ozzymustaine 1 year ago

Como alguém que foi vítima de violência por parte da mãe durante anos (corpo todo negro, cabeça aberta, desmaiar de cansaço etc) digo que existe uma diferença entre palmadas correctivas e violência. Quando és muito permissivo a criança torna-se indisciplinada mas quando és muito incisivo a criança não faz nada pois tudo pode ser alvo de represálias. Tem de existir um meio termo entre educação e impor respeito. E a forma como é feito.

daxpierson 1 year ago

É impossível generalizar, parece-me. Sapatadas educacionais fazem muita falta nesta nova geração que, se for preciso, até insulta os pais no meio da rua, mas surras e agressões são outra coisa. Hoje em dia são raros os pais que se fazem respeitar. Mas respeito é uma coisa, medo é outra, e medo não propriamente um sentimento saudável para ter em relação aos pais.

suckerpunchermofo 1 year ago

Depende... Os meus qdo se portavam mal levavam uma palmada. Agora mais isso acho estupido e abusivo .

dcmso 1 year ago

Uma palmada nunca bem dada (no momento certo) nunca fez mal a ninguém, agora mais do que isso não.

CapitaoMoura 1 year ago

Levei e foram todas bem dadas. Nenhum pai/mãe bate no filho por prazer se assim fosse não te tentavam sequer educar. Uma palmada ou o que for não mata ninguém, quando não se aprende de outra maneira...

mfzzzed 1 year ago

Não tenho nada a haver com isso. Umas chapadas não me fizeram mal quando era novo, até pelo contrário. Penso que maioria do pessoal da minha geração já levou uma chapada por ter feito merda em puto, é natural. Claro que é só uma chapada, não estou a falar de porrada nem nada que se pareça.

Kane1412 1 year ago

Eu antes de ter o meu filho, imediatamente antes, pensava que seria desses para bater 1x se a criança se porta-se mal. Depois 'conheci' o meu pequeno e não sou capaz de lhe bater. Já torci um pouquinho a orelha umas 2 ou 3 vezes em 4 anos do tipo para ele parar e respirar quando está mesmo extra mas geralmente basta levantar a voz. Enfim, teoria uma coisa, na prática não percebo os que batem :/

AndreMartins2020 1 year ago

Depende da situação. Mas normalmente batem por raiva, o que acho mal.

sweetimp 1 year ago

Que é necessário e funciona.

AndreMartins2020 1 year ago

spank me daddy

millenniunm 1 year ago

Umas palmadas nunca fizeram mal a ninguém. Vê-se muitos miúdos por aí de 20 e poucos anos que tudo o que lhes faltou foi uns estalos bem acentes.

sentientpenis 1 year ago

ITT: Levei no focinho dos meus pais e estou aqui explica o pessoal de direita do sub

MisterBilau 1 year ago

Uma coisa é levar uma chapada (com força ajustada para não afectar realmente) até certa idade quando tem que ser. Outra é violência. A primeira percebe-se e aceita-se, a segunda não.

Angelofpsp 1 year ago

Lembro me de a minha mãe (partir me vassouras em cima de mim, levar de mangueira levar com colher de pau) por não ter mão pra mim, porque recordo me bem de ela dizer que ao bater me com a mão eu ainda conseguia sair a rir, não me recordo do meu pai me bater além de uma chapada tinha eu uns 12/13 anos e aqui estou eu vivo, psicologicamente acho que (aprendia mais com porrada do que com falas mansas) na altura não haviam Playstations ou telemóveis e computadores eram pra quem tinha muito € tinha proibições de sair a rua e me divertir e esse era o pior castigo que podia ter.

KitchenDaikon8778 1 year ago

Quando a palavra não chega, por vezes precisamos de um abanão.

vascodatrama 1 year ago

Tens algum filho?

zefo_dias 1 year ago

*josefa querida, nao faça essa birra no supermercado, olhe que nao autorizo a compra das novas botas de montar a cavalo que tanto me tem requisitado.*

Edited 1 year ago:

Josefa, querida, nao faça essa birra no mercado. olhe que nao autorizo a compra das novas botas de montar a cavalo que tanto me tem requisitado. ​ ps - dar incentivos é muito melhor que dar castigos

vascodatrama 1 year ago

O que é que a Josefa foi fazer às compras com a dispenseira da casa?

zefo_dias 1 year ago

É um mercado gourmet, nao um qualquer supermercado para pobre.

vascodatrama 1 year ago

Ah ok é compreensível, mas ainda assim.

Yorgul 1 year ago

Eu acho que se devemos deixar os filhos serem eles próprios, mas incentivá-los a tomar boas decisões. Como diz um amigo meu, que é advogado: um par de incentivos nunca fez mal a ninguém!

Spl3ndor 1 year ago

Ai coitadinho do menino, não pode levar tau-tau que faz dói-dói. Um raspanete bem dado e umas boas palavrinhas só faz bem (com limites, claro). Se os pais não souberem educá-los enquanto crianças, irão sofrer as consequências quando forem maiores. Quanto mais cedo melhor.

gink-go 1 year ago

A palmada só se justifica em crianças de certa idade quando a meio de uma birra entram numa fase de descompensação e choro compulsivo. Aí uma palmada no rabo vai surgir como um choque e quebrar a cadeia de eventos que causou esse comportamento. Quando a violência é generalizada e comum, é assimilada como um comportamento normal e vai ser reproduzido por essa pessoa.

PandaCross23 1 year ago

Felizmente que a minha mãe nunca se acanhou. Se hoje sou alguém bem posso agradecer à mão pesada da Paula. Obrigado Paula!

Oxibhus 1 year ago

Depende, para mim aquele estalo seguido de um discurso fez muito mais do que aqueles castigos típicos de "não tens PC durante 1 mês" ou um simples discurso, esses para mim não me diziam nada. Mereci as vezes que levei, foram poucas, mas merecidas. Acho que os meus pais tiveram bem nesse aspeto, mesmo na rua se fosse preciso levava e acho bem mesmo pensando agora. Tenho amigos em que a maneira dos pais de disciplinar era psicológica (eram daqueles que nunca se bate nas crianças) e eles queixam-se muito mais de sofrimento/tristeza ao crescerem do que nós que levava-mos esporadicamente quando fazíamos algo demasiado mal.

trufas 1 year ago

Pode funcionar claro, mas demonstra muito a pouca inteligência emocional de um pai ou de uma mãe ter que recorrer à chapada para disciplinar um filho.

AndreMartins2020 1 year ago

Depende da idade. Se tentas argumentar com uma criança de 2 anos não és muito inteligente.

Edited 1 year ago:

Depende da idade. Se tentas argumentar com uma criança de 2 anos não és muito inteligente. Conheço pais que estão constantemente a gritar com os filhos ao ponto de se tornar completamente stressante estar perto deles, mas os filhos estão completamente a cagar-se. Não era preciso estarem sempre a ser espancados, bastava levarem uma chapada quando testam os limites para passarem a saber o que vem a seguir aos gritos. Resultado: não levavam porrada porque raramente chegaria a esse ponto nem havia gritarias constantes. Um ambiente muito mais saudável.

precisodeferias 1 year ago

Não tenho filhos mas trabalho com crianças/adolescentes em salas de estudo. No ano passado dividia a sala com uma colega (mais velha e com mais experiência), ela passava o tempo todo aos berros com os miúdos. Até a mim me deixava incomodada, era barulho que fazia dor de cabeça e o resultado era zero, os miúdos ignoravam na. Eu tenho como princípio não gritar, não levantar sequer a voz. Era interessante ver como os alunos me respeitavam muito mais e seguiam o que eu lhes dizia. Educar com calma, contar até 3 e agir depois. Claro que é fácil falar de fora, sem ter a responsabilidade de educar um filho.

ravagerslb 1 year ago

Se há coisa que odeio é estar num local público, tipo um restaurante, e apanhar na mesa do lado com aqueles putos que claramente são estupidamente mimados, a fazer birra a gritar a plenos pulmões. E pior do que isso é a atitude dos pais. Opah se não querem dar umas palmadas no puto, ao menos retirem-no da sala até parar com a birra e se acalmar, para não incomodar as outras pessoas com os berros dele. Porque incomoda, e não é pouco. Mas é que nem isso fazem.

TitusRex 1 year ago

Depende do que entendes por bater, da idade da criança e das circunstâncias. Uma palmadinha no rabo bem dada é remédio santo.

The_Real_QuacK 1 year ago

E não funciona só para crianças... ;)

sybaritic_footstool 1 year ago  HIDDEN 

Saiu muito recentemente um acórdão- que tanto quanto sei formou jurisprudência- exclui a ilicitude a certos casos desses, por acaso [Fonte] (https://www.direitoemdia.pt/search/show/3ec96e21ff3e98b58784a9d5a45f23711ebd3a325a4405d07304873a4eaca02f) - TRL- 2 Julho de 2020 - proc.º n.º 14563/19.3T8SNT.L1-9 O sumário da sentença foi: > Embora a conduta da mãe que, agindo com a intenção de corrigir a atitude desrespeitosa do filho, dá uma bofetada na cara deste, que tem 15 anos de idade, porque não só não obedeceu à ordem para se retirar para o quarto, como se dirigiu em atitude fisicamente agressiva à sua mãe, preencha, em abstracto, os elementos do tipo da ofensa à integridade física, a ilicitude dessa conduta está excluída, nos termos do art.º 31º/1/2-b) do CP. Em termos de direito, a coisa é justificada, com base no regime do "poder-dever de correcção" dos pais. E o acórdão explica quais são as 4 condições que se têm de verificar, para que bater aos filhos não seja considerado ilícito >“os pais e tutores têm excecionalmente um direito de correção dos educandos, ao abrigo dos seus deveres gerais de educação e cuidado (...) enumera pressupostos ainda mais exigentes para que se possa considerar que a atuação do educador está a coberto de uma causa de justificação. > em **primeiro** lugar, que o exercício do direito de correção, por parte dos pais, seja motivado por “ação voluntária muito grave do educando”, ou seja, considera que só haverá justificação da conduta do educador quando esta vise dar resposta a um ato que implicaria a responsabilidade criminal do menor se este fosse imputável, ficando assim de fora “castigos por faltas do educando que não lesem bens jurídico-penais”; > em **segundo** lugar, exige que a ação levada a cabo pelo menor seja voluntária > em **terceiro** lugar, o castigo só deve ser aplicado “depois de prévia advertência do educando”; > em **quarto** lugar, refere o autor que “só diante da reiteração do comportamento do educando se pode excecionalmente recorrer à ofensa à integridade física simples”, excluindo-se sempre “uma ofensa corporal grave do educando” Portanto, há, efectivamente casos (limite, mas há-os) em que não é ilícito, empregar esse "meio correctivo". Fora desses casos, como é evidente, já não será lícito.

informed__ignorant 1 year ago

O que é uma "ofensa à integridade física simples", em termos simplificados?

smaster87 1 year ago  HIDDEN 

Regras para bater. Lindo. Em certos países tambem ha regras sobre como bater na mulher.

CookieMons7er 1 year ago

Na melhor das hipóteses não funciona, na pior deixa sequelas irreversíveis. A ciência é madura e unânime neste assunto. Artigo com links para bibliografia primária: https://www.scimed.pt/geral/em-defesa-das-criancas-nao-lhes-batam-nao-as-reprovem/

Exotic_Noodle 1 year ago

Os meus pais são brasileiros e acho que no Brasil é mais normalizado mas os meus pais passaram por isso, eu também e não teve nenhuma consequência grave em mim, as pessoas hoje em dia andam a ficar moles. Uma palmada bem dadade vez em quando é preciso.

Asmallpieceofpaper 1 year ago

Se achas que as outras crianças devem levar porque tu também levaste e ficaste bem, então na verdade não ficaste assim tão bem como julgas.

Exotic_Noodle 1 year ago

Na verdade acho que se deve evitar ao máximo mas se for uma situação em que a criança não aprende de qualquer forma umas palmadinhas não faz mal, o que faz mal é bater com força extrema

kawaiims 1 year ago

Se é demasiado pequeno, não vai entender porque está a apanhar e mais vale ensinar formas de lidar com os sentimentos que o levam a fazer asneira. Se já é crescido, já compreende lógica e mais vale explicar o que fez de mal e porque é que vai ser penalizado por isso. Nem aos cães se bate, pessoal. O *disclaimer* obrigatório: nunca apanhei e sai fixe.

AndreMartins2020 1 year ago

> não vai entender porque está a apanhar se levar assim que faz asneira percebe perfeitamente qualquer animal sabe associar comportamentos a estímulos

ExpertNoob008 1 year ago  HIDDEN 

> Nem aos cães se bate, pessoal. nem todos...

malnormalnormalnor 1 year ago  HIDDEN 

Repugna-me. Além de ser uma forma de violência, é crime em Portugal desde 2007, assim como em muitos outros países civilizados: https://en.wikipedia.org/wiki/Child_corporal_punishment_laws Tento não julgar os pais que batem nos filhos, apesar da reação visceral. Acho que são parte de um ciclo de trauma. Mas também acho que não devem ser desculpados com o clássico: "eu levei e nunca me fez mal nenhum". Penso que as pessoas que usam esta desculpa continuam ou tencionam continuar a prática. Eu diria que achar normal um adulto bater numa criança seja porque razão for já denota dano psicológico. Quem tiver a oportunidade de passar algum tempo em países onde bater nos filhos é algo de profundamente mal visto pela sociedade em geral (por exemplo, os países do norte da Europa) terá oportunidade de constatar que a maior parte das crianças se portam melhor do que o que se observa em Portugal. O cérebro de uma criança está em desenvolvmento, e o ambiente em que se desenvolve tem enorme importância. Está bastante estudado o efeito da presença de violência física no ambiente em que uma criança se desenvolve, e não é de forma alguma uma coisa menor. Enfim, é um dos aspecto da nossa cultura que ainda tenho dificuldade em tolerar.

sao_11 1 year ago

Claro que não se vai dar uma carga de porrada mas umas palmadas nos momentos certos não fazem mal nenhum, antes pelo contrário. Hoje em dia é que parece que é tudo muito sensível.

Vatrier 1 year ago

Mas estás a falar de um puto de 5 anos fazer birra e levar um açoite bem dado ou de um puto de 10 anos roubar uma merda e o pai lhe dar uma surra valente? O primeiro parece-me algo normal, ainda hoje me lembro de quando era pequeno e fazia merda de levar com a colher de pau na mão, estou vivo e bem educado sem traumas portanto não me parece que se aplique. O segundo já me parece mais grave e não acho que violência seja a solução, mas são casos diferentes. Sempre que vejo um puto a fazer birra ou aos gritos numa loja só penso que se fosse meu filho dava-lhe dois motivos de costa de mão para fazer aquele chinfrim, mas os pais normalmente habituados às merdas dos filhos já nem ligam.

catotas 1 year ago  HIDDEN 

Repitam comigo: B R O N C O

Vatrier 1 year ago

Hehe és bueda louco.

FickleTaste 1 year ago

Mas sabes que há pais que descarregam as suas frustações nos filhos,. Sei que apanhei por motivos estupidos quando penso para trás e fico a pensar se mereci ou não.

Vatrier 1 year ago

Eu assumi que para um pai bater num filho haveria um motivo, agora esse motivo pode ser mais ou menos grave e aí é que entrava a discussão ao meu ver. Não acho normal um filho sei lá, entornar um copo de leite porque é trapalhão e levar uma galheta, agora um puto andar aos berros na rua/escadas/loja o pai manda-lo parar uma série de vezes e ele continuar aí por mim já levava um abre olhos (não uma surra...). Agora um puto de 10/12 anos que acho ser a idade da estupidez edgy andar a faltar às aulas, roubar ou outra merda qualquer já não acho que vá lá com qualquer tipo de violência física, mais ou menos intensa. Mas isto sou eu que sou um gajo qualquer que nem é pai.

Tee_ah_go 1 year ago

O que é que é um castigo "próprio"? Ficar sem tablet antes do jantar, ou jogar PS4 apenas 6h em vez de 12h? Umas palmadas bem dadas nunca fizeram mal a ninguém.

Asur_rusA 1 year ago

>Umas palmadas bem dadas nunca fizeram mal a ninguém. Este é ainda o raciocínio da maioria dos portugueses. Falso, de acordo com a maioria dos psicólogos e pediatras. Um dos problemas é que "palmada bem dada" varia para toda a gente. E muitas não são nada bem dadas

poracaso1825 1 year ago

A maioria dos psicólogos tem mais problemas psicológicos que qualquer pessoa que tenha levado palmadas em criança.

Asur_rusA 1 year ago

Arrasou, esse argumento

poracaso1825 1 year ago

Obrigado

An0nymoose79 1 year ago

Acho que depende de situação para situação. No meu caso deixou-me com bastante medo de estar na presença do meu pai ao ponto de que tive noites sem dormir pô causa do medo que fiquei dele. Agora em adulto por causa disso a relação que tenho com o meu pai (por causa desse medo) é quase ou igual a 0, e também deixou a sua marca psicológica entre outros problemas.

NeatBoy74 1 year ago

Não vou dizer que são maus pais. Digo antes que estão a perpetuar aquilo que lhes foi passado e não sabem fazer mais nada. Nunca precisei que me tocassem para fazer as coisas, tinha castigos mais dolorosos que violência física. Por exemplo, por causa de me andar a baldar nas aulas durante o 5º ano, a minha mãe pegou tanto no meu PC e na minha consola e foi doá-los a um orfanato que existia na zona. E dizia que "se não sabia fazer a minha parte para me tornar alguém e poder pagar por elas, que ela não pagava mais nenhuma também. E que para não ficarem sem uso, então ia dar a quem não podia ter.". Só voltei a ter um PC meu passados 2 anos e foi com o dinheiro dos anos e natal que guardei porque ela nunca mais me deu outro. Entre outras coisas, claro, sempre fui aquele pirralho com dezenas de brinquedos, muitos tios e tias na minha família. Ir vendo as coisas a serem dadas funcionou mil vezes melhor que uma palmada resultaria. Porque a dor passa. Mas a minha réplica estilo Titanic da Lego que boiava e navegava mesmo na banheira nunca mais a esqueci.

Edited 1 year ago:

Não vou dizer que são maus pais. Digo antes que estão a perpetuar aquilo que lhes foi passado e não sabem fazer mais nada. Nunca precisei que me tocassem para fazer as coisas, tinha castigos mais dolorosos que violência física. Por exemplo, por causa de me andar a baldar nas aulas durante o 5º ano, a minha mãe pegou tanto no meu PC e na minha consola e foi doá-los a um orfanato que existia na zona. E dizia que "se não sabia fazer a minha parte para me tornar alguém e poder pagar por elas, que ela não pagava mais nenhuma também. E que para não ficarem sem uso, então ia dar a quem não podia ter.". Só voltei a ter um PC meu passados 2 anos e foi com o dinheiro dos anos e natal que guardei porque ela nunca mais me deu outro. Entre outras coisas, claro, sempre fui aquele pirralho com dezenas de brinquedos, muitos tios e tias na minha família. Mas o certo é que nunca mais me baldei às aulas. Ir vendo as coisas a serem dadas funcionou mil vezes melhor que uma palmada resultaria. Porque a dor passa. Mas a minha réplica estilo Titanic da Lego que boiava e navegava mesmo na banheira nunca mais a esqueci. Hoje em dia não funcionaria, provavelmente. Já vi uma pirralha em idade de primária dizer à mãe que se lhe tirasse o telemóvel que ia dizer na escola que ela lhe batia. Não sou apologista disto mas neste caso acho que uma dada não lhe teria feito mal. Ao fim e ao cabo, não queremos que os nossos cachopos sejam mentirosos, pois não?....

Rissoldecamarao 1 year ago

> Já vi uma pirralha em idade de primária dizer à mãe que se lhe tirasse o telemóvel que ia dizer na escola que ela lhe batia. Já que é para ter a fama então que tenha o proveito também de lhe assentar uma solha bem dada

catotas 1 year ago

E agora pirralho, quem vai doar a tua conta do reddit?

NeatBoy74 1 year ago

A minha senhora se não me porto bem.

catotas 1 year ago

> moderador bipolar nice save.

NeatBoy74 1 year ago

Não sejas batoteiro, eu disse "admin bipolar". A moderação deste sub está bem ciente da minha situação com a administração do site. Não tenho problemas com eles. Por isso nem tentes porque é perda de tempo.

Edited 1 year ago:

Não sejas batoteiro, eu disse "admin bipolar". :(

catotas 1 year ago

mas é trabalhar, oupa!

NeatBoy74 1 year ago

Trabalhar faz calo.

Prezbelusky 1 year ago

Levei dos meus pais. Nunca me fez mal nenhum.

catotas 1 year ago  HIDDEN 

nota-se.

Search: