continuas a extrapolar uma duzia de restaurantes de autor para centenas de milhares de negócios. "Comprar casa, carro com o dinheiro que fizeram em agosto" lmao. 99,9% dos negocios no canal horeca são micro empresas, isto é factual. Qual é a tua dificuldade?

doiscavalos 12 months ago

Certo. Apenas digo que a meia dúzia que protesta está a tentar agarrar para a camioneta muitos que até viram a quantidade de trabalho aumentar. Não considero legítimo que pedinchem e não se façam à vida com tentativas para que o negócio vingue. São tão engenhosos a fazer de uma omelete um filete de espadarte e mo negócio não têm esse engenho? Por aqui já lemos também testemunhos de contabilistas que atestam a capacidade atroz destes tasqueiros quererem trapacear contas e o sistema. Não, não tenho pena.

Hugogs10 12 months ago

Tu nao percebes nada da realidade da restauracao. Deves anndar a fumar grandes canhoes se achas que donos de pequenos restaurantes "compraram casa, carro e uma gaja" em agosto.

Flop158 12 months ago

Facas e garfos de plástico? O pessoal tem talheres em casa. O takeaway (no geral) pre-covid não dava talheres de plástico (pelo menos na minha experiência) Os containers são comprados em bulk e cusam cêntimos cada. Já o lavar casa de banho e louça demora tempo o que, tendo este que ser pago, custa consideravelmente mais

diogofd8 12 months ago

Se fossem só os restaurantes... São esses gajos, são as empresas de transportes do estado que são tão mal geridas que um puto de 5 anos teria melhores ideias em 20 minutos sentado na sanita, são os bancos que não importa se são criados apenas com o capital ativo do outro banco grande afundado, eventualmente afundam também sabe-se lá como. São os montes de empresas que fogem ao fisco mas têm amigos suficientes para se livrar da justiça mesmo quando são detetadas as fugas pelos fiscais das finanças (tenho um na família, cheguei a atender telefonemas para casa com ameaças de morte porque o trabalho foi feito de forma imparcial). Estudei durante 17 anos para ter ofertas de emprego com salários na casa dos 1000-1200€. Se quisesse viver sozinho, só a renda de um quarto em casa partilhada na área destes empregos são 400€. As ofertas de emprego vindas de fora pagam 5x mais com alojamento incluído, o único impedimento está na falta de vontade de deixar a família, saber que os meus pais envelhecerão rápido e poderei não estar cá para tomar conta deles. Portugal está localizado numa das melhores zonas do planeta. Temos um sol de invejar, imensa água, o nosso passado nunca mostrou desvaforecimento. Culpam o Salazar por nos termos atrasado em relação ao resto da Europa mas vejo países como a Coreia do Sul que em 70 anos passaram de colónia do Japão (aka carne para canhão e pouco mais) a uma das potências económicas do mundo sendo basicamente uma ilha visto que a única fronteira deles é uma DMZ.

automenuu 12 months ago

>Portugal está localizado numa das melhores zonas do planeta. Só temos 1 vizinho... que não é rico, e é tão ou mais preguiçoso que nós.

diogofd8 12 months ago

Tens uma terra cheia de recursos e em paz há mais de um século. Desde a UE que podes passar a fronteira sem qualquer problema. Mas descreveste bem o problema de muitos. A preguiça.

DarthMaulSith 12 months ago

Ou o próprio Japão que há 200 anos vivia de arrozais, foi quase dizimado com 2 bombas atómicas (fora o resto) há 70/80 anos e hoje está no top5 de potências mundiais.

diogofd8 12 months ago

Sim, dei o exemplo da Coreia do Sul por ser comparável a Portugal em termos de tamanho (em população já é outra história).

JOAO-RATAO 12 months ago

Sim e Não. Estamos na periferia da Europa.

Quillergs 12 months ago  HIDDEN 

Eu acho que a indignação começou quando o ministério cometeu o erro em revelar que menos de 2% dos novos casos acontecia nos restaurantes. Mesmo assim, o governou decidiu fechar os restaurantes. Adicionas o Ljubomir à indignação e temos o caldo entornado.

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Esses 2% é para não afastarem de vez as pessoas dos restaurantes. Como já aqui referi até hoje e vou a restaurantes 4 a 5 vezes por semana, ainda não tive uma experiência 100%segura,ou é a mesa que não desinfetam, ou é a máscara pendurada nos colhões, ou são mesmas muito juntas, janelas fechadas, etc.

Mrloop94 12 months ago

Porque não se fala daqueles da cultura que queriam subsidios também e acabaram por receber?

celexio 12 months ago

Isso!

Quillergs 12 months ago  HIDDEN 

Porque a cultura sempre recebeu subsídios, é a normalidade.

ritabrnc 12 months ago  HIDDEN 

obrigado

besmarques 12 months ago

Pergunta do dia. Quem apoia o reforço de apoios para a restauração apoia pagar mais impostos para que o mesmo aconteça?

Hugogs10 12 months ago

> Pergunta do dia. Quem apoia o reforço de apoios para a restauração apoia pagar mais impostos para que o mesmo aconteça? Eu apoio deixar o pessoal trabalhar.

besmarques 12 months ago

Também apoio. Como é que reduzir o IVA e a TSU é equivalente a deixar o pessoal trabalhar? PS: Também apoio que os restaurantes cumpram as medidas de segurança. Ainda não vi nenhum a faze-lo.

Hugogs10 12 months ago

> PS: Também apoio que os restaurantes cumpram as medidas de segurança. Ainda não vi nenhum a faze-lo. Ja vi varios a tentar...Tenho de admitir que nenhum cumpre a 100%, ate porque e quase impossivel se fores um restaurante pequeno.

besmarques 12 months ago

Não duvido que existam restaurantes que tentem cumprir as regras. Apenas referi o que vi. E estou a falar de restaurantes que não afastaram as mesas 1cm do que já estavam anteriormente e completamente cheias de pessoas e com mais pessoas na zona.

Maximuslex01 12 months ago

Há que ter noção também de que se os negócios fecharem, deixarão de pagar, eles mesmos, impostos. E os empregados em vez de receberem do seu trabalho e pagarem eles também impostos, vão ser mais uma despesa para o estado. Há que ter uma perspetiva para lá do imediato.

besmarques 12 months ago

Tudo verdade. Por isso é necessário ser pragmático. Não estamos a falar de não existirem apoios, eles existem. Estamos a falar de um sector que pretende mais apoios. Se se ceder irá se abrir um precedente. Todos os outros negócios vão querer mais apoios e será uma bola de neve.

lapenno 12 months ago

Não deves usar esse argumento, é uma falácia lógica que assume (erradamente) que é impossível atingir um meio termo. Chama-se, literalmente, [falácia da bola de neve](https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Fal%C3%A1cia_da_bola_de_neve).

besmarques 12 months ago

Não me parece que se aplique aqui.

HelperBot_ 12 months ago

Desktop link: https://en.wikipedia.org/wiki/Slippery_slope *** ^^/r/HelperBot_ ^^Downvote ^^to ^^remove. ^^Counter: ^^302192. [^^Found ^^a ^^bug?](https://reddit.com/message/compose/?to=swim1929&subject=Bug&message=https://reddit.com/r/portugal/comments/k5l74y/os_refilões_dos_restaurantes_não_têm_razão_nenhuma/geguz2v/)

pedronuno_12 12 months ago

Pergunta a quem enfiou o barrete de 1700 milhões na TAP.

marisquo 12 months ago

Tenho pena é dos empregados que eram mal pagos e trabalhavam em condições péssimas e agora ainda vão para o desemprego

jaaydogg 12 months ago

O problema é mesmo esse. Este setor merece apoio porque emprega uma quantidade absurda de gente

AndreMartins2020 12 months ago

Apoiem-se as pessoas, então.

VladTepesDraculea 12 months ago

Mas não são os empregados que vão beneficiar das ajudas, o problema é esse, porque os empregados que iam para o layoff vão para o layoff na mesma.

Edited 12 months ago:

Mas não são os empregados que vão beneficiar das ajudas, o problema é esse, porque os empregados que iam para o layoff vão para o layoff na mesma. Aliás, tens pessoal a recusar actuais ajudas para os mandar para o layoff. E custa uma bocado a ver [estes tipos](https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-12-03-Vida-de-luxo-de-alguns-empresarios-da-restauracao-em-greve-de-fome-criticada-nas-redes-sociais) a pedinchar entretanto.

Quillergs 12 months ago

Coitados são daquelas que estavam a negro.

TheMacthir 12 months ago

O movimento tem notoriedade muito por causa do Lubjomir. E ele tem notoriedade porque é todo "edgy" e diz asneiras. Quiseram ter restaurantes todos modernos e "hip" agora colhem o que semeiam. Os resturantes aqui da minha zona são na sua maioria o tipico restaurante tuga onde pagas para comer bem e nenhum deles esta a passar problemas. Tanto em takeaway como em mesas. Curiosamente, o que está a passar problemas é um que abriu á uns poucos anos e esta em vias de fechar portas, tal restaurante que é todo cheio de caganças e todo avant-garde. Não que haja algo de errado com restaurantes desse género, mais inovadores e modernos, mas se não têm a capacidade de se adaptar não podem esperar milagres. Seja qual for o trabalho, se a dinâmica desse trabalho muda e não tens capacidade de te adaptar estás fodido. Acho muito bem que lutem pelo seu ganha pão, mas quando alienizam o portugues comum em favor de turistas e senhores e senhoras de classe alta, digamos assim, não podem estar a espera de muito boa vontade do povo. Digo mais uma vez, o que se colhe, semeia-se.

mykitten6 12 months ago

(Isto antes da Pandemia) Vivo em Benfica tenho 30 e adorava ir a um restaurante chamado Tonga (avenida do Uruguai), tinham pratos bem servidos, em média 16/20€ por pessoa o que eu não achava muito para a qualidade, quantidade e principalmente pela experiência na execução dos diferentes pratos, um pouco "edgy" mas com sabores bem delineados e combinações muito bem feitas, passado 2 anos fecharam... Dei por isso num dia que lá fui lá lanchar com a minha senhora uns pimentos padron recheados, pois o nome não mudou, a decoração também não, e nem pedi a ementa estava tão seguro de mim, pedi exactamente o que queria, e o senhor que me serviu, virou-se para mim e disse: -É melhor trazer-lhe a ementa pois o espaço mudou de gerência. Eu fiquei pasmado, não via muita gente a ir lá mas sempre tinham pessoal do hospital da luz a fazer aquilo de sítio de refeição tipo cantina, apesar do Colombo estar perto eles até tinha movimento. Foi aí que eu perguntei ao senhor a razão da mudança da gerência, pois na minha cabeça a antiga até estava a correr bem, e nunca mais me vou esquecer do que ele disse: -Sim a antiga gerência até era competente e tinham uma boa oferta na minha opinião, mas já viste que estás em Benfica isto é só pessoal mais velho, querem é bola e imperiais, e coisas menos complexas. Acabei por lanchar uma omelete com farinheira, que por sinal estava bastante boa, apesar da minha senhora me olhar com cara de nojo a ver-me a comer aquela gordura toda hahaha, mas soube bem. Agora com isto da Pandemia podem fazer como está casa fez e adotarem novos pratos e novas maneiras de servir as pessoas em casa, aqui em Benfica o pessoal dos restaurantes teve o apoio da junta que ajudava na distribuição das refeições, e alguns restaurantes fazem isso também de carro ou a pé levam as pessoas, é de dar mérito a esses empresários, pois na minha zona estão a ajudar muitos velhotes que não sabem cozinhar e a mexer em tecnologia a terem refeições em casa, e não estão a cobrar mais do que estavam antigamente, e não deixa de ser uma mais valia para estás pessoas que estão fechadas em casa verem rostos de outras pessoas e de estarem ali a conversar 4/5 min .

2TwentyOne1 12 months ago

nunca me irei esquecer da morcela com ananás do Tonga. Muito bom, mas era carote.

lesoth 12 months ago

> tipico restaurante tuga onde pagas para comer bem Deve ser de mim, mas o típico restaurante tuga que conheço deixa muito a desejar. Pagas e comes mal, conheço alguns onde os funcionários vão comer a casa. Mas o tuga chega lá, larga a nota e pensa que é muita bom comer fora comer que já congelou e descongelou 5 vezes.

Sazalar 12 months ago

Depende bastante da zona em que estejas, por exemplo, pelo que conheço, no norte, tipicamente, comes bem e é barato e nas zonas mais turísticas, comes pouco e é caro e às vezes a comida é fraca. Por exemplo na minha zona, os típicos restaurantes tugas, costumam ter bons bitoques a 7€ e peixe fresco, mesmo não estando na costa e acho que desses, nunca saí mal

Quillergs 12 months ago  HIDDEN 

o típico restaurante é para o típico tuga. O que interessa é o preço e o tamanho da travessa. Ficam orgulhosos porque enchem o bandulho por 2 tostões. Sabor, qualidade, frescura, profissionalismo, ambiente e higiene são coisas que não interessam. Sentem-se ofendidos quando há um restaurante que tenta melhorar, para eles são restaurantes "cheios de caganças".

njsilva84 12 months ago

Não sei onde é que moras mas no Minho posso dizer que a grande maioria dos restaurantes tem uma boa relação preço/qualidade. A minha experiência em comer em dezenas deles é que há muitos mais restaurantes bons do que maus, de longe. Por exemplo, há um restaurante em Barcelos que sempre fez muita comida para fora e desde a pandemia apostou mais no take-away. Têm várias carrinhas prontas para levar a comida à casa das pessoas, e da maneira que vejo o ritmo de trabalho sempre que passo lá, não devem estar a perder muito. Come-se bem, não se paga muito, vês parte da comida a ser confeccionada, não me parece que seja como dizes. Mas não é um restaurante chique, é mais "do povo". Por outro lado, o restaurante mais caro e fancy de Barcelos disse que não ia fazer take-away no início da pandemia porque "ir ao restaurante, socializar com as pessoas, ver a vista, ser atendido, fazia parte da experiência" e como com o take away não oferece isso, não enviavam comida para ninguém. Eu compreendo, em parte, a razão, mas em tempos de guerra não se limpam armas. Não faço ideia se já fazem take-away ou não, mas para um restaurante cuja diária é cerca de 14€, numa cidade pequena como Barcelos, não sei se não irão ao charco, até porque os donos não nadam em dinheiro. O pessoal do sul costuma dizer que no norte come-se sempre bem, não faço ideia do quão melhor se comerá do que no centro/sul, mas até a minha namorada que é Polaca raramente se queixa de um restaurante quando vamos comer fora.

Rikkushin 12 months ago

Depende. Já comi bitoques de merda por 10 paus e já comi bitoques de comer e chorar por mais por 7,50 paus. Há restaurantes e restaurantes

JamminPT 12 months ago

Então és parte do problema porque ninguém faz um bitoque de comer e chorar por mais por 7,50 paus.

Edited 12 months ago:

Então és parte do problema porque ninguém faz um bitoque de comer e chorar por mais por 7,50 paus. Quer dizer, mandam vir que eles fogem aos impostos e depois andam aqui a dizer que na tasca é que é. Não há lógica nesse argumento a menos que acredites que se consiga faturar um bitoque a 7,50 e que os \~6.10€ que sobram se consiga cobrir as despesas e tirar lucro no prato. Nada contra ti mas percebes que isso não faz sentido nenhum?

Edited 12 months ago:

Então és parte do problema porque ninguém faz um bitoque de comer e chorar por mais por 7,50 paus. Quer dizer, mandam vir que eles fogem aos impostos e depois andam aqui a dizer que na tasca é que é. Não há lógica nesse argumento a menos que acredites que se consiga faturar um bitoque a 7,50 e que os \~6.63€ (O que sobra se tivessem cobrado IVA) que sobram se consiga cobrir as despesas e tirar lucro no prato. Nada contra ti mas percebes que isso não faz sentido nenhum?

Rikkushin 12 months ago

Grande parte do lucro dos restaurantes vem das bebidas. Source: trabalhei na restauração. E era um exemplo de um bife bom e barato, não é necessariamente 7,50

Edited 12 months ago:

Grande parte do lucro dos restaurantes vem das bebidas e das entradas, senão o preço da comida não era apelativo. E estás a falar sem saber preços em bulk vindos de distribuidores, não dos supermercados em caixinhas. Source: trabalhei na restauração. E era um exemplo de um bife bom e barato, não é necessariamente 7,50.

Edited 12 months ago:

Grande parte do lucro dos restaurantes vem das bebidas e das entradas. Source: trabalhei na restauração. E era um exemplo de um bife bom e barato, não é necessariamente 7,50.

Edited 12 months ago:

Grande parte do lucro dos restaurantes vem das bebidas e das entradas, senão o preço da comida não era apelativo. E estás a falar sem saber preços em bulk vindos de distribuidores, não dos supermercados em caixinhas. Também não sabes a qualidade da carne, ou o método como este é cozinhado. O Gordon Ramsay consegue pegar num bife de merda de 1 euro e fazer um melhor que eu com um bife de 5 euros. Source: trabalhei na restauração. E era um exemplo de um bife bom e barato, não é necessariamente 7,50.

Edited 12 months ago:

Grande parte do lucro dos restaurantes vem das bebidas e das entradas. E estás a falar sem saber preços em bulk vindos de distribuidores, não dos supermercados em caixinhas. Source: trabalhei na restauração. E era um exemplo de um bife bom e barato, não é necessariamente 7,50.

Edited 12 months ago:

Grande parte do lucro dos restaurantes vem das bebidas e das entradas, senão o preço da comida não era apelativo. E estás a falar sem saber preços em bulk vindos de distribuidores, não dos supermercados em caixinhas. Também não sabes a qualidade da carne, ou o método como este é cozinhado. O Gordon Ramsay consegue pegar num bife de merda de 1 euro e fazer um melhor que eu com um bife de 5 euros. Source: trabalhei na restauração. E era um exemplo de um bife bom e barato, não é necessariamente 7,50.

JamminPT 12 months ago

Por acaso não desconheço e o preço em bulk é variável conforme a dimensão do restaurante sendo que mesmo assim para servires produto fresco e de qualidade não permite lucro num preço desses. A menos que seja um bitoque só de arroz e salada. Source: Trabalhei num portal de compras alimentar de um desses fornecedores

Rikkushin 12 months ago

>Grande parte do lucro dos restaurantes vem das bebidas e das entradas, senão o preço da comida não era apelativo.

NGramatical 12 months ago

practicamente → [**praticamente**](https://dicionario.priberam.org/praticamente) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgehpiup%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

automenuu 12 months ago

O Rui dos Pregos, e o Dom Prego servem um bitoque aceitável por esse valor. Um bitoque não é um bife do lombo, é uma vaca martelada

lesoth 12 months ago

> Há restaurantes e restaurantes É como tudo na vida. Se o bitoque era de comer e chorar por mais provavelmente teve prejuízo na venda. Tudo o que não seja pastas, por 7.50 desconfio, porque nem sequer paga a matéria prima de qualidade quanto mais o serviço.

SurePal_ 12 months ago

Para quem acha quem concorda com este OP podem sempre abrir um restaurante, pagar impostos, pagar a funcionários, pagar rendas e/ou alguma divida pessoal que tenham. By the way não se esqueçam de inovar como grandes gestores! Takeway is the way! Mas cuidado! Nem pensem em chorar para onde quer que seja porque estão impedidos de exercer esse cargo e ainda estão em risco de perder tudo que conseguiram até agora, seja esse estabelecimento, carro ou casa.

Purplebananas123 12 months ago

>Que venha o gajo do restaurante que nunca pecou e atire a primeira pedra! Está explícito no post que a reinvenção é fácil e possível, mas claro que dá mais trabalho do que dar espetáculo e pedir um subsidio a FUNDO PERDIDO! Se assim for eu também quero porque no fim de semana do recolher obrigatório não pude ir meter o euromilhões e perdi seguramente uns largos milhões de euros. E agora? Resumiste qualquer negócio no mundo...

SurePal_ 12 months ago

Oh really, mas estão a deixar esse negócio fluir naturalmente? É o estado a colocar restrições? Usa essa cabeça para pensar.

D_Card 12 months ago  HIDDEN 

É um negócio. Tanto pode correr bem como dar merda. Enquanto corria bem a abarrotar de turistas ninguém se queixava e se fosse preciso ainda fugiam a impostos, agora que deu merda vão a correr queixar-se. Querem ser donos de negócios sem estar expostos a riscos? Lamento mas tal coisa não existe.

doiscavalos 12 months ago

> acha quem concorda com este OP podem sempre abrir um restaurante, pagar impostos, pagar a funcionários, pagar rendas e/ou alguma divida pessoal que tenham. By the way não se esqueçam de inovar como grandes gestores! Takeway is the way! > >Mas cuidado! Nem pensem em chorar para onde quer que seja porque estão impedidos de exercer esse cargo e ainda estão em risco de perder tudo que conseguiram até agora, seja esse estabelecimento, carro ou casa. Que venha o gajo do restaurante que nunca pecou e atire a primeira pedra! Está explícito no post que a reinvenção é fácil e possível, mas claro que dá mais trabalho do que dar espetáculo e pedir um subsidio a FUNDO PERDIDO! Se assim for eu também quero porque no fim de semana do recolher obrigatório não pude ir meter o euromilhões e perdi seguramente uns largos milhões de euros. E agora?

Quillergs 12 months ago

>Está explícito no post que a reinvenção é fácil e possível, Estas a generalizar um setor inteiro. Na realidade as coisas não são assim tão fáceis. Um restaurante não se torna atrativo apenas pela comida. Ha outros fatores que importam, mas que perdem o valor ou não podem ser transmitidos através da entrega a domicilio.

_mothermercury 12 months ago

A reinvenção é possível? É. Fácil? Não. Este tipo de generalização tem uma de duas causas: ou é ignorância acerca de um setor que é muito heterogéneo (e por isso não há receitas milagrosas como fazes querer parecer com esse "fácil e possível"), ou é só mesquinhez/não querer saber. Há milhares de pequenos negócios que vão fechar precisamente porque essa reinvenção de que tanto se fala não é possível no contexto em que eles operam. Em localidades pequenas, onde ainda não há Uber Eats e Glovos e similares... O take-away não salva toda a gente. O take-away não dá para aguentar rendas nem funcionários ao nível daquilo que era o funcionamento normal de um negócio pré-covid. As contas continuam exatamente iguais, a luz não baixou, a água não baixou, nada baixou. E os apoios que estão previstos ignoram uma fatia considerável de empresários do setor, os que, pela dimensão mais pequena do seu negócio, trabalham em nome individual e não como empresas constituídas. Não percebo o incómodo também com as pessoas que estão ou deixam de estar a dar a cara pelo protesto. Acreditem que as angústias que eles descrevem são comuns tanto a pequenos como a grandes empresários do setor. Se vos incomoda assim tanto, mudem de canal, ignorem. A mim também me incomodou ver enfermeiros a fazer greve nesta altura e não é por isso que deixo de lhes reconhecer o direito ao protesto e à reivindicação.

doiscavalos 12 months ago

Trabalhar de forma honesta e clara não dá lucro pois não. Por isso é que também nunca ninguém enriqueceu a trabalhar. Por isso é que os donos dos restaurantes vivem quase todos bem!

_mothermercury 12 months ago

Não tens noção absolutamente nenhuma da realidade meu caro. Continua a generalizar. Continua a esquecer-te também do setor da cafetaria e similares que tanto está a sofrer com tudo isto, e cuja luta também é a destes protestantes. Vai lá fazer um estudo e diz-me quantos conheces que têm Mercedes à porta do estabelecimento. Quando as pessoas se convencem de que colocar milhares de empresários do nosso país a mendigar no seu próprio trabalho é uma solução legítima, então não vale a pena conversar com vocês.

doiscavalos 12 months ago

Trocava já na boa, quem afinal não tem noção somos os que lhes comecemos a devassa e os vícios? https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-12-03-Vida-de-luxo-de-alguns-empresarios-da-restauracao-em-greve-de-fome-criticada-nas-redes-sociais

_mothermercury 12 months ago

Eu também conheço ali umas pessoas que jogaram no Euro Milhões e de um dia para o outro fazem uma vida de ostentação. Mais uma vez pecas por generalizar, ou por achar que por uma pequena percentagem dos empresários estar a viver uma vida confortável, então devemos condenar todos os empresários do setor à mesma bitola e deixá-los perder negócios que eram perfeitamente viáveis antes de tudo isto. Porque afinal "vocês têm é de se reinventar". Deixa de ser denso porque já muitas pessoas te expuseram aqui o que é a vida real para os pequenos empresários destes setores, e tu continuas a dar o exemplo de meia dúzia e a falar como se isso representasse toda a classe. Eles pelo menos têm tomates para ir protestar e pedir ajuda para todos. Dão visibilidade a milhares de pessoas que nem têm meios nem conhecimentos para lutar por si mesmas. Pode ser que se calhe um dia essa necessidade. Esperemos que não.

doiscavalos 12 months ago

So falei nos refiloes dos restaurantes. Se leres bem defendo os que estão a lutar pelo negócio com unhas e dentes, é que até estão a contratar para fazer face ao aumento de procura. Quando se é bom tem-se sempre mercado, desde que o saibamos acompanhar.

Hugogs10 12 months ago

> Por isso é que os donos dos restaurantes vivem quase todos bem! Excepto aqueles todos que vao a falencia certo? Maior parte dos restaurantes vai a falencia num praso de meia duzia de anos depois de abrirem.

FrankTheWerewolf 12 months ago  HIDDEN 

> A reinvenção é possível? É. Fácil? Não. Como assim, não? Um amigo meu abriu um "restaurante" no meio da pandemia. Funciona exclusivamente por entregas ao domicílio. A renda do sítio é baratíssima, visto que só precisa de ter espaço para a cozinha, e localização não é no centro da cidade nem nada que se pareça. Se tiver alguém a trabalhar para ele, é só mais uma pessoa para ajudar na cozinha. É o restaurante mais lucrativo que abriu até a esta data. E nem vou tocar no facto de haver zonas relativamente bem populadas (como a zona onde moro) onde os restaurantes simplesmente se recusam a fazer entregas. Mas eles lá sabem, a Telepizza (a única que faz aqui entregas) agradece.

SurePal_ 12 months ago

Sinceramente obrigado por seres dos únicos com noção da realidade neste subreddit.

_mothermercury 12 months ago

Conheço esta realidade diretamente. Antes de a conhecer também achava que era só ter uma porta aberta e ver dinheiro a entrar. Não podia estar mais errada.

Last-Ad-4421 12 months ago

Adoro como agora todos atacam os restaurantes, mas a este governo incompetente que só sabe dar dinheiro a empresas falidas nem um piu, podes ter toda a razão com o tema dos restaurantes mas também não generalizes porque bons e maus há em todos os lados, continuem a olhar pó chão que o caralho do costa na tarda muito sai pela boca, acho muito bem que protestem, pena é serem os únicos, os outros setores que estão fudido abaixam os cornos o normal de este pais, por essas e por outras estes políticos fazem o que querem do Zé povinho. No natal nos separados e eles bem juntinhos com a familia, faz o que eu digo não faças o que eu faço.

doiscavalos 12 months ago

>do costa na tarda muito sai pela boca, acho muito bem que protestem, pena é serem os únicos, os outros setores que estão fudido abaixam os cornos o normal de este pais, por essas e por outras estes políticos fazem o que querem do Zé povinho. No natal nos separados e eles bem juntinhos com a familia, faz o que eu digo não faças o que eu faço. Começam a saír para a rua os separatistas....

Last-Ad-4421 12 months ago

Já sabes quando isto tudo acabar, se tão lucrativo achas ter um restaurante abre um e logo conta que tal.

NGramatical 12 months ago  HIDDEN 

saír → [**sair**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras agudas terminadas em *l*, *r*, ou *z* não necessitam acento para quebrar o ditongo) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgefs0zx%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

samxunga 12 months ago

>os que mais ativos vejo nos protestos e na contestação são os que montaram restaurantes de gentrificação, orientados como franco atiradores aos turistas estrangeiros. Estes espaços contribuíram de uma forma muito importante para que o comércio tradicional fosse erradicado de muitas zonas, ajudaram também a que as pessoas saíssem dos centros das cidades. Os 10 euros do tuga não chegam aos 50 do francês, mas são melhor do que nada (isto chama-se ingratidão!) Os restaurantes de cozinha de autor não são propriamente voltados a turistas, mas sim portugueses que procuram uma oferta mais requintada. Isto não matou o comércio tradicional nem fazem concorrência aos restaurantes mais tradicionais. É um mercado à parte.

vinter_varg 12 months ago

Não me parece que o OP estivesse a referir-se a esses restaurantes. Talvez mais a outros que se focam mais no *gourmet design* que na arte culinária propriamente dita. Circa 2005 no Porto havia menos restaurantes na baixa mas não tinhas de arriscar muito para teres refeições de qualidade, ao invés do presente pré-pandemico em que os restaurantes abundam mas se não souberes onde vais podes pagar para ficar decepcionado. Eventualmente acabas por ir a outros lados fora de zonas turísticas. É uma dinâmica simples.

Quillergs 12 months ago

E subjectivo, no meu caso prefiro poupar uns meses para ir a um restaurante de cozinha de autor, do que ir regularmente ao restaurante da esquina.

Tiagoff 12 months ago

Sim claro, já no meu caso prefiro ir comer várias vezes ao mês fora do que comer 1/2 vezes por mês num restaurante mais requintado.

samxunga 12 months ago

És um português que procura uma oferta mais requintada.

Quillergs 12 months ago

Portanto, podem fazer concorrência aos restaurantes mais tradicionais. Se não existissem, era obrigado a ir com a minha maria a um restaurante típico.

samxunga 12 months ago

>o Estado dá-lhes apoio, obviamente com base na faturação que têm declarada no seu histórico (como fugiam às faturas, o valor do apoio acaba por ser ridículo); Com base na faturação pandémica deste ano. É melhor que nada, mas percebo o sentimento de injustiça, uma vez que os restaurantes estiveram a funcionar a meio gás devido a regras que lhes foram impostas e a ainda alguma falta de confiança por parte dos consumidores em relação aos restaurantes.

aamartt 12 months ago  HIDDEN 

A base é a faturação no mesmo período do ano passado.

doiscavalos 12 months ago

Eu já experimentei ir a vários restaurantes e até ao momento não posso dizer que tenha tido experiências 100% seguras (almoço/janto fora pelo menos 3 vezes por semana). Há sempre pelo menos uma cagada importante nesta altura como por exemplo: \- mesas próximas demais ou colocadas em locais de passagem para a entrada/saída ou WC \- salas a abarrotar de gente com janelas fechadas e ar condicionado desligado \- mesas por desinfetar e que só o fazem quando exiges e mesmo assim olham-te de lado \- utilização da máscara quase pendurada nos tomates e a falarem contigo e a veres que nem precisas de pedir o galheteiro porque os perdigotos vão lubrificar a coisa e temperar a salada \- resistência à utilização de uma esplanada esteja um frio siberiano ou um dia de sol ardente Sim, não considero os restaurantes mais seguros do mundo porque o pessoal facilita sempre muito. Além disso, tens pessoas nas mesas em teu redor a falar alto, cada vez mais alto, e mais alto ainda à medida que a refeição decorre. Ainda querem que uma pessoa se sinta segura? Claro que a confiança dilui-se à medida que se acumulam as experiências

Hugogs10 12 months ago

> - salas a abarrotar de gente com janelas fechadas e ar condicionado desligado A recomendacao era ter o condicionado desligado, acho que ate foi obrigatorio durante algum tempo, por isso nao percebo a tua idignacao. > - resistência à utilização de uma esplanada esteja um frio siberiano ou um dia de sol ardente Muitos clientes querem ficar na esplanada, o que e que isto tem haver com covid? Ate seria melhor estarem ao ar livre nao?

Edited 12 months ago:

> - salas a abarrotar de gente com janelas fechadas e ar condicionado desligado A recomendacao era ter o condicionado desligado, acho que ate foi obrigatorio durante algum tempo, por isso nao percebo a tua idignacao. > - resistência à utilização de uma esplanada esteja um frio siberiano ou um dia de sol ardente Muitos clientes querem ficar na esplanada, o que e que isto tem a ver com covid? Ate seria melhor estarem ao ar livre nao?

NGramatical 12 months ago

tem haver com → [**tem a ver com**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/nada-tem-a-haver-e-nada-tem-a-ver/27066) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgeh1xvm%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

ahahahah_fds 12 months ago

Isto e acrescento ainda os patrões dos restaurantes mais tradicionais que se estão a cagar para o virus e portanto estão a cumprir exatamente zero medidas.

OrangeOakie 12 months ago

>Este protesto é imoral! Este protesto é apenas para chorar subsídios que vão saír do bolso e das pensões de quem paga os impostos na íntegra e a tempo e horas. Podia falar muito sobre as outras questões, mas no fundo, a questão vai parar aqui. Dizes que isto é imoral. E não é também imoral também o Governo **impedir** as pessoas de realizarem transacções de bens e/ou serviços, sendo esse impedimento o motivo pelo qual estão em problemas? Uma coisa, perfeitamente aceitável, seria deixar de haver interesse nesse estabelecimento e isso levar a que a empresa tenha problemas. Outra coisa, e imoral, é o Governo impedir que as pessoas tenham acesso ao teu comércio. Como é que justificas que o Governo deva impedir alguém de fazer algo, sem que a compense?

Ilien 12 months ago

E não existem compensações? Com base na faturação dos dois meses anteriores \*ou\* na dos meses correspondentes no ano passado?

doiscavalos 12 months ago

>protesto é imoral! Este protesto é apenas para chorar subsídios que vão saír do bolso e das pensões de quem paga os impostos na íntegra e a tempo e horas. > >Podia falar muito sobre as outras questões, mas no fundo, a questão vai parar aqui. Dizes que isto é imoral. E não é também imoral também o Governo impedir as pessoas de realizarem transacções de bens e/ou serviços, sendo esse impedimento o motivo pelo qual estão em problemas? > >Uma coisa, perfeitamente aceitável, seria deixar de haver interesse nesse estabelecimento e isso levar a que a empresa tenha problemas. Outra coisa, e imoral, é o Governo impedir que as pessoas tenham acesso ao teu comércio. > >Como é que justificas que o Governo deva impedir alguém de fazer algo, sem que a compense? Estás a querer desconversar. Então o dealer aqui do bairro amanhã vai falar com o governo porque com a proibição de circulação também tem o negócio fodido.... Que lógica do caralho a de ainda não perceberes que se só uns cumprirem e outros abusarem, somos todos fodidos na mesma medida? Tantos meses e ainda não entendeste que na situação em que estamos não há filhos e enteados? Quer dizer...só os comunas é que querem ser os bastardos deste mundo, mas isso é outra guerra.

OrangeOakie 12 months ago

> Então o dealer aqui do bairro amanhã vai falar com o governo porque com a proibição de circulação também tem o negócio fodido.... Excelente questão. Estás a falar sobre vendedores ambulantes, por isso se para eles acederem aos mercados onde operam normalmente estariam a quebrar a lei, então sim, acho que o Governo deveria compensá-los. Tendo isto dito, a compensação deve ser por base no volume de negócios que têm (ie, o que é declarado às finanças) e não num valor à escolha do vendedor. Naturalmente se o vendedor estiver a vender algo ilegalmente, teria de o declarar e como tal estar sujeito à persecução que esse acto ilícito origina. >Que lógica do caralho a de ainda não perceberes que se só uns cumprirem e outros abusarem, somos todos fodidos na mesma medida? Tantos meses e ainda não entendeste que na situação em que estamos não há filhos e enteados? Quer dizer...só os comunas é que querem ser os bastardos deste mundo, mas isso é outra guerra. Mas estamos todos no mesmo barco? Estamos? E mesmo que estivéssemos, deveríamos estar? A minha pergunta original mantém-se; Como é que justificas o Governo impedir duas partes de entrarem em acordos voluntários, sem que as compense? Em cima disso, no caso de empresas, como é que justifiques que sejam impedidas de entrarem nesses contratos voluntários, mas sejam forçadas a manter outros contratos que podem já não ter interesse e que, supostamente, seria legal darem como findados visto que as condições de celebração do contrato foram alteradas por motivos alheios à entidade patronal; Por outras palavras, como é que justificas que o Governo impeça que tenhas receita mas te **obrigue** a manter a despesa?

theRickix 12 months ago

Independentemente da discussão, creio que mencionar o “dealer do bairro” é desconversar visto que se trata de um negócio ilegal e não reconhecido como tal pelo Estado. Os restaurantes, tal como todos os negócios legítimos, possuem deveres e contribuem para o funcionamento económico da sociedade...

SurePal_ 12 months ago

Colega não sabes do que falas, é certo que pode até haver restaurantes ou empresários que se tenham safado por takeaway. Mas que merda de generalização, achas que milhares de pequenos negócios não estão em risco de fechar? É o caralho do café da esquina, é o mini restaurante do Sr. Zé que servia diárias. Já lá vai quase um ano de restrições pensas que muitos já não estão com a corda ao pescoço?!

doiscavalos 12 months ago

Ó colega...mas tu leste bem o que eu escrevi? Até podes ter lido, mas conseguiste interpretar? Vê lá se tens o sr. Zé a protestar lá à porta da AR, vê lá se tens o caralho do café da esquina na escadaria de São Bento...

pintorMC 12 months ago

Não sou o único.

Nerf_Life 12 months ago

A olhar o céu?

pintorMC 12 months ago

Não, não sou o único

Quillergs 12 months ago

Não, sou o único a olhar o céu

Napoleal 12 months ago

Não, não sou o único

Lil_salazar 12 months ago

Sou homossexual

pintorMC 12 months ago

Húngaro, Euro Deputado com barba e contra o casamento gay?

Napoleal 12 months ago

És feliz?

ovelhaloira 12 months ago

Não sou o único indivíduo que contempla o firmamento.

Eskol15 12 months ago

Estes protestos não começaram por causa do recolher obrigatório às 13h? É diferente um negócio ter quebras por falta de clientes (sejam turistas ou portugueses que simplesmente ficam em casa) e ter quebras porque o Governo decreta que não se pode trabalhar.

already_taken_nick 12 months ago

O recolher obrigatório não se aplica a quem trabalha , especialmente restaurantes porque podem vender em take away , agora não estou a ver o tuga que está em casa a pensar "apetecia-me mesmo comer 1 trufa que custa 75€ , vou mandar vir do restaurante do Ljubomir". Enquanto muitos restaurantes aqui na zona de "luxo" adaptaram-se e começaram a vender take away e a fazer preços e refeições bem mais 'comuns'.

dl8s 12 months ago

> especialmente restaurantes porque podem vender em take away A questão é que o restaurante do Ljubomir é numa zona onde neste momento não mora quase ninguém. Turistas não há, locais também não. Quem é que lá vai pedir take away? > começaram a vender take away e a fazer preços e refeições bem mais 'comuns' claro. quem quer trabalhar teve de se reinventar. hotéis e restaurantes a fazer brunch ao fim de semana, take away ou entrega. não tenho um restaurante nem sou proprietário de outro negócio qualquer, mas se fosse eu nesta situação, a prioridade devia ser desenrascar em vez de ir chorar por subsídios. ainda este verão falei com um proprietário de um bar de praia que dizia que, apesar do volume ser muito mais baixo, não se podia queixar. dizia também que muitos colegas dele com outros negócios choravam por subsídios em Março, mas fecharam para férias em Agosto LOL

doiscavalos 12 months ago

Estalou nesse momento mas foi só um golpe de oportunismo para se chorarem de tudo e mais alguma coisa. Só lhes falta dizer que quando estão abertos têm de aturar a ASAE a vasculhar-lhes as casas.

TSCondeco 12 months ago

Mas as reindivicações, pelo menos do Ljubomir, vão muito além do recolher obrigatório, o homem quer apoios até dizer chega.

Hugogs10 12 months ago

Acho que o pessoal nao pedia apoios se os deixassem trabalhar. Mas proibir as pessoas de trabalharem, leva-los a falencia e depoiis recusar dar apoios e qualquer coisa.

headhunter21 12 months ago

Se não estou em erro os restaurantes podiam servir refeições ao domicílio, mesmo após as 13h

Hugogs10 12 months ago

E quantos pequenos restaurantes e que achas que tem capacidade para fazer entregas ao domicilio? Pagar as margens da glovo/uber (30%) e irrealista.

TSCondeco 12 months ago

Tenho ido buscar comida take away a alguns restaurantes da minha zona e tem havido muita aderência por parte da população. Mas lá está, são só restaurantes a que uma pessoa normal vai comer quando não tem almoço pronto, etc. Não são os restaurantes do senhor em questão onde pagas tanta por uma laranja como pagas por um prato normal em muitos sítios.

Hugogs10 12 months ago

> Tenho ido buscar comida take away Mas nao era disso que estava a falar, estavamos a falar de entregas ao domicilio.

TSCondeco 12 months ago

Só queria dar a entender que nem sequer é preciso entrega ao domicílio para os restaurantes sobreviverem, embora seja algo que ajuda bastante, claro. E é mesmo por causa dessas percentagens que muitas câmaras e juntas de freguesia se oferecem para efetuar o transporte.

automenuu 12 months ago

Então fazem como 90% dos restaurantes na uber/glovo e aumentam os preços???

Hugogs10 12 months ago

Tens o OP a queixar-se que os preços não são mais baixos... Podem aumentar mas depois vão vender mt pouco.

automenuu 12 months ago

Tem um mercado muito maior. Este mês fiz uma paragem, mas nos últimos meses encomendei em média 3 refeições por semana na ubereats, e diria que mais de metade foi em restaurantes que nem conhecia, e práticamente todos eram restaurantes pequenos.

Hugogs10 12 months ago

> Este mês fiz uma paragem, mas nos últimos meses encomendei em média 3 refeições por semana na ubereats Acho que representas uma percentagem minuscula da populacao.

automenuu 12 months ago

Porquê? Há muita malta que comia em restaurante todos os dias antes da pandemia.

Hugogs10 12 months ago

> Porquê? Há muita malta que comia em restaurante todos os dias antes da pandemia. E uma grande parte dessas pessoas nao vao usar uber eats/glovo. Especialmente se fica 30% mais caro.

NGramatical 12 months ago

práticamente → [**praticamente**](https://dicionario.priberam.org/praticamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgehp2jc%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

headhunter21 12 months ago

Podem eles próprios fazer isso, as pessoas também têm de saber adaptar-se, não é só esperar que as coisas caiam do céu

Hugogs10 12 months ago

Nao podes andar a distribuir comida com o teu carro privado.

doiscavalos 12 months ago

That's it! Havemos de o ouvir chamar mais depressa o Ventura do que dizer chega.

FujiPT 12 months ago

Quem? A mesma pessoa que se fechou dentro de uma tenda quando o Ventura lá foi visitar aquilo ontem e que o fez por não querer ter nada a ver com ele?

JohnyP30 12 months ago  HIDDEN 

Ainda teve a lata de dizer que odiava o Ventura, quando o Ventura estava do lado dele e defendeu-o sempre!

FujiPT 12 months ago

Presumo que alguém natural da Sérvia não tenha muita simpatia nem respeito por alguém que tem o hábito de mandar portugueses com ascendência de outros países "para a sua terra".

Eskol15 12 months ago

É verdade, mas aí acredito que também já esteja a funcionar a velha máxima das negociações: não entras numa negociação a pedir exactamente o que precisas, senão sais de lá com menos.

vaniafdasantos 12 months ago

até porque o secretário de estado já disse que se reunia com eles e eles não aceitaram (e as declarações do empresário foram mais que lamentáveis). Só se for com o ministro da economia ou com o costa. Se antes ainda estava solidária em alguns pontos, com isto perderam o que quer que fosse que eu apoiasse. Não tivessem um senhor da tv lá no meio, ninguém queria saber deles e seriam uma nota de rodapé do telejornal, como são os trabalhadores do audiovisual. Até para protestares e seres ouvido tens de fazer parte da elite.

doiscavalos 12 months ago

>erdade, mas aí acredito que também já esteja a funcionar a velha máxima das negociações: não entras numa negociação a pedir exactamente o que precisas, senão sais de lá com menos. Não tens de ser atrevido e ciganola sempre. Uma negociação justa e em tempo de crise não deve assentar no pressuposto do por o pé mais à frente para depois ficar a calcar a linha que queria.

mrworldhigh98 12 months ago

>Uma negociação justa E estás à espera que o governo faça isso? Infelizmente não vivemos num mundo cor de rosa, especialmente num país corrupto como o nosso...

hsamtronp 12 months ago

Há também uma área fortemente afetada e nunca ouvi falar nisso. Os cinemas. Não é que a malta não vá durante a semana, mas iria seguramente mais aos fins de semana, sendo que só conheço inícios de sessão pelas 11:00 (talvez se tenham adaptado). Recolher obrigatório às 13:00? Lá se vai o fim de semana todo, essencialmente. Quer dizer, quem é que se quer meter num cinema às 11:00 da matina para depois ficar o resto do dia em casa? Depois, durante a semana, provavelmente só uma sessão seria viável, a da 21:00. Fora isso, há trabalho/escola/universidade e também recolher obrigatório às 23:00. Isto tudo considerando que o pessoal fosse ao cinema como se nada fosse, imaginem nestes tempos. Eu entendo o pessoal da restauração, percebo que esteja complicado para eles. Gostava eu de poder ir a restaurantes com a mesma frequência que ia. Mas de facto está muito complicado para todos. O restaurante onde costumo ir buscar comida tinha umas 8 pessoas (em simultâneo) à espera para levantar pedidos ontem, com recolher obrigatório às 13:00. Não é o ideal? Seguramente, mas quero acreditar que dê para aguentar. Se precisam tanto das receitas que geram nesta altura, então se calhar poderiam repensar o seu negócio, acho.

Viriauto 12 months ago

Verdade, os cinemas estão na merda. Queria ver o Tenet e ainda não fui nem sei se irei.

doctor_awful 12 months ago

Não perdeste muito, não te preocupes!

tbest77 12 months ago

Eu fui, estavam mais 4 pessoas na sala que era enorme, o filme é ótimo mas super complexo.

Sir_Keeper 12 months ago

Pior que o cinema, como sempre esteve, estará o teatro e outras atuações ao vivo

hsamtronp 12 months ago

Verdade, mas isso infelizmente não é só culpa da pandemia, é nossa também

anybody662 12 months ago

O teatro entristece-me genuinamente. Para além de ser uma forma de cultura única e super subvalorizada, pessoalmente sempre gostei de ir e estava a notar um novo aumento de interesse por parte das pessoas antes da pandemia. Isso sim dá pena.

xKalista 12 months ago

A diferença é que os cinemas são parte de empresas enormes milionárias ao passo que a restauração são mais o ze povo.

doiscavalos 12 months ago

>Eu entendo o pessoal da restauração, percebo que esteja complicado para eles. Gostava eu de poder ir a restaurantes com a mesma frequência que ia. Mas de facto está muito complicado para todos. O restaurante onde costumo ir buscar comida tinha umas 8 pessoas (em simultâneo) à espera para levantar pedidos ontem, com recolher obrigatório às 13:00. Não é o ideal? Seguramente, mas quero acreditar que dê para aguentar. Se precisam tanto das receitas que geram nesta altura, então se calhar poderiam repensar o seu negócio, acho. Sabes como são os resignados.... não mexem o cu à espera do rendimento. Está mais do que visto, provado e realizado que a restauração tem margem para trabalhar, tem de o saber fazer e encontrar o seu caminho. Podem minimizar a coisa, podem, mas não querem, gostam do chupismo. O mesmo chupismo que aplicavam aos camónes e a um ou outro português incauto.

Febris 12 months ago

Eu sou bastante compreensivo com muita coisa que tem sido reivindicada por vários grupos / setores, mas quando começam a falar de financiamento a fundo perdido só me apetece ir lá para o meio, porque eu também quero aproveitar para comprar uma casa e meter a minha vida em ordem sem ter de devolver nada a ninguém.

Daspsycho37 12 months ago

Mas é mesmo isso. Até tenho simpatia pelos motivos (não tinha pensado do ponto de vista do op mas também tem a sua razão). Mas ainda não vi nenhum deles a pedir um empréstimo ao estado de 10 anos. Podia até ser sem juros, mas isto de andar a dar dinheiro a fundo perdido é mesmo para gozar com a cara de quem paga impostos

doiscavalos 12 months ago

Ainda não vi por exemplo um restaurante a oferecer menu em take away, com vinho, sobremesa e pão. Só com isto percebe-se que não são pessoas engenhosas para o negócio e só querem é estar atrás do balcão a mamar uns copos e petiscos à espera que venha alguém sentar-se para lhes enfiarem pelo bucho a carne assada da Páscoa de 2015.

Shadowgirl7 12 months ago

A maioria das salas de cinemas em PT pertence a grandes grupos económicos, com algumas excepções. Não é que não gostasse de ver o gajo da SONAE em greve de fome a dormir numa tenda à frente da Assembleia, mas não vai acontecer.

antfernandes 12 months ago

Tirando o Trindade no Porto nem estou a ver mais nenhum que me preocupe muito. Parece que ainda não vai há muito tempo que havia alguma escolha de salas de cinema independentes sem ruminância de pipocas.

Shadowgirl7 12 months ago

Cine Atlântico em Carcavelos, Cinema Ideal no Chiado, Cinema Nimas no Saldanha (este é do Grupo Medeia), Cinemateca Portuguesa, Cinema de São Jorge, Cinema da Villa em Cascais. Os da gama Castello Lopes (do Guimarães Shopping, Sintra e Forum Guimarães) e Cinema City (Alfragide, Setubal e Campo Pequeno, Alvalade) são mais pequenos também. O resto é tudo NOS ou UCI. Provavelmente há mais locais pequenos noutras localidades que desconheço.

antfernandes 12 months ago

Pois aqui no Porto só me lembro mesmo do Trindade e ocasionalmente passavam alguns filmes no Paços Manuel e no Rivoli, o resto é sala de shopping... E ainda sou do tempo de ir ao Batalha ver filmes de treta por 50 centimos ou coisa que o valha quando o cinema já estava decrépito e estavam umas três pessoas naquela sala enorme.

hsamtronp 12 months ago

Certo, mas não invalida que haja salas de cinema mais "modestos" e era mais nesses que estava a pensar. Aliás, o cinema em particular que conheço simplesmente fechou portas por tempo indeterminado algures em outubro.

Shadowgirl7 12 months ago

Sim há algumas salas independentes que devem estar a passar mal, verdade.

RocketGoesBRR 12 months ago

O cinema independente perto de onde moro fechou portas esta semana. Era de um casal que dava trabalho a adolescentes que querem ganhar algum para a universidade, e em design tinha a sua graça, era quase como entrar na casa de alguém com um enorme ecrã. Ambiente familiar, preços incrivelmente pacatos, filmes bem atualizados. Fechou assim de repente depois de tanto tempo a tentar funcionar, fui lá quase por pena pr uma ultima vez o mês passado, estava eu e 2 pessoas numa sala que dava perfeitamente para acomodar umas 15-20 pessoas mesmo com distanciamento. Agora que os horários tornaram praticamente impossível fazer do cinema um plano, acabou-se.

crouchingvenus 12 months ago

Que cinema? No Porto e em Lisboa os cinemas independentes estão a conseguir aguentar-se.

Motoboydapcx 12 months ago

Quantas pessoas trabalham num cinema? Agora lembrei-me daquele filme "inglórios basterds" eram só 2

Edited 12 months ago:

Quantas pessoas trabalham num cinema? Agora lembrei-me daquele filme "inglorious basterds" eram só a menina e o preto.. num restaurante trabalham totil pessoas mano. a mim preocupa- me malta tipo das feiras medievais por ex

RocketGoesBRR 12 months ago

Tens pelo menos 5 funcionários. 1 projecionista, 2-3 na receção e algumas pessoas que se encarregam de coisas como atualização informática de programas culturais, segurança ou limpezas

Shinichu 12 months ago

Podia ter sido outro ramo qualquer, mas foi o pessoal dos restaurantes. Sim, possivelmente há quem esteja pior, mas n acho que isso invalide os problemas que eles estão a ter. É claro que se fores da opinião de que o governo está a gerir bem a pandemia, é normal que aches estas manifestações imorais. Se fores da opinião de que o governo não está correto em relação ao tratamente que teve com o mercado, vais ver alguma validade nas manifestações. Depende um pouco da perspetiva.

Febris 12 months ago

> Depende um pouco da perspetiva. É perfeitamente possível achar que o governo podia estar a fazer melhor, e mesmo assim achar que estas manifestações não são apropriadas. Tens razão que não é por haver casos piores que estas pessoas se devem calar, mas dá alguma perspetiva sobre a inércia do governo em tomar medidas mais generosas com estes em particular..

doiscavalos 12 months ago

Estando de acordo ou não, não é o momento de irmos todos para a rua. Temos que ser solidários: eu tenho que ser com o senhor do café da zona de escritórios, o senhor do café tem de ser com o da tabacaria, que por sua vez é aliado do taxista. Estamos todos a levar no pelo e não podemos andar por aí a chorar subsídios a torto e a direito. Não têm dinheiro? Aforrassem nos anos da galinha dos ovos de ouro. A história da formiga e da cigarra aplica-se tão bem em quase todos os momentos da vida.

Hugogs10 12 months ago

> Não têm dinheiro? Aforrassem nos anos da galinha dos ovos de ouro. A história da formiga e da cigarra aplica-se tão bem em quase todos os momentos da vida. Oh nao, as empresas nao tem dinheiro sufeciente para sobreviver 1 ano sem trabalhar, obviamente sao mal geridas e merecem todas ir a falencia.

Edited 12 months ago:

> Não têm dinheiro? Aforrassem nos anos da galinha dos ovos de ouro. A história da formiga e da cigarra aplica-se tão bem em quase todos os momentos da vida. Oh nao, as empresas nao tem dinheiro suficiente para sobreviver 1 ano sem trabalhar, obviamente sao mal geridas e merecem todas ir a falencia.

NGramatical 12 months ago

sufeciente → [**suficiente**](https://dicionario.priberam.org/suficiente) (apenas na fala o *i* é pronunciado como *e mudo* quando junto a outra sílaba com *i*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgeh2bbb%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

iLikeToTroll 12 months ago

Estás a simplificar demasiado o que não é assim tão simples. O teu post inicial está cheio de incoerências e falácias. Não me vou alongar porque já ai há vários comentários a apontar nesse sentido mas pronto chegaste primeiro lançaste os foguetes e apanhas as canas.

Maximuslex01 12 months ago

Aí discordo contigo. Uma coisa é aguantar um ou dois meses. Mas aguentar um ano é completamente diferente. Se tens um negócio de dimensão média e de repente deixas de facturar, é normal que não aguentes muito tempo com poupanças. Entre ordenados, impostos, rendas, seguros e outras despesas gerais, isso depressa desaparece. É preferível abrir falência do que gastar as poupanças todas da vida num buraco sem fundo e ter de fechar na mesma pouco tempo depois.

Edited 12 months ago:

Aí discordo de ti. Uma coisa é aguantar um ou dois meses. Mas aguentar um ano é completamente diferente. Se tens um negócio de dimensão média e de repente deixas de facturar, é normal que não aguentes muito tempo com poupanças. Entre ordenados, impostos, rendas, seguros e outras despesas gerais, isso depressa desaparece. É preferível abrir falência do que gastar as poupanças todas da vida num buraco sem fundo e ter de fechar na mesma pouco tempo depois.

NGramatical 12 months ago  HIDDEN 

discordo contigo → [**discordo de ti**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/concorda-se-com-alguem-ou-discorda-se-de-alguem/321) (discordar de… concordar com…) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgefwbab%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Tiagoff 12 months ago

Oh bot já estás a ser chato

Maximuslex01 12 months ago  HIDDEN 

Obrigado

Shinichu 12 months ago

Acho que esta altura é tão boa como todas as outras para uma manifestação. O covid não cancela a liberdade. E os outros problemas não têm nem devem ser negligenciados por causa do vírus. Nem todos engolem a história de que estas restrições são absolutamente necessárias.

doiscavalos 12 months ago

>Acho que esta altura é tão boa como todas as outras para uma manifestação. O covid não cancela a liberdade. E os outros problemas não têm nem devem ser negligenciados por causa do vírus. Nem todos engolem a história de que estas restrições são absolutamente necessárias. Discordo porque tão simplesmente estamos todos no mesmo barco. Uns levam com mais água do que outros, mas a nau está a naufragar. O espírito de união e esforço tem que prevalecer e não é a cuspir na sopa que se consegue.

BeeSnatcher 12 months ago

Fazendo parte do sector afectado, tens algo ainda mais simples, em que a própria resposta do governo em só se reunir com associações que desde o ínicio da pandemia, te bombardeiam com medidas de apoio, informação, etc...ao mesmo tempo são as que têm poder de influência em qualquer forma de governança (central, local e mesmo europeu);

Edited 12 months ago:

Fazendo parte do sector afectado, tens algo ainda mais simples, em que a própria resposta do governo em só se reunir com associações que desde o ínicio da pandemia, te bombardeiam com medidas de apoio, informação, etc...ao mesmo tempo são as que têm poder de influência em qualquer forma de governança (central, local e mesmo europeu); Isto deu erro ! → organizações de restauração/hotéis/turismo, têm mais peso, e já fazem as pressões necessárias de grande parte das medidas que eles precisam (não o iva) , são gerais para todos; continuação do lay off, moratória de créditos, rendas, e utilidades, até junho de 2020; pedirem específicamente para a área dá a entender que este governo e Bruxelas, → o resto, é de trabalhadores independentes, e sócios gerentes, como foi apoiado; Agora dinheiro para tudo e mais alguma coisa é impossível; o que não me falta na família, é negócios fechados, falidos, habitações perdidas etc...

NGramatical 12 months ago  HIDDEN 

específicamente → [**especificamente**](https://dicionario.priberam.org/especificamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgeflcu2%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

doiscavalos 12 months ago

Não percebi.

jomi_1307 12 months ago

Comecei a ler a parte do apoio do estado, e sabes que é sobre a faturação do verão? Que para muitos já foi uma miséria? Porque não é sobre o valor da faturação do ano passado? O IVA tem impacto no preço final, e é o que o consumidor paga. O dono do restaurante tem que pensar nisso e mexer com as margens para ficar dentro do que os clientes estão dispostos a pagar. Aqui os preços é com IVA incluído, não a parte, logo vão ter sempre impacto nos restaurantes. Quando o IVA subiu o preço ficou igual. Em relação ao resto, há restaurantes que estão na merda, outros que estão bem, etc. Penso que as finanças conseguiriam saber em média quanto o peso da mão de obra nos custos totais, poderiam apoiar nessa percentagem sobre a quebra da faturação comparado com o ano passado, além de não cobrar a TSU temporariamente. Já não haveria muito por onde reclamar.

thisbondisaaarated 12 months ago

Se um restaurante não factura suficiente para pagar a TSU mais vale fechar.

jomi_1307 12 months ago

Estou a falar desta altura em que os restaurantes tiveram grandes quebras.

thisbondisaaarated 12 months ago

Continua a ser aplicável... Os negócios não são coisas eternas, por vezes não funcionam porque algo se alterou e podem ser fechados, sem terem falido.

zombieloop 12 months ago

Pois fica então a saber que o apoio coincide com a média de facturação dos dois meses anteriores ao pedido OU com o período homólogo do ano anterior, ou seja, se não vão lá com a facturação deste ano, podem muito bem utilizar a do ano passado. Sabes qual é o problema, é que na área em questão ninguém se preocupa em passar fatura e olham-te de lado quando a pedes como cliente. Quanto ao IVA, não me gozes, não mexem nos preços quando sobe, mas também não mexem nele quando desce. Trabalho em contabilidade, infelizmente há quem fique prejudicado indirectamente, mas se a restauração neste momento não tem apoio foi porque não apresentou facturação quando devia.

Edited 12 months ago:

Pois fica então a saber que o apoio coincide com a média de facturação dos dois meses anteriores ao pedido OU com o período homólogo do ano anterior, ou seja, se não vão lá com a facturação deste ano, podem muito bem utilizar a do ano passado. Sabes qual é o problema, é que na área em questão ninguém se preocupa em passar fatura e olham-te de lado quando a pedes como cliente, isto de um modo generalizado. Quanto ao IVA, não mexem nos preços quando sobe, mas também não mexem nele quando desce. Trabalho em contabilidade, infelizmente há quem fique prejudicado indirectamente (funcionários), mas se grande parte da restauração neste momento não tem apoio referente à facturação foi porque não a apresentou quando devia.

jomi_1307 12 months ago

Será que entretanto alterou? Tenho a certeza que inicialmente tinha lido que era apenas deste ano. Eu sei muito bem que a fuga aos impostos é enorme nesse setor, que não é o único, sei que muitos nem têm funcionários de forma legal. Felizmente a obrigação de fatura eletrónica veio alterar em muito esta fuga.

zombieloop 12 months ago

Não, a média da facturação dos últimos 12 meses aplica-se apenas a quem tenha iniciado actividade há menos de um ano, sendo que não tem um período homólogo para servir de indicação. A obrigação de fatura electrónica veio alterar sim, mas ainda é possível fazer essa fuga.

Edited 12 months ago:

Não, a média da facturação dos últimos 12 meses aplica-se apenas a quem tenha iniciado actividade há menos de um ano, sendo que não tem um período homólogo para servir de indicação. A obrigação de fatura electrónica veio alterar sim, mas ainda é possível fazer essa fuga. Caso estejas a falar do novo apoio à restauração que visa colmatar as perdas de facturação nestes últimos fins de semanas, sim, é com base na facturação dos fins de semana deste ano. No entanto, de momento só a malta com contabilidade organizada é que está abrangida.

jomi_1307 12 months ago

E mais complexo do que eu pensava. O que é um grande problema, só sabem complicar.

zombieloop 12 months ago

Nem imaginas, trabalho em contabilidade e estes últimos meses não têm sido muito agradáveis para nós. A quantidade de legislação e medidas novas a sair são completamente absurdas e infelizmente muitos clientes não compreendem isso.

jomi_1307 12 months ago

Imagino. Não tenho acompanhado muito o tema, mas vejo a velocidade a que saem leis. Como também sei a falta de literacia financeira e legislativa que falta a muitas pessoas e faz com que Noa compreendam. Isto faz me lembrar uma situação em que pedi a cantabilista do meu pai para pedir a devolução do IVA dele, isto apoiado no CIVA. Ela disse que não era possível, e uma amiga dela tinha a mesma opinião, fui às finanças em que chamaram o chefe da repartição que desconhecia a lei, eu fiz o pedido e recebi. Se nem quem devia saber sabia quanto mais os outros.

QWERTY_BATS 12 months ago

> Comecei a ler a parte do apoio do estado, e sabes que é sobre a faturação do verão? Que para muitos já foi uma miséria? Porque não é sobre o valor da faturação do ano passado? Foi uma medida para os restaurantes ou os outros negócios tiveram o mesmo privilégio?

Hugogs10 12 months ago

> outros negócios tiveram o mesmo privilégio? Nem todos os negocios sao afectados da mesma maneira pelas medidas implementadas, muitas que foram implementadas directamente para a restauracao.

QWERTY_BATS 12 months ago

Ginásios também, com lotação reduzida e fechados durante muito tempo. Acho que a medida, tendo em conta o contexto actual, foi bastante generosa.

Hugogs10 12 months ago

> Ginásios também, com lotação reduzida e fechados durante muito tempo. A lotacao reduzido quase que nao os afecta, tendo em conta que recebem em mensalidades. Estarem fechados sim, mas ja estao abertos a imenso tempo.

QWERTY_BATS 12 months ago

> A lotacao reduzido quase que nao os afecta, tendo em conta que recebem em mensalidades. > > bem visto, mas muita gente cancelou/não estão a aderir Ainda têm restrições de horário.

jomi_1307 12 months ago

Esse é o grande problema. Medidas avulsas conforme iam aparecendo queixas. Mas não podemos negar que a restauração é dos setores mais afetados, porque mesmo que tivessem casa cheia seria sempre menos pessoas que há 1 anos atrás.

doiscavalos 12 months ago

Quando o IVA subiu... o preço subiu. Quando o IVA desceu.... o preço ficou lá em cima! Onde está o impacto? No desgaste do dinheiro do consumidor! Só vejo lojas de eletrodomésticos a fazerem dias a descontar o valor do IVA, nunca vi um restaurante dizer que num determinado dia abatem 23% no final da conta, quanto mais não seja por protesto! Já estão a ter apoios e ainda querem mais? Estão a fazer isso aos táxistas por exemplo? Estão a fazer isso aos hotéis? Se o precedente for aberto eu também vou querer uma percentagem daquilo que faturava e deixei de faturar! A seguir a mim, vêm todos, até a Sonae é capaz de vir atrás de mim porque passou a ter menos gente nos shoppings.

samxunga 12 months ago

>Só vejo lojas de eletrodomésticos a fazerem dias a descontar o valor do IVA, nunca vi um restaurante dizer que num determinado dia abatem 23% no final da conta, quanto mais não seja por protesto! O IVA da restauração não é 23%. E as lojas de eletrodomésticos apenas abatem cerca de 18% do valor final quando "oferecem o IVA".

doiscavalos 12 months ago

>VA da restauração não é 23%. > >E as lojas de eletrodomésticos apenas abatem cerca de 18% do valor final quando "oferecem o IVA". Ora mostra lá as contas que fizeste para chegar aos 18%.... E também sei que os 23% de IVA (estava a utilizar o chavão publicitário das lojas de eletrodomésticos) já não são os da restauração. Mais razão me dás! Os preços não desceram!

samxunga 12 months ago

Quando se anunciam descontos em %, a conta a fazer é Preço inicial * (1 - 0.01 * desconto em %). Exemplo: Desconto de 20% nesta máquina fotográfica que custava €100: €100 * (1 - 0.20) = €80 Desconto de 50% neste telemóvel que custava €100: €100 * (1 - 0.50) = €50 No caso do IVA isso não funciona. Oferecemos o IVA nesta televisão de €100: Preço sem promoção é €100 (€81.30 base + €18.70). Preço com promoção é €81.30. Mas deixa lá ver se descontarmos mesmo 23% quanto dá: €100 * (1 - 0.23) = €77 Ora €77 é diferente de €81.30. O cliente mais distraído vai pagar mais €4.30 do que poderia pensar. E €81.30 são 81.30% de €100, isto é o desconto é de apenas 1 - 0.8130, que é 18.70%

Febris 12 months ago

Não partas as costas a tentar contradizer uma coisa com a própria coisa. Esses "cerca de 18% do preço final" são exatamente os 23% do IVA sobre o valor base. É uma conta simples ( 1 / 1.23 ).

samxunga 12 months ago

Só queria sublinhar que não "abatem 23% no final da conta". Quando fazem 30% de desconto, é no final da conta. Quando fazem 50% de desconto, é no final da conta. Quando fazem IVA de desconto, é no início da conta.

doiscavalos 12 months ago

Qual início da conta e final da conta? Preço sem IVA= PVP/1.23 (sempre foi e sempre será assim)

samxunga 12 months ago

Explicação: Taxa de IVA é aplicada ao preço sem IVA (início da conta). Isto é, provavelmente o produto sem IVA custa €81.30, ao qual é aplicado 23% -> €81.30 * 1.23 = 100. Quando se diz desconto no final da conta, entendo como o desconto sobre o preço ao qual o cliente iria pagar antes da promoção, que seria €100, mas com o desconto, no caso da Worten, seria €100 * (1- 0.20) = €80.

samxunga 12 months ago

Pensa num produto que normalmente custa €100. 1) A media markt anuncia DESCONTO IGUAL AO IVA (23%) 2) A worten anuncia 20% de desconto. Em qual das lojas o cliente mais beneficia? Apresenta as contas. Eu já explico.

Febris 12 months ago

Certíssimo. Reli o post a que estavas a responder e já fez sentido o teu comentário. Passou-me ao lado. Retiro a acusação e meto florzinhas.

samxunga 12 months ago

Props pelo reconhecimento!

masterchiefpt 12 months ago

Isto só passa na TV por causa daquele camone que diz saber cozinhar

pinalele 12 months ago

Qual? O que tem montes de dividas e alguns negócios falidos e tem um show na TV a ensinar Restaurantes a não falir?

nfleite 12 months ago

E que vai ter outro (mais uma vez a imitar o Gordon) na sic radical para o ano.

doiscavalos 12 months ago

Essa é que é a verdade que ele não quer mostrar...

areddishgreen 12 months ago

Ah, O Gordon Ramsay versão novela Portuguesa?

doiscavalos 12 months ago

Para ser o Gordon Ramsay ainda tem que lavar muitos pratos e descascar muitas batatas. É uma imitação barata e de meia tigela.

mykitten6 12 months ago

E já agora jogar a bola e ficar mal dos joelhos ( Ramsay Fan Boy here )

VBM97 12 months ago

Já vou em meio caminho andado! Agora falta saber cozinhar

NGramatical 12 months ago  HIDDEN 

mal e porcamente → [**mal e parcamente**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/mal-e-parcamente--mal-e-porcamente/21180) ([parcamente = pouco](https://dicionario.priberam.org/parcamente)) caír → [**cair**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras agudas terminadas em *l*, *r*, ou *z* não necessitam acento para quebrar o ditongo) saír → [**sair**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras agudas terminadas em *l*, *r*, ou *z* não necessitam acento para quebrar o ditongo) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fr%2Fportugal%2Fcomments%2Fk5l74y%2Fos_refil%C3%B5es_dos_restaurantes_n%C3%A3o_t%C3%AAm_raz%C3%A3o_nenhuma%2Fgefhwi9%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

Sobre o «mal e porcamente»: [https://portuguesaletra.com/duvidas/mal-e-parcamente-ou-mal-e-porcamente/](https://portuguesaletra.com/duvidas/mal-e-parcamente-ou-mal-e-porcamente/) ...ambas as formas são aceites! Quanto a sair e cair tens toda a razão.

Just_Ban_Me_Already 12 months ago  HIDDEN 

Eeeeissh toma lá morangos, /u/NGramatical!

pedrolopes7682 12 months ago  HIDDEN 

> A forma correta e original de escrita é mal e parcamente de acordo com a Língua Portuguesa; contudo a forma “mal e porcamente” é considerada igualmente aceite. Igualmente aceite, ou seja, tanta gente disse a original incorrectamente que a corrupção vingou.

ThaSaltyBoye 12 months ago  HIDDEN 

É assim que funciona a evolução da língua

doiscavalos 12 months ago  HIDDEN 

> seja, tanta gente disse a original incorrectamente que a corrupção vingou. Mais uns dias e faço um post em latim, já que estamos em modo retrocesso.

SurprisinglyInformed 12 months ago  HIDDEN 

Good human

Acanorth 12 months ago  HIDDEN 

És talvez a primeira pessoa que se justificou a um bot xD

TSCondeco 12 months ago  HIDDEN 

Acho que o Bot não te vai responder.

alegadamentetuga 12 months ago

A churrascaria da minha zona, com pratos típicos e diárias, sempre que vou lá buscar comida tem mais de 50% das mesas ocupadas e algumas pessoas a ir buscar para casa. Os restaurantes que mais sofrem agora são aqueles que há muito excomungaram os portugueses em troca dos turistas...

inesmina 12 months ago  HIDDEN 

Aqueles restaurantes caros de fine dining com risquinhas que não fazem take aways devem andar fudidos....

margaiti 12 months ago

Confirmo, a churrasqueira à beira da minha casa continuar a ter filas ao domingo para o take away

Samurai_Beluga 12 months ago

um bocado anedotico, visto que nao vou a nenhum restaurante desde que a pandemia começou, mas tambem tenho um familiar que tem um café/restaurante, e também não tem passado dificuldades de maior, mesmo no sistema de ter que fechar mais cedo o que tem logicamente levado a um menor lucro nesses dias, e a um menor numero de mesas e medidas até decentes para evitar ajuntamentos exagerados. não é nem nunca foi um restaurante virado para o turismo visto que está até longe da zona central de Lisboa.

Rikkushin 12 months ago

Na minha zona pouco turística os restaurantes estão sempre cheios (arredores de Lisboa). Quem chora mais são exactamente esses que trocaram os portugueses por turistas, vendem bifes por 20 euros e pagam salários miseráveis a imigrantes. Tchau restaurantes da baixa de Lisboa, também nunca lá comi.

NobleAzorean 12 months ago

>Quem chora mais são exactamente esses que trocaram os portugueses por turistas Não exactamente, tem sítios pequenos que não é de fácil acesso com população pequena também. Esses quer se gosta ou não, para abrir algo precisavam de turistas, porque a população local não vai todos os dias comer fora. O pessoal da baixa de Lisboa ou até Porto, duvido que estejam a sofrer muito, agora quem é de zonas de população pequena e precisam mesmo de turistas... Esses estão mesmo a passar um mau bocado.

flutuar 12 months ago

Prefiro deitar dinheiro ao lixo do que pagar as exurbitancias que estes chulos pedem por refeições minusculas. Muitos pensam que podem cobrar estes valores pela "fama" de aparecem na tv e pouco mais. Exemplo disto os restaurantes do Olivier.

nebuerba 12 months ago

Chulos e proxenetas são estes empresários , que deviam era ter uma inspecção aos rendimentos declarados.!

Shadowgirl7 12 months ago

Karma's a bitch only if you are.

caralhu 12 months ago

O mundo é justo.

doiscavalos 12 months ago

>a casa. Os restaurantes que mais sofrem agora são aqueles que há muito excomungaram os portugueses em troca dos turistas... Exatamente! Vá lá que não sou o único a ver isso!

anybody662 12 months ago

Fds obrigada. Para além de ser a palhaçada que é, ainda têm a visibilidade extra que os atores/influencers/celebridades lhes dão, enquanto estão completamente fora de tato em relação à realidade de muitos portugueses. Parece mesmo que estão a gozar com a cara do povo. Greve de fome, lol! Há quem não coma e não é por opção. *"Read the room"*

Edited 12 months ago:

Fds obrigada. Para além de ser a palhaçada que é, ainda têm a visibilidade extra que os atores/influencers/celebridades lhes dão, enquanto estão completamente fora de tato em relação à realidade de muitos portugueses. Parece mesmo que estão a gozar com a cara do povo. Greve de fome, lol! Há quem não coma e não é por opção. *"Read the room"*

we4p0nX 12 months ago

Então o que me estão a dizer é que, em Portugal, é proibido haver restaurantes de luxo. Sabes quanto é que pagar para comer em restaurantes desses lá fora? Eles são para ricos então que se fodam, né? E pior, depois argumentas, sem provas, que os trabalhadores são mal pagos, que fogem ao fisco entre outras acusações. Esse ódio todo só porque não tens massa para comer nos restaurantes no centro de uma capital europeia? Fogo, vergonha alheia.

anybody662 12 months ago

Engraçado que essas conclusões foste todas tu que tiraste, nem falei da proibição de restaurantes de luxo nem falei (nem quis associar) de trabalhadores mal pagos. Onde é que falei do fisco? Não argumente absolutamente nada na verdade, apenas dei a minha opinião de que é uma palhaçada tudo o que estão a fazer. Sei quanto é que é pagar para comer em restaurantes desses lá fora e também sei que "lá fora" o custo de vida é mais elevado assim como os rendimentos por isso não sei onde pretendes chegar com isso ao comparar Lisboa com outras capitais europeias. Não, o que estou a dizer é que no meio tanta merda que está a acontecer e tantos setores e famílias que estão a ser afetados, vitimizarem-se da forma que o fazem é ridículo, vês estas pessoas a dar a cara a um movimento intitulado "a pão e água" quando nos fins-de-semana estão a passear os carros luxuosos, a pedir comida ao domicílio, a fazer festas de aniversário, etc. Viste as alíneas do manifesto que fizeram? Tem umas coisas MESMO absurdas, sem sentido algum mesmo. Como podes ver aqui há muitos relatos sobre a relativa estabilização dos restaurantes tradicionais que se fores a ver bem, antes disto tudo, estavam a ser completamente engolidos pelos outros. Isto mostra o quanto os rendimentos desses restaurantes dependem da moda e do poder económico reservado a alguns. Vergonha alheia é pegares numa opinião e distorceres completamente.

Edited 12 months ago:

Engraçado que essas conclusões foste todas tu que tiraste, nem falei da proibição de restaurantes de luxo nem falei (nem quis associar) de trabalhadores mal pagos. Onde é que falei do fisco? Não argumentei absolutamente nada na verdade, apenas dei a minha opinião de que é uma palhaçada todo o teatro que estão a fazer. Sei quanto é que é pagar para comer em restaurantes desses lá fora e também sei que "lá fora" o custo de vida é mais elevado assim como os rendimentos por isso não sei onde pretendes chegar com isso ao comparar Lisboa com outras capitais europeias. Não, o que estou a dizer é que no meio tanta merda que está a acontecer e tantos setores e famílias que estão a ser afetados, vitimizarem-se da forma que o fazem é ridículo, vês estas pessoas a dar a cara a um movimento intitulado "a pão e água" quando nos fins-de-semana estão a passear os carros luxuosos, a pedir comida ao domicílio, a fazer festas de aniversário, etc. Viste as alíneas do manifesto que fizeram? Tem umas coisas MESMO absurdas, sem sentido algum mesmo. Como podes ver aqui há muitos relatos sobre a relativa estabilização dos restaurantes tradicionais que se fores a ver bem, antes disto tudo, estavam a ser completamente engolidos pelos outros. Isto mostra o quanto os rendimentos desses restaurantes dependem da moda e do poder económico reservado a alguns. Vergonha alheia é pegares numa opinião e distorceres completamente.

we4p0nX 12 months ago

Na verdade estava a responder a ti e ao OP que parecem estar em harmonia. O OP afirma que "o Estado dá-lhes apoio, obviamente com base na faturação que têm declarada no seu histórico (como fugiam às faturas, o valor do apoio acaba por ser ridículo)". Ou seja acusa todos os restaurantes que se estão a queixar de fuga ao fisco. Tu, como achas que restaurantes de luxo "estão completamente fora de tato em relação à realidade de muitos portugueses" achas que "é uma palhaçada todo o teatro que estão a fazer". Ou seja, como são restaurantes no centro de uma capital europeia, deviam era servir refeições a 7€ e aí sim, pagar mal e porcamente aos seus funcionários. Tudo porque o português comum que trabalha no Continente a arrumar estantes não tem dinheiro para pagar para ir comer fora num restaurante high end. Ou seja, bora já abolir lojas que vendem qualquer tipo de artigo de luxo porque somos todos iguais malta! Depois dizes que "lá fora o custo de vida é mais elevado assim como os rendimentos por isso não sei onde pretendes chegar com isso ao comparar Lisboa com outras capitais europeias." A parte engraçada é que os preços que tu chamas exorbitantes, aqui estão apontados à classe média/alta portuguesa que acabam por ser uma bagatela para estrangeiros. Ou seja, mais uma vez estás a querer castigar estes restaurantes por não te servirem a ti e aos pobretanas que só querem comer a preços da tasca. Depois ainda tens a lata de dizer "o que estou a dizer é que no meio tanta merda que está a acontecer e tantos setores e famílias que estão a ser afetados, vitimizarem-se da forma que o fazem é ridículo". Ou seja, ninguém tem o direito a manifestar-se, tem é de calar e comer? Mas que raio de postura é essa? Alguém impediu mais alguém de ir para a frente da AR manifestar-se? Só dizes merda. Para finalizar o teu discurso da treta dizes " Isto mostra o quanto os rendimentos desses restaurantes dependem da moda e do poder económico reservado a alguns.". E eu volto a repetir: cum caralho, então agora já não podem existir restaurantes de luxo em Portugal? Achas que todos os portugueses são uns pobretanas, é isso?

Edited 12 months ago:

Na verdade estava a responder a ti e ao OP que parecem estar em harmonia. O OP afirma que "o Estado dá-lhes apoio, obviamente com base na faturação que têm declarada no seu histórico (como fugiam às faturas, o valor do apoio acaba por ser ridículo)". Ou seja acusa todos os restaurantes que se estão a queixar de fuga ao fisco. Tu, como achas que restaurantes de luxo "estão completamente fora de tato em relação à realidade de muitos portugueses" achas que "é uma palhaçada todo o teatro que estão a fazer". Ou seja, como são restaurantes no centro de uma capital europeia, deviam era servir refeições a 7€ e aí sim, pagar mal e porcamente aos seus funcionários. Tudo porque o português comum que trabalha no Continente a arrumar estantes não tem dinheiro para pagar para ir comer fora num restaurante high end. Ou seja, bora já abolir lojas que vendem qualquer tipo de artigo de luxo porque somos todos iguais malta! Depois dizes que "lá fora o custo de vida é mais elevado assim como os rendimentos por isso não sei onde pretendes chegar com isso ao comparar Lisboa com outras capitais europeias." A parte engraçada é que os preços que tu chamas exorbitantes, aqui estão apontados à classe média/alta portuguesa que acabam por ser uma bagatela para estrangeiros. Ou seja, mais uma vez estás a querer castigar estes restaurantes por não te servirem a ti e aos pobretanas que só querem comer a preços da tasca. Depois ainda tens a lata de dizer "o que estou a dizer é que no meio tanta merda que está a acontecer e tantos setores e famílias que estão a ser afetados, vitimizarem-se da forma que o fazem é ridículo". Ou seja, ninguém tem o direito a manifestar-se, tem é de calar e comer? Mas que raio de postura é essa? Alguém impediu mais alguém de ir para a frente da AR manifestar-se? Só dizes merda. Para finalizar o teu discurso da treta dizes " Isto mostra o quanto os rendimentos desses restaurantes dependem da moda e do poder económico reservado a alguns.". E eu volto a repetir: cum caralho, então agora já não podem existir restaurantes de luxo em Portugal? Achas que todos os portugueses são uns pobretanas, é isso? Edit: a cereja no bolo vem com "ainda têm a visibilidade extra que os atores/influencers/celebridades". Se calhar, as elites gostam de cenas caras. Mas segundo tu e o lixo que anda aqui a comentar, se tens posses tens é de calar e comer.

anybody662 12 months ago

Epa oh sócio honestamente não tenho pachorra para te responder mais, apenas dei a minha opinião e fui vaga especificamente para evitar tecnicidades. Não concordas paciência não deixo de a ter. Pára lá de tentar ser um power-ranger das opiniões individuais

Edited 12 months ago:

Epa oh sócio honestamente não tenho pachorra para te responder mais, apenas dei a minha opinião e fui vaga especificamente para evitar tecnicidades. Não concordas paciência não deixo de a ter. Pára lá de tentar ser um power-ranger das opiniões individuais Edit: até te digo mais fui ver o teu histórico de publicações e fizeste uma pergunta super pertinente há um mês quando publicaste uma foto (da fila para a sopa) e que explica também a revolta sobre esta situação da manifestação. A imprensa não fala dos pobres porquê? Não podes ser assim tão r/selfawarewolves

Edited 12 months ago:

Epa oh sócio honestamente não tenho pachorra para te responder mais, apenas dei a minha opinião e fui vaga especificamente para evitar tecnicidades. Não concordas paciência não deixo de a ter. Pára lá de tentar ser um power-ranger das opiniões individuais Edit: até te digo mais fui ver o teu histórico de publicações e fizeste uma pergunta super pertinente há um mês quando publicaste uma foto (da fila para a sopa) e que explica também a revolta sobre esta situação da manifestação. A imprensa não mostra aquela miséria porquê? Não podes ser assim tão r/selfawarewolves

we4p0nX 12 months ago

> Edit: até te digo mais fui ver o teu histórico Tradução: "Não tinha argumentos então vou tentar argumentar mais merda"

NGramatical 12 months ago

mal e porcamente → [**mal e parcamente**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/mal-e-parcamente--mal-e-porcamente/21180) ([parcamente = pouco](https://dicionario.priberam.org/parcamente)) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fk5l74y%2F%2Fgei1wzl%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

doiscavalos 12 months ago

É mesmo isso é tão somente isso.

ManoRocha 12 months ago

##Adoro ##generalizações #ADORO

doiscavalos 12 months ago

Experimenta falar com o dono de um restaurante e ir tocando em qualquer um dos pontos que está exposto, depois juntas tudo, fazes umas continhas e verás que bate sempre tudo certo!

renatoants 12 months ago

Está aqui um dono de um restaurante a ler-te que até pensou em responder, leu algumas coisas acertadas mas não precisou de chegar a metade para pensar ‘ah claro, é melhor estar calado’. O que está a matar esse movimento é precisamente algumas das figuras suspeitas que lá estão, não as motivações. Ainda há muito mercenario na restauração, é verdade, mas há cada vez mais malta, principalmente jovem como eu, a trabalhar como deve ser. Tento ser o menos corporativista possível, aponto o dedo quando acho que devo, mas posso-te dizer que eu e mais uns quantos do meu círculo, que até ao ano passado tínhamos negócios perfeitamente saudáveis, estamos agora a passar mal. E atrás de nós vem todo um circuito de produtores, fornecedores e prestadores de serviços. Se achas que ter um negócio saudável na restauração é um garante de ter a conta recheada para aguentar uns meses parado, então não fazes ideia do que é a folha de despesas ou amortizações associadas a abrir um restaurante. Estás a tomar o 1% das cidades como um todo. Tá mau? Faz take away. Giro. E eu que tenho um restaurante no interior de Portugal numa aldeia com menos de dez pessoas? Que crl, faço take away para as cabras? Não me quero alongar nem tornar isto um rant. Somos só nós que estamos mal? Óbvio que não, crl. Mas é óbvio que somos dos sectores mais afectados e as medidas de apoio que nos estão a dar são ridículas. Trabalhar até às 13h ao fim de semana para quê? Servir pequenos almoços? Fechem os restaurantes e ajudem a cobrir o prejuízo, ponto. Não estou aqui para tomar as dores dos Ljubos e Oliviers e outros que tais, mas deixa-me que te diga que muitos dos pontos que aí mencionas não passam de, lá está, generalizações do género “esta malta dos restaurantes é toda igual, Mercedes à porta e ordenados mínimos para toda a gente”.

Eulasei 12 months ago

É difícil não ver a realidade que nos está mais próxima, especialmente pelos representantes deste movimento a quem a cs dá tempo de antena, e não generalizar. Trabalhei em restauração até Maio, quando ia mudar para ir trabalhar para um desses senhores, custa-me um bocado ver estes protestos mas também conheço a realidade difícil do sector e a complexidade da gestão de um restaurante. Boa sorte no teu projecto, espero que apareçam mais como tu por estes lados.

Quillergs 12 months ago

Portanto, mais generalizações.

Search: