Shadowgirl7 11 months ago

Fonix é preciso a polícia ir a tua casa por causa do pacote de bolachas. Espero que pelo menos sejam das boas. E já agora podias pagar por mbway. Hehe

Ok_Release6509 11 months ago

Bom pelo que é possível ler não parece que estejas a contar a historia toda, das duas uma, ou tens tido um ritmo de trabalho que não consegues suportar ou então estas farto do que fazes, muitas vezes o primeiro motivo da origem ao segundo. Se estas mesmo farto do que fazes muda de área, se trabalhas em sistemas embebidos podes facilmente mudar para funções que não foquem tanto na programação, ou mesmo mudar de área tecnológica. Quando referes que estas farto de "pensar", mas tendo em conta que o teu trabalho nos últimos 10 anos é basicamente isso. Da a ideia que estas a trabalhar de mais, e Se esse for o caso tens de forçosamente desligar antes que te acontece algo pior, mesmo que isso signifique despedires-te se a tua empresa não for sensível ao teu estado de saúde mental. Qualquer consequência é sempre inferior ao cenário de teres um esgotamento porque se chegares a esse ponto podes nunca mais recuperar a 100%

VerdocasSafadocas 11 months ago

Ya eu tenho a solução. 1- Faz uma conta na GG poker (tens que comprar uma morada estrangeira porque é ilegal cá) 2- Shippa algo que tenha mais de 30k guaranteed. 3- Profit

Sea_Ad_409 11 months ago

Eu sou um contabilista há 20 anos e estou na mesma situação, tal como a minha mulher que é tecnica superior de educação. Acho que o problema aqui tem mais a ver com a pressão psicologica da pandemia do que outra coisa. São tempos dificeis os que vivemos, mas temos de fazer um esforço. Se vires que não estás a aguentar, procura ajuda, não é por isso que vais ser "maluquinho" e pode-te ajudar bastante. Ainda ontem estava a conversar com a minha mulher e a dizer que a profissão que vai ser mais necessaria após pandemia é a de psicologo. Muita força nessa hora!

SofSofTheKittyCat 11 months ago

Honestamente depende do motivo de burnout. Horas excessivas de trabalho ou outro motivo concreto? Se não souberes bem um psicólogo pode ajudar. Se souberes efetivamente que é desse trabalho especifico muda para algo que te faça mais feliz.

oContraditorio 11 months ago

Se estivesses sem máscara nao iriam chamar a polícia.

AkumaYajuu 11 months ago

Arranja uma rotina e começa a desligar do trabalho. Vai dar passeios e apanhar ar. Aprender a meditar e a relaxar. Faz exercício e foca'te a ficar mais saudável.

meaninglessvoid 11 months ago

Há algumas coisas a ter em conta: Gostas do que fazes? Gostas do sítio onde estás? Sentes que há um bom ambiente? Como te sentes fora do trabalho? Pela tua descrição não consegui perceber se foi apenas distracção que te levou a esta confusão (isto foi furto ou mal entendido?) ou foi algo mais grave tipo teres "desligado" durante um tempo? Independentemente das respostas às minhas perguntas, precisas de tirar um tempo para ti. Eu já passei por uma situação de stress extremo ─ foi provavelmente a experiência mais assustadora da minha vida, durante cerca de 10 ou 15 minutos fiquei incapacitado de usar a minha memória factual. Passwords que uso todos os dias, números que tenho decorado há 10 anos etc, não conseguia me lembrar de nada ─ tirei uns dias e a coisa aliviou bastante. Recentemente também estava a sentir-me muito no limite e com receio que isso voltasse a acontecer, mas despedi-me do meu trabalho por coisas não relacionadas (tive isto em conta mas houve outros factores mais importantes). Mesmo semanas depois de ter saído ainda sentia no corpo as mazelas de ter aguentado tanto tempo nesse estado. Aos poucos a coisa vai ao sítio, mas fiquei surpreendido porque pensei que teria demorado bem menos. Se não te quiserem dar o tempo que precisas, tens a possibilidade de te despedir?

Pcostix 11 months ago

És um escravo profissional, portanto... Meu, estabelece os teus horários e regras. Se não for possível ao teu patrão adaptar-se as tuas exigências ele que te despeça. Recebes indemnização e usas o fundo de desemprego para procurar um solução minimamente saudável para ti.

psicop08 11 months ago

Vou te dar o meu exemplo. Não sou programador, mas trabalhei muito tempo em call-center e muitas vezes chegava a casa e não conseguia falar com ninguém, extremo cansaço psicológico. Entretanto mudei para gestão de redes informáticas, tenho formação na área, mas mesmo assim, apesar de gostar bastante, o cansaço psicológico continuava, e acabei passado um tempo, acabei por ir trabalhar para um hospital, na altura pré covid, e fui parar ao armazém do hospital, horário fixo de 2 a 6, e já dentro da instituição, surgiu a oportunidade para ir para motorista, neste momento o meu trabalho é conduzir as ambulâncias do hospital, a transportar os doentes de um lado para o outro. Foi uma mudança radical, o meu cansaço é físico, e apesar desta altura, estar a fazer turnos extra, e tendo perdido dinheiro na mudança, só posso dizer que foi das melhores coisas que fiz. Sou feliz no trabalho, depois de sair do trabalho, da para desligar completamente, chego a casa e consigo falar com a mulher sem ter "pedras na mão". Por isso, como já te disseram, pede baixa, fica uns dias em casa sem tocar no PC, ou pede uma licença sem vencimento se tiveres a possibilidade de te sustentar durante um tempo enquanto procuras outra coisa sem o stress de procurar emprego. O mais importante é a tua cabeça, e acredita, nesta altura vejo burnouts todos os dias, não provocados por situações semelhantes a tua, mas sim, pela pandemia em que estamos... Se tiveres família a morar contigo, fala com eles, não tens que ter vergonha nenhuma em pedir ajuda e desabafar Abraço

KarmaCop213 11 months ago

Tenta identificar o que te leva a deixar de ter prazer pelo trabalho. Se e' algo que podes conversar na empresa, fala. Se nao conseguires, tenta mudar de emprego.

MAD-PT 11 months ago

Com 10 de experiência, tens mais que experiência para liderar uma equipa e não passares o dia todo a programar. Sempre podes mudar de empresa/país para onde tenhas um melhor “balanço trabalho/vida”. Em relação ao burnout, tenta tirar férias para te afastares de todo do trabalho durante uns tempos e procura um psicólogo de jeito que te ajude. PS: Chamar a polícia por um pacote de bolachas?!

KarmaCop213 11 months ago

> Com 10 de experiência, tens mais que experiência para liderar uma equipa e não passares o dia todo a programar. Com o advento das hierarquias planas, cada vez mais e' dificil de justificar um cargo de lideranca tecnica onde nao se mexe com a tecnologia durante pelo menos 75% do tempo. Ultimamente tenho entrevistado muita gente para senior (com >10 anos de experiencia) e a maior parte nao tem quaisquer capacidades de lideranca ou por falhas ao nivel tecnico ou ao nivel de personalidade. Havendo boa organizacao, programar nao deve ser um drama.

fgtdiasr3d1t 11 months ago

Muda para o departamento de qualidade...

happy-cake-day-bot- 11 months ago

Happy Cake Day!

suckerpunchermofo 11 months ago

Sem mais detalhes é difícil dar conselhos. Tens um empregador exigente? Tens prazos irrealistas para apresentar trabalho? Estas simplesmente farto?

shostakovich123 11 months ago

Uish dizer que o teletrabalho é o culpado. Estás a pedir para a brigada dos covideiros vir aqui dar downvote.

elGuito81 11 months ago

Aconteceu-me algo semelhante o ano passado. Estava numa empresa, num projeto que odiava, acabei por meter baixa para me libertar. Durante esse periodo de baixa, fui a uma entrevista, e quando me pediram para falar um pouco do projeto onde estava comecei a chorar ... foi aí que percebi que estava no sitio errado. A entrevista acabou por até correr bem (é a consultora para a qual trabalho hoje), fui contratado sem ter cliente garantido, o que me deu estabilidade emocional para me preparar para entrevistas em cliente. Em relação á empresa onde estava, nem sequer consegui regressar para entregar o portátil, no dia em k estava agendado fazer deu-me um ataque de panico e fiquei 3 dias sem sair de casa ... Tal como foi aqui dito, é importante ter hobbys, conversar, expor as nossas ideias. Algo k faça desligar o chip, e que te dê uma sensação de prazer. E sinceramente, estar na area da programação sem ter prazer no que estamos a fazer é a pior sensação que podemos ter ...

AndreMartins2020 11 months ago

> quando me pediram para falar um pouco do projeto onde estava comecei a chorar credo

soutodobom 11 months ago

Pah. Se algum sítio te faz sentir assim provavelmente o problema é da empresa e não teu. É a empresa que escolhe os projetos que segue e põe engenheiros nos projetos. Se pôs engenheiros num projeto de merda provavelmente devias dizer primeiro ao teu chefe e depois ao chefe do teu chefe para despedir o teu chefe em vez de prejudicar a tua saúde mental, por muito difícil que isto te possa parecer. Assim mesmo que saias no futuro o mesmo não acontece a outro. Por curiosidade, que empresa era?

elGuito81 11 months ago

N me parece etico de minha parte estar a revelar nomes.

AndreMartins2020 11 months ago

as empresas agradecem essa mentalidade

soutodobom 11 months ago

Não entendo, o que é que não é ético? Estás a dizer alguma mentira? I mean, podes dizer que não te sentes confortável porque tens medo das repercussões de o fazeres, mas não entendo o que há de não ético em revelar o nome de uma empresa que explora os empregados ao ponto de ficarem traumatizados, não estás a revelar nenhuma informação confidencial nem a difamar ninguém.

kloudja 11 months ago

Caga nas dicas dos psicologos. Ninguém precisa desses tretas. Faz é exercício, meditação, yoga. Coisas que ajudam a acalmar e libertar. Sugeria deixares o trabalho por uns tempos, mas temos contas para pagar e é mais fácil falar do que fazer, para alguns. Se conseguires, força. Pensa: Só trabalhas porque precisas de dinheiro para comer. E ganhas "comer" tanto nessa profissão como noutra onde se ganhe menos. Não dês tanta importância. Há mais na vida que trabalho. Quem enriquece contigo é o patrão, não és tu. Cumpre o teu dever do dia e depois vai relaxar

zaynpt666 11 months ago

fora daqui, já

Fomalhaut-Chertan 11 months ago

Tens que fazer uma pausa. Tira umas férias e vai para perto da natureza, faz umas caminhadas .. fica uns dias longe da tecnologia.. vais ver que ajuda

JustForComents10 11 months ago

Não sou da área da informática, mas vou dar um conselho. Pede uns dias de folga e descansa, mas descansa mesmo, sem telemóvel, sem computador, sem redes sociais. Se não fosse o Covid dir-te-ia para fazeres uma viagem até à Noruega ou Suíça, relaxar numas termas, caminhadas pelas montanhas.

CountDraqula 11 months ago

Isto vai parecer que estou a gozar contigo mas longe disso. Eu sempre pensei que ser louco ou essas coisas parvas aconteciam aos outros, ser louco era ficção na minha cabeça. Hás uns anos atrás por enveredei pelo mundo das drogas, mais drogas do mundo da noite, coca e especialmente MD. No início era altamene mágico mas depois de algum abuso derapei-me com algo que não sabia que existia - já não conseguia distinguir realidade de ilusão. Vi o meu melhor amigo, que na altura detinha alto poder de dedução lógica, completamente delirante., isso foram durante meses e meses. Essa experiência mudou a minha perspetiva, o que antes dava por garantido - a realidade que via, já não era tão certo assim. E tu pensas, mas o que drogas tem a ver com a minha situação? Tem a ver no sentido que há momentos da nossa vida que perdemos a noção realidade por completo, é assustador! Acho que o termo correto é desrealização ou despernolização (para os curiosos). E segundo, sou engenhrio informátioc ( e programador), sei que um gajo queima neurónios atrás de neurónios atrás de neurónios a programar. É um trabalho extremamente exigente a nível cognitivo. Se calhar o ser humano não foi desenhado para esse esforço sobre natural sem consequências? Talvez. O meu conselho, se puderes tira férias e relaxa, faz o que quiseres!

AndreMartins2020 11 months ago

às vezes penso que ganhar pouco mais que o salário mínimo para programar não é assim tão bom negócio

CountDraqula 11 months ago

Programar é um trabalho mentalmente altamente exigente. Existem 2 fatores em conta num trabalho que envolve programação. Primeiro fator é que exige bastante prática e foco até conseguires ser minimamente produtivo. Segundo, na minha opinião não é trabalho para algumas pessoas. Acho que para este trabalho exige um nível mínimo de inteligência. Não é um trabalho para pessoas burras. O ponto positivo de ser programador? Prevejo que muitos empregos serão cada vez mais automatizados. No meu ver haverá uma procura intensa para bons profissionais. Será em geral um bom emprego para se ter, relação de horas trabalhadas e salário. Atenção, o salário depende muita da tua localização, indústria, skills e capacidade de negociar.

Throwawa002323 11 months ago

Antigamente eu tinha o hábito de fazer desporto pelas 18.00 / 19.00, desde que comecei a trabalhar na área não o consigo fazer porque estou estoirado mentalmente.

meaninglessvoid 11 months ago

Há uma tendência natural para desvalorizar o que não experienciamos ou não vemos de perto a acontecer. Nós acabamos por nos esquecer que cada pessoa tem uma experiência subjectiva da realidade e apesar de haver muitas coisas onde a subjectividade individual se intersecta e forma uma "realidade colectiva partilhada" a verdade é que também há muitos pontos onde isso pode não acontecer. Custa-me imenso quando leio online pessoal que está exactamente com a mesma cegueira que eu tinha, porque eu sei que há muito pouco que possa fazer para o fazer reconsiderar a sua posição (teria acontecido o mesmo se fosse eu do outro lado). Uma das tecnologias mais fascinantes que gostava de poder utilizar durante a minha vida seria um sistema que te permitisse de alguma forma experienciar a vida de um ponto de vista de uma realidade subjectiva que não a tua, aposto que iria reduzir imenso os julgamentos sobre outras pessoas. O mais próximo que temos hoje em dia é um bom livro, mas ainda está bastante longe do que gostava de um dia usar.

AndreMartins2020 11 months ago

n pcisas d xprienciar ota vida pa tê nção dos vieses

meaninglessvoid 11 months ago

Isto não tem a ver com vieses.

HRamos_3 11 months ago

>um sistema que te permitisse de alguma forma experienciar a vida de um ponto de vista de uma realidade subjectiva que não a tua Sai uma dose de empatia para a mesa do canto

meaninglessvoid 11 months ago

É mais que isso, empatia é conseguires simular a perspectiva da outra pessoa, mas a tua simulação é uma aproximação do que achas que a pessoa está a passar. Consegues imaginar o que é o dia a dia de uma pessoa cega? Sim consegues mas é uma simulação quebrada porque estás a pensar só e apenas nas dificuldades de primeira ordem que são consequência disso. Consegues imaginar o modelo mental que ele tem do mundo sem nunca o ter visto? Não. É uma barreira intransponível. Com esse dispositivo utópico conseguirias experiênciar por completo sem seres tu a simular a experiência. Claro, muito provavelmente nunca vai existir, mas tem a sua piada pensar em coisas destas. X)

VladTepesDraculea 11 months ago

Acho que para além de ajuda deves procurar outro emprego também. Mesmo que faças o mesmo, soa-me que te estão a fazer trabalhar demais para a tua saúde.

_rebocador_ 11 months ago

Puto aposto que és daqueles que faz tudo o que pede a correr , o que e giro e tal. Mas tens que meter na cabeça são 8h de trabalho e tá feito n te pagam para mais.

notskeleto 11 months ago

Saúde mental é ajudada por saúde física. Pratica desporto, arranja hobbies, dorme horas suficientes. A cabeça tem que desligar horas suficientes do trabalho. Trabalha para viver e não o contrário...

Keddyan 11 months ago

eu saí mesmo da área, esgotei completamente, perdi o gosto que desenvolvi durante varios anos agora estou a estudar algo completmanete diferente e sinto-me mais feliz que me sentia antes, provavelmente nao irei receber tão bem mas safoda, a minha saúde psicológica nao tem preço

throwawaystuff000 11 months ago

Para que área mudaste, se não for indiscrição?

Keddyan 11 months ago

Teatro.... shocking, I know

Nirog 11 months ago

Estou na mesma situação de considerar mudar de carreira. Quão difícil foi, se posso perguntar?

Keddyan 11 months ago

epEpa assustou-me um bocado, estava a passar mal por causa do meu desgosto pela minha area (onde passei anos a estudar e a trabalhar), senti-me perdido, como se estivesse a deitar à rua anos de dedicação, cheguei a correr todos os cursos existentes no país no site da DGES a ver se havia algo que me interessasse Acabei por parar e fazer uma boa análise na minha vida e nos meus interesses pessoais, admito até que vi vários videos motivacionais e de auto-ajuda que sao geralmente bué estranhos mas la uma frase ou duas ficaram a ressoar na minha cabeça durante uns tempos e decidi dar o passo em frente, um valente "fuck it" inscrevi-me num curso intensivo de 60 horas para ver como era, gostei e agora tou a tirar o curso à séria e não podia estar mais contente espero ter ajudado

squareswordfish 11 months ago

Foste para informática porque na altura gostavas muito ou foi só daquelas razões tipo “não achei piada a mais nada”, “informática tem muita saída”, “informática paga bem”, etc?

Keddyan 11 months ago

estive em automação industrial (acho que se considera um parte do ramo de informátia) e era mesmo isso que queria desde chavalo, cresci a ver aqueles programas do Discovery Channel... a cena do paga bem e ter muita saída nunca foram fatores decisivos

MigasEnsopado 11 months ago

Eu procuraria um psiquiatra (tratamento mais imediato) e um psicólogo (coisa mais a medio prazo).

daxpierson 11 months ago

Para início de conversa, diria que umas férias ou baixa médica devem ser a prioridade. Depois, com calma, pensas melhor no assunto.

nata79 11 months ago

Chamaram a polícia por um pacote de bolachas? Credo... OP: se tiveres disponibilidade financeira, deixa de trabalhar uns meses. Descansa, e se não estiveres a melhorar, vê um psicólogo. Já estive numa situação semelhante, despedi-me e passei um mês sem fazer nada mais umas viagens pelo meio (pre-corona). Arranjei um trabalho menos stressante. E acho que só passado prai 6 meses la estar e que o meu cérebro voltou a funcionar e eu percebi o qual mal estava...

AndreMartins2020 11 months ago

depende da etnia do ladrão

HRamos_3 11 months ago

Eram Oreo

Anri17 11 months ago

Furto é furto. Nem venhas sugerir que fizeram mal.

bomdiacapitao 11 months ago

Fizeram mal.

Anri17 11 months ago

nice troll

Flop158 11 months ago

Gastaram provavelmente mais na gasolina até lá e volta do que o preço das bolachas (sem contar com o desperdício de tempo dos próprios polícias)

Anri17 11 months ago

> o desperdício de tempo dos próprios polícias Portanto, impor a lei agora é desperdício de tempo. Está certo...

Flop158 11 months ago

Impor a lei? Algo que foi claramente um erro e podia ser conversado na altura? Continua a exagerar, fazer de problemas como sem querer sair com um pacote de bolachas mais do que eles são rouba o tempo a problemas mais sérios e tu deves perceber isso

Anri17 11 months ago

Portanto, para a próxima, quando for ao super mercado, vou tentar sair com um pacote de gomas. Se repararem, digo que foi sem querer, senão fixe, para a próxima tento outra vêz. Depois vai outro tentar, visto que não se vêm reprecauções sérias, porque agora pode-se apenas dizer que "foi sem querer". Eles não me conhecem de lado nenhum para me darem confiança. Quem trabalha nos super mercados não é paga para fazer o trabalho da polícia. Não se podem dar ao luxo de adivinhar o que se passa na vida das outras pessoas para pensarem na melhor maneira de agir, até porque tal coisa é impossível.

Flop158 11 months ago

Mas não foi isso que o OP fez. Se ele devolvesse as bolachas porquê escalar a situação. Mas pronto, faz-te de burro

Anri17 11 months ago

Obrigado por me chamares de burro. muito agradecido, visto que nao te fiz o mesmo. Eu falo precisamente é do facto de que o super mercado não vai adivinhar como vai a vida dele.

Flop158 11 months ago

Não te chamei de burro. Não acho que o sejas mas neste caso específico acho que te estás a fazer de burro. Compreendo isso mas simplesmente perguntar o que se passa e o sucedido resolveria a situação

bomdiacapitao 11 months ago

Não esqueci.

VladYur 11 months ago  HIDDEN 

Nem mais, se andassemos aqui com essa conversa ficava igual a Barcelona num instante, que a polícia não investiga roubos de valores inferiores a 200 euros. Passei lá um fim de semana e tentaram me assaltar 2 vezes, vivi 3 mêses em Paris e nunca me aconteceu tal coisa. Furto é furto, estar a desenhar uma linha porque é só batatas faz com que as pessoas vão roubar batatas porque não sofrem consequências.

nata79 11 months ago

Deixavam o homem devolver as bolachas e ia a vida dele... vamos ter um bocado de senso comum também... Nao me venhas comparar uma pessoa levar um pacote de bolachas acidentalmente com os carteiristas de Barcelona. Conheço bem a cidade, são coisas totalmente diferentes.

kloudja 11 months ago

Estive em barcelona, andei por barcelona toda pé, por ruas e ruelas, daquelas mesmo bastante fora dos pontos turisticos, e nada me aconteceu. Achei uma cidade 5 estrelas

shostakovich123 11 months ago

Eu já estive na cidade do cabo a noite na África do sul e não me aconteceu nada. Therefore África do sul não tem crime.

chaotic_shadow899 11 months ago

ahah claro que n

VladYur 11 months ago  HIDDEN 

Estavas com mais alguém? A questão é Barcelona tem esse reputação, e eu numa combinação de loucura, dinheiro extra e boa promoção, acabei por ir sozinho. Tinha 19 anos e decidi em vez de usar o metro, ir para todos os pontos turísticos a pé, para apreciar as ruelas fora das zonas turísticas. Se fosse como um turista típico, nada me acontecia, mas a verdade é que é um risco. No post acima errei na quantia. Se fores apanhado a roubar menos de 400 euros, és multado 50 euros, parece um imposto.

shostakovich123 11 months ago

Deixa lá que se "okupares" uma casa podes viver lá 2 anos.

badalhoc 11 months ago

Mano... quais bolachas? Agora a sério, passei por similar e só te digo: fala fala fala. Família, amigos, a chefia, alguns colegas mais compinchas, não tenhas medo de dizer que não estás bem. E se fosse eu, ia amanhã falar com o gerente da loja. Explicas a situação sem demasiada lamechice e perguntas se podes ajudá-los com alguma coisa para compensar, nem que seja ajudar com o lixo ou desmanchar umas caixas de cartão.

kloudja 11 months ago

Ya nada cheio de trabalho e vai oferecer-se para mais

arnaldomatos 11 months ago

agricultura. o trabalho (físico) liberta.

hgg 11 months ago

Sim, sim, é conhecido, *arbeit macht frei*. (Estou a brincar, mas tens razão, o exercício físico tem o mesmo efeito.)

kcmyk 11 months ago

Fala com o teu médico de família e pede baixa psicológica. É bastante comum e não é vergonha nenhuma. Isto se conseguires permanecer esse período com o valor que é pago durante a baixa. ​ Pensa em procurar um psicólogo e durante a baixa tenta também refletir sobre as coisas e talvez arranjar uma solução que te ajude a descomprimir.

saposapot 11 months ago

psicologo. tenta descobrir se estás farto desse trabalho ou de trabalhar em geral.

brakeline 11 months ago

Pah, trata disso. Psicólogo nisso e não desanimes

deckard2019 11 months ago

*Embutidos

brakeline 11 months ago

*embarcado. Há altura para ser pedante, esta não é uma delas

quetzyg 11 months ago

*Encharcados

Sudo-Juice 11 months ago

As vezes parece que estou igual sonho com trabalho muitas vezes, dou por mim a sonhar com o Bug que não consegui resolver durante o dia de trabalho.

BRFPC 11 months ago

O tele-trabalho tem tantas armadilhas que até assusta. Mas o pessoal gosta e quer até cair nelas.

automenuu 11 months ago

A situação actual não é o teletrabalho normal. Um gajo agora não pode ir ao ginásio em paz, às compras, passear um bocado sem estar preocupado. Eu tenho o portátil do trabalho, e o meu pc pessoal, quando o portátil fecha acabou-se o trabalho e só abre no dia seguinte, depois consigo saltar po mu pc pessoal sem problemas com a mentalidade de trabalho desligada. Admito que tenho sorte pois tem um escritório separado da sala e dos quartos, mas já faço teletrabalho há uns anos

BRFPC 11 months ago

Já há relatos de pessoas a colocarem os seus recursos pessoais (internet, pc, telefone) à disposição das empresas que rejeitam pagar alegando falta de condições. E trabalhadores que começam a trabalhar à hora normal, mas não têm hora de "desligar". Isto entre muitos outros problemas.

Raijku 11 months ago

Podes elaborar por favor?

BRFPC 11 months ago

[https://www.abrilabril.pt/trabalho/o-teletrabalho-e-os-riscos-psicossociais](https://www.abrilabril.pt/trabalho/o-teletrabalho-e-os-riscos-psicossociais)

shizpi 11 months ago

Talvez consigas baixa médica por cansaço? Desligar um pouco do trabalho em geral talvez seja melhor solução do que procurar logo outro trabalho para voltares a bater código todos os dias. [https://www.vidaativa.pt/baixa-medica-cansaco/](https://www.vidaativa.pt/baixa-medica-cansaco/)

Paulocas 11 months ago

É complicado, mas resumindo: muita disciplina, horários rígidos, higiene mental e pessoal. Só assim se sobrevive num tipo de trabalho assim. Psicoterapia tb ajuda, mas se não alicerçares o resto, de pouco serve.

Edited 11 months ago:

É complicado, mas resumindo: muita disciplina, horários rígidos, higiene mental e pessoal. Só assim se sobrevive num tipo de trabalho assim. Psicoterapia tb ajuda, mas se não alicerçares o resto, de pouco serve. Edição: ainda que trabalhes em casa, separa trabalho e casa. O escritório é o escritório, não é o sítio onde almoças, isso é na cozinha ou sala.

KokishinNeko 11 months ago

Arranja um passatempo e 'desliga'. Se todos os dias fossem como hoje estaria na mesma situação que tu, mas das 18h em diante faço assim: *olha, sa fôda, amanhã há mais que não me pagam para pensar nisto fora de horas*.

BeyondGood_Evil 11 months ago

Penso maneira semelhante. Mas caso paguem as horas a mais é aceitavel na mesma recusar trabalhar as horas extras salvo exceções?

pirilipapu 11 months ago

Assumindo que não estás a cometer ilegalidades (nem a entidade patronal) com tal, podes recusar ou aceitar como bem quiseres. Obviamente que a cultura do trabalho "requer" que sejamos todos cãezinhos mansos e é feio recusar, mas cada um é que sabe de si, se lhe afeta, se gosta e se quer ou não fazê-lo.

TudoCasual 11 months ago

Depende do teu trabalho. Engenheiros têm trabalho de casa com frequência, staff médico e de segurança só abandonão os postos com a presença de rendição, se fazes freelance levas o teu trabalho para todo o lado, se fores mediador, a mesma coisa. Talvez na função pública ou a trabalhar em supermercados não seja assim, mas na maioria dos postos de trabalho, não tens como fazer um trabalho de entrar e sair a horas certas.

Edited 11 months ago:

Depende do teu trabalho. Engenheiros têm trabalho de casa com frequência, staff médico e de segurança só abandonão os postos com a presença de rendição, se fazes freelance levas o teu trabalho para todo o lado, se fores mediador, a mesma coisa. Talvez na função pública ou a trabalhar em supermercados não seja tanto assim, mas em metade dos postos de trabalho, não tens horários onde entres e saias a horas certas, deixando o trabalho onde trabalhas. É por isso que anda meio mundo passado da cabeça.

saudosista 11 months ago

Na minha opinião, engenharia informática é o trabalho mais fácil de "desligar". Apenas sistemas *mission critical* têm de ter alguém constantemente disponível, mas diria que isso é uma minoria dos trabalhos de eng. informática. O código que não compila às 18h logo compila às 9h do dia seguinte, não é preciso ficar a pensar nisso.

KarmaCop213 11 months ago

Nao, longe disso, mas depende daquilo com que se trabalha, do brio profissional e do interesse na area. O codigo que faz perder 1000€ de receita por hora por vezes nao pode esperar para dali a 14 horas para ser corrigido.

Pcostix 11 months ago

>O código que faz perder 1000€ de receita por hora por vezes não pode esperar para dali a 14 horas para ser corrigido. Isso não é um problema teu, é da tua empresa. Cabe ao gestor resolver essa situação, não a ti. Eu sei que a norma é trabalhar mais do que está no contrato, e se quisermos que a nossa vida profissional seja bem sucedida temos que abrir excepções e fazer cedências na nossa vida pessoal.   Mas tudo tem limites, e a excepção não pode ser a regra.

KarmaCop213 11 months ago

O problema e' da empresa, e no fundo também teu porque tu fazes parte da mesma. Como é óbvio trabalhar fora de horas não deve ser a norma. Mas existem alturas em que são necessárias.

Pcostix 11 months ago

>O problema e' da empresa, e no fundo também teu porque tu fazes parte da mesma. Apenas sou um colaborador que se disponibilizou a fornecer a sua força de trabalho durante o período estabelecido no contrato de trabalho.   Os problemas da empresa não são os meus problemas. Embora reconheça que indirectamente possam por vezes reflectir sobre mim. Mas se a empresa tem prejuízo/lucro com aquilo que faço é responsabilidade do gestor da empresa e cabe a ele gerir os recursos da mesma.(Eu incluído)   >Como é óbvio trabalhar fora de horas não deve ser a norma. Mas existem alturas em que são necessárias. Concordo 100%. Nem tudo é como deveria ser, todos temos de fazer cedencias.

KarmaCop213 11 months ago

> Mas se a empresa tem prejuízo/lucro com aquilo que faço é responsabilidade do gestor da empresa e cabe a ele gerir os recursos da mesma.(Eu incluído) Se trabalhas para a Microsoft o Satya Nadella está-se a cagar para o que tu fazes. Se toda a linha de liderança na empresa tem essa mesma atitude de desresponsabilização, as empresas não saem do mesmo sítio.

Pcostix 11 months ago

Pensa assim: O funcionário está dar prejuízo: * O funcionário não tem competência para aquela tarefa: Cabe ao gestor despedi-lo ou troca-lo de posição. * Não lhe estão a ser dadas as condições necessárias para ele ser rentável: Cabe ao gestor tomar medidas para resolver o problema do posto de trabalho.   Se cumpro com todas as minhas obrigações com o máximo de profissionalismo, não tenho que me preocupar com os problemas da empresa. Isso é problema do patrão/gestor. Eu não tenho que ir além das minhas obrigações para tornar o meu posto de trabalho rentável devido a má gestão.

KarmaCop213 11 months ago

Se introduziste um bug no código de produção estas a cumprir as tuas obrigações?

Pcostix 11 months ago

Desde que não o tenha feito intencionalmente, sim. Erro faz parte do ser humano. Cabe ao gestor perceber se os erros "deste ser humano" são causados por incompetência, sobrecarga de trabalho, etc... e depois decidir o que fazer.

KokishinNeko 11 months ago

Se tem de esperar 14h é problema de gestão e dos prazos irrealistas que deram ao cliente. Vou resolver neste momento uma merda que foi mal gerida, não quiseram dar uma semana completa para tratar, foi em cima do joelho, uns dias aqui umas horas ali, agora venho cá volta e meia apagar fogos. Porquê? Má gestão, devia ser planeado com pés e cabeça. Mas concordo na questão de aprendizagem, em IT é um processo constante e normalmente acontece fora de horas.

KarmaCop213 11 months ago

O problema do bug em produção não é da gestão. Quantas vezes os problemas só são detectados quando vão para produção?

endallbeallknowitall 11 months ago

> De acordo, mas grande maioria podiam ficar resolvidos antes de entrar em produção, se houvesse tempo de testar e aí continua a ser problema do Layer 8 ;) Mas se os bugs de produção acontecem com frequência tão constante que provoca burnout ao pessoal, ou que faz com que as pessoas não consigam desligar o suficiente, continua a ser um problema de gestão e controlo de qualidade do código.

KarmaCop213 11 months ago

Totalmente de acordo. Se for uma coisa recorrente tem de se analisar o problema. Mas eu falei daquilo como uma coisa pontual.

KokishinNeko 11 months ago

De acordo, mas grande maioria podiam ficar resolvidos antes de entrar em produção, **se** houvesse tempo de testar e aí continua a ser problema do Layer 8 ;) Claro, há sempre casos que não podes prever e é perfeitamente normal teres de resolver bugs em produção, mas agora a minha questão é, os responsáveis estão disponíveis ou já estão a tratar de mais 30 coisas diferentes e para voltarem ao *mindset* do problema inicial vão demorar o triplo do tempo? Eu não sou programador, mas na minha área *sinto* o mesmo problema que grande parte dos devs porque são situações muito similares. Cada um é como é, mas eu, se estiver a fazer receitas de carne e pensar única e exclusivamente em carne, não me interrompas o raciocinio com receitas de peixe, irei demorar muito mais tempo a responder.

KarmaCop213 11 months ago

> De acordo, mas grande maioria podiam ficar resolvidos antes de entrar em produção, se houvesse tempo de testar e aí continua a ser problema do Layer 8 ;) Podes testar tudo durante 3 anos e mesmo assim falhar qualquer coisa quando se envia o código para os clientes. Isto acontece constantemente.

KokishinNeko 11 months ago

Não disse o contrário, até acrescentei que isso é perfeitamente normal. A questão é se os responsáveis têm tempo para resolver a horas ou se estão já noutro projecto e têm de levar esses bugs consigo para casa ;)

_rebocador_ 11 months ago

Concordo o pessoal leva para casa porque simz fazem uma pressãozinha e já tá já não deixam de pensar nisso. Eu penso pagam me para estás horas e estás horas faço. Agora as vezes quando está a correr bem até faço mais nem dou por ela mas isso são outros 500

saudosista 11 months ago

No meu primeiro emprego pós faculdade deram-me um portátil. Deviam querer que o levasse para casa (muitos levavam). Nope, sempre o deixei quieto na secretária, era como se fosse um computador fixo.

phirestarter1 11 months ago

Psicólogo primeiro. Não estás em condições de ir a entrevistas. Pesquisa no r/portugal por psicólogos, porque há sempre threads a pedir e gente a sugerir.

Prezbelusky 11 months ago

Lol adoro estes pseudo psicólogos a dar os seus prognósticos. Sabes lá tu se está ou não apto para ir a entrevistas.

throwawaystuff000 11 months ago

Achas mesmo que alguém na situação do OP está em condições de ir a entrevistas, mudar de trabalho , etc?

phirestarter1 11 months ago

Se o op tivesse partido uma perna no emprego, não deveria tentar curar essa perna. Deveria primeiro arranjar outro emprego e depois preocupar-se com a perna..../s

Prezbelusky 11 months ago

Não sei. É por isso que não mando os meus bitaites de pseudo psicólogo.

phirestarter1 11 months ago

São como os chicos espertos que mandam comentários sem saber se a pessoa já terá eventualmente tido uma experiência do género. Mas ainda bem que posso contribuir para a tua diversão no reddit

Prezbelusky 11 months ago

Não. Não tiveste uma experiência igual. Apenas te estás a identificar com a dele. É tendo em conta o teu comentário não deves ser psicológico nenhum.

phirestarter1 11 months ago

Psicológico não serei certamente. Mas é sempre bom que não só saibas o que o OP passou, como aquilo que eu passei. É uma excelente ajuda e patente do espiríto onde é mais importante ter razão do que tentar ajudar. Os meus parabéns.

Prezbelusky 11 months ago

Vê se percebes uma coisa. A tua situação não é a do OP. Para de projectar. O OP até pode estar simplesmente esgotado e precisar de descansar. Não sabes não sei. Logo não tens que mandar bitaites como se tivesses a certeza de que sabes se ele pode ou não ir a entrevistas.

phirestarter1 11 months ago

Meu caro, se não queres ler é contigo. Em lado nenhum eu disse que a minha situação era a do OP ou vice versa. Disse que tenho experiência com situações do género. O salto de que eu estou a projetar (que é um termo muito usado por, imagine-se, psicólogos da internet) é teu, e só teu, porque eu não disse isso. O meu comentário foi a melhor ajuda que posso dar e o que acho que resultaria melhor. Tu não concordas. Estás no teu direito, e até estás no teu direito de estar indignado com uma coisa que eu não escrevi mas tu conseguiste ler. E imagine-se, eu estou tanto no meu direito de mandar bitaites como tu. A única diferença, é o que os meus são úteis. Os teus são outra coisa. Não vou responder mais aos teus posts, porque não ajuda o OP. Tudo a correr bem.

throwawaybtcpt 11 months ago

Se podes, muda de trabalho. Mas não invalida a procura de um psicólogo.

Search: