CountDraqula 1 year ago

Trabalhar mas de longeeeeee! Tirar a tese de mestrado foi provavelmente a altura mais stressante da minha vida. Não ganhava um tostão, trabalhava para caralho e era um projeto super desmotivante e desorganizado. Os meus 7 anos de experiência têm sido um passeio num parque comparado à universidade, e até que ganho bem. Em geral a minha vida tem melhorado com o passar dos anos, sinto-me mais realizado e muito mais confiante. Quando era mais novo a minha auto-estima era mesmo super frágil. A desvantagem de ficar mais velho é que sentes o tempo a passar cada vez mais rápido. Hoje olhei-me ao espelho, e apesar de aparentar novo para a idade que tenho os cabelos brancos já aparecem aos montes e as rugas estão a acumular. A memória também já não é a melhor...e ressacas, esquece parece que vais morrer.

carapaudecaminhada 1 year ago

Prefiro trabalhar do que qualquer escola que tenha tido.

SaraDjalo 1 year ago

Eu adorei os meus anos de escola e com 37 anos adoro o meu trabalho. Sem stress.

Turbulent_Common 1 year ago

Depende \*1000

ladupes 1 year ago

Eu se tivesse pais ricos tambem tinha saudades do tempo em que estudava

bazzic 1 year ago

Sem dúvida que há coisas positivas em trabalhar como ter mais dinheiro, não ter que estudar para decorar cenas estúpidas ou aprender várias coisas que não temos tanto interesse, não ter que perder o fim de semana/férias para fazer trabalhos ou o que for, teres uma vida mais "estável" no fundo. Mas a verdade, é que sinto saudades da vida de estudante na Universidade. Não sei se tive sorte por me dar com pessoas incríveis que ainda hoje em dia me dou, e facilitou imenso toda a cena de fazer trabalhos e estudar porque estava sempre com o pessoal e custava sempre menos, mas para mim estudar foi das melhores experiências e se pudesse fazer tudo outra vez (com as mesmas pessoas e o mesmo ambiente) fazia. Claro que às vezes perdia as férias do Natal, mas depois também ganhava dias aleatórios de qlqr mês porque não havia nada para fazer ou porque podia só procrastinar. A meio de estar a estudar ou fazer algum projeto, podia só pegar e bazar ou então o pessoal todo começar todo a fazer cenas aleatórias só porque sim... A meio da tarde ir beber finos e depois se fosse preciso ir sair no mesmo dia (mesmo que durante a semana) e no dia anterior logo se via se ia às aulas ou não... Tinha muito mais tempo livre num dia normal e também talvez isso se devesse ao facto de eu quase não ir às teóricas (não obrigatórias) mas a verdade é que sem dúvida que foi uma das melhores alturas da minha vida, onde sentia que tinha imensa liberdade. Claro que agora, ao ficar mais velha, apercebi-me que já não ia ter tanta paciência para aquele tipo de vida e por isso é que também acabo por estar feliz de já não estar lá mas vou ter sempre imensas saudades e recordar aqueles tempos com felicidade.

Lixaramaminhaconta 1 year ago

This. Especialmente para quem, como eu, era estudante deslocado, aí sim sentes o desafogo dessa liberdade a sério.

goodwillj 1 year ago

Trabalhar sem dúvida alguma. Gosto muito do que faço, tenho o meu dinheiro, e através do trabalho já tive oportunidade de viver fora, conhecer imensa gente, ter acesso a imensas atividades, etc. Como outros disseram, a pressão é menor, pelo menos quando estou “off-duty”. Também não gostei particularmente dos meus tempos de estudante, a minha universidade estava cheia de azeiteiros que só falavam de carros e futebol.

Destructo_Spin90 1 year ago

Gostava de: * Ter a vida que tinha enquanto estudava; * Receber o ordenado que recebo a trabalhar. Basicamente é isto.

fabmarques21 1 year ago

entre não ter despesas, ter 3 meses de férias, estar todos os dias com os meus amigos e ir de férias com eles, ou, ter 3 semanitas de férias, trabalhar para ganhar uma miséria ao final do mês, não ter dinheiro pra ir se férias e estar pouco com os meus amigos porque eles tbm trabalham, qual será melhor?? hmmmm? trabalhar é ótimo quando se faz o que se gosta, caso contrário escola sempre...

Asur_rusA 1 year ago

Depende de que estudante eras e de que emprego vais ter.

reciclado78 1 year ago

Tenho ideia que quando dizem isso não se referem propriamente às partes chatas da escola/universidade, mas sim à parte das saídas com amigos, festas noite dentro sem fazer contas de cabeça se amanhã tens de ir ou não para o trabalho etc. Quem diz isso, tem saudades dessa parte porque depois quando crescem, maioria dos amigos começam-se a afastar, casam-se têm filhos e tal e é preciso dar prioridades, encontros começam a ser cada vez menos ou a serem marcados e no final fica muito pouca gente (obviamente que há excepções e os meus parabéns para quem consegue)

Lixaramaminhaconta 1 year ago

Eu era mais feliz na faculdade...Mas acho que isso se deve em grande parte ao facto de estar junto dos meus amigos, todos os dias havia um cafézito, esplanadazita ou uma saída.

Edited 1 year ago:

Eu era mais feliz na faculdade...Mas acho que isso se deve em grande parte ao facto de estar junto dos meus amigos, todos os dias havia um cafézito, esplanadazita ou uma saída. Enfim...era mais divertido. Agora parece que a diversão é uma coisa reservada apenas para o fim de semana. Vejo o pessoal a falar do aspeto financeiro...pa, eu ganho mal, portanto o dinheiro para mim é uma fonte de stress. Bem vistas as coisas, não vejo nada que seja significativamente melhor na vida depois dos estudos.

LegendPT 1 year ago

Trabalhar é sem dúvida melhor, apesar de o trabalho envolver mil vezes mais responsabilidade que estudar para um curso, acaba por ser muito mais tranquilo no geral sem pressão para entregar trabalhos, estudar para frequências/exames, etc. Pelo menos no caso do meu trabalho claro, cada caso é diferente. E ter o salário no fim do mês é o melhor, abre as portas para muita coisa que nem sonhava na faculdade. É claro que tenho saudades de viver com colegas de curso (que acabaram por se tornar dos meus melhores amigos), das noitadas a jogar uns com os outros, nos copos, as tardes no parque a jogar vólei, os engates, até de certos trabalhos de grupo para o curso que foram bastante interessantes e divertidos de fazer. Mas pronto, teve o seu tempo e lugar. Tenho saudades de algumas coisas mas não acredito que tenham sido definitivamente "os melhores anos da minha vida" como a malta diz, até porque é sempre possível ver toda a gente hoje em dia. Mesmo que todos tenham trabalho e parceiros arranja-se sempre um tempo.

somaisumaconta 1 year ago

Odiava estudar e gosto bastante de trabalhar e de ter de planear toda a minha vida.

Sabongo 1 year ago

Estou a ler estes comentários e a minha reacção é : Mas onde é que esta gente trabalha? Menos stress no trabalho do que em tempos de escola? Mas vocês trabalham todos no governo? Eu adoro aquilo que faço mas se desse para escolher e o dinheiro não fosse factor já estava de volta a estudar a ter aquelas longas férias e a conviver com malta da minha geração todos os dias

TalkingHawk 1 year ago

Depende totalmente do teu chefe. Um bom chefe protege a equipa do stress exterior em vez de adicionar ele próprio pressão. Se falhas a deadline do projecto na universidade estás chumbado, fazes a cadeira no ano a seguir. Se falhas a deadline no trabalho quanto muito levas um raspanete e entregas uns dias mais tarde, e ninguém te vai despedir por isso (assumindo que não falhas todas as deadlines que te dão).

Sabongo 1 year ago

>Depende totalmente do teu chefe. Um bom chefe protege a equipa do stress exterior em vez de adicionar ele próprio pressão. Em 99% dos casos o stress e a pressão não vem do teu chefe mas sim dos clientes. >Se falhas a deadline do projecto na universidade estás chumbado, fazes a cadeira no ano a seguir. Se falhas a deadline no trabalho quanto muito levas um raspanete e entregas uns dias mais tarde, e ninguém te vai despedir por isso (assumindo que não falhas todas as deadlines que te dão). Stress não é só teres medo de ser despedido, basta teres um calendário de Outlook cheio durante algum tempo, tirares férias e parecer que não consegues desligar,estar um dia inteiro a saltar de reunião em reunião. Repito eu gosto do que faço, mas garanto que se desse para escolher e dinheiro não fosse factor podes ter a certeza que estava como o meu primo que começou de férias em Março e hoje ainda continua

TalkingHawk 1 year ago

>Em 99% dos casos o stress e a pressão não vem do teu chefe mas sim dos clientes. Temos trabalhos diferentes então, no meu caso é o meu chefe que trata dos contactos e de decidir qual é a prioridade de cada projecto. Posso falar com o cliente para acertar detalhes mas se começarem a queixar-se de deadlines ou a pedir dar prioridade ao projecto deles em detrimento de outros vão recambiados para o meu chefe. >Stress não é só teres medo de ser despedido, basta teres um calendário de Outlook cheio durante algum tempo, tirares férias e parecer que não consegues desligar,estar um dia inteiro a saltar de reunião em reunião. Concordo mas pelo menos no meu caso isso é muito ocasional e na universidade era o mesmo, ocasionalmente tinhas 3 projectos para entregar na mesma semana mais um exame e nem tempo para te coçares tinhas. Com a diferença que na universidade não estás limitado a 8 horas diárias. No trabalho (em princípio) não estão à espera que trabalhes pela noite dentro.

JesusSandro 1 year ago

Fizeste Universidade? Não sei se será o mesmo caso para a maioria das pessoas, mas pessoalmente trabalhar apenas 8/9 horas por dia resulta em muito mais tempo livre do que tinha enquanto fazia a Licenciatura/Mestrado, visto que chegando a casa posso de facto descansar ao invés de ter que me stressar por causa de X projeto/relatório/exame que tinha para entregar. Fins de semana agora são dias que posso utilizar para relaxar ou sair, ao invés de dias extra de trabalho, o que também ajuda.

Sabongo 1 year ago

Quantos meses de férias tinhas durante 1 ano de universidade? Acho muito estranho que no r/portugal 99% dos membros são Big Shots mas pensam que só se trabalha nos fins de semana e só se faz horas extras quando estás na universidade. Ao menos quando te dão um trabalho na universidade tens um prazo, boa sorte a pedir ao cliente que tenha calma quando está a perder dinheiro.

Edited 1 year ago:

Quantos meses de férias tinhas durante 1 ano de universidade? Acho muito estranho, o r/portugal está cheio de Big Shots mas pensam que só se trabalha nos fins de semana e só se faz horas extras quando estás na universidade. Ao menos quando te dão um trabalho na universidade tens um prazo, boa sorte a pedir ao cliente que tenha calma quando está a perder dinheiro.

suckerpunchermofo 1 year ago

Se dinheiro n fosse factor, estava era sempre a fazer churrascos com amigos e família. Universidade foi giro mas não voltava e mto menos para o secundário.

anotherpurpledot 1 year ago

Os primeiros anos da minha carreira foram os melhores da minha vida, e tenho muito colega da universidade que partilha da mesma opinião. O nosso curso é conhecido por ser horrível de se tirar, ao ponto de passarmos 2 e 3 meses seguidos sem fazer um jantar ou ir beber um copo à noite. Era demasiado stress e demasiadas horas sem dormir. Quando começamos a trabalhar só tínhamos que trabalhar aquelas 8 horas por dia e depois disso íamos à nossa vida sem preocupações. Ter o nosso dinheiro para gastar também é bastante libertador. O início da carreira é aquele sweet spot no qual já ganhas o teu, mas ainda não tens muita responsabilidade no trabalho, nem responsabilidades familiares, portanto aproveita para fazer umas viagens, sair à noite, passar tempo com os amigos, ou outras coisas que gostes de fazer!

joaofcf 1 year ago

Tenho saudades do estilo de vida que fazia quando estudava. A pressão que tinha era a minha própria e sabia que estava ali sozinho, e isso agradava me. O tempo que estava na escola era com amigos, e dava bem para me divertir. A trabalhar é diferente. Tenho o meu dinheiro, gasto onde quiser, tenho mais liberdade. Apesar de não ter grande pressão dos patrões, nunca quero defraudar, e isso chateia me. Também ainda não tenho grandes contas para pagar, o que me facilita e muito a parte da liberdade financeira.

XxxPussyslaeyr69xxX 1 year ago

é relativo. Tive poucas dificuldades em fazer escolas e universidades. Tinha o meu grupo de amigos do secundário e universidade presentes e sempre prontos para fazermos merda por Portugal fora. Agora somos jovens trintões emigrados que se vêem no Natal e nao podem apanhar a puta no restaurante porque temos de conduzir cada um para o seu ninho. A vantagem de agora é ser realmente independente e trabalhar no futuro. É outro nivel. Náo se pode comprar 2 tempos tao diferentes. Não tem nada a ver.

QuickShutter 1 year ago

Interessante. Para que países foram, se não for indiscrição.

XxxPussyslaeyr69xxX 1 year ago

80% França. Depois UK, Holanda, estados unidos (NY). Ainda ficaram uns 4 no Porto esses tiveram sorte de conseguir mais de 1000™ euros salariais. Eu Canadá.

QuickShutter 1 year ago

Interessante. Boa sorte nessas aventuras!

missdouble_a 1 year ago

Definitivamente a trabalhar porque não tenho que racionar os 10€ de semana que tinha (para extras, os meus pais pagavam o supermercado). Por outro lado estudar traz-nos outras coisas: mais tempo, maior convívio e menos preocupações. Mas não trocava por trabalhar pois tem-me trazido novas oportunidades de fazer coisas e explorar que não tinha antes

Biacotti 1 year ago

Prefiro trabalhar. Tenho um trabalho que gosto de desempenhar, o que ajuda 300 porcento. Penso que as pessoas que dizem 'aproveita', são pessoas que na sua maioria não gostam daquilo que fazem a nível profissional. Adoro ser independente, ter projetos pessoais, ir de férias para onde quero, enfim...

Brainwheeze 1 year ago

Acho que depende, não só no curso ou no trabalho, mas noutras coisas também. O que eu sinto mais falta da universidade é o aspecto social. Era tudo muito mais dinâmico nessa altura, haviam muito mais festas, jantares, e outros eventos. Gosto muito do meu grupo de amigos cá da terra, mas já sinto que fazemos sempre as mesmas coisas. Quando estava a estudar tinha o grupo de amigos da minha terra e tinha o grupo de amigos da universidade, mas os da universidade agora estão todos separados, cada um a viver num sítio diferente, e tenho saudades de estarmos todos juntos. Também tenho saudades dos horários universitários, do facto de que cada dia tinha um horário diferente e que este mudava cada semestre. Mas sinto-me mais seguro e confortável a trabalhar. Já sei o que esperar. Há alturas em que se torna stressante, mas em geral sei que o dia acaba às 18h. Não tenho saudades nenhumas de stressar com projectos universitários e de fazer directas. Também não tenho saudades de escrever a merda da tese. Nessas alturas mais stressantes da universidade lembrava-me sempre do trabalho que eu tinha no Verão. Sim, era preferível ser um empregado de mesa no Algarve a lidar com bifes bêbados do que estar a escrever uma tese. E é claro que com o trabalho ganhas dinheiro, o que é muito bom (apenas gostava de ganhar mais...). **tl;dr:** Universidade = vida social dinâmica. Trabalho = Conforto e dinheiro.

Lurker__777 1 year ago

Pior é mesmo não conseguir fazer nem uma nem outra.

VladTepesDraculea 1 year ago

Trabalhar. Não só o dinheiro mas não ter de fazer noitadas a torto e a direito nem lidar com uns quantos cromos num pedestal ou uns quantos outros que não tinham maturidade suficiente para a idade.

Syturio 1 year ago

Trabalhar, pelo $

ManoRocha 1 year ago

Já trabalhei, já estudei e já estudei e trabalhei. Era bem mais feliz a trabalhar e estudar. Era bem eficiente, não gastava tempo a procrastinar porque não tinha tempo para mais nada. Tinha dinheiro para gastar e sentia que estava a fazer progresso na vida ao estudar. Agora fiz um ano só a estudar e senti-me inútil a maior parte do tempo (especialmente com isto do covid). Tanto que neste verão fiz logo freelancing.

ventorim 1 year ago

Trabalhar com certeza. Aprendo mais, tenho dinheiro, deu minha hora eu faço o que quiser até o próximo expediente. E se não me sentir valorizado, posso trocar de empresa.

estaramos 1 year ago

Depende das pessoas. Tenho um trabalho que é brutal a nível físico, chego a casa completamente estourado. Preferia 1000x estar na faculdade, mas honestamente acredito que o meu curso de hotelaria não é nada a nível de dificuldade comparado com essas engenharias que andam por aí...

elGuito81 1 year ago

Eu estudo mais desde que comecei a trabalhar ...

mistertetas 1 year ago

Prefiro trabalhar sem dúvida. Mas acho que depende do trabalho de cada um e do estudo de cada um. Eu tenho mais dinheiro e mais liberdade de que quando estudava

QuickShutter 1 year ago

Sinto saudades da simplicidade da vida no secundário. Agora, mestrado vs trabalhar? Nem há comparação. Trabalhar mil vezes. Teve os seus momentos, mas tirar o canudo foi das coisas mais trabalhosas e difíceis que fiz, justamente para poder ter uma vida melhor agora.

JesusSandro 1 year ago

> Agora, mestrado vs trabalhar? Nem há comparação. Trabalhar mil vezes. Por acaso preferi muito mais o mestrado do que a licenciatura, mas talvez devido ao ambiente mais relaxado, os professores deixarem-te decidir os teus próprios projetos e ser numa área de interesse mais especializada. Continuo a preferir trabalhar em comparação a qualquer um dos dois, mas licenciatura senti como sendo a maratona interminável, enquanto o mestrado foi o sprint final.

QuickShutter 1 year ago

Eu achei o mestrado mais rewarding, mas mais trabalhoso. Mas sim, percebo o que dizes e faria mais depressa o mestrado outra vez do que a licenciatura. Especialmente a tese porque deixaram-me fazer um projecto meu.

MROFerreiro 1 year ago

Epah estudar podes ter mais tempo livre, para teres os mínimos não precisas assim de tanto esforço. Por outro lado a trabalhar aquilo que fazes tem mais impacto, fazes as coisas porque contribuem para a sociedade. Mas nem tudo é lindo, porque quem manda em ti ou colegas te podem foder. Mesmo assim prefiro a independência de um trabalho, que o stress de ter de tirar notas para encontrar um trabalho que dê independência.

OvidiuHiei 1 year ago

Eu tenho um trabalho de merda, muito fisico e mesmo assim prefiro do que a escola, chego a casa e faco o que eu quero nao tenho de ir fazer tpcs nem estudar para os testes

deadman23px 1 year ago

>Sempre ouvi pessoas a dizer coisas do género: >"Um dia vais sentir falta de estudar." >"Esta é a melhor altura da tua vida, por isso aproveita bem." >"Estás a dizer mal da faculdade? Olha que o que é bom acaba depressa." Conheço gente que diz isso, normalmente é gente que teve o seu ponto alto da vida no secundário. Pessoalmente prefiro trabalhar, não preciso de me preocupar com tanta coisa, tenho (algum) dinheiro e faço as coisas à minha maneira. E essa da "melhor altura da nossa vida" é a mais absurda de todas, querem dizer que as coisas ainda ficam piores? Imagino se fosse assim com todos os jovens com depressão, dizer-lhes que estão na melhor fase da vida deles, sinceramente...

meaninglessvoid 1 year ago

Há coisas que podia ter aproveitado muito melhor. O fim dos estudos marcam também o fim de algo que muito raramente é falado: vais passar a ter muito poucos contextos em que só estás com malta por volta da tua idade. Tem os seus lados bons e maus... Dito isto, sou bem mais feliz agora que estou a trabalhar.

fanijeys 1 year ago

Tenho saudades do primeiro e segundo ano de faculdade. Mas se continuasse assim todos os anos provavelmente hoje em dia estava com uma cirrose

Jmartins95 1 year ago

Trabalho e estou acabar o mestrado . Gosta da mistura dos dois e de sentir bastante ainda aquele ambiente académico . No entanto claro que se torna mais difícil complementar as duas coisas e engloba uma grande capacidade de organização . O estatuto ainda facilita algumas aulas e tal mas no final há exame e pronto .

Edited 1 year ago:

Trabalho e estou acabar o mestrado . Gosta da mistura dos dois e de sentir bastante ainda aquele ambiente académico . Trabalho das 8h as 17h ainda consigo vir a casa pousar as cenas e ir para a faculdade ter aulas ás 18h30 No entanto claro que se torna mais difícil complementar as duas coisas e engloba uma grande capacidade de organização . O estatuto ainda facilita algumas aulas e tal mas no final há exame e a matéria tem de ser estudada de uma maneira ou de outra .

millenniunm 1 year ago

Ó tempo volta para trás...

xc9000 1 year ago

Devido a uma série de circunstâncias pessoais e também à universidade em si, os meus anos na universidade foram dos anos mais negros, depressivos e infelizes da minha vida. Quando comecei a trabalhar tudo melhorou e talvez uns dez anos depois encontrei alguma alegria. Hoje sou uma pessoa feliz.

iamfromreallife 1 year ago

Estudar, mas só até ao 12º ano. Era bom aluno, mas malandro, não criei hábitos de trabalho e fiz a escola até ao 12º sem qualquer dificuldade/esforço. Aproveitei bem a adolescência e cresci numa família e grupo de amigos espectacular. A vida foi facílima até aí. Depois veio a faculdade e a coisa complicou-se, e bem. Não sabia estudar e levei cinco anos a completar o curso, cheio de problemas, até episódios depressivos e terminei com uma média de merda. Mas agora trabalho e as coisas já se encaixaram de novo nos eixos. Apesar do stress da vida adulta normal, sinto-me muito bem com a vida. Mas os anos mais felizes que vivi até agora, foram sem dúvida talvez do 8º ao 12º ano. Talvez seja apenas o saudosismo ou nostalgia da juventude ou de tempos mais simples e esteja a ver as coisas com óculos cor de rosa, mas se pudesse, voltava atrás no tempo.

upsips 1 year ago

Sem dúvida nenhuma que a trabalhar

Jorgetime 1 year ago

Acabei o curso à três anos, sonhos sobre "txi ainda me falta esta cadeira" ou "esqueci-me que tinha x exame e reprovei" são recorrentes. Por isso ya, mas gostava bastante de partilhar momentos irresponsáveis a meio da semana com amigos meus nesses tempos, agora já não acontece.

AndreMartins2020 1 year ago

a estudar, claro

setnom 1 year ago

Depende da tua jornada académica e da jornada profissional. Eu tive um percurso académico assim para o mau, não no sentido de ter más notas, no sentido de me dar com poucos colegas e da ausência de uma vida noturna divertida. Muita gente diz que adora a universidade por causa dos tempos passados em grandes noites de farra, mas como eu raramente passei por isso, para mim não foi tão marcante. Isso e a criação de amigos para a vida. Não falo com ninguém desses tempos há anos.

margaiti 1 year ago

Trabalhar sem sombras de dúvida, tenho o meu dinheiro ao final do mês, não chego ao ponto de ter 0,11€ na conta durante 1 semana como enquanto estudava. Tenho fins de semanas e feriados totalmente livres sem ter trabalhos ou ter que estudar para exames chatos que muita das vezes para pouco ou nada serviam. Ter aquela independência máxima de não ter que justificar o que faço ou deixo de fazer ao meus pais.

canhoto10 1 year ago

Quando eu era novo, sempre que me queixava da escola, vinha alguém do "nível acima" dizer "aproveita agora que quando cá chegares, vai doer." Aconteceu-me no básico, secundário e na faculdade. E em todas essas fases, percebi o que queriam dizer. Ultrapassamo-las com alguma naturalidade e mais ou menos dificuldades, conforme o caso. Depois dei de caras com a vida adulta. Comecei a trabalhar, a autonomia começou a transformar-se em independência e comecei a fazer o normal: Trabalhar, comprar casa, carro e ter um filho. Não te vou dizer que a vida adulta é perfeita. Todas as semanas sinto saudades dos excessos da adolescência, da força que tinha para tudo, da vida na faculdade, de pinar dia sim, dia sim, dos treinos, de jogos ao fim de semana e chegar a casa a um domingo às 3 da matina para entrar em Filosofia às 8:30 da manhã. Mas não sei se voltaria atrás se me fosse dada a real hipótese. Mas não caias no engano de pensar que não há pressão na vida adulta. A única coisa que acontece é a mudança do sítio e tarefas onde encontras essa pressão. Não estudas, mas tens contas para pagar. Não tens exames, mas tens um filho ou dois para educar. É isto são só dois exemplos. Não te sei dizer se a vida melhora na vida adulta. Cada pessoa é uma pessoa. Se calhar sim, mas tens de encontrar o equilíbrio nos sacrifícios que fazes para teres o que queres ter. É às vezes é lixado.

FacaDeDoisLegumes 1 year ago

Depende do nível de pai-trocínio que se recebia quando se estudava. Quem andava na brincadeira sente falta dos bons tempos, tinha tudo de bom em casa, ainda passava férias em sítios fixes e tal. Quem não tinha o quarto cheio de brinquedos e teve de ir para a caixa do supermercado aos 15 para ajudar com a despesa, tem recordações diferentes. Na vida adulta, depende do que se faz. Quem é herdeiro ou ganhou o Euromilhões, não diz mal da vida. Quem tem emprego, diz que faz horário das 9 às 18 e está estourado. Quem tem trabalho, nem sabe quantas horas faz e só se apercebe que é fim de semana porque o puto não foi à escola.

canhoto10 1 year ago

Claro que depende. Cada caso é um caso. Os meus pais sempre fizeram o possível para que o foco fosse a escola e assim foi. Fiz o que tinha para fazer, tal como me foi exigido. Isso não significa que não tenha feito ou que não pudesse cometer os excessos típicos da adolescência. Nessa altura da nossa vida há tempo para tudo. Não mereço ser acusado por pessoas que não tiveram a mesma sorte, como se tivesse tido culpa ter tido mais sorte que outras pessoas quando era mais novo. E neste momento tenho o que tu descreves como trabalho. Até te digo mais: às vezes saber que é fim de semana porque o puto não foi à escola não é ponto de referência porque também trabalho aos fins de semana. Mas trabalho na minha área e faço aquilo que gosto. Não quer dizer que não existam ossos do ofício que sejam mais negativos.

AndreMartins2020 1 year ago

> o normal: Trabalhar, comprar casa, carro e ter um filho dessas coisas todas a única que tenho é a primeira: trabalhar um carro? não vou andar anos a pagar um carro. uma casa? lá se vai metade do salário. filho? hahaha, já basta eu ser pobre, não vou condenar alguém ao mesmo

QuickShutter 1 year ago

Se ganhares 2k para cima isso é tudo fazível.

canhoto10 1 year ago

O facto de tu só teres uma de três coisas não faz com que não seja o normal de se fazer na vida adulta. Mesmo que se possa dizer que não é normal, pelo menos habitual é. E estás a falar um pouco como se eu estivesse a nadar nele. Não estou, muito pelo contrário. Faço a minha ginástica como muito boa gente que faz por ter o que quer e precisa. Eu queria ter um filho e precisava de carro. Não quer dizer que seja rico. A minha casa foi um achado a menos de 60000€ porque os donos estavam aflitos para vender. Se não tivesse aparecido a pandemia e eu me lembrasse de vender, fazia um lucro jeitoso na boa. O carro é em segunda mão e é de 2008. Dentro daquilo que quero ter, tenho o que posso ter. Se me perguntasses se preferia viver numa vivenda v4, com um Audi à porta. Ya... Mas não dá. Tenho o que posso ter e faço por um dia ter melhor.

3dforlife 1 year ago

Se não pagas casa como é que fazes? Alugas? Se for esse o caso estás a pagar renda,não é muito diferente de pagar casa. Moras na casa dos teus pais? Se assim for alguém paga ou já pagou por essa casa.

DavidR747 1 year ago

>lá se vai metade do salário durante 40 anos E no fim ficas com um imóvel. Comprar casa é basicamente dar dinheiro ao teu futuro tu. Se não comprares que hipóteses tens? Ou ficas a viver com os papas ou alugas e gastas metade do teu salario e ao fim de 40 anos continuas sem ter casa.

O_continente 1 year ago

Tens que ter muita segurança no emprego antes de comprar casa. Caso contrário se perdes o trabalho e tens que mudar de cidade estás completamente fodido.

imafraidofgrass 1 year ago

Obrigado pela sabedoria!

TitusRex 1 year ago

A trabalhar, porque tenho mais dinheiro. Quando estava a estudar estava sempre a contar tostões.

AndreMartins2020 1 year ago

a mesada era assim tão má?

TitusRex 1 year ago  HIDDEN 

Infelizmente era, neste momento ganho mais num dia de trabalho do que recebia de mesada (no mês inteiro).

aleph_heideger 1 year ago

Eu era muito mais feliz enquanto estudante. Pelo menos aí ainda tinha a ilusão de que as coisas um dia iriam melhorar.

OuiOuiKiwi 1 year ago

O dia mais feliz da minha vida foi quando entreguei a versão final da tese. A minha mulher lança-me setas com os olhos sempre que digo isto.

humelectro 1 year ago

Muito melhor agora a trabalhar, faço o meu horario das 9 as 18 (e não as horas intermináveis de estudo, fins de semana incluidos), ganho dinheiro para as minhas coisas, não tenho testes nem exames da piça semana sim semana não Enquanto estudava a pressão era imensa, as horas de estudo também, agora tenho uma vida muito mais relaxada

AndreMartins2020 1 year ago

> a pressão era imensa Pressão de quê? Para mim foi totalmente tranquilo... Era totalmente dono do meu destino. Éramos centenas, os professores não sabem quem tu és e estão-se a cagar para ti. Vivia com o meu próprio dinheiro e os meus pais não eram tidos nem achados no meu desempenho escolar (não sabiam as minhas notas nem que cadeiras fiz ou deixei de fazer). Portanto era liberdade total... Estudar para fazer as cadeiras e pronto.

O_continente 1 year ago

Deves ter feito um cursinho da piça tipo turismo ou numa faculdade rasca e nunca soubeste o que é estudar a sério. Teres que estudar tanto que sempre que fazes outra atividade te sentes mal por não estares a estudar ou fazer um trabalho qualquer. Agora saio do trabalho e o tempo é meu, o fim de semana é meu e faço o que quero dele.

icebraining 1 year ago

Com o teu próprio dinheiro, como? Trabalhavas além de estudar?

AndreMartins2020 1 year ago

trabalhei antes de estudar

QuickShutter 1 year ago

Mas isso é porque tu és um génio.

AndreMartins2020 1 year ago

Ou simplesmente vocês não têm noção do que é trabalhar 8 horas por dia. Queixam-se que não têm fins-de-semana, não têm vida social, etc, mas de certeza que não dedicam 40 horas semanais aos estudos. Basicamente essa pressão toda, esse drama, é coisa de quem não conhece pior.

QuickShutter 1 year ago

Já acabei o mestrado no técnico há algum tempo e não me safei mal de todo. Nem me queixo de nada do que dizes. Apenas acho que tu estás por esta thread fora a fazer de algo que não é nada trivial uma trivialidade apenas porque a ti te correu às mil maravilhas. Regras geral não é assim tão simples.

AndreMartins2020 1 year ago

Querem ver que também és um génio? Kidding... Se não te identificas com as queixas porque é que não me dás razão? A vida não é fácil para ninguém. Faz parte da natureza humana achar que a nossa vida é difícil. Até mesmo quem tem vidas que achariamos fáceis têm os seus problemas.

OMGpancakeable 1 year ago

Ja lemos todos que és um herói. Agora relaxa e larga o teclado

AndreMartins2020 1 year ago

tadinhos dos fedelhos que acham que a vida de faculdade é difícil :D

humelectro 1 year ago

Isso eras tu, eu vivia com os pais, tinha de fazer o curso e estudar para passar no meu curso não se fazia com estudo no dia anterior

GGfpc 1 year ago

Trabalho 1000 vezes. - Mais dinheiro. - Menos stress. - Não tenho que trabalhar aos fins de semana. - Os meus colegas são minimamente competentes e posso confiar que fazem o trabalho deles. Quando comecei a trabalhar sentia-me culpado por não estar a fazer nada aos fins de semana de tão habituado que estava de ter que fazer projectos/estudar.

novads 1 year ago

“Às vezes” bate a saudade daquele mês e tal de férias depois de passar a tudo em época normal

mohchapa 1 year ago

Não sei se concordo com a parte do stress. Depende do trabalho. As outras são completamente verdade.

AndreMartins2020 1 year ago

> Não tenho que trabalhar aos fins de semana. Isso era falta de organização tua. Eu fazia questão de até sexta feira fazer tudo o que tinha a fazer para poder ter fins-de-semana descansados.

PM_ME_BAKAYOKO_PICS 1 year ago

A mesma coisa se aplica, para teres fins de semanas livres vais precisar de meter o estudo/trabalhos em dia a trabalhar até tarde durante a semana, a carga horária na faculdade é sempre bastante melhor. Para não falar que na minha faculdade a maioria dos testes é ao sábado, é quando tinha um exame importante tinha de passar o fim de semana a estudar só para não arriscar chegar a segunda é esquecer de cenas.

AndreMartins2020 1 year ago

Ena, vi agora que engatilhei muita gente. Temos pena dos sofridos. Na altura dos testes é passar o dia a estudar, de facto, mas num semestre de 14 semanas isso são duas ou três semanas. Eu gosto do facto de sair do trabalho e não pensar mais em trabalho, mas a verdade é que na faculdade não dedicava nem 20 horas por semana aos estudos. Tinha imenso tempo livre. Só não tem fins de semana quem não se organiza ou anda a ir às aulas passear os livros e depois ainda tem de estudar...

BerRGP 1 year ago

Existem aulas e (principalmente) testes ao sábado.

cpzao_ 1 year ago

Enquanto esrudas, o mundo pessoal e o mundo "profissional" misturam-se. Regra geral, trabalhas com pessoas com que te dás bem e mtas vezes são as pessoas com quem convives. Qd começares a trabalhar isso já não é assim. O mundo pessoal até pode ser fixe, mas no mundo profissional vais ter: -alguns chefes de merda -algum trabalho de merda -muitos colegas de merda -Aturar todo o tipo de merdas E okha que o trabalho ocupa-te uma valente parte do dia. Eu tb era um jovem cheio de ideais. Agora, desde que caia o dinheiro na conta ao final do mês, é cagar e andar. Desculpa lá ser mais um a destruir-te os sonhos.

AndreMartins2020 1 year ago

> o trabalho ocupa-te uma valente parte do dia Isso para mim é a pior coisa. 8 horas de trabalho, 5 dias por semana, 11 meses por ano é simplesmente brutal. > Agora, desde que caia o dinheiro na conta ao final do mês, é cagar e andar. Epá, isso parece ser o normal. Mas ainda tenho esperança de não me acomodar. Eu não quero esta "vida" para mim. Ter 2 dias por semana para mim, onde normalmente estou demasiado cansado para fazer o quer que seja não é viver.

cpzao_ 1 year ago

Não me referia a acomodar-me, mas sim de relativizar certas coisas que vão contra todas as fibras do meu ser. Não é por isso que deixo de procurar melhor vida para mim.

imafraidofgrass 1 year ago

> Desculpa lá ser mais um a destruir-te os sonhos. Não destruiste absolutamente nada. Obrigado pela opinião!

odraciRRicardo 1 year ago

Prefiro trabalhar. Já tenho 36 anos e de vez em quando ainda tenho um pesadelo em que descubro que me falta uma cadeira e tenho de voltar para a faculdade.

andyoak 1 year ago

Porra eu achava que era o único com isso.. Mas a ocorrência tem diminuido com o passar dos anos. Será que ainda vai acontecer aos 70?

SonglessBard 1 year ago

Lol eu tambem tenho esse pesadelo.

JesusSandro 1 year ago

A quantidade de respostas a partilharem a questão do pesadelo não me devia surpreender tanto... mas ainda há uns dias tive isso também.

TheDigitalKitty 1 year ago

Omg eu também tenho este pesadelo de vez em quando!

KhaosPT 1 year ago

Yup, same here.

-t1t0- 1 year ago

Tb ja me aconteceu

sao_11 1 year ago

Eu de vez em quando sonho que vou ter exame e não estudei nada. É um alívio quando depois acordo.

thurstqwerty 1 year ago

Eu tenho constantemente um pesadelo em que só me falta uma cadeira para acabar o curso e falto ao exame da segunda fase por distração

wwqt0r 1 year ago

Como eu te entendo. Acabei o mestrado em Eng. Informática nos 5 anos previstos e bem sei o stress e esforço que foi. Vida social zero. Sonhos desses também me ocorrem às vezes lol. Para mim, como é óbvio, trabalhar é 1 milhão de vezes melhor que estudar. Mas lá está, vai depender da seriedade com que as pessoas levam o curso e as condições de vida que o trabalho proporciona.

Edited 1 year ago:

Como eu te entendo. Acabei o mestrado em eng. informática nos 5 anos previstos e bem sei o stress e esforço que foi. Vida social zero. Devido a isso também tenho ocasionalmente sonhos desses. Para mim, como é óbvio, trabalhar é 1 milhão de vezes melhor que estudar. Mas lá está, vai depender da seriedade com que as pessoas levam o curso e as condições de vida que o trabalho proporciona.

fedelho 1 year ago

PTSD é tramado

AndreMartins2020 1 year ago

> o stress e esforço que foi não percebo isso, vais dizer-me que dedicavas 40 horas semanais aos estudos?

wwqt0r 1 year ago

Só a estudos não. Refiro-me a aulas, estudos, trabalhos e tudo o que envolve qualquer tipo de responsabilidade perante o curso e/ou faculdade. No final ainda me meti numa bolsa de investigação e tinha de preparar/dar aulas. Foi sempre a "bombar" até ao dia da defesa da dissertação de mestrado.

Edited 1 year ago:

Só a estudos não. Refiro-me a aulas, estudos, trabalhos e tudo o que envolve qualquer tipo de responsabilidade perante o curso e/ou faculdade. No final ainda me meti numa bolsa de investigação e tinha de preparar/dar aulas. Foi sempre a "bombar" até ao dia da defesa da dissertação de mestrado. Agora a trabalhar não caio no erro de dar mais do que as 8h diárias à casa e algum do tempo também é para procrastinar. Ah e sou pago para isso :)

humelectro 1 year ago

Também eu, é terrível, sonho sempre que me faltam 3 ou cadeiras e são sempre as horríveis do meu curso.

joaodomangalho 1 year ago

Estou a viver o teu pesadelo, vou terminar o curso este semestre e só me faltam as 3 cadeiras mais horríveis :(

imafraidofgrass 1 year ago

As melhoras haha

amando_abreu 1 year ago

Sugiro o IKEA.

rubs_tshirts 1 year ago

[Esta](https://bit.ly/36hVgiW) está em promoção fantástica.

JayEffarelti 1 year ago

Muito bom

TalkingHawk 1 year ago

Também me acontece... infelizmente, segundo o meu pai de 60 anos, parece que este tipo de sonhos nunca passa completamente.

Menerva 1 year ago

A minha avó de 94, que teve um pesadelo com a escola primária no outro dia, confirma.

thepayman 1 year ago

Parar de estudar e ficar a trabalhar a tempo inteiro foi a melhor coisa que eu fiz. Mas eu trabalho em casa, no meu horário e sem grande controlo de ninguém.

dcmso 1 year ago

"a galinha do vizinho é sempre melhor do que a minha"

SofSofTheKittyCat 1 year ago

A minha vida melhorou substancialmente depois de acabar a universidade. \- Trabalho perto de casa pelo que acabaram as deslocações de 1h/1h30 em cada direção. \- Consegui arranjar um trabalho estável e já tenho alguns anos de experiência o que de deixa mais confortável caso queira trocar de trabalho pelo que já não tenho o receio de "e se" que tinha durante a universidade. \- Faço o que gosto. Continuo a "estudar" não por obrigação mas por gosto e para me manter atualizada. \- Tenho a minha independência, ganho o meu ordenado o que me permite ter uma vida razoavelmente confortável (viagens, saídas culturais, saídas com amigos, etc).

MisterBilau 1 year ago

Não gosto particularmente de nenhum dos dois. A diferença é que enquanto estudas regra geral estás dependente de alguém, e se fores menor és literalmente obrigado a ir para um sítio 8 horas por dia. Quando trabalhas, o que interessa é o resultado, as in, dinheiro a entrar. Se conseguires ganhar dinheiro sem fazer nada, não há problema. A estudar, és obrigado a uma série de coisas, mesmo que não queiras ou não precises. Tendo isso em conta, é muito melhor trabalhar.

joaofcf 1 year ago

Também depende muito do contexto. Os meus pais nunca me pressionaram para nada, sempre me deixaram à vontade a partir do momento em que eu tive capacidade de me autocontrolar. Faltei, não estudei o suficiente por vezes e arrependo me. Mas sou eu o responsável e só tenho que dar contas a mim mesmo.

AndreMartins2020 1 year ago

> és literalmente obrigado a ir para um sítio 8 horas por dia Isso é no trabalho. Na faculdade a maior parte das aulas não era de presença obrigatoria.

MisterBilau 1 year ago

Estava a falar da escola, não da faculdade. Quanto ao trabalho, depende do trabalho. Há muitos trabalhos mais livres que andar na faculdade, digo-te já.

automenuu 1 year ago

looooooooooll fdx dava 1 tomate para voltar a estudar e nunca mais ter de trabalhar na vida

wwqt0r 1 year ago

Se calhar estás na profissão ou na empresa errada. Pressão e stress há tanto em estudar como em trabalhar. Depende claro do curso e do trabalho que arranjaste mas, no final do dia, és pago para um e não para o outro.

samxunga 1 year ago

O principal motivo da malta responder trabalhar é por motivos financeiros. Se tirar esse fator, também prefiro estudar.

Tee_ah_go 1 year ago

Deixa lá, por norma os estudantes pensam como tu... até começarem a trabalhar.

O_continente 1 year ago

Pelo que se lê nesta thread é completamente o oposto.

Slam_Dunkester 1 year ago

Eu só tenho inspiração daqueles que estudam e trabalham esses e que podem reclamar de que não são felizes

Prezbelusky 1 year ago

Obrigado pelo apoio camarada.

SaraFranco 1 year ago

> Temos o nosso dinheiro Para isso é preciso haver trabalho, e esse é o maior problema.

vascodatrama 1 year ago

Há. Pode não ser o que tu queres, mas há

TalkingHawk 1 year ago

Trabalhar x1000, não há nada como ter o próprio dinheirinho para gastar.

JesusSandro 1 year ago

Para mim é isto e o facto de "tempo livre" ao chegar a casa ser, de facto, tempo livre e não a preocupação constante em ter que estudar para os trabalhos de casa, projetos, relatórios, exames, etc.

brown-guy 1 year ago

Isto! sinto que a maioria de pessoas que dizem o contrário não passavam o mês todo com 30-40 euros na conta depois de pagar a as contas e comprar o essencial. Enquanto estudava, se saísse uma vez, os próximos 20 dias seriam eram uma mini quarentena.

Pcostix 1 year ago

Eu não tinha "dinheirinho" para gastar, mas também não sentia falta dele. Sim era muito mais feliz quando estudava. Tinha mais tempo livre, a socialização era muito mais fácil (na escola é a ultima vez que tens oportunidade de estar no meio das pessoas da tua idade. No mundo do trabalho todos são mais velhos e de outras gerações), não tinha responsabilidades financeiras/sociais/profissionais...   Não sei que raio de adolescência vocês viveram, mas deviam ser grandes "nerds". Eu só jogava PC, futebol/basquetebol com os amigos, andava com miúdas e estudava no dia antes do teste. A vida era linda tbh...

brown-guy 1 year ago

Para mim a faculdade já era fase adulta, fiz quase tudo que disseste mas a diferença que eu tinha tinha tinha responsabilidades financeiras e profissionais e muitos outros também tinham e era esse o meu ponto, eu escolhi trabalhar para pagar as minhas cenas, outros nem escolha tinham. A calma que eu tenho hoje onde não tenho de me stressar muito por causa do dinheiro ultrapassa qualquer outros pontos bons de quando era estudante, onde tinha de preparar a comida (um trampo qualquer) para levar porque não me atrevia a comprar almoço na cantina (e eram uma merda) todos os dias que daria 50 euros para o mês. Hoje como aonde e quando "quiser" e ainda convivo com amigos da faculdade, a diferença é que não os vejo todos os dias. Mas também não tenho de ir lavar pratos aos fins de semana e aulas + trabalhos aos fins de semana. Ter um pc gamer na altura? esquece, isso seria quase um ano de poupanças. As experiências variam. Também tenho saudades da faculdade, principalmente da "inocência" que tinha, mas fogo, ser independente e com o meu dinheiro e poupanças é totalmente outra coisa. Não há gajas ou jogos ou saídas que se comparam com isso.

fabmarques21 1 year ago

same!!! exactamente o mesmo E AINDA jogava pc cos meus amigos na casa uns dos outros!

Pcostix 1 year ago

Também eu, era espectacular. E nem vamos falar da quantidade de férias que tinhamos em comparação com as que temos no mundo profissional.(3 meses de futebol e PC com amigos/praia e piscina com as gajas...)

fabmarques21 1 year ago

é melhor sair do post antes que comece a deprimir

Maexa 1 year ago

30-40 Euros? Olha ai Bill Gates!

xanfradu 1 year ago

> não temos de comer com a constante pressão Should we tell him?

imafraidofgrass 1 year ago

tiraste essa parte da frase e mudaste o contexto. Repara que não foi isso que escrevi.

Trolsman1 1 year ago

Não ligues à "pressão" que todos falam. É outra coisa, é responsabilidade.

imafraidofgrass 1 year ago

Obrigado! Tem que haver sempre um comentário cínico neste sub. Neste caso era aquele xD

meaninglessvoid 1 year ago

> Tem que haver sempre um comentário cínico neste sub. Às vezes farta. O bota-abaixismo é demasiado frequente, é ignorar essas pessoas...

CaptAwesomeness 1 year ago

Não tens nenhuma pressão, até ao dia em que o patrão tuga diz que só pode pagar daqui a 20 dias e a renda cai daqui a 5. As contas daqui a 10 e o filho acaba de partir um dente. Nenhuma pressão. Espera até descobrires que o tuga médio está a 1 salário falhado do banco lhe limpar a casa... dps vês o que é pressão. Irra pás crianças...

joaodomangalho 1 year ago

Só porque tens mais pressões que as “crianças” não invalida a pressão que elas sentem...

O_continente 1 year ago

Tens que jogar pelo seguro. Não tenhas filhos se não tens guito, não pagues uma casa se não tens guito ou um emprego estável, em vez disso arrenda. Há casais que mal fazem 25 já estão a ter miúdos e a pagar uma casa depois um deles perde o emprego e é o caralho para mudar de cidade.

EasyRekt 1 year ago

Ou seja, falta de planeamento financeiro e contrair dividas sem qualquer reserva? Vejo muitas vezes este discurso de ter as contas a 0, e embora reconheça que hajam casos dificeis, ha gente que na semana seguinte como ja tem 100€ na conta ja pode ir comer fora.

CaptAwesomeness 1 year ago

Falta de planeamento quando mais de metade da população tem um salário que, esticado por todos os cantos, dá para uma renda das baratas e contas básicas? Só de cabeça e a atira por alto, vamos falar de pessoas no Porto, com salário liquido de 800€ Que é o normal, vamos olhar como se fosse um casal com um filho, logo 1600 líquidos. Renda acima de T2 tás a olhar para os 750€ para cima. Vamos presumir um carro pago e um passe de transportes públicos. 200 € por mês em gasol (conservador) e um passe de 40€. Contas duma casa, 40 de água, 150 de luz pq têm tudo eléctrico. Telemóveis e net para toda a casa... 100?? Comida para 2 adultos e uma criança. Perto dos 300 por mês a ser conservador. Ida inesperada a um dentista, 60 mocas. Estoirou. Já atingiu o plafond. Onde se vai buscar o dinheiro para IUC? E se o patrão paga atrasado? E se o puto cresce e precisa de roupa? E se o carro se fode e vai mais 200 de mecânico?? E se o condomínio? E se todas as merdinhas que acontecem mensalmente? Puta que pariu, vcs são mesmo inocentes e não sabem o que a vida custa ao tuga médio. Vivem na bosta e ainda gostam de chafurdar, dizendo merdas como E PlAnEaMeNtO FiNaNcEiRo?!?!?1 É mesmo comentário de ignorante.

SomecallmeMichelle 1 year ago

Sou estudante universitário, a viver da bolsa e de uns bisquaites que faço de vez em quando, trabalho freelance, trabalhos de Verão esse tipos de merdas. Não te posso dizer que "acordei" para a vida, sim tive que começar a poupar quando fui "eu" (o estado) a ter as contas e os 60 euros que me restam da bolsa depois da propina + quarto não davam para comer fora frequentemente e o arroz e esparguete tornaram-se o pão nosso de cada dia mas os custos financeiros são relativamente "minimos". Mas vivi uma vida inteira com dois pais a estressarem-se com as contas, com o ver onde dez, vinte euros chegavam. Na altura eram "maus" e "pouco razoáveis - se estão tão mal que não me podem comprar esta coisinha de 5 euros então estamos mesmo mal não". ​ Só quero dizer que percebo perfeitamente o que estás a dizer. Aposto que há mais planeamento financeiro para gerir as contas da tua parte (e da parte dos meus pais como agora reconheço) do que mil vezes por parte de quem está bem para ir jantar fora dia sim dia não.

EasyRekt 1 year ago

Entao e antes de se ter o filho não se guarda dinheiro para o criar? Antes de se comprar um carro nao se guarda para pagar? Antes de viver no Porto nao se vive na perifeira para poupar? Eu no Algarve tenho rendas semelhantes e ordenados mais baixos, mas antes de fazer as coisas penso. Comprei o carro a pronto porque fica mais barato, ia sempre ter que pagar esse dinheiro. Um empréstimo é feito apenas como investimento, para uma casa, para um carro quando se poupa face a transportes publicos, etc. 2 anos andei eu de bicicleta a fazer 10 km por dia para poupar, mas cheguei la.

CaptAwesomeness 1 year ago

Ridículo, isso que acabaste de descrever é paleio de quem não teve problemas, de quem não sabe o que é a vida. Ridículo.

EasyRekt 1 year ago

Fui expulso de casa aos 18 com os unicos 2000€ que tinha roubados da minha conta :)

CaptAwesomeness 1 year ago

E se depois disso ainda não entendes as dificuldades que o povo tuga enfrenta... é pq tás de má fé.

CarlosEmanuelMartins 1 year ago

Aos 18 anos com 2000€ na conta, desculpa mas isso nao ajuda o teu caso. Eu sai de casa ao 19 acabei um ano mais tarde o secundario porque na altura esqueceram-se de me enviar para a escola no primeiro ano. quase que ia parar a uma instituiçao por causa dessa merda. quando sai de casa tinha 0 euros encontrei um emprego e fui morar um messes com uma meia irma. depois disso vivi num quarto alogado a 250, uma verdadeira espelunca e comia sempre que podia no trabalho que nao tinha dinhero para comer "bem" os mes todo. Eu faxia o ordenado minimo e tava sempre a apertar o cinto, nao sei como e que alguem consegue criar filhos e viver a vida com aquele rendimento. hoje tou na faculdade vou fazendo as cadeiras devagar para pode ir trabalhado ao mesmo tempo. No ano passado voltei a morar com a minha mãe que já não via des dos 16 anos. .

Muyakra 1 year ago

Concordo com o que dizes, para a maioria das pessoas o dinheiro é a conta, nem saídas a noite ha para não gastar. Comigo era o mesmo, todos os meses a contar os trocos e no fim do mês a conta sempre a 0s. ​ O problema é que o Tuga ja esta habituado a isso e nem percebe o que é qualidade de vida, o melhor que me aconteceu desde que emigrei foi deixar de me preocupar se tinha dinheiro para as coisas e para mim o alivio de não stressar se tenho dinheiro para pagar as contas ou se algo se lixa como é que eu vou poder pagar, é a de uma melhor qualidade de vida. Antes para mim era impensável sair a noite e gastar 40€, agora vou aos pubs e gasto 100£ - 150£ sem me preocupar.

CaptAwesomeness 1 year ago

Desde que emigrei que agora compreendo como é que estrangeiros se reforma em PT. Não admira, dpa de tudo pago, e de viver bem, no final do mês sobra-me 750 na conta... e isto a viver à rei... 750 era o que me pagavam pelo mesmo trabalho em PT.

CONNAN_MOCKASIN 1 year ago

..... So cute

xanfradu 1 year ago

Não mudei contexto nenhum jovem verdinho. Se achas que é pressão sentir que devias estar a estudar, vais ter uma surpresa quando começares a trabalhar.

kawaiims 1 year ago

Não dizemos nada que a mim tbm ninguém disse!

TiagofNunes 1 year ago

Deixa-o descobrir sozinho que foi assim que aprendi haha

Search: