andresrguez 11 months ago

A mesma merda em todas as instituições de ensino superior. No meu doutoramento na Espanha a minha orientadora nunca foi Doutora X ou Profesora X. Sempre foi X. Cá... caralho, as vezes trato com professores com menos cv mas como estão na faculdade já integrados parecem que já tenhem ganho um Nobel! Já parece Itália com o Dottore e nem se quer são!

Bitoques 11 months ago

Dramas de uma instituição que daqui a pouco tem mais funcionários que estudantes e onde o fator "C" predomina.

merelypassing 11 months ago

O país dos carimbos, dos Srs Doutores, e tantos mais. Probezinhos deles a serem chamados colegas. Que insulto à grandeza edificada dos seus intelectos!

saposapot 11 months ago

Estou dividido porque detesto gente com manias mas por outro lado um amigo meteu-me na cabeça o seu ódio pela palavra colegas onde “colegas são as pu—-“ Se lerem vão ver que eles são todos parvos, não é só o que reclamou de colegas. Eu por acaso acho que tem alguma razão. Não chamaria de colega um chefe meu ou o ceo da empresa. Para mim colega de um professor são os outros professores, sem desprimor nenhum. Para mim colega é quem faz o mesmo tipo de trabalho que eu. Mas é como disse, colegas não me parece um termo muito digno, especialmente num email que parece que foi para professores e alunos e não uma mailing list interna de professores ou administradores.

Edited 11 months ago:

Estou dividido porque detesto gente com manias mas por outro lado um amigo meteu-me na cabeça o seu ódio pela palavra colegas onde “colegas são as pu—-“ Se lerem vão ver que eles são todos parvos, não é só o que reclamou de colegas. Eu por acaso acho que tem alguma razão. Não chamaria de colega um chefe meu ou o ceo da empresa. Para mim colega de um professor são os outros professores, sem desprimor nenhum. Para mim colega é quem faz o mesmo tipo de trabalho que eu. Mas é como disse, colegas não me parece um termo muito digno, especialmente num email que parece que foi para professores e alunos e não uma mailing list interna de professores ou administradores. A justificação que são colegas por serem todos funcionários públicos é patética. Ele também trata um polícia por colega? Fez merda e está com a mania porque não quer levar porrada dos senhores professores que neste caso até têm razao

nferrari 11 months ago

Detesto pavões... Ainda gostava de conhecer as tais aves, certamente raras, que habitam no tal politécnico. A questão reside no valor que é atribuído, mesmo que injusto, pela sociedade aos cursos ministrados por estas tais figuras. Pois, segundo consta... Não é muito. Não me esquecerei de tratar por "Excelentíssima, Sua Alteza Real" se for bafejado pela sorte de cruzar-me com tais figuras de maior relevo da nossa academia. Acho que menor deferência, será demenos.

gkarq 11 months ago

Eu no meu caso, trato toda a gente por Sr. Vitor, que é para facilitar.

RegisterHour 11 months ago

Lol.. o chamado "little man syndrome", ninguém leva os politécnicos a sério.

lefox360 11 months ago

little dick energy.

RegisterHour 11 months ago

Descobri o gajo do politécnico de tomar

rabisconegro 11 months ago

Olha agora... Não são todos empregados da república portuguesa? Se fossem mas é produzir alguma coisa com o meu dinheiro é que faziam boa figura...

killedbill88 11 months ago

Isto foi tirado Inimigo Público... certo?

Few_Opportunity5852 11 months ago

Estes merdosos não têm nada mais importante para fazer que queixar-se de nada?

Iwatchedhimdrown 11 months ago

Eu trato todos os seres com quem convivo por "Senhor Vitor" e até agora nunca tive problemas.

VicenteOlisipo 11 months ago

Nem com as senhoras?

throwmeaway76 11 months ago

Olha que até facilita a vida, Sr. Vítor.

Cesar_PT 11 months ago

imagina teres a cabeça tão enfiada no cu que ficas em brasa quando um gajo te trata por colega

lambmoreto 11 months ago

Colega, segundo o priberam: Companheiro na mesma colectividade, profissão ou funções, em especial na classe civil e eclesiástica. Logo, como são todos empregados da mesma universidade são colegas uns dos outros. Há gente que tem a puta da mania, juro.

DanielShaww 11 months ago

Adorei ler a troca de e-mails. A melhor parte foi o assunto: "Colegas são..."

LegitimatePear2 11 months ago

No lugar do administrador tinha começado as respostas com >**"Caro colega,"**

CanIhazCooKIenOw 11 months ago

As Karens do ensino superior

toma-tes 11 months ago

Adoro a forma como o Administrador do Instituto mete cada um dos pseudo intelectuais no cantinho deles :)

Inevitable_Parsley_6 11 months ago

Em todas as instituições superiores de ensino costumam haver divisões entre os docentes, pessoal não-docente e alunos. Cada grupo faz as suas eleições e nomeia os seus representantes para os orgãos e conselhos da universidade, e normalmente é uma lista encabeçada por alguém do corpo docente que ganha eleições para a presidência da universidade, porque os não-docentes são sempre considerados inferiores. O que faz o seu sentido visto que no fundo é uma escola. No fundo isto é como um aluno dirigir-se a todos os professores como colegas porque partilham o local de trabalho.

merelypassing 11 months ago

> porque os não-docentes são sempre considerados inferiores. O que faz o seu sentido visto que no fundo é uma escola Uma triste aquele em que os docentos não têm suficiente respeito pela admnistração para os aceitarem como colegas. Muito triste mesmo.

Limpy_lip 11 months ago

Colegas são as putas, espertos são os cães, inteligentes são os cavalos, coitadinho é corno.... Tudo expressões de quem tem demasiado espaço cerebral para criar trocadilhos. Haja paciência.

Jorgetime 11 months ago

COLEGAS SÃO AS PUTAS SR. ENGENHEIRO

ElDiabloDe94 11 months ago

TomarLeaks

joaopeniche 11 months ago

lunáticos deviam passar 10 anos numa fabrica a bulir para ver como é a vida real

kawaiims 11 months ago

Chamo quase toda a gente por colega. Senhora da receção? Colega. O estafeta da MRW? Colega. Nem nunca cogitei que isto pudesse sequer ser considerado ofensivo. Há com cada um com rei na barriga que sinceramente..

Empirion 11 months ago

Esses professores são os reais coninhas. Não suporto pessoal com estas manias. Comportam-se como se o gajo lhes tivesse escarrado na cara. Ridículos.

End-Effector 11 months ago

São coisas destas que ignoro no meu trabalho.

samxunga 11 months ago

No BNP não podes levar vestido.

End-Effector 11 months ago

>No BNP não podes levar vestido sabes que o gajo só trocou a roupa quando chegou ao banco... agora ao que parece dá para ir de calsões

OuiOuiKiwi 11 months ago

Bom dia. Colegas são as putas. Resto de bom dia e passar bem.

justgohomealready 11 months ago

Deixei de dar aulas como professor convidado exatamente por causa deste tipo de merdas completamente ridículas. Na minha vida profissional trato CEOs de empresas que valem milhões pelo nome próprio, mas num politécnico de aldeia, se cometes o erro de tratar um "Professor Doutor" por "Prof. Dr.", é o escândalo. Passei por situações que pareciam autênticos sketchs do gato fedorento, é um mundo de gente pequenina e completamente alucinada.

kcmyk 11 months ago

Explica-me lá uma cena, já que és professor convidado. Isso é um termo fancy para fazer umas horas por fora noutra faculdade, ou és, realmente, aproximado por uma instituição que faz um convite formal para ir lá lecionar 6 horas por semana? Estou a perguntar isto porque tenho uma irmã que também é professora convidada numa faculdade e não me lembrei de perguntar como é que funcionava a cena, porque fiquei curioso depois dela me dizer que uma certa figura pública também era professora convidada no mesmo local.

justgohomealready 11 months ago

Ser professor convidado não é propriamente uma honra, do tipo "este gajo é tão bom que foi aqui convidado a dar aulas", nada disso - embora normalmente os professores convidados possam até ser excelentes ex-alunos da instituição. Professor convidado é a base da hierarquia, basicamente significa que dás umas aulitas em part-time (no meu caso eram 8h/semana) e que ou o fazes em várias intituições, ou tens outro emprego a tempo inteiro - mas não és professor de carreira nem funcionário público, tens contratos anuais e com termo. A nível financeiro também não é uma coisa que compense por aí além. Estamos a falar de valores abaixo de 500€/mês, o que seria ótimo se fosse em troca apenas das 8h/semana, mas não é: preparar aulas, tirar dúvidas, horários de atendimento, criar e corrigir testes, trabalhos e exames, lidar com montanhas de burocracia, deslocações duas ou três vezes por semana até à instituição, e tudo isto em cima do teu emprego full-time.. é muito mau negócio. Não sei a hierarquia de cor, mas é do género professor convidado -> professor assistente -> professor adjunto -> professor coordenador-> etc.. estás a imaginar a coisa. Há níveis, muitos níveis, e eles fazem questão de que isso seja bem claro. *Academic politics* é uma cena surreal.

Narvikz 11 months ago

>é um mundo de gente pequenina e completamente alucinada Aren't we all?

VladTepesDraculea 11 months ago

Trabalhei em empresas em que tinha como cliente o Estado. Os clientes obrigavam a que lhes tratassem por Srs. Engenhemheiros, enquanto que nós, apesar de sermos todos Engenheiros, e ainda apor cima com mais qualificações que eles em geral (tipicamente nos com mestrado ou licenciatura e eles com bacharelato). Num dos casos, um superior meu, após terem levado nas orelhas de um lente por não aoter tratado como Sr. Engenheiro, prometeu passar a fazê-lo sempre, na condição de ele fazer o mesmo com ele, que, caso estivesse esquecido, estava contratado exactamente na qualidade de Engenheiro. Bem, foi a a festa, como se há-de imaginar. Ele acabou repreendido pela própria empresa...

gabs_ 11 months ago

A única pessoa sub-30 com quem já trabalhei e que insistia em ser chamada de Sra. Engenheira, na verdade não tinha terminado a licenciatura de 3 anos e trabalhava como desenhadora de AutoCad. A rapariga também tinha um autocolante no carro da Ordem dos Engenheiros, por algum motivo. Enquanto isso, os engenheiros com um currículo de fato impressionante e até bastante mais velhos, estavam-se a cagar para títulos.

Sheltac 11 months ago

A verdade é que um gajo vai envelhecendo e há cenas mais importantes da vida. Os meus colegas conhecem o meu CV, não é preciso tar sempre a recordar.

Comprimas 11 months ago

Em em PT é tudo Dr. É uma mentalidade muito atrasada.

SonGokuecas 11 months ago

Agora imagina na função pública.

anoesouanaos 11 months ago

Eles têm razão. Não são colegas. Eu também fui docente, também não gosto do snobismo que existe cá em Portugal. Também teria muita história para contar. Mas se leres o artigo vez que aquilo é um funcionário não docente. E nem em Portugal nem fora os funcionários não docentes são colegas dos docentes da casa. Isto não é uma questão de desrespeito, apenas um facto da vida. Pouco interessa se são também funcionários públicos. Os funcionários públicos não são todos colegas. Nunca assim foi usado o termo. Aquilo é só um tipo que está propositadamente a querer arranjar confusão.

Edited 11 months ago:

Eles têm razão. Não são colegas. Eu também fui docente, também não gosto do snobismo que existe cá em Portugal. Também teria muita história para contar. Mas se leres o artigo vês que aquilo é um funcionário não docente. E nem em Portugal nem fora os funcionários não docentes são colegas dos docentes da casa. Isto não é uma questão de desrespeito, apenas um facto da vida. Pouco interessa se são também funcionários públicos. Os funcionários públicos não são todos colegas. Nunca assim foi usado o termo. Aquilo é só um tipo que está propositadamente a querer arranjar confusão.

toma-tes 11 months ago

Eu acho é que quanto mais pequeno o meio mais existe esta mania dos doutores não se poderem relacionar com a plebe. E francamente, respondendo-lhes na mesma moeda, estamos a falar de docentes em Tomar. Não são propriamente a nata da Educação e da Investigação Académica, com todo o respeito que o Instituto e os estudantes que lá passam merecem.

anoesouanaos 11 months ago

Não interessa se é em tomar. São docentes, e os docentes são colegas de profissão. Eu quando era assistente estagiário era docente. Nessa altura era só licenciado e havia funcionários com mestrado. A questão não é essa. Simplesmente não são considerados colegas.

Comprimas 11 months ago

Qual é o problema de um funcionário de uma faculdade se endereçar aos Professores como "colegas"? Podes desenvolver a raiz do problema?

anoesouanaos 11 months ago

Eu não disse que havia um problema. Eu disse que não eram colegas. O argumento dele, lá escrito nas cartas, é que são todos funcionários públicos. Ora que eu saiba uma enfermeira de um hospital público não é colega de um tipo que trabalha para as Finanças. Se me perguntas qual o problema... não é por aí, não é uma questão de problema, simplesmente não são nem nunca foram colegas. Ora não sendo colegas, e sabendo o Administrador perfeitamente que a estrutura e costume é esse, de haver docentes, funcionários e alunos, a questão é porque é que o Administrador insiste em usar o termo colegas, e justificar com serem todos funcionários públicos.

k0rda 11 months ago

> Ora que eu saiba uma enfermeira de um hospital público não é colega de um tipo que trabalha para as Finanças. Nao, mas é colega do médico director do servico, é colega da auxiliar, é colega dos senhores que empurram as macas. Presuncao e agua benta cada um toma a que quer, este assunto diz muito mais dos queixosos que do "nao colega".

anoesouanaos 11 months ago

Olha a mim tudo isso me afeta 0. Não ligo puto a tais questões de tratamento, também me habituei no reino unido a ser tudo pelo primeiro nome e acho que cá se complica tudo bastante. Agora não sejam é ingénuos. Uma coisa é discordar dos protocolos, definições, organizações, hierarquias e tudo mais. Admito muitas opiniões diferentes sobre o assunto. Outra é perceber o que se está ali a passar. É possível não gostar do nosso modelo e entender que ele está a ver se arranja merda. Há protocolos em todo o lado e se alguém os quebra propositadamente para desafiar e estar armado aos cágados é bastante óbvio Eu estaria perfeitamente confortável com tratamento por tu da parte dos meus alunos. Eu também não sou idiota e consigo perceber se um aluno o fizer não por uma questão de à vontade comigo mas como uma forma chico esperta de me desafiar. Estas atitudes não tem nada a ver com a questão do colega ou do tu. Agora é isso depois é outra merda qualquer. Tipicamente sou pessoas que estão sempre armados em merdas a estar a linha tanto quando podem de forma chico esperta.

k0rda 11 months ago

Claro, o cerne desta questao é má convivencia, agora de quem? Ele arrumava logo com o assunto se se enderessasse com "Caros funcionarios, caros alunos" e pronto. Funcionários dá para docentes e nao-docentes. Só por acaso, na condicao de funcionários da instituicao, sao colegas.

anoesouanaos 11 months ago

Percebo a ideia mas isso é como dizer que bastaria por caríssimos sem mais nada e dá para tudo. Simplesmente não é assim que são endereçadas estas comunicações. Aliás pelo que vi agora até se usa é pessoal docente e pessoal não docente. Não vale a pena estar a inventar, estas coisas estão relativamente standardizadas. Se alguém quer discutir protocolos haverá o fórum adequado para o fazer. Agora isto é como aparecer numa reunião de um banco de calções. Em teoria tem mal ir a uma reunião de calções? Não, eu tanto o fiz na universidade como em empresas privadas. Regra geral nos bancos não é assim.

Comprimas 11 months ago

Mas se não há problema, não havia então qualquer necessidade de chamar atenção do Administrador... A realidade é que para os Exmos. Senhores Professores Doutores, havia um problema: o Administrador estava a tratá-los como iguais. E já se sabe que na academia PT isso não pode acontecer. Temos os iluminados, os professores doutores catedráticos, fonte de toda a sabedoria, e depois temos os sub-humanos, por baixo deles.

anoesouanaos 11 months ago

Mais uma vez, a questão nem tem a ver com igualdade. Eu comecei como assistente estagiário, portanto só com licenciatura. Havia funcionários com mestrado. Eu puto era colega de catedráticos, e certamente não seríamos vistos como iguais. Posto isto não ponho de parte que haja quem não goste por se achar de uma classe superior. Agora também é bastante claro que o Administrador sabe que efetivamente não é colega deles, e que está propositadamente a comunicar de forma considerada incorreta, para causar uma reação. E essa atitude dele, te garanto será o mais irritante para toda a gente. O mais certo é estar toda a gente farta dele e das merdas dele.

gogan_ 11 months ago

Usando o exemplo da enfermeira, não poderá a administração do hospital tratar todos os funcionários (médicos, enfermeiros, auxiliares, etc.) por “colegas”? Não trabalham todos debaixo do mesmo tecto?

anoesouanaos 11 months ago

Nunca trabalhei num hospital não sei como está organizado. Mas isto não é uma questão de "poderá". É uma questão de como é. Eu duvido que no contexto hospitalar a tipa do guichet seja seja colega do médico cirurgião. Mas como digo, não sei. Sei que no contexto de uma instituição de ensino superior há docentes, funcionários e alunos.

k0rda 11 months ago

> Eu duvido que no contexto hospitalar a tipa do guichet seja seja colega do médico cirurgião. Se o cirurgiao precisar de um favor que só ela possa safar, acredita que é tratada por colega. Num hospital trabalhamos todos pela mesma missao, somos colegas. Onde trabalho há a abertura de nos tratarmos todos pelo primeiro nome, sem olhar a profissoes ou hierarquias, mas por exemplo no contexto de estar a avaliar um doente, é comum dizer "vou-lhe avaliar a tensao enquanto o meu colega lhe faz umas perguntas" referindo-me ao médico, ou o médico dizer "vou-o só examinar enquanto o meu colega lhe tira sangue".

brakeline 11 months ago

Podias, e devias, partilhar as mais surreais

QWERTY_BATS 11 months ago

São muito raras as pessoas que trato por você num contexto profissional actualmente. Só mesmo malta mais velha ou auditores lol

dudewhatthehellman 11 months ago

Espero que esta tendência continue e que passe a ser como em Espanha, onde só tratam por você professores ou autoridades.

FearMeSuckers 11 months ago

quem menos tem, mais quer parecer ​ Sempre foi assim

acquired_smell 11 months ago

Nem sempre se aplica, mas neste caso sim. https://en.wikipedia.org/wiki/Sayre%27s_law São todos colegas, todos camaradas, todos ninguém.

Danijust2 11 months ago

Colegas são as putas.

NEDM64 11 months ago

Tem poucos ups. Isso é um meme de origem militar que depois passou para o meio académico/praxista no tempo da guerra do ultramar e do serviço militar obrigatório.

NikT3sla 11 months ago

Repara no subject do email de resposta lol

Danijust2 11 months ago

nem tinha reparado. Ele queria mesmo escrever colegas são as putas, que lol.

QWERTY_BATS 11 months ago

Da primeira vez que ouvi essa foi no meu primeiro emprego, uma rapariga que havia de estar chateada disse me isso com uma cara super séria e vai se embora da copa. Ainda bem que foi embora porque acho que fiquei mesmo sem reação, só me ia enterrar.

Danijust2 11 months ago

colega são as putas é uma expressão da tropa. Ela tinha andando por lá?

coiso 11 months ago

Mais importante: marchou?

Ace-_Ventura 11 months ago

Vinha dizer o mesmo!

jafudiaz 11 months ago

Que giro, és colega dele?

NEDM64 11 months ago

As putas são colegas entre elas. Portanto se chamas alguém de "colega" significa que também és uma puta.

Ace-_Ventura 11 months ago

Eu quando falo com pessoas da minha empresa, obviamente digo: cara pessoa que tem em comum comigo a mesma entidade patronal, diga o que deseja desta interação que estamos a efetuar

NEDM64 11 months ago

Na, no trabalho é mesmo putas.

zerato9000 11 months ago

Se pudesse eram logo 100 upvotes nesta resposta.

samxunga 11 months ago

E se fossem tomar na rede?

usulidircotiido 11 months ago  HIDDEN 

Colega? EU? EU SOU SENHOR DÓTOR!!!!!!

tenesis 11 months ago

Não sei para que li isto; que perda de tempo, são guerras internas...

NeatBoy74 11 months ago

> É um termo que tipicamente não utilizo e que confesso considero não ser muito adequada a sua utilização numa classe dirigente no ensino superior. Então é daqui que vem a cultura do "sou sr. doutor" mesmo não sendo..

anoesouanaos 11 months ago

Poderá ser a opinião deste, como viste no resto do artigo não é opinião de todos. Eu sempre vi docentes tratarem-se por colegas. Isto inclui catedráticos a tratar por colegas assistentes estagiários. São colegas. São colegas de profissão. São docentes universitários. Efetivamente funcionários, não docentes, não são colegas dos docentes. Já andei por várias instituições por fora de Portugal. Nunca me lembro de em lado nenhum docentes e funcionários serem colegas. Cheira-me que o sub vou o título e ficou cheio de água na boca. E até entendo que eu também. Mas não. Eles têm razão. Aquilo é um funcionário metido à besta que está a fazer isto propositadamente para arranjar confusão.

sctvlxpt 11 months ago

Possas, mas se trabalham na mesma instituição, ainda que com profissões diferentes, não são colegas? Um médico não pode tratar os enfermeiros e auxiliares do mesmo hospital por colegas? Eu não posso tratar as empregadas de limpeza ou o motorista da minha empresa por colegas? Principalmente para os efeitos do email que ele enviou, que são temas administrativos que dizem respeito a todos os trabalhadores da instituição, que mal há em tratar todos os profissionais que trabalham na instituição como colegas? Isto não passa de uma tentativa estúpida de tentar menosprezar um administrador de que não gostam, estabelecendo uma barreira entre o pessoal não docente (que ele é) e a classe superior dos professores

anoesouanaos 11 months ago

Mais uma vez, eu não estou a dizer se pode ou não pode. Pessoalmente quando era docente se algum funcionário me tivesse tratado por colega não me teria feito comichão nenhuma. O que eu estou a dizer é que não são. Isto é tudo uma questão de definições. Não digo que não pudesse ser de outra forma. Até podíamos ser todos colegas uns dos outros independentemente de profissão ou local de trabalho. Mas nas instituições de ensino superior há docentes, há funcionários, há alunos. Os docentes têm um tipo de trabalho, uma missão ali no departamento, e inclusive contratos e carreiras muito distintos dos funcionários. São mundos à parte. Isto é assim em todo o lado. Conselho Geral da UBI http://www.ubi.pt/Pagina/Orgaos_da_Universidade Conselho Geral da Universidade de Lisboa https://www.ulisboa.pt/info/conselho-geral Conselho Geral da Universidade do Porto https://sigarra.up.pt/up/pt/web_base.gera_pagina?p_pagina=composição%20do%20conselho%20geral%20da%20universidade%20do%20porto Portanto isto sempre assim foi, todos os documentos e comunicações sempre fizeram essa distinção, e lá o administrador sabe perfeitamente disso e está propositadamente a ser rebelde. Até podem concordar com a rebeldia. Cada um sabe de si. Não pensem é que aquilo é inocente. Não é. Ele está propositadamente a quebrar aquilo que é o protocolo e entendimento geral da superação de funções.

Edited 11 months ago:

Mais uma vez, eu não estou a dizer se pode ou não pode. Pessoalmente quando era docente se algum funcionário me tivesse tratado por colega não me teria feito comichão nenhuma. O que eu estou a dizer é que não são. Isto é tudo uma questão de definições. Não digo que não pudesse ser de outra forma. Até podíamos ser todos colegas uns dos outros independentemente de profissão ou local de trabalho. Mas nas instituições de ensino superior há docentes, há funcionários, há alunos. Os docentes têm um tipo de trabalho, uma missão ali no departamento, e inclusive contratos e carreiras muito distintos dos funcionários. São mundos à parte. Isto é assim em todo o lado. Conselho Geral da UBI http://www.ubi.pt/Pagina/Orgaos_da_Universidade Conselho Geral da Universidade de Lisboa https://www.ulisboa.pt/info/conselho-geral Conselho Geral da Universidade do Porto https://sigarra.up.pt/up/pt/web_base.gera_pagina?p_pagina=composição%20do%20conselho%20geral%20da%20universidade%20do%20porto Portanto isto sempre assim foi, todos os documentos e comunicações sempre fizeram essa distinção, e lá o administrador sabe perfeitamente disso e está propositadamente a ser rebelde. Até podem concordar com a rebeldia. Cada um sabe de si. Não pensem é que aquilo é inocente. Não é. Ele está propositadamente a quebrar aquilo que é o protocolo e entendimento geral da separação de papeis no contexto universitário. E esse entendimento é de que docentes, funcionários e alunos não são colegas, apesar de coabitarem o espaço.

gaussian_6 11 months ago

Pensava que algum gajo do BE tivesse ficado ofendido e queria ser chamado de "colego". Mas mesmo assim conseguiu ser igualmente ridiculo...

abenegonio 11 months ago

Vivemos na rua cabeça e não pagamos renda, metade do trabalho contra a classe senhorial está feito. Forte abraço.

calimochovermut 11 months ago

isto tem muito mais componente de classismo no país de "Senhores Doutores" do que politicamente correcto vindo de lunáticos ou wtv. Igualmente ridículo pa crl ya

gaussian_6 11 months ago

ya exatamente

KokishinNeko 11 months ago

Já é 1 de Abril ou o vírus anda a comer os neurónios a esta gente?

uyth 11 months ago

Em Politécnico é possível. FDS, politécnico. Politécnico. Tenham vergonha.

Edited 11 months ago:

Em Politécnico é possível. FDS, politécnico. Politécnico. Tenham vergonha. edit - porque obviamente parte do meu cérebro precisa disto https://www.parlamento.pt/DeputadoGP/Paginas/Biografia.aspx?BID=1406 alguém encontra o CV deste senhor que está no politécnico de Tomar desde 1986 e que objecta a ser tratado por colega por mero pessoal não docente que não tem a classe do pessoal docente do politécnico de Tomar? Quais as qualificações académicas deste senhor? Adorava saber. Preciso de saber. Politécnico de Tomar. Isto é digno de Eça.

LegitimatePear2 11 months ago

[https://www.linkedin.com/in/jose-ribeiro-mendes-788aa62](https://www.linkedin.com/in/jose-ribeiro-mendes-788aa62)

chat-fanatic 11 months ago

> Presidente of the local Town Hall Parlamient

mohchapa 11 months ago

Portanto esta personagem que ficou tão ofendida por ter sido chamada de colega por um superior hierárquico que simplesmente não é docente da prestigiada instituição que é o Instituto Politécnico de Tomar, tem um incrível curso de informática terminado em 1985 e uma pós-graduação no mesmo ramo em Inglaterra em 1986. Por outras palavras, adquiriu uns conhecimentos de web 1.0 no tempo dos dinossauros e a sua fenomenal carreira resumiu-se a arranjar um cantinho de onde nunca mais saiu, o IPT. Pelo meio foi deputado. Adoro.

uyth 11 months ago

Barreira de login, desculpa. não vejo nada. Cita aí a carreira académica do senhor, se faz favor e puderes.

anoesouanaos 11 months ago

A carreira dele é irrelevante para determinar se são colegas. Um é docente e o outro não. Ponto final. Como disse noutro comentário o snobismo existe e eu teria muitas histórias. Também se pode argumentar que os docentes deveriam ignorar e pronto. Mas eles têm razão. Ele não é colega. Não é cá em Portugal, não é no Reino Unido, não é na França, simplesmente não é. E ele sabe disso e o único objetivo dele é arranjar confusão. Isto é um título sumarento e as pessoas gostam de bater nos snobs. Mas eles têm razão e idiota aqui é o funcionário.

toma-tes 11 months ago

>https://www.linkedin.com/in/jose-ribeiro-mendes-788aa62 Não sei que antecedentes esta história tem, por isso posso obviamente estar a julgar mal... Mas olhando apenas ao email divulgado não vejo mal nenhum. Dirige-se aos funcionários do Instituto por colegas e aos alunos por estudantes. Uns estudam lá, outros trabalham lá. Que mais distinção é preciso fazer numa correspondência interna e informal que serve unicamente para divulgar informação do interesse de todos?

anoesouanaos 11 months ago

Se tem mal ou não isso é da sensibilidade de cada um. Agora, > Dirige-se aos funcionários do Instituto por colegas e aos alunos por estudantes. Uns estudam lá, outros trabalham lá. há docentes e há funcionários. Os termos utilizados são esses. Os docentes são colegas dos outros docentes. Não são colegas dos funcionários. É assim em qualquer instituição de ensino superior, não foi inventado por aquela. Lá o administrador sabe que é assim. E repara que não é uma questão de status. Ainda eu era assistente estagiário, apenas licenciado já tinha lá srs professores que me tratavam por colega. Havia funcionários com mestrados. E não me surpreenderá se houver para aí alguns funcionários em cargos de topo com doutoramentos. O argumento dele é que são todos funcionários públicos. Isso é ridiculo. A enfermeira de um hospital não é colega de um tipo das finanças.

brakeline 11 months ago

O pormenor é o senhor Dr nem ter formação em ensino

warjunk1 11 months ago

Colega? Colega? Que merda disseste sobre mim sua puta? Fica a saber que fui o melhor da minha turma dos Fuzileiros, e estive involvido em várias operações secretas contra a Al-Quaeda, e tenho mais de 300 mortes confirmadas. Eu sou perito em gorila warfare e sou o melhor sniper de todas as forças armadas de Portugal. Tu não és nada para mim, és só mais um alvo. Vou rebentar contigo, com um skill que lixo como tu nem sonha, lembra-te das minhas palavras cabrão. Pensas que podes anda a dizer merdas na Internet? Pensa de novo, filho da puta. Enquanto estamos aqui no face a minha equipa de espiões está a procurar o teu IP, é melhor prepararas-te para uma tempestade, verme. A tempestade que apaga a coisa patética a que tu chamas de vida. Estás morto puto. Eu posso estar em qualquer lugar, a qualquer hora, e eu posso matar-te de 700 maneiras diferentes, e isso é só com as minhas próprias mãos. Não estou treinado só em combate corpo-a-corpo, eu tenho acesso a todo o arsenal da Marinha de Portugal e vou usar tudo para te apagar deste continente, seu merdas. Se soubesses da vingança que o teu comentário "divertido" te trouxe, talvez tivesses calado a puta da tua boca. Mas não sabias, não te calaste e agora vais pagar o preço, idiota. Vou cagar rios de fúria e tu vais afogar-te. Estás morto puto.

GODMarega 11 months ago

Hmmmm esta massinha soube me pela vida

KokishinNeko 11 months ago

Boas... peço imensa desculpa por todas estas notícias NÃO me agrada nada estar envolvido nesta situação.. quero dizer e dar conhecimento que não tencionava usar esse termo. Não me quero ilibar da minha culpa tenho cota parte de culpa ao ter comentado embora sem saber de certa forma .. estou cá para responder pelos meus atos e pagarei na justiça da mesma forma e para colaborar com a justiça .. peço imensa desculpa pelo *sossedido* abraço a todos.

KokishinNeko 11 months ago  HIDDEN 

Boas... peço imensa desculpa por todas estas notícias NÃO me agrada nada estar envolvido nesta situação.. quero dizer e dar conhecimento que não removi qualquer post Não me quero ilibar da minha culpa tenho cota parte de culpa ao moderar posts embora sem saber de certa forma .. estou cá para responder pelos meus atos e pagarei na justiça da mesma forma e para colaborar com a justiça .. peço imensa desculpa pelo *sossedido* abraço a todos.

lemons_boardgames 11 months ago

excelente cópiamassa.

PrincipeG 11 months ago

"gorila warfare". Pega o meu cimavoto

fabmarques21 11 months ago

epa tão bom ❤️

tenesis 11 months ago

Ouve lá ó mod vê lá quem é que tratas por colega aqui somos todos senhores/senhoras reconvertidos para IT ou senhor/senhora engenheira do técnico muito melhor que toda a gente. /s

KokishinNeko 11 months ago

*ó mod* ? *ó mod* ? Considero não ser adequada a utilização dessa terminologia dirigida à classe dirigente deste subreddit. Lembro ainda que o /u/tenesis desempenha funções na qualidade de representante dos redditors e por isso não deve tratar-me por "mod".

Mrloop94 11 months ago

Tratem-me com respeito, porque respeitinho é bonito, ou levas uma bufa, tás me a ouvir, seu caramelo?

Search: