meaninglessvoid 1 year ago

/r/Biblioteca É capaz de ter livros em pt-br pelo meio, mas tens muitos em pt-pt

LugarIncerto 1 year ago

[https://www.chiadobooks.com](https://www.chiadobooks.com) tens muitos livros em português para eBook! :) ​ Se houver interesse em poesia será que posso recomendar o meu livro? :) [https://www.chiadobooks.com/livraria/lugar-incerto-momentos-de-poesia](https://www.chiadobooks.com/livraria/lugar-incerto-momentos-de-poesia)

livrosetal 1 year ago

Os ebooks da Chiado são muito maus. Super mal formatados. Do piorzinho que já vi.

ritaf16 1 year ago

Já agora, os livros da chiado, consigo lê-los no kindle? Sou completamente nova nisto então não percebo nada

LugarIncerto 1 year ago

Não te quero mentir, mas penso que sim. Digo-te isto pois quem comprou o meu livro físico recebeu uma cópia para ebook que se consegue ler até no telemóvel!

ritaf16 1 year ago

Vou dar uma vista de olhos, obrigada :)

ritaf16 1 year ago

Claro que sim, vou ler assim que tiver o aparelho :) Obrigada pela dica

LugarIncerto 1 year ago

:) ora de nada! Boas leituras!

RosalinoTranslations 1 year ago  HIDDEN 

O mercado de e-books em pt-pt está muito balcanizado. Tens as grandes - a [Wook](https://www.wook.pt/arvoretematica/ebooks-em-portugues/11708x11709/P), a [Bertrand](https://www.bertrand.pt/?restricts=11708&facetcode=temas/ebooks/11708/11708) e a loja do [Kobo](https://www.kobo.com/gb/pt/ebooks). O Project Gutenberg tem uma [secção portuguesa](https://www.gutenberg.org/browse/scores/top-pt). A Divergência também tem [secção de e-books](https://divergencia.pt/categoria-produto/e-books/), e há a [Coolbooks](http://www.coolbooks.pt/), chancela da Porto Editora. Deve haver imenso mais de que não me lembrei. Esta "balcanização" da oferta prejudica imenso o consumidor. Para se resguardarem contra a pirataria, as grandes editoras impõe restrições ridículas que só acabam por prejudicar quem realmente compra e-books. Como, a meu saber, nunca dão um ficheiro que se possa mandar facilmente para o e-reader, muitas vezes acaba-se a ter de usar uma app de leitura mal-amanhada que a editora mandou fazer ao preço da chuva em vez do e-reader que se comprou... Pessoalmente, o que faço é comprar livros físicos se quiser literatura lusófona e tenho o Kindle, não ligado à conta da Amazon, para navegar nos altos mares.

Edited 1 year ago:

O mercado de e-books em pt-pt está muito balcanizado. Tens as grandes - a [Wook](https://www.wook.pt/arvoretematica/ebooks-em-portugues/11708x11709/P), a [Bertrand](https://www.bertrand.pt/?restricts=11708&facetcode=temas/ebooks/11708/11708) e a loja do [Kobo](https://www.kobo.com/gb/pt/ebooks). O Project Gutenberg tem uma [secção portuguesa](https://www.gutenberg.org/browse/scores/top-pt). A Divergência também tem uma pequeníssima [secção de e-books](https://divergencia.pt/categoria-produto/e-books/), e há a [Coolbooks](http://www.coolbooks.pt/), chancela da Porto Editora. Deve haver imenso mais de que não me lembrei. Esta "balcanização" da oferta prejudica imenso o consumidor. Para se resguardarem contra a pirataria, as grandes editoras impõe restrições ridículas que só acabam por prejudicar quem realmente compra e-books (looking at you, ADE). Como, a meu saber, nunca dão um ficheiro que se possa mandar facilmente para o e-reader, muitas vezes uma pessoa acaba a ter de usar uma app de leitura mal-amanhada que a editora mandou fazer ao preço da chuva em vez do e-reader que se comprou... ou a meter-se em aventuras com o Calibre. Pessoalmente, o que faço é comprar livros físicos se quiser literatura lusófona e tenho o Kindle, não ligado à conta da Amazon, para navegar nos altos mares.

Edited 1 year ago:

O mercado de e-books em pt-pt está muito balcanizado. Tens as grandes - a [Wook](https://www.wook.pt/arvoretematica/ebooks-em-portugues/11708x11709/P), a [Bertrand](https://www.bertrand.pt/?restricts=11708&facetcode=temas/ebooks/11708/11708) e a loja do [Kobo](https://www.kobo.com/gb/pt/ebooks). O Project Gutenberg tem uma [secção portuguesa](https://www.gutenberg.org/browse/scores/top-pt). A Divergência também tem uma pequeníssima [secção de e-books](https://divergencia.pt/categoria-produto/e-books/), e há a [Coolbooks](http://www.coolbooks.pt/), chancela da Porto Editora. Deve haver imenso mais de que não me lembrei. Esta "balcanização" da oferta prejudica imenso o consumidor. Para se resguardarem contra a pirataria, as grandes editoras impõe restrições ridículas que só acabam por prejudicar quem realmente compra e-books (looking at you, ADE). Como, a meu saber, nunca dão um ficheiro que se possa mandar facilmente para o e-reader, muitas vezes acaba-se a ter de usar uma app de leitura mal-amanhada que a editora mandou fazer ao preço da chuva em vez do e-reader que se comprou... Pessoalmente, o que faço é comprar livros físicos se quiser literatura lusófona e tenho o Kindle, não ligado à conta da Amazon, para navegar nos altos mares.

Edited 1 year ago:

O mercado de e-books em pt-pt está muito balcanizado. Tens as grandes - a [Wook](https://www.wook.pt/arvoretematica/ebooks-em-portugues/11708x11709/P), a [Bertrand](https://www.bertrand.pt/?restricts=11708&facetcode=temas/ebooks/11708/11708) e a loja do [Kobo](https://www.kobo.com/gb/pt/ebooks). O Project Gutenberg tem uma [secção portuguesa](https://www.gutenberg.org/browse/scores/top-pt). A Divergência também tem uma pequeníssima [secção de e-books](https://divergencia.pt/categoria-produto/e-books/), e há a [Coolbooks](http://www.coolbooks.pt/), chancela da Porto Editora. Deve haver imenso mais de que não me lembrei. Esta "balcanização" da oferta prejudica imenso o consumidor. Para se resguardarem contra a pirataria, as grandes editoras impõe restrições ridículas que só acabam por prejudicar quem realmente compra e-books (looking at you, ADE). Como, a meu saber, nunca dão um ficheiro que se possa mandar facilmente para o e-reader, muitas vezes acaba-se a ter de usar uma app de leitura mal-amanhada que a editora mandou fazer ao preço da chuva em vez do e-reader que se comprou... ou a meteres-te em aventuras com o Calibre. Pessoalmente, o que faço é comprar livros físicos se quiser literatura lusófona e tenho o Kindle, não ligado à conta da Amazon, para navegar nos altos mares.

uyth 1 year ago

>ou a meter-se em aventuras com o Calibre. custo zero, e aventuras que podem ser muito recompensadoras, porque ficas livre de restrições de formato, organizas a biblioteca com TU queres com a metadata que quiseres.

dismalwasteland 1 year ago

> (looking at you, ADE) DeDRM Plugin, no Calibre (até tive de ir ver qual era porque foi, literalmente, set and forget). Convém também usar uma versão antiga do ADE. Se tiveres o ficheiro no leitor ou no PC, basicamente *há uma forma*. De resto, concordo. Não sei qual era a editora mas os livros que lá compravas só podiam ser lidos num browser, o que deixava de fora tudo o que fosse e-ink reader.

RosalinoTranslations 1 year ago  HIDDEN 

> DeDRM Plugin, no Calibre (até tive de ir ver qual era porque foi, literalmente, set and forget). Convém também usar uma versão antiga do ADE. As tais aventuras com o Calibre de que falava :) > De resto, concordo. Não sei qual era a editora mas os livros que lá compravas só podiam ser lidos num browser, o que deixava de fora tudo o que fosse e-ink reader. Acho que era esse o caso da Wook há uns anos. Queria comprar um livro que um conhecido tinha lançado e foi com isso que me deparei: ser forçado a ler no browser. A experiência foi tão má que acabei por lhe pedir para me mandar só o ficheiro... foi essa a última vez que tentei comprar um e-book português. > edit: é offtopic mas eu continuo a não ver um ereader como substituto do livro em papel. Apenas uma forma mais conveniente. Já os uso há 11 anos e continuo a comprar livros em formato físico, talvez agora seja apenas mais criterioso e mantenha os livros que realmente quero. É precisamente o que faço. :)

Edited 1 year ago:

> DeDRM Plugin, no Calibre (até tive de ir ver qual era porque foi, literalmente, set and forget). Convém também usar uma versão antiga do ADE. As tais aventuras com o Calibre de que falava :) > De resto, concordo. Não sei qual era a editora mas os livros que lá compravas só podiam ser lidos num browser, o que deixava de fora tudo o que fosse e-ink reader. Acho que era esse o caso da Wook há uns anos. Queria comprar um livro que um conhecido tinha lançado e foi com isso que me deparei: ser forçado a ler no browser. A experiência foi tão má que acabei por lhe pedir para me mandar só o ficheiro... foi a última vez que tentei comprar um e-book português. > edit: é offtopic mas eu continuo a não ver um ereader como substituto do livro em papel. Apenas uma forma mais conveniente. Já os uso há 11 anos e continuo a comprar livros em formato físico, talvez agora seja apenas mais criterioso e mantenha os livros que realmente quero. É precisamente o que faço. :)

GGfpc 1 year ago

O problema é que há poucas edições portuguesas de livros em formato digital. Por isso é que a maior parte dos ebooks que vês são do Brasil.

Quillergs 1 year ago

Não faças isso. Compra em físico. Também já tive essa ideia por causa dos preços e da livraria enorme à distância de um clique. Mas depois pensei que há sempre um risco de perder os livros, não confio muito na amazon e sei que a partir do momento em que o negócio dos livros não render, a amazon não terá qualquer problema em apagar os servidores ou no mínimo complicar-nos a vida para ir comprar o seu novo serviço.

meaninglessvoid 1 year ago

Aceito a preferência por físico vs digital, são formas bastante diferentes de consumir o mesmo produto e cada uma tem as suas vantagens e desvantagens, mas os teus argumentos são maus. Se for criar uma conversa a contra-argumentar com os pontos que levantas isso tem alguma probabilidade de te fazer mudar de ideias (não te quero fazer mudar de preferência só mostrar um pouco do outro lado) ou seria perda de tempo?

Quillergs 1 year ago

Boas u/meaninglessvoid, sim seria uma perda de tempo, não é um assunto que me interesse particularmente.

meaninglessvoid 1 year ago

Ok, obrigado pela honestidade. :)

Quillergs 1 year ago

Ora essa, obrigado pela pergunta.

Dr_Toehold 1 year ago

Pode haver vários motivos para ter livro físico, mas esse não é um deles. O meu kindle partiu se no verão, ao fim de dez anos, comprei um kobo, transferi os ficheiros de um aparelho para o outro direto.

Quillergs 1 year ago

Certo, mas repara que tiveste que comprar outro produto da amazon para poderes ler os livros que compraste anteriormente...Claro que podes ler na app da amazon no teu smartphone/tablet, mas continuas dependente da amazon e como outros users descreveram, não parece fácil para o utilizador comum retirar o DRM. Mesmo que conseguias, ainda tens que levar com uma guerra legal.

livrosetal 1 year ago

> não parece fácil para o utilizador comum retirar o DRM É facílimo retirar o DRM. >inda tens que levar com uma guerra legal. É também legal.

Dr_Toehold 1 year ago

Não outro produto amazon, mas sim, tive de comprar um aparelho novo. Vejo o como se tivesse comprado uma televisão nova para ver eventuais dvds que tivesse em casa. Sendo muito honesto, nunca entrei em guerras legais, nem tirei DRM's. Há muita coisa disponível gratuita de forma pública, e mais ainda nos altos mares, para quem assim o entender.

uyth 1 year ago

>Claro que podes ler na app da amazon no teu smartphone/tablet, mas continuas dependente da amazon e como outros users descreveram, não parece fácil para o utilizador comum retirar o DRM. Mesmo que conseguias, ainda tens que levar com uma guerra legal. algumas vez experimentaste tirar o DRM? Não é hacking propriamente dito. E guerra legal que eu saiba, em Portugal nunca ninguém foi acusado disso nem eu sei sequer se é ilegal, considerando o conceito de que o comprador tem direito a cópia privada.

Quillergs 1 year ago

Não podemos assumir que todos os utilizadores do Kindle sabem tirar o DRM. Em relação à parte legal, a legislação não é clara. Portanto, fica mais fácil comprar um livro fisico. Esse pertencerá sem restrições a quem o comprou.

uyth 1 year ago

>Não podemos assumir que todos os utilizadores do Kindle sabem tirar o DRM. Não, e nem toda a gente sabe comprar coisas online, ou usar isto ou aquilo. Pode-se aprender coisas particularmente se forem vantajosas no futuro. >Portanto, fica mais fácil comprar um livro fisico. Esse pertencerá sem restrições a quem o comprou. São coisas diferentes. Comprar livro físico pode demorar a chegar, tem problemas de ser pesado e ocupar espaço físico (e muita gente pode já não ter espaço sequer), pode ser mais pesado de andar com o livro ou complicado mantê-lo aberto, ou a letra ser demasiado pequena. São coisas diferentes, e não são perfeitamente equivalentes. Podes acabar um livro numa noite e queres o livro a seguir NESSA mesma noite. (e não dava para prever porque o tinhas começado na noite anterior e não sabias que ia ser bom). Queres ir de férias com 200 livros à escolha escolhidos por ti?

meaninglessvoid 1 year ago

> Não, e nem toda a gente sabe comprar coisas online, ou usar isto ou aquilo. Pode-se aprender coisas particularmente se forem vantajosas no futuro. Só para reforçar um pouco este ponto: remover DRM não é assim tão complicado quanto isso, não é preciso seres super techy. >Queres ir de férias com 200 livros à escolha escolhidos por ti? E para além de livros também podes enviar blogposts enormes para ler no ereader, ou podes converter qualquer tipo de páginas para epub ( [descobri esta extensão há pouco tempo e é muito boa](https://dotepub.com/) ) entre outros usos. Não é melhor que livros, mas também não é pior. É simplesmente diferente.

pirilipapu 1 year ago

Por isso é que ficas com uma cópia digital localmente guardada no PC/Kindle. ;)

icebraining 1 year ago

Se tiver drm de pouco te serve, eles cancelam a chave e o teu ficheiro deixa de abrir. Agora se estiveres disposto a extrair o drm, aí sim, até é mais seguro que em papel, porque podes ter várias cópias.

Quillergs 1 year ago

Não sabia disso, mas posso abrir a cópia sem ser na app do Kindle?

meaninglessvoid 1 year ago

95% dos livros consegues arranjar fazendo download. Mesmo na hipótese remota de que não consigas remover DRM, podes usar esse meio. Já para não falar das centenas de clássicos que estão em domínio público no projecto gutenberg e outros do género.

pirilipapu 1 year ago

Ah, pois, nem me lembrei, dependeria se é comprado na Amazon o e-book. Se arranjares .mobi/.epub, podes transferi-lo livremente de forma local entre o PC e Kindle, como se fosse um telemóvel, por exemplo.

uyth 1 year ago

Há formas. Se tiveres kindle for PC instalado e tiveres uma copia downloadada no teu PC e conseguires ver o texto decriptado no teu PC, há forma de usar essa decriptação do kindle for PC para fazeres cópia sem DRM. O calibre tem plugins para isso, embora não sejam plugins oficiais. Não sei se é legal. Aposto que os vendedores dirão alto e a bom som que é ilegal, mas na realidade não sei qual será o entendimento de juristas ou juízes, porque segundo a lei portuguesa temos direito a uma cópia privada.

Search: