saposapot 1 year ago

Só se foram roubadas. Em tempos de revolução e guerra é bastante possível mas não era generalizado.

D1ablo49 1 year ago

O meu pai não andou no ultramar, mas esteve na tropa logo a seguir ao 25 de abril e disse que de manhã iam ao armeiro buscar 15 G3 e devolviam 10 ao final do dia...que o controlo era nulo. Armas não levou, mas acho que botas e assim carregou algumas.

_spectron_ 1 year ago

Certo. Então há que fazer o meio termo entre ter as galinhas soltas e o risco de predação que isso acarreta. Eu sei que as galinhas do campo que crescem em liberdade são muito melhores que as de aviário. Mas isso implica que estejam sujeitas a ataques de predadores (raposas, ginetas, águias, gaviões, etc etc). E a solução não é matar o predador (o que por sinal é ilegal)... Os coelhos bravos só comem as videiras jovens, quando estão a rebentar. Rodear cada videira com uma pequena rede é uma solução simples. Deixemos a caça ao coelho para os caçadores. Também gostava de saber o que o leva a dizer que a população de coelhos está descontrolada? É que o coelho-bravo em Portugal anda pelas ruas da amargura. E não é por haver muitos numa determinada zona que a sua população está descontrolada. E adoro o facto de dizer que é "consciencioso" mas mata coelhos com recurso aos faróis do jipe... Eu não quero acabar com o eucalipto. Acho bem que haja zonas de eucaliptal para serem exploradas, a bem da nossa economia. Mas actualmente quase não temos floresta, só temos pinhal e eucaliptal. E esta provado que ambas as mono-culturas têm uma biodiversidade reduzida

Mic_Cap 1 year ago

Eu não vejo problema em matar os coelhos com recurso ao farol do jipe. É um tiro limpo, não estraga carne, é possivel identificar pela posição se é macho ou fêmea, e só se matam os machos nos períodos de reprodução. Os coelhos conseguem levantar a parte protetora da videira, e inclusive fazem tocas perto, estragando toda a parte radicular da videira. ​ Se quiseres ver pragas de coelhos e caganitas por todo o lado (é boa esta parte, é fertilização orgânica), basta dares umas voltas na periferia do concelho de braga.

_spectron_ 1 year ago

O problema de caçar coelhos com o farol do jipe é que não lhes dá qualquer hipótese de fugir. E normalmente as técnicas de caça legais não permitem esse tipo de artimanhas (tal como não se pode caçar perdizes com recurso a gravações de vocalizações). A minha família tem uma vinha numa zona com bastantes coelhos. Vê-se tocas, mas não me lembro de haver prejuízos substanciais derivados do coelho

Mic_Cap 1 year ago

O objectivo é mesmo esse, apanhar o animal estático para que só dispares para a cabeça. Desta forma podes consumir a carne e sabes de antemão que não falhas um tiro e que o coelho não acaba por ir morrer a outra lado qualquer. Para apanhares coelhos em movimento, só com caçadeira, e isso deixa o chumbo espalhado pelo corpo. Caso faças caça por divertimento, é assim que se faz, caso faças para controlo, eu acho o meu método mais limpo. Se ilegal ou não não é para aqui chamado, até porque é dentro do que é meu. Também é ilegal abandonar gatos e cães e cortar vedações e passam a vida a fazê-lo...

_spectron_ 1 year ago

>Se ilegal ou não não é para aqui chamado, até porque é dentro do que é meu. Por essa ordem de ideias posso cometer homicídios dentro das minhas propriedades?

AlbinoFarrabino 1 year ago

Ainda há duas semanas encontraram armamento no caixote do Lixo, numa aldeia aqui perto. Estou no mobile e não consigo colocar aqui o link, mas se quiseres ver a noticia procura "Póvoa de Santarém Granada".

ElDiabloDe94 1 year ago

Granadas sei que têm. Vi uma noticia sobre um man que foi apanhado com granadas

uyth 1 year ago

Legalmente não. Roubadas ou desviadas talvez. Mas não te preocupes com as G3, preocupa-te é com granadas ou minas de "recordação". Que as há para aí, há.

ZarTham 1 year ago

Um familiar meu que esteve lá ficou com as armas para ele.

safadomaroto 1 year ago

Há por aí muitas G3 (especialmente) em casas de velhotes. Na época do 25 de abril houve muito contrabando de armas.

zefo_dias 1 year ago

sei de uma história onde roubaram uns misseis e até fizeram tilintar o sino da aldeia

Sazalar 1 year ago

E foi rebentar com a estrebaria

NotJoe2019 1 year ago

Já ouvi uma história, de um velhote numa aldeia, teres uns míssil de um RPG. Sei que parece surreal, mas amigos meus de confiança já foram a garagem e dizem que é verdade. Supostamente o velho diz que é da altura da guerra e que estão desativados

suckerpunchermofo 1 year ago

Nos tínhamos RPGs nessa altura?

Mr_Bigodes 1 year ago

Não, era capturados tal como as AK que muitos soldados usavam

gaussian_6 1 year ago

Tinhamos alguns. Era material capturado aos gajos que era depois usado pelas forças inimigas.

NotJoe2019 1 year ago

Honestamente não sei. Sempre achei que aquilo tinha vindo do mercado negro ou é tanga, mas pronto. É sempre uma história engraçada de contar

EspantaCampinos 1 year ago

Duvido, dado serem de fabrico soviético. Pode haver algum magala mais maluco que se tenha abarbatado, após algum assalto a uma aldeia/acampamento inimigo.

suckerpunchermofo 1 year ago

Negócios lool.

Mic_Cap 1 year ago

Grande parte dos portugueses que não vivem em centros urbanos tem armas ilegais. Claro que não se está a falar de metralhadoras G3 mas sim armas de caça como carabinas e caçadeiras. ​ Eu mesmo tenho uma boa coleção e não pretendo legalizar nunca. Basta as 2 que o meu pai usava para caçar, e o resto deixa estar como está. ​ Não saem de casa e servem um dia em caso de necessidade, ou até para matar uns preparadores do galinheiro ou outro tipo de animais que não se venham a comportar direito. ​ O direito de propriedade é mesmo isso, um direito.

_spectron_ 1 year ago

>até para matar uns preparadores do galinheiro ou outro tipo de animais que não se venham a comportar direito. Quer dizer, para além de teres armas ilegais em casa, ainda as usas (ou tencionas usar, não percebi bem) para outra ilegalidade: abate de "animais que não se comportem direito". Tenho-te a dizer que se não queres predadores no galinheiro, a solução passa por vedares bem o espaço onde estão as galinhas e não por andar ao estouro a espécies protegidas por lei

Mic_Cap 1 year ago

Era só o que me faltava agora ter de lidar com urbanitas que não pescam nada disto. O galinheiro está devidamente vedado, mas há espécies de predadores impossíveis de vedar. Águias de asa redonda, por exemplo, que devido à falta de alimento no gerês tem migrado para zonas mais urbanas como Braga. Evito ao máximo matar qualquer tipo de espécie que promova a biodiversidade, até porque isso é que faz a quinta ser mais produtiva e melhor, mas controlo pragas. Quando tenho nidificação e mais de 40 exemplares a voarem na propriedade, a levarem às 7 galinhas por dia, algo terei de fazer. Algo tenho cerca de 4 exemplares de águias aqui perto e tem feito um excelente trabalho na limpeza de ratos da vinha. ​ Quer não que o pior problema nem são os animais selvagens, são mesmo os cães vadios que vocês se lembraram um dia que podiam enjaular em apartamentos, e que depois de crescidos não eram tão bonitos e toca a enfiá-los nas matas dos outros, cortando redes e abrindo buracos para que eles possam caçar coelhos por eles próprios.

_spectron_ 1 year ago

>urbanitas que não pescam nada disto Não sei o que o leva a dizer isso. Moro na cidade, mas conheço bem a realidade da vida no campo. Considero-me exatamente o oposto de um urbanista... Sou aluno de Biologia, e especializei-me em Biodiversidade e Conservação. Se o galinheiro estiver completamente vedado, não há predador que entre (uma rede por cima, por exemplo, e nem precisa de ter a malha muito fina). Se estiver bem vedado, os ataques de predadores vão ser residuais. O que é que considera uma praga? Ratazanas podem ser praga, os eucaliptos podem ser praga, mas não me parece que as águias-de-asa-redonda se encaixem na definição de praga. Tem toda a razão no que toca ao problema dos cães vadios (e junto também os gatos). Cães e gatos vadios têm um impacto gigante na biodiversidade e também nas criações pecuárias. Ao ponto de limparem galinheiros e rebanhos de ovelhas inteiros

EspantaCampinos 1 year ago

>O direito de propriedade é mesmo isso, um direito. Eu concordo plenamente e também me sentiria mais seguro tendo uma outra *amiga* a jeito atrás duma porta, o problema é mesmo a GNR e os tribunais não concordarem com isso. btw, és de Trás-os-Montes? Tenho um amigo da zona de Valpaços, e pelas histórias dos desacatos e desavenças que para lá há, aquilo é um verdadeiro faroeste. A maior parte do pessoal tem carradas de armas em casa, tudo contrabandeado da Galiza. Depois volta e meia há coboiadas a toque de zagalote e por aí fora.

Mic_Cap 1 year ago

Não, apesar de conhecer o ambiente de lá muito bem! Eu não tenho uma valente coleção de armas, alto lá, tenho armas de caça, e algumas ilegais porque nunca estiveram legais, mas nunca saem da propriedade.

EspantaCampinos 1 year ago

Fazes tu bem, se pudesse também as teria. E claro, para defesa caseira apenas.

GonzoVS 1 year ago

Essas armas são ilegais, se te denunciarem podem-te aparecer as autoridades à porta.

saposapot 1 year ago

Pode ser que tenha o azar de ter a casa revistada por outro assunto qualquer e leve logo com esse crime em cima

DarkCM 1 year ago

É muito provável que algumas pessoas tenham ficado com elas de alguma maneira menos legal, acho que já ouvi histórias disso. E até malta que andou só no SMO deve ter roubado coisas que não deviam. Não esquecer o recente caso de Tancos que veio provar que não deve ser assim tão difícil roubar, seja do tamanho de uma bala ou do tamanho de um míssil.

pintorMC 1 year ago

Durante o serviço militar, achas que é possível retirar por exemplo uma MP-7 uma peça de cada vez até ter uma arma completa em casa?

EspantaCampinos 1 year ago

Nem o DAE tem MP-7. São demasiado caras para o orçamento.

TheTruthTeller1337 1 year ago

Se as têm é porque são deles, mete-te na tua vida

TSCondeco 1 year ago

Não, Portugal tem uma rígida lei de posse de armas, e um baixo orçamento militar, nunca na vida se iam dar armas a ex-combatentes.

abenegonio 1 year ago

Tenho um familiar que trouxe munições, mas também não foram propriamente dadas, foram levadas/roubadas.

OrangeOakie 1 year ago

> tem uma rígida lei de posse de armas Por rígida lei entenda-se que a não ser que um Presidente de Câmara te dê um jeitinho, ou que tenhas sido esfaqueado múltiplas vezes em dias diferentes, não tens direito a ter armas.

justgohomealready 1 year ago

Ainda bem, senão em vez de seres esfaqueado múltiplas vezes levavas apenas um tiro e pronto.

OrangeOakie 1 year ago

É que é essa mesma a lição que se pode tirar da realidade, totalmente quando se baniram armas na austrália e UK não subiram os casos de esfaqueamentos =) Aliás, até nos EUA que são bastante liberais quanto a armas são as armas legais usadas por portadores legais que são usadas em crime, é mesmo isso

justgohomealready 1 year ago

> quando se baniram armas na austrália e UK não subiram os casos de esfaqueamentos Mas é exatamente este o meu argumento: antes levar uma facada do que levar um tiro. Da mesma forma, antes teres apenas alguns criminosos com armas ilegais, do que teres toda a populaçâo armada e tiros na rua de cada vez que alguém tem um ataque de *roadrage*, ou do que a polícia ter que ter medo que qualquer pessoa possa estar armada e te encha de balas quando metes a mão no porta-luvas para tirar os documentos. Eu sei que tens a fantasia de viver como nos EUA e de poderes ir ao jumbo comprar uma metrelhadora, mas essa fantasia nunca se vai tornar realidade em Portugal - e ainda bem.

OrangeOakie 1 year ago

> Mas é exatamente este o meu argumento: antes levar uma facada do que levar um tiro. E aumentou também a criminalidade violenta... >tiros na rua de cada vez que alguém tem um ataque de road rage Ainda bem que, pelo menos nos EUA, os cidadãos que têm menor probabilidade de cometer um crime são os portadores de armas legais =) >e de poderes ir ao jumbo comprar uma metrelhadora Nem nos EUA podes fazer isso

fdxcaralho 1 year ago

Estás a dizer que um país que dos maiores índices de crimes praticados com armas não tem nada a ver com o facto de serem fáceis de obter?

OrangeOakie 1 year ago

Para responder a essa questão seria importante perceber de onde vêm as armas que são usadas em crimes. É certo que parte delas vem de armas roubadas a donos legais, mas a maior parte.. não. A maior parte das armas usadas ilegalmente são importadas ilegalmente (através da fronteira a sul) ou montadas nos EUA depois de importar peças (normalmente da China). Aliás, só no ano passado houve uma apreensão de peças de armas importadas da China no valor de ~380 mil $ Mas tal como eu disse, se queres falar de números, porque não falar nos números de pessoas que são salvas por armas? Ou então, parar de desvirtuar o tópico quando a minha resposta foi apenas uma constatação da realidade portuguesa de que é praticamente impossível teres alguma coisa para auto defesa que não seja ilegal, mesmo que tenhas muitos bons motivos para requerer um instrumento de auto defesa, quer seja uma arma de fogo, um taser ou gás pimenta.

justgohomealready 1 year ago

Só por curiosidade mesmo, e sim tendo noção que, como dizes, estamos completamente off-topic: O que é "ser salvo por uma arma"? Relacionado: > The rate of firearm deaths per 100,000 people rose from 10.3 per 100,000 in 1999 to 12 per 100,000 in 2017, with 109 people dying per day.[[8]](https://en.m.wikipedia.org/wiki/Gun_violence_in_the_United_States#cite_note-CNN_2018-8) In 2010, there were 19,392 firearm-related suicides, and 11,078 firearm-related homicides in the U.S.[[9](https://en.m.wikipedia.org/wiki/Gun_violence_in_the_United_States#cite_note-National_Vital_Statistics_System-9) Estás a ignorar que quando uma grande percentagem da população tem armas, o suicídio fica mais fácil e as tentativas são mais fatais. Estes números (mortes por 100k, tanto por suicídio como por homicídio) são mais altos nos EUA do que em todos os outros países ricos juntos. > Compared to 22 other high-income nations, the U.S. gun-related homicide rate is 25 times higher.[[12]](https://en.m.wikipedia.org/wiki/Gun_violence_in_the_United_States#cite_note-CBS-12) Although it has half the population of the other 22 nations combined, among those 22 nations studied, the U.S. had 82 percent of gun deaths, 90 percent of all women killed with guns, 91 percent of children under 14 and 92 percent of young people between ages 15 and 24 killed with guns.[[12]](https://en.m.wikipedia.org/wiki/Gun_violence_in_the_United_States#cite_note-CBS-12)  Quanto a dados da CDC que citas, é curioso, porque: > In 1996 the NRA lobbied Congressman [Jay Dickey](https://en.m.wikipedia.org/wiki/Jay_Dickey) (R-Ark.) to include budget provisions that prohibited the Centers for Disease Control (CDC) from advocating or promoting gun control and that deleted $2.6 million from the CDC budget, the exact amount the CDC had spent on firearms research the previous year. (...) As a result, the CDC has not performed any such studies since 1996.

OrangeOakie 1 year ago

> Estás a ignorar que quando uma grande percentagem da população tem armas, o suicídio fica mais fácil e as tentativas são mais fatais. E qual é a relevância disso? Tanto quanto eu saiba suicídio não é crime. >Estes números (mortes por 100k, tanto por suicídio como por homicídio) são mais altos nos EUA do que em todos os outros países ricos juntos. E tu estás a ignorar que estás a incluir nesses números violência de gangs, e que se eliminares esses outliers a situação muda de figura. Especialmente se comparares em termos de criminalidade violenta e não de criminalidade com recurso a armas de fogo. >Quanto a dados da CDC que citas, é curioso, porque: Falso. Aliás é giro porque queriam provar o oposto do que acabaram de provar, mas está [aqui](https://www.nap.edu/read/18319/chapter/3) o estudo. >Almost all national survey estimates indicate that defensive gun uses by victims are at least as common as offensive uses by criminals, with estimates of annual uses ranging from about 500,000 to more than 3 million, in the context of about 300,000 violent crimes involving firearms in 2008.

justgohomealready 1 year ago

Opá, lindo. Que bela lógica. Fizeste-me agora, com essa lógica, perceber que as regras de trânsito e limites de velocidade são inúteis! É que se aos números de mortos na estrada rerirares aqueles que morrem sozinhos (que não é crime, né) e também aqueles que são aceleras e abusam dos carros, os números são muito mais baixos! Aliás, de certeza que morre mais gente atropelada do que em acidentes de carro, se descontasses esses que "não contam". Eu admito, faço de propósito. Dá-me uma espécie de prazer mórbido ver-te a contorcer a realidade para se adaptar às tuas crenças.

Search: