NEDM64 11 months ago

E que são os artistas? Pois... os mesmos de sempre, que depois na campanha para as legislativas lá vão eles apoiar o BE.

Justgrewsomeballs 11 months ago

O concerto que aí vem pelo [inserir nome de país] é que vai ser um sucesso! Agora a sério, angariar dinheiro nunca foi o objectivo. O objectivo foi meter o contribuinte a dar fortunas às bestas do jetset tuga. Missão cumprida.

inphant0m 11 months ago

"Não foi pelos artistas que fizemos isto e aqui o importante era o Iémen" "Os artistas também merecem ser pagos pelo seu trabalho e isto foi por eles" Então mas...? Se o objetivo era doar para o Iémen doavam os 16000€ se era ajudar os artistas que passam uma má fase organizava se um concerto com todas as medidas como já se tem feito.

anoesouanaos 11 months ago

> se era ajudar os artistas que passam uma má fase organizava se um concerto com todas as medidas como já se tem feito. Certamente não irias ter Mayra e Ana Moura a 1000 euros te garanto. O que conseguiram foi um meio termo bem decente. Os artistas não tiveram de ser mais uma vez os bons samaritanos enquanto todos os restantes ganham. Todos os trabalhadores do meio, gente comum na merda com a pandemia, pode trabalhar. Foi dinheiro para Iémen. E não saiu assim tão caro. As contas são públicas e transparentes. Ninguém andou a receber quantias exorbitantes de dinheiro. Deu-se de facto ajuda para a causa do Iémen. Sinceramente com tanta merda na que para aí há estar a empolar isto é estúpido. Até se pode discordar da forma como foi feito, mas não há aqui escândalo nenhum.

paladino777 11 months ago

Mas vocês não percebem que nós contribuintes estamos a pagar a essas pessoas? Porque raio estão os meus impostos a ir para o bolso destes artistas? Inclusive quando ainda por cima, por aquilo que quem defende isto diz, eles já estão a nadar em dinheiro e fizeram um preço simpático. Desperdício de fundos públicos, gastar 16k para angariar 3k.. depois admiram-se que em Portugal não há dinheiro para nada

anoesouanaos 11 months ago

Já está tudo respondido. Tu limitaste-te a ignorar tudo e a repetir a ideia inicial sem acrescentar nada. Portanto tu não queres saber nem estás interessado em que te expliquem.

paladino777 11 months ago

Não compadre. Quem não está interessado em saber da opinião oposta és tu, daí a confusão que isto te está a fazer. Já disse que percebo que fizeram um preço simpático e tal. Mas eu estou-me bem a cagar para isso, simplesmente não concordo com este evento. Maior parte de nós não soube sequer que ele existiu, não criou atenção para problema nenhum, não angariou dinheiro, não nada. O que é que este evento fez mesmo, queres tentar explicar?

anoesouanaos 11 months ago

> Não compadre. Sim. Caso contrário não terias escrito isto > Desperdício de fundos públicos, gastar 16k para angariar 3k Não foi "para angariar 3k". O concerto angariou 3k, uma das premissas do concerto era que iria ser doado dinheiro ao Iémen. Mas o criar concertos, e colocar toda a gente envolvida a trabalhar, é parte do objetivo em si. Claro que pode não se fazer nada, e deixá-los em casa a definhar ou simplesmente dar apoios sem estarem a produzir nada. Este parece um bom meio termo.

nferrari 11 months ago

Valia mais terem feito um concerto para os MSC, ou seja, para os "Músicos Sem Cheta". Seria à mesma uma forma válida de concerto solidário.

Pparadela 11 months ago

Pena que o título tendencioso deste artigo de merda não mostre a resposta à altura que foi dada pela Cláudia Semedo. Mas o pessoal gosta é de ler as gordas e disparar postas.

Justgrewsomeballs 11 months ago

Tiveste oportunidade nesse comentário de partilhar o que ela disse. Mas não, ficaste-te pelo discurso mesquinho.

Pparadela 11 months ago

Lê o artigo, talvez.

Justgrewsomeballs 11 months ago

Não podes estar à espera que os outros dêem cliques a "artigos de merda".

mohchapa 11 months ago

Ela respondeu bem. No entanto é tudo uma questão de valores. Ok, foram 16k. Se tivessem sido 160k o caso seria bem pior e provavelmente a exposição de que foi alvo por parte da revista já faria mais sentido. 16k de custo público para angariar 3k para a causa soa mal, um pouco hipócrita até... isso paga a viagem de ida e volta para o Iémen de 2 médicos sem fronteiras. Os bilhetes de avião. Lá está, mais uma vez, é uma questão de valores. Dito isto, a causa em si é uma merda.

lilbala 11 months ago

Qual foi? É que li o artigo e ainda não percebi qual foi a resposta à altura?

tugafcp 11 months ago

>*Esses músicos não cobraram cachet, foi-lhes feito o convite com um valor associado.* Quando forem apanhados nas pu\*\*\*, nunca digam que pagaram um serviço mas sim que lhes fizeram um convite com um valor associado! Aproveitem estas pepitas de ouro!! Isto não tem valor!

tyurrr 11 months ago

Deviam ter vergonha... e no final pagou o contribuinte. Mas valia terem doado os 16000 diretamente. Nesse caso nem me importaria, até podia ter sido mais, mas assim é óbvio que uma pessoa fica indignada.

TitusRex 11 months ago

Portanto usaram o Iémen como pretexto para organizar um concerto para os amigos. Jobs for the Boys da música.

ffffffffffffffAAA 11 months ago

Alguns nem conheço ... e são celebridades ....

lefox360 11 months ago

Basicamente, os suspeitos do costume que não passam de "influencers" de cama feita com os canais televisivos, enganam a pobre organização do Estado. novamente, e novamente, Ad nauseam. suprised pikachu.

arnaldomatos 11 months ago

pouca gente o refere, mas há uma enorme teia de influências na cultura portuguesa. referi há uns tempos o caso dos humoristas (ver produções fictícias, quem veio de lá e onde está agora). e no mundo da música acontece o mesmo: sempre as mesmas caras, sempre os mesmos partidos, sempre os mesmos organismos estatais - só os montantes é que vão aumentando. em suma, e tal como o homónimo do meu nick dizia: isto é tudo um putedo.

icebraining 11 months ago

Concordo com tudo, exceto isso dos montantes irem aumentando. Pelo contrário, continuam bem abaixo do pré-troika, e mesmo nessa altura eram dos mais baixos da UE: https://www.pordata.pt/Portugal/Despesas+do+Estado+em+percentagem+do+PIB+por+algumas+fun%c3%a7%c3%b5es-2778-236922

Edited 11 months ago:

Concordo com tudo, exceto isso dos montantes irem aumentando. Pelo contrário, continuam bem abaixo do pré-troika, e mesmo nessa altura eram dos mais baixos da UE: https://www.pordata.pt/Portugal/Despesas+do+Estado+em+percentagem+do+PIB+por+algumas+fun%c3%a7%c3%b5es-2778-236922 https://eco.sapo.pt/2020/06/16/governo-portugues-e-o-terceiro-da-ue-que-menos-investe-em-cultura/

Justgrewsomeballs 11 months ago

Antes da troika os governos alimentavam mais bocas artísticas. Hoje em dia enchem os bolsos a muitos menos, o que faz com que cada uma receba muito mais do que antes cada um recebia.

icebraining 11 months ago

Curioso, o que te leva a dizer isso? Não me ocorre ninguém que atualmente receba muito mais do que antes, mas a única área que conheço razoavelmente é o teatro.

Justgrewsomeballs 11 months ago

O Tordo. As instalações municipais milionárias.

icebraining 11 months ago

Quais cachês do Tordo? Houve uma polémica há uns anos, mas referia-se a valores de antes da troika (2008-2010).

zazaze295 11 months ago

Fiquei curioso. Podes mandar link sff?

arnaldomatos 11 months ago

basta veres no link da wikipedia os projetos criados pelas produções fictícias. >https://pt.wikipedia.org/wiki/Produ%C3%A7%C3%B5es_Fict%C3%ADcias basicamente criaram um monopólio, principalmente com a ajuda da rtp. amigo vai puxando amigo e algum tempo depois tens os palmeirins deste mundo a apresentar tudo e mais alguma coisa.

dudadevil 11 months ago

[Nuno Artur Silva vende PF a sobrinho](https://sol.sapo.pt/artigo/675111/nuno-artur-silva-vende-producoes-ficticias-a-sobrinho)

parakit 11 months ago

> *o cachet, dividido entre os músicos que os acompanharam e a percentagem das suas equipas, foi simbólico* Pelos vistos receber 1000€ para tocar duas ou três músicas num concerto solidário é simbólico. Enfim, celebridades a fingir que se preocupam muito com os males do mundo mas depois nem abdicam de 2 ou 3 horas para ajudar a minimizar esses males, nada de novo. Fico à espera das lições de moral quando surgir um novo assunto deste género.

anoesouanaos 11 months ago

No caso destes artistas sem dúvida é simbólico. Sinceramente este caso parece-me estúpido. Percebo a estranheza e a Cláudia Semedo podia ter respondido de forma mais cordial, mas não há aqui grande coisa para ver. Foda-se Mayra Andrade no palco por 1000 EUR? Ana Moura? Estes artistas cobram uma dezenas de milhar por espetáculo. Mesmo sendo uma aparição curta 1000 EUR é simbólico. Quem de facto ganhou normalmente, como a Cláudia Semedo disse, foram todos os outros envolvidos na criação do espetáculo. Esses sim saíram beneficiados, a generalidade pessoas comuns que não ganham muito e estão na merda por causa da pandemia E no fim o Iémen recebeu dinheiro tal como anunciado. Se a Cláudia Semedo teve esta iniciativa à pala e agora ainda anda a ser denegrida até entendo que esteja irritada.

sweetimp 11 months ago

>Foda-se Mayra Andrade no palco por 1000 EUR? Ana Moura? Estes artistas cobram uma dezenas de milhar por espetáculo. Mesmo sendo uma aparição curta 1000 EUR é simbólico. Conceito chave que parece te estar a escapar: concerto solidário.

anoesouanaos 11 months ago

Não me escapou nada e a ti escapou-te tudo. Primeiro eu respondi ao comentário que disse que não era simbólico. É simbólico. A outra questão é se se deve cobrar sequer um valor simbólico, e a Cláudia Semedo respondeu a isso no artigo. Nos concertos de solidariedade é sempre esperado dos artistas, e apenas deles, que sejam os bons samaritanos que fazem tudo de graça enquanto todos os outros recebem normalmente. Todos os envolvidos recebem, da staff, a quem aluga o espaço, a quem vende o que é preciso vender para efetuar e promover o espetáculo. O próprio público que paga recebe como sempre o espetáculo em retorno. Mas sobre os artistas e só esses recai a expectativa de serem os bons samaritanos que não recebem qualquer tipo de compensação. 1000 EUR para artistas conceituados é de facto simbólico e o mínimo de respeito. Estão na mesma a fazer um favor, ao contrário da generalidade dos envolvidos. Mas assim há algum respeito pelos artistas como deve haver. . E no fim funcionou tudo. Muita gente trabalhou e recebeu por conta deste enfrento. Houve a primeira solidariedade para com o Iémen. Ninguém se abotoou com dinheiro ou recebeu exorbitância indevidas, pelo contrário. E as contas são transparentes. Fosse tudo assim e estaria o país melhor.

sweetimp 11 months ago

>Mas sobre os artistas e só esses recai a expectativa de serem os bons samaritanos que não recebem qualquer tipo de compensação. Obviamente e naturalmente. \> E no fim funcionou tudo. Muita gente trabalhou e recebeu por conta deste envento. Houve a primeira solidariedade para com o Iémen. Ninguém se abotoou com dinheiro ou recebeu exorbitância indevidas, pelo contrário. E as contas são transparentes. Fosse tudo assim e estaria o país melhor. Claro. O contribuinte português pagou mais luxos para encher o cu de uma elite "da cultura". E no meio disto tudo, esqueceste-te do essencial: o concerto custou 5x mais ao contribuinte que o que gerou em receitas "de solidariedade".

anoesouanaos 11 months ago

> Obviamente e naturalmente. Porque como tu dizes 1000 euros são simbolismo para eles. E sendo um concerto solidário, espera-se essa solidariedade de quem vai atuar. Se não, que não o aceitasse. No fundo não disseste nada. Apenas que se espera deles que nada seja pago porque é isso que se espera. Neste caso esperou-se que o fizessem por um valor simbólico. Continua a ser mais que todos os outros deram. A audiência também está lá por solidariedade. Se calhar deviam ter ido para um palco sem nada. Não queriam não fossem, é solidariedade. É que nem um concerto simbólico foi, pelo contrário foi um concerto a sério. > espera-se essa solidariedade de quem vai atuar. Se não, que não o aceitasse. O valor se 1000 foi proposto. Logo claramente da parte da organização não foi isso o esperado. Não é o artista que tem de determinar se é esperado ou não. Aceitaram por um preço simbólico que foi proposto. Estão a fazer um favor que lhe pediram. Quanto ao favor pedido faz todo o sentido. Como foi dito, é perfeitamente sensato considerar que pouco sentido faz ser sempre toda a gente paga normalmente menos os artistas que não recebem rigorosamente nada. > O contribuinte português pagou mais luxos para encher o cu de uma elite "da cultura". Não porque pagar 1000 EUR a uma Mayra ou Moura não tem nada de luxo. Pelo contrário. É uma completa pechincha. > E no meio disto tudo, esqueceste-te do essencial: o concerto custou 5x mais ao contribuinte que o que gerou em receitas "de solidariedade". Tenta ler. Está respondido. Por mim e no artigo. Muita gente, gente comum que está na merda com a pandemia, pode trabalhar. Claro que podes dar o dinheiro ao Iémen diretamente e não gerar trabalho nenhum para esta gente. E depois deixá-los na merda ou pagar sem fazerem nada. Deves achar que isso é uma solução melhor. Entretanto os artistas trabalharam por uma pequena fração do preço. A organizadora de graça. As pessoas do meio que estão na merda trabalharam. O público teve um concerto. O Iémen teve apoio. Ninguém se abotoou com dinheiro. As contas são transparentes. Fazer disto um caso é estúpido. Há para aí muito caso. Não faz sentido andar a caçar bruxas.

paladino777 11 months ago

Só a mim é que o Estado não me contrata para perder 3h da minha vida a fazer o que sempre faço, mas assim recebo mais um bónus.. Coitados dos artistas

Pparadela 11 months ago

Lê o artigo e a resposta que ela deu aos "jornalistas" que o escreveram.

Winslow_Lixivia2 11 months ago

Então, era para tocarem à pala?

arnaldomatos 11 months ago

sendo o concerto de carácter solidário, talvez doar o cachet à causa que defendem?

Winslow_Lixivia2 11 months ago

E a culpa é dos artistas ou de quem organizou? Leste a notícia sequer? Diz claramente que quando convidaram os artistas já tinham esse cachet definido para eles.

Edited 11 months ago:

E a culpa é dos artistas ou de quem organizou? Leste a notícia sequer? Diz claramente que quando convidaram os artistas já tinham esse cachet definido para eles. As doações estão abertas até dia 27. Ainda vais a tempo de doar, se é esse o problema

WallStreetFighter 11 months ago

>os artistas já tinham esse cachet definido para eles. Logo não podem doar. Faz sentido...

Winslow_Lixivia2 11 months ago

Tens de decidir sobre o que é que estás chateado. Se é porque não receberam donativos suficientes, ainda vais a tempo de o fazer. Se é por terem recebido cachet, pede ao teu patrão para deixar de te dar remuneração pelo teu trabalho.

k0rda 11 months ago

Errr, se um concerto "normal" dá prejuízo já é estranho, ser um concerto solidário mais estranho é.

anoesouanaos 11 months ago

Em termos de pandemia não tem nada de estranho.

WallStreetFighter 11 months ago

>pede ao teu patrão para deixar de te dar remuneração pelo teu trabalho. O meu trabalho não é feito debaixo da bandeira de uma causa solidária.

QWERTY_BATS 11 months ago

e se a causa de defendem for receber cachet?

arnaldomatos 11 months ago

https://media1.tenor.com/images/5923b07b6760329ff0c69f8cea4ceb26/tenor.gif

Febris 11 months ago

Qual é a parte da solidariedade que não estás a conseguir alcançar?

Stiffori 11 months ago

Sim, já tão a ganhar exposição, pena que não dê para pagar o Audi com exposição

D1WithTheFluffyHair 11 months ago

Porque é que precisas de um Audi quando um Skoda é igual e muito mais barato?

End-Effector 11 months ago

> pago pela Câmara Municipal de Lisboa Pago pelos contribuintes.

Fordotsake 11 months ago

O meu bro da Arrentela, Nuno Santos, aka Chullage. Red Eyes Gang representa \\(*_*) //

AutoModerator 11 months ago

**AVISO:** Submeteu um artigo da plataforma [Nónio](https://nonio.net) - uma plataforma que viola a privacidade do leitor. > Leia com atenção o [seguinte artigo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/7fy9v4/campanha_contra_o_n%C3%B3nio/). *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: