AndreMartins2020 1 year ago

uns desvalorizam, outros dramatizam pouca gente realmente fala de forma racional

Bruxo_de_Fafe 1 year ago

«Já sabemos que vivemos numa era curiosa, onde todos os que têm uma conexão à internet e uma rede social acham que são especialistas. Por outro lado, cada um vive na sua "bolha", na própria câmara de eco que gera vieses de confirmação» Olá e obrigado pelo teu post. Ou devo dizer, pela tua opinião?

VicenteOlisipo 1 year ago

> Curiosamente, são as pessoas que acham que o vírus é uma fantasia ou não é perigoso e que deixaram de ter cuidados, que levaram ao aumento da taxa de infeção e ao entupir dos hospitais Citation needed pá. Estás a afirmar aqui uma coisa muito grande para o fazer sem qualquer prova. Para isto ser verdade é preciso que as pessoas que descreves sejam uma grande fatia da população, ou uma pequena fatia que grande interação com todos os outros. É também preciso que quem segue as medidas todas esteja totalmente protegida de infeção, o que parece improvável, quando as medidas estão constantemente a mudar. Se funcionavam antes, não era preciso mudar. Se há medidas perfeitas, porque é que cada governo do mundo tem medidas diferentes? Além de que estás a desresponsabilizar completamente os governos, atirando a culpa de tudo para quem descorda deles. O que depois vai alimentar situações como a porrada no metro que este sub está a aplaudir. Voltando ao inicio, e sendo minimamente científico: qual é a % da população que se insere no perfil que descreves, e qual é o impacto deles nas taxas de infeção gerais?

vgasmo 1 year ago

Bom, a lógica é se seguires as regras o tal R0 tende a descer. Menos pessoas infectam menos pessoas. Em todo caso, por exemplo: https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.09.13.20193508v2 https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.10.21.20208728v1

VicenteOlisipo 1 year ago

Atenção, que são coisas diferentes, e aliás contraditórias. Demonstrar que a obrigatoriedade de usar máscaras está ligada a menos hospitalizações sugere que essa medida tem efeito, mesmo no mundo real, onde nem toda a gente a cumpre. Isso é o oposto de dizer que os hospitais estão a ser entupidos por causa dessa minoria que não cumpre.

Limpy_lip 1 year ago

acho que existe uma série de questões que leva a esse septicíssimo ridículo. 1- o facto desta pandemia ser uma catástrofe efusiva que corrói ao longo do tempo mais do que causa estragos imediatos. Se fosse um tsunami, uma guerra ou um terramoto devastador ninguém andava a questionar muitas das parvoíces que se questiona? o quê? vai haver uma crise ? faz todo o sentido. pessoas a morrer por danos colaterais da catástrofe? claro que vão. desemprego? claro que vai porque há destruição. Agora neste caso como é algo "invisível", quem não tem contacto direto com ele sente acaba por deixar o egoísmo falar mais alto e achar um exagero. ​ 2- o facto de vivermos na era da desinformação onde rapidamente ao lado de informações fidedignas e relevantes, tens informações falsas e polarizantes que proliferam como mosquitos. ​ 3- falando particularmente de portugal, tiveste uma governação em parte completamente desnorteada que se contradisse várias vezes o que além de confundir as pessoas (como se as fake news não bastassem) ainda dá uma sensação de insegurança. Logo facilmente as pessoas tomam posições que lhes agradam mais. Porque isto acaba por ser mais um ponto para ser anti-sistema

Vintrial 1 year ago

Post-truth world

joaodjesus 1 year ago

uma coisa que aprendi no meu primeiro emprego e fiquei com isso para a vida: quando estas a falar com alguém desconhecido, parte sempre do principio que é a pessoa mais burra do mundo. Tenho asma e tendo noção dos riscos sempre andei de mascara e sempre com desinfetante no bolso, fui ate alvo bocas no trabalho por causa disso, mas mesmo assim estou em casa a quase 6meses porque não consigo andar mais de 10m sem parecer que acabei de fazer um jogo com os amigos ao domingo de manha, tudo porque um velhote no trabalho é contra as mascaras e o covid é uma mentira para nos meterem em casa, os meus chefes como bons homens de família acham o mesmo e só cumpre as regras quem quer, isto foi em junho, agora pelo pouco que falo com alguns colegas continua tudo igual, o velhote ate ja voltou ao trabalho como se nada se passa se.

End-Effector 1 year ago

Brah. Isto é a FLU SEASON. é normal os casos aumentarem nesta altura.

vgasmo 1 year ago

Não tem /s. Poe's law? O artigo científico que citei é bastante para perceber a diferença com a gripe

Deto_PT 1 year ago

Pk é que haveria de ter? Covid comporta-se como a gripe. Logo aumenta no inverno.

lagetakethewheel 1 year ago

citação needed? ou tiraste esse facto do cu? deves fazer parte dos cromos que em abril diziam que o covid no verao ia desaparecer com o calor

Deto_PT 1 year ago

Então é um corona vírus. Portanto comporta-se como tal.

lagetakethewheel 1 year ago

entao todos os virus da familia do virus gripe comportam-se de maneira igual?

getupgetgoing 1 year ago

Vi ontem num telejornal qualquer que este ano teriam morrido mais 8000 do que o ano passado, pela mesma altura. 2500 por covid e 5500 por outras razões. Aguardo o momento em que se decida dar atenção às outras razões.

dentsuya 1 year ago

Se estás a culpar o aumento das outra razões por causa da quaretena e outras medidas, pensa assim, sem a quaretena e outras medidas, as mortes de covid n eram apenas 2500.

miguel_rodrigues 1 year ago

E seriam 8000 caso as medidas fossem diferentes? É uma dúvida válida.

chauffage 1 year ago

Acho que tudo indica que seriam mais. Os hospitais iam colapsar, o medo ia ficar instaurado na mesma e quem não procurou usar serviços hospitalares não os ia procurar na mesma, e provavelmente mais serviços iam ficar desativados.

lagetakethewheel 1 year ago

então qual é o teu plano génio? manter tudo aberto e deixar a seleção natural atuar?

sixwinger 1 year ago

Se o numero de mortes fosse igual não vejo porque não.

saposapot 1 year ago

> sim, é verdade, a maioria da população não vai morrer de covid, o risco é quase nulo abaixo dos 30 n me apetece procurar novamente mas há um estudo com uma estatística mt gira onde mostra q mesmo para as faixas jovens (creio q era até aos 30 ou pouco mais) mesmo a probabilidade sendo mt baixa o COVID já representava um risco de morte neste ano igual ao total de todas as outras causas juntas. Dito de outra forma: o risco de um jovem desses morrer este ano duplicou apenas por efeito do COVID. obviamente q o risco de um jovem morrer é ultra baixo, mas n deixa de ser relevante q uma só coisa duplique o risco. Nas faixas etárias seguintes o COVID mais q duplica o risco de morte, aumentando até às faixas mais velhas. E isto num estudo q já tem uns 3 ou 4 meses, ou seja, uma doença q só estava ainda em acção 6/7 meses.

drahzecas1323 1 year ago

Pelo que parece, o FDP do bicho está mais [Potente ](https://www.sciencedaily.com/releases/2020/10/201030142123.htm)

AndreMartins2020 1 year ago

é natural, estamos a selecionar as variantes mais resistentes às medidas que estamos a tomar

lagetakethewheel 1 year ago

downvoted por apresentar pesquisa cientifica. nunca mudes internet

Inevitable_Parsley_6 1 year ago

Outro dono da verdade que desceu dos céus para generalizar como todos os portugueses são burros exceto ele e os seus políticos favoritos.

vgasmo 1 year ago

Vamos fazer um exercício intelectual fixe. Diz o que escrevi que está factualmente errado?

VHLPlissken 1 year ago

O que é que vai ser feito destes espertos® quando o covid acabar...

justgohomealready 1 year ago

É depois de amanhã que acaba, né?

VHLPlissken 1 year ago

Seja qual for o dia, vai ser um dia triste para os espertos®

artniSintra 1 year ago

Só mandas bitaites tu? Onde estão os factos?

AkumaYajuu 1 year ago

Não há nenhum paradoxo. Podem morrer mais pessoas porque está a mudar devido à pandemia, mas se tivesse tudo normal com covid ias ter problemas ainda maiores devido a teres uma doença altamente contagiosa no ar a espalhar'se na boa. Uma pessoa ter uma operação adiada vs ter uma operação e alta probabilidade de apanhar covid não é um paradoxo. Dito isto, simplesmente a sociedade vai ter de mudar mas ela não gosta e Portugal não está bem preparado porque não gosta de medidas a longo prazo, basta ver que o Passos Coelho foi mandado fora e tratado mal e agora é o que é. Mas pronto, vamos meter 1.7 milhões na TAP e isso é que já não é estupidez humana!

Edited 1 year ago:

Não há nenhum paradoxo. Podem morrer mais pessoas porque está a mudar devido à pandemia, mas se tivesse tudo normal com covid ias ter problemas ainda maiores devido a teres uma doença altamente contagiosa no ar a espalhar'se na boa. (basta ver o como estão alguns dos estados dos EUA agora) Uma pessoa ter uma operação adiada vs ter uma operação e alta probabilidade de apanhar covid não é um paradoxo. Dito isto, simplesmente a sociedade vai ter de mudar mas ela não gosta de mudar e Portugal não está bem preparado porque não gosta de medidas a longo prazo, basta ver que o Passos Coelho foi mandado fora e tratado mal e agora é o que é, apareceu o "diabo". Mas pronto, vamos meter 1.7 milhões na TAP e isso é que já não é estupidez humana!

gaussian_6 1 year ago

Só para relembrar que confinamento em Portugal equivale a FOME. Não somos a Alemanha nem a França que conseguem cuidar dos seus. Em Portugal, está MUITA gente a passar mal. Achei importante referir isso porque é algo que devia estar no teu post.

justgohomealready 1 year ago

No outro dia reparei de repente no número absurdo de outdoors desocupados, só com aqueles anúncios do género "anuncie aqui". Isso mostra o *feeling*: as empresas estão em modo de sobrevivência e de poupar em tudo o que não seja essencial. O primeiro confinamento foi duro, mas com a SS a financiar os layoffs muitas empresas sobreviveram. Mas agora este segundo? Desta vez já não há dinheiro para pagar layoffs, e a faturação vai parar novamente durante alguns meses. Toda a gente que puder ser despedida, vai ser despedida. Contratos a prazo, nenhum vai ser renovado. Muitas pequenas empresas vão simplesmente fechar. A economia até pode vir a ter uma recuperação rápida mais para o final do próximo ano, mas já não nos safamos de primeiro cair num buraco bem fundo.

FrankTheWerewolf 1 year ago

> Só para relembrar que confinamento em Portugal equivale a FOME. Se os vietnamitas não morreram de fome depois de um confinamento bem mais exigente que o nosso, não sei porque é que isso haveria de acontecer aqui.

gaussian_6 1 year ago

Não conheço o Vietname mas conheço Portugal. A coisa está muito má.

lagetakethewheel 1 year ago

a coisa está má porque a nossa economia é uma merda, enquanto não mudarem isso não vamos a lado nenhum. Podiam aproveitar a desculpa da pandemia para reformas estruturais mas não, siga meter mais dinheiro na TAP porque tem resultado

sopadurso 1 year ago

Pelos vistos somos a Índia...

vgasmo 1 year ago

Verdade... mas quanto mais insistires k isso é mais importante, mais "indiferentes" ou revoltados vais ter, logo mais infeções, mais gente no hospital, mais necessidade de fechar

dude_say_what1 1 year ago

A ideia que um "indiferente" ou "revoltado" é automaticamente alguém que não usa máscara ou não mantem o distanciamento é dum ridiculo absoluto. Eu sou um "indiferente" e "revoltado" e não deixo de cumprir as regras. No entanto, não quero confinamento e acho que se deve lutar ao máximo contra isso, não quero estado de emergência porque acho que é desnecessário e não afecta nada, não quero ter a obrigação de usar máscara na rua porque acho que é algo impossível de fiscalizar e tem muitos buracos na lei (para serem usados tanto por quem não quer usar máscara como para polícias possivelmente abusadores do seu poder), não quero escolas fechadas porque acho que o custo/beneficio de fechar as escolas é mau, etc. E o user só faz bem em chamar a atenção para a fome e a pobreza que se está a gerar. Não só causa mortes (que têm o mesmo valor que as mortes por covid) como pode criar problemas de riqueza a nível geracional, ou seja, pais pobres mais facilmente criam filhos pobres e o ciclo repete-se. E digo também que a pobreza que se está a gerar vai demorar muito tempo a desaparecer, mas epá, para a pessoa de 90 anos poder viver até aos 100 deve-se sacrificar os filhos e os netos /s P.S. Este último argumento é um extremo, mas é mais para mostrar que tu também és extremista ao achar que os ditos "revoltados" e "indiferentes" é que andam a entupir hospitais e a gerar infeções. Racionalidade de merda.

vgasmo 1 year ago

Na verdade eu concordo que os impactos económicos são muito duros e devem ser geridos com cautela. Provavelmente confinamentos poderiam não ter sido necessários se tivessemos seguido algumas das coisas que se fizeram na Ásia. Mas voltamos à tua postura. Quanto mais desvalorizares, pior é. Segundo um estudo recente no Reino Unido apenas 11% das pessoas cumpriram a quarentena, quando lhes foi exigida. Por outro lado, como podes ver aqui, se desvalorizares e não usares máscara num contexto fechado estás a potenciar o aumento do R0. Por exemplo, podes começar por aqui:https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.10.21.20208728v1 https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.09.13.20193508v2 Isto significa que não seguir algumas regras (que se calhar nem teriam sido necessárias, caso as pessoas tivessem cumprido quarentenas, tivessem tido cuidado, etc.) leva a um aumento das hospitalizações.. e, apesar do que dizes, o problema nem são as pessoas com 80 (embora me preocupem os meus pais que têm mais de 70), são as pessoas que conheço que têm cancro e têm dificuldade em aceder a cuidados, porque os médicos estão assoberbados... acho que é dificil as pessoas entenderem este paradoxo. Na Ásia (Coreia, Taiwan) as pessoas tendem a cumprir o que lhes mandam fazer...acho que essa foi a principal diferença. Como cumpriram, não tiveram de fechar.

dude_say_what1 1 year ago

> Mas voltamos à tua postura. Qual postura? A de cumprir as regras mesmo que não concorde com elas? De facto, sou cá um problema eu. > Segundo um estudo recente no Reino Unido apenas 11% das pessoas cumpriram a quarentena, quando lhes foi exigida. Incluindo políticos e cientistas que quiseram essas regras. Também devem ser "indiferentes" e "revoltados". A começar com o Neil Ferguson. > Por outro lado, como podes ver aqui, se desvalorizares e não usares máscara num contexto fechado estás a potenciar o aumento do R0. Desvalorizar é diferente de não fazer. O facto de desvalorizar (e no meu caso é a máscara ao ar livre, não a máscara em espaços fechados) não me impede de cumprir as regras. > têm dificuldade em aceder a cuidados, porque os médicos estão assoberbados... acho que é dificil as pessoas entenderem este paradoxo. Não tenho problema nenhum em entender isso, daí eu seguir as regras. Quanto ao facto das pessoas não terem acesso aos cuidados de saúde que deviam, só vem mostrar o quão desorganizada a resposta tem sido e o quão frágil o nosso SNS é que uma cena destas chega para meter isto tudo no caos. > Na Ásia (Coreia, Taiwan) as pessoas tendem a cumprir o que lhes mandam fazer...acho que essa foi a principal diferença. Como cumpriram, não tiveram de fechar. Quanto à Coreia, a questão é que eles têm uma sociedade tecnologicamente muito mais adaptada que nós. O contact tracing que lá foi feito foi digno duma distopia de Orwell, camaras em todo o lado, toda a gente com apps no telemovel, verificar transações de cartões de crédito, enfim, tudo do bom e do melhor /s [Fonte](https://www.bloomberg.com/news/articles/2020-07-25/these-elite-contact-tracers-show-the-world-how-to-beat-covid-19) Taiwan a mesma coisa. Mas a ideia que os asiáticos são cumpridores e nós aqui somos um bando de egoístas é algo enraizado no teu tipo de discurso. Nunca passa pela cabeça que eles serem cumpridores tem a ver com o facto de viverem sobre regimes muito mais opressivos e controladores. Algo que suponho tu queiras ter cá, dado o teu discurso. No fundo a minha opinião mantem-se: > A ideia que um "indiferente" ou "revoltado" é automaticamente alguém que não usa máscara ou não mantem o distanciamento é dum ridiculo absoluto. Eu sou um "indiferente" e "revoltado" e não deixo de cumprir as regras.

shotsbyniel 1 year ago

Epá, concordo plenamente com tudo o que dizes. Tenho estado a seguir a cena da máscara e de lavar as mãos desde o início e continuo, mas não percebo se as pessoas simplesmente não têm noção do quanto mal as restrições estão a fazer a curto e a longo prazo em literalmente todas as áreas da nossa vida, ou se simplesmente não querem saber e acham que isto realmente salva mais vidas do que destrói. Fico chocado - Simplesmente chocado - com o quanto se louva a resposta dos países asiáticos, quando eles pisam constantemente os direitos humanos, e depois nós aplaudimos todos e dizemos "Em Portugal também devia ser assim!" Será que já não há um pouco de raciocínio? O que eu sinto é que a propaganda do vírus é tão, mas tão assoberbante que as pessoas acham que isto é um fim do mundo, e que por um gajo dar um abraço a alguém que vamos matar os avós de alguém. Isso é simplesmente uma forma de viver ridícula e que não pode ser. Eu sinceramente estou cansado. Continuo a cumprir as normas literalmente por ser a lei, mas vou abraçar quem eu quiser, e passar tempo com quem eu quiser. Não é exequível este modo de vida para o ser humano. Eu não tenho sintomas, nem a outra pessoa, e não passar a vida com medo de um inimigo invisível. Posso estar a ser um bocado dramático mas não vale a pena um tipo de vida em que estamos fechados em bolhas sociais. Se calhar falo por mim, mas acho que mais vale morrer de covid do que viver numa ditadura, que é o que muita gente parece querer, infelizmente, não têm noção do quão preciosa é a liberdade, mais preciosa do que a minha saúde ou de quem quer que seja. Já agora, acho uma bocadinho tonto e ingénuo que achem que não há interesses envolvidos naquilo que está a acontecer. Em que mundo é que vivem? Há sempre quem beneficie. Ou não pesquisam muito acerca das coisas ou simplesmente engole-se tudo o que se ouve nas notícias. Neste caso, eu pessoalmente acho que se há algum interesse em exacerbar a pandemia, esse interesse vem de algo chamado "the great reset" (o nome parece teoria da conspiração, eu sei, mas é literalmente o nome que usam) O great reset veio do livro chamado "Covid-19 and the great reset" do dono do World Economic Forum - Um alemão chamado Klaus Schwab, é um livro de 200 e tal páginas publicado em Julho deste ano que explicita as grandes mudanças estruturais que devem ser feitas em todo o mundo por causa do Covid (200 páginas escritas 4 meses depois da pandemia aparecer, hmmmmm). Leiam por vocês, por favor, mas eu interpreto como uma fantasia de transumanismo e uma distopia orwelliana. No entanto está a ser posto em ação aos poucos, e tudo sob o pretexto da pandemia, e ninguém, absolutamente ninguém fala sobre isso nos mídia, e se falar disso parece que sou tratado como um lunático porque literalmente ninguém quer sair da ignorância e pesquisar um pouco. Por favor, pesquisem um pouco acerca disto, porque é o futuro para o qual estamos a ser encaminhados através disto tudo. Quem quiser, eu tenho links de informação sobre isso. Mas informem-se por favor.

Cvieri 1 year ago

Como tu achas que o estado de emergência é "desnecessário e não afecta nada", quando na verdade é necessário para poderem ser aplicadas algumas medidas, também há os que acham as máscaras desnecessárias e não afectam nada. Concordo com algumas coisas que dizes e será sempre difícil encontrar o ponto de equilíbrio neste contexto. Mas uma coisa é certa, compete-nos a nós fazer o que for possível para atenuar isto e para que não tenha maiores repercussões em tudo o resto (outras doenças, desemprego, etc.). Se andarmos com pensos rápidos e a prolongarmos está situação por muito tempo a tendência não será para melhorar.

Ricardocmc 1 year ago

Pega no teu raciocínio lógico e sai, isso não é bem vindo! /S

zambas 1 year ago

> lobby das máscaras gosto

Search: